BMW X2 2019 – Características, Lançamento


Modelo é um SUV de luxo que deverá ser lançado no Brasil até o final de 2018.

Finalmente depois de muita espera, a empresa BMW anuncia o seu modelo que estava "faltando" que é o SUV de Luxo, BMW X2, de luxo devido a todas suas características que serão citadas ainda neste artigo, para quem está ansioso a empresa ainda adianta que seu lançamento oficial no Brasil será até o final de 2018, isso mostra que o mercado de SUV compacto no país ainda não está finalizado e as montadoras vêm dando o seu melhor para que estejam no topo nessa "disputa" para ver qual o melhor modelo.

No Brasil, já foi adiantado que o modelo virá com um motor muito bom sendo o 2.0, mas ainda demonstrando uma força a mais 192 cv de potência, e se diferenciando da maioria dos outros SUV's sua transmissão é automática de sete velocidades, isso mostra por que os carros da BMW se diferenciam tanto da maioria, principalmente nesse fator de desempenho em todas as partes do carro. Aqui no Brasil, seu motor ainda é igual o da BMW X1, porém isso pode mudar conforme o país, alguns ainda adotaram o motor a Diesel, esse pode ainda aumentar muito mais sua potência, chegando a 230 cv em média e ainda são transmissões automáticas de oito marchas ao invés de sete.

Um item que atingirá apenas no X2 será a sua tração, sendo integral, mas isso somente para o X2 que será diesel, mas isso não deixa de ser uma notícia interessante para todos os públicos. Como já foi citado anteriormente como será a tração do carro diesel, no Brasil sua versão em gasolina será com tração dianteira, que também não é ruim e já está bem acostumado ao público brasileiro, e para quem tem curiosidade sobre o citado X1, ele também terá como adaptação a tração dianteira.

A versão que virá ao Brasil é surpreendente em alguns aspectos ainda mais por ser um SUV, seu 0 a 100 km/h é de incrivelmente 7,7 segundos, podendo não ser tão expressivo em um esportivo, mas muito útil para um SUV compacto, ainda mais no cenário brasileiro. Mas isso pode ser facilmente atingido pelo X2 a diesel isso por que ele consegue cumprir facilmente essa tarefa em incrivelmente 6,7 segundos, mas para o Brasil os 7,7 já estão de ótimo tamanho.

Na questão de gasto de combustível novamente o X2 a diesel está na frente conseguindo fazer em média 21 km com apenas um litro, assim o modelo a gasolina consegue percorrer aproximadamente 18 km com um litro, nesta parte sim vemos uma diferença expressiva, pois 3 km é uma distância bem significativa e a economia aqui no Brasil ajudaria muito.

O carro ainda possui mais de uma versão, sendo três, a versão padrão, o X2 M Sport, e o X2 M Sport X, esses terão diferenciação em alguns aspectos principalmente na área de design, um deles podendo ser bem visto na lateral do carro, onde o X2 M Sport terá algumas configurações diferentes dos outros como por exemplo do X2 M Sport X terá detalhes cinzas nas laterais, que será uma característica bem chamativa.

Parte Interna

Internamente, o veículo não deixará a desejar, como nunca deixou, mesmo em versões anteriores, o seu design mais futurístico como na maioria dos produzidos hoje em dia mostra o quão a empresa está preocupada em exibir um carro com um design mais atrativo, os bancos com um desenho confortável tanto para o condutor quanto para o restante dos que estão nele, um sistema de multimídia muito bonito, sendo na parte superior do painel central, facilitando a visão do condutor em caso de GPS por exemplo, sendo assim um carro completo e de luxo para quem tem interesse.

Por Gustavo Martins

BMW X2 2019

BMW X2 2019


Redução no IPI de Carros Elétricos e Híbridos


A partir de Novembro Carros Elétricos e Híbridos devem ficar mais baratos.

Na última sexta-feira (dia 06 de Julho de 2018) finalmente foi publicada as alíquotas e suas respectivas faixas de redução de preço para veículos elétricos e híbridos a serem vendidos no mercado nacional, a principal novidade é que a redução será baseada em dois critérios principais, a eficiência energética e o peso, exemplificamos elas abaixo:

Carros Híbridos com índice de eficiência energética igual ou menor a 1,10 Mj/km

  • Pesando até 1.400 kg: alíquota de 9%
  • Pesando na faixa de 1.401 kg até 1.700 kg: alíquota de 10%
  • Com peso superior a 1.701 kg: alíquota de 11%

Carros Híbridos com índice de eficiência energética entre 1,11 Mj/km e 1,68 Mj/Km

  • Pesando até 1.400 kg: alíquota de 12%
  • Pesando na faixa de 1.401 kg até 1.700 kg: alíquota de 13%
  • Com peso superior a 1.701 kg: alíquota de 15%

Carros Híbridos com índice de eficiência energética acima de 1,68 Mj/Km

  • Pesando até 1.400 kg: alíquota de 17%
  • Pesando na faixa de 1.401 kg até 1.700 kg: alíquota de 19%
  • Com peso superior a 1.701 kg: alíquota de 20%

Carros Híbridos com índice de eficiência energética acima de 1,68 Mj/Km

  • Pesando até 1.400 kg: alíquota de 17%
  • Pesando na faixa de 1.401 kg até 1.700 kg: alíquota de 19%
  • Com peso superior a 1.701 kg: alíquota de 20%

Carros Elétricos com índice de eficiência energética igual ou menor que 0,66 Mj/Km

  • Pesando até 1.400 kg: alíquota de 7%
  • Pesando na faixa de 1.401 kg até 1.700 kg: alíquota de 8%
  • Com peso superior a 1.701 kg: alíquota de 9%

Carros Elétricos com índice de eficiência energética entre 0,67 Mj/km e 1,35 Mj/Km

  • Pesando até 1.400 kg: alíquota de 10%
  • Pesando na faixa de 1.401 kg até 1.700 kg: alíquota de 12%
  • Com peso superior a 1.701 kg: alíquota de 14%

Carros Elétricos com índice de eficiência energética acima de 1,35 Mj/Km

  • Pesando até 1.400 kg: alíquota de 14%
  • Pesando na faixa de 1.401 kg até 1.700 kg: alíquota de 16%
  • Com peso superior a 1.701 kg: alíquota de 18%

(Futuros) Híbridos Flex também podem entrar na conta

O governo também sinalizou descontos de até 2% no IPI para Carros Híbridos com motorização que aceita tanto etanol como gasolina, isto significa uma redução de imposto de 7% a 18%, dependendo sempre do seu índice de eficiência energética e peso. Por enquanto a única montadora com projetos e interesses nesta área é a Toyota, que já anunciou estar fazendo testes com o seu modelo híbrido Prius, gerando uma versão flexível (Prius Flex), porém, não existe informação oficial quando ou se efetivamente o veículo será lançado.

Os preços tendem a ser reduzidos a partir de Novembro, o mercado costuma reagir positivamente a este tipo de incentivo, porém, a quantidade de modelos e suas versões para o mercado ainda é uma incógnita, o governo respondeu a uma necessidade primária de oferecer regras mais claras com políticas de incentivos e reduções de impostos desde que a indústria obedeça determinadas regras, agora cabe ao mercado responder com os seus interesses e produtos.

A título de informação, atualmente o mercado conta com pouquíssimas opções para venda, dentre elas a mais popular é o Toyota Prius, um carro híbrido com preço em torno de R$ 126 mil, que acumula vendas até o mês de Junho de 2018 de 1.472 unidades ou em média 245 carro ao mês, quer dizer um volume muito baixo e com certeza aquém da demanda de consumidores interessados neste tipo de produto.

A BMW também oferece o BMW i3, trazendo sua nova geração por pouco mais de R$ 200 mil, com maior autonomia devendo baixar seu preço final, uma vez se enquadrando nas faixas propostas.

Apesar da aparente escassez a curtíssimo prazo, as montadoras nacionais e importadores prometem movimentar este cenário ainda este ano, a Volkswagen promete trazer o Golf GTE e a Nissan também confirmou seu elétrico, o Nissan Leaf, o carro elétrico mais vendido no mundo.

Tudo isto somado ao novo conjunto de regras positivas anunciadas pela Rota 2030 e que deve finalmente fazer deslanchar todo mercado automotivo.

Autor: Carlos B.


Programa do Governo visa abater impostos de carros elétricos e híbridos


Governo lançará um projeto que beneficiará quem deseja comprar carros híbridos e elétricos no Brasil.

