DER lança Novo Aplicativo de Celular para Consulta de Multas


Novo aplicativo permite consulta de multas pelo celular.

Um novo aplicativo do DER indica a situação de multas do condutor e permite que posssam ser consultadas pelo celular.

É isso mesmo! A decisão surgiu do órgão de trânsito, com o intuito de diminuir a burocracia que os condutores enfrentam para consultar as situações das multas. Por isso, os serviço online vem para facilitar cada vez mais a vida dos motoristas.

Na última segunda-feira, dia 12 de agosto, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) lançou um novo aplicativo a fim de trazer maior facilidade aos motoristas que foram autuados nas rodovias paulistas. Desse modo, por meio do aplicativo, é possível realizar a indicação do condutor responsável por cometer a infração ou fazer a consulta das multas recebidas.

Para quem não sabe, o aplicativo é gratuito e foi desenvolvido para serem compatíveis com tanto para iOs quanto para Android. Desse modo, o maior objetivo do DER é não causar mais burocracia ao condutor, oferecendo maior comodidade, pois assim é possível que os procedimentos como conferir multas e indicar o infrator possam ser feitos em qualquer horário e, dessa forma, não há a necessidade de depender do horário de funcionamento dos departamentos de trânsito e assim, por consequência, fica mais fácil para quem está fora da lei, conseguir normalizar a situação o mais depressa possível.

Desse modo, reunimos algumas dicas de como fazer o uso do aplicativo. Para começar, fazer a indicação de pessoa física é muito fácil! Primeiramente, é necessário baixar o aplicativo no seu Android ou iOS de forma gratuita. Em seguida, é preciso entrar no serviço ''Indicação do Condutor'' que está no app. Posterior a isso, é preciso digitar a placa do veículo, bem como o número do Auto de Infração de Trânsito, o AIT. A partir disso, é necessário preencher e assinar o formulário de indicação de pessoa física e enviá-lo junto com um documento com foto, com o intuito de validar a assinatura feita. Esse documento pode ser tanto a CNH quanto o RG (Carteira Nacional de Habilitação e Registro Geral).

É possível realizar a consulta de multas por meio do número do Renavam do veículo, CPF ou CNP. Além disso, um outro recurso que o aplicativo oferece ao motorista é a possibilidade de acompanhar a defesa de autuações, bem como os recursos administrativos que foram enviados ao órgão.

Há outra novidade que visa facilitar a vida do condutor e libertá-los das burocracias, antes exigidas. Isto é, a partir de agora, ao acessar o site do Departamento de Estradas de Rodagem, o DER, cujo endereço eletrônico é o seguinte: www.der.sp.gov.br, torna-se possível, em caso de infrações médias e leves, pleitear a penalidade de adivertência por escrito, a PEA.

Dessa maneira, assim que recebe a primeira muta, é possível que o condutor entre com um recurso, antes que infração complete um ano.

O DER está trabalhando para que essa função esteja disponível em breve no aplicativo.

Sendo assim, pode-se perceber que o aplicativo traz inúmeros benefícios aos condutores, uma vez que antes havia muita burocracia para que as infrações de trânsito fossem resolvidas. Com isso, os processos levavam muito tempo para serem resolvidos, talvez anos, e a situação do motorista ficava pessíma, pois como já foi dito anteriormente, ele estava a margem da lei.

No entanto, o aplicativo é um modo inteligente de fazer com que pessoas que estão mal resolvidas com o DER possam regularizar a sua situação o mais rápido possível, de um jeito fácil. Dessa forma, há uma vantagem mútua, uma vez que é mais fácil ao condutor ficar com o seu nome limpo no DER, assim como a própria instituição desengaveta vários processos que antes estavam em pendência.

Ana Paula Oliveira Coimbra


Como transportar um animal em segurança no carro?


Confira as dicas para transportar seu pet com segurança no carro.

Nossos animais de estimação são quase parte de nossa família. Nosso cuidado e estima para com eles é muito importante. Eles merecem ser muito bem tratados, depois de nossos filhos.

Geralmente, quando programamos uma viagem nossos pets estão inclusos, porém, como distribuir os espaços dentro do automóvel, de modo a acomodar todos em segurança e sem causar sofrimento, neste caso, para nossos bichinhos?

Seguem algumas dicas importantes:

Quando as famílias decidem viajar e levar junto de si seus animais de estimação é por que estão evitando, geralmente, deixar os mesmos em abrigos para pets, tais como os chamados “hotelzinhos”; ou mesmo em casa, para que uma pessoa de confiança cuide, dado que nem sempre os animais são bem tratados quando estão longe de seus donos, ou não conseguem se adaptar ao novo, porém, provisório ambiente.

Viajar e levar o bichinho de estimação em um passeio de férias, que compreenda um trajeto mais curto, realizado com o carro, é uma excelente ideia, mas todo cuidado é pouco. São cuidados específicos que precisam ser observados e praticados rigorosamente. Esse processo visa a garantir não apenas a segurança dos pets, mas, de todos os passageiros.

Se você possui um cachorro, pode ser fácil e até divertido levá-lo na viagem. Gatos, geralmente, não são transportados em passeios e são animais mais independentes, que podem permanecer sozinhos em casa, sendo necessário apenas alguém que troque a areia, além de dar alimento e água. Os cães são muito afetivos. Mas, o seu transporte no carro, em uma viagem de duas ou três horas, precisa ser bem arranjado, dado que o bicho pode se agitar dentro do veículo em movimento. Um cachorro de 45 quilos, por exemplo, pode atrapalhar o motorista se estiver solto dentro do carro.

O problema é que não há, nas normas básicas contidas no Código de Trânsito Brasileiro, ou CTB, qualquer especificação a respeito de métodos precisos de como transportar animais de estimação, seja a longa distância ou não.

De acordo com a legislação, nenhum animal deve ser transportado na parte externa de qualquer veículo, além de que, como já foi citado, se o pet estiver solto dentro do carro em movimento, ele pode prejudicar a atenção do motorista, e isso é muito perigoso, gerando alta multa. Multas também podem ser aplicadas para motoristas que estiverem transportando algum animal no carro e o mesmo esteja com a cabeça para fora da janela.

As situações variam, e os cuidados abrangem tanto a segurança das pessoas quanto a dos animais.

Com relação ao tamanho de cada bicho, o tratamento será diferenciado, por exemplo: um cachorro grande necessita de cinto de segurança, que vai funcionar de modo a manter o cão em um lugar só para ele, sem que ele se desloque para outras partes do interior do veículo, e para que o mesmo esteja confortável. Portanto, trata-se de um tipo de equipamento que permite limitar o espaço dos animais, sem tornar os mesmos agoniados com essa limitação.

O cinto de segurança de um automóvel qualquer é produzido para os seres humanos, sendo inadequado para um cachorro. Animais menores, e mais mansos, podem ser transportados na gaiolinha, e no colo do passageiro de trás.

O cinto especial para o transporte de animais é um equipamento especificamente desenvolvido para esta finalidade, só para pets. Geralmente são os cachorros que são transportados em passeios de família, e geralmente os cães tem um tamanho razoável, por isso, ao longo de uma viagem, precisam ter seu espaço limitado.

Todo esse procedimento é necessário para a segurança de todos, incluindo os animais.

Por Paulo Henrique dos Santos

Animal transportado no carro


Novo Hyundai HB20 2020 – Novidades e Previsão de Lançamento


Novo modelo deve chegar às concessionárias em setembro de 2019.

A Hyundai fez um anúncio importante nesta primeira quinzena de agosto de 2019, a montadora sul-coreana informou que vai antecipar o lançamento do novo HB20 2020 para o mês de setembro. A nova família conta com três versões e até o momento ainda não se sabe se serão lançadas todas ou um veículo de cada vez. O Brasil deve ser um dos primeiros países a contar com a linha completa. Abaixo você encontra as principais informações sobre essa nova geração do HB20. Veja!

A respeito das versões, sobre o motor e outras informações acerca do novo HB20 2020 da Hyundai

A fabricante tem por costume lançar versões de um mesmo automóvel e com o HB20 esse fato não é diferente. A empresa vai oferecer aos consumidores a possibilidade de escolher entre três versões do carro, que são: o HB20X um modelo aventureiro, o HB20S, que é um sedã e a versão mais simples que é o HB20. É importante salientar que a diferença entre os três está principalmente na traseira, por exemplo, o HB20 costuma seguir o padrão hatch, com o porta-malas retraído. Já o sedã tem a traseira maior e projetada para frente. Existem outras diferenciações, como por exemplo, nos acessórios que cada um pode incluir ou retirar e também outros detalhes. Mas, de forma geral, eles seguem os mesmos padrões.

Já com relação ao motor, sabe-se até o momento que ele conta com 120 cavalos, ainda não se tem informações precisas se essa potência é apenas para a versão mais simples ou para todos os automóveis. Um dado confirmado é que essa nova família tem duas opções de câmbio: a manual e a automática, contendo cada uma seis marchas. Com relação ao tipo de combustível, até o momento foi divulgado que o carro poderá ser abastecido com etanol. Todos esses dados vão ser confirmados assim que todos os veículos estiverem à venda.

A aparência interna e externa da nova família HB20

A Hyundai apostou em diferenciações significativas para essa nova família. Primeiramente, é importante falar sobre a parte frontal do veículo. A grade frontal, por exemplo, ganhou um novo formato. A ideia adotada é que a parte superior seja maior que a inferior e as extremidades fossem se afunilando. Por dentro da grade, os espaços são maiores e as linhas são mais finas. O para-choque é bem fino. E ao lado da grade estão duas estruturas retraídas em que foram colocados dois faróis menores. Já o capô, segue a ideia de níveis diferentes, mas esse conceito está presente nas laterais, separando a lateral do capô.

Essas linhas de separação também estão presentes nas laterais do carro de forma acentuada. Todas as versões contam com quatro portas. Anteriormente no texto, foi apontada a grande diferença do design de duas das versões, ou seja, o desenho do porta-malas. Muitas pessoas acreditam que se tratando de um carro hatch, o espaço traseiro pode ser muito inferior e o HB20 prova justamente ao contrário. Na versão mais simples, o HB20 tem uma capacidade de 300 litros. Já o sedã conta com mais de 415 litros. Sobre o espaço traseiro do aventureiro não se tem maiores informações. Fotos mostram que o carro foi produzido em azul e prata, inicialmente.

No início deste tópico foi mencionado que a Hyundai fez algumas mudanças marcantes e essa ideia também está presente no interior do veículo, ele está mais tecnológico. Ao centro do painel foi colocada uma tela em LCD, ao se deparar com uma foto do interior do veículo, você vai notar que essa tela praticamente não tem bordas e a exemplo de outros dispositivos, ela pode ser conectada a diferentes aparelhos eletrônicos. Abaixo da tela, estão os sistemas de ar e o de som com botões para controlar ambos.

A Hyundai apostou mais uma vez em um volante com vários recursos e com o apoio em forma de gancho para o motorista. Um detalhe inserido neste carro foi uma pequena tela que fica atrás do volante e mostra alguns dados para o motorista durante a condução do veículo. Um segundo ponto de ajuda para quem conduzirá o veículo é a sua porta, ela tem ainda mais botões. Pode-se dizer que a aparência interna foi projetada para ter um design clean e moderno. Os bancos contam com um estofamento que possui couro nas bordas e um ótimo pano que cobre a maior parte do banco. O espaço interno do veículo é muito satisfatório.

Sobre o valor da nova linha HB20

Esse é mais um ponto que não se tem todos os dados confirmados, mas sabe até o momento que a versão mais simples, ou seja, o HB20 hatch vai custar a partir de R$ 44.000,00. Para outras informações acesse: https://www.hyundai.com.br/.

Isabela Castro.


Fiat Cronos HGT 2020 – Preço, Teste e Novidades


Confira aqui as principais novidades presentes no novo Fiat Cronos HGT 2020.

Aparentemente, o novo lançamento da grande companhia automotiva Fiat consiste em um modelo esportivo. Essa situação está intrigando os especialistas. Deste modo, o new Fiat Cronos HGT, a principal atualização e estreia desta linha, na edição de 2020, está reformulada em um design puxado para o look esportivo. Entretanto, os mesmos especialistas observam que toda a sua aparelhagem mecânica não está à altura de um automóvel desta categoria, embora não deixe de ser um lançamento de alta categoria.

Segundo alguns dos avaliadores, essa é a conhecida receita dos modelos aparentemente adaptados como esportivos. Portanto, não passam de automóveis de baixo desempenho com visual de “ases do asfalto”.

A relação das versões e preços segue abaixo:

O Cronos 1.3 MT, por 58 mil reais; o Cronos Drive 1.3 MT, por 61 mil reais; o Cronos Drive 1.3 GSR, por 66 mil reais; o Cronos Drive 1.8 AT, por 69 mil reais; o Cronos Precision 1.8 AT, por 75 mil reais e o Cronos HGT 1.8 AT6, por 78 mil reais.

Outro destaque que revela essa bela farsa está nas conhecidas molduras em Black Piano na parte dianteira, em conjunto com os emblemas em fundo preto da Fiat. Vale observar o seu teto preto e as suas super rodas pretas em 17 polegadas, que equipam o veículo e utilizam os pneus tipo Pirelli Cinturato estilizados em perfil mais baixo, de 205 por 45. Os incautos e apaixonados pela velocidade podem tomar esse sedã por um modelo "envenenado".

Portanto, levando adiante a análise dos especialistas, os mais recentes testes efetuados sobre a pista, o desempenho que o Cronos HGT entregou só fez confirmar que todo o seu aparato é uma bela peça publicitária, sendo um carro comum, maquiado para parecer outro tipo.

A ficha técnica apresenta o seguinte: sua força de aceleração partindo de zero a 100 km/h, processada em longos 11,4 segundos (muito lento para o carro que supostamente a empresa apresenta), constitui prova definitiva de que não se trata de um carro esportivo. Por exemplo: o modelo Argo HGT está munido de ajustes mais firmes para a direção e para a suspensão, sendo uma autêntica versão esportiva, o novo sedã não possui qualquer aparelhamento nesse sentido.

Os gestores da companhia Fiat emitiram nota justificando que não houve nenhuma alteração significativa, por se tratar de um típico ou clássico modelo adaptado às famílias. Deste modo, as especificações prementes são o conforto e demais funções internas acessórias, incluindo o novo porta-malas, com capacidade de 525 litros.

Ele tem aparência de mau, mas é manso por dentro. Manso demais até, pois os mesmos especialistas enfatizam que lhe falta certo tempero mecânico. Segundo a história da companhia, a Fiat não costuma desenvolver muitas especiarias para condimentar as suas produções. Os representantes da montadora fizeram anunciar um novo grande empreendimento em curso na unidade estabelecida em Betim, estado de Minas Gerais, cuja meta está na produção de motores turbo oriundos da família Firefly.

Entretanto, a previsão para um modelo munido de motor 1.0 tricilíndrico e motor 1.3 equipado de quatro cilindros, ambos turbinados, é para o início do ano de 2021. Ainda temos chão pela frente, literalmente. Portanto, o papel de divulgar um super design esportivo, até lá, estará por conta do Cronos HGT.

Este modelo possui mais alguns itens de destaque que equipam algumas de suas versões:

Um câmbio automático em seis marchas; equipado de transmissão acoplada no motor 1.8 Flex Etorq; apresentando desempenho de 139 CV na potência em 5.750 RPM e mais 19,3 KGFM livre em 3.750 rotações.

Paulo Henrique dos Santos


Honda Pilot – Novo SUV tem Registro no INPI


Modelo pode ser lançado no Brasil e irá concorrer com o Toyota SW4.

O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) é uma autarquia do governo brasileiro que foi criada há 49 anos (no longínquo ano de 1970). Sua função é executar normas referentes a propriedades na área da indústria. Recentemente a Honda registrou propriedade de seu SUV “Pilot” no INPI. Trata-se “apenas” do maior SUV da montadora japonesa.

Um pouco sobre o Honda Pilot

Inicialmente direcionado para o mercado norte-americano (Estados Unidos e Canadá), o Pilot é considerado o maior SUV da Honda, disponibilizando três fileiras de assentos. Produzido inicialmente na província canadense de Ontario até 2007, o Pilot é hoje produzido no estado americano do Alabama, que fica no sul do país. A primeira geração do Pilot foi lançada há 17 anos (em 2002), já como modelo 2003. Foi esse carro top de linha que acaba de ser registrado no Brasil pela Honda.

Possíveis concorrentes no Brasil

Por ser considerado o maior SUV da Honda e ter a capacidade de levar até 8 passageiros, o Pilot seria concorrente direto do Toyota SW4, do Mitsubishi Pajero e do Chevrolet Trailblazer.

Motor

Com um volume de 3.5 L V6, o motor do Pilot é capaz de entregar até 280 cavalos (208 kW) de potência quando está a 6.200 rotações por minuto. Também entrega um torque de 36,2 kgfm a 4.700 rotações por minuto. Nos Estados Unidos ele é oferecido em versões com câmbio automático, oferecendo as opções de seis ou nove marchas, e também as opções com tração nas quatro rodas ou sem.

Preços

Já que o carro ainda não foi anunciado no Brasil, ainda não temos uma noção real do preço que ele vai custar entre o Caburaí e o Chuí. Nos Estados Unidos os preços variam de acordo com a versão do carro. Podem-se encontrar preços desde US$ 33.600 (R$ 133.000) até US$ 52.845 (R$ 209.300), já incluindo os impostos estaduais que giram em torno de 6,5% sobre o valor dos carros. Calcula-se que o SUV chegaria ao Brasil por volta de US$ 63.200 (R$ 250.000) ou até um pouco acima disso, vindo em uma versão completa.

Cheio de equipamentos e rico em detalhes

Falando em versão mais completa, vamos falar um pouco sobre a versão Touring do Pilot. Essa nomenclatura já é usada por aqui para designar a versão mais completa de alguns modelos da Honda, como o CR-V, o Civic e o Accord. Como já é de se imaginar, a versão mais completa do Pilot é cheia de equipamentos e rica em detalhes.

Dentre as tecnologias do Pilot mais completo podemos destacar a tecnologia LED nos faróis, assistente de arranque em aclives, central multimídia que é compatível com celulares Android e iOS, monitoramento do ponto cego do motorista, bancos dianteiros que esquentam, quinhentos e noventa watts e dez alto-falantes no sistema de som, três zonas de ar-condicionado e, para fechar com chave de ouro, acabamento interno em couro!

Vai lançar?

De acordo com a montadora japonesa, o simples registro do modelo no Brasil não significa que veremos Pilots nas ruas das cidades brasileiras em 2020. Segundo a Honda, esse processo é padronizado e as montadoras fazem o registro do nome do veículo para proteger sua propriedade intelectual. Isso pode ser verdade, mas os fãs e entusiastas dos SUVs da Honda não vão aceitar essa resposta facilmente. Muita gente já especula quando será o lançamento, qual será o preço, qual cidade será a primeira a ter um Pilot nas ruas, etc. Vamos aguardar o lançamento (ou não) do maior SUV da Honda nas terra do Samba.

Por Bruno Rafael da Silva


Triumph Rocket 3 2019 – Novidades e Lançamento da Nova Moto


Modelo terá mais torque que o Polo TSI.

A indústria automobilística está sempre se renovando. No segmento de motocicletas a competição se dá nas estradas e na esteira de produção. O novo modelo da Triumph, a Rocket 3, está estreando munida de mais potência de torque que um modelo tipo Polo TSI.

Começando pelo exterior. O design da nova Rocket 3 foi mantido em sua carcaça clássica, totalmente inconfundível com seu farol duplo em luzes LED, ao passo que a estrutura de seu motor, em três cilindros, está suplementada pela presença de duas rodas produzidas em alumínio forjado, complementadas por um tipo de acabamento em Cardã e munida de um guidão cujos cabos estão ocultos, mantendo sua parte dianteira com imagem mais simples e harmônica.

Destaque foi dado para a matéria prima utilizada na sua produção: seu novo tanque, agora, é inteiramente trabalhado em alumínio. Mas, não apenas a estrutura do tanque, incluindo, também, a produção, no mesmo tipo de material, da tampa da caixa de ar; da tampa do óleo; das aletas do cárter e a própria produção da tampa de cabeçote, abrangendo essa linha de produção em alumínio os protetores de calcanhar de pés de passageiros.

Outras especificações abrangem:

O banco, nessa edição, está munido de mais acabamentos embelezadores, contendo detalhes super exclusivos. Detalhe assombroso: um banco único pode tornar-se um duplo banco em questão de segundos. Nova tecnologia invadindo o design dos automóveis. São duas versões já disponíveis, as quais estão equipadas e produzidas em edição menos pesada que os lançamentos anteriores, sendo 291 kg a seco, ou em torno de 40 kg a menos no peso oficial.

Entretanto, está aparelhada do maior motor já produzido em massa dentro do mercado de motos, ou seja, o maior motor fabricado no segmento está movendo a new Rocket 3.

Desta feita, o seu aparato mecânico operante em modo tricilíndrico, numa linha longitudinal e refrigerado à água em 2.458 CC, entrega desempenho de até 165 CV a 6.000 RPM, atingindo um grau de torque em até 22,5 KGFM para 4.000 RPM. Ou seja, o desempenho dessa moto supera quase todas as outras grandes marcas.

Está munida de uma transmissão por meio do eixo Cardã, que utiliza um câmbio em seis marchas, suplementado de dispositivo Quickshift, que constitui uma alternativa, sem mencionar maiores detalhes da embreagem tipo hidráulica e assistida.

Está equipado de um típico cano de escape de 3 por 1, permitindo maior eficiência da vazão de seu motor 2.5. Detalhe que dá mais elegância e equilíbrio é que os dois canos de escape estão instalados no lado esquerdo da moto.

De sua anterior estrutura, produzida em aço, os engenheiros fizeram evoluir para a mesma estrutura, só que em alumínio, sendo neste caso, o próprio motor um importante componente da mesma condição estrutural.

Outra especificação super exclusiva é a presença do chamado braço único, munido de um novo amortecedor, tipo deslocado, cuja função está na integração junto da transmissão, e poderá contar com o chamado Mono Amortecedor produzido pela Showa, que possui reservatório externo, específico, para os necessários ajustes em um curso de até 120 mm.

Está munida de um eficiente conjunto que compõe o novo sistema de freios, inteiramente estruturado por dupla de discos, sendo de 320 mm, instalados em roda de 17 polegadas, na dianteira, e discos de 300 mm instalados na roda de 16 polegadas, na parte traseira. Ela roda com pneus da marca Avon Cobra Chrome, produzidos de modo exclusivo para este modelo.

A new Triumph Rocket 3 será lançada nesse segundo semestre de 2019, porém, ainda não há informações sobre o seu valor de mercado, sendo que a estreia está marcada para 19 de novembro. A companhia Triumph Motocicletas consiste em uma grande fabricante britânica no segmento de motocicletas.

Paulo Henrique dos Santos


Fim do Chery QQ – Fim da Produção no Brasil


Produção do modelo teria parado na primeira metade deste ano.

Na madrugada de sábado, 11 de novembro de 2017, a Chery anunciou que a CAOA assumiria a sua operação no Brasil. Com isso, novos veículos chegaram e foram substituindo os veículos que eram vendidos antes. O último sobrevivente foi o Chery QQ. Considerado o carro novo mais barato do Brasil, o Chery QQ não conseguiu cair no gosto dos brasileiros. O carro sempre teve vendas baixas e nunca decolou. Esse, provavelmente, é o principal motivo de sua descontinuação no Brasil. Ele era produzido na fábrica do município de Jacareí, no interior de São Paulo.