O presidente anunciará em breve um programa de incentivo ao setor automobilístico, que incentiva as pessoas a adquirirem carros híbridos e elétricos.

Esse projeto é um dos entraves de negociação sobre o livre comércio entre todo o Mercosul e também a União Europeia.

Porém, uma versão anterior do projeto já foi barrada na hora de sua votação, portanto há uma grande expectativa que dessa vez seja aprovado.

Todas as medidas preventivas foram tomadas para que o projeto dê certo desta vez.

Fazendo assim com que a renúncia dos tributos chegue a 1,5 bilhão de reais no período de quinze anos. Neste montante total estão englobados os impostos sobre todos os veículos híbridos e elétricos, como também de todas suas peças, abaixando de forma muito significativa os impostos sobre o veículo.

A política do programa não consiste em subsídios para os compradores em si, mas tem como foco principal trazer um certo interesse de investidores para que possam trazer para o Brasil essa tecnologia desenvolvendo novos produtos por aqui.

As regras serão praticamente as mesmas para as montadoras nacionais quanto para as internacionais igualando assim a disputa por mercado e encorajando ambas a investir pesado na produção desse tipo de automóveis.

Os créditos chegarão até 30% do valor nos veículos podendo assim abater no Imposto de Renda e na Contribuição Social.

Porém, quem descumprir as normas do projeto terá que desembolsar 20% do valor total de suas vendas, e essa regra serve tanto para as montadoras nacionais quanto para as importadoras.

Esse abatimento pode chegar a 40% se forem investidos nas áreas indicadas pelo governo.

Essa lista se estende a outros tipos de desenvolvimento na área assim como: nanotecnologia, big data, conectividade, motores a biocombustível e inteligência artificial os veículos autônomos.

Portanto, o governo espera que em breve nosso mercado automobilístico esteja completamente desenvolvido tecnologicamente, dando uma experiência de trânsito completamente diferente com a que temos no atual momento em nosso país.

Na parte das vendas, o governo tem desenvolvido um plano econômico também bem sugestivo abaixando o IPI e as alíquotas dos carros elétricos e híbridos.

As taxas variam de acordo com o peso do motor. Chegando a um IPI de até 7%, vale ressaltar que esse valor hoje é de 25%. Como podemos observar essa diferença será bem significativa.

Essa medida do governo também prevê um outro Programa, que regulará e alavancará de forma positiva o mercado de veículos elétricos e híbridos.

Medidas como desenvolvimento de postos de recarga já estão sendo trabalhados em todo país através de empresas privadas.

Até o ano passado o Brasil possuía um registro de aproximadamente três mil veículos elétricos ou híbridos. Portanto, com esses projetos governamentais, a estimativa é que esse número cresça de forma inimaginável até 2020, fazendo que quase toda população brasileira já tenha trocado seus carros por carros desta categoria. Contribuindo de forma totalmente positiva com a preservação do meio ambiente.

Como vimos há pouco tempo a greve dos caminhoneiros que parou o país, pelo motivo do preço de combustível, com certeza esse problema nunca mais existirá em nosso país se o governo conseguir realizar esses projetos com eficiência.

Vamos aguardar as novidades sobre o assunto, pois com certeza é o sonho de todo brasileiro poder carregar seu próprio carro em casa, tendo como custo apenas sua energia elétrica que já tem que ser paga todo mês mesmo.

Realizando viagens sem gastar valores absurdos com combustíveis, essa será uma realidade totalmente diferente com a que estamos acostumados a viver até hoje em nosso país.

Um dos maiores problemas econômicos que enfrentamos nos últimos anos é o valor do combustível, será que esse será o fim dessa luta contra as empresas petroleiras?

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Carro elétrico no Brasil


Volkswagen Golf GTE e e-Golf – Lançamentos no Brasil


Novas gerações do híbrido Golf GTE e do elétrico e-Golf serão lançadas no Brasil em breve.

A indústria automobilística tem como uma de suas principais características se reinventar com a intenção de sempre agradar a um número maior de consumidores e com isso consegue vender mais carros. As marcas que fazem parte deste setor sempre tentam trazer inovações com cada lançamento. E um anúncio da Volkswagen realizado no final de 2017 representa justamente toda essa inovação. A empresa divulgou que em 2018 lançaria dois novos modelos no Brasil: Volkswagen Golf GTE e o e-Golf. O primeiro se trata de um veículo híbrido e o segundo de um carro elétrico. Confira agora todas as informações sobre esses novos lançamentos da marca alemã.

O anúncio da empresa para trazer estes novos modelos para o país

O brasileiro é um dos povos mais apaixonados por carro, hoje no país se tem uma infinidade de marcas que possuem fábricas ou que exportam seus veículos para serem vendidos pelo território nacional. Devido a este fato e sabendo que a economia nacional voltou a melhorar, a empresa decidiu que em 2018, o Volkswagen Golf GTE e o e-Golf seriam comercializados no país. Com a intenção de oferecer aos consumidores duas novas possibilidades mais sustentáveis e com um bom custo-benefício.

Informações sobre o Volkswagen Golf GTE e também as vantagens de um carro híbrido

O Golf GTE é um modelo esportivo de quatro portas. Com linhas modernas, o GTE possui uma frente com mais detalhes, como as linhas do capô. Além disso, em seu para-choque se tem linhas nas extremidades que foram um pedaço de um quadrado. Os faróis deste modelo também estão mais potentes. Pois, agora possuem luzes de LED. Tanto na parte dianteira quanto na traseira.

Por dentro, o GTE foi reformulado. O seu painel agora é revestido com um material mais resistente. Os bancos também estão com novos tecidos e novas posições para reclinação. Já o motorista ganhou um painel mais interativo, com cores mais vivas e mais high-tech. No painel do conduto, é exibido o desenho do carro e dependo da função que é acionada, ela é representada pelo desenho.

O Volkswagen Golf GTE ainda conta com dois motores, um de 102 cavalos (versão elétrica) e outro de 150. Ele tem seis marchas. Este modelo consegue atingir o 100 km em menos de 8 segundos. Ele possui o recurso “plug-in”, ou seja, ele pode ser recarregado com o uso de uma tomada. No caso do uso da bateria, você consegue rodar 50 km. Além disso, para recarregá-lo é necessário um pouco mais de 03 horas.

Existem muitas vantagens de se possuir um carro híbrido, sobretudo, pela liberdade que este veículo proporciona ao dono. Em caso de crises de combustível, como falta ou elevação do preço, o fato de se ter como carregar o automóvel é muito interessante. Além disso, se tem uma diminuição de poluentes no meio ambiente. Por fim, também é um veículo valorizado, na hora de revender talvez o preço não caísse tanto e o dono tenha um lucro maior em comparação à venda de veículos tradicionais.

Dados sobre o e-Golf e as vantagens de um carro elétrico

O e-Golf é muito semelhante ao Volkswagen Golf GTE. Tanto na parte externa e na parte interna. Entretanto, em relação ao design consegue se notar duas diferenças. A primeira é o para-choque enquanto o Golf GTE possui aquela faixa com grandes que lembram “escama de peixes”. O e-Golf não tem um desenho tão acentuado. O para-choque é mais clean, assim podemos dizer. A outra diferença é na parte de trás do automóvel, o Golf GTE parece ter uma traseira mais saliente, enquanto o e-Golf parece contar com uma traseira mais reta.

O e-Golf é um carro totalmente elétrico. O seu motor é de 136 cavalos. Ele consegue rodar cerca de 300 km com a sua bateria recarregada. E o carro demora por volta de seis horas para ser recarregado. O e-Golf demora menos de 10 segundo para atingir o pico dos 100 km.

Sobre a venda e preços

Ainda não se tem informações sobre o começo das vendas e também os valores de cada um dos veículos para mais informações: https://www.vw.com.br/pt.html.

Por Isabela Castro

Volkswagen e-Golf

Volkswagen Golf GTE


Carros Elétricos e Híbridos no Brasil


A tecnologia elétrica e híbrida em carros está ganhando cada vez mais espaço, e no Brasil não é diferente. Há vários modelos disponíveis no mercado e outros novos serão lançados em breve.

O Brasil está vivendo uma fase econômica de fragilidade e abusos de impostos. Os tempos estão mudando e para conseguir manter um padrão de vida razoável, além disso, ter um meio de transporte para suas necessidades está cada vez mais difícil.

Enquanto fazemos este artigo, a fase que estamos passando é a alta dos combustíveis, os bloqueios dos caminhoneiros nas estradas por causa do preço abusivo do diesel e a falta de entendimento entre governo e Petrobras.

Mas afinal, qual será a alternativa para os proprietários de veículos com valores tão altos dos combustíveis?

Neste texto vamos apresentar algumas soluções para este problema, que saber mais? Continue lendo e descubra quais meios você pode encontrar para driblar os gastos com combustíveis aqui no Brasil.

O futuro reserva novas alternativas

O ano de 2017 mostrou um crescimento na indústria de veículos com tecnologia mais avançada e já está na hora de começar a pensar em novos rumos para o transporte. O que o futuro reserva?

Simplesmente o futuro será dos carros híbridos e elétricos. Algumas pessoas não gostam desta alternativa e são céticos em relação a este assunto, acreditam que os combustíveis usados atualmente não serão substituídos por um longo prazo.

Mas os rumos estão direcionando para outros caminhos. O que mais intriga neste caso, é que o caminho que está se revelando é sem volta.

O ecossistema e o bolso das pessoas estão desejando esta mudança o quanto antes. Apesar do atraso que o Brasil está acostumado a direcionar seus projetos tecnológicos, podemos já visualizar acenos de mudança por parte de algumas autoridades e fabricantes para que o futuro seja um pouco melhor para os nossos filhos.

A esperança é que incentivos fiscais sejam realmente colocados em prática neste setor. Os carros híbridos e elétricos já estão disponíveis no Brasil e a seguir vamos listar alguns deles.

Híbridos e Elétricos

Apesar de serem poucos e ainda muito caros, estes modelos já estão disponíveis para venda aqui no Brasil. Para as pessoas que desejam ter um carro híbrido e estar um passo à frente dos demais, além disso, ser ecologicamente correto, encontrar um modelo não é uma tarefa tão fácil.

Como falamos anteriormente, os carros híbridos e elétricos não possuem muito incentivo, porém, o mercado está em uma tendência crescente.

O ano de 2017 foi uma referência muito boa para o setor, devido ao aumento das vendas até novembro 3 vezes maior do que os anos anteriores.

Estes modelos, aos poucos, estão ganhando visibilidade das pessoas, justamente, porque os valores dos combustíveis como gasolina e etanol estão ficando cada vez mais caros e inviabiliza o uso dos veículos no dia a dia.

Incentivo aquece as montadoras

Com a diminuição dos impostos sobre os carros ecológicos, as portas estão abertas para a importação de veículos de outros países e, além disso, os projetos nacionais recebem um novo impulso para sua produção aqui no país.

As montadoras que estão de olho neste novo mercado são Chevrolet, Nissan, Volkswagen, Toyota, Volvo, Renault e Hyundai.

Chevrolet

A Chevrolet está com previsão de trazer para as concessionárias o seu hatch elétrico o Chevrolet Bolt, que por sinal, já foi testado nas ruas brasileiras. Este modelo possui propulsor 100% eletrificado, com um sistema que promove mais autonomia para o veículo.

A montadora informa que o veículo possui 202 cv de potência e ainda não existe um preço determinado, porém, de acordo com os valores de venda dos Estados Unidos que são de US$ 38 mil, a estimativa é que seja vendido por aproximadamente R$ 120 mil aqui no Brasil.

Nissan

A Nissan já visualiza um futuro promissor para este mercado, ela já tem o hatch elétrico mais vendido no mundo. No Brasil já tem algumas unidades rodando cedido para alguns frotistas.

A previsão de desembarque é para 2019 e será apresentado em São Paulo no mês de outubro no Salão dos Automóveis.

O Nissan elétrico tem o nome de Leaf e nos EUA está sendo vendido por US$ 30 mil no Brasil deverá ser negociado a partir de R$ 94 mil

Volkswagen

A Volkswagen já possui o Golf GTI e para o próximo ano o e-Golf com preços acima de R$ 130 mil. O elétrico tem potência de 102 cv. O Golf GT possui motorização híbrida e o e-Golf é totalmente eletrificado.

As montadoras Toyota apresenta o sedan Prius Flex, a Volvo, o XC60 T8, a Renault, o Kwid e os seus elétricos que já estão presentes nas cidades do país que são Twizy e o Zoe.

A Hyundai traz o Ioniq, concorrente direto do Toyota Prius com três motorizações sendo híbrido, 100% elétrica e a plugin com propulsor a gasolina.

A tendência é o mercado dos veículos híbridos e elétricos esquentar o mercado a partir dos próximos anos e, portanto, fique atento a estas marcas de montadoras que citamos, a expectativa para os próximos anos é mais novidades deste setor.

Por Marcio Ferraz

Chevrolet Bolt no Brasil

Nissan Leaf


Fiat 500 Híbrido será lançado em 2019


Novo modelo 500, da Fiat, será lançado e 2019 e contará com o sistema híbrido.

De acordo com informações transmitidas pela revista inglesa de automóveis Auto Express, a FCA investe em uma nova abordagem específica para o Novo Fiat 500 para o ano de 2019. O veículo que é um clássico da montadora italiana deverá fazer a substituição do propulsor 1.3 Multijet movido a Diesel por um motor híbrido leve, o qual irá fazer uso de um sistema elétrico com 48 Volts.

Essa tecnologia da marca é conhecida pelo nome de “mild hybrid”, a qual consiste em um propulsor de partida muito mais potente do que o modelo comum, o qual tem a finalidade não apenas de dar partida no motor através da função Start e Stop, mas de movimentar também o veículo em seus primeiros metros que antecedem a entrada do propulsor em seu devido funcionamento.

Para a montadora italiana Fiat, esse novo sistema com 48 Volts é uma das soluções, se não a solução de maior viabilidade para que seja contornado o problema que existe devido as emissões de NOx e assim conseguir atender as regras dos novos limites de poluentes impostos por lei. Além disso, por ser um modelo mais simples, o custo do mesmo é menor e assim pode ser absorvido pelos veículos subcompactos e compactos, de forma diferente dos modelos híbridos puros e especialmente relacionados aos plug-ins que são caríssimos.

Além de tudo isso, o novo modelo Fiat 500 deverá continuar com o mesmo estilo do anterior, entretanto, esta versão será um pouco mais leve e também terá um menor valor no custo final de sua produção, se comparado com o modelo atual. Embora o foco no momento seja a tecnologia de 48 Volts, a FCA (Fiat Chrysler Automobiles) informou que irá manter em dia os planos de híbridos plug-in, fazendo uso dessa opção de forma intensa no modelo Alfa Romeo e na Maserati, sendo que o valor agregado bem superior acaba compensando a utilização de um determinado sistema que possui um valor mais caro.

Por Filipe Silva

Fiat 500 Híbrido

Fiat 500 Híbrido

Fotos: Divulgação


Ford Mustang pode ganhar Versão Híbrida em 2020


Versão híbrida deve ter quase a mesma potência da versão com motor V8 e deverá contar com mais torque.

A Ford anunciou recentemente que pretende ampliar seus projetos e investir ainda mais no desenvolvimento e comercialização de versões híbridas de modelos já existentes da marca. O anúncio foi feito através de coletiva de imprensa na fábrica de Flat Rock, localizada em Michigan (EUA). Além disso, a montadora também pretende trabalhar com novos modelos que devem ser desenvolvidos com propulsão elétrica, motorização híbrida e tecnologia de condução autônoma.

E um dos principais destaques desse anúncio é, sem sombra de dúvidas, a chegada do Mustang em sua versão híbrida. Com isso, o cupê esportivo Mustang deve ganhar uma grande atualização em 2020. Vale destacar que este é um clássico da Ford, sendo que o mesmo vem acompanhado, nas versões top de linha, com motor V8 e propulsor turbinados de quatro cilindros. Além desse modelo, a Ford pretende lançar outros 12 automóveis eletrificados.

A montadora norte-americana também destacou alguns pontos importantes deste lançamento. Segundo a Ford, a versão hibrida do Mustang irá contar com potência bastante similar àquela encontrada no V8, ou seja, próximo de 440 cv. Apesar disso, a versão híbrida terá ainda mais torque, sendo que a atual versão de oito cilindros consegue entregar 55,3 kgfm. Outro destaque interessante é quanto ao consumo de combustível, que deverá ser menor, haja vista essa ser uma das prioridades de automóveis deste tipo.