Nem por encomenda

Uma simples pesquisa nas concessionárias que vendiam o QQ no Brasil já mostra que o QQ realmente não caiu no gosto dos brasileiros. Algumas concessionárias não estão mais com disponibilidade para o QQ nem por encomenda! A desanimação é enorme. Quem procurar o carro a essa altura do ano vai penar para encontrar um QQ. Há concessionárias que ainda estão oferecendo o modelo QQ Look por aproximadamente R$ 35.600 (encomenda para daqui a 60 dias). Há concessionários afirmando que a produção do Chery QQ acabou em maio de 2019.

Vendas já mostravam queda

Os números mostram a triste realidade para a Chery: em julho de 2019 houve apenas 103 Cheries emplacados no Brasil! Nesses 7 meses que já se passaram de 2019, foram emplacadas 1.217 unidades. Isso dá uma média aproximada de 173 novas unidades por mês. Os números estão em declínio quando comparados a 2018, quando tivemos 3.176 novos Cheries QQ emplacados no Brasil, levando a uma média de 264 novas unidades todos os meses.

O fim da fabricação do QQ abre mais espaço para o Tiggo, um carro que é muito mais vendido. Trata-se de um Crossover com cara de Ford Ecosport. O Tiggo está com preço inicial de R$ 60.490.

Além do Chery QQ, só há outros dois modelos de carros no Brasil que custam menos de R$ 40.000 novo. Eles são o Renault Kwid e o Fiat Mobi. O Volkswagen Up é um dos concorrentes do QQ, mas ele já está acima dos R$ 40.000.

Dimensões

O pequeno Chery QQ tem motor também pequeno: 1.0 L com 3 cilindros. Potência de 75 cavalos (56 kW) atrelada a um câmbio manual de 5 marchas.

Curiosidades sobre o Chery QQ

  • O Chery QQ é produzido há 16 anos (desde 2003)
  • Na década de 2000 o QQ era o modelo mais vendido da Chery
  • Ele já esteve no centro de uma disputa de propriedade intelectual entre a Chery e a GM no final da década de 2000
  • A General Motors acusou a Chery de copiar o seu modelo Spark
  • Existe uma versão de motor do Chery que é menor do que 1.0 L. Se trata de um motor 0.8 L. Ele tem 38 kW (51 cavalos) de potência entregues às 6.000 rotações por minuto.
  • Existe um Chery QQ elétrico na China. Estamos falando do Chery QQ3 EV. Ele começou a ser entregue aos consumidores da província chinesa de Anhui, em março de 2010. Isso mesmo! Um carro totalmente elétrico 9 anos e 5 meses atrás! Ele tem autonomia de 100 km e era o carro totalmente elétrico mais barato da China, com um preço próximo a 6.480 dólares depois dos incentivos do governo.
  • O QQ está disponível para venda em um número grande de países. Podemos incluir as Filipinas, o Paquistão, Sri Lanka, Cingapura, Vietnã, Tailândia e a África do Sul em sua lista de países cobertos.
  • Existe um modelo totalmente elétrico da Chery inspirado na nova geração do QQ. Trata-se do Chery eQ, que foi lançado no mercado chinês em novembro de 2014.

Por Bruno Rafael da Silva


Novo Renault Duster 2020 – Novidades e Preço


Novo Duster substitui motor 1.6 pelo 1.0, visando redução de consumo e de emissão de gases.

A Dacia, uma empresa subsidiária da montadora francesa Renault, no país da Romênia, continua firme com o processo que irá realizar a troca dos propulsores aspirados pelos motores turbinados. Tal medida foi tomada pela fabricante tendo em vista as normas de emissão de gases poluentes que se encontrarão vigentes no velho mundo a partir do ano de 2021, nas quais os veículos devem se encaixar.

Seguindo este caminho de downsizing para a versão nova do modelo Duster, o motor da Renault de 16 válvulas com 1600 cc sai de cena e agora entra um menor, o chamado TCe 100, o qual conta com três cilindros e 1000 cilindradas, sendo um turbocompressor que possui intercooler e trabalha com injeção de combustível direta.

Com propulsor menor, o Duster a ser lançado irá passar a ser capaz de gerar uma potência de 100 cv e um toque que chega aos 16,3 kgfm, claramente sendo números mais baixos do que os disponíveis no 1.6 SCe (que ainda continuará sendo utilizado por alguns anos no mercado brasileiro). Embora a diminuição tenha sido de 600 cc no motor, o objetivo da marca foi alcançado, que é ter um torque maior em baixa rotação, emissão menor de gases poluentes e também um consumo mais baixo de combustível.

O motor TCe 100 de mil cilindradas consegue entregar sua força completa ao atingir os 2.750 giros diante das 4 mil rotas do modelo 1.6 SCe, o que ainda pode ser considerada uma alta rotação visto que se trata de um propulsor turbinado moderno. Entretanto, seja do jeito que for, isso já auxilia grandemente o veículo romeno com a sua proposta de emitir uma quantidade menor de gases poluentes.

Consequentemente, isso contribui também para um menor desempenho, isto porque acaba não se aproveitando de forma total a sua saída e o Novo Renault Duster com motor TCe 100 consegue realizar uma aceleração de 0 até 100 km por hora em um tempo de 12,5 segundos diante dos 11,9 segundos alcançados pelo modelo 1.6 SCe, o qual contava com uma potência de 115 cavalos.

Além disso, sua velocidade máxima foi diminuída em 4 km horários, sendo agora de 168 quilômetros por hora, diante dos 172 km horários na versão anterior. De acordo com informações disponibilizadas pela Dacia, 18 por cento foi o valor que diminuiu quando se trata da emissão de gás carbônico, o que representa 125 g por quilômetro, tendo um consumo de combustível de 18,2 km para cada litro. O novo Duster TCe 100 ainda conta com o sistema de Start e Stop com uma transmissão manual de cinco velocidades.

Entretanto, os consumidores que tiverem o desejo de um desempenho maior, terão a oportunidade de escolher a variante que possui propulsor de 1.3 TCe com quatro cilindros, sendo que o referido motor é o mesmo utilizado pela geração mais recente do Classe A e dos derivados da alemã Mercedes-Benz, que nesta lista entra GLB, GLA, B e CLA.

Na Europa, o novo Novo Renault Duster possui este motor com uma potência de 150 ou de 130 cavalos e ainda conta com uma transmissão de embreagem dupla. Já aqui no Brasil o modelo ainda continua sendo preparado para chegar às concessionárias, onde espera-se que o motor 1.6 SCe com câmbio CVT seja muito bem explorado. Acredita que chegue com o conjunto 1.3 TCe, tendo no mínimo uma potência de 160 cavalos.

FILIPE R SILVA


Toyota Prius 2019 – Novidades e Preço


Novo carro da Toyota traz mudanças na parte externa e tem ótimo motor.

Já estão abertos os pedidos do novo modelo da Toyota, que é o Prius 2019. Esse carro traz logo de cara uma mistura de modernidade com sofisticação. Essa mudança foi provocada para agradar aos usuários da marca, que já pediam e esperavam por uma diferença da parte externa. Ao analisar esse carro com pouco mais de calma, já dá para perceber que ele é grande, espaçoso e chamativo. Além da mudança externa, o Toyota Prius 2019 fez mudanças positivas em outras partes do carro também. Veja mais abaixo quais são essas mudanças e outras informações também.

Conhecendo as opções de cores do novo modelo da Toyota

O novo carro da Toyota não traz só mudanças externas e em outros detalhes. Ele também tem lindas cores que são: Preto Atitude, prata Galáctico, cinza granito, branco Polar e branco perolizado. E agora possui mais duas opções novas que são o azul Lazuli e vermelho Rúbio. Com tantas opções fica difícil de escolher. E todas as cores são lindas e trazem mais modernidade a esse carro.

Carro com central multimídia perfeita

O Toyota Prius 2019 também tem uma incrível central multimídia. Ela é muito importante pois envolve modernidade e entretenimento para todos os ocupantes do carro. Esse é um detalhe bem chamativo desse novo lançamento e promete animar mais ainda os consumidores de carro que estão de olho nesse modelo. A central multimídia do Toyota Prius 2019 possui: Painel com TV digital, MP3 Player, câmera de ré com visualizações na tela, conexão Bluetooth, conexão USB e auxiliar compatíveis com os sistemas IOS e Android e sistema de GPS, tela de 7 polegadas e algumas funções como: Flickr ,Pinch Close e Pinch Out.

Toyota Prius 2019 possui ótimo motor

O novo modelo da Toyota possui sistema híbrido e conta com um motor potente de 1.8 VVT-i de ciclo Atkinson. Ele é um motor elétrico que facilita muito a direção do condutor, pois traz segurança e isso reflete positivamente no dia a dia na pista. Com esse motor é possível fazer a aceleração máxima de 122 cv, que é muito alto e atrativo. Principalmente para os motoristas mais aventureiros. O carro possui duas opções de motores, já falei do elétrico um pouco acima, mas tem a opção do motor a gasolina também. E por isso esse carro é considerado versátil.

Modelo com porta-malas mais espaçoso

Outro detalhe desse carro é que ele possui porta-malas bem espaçoso. Ele conta com 442 litros, que é espaço de sobra para carregar diferentes tipos de objetos sem problema algum.

Toyota Prius 2019 com novos detalhes externos

Muitas pessoas amaram a mudança externa desse carro. Agora ele conta com detalhes chamativos que podem ser vistos nas lanternas e novos faróis. Ele também recebeu linhas bem suaves que deixam ele mais moderno.

Falando sobre alguns detalhes internos

A parte interna do novo Toyota conta com muito conforto, pois agora os bancos desse carro oferecem 8 opções de ajustes elétricos, que facilitam na escolha da melhor posição e essa escolha é bem fácil de fazer. Os bancos desse carro oferecem também outros detalhes como: Mudar a distância do banco, mudança na altura e na lombar e fazer a reclinação do encosto.

Carro com função de conectividade moderna

O novo modelo da Toyota traz muita modernidade em forma de conectividade para todos os ocupantes desse carro. Essa conectividade conta com a tecnologia Miracast integrada de espelhamento WI-FI, que mostra o conteúdo mostrado pelo celular. E ainda tem incluso alguns sistemas como Youtube, Google Maps, Waze e outros.

Valor inicial desse modelo

O Toyota Prius 2019 está sendo vendido com valor inicial de R$ 128.530. Esse é um valor muito justo, pois esse carro é muito moderno e tem outros pontos positivos como: Ótima motorização, beleza, conforto, espaço e conectividade.

Essas são as informações do Toyota Prius 2019!

Escrito por Cristiane Amaral


Porsche 911 Carrera 2020 – Nova Versão de Entrada


Modelo tem preço semelhante ao BMW M3 e Mercedes AMG C63 S.

A famosa montadora alemã Porsche recentemente anunciou algumas novidades no modelo 911 Carrera, os quais também podem ser interessantes para os consumidores de modelos das também germânicas Mercedes e BMW. O esportivo que é um ícone da planta de Stuttgart agora lança no mercado a versão de entrada com um valor sugerido de 97.400 dólares, aproximadamente 370 mil reais sem somar as taxas. Esta cifra fica o lançamento bem perto do C63 AMG e do M3, as versões preparadas tradicionais da Classe C da Mercedes-Benz e a série 3 da BMW.

A versão será vendida também em carroceria conversível, também conhecida como Cabriolet, pelo valor de 110.200 dólares, o que equivalete aproximadamente R$ 418 mil se for convertido diretamente, também sem incluir os valores das taxas. É bem válido ressaltar também que existe uma diferença pequena dentre os veículos mais caros e mais baratos da respectiva gama. A parte dianteira continua com o mesmo design, da mesma forma que na parte posterior do modelo, a qual conta com duas grandes ponteiras em cada um de seus lados. A alteração mais perceptível foram as rodas que diminuíram, sendo de 235/40 aro 19 na parte dianteira e de 295/35 com aro 20 na traseira.

Um detalhe importante também que com certeza não irá ser despercebido para quem conhece o veículo são seus discos de freios que diminuíram de tamanho, passando a ter 330 mm, e as pinças que já não ficam tão aparentes assim. Entretanto, sobre o design simplificado ligeiramente, o lançamento 911 Carrera em versão de entrada não irá ter um desempenho frouxo. O propulsor boxer de 3.0 litros possui seis cilindros, sendo um biturbo movido a gasolina, o qual consegue gerar uma potência de até 385 cavalos e um torque de 45,8 kgfm, tendo a capacidade de ir do seu estado de inercia até 96 km horário, ou seja, 60 mph em simples 4 segundos.

Se o consumidor ainda somar o pacote Sport Chrone, como de costume, ainda irá diminuir mais tais tempos. A fabricante afirma que o carro é capaz de ir de 0 até 100 km por hora em apenas 3,8 segundos (possuindo teto rígido). Enquanto a versão que é conversível, isto é, possui teto de lona, chega a atingir a mesma distância em 4,2 segundos, ou então em 4 segundos com o kit instalado. São valores bem poderosos, porém a versão 4S do 911 Carrera, que conta com 450 cavalos de potência e torque de 54 kgfm, é mais veloz ainda: indo de 0 a 100 em somente 3,6 segundos ou então 3,4 segundos se instalado o Sport Chrono.

O propulsor estará associado sempre ao famoso câmbio automático PDK com oito velocidades, fazendo com que os dois modelos ultrapassem os 290 km/h.

Com relação aos equipamentos e a parte interna, o modelo 911 Carrera na versão de entrada não irá dever quando se trata de luxo, se comparado com outras variantes. O acabamento esmerado é o que chama a atenção no painel, além de sua tela multimídia com 10,9” e a disponibilidade dos mais variados recursos. E a lista dos itens de série possui um programa com modos diferentes de condução e também um sistema ativo de controle da suspensão.

Nos Estados Unidos e na Europa tais configurações já se encontrarão à venda no começo do próximo ano. As concessionárias brasileiras devem receber também os modelos ainda no primeiro semestre de 2020. Adicionando os impostos e fazendo conversão da moeda, para se adquirir um 911 Carrera será necessário desembolsar aproximadamente meio milhão de reais.

FILIPE R SILVA


Mercedes AMG C63 2020 – Novidades da Nova Geração


Modelo deve ter tração 4WD e modo drift.

A Mercedes Benz é a fabricante de veículos comerciais mais antiga do mundo. Foi a primeira do ramo a surgir na Alemanha no ano de 1924. E sua história começou muito antes disso, sendo primeiramente uma fusão entre as marcas Benz & Cie e a Daimler Motoren Gesellschaft. Essas primeiras empresas no ramo de automóveis foram responsáveis pela criação do primeiro veículo do mundo movido à gasolina.

Atualmente a empresa é mundialmente conhecida por seus carros de luxo, além de frotas de veículos comerciais como caminhões e autocarros. Além disso, a marca mantém a própria fabricação de seus motores. A Mercedes Benz, além de produzir seus famosos veículos, também fabrica motores para aviões e até mesmo outros meios de transporte. Na Fórmula 1, marca presença com protótipos de motores para as equipes Racing Point, Mercedes GP e também Williams. A sua equipe de Fórmula 1 é a atual campeã mundial, juntamente com o seu piloto Lewis Hamilton.

E com essa história tão vasta no mundo dos automotores, a Mercedes Benz traz uma novidade para todos os seus clientes e admiradores. Um nova geração do Mercedes AMG – C63, que trará uma tração diferenciada com 4WD, além do novo modo drift, que consiste em uma técnica de direção, para deslizar em curvas com a traseira do veículo, girando o volante de modo que as rodas dianteiras se postem na direção oposta a que se está fazendo a curva. Esse modo de direção faz com que o carro controle o nível de derrapagem, de certa forma fazendo com o que o carro ande de lado.

A marca já havia anunciado, alguns meses atrás, que todos os veículos da nova geração AMG teriam a chamada tração integral. E já foi publicado oficialmente, também, que provavelmente os veículos da próxima geração do C63 também venham sem a famosa tração traseira, já antiga conhecida da Mercedes. As principais novidades estão marcadas para chegar ao mercado ainda em 2021, todas equipadas com um sistema 4WD – a tração nas quatro rodas do veículo.

Em relação as mudanças internas, o AMG – C63 apresenta um motor 4.0 V8, biturbo com uma potência diferenciada – 476 cv de potência nas versões tradicionais e chegando até 510 cv de potência na versão S.

A ideia é bater uma concorrência direta com o novo BMW M3, que está para estrear também uma nova geração ainda no próximo ano. Algumas especulações afirmam que o novo BMW tende a passar os 500 cv de potência.

Mas o novo Mercedes não tem por que ter medo do concorrente. A sua nova geração bate de 0 km/h até 100 km/h em três segundos, segundo as estimativas mais recentes. Porém, apesar do motor potente, os fãs mais antigos da marca poderão sentir falta do sedãs esportivos da Mercedes Benz que vinham com uma tração traseira especial. Mas apesar da possível decepção, a mudança veio para ficar: Tração 4WD vai aparecer nas próximas gerações e também o novo modo drift deve ocupar seu espaço de direito.

A linha 2019 do C63 já apresentava novidades no visual e também no seu interior. O modelo já apresentava todo o luxo e conforto de um sedã da Mercedes, além de um toque esportivo, também já familiar da marca. Foi oferecido em três versões diferentes, com um motor biturbo V8 4.0, parecido com essa nova geração, além de um câmbio totalmente automático com nada mais nada menos que nove marchas.

A última versão do C63 também apresentava um painel de instrumentos com 12 polegadas e também uma central multimídia totalmente digital. Além disso, a versão antiga podia chegar de 0 km/h até 100 km/h em quatro segundos – a versão S em até menos tempo. Os preços dessas versões 2019 podiam variar entre R$ 499 mil e R$ 555 mil.

Agora é esperar para saber mais novidades da nova geração que está por vir.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros


Recall Amarok – Problema nos Bancos Dianteiros


Problema atinge modelos fabricados entre 2016 e 2018.

A Volkswagen é uma das montadoras de veículos mais famosas de todo o mundo. A empresa alemã começou a sua história no ano de 1930, quando começou o projeto de um carro que ficaria extremamente famoso no Brasil, o Fusca.

Já no Brasil a história da montadora de veículos começou no ano de 1953. Foi nesse ano que a Volkswagen comprou um velho armazém no bairro Ipiranga, na cidade de São Paulo. Foi lá que começaram a sair as primeiras unidades do fusca para território brasileiro. Todas as peças vinham diretamente da Alemanha e na época havia apenas doze funcionários trabalhando no antigo armazém.

Nos primeiros anos de fábrica de armazém, entre 1953 e 1957, foram montados quase três mil veículos, sendo 2 mil Volkswagen Sedan e quinhentas Kombis.

E dentro dessa história tão antiga, a Volkswagen conseguiu gerar muitos outros sucessos de vendas como os hatch, Gol e Up! As SUVs como o Fox e o EcoSport. Os sedan como Jetta e Voyage. E picapes como a Amarok.

Por falar em Amarok, esse veículo da categoria pick-up, com cabine dupla, tamanho médio e quatro portas, é um dos modelos de maior sucesso da marca. Inclusive já foi anunciado que será lançado um novo modelo simples, com apenas duas portas.

É fácil perceber por que a picape faz parte da equipe líder de vendas da Volkswagen, seu design é diferenciado e um tanto quanto robusto, inspirado por outros modelos fortes da marca. Além disso, o veículo também possui o maior espaço interno entre veículos da categoria – considerando também outras marcas.

A sua primeira apresentação ao público aconteceu em 2005 e começou a ser vendida no Brasil apenas cinco anos mais tarde, em 2010. Mas sem dúvida é um dos modelos de picapes mais queridos em terras brasileiras.

Recall Amarok

Apesar do seu sucesso de vendas e público fiel, a Volkswagen anunciou um recall para os últimos três mil e seiscentos compradores da Amarok. Todas as produções do veículos entre setembro de 2016 e abril de 2018 devem comparecer a uma loja oficial da marca.

Segundo a própria Volkswagen, os veículos que estão sinalizados para o recall podem apresentar um falha na fixação de chicotes elétricos nos dois bancos da frente. Aparentemente essa falha pode gerar uma movimentação não voluntária dos bancos, aumentando um risco para acidentes.

Para solucionar o caso, a marca propôs aos donos da picape para fazer uma inspeção geral nos chicotes elétricos dos bancos dianteiros dos veículos. Fazendo também o reparo, se for constada a necessidade, além de fazer também a instalação de certos elementos para a fixação dos bancos, voltados diretamente para melhorar a fixação dos chicotes elétricos.

Para marcar o recall basta ligar no número oficial da marca e agendar na concessionária mais próxima. A marca afirma que a vistoria pode durar por volta de uma hora e pode ser marcada a partir do dia 05 de agosto.

Lembramos que os modelos Amarok envolvidos no recall foram fabricados entre 15 de setembro de 2016 e 26 de abril de 2018, com o modelo ano 2017. A marca dos chassis envolvidos se encontra entre os códigos de HA003452 até HA041564. Já os veículos produzidos entre 15 de setembro de 2017 e 26 de abril de 2018, com o modelo ano especificado 2018, conta com uma marca de chassis de JA000117 até JA042914.

E não foi só no Brasil que as picapes Amaroks apresentaram defeitos e a possibilidade de recall para modelos já vendidos. No país vizinho, Argentina, foi publicado também por meio de nota oficial da Volkswagen um recall semelhante, ainda no dia 30 de julho deste ano. A diferença é que os modelos argentinos estão apresentando um defeito um pouco mais grave. A marca afirmou que alguns modelos, chamados para o recall, podem apresentar ricos de incêndio.

Porém, segundo a própria fabricante, os modelos brasileiros não apresentam esse risco.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros


Novo Ford Mustang 55 Anos – Edição Especial


Confira aqui as novidades presentes no novo Ford Mustang 55 Anos.

Os fãs do Mustang dizem que o primeiro modelo do carro foi do ano “1964-e-meio”, pois foi lançado em abril de 1964 (já como modelo 1965). O Mustang já está em sua sexta geração, com a experiência de 55 anos no mercado. E para comemorar seus 55 anos, está sendo lançada uma edição especial chamada de Mustang55 pela montadora de Detroit. Mas, para tristeza dos brasileiros (e americanos), essa edição será distribuída exclusivamente no mercado europeu.

Detalhes

O modelo de comemoração tem as opções de carroceria Fastback e conversível disponíveis. O modelo que serve de base para ele é o Mustang GT, que tem motor 5.0 V8. Alguns detalhes visuais diferenciam os dois modelos. Dentre eles podemos destacar: as conhecidas faixas nas laterais e no capô, com a opção de complementar essa visão com um aerofólio traseiro. As grades dianteiras acompanham as rodas pretas de 19 polegadas (48 centímetros). E a grade superior tem o cavalinho símbolo do modelo.

Interior

Muitos veem mais beleza no interior do Mustang do que fora dele. Isso é bem compreensível. No caso do Mustang55 isso não é diferente: o console central tem acabamento em couro e com costuras cinza! A fibra de carbono dá aquele ar especial ao painel. Independentemente de você gostar mais de câmbio manual ou automático, a Ford vai te deixar feliz com a manopla do câmbio. A opção com câmbio manual ganhou uma manopla de câmbio especial. Já para aqueles que preferem as dez marchas do câmbio automático, haverá uma manopla de aço inoxidável. Para completar, o “Mustangão” não poderia deixar de ter um acabamento especial dos bancos e dos forros das portas: Alcântara.

Mas as surpresas não se resumem apenas ao modelo especial comemorativo: os europeus apaixonados pelo Mustang terão uma opção excelente à disposição. Opção essa que tem motor 2.3 L Ecoboost.