Além disso, a Ford ainda destaca que deve produzir as versões híbridas da picape F-150 e do Police Interceptor, sendo este último um automóvel exclusivo para as forças policiais nos Estados Unidos. Já o primeiro veículo da Ford totalmente autônomo só deve chegar ao mercado em 2021, sendo que o mesmo terá trem de força híbrido.

Tais anúncios são bastante importantes para a montadora e iniciam uma nova fase de investimento e busca por ainda mais sucesso por parte da Ford. Vale ressaltar que grande parte da produção dos modelos híbridos será concentrada em Flat Rock. A empresa anunciou um investimento total de US$ 700 milhões, sendo este uma parte do orçamento total de US$ 4,5 bilhões que tem como objetivo o desenvolvimento de automóveis eletrificados até o ano de 2020.

E foi nesta mesma coletiva de empresa que a montadora anunciou o cancelamento de projetos no México. O investimento no país latino-americano seria de US$ 1,6 bilhão através da construção de uma nova fábrica da Ford.

Por Bruno Henrique


Manutenção do Carro Híbrido – Custo pode ser mais Barato que do Carro Comum


Ao adquirir um automóvel, muitas pessoas ficam em dúvida e uma das perguntas mais comuns é: manter um carro híbrido é mais caro que manter um automóvel convencional? Para a surpresa de muitas pessoas, a repostas é negativa, isso mesmo, não é mais caro manter um carro híbrido. No entanto, a reposta passa a ser sim caso o mesmo quebre. Ou seja, a manutenção comum e preventiva, que é recomendada para todos os tipos de carros, não acaba sendo mais cara em um carro híbrido. Em alguns casos o preço da manutenção pode ser inferior ao de carros normais, por exemplo.

As dúvidas quanto aos gastos já começam no momento da compra, pois os híbridos são relativamente mais caros que automóveis convencionais de tamanhos similares e etc. Porém, saiba que o mesmo não acontece quando o assunto é a manutenção. O grande problema está mesmo no sistema híbrido, pois um defeito nessa parte do carro irá trazer grandes gastos em casos como, por exemplo, onde a garantia já tenha expirado.

O preço da manutenção em híbridos e carros comuns é equivalente, pois o motor a gasolina de um híbrido requer a mesma manutenção de um motor de outro carro qualquer. O mito de um preço maior para a manutenção dos híbridos surgiu há muito tempo. Algum tempo atrás as oficinas não gostavam de trabalhar com híbridos. Dessa forma, os clientes tinham que procurar uma concessionária e todos sabem que o preço de manutenções em concessionárias é relativamente alto. No entanto, as coisas mudaram, sendo que hoje em dia é possível realizar manutenções em seu híbrido em qualquer oficina.

Um dos exemplos que comprovam que a manutenção do híbrido pode ser mais barata está em seu motor. Saiba que o motor a gasolina sempre desliga quando o automóvel está em repouso ou a baixa velocidade, dessa forma, o motor elétrico irá fazer todo o trabalho. Isso implica em um menor desgaste de seu motor e, consequentemente, menos manutenções a serem feitas. Outro exemplo está na troca de óleo, pois nos híbridos a mesma é recomendada a cada 8.000 km rodados, enquanto que em carros normais essa troca deve ser feita a cada 5.000 km.

Outro destaque dos híbridos é que o sistema de frenagem dos mesmos produz uma quantidade menor de calor, ou seja, as pastilhas e discos dos freios irão durar mais. Além disso, a maioria dos híbridos não requer manutenção especial no sistema híbrido. O grande custo fica mesmo na parte do sistema especial, caso ele venha a apresentar problemas antes do previsto, o que não é muito comum.

Por Bruno Henrique


BMW i8 tem design moderno e vem com 3 motores


A BMW é uma marca alemã que atualmente tem ampla expressão no mercado mundial de carros e motos. Originalmente a empresa foi criada para produzir motores de aviões que seriam usados na Primeira Guerra Mundial. Com a derrota da Alemanha e o Tratado de Versalhes a empresa foi proibida de construir os motores passando então inicialmente a produzir motocicletas e posteriormente automóveis. Hoje a marca é sinônimo de qualidade. Atuando em vários segmentos do mercado e recebendo destaque na produção de veículos luxuosos e esportivos. A “família i” da BMW veio com a ideia de produzir apenas carros com tendências mais ecológicas, porém o i8 está longe de ser apenas um carro verde.

O BMW i8 conta com um design moderníssimo, pode-se dizer até mesmo futurista. É quase uma nave vista de fora. A frente vem com a tipicamente conhecida grade dividida aberta nas porções superiores e inferiores. O carro ainda conta com saias e entradas de ar especiais que se alteram conforme a necessidade do motor. Um dos três motores (sim, três motores) é posicionado a frente do eixo traseiro do carro e na parte de trás dos bancos dianteiros. Esse é o motor a gasolina. O carro tem um desenho perfeitamente aerodinâmico o que só facilita o trabalho dos potentes motores.

O carro é um híbrido, contando com dois motores elétricos  dianteiros e o motor a gasolina cujo posicionamento no carro já foi descrito. Os motores elétricos funcionam em um sistema de “plug in”, ou seja, para recarregá-los basta colocá-los na tomada de casa. Quando apenas nos motores elétricos o carro tem tração dianteira e câmbio de duas marchas. O motor central à gasolina tem 3 cilindros e 1.5 litros, apresentando apenas um turbo, que eleva a potência geral do motor a 234 cavalos. O som do  motor é como o de um muscle car. É surpreendente.

A potência dos três motores funcionando em conjunto é de 367 cavalos e eles são capazes de levar o carro de 0 a 100 km/h em apenas 4,4 segundos.

Por Nosf

BMW i8

BMW i8

BMW i8

BMW i8

Fotos: Divulgação


Audi A3 E-tron – Novo modelo híbrido com motor a gasolina e elétrico


A Audi é uma empresa já conhecida e calejada no mercado automobilístico, com destaque para seus automóveis de linha esportiva e carros de luxo. Como não poderia deixar de ser a Audi agora começa a dar alguns passos em direção a uma nova linha de mercado: os automóveis eco-sustentáveis.

Com isso a nova promessa é o Audi A3 E-tron, um híbrido da marca que promete ser competitivo ao mercado, trazendo um padrão de consumo mais “verde” sem deixar de lado os traços já conhecidos da empresa. No Brasil ainda não tem uma data de lançamento prevista e muito menos um valor aproximado. Na Alemanha o carro é vendido por aproximadamente 38 mil euros, o equivalente a R$ 120 mil.

O carro conta com dois motores: o primeiro é movido a gasolina com capacidade de 1.4 litros turbo, capaz de gerar até 150 cavalos de potência para o veículo; o segundo é um motor elétrico, situado entre o volante do motor e o sistema de embreagem. O motor elétrico é capaz de gerar até 102 cavalos de potência para o motor e tem um torque aproximadamente de 8kgfm maior do que o motor a gasolina. O motor é alimentado por baterias de lítio que podem ser recarregados pela tomada.

Os dois motores combinados são capazes de fornecer ao veículo a potência de 204 cavalos e o carro é capaz de ir de 0 a 100 km/h em apenas 7,5 segundos e chegando à velocidade máxima de 222 km/h, o que é um bom número considerando um carro híbrido. Segundo a empresa o carro tem autonomia de 900 km e tem emissões de carbono de 35 g/km, um ótimo custo benefício.  Funcionando apenas pelo motor elétrico o carro é perfeitamente silencioso, sendo difícil notar seu funcionamento. Quando se pisa fundo o motor a gasolina é ativado e é possível escutar um leve ronco de motor.

No visual o carro é um hatch esportivo sem deixar é claro de abrir mão do conforto que um Audi tem a oferecer.

Por Nosf

Audi A3 E-tron

Audi A3 E-tron

Audi A3 E-tron

Fotos: Divulgação


Honda apresentou o novo Grace Hybrid no Japão


A Honda, famosa montadora japonesa, apresentou, no Japão, o famoso Grace Hybrid. Muitos podem estar se perguntando. E daí?! Que carro é esse? Calma, meus companheiros. Muita calma nesta hora! Vou explicar para vocês. O Grace, para nós, é o famoso Honda City. No Japão, o veículo ganha a denominação de Grace.