O Dia Nacional do Mustang

Essa edição comemorativa dos 55 anos do Mustang foi lançada no dia 17 de abril de 2019. E essa data não foi escolhida ao acaso: trata-se do Dia Nacional do Mustang nos Estados Unidos!

O Mustang nasceu no dia 17 de abril de 1964, na Feira Mundial do Automóvel da cidade de Nova York. Na ocasião, a Ford colocou um carro no topo do icônico prédio Empire State para celebrar o lançamento! O Mustang foi o carro que mudou o mundo dos carros esportivos.

O carro tem torcida organizada!

Uma coisa muito legal sobre o Dia Nacional do Mustang é que não foi a Ford que foi ao Congresso dos Estados Unidos e disse “Precisamos de um dia para celebrar o Mustang”. Foram os grupos de donos de Mustang que fizeram isso, que correram atrás. O Mustang tem grupos de donos nos seis continentes do planeta!

Só para se ter uma ideia do quanto a Ford entende de carros esportivos, houve anos em que a Ford competiu com a Ferrari nos anos 1960. Foi em 1966, 1967, 1968 e 1969. Quatro anos! A Ford celebrou isso com o Ford GT.

Poderoso Mustangão!

Esse modelo comemorativo é poderoso em questão de motor e torque. É um Ecoboost de 4 cilindros de alta performance, que entrega 330 cavalos (246 kW) e 49 kgfm de torque. Esse poder todo está fazendo com que o Mustang seja o carro coupé esportivo mais vendido do mundo por 4 anos consecutivos.

A Ford ultrapassou as marcas de vendas de todos os outros coupés esportivos no mundo pelo quarto ano consecutivo, com 113.066 carros, de acordo com dados do IHS Markit. Ele está disponível em 146 países. Nos Estados Unidos, a Ford afirmou que vendeu 75.842 Mustangs.

Por Bruno Rafael da Silva


Análise Novo Renault Sandero CVT 2020


Confira aqui as primeiras impressões ao dirigir o novo Renault Sandero com Câmbio CVT 2020.

Renault Sandero CVT é o novo lançamento da grande companhia francesa. Os especialistas já se manifestaram.

Entre os itens de sua ficha técnica está o novo câmbio automático; um retoque no visual; novo sistema de airbags laterais e mais algumas novidades que fazem um belo diferencial nessa linha 2020.

Méritos e deméritos precisam ser expressos, segundo os especialistas, já que ele melhora em algumas funções, mas perde em outras.

A série Renault de 2020 está munido de airbags laterais, de nomenclaturas novas, além de estar mais seguro e confortável.

Os especialistas do site experimentaram o novo Sandero que está equipado do câmbio dito CVT. Alguns testes foram realizados em dias chuvosos, na plena região central de São Paulo. Este foi um dos cenários mais impróprios para testar veículo inédito, dado que as condições foram adversas.

Entretanto, o novo Renault Sandero CVT, no teste, entregou desempenho surpreendente. Dentro daquele clássico trânsito pesado, o automóvel cumpriu uma de suas principais funções, proporcionando conforto aos ocupantes.

O ponto negativo está no fato de que o sistema de transmissão automática só estará disponível para as versões equipadas de motor 1.6, com desempenho de 118 cavalos de potência e mais 16 KGFM em torque, que simulam seis marchas. Munido deste dispositivo o Sandero CVT se torna mais pesado em 70 kg, com relação às outras versões que possuem configuração 1.6 tipo manual e atingem até 1.140 kg.

As versões munidas de motorizações tipo 1.0 e tipo 2.0 serão mantidas equipadas de câmbio manual simples. Conforme as informações obtidas com os representantes da companhia, este novo modelo tem capacidade de atingir a marca de 0 a 100 km/h no tempo de 11 segundos, sem distinção do combustível que enche o tanque.

O clássico câmbio manual do tipo Hatch produz a mesma potência de aceleração na marca de 9,9 segundos, quando movido a etanol.

O conjunto CVT opera de modo a proporcionar um conforto maior em qualquer modalidade de aceleração. Tanto nos testes quando na simulação o desempenho das marchas nas acelerações se manteve constante e sem aquele tranco.

Este mesmo modelo permanece com o clássico sistema de dirigibilidade próprio do Sandero. Está equipado de uma direção que não apresenta a mesma suavidade em relação ao "primo" March, embora possuam conjuntos similares em certos atributos. Possui uma suspensão munida de regulagem mais macia e bem mais elevada, em torno de 40 mm para as versões CVT.

No entanto, este câmbio CVT constitui somente um dos novos itens incluídos. O design exterior foi reconfigurado em grande parte, tanto na dianteira quanto nos faróis, que estão vazados em arranjo totalmente novo, com sistema interno atualizado e com função de luzes diurnas, tipo DRL, marca LED; sua nova grade frontal está bem maior, acrescida de detalhes cromados, finalizando com para-choque inteiramente atualizado.

Na parte traseira, a fechadura, anteriormente posicionada abaixo do título do veículo, parece ter desparecido, mas, em realidade, o logotipo e a maçaneta formam um todo único. Para abrir esta tampa, bastará o proprietário pressionar o centro do logo. Impressionante né!

Todas as versões munidas de câmbio CVT serão identificadas por meio das molduras plásticas, desprovidas de pintura pela base da superfície da carroceria e da suspensão.

Mais equipado, o Renault Sandero CVT, como foi citado, está munido de airbags nas laterais, que são parte da série na linha Sandero, na Logan e na linha Stepway, totalizando quatro airbags junto aos frontais, que são obrigatórios, por lei.

Duas versões Sandero com CVT estão sendo comercializadas com os seguintes valores:

1 – Sandero Zen, motor 1.6 CVT, por 62.990 reais.

2 – Sandero Intense, motor 1.6 CVT, por 65.490 reais.

Paulo Henrique dos Santos


Análise do Novo Peugeot 2008 2020 – Test Drive


Saiba aqui quais são os prós e contras do novo Peugeot 2008 2020.

Novidade a Renault promete sacudir o mercado automobilístico. Trata-se do New PEUGEOT 2008.

Entre os melhores modelos SUVs compactos produzidos na atualidade, o novo automóvel produzido pela companhia francesa, o Peugeot 2008, ocupa o patamar do tipo crossover, o qual consiste em um veículo utilitário.

Entretanto, apesar da designação de “compacto”, o atual modelo constitui uma verdadeira perua munido de suspensão elevada. Os engenheiros da empresa, segundo os especialistas, podem ter decidido reposicionar esta segunda geração do veículo utilitário, no sentido de fazer o mesmo chegar ao topo desta categoria, no que tange às suas dimensões externas e aos seus conteúdos, porém, seu valor de mercado ainda não foi anunciado.

Portanto, o new 2008 está agendado para estrear na Europa no mês de janeiro do próximo ano, 2020. Este tipo de automóvel desperta muito interesse comercial para o Brasil. De acordo com o que foi publicado no site Autoesporte, este novo modelo terá sua produção iniciada na Argentina a partir de 2020, por meio da mesma indústria estabelecida na Capital Buenos Aires.

A sua ficha técnica pode ser, sumariamente, a seguinte:

O motor é 1.2 PureTech com desempenho de três linhas de potência, ou seja, de 100 cv, de 130 cv e 155 cv. Este é o mesmo tipo de motor que equipa o modelo C3 e o 208, embora suplementado de função turbo e de injeção direta. O 2008 será apresentado como uma versão que supera as demais, munidas de mesmo motor.

No continente europeu o modelo estará equipado de capacidade para rodar em duas alternativas de combustível: a partir de diesel, sendo o tipo 1.5 BlueHDI, com desempenho de 100 cv e de 130 cv. O outro será o inovador a motor elétrico e-2008, com desempenho de 136 cv. Portanto, este modelo constitui um SUV compacto, entre os poucos no mercado a ser ofertado em versão elétrica.

Embora seja um veículo de menor dimensão, o motor 1.6 THP, com 1.2 turbo de desempenho em 155 cv, entrega resultado eficiente e satisfatório. Sua força de arranque vai de zero a 100 km/h na marca de 8,9 segundos, registrando uma velocidade máxima na escala de 206 km/h.

Esta estrutura é considerada suficiente para esta nova proposta de produção de modelo SUV compacto. Tem força no motor, tem precisão na tração e tem maior vantagem no tamanho.

Com relação ao câmbio, sua configuração apresenta uma transmissão manual em seis velocidades, ao passo que as versões de maior potência estarão munidas de caixa automática em oito marchas, suplementadas das chamadas borboletas no volante. Este novo 2008 terá a sua tração dianteira mantida, não tendo sido anunciado um modelo 4 por 4.

Este mesmo modelo SUV está mantido com a função Grip Control, que consiste em um sistema de ajuste de tração conforme os diferentes terrenos, acrescido do chamado controle para velocidade em descidas.

Outra especificação a ser anunciada é a sua arquitetura tipo CMP, previamente elaborada de modo a acomodar seu pacote de baterias para a versão elétrica, embora seja bastante distinto dos modelos Hatch.

Algumas alterações significativas pode ser as seguintes:

Aumento na distância do Entre Eixos para 6,5 centímetros, formando um total de 2,60 metros. Seu novo comprimento está em 4,30 metros. Deste modo, o 2008 está entre maiores SUVs desse segmento. Ele vai competir lado a lado com o famoso modelo líder Jeep Renegade, o qual possui dimensões de 4,23 m e de 2,57 m. Rivalidade intensa.

Paulo Henrique dos Santos


Renovação da CNH pela Internet em SP


Renovar a carteira de motorista em São Paulo ficou mais fácil. Não é necessário ir ao Detran, tudo pode ser feito pela internet.

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é um documento imprescindível para dirigir, pois assegura que o motorista realizou todos os processos determinados pelo Sistema Nacional de Trânsito e está apto a conduzir o seu veículo. Contudo, é importante ressaltar que a CNH tem validade e transitar por aí com ela vencida pode gerar multa, já que isso é considerado uma infração de trânsito.

Sendo assim, é fundamental ficar atento ao prazo de vencimento da sua CNH. Para quem está em São Paulo, esse processo esse processo se tornou mais prático e menos burocrático, haja vista que tudo pode ser feito pela internet, dispensando a necessidade de ir pessoalmente até o Detran.

Os motoristas de 85 cidades do estado paulista podem solicitar o serviço de forma simplificada pelo site do órgão, que faz uso da última coleta biométrica, assinatura, digitais, e foto, emitindo o documento automaticamente. Quer saber mais? Confira, abaixo, como realizar o procedimento!

Quem pode solicitar o serviço?

A opção de renovação simplifica é voltada para os condutores que possuam CNH nas categorias A (para pilotar moto), B (para dirigir automóveis), A e B (para conduzir ambos). Do total das 24 milhões de habilitações do estado, estima-se que aproximadamente 82% estão inclusas nessas categorias.

Podem recorrer a este serviço as pessoas que estão com a CNH vencida ou vai vencer nos próximos 30 dias, desde que o documente apresente foto e esteja em situação regular. Portanto, os motoristas que estão com a habilitação suspensa ou com algum tipo de irregularidade não poderão usufruir dessa facilidade.

Se precisa fazer uma alteração de dados, como endereço, nome, uma nova coleta biométrica, ou caso o sistema aponte um impedimento, o processo só poderá ser feito em uma unidade física do Detran.

É importante ressaltar que o atendimento presencial continua sendo realizado normalmente, uma vez que a renovação pela internet é opcional.

Como renovar a CNH pela internet?

Antes de qualquer coisa, é importante dizer que mesmo que a renovação seja feita virtualmente, você ainda vai precisar comparecer até a clínica para fazer o exame médico, e se desenvolver alguma atividade como motorista também deverá passar pelo teste psicotécnico.

Também é necessário arcar com uma taxa de R$ 87,55 para o exame técnico, de R$ 102,24 para o psicotécnico, e R$ 54,77 para que o documento seja enviado pelo correio até a sua residência.

Veja o passo a passo para o procedimento:

Entre no site do Detran

A primeira coisa a fazer é o seu login no portal do Detran e depois clique no ícone ‘’Renovação Simplificada’’ em ‘’Serviços Online’’, que está fixado na parte superior da página.

Confirme os seus dados

Na sequência, o solicitante tem que confirmar todos os dados evidenciados na tela. Em seguida, escolha as datas e horários em que deseja realizar os exames médio e psicotécnico (quando houver necessidade). Na capital de São Paulo, é possível escolher a clínica mais próxima da sua casa.

Feito isso, o sistema vai agendar os médicos e informar todos os dados para chegar até os profissionais, como nome, telefone e endereço. Não se esqueça de guardar estas informações, pois se acontecer algum imprevisto você tem a possibilidade de reagendar o exame na clínica.

As taxas referentes aos exames têm valor fixo e deverão ser pagas para os profissionais que irão realizá-los.

Pague a taxa de renovação

Por último, pague a taxa de renovação da CNH mais o custo de envio pelos Correio, o que pode ser feito a partir do número do seu CPF, em qualquer rede bancária.

Após finalizar todos os processos, você irá receber a CNH renovada em sua casa em até sete dias.

Por Simone de Paula Leal

Renovação da CNH


Novo Renault Sandero 2020 – Preço e Novidades


Modelo ganhou nova traseira, airbags laterais e câmbio CVT.

Embora o Renault Sandero não esteja ameaçando os líderes de vendas do mercado, o HB20 da Hyundai e o Onix da Chevrolet, o novo modelo hatch veio para se tornar peça chave nas estratégias para subir no ranking. Sendo assim, as inovações que a fabricante se apressou em fazer para ganhar da concorrência você confere agora.

O novo Renault Sandero está igual na parte da frente, muda um pouco de acordo com a versão, mas o design é praticamente o mesmo, com as mesmas formas básicas. O para choque é novo, assim como os faróis que também ganharam luz de LED.

Porém, as grandes mudanças estão voltadas para a parte traseira do novo modelo. As lanternas agora invadem parte da tampa do porta-malas, e há um prolongamento que não é só estético, ele realmente acende ligando uma lanterna na outra.

Confira os preços e os itens de série de cada versão do Renault Sandero

Segundo a fabricante, as mudanças são inspiradas no Mégane, em seu modelo europeu, mas ficou bem parecido também com o Fiat Argo. Independente disso, ele tem agradado muito os usuários, em todas as suas versões.

  • + Life 1.0 (R$ 46.990): com 4 airbags, ganchos de fixação para cadeirinhas isofix, ar-condicionado, travas e vidros elétricos, chave canivete, rodas de 15 polegadas, e direção eletro-hidráulica.
  • + Zen 1.0 e 1.6 (R$ 49.990 a R$ 55.990): além dos itens de série do modelo anterior, ainda vem com central multimidia Media Evolution, volante com telefone e comandos de som, banco com regulagem, sensores de estacionamento na parte de trás, coluna de direção com regulagem, alarme, sistema start-stop e computador de bordo.
  • + Zen CVT X-Tronic (R$ 62.990): Inclui todos os itens do modelo Zen manual, mas tem câmbio automático CVT X-Tronic, assistente de partida de rampas, controle de estabilidade, rodas de 16 polegadas, molduras nas rodas.
  • Intense CVT X-Tronic (R$ 65.490): todos os itens anteriores, mais câmera de ré, ar condicionado digital, travas e vidros elétricos, faróis de neblina, rodas de liga leve, retrovisores elétricos e piloto automático com velocímetro limitador.
  • Renault Sandero 2.0 (R$ 69.690): vem com todos os itens da Zen Manual, além do assistente de rampa, ar condicionado digital, controle de estabilidade, piloto automático, roda de liga leve, retrovisores elétricos, travas e vidros elétricos, câmera de ré e acabamento diamantado na cor preta.

Mais seguro por dentro

Apesar de pouca coisa ter mudado no design, o novo Renault Sandero terá novas opções de revestimento. Com isso, o volante tem empunhadura nova, e com a versão Stepway, o acabamento é esmerado com faixas de tecido ou couro, e vem com painéis nas portas.

Os equipamentos ganharam reforços, e a central de multimídia suporta os sistemas operacionais da Apple Car Play e Android Auto. Além disso, o novo Renault Sandero também evoluiu muito no quesito segurança, com mais airbags frontais e laterais, além dos ganchos para isofix em todas as versões.

O modelo terá as versões: Zen, Life, Iconic e Intense. Com opções de motorização de 1.0, com 3 cilindros e 1.6 16 V com 4 cilindros. A novidade maior é o câmbio CVT X-Tronic que está presente nas versões de preços maiores, e podem ser identificadas pela moldura de plástico que fica localizado nas caixas de rodas. Isso ajuda na estabilidade e no assistente de partida de rampa, que é oferecido nas versões esportivas do veículo.

Como é o desempenho?

O novo Renault Sandero teve alguns problemas de desempenho, mas que segundo a fabricante já foram solucionados. Um deles era o acabamento espartano, que ainda continua simples, mas evoluiu diante outros modelos.

Dessa vez a Renault investiu mesmo no interior, e trouxe novas opções para mecanismos decentes em regulagem de altura. Agora a alavanca não faz o motorista despencar quando puxa.

Por Susan NogArt


Novo Audi SQ7 2020 – Novidades


Modelo tem visual renovado e motor V8 a diesel.

O novo Audi SQ7 passou novas mudanças e isso é muito animador. Principalmente para quem já conhece os carros dessa marca. O Audi SQ7 traz muito conforto e design moderno com um toque sofisticado. Sua motorização também está acima do esperado. Por essa razão esse carro pode ser considerado muito moderno. A parte interna desse carro também possui mudanças positivas. O Audi SQ7 é um carro grande e espaçoso, além de ter muita modernidade para seus usuários. Abaixo vou falar sobre as principais informações desse carro.

Falando sobre o motor do Audi SQ7

O Audi SQ7 é um carro muito potente, ele conta com motor 4.0 V8 TDI, que vem com compressor elétrico que auxilia o par de tubos. Com esse motor esse carro consegue fazer a potência máxima de 423 cv. Ele possui 1.250 rpm e 91,7 kgfm de torque. Dessa forma fica muito fácil manter uma ótima aceleração na pista e experimentar o máximo de potência que essa máquina pode proporcionar. Esse carro consegue fazer a velocidade máxima de 250 km/h, o que é considerado bem alto. É indicado que o condutor tenha muito autocontrole com toda essa potência nas mãos.

Carro chamativo

O Audi SQ7 é um carro muito chamativo, por ter medidas grandes e design muito moderno, ele chama atenção por onde passa. Suas lanternas e faróis são lindos e sutis ao mesmo tempo. A carroceria desse carro também é muito linda, ela tem detalhes discretos e o seu formato geral, faz com que esse carro passe um ar de moderno e sofisticado ao mesmo tempo. Só de olhar para esses pequenos detalhes, já dá para ter certeza que esse modelo é de alto padrão. O grande detalhe desse modelo são as suas hastes duplas na grande grade que fica na parte dianteira. A Audi acertou em cheio em cada detalhe desse carro.

Detalhes da parte traseira externa do carro

Na parte traseira do Audi SQ7 vamos encontrar uma barra metálica que fica acoplada aos faróis e esse detalhe ajudou a diferenciar a tampa traseira desse modelo. Outro detalhe da parte traseira desse carro é a proteção que fica na parte de baixo. O acabamento na cor prata agora combina com os retrovisores do carro. Ainda na parte traseira é possível ver as quatro saídas de escapamento que mostra o quanto essa versão veio para inovar e mudar a qualidade desse quarto. Tudo isso foi pensando nos usuários dessa marca.

Detalhes da parte interna

A parte interna do Audi SQ7 também traz mudanças bem interessantes. A parte de multimídia com duas telas sensíveis ao toque, ela está no controle central. A antiga tela flutuante não faz mais parte da parte interna do carro. O painel de instrumento digital conta com o Audi Virtual que ajuda a compor toda a modernidade desse carro. Os bancos são extremamente confortáveis e espaçosos. De modo geral esse carro possui tudo que o usuário precisa para fazer uma viagem agradável e perfeita.

Carro com rodas de 20”

O Audi SQ7 conta com rodas de aro 20” e com pneus 285/45. Elas são importantes para lidar com a força dessa máquina. Os seus discos medem 400 milímetros na parte da frente e 420 mm na parte traseira. Os usuários que desejarem dar um toque especial na roda, podem equipá-la com discos de 420 mm na parte dianteira e 370 mm na parte traseira. O material usado é o carbono de cerâmica.

Sobre o valor do carro

Esse carro é considerado um top de linha e muito luxuoso. Ele ainda não chegou para venda aqui no Brasil, mas o seu valor inicial de mercado deve ficar em R$405.000.

Muitas pessoas vão querer falar sobre o seu valor de mercado, mas só terá esse carro quem realmente tem condição!

Escrito por Cristiane Amaral


Novo Recall do Volkswagen Jetta, Golf e Tiguan


Modelos fabricados nos anos de 2015, 2018 e 2019 podem ter problemas nas molas da suspensão traseira.

A Volkswagen é uma empresa tradicional alemã, atualmente a segunda maior fabricante de veículos em todo o mundo, com sede localizada na cidade de Wolfsburg, na Baixa Saxônia. Além da marca própria, o grupo Volkswagen também é dono e proprietário das marcas Audi, Porsche, Lamborghini, Seat, Scania, Bentley, Ducati, Bugatti, além dos modelos Volkswagen Caminhões e Ônibus.

Como grande marca de veículos, a Volkswagen também patrocina diversos eventos esportivos, como por exemplo, o Rali Dakar, a academia de David Beckham, as seleções de futebol da Argentina, Nova Zelândia e Rússia.

A origem da marca remonta ao ano de 1930, quando começou a fabricação, na Alemanha, de um carro que ficaria extremamente conhecido, no Brasil principalmente, o Fusca. Em outros países o carrinho doméstico ganhou outros nomes, por exemplo, em Portugal ficou conhecido com Carocha, e na própria Alemanha era chamado de Käfer. Já em inglês, no Reino Unido e Estados Unidos era conhecido como Beetle.

A fábrica ganhou o nome que ecoaria por gerações e ficaria extremamente conhecido no mundo automobilístico, quando o engenheiro alemão Josef Ganz, que estava batalhando para modernizar a indústria de fabricação de veículos na Alemanha, começou a ter ideias e se publicado. Seu feitos incluem a introdução de suspensões independentes com semieixos oscilantes e ainda também um baixo centro de gravidade, além de um novo chassi contando com um tubo central dentro de um veículo popular, contando que conseguisse que o custo fosse igual ao de comprar uma motocicleta da época.

Depois de toda uma história de sucesso, a Volkswagen também conta com um pedacinho das fábricas no Brasil. Na cidade de São Paulo, existem duas pequenas centrais hidrelétricas (PCH) que se encontram nas margens do rio paulista Sapucaí, uma sendo chamada de Anhanguera e a outra chamada de Monjolinho.

Mas o mês de julho de 2019 não está sendo muito bom para a marca. Foi anunciado há poucos dias que três dos grandes modelos e mais vendidos atualmente pela marca apresentaram problemas nas molas traseiras e precisam de reparos urgentes. Sendo elas, o Jetta, Golf e Tiguan.

Unidades Volkswagen devem retornar as lojas para um reparo nas molas

Conhecido como Recall, foi feito através do site oficial e também através de uma nota para a imprensa, chamando três dos principais modelos da marca para ajustes.

A Volkswagen explicou na nota oficial que os modelos que devem retornar são os modelos ano 2015, 2018 e 2019 dos carros. Aparentemente foi encontrado um problema grave na suspensão traseira de cada um dos veículos citados. Na verdade, existe uma possibilidade, dependendo de cada caso, de uma real quebra das molas de suspensão traseira, o que poderia comprometer todo o veículo e ainda aumentar drasticamente o risco para acidentes que resultariam em danos físicos e materiais ao motorista, todos os possíveis passageiros e também uma terceira parte que poderia acabar se envolvendo no acidente.