O veículo chega ao mercado japonês como um sedan verdadeiramente compacto e inovador. O carro ganhou uma grade frontal em platina e faróis opcionais em LED.

As rodas, também, foram inovadas. A montadora preferiu impor um tom de agressividade ao modelo. Agora, o veículo conta com rodas de liga leve com cinco raios cromados. As rodas dão ao carro um ar de agressividade e esportividade. Tal fato, com certeza, irá chamar atenção do público jovem.

Ah! Não esquecendo, a principal inovação do modelo está debaixo do capô. Segundo a montadora, o híbrido consegue desenvolver um consumo médio de 34,4 Km/l. Isso, sim, é uma inovação. No Brasil, então, nem se fala. Com os preços dos combustíveis derivados do petróleo cada dia mais caros, essa inovação será de muita utilidade ao consumidor brasileiro. Mecanicamente, o modelo usa motor HYBRID SPORT i-DCD. Ou seja, o modelo continua a usar o motor 1.5 de ciclo Atkinson. O interior do veículo que não surpreendeu muito. O interior é espaçoso para as pernas, principalmente para aqueles passageiros da parte de trás. Porém, o modelo continua com detalhes de acabamento em plástico, fato que desagrada muitos consumidores brasileiros.

Sem dúvidas, desprezando alguns poucos detalhes, ao chegar no Brasil, se chegar, o veículo irá surpreender o público. O fato de poder cogitar que com apenas um litro de combustível o veículo possui um rendimento médio de 30 Km/l chega a mexer com a imaginação dos apaixonados por carro que se utilizam do meio de transporte para o trabalho, passeio ou necessidade. As inovações trazidas pela Honda no modelo serão de grande valia para o mercado brasileiro.

Por Daniel Alves

Honda Grace Hybrid

Honda Grace Hybrid

Honda Grace Hybrid

Honda Grace Hybrid

Fotos: Divulgação


Volkswagen Golf GTE – Novo híbrido plug-in pode rodar 100 km com 1,5 litro de combustível


Um modelo exposto no Salão do Automóvel de São Paulo que chamou a atenção foi o novo híbrido plug-in da Volkswagen, o Golf GTE. A quinta opção oferecida para o veículo apresenta um desempenho bastante animador: ele pode rodar 100 km com apenas 1,5 litro de combustível e no modo totalmente elétrico sua autonomia chega a 939 quilômetros.

O novo Golf GTE tem dois motores, sendo o primeiro de 1,4 litro turbo com 150 cv e injeção direta TSI e outro motor elétrico com 75 kW/102 cv. Os dois agem em conjunto para oferecer uma potência de 150 kW/204 cv. Usando somente o motor elétrico, o carro pode atingir velocidades de até 130 km/h. Usando a potência total, o GTE vai de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos e pode chegar a velocidade máxima de 222 km/h, sem o limitador.

O potencial de propulsão superior do Golf GTE acontece por conta da união entre os dois motores, cujo torque máximo é de 350 Nm (35,62 kgfm). Com essa marca, o GTE fica a frente de outros modelos híbridos plug-in, se tornando um dos mais eficientes do mundo em termos energéticos. O ganho também é para o meio ambiente, pois se o veículo for usado apenas em trechos curtos, sua emissão de gases poluentes pode zerar, se for usada só a eletricidade.

Para recarregar a bateria em uma tomada simples são necessárias cerca de três horas e meia. Se ela for carregada com uma caixa especial ou numa estação de recarga pública, o tempo será reduzido e a recarga pode ser feita em pouco mais de duas horas. O modelo ainda possui mais de um modo, que receberam nomes intuitivos. Quem dirige pode entrar no modo “e”, por exemplo, tornando o veículo totalmente livre de emissões. São vários modos de acordo com o tipo de motorista e a necessidade da via.

O visual é inconfundível e traz novas saias laterais, faróis duplos de LED e um defletor na borda do teto. Para completar o Golf GTE conta com rodas de liga leve aerodinâmicas de 16 (de série), 17 e 18 polegada exclusivas. O interior é impecável e com painel equipado com uma tela sensível ao toque. 

Por Robson Quirino de Moraes

Volkswagen Golf GTE

Volkswagen Golf GTE

Volkswagen Golf GTE

Fotos: Divulgação


Toyota vendeu mais de 6 milhões de carros híbridos no mundo


Atualmente os híbridos não estão em grande evidência no Brasil, mas no mundo a realidade é diferente. A Toyota, uma das montadoras que aposta há algum tempo na tecnologia, tem o que comemorar, afinal, a empresa comercializou mais de 6 milhões de unidades desde 1997. Ano em que começou a produzir os carros movidos a combustível e eletricidade.

O número total de híbridos vendidos pela montadora foi de 6.072.923 no início de 2014. 30% destes foram comercializados no Japão, país de origem da montadora e que também compra a maior parte da produção. Prius é o mais vendido acumulando mais de 4 milhões de unidades. Só no ano de 2013 foram vendidos 1.279.407 carros.

O pioneirismo da montadora foi crucial para o sucesso nas vendas. Em 97 ela lançou o primeiro veículo híbrido produzido em massa. Atualmente, quase toda a carta de veículos da montadora possui uma versão ecologicamente correta. Aqui no Brasil somente 380 unidades do Prius foram vendidos.

A economia em relação ao combustível paga o valor um pouco maior do veículo. O sedan custa pouco mais de R$ 120 mil. Nos Estados Unidos ele é vendido por US$ 25 mil, o que mostra que aqui no Brasil, a consciência ecológica custa caro. Mas vale a pena, o Prius possui uma tecnologia no motor que usa a energia proveniente da desaceleração não dissipada. Ela é usada para alimentar o motor elétrico, aproveitando melhor a energia. A resposta da aceleração também é usada para economizar combustível, além de intensificar a resposta em até 25%.

Mais do que uma mudança de hábitos, os modelos híbridos representam uma conscientização, aliada com mobilidade, e é esta a vantagem tanto para os modelos movidos só a combustível, quanto os veículos elétricos. O Prius atende bem as necessidades de quem quer ter um modelo híbrido, não é a toa que é o mais vendido do mundo. 

Por Robson Quirino de Moraes

Toyota Prius

Foto: Divulgação


Mini pretende lançar novos modelos híbridos e elétricos


A companhia MINI adiantou diversos detalhes de seus novos modelos há apenas algumas semanas para a apresentação de sua próxima geração de veículos. A motorização deverá ser no formato tricilíndrico, com 1.5 litro turbo e motores de quatro cilindros turbo de 2.0 que já pertencem ao conjunto de motores modulares da BMW, além de uma plataforma com tração dianteira, conhecida como UKL.

De acordo com Peter Schwarzenbauer, diretor da marca, os planos da MINI, que pertence ao Grupo BMW,  são para 10 novos modelos do compacto, incluindo variantes elétricas e híbridas do tipo Plug-In. Ainda segundo ele, uma boa parte dos automóveis deve ser produzida na Holanda, na planta da NedCar, assim que a fábrica de Oxford atingir a sua capacidade limite de 240.000 veículos por ano.

MINI Vision Concept

MINI Vision Concept

Foto: Divulgação

Se tudo der certo para a companhia, os novos modelos devem estar disponíveis na Europa e EUA já no segundo trimestre do ano que vem. EM 18 de novembro deve ocorrer um evento na fábrica de Oxford para revelar a nova geração de compactos da empresa.

Os modelos elétricos e híbridos ajudam a compor a visão de que os modelos MINI sempre foram os mais baratos e econômicos da Inglaterra. Com os lançamentos a empresa pretende emplacar de vez a ideia de que é cada vez menos dependente de combustíveis convencionais como a gasolina e o diesel.

Por Ebenézer Carvalho


Toyota não aposta em veículos totalmente elétricos


Os veículos completamente elétricos já são uma realidade e empresas como a Tesla, que se especializaram em proporcionar o mesmo conforto e qualidade encontrados em veículos movidos à combustíveis comuns. No entanto, empresas como a Toyota ainda preferem apostar as suas fichas em veículos híbridos e nas células de hidrogênio ao invés da eletricidade como já faz o Model S, da Tesla.

Segundo o CEO da montadora japonesa, Takeshy Ushiyamada é necessário melhorar o estudo e as tecnologias utilizadas nas baterias atuais para torná-las viáveis na utilização com veículos. Ainda de acordo com o executivo, eles não apostam em veículos totalmente elétricos porque não acreditam que realmente exista um mercado para esse tipo de veículo atualmente.

Apesar disso, a Toyota tem investido na Tesla e acredita que os veículos híbridos são a melhor solução no momento. Recentemente, a empresa do Vale do Silício divulgou um balanço positivo pela primeira vez em 10 anos, o que mostra a aceitação de veículos totalmente elétricos.

Segundo Ushiyamada, o Prius é o veículo mais importante da Toyota para esse futuro. A empresa ainda diz que  planeja vender veículos movidos à células de hidrogênio por cerca de U$ 50.000 até o final de 2015. Esse tipo de célula gera energia elétrica através do hidrogênio e libera apenas água como subproduto, gerando uma série de benefícios ao meio ambiente.

Por Ebenézer Carvalho


Range Rover Vogue e Sport – Novos modelos híbridos a diesel serão lançados em 2014


Novo Range Rover híbridoOs amantes do luxo da marca Range Rover apreciarão novidades em breve. A poderosa britânica anunciou o lançamento de dois modelos híbridos para o início de 2014, criando um novo segmento automotivo: o de veículos híbridos a diesel.

Range Rover Voguee Sport. Estes serão os nomes dos novatos que, para expectativa de muitos, possuem consumo abaixo do esperado: 16km/litro. Para os apaixonados por velocidade, outro diferencial é que mesmo sendo híbrido e pesando 2.394 kg, o primeiro é capaz de atingir 100km/h em 6,9 segundos. O segundo atinge em 6,7 segundos por ter 22 kg a menos. Isso porque o motor elétrico, o inversor e as baterias lítio-ion – que fazem parte de todo o sistema hídrico – pesam apenas 120 kg.

A dupla une o conforto e excelência em desempenho, sem esquecer da responsabilidade ambiental, uma vez que consegue poluir 26% menos do que as versões originais de carros Range Rover. Serão equipadas com propulsor 3.0 SDV6 de 293 e outro elétrico – com 47 cv, ligados ao câmbio automático ZF de 8 marchas. Sua potência soma 340 cv, ideal para encarar diversos tipos de estrada.

Por Jaime Pargan


Range Rover Sport e Vogue – Novos modelos híbridos


A marca Range Rover é tradicionalmente conhecida pela produção de modelos que apresentam conforto e luxo. A empresa mantém a classe dos veículos, mas sempre investe em elementos que deixem os carros com capacidade para enfrentar vários tipos de ambiente. Por isso,  a marca acabou de anunciar seu primeiro veículo em um segmento inédito para a montadora: o de híbridos.

Em um primeiro momento, apenas 2 modelos Irão apresentar a nova tecnologia dos híbridos: o Range Rover Sport e o Vogue.

Os dois serão equipados com motorização do tipo 3.0 SDV6 (diesel) de 293 e a outra elétrica apresentando 47 cavalos de potência, acoplados ao câmbio automatizado ZF (8 marchas). A potência dos propulsores totaliza 340 cv. Os modelos tiveram índice de consumo menor do se esperava, fazendo 16 km/l e com poluição de 26 %  a menos em relação às versões anteriores.

Apesar de ser modelo híbrido, o Range Rover Vogue chega aos 100 km/h em apenas 6,9 segundos, mesmo com o peso de 2.394 quilos. No que se refere ao Range Rover Sport, vai de 0 a 100 km/h em 6,7 segundos, sendo mais veloz que o irmão de maior porte por ter 22 quilos a menos. De acordo com informações da empresa, o sistema do tipo híbrido, com baterias de íon-lítio, motorização elétrica e inversor chega ao peso de 120 quilos.

Com introdução prevista para a Feira de Frankfurt e início das vendas no começo do ano de 2014, as opções Hybrid referentes ao Range Rover Sport e Vogue inauguram um renovado segmento de autos: carros híbridos que funcionam a diesel. De acordo com a marca, a tecnologia irá ser usada em diversos outros modelos da empresa.

Range Rover Sport 2014

Range Rover Sport 2014

Por Marcelo Araújo


Toyota NS4 – Novo sedan híbrido com painel sensível ao toque


Toyota NS4: modelo híbridoO Salão de Automóvel realizado em Xangai, ocorrido entre os dias 21 e 29 de abril deste ano, contou com uma exposição de centenas de carros.

Montadoras de todas as partes do mundo estiveram na China apresentando as maiores e melhores novidades.

A Toyota não ficou para trás e mostrou sua mais nova invenção, o sedan híbrido NS4, um modelo com design inovador que é recarregável na tomada.

A marca promete perfeição em questão de segurança e modernidade, um surpreendente painel sensível ao toque possui capacidade de comandar praticamente todas as funções do carro.

Esse painel controla o sistema de som, ar condicionado, sistema de navegação, gerenciamento de bateria, memoriza as preferências do usuário e ainda sugere certas ações.

Além de todas essas novidades o carro traz faróis direcionais, câmeras que monitoram ao redor do carro e alerta de ponto cego.

O sistema inteligente do carro aciona os freios e controla a direção caso um acidente esteja prestes a ocorrer, fazendo assim com que o veículo desvie dos obstáculos, pessoas e outros carros.

Essa é mais uma invenção que surge para facilitar a vida dos motoristas. A Toyota tenta mostrar o que a tecnologia pode fazer pelos carros.

Por Luciana Ap. Santos e Silva


BMW Active Hybrid 3 – Lançamento no Brasil em abril de 2013


De acordo com a assessoria de imprensa da BMW, o novo automóvel BMW Active Hybrid 3 chegará, a princípio, em abril deste ano às lojas do Brasil.

Para impulsionar mais o mercado de híbridos, a BMW resolveu parar de vender o seu Série 7 Active Hybrid visando um futuro lançamento. Assim, surgiu o Active Hybrid 3, que virá para competir com os híbridos atuais no mercado brasileiro: o Ford Fusion, o Mercedes Classe S 400 (sob encomenda), o Toyota Prius e o Porshe Cayenne (também sob encomenda).

O novo veículo da BMW possui motor biturbo de 300 CV e seis cilindros, além do motor elétrico de 40 CV, baterias de íon lítio e freios regenerativos. De acordo com a fabricante, o carro faz em média 16.9 quilômetros por litro de combustível e se este terminar, as baterias sustentam o veículo por 4 quilômetros na velocidade de 70 km/h.

No mercado europeu, o BMW Active Hybrid 3 já pode ser comprado e custa 39.800 euros, devido às políticas de incentivo locais para a compra de carros elétricos e híbridos. Já no território brasileiro, como não há nenhum incentivo do governo, a estimativa é que o novo híbrido da BMW custe mais de R$ 300 mil.

Por Guilherme Marcon


Jaguar XJ_e – Novidades do modelo


Mais uma novidade interessante vai estar disponível no mercado de automóveis em pouco tempo, pois a Jaguar já mostrou ao mundo o seu novo modelo: o Jaguar XJ_e.

Este novo veículo foi apresentado no Reino Unido durante o Low Carbon Vehicle Event (evento voltado para veículos com baixa liberação de carbono visando a proteção do meio ambiente).

Este carro consiste na modalidade híbrida do sedã que já é vendido pela montadora inglesa.

No seu aspecto mecânico, o XJ_e conta com um sistema híbrido paralelo formado por um propulsor ao qual se une um motor turbocomprimido 2.0 litros movido a gasolina com um motor elétrico, com capacidade de 69 kW que possui uma bateria de lítio de 12,8 kWh.

Este conjunto fornece uma potência de até 334 cavalos, alcança uma velocidade máxima de 250 km/h com um consumo médio de combustível de 31,3 km/l e tem uma autonomia de mais de 1.000 quilômetros.

No seu interior, o novo modelo da Jaguar continua com a sofisticação e conforto típicos da marca tendo características interessantes como bancos revestidos, sistema multimídia, computador de bordo com tela sensível ao toque, ar condicionado, dentre outros.

Por Ana Camila Neves Morais


PSA Peugeot Citroën apresenta Novos Carros Híbridos no RJ


O grupo PSA Peugeot Citroën afirmou nesta quarta-feira (dia 13 de junho) que tem disponibilidade de criar automóveis híbridos. A ideia é tentar popularizar carros menos poluentes em modelos que já são comercializados na Europa desde o início de 2012. Segundo a fabricante, o que falta no Brasil para que os veículos sejam trazidos para cá é uma mudança na legislação.