A justificativa do problema nas molas e necessidade de recall é devido ao material usado para fabricar as molas de suspensão. A matéria prima utilizada não atendia aos altos padrões que são especificados na produção de cada veículo.

O calendário de reparo está marcado para começar a partir do final de outubro (dia 31), já que a fábrica ainda está em processo de estudo para um reparação oficial e solução definitiva para o problema das molas de suspensão. Quando outubro chegar, será feito um novo chamado para todos os clientes da marca e que compraram os veículos citados (Golf, Jetta e Tiguan – 2015, 2018 e 2019), fabricados entre os dias de 06 de fevereiro de 2015 e 21 de setembro de 2018.

A marca afirma que até o momento não teve conhecimento de nenhum incidente que possa ter sido causado pelas molas de suspensão traseira.

Os modelos envolvidos são:

  • Jetta 2018 (JM502410 até JM506377)
  • Golf 2015 (FM069607 até FM081395)
  • Tiguan Allspace 2019 (KM004199 até KM005197)
  • Tiguan Allspace 2018 (JM180701 até JM223151)

Stephanie Caroline Meyer de Quadros


Jeep Renegade 2020 – Novidades e Preço


Novo modelo perde o câmbio manual, mas fica mais equipado.

Uma das marcas mais famosas de veículos, a Jeep, vai trazer ainda mais novidades para o seu sucesso de vendas, o Jeep Renegade. O modelo 2020 promete perder o câmbio manual e trazer ainda mais novidades em termos de equipamento. E todas essas novidades trarão um novo custo para o seu consumidor, o reajuste dos preços ficou por volta dos 5%, podendo chegar até R$ 7 mil.

A primeira novidade anunciada pela Jeep foi o novo modelo 2020 do Compass, outro sucesso de vendas da fábrica. E logo em seguida foi anunciado o Renegade, que promete se manter no topo das vendas com muitas novidades e uma série de modificações, que podem firmar ainda mais a marca como líder de venda dos SUVs compactos.

O Jeep Renegade chegou ao Brasil no ano de 2015 e fez história já nos primeiros meses de venda. Chegou ao top 10 dos emplacamentos daquele ano, em todas as categorias, com apenas cinco meses no mercado de automóveis brasileiros. Ainda no final de 2015, bateu o recorde de vendas de um veículo utilitário. Além disso, foi o Renegade que colocou a Jeep como líder de vendas na categoria geral SUV logo no ano seguinte ao seu lançamento. Essa liderança conquistada tão cedo se mantém até hoje.

A primeira estilização sofrida pelo Renegade aconteceu em 2018, mas sem mudar o seu design tão característico e toda a sua autenticidade. Os principais destaques foi toda a tecnologia adicionada, além é claro, do conforto e ainda maior capacidade. Essa primeira renovação trouxe ainda mais força para o SUV, consolidando ainda mais a sua liderança no mercado.

E agora, a Jeep anunciou as novas mudanças para o modelo 2020. Novos itens de série, vários opcionais para agradar todos os consumidores da marca e também uma leve atualizada em seu design, agora mais atualizado, para manter sua competitividade e atratividade.

A primeira e mais notável mudança no modelo 2020 é a ausência do modelo Sport com câmbio manual. Essa opção não teve boas vendas e agora vai ser cortada de modo definitivo pela marca. As opções do Renegade, inclusive a Sport, agora contarão todas com o câmbio automático. E todas essas versões contaram com novos itens de fábrica, desde o modelo mais em conta até o mais bem equipado. Agora o modelo Sport vai sair diretamente da fábrica com um alarme de perímetro. As variações Traihawk, Limited e Longitude apresentam novas lanternas LED.

Em relação aos pacotes de itens opcionais, o Jeep Renegade agora apresenta a opção de revestimento de couro para os bancos na cor marrom, para as versões Limited e Longitude, custando apenas R$ 1.200. A versão Sport apresentará como destaque um Pack Uconnet, que vai incluir itens como um central multimídia de 7” com opções para os aplicativos Android Auto e Apple CarPlay, além de um novo ar-condicionado digital contando com duas zonas diferentes e também um novo sensor de estacionamento para a traseira do veículo. Para esse Pack do modelo Sport o custo adicional será de R$ 5 mil. Um outro pacote que está nas opções de venda do Renegade será o Night Eagle (Águia noturna em tradução livre), que reúne basicamente os mesmo itens de série do Pack Uconnet, mas com um adicional especial, um visual todo trabalhado na cor preta. A pintura preta seria feita em todos os componentes do carro, como rodas, retrovisor, logotipos, tetos, grade e até mesmo retrovisores. Essa opção vai sair por cerca de R$ 7 mil.

A Jeep também apresentou, em um material oficial, uma série especial World Surf League (WSL), que foi desenvolvida especialmente como uma homenagem ao Campeonato Mundial de Surfe. Esse design apresenta um acabamento semelhante a versão Sport, mas com diferentes itens – exclusivos – como rodas de 17” na cor preta e interior totalmente escurecido. Serão produzidos apenas 500 modelos e o custo será de R$ 9 mil a mais do que o modelo Sport AT.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros


BMW Série 3 2019 – Lançamento e Preço no Brasil


Versão mais barata do modelo chega ao país com motor de 184 cv.

A nova BMW Série 3 chega ao Brasil trazendo muita eficiência. Essa versão é mais conhecida como 320i e vem com muita modernidade e potência. Ela consegue reunir muitas informações que foram criadas para encantar a seus usuários. Pois quem já está acostumado com alguns modelos da BMW, sempre vai esperar um algo mais dos novos lançamentos. E é isso que a BMW Série 3 veio trazer. Esse é um carro top de linha, o que já é esperado pelos usuários e também cheio de modernidade. Abaixo vou falar de forma mais clara sobre esse modelo. Então fique ligado nos detalhes que vou ressaltar.

Carro com ótima motorização

A nova BMW Série 3 traz ótimo motor que consegue entregar a potência máxima de 184 cv. Esse é um número bem alto e até assustador. Já que podemos imaginar o quanto esse carro pode correr nas pistas. Mas é bom lembrar que para pilotar um carro com essa potência, é preciso ter experiência no volante e muita responsabilidade. O motor desse carro é o 2.0 e conta com câmbio automático com 8 marchas. Essa liberdade que vai encantar até mesmo os usuários mais exigentes.

Carro bem espaçoso

A nova BMW Série 3 chega ao mercado bem maior que sua versão anterior. A marca pensou em deixar o que era bom ainda melhor, e dobrar o conforto de seus usuários. Esse é um detalhe que é visto como algo bem positivo por quem gosta dos carros de alta performance e também em carros sofisticados. A marca aumentou 8,5 centímetros se comparada a sua versão anterior, e essa diferença é bem visível para muitos. Veja agora as medidas da nova BMW Série 3:

– 1,827 mm de largura;

– 2,851 mm entre eixos;

– 4,709 metros;

– 1,442 de altura;

Dessa forma os ocupantes se sentem mais confortáveis dentro do carro, pois espaço nunca é demais. Principalmente se tratando de carro. Um ponto que deve ser citado aqui nesse texto, é que um carro muito grande pode ser mais difícil de dirigir. Mas nada que a prática diária não resolva.

Porta-malas espaçoso

Outro detalhe positivo desse carro é o tamanho do porta-malas. Ele tem 480 litros e é ideal para quem precisa carregar diversos objetos. A melhor parte desse detalhe, é que com espaço não é preciso usar o espaço interno do carro.

Carro com muita segurança e tecnologia

A nova BMW Série 3 traz muita segurança e tecnologia para todos os seus usuários. Então eu posso afirmar que esse carro reúne design, motorização, tecnologia e segurança. Esse conjunto só ajuda a mostrar o motivo da BMW ter tanto sucesso em seus lançamentos. Essa nova versão conta com itens de série bem importantes e entre eles estão:

– Controle ativo de velocidade;

– Alertas de colisão e pedestres;

– Assistente de condução com aviso de saída de faixa;

– Alerta de tráfego de cruzada;

– Prevenção de condução traseira;

E muitos outros.

Interior do carro muito moderno

O interior do carro conta com o máximo de modernidade que se pode esperar da marca. Dentro dessa máquina os usuários contam com um lindo painel de instrumento, que é totalmente digital que tem tela de 12,3 polegadas e o head up display com 10,25 polegadas. Além disso, esse carro possui assistente pessoal inteligente, ele é responsável por passar informações importantes sobre o carro e isso ajuda muito na hora que se está na direção.

Informações sobre o valor desse carro

Ainda não foi divulgado um valor exato desse modelo, mas a expectativa é que ele chegue ao mercado com valor inicial menor que R$ 200.000. Esse é o valor que muitos usuários desejam pagar por esse modelo.

Essas são as principais informações da nova BMW Série 3!

Escrito por Cristiane Amaral


Toyota Corolla Hybrid – Lançamento, Especificações


Novo Toyota Corolla Hybrid chega em outubro no Brasil.

As pessoas que estão mais ambientadas ao mundo automobilístico estão acompanhando as notícias de diferentes veículos que devem chegar ao mercado consumidor a partir do próximo ano. No texto de hoje, vamos tratar de um carro que ainda vai ser lançado, mas que já vai poder ser adquirido a partir de outubro deste ano, em território nacional. Trata-se do Novo Corolla Hybrid da Toyota. A empresa japonesa desenvolveu um veículo que apresenta diferentes possibilidades e assim as chances de agradar um número maior de indivíduos são grandes. Confira abaixo os principais dados a respeito desse veículo.

Informações iniciais sobre esse carro

A princípio o Corolla Hybrid vai contar com duas versões. Sendo uma de 1.8 e a outra de 2.0. No caso da primeira, o veículo será híbrido flex, ele poderá ser abastecido com etanol ou gasolina, e ainda poderá ser recarregado. Já o de 2.0, o processo de funcionamento do motor se dará por combustão. Até o momento sabe-se que a versão mais cara, ou seja, a 2.0 deve custar a partir de R$ 90.000. Em outros detalhes, os dois vão permanecer com as mesmas características.

Com relação ao design adotado pela Toyota no Novo Corolla Hybrid

As fabricantes de automóveis estão investindo cada vez mais na diferenciação de um item na parte frontal dos veículos: a grade externa. De tamanhos e formas diferentes, esse é um dos primeiros pontos que são observados em qualquer carro. No caso do Corolla Hybrid, a grade é uma linha fina com um detalhe central alongando na parte inferior que é o logo da Toyota. E ela vai afunilando a medida que chega às suas extremidades. Enxerga-se apenas uma linha por dentro da grade. Pegando um pedaço das extremidades da grade estão os dois faróis laterais. Eles também seguem a ideia de serem mais afunilados nos cantos.

Uma tendência que temos visto nos carros atualmente é que não existe mais uma separação entre o capô e a grade, eles estão integrados. No capô do Hybrid, a Toyota também utilizou a ideia de separação em níveis, mas de forma muito sútil. Apenas uma linha na vertical e é necessário um olhar mais atento para reparar este detalhe. O ponto que mais chama atenção na parte frontal do Hybrid é o para-choque. Essa parte possui um tamanho considerável. Por dentro, ele é formado por linhas do mesmo tamanho. Na parte superior nota-se um pequeno recorte fazendo com a parte inferior tenha um tamanho maior. Ao lado do para-choque existem dois recortes que faz uma separação. A mais parte interna tem dois faróis menores e a outra vem acompanhando toda a extensão do veículo.

Pelas imagens divulgadas na internet, percebe-se que o espaço no porta-malas é de bom tamanho. Mas, ainda não se sabe ao certo o tamanho deste item. Os conceitos de recortes e de extremidades mais finas também estão foram utilizados na parte de trás desse veículo. Falando agora da parte de dentro desse veículo, a fabricante japonesa apostou em uma grande tela de LCD para a parte central do painel. Integrado a tela estão algumas funções para controle de som. E um pouco mais abaixo estão os conectores para smartphones e outros eletrônicos, além do sistema de marcha. Os dois lados do volante estão botões e na parte de trás, o painel apresenta os dados do carro de forma interativa. O motorista ainda encontra uma sequência de botões abaixo do seu volante. As portas também vêm equipadas com botões para acionar algumas funções. Toda a parte interna é revestida de couro.

A respeito do motor e outros dados importantes sobre o Corolla Hybrid

Mesmo que o Novo Corolla Hybrid tenha suas vendas iniciais marcadas para o mês de outubro. Não se têm dados ainda sobre a potência do motor, a média de consumo de cada um dos combustíveis utilizados, qual a autonomia do veículo e em quanto tempo ele realiza o seu carregamento. Ainda não se sabe ao certo quando esses dados vão ser divulgados. Por enquanto, a proposta da Toyota é que os interessados criem um “perfil” no site do veículo para que eles sejam informados, primeiramente, sobre essas informações. Para conhecer essa página clique em: https://www.novocorolla.com.br.

Por Isabela Castro

Toyota Corolla Hybrid


Multas de Trânsito podem ter Valor Proporcional à Renda do Infrator


Projeto de Lei ainda está tramitando na Câmara dos Deputados.

O pagamento de multas de trânsito pode ter mudanças extremamente drásticas no seu processo de realização em breve. Se depender de um projeto de lei que pretende transformá-las em multas adaptáveis à renda da pessoa que vir a cometer uma infração.

Estamos falando do Projeto de Lei 2994/19. Ele está, atualmente, tramitando na Câmara dos Deputados e a sua situação é de caráter conclusivo. Vamos entender, no texto de hoje, um pouco mais sobre este projeto que promete grandes novidades na dinâmica de quitação de multas. Confira as informações a seguir!

Do que se trata, especificamente, o projeto?

Com a possibilidade de ter o Projeto de Lei 2994/19 aprovado, existe a expectativa de que possa haver alguma forma de reparação na forma como o sistema punitivo de trânsito é conduzido, para que a inibição de comportamentos inadequados aconteça de forma mais eficiente e os infratores sintam o impacto financeiro de suas consequências imprudentes no trânsito.

Nos dias de hoje, os valores das multas de trânsito possuem variações em seus valores. Elas oscilam entre os seguintes números atualmente: de R$ 88,38 para aquelas multas que são consideradas como “leves” até R$ 293,47 para as multas que são percebidas como gravíssimas pela fiscalização competente. O objetivo do projeto é o de efetivar mudanças, de modo que o valor total de uma multa de trânsito tenha alterações de acordo com o perfil de renda daquele que cometeu a infração de trânsito.

Como seriam as mudanças que o projeto de lei propõe

Se o projeto for aprovado, veremos as seguintes mudanças nas multas de trânsito em algum tempo:

  • Para as pessoas que estão na categoria de faixa de renda A, seria realiza a cobrança de um valor que chega a ser 14 vezes maior do que o total inicial da multa;

  • Para aqueles que fazem parte da categoria B, o aumento no valor da multa chegaria a 5 vezes;

  • Pessoas que estão incluídas na categoria de renda C teriam um aumento no valor total de até 3 vezes;

  • Para as demais taxas de renda, não haveria nenhuma alteração nos valores de multas.

As definições de categorias de renda A, B, C e de todas as outras serão realizadas pelo IBGE

Como seria na prática?

Para termos um exemplo, vamos analisar o que aconteceria se fosse uma pessoa que está na faixa de renda A. Se o infrator cometer uma contravenção que está na categoria considerada como “leve”, uma multa que deveria ter um valor total de R$ 88,38 teria uma grande mudança e passaria para o total de R$ 1.237,32.

A situação se torna ainda mais complicada se alguém que está na faixa de renda A cometer uma infração gravíssima, que possui o valor mais elevado de multas. Se o valor atual dela é de R$ 293,47, quando multiplicamos por 12, ele chega até expressivos R$ 3.521,64.

Pensando em garantir que esse possível novo sistema funcione, seriam encaminhados aos órgãos responsáveis por aplicar multas de trânsito as informações que detalham as declarações de renda e, com base nisso, eles podem calcular qual seria o montante que pode ser cobrado.

Para que a proposta consiga, de fato, virar lei, existe ainda a necessidade de que ela seja analisada e tenha a aprovação de comissões que atuam no setor de viação e de transportes. Na dúvida, com ou sem projeto, a melhor solução é manter sempre uma direção segura e dentro das regras da lei.

Ricardo R.


BMW X3 M 2019 – Novo SUV com Motor e Design Superesportivo


Conheça aqui mais detalhes sobre o novo BMW X3 M 2019.

O ano de 2019 promete ser de muita inovação e criatividade para uma das mais famosas marcas de carros do mundo. Estamos falando da BMW, que resolveu inovar e decidiu lançar no mercado um dos seus melhores carros feitos até agora: o BMW X3 M.

Vale salientar que o novo modelo surge dentro como mais uma novidade dentro de uma das categorias líderes de vendas tanto no Brasil quanto no mundo todo, a dos SUVS.

Surgido há alguns anos, os veículos SUVs caíram de vez no gosto dos brasileiros que buscavam a união perfeita entre um veículo mais robusto e que pudesse aliar sofisticação e muita velocidade.

A BMW parece que entendeu direitinho quais as necessidades de seus fãs e consumidores e agora, neste ano de 2019, resolveu trazer ao mercado um modelo que parece ser o casamento perfeito entre requinte e muita potência.

Para realizar este feito, a montadora alemã resolveu convocar todo o seu mais experiente time de engenheiros e projetistas para lançar um veículo que pudesse representar um marco na indústria automobilística,

Se você que está lendo este texto pensa que a vida do novo modelo foi fácil, ledo engano. A nova X3 M teve que ser submetida a rigorosos testes de eficiência e dirigibilidade até se encontrar um ponto ideal que pudesse satisfazer todas as necessidades de seus mais exigentes consumidores.

Partindo de seu modelo mais recente já lançado no mercado, o X3 30i, o novo X3 teve que perder peso, mas manteve a potência do seu antecessor. O novo modelo sai de fábrica com o motor biturbo 3.0 de seis cilindros.

Dependendo da versão escolhida, o novo veículo mostrou nos testes algumas performances distintas. Por exemplo, na versão X3, o motor é capaz de atingir até 487 cv contra os 517 da versão X3 Competition. Para isto, a marca teve que fazer uma verdadeira remodelagem em seus componentes mecânicos.

Para tanta velocidade e desempenho, os compressores do motor tiveram que receber uma ventilação especial com o uso de dutos feitos de nylon e uma elevação da capacidade de injeção de combustível em suas câmaras de combustão.

Com um carro bem mais potente, a BMW teve que realizar algumas adaptações no novo modelo devido ao fato de que um carro mais rápido vai gerar uma temperatura mais elevada, o que pode comprometer o desempenho do seu motor.

Neste sentido, o novo modelo conta com um sistema de refrigeração de três radiadores, isto sem falar no quarto componente que é exclusivo para o seu sistema de ar-condicionado interno.

Além disso, as suas rodas ganharam também um sistema próprio de ventilação para que possam manter constantemente resfriado o seu sistema de freios composto por discos duplos em cada roda.

Os sistemas de transmissão para o novo X3 também foi projetado exclusivamente para o novo modelo. O veículo sai de fábrica com um câmbio automático de oito marchas do tipo Steptronic e com sistema Xdrive ( tração integral).

A união de motor considerado muito potente com um sistema de transmissão muito rápido fazem do novo X3 da BMW um SUV bastante rápido e bastante agressivo nas pistas. Basta olhar para os testes de arrancada feitos para o novo carro. Ele fez de 0 a 100 Km/h em apenas 4,1 segundos.

Os fãs mais ardorosos da marca ainda terão a possibilidade de conferir tanta potência pelo ronco mais agressivo do motor que pode ser ouvido prazerosamente. Para isto, basta pisar um pouco mais no acelerador. O barulho é garantido pelo sistema duplo de escapamento que estão acoplados, cada um, a flaps que podem elevar ou reduzir o ronco desta verdadeira máquina, o que dá a sensação de estar dentro de veículo bem mais esportivo. Se você gostou, então é bom conferir em uma concessionária mais perto de sua casa.

Emmanoel Gomes


Picap – Novo App de Moto Taxi chega ao Brasil


Aplicativo promete corridas 30% mais baratas que Uber.

A Picap, startup colombiana, que tem aplicativo que permite solicitar corridas de moto, tipo moto taxi, chegou recentemente no Brasil. A empresa, que concorre com a Uber e 99, anunciou corridas de moto até 30% mais baratas, que as oferecidas pelos carros desses aplicativos. Em menos de um mês no Brasil, o aplicativo está em funcionamento em fase de teste nas cidades do Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Belo Horizonte (MG).

Pontos positivos e negativos

A empresa destaca entre as vantagens a agilidade nas corridas, como driblar o trânsito em cidades grandes cidades e promete reduzir o tempo de deslocamento em até 50%. Existem ainda relatos que as corridas podem chegar até 50% mais baratas das realizadas por Uber.

Um ponto negativo, é que em corrida de motos existe maior risco de acidentes, a possibilidade de pegar chuva e a com o veículo é possível carregar apenas uma mochila. Existem comparações já feitas por usuários, na qual com as corridas de motos não tem a possibilidade de compartilhar a corrida com outros usuários e no entanto o tempo de deslocamento de carro pode ser ainda mais demorado do que o de um trajeto individual.

Pelo motivo de o aplicativo ainda não ser conhecido, motoqueiros brasileiros que já utilizam estão reclamando que ficam horas sem receber chamadas para as corridas. Outro entrave apontado por eles é que quando são chamados para realizar as corridas, a distância para pegar o passageiro é longe demais.

Como funciona o app para motos

O funcionamento do aplicativo com motos é bem parecido com os já utilizados por carros, como o Uber e 99. Para realizar o cadastro e solicitar as corridas deve primeiramente baixar o aplicativo, que está disponível nos sistemas IOS e Android . Após esse processo deve inserir os seus dados pessoais, que podem ser o login do e-mail ou até do Facebook.

Para solicitar a corrida, o usuário deve descrever o endereço de partida, onde se encontra, e logo após deve adicionar o endereço do seu destino. Após esse processo deve clicar em Solicitar serviço. Após digitar o endereço de partida e o endereço de destino saberá o valor aproximado da corrida ou serviço.

Pagamento das corridas somente em dinheiro

O pagamento das corridas pelo aplicativo do Picap no momento somente é aceito em dinheiro, no entanto a empresa pretende oferecer a opção de débito e crédito futuramente.

Motoristas não pagam comissão para o App

Uma vantagem para quem está na procura de ganhar uma renda extra fazendo corridas de motos, a Picap inicialmente não vai cobrar comissão de motoqueiros brasileiros. Em outros países, onde já funciona o aplicativo há algum tempo, como na Colômbia, é cobrada uma taxa de 15% pela intermediação do serviço. Usuários relatam na página na internet do aplicativo que a não cobrança de comissão irá incentivar o uso do aplicativo, já que existe uma demanda pequena ainda. Na Colômbia, a Picap estima que os motoqueiros recebem realizando corridas pelo aplicativo o valor de até 4 mil reais por mês.

Como se tornar motorista do app

Os interessados em se tornar um motorista cadastrado do Picap devem baixar o app e realizar o cadastro pelo e-mail ou Facebook e deverá clicar em tornar-se um motorista. Após esse processo deverá enviar documentos e esperar o prazo de até 48h.

Os documentos necessários que devem ser apresentados para ter o cadastro validado na plataforma da Picap são: CNH (Carteira Nacional de Habilitação) categoria A, os documentos atualizados do veículo (inclui o pagamento do seguro DPVAT). O motorista deve ter uma moto de no mínimo 100 cilindradas, com até 10 anos de fabricação.