No evento realizado no Rio de Janeiro, a marca apresentou dois modelos: o Peugeot 3008 Hybrid4 e o Citroën DS5 Hybrid5. Os dois modelos possuem motores que funcionam a diesel e também eletricamente, num sistema que pode oferecer a alternância ou ainda a complementaridade automática.

A PSA ainda deixou claro que os carros funcionam com 70% de diesel e 30% de biodiesel, um combustível feito a partir da cana-de-açúcar e que é menos poluente que os combustíveis comuns. Aliás, de acordo com testes feitos pela empresa, os dois automóveis conseguem reduzir em 24% a emissão de dióxido de carbono, passando de 99 gramas para 75 gramas de gás carbônico por quilômetro.

Depois de apresentar estes dados, o presidente da PSA para o Brasil e a América Latina, Carlos Gomes, ressaltou que, se comercializados, estes veículos seriam os menos poluentes a circular nas estradas e ruas brasileiras. No entanto, isto não é possível porque a venda e o uso de carros a diesel são proibidos por lei desde 1976.

Apesar de não haver possibilidade de comercialização no Brasil, o Citroën DS5 Hybrid4 é vendido na Europa pelo equivalente a R$ 114 mil, enquanto o Peugeot 3008 Hybrid4 custa aproximadamente R$ 98 mil.

Fonte: Peugeot

Por Matheus Camargo


GM realiza testes do Chevrolet Volt no Brasil


A General Motors testou no Brasil, na última terça-feira (06/12/2011), o seu novo carro Chevrolet Volt. O modelo híbrido possui um motor elétrico predominante em relação ao a combustão.

Com bateria de íon-lítio de 16 kWh, o veículo é capaz de rodar até 60 km com o motor elétrico. Caso o usuário queira estender a quilometragem, é só converter para o motor de combustão 1.4, que desenvolve até 150 cavalos e roda a gasolina.

Por estar em fase de testes, o Volt ainda não é comercializado no Brasil, apenas nos EUA, onde sai por US$ 41 mil.

Apesar de ser pesado, o automóvel é capaz de atingir a velocidade máxima de 160 km/h.

Um ponto negativo do Sedã é o fato do banco traseiro comportar apenas duas pessoas (ao invés de três). O motivo para a redução na capacidade de passageiros se deve a bateria (que pesa 198 kg) que se localiza ali.

Trabalhando sempre na mesma temperatura de 26ºC, a bateria tem seu tempo de vida útil contado, dura até dez anos, e conta com uma garantia de oito anos (dada pela montadora).

Por problemas no começo do ano depois de um teste, a equipe de segurança viária dos EUA investiga a bateria de íon-lítio. No teste, o carro estava parado quando a bateria entrou em curto e pegou fogo.

Por Vânia Ruperti


Mercedes-Benz cria Novo Papamóvel com Motor Híbrido


Quando visitar a Alemanha, em setembro, o Papa Bento XVI estará a bordo de um novo Papamóvel, construído pela Mercedes-Benz. O veículo, utilizado em aparições públicas do pontífice, é baseado no Classe M, e tem um compartimento de vidro blindado na traseira, onde o Papa fica acomodado. A principal novidade desta versão é o motor híbrido do tipo plug in, que pode ser recarregado em qualquer tomada doméstica.

O bloco híbrido, de baixa emissão de poluentes, é composto por um motor elétrico de 45 kW, alimentado por bateria de íon lítio de 10 kW/h, associado a um propulsor movido a gasolina. Juntos, eles têm uma potência combinada de cerca de 60 cv.

De acordo com o jornal inglês The Independent, a autonomia do motor elétrico é de cerca de 30 quilômetros, o que seria suficiente para a maioria dos deslocamentos do líder da Igreja Católica.

Por questões de segurança, a montadora alemã não divulga todos os detalhes a respeito do novo Papamóvel. Além do que já falamos, é sabido que o veículo continuará pintado de branco e que ele pode acelerar de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos, permitindo uma rápida fuga, em situações de emergência.

Por André Gonçalves


Novo Honda Fit (Jazz) 2011 – Preço, Fotos, Novidades


Com data prevista para o início de sua comercialização para o mês de fevereiro do ano que vem na Europa, a Honda apresentou uma nova versão reestilizada do seu automóvel Fit. No velho continente ele é vendido com o nome de Jazz.

Dentre algumas novidades nesta versão, estão a nova grade e para-choques. Tais mudanças aconteceram com o intuito de diminuir o arrasto aerodinâmico, e isso realmente aconteceu. Os números do cx do monovolume tiveram uma redução de 0,336 para 0,330.

Com o lançamento da segunda geração do Fit, a transmissão automática CVT havia sido retirada, porém, com esta nova reestilização ela reaparece como opção. 

Os preços do carro também já foram anunciados. Para a versão 1.2 S, o automóvel sai pelo custo de 11.295 libras, enquanto no modelo híbrido, os consumidores terão de desembolsar um valor de 15.995 libras.

Confira o vídeo do Honda Fit versão híbrida:

Por Oscar Ariel


e-Quickie – Carro Elétrico movido a Energia Wireless


Ideias para o futuro não faltam. Principalmente quando o assunto é carro elétrico. A tecnologia para tornar esses veículos populares ainda tem muito o que evoluir para superar seus problemas. Um deles diz respeito ao tempo de recarga das baterias, que ainda é muito alto. Isso sem falar na disponibilidade dos postos para recarregá-las.

Pensando nesse problemas estudantes de uma Universidade na Alemanha projetaram o e-Quickie. O veículo usa um sistema totalmente diferente do atual. O veículo simplesmente retira a energia necessária para se locomover da própria estrada através de uma placa embaixo do veículo. A transmissão da energia é totalmente sem fio.

O peso do e-Quickie é de apenas 60kg, e ele pode atingir 40 km/h. A meta dos estudante é diminuir o peso do pequeno veículo para apenas 40 kg.

Por Maximiliano da Rosa


Peugeot H1 – Novo Carro Híbrido será apresentado no Salão de Paris 2010


A Peugeot anunciou nesta semana que vai lançar o protótipo do carro H1 no mês de outubro, no Salão Internacional de Paris. O veículo será híbrido e contará com um motor elétrico e um motor a diesel.

O modelo H1 terá novas linhas, semelhantes ao esportivo SR1, e poderá servir de inspiração para o Peugeot 208, que vai substituir o modelo 207 até 2012.

A Peugeot deve inserir no modelo uma aerodinâmica modificada, para auxiliar na redução do consumo de combustível e emissão de poluentes na atmosfera.

Resta aos fãs da marca aguardar o Salão de Paris para conferir as novidades que a montadora francesa está preparando para os próximos anos.

Por Luana Neves


Salão do Automóvel das Filipinas – Exposição de Modelos Híbridos


Teve início nesta quinta-feira, 19 de agosto, o Salão do Automóvel das Filipinas, em Pasay City. A abertura do evento contou com a presença de modelos caracterizados como os personagens do filme Avatar.

A feira irá até o próximo dia 22 (domingo), e conta com a participação de trinta fabricantes de diferentes lugares do mundo, e mais de cem veículos. Dentre estes, tiveram destaques modelos híbridos, como o X, da Toyota, o Kia Sonata e o Hyundai i-x Metro.

Os veículos híbridos são aqueles que possuem dois ou mais tipos de energia que o fazem funcionar. Os modelos da atualidade estão proporcionando as opções de energia elétrica e uso de combustível. Sem dúvida, uma contribuição imensa para o meio ambiente.

Por Elizabeth Preático

Fontes: G1, Carros UOL


Ford Fusion Hybrid – Lançamento do Carro Híbrido no Brasil


Conte aí nos dedos quantas opções de carros híbridos estão para ser fabricados no futuro. Agora, desses, veja quais já estão em produção. Em seguida, reduza a lista para os que já foram lançados. Depois, refine ainda mais suas opções e me diga quantos automóveis movidos à combustão e eletricidade já estão à venda no Brasil.

Se a sua resposta foi o Mercedes S 400 Hybrid, parabéns. Você acertou. Por enquanto o carro de luxo da montadora alemã é a única opção no mercado de híbridos no Brasil. E por causa de seu preço em cerca de 450 mil reais, não dá para dizer que ele vá ser o responsável pela popularização da tecnologia no país.

Mas os dias de solidão do S 400 estão perto do fim. Isso porque a Ford confirmou que lançará o Fusion Hybrid no país antes do fim do ano. Assim teremos uma opção bem mais acessível no mercado.