Adoniran Peres


Viagem de Carro – Cuidados e Dicas de Manutenção


Confira aqui algumas dicas e cuidados que você deve ter com seu carro antes de viajar.

Viajar de carro se tornou a nova moda para quem gosta de viajar. Muitas pessoas preferem viajar assim pela grande economia que se tem. A liberdade de seguir trajetos diferentes e também a comodidade de dividir a direção com mais pessoas. Mas, para viajar de carro é preciso ter alguns cuidados. A manutenção é algo primordial para a segurança de todos e ficar livre de alguns perrengues também. Para que tudo dê certo, basta apenas se programar para fazer a manutenção correta e comprar os itens importantes para uma viagem.

Verifique as condições dos pneus

Os pneus são muito importantes em uma viagem de carro. Eles são considerados itens de segurança. Pois caso alguns deles esteja com desgaste além do permitido, pode ocorrer um acidente na estrada. O ideal é que na dúvida da qualidade de um pneu, o ideal é fazer a troca. A boa notícia é que se for preciso comprar um pneu novo, ele vai ser útil também para o dia a dia. É um investimento importante e que vai valer apena.

Chave reserva

Outro detalhe que muitos viajantes de carro esquecem, é a importância de ter a chave reserva. Ela é essencial em descuido ou perda da chave do carro. Quando se tem a chave reserva, não precisa acionar um chaveiro e muito menos gastar dinheiro com uma cópia emergencial. Como já sabemos “Prevenir é melhor que remediar”.

Faróis e lanternas

Os faróis e lanternas de um carro são importantes demais. Eles são sinais de comunicação de um carro para outro no trânsito, principalmente na parte da noite. Um carro com problemas nessa parte pode colocar a vida de todos os ocupantes em risco. É algo primordial e precisa ser avaliado também.

Freios

Outra questão a ser analisada em um carro antes que ele vá para a estrada, é o seu freio. O ideal é que essa parte do carro esteja 100%. A qualquer sinal de insuficiência em seu funcionamento, é importante levar esse carro até uma oficina de confiança. É bom avaliar também se o pedal do freio está com o fluído ideal, pois se faltar, ele pode ser considerado perigoso. E em uma situação de freada brusca, pode acontecer um acidente.

Motor

O motor do carro precisa estar com seu funcionamento perfeito. E nem adianta tentar arriscar, pois se o carro para do nada em uma estrada e o problema for sério, vai ser uma grande dor de cabeça. E com certeza um gasto extra também. em uma revisão ou manutenção, é possível saber se o motor está adequado para que o carro siga em uma viagem.

Bateria do carro

A bateria do carro também precisa estar em perfeito funcionamento. Geralmente as baterias velhas podem dar problemas do nada. O ideal é fazer uma troca, caso a bateria não esteja adequada. É melhor investir nessa peça antes de sair para a viagem. Pois um carro na estrada por horas sobrecarrega essa peça e se ela já for antiga, pode ser que não aguente.

Verifique o óleo do motor

O óleo do motor também faz a diferença no bom funcionamento do carro. Então imagina em uma viagem longa. É preciso verificar a quantidade de óleo do motor e também a qualidade do mesmo. Ficar atento a problemas de aquecimento ou perda de óleo é fundamental. Pode parecer bobeira, mas os pequenos detalhes fazem uma grande diferença. Principalmente em uma viagem de carro.

Itens essenciais para uma viagem de carro

Alguns itens são importantes em uma viagem de carro e entre eles estão:

– GPS;

– Para-brisa;

– Macaco;

– Bateria externa;

– Carregador de bateria;

– Caixa de ferramentas;

– óleo de carro;

– Flanelas;

Entre outros.

Viajar de carro não é tão complicado assim, basta apenas fazer a manutenção do mesmo!

Escrito por Cristiane Amaral


Porsche Macan 2020 – Novidades e Preço


Modelo chega às concessionárias com novo design e preço de R$ 329 mil.

Uma das marcas de veículos de luxo mais famosas de todo mundo, a fábrica da Porsche, tem uma história que remonta ao ano de 1931, quando foi criada na Áustria. Atualmente a principal fábrica é sediada na Alemanha.

Ferdinand Porsche e seu filho Ferry Porsche fundaram a marca alemã, e o patriarca da marca ainda era grande conhecido por ter trabalhado em outras marcas e ter lançado, no ano de 1900, o primeiro veículo híbrido da história mundial.

No ano de 1934, Ferdinand Porsche também criou, depois de ser previamente solicitado, o Volkswagem Sedan. Esse mesmo molde mecânico foi usado para criar o Type 64, de 1939, e também ao modelo Porsche 356 que começou a ser produzido em 1948 – o primeiro modelo da marca a ser produzido, mesmo que ainda utilizasse diversas peças que remontavam a primeira produção de Ferdinand Porsche, o Volks Sedan. Apenas alguns anos mais tarde o modelo 356 seria montado apenas com peças da sua agora marca consagrada, a Porsche.

A principal característica da nova marca remonta a moto com refrigeração a ar e localizador na parte traseira dos veículos. Cheio de inovações para a época. E por ironia no destino, no mesmo ano da morte do fundador da marca, por infarto, a Porsche ganharia notoriedade mundial, tendo ganhado, com o veículo 356 SL, a classe de 24h de Le Mans. Todos esses notórios eventos aconteceram no ano de 1951.

Dois anos depois foi lançado o modelo Porsche que fez nome nas competições de automóveis. O 550 Spyder ganhou inúmeros títulos e campeonatos com seus pilotos.

Um outro ícone da marca também foi lançado no ano de 1964, o Porsche 911. Com o motor localizado na traseira do veículo, como todos os outros da marca, e com seis cilindros de rodagem, causou um pequeno tumulto na fábrica da Porsche, afinal, os modelos criados pelo filho do fundador, Ferry Porsche, não agradavam muito os dirigentes.

Mas com tantos modelos de notoriedade indiscutível, a Porsche se mantém como uma das fabricantes de veículos de alto luxo mais famosas em todo o mundo. E agora chega com mais uma novidade para os amantes da marca, o Porsche Macan 2020.

Porsche Macan 2020

O SUV da Porsche ganhou novidades em seu visual, ficando levemente mais parecido com seu companheiro de marca, o 911. Além de ganhar um novo e mais moderno centro de mídia.

O novo estilo do Macan foi feito totalmente em 2018 e ainda neste mesmo ano foi apresentado em território brasileiro no Salão do Automóvel de São Paulo. A previsão é que ainda em 2020 o veículo comece a ser comercializado no país. Na lista de espera já existem 300 unidades encomendadas. O preço de um dos menores SUVs da Porsche vai partir dos R$ 330 mil.

Em relação a mecânica, o Porsche Macan também apresentou novidades, como melhorias distintas no seu motor 2.0 turbo, que agora conta com um filtro de partículas e diferentes ângulos no sistema de admissão. Desse forma o novo motor agora tende a melhorar a linearidade do torque envolvido e também diminuir a emissão de gases poluentes.

O desempenho faz jus a um Porsche. Ele gera 252 cv a 5.000 rpm e ainda 37,7 kgfm de torque, a partir de 1.600 rpm. A Macan ainda manteve seu já conhecido câmbio automático com uma embreagem dupla e sete marchas. Segundo a marca, o veículo consegue manter de 0 a 100 km/h em 6 segundos e ainda mantem uma velocidade máxima controlada de 225 km/h.

Em relação ao design, a marca adicionou lanternas, interligadas por uma nova faixa luminosa, a traseira do carro. Essas lanternas atravessam a tampa do porta-malas. Na frente as lanternas têm tecnologia de LED com o sistema da marca, o Porsche Dynamic Light System Plus, que controla a forma de distribuição de luz de forma adaptativa. A nova grade ainda deixa o carro com aspecto maior.

A sua central multimídia conta com uma tela de 10” sensível ao toque, com uma interface personalizada ao gosto do usuário. O para-brisa conta com um aquecimento e o sistema de ar-condicionado ainda conta com um novo ionizador de partículas para melhorar a qualidade do ar no carro.

Com todas essas novas mudanças, o Porsche Macan 2020 com certeza será um sucesso de vendas no Brasil e no mundo.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros


Fim do Fusca – Encerramento da Produção Mundial


Produção mundial do modelo é encerrada. Última unidade foi produzida na fábrica do México.

A montadora Volkswagen encerrou oficialmente a fabricação mundial do icônico Fusca, que agora é chamado de Beetle, nesta quarta-feira, dia 10 de julho de 2019, em sua fábrica no México, na cidade de Puebla.

A fábrica publicou às 14h20 uma imagem da última unidade saído da linha montagem, com uma decoração especial e a frase em espanhol “gracias, Beeatle”. A montadora também publicou um vídeo promocional no Twitter:

Esse anúncio é o fim da estrada de um carro que foi um ícone simbolizou muitas coisas ao longo da sua longa história, que tem mais de oito décadas desde 1935, ano do projeto do Fusca.O anúncio do fim da produção do carro já tinha sido feita no ano passado, quando a Volkswagen lançou a linha Beetle Final Edition. Segundo informado pela marca, não existe planos para um carro que possa ser o substituto do Fusca, pelo menos nos próximos anos, já que o foco da marca está em modelos familiares nos EUA.

A história do Fusca

  • O carro foi lançado no ano de 1935 na Alemanha com o nome de "Volkswagen", a partir do desenho do designer Ferdinand Porsche; que tinha peculiaridades, como a não existência de uma janela traseira;
  • Em 1936, o Fusca adotou as duas pequenas janelas traseiras;
  • As primeiras unidades em série saíram no ano de 1938;
  • Em 1939, o Fusca foi base para diversos veículos militares da Segunda Guerra Mundial;
  • Em 1959, o Fusca chegou ao Brasil, a sua fabricação acontecia na Volkswagen São Bernardo do Campo, em São Paulo;
  • Em 1984, o carro começou a utilizar o motor 1600 com um total de 46 cv de potência;
  • Dois anos mais tarde, em 1986, o Fusca teve sua produção encerrada aqui no Brasil, mas continuou a sua produção no México;
  • Em 1993, Itamar Franco que era o Presidente da República, pediu a volta da produção do Fusca no Brasil; esse modelo passou a ser conhecido com o nome de "Fusca Itamar";
  • A produção durou pouco, já em 1996, o modelo mais uma vez saiu de linha. No México, a produção continuou até o ano de 2003;
  • em 1997 houve uma reedição, que foi batizada de New Beetle. Bem diferente da versão antiga, a nova geração, o New Beetle compartilhava o seu conjunto mecânico com outro modelo, o Golf, contava com um motor 2.0, usava gasolina e tinha câmbio automático de até quatro marchas;
  • Em 2006, a nova geração do Fusca recebeu suas primeiras modificações, ficando em linha até o ano de 2011. Nesse mesmo ano foi apresentada uma novidade: cada país teria o modelo com o nome que fazia sucesso no passado, então no Brasil o New Beetle voltou a ser Fusca.
  • O novo Fusca começou a ser fabricado em território brasileiro no ano de 2012, contando com motor 2.0 turbo, com a opção de câmbio automatizado de dupla embreagem ou manual.
  • Em 2017, a produção se encerou no Brasil de forma bem silenciosa;
  • Em 2018, a Volkswagen anunciou que o fim definitivo do Fusca para 2019; então as últimas unidades produzidas foram chamadas Final Edition.
  • Em 10 de julho de 2019, o último Beetle/Fusca produzido no mundo sai da linha de montagem no México, na cidade de Puebla.

Fusca no Brasil

A produção começou em 1959, em São Bernardo do Campo (SP). Ao todo foram produzidos mais 3 milhões exemplares do Fusca, que era carinhosamente conhecido com Besouro.

O Fusca manteve o posto de carro mais vendido no Brasil por décadas, sendo o primeiro grande sucesso de vendas automobilística do país.Durante a época de lançamento, 54% dos componentes usado na fabricação do Fusca eram produzidos aqui mesmo no Brasil, esse índice foi crescendo ao longo dos anos. Com o tempo o pequeno carro foi ganhando novas melhorias.

Gabriel Bem


Como Recorrer de Multas de Trânsito do Detran e da PRF


Saiba aqui o que fazer para recorer de multas de trânsito do Detran e da Polícia Rodoviária.

Ao receber uma multa por infrações de trânsito o condutor tem assegurado o seu direito de defesa. Isso respeitando as regras do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) e os órgãos fiscalizadores descritos na lei. No entanto, você poderá recorrer da multa de trânsito se entende que a penalidade foi aplicada injustamente.

Tendo em vista o seu direito de defesa , veja como recorrer a uma penalidade de trânsito. Os motoristas devem ficar atentos aos prazos de recursos e defesa prévia que tem datas descritas nos autos de infração.

O primeiro passo, o condutor deverá saber qual foi o órgão que aplicou a multa ou responsável pela expedição da notificação de autuação. Os processos para recorrer são diferentes se foi aplicado por um órgão ou outro.

As entidades responsáveis para autuar e fiscalizar o trânsito nas rodovias e estradas federais são: PRF (Polícia Rodoviária Federal), DNIT (Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes) e ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

As entidades responsáveis para atuar e fiscalizar nas rodovias e estradas estaduais são: Polícia Militar Rodoviária Estadual e DER (Departamento de Estradas de Rodagem).

As entidades responsáveis por fiscalizar a atuar nos perímetros urbanos dos municípios: Polícia Militar do Estado, Detran (Departamento Estadual de Trânsito) e os órgãos municipais de trânsito.

Defesa prévia Detran

São dois caminho para que o condutor recorra de uma multa aplicada pelo Detran. Caso o condutor receba uma notificação com erros na cor do veículo, marca ou placa ou com endereço do local de atuação incompleto, como exemplo, deverá entrar com defesa prévia. Nesta situação, não terá espaço no recurso para questionar o motivo da multa e abordará qual foi o mérito ou o conteúdo da multa aplicada. Nesta situação, o motorista poderá apresentar a argumentação após receber a Notificação de Imposição de Penalidade.

O que precisa para defesa prévia

Cópia da notificação de autuação ou notificação da penalidade, cópia da CNH ou outro documento que comprove a assinatura do requerente, cópia do CRLV (documento do veículo) e quando for o caso, procuração.

Como recorrer de uma multa no Detran

Quando receber a notificação da multa, o condutor deverá entrar o no site do Detran do seu estado e baixar e preencher o Formulário de Recurso que é disponibilizado. É neste documento que o motorista deverá justificar a razão na qual acredita que a multa aplicada foi injusta.

Após preencher deverá anexar a cópia da CNH ou identidade do proprietário do veículo e cópia do CRLV do veículo. Feito isso deverá ir até o Detran e protocolar a documentação.

O formulário de recurso será analisado, em primeira instância, pelas JARI (Juntas Administrativas de Recursos de Infrações) e caso recurso aceito, a multa deverá ser arquivada. E no caso, se não for aceita as alegações pela JARI , o condutor receberá uma nova notificação para que seja feito o pagamento da multa.

Caso o condutor deseja continuar recorrendo e manter a argumentação, deverá primeiro pagar a multa e poderá recorrer aos dois órgãos que são superiores ao Detran, que são o Cetran (Conselho Estadual de Trânsito), para multas de órgão estaduais e municipais, e o Cotran, para as infrações emitidas pelos órgãos federais ou para as infrações gravíssimas.

Como recorrer multas emitidas pela PRF

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) também exige do condutor que preencha o formulário para recorrer das notificações (autuação, penalidade, indeferimento do recurso de multa em primeira instância). O condutor deverá ficar atento ao preencher o formulário, principalmente ao tipo de notificação na qual está recorrendo.

Em todos os casos o proprietário do veículo (sendo pessoa física ou jurídica) ou o condutor do veículo deverá preencher o formulário e deverá entregar pessoalmente ou pelos Correios para uma das unidades administrativa da PRF. O condutor deverá também ficar atento aos prazos estabelecidos em cada notificação.

Adoniran Peres


Mercedes-Benz EQC 2020 – Lançamento do Novo Carro Elétrico no Brasil


Conheças as principais informações sobre o novo carro elétrico da Mercedes-Benz.

A Mercedes-Benz é uma das maiores marcas de carro do mundo. Seu foco é criar carros totalmente modernos e inovadores. E já existe uma grande expectativa de muitos admiradores da marca sobre o lançamento do elétrico Mercedes-Benz EQC, que será lançado aqui no Brasil em 2020. Já sabemos que esse novo SUV tem beleza perfeita, motorização surpreendente e funções modernas. A Mercedes-Benz não brinca em serviço, e isso quer dizer que seu novo lançamento vem para impressionar seus admiradores e assustar seus concorrentes também. Veja agora as informações mais precisas sobre esse lançamento.

O novo carro da Mercedes-Benz EQC é muito espaçoso

O novo lançamento da Mercedes-Benz tem espaço de sobra. Com ele fica fácil ter uma viagem bem agradável e confortável. Esse carro foi projetado para deixar todos os ocupantes livres e com espaço de sobra para esticar as pernas. Ele é ideal para quem precisa fazer viagens longas também.

SUV totalmente elétrico

O sonho de ter um carro totalmente elétrico da categoria da Mercedes-Benz está bem próximo, logo ali em 2020. É claro que esse sonho pode custar bem caro, mas se tiver grana para isso, não tem problema algum. A ideia da marca é mostrar que é possível ter um carro totalmente conectado e que tenha sua própria autonomia, que é o funcionamento movido a energia elétrica. Ter um carro totalmente elétrico pode ser a visão de um futuro bem próximo. Ou seja, muitas marcas vão ser capazes de ter essa inovação e vão lançar seus próprios modelos dentro dessa categoria.

Carro com muita tecnologia

O novo elétrico Mercedes-Benz EQC vai trazer tecnologia de ponta. Acredito que isso já é esperado por muitos usuários dessa marca. Além de ter peças modernas, esse carro possui alta conectividade. A mídia digital desse carro é simplesmente encantadora. Ela traz em seu painel o sistema MBUX, que conta com duas telas de 10,25” polegadas. Elas foram projetadas da seguinte forma: Uma é para o painel e a outra para a central de multimídia. E a modernidade desse carro não para por aí, ele conta também com: Sistema de assistente por voz, Alexa da Amazon ou Google Assistente, entre outros. E dessa forma fica muito fácil escolher a sua música preferida e também controlar a temperatura do ar-condicionado do carro.

Carro com dois motores elétricos

Melhor que um carro com um motor elétrico, é um carro com 2 motores elétricos. Parece meio clichê, mas é muito top saber que quem adquirir essa máquina, vai ter essa modernidade ao alcance de suas mãos. Os motores desse carro ficam posicionados nos eixos do carro. Cada um fica na sua posição. A potência máxima alcançada com essa máquina é de 408 cv. Isso é considerado muito. É uma máquina que consegue fazer um aceleramento máximo esperado em um carro dessa categoria. Ou seja, para pilotar essa máquina é preciso ter muita cautela e responsabilidade, pois pisar no acelerador em uma máquina dessa pode ser muito arriscado. O novo carro da Mercedes-Benz consegue fazer a aceleração máxima de 100 km/h em apenas 5,1 segundos.

Design chamativo e moderno

Essa não é uma novidade para quem já conhece a marca. Pois os carros da Mercedes são bem modernos e inovadores. Falando da sua carroceria, eu afirmo que ela é perfeita, grande e chamativa. Com faróis bem chamativos e grandes lanternas de LED, que deixam esse conjunto ainda mais entrosado. Na parte de traz é possível ver escrito EQC 400 em letras chamativas.

Em um resumo muito claro, posso afirmar que esse é mais um lançamento impactante da Mercedes-Benz!!

Escrito por Cristiane Amaral


Novo Renault Sandero 2020 – Novidades e Fotos


Modelo chega às concessionárias neste mês de julho de 2019.

Após alguns dias de flagras, de registros no chamado INPI e de diversas imagens correndo pela internet, os gestores de marketing da companhia Renault resolveram finalizar o suspense para os mais adictos interessados, fazendo revelar o novo modelo Sandero, edição de 2020.

Entretanto, a estreia oficial está agendada somente para o fim deste mesmo mês de julho.

A ficha técnica deste novo automóvel abrange alguns aperfeiçoamentos e alterações bastante positivas em seu design exterior, sendo este um típico Hatch que introduzirá nesta linha, e no segmento, a nova transmissão tipo CVT, que está conjugada ao motor 1.6 16V, com desempenho de 118 CV, junto aos 16 de torque kgfm. Com relação ao motor de 1.0 SCe de desempenho de 82 CV, se trata do mesmo modelo da versão anterior, cuja instalações será mantida e atrelada à caixa manual em cinco marchas.

No site especializado Auto Esporte existe um tipo de podcast contendo todas as informações necessárias sobre o new Sandero e os demais hatches que chegarão ao mercado nesse segundo semestre de 2019.

Neste momento, a companhia Renault, fora do Brasil, está testando a segunda geração do modelo, em nosso território o mesmo modelo está passando por uma pequena atualização em seu visual. Todo esse processo se inicia a partir da sua dianteira.

Outras especificações abrangem o seguinte:

Está munido de um novo jogo de faróis, cujo design é todo em estilo luz LED para o período diurno, em configuração tipo “C”. Está equipado de uma grade que mantém suas anteriores características, acrescida, agora, de um típico acabamento cromado muito atraente. No mesmo para-choque, sua parte inferior está totalmente redesenhada.

Com relação à sua parte traseira, não há significativas mudanças. Neste caso, está munido novas lanternas que avançam, em sua estrutura, para o porta-malas, o qual será mantido em sua capacidade para portar 320 litros.

Mas, as mudanças não param nesse ponto. Todo o seu design atualizado está sendo reforçado de modo integral, no sentido de ser agraciado nas avaliações que estão por vir, sobretudo visando às famosas três estrelas que poderão ser alcançadas no conhecido Crash Test do Latin NCAP.

Os especialistas apostam, também, que a companhia vai equipar esse novo modelo com novos controles e comandos eletrônicos para a estabilidade e para a tração. Muito provavelmente essas especificações estarão equipando as versões de maior custo, mais incrementadas, de maior categoria.

Sobre a mecânica, o Sandero 2020 está equipado de um motor 1.6, de um novo câmbio CVT – já citado – que dispensa a antiga transmissão automatizada de tipo Easy-R, tornando-se um veículo que é altamente competitivo com modelos das grandes marcas, tais como o Chevrolet Onix; o modelo Hyundai HB20 e o modelo Fiat Argo. Outros modelos de grandes marcas já estão sendo equipados de modo equivalente, dado que nenhuma companhia dorme no ponto.

Este novo Sandero é próprio para os consumidores que são admiradores das versões mais esportivas. Assim, para acrescentar mais à novidade que em breve estará aqui, sua versão RS está mantida, ou seja, ela conta com o mesmo aparato mecânico da versão atualmente no mercado, sendo que a configuração do motor é 2.0 tipo Flex que entrega desempenho de até 150 CV e mais 20,9 KGFM em torque, suplementado de um câmbio manual de seis marchas.

O Sandero é um tipo de modelo muito vendido pela Renault, o que incentiva e encoraja os engenheiros da multinacional a avançar mais em seu aperfeiçoamento, ao longo das gerações. Vale a pena conferir.

Paulo Henrique dos Santos


Cambagem de Pneus – O Que é, Para Que Serve, Quando Fazer?


Saiba aqui o que é e quando fazer a Cambagem em seu veículo.

Todo proprietário de automóvel precisa saber o seguinte: O que é cambagem?

Direto ao ponto. A chamada Cambagem, ou simplesmente camber, consiste em uma medida que se refere à perpendicularidade de cada roda em relação ao chão sobre o qual transita.

Deste modo, as quatro rodas de qualquer veículo precisam estar posicionadas em ângulos de inclinação com exatos 90°, em relação ao solo, para que não seja necessária a realização desse ajuste chamado Camber.

Entretanto, existe sempre a possibilidade de se surgirem deformidades que constituem um claro sinal de que algum problema está acontecendo sobre essas peças. Esse problema se dá de duas maneiras:

A chamada cambagem positiva:

Esta ocorre quando qualquer uma das rodas começa a inclinar para dentro do para-lama correspondente.

A chamada cambagem negativa:

Neste caso, é exatamente o contrário, ou seja, qualquer uma das rodas começa a inclinar para fora do para-lama correspondente.

Nos dois casos, se trata de um problema de peças que exige conserto. Portanto, será necessário levar o carro até uma oficina especializada de modo a se fazer uma boa revisão e conferir as possíveis causas desse tipo de deformação.

Todo carro é como o ser humano ou como um animal, sempre que apresenta um problema precisa de uma consulta clínica e precisa de reparos, curativos, tratamentos ou mesmo operações de correção, troca de peças, etc.

Qual o momento certo de procurar pelo ajuste da cambagem?

Qualquer especialistas em mecânica de automóveis, com muita experiência, poderá explicar passo a passo a causa do problema e indicar onde o ângulo do câmber está ou não fora da medida em que deveria permanecer.

Primeiro de tudo, será necessário que o próprio dono do veículo compreenda qual a peça está apresentando falha, ou está totalmente comprometida. Alguns modelos de veículos necessitam somente, de alguns ajustes básicos, nada complexos e dispensando a troca de peças. Os automóveis que estão munidos da chamada suspensão independente, constituem esse último caso.

Porém, na maioria dos casos, ou dos carros, será necessária a cambagem completa, para qualquer roda que estiver fora da medida correta, apresentando, portanto, alguma peça inteiramente comprometida na sua suspensão.

Trata-se de um ajuste que será mais ou menos complexo, conforme o caso, ou seja, dentro dos limites que surgem nas tolerâncias aos furos surgidos do quadro. Também entra na conta a própria complexidade que faz parte desse tipo de serviço, dado que ele abrange uma sequência de passos bem rigorosos, a partir do desmonte da manga do eixo e também de várias peças que fazem parte da suspensão, sendo tudo isso realizado na concessionária da própria marca do automóvel.

Aqui estão algumas dicas muito úteis para a verificação prévia desse tipo de problema:

A dica mais importante está em verificar se está havendo algum desgaste sério ocorrendo na parte interna da chamada banda de rodagem de cada pneu. Se assim for, se trata de efetuar o ajuste de cambagem negativa, por exemplo.

Se ocorrer a situação oposta, ou seja, se o desgaste se der na parte externa da mesma banda de rodagem, então se trata de ajuste de cambagem tipo positiva. É muito importante fazer lembrar, aqui, que cada roda deverá estar em posição nula de 90 º em relação ao chão.

São todos os automóveis que necessitam realizar este procedimento?

Se o proprietário de um veículo descobrir que o mesmo não foi projetado para esse tipo de intervenção de ajuste de camber, é muitíssimo importante saber que qualquer problema desse tipo não será resolvido à base de marretadas ou do chamado “macaco hidráulico”.

Paulo Henrique dos Santos


Sistema Start/Stop economiza Combustível? Verdade ou Mentira?


Saiba aqui se o sistema Start/Stop realmente economiza combustível do seu carro.

Muita gente que compra seu primeiro carro com o sistema Start/Stop fica se perguntando se aquilo é realmente útil. Se realmente adianta alguma coisa. O carro para no semáforo e o motor se desliga, aí o motorista vai dirigir novamente e o motor volta a ligar. Muitas pessoas têm a ideia de que esse sistema é muito útil na economia de combustível. Mas será que é verdade?

A resposta é “sim”. Há uma economia de combustível quando o carro está sendo usado no trânsito “anda-e-para” de grandes cidades como São Paulo, Boston, Rio de Janeiro e Los Angeles. Nessas situações o motor é ligado e desligado com frequência, trazendo uma economia real de combustível. Além disso, há uma redução de emissões de gazes poluentes no ar das cidades.

Nas rodovias, por outro lado, não há essa economia de combustível por esse sistema, já que o carro não fica sendo ligado e desligado. Enquanto nas áreas urbanas a economia pode chegar a 15%, nas rodovias não há economia.

Essa tecnologia geralmente está presente em carros híbridos (com dois motores – elétrico e a combustão). Mas também pode ser encontrada [com menor frequência] em carros somente a combustão.

Como o sistema é ativado nos carros

Em um veículo com transmissão manual, para ativar o sistema Start/Stop siga os seguintes passos:

  • Pare o carro e pressione a embreagem
  • Mova a alavanca para a posição “neutro”
  • Solte a embreagem – Então o motor para. O motor não vai parar se o carro estiver em movimento, mesmo se os passos forem seguidos rigorosamente (mas não é exatamente assim em todos os carros).
  • O motor liga novamente quando a embreagem é pressionada, antes mesmo de o motorista selecionar uma marcha. O motor também pode reiniciar se houver demanda de energia elétrica de um dos sistemas do carro como, por exemplo, do sistema de ar condicionado.

Projetos específicos para esse tipo de carro

Em carros “normais”, bombas de água e compressores são geralmente projetados para funcionar numa correia serpentina no motor. Já em carros com sistema Start/Stop esses sistemas precisam ser projetados de forma diferente, para que seu funcionamento não seja prejudicado pelo desligamento frequente do motor. Muitas vezes o responsável pela alimentação desses dispositivos é um motor elétrico, aliviando o motor a combustão.

Start/Stop em motos?

Na última década essa tecnologia tem sido usada em scooters da Honda em países da Ásia. O modelo PCX de 125 cilindradas foi lançado há 9 anos (2010) para ser vendido na Europa com essa tecnologia, porém, o modelo vendido nos Estados Unidos não conta com a tecnologia.

Uso pelas montadoras

  • Ford

No final do ano de 2010, a montadora americana Ford anunciou que seu sistema start-stop, que já estava em uso em seus híbridos, bem como vários modelos tradicionais na Europa, seria introduzido na América do Norte em seus modelos do ano 2012, inicialmente com motores de 4 cilindros e depois proliferando em V6s e V8s. A montadora promete que o sistema estará disponível em todos os seus veículos.

  • GM

Em 2012, a General Motors lançou seu modelo Chevrolet Malibu Eco com a tecnologia eAssist, que combina a tecnologia start-stop com frenagem regenerativa e reforço elétrico em determinadas condições.

  • Toyota

45 anos atrás (1974) a Toyota já estava vendendo seu Crown 1974 equipado com o Start-Stop e dizendo que haveria uma economia de combustível de 10%! Mais recentemente a japonesa tem vendido carros com a tecnologia em seus veículos de motores a combustão desde 2009.

Sistema está com os anos contados

O Sistema é muito útil para a economia de combustível, sobretudo em carros híbridos. Porém, a chegada permanente dos carros totalmente elétricos nas próximas décadas faz com que o sistema já esteja com os dias [ou anos] contados.

Por Bruno Rafael da Silva


Troller T4 Trail 2020 – Novidades e Preço


Modelo chega às concessionárias mais off-road e com preço de R$ 144 mil.

A Troller é pertencente ao grupo americano Ford e já é bem famosa pela produção de carros off road, com projetos voltados para enfrentar difíceis situações fora da pista. Com o objetivo de fazer o Troller T4 ficar ainda mais forte, a montadora lançou uma variante Trail, que sai pelo valor de R$ 144.990 e possui equipamentos que acabam deixando o modelo mais robusto.

O novo Troller T4 versão Trail possui itens exclusivos como snorkel, para-choques com desenho off-road, alargadores de seus para-lamas e também protetores traseiro e dianteiro em aço. A coluna central possui a identificação desta versão com uma inscrição “Trail“.

O para-choque do veículo, que é constituído de ponteiras e estrutura de aço, possui um suporte para manilha e o mesmo já virá preparado para a adaptação do guincho. Seu para-lama possui alargadores que foram projetados com o intuito de realizar a proteção da carroceria e aumentar o vão da caixa de roda, visto que em momentos em que se está em alguns tipos de estradas se faz necessário virar, de maneira exagerada, a direção. Para os que realizam travessias de trechos inundados ou rios, o equipamento snorkel não se pode dispensar, pois assim obstrui a respiração do motor.

A cor cinza fosco está presente em todos acessórios novos, assim acabam formando uma diferente combinação com cada uma das cores de carroceria disponíveis, sendo nove ao todo: vermelho arizona, branco diamante, amarelo dakar, prata geada, preto mendoza, azul maresias, cinza moscou, vermelho toscana e verde maragogi. O valor da pintura perolizada ou metálica é R$ 859.

O Trail é o produto pioneiro no desenvolvimento da ModCenter, um centro de modificação que foi inaugurado recentemente na planta da marca na cidade de Horizonte, no estado do Ceará. É deste local que sairão diferenciadas versões e talvez modelos novos. A montadora, com a versão Troller T4, acredita que as expectativas dos que gostam de realizar trilhas e aventuras sejam atendidas.

A versão nova do carro continua com as mesmas especificações técnicas do modelo T4. Vem equipada com um propulsor de 5 cilindros versão Ford Duratorq, movido a diesel e com 3.2 litros, que gera uma potência de 200 cavalos, junto com câmbio manual com seis velocidades e tração nas quatro rodas com marcha reduzida, a qual é acionada de forma eletrônica. Sua carroceria é confeccionada em fibra de vidro, porém, não sofre ação da ferrugem, já o chassi conta com longarinas com perfil retangular, o que permite alta resistência em qualquer tipo de terreno. Tendo ângulos de saída e de entrada e saída em 51 graus, uma transposição de rampa no ângulo de 30 graus e a facilidade de transpor terrenos aclives em até 45%, o modelo não se aperta em trilhas que são mais radicais.

O T4 conta com suporte removível na traseira para reboque, na dianteira possui pontos de ancoragem para ganchos manilha, ainda está preparado para instalar dispositivos em seu painel para navegação fora de estrada e conta com lanterna de LED na traseira selada hermeticamente evitando infiltrações. Visando a praticidade da limpeza do modelo depois de suas aventuras, seu assoalho possui cobertura emborrachada e com escoamento, permitindo a lavagem de sua cabine.

Embora o carro seja um utilitário que tenha seu rodar mais duro, visando suportar os piores terrenos, o lançamento conta com certas mordomias que são comuns em carros de passeio, assim como vidros e travas elétricas, ar-condicionado digital com duas zonas, teto solar panorâmico, direção com ajuste na altura, computador de bordo com 7 diferentes funções e travamento da tampa de combustível eletricamente. Sua central multimídia, uma JBL Harman, possui display com 6,5 polegadas, conexão Bluetooth e entrada USB.

FILIPE R SILVA


Motorista Alcoolizado que Causar Acidente deverá Ressarcir SUS


O projeto pode chegar à Câmara dos Deputados após passar por outra análise.

Na quarta-feira (3 de julho) o Senado Federal aprovou um projeto de lei que, se for colocado em prática, vai responsabilizar os motoristas alcoolizados que causarem acidentes pelo pagamento dos gastos com o tratamento das vítimas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Ainda não é Lei

A lei ainda não está em vigor. Trata-se de um projeto de lei do Senado de autoria do Senador Wellington Fagundes, que está tramitando no Senado Federal desde 2016. Depois dessa aprovação, o projeto seguirá para análise da Comissão de Constituição de Justiça.

Além do pagamento das despesas médicas das vítimas, o projeto de lei também prevê que o motorista seja responsável pelo pagamento de seus próprios gastos.

O motorista vai responder pelas despesas quando estiver sendo enquadrado por homicídio e lesão corporal em decorrência de acidente provocado pelo fato de o motorista estar sob efeito de substâncias psicoativas.

Justificativa

O autor da proposta justifica a criação da Lei observando que o número de vítimas de acidentes de trânsito vem aumentando no Brasil e que muitos são provocados por motoristas alcoolizados e/ou sob efeitos de outras drogas.

O autor do projeto de lei também dá ênfase à irresponsabilidade dos motoristas que provocam acidentes, dando a justificativa de altos custos para o Estado.

Muitos Gastos

Outra senadora que também deu ênfase nos gastos públicos foi Mailza Gomes, do Partido Progressista do Acre. Ela afirmou que os acidentes podem ser vistos como um grave problema de saúde pública, pois onera muito o sistema público de saúde brasileiro. Ela dá números que exemplificam os gastos, citando os mais de 70% de vítimas de acidentes que são atendidos pelo sistema público de saúde.

Usando como justificativa esses números, a senadora defendeu abertamente que a cobrança pelo atendimento de saúde em hospitais públicos é justificada quando feita aos motoristas culpados pelos acidentes.

Para onde o projeto vai?

Se não houver recurso, o projeto seguirá agora para a Câmara, se aproximando mais da aprovação final.

Alemanha pode servir de exemplo

A Alemanha se destaca em muitas áreas, desde a Ciência, com suas dezenas e mais dezenas de prêmios Nobel, passando pelo futebol, com seus quatro títulos da Copa do Mundo de Futebol masculino e dois títulos no futebol feminino (só atrás dos Estados Unidos). Além de tudo isso, os alemães podem servir de exemplo em outra área: o trânsito.

A Escola dos Idiotas

Na Alemanha, os motoristas que excederem 8 pontos na carteira precisam frequentar um curso de reciclagem, assim como no Brasil. Porém, o limite de pontos é de menos da metade do limite brasileiro. Uma curiosidade é que na Alemanha há uma visão tão negativa de quem desobedece as regras que o curso de reciclagem é chamado pelas pessoas de “curso dos idiotas”.

Na Alemanha, os cidadãos que querem se habilitar a dirigir precisam passar por aulas práticas para cada tipo de via e passar por simulações online de diversos tipos de situações.

Comparação Brasil X Alemanha

Com frotas de veículos em número parecido (51,2 milhões no Brasil e 45 milhões na Alemanha), o número de mortes anuais por acidentes de trânsito difere muito entre os dois países. Enquanto o Brasil teve em torno de 38 mil mortes em 2015, a Alemanha teve menos de 3.200 mortes em 2017.

O sistema de pontuação alemão é mais preventivo, dando pequenas punições aos motoristas que cometem pequenas infrações, como trafegar com velocidade superior ao limite da via em até 20%. Para essa infração o motorista é punido com 1 ponto. Mas a reincidência em novas infrações pode fazer com que o motorista atinja os 8 pontos limites rapidamente.

Motorista alcoolizado

No caso da direção sob influência de álcool, a Alemanha tem um limite de até 0,3 miligramas de álcool por litro de sangue. Mas em caso de acidente o motorista é considerado culpado mesmo de tiver abaixo desse limite.

Por Bruno Rafael da Silva


Hyundai Creta 2020 – Novidades


Modelo deve passar por leve facelift em 2020.

Uma das grandes montadoras de veículos do mundo, com sede na Coreia do Sul, a Hyundai, tem uma história de sucesso em território brasileiro. Sua importadora oficial é o Grupo CAOA, que atua no Brasil há mais de quarenta anos. Seu sucesso no mercado brasileiro é incomparável e agora uma novidade está para chegar.

A marca vai apresentar agora a nova versão do Creta para 2020. O modelo foi lançado no Salão Internacional do Automóvel de Pequim, em 2014 e está em fabricação desde então. O Creta veio para terras brasileiras em 2016, quando foi apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo, em 2016. O nome do SUV foi inspirado na lendária ilha de Creta, na Grécia, onde teria vivido uma das maiores lendas da mitologia grega, o Minotauro. Seu nome ainda corrobora com a tradição da Hyundai de homenagear localidades com seus SUVs.

Os principais concorrentes do Creta são os SUVs compactos, como por exemplo, Nissan Kicks, Renault Captur, Honda HR-V, Jeep Renegade e o Ford EcoSport.

O novo modelo do Creta já foi apresentado na China, no Salão do Automóvel de Xangai. A versão chinesa é conhecida por lá com IX-25 e ganhou uma nova e diferente estilização. A marca aproveitou para estrear a sua nova linguagem visual, que já é apresentada em outros modelos, como o Santa Fe, Kona e Venue.

Ainda sobre sua linha chinesa, o Creta apresentou um conjunto de faróis, luzes diurnas e indicadores de direção, divididos em três partes. Dessa forma a grade aparenta uma dimensão um pouco maior do que realmente é. A versão chinesa deve chegar ao mercado ainda em agosto deste ano e seus novos traços foram debatidos por diversos entendedores do assunto e muitos levantaram a questão se essa nova identidade visual seria adotada para outros modelos, como o Creta brasileiro.

Mas o novo Creta brasileiro já foi flagrado num pátio e também em um caminhão cegonha, e possivelmente poderá entrar nas lojas logo. O modelo brasileiro conta com um tratamento um tanto diferenciado em relação aos modelos do exterior. As primeiras mudanças a serem notadas são o novo desenho de para-choque e novos faróis de neblina. A linha 2020 ainda vai ganhar um leve facelift.

Outras alterações podem ser notadas de forma concentrada na dianteira do veículo. A peça principal, o para-choque, ganhou novos e diferentes contornos que acompanham o desenho da grade, mudando automaticamente o formato dos faróis de neblina. Na versão top de linha, o Prestige, terá mais novidades também na traseira, com lanternas de LED e um novo formato para o refletor na parte mais baixa do veículo, avançando para as laterais do veículo. As rodas de liga também apresentam um novo desenho.

Diferente do design exterior, não são esperadas muitas mudanças para a questão mecânica do carro. Mantendo sua versão com motor 1.6 e 160 cavalos de potência, contando com versões em câmbio manual ou automático. E seu segundo modelo com motor 2.0 e 166 cavalos de potência, apenas com a opção de câmbio automático.

Em 2018 o Creta foi um dos SUVs compactos mais vendidos do Brasil, com cerca de 48 mil unidades emplacadas. E com seu mais novo modelo, segue lutando para se manter entre os mais vendidos do seu segmento. Com o novo visual, o Creta se apresenta mais competitivo e pretende manter esse visual até a chegada da nova geração, que pretende chegar no mercado em algum momento dos próximos anos. E segundo fontes, a sua nova geração terá um design exclusivo e diferenciado. Se afastando ainda mais do modelo chinês, que gerou tantas controvérsias.

O mercado para o Creta já se apresenta muito promissor e com a sua versão 2020, só podemos esperar que ele se mantenha no topo dos mais vendidos, pelo menos no mercado brasileiro.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros


Chevrolet Trailblazer 2020 – Especificações, Lançamento


Novo modelo será comercializado no Brasil em 2020 na nova configuração Premier.

A Chevrolet, também conhecida como GM do Brasil, é uma das montadoras de carros mais antigas e, ao mesmo tempo, uma das mais famosas do mercado de automóveis da atualidade. A marca GM já fabricava, em 1908, o famoso Cadillac e também o Oldsmobile, que estava em fabricação desde 1897. Em 1911 a Chevrolet entrou no mercado, e no começo da história seu fundador, Louis Chevrolet, fazia concertos de bicicletas e também tinha uma promissora carreira como ciclista.

Muito tempo se passou e atualmente a Chevrolet é uma das marcas mais conhecidas de veículos. E fabricante do utilitário hatch mais vendido do Brasil, o Chevrolet Onix, que teve mais de 200 mil unidades emplacadas em 2018.

E agora a marca, que conta com três fábricas em território nacional, apresenta seu mais novo modelo: a Chevrolet Trailblazer 2020, que será vendida no Brasil no próximo ano.

O utilitário esportivo é fabricado pela marca desde 2012, e tem como a sua principal característica o porte médio-grande. Conta com três gerações e sempre teve um grande espaço interno, podendo levar até sete passageiros.

A grande novidade para o Trailblazer do próximo ano é a exclusão da versão LTZ. Agora o SUV vai ser comercializado apenas com a nova configuração Premier, sua versão conhecida como top de linha. Essa nova configuração deixa o modelo utilitário equiparado com modelos como o Equinox e Tracker, ainda que estes sejam um pouco mais acessíveis em comparação ao Trailblazer.

Ainda assim, o premier vai oferecer duas opções de motor para o usuário, um 3.6 V6 a gasolina com 279 cv de potência ou 2.8 a diesel de 200 cv de potência. Os motores apresentam entre 25,7 kgfm e 51 kgfm de torque, respectivamente.

Em questão de preços, o modelo movido a gasolina passará a custar R$ 193 mil. E a sua versão Turbo Diesel, R$ 235 mil. Os dois modelos apresentam tração nas quatro rodas e também uma transmissão automática em um câmbio de seis marchas.

As mudanças entre versões estão apenas sob o capô – em questão de motores e preço. Os itens de série serão iguais nos dois. Entre eles, alertas de colisão frontal, ponto cego, movimentação traseira e desvio de faixa. Em questão de segurança, o veículo traz conjuntos de airbags frontais, de cortina e laterais, controles de estabilidade e tração e também um sistema Isofix para prender cadeirinhas infantis nos bancos traseiros. Além de um assistente de partida em rampas (HSA) e descida (HDC). O motorista ainda vai contar com bancos de couro com ajustes elétricos, além de sensores de chuva e luz, câmera de ré e também uma partida remota por meio da chave.

O Trailblazer também vai incorporar atualizações em seu sistema OnStar, que agora vai permitir o motorista a executar diversas funções do carro pelo celular, até mesmo o bloqueio automático em caso de roubo ou furto. Em seu painel de central multimídia, a marca afirmou que será possível enviar indicações do serviço concierge diretamente para aplicativos de direção, como o Waze ou Google Maps. Pelo uso do sistema Android Auto – uma infraestrutura desenvolvida pelo Google, que permite que celulares com dispositivos Android executem este app móvel, com uma interface personalizada para serem usadas em um veículo. Por enquanto a função ainda não está liberada para os usuários do Apple Car.

As duas versões do SUV utilitário podem levar até sete ocupantes no total. Com mais de quatro metros de comprimento e um porta-malas que comporta entre 205 e 1.830 litros, dependendo da posição original dos bancos traseiros. E na hora da compra será possível escolher entre as cores: preto ouro negro, cinza graphite, branco summit, prata switchblade, vermelho edible berries e vermelho chili. O SUV apresenta uma combinação entre performance, tecnologia, design, segurança e conforto para toda a família.

Por Stephanie de Quadros

Chevrolet Trailblazer 2020


Novo Hyundai Azera 2020 – Novidades, Mudanças e Preço


Modelo deve chegar às concessionárias custando cerca de R$ 270 mil.

Esta já é a sexta edição do modelo Sedã que chega no Brasil e deve vir agora em versão única de motor 3.0 V6 de 261 CV. O novo Hyundai Azera 2020 é um dos carros que mais fez a fama da marca nos últimos anos. Chega em terras tupiniquins e deve começar a ser vendido já no primeiro semestre deste ano.

Embora a versão seja única, a importadora revelou que o modelo terá 8 marchas com câmbio automático, e por esse motivo e vários outros atrativos, deve ter o preço inicial de R$ 269.900,00.

O lançamento

A nova geração da Hyundai foi confirmada no Salão do Automóvel em São Paulo do ano passado (2018) e durante a feira, o público viu seu novo visual pela primeira vez. A proposta de luxo da marca permanece a mesma, fazendo inclusive a ponte que divide o luxo com o Genesis. Isso garante um veículo muito mais equipado para os consumidores.

Versões

Segundo as informações que foram liberadas, o novo Hyundai Azera 2020 conta com 7 airbags, sendo eles:

  • Frontais
  • Laterais
  • Cortinas
  • Dianteiros
  • E de joelho para o motorista.