Quem quiser ver de perto o sedã, terá a oportunidade durante o Salão do Automóvel de São Paulo em Outubro.

Por Maximiliano da Rosa


Porsche 918 Spyder agora na versão híbrida


Aproveitando a onda verde que ronda o mundo automobilístico, a Porsche anunciou a versão híbrida do 918 Spyder apresentado no salão de Genebra este ano. Não foram revelados muitos dados, até agora, sobre as características do carro.

Mas, seus fãs, esperam que o modelo mantenha o motor 3.0 de 500 CV com três propulsores elétricos de 218 CV. Outras características do 918 Spyder ficam por conta do câmbio de 7 marchas com dupla embreagem, consumo de 30 Km/l chegando de 0 a 100 km/h em 3 segundos.

A preocupação da montadora é com o preço final do carro que deve chegar a mais de US$ 650.000

Por Victor Gonçalves


Medida Provisória isenta alíquota de importação


Foi dado o aval do presidente Lula à medida provisória que incentiva o desenvolvimento de projetos de automóveis híbridos, isentando o pagamento de tributos sobre automóveis elétricos.

A estimativa é que até maio de 2011 a alíquota para importação de peças chegue a zero. Essa medida acompanha a movimentação deste setor em outros lugares do mundo, que já começam a apresentar seus primeiros modelos movidos a energia renovável e onde existem incentivo por parte do governo para que esta realidade esteja cada vez mais presente nas escolhas dos consumidores.

Basta agora saber quando os estes modelos estarão rodando por estradas brasileiras.

Por Victor Gonçalves


Nova Mercedes-Benz S400 Hybrid – Venda no Brasil


Não é só de carros compactos e protótipos esquisitões que é feita a Feira de Mobilidade Sustentável no Rio. Quem teve a oportunidade de ir ao evento, aberto a profissionais da área automobilística pode ver de perto, e até dirigir diversos modelos esportivos híbridos e elétricos.

Alguns desses modelos já estão até à venda no Brasil. É o caso do Mercedes-benz S400 Hybrid, que almeja o título de primeiro híbrido do Brasil. E até onde sabemos o título é merecido. E embora o modelo de luxo da marca alemã não tenha sido lançado oficialmente ainda, ele já está disponível em algumas concessionárias do país.

Mas é bom preparar o bolso, se você estiver interessado em contribui com a preservação do meio-ambiente. São quase 500 mil reais para levar para casa o sedã com dois motores, um elétrico e outro à gasolina. Um dos destaques do carro é o uso do Kers, um dispositivo bem conhecido dos fãs de Fórmula 1.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: G1


Mercedes S400 – Primeiro Carro Híbrido no Brasil


O primeiro carro híbrido a chegar ao mercado brasileiro é o S400, da fábrica alemã Mercedes Benz. O sedã luxuoso começa a ser vendido no mês de maio, custando cerca de R$ 450 mil.

A tecnologia híbrida é uma alternativa para reduzir a emissão de poluentes, onde a presença de um motor elétrico auxilia, principalmente em trechos de alto tráfego, fazendo com que o motor a gasolina seja menos exigido. O novo modelo da Mercedes chega a fazer 34,5 km por litro de gasolina.

O carro ainda vem equipado com motor V6 3.0 de 299 cv de potência e um motor elétrico de 60 cv. O motor elétrico consegue atingir 109 km/h, com uma autonomia de mais de 30 km.

A General Motors promete para 2011 um carro com tecnologia híbrida mais popular, chamado Volt. A Ford já usa a tecnologia no modelo de luxo Fusion. O carro híbrido mais vendido do mundo é o Prius, da Toyota, que já ultrapassou 1 milhão de unidades vendidas.

Por Thiago Martins


Carros Elétricos serão tendência do Mercado de Automóveis


Estudo feito pela Universidade da Califórnia prevê que até 2030 os carros elétricos deverão corresponder a quase 80% das vendas de automóveis no mundo.

Os veículos elétricos funcionam com uma bateria recarregável e não são novidade. Existem desde o século 19, pois na época a eletricidade era um dos métodos preferidos de propulsão. No século 20 perderam espaço para os movidos a combustíveis fósseis.

Porém, a crescente preocupação com o meio ambiente e o aquecimento global os colocou novamente em foco. O grande problema é a falta de infra-estrutura dos países para acomodarem as necessidades de tais veículos. São raros os pontos de recarga.

No Brasil, essa tecnologia ainda não existe, porém o país possui um grande potencial hidrelétrico. Os preços dos carros elétricos variam desde U$ 11 mil até, salgados, U$ 106 mil.

Por Thiago Martins

Fontes:

www.universityofcalifornia.edu
www.carhistory4u.com
www.electriccarprices.net


Mercedes-Benz F800 Style – Fotos


Já pensando no Salão de Genebra, a Mercedes-Benz se antecipou mostrando as fotos do seu novo carro conceito da linha CLS. Mas quem está ansioso para conferir pessoalmente o novo F800 Design Study, isso será possível somente no Salão de Paris, quando estará pronto.

Essa divulgação serve para delinear as próximas criações da Mercedes Benz. É perceptível no F800 o estilo futurístico, além da novidade anunciada como a bateria que poderá ser recarregadas em qualquer tomada, o consumo de 2,9 litros aos 100 Km/h e de gastar apenas 4,7 segundos para ir dos 0 aos 100 km/h.

O carro conceito será equipado com duas opções de motores: sistema híbrido com um motor elétrico e outro a gasolina e sistema de célula de combustível utilizando bateria de lítio-íon.

Seu lançamento está previsto para 2011.

Confira as Fotos:

Fotos: Divulgação

Hummer apresenta seu modelo híbrido: H3 ReEV


A Hummer apresentou ao mundo seu mais novo modelo: o H3 ReEV, um veiculo hibrido que combina motor a gasolina e motor elétrico.

Quem apresentou o modelo foi o governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, em um estado com as leis mais severas para a emissão de gases por carros.

Segundo a empresa, subsidiaria da General Motors, este Hummer chega a rodar mais de 40 quilômetros para cada litro de gasolina e caso use somente o motor elétrico, o veiculo tem autonomia de apenas 64 quilômetros.

O lançamento tenta reverter a constante baixa nas vendas deste jipe e promete revolucionar o mercado de veículos pesados e grandes como o Hummer.

Por José Alberi Fortes Junior.


Fotos Nova Touareg 2010 – 2ª Geração – Volkswagen


A Volkswagen divulgou nesta quinta-feira as primeiras imagens da segunda geração do Touareg. O novo modelo deve ser apresentado no próximo mês no Salão de Genebra.

Entre as novidades na nova Touareg estão: os novos Faróis de Xenônio, o seu motor com Transmissão automática com 8 Marchas e as regulagens automáticas de inclinação e encosto dos bancos.

Outro destaque no carro está na possibilidade de comprar a versão Híbrida do Veículo (Motor Movido a Gasolina e Eletricidade).

Confira algumas fotos do carro:


Carros elétricos devem se tornar mais comuns a partir de 2010


Para você que não tem mais paciência de gastar horrores com gasolina/álcool ao trafegar com seu veículo, saiba que a partir de 2010 deve aumentar a disputa pela produção de carros elétricos.

Que tal abastecer o seu carro na tomada e sem poluir o meio ambiente? Isso já é realidade em muitos países, mas no Brasil a modernidade ainda não chegou com força. Existem alguns carros elétricos à venda, porém, os preços não são nada animadores.

O maior problema do carro elétrico diz respeito ao tamanho da bateria, que ocupa praticamente a metade do espaço do porta-malas de um veículo médio.

A Nissan/Renault apresentou há alguns dias o carro chamado LEAF – o primeiro carro elétrico com emissão zero de poluentes, que pode ser carregado em uma tomada de 220V (8 horas).

Algumas fotos de carros elétricos:

nissan-renault-eletrico

peugeot-eletrico

palio-eletrico

gm-eletrico


Ferrari e Lamborghini híbridas vem aí


Carros híbridos são mesmo o futuro. A Ferrari tinha acabado de anunciar o desenvolvimento de sistemas híbridos para seus carros e a Lamborghini já entrou na fila.

Mas não pense que é pra já não. Segundo o Green Car Reports, a Ferrari primeiro pretende reduzir as emissões de carbono em 40%, até o ano 2012. Os híbridos devem vir mesmo só em 2015.