Além disso, os controles de tração central, multimídia e de estabilidade também estão presentes, e com tela de 8”, com carregador para smartphone e Apple CarPlay. Ainda no sistema multimídia, terá som Infinity, carregador por indução, câmera 360°, lanternas e faróis em LED, volante de couro com aquecimento e assim como os bancos, ar-condicionado. A partida é feita por botão, tem sistema start-stop, controle adaptativo de cruzeiro, sensor de chuva e luminosidade, sensor de ponto cego, rodas de liga leva com 19” e muito mais.

O Design

Visualmente o modelo está muito mais estiloso, o que pode vir a dar nova origem ao hatch i30. Além disso, também garante uma forte presença e identidade visual que antes era apenas anterior da empresa. Com luzes em LED, terá farol alongado no para choque.

O capô também tem novo design, com uma divisão bem clara que aumenta muito a sensação de que o carro é mais longo, devido a uma faixa escura que se encontra bem no meio. A parte traseira do Novo Hyundai Azera 2020 manteve as lanternas, que vão de um lado a outro do porta-malas e conta com linhas internas em LED vermelho. Que chama bastante atenção.

Parte interna

A parte interna do veículo é bem minimalista e sóbria. Apesar da central de multimídia ter 8”, ela é acompanhada por um relógio analógico que fica do lado direito, que tem acabamento integrado ao console. Ainda falando do painel, muitos instrumentos digitais foram atualizados, incluindo contadores analógicos e uma tela pequena de computador de bordo.

O acabamento em couro também é outro item que chama muito a atenção. Além do material nobre, o forramento dos bancos também mistura plástico e emborrachado. Tendo as opções de cores em bege e cinza no acabamento interno, enquanto para os bancos, a cor é de couro claro.

Configurações

O novo Hyundai Azera 2020 deve vir com apenas uma opção de configuração, uma única versão. Sendo ela de motor 3.0 GDI V6 de 261 CV, isso a 6.400 rpm, e tendo 31 kgfm a 5.300 rpm, isso com gasolina. O câmbio automático é de 8 marchas, o que deixa dirigir com barulho bem mais suave, durante a mudança automática.

A diferença com a geração passada é de 11 CV e 2 kfgm. Sendo os dados oficiais que foram divulgados, a aceleração de 0 a 100 km/h é de 7,9 segundos. O que é bem rápido para um carro grande desse porte. Deve ser vendido no Brasil com o preço médio e recomendado de R$ 269.900,00.

Por Susan NogArt


Novo Ford Bronco 2020 – Novidades e Mudanças


Modelo será equipado com motor 2.3 e câmbio de 10 marchas.

A Ford, uma das maiores montadoras de veículos de todo mundo, e com quatro fábricas pelo Brasil (Camaçari, São Bernardo do Campo, Tatuí e Taubaté), anunciou mais uma novidade para o mercado 2020: O Ford Bronco. O novo jipe da marca deverá chegar ao mercado entre 2020 e 2021. E apesar das tentativas de manter segredo, logo foi confirmada o mais novo modelo de fabricação da marca.

Apesar de ser anunciado como uma novidade, o Ford Bronco é um velho conhecido da fabricante de veículos. O modelo foi produzido entre os anos de 1966 e 1996, tendo no total cinco gerações lançadas entre três décadas. Seu principal objetivo, durante essa época, era concorrer com o modelo Jeep CJ5, se apresentando um pouco mais confortável e com diferenças notáveis de seu concorrente direto. A primeira geração, 66-67, teve alguns carros importados para o Brasil, cerca de doze unidades foram doadas pelo governo americano para o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), alguns poucos ainda rodam pelo território nacional, inclusive.

Em 1994, um certo Ford Bronco na cor branca ficou famoso nos Estados Unidos. Este foi o carro usado por O. J. Simpson, ex-jogador de futebol americano, em sua fuga quando foi acusado do homicídio de sua esposa Nicole Brown Simpson, que foi assassinada, juntamente com seu amigo Ronald Goldman, em sua mansão em Los Angeles, Califórnia. Depois de algumas batalhas judiciais, o jogador foi absolvido da acusação.

O novo Ford Bronco

E agora, pouco mais de vinte anos depois da última geração ter sido lançada, a Ford anuncia seu novo Bronco. A marca até tentou fazer segredo, mas sem sucesso. Já existem especulações sobre o motor que vai acompanhar o mais novo jipe da marca.

Segundo informações, o motor para acompanhar o jipe será o já conhecido 2.3 EcoBoost turbo com quatro cilindros – que já é fabricado pela marca há algum tempo. Não existe uma especificação exata sobre a potência e o consumo desse motor dentro deste modelo. O mesmo motor apresenta variações de potência e consumo em outros carros da marca. Em uma versão da Ranger, vendida nos Estados Unidos, ele apresenta uma potência de 272 cv. Provavelmente o Bronco ficará com uma potência próxima do Mustang, que pode variar entre 314 cv e 334 cv.

Em questão de design, o Bronco apresenta uma leve semelhança ao Land Rover, que também já foi uma fabricação da Ford. Com uma carroceria volumosa, uma linha de cintura elevada nas vigias laterais e também uma discreta saias de rodas.

Na frente o Bronco mostra dois faróis de LEDs diurnos, circulares, fazendo uma referência ao modelo original lançado nos anos 60. Também apresenta dois feixes de LED estendidos sob a grade dianteira e o nome da marca se encontra muito bem destacado na mesma grade.

Na traseira, uma pequena semelhança com a Ranger 2019, com as suas lanternas de LED. Suas rodas serão pretas e o teto branco.

Não se tem muita informação sobre seu interior ou como será o seu centro multimídia. Por fora o Bronco tem um design que remete algumas referências de seu antigo modelo e suas gerações anteriores. Provavelmente, o estilo retrô pode ser adicionado a seu interior também. Será preciso esperar para ver.

A maior parte das informações gira em especulações, da surpresa que não é mais tão surpresa assim. Não se sabe se a Ford pretende manter esse nome, ou até mesmo se pretende lançar outros modelos e outras gerações do jipe. O que se sabe é que um protótipo do Bronco já foi visto em Detroit, em Michigan – Estados Unidos.

Agora é só esperar pelo Bronco, que já parece pronto para encarar a sua missão de concorrer diretamente com os modelos da Jeep e também o próprio Land Rover Discovery.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros


Chevrolet Cobalt 2020 – Novidades, Mudanças e Preço


Modelo perde versão para a chegada do Onix Sedan.

Tendo em vista a preparação para a chegada do mais novo sedan da montadora da gravata de ouro, o Onix, a Chevrolet já iniciou as mudanças em sua gama de produtos. Desta forma, a própria fabricante ressaltou que o modelo Chevrolet Cobalt em sua linha 2020 irá perder uma de suas versões. Sendo assim, a versão que anteriormente era a topo de linha, conhecida como Elite, terá sua fabricação descontinuada.

De acordo com informações da fabricante americana, na última quarta-feira, dia 26 de junho, o novo lançamento com carroceria sedã já teve seu lançamento realizado. Ainda que tenha sido lançado, os preços das respectivas versões não foram divulgados ainda pela marca. Além do modelo ter tido suas variantes diminuídas, o veículo sedã também não sofreu nenhuma alteração em desenho se quer.

Com essa novidade, o Cobalt na linha 2020 será comercializado somente nas opções LTZ e também na LT. Esta segunda versão não é mostrada no site comercial da empresa, a qual ainda continua a apresentar a atual linha do modelo. Entretanto, esta já existia e inclusive era comercializadas para frotistas.

A Chevrolet, com o modelo novo, quem sabe passe a comercializar o mesmo para todo o público. Por enquanto as informações que se tem das configurações, conforme o material que a marca utilizou para divulgar o sedã, é que o Cobalt em sua variante LT deverá ser acessível e completo. No entanto, a opção LTZ, que possui alguns itens a mais, será sofisticada e contará com total conectividade.

De acordo com os comentários de Rafael L. Santos, o qual ocupa a posição de diretor de vendas da General Motors, o modelo Cobalt é um veículo bem estratégico e competitivo dentre os automóveis que compõe o portfólio da marca. Ainda contou que o sedã ainda soma a reputação reconhecida entre os clientes deste mercado que mescla públicos diversos, como PcD, taxistas, além de frotistas, empresas e também clientes corporativos, os quais acabam geralmente optando por um carro que ofereça um valor agregado maior.

Ainda conforme informações divulgadas pela própria montadora estadunidense, para consumidores destas categorias são destinadas aproximadamente três quartos de suas vendas.

O Cobalt na linha 2020 continua também com as mesmas variantes quando se trata de motorização, sendo o de 1.4 e o de 1.8 litros. Ambos ainda podem ser acoplados a uma caixa de transmissão automática ou manual, as duas sendo de duas velocidades. O de menor cilindrada rende 106 cavalos e um torque de 13,9 kgfm. Já o segundo é capaz de gerar 111 cavalos de potência em 5200 giros, com um torque de 17,7 kgfm em 2600 rpm.

O novo Colbalt deverá dividir espaço com o Onix Sedan

Diversas pessoas já especulam se o Cobalt 2020 não acabará saindo de de linha devido o desembarque do Onix Sedan no mercado, o qual já é comercializado no mercado chinês. Os dos contam com dimensões bem parecidas. Além do mais, com a entrada do novo Onix Sedan, a General Motors irá passar a somar, ao todo, quatro veículos de carroceria sedã em sua gama, o que a princípio pode parecer um pouco exagerado, ainda mais para uma momento em que, na maioria, o público acaba tendo mais interesse em veículos do tipo SUV.

Embora se questione muito sobre esse fato, não existe a confirmação ainda sobre qual será o destino final do sedã, e continua com a possibilidade de que o mesmo irá continuar a ser produzido, por um certo tempo, visando atender a necessidade dos mais variados públicos e também de frotistas, assim como foi elencado pelo próprio diretor de vendas da montadora.

FILIPE R SILVA


Audi Q7 2020 – Novidades e Mudanças


Modelo tem seu design renovado com novo facelift.

A Audi é uma das montadoras mais famosas do mundo. A empresa automobilística é originária da Alemanha e faz parte do grupo Volkswagen. Algumas de suas fabricações mais conhecidas são os esportivos Lamborghini e a Ducati. Em 2006, a Audi bateu mais de 900 mil veículos comercializados.

E agora, um dos modelos já conhecido da marca vai repassar por uma repaginada para o lançamento 2020. O Audi Q7 estava à venda no mercado internacional desde 2015. E essa é a primeira mudança significativa no modelo desde seu lançamento. E é justificado devido as movimentações nos concorrentes, a mudança no visual se mostrou necessária. Alguns dos veículos que competem diretamente com o Audi Q7, como Mercedes-Benz GLE e a BMW X5, acabaram de ser renovados. Por isso, a nova linha 2020 da Audi, não ficaria para trás.

O novo Audi Q7 deve chegar as ruas da Europa ainda em setembro deste ano, mais moderno, com retoques no visual e diferentes melhorias em seu interior.

As principais mudanças são as mesmas que já atingiram outros veículos da marca, mas com um destaque para o Q8, o mais novo top de linha da marca, que serviu de inspiração para as inovações do Q7, como alguns novos detalhes na dianteira e um desenho diferente do painel do veículo, que agora se apresenta mais moderno e elegante.

Na parte da frente, o Audi Q7 apresenta uma grade Singleframe, incorporada com filetes verticais cromados. Além de uma abertura mais ampla, da mesma forma que seus outros modelos, os SUV’s E-Tron, Q3 e Q8. Seus faróis tiveram uma leve remodelada e apresentam como opcional uma iluminação tipo HD Matrix LED. O capô também teve mudanças, com novos vincos bem definidos. Novas rodas foram desenhadas e os revestimentos plásticos que cobrem as caixas de roda, agora estão na cor cinza, que faz um bonito contraste com o restante da carroceria. A traseira agora tem um par de lanternas mais moderno, com um desenho estilizado e um novo arranjo interno de iluminação. O para-choque tem um destaque nas novas saídas de ar e também um filete cromado na horizontal.

O Q7 também ganhou novas barras estabilizadoras ativas, que prometem melhorar o comportamento dinâmico do automóvel. O modelo também conta com a possibilidade de ser equipado com um esterçamento das rodas traseiras e suspensão de ar.

Em relação ao seu motor, o Audi Q7 será apresentado em duas versões de motor a diesel, com 230 cv e 285 cv, extraídos de um motor 3.0 V6. A opção de motor gasolina também é V6, com 3,0 litro e com 340 cv. A Audi afirmou que tem planos para que seja lançada, posteriormente, uma versão híbrida do Q7, a qual será possível ser carregado na tomada, sem outras informações sobre motor e capacidade. Por enquanto, nos modelos de diesel e gasolina, os motores serão acoplados em um câmbio automático com oito marchas e também um sistema elétrico de 48 volts. Essa energia armazenada pela bateria poderá impulsionar o carro por até 40 segundos, em condições específicas de funcionamento. Além desse sistema elétrico, ainda existe um gerador que é responsável pela partida do motor a combustão em velocidades de até 20 km/h.

No seu interior também são mostradas novidades. O Q7 ganhou um novo painel, o mesmo do modelo Q8. O SUV conta agora com duas telas sensíveis ao toque para comandar quase todas as funções. Quase não há botões físicos, mostrando um ar de tecnologia e modernidade.

Infelizmente, ainda não existem previsões de que o novo Q7 será comercializado no Brasil. Mas será uma bela concorrência para os modelos SUV da Europa, e provavelmente será um grande sucesso de vendas.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros


Aditivos para Radiador e Tanque de Combustível – Benefícios e Importância


Descubra aqui se realmente é necessário utilizar aditivos no Radiador e Tanque de Combustível do seu carro.

O aditivo é um produto famosos por ser usado no carburador do carro. Ele tem algumas funções importantes que são: Proteger os componentes metálicos da corrosão, não permitir que a água congele ou ferva dentro do carburador e não ter um aquecimento acima do normal. Essa preocupação normalmente faz parte da vida da maioria dos usuários de carros, já que essa peça do mesmo é extremamente importante para seu uso. Algumas pessoas acabam acreditando em informações que não são reais e por isso tomam atitudes erradas em relação ao cuidado do carburador. O intuito desse texto é acabar com todos esses mitos e ajudar a todos que não tem experiência com peças do carro, principalmente o carregador. Fique atento as informações que serão colocadas abaixo.

Qual é a melhor forma de saber se o radiador do carro está funcionando bem?

Descobrir sobre o bom funcionamento do radiador é muito simples. Basta apenas ficar ligado em alguns sinais. Um dos primeiros sinais que aparece quando o radiador não está legal é o vazamento. Se for apenas uma vez fique tranquilo, agora se acontecer com frequência, saiba que já é hora de procurar um serviço de manutenção em um local seguro. O sobreaquecimento também pode surgir de forma inesperada no carro, é necessário dar atenção a esse episódio, caso aconteça.

Meu carro parou do nada e não liga por nada. Pode ser algo no carburador?

Sim. Se o carro parar de funcionar de uma hora para outra e o condutor não conseguir ligar por algumas tentativas, tudo indica que o carburador pode ter congelado. E muitas pessoas não conseguem nem identificar esse problema. Somente depois de colocar um pouco de água que esse carro pode voltar a ligar novamente. Isso acontece quando o carburador ferve também.

É realmente necessário usar aditivo no carburador do carro?

Essa é uma pergunta que sempre paira na mente de usuários de carro. Pois existe um pensamento que muitos produtos para essa área do carro, não fazem o que realmente prometem. É importante frisar que o aditivo é de uso exclusivo para o carburador, ele serve para cuidar da vida útil dessa peça. E sim, esse produto se torna necessário, mas é preciso avaliar o momento ideal de adicioná-lo ao carburador.

Esse produto precisar ser o mais caro e de marca famosa?

Não existe uma regra que afirme que um produto para carburador caro e de marca famosa é realmente o mais indicado para solucionar o problema nessa peça do carro. Mas, já sabemos que muitos produtos com preços baixos e desconhecidos podem causar um estrago maior. O ideal é ter bom senso e escolher um produto com um bom preço e que tenha uma boa reputação. Dessa forma não tem como errar.

Aditivos que aumentam a potência do carro são verdadeiros?

Não. Esse tipo de produto não funciona. Eles apenas promovem uma ilusão. Como foi dito anteriormente, o aditivo serve apenas para manter o bom funcionamento do carburador e nada mais que isso. Então não caia em falsas promessas. Além de perder dinheiro, esse produto pode causar danos ao seu carburador.

Quem usa gasolina aditivada precisa comprar aditivo?

Essa é uma dúvida que também ronda a mente de muitos usuários de carro. A resposta é bem simples. Se o dono do carro já tem o costume de usar a gasolina aditivada, ela já faz esse trabalho no carburador. Então provavelmente não será preciso se preocupar com isso. Mas se for usada gasolina comum, aí é necessário fazer sim a manutenção do carburador, e verificar a necessidade de está adicionando o aditivo nessa área de forma correta.

A ideia desse texto é justamente mostrar que muitas pessoas tem uma referência errada sobre o uso do aditivo. E nesse artigo eu expliquei de forma simples sobre esse produto!

Escrito por Cristiane Amaral


Como Regularizar CNH Suspensa ou Cassada


Saiba aqui o que fazer caso tenha sua Carteira de Motorista Suspensa ou Cassada.

Para ser autorizado a dirigir novamente o condutor precisa passar por um curso de reciclagem e cumprir o prazo de penalidade

Os detalhes das pontuações e multas da Carteira Nacional de habilitação traz muitas dúvidas aos condutores brasileiros. Nessa matéria nós vamos esclarecer algumas das dúvidas em relação à cassação da habilitação, tempo de munição sem dirigir, como deixar a situação regular e falar sobre quais infrações podem levar à rápida perda da habilitação.

Suspenção é a mesma coisa de cassação? Não!

O Artigo 261 do Código de Trânsito Brasileiro estabelece as penalidades que serão aplicadas quando o condutor cometer infrações de trânsito.

1 – Advertência por escrito;

2 – Multa;

3 – Suspensão do direito de dirigir

4 – Apreensão do veículo (essa parte foi revogada por uma lei de 2016)

5 – Cassação da CNH

6 – Cassação da PPD (Permissão Para Dirigir)

7 – Frequentar obrigatoriamente o curso de reciclagem

Suspensão

O condutor terá sua habilitação suspensa quando sua pontuação atingir 20 pontos no período de 12 meses devido ao acúmulo de multas. Vale ressaltar que quando uma multa completa 12 meses os seus pontos deixam de ser contados. O condutor também terá sua CNH suspensa se cometer alguma das infrações que preveem a suspenção do direito de dirigir, como dirigir alcoolizado ou sob influência de substâncias psicoativas (DUI).

Cassação

A cassação é mais séria do que a suspenção. Ela acontece quando o condutor continua dirigindo mesmo depois que a sua CNH foi suspensa ou por condenação judicial por delito de trânsito.

Se mesmo depois da suspensão de sua CNH o condutor continua dirigindo e é pego, ele terá que responder criminalmente na Justiça.

CNH suspensa por dívidas

Em junho de 2018 a Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça deu autorização para a suspensão da CNH de um réu que estava com uma dívida de mais de R$ 16 mil.

Isso abre precedência para que outros casos sejam tratados da mesma forma, mas não garante que todos os condutores que tiverem dívidas altíssimas terão suas habilitações suspensas.

Tive minha habilitação suspensa. E agora?

Quando o sistema do DETRAN detecta que os condutores atingiram os 20 pontos em multas dentro de 12 meses ele emite uma notificação escrita avisando sobre a suspenção.

Depois que o condutor recebe o documento, ele tem um prazo para apresentar sua defesa caso julgue que o processo será aberto injustamente.

Processo de defesa

Caso o condutor não concorde com a penalidade que está prestes a sofrer, deve apresentar sua defesa respeitando os prazos oficiais.

1 – Defesa prévia

Aqui o condutor pode sinalizar os erros formais cometidos pelo DETRAN em alguma notificação, conforme o Artigo 10 da Resolução 182 do CNT.

2 – JARI

Se o julgamento da defesa prévia não der em nada, o condutor pode apresentar o recurso na JARI (Junta Administrativa de Recursos de Infrações).

3 – Cetran

Se a JARI não deu causa ganha ao condutor, ele pode recorrer ao Conselho Estadual de Trânsito.

Se mesmo assim o recurso não for favorável ao condutor, o prazo de suspensão começa a conta exatamente no próximo dia depois da sentença.

No caso de o condutor optar por não entrar com recurso, a suspensão de sua CNH começa a contar depois de quinze dias do término do prazo para recurso. Se o condutor entregar a sua habilitação ao DETRAN pessoalmente antes desse prazo, a suspensão já começa a ser contada desde o dia da entrega.

Curso de reciclagem

Para ter sua habilitação de volta e poder dirigir pelas ruas e estradas do Brasil, o condutor deve fazer o curso de reciclagem que o DETRAN orienta. Quando o condutor faz o curso de reciclagem e cumpre o período de suspensão ele já pode se apresentar ao DETRAN e pegar uma nova via de sua habilitação.

Fique atento à sua pontuação para evitar ter sua CNH suspensa. Consulte a sua pontuação no site do DETRAN de seu estado.

Por Bruno Rafael da Silva


Novo Corsa 2020 terá Versão Elétrica


Modelo contará ainda com versões movidas a Gasolina e Diesel.

O famoso Chevrolet Corsa, que já foi um nome bem importante na vida dos brasileiros, ainda segue com força no mercado europeu. Como foi realizada a venda da Opel pela General Motors para o Grupo PSA, a montadora necessitava apresentar para o público que o veículo hatch ainda continua vivo e também renovado para que assim pudesse se fortalecer diante da grande concorrência presente no mercado do velho mundo. Tendo isso em vista, a marca acabou por apresentar a mais nova geração do hatch Corsa em sua linha 2020, a princípio em sua versão elétrica, e só então chegou a mostra o modelo em sua variante convencional, passando-se quase um mês.

O design não chegou a ser nada surpreendente já que o mesmo foi visto no mês de maio, momento em que se revelou o Corsa-e. Sendo assim iremos apresentar o modelo no quesito mecânica. Ainda que o modelo já se encontre pronto para um futuro próximo e disponibilize uma opção totalmente elétrica, o compacto contará ainda com uma opção com motor a combustão, fazendo uso de um propulsor aspirado de 1200 cc, o qual possui a capacidade de gerar uma potência de 75 cavalos, sendo a mesma encontrada no Peugeot 208.

A variante será a básica do Chevrolet Corsa e irá funcionar de maneira exclusiva com uma transmissão manual de 5 velocidades. Os clientes interessados a obter um motor com maior potência terá a oportunidade de selecionar as opções turbo, nas variantes com propulsor capaz de gerar 100 cavalos e torque de 20,9 kgfm, ou então a versão com 130 cavalos e 23,4 kgfm de torque. A opção intermediária faz uso de um câmbio manual com 6 velocidades, ou então uma automática com 8 marchas como opcional. Por fim, a versão topo de linha, que conta com 130 cavalos, será comercializada apenas com a caixa de transmissão automática, a qual consegue acelerar de 0 a 100 quilômetros horários em apenas 8,7 segundos, chegando a uma máxima velocidade de 188 quilômetros por hora.

O novo Corsa, além de possuir a variante totalmente elétrica e as outras três opções com um motor movido a gasolina, ainda irá contar com uma opção que será movida a diesel, sendo um turbo com 1.5 litros, com capacidade de produzir 102 cavalos de potência e 25,5 kgfm de torque.

Desta forma, a opção tradicional e a variante elétrica irá ser dotada de faróis com LED matrix, sendo a marca de estreia desta tecnologia neste segmento. Como opcionais terão as luzes que são adaptativas e fazem uso de 8 elementos em lâmpada de LED que atua de forma conjunta na parte frontal do modelo com uma câmera que possui alta resolução, fazendo com que ocorra a alteração de intensidade da sua iluminação focando na garantia da visibilidade certa em qualquer horário.

O compacto germânico, em sua versão mais leve, tem o peso de apenas 980 quilos. O veículo possui a marca de 4,06 metros em seu comprimento, medida igual a encontrada na geração anterior, ao tempo que o seu teto teve uma baixa de 48 mm sem que nenhum impacto negativo fosse causado no espaço destinado as cabeças, isso porque os assentos localizados na dianteira também foram rebaixados em 28 mm, de acordo com a marca.

O veículo será comercializado nas variantes Elegance, GS Line e Edition. Num próximo momento a marca irá lançar as versões esportivas OPC e GSi, as quais chegaram para concorrer com com o Volkswagen Polo GTI e também o Ford Fiesta ST.

FILIPE R SILVA


Fiat Argo Sting 2020 – Novidades


Modelo deverá ser lançado ainda em 2019.

A montadora italiana Fiat acabou de registrar no INPI, o Instituto Nacional de Propriedade Industrial duas marcas. A primeira delas já foi anunciada em São Paulo no Salão de Automóveis de 2018, o chamado Argo Sting. A segunda marca é chamada de Ultimate, a qual poderá dar nome a uma nova versão de algum modelo.

A logomarca Sting apresenta uma vespa (ressaltando que a palavra sting pode ser traduzida para vespa, sendo também uma palavra utilizada para ferroada ou então ferrão). A ardência talvez não se encontre a mesma altura do nome.

O modelo que foi apresentado no Salão do automóvel da capital paulista possui o mesmo propulsor E.torQ com 1.8 litros, capaz de produzir uma potência de 139 ou de 135 cavalos (a depender do combustível) ao atingir uma rotação de 5.750 giros por minuto e um torque de 19,3 ou de 18,8 kgfm aos 3.750 giros, além de uma transmissão automática com seis velocidades. Esta motorização é a mesma presente no Cronos Sport, um conceito que também esteve no evento, o qual há a possibilidade de ter seu lançamento realizado de forma comercial.

Ainda se torce muito para que o Fiat Argo tenha uma versão esportiva ou então alguma outra que traga os motores turbos. Os dois motores não fariam feio. O de mil cilindradas com 12 válvulas e três cilindros irá atingir a potência de mais de 120 cavalos e um torque de 20 kgfm, sendo uma força que está mais perto do que entrega o TSI de 1.0 litro utilizado no Virtus, T-Cross e Polo, do que da opção presente no up TSI.

Tendo quatro cilindros, o motor de 1.3 litros e 16 válvulas irá contar com duas diferentes faixas de potência: uma de 150 e outra de 180 cavalos. A força de torque atinge 27 kgfm, sendo suficiente para que o Argo consiga acelerar do estado de inércia até a 100 quilômetros por hora em um tempo abaixo de 8 segundos.

Qual é a mudança que se encontra no Argo Sting em comparação com o HGT

A variante especial do modelo compacto possui um visual muito mais esportivo do que o visto no Sporting. Seu para-choque com forte angulação anguloso é cheia de entradas de ar e ainda possui uma integração com o spoiler, os para-lamas e as saias são de plástico de cor escura. Na traseira, seu para-choque com desenho exclusivo possui duplas saídas de escapamento envolvidas por meio de um defletor preto, ao mesmo tempo que seu spoiler traseiro, retrovisores e teto acabam por receber o mesmo tom, porém, com um brilho a mais em seu acabamento. Suas rodas possuem cores escuras e fazem a utilização de pneus Pirelli Cinturato modelo P7 com dimensões de 205/45 e aro de 17 polegadas.

Por outro lado o HGT é discreto. Seu para-choque é parecido com o utilizado em diferentes versões do veículo e possui somente o discreto spoiler na cor preta, mesmo material presente também nas molduras de seus para-lamas e na saia. O spoiler na parte de trás também tem um menor tamanho, assim como suas rodas que são de aro 16 e seus pneus nas dimensões de 195/55. A variante disponibiliza de maneira opcional um conjunto de pneus de 205/50 e rodas com aro 17, sendo pouca coisa mais alta que o encontrado no Sting.

Na parte interna, o Argo Sting possui uma forte dose de personalização. Possui revestimento em couro com gominhos em todos os bancos e ainda costura aparente na cor amarela, revestimento que também está presente nas laterais das portas, no volante e em sua alavanca.

FILIPE R SILVA


Desconto em Carros Elétricos e Híbridos para PcD e Taxistas


PcD e Taxistas terão isenção de IPI e IOF ao comprar carros elétricos ou híbridos.

Quem tem deficiência física ou é taxista vai poder sonhar mais alto na hora de comprar seu próximo carro. Isso porque acaba de ser aprovada uma lei dando-lhes isenção do pagamento do Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) e do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI). A aprovação ocorreu em sessão conjunta ocorrida no Congresso Nacional brasileiro, onde deputados federais e senadores votaram pela aprovação da lei. A isenção vale para carros elétricos e híbridos.

Cenário anterior

A Lei número 13.755 de 10 de dezembro de 2018 estabelece quais são os requisitos obrigatórios para que se possam comercializar veículos no Brasil. A lei é nova (tem apenas 6 meses), e veio para fazer algumas alterações necessárias na legislação já existente. Ela altera legislação de 1967, 1991, 1995, 1997, 1999, 2002, 2004 e 2011, além de instituir o Programa Rota 2030, que é sobre Mobilidade e Logística.

Essa lei prevê a isenção do pagamento do IPI e IOF para casos especiais, mas o ex-presidente Michel Temer havia vetado a isenção em 2018, no Veto nº 40/2018 (que cancelou treze dispositivos do Projeto de Lei de Conversão).

Mas agora em junho de 2019 os senadores e deputados derrubaram parte do veto, o que possibilitou a aprovação da isenção dos tributos para os taxistas e pessoas com deficiência. Essa aprovação faz com que a isenção entre como parte da Lei 13.755 de 2018.

Isenção do IOF

Com a alteração da lei número 8.383, de 1991, ficarão isentos de pagar o IOF no financiamento do veículo as cooperativas de táxi, taxistas autônomos e pessoas com deficiência. Os veículos que entram na isenção são híbridos, elétricos ou que tenham potência de até 127 cavalos (94 kW).

Quais são os requisitos para as pessoas com deficiência?

Para se encaixar nas regras e ficar isento de pagar o IOF, a pessoa com deficiência tem que ser atestada pelo DETRAN do estado onde mora e ter um laudo de perícia médica especificando a deficiência. Nesse laudo há de constar a informação de que a pessoa tem total incapacidade para dirigir os carros “comuns”. Além disso, a pessoa precisa ser habilitada para dirigir veículos com adaptações especiais, informação que constará no laudo.

Outros beneficiários

Mas não serão somente as pessoas com deficiência, os taxistas autônomos e as cooperativas de táxis que serão isentos do pagamento do IOF. O benefício também será dado a trabalhadores desempregados que sejam titulares do financiamento Projeto Balcão de Ferramentas.

Isenção de IPI

Houve também uma modificação em uma lei de 24 anos atrás. Trata-se da Lei número 8.989, de 1995. A lei diz que:

1 – Ficarão isentos do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) os carros que sejam fabricados em território brasileiro, não tenham motor com volume superior a 2.0 L e que tenha, no mínimo, 4 portas (contando também com a porta de acesso às bagagens. Precisa também ser movido a um combustível renovável como o etanol (gasolina vem do petróleo, que não é renovável) ou ser híbrido (com dois motores, um a combustão e outro elétrico) ou totalmente elétrico. Essa isenção do IPI será dada a:

1 – Motoristas profissionais que exerça atividade de táxi em veículo próprio

2 – Taxistas que tiveram seus veículos completamente destruídos, foram roubados ou furtados impedindo, assim, a execução da atividade de taxista

3 – Cooperativas de táxi

4 – Pessoas portadoras de deficiências (física, mental ou visual)

O presidente Jair Bolsonaro já aprovou as mudanças. Outro detalhe que não pode passar desapercebido é que os veículos elétricos têm isenção do imposto de importação desde o ano de 2015.

Por Bruno Rafael da Silva


Fim do Chevrolet Camaro em 2023


Modelo não deve ter nova geração em 2023.

De acordo com informações do site norte-americano Muscle Car and Truck, um grande nome da Chevrolet está com os “dias contados”, pois vai se aposentar em 2023. Estamos falando do Camaro, que começou a ser vendido no dia 29 de setembro de 1966 para o ano/modelo de 1967. O carro foi criado para competir com o Ford Mustang.

Muitas fontes dentro da GM confirmaram ao site americano que a sétima geração do Camaro, que já estava em desenvolvimento, foi suspensa e o modelo será descontinuado depois de 2023. Não podemos garantir que o carro será extinto para sempre, mas podemos dizer que haverá novamente alguns anos sem lançamento de novos Camaros.

Mesmo destino dos Cadillacs

O Camaro atual, o modelo de sexta geração, utiliza a plataforma “Alpha”, que é a mesma que o Cadillac ATS e o CTS usavam. Ambos estão sendo descontinuados e serão substituídos pelos Cadillacs CT4 e CT5. Os Cadillacs farão uma transição para uma nova plataforma, chamada A2XX. De acordo com fontes que o site americano tem, o Camaro não fará a transição para a plataforma A2XX.

Esse tipo de descontinuação já havia acontecido com a quarta geração do Camaro, que teve seus últimos carros saindo da linha de montagem em 2002.

Tudo ficou tranquilo até 2006, quando a Chevrolet reviveu o nome do Camaro em um carro conceito, que deixou as pessoas em êxtase.

Esse carro-conceito acabou se tornando o extremamente popular Camaro de quinta geração, que foi responsável pela volta da produção do Camaro em 2009.

Sucesso instantâneo

O Camaro de quinta geração foi um sucesso instantâneo, com vendas regularmente ultrapassando as 80 mil unidades por ano. Simplificando, o Camaro lutou consistentemente contra o Ford Mustang pela liderança nas vendas juntamente com o maior, mas igualmente icônico, Dodge Challenger.

Sexta geração (a atual)

O Chevrolet Camaro de sexta geração foi lançado no outono de 2015 [do hemisfério norte], como um modelo de 2016 e foi comercializado como sendo mais leve, mais elegante e mais atlético do que a geração anterior. No entanto, ele é mais apertado por dentro e mais caro.

Sinais da queda

Havia sinais de alerta de que o Camaro estava por um fio. Eis alguns deles:

1 – A recepção da crítica e dos entusiastas sobre a atualização de design do Camaro 2019 não foi apenas negativa, foi hostil. Depois dos comentários furiosos em todas as redes sociais, as vendas até agora afundaram ainda mais.

2 – O feedback de uma pesquisa que perguntou aos clientes donos de Camaros sobre possíveis futuros motores, incluindo um híbrido V8, pode não ter sido tão positivo quanto a Chevrolet esperava. Lembre-se, o Camaro de sexta geração já está enfrentando pressão de preços.

3 – O engenheiro-chefe do Camaro, Al Oppenheiser, foi designado para um programa de veículo elétrico, enquanto outras figuras notáveis ​​do time de Camaro também receberam novos trabalhos. Isso deixou uma equipe esqueleto para supervisionar o restante do ciclo de vida do Camaro.

4 – O atual slogan pós-modernista da GM de “zero batidas, zero emissões, zero congestionamento” está em desacordo com vários princípios fundamentais que o Camaro simbolizou para seu público entusiasta. É quase impossível imaginar um mundo onde um Camaro elétrico conduza seus ocupantes por uma rodovia autônoma, já que poderia representar (na imaginação de seus donos) uma manipulação das décadas que o Camaro representava a Liberdade Pessoal.

Aos fãs do Camaro só resta esperar e ter esperança na volta do clássico da Chevrolet. Resta também imaginar como seria um modelo de sétima geração do clássico! Será que a adoção de um modelo elétrico tiraria a "graça" do Camaro?

Por Bruno Rafael da Silva


Ford Ranger 2020 – Preço, Mudanças e Novidades


Confira aqui o que há de novo no Ford Ranger 2020.

A montadora americana fundada por Henry Ford realizou a apresentação de maneira oficial na última terça-feira, dia 25 de junho, na cidade de Mendoza, localizada em território argentino, da mais nova linha da picape Ford Ranger, a qual chega na versão 2020 trazendo consigo algumas alterações na parte visual e também no que diz respeito a mecânica. No mercado brasileiro a nova linha da Ford Ranger desembarca em quatro diferentes versões, sendo a Limited, a XL, a XLT e a XLS. Os novos valores a serem vistos nas concessionárias do Brasil irão iniciar em R$ 128.250.

No começo deste ano de 2019, no mês de janeiro, foi revelado um retoque na parte visual da Ford Ranger que é comercializada no mercado externo a América Latina e a variante brasileira seguirá praticamente a mesma mudança. A pickup fabricada na cidade de General Pacheco, na Argentina, conta com faróis principais novos, além de possuir luzes diurnas em LED e também facho baixo em lâmpada de xenônio). Ainda vem equipada com câmera (de alta resolução) extra, farol de neblina, antena com receptor de GPS e radar frontal com uma nova posição.

Em sua parte frontal, a grade possui ainda o formato externo que também é visto na Europa, porém, possui um elemento central diferente, da mesma forma que seu para-choque dianteiro, que conta também com um distinto aplique na região central. O modelo conta com as mesmas rodas já vistas na linha 2019, porém, agora passa a ter um acabamento diamantado. Em seu interior, além das mudanças de cores, a novidade fica por conta do console central que possui ainda uma alavanca de câmbio inédita.

Ainda que tenha sido um novo lançamento, mais uma vez a Ford acabou não alterando a motorização, que continua sem receber o propulsor a diesel de 2 mil cilindradas encontrado na Ranger do mercado europeu. Os dois motores da Ford Ranger linha 2020 são: um a diesel com 2.2 litros, o qual possui a capacidade de gerar 160 cv de potência e outro também a diesel, com 3200 cilindradas, esse com uma potência de 200 cavalos, podendo estar atrelado a uma transmissão automática ou manual de seis velocidades.

A caminhonete sofreu mudanças em seu sistema de suspensão. Foi redesenhado seu conjunto dianteiro, passando a adotar novos coxins, barras estabilizadoras, amortecedores e molas, para que assim se garanta uma dirigibilidade melhor e também um conforto fora da estrada.

A novidade vista em sua lista de itens é a tampa da sua caçamba, que tem trava elétrica e é assistida por meio de uma barra de torção, a qual acaba reduzindo a força para ser fechada em até 70 por cento segundo a marca. Outra inovação é a sistema de chave presencial. A Ranger ainda estreia em seu pacote tecnológico o monitor de pressão de seus pneus de maneira individual e também a frenagem de emergência que ocorre de forma automática ao detectar pedestres.

Veja abaixo os valores e as versões da nova Ford Ranger 2020:

  • Versão XL com motor 2.2 e tração 4×4 e Cabine Dupla (Manual): R$ 132.320
  • Versão XLS com motor 2.2 e tração 4×2 (Automática): R$ 128.250
  • Versão XLS com motor 2.2 e tração 4×4 (Manual): R$ 147.520
  • Versão XLS com motor 2.2 e tração 4X4 (Automática): R$ 154.610
  • Versão XLT com motor 3.2 e tração 4X4 (Automática): R$ 176.420
  • Versão Limited com motor 3.2 e tração 4X4 (Automática): R$ 188.990

FILIPE R SILVA


Jeep Renegade WSL 2020 – Nova Série Especial do Mundial de Surfe


Confira aqui as principais novidades presentes na nova série especial.

As montadoras não perdem a oportunidade de lançar versões de carros em homenagem a esportes. Já vimos a italiana FIAT lançar o “Argo Seleção” e a japonesa Nissan lançar o “Kicks UEFA”. Chegou a hora da montadora americana Jeep lançar uma versão com homenagem a algum esporte. E o esporte escolhido foi o Surf. A montadora está homenageando a Liga Mundial de Surf ao lançar o Renegade WSL (sigla para World Surf League, ou Liga Mundial de Surf). A liga reúne os melhores surfistas profissionais e organiza os campeonatos mundiais de surf desde 1976. A Jeep é patrocinadora do Evento.

Essa versão especial do Renegade é baseada na versão Sport com câmbio automático.

Diferenças

As maiores diferenças dessa versão são visuais. Já podemos percebê-las quando vemos o carro de longe. O adesivo preto com o logotipo da Liga Mundial de Surf já chama a atenção à primeira vista. Quem deve sair de amor à primeira vista são os surfistas, pois de acordo com a Jeep, as barras transversais do rack servem para colocar pranchas de surf! Eles suportam até 50 kg.

As 17 polegadas (43 cm) das rodas (que são pintadas de preto) têm o mesmo tamanho das rodas do Renegade Trailhawk. Também pode-se destacar os detalhes escurecidos nas saídas de ar e nos alto-falantes. A versão conta ainda com bancos revestidos em couro.

Tecnologia

Podemos destacar a central multimídia Uconnect de 7 polegadas (quase 18 cm) de diagonal, controle de tração e condicionador de ar com duas zonas e sensor de ré.

Motor

O motor do Renegade WSL se assemelha muito ao motor do Honda Civic 2012, tanto em volume quanto em potência. Assim como o sedan da montadora japonesa, o Renegade WSL tem motor 1.8 L e 139 cavalos (103 kW) de potência quando abastecido com etanol. Oferece câmbio automático de 6 velocidades.

Produção e Preço

Como estamos falando de uma versão especial, a montadora vai produzir um número bem limitado de unidades: serão 500 unidades, custando R$ 99.590 cada. A Jeep tem uma promoção em seu site com pré-venda de 20 unidades, que começarão a ser disponibilizadas na segunda-feira, 30 de junho de 2019, com os compradores tendo direito a uma camiseta amarela de brinde (igual à usada pelo surfista que lidera o campeonato da WSL). Os carros serão entregues no segundo semestre de 2019 (provavelmente em setembro). Para reservar pelo site é necessário um pagamento antecipado no valor de R$ 1.000.

Outras versões especiais

Não é a primeira versão especial do Renegade em 2019. Já vimos o lançamento de outras duas versões especiais já esse ano: em maio foi lançado o Renegade Night Eagle (Água da Noite, numa tradução livre) e em março a montadora tinha lançado o Renegade Wyllis, homenagem à marca responsável pelos primeiros modelos Jeep (entre 1908 e 1963), com forte perfil militar.

Sobre a Jeep

A Jeep é uma marca Americana de automóveis pertencente à corporação ítalo-americana Fiat Chrysler Automobiles. A Jeep pertence à Chrysler há 32 anos (desde 1987), quando esta adquiriu a marca “Jeep”.

Historicamente, a Jeep produziu diversos modelos de carros utilizados pelos soldados dos Estados Unidos para treinamento e nas guerras. Isso fez com que a Jeep fosse considerada por diversas vezes a marca mais patriota dos Estados Unidos. Hoje (2019) a marca produz exclusivamente SUVs (utilitários esportivos) e carros off-road.

Antes de 1940 o termo “jeep” era usado como uma gíria do exército dos Estados Unidos. Era usado para designar novos veículos ou até novos recrutas. Mas o “jeep” que entrou em produção em 1941 fez com que o termo ganhasse um novo significado, sendo agora ligado aos carros militares leves 4X4, fazendo deles os primeiros veículos 4X4 com produção em massa, conhecidos hoje como SUVs.

Por Bruno Rafael da Silva


Renovação de CNH – Como e Quando Fazer


Saiba aqui como e quando fazer a renovação da Carteira de Motorista.

História da CNH

A CNH, ou carteira nacional de habilitação, é documento obrigatório para todos os motoristas do Brasil. Atualmente o documento conta, inclusive, com a foto do motorista, podendo ser usada no lugar de seu registro geral (RG), em alguns casos. A CNH conta com certas categorias, que especificam o tipo de veículo que pode ser operado por cada condutor.

A primeira categoria, ACC, é referente a veículos de duas ou três rodas, com um motor de combustão interna. A carteira A é para motocicletas ou triciclos. A categoria B é para carros de passageiros. A categoria C é para veículos utilizados em transportes de carga ou transporte de até oito pessoas. Já a categoria D é para veículos com mais de oito passageiros, sem contar o motorista, ou carga acima da definida na C. A última categoria, a E, é definida por veículos com unidade acoplada, articulada, com reboque ou semi-reboque.

Possíveis mudanças

O atual presidente da república, Jair Bolsonaro, entregou à câmara um projeto de lei que muda as regras da atual CNH e sua renovação.

Entre as mudanças propostas, está o aumento de 40 pontos para o limite para a suspensão da habilitação, que atualmente está nos 20 pontos. Além disso, também pretende aumentar a validade da CNH de cinco para dez anos. E para idosos, que atualmente vale pode dois anos, para cinco anos. E também o fim da obrigatoriedade do exame toxicológico para motoristas profissionais.

Para que as mudanças entrem em vigor, é preciso que o texto seja discutido e aprovado pelas comissões e em seguida passe para o plenário da Câmara e logo em seguida para o Senado.

Como renovar a CNH

Mas enquanto as mudanças não chegam, é preciso lembrar que andar com uma carteira de habilitação vencida é uma infração gravíssima. Uma infração desta natureza pode gerar uma multa e o motorista pode perder até sete pontos na carteira.

Atualmente as regras de renovação são simples. A cada cinco anos, os motoristas com até 65 anos de idade devem renovar suas habilitações. Para os motoristas acima de 65 anos, a renovação deverá acontecer a cada dois anos.

O primeiro passo é entrar em contato com o seu Departamento Estadual de Trânsito. Em algumas unidades, como São Paulo e Minas Gerais, é possível fazê-lo através da internet.

Através da internet, é preciso acessar o site do Detran e procurar a aba ‘Renovação da Carteira Nacional de Habilitação’. Dentro desta aba preencher os dados do motorista, como CPF, data de nascimento, data da primeira habilitação e município residencial.

Em seguida terá que ser feito o download do Documento de Arrecadação Estadual e em seguida, agendar o horário e data para realizar o exame. Lembre de imprimir e pagar o documento de arrecadação estadual (DAE).

Se o condutor apresentar algum tipo de restrição, ou estiver fora do seu Estado de origem, será necessário comparecer pessoalmente ao órgão responsável para realizar a renovação.

Se o seu estado não permitir o acesso pela internet, também será preciso comparecer ao departamento de trânsito. Lá será necessário realizar a captura de imagem, impressão digital, assinatura e o pagamento da taxa, que será emitida na hora. Realizar o exame toxicológico nos laboratórios credenciados (nas categorias C, D e E). E ir até à clínica credenciada realizar o exame médico.

É preciso lembrar que para realizar a renovação da carteira nacional de habilitação, o motorista não pode apresentar nenhum débito em seu pontuário de condutor. Essa obrigatoriedade se encontra no artigo 159 do Código de Trânsito Brasileiro.

Documentos necessários para renovação

  • Documento de identificação com foto (original e cópia)
  • CPF (original e cópia)
  • Comprovante de residência (cópia e original)
  • CNH (original e cópia)

Multa por CNH vencida

Ainda de acordo com o Código Brasileiro de Trânsito, o motorista que se encontrar com a CNH vencida há mais de 30 dias, será multado com uma infração gravíssima, com penalidade de multa, retenção do veículo até apresentação de um condutor habilitado e recolhimento da CNH.

Por isso, é importante lembrar de solicitar a renovação da CNH até trinta dias antes do seu vencimento.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros