Fim do Fusca – Encerramento da Produção Mundial


Produção mundial do modelo é encerrada. Última unidade foi produzida na fábrica do México.

A montadora Volkswagen encerrou oficialmente a fabricação mundial do icônico Fusca, que agora é chamado de Beetle, nesta quarta-feira, dia 10 de julho de 2019, em sua fábrica no México, na cidade de Puebla.

A fábrica publicou às 14h20 uma imagem da última unidade saído da linha montagem, com uma decoração especial e a frase em espanhol “gracias, Beeatle”. A montadora também publicou um vídeo promocional no Twitter:

Esse anúncio é o fim da estrada de um carro que foi um ícone simbolizou muitas coisas ao longo da sua longa história, que tem mais de oito décadas desde 1935, ano do projeto do Fusca.O anúncio do fim da produção do carro já tinha sido feita no ano passado, quando a Volkswagen lançou a linha Beetle Final Edition. Segundo informado pela marca, não existe planos para um carro que possa ser o substituto do Fusca, pelo menos nos próximos anos, já que o foco da marca está em modelos familiares nos EUA.

A história do Fusca

  • O carro foi lançado no ano de 1935 na Alemanha com o nome de "Volkswagen", a partir do desenho do designer Ferdinand Porsche; que tinha peculiaridades, como a não existência de uma janela traseira;
  • Em 1936, o Fusca adotou as duas pequenas janelas traseiras;
  • As primeiras unidades em série saíram no ano de 1938;
  • Em 1939, o Fusca foi base para diversos veículos militares da Segunda Guerra Mundial;
  • Em 1959, o Fusca chegou ao Brasil, a sua fabricação acontecia na Volkswagen São Bernardo do Campo, em São Paulo;
  • Em 1984, o carro começou a utilizar o motor 1600 com um total de 46 cv de potência;
  • Dois anos mais tarde, em 1986, o Fusca teve sua produção encerrada aqui no Brasil, mas continuou a sua produção no México;
  • Em 1993, Itamar Franco que era o Presidente da República, pediu a volta da produção do Fusca no Brasil; esse modelo passou a ser conhecido com o nome de "Fusca Itamar";
  • A produção durou pouco, já em 1996, o modelo mais uma vez saiu de linha. No México, a produção continuou até o ano de 2003;
  • em 1997 houve uma reedição, que foi batizada de New Beetle. Bem diferente da versão antiga, a nova geração, o New Beetle compartilhava o seu conjunto mecânico com outro modelo, o Golf, contava com um motor 2.0, usava gasolina e tinha câmbio automático de até quatro marchas;
  • Em 2006, a nova geração do Fusca recebeu suas primeiras modificações, ficando em linha até o ano de 2011. Nesse mesmo ano foi apresentada uma novidade: cada país teria o modelo com o nome que fazia sucesso no passado, então no Brasil o New Beetle voltou a ser Fusca.
  • O novo Fusca começou a ser fabricado em território brasileiro no ano de 2012, contando com motor 2.0 turbo, com a opção de câmbio automatizado de dupla embreagem ou manual.
  • Em 2017, a produção se encerou no Brasil de forma bem silenciosa;
  • Em 2018, a Volkswagen anunciou que o fim definitivo do Fusca para 2019; então as últimas unidades produzidas foram chamadas Final Edition.
  • Em 10 de julho de 2019, o último Beetle/Fusca produzido no mundo sai da linha de montagem no México, na cidade de Puebla.

Fusca no Brasil

A produção começou em 1959, em São Bernardo do Campo (SP). Ao todo foram produzidos mais 3 milhões exemplares do Fusca, que era carinhosamente conhecido com Besouro.

O Fusca manteve o posto de carro mais vendido no Brasil por décadas, sendo o primeiro grande sucesso de vendas automobilística do país.Durante a época de lançamento, 54% dos componentes usado na fabricação do Fusca eram produzidos aqui mesmo no Brasil, esse índice foi crescendo ao longo dos anos. Com o tempo o pequeno carro foi ganhando novas melhorias.

Gabriel Bem


Volkswagen Tarek – Previsão de Lançamento no Brasil


Modelo deve chegar ao país apenas no ano de 2021.

As empresas que fabricam carros possuem um consenso em relação à chegada de novos veículos no mercado consumidor. Essa mesma determinação se refere aos modelos terem informações divulgadas e também eventos de apresentação que acontecem com antecedência para o público em geral, para que, posteriormente o automóvel comece a ser vendido. E é justamente esse o caso do Volkswagen Tarek, o modelo chega às lojas brasileiras com certo atraso. De acordo com a montadora, o carro que já teve alguns informes divulgados, só vai ser oficialmente comercializado no Brasil daqui a dois anos, ou seja, em 2021. Mesmo com todo esse período de espera, você já pode saber um pouco mais sobre o Tarek através do texto abaixo.

Mudança no cronograma de vendas no Brasil e a chegada no mercado internacional do Tarek

Algumas informações reportavam que o Tarek começaria a ser vendido em território nacional a partir do ano que vem. Mas, a empresa redefiniu os prazos e o carro só terá unidades no Brasil para compra em 2021. Um dos motivos é que a empresa mudou a linha de produção para 2020 e toda a fabricação vai acontecer na Argentina. Com isso, para que todos os processos sejam feitos da melhor forma possível, as vendas nacionais foram atrasadas alguns meses. Os mercados europeus e o norte-americano devem ter esse carro disponível em 2020. Essa informação ainda é tratada como uma previsão.

Informações a respeito do motor do Volkswagen Tarek

O motor, ou melhor dizendo o desempenho do motor, é um dos itens primordiais quando se avalia um carro. No caso do Tarek, a Volkswagen vai colocar à venda dois modelos distintos. Um mais potente com 2.0 TSI e 186 cavalos e um mais “simples” de 1.4 TSI e com 150 cavalos. Mesmo com essa diferença inicial, os dois veículos se assemelham quanto a terem sete marchas. Não foram cedidas informações acerca dos tipos de combustíveis que esse carro aceita e também sobre o consumo médio dele.

O design do SUV Tarek da Volkswagen

Como você pode notar por meio deste intertítulo, o Tarek é um SUV e como um veículo com essa nomeação, trata-se de um automóvel grande. Especificamente, o Tarek tem mais de quatro metros de comprimento. Com isso, espere por um modelo que preza e muito pelo conforto para todos ocupantes. Falando sobre o design da parte de fora desse carro, ele apresenta um para-choque suntuoso. Uma vez que ele é grande, horizontalmente falando, e nas bordas foi recortado formando um “bico”. Além disso, o para-choque conta com grades com espessura grossa e que possuem um bom distanciamento entre elas. Outro ponto sobre o para-choque é que foi conectado a um conjunto de lanternas. E essa combinação foi feita de forma muito elegante.

Já sobre a grande frontal, ela também tem uma dimensão considerável. Com o logotipo da Volkswagen no centro, as linhas que formam a grade vão crescendo horizontalmente. E no final da grade foi posicionado mais um par de lanternas. O Tarek em si, é um carro com o formato mais quadrado, isso pode ser percebido facilmente, pois nas laterais e na parte da frente têm-se linhas bem rígidas. Outro ponto que chama atenção são as rodas, elas são grandes assim como o recorte que foi feito para que elas fossem posicionadas. Ainda não foi concedido dados sobre o tamanho e o aro das rodas. Esse carro é um modelo quatro portas e com um espaço traseiro também suficiente para se colocar diferentes objetos. Imagens mostram que ele foi fabricado na cor azul clara e também branca.

Agora partindo para a apresentação da parte de dentro do Tarek, podemos afirmar que a Volkswagen usou e abusou de sofisticação e tecnologia para equipar o modelo internamente. Espere por um painel muito bem dividido, com uma tela LCD centralizada e ao redor dela foram posicionados diferentes recursos eletrônicos, como botões para rádio e outros recursos. Abaixo da tela encontra-se o sistema de ar-condicionado e abaixo as marchas do carro. Voltando ao painel, na frente do acompanhante do motorista está o porta-luvas, que tem um tamanho interno muito bom. Já o motorista vai ter um verdadeiro painel interativo. Primeiramente, o volante é multimídia, seguindo a tendência dos carros mais novos. No final do volante tem-se uma espécie de “gancho”, na verdade um apoio que ajuda na direção. Atrás do volante, o painel mostra todas as informações do carro naquele momento, como ao nível de combustível, velocidade e tal. Mas, você deve estar pensando que isso é uma coisa meio óbvia. Entretanto, o Tarek apresenta esses informes com mais destaque, através do software que o carro conta, com um design moderno, ressaltando cores e dados.

Além disso, acima do volante tem-se um recorte para que o motorista ou outro ocupante possa colocar objetos. Os bancos foram revestidos com dois tecidos em tonalidades diferentes e possuem algumas posições para ser reclinado. As portas possuem dois níveis ou dois compartimentos em linha para colocar objetos. Mesmo com esse tempo de espera é certo que o site da Volkswagen disponha antes do começo das vendas, alguns dados sobre o Tarek, por isso acesse https://www.vw.com.br/pt.html.

Isabela Castro.


VW T-Cross Highline 2019 – Análise e Preço


Confira aqui o preço e as principais qualidades do Volkswagen T-Cross Highline 2019.

Dentro do seguimento de utilitários esportivos, os mais conhecidos SUVs, a Volkswagen foi uma das últimas a chegar, mesmo depois de marcar presença com o grande Touareg e o Tiguan, a linha T-Cross dentro dos compactos com estilo mais simples, é novidade.

O novo T-Cross Highline chega ao mercado com marcas e vincos na carroceria e coluna C, que é a parte traseira, muito semelhante ao Golf. E vem também com o capô com case paralelo ao chão, para que em caso de acidentes com atropelamento, o pedestre seja menos machucado. Para conhecer o restante das características desses mais novo modelo de SUV, continue lendo.

Novas características

O modelo T-Cross Highline possui as lanternas traseiras unidas através de uma barra que corta toda a extensão do porta malas. Sendo assim, o mais novo SUV da Volkswagen é também a versão utilitária esportiva do Virtus e do Polo, usando o design MQB, um dos mais modernos da marca em todo o mundo.

Os materiais usados na fabricação do veículo são da mais alta resistência e assim como em toda a carroceria, proporciona ainda mais segurança para o condutor e seus passageiros. Teve pontuação máxima em testes feitos de impacto, pelo Instituto Latin NCAP, para sua proteção com crianças e adultos.

Acabamento

A partida pode ser dada através do comando no painel, sem que seja necessária a chave. O acabamento do modelo é impecável e a falta de acabamento em material emborrachado não deixa a desejar em nada, nem o painel central, nem os forros das portas.

Já o plástico bicolor das portas, acabam quebrando o ar sério dos SUVs e deixa o modelo com cara mais jovem. Materiais brilhantes também estão presentes no modelo do T-Cross Highline, como o aplique em prata do lado direito, que dá um incremento a mais no visual do painel, mas de certa forma ofusca um pouco a incidência de sol e claridade.

O volante é confortável e conta com os ajustes de som, computador de bordo, telefone e até controle de velocidade. Possui um material rugoso de revestimento e isso evita os deslizamentos desnecessários ou acidentais. Os comandos dos vidros elétricos são recuados e isso destoa um pouco da ergonomia.

Desempenho de Hatch

De acordo com as primeiras impressões do T-Cross Highline, ele é muito mais parecido com um automóvel hatch do que com um utilitário esportivo. Isso devido a sua altura, carroceria e linhas curvas, além da suspensão calibrada e o conforto da estabilidade que os SUVs oferecem.

Devido aos pneus baixos, o piso irregular acaba dando a impressão de aspereza, o que não deixa de ser um carro confortável, mas está bem próximo do limite. Pneus com características mais altas, acabam tornando o rodar mais macio e no caso do T-Cross Highline, o perfil do pneu é mais baixo.

Preço elevado

Diante todas as qualidades, o conteúdo de segurança a mais e o conforto, o preço sugerido pela Volkswagen para o T-Cross Highline é de R$ 124.940,00, já com todos os opcionais, que devem estar inclusos:

  • Teto solar, no valor de R$ 4.800,00
  • Assistente de estacionamento, som beats, e faróis de Led por R$6.050,00
  • Quadro com som navegação, comando de voz, entrada USB e seletor de condução por R$ 4.000,00.
  • Sem os opcionais deve sair em torno de R$ 109.990,00.

Pontos positivos

Dentre os pontos positivos do modelo, a avaliação é mais positiva do que negativa e o que é mais forte no T-Cross são as seguintes características:

  • Dirigibilidade
  • Espaço interno
  • Desempenho

Pontos negativos

Já entre os pontos negativos, estão as características a seguir:

  • Preço
  • Acabamento

O modelo do T-Cross Highline ainda conta com 4 modos diferentes de condução, o normal, o ecológico, onde as marchas são trocadas por uma rotação mais baixa, o esportivo, para rotação mais alta, e o individual. As opiniões estão bem divididas sobre o modelos que tem características bem peculiares em relação a um SUV, mas conseguirá atender um público diferente, dos outros modelos da marca no mesmo seguimento.

Por Susan NogArt


Teste de Segurança do Volkswagen T-Cross – LATIN NCAP


Modelo ganha nota máxima no teste de segurança.

Os consumidores brasileiros que estão sempre atentos às novidades do mercado de automóveis no Brasil, agora contam com um motivo a mais para comprar um modelo do tipo SUV. O novo modelo T-Cross, lançamento da Volkswagen para esta categoria, acaba de receber a classificação de cinco estrelas pela Latin NCAP, nos testes feitos para segurança veicular.

Realmente esta é uma boa notícia para quem valoriza muito este quesito na hora de comprar um carro novo. Afinal, o que está em questão é o seu bem-estar e de toda a sua família, um ponto positivo para o novo modelo da fabricante alemã.

Para quem nunca ouviu falar da NCAP, ele é um instituto que avalia o grau de segurança dos carros fabricados recentemente por todas as montadoras e, no caso do Brasil, o programa de avaliação desenvolvido é o responsável pela análise de segurança de todos os veículos fabricados na América Latina, Brasil e Caribe.

Considerado menos rígido que o seu similar europeu, os testes visam analisar o comportamento do veículo em sua estrutura no caso de acidentes e colisões em graus diversos de intensidade.

A realização dos testes no T-Cross foram feitos com os seguintes requisitos adotados para o veículo: O modelo estava equipado com seis airbags do tipo frontal, laterais e de cortina. Para as crianças, o SUV possui sistema de fixação de cadeirinha do tipo Isofix.

Além disto, ele vem de fábrica com controles eletrônicos de estabilidade e de tração.

Nos testes feitos para o modelo brasileiro, os carros foram submetidos a vários tipos de choques tais como de frente, lateral e colisão feita contra alguns obstáculos tais como um poste.

Segundo os testes feitos, após a realização dos testes, o T-Cross conseguiu a marca de 14,62 pontos contra um total de 16 pontos.

Um dos maiores escores obtidos foi nos testes de batida lateral. O evento possibilitou o teste dos airbags durante a simulação de um acidente, o que elevou a pontuação e serviu para demonstrar a eficácia de tal acessório.

A divulgação dos dados positivos para o novo modelo da Volkswagen só foi possível também pela avaliação de outro componente do veículo: a estrutura de todo o veículo, que segundo o fabricante, foi feito utilizando um aço considerado de alta tecnologia.

Segundo o Latin NCAP, um dos pontos positivos para o novo SUV foi a alta estabilidade da carroceria, o que permitiu uma maior resistência e um baixo poder de deformação em casos de acidentes, inclusive capotagens.

Este índice demonstra que o veículo é capaz de oferecer uma maior segurança aos seus ocupantes em casos de choques violentos e em caso de colisões acidentais contra alguns obstáculos.

Outra pontuação satisfatória para os padrões latino-americanos do instituto foi em relação ao sistema de fixação da cadeirinha para os passageiros infantis. Ele foi considerado muito eficiente, assim como o encosto para a cabeça localizado nos bancos traseiros, o Top Theter.

Na avaliação feita, a proteção para quase todas as partes do corpo dos ocupantes do veículo foram consideradas muito satisfatórias, com exceção do tórax e da perna esquerda do motorista. Elas foram suficientes para garantir o conceito de cinco estrelas segundo os testes.

Caso os leitores desejem ter acesso às imagens feitas em vídeo dos testes feitos para o novo T-Cross, basta clicar aqui.

E para quem já conhece o novo modelo e pena em adquirir o seu, aqui está mais uma dica para quem gosta de colocar a sua segurança e a segurança de sua família em primeiro lugar. Afinal, além de um investimento, um carro mais seguro é uma garantia de que a vida de seus familiares, além da sua, estarão mais protegidas nas ruas e estradas do nosso país.

Emmanoel Gomes


Fim da Produção do VW Golf 1.0 e 1.4 no Brasil


Medida visa dar mais espaço para a produção do T-Cross.

No momento em que a Ford anunciou que iria parar de produzir o Focus na Argentina, a Volkswagen também pensou que passaria por algo semelhante com os modelos do Golf Nacional. A fabricante no Brasil, parou de fabricar as versões do modelo 1.0 TSI e 1.4 TSI no Paraná, em São José dos Pinhais.

Isso para dar mais espaço ao T-Cross, inédito dentro da categoria de SUV compacto da marca. Quando se pronunciou sobre isso, a Volkswagen disse que se tratava de uma parada técnica para dar um pouco mais de prioridade ao modelo mais novo do crossover. Embora, várias concessionárias afirmam que versões de modelos hatch médio não serão as categorias mais vendidas atualmente no país.

Para entender melhor o motivo dessa perda de versões do Volkswagen Golf Nacional, continue lendo.

O que mudou?

As versões do modelo Golf 1.4, possivelmente não possuem mais unidades em estoque. Depois de finalizar as vendas, todas as unidades que restarem, terão a única opção de Golf GTI, que será vendido por cerca de R$149.000,00.

O fim do modelo do Golf Nacional nas versões 1.0 e 1.4 já era esperado, e o próprio presidente da empresa na América do Sul já havia mencionado isso anteriormente em uma entrevista sobre o hatch médio, alegando que ele estava com os dias contados. Quando esse anúncio foi feito, as fabricantes buscaram esclarecer o que foi dito, e a conclusão foi de que a medida realmente seria tomada, mas que seria algo a longo prazo.

Relançamento

Tempos depois desses anúncios feitos, a Volks apresentou um novo modelo todo reestruturado, com a intenção de transformar o Golf Nacional agora em um carro que mostrasse as tecnologias que a empresa tinha para oferecer.

Tendo como base, dentro do seguimento de hatches médios, que as vendas representaram apenas 0,63% do mercado nacional em 2018, o modelo do Golf Nacional ainda estava passando por vários outros problemas. A fabricante acredita que o T-Cross aparecerá com um papel muito importante na briga pela liderança no Brasil, sendo assim, ela deverá entregar toda a sua capacidade de produção.

Hatches médios no Brasil

Assim como os demais modelos dentro da categoria, o Golf Nacional está com suas vendas em baixa. Como foi mencionado, apenas 3.070 unidades foram vendidas do modelo no Brasil em 2018.

O Cruze ainda é um dos modelos da Chevrolet que resiste e vende um pouco mais dentro da categoria, mesmo estando na faixa de preço dos R$100.00,00.

Preço das Versões do Golf Nacional

A configuração do modelo do Golf Nacional preferida dos consumidores é a linha GTI, e essa segue com produção normal nos próximos anos e pode ser encontrada pela bagatela de R$ 149.290,00. Enquanto que as versões que não serão produzidas mais (1.0 e 1.4) ainda podem ser encontradas em alguns lugares com a faixa de preço de R$ 91.790,00 e R$ 112.190,00, respectivamente.

Resistirá?

Uma outra dificuldade da Volkswagen em manter o modelo do Golf Nacional no mercado, é de que a sua nova versão será anunciada apenas no segundo semestre de 2019. Embora ele deve vir um híbrido leve, com um sistema mais refinado, mudar tanto assim um modelo de hatch pode custar caro, e com a categoria e o seguimento em declínio, não dá para saber se realmente vale a pena o investimento.

A empresa ainda não confirma, mas é bem provável que futuramente ou até no próximo ano, os amantes do Golf consigam apenas fazer a importação da versão GTI. O que pode sair ainda mais caro, para um modelo que perdeu o seu valor no Brasil.

Por: Susan Nogart


Volkswagen Amarok V6 2020 pode ter Motor Mais Potente


Potência do novo motor deve passar de 225 para 258 cv.

A AmaroK V6 vai ficar ainda mais potente a partir do ano que vem, pois o modelo ganhará uma nova versão. Considerada nada menos que a picape mais potente do mercado, a partir do upgrade, que está previsto para 2020, o motor que já conta com uma potência de 225 cv, passará a render 258 cv.

Além disso, outro diferencial é que existe uma função denominada overboost, que pode aumentar a potência ainda mais para 272 cv. Neste sentido, o torque também aumenta para 59,1 Kgfm, sendo que em situações normais o valor corresponde a 56,1 Kgfm.

O foco da Volkswagen é para concorrer com o modelo da Mercedes-Benz Classe X, em que o lançamento está previsto para o segundo semestre. Um dos diferenciais do V6 é a função overboost, que não tem no modelo concorrente.

Outro destaque é que no mercado europeu, a Amarok V6 já conseguiu atingir a potência de nada menos que 258 cv desde o ano passado e a nova versão deve contar com outras novidades, além do motor mais potente. Por exemplo, a versão que tem o motor de 16 válvulas, deve ter outros tipos de acessórios. Deverá ser oferecido ainda o propulsor 2.0 de quatro cilindros. Agora é aguardar até que a nova versão seja lançada ano que vem.

Versão atual da Amarok V6

A versão atual consegue acelerar entre 0 e 100 km/h em 8 segundos, podendo atingir nada menos que a velocidade máxima de 190 km/h. A versão top de linha de marca pode custar aproximadamente R$ 184.990,00.

A picape média, por exemplo, conta com nada menos que um motor V6 turbodiesel, tem 3.0 litros e pode desenvolver 225 cv, e não é à toa que é considerada a mais potente da categoria. O torque da versão corresponde a 56,1 Kgfm e também tem um boost que pode fazer com que o carro alcance 20 cv extra, ou seja, alcançando 245 cv por 10 segundos.

No carro, a transmissão ocorre de forma automática em 8 velocidades, sendo que é a mesma que faz parte de outras versões. Por causa de todos estes fatores que a Amarok consegue, em apenas 8 segundos, acelerar de 0 a 100 Km/h e outro destaque é que o carro também atinge uma velocidade máxima de 190 km/h.

Entre os principais destaques da atual categoria é a substituição da corrente no local da correia dentada e também discos nas quatro rodas. Destaque também para os itens de séries, para oferecer conforto como, por exemplo, o sistema de infotenimento que tem tela de nada menos que 6.3 polegadas, além de sensores de estacionamento presente na parte dianteira e traseira, ar-condicionado digital, bancos em couro que tem ajustes elétricos, entre outros.

Os faróis da Amarok V6 são bixenônio, que conta com luz de condição diurna, sendo o modelo em LED. O opcional presente é a roda que tem 19 polegadas e o valor corresponde a R$ 2.720,00.

Entre os itens de segurança na atual versão podem ser citados quatro airbags, sendo dois frontais e o restante lateral, controle eletrônico de estabilidade, sistema isofix para que as cadeiras infantis sejam fixadas, sistema de assistência à frenagem, controle de tração e também bloqueio eletrônico do diferencial.

Outro detalhe é que a versão conta com logotipo na grade do radiador e também na tampa traseira. Design imponente e diferenciado, conta com retrovisores pintados em preto e também detalhes cromados.

O principal destaque da categoria é a força do motor, sendo que em baixas rotações, por exemplo, ele pode atuar de maneira mais suave, o que permite ter um menor consumo e também ruído. O câmbio também trabalha de forma harmônica.

O que você achou das novidades? Compartilhe o post nas suas mídias sociais e deixe o seu comentário!

Por Babi


Fim do Volkswagen Fusca – Modelo Sai de Linha pela Terceira Vez


Montadora anuncia fim da produção pela terceira vez. Retorno futuro do modelo não é descartado.

O Fusca está no imaginário social brasileiro há muitas décadas. Presente em novelas, fotografias, filmes e outras mídias ao longo das últimas décadas, o carro produzido pela empresa alemã Volkswagen agradou diversos países do mundo, seja pelo seu custo-benefício, seja pelo seu charme anacrônico.

Sua história começa nos anos de 1930, ao ser projetado para alcançar a maioria da população, já que a Alemanha daquela época possuía apenas empresas de carros de luxo, feitos manualmente. Então, e com pedidos do ditador Adolf Hitler, Ferdinand Porsche projetou um veículo que fosse popular, que coubesse uma família e outros atributos necessários ao contexto de vida alemã do começo do século passado.

Após vários protótipos, testes e guerras, o fusca começa a ser produzido, com sua janela traseira bipartida. No entanto, o começo não foi tão popular assim: a produção envolvia altos custos e isso dificultou a acessibilidade do preço. À medida que seu formato foi sendo agregado ao cotidiano, mais pessoas começaram a comprar – juntamente com a fama de indestrutibilidade do carro, pois lançava mão de uma mecânica simples, com poucos elementos a darem errado. Sua exportação começou no fim da década de 1940, no pós-guerra e chegou ao Brasil em meados de 1950.

Durante o governo de Getúlio Vargas, houve bastante incentivo para produção nacional, alcançando a popularidade e sendo agregado design. O tempo passou e o mercado não foi encarado como favorável ao produto, interrompendo assim, em 1986, sua produção. A justificativa foi a troca da linha de produção, que seria focada em um outro modelo norte-americano. Em 1993, a pedido do então presidente Itamar Franco, a empresa voltou a fabricar o que foi chamado de Fusca do Itamar. Junto a isso, foi promulgada uma lei que fornecia incentivos para compra de carros populares. Após alguns problemas de vendas, a produção foi interrompida novamente em 1996. Porém, sua história não acaba aqui.

A partir dos anos 2000, a Volkswagen retoma a produção do Fusca, porém, agora com mais itens e com estilo moderno. Chamado de New Beetle, foi um sucesso em diversos países como Estados Unidos da América e Itália. Em 2011, a empresa lança o Fusca 2012 – versão renovada do New Beetle, rebaixado, mais largo e com formas menos arredondadas. Seu lançamento foi simultaneamente realizado em Xangai, na China, Berlim, na Alemanha e em Nova Iorque, Estado Unidos da América. O sucesso de vendas continuou, apesar de haver mais concorrência agora do que na época de sua criação e auge.

A última notícia do Fusca não é animadora: pela terceira vez, sua produção será descontinuada em todo o mundo. A atual terceira geração do Fusca (ou carocha, como é denominado em Portugal ), foi lançada como a Final Edition, nas versões conversível e cupê, podendo escolher entre azul claro ou bege.

O Fusca, ou seus diversos nomes ao redor do mundo, que geralmente são associados a animais por conta de seu formato, já chegou a mais de 21 milhões de garagens e continua pelas ruas da maioria das cidades brasileiras, encantando seus amantes e carregando em si a história da produção de carros no país. Mas, afinal, quem inventou o nome Fusca para esse carro? Segundo o linguista Alexander Gromow, tal denominação vem dos fonemas das letras V e W em alemão, que se parece com um “fauvê”, que no Brasil logo se transformou em Fuca e Fulque. Possivelmente devido aos regionalismos paulistas, o S foi inserido, formando então o fusca, fusque, sendo também chamado de fuque.

De todo modo e sob qualquer nome, ainda é bom ter esperanças. A empresa não descartou a possibilidade de retomar sua produção – e, como vimos pela história, é plenamente provável que de fato reabram as linhas de produção do Beetle, do Fusca ou de uma nova versão que irá agradar a todas as pessoas.

Mateus Aparecido de Faria


Volkswagen Gol, Voyage e Up! podem acabar em 2021


Montadora deve aposentar atuais plataformas utilizadas nos modelos.

O ano de 2019 mal começou e o meio automobilístico brasileiro já anda bastante agitado por conta das várias novidades que vem tirando o sono e o sossego de muita gente.

Depois do polêmico anúncio do fechamento da fábrica de caminhões da Ford em São Bernardo do Campo, no estado paulista e o fim de linha para o Fiesta, agora outra notícia está deixando muita gente supresa.

Desta vez, o anúncio vem da gigante Volkswagen que divulgou a notícia nesta semana de que vai aposentar até o ano de 2021 as plataformas responsáveis pela fabricação do tradicional Gol, além disto, entram nesta lista o UP e outro sucesso de vendas da montadora, o Voyage.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté, a intenção da marca é realizar uma atualização na sua linha de produção com a adoção de uma nova plataforma, a chamada MQB, que seria responsável pela produção do novo Polo e de um SUV que ainda está em fase de ‘mistério’ pela montadora.

A Volkswagen pretende com isto realizar uma ampla mudança em seus processos de montagem, o que permite a adoção de novas tecnologias e uma adaptação às novas tendências de consumo mundial.

Além de incorporar uma tecnologia de ponta, a montadora está de olhos bem abertos para o crescente mercado dos SUVs no Brasil, que tem tido um significativo crescimento nos últimos cinco anos entre os consumidores brasileiros.

Toda esta mudança só poderá ser adotada depois que a fábrica se propôs a negociar com a categoria dos metalúrgicos um plano de transição entre as plataformas a fim de que nenhum empregado possa vir a ser dispensado em razão das mudanças.

Com as negociações, a unidade de Taubaté teria uma prioridade total sobre a adoção do novo sistema. E expectativa é que nesta fase inicial de produção, sejam escalonados a produção em série do novo Polo GTS. Aliás, as expectativas em torno do lançamento da nova versão são muito grandes entre os especialistas do mercado.

Para quem gosta de se antecipar e prefere ariscar algum palpite sobre o novo SUV que já está sendo executado pela Volkswagen, basta dizer que este segredo está sendo muito bem guardado. O que se pode divulgar é que o nome provisório do novo lançamento se chama VWA0SUV. Só isto!

Sobre o encerramento definitivo da produção do Gol, Voyage e do UP, o que sabe oficialmente é que a produção destes veículos poderá retornar somente após o ano de 2021.

Segundo o acordo firmado com o Sindicato da categoria, a montadora já planeja o lançamento de um novo modelo do Gol a ser produzido dentro dos novos padrões da nova plataforma, entretanto, isto ainda está em fase de negociação. Mais uma vez, Taubaté teria a preferência na escala de produção.

Para os fãs do Gol, a história do automóvel começou há cerca de 26 anos com o lançamento do seu primeiro modelo e hoje é o mais vendido no mercado brasileiro com quase 5.000 unidades vendidas somente em janeiro de 2019.

Apesar do sucesso, a montadora considera o carro com uma baixa lucratividade, já que a maioria da produção é vendida para compor frotas, o que gera um retorno financeiro muito baixo.

Com relação ao Voyage, se aplica a mesma linha de raciocínio com relação ao Gol e o novo UP deve ser descontinuado em virtude do baixo volume de vendas para um projeto que foi considerado caro pela marca. Para se ter uma ideia, ele custa mais caro que o Polo em termos de entrada para financiamento.

Apesar de a Volkswagen tentar negar muitos dos motivos citados acima para adoção de nova plataforma e da descontinuação do Gol, Voyage e UP, tentando reafirmar a as suas devidas importâncias, importantes fontes ligadas ao Sindicato dos Metalúrgicos já haviam se antecipado em relação aos reais motivos das mudanças.

Emmanoel Gomes


Novo Volkswagen T-Cross 2019 – Pré-Venda e Preço


Novo modelo da Volkswagen deve concorrer com HR-V, Renegade e Creta.

A sua apresentação foi realizada no Salão do Automóvel de São Paulo 2018, o novo modelo Volkswagen T-Cross foi lançado oficialmente no Brasil, acirrando a disputa entre a categoria SUV. Inclusive, o T-Cross, quando comparado com os outros SUVs da marca, é o que apresenta menor proporção. O novo modelo irá competir com os modelos Jeep Renegade, Hyundai Creta, Honda HR-V e o Ford EcoSport. O preço de sua versão inicial é de R$ 84.990,00 e a sua versão topo de linha deverá chegar à R$109.990,00.

O T-Cross já está disponível no modelo pré-venda, porém, para adquirir o veículo, é necessário um sinal de R$ 5.000,00, a entrega para os compradores deverá ser realizada somente nos próximos meses. Esse valor de entrada, poderá ser pago através de boleto bancário ou então cartão de crédito. E pensando em agradar seus consumidores a Volkswagen irá presentear com brindes, aqueles que adquirirem o novo modelo na pré-venda. Será incluído para quem adquirir o T-Cross Confortline um cooler e quem optar por levar a versão Highline, uma bicicleta dobrável.

Se você estiver interessado em comprar o novo modelo ainda na pré-venda, se apresse, pois a fabricante disponibilizou apenas 400 unidades de cada uma das versões.

O usuário poderá escolher entre três versões, a primeira não possui um nome, porém, as outras duas configurações foram nominadas de confortline e highline. As versões confortline e a primeira configuração possuem um motor 1.0 turbo flex, com 128 cv e 20,4 kgfm. A última versão, a highline, será mais potente do que as duas primeiras, possuindo um motor 1.4 turbo flex com 150 cv e 25,5 kgfm. A Volkswagen afirma que é possível bater 100 km/h em exatos 8,7 segundos. Esses motores também são utilizados nos modelos do Golf, Jetta e Polo.

O T-Cross que está sendo vendido na Europa é um pouco menor do que o comercializado no Brasil. O modelo de lá possui 9 cm a menos de comprimento e 1,1 cm a menos de altura. Quem ficou responsável em produzir o novo modelo é a plataforma modular MQB, responsável também por produzir os carros mais modernos da Volkswagen. A fabricante alemã informou que as peças que serão utilizadas na fabricação do modelo serão 70% nacionais.

Conheça as características do novo modelo Volkswagen T-Cross

Porta-malas

O volume do porta-malas é de 373 litros. Muitos consideraram um volume razoável, porém, ele é maior do que o porta-malas do Jeep Renegade e EcoSport, mas perde para a proporção do bagageiro do Creta e do HR-V.

Pensando em oferecer mais espaço para os usuários, a Volkswagen criou um sistema para aumentar a capacidade do porta-malas para 420 litros. A única desvantagem é que os encostos dos bancos da segunda fileira precisam ficar em uma posição vertical, causando um pouco de desconforto para os passageiros.

Medidas do Volkswagen T-Cross

Como já dito anteriormente, o modelo que é comercializado no Brasil, possui dimensões diferentes do SUV que é comercializado na Europa. As medidas do T-Cross brasileiro são de 4,19 m de comprimento, 1,56 m de largura e 2,65 m de entre-eixos

T-Cross – conheça os seus rivais

Toda vantagem, possui sua desvantagem, e no caso do T-Cross é o valor. Da mesma forma que seus componentes são maiores e melhores do que os equipados nos modelos rivais, o seu preço também é maior. A versão mais barata do novo modelo está em torno de R$ 85.000,00 e a versão topo de linha está custando R$ 110.000,00.

Se você se interessou pelo novo modelo SUV, aproveite a pré-venda e nos deixe a sua opinião a respeito do preço e de seus componentes!

Anderson Jacinto Luiz


Preços do Volkswagen T-Cross 2019


Versões custam de R$ 84 mil a R$ 109 mil.

Depois das inúmeras especulações levantadas durante o ano de 2018, já é grande a expectativa em relação ao lançamento do Volkswagen T-Cross, em relação a suas versões e preços aqui no Brasil. Até onde foi divulgado, o primeiro SUV compacto da companhia alemã virá na versão inicial T-Cross 200 TSI com câmbio manual, no valor de R$ 84.990. A partir daí, os valores variam de acordo com outros pacotes que agregam ainda mais valor ao veículo, podendo chegar a custar R$ 109.990 em sua versão topo de linha Highline 250 TSI com câmbio automático.

Pré-venda do VW T-Cross

A pré-venda foi na última terça-feira, dia 19 de fevereiro, como forma de marcar o início oficial de produção. Além disso, a Volkswagen comemora ainda os 20 anos de suas operações na fábrica de São José dos Pinhais. Quem optou pela reserva, precisou pagar adiantado o valor de R$ 5 mil, sendo que a campanha somente aconteceu em um dia. No total, serão comercializadas somente 800 unidades, sendo elas divididas entre as versões Highline e Comfortline. As opções de entrada, por outro lado, serão oferecidas somente em seu lançamento diretamente nas concessionárias no mês de abril.

Diferentemente do que foi citado em algumas concessionárias, o modelo nacional não virá disponível na versão R-Line em um primeiro momento, ficando sua estreia somente para o futuro.

Sobre o VW T-Cross

Com produção oficial na fábrica de São José dos Pinhais, no Estado do Paraná, o VW T-Cross apresentado por aqui será diferente daquele crossover que circula na Europa. Apesar de utilizar igualmente a plataforma MQB-A0, o modelo no Brasil é maior, com 2,65 metros no entre-eixos. Isso acaba esticando ainda mais o seu comprimento, chegando aos 4,19 metros. Na sua versão global, o carro possui 2,56 metros de entre-eixos e 4,11 metros de comprimento, o mesmo utilizado pelo Polo. Assim, com as medidas superiores, a garantia é de mais espaço interno e um porta-malas ainda maior, com a capacidade de 385 e de 455 litros.

Já em relação à motorização, sabe-se que as três versões mais baratas virão equipadas com um motor 1.0 TSI com potência de 128 cv e torque de 20,4 kgfm. Esse mesmo motor pode ser encontrado em outros modelos da marca, como Golf, Virtus e Polo. Somente a opção de entrada utilizará o câmbio manual. As outras três serão automáticas, ambos com seis marchas. Na versão mais cara, o motor será 1.4 TSI com potência de 150 cv e torque de 25,5 kgfm. Para exportação, a fábrica ainda produzirá as versões com motor 1.6 MSI de 110 cavalos.

Versões e seus preços

A versão mais em conta, como já citada anteriormente, é o VW T-Cross 200 TSI, por R$ 84.990. Entre os equipamentos encontrados, destaca-se: ar-condicionado, seis airbags, banco de motorista com o ajuste de altura, assistente de partida para rampas, bancos de tecido, direção elétrica, coluna de direção para ajuste de profundidade e de altura, controle de estabilidade e de tração, computador de bordo, limpador e desembaçador traseiro, bloqueio eletrônico de diferencial, espelhos nas laterais com ajuste elétrico e com setas integradas, lanternas traseiras em LED, faróis de neblina (cornering light), ISOFIX, iluminação diurna com LED, rack de teto, rodas de liga leve em 16 polegadas e pneus 205/60 com baixa resistência para rolagem, sensor crepuscular, alarme anti-furto por comando remoto, sensor de estacionamento traseiro, sistema de som em Media Plus com entrada USB e conexão Bluetooth, vidros elétricos em função one-touch, volante multifuncional e suporte para o smartphone.

Na versão T-Cross 200 com o câmbio automático, o valor parte para R$ 94.490. Os equipamentos são os mesmos da versão anterior, alterando somente a transmissão e acrescentando-se a central multimídia com tela de 6,5 ‘’ Composition Touch e o piloto automático.

Na sequência, o T-Cross Comfortline 200 TSI ganha banco de motorista com o ajuste lombar, ar-condicionado digital, câmera de ré, porta-malas com um sistema de ajuste do espaço, rodas de liga leve de 17 polegadas e pneus 205/55, sensor de estacionamento traseiro e também dianteiro, sistema de frenagem automática para pós-colisão e, ainda, volante multifuncional com revestimento em couro e paddle-shift. O valor desse é de R$ 99.990.

Por fim, a versão Highline 250 TSI chega com mais equipamentos, adicionando bancos em revestimento em couro, iluminação ambiente em LED, detector da fadiga do condutor e sistema start-stop. O valor desse é de R$ 109.990.

Kellen Kunz


Novo Volkswagen Polo e Virtus GTS 2019


Versões esportivas serão lançadas agora no primeiro semestre.

Se você nasceu antes de 1989, é muito provável que já tenha sonhado com um Gol GTS. Tendo ciência do peso dessa sigla, a Volkswagen quis ressuscitá-la como uma versão top do Polo e do Virtus.

Esses dois modelos foram mostrados ao mundo no Salão de São Paulo de 2018 e estão com o mesmo motor que a Volks usa no Golf: 1.4 TSI, entrega 150 cavalos (111 quilowatts) e um torque de 25,5 kgfm.

Mudança Inteligente

A versão europeia do Polo GTI, com motor 2.0 TSI entrega 200 cavalos (149 quilowatts). Ou seja, a mudança para o modelo brasileiro parece que ainda faz o nosso Virtus GTS (com motor 1.4 L) ser inferior ao modelo do Polo GTI europeu.

Porém, fazendo-se uma análise do mercado automotivo brasileiro, temos a certeza de que esse 1.4 L TSI já foi uma grande evolução!

A versão europeia ganhou opções de câmbio manual ou automático. O mesmo não é verdade para o Brasil: só teremos versões automáticas, já que os carros acima dos R$ 70.000, por estarem muito acima do poder de compra médio de um brasileiro já provoca a “obrigatoriedade” do câmbio automático.

Visual

Agora vamos falar da parte do carro que mais chama a atenção por onde ele passa: o exterior. Nessa parte vemos que foi adotada a mesma imagem frontal do Polo GTI.

Os faróis fazem jus ao ano de 2019: são completamente de LED com um friso na cor vermelha sublinhando o farol.

Temos uma diferença entre os dois modelos quando falamos em LEDs. O Polo GTS vai ganhar lanternas de LED fáceis de serem visualizadas, tendo muita semelhança ao modelo praticado na Europa. Já o Virtus não teve essa felicidade. Já que ele não tem um “modelo-irmão” europeu para “emprestar-lhe” as peças, suas lâmpadas ficaram mais simples.

Rodas e Escapamento

Para completar, temos detalhes que lembram esportividade. Dentre esses detalhes podemos citar as pneus e rodas baixos, que aparentam ser iguais aos do Polo GTI. Medidas de 215/40 aro 18 (roda de 457 mm). E nós não poderíamos deixar de citar o escapamento redondo com saída dupla.

Conforto no Virtus

Uma coisa que não podemos reclamar no Virtus é o conforto que se tem ao dirigi-lo. Na sua versão mais completa o carro conta com: ar condicionado, controle eletrônico de temperatura, porta-luvas refrigerado, difusores de ar traseiro, assento do motorista com regulagem de altura, encosto traseiro dobrável, apoio de braço, sensor crepuscular de chuva, rádio "discover media" com tela de 8 polegadas (203 mm), 4 alto-falantes mais dois tweeters, alavanca de velocidades revestida em couro, volante revestido em couro e multifunções, direção assistida eletricamente, cruise control (conhecido como piloto automático), vidros elétricos na frente e atrás , travamento central com controle remoto, sistema de ignição por botão keyless (sem chave), sensor e câmera de estacionamento, guarda-sóis iluminados, espelho interno anti-riscos, computador de bordo "I-System".

Segurança

Quatro airbags (duas fundações frontais e duas laterais dianteiras), freios ABS e EBD, controle de tração ASR e estabilidade ESC, assistente de início de elevação "HHC" (Hill Hold Control), leds diurnos (luzes diurnas que ficam acessas de dia. Hoje não é mais necessário o farol baixo em carros assim), luzes de nevoeiro dianteira com função "luz de curva", cintos de segurança dianteiros com altura inercial ajustável, três cintos de segurança traseiros, aviso de [falta de] uso de cinto (doador e passageiro dianteiro), alarme e imobilizador eletrônico de motor.

Com o Virtus você ainda vai se impressionar com os 300 watts de potência de seu sistema de som!

Para mais informações sobre o Cirtus, clique aqui.

Por Bruno Rafael da Silva


Novo Volkswagen T-Cross 2019 – Ficha Técnica e Fotos


Conheça aqui mais detalhes sobre o Novo Volkswagen T-Cross 2019.

A Volkswagen finalmente vai entrar na briga dos SUVs compactos. Depois de anos vendo a concorrência crescer, os alemães se mexeram e apresentaram o T-cross. A apresentação mundial aconteceu de forma simultânea: na Feira do Automóvel de São Paulo e em Amsterdã, capital da Holanda. Mas tem um detalhe: os dois modelos são diferentes!

O modelo brasileiro, que será produzido no município de São José dos Pinhais, no Paraná, é maior do que o modelo europeu e também é equipado com motores mais potentes! O modelo brasileiro tem duas versões de motor: o primeiro é 1.0 L e entrega 128 cavalos (95 kW) e tem a versão 1.4 L que entrega 150 cavalos (111 kW). Os dois são turbo! As vendas desses dois modelos começarão entre abril e maio.

Alguns detalhes

O câmbio? Só automático! Ambos de 6 velocidades. Em algumas medidas o T-cross é maior do que seus rivais. Por exemplo, no comprimento de 4,20 m contra os 4,11 m do modelo que será vendido aos europeus. O porta-malas é de 373 L. Inclusive o entre-eixos, que seria o espaço ocupado pelas pessoas no carro, é maior! É de 2,65 m. Podemos fazer uma comparação ao Virtus, também da Volkswagen. O Virtus tem o mesmo tamanho de entre-eixos do T-cross.

Volume do porta-malas

O volume do porta-malas poderá ser alterado de acordo com a posição que o banco do traseiro estiver. Começando de 373 L indo até 420 L.

Menor, sim. Espaçoso também!

Uma característica interessante do T-cross é que ele é menor do que a maioria dos concorrentes em alguns aspectos. O Nissan Kicks e o Honda HR-V são maiores do que o T-cross em carroceria! Porém, devido à distância entre-eixos muito boa, o carro entrega espaço para os ocupantes tão bem quanto os concorrentes citados.

Preços

A Volkswagen ainda não divulgou os preços. Mas deverão acompanhar a concorrência dentro do mercado brasileiro de SUVs. Acredita-se que fique na casa dos R$ 80 mil até os R$ 110 mil.

América do Sul Vs Europa

Como já citamos anteriormente, o modelo brasileiro do T-cross é maior do que o Europeu. Mas quais são as outras diferenças?

Além do tamanho maior, o SUV brasileiro tem pequenas diferenças na aparência comparado ao irmão do Velho Mundo.

Existe uma maior quantidade de plástico nos para-choques sem pintar. Uma coisa menor no modelo brasileiro são as rodas. Além de ser menores, as rodas têm desenho exclusivo. Já as lanternas contam com um arranjo mais simples do lado de dentro.

Interior

Há também uma diferença entre o interior do modelo brasileiro quando comparado ao modelo europeu. O acabamento do modelo brasileiro ficando apenas na média do segmento, mas com aparência contemporânea.

De acordo com Gustavo Schmidt, que é vice-presidente de vendas na empresa, haverá diferenciação de textura no painel dependendo da versão do carro. Porém, não haverá a compatibilidade de painéis na cor do veículo.

Alemães que Pensam Alto

A montadora alemã pensa em colocar placas em aproximadamente 5 mil unidades todos os meses. E tem a ambição de chegar à liderança no segmento.

Para se ter uma noção do tamanho da mordida que a Volkswagen quer dar, vamos exemplificar: hoje, os três melhores colocados do setor conseguem vender uma média de 4 mil exemplares por mês cada.

Acessibilidade

Para inovar ainda mais o setor, A Volkswagen oferecerá uma versão do carro para pessoas com deficiência. O preço dessa versão ficará menor para o consumidor devido à redução no pagamento de impostos como IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Porém, essa versão não chegará agora de início. A empresa está fazendo uma ótima campanha de acessiilidade com essa ação.


Volkswagen Golf GTE Híbrido 2019 – Lançamento no Brasil


Conheça aqui tudo o que há de novo no Volkswagen Golf GTE Híbrido 2019.

Neste início de 2019, a companhia Volkswagen fez confirmar a estreia no mercado automobilístico brasileiro do Golf GTE.

Trata-se de um New Hatch com propulsão híbrida na base Plug-In e vazada em novo design, que estreou recentemente no Salão do Automóvel de São Paulo. Este é o modelo Golf GTE, aparelhado de um motor 1.4 TSI, com desempenho de 150 CV de potência e mais a alternativa de motor elétrico, com desempenho de 102 CV, abrangendo uma autonomia de até 880 km, quando articulado em seu modo híbrido e em 50 km ao modo elétrico, articulado em sua transmissão automática tipo DSG em seis marchas na função Tiptronic.

O modelo GTE híbrido possui capacidade de aceleração entre 0 a 100 km/h numa escala de 7,6 segundos, atingindo uma velocidade máxima de até 222 km/h. Este novo Hatch eletrificado conta com mais algumas especificações:

O sistema de assistência e infotainment, incluindo a função Active Info Display; o painel de instrumentos inteiramente digital; o sistema tipo infotainment Discover Pro, munido de tela em 9,2 polegadas com controle regido por gestos; munido do sistema de rádio na linha do Golf GTE, que se chama Composition Media, que inclui a tela em 8 polegadas; com entrada USB; a conexão em Bluetooth para celular.

Este New Golf GTE está equipado do modo “EV”, operando na modalidade elétrica. Este automóvel tem arrancada por meio da emissão zero, embora esta função funcione corretamente se a bateria estiver inteiramente carregada. Em seu modo “híbrido” está sempre ativo, operando automaticamente por meio de duas fontes de propulsão, em conjunto ou separadamente, obtendo máxima eficiência.

Outra vantagem para o motorista está em poder manter, intencionalmente, um equilíbrio na carga da bateria, sendo possível até recarregá-la no momento em que se dirige. Trata-se de um dispositivo acionado quando se está em área de restrição ambiental.

Esta é a função para o consumo de energia combinado, embutida no carro, sendo de 1,6 l-100 km em gasolina, produzindo um equivalente de 36 g-km de CO2. No modo elétrico será de 11,4 kWh-100 km, na classificação NEDC destinada aos veículos híbridos.

No que tange à sua bateria, seguem suas especificações:

O dispositivo pesa 120 kg, ou seja, mais ou menos 8% em relação aos 1.615 kg que constituem a medida de peso deste veículo. O chamado sistema Plug-In proporciona à bateria do New Golf GTE a capacidade de ser recarregada por meio de um tipo de tomada ou em uma estação de carga.

Sobre o seu novo design e demais equipamentos, seguem as informações:

Está munido da nova propulsão elétrica, que se projeta visualmente mediante a assinatura em “C”, vazada nas luzes de condução diurna, presentes nesse novo modelo. Em sua totalidade, o conjunto dos demais elementos moldados no design dianteiro remete à versão intitulada GTI. Portanto, o GTE consiste em uma formidável evolução a partir do modelo GTI.

Outros atributos do Golf GTE são:

A sua aparelhagem repleta de faróis duplos tipo LEDs categorizadas na série. Está equipado com as chamadas lanternas direcionais; com as luzes para orientação no estacionamento e da luz que ilumina placa, todas dentro do padrão de tecnologia LED; possui as saias laterais e mais um defletor instalado na borda do teto, que criam um efeito que faz paralelo adicional com o anterior modelo GTI.

Deste modo, o modelo GTE conquistou grande destaque entre os automóveis híbridos e elétricos já apresentados pela mesma companhia, e no mesmo Salão do Automóvel, tais como a versão elétrica e-Golf, a versão I.D. Cross e o popular hibrido Passat GTE.

Paulo Henrique dos Santos


Novo Volkswagen Jetta GLI 2019 – Novidades e Lançamento no Brasil


Modelo deverá chegar ao país no primeiro semestre de 2019.

Foi confirmado mais um lançamento da Volkswagen. Vindo diretamente do México, o novo Volkswagen Jetta GLI será apresentado ao público no início de 2019, mais especificamente, dia 7 do mês de fevereiro, para disputar entre as categorias de sedã mais veloz. À configuração do novo Jetta foi adicionado o motor 2.0 TSI de 35,7 kgfm e 230 cv, câmbio DSG com dupla embreagem e velocidades, os mesmos componentes usados no Golf GTI, enquanto que as outras versões fazem uso do 1.4 TSI de 150 cv e uma transmissão Tiptronic de seis velocidades.

Essa será a primeira vez que o modelo surge no Brasil, porém, a sigla GLI não é novidade por aqui desde 1990, quando foram apresentados os compactos Parati e Gol. Ao invés de um eixo de torção das configurações do r-line e comfortline na suspensão traseira, o novo modelo do Jetta irá dispor de múltiplos braços. Para concluir o grupo de itens contidos em sua composição, ele vai se vangloriar de um visual mais esportivo, destacado por seus para-choques bem expressados, kit aerodinâmico, tomadas de ar mais espaçosas, dupla ponteira, frisos vermelhos e rodas exclusivas. Existe a possibilidade de haver bancos esportivos, detalhes também exclusivos no acabamento e volante multifuncional em couro com base achatada.

No que se refere ao seu desempenho, a estimativa numérica é próxima ao do Golf GTI, pelo fato de terem alguns componentes iguais no pacote da configuração. O arranque do hatch esportivo vai zero até 100 km/hr em apenas 6,3 segundos, uma diferença de 1,2 segundos quando se compara com a versão Highline, anterior a esta. Caso atenda as expectativas, o Jetta irá conseguir se tornar o sedã médio mais veloz do mercado atual.

Fotos oficiais ainda não foram divulgadas, mas ocorreram alguns flagras na Argentina, onde é possível ver que o Jetta GLI terá um desenho diferenciado. O automóvel se utilizará de projetores auto-ajustáveis nos faróis full LED, um filete vermelho, dois vistosos escapes cromados na traseira e a sigla GLI na grade. Por dentro também apresentará diferenciais, os bancos de couro terão ajustes elétricos, os mesmo que as versãos Comfortline e R-Line deixaram de lado. Os bancos de couro também contarão com apoios laterais maiores e por fim, uma plaquinha GLI na parte inferior do volante de base reta, igualmente revestido de couro com costura vermelha, o que seria idêntico ao do Golf GTI se não fosse pela plaquinha.

Mais uma sublime atualização foi realizada no pacote de equipamentos, o qual nessa incrível versão esportiva irá agrupar um assistente de permanência em faixa e um alerta de ponto cego nos retrovisores. Tais melhorias certamente farão com que o sedã tenha um custo tão apimentado quanto ele mesmo no quesito velocidade. Embora não haja ainda um preço exato para o novo Jetta no mercado, é esperado que ele ultrapasse a faixa de R$ 140 mil, baseando essa estimativa no fato de que esta versão é similar ao Golf GTI, que foi vendido a partir de R$ 143.790. O que poderia ocasionar a diminuição do valor seria a questão das saídas de ventilação, para os passageiros viajando atrás, pois elas foram descartadas e a falta dos difusores traseiros certamente irão causar um sentimento de saudade. A importação vinda do México também pode ser um fator a ser considerado no que diz respeito à redução do preço do veículo.

A estreia do novo Volkswagen Jetta GLI ocorrerá no Salão de Chicago, nos Estados Unidos. Mesmo que o dia do evento aberto à imprensa seja no dia 7 de fevereiro, o lançamento online irá suceder alguns dias visando aqueles que estão ansiosos para ver oficialmente fotos da versão e a beleza esbanjada pelas rodas exclusivas de cinco raios com acabamento dianteiro. A previsão é que a novidade desembarque no Brasil ainda no primeiro semestre de 2019.

Fabio Santos


Análise Volkswagen Polo 1.6 Automático 2019


Confira aqui as novidades do Novo Volkswagen Polo 1.6 Automático 2019.

A montadora alemã Volkswagen geralmente faz um “enxugamento” do número de versões nos modelos de seus carros. Porém, para 2019 a montadora vai fazer diferente: uma nova versão para o Polo! Esta versão vai contar com motor de 1,6 L de volume, 117 cavalos de potência (87 quilowatts) e câmbio automático de 6 velocidades. O preço do carro no Brasil será de R$ 62.690 se comprado à vista. Esse valor equivale a 16.465 dólares americanos. Isso faz com que essa versão do Polo no Brasil custe quase o preço de um Jetta 2019 nos Estados Unidos, que pode ser encontrado a 17.500 dólares americanos (já incluindo o imposto médio de 6,5% sobre o preço original).

Até 2018, se você quisesse um Polo com motor de 1,6 L teria que optar pela versão manual, custando R$ 57.190. Mas se você preza pelo conforto de um câmbio automático [até 2018] você teria que ficar com a versão de motor de 1,0 L Turbo, que começa por R$ 68.120 se comprado à vista.

Mas se você não tivesse dinheiro o suficiente para comprar a versão Turbo à vista? A solução seria parcelar! Mas se você não conseguisse pagar o valor alto da parcela devido aos juros brasileiros? A solução seria descer para o clássico Gol. O Gol viria com o mesmo conjunto mecânico, mas com motor entregando 120 cavalos (89 quilowatts) de potência. O preço-base ficaria em R$ 57.260.

Mas se você está pensando em pegar um Volswagen nessa faixa de preço em 2019, não terá esse “problema”. Pois agora existe o Volkswagen Polo 1.6 Automático 2019.

Comparação do Polo com o Gol

Quando comparamos os dois modelos, saindo do Polo e entrando no Gol, parece que viajamos no tempo. Um exemplo dessa diferença é a batida mais suave de porta no Polo quando comparado com o queridinho de 39 anos da Volkswagen.

A transmissão automática do Polo é produzida pela empresa japonesa Aisin. Trata-se de uma transmissão que não deixa a desejar, fazendo trocas rápidas e sem ruídos.

Porém, nem tudo são flores quando falamos no conjunto motor-câmbio do Polo. Quem fez o teste do modelo ficou com a impressão de que o comportamento do câmbio é “preguiçoso”, demorando para trocar as marchas quando o motor pede, parecendo supor que o motor será capaz de cobrir o diferencial.

Uma vantagem no Gol referente às trocas de marchas manualmente, é que o clássico da VW tem opções de mudança de marchas em borboletas atrás do volante, que o Polo não tem, obrigando o motorista que optar pelas trocas manuais a fazê-lo utilizando a própria alavanca.

Modelo mais esportivo

Se você gosta de alguma esportividade, há a opção “Sport”, que garante rotações mais altas na hora das mudanças de marcha.

Bancos

O Polo entrega um conforto a mais nos bancos, dando a possibilidade de o motorista encontrar rapidamente uma posição agradável.

Consumo

O Polo é um modelo maior do que o Gol. Sendo também mais pesado. E o que é que geralmente supomos quando vemos um carro maior e mais pesado em relação ao consumo de combustível? Que ele tem um maior consumo, certo? Não no caso do Polo!

Comparando-se a modelos concorrentes, o modelo tem um ótimo desempenho no quesito consumo. Vejamos alguns exemplos:

O Polo 1.6 automático tem um consumo de 11 km/L na cidade e 13,8 km/L na rodovia quando abastecido com gasolina. Com o combinado ficando em 12,4 km/L.

O Gol 1.6 automático faz 11,1 km/L na cidade e 13,6 km/L na rodovia. Combinado ficando em 12,35 km/L.

O Chevrolet Onix 1.4 Automático faz 11,6 km/L na cidade e 14 km/L na rodovia, tendo uma média combinada de 12,8 km/L.

Para mais informações sobre o novo Polo da Volkswagen, clique aqui e veja diretamente no site da montadora.

Por Bruno Rafael da Silva


Recall Volkswagen Gol e Voyage – Problema no Cinto de Segurança


Problema atinge 136 unidades fabricadas em 2018.

A fabricante Volkswagen anunciou no último dia 11 o recall dos automóveis Gol e Voyage, devido à possibilidade de falha no fecho duplo do cinto de segurança traseiro. Os veículos que estão sob esse risco são aqueles de ano-modelo 2018 e 2019 e totalizam 136 unidades. Os carros afetados tem data de fabricação entre 16/05/2018 e 14/06/2018 e a identificação dos chassis dos automóveis vão de JT156496 até KT010470.

Segundo a montadora, o serviço de reparo é gratuito e demora cerca de 50 minutos para ser realizado. O início do atendimento para a solução desse problema será no dia 17 de dezembro. O problema específico identificado se dá no cinto de segurança traseiro, na porca de fixação do fecho duplo.

Esse defeito pode colocar em risco a segurança dos passageiros, já que se ocorrer uma colisão os cintos localizados do lado esquerdo e central poderão se soltar e falhar em evitar lesões físicas nos ocupantes do veículo.

Para saber como proceder e ter mais informações se o seu Volkswagen se enquadra naqueles onde ocorre esse defeito, a fabricante oferece o site www.vw.com.br e a linha de atendimento 0800 019 8866.

Sobre a Volkswagen

A Volkswagen é uma empresa do Grupo Volkswagen, um conglomerado alemão de fabricação de veículos. Foi fundada em 1937 e conta com um mercado global para os seus produtos. Seu nome significa “carro do povo” e o primeiro carro produzido foi o famoso Fusca.

O que é um recall?

Um termo que pode ser traduzido como “chamada de volta”, o recall é a operação onde uma empresa recolhe um produto que fabricou por conta de um erro que compromete a segurança dos consumidores, para que sejam feitos os reparos necessários.

No Brasil, o Código de Defesa do Consumidor estabelece regras a respeito de como as empresas devem agir. Ele define, por exemplo, que a empresa responsável pelo produto defeituoso deve anunciar o recall para todos os consumidores diretamente ou também através da imprensa, informando o erro cometido e dando informações que orientem o cliente na troca ou reparo do produto.

É importante destacar que quando se trata de um recall de veículos, ele também se estende aos seminovos. Assim, aqueles que compraram carros usados também têm o direito pelo serviço, da mesma forma que os que compraram direto da empresa.

Uma dica fundamental é a de nunca se esquecer de guardar o comprovante que demonstre que o recall foi feito, para que futuramente, caso se note que o reparo não foi suficiente, seja possível pedir outro.

Importância do cinto de segurança

O cinto de segurança de três pontos, o mais utilizado atualmente, foi criado em 1959 pelo engenheiro sueco Nils Bohlin. Posteriormente, o Departamento de Patentes da Alemanha considerou a invenção tão fundamental que classificou-a como uma das oito invenções mais importantes até aquele momento.

Os cintos de segurança em geral são um dos equipamentos mais importantes dentro de um carro para proteger contra danos físicos causados por impactos que podem ser fatais. Ele é especialmente importante para grávidas, idosos, crianças e pessoas mais propensas a se ferirem em um automóvel.

Sua ação é muito simples, já que ele impede o choque do corpo do passageiro contra o volante, para-brisas, painel e evita que o ocupante seja arremessado para fora do veículo.

Ao contrário do que geralmente se pensa, os cintos de segurança não servem só para proteger aqueles que o usam, como também os outros ocupantes do veículo. Em um choque frente a frente, aqueles que estão sentados nos bancos traseiros sem cinto de segurança não só podem sofrer o impacto do choque contra a parte de trás dos bancos dianteiros, como também podem impactar e ferir aqueles que estão sentados na frente.

Bruno Esteves Campoi


Volkswagen Jetta 250 TSI 2019 – Nova Versão de Entrada


Modelo deverá chegar às concessionárias custando cerca de R$ 100 mil.

Produzido desde 1979 (39 anos de vida) no mercado internacional e desde 1999 (19 anos atrás) no Brasil, o Volkswagen Jetta está em sua sétima geração. Esse ano a Volkswagen do Brasil decidiu introduzir uma versão de entrada com menos recursos e custando R$ 10 mil a menos que as versões mais completas.

As vendas do Sedan Médio da Volkswagen não vão bem, atualmente ficando atrás de outros Sedans médios como Toyota Corolla e Honda Civic no número de unidade vendidas.

Vendo o que está acontecendo, a Volks não ficou parada. Ela acaba de adotar uma estratégia de marketing para reduzir o preço do Jetta e concorrer com as outras montadoras: reduzir tecnologia e conforto com uma configuração mais básica para o modelo de entrada.

Ganhando o nome de “Jetta 250 TSI”, a versão mais barata parte de R$ 99.990, contra 109.990 do Comfortline. Mas quais foram os equipamentos que ficaram de fora da versão mais básica do Jetta? Vamos a eles:

  • Bancos de tecido – A versão mais básica contará agora com bancos em tecido.
  • Rodas com aro de 16 polegadas
  • Alto-falantes com 4 saídas – As versões mais caras têm 6 saídas
  • Sem câmera de ré – item que já está se tornando padrão dos dias de hoje fica de fora dessa versão mais básica. Porém, há sensores de estacionamento atrás e na frente
  • Também sem chave presencial e sem navegador GPS embutido

Outros itens que ficam de fora dessa versão mais básica são: volante com revestimento em couro, luz para os pés do motorista e o já famoso retrovisor interno antiofuscante.

Continua bem equipado

O Jetta na versão mais básica continua sendo o Jetta! Ele continua bem equipado. Vejamos os itens de série que ele continuará oferecendo:

  • Condicionador de ar digital com duas zonas – Ótimo para pessoas com diferentes gostos em temperatura, tendo a possibilidade de escolherem temperaturas diferentes para cada lado do carro.
  • Faróis de LED
  • Sensores de estacionamento dianteiros e traseiros
  • Seis Airbags
  • Controle de estabilidade
  • Central multimídia com uma tela de 20 centímetros de diagonal – Esta central multimídia tem conectividade com telefones celulares Android através do Android Auto e com celulares com iOS através do Apple CarPlay
  • Botão Start/Stop – Botão que dá a partida no carro sem ser necessário o acionamento do motor de arranque por uma chave física. Basta a presença da chave dentro do veículo
  • Freio de estacionamento eletrônico
  • Assistente de partidas em aclives

Motor

Referente ao conjunto, o motor é o mesmo das outras versões. Conta com um motor 1.4 turbo, com potência de 150 cavalos (112 quilowatts), complementado com câmbio automático de 6 velocidades.

Vendas em queda

O sedan médio da Volkswagen não está nos seus melhores dias quando o assunto é competição com os concorrentes.

Segundo informações da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), o Jetta teve 3.999 unidades vendidas ao total em 2018 até agora. Esse número é inferior às vendas do Toyota Corolla (que é o líder no seguimento) e a outros concorrentes como o Sedan médio da Honda, o Civic, o Sedan da Chevrolet que entrou no mercado há 7 anos, Chevrolet Cruze, entre outros.

Preços das Versões

Os preços das versões do Jetta no Brasil serão esses:

  • 250 TSI (versão mais básica): R$ 99.990
  • Comfortline: R$ 109.990
  • R-line: R$ 119.990

Somente para efeito de comparação, a versão básica do Volkswagen Jetta 2019 nos Estados Unidos está custando US$ 20.690 (R$ 81.491).

Para informações completas sobre todas as versões do Sedan da Volkswagen, consulte as informações completas clicando aqui.

Origem do Nome

Muitas fontes indicam que o nome “Jetta” vem de “corrente de jato” do Atlântico (que são correntes de ar que circulam sobre todo o planeta). Durante um período, a Volkswagen dava nome aos seus veículos usando nomes de ventos e correntes proeminentes (por exemplo, o Volkswagen Passat, que vem da palavra alemã para ventos alísios), Volkswagen Bora também é um exemplo desse uso, já que existe o vento Bora, que são ventos que sopram no sul e no leste da Europa.

Por Bruno Rafael da Silva


Volkswagen Virtus e Polo – Versões Especiais para PcD


Virtus e Polo, da Volkswagen, são desenvolvidos em versões especiais para pessoas com deficiência (PcD).

Diversas montadoras ao redor do mundo estão se organizando para que consigam atender aos mais variados públicos de consumidores dos seus modelos, inclusive o público portador de necessidades especiais, conhecidos pela sigla PCD. Este público em específico possui o direito, o qual é dado pelo Governo Federal, para que possam adquirir veículos zero km isentos de impostos, tanto do tributo federal IPI, como do ICMS, que é estadual, com versões específicas dos modelos disponíveis pelas marcas. Sendo assim, agora chegou a vez do Virtus e do Polo receberem configurações destinadas a tal público. Para ambos os modelos, o valor que são encontrados nas concessionárias é de R$ 69.990.

Os dois veículos têm como base o catálogo melhor equipado da configuração MSI da VW. Entretanto o motor de cada um não é igual. O modelo que possui carroceria hatch conta com um propulsor turbo de 1.0 litros, que possui a capacidade de gerar uma potência de 128 cavalos, por outro lado a carroceria sedã já vem dotado com um motor de 1600 cc, aspirado e que consegue produzir uma potência de até 120 cavalos. Em ambos os casos a transmissão é automática e com seis velocidades.

Pacote de itens novos nas versões do Virtus e do Polo

De série, a lista de itens desta respectiva dupla é bem robusta. Ambos contam com ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos em suas quatro portas, computador de bordo e travas elétricas, o que é tratado pela marca como praticamente elementos básicos e indispensáveis. Entretanto ainda existem mais coisas nessa lista. Ainda se pode citar os para-sóis iluminados tanto para o motorista quanto para o passageiro, chave do tipo canivete e com controle remoto, retrovisores elétricos, regulagem para a altura do banco do condutor e suporte para celular em seu painel equipado com uma porta USB.

A central multimídia dos modelos possui um display que é sensível ao toque com tamanho de 6,5 polegadas, além de uma aplicação que realiza a conexão com smartphones, sejam eles Android ou Apple. Também existem controles de tração e de estabilidade, além de um assistente para partidas quando os veículos estiverem em rampas.

As rodas dos modelos são as responsáveis por dar um toque bem despojado aos carros. Mesmo que elas não tenham nada em liga leve, elas são confeccionadas em aço mesmo. Entretanto diversas outras montadoras economizam neste elemento quando se trata de veículos em versões PCD. Ainda existe um outro detalhe, o consumidor que se enquadra como PCD e deseja adquirir um dos modelos só poderá escolher entre as cores branca, vermelha e preta, sendo todas elas sólidas.

De acordo com informações da montadora alemã, as vendas de ambos os modelos irão iniciar no mês de fevereiro do ano que vem.

É recente o flerte da montadora com o público PCD

A montadora germânica Volkswagen está entre as últimas empresas de grande volume que acabou acordando e se ligou para o segmento de carros PCD. A marca, até o ano de 2018, quase não possuía produtos adequados, que tinham transmissão automática e que estivessem na faixa abaixo do valor que é considerado o teto legal, dos R$ 70 mil, exigência necessária para que se tenha a isenção do tributo estadual do ICMS. Caso o veículo esteja acima do valor mencionado, o cliente poderá apenas requerer desconto do tributo federal, IPI.

Hoje em dia, a empresa conta outras versões que também se encontram aptas a serem comercializadas com o desconto de ambos os tributos, são elas o Virtus, o Polo, o Fox e os já antigos de mercado Voyage e Gol, todos equipados com transmissão automática.

Por Filipe Silva

Volks Polo PcD

Volks Virtus PcD


Carro do Ano 2019 – Volkswagen Virtus foi eleito


Auto Esporte elegeu o Volkswagen Virtus como o Carro do Ano 2019.

O modelo Volkswagen Virtus recebeu o prêmio de Carro do Ano de 2019 eleito pela revista Autoesporte. A premiação, que seleciona, dentro do setor automotivo, o lançamento mais importante já é distribuído por 52 anos pela revista. Na segunda posição da lista, situa-se o Cronos, da montadora italiana Fiat, o qual em algumas versões disputa de forma direta com o veículo sedan da Volkswagen. Outros concorrentes que estiveram na disputa foram o Citroën C4 Cactus, Toyota Yaris e Chery Tiggo 2.

O VW Virtus teve sua eleição decretada por meio de um grupo de 20 jornalistas que atuam no setor automotivo. Os técnicos são das mais variadas plataformas, sendo que estão entre estas, sites, emissoras de TV e de rádio, revistas e também jornais.

De maneira contrária de outros veículos aclamados pela crítica, o modelo Volkswagen Virtus vem caindo nas graças do público. O veículo que teve se lançamento realizado no mês de janeiro, ainda vem tendo bons números quando se trata do seu mercado. No último mês, o modelo da marca alemã alcançou o posto de 10º carro mais vendido no mercado brasileiro, onde 1.992 exemplares foram emplacados. O sedan da VW é comercializado em três diferentes versões de acabamento, além de dois tipos de motores, sendo um de 1.6 que gera até 117 cavalos de potência, já o outro é um turbo de mil cilindradas capaz de gerar 128 cavalos.

Os carros eleitos pelo Carro do Ano nas outras categorias

Os profissionais jurados da revista Autoesporte elegeram também o prêmio de Carro Premium deste ano, os quais têm como requisitos o preço, variando de R$ 100 mil a R$ 200 mil e o outro prêmio é o Carro Superpremium deste ano, onde a regra é que esteja em um valor superior a R$ 200 mil. Tratando-se da primeira categoria, a posição de campeão foi ocupada pelo Volvo XC 40. Já na outra categoria, o prêmio foi faturado pelo modelo Ford Mustang.

Já por sua vez, a marca Mercedes-Benz foi a ganhadora da categoria Motor do Ano menor que 2 mil cilindradas, com um modelo turbo 1.5 turbo movido a gasolina e que se encontra presente no Classe C200 EQ Boost. Já na categoria de propulsor com 2 mil cilindradas ou maior, o Ford Mustang foi o campeão mais uma vez, devido ao seu motor V8 5.0 movido a gasolina da linha Coyote.

A montadora francesa Renault foi a campeã no prêmio Marca Digital do Ano, por causa de sua plataforma K-Commerce, a qual foi fabricada para comercializar, online, o modelo Kwid. Enquanto a marca BMW recebeu o troféu de Marca Verde do Ano, graças aos investimentos que a empresa realizou nos sistemas de propulsão que são considerados não-poluentes. A companhia foi a precursora na venda de um veículo totalmente elétrico, aqui no mercado brasileiro, o i3. Além deste, a montadora alemã vende também o esportivo híbrido i8.

Dois seres humanos também foram homenageados nesta premiação de Carro do Ano. Um deles foi Percival Lafer, o qual agora faz parte do Hall da Fama Autoesporte graças às suas contribuições feitas à indústria brasileira. O arquiteto desenhou por várias vezes diversos automóveis brasileiros, dentre os quais pode-se citar o mais conhecido, que é o MP Lafer, nos anos de 1970, uma réplica do carro inglês MG TD. Já o Executivo de 2019 foi o profissional que fundou o Grupo Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, que devido às suas iniciais deram o nome ao grupo e possuem parceria com diversas marcas como, por exemplo, Chery e Hyundai, além de realizar importações e ser o maior revendedor da marca Ford na América Latina.

Por Filipe Silva

Volkswagen Virtus 2019


Novo Volkswagen Tarek – Lançamento, Características


O veículo é um novo SUV desenvolvido especialmente para ser comercializado em países emergentes e terá sua fabricação realizada na Argentina e só chegará ao mercado brasileiro no ano de 2020.

Na China, no Salão do Automóvel da cidade de Guangzhou foi mostrado o mais novo lançamento da Volkswagen, um utilitário esportivo chama de Tharu. O veículo é um novo SUV desenvolvido especialmente para ser comercializado em países emergentes e terá sua fabricação realizada na Argentina e só chegará ao mercado brasileiro no ano de 2020, onde a montadora alterou seu nome para Tarek. Pablo Di Si, o CEO da marca na América do Sul, inclusive no Brasil, confirmou lançamento do modelo SUV. Quando o carro chegar em território brasileiro, irá disputar espaço com seu rival principal, o Compass da Jeep.

A planta da cidade de Pacheco na Argentina será a unidade responsável por fabricar o novo Volkswagen Tarek e tem previsão para dar o ponta pé inicial no processo fabril no ano de 2020, sendo fruto do investimento realizado pela montadora alemã no valor de 650 milhões de dólares. O SUV em questão vem para substituir o posto que atualmente é ocupado pela perua Guangzhou VW SpaceFox, o qual não será mais comercializado pela fabricante. Além disso, o carro vem para ficar situado entre o VW T-Cross, o qual desembarcará por aqui em abril e o VW Tiguan AllSpace, o qual já é comercializado e virá do México.

Foram divulgados, pela primeira vez, mais detalhes do novo SUV médio da montadora alemã, de forma oficial, inclusive imagens do novo lançamento. Além disso, a montadora confirma que o utilitário pode vir equipado com propulsores de 1400 e 2000 cilindradas, os dois turbinados. O de 1.4 litros será um TSI que terá a capacidade de gerar 150 cavalos de potência e estará acoplado com um câmbio automático DSG com sete velocidades e dupla embreagem, entretanto no Brasil espera-se uma transmissão do tipo Tiptronic com uma marcha a menos. Enquanto isso, a versão mais cara, o 2.0, também será automatizado com o mesmo câmbio, porém o motor TSI irá gerar uma potência de 186 cavalos e com tração integral 4Motion. Por ter menos potência, o modelo não causará um canibalismo com o novo Tiguan, o qual ainda tem, como diferencial, o espaço para sete ocupantes.

Inclusive foi dito que o automóvel pode contar com tração nas quatro rodas (4×4) no pacote opcional.

Pelo menos no país asiático, o Tarek vai receber uma lista bem completa quando se trata de itens de série, onde algum deles serão controles eletrônicos de tração e estabilidade, seis airbags, controle de velocidade de cruzeiro, frenagem automática de emergência e diversos outros. A plataforma do VW Tarek é a MQB-A, mesma que está presente em vários modelos da marca Volkswagen, dentre os quais pode-se citar o Virtus e o Polo. O Volkswagen Tarek tem em seu comprimento 4,45 metros, a largura é de 1,84 m, a altura é de 1,63 metros e sua distância entre-eixos é de 2,69 m. Com essas dimensões o modelo acaba sendo ligeiramente maior ao ser comparado com seu principal concorrente, o Jeep Compass, o qual possui um comprimento de 4,42 metros e entre eixos de 2,64 metros.

Pelo o que se viu nas imagens publicadas pela VW, o Tarek contará com um interior muito próximo do que possui o sedan Jetta. O modelo poderá vir com sistema multimídia com display sensível ao toque, cluster digital configurável e também um seletor giratório em seu sistema de tração. Os valores ainda não foram informados, mas acredita-se que o SUV médio da Volkswagen será vendido de R$ 110 a R$ 140 mil tendo o foco no Jeep Compass.

A montadora alemã chegou atrasado no mercado dos utilitários esportivos, porém terá lançamentos ofensivos no segmento, visando chegar em 2022 com uma participação de mercado de 30%, conforme dados da empresa.

Por Filipe Silva

Volkswagen Tarek

Volkswagen Tarek


Volkswagen Jetta 2019 – Novidades, Características


Conheça o novo Volkswagen Jetta que tem design luxuoso e tamanho exuberante.

O novo Volkswagen Jetta é um carro considerado muito completo. Ele reúne muitos detalhes positivos. E um dos principais é seu design muito luxuoso e moderno. Por essa razão fica quase impossível resistir a essa máquina tão completa. Ainda falando sobre os detalhes incríveis do novo VW Jetta, podemos ressaltar seu ótimo motor. Por isso, ele é indicado para os usuários que são muito exigentes e prezam pela qualidade de um carro. Veja agora as principais informações sobre esse carro, que já é muito falado.

Design externo com detalhes que não passam despercebidos

Um dos detalhes mais exaltados nesse carro são os seus detalhes na parte dianteira. Ele tem 4 barras cromadas que compõe a grade trapeizodal. Além disso, ele possui LEDS que captam as linhas e fazem com que eles se conectem entre si. Mas o grande destaque vai para o capô desse carro, que tem 6 linhas de caráter. Já na parte traseira, é possível ver a superfície que se estreita na parte traseira, moderadamente em forma de flechas. Esse carro possui tantos detalhes externos, que fica difícil colocar todos aqui.

Parte interna aconchegante e cheia de informações

A parte interna do novo Volkswagen Jetta é muito aconchegante e, por isso, consegue acolher muito bem todos os ocupantes do carro. Na parte interna os usuários vão encontrar detalhes como: Acabamento cinzento que traz harmonia para a parte interna desse carro, volante com base achatada e totalmente exclusivo com logotipo referente à versão, tetos e colunas forrados de preto, bancos muito confortáveis e muito mais.

Carro com ótima conectividade

Outra razão para adquirir esse carro, é a sua conectividade perfeita e que vai ajudar a tornar a vida dos consumidores mais prática e moderna. O usuário vai encontrar nesse carro as seguintes funções: Tela colorida de 8 polegadas com sensor de aproximação, sistema Discover Media que é ideal para a conectividade avançada com os smartphones, tela sensível ao toque, visual moderno e tecnológico e muitas opções de entretenimento. Por essa razão esse carro é indicado para os usuários que gostam muito de modernidade e tecnologia de ponta.

Itens de série de ponta

Os itens de série do novo VW Jetta são essenciais para complementar o desenvolvimento do carro. Ele torna o carro mais prático e seguro e esse detalhe faz toda a diferença. Veja os itens de série logo abaixo:

– Ar-condicionado Climatronic com a função de regulagem de temperatura

– Luzes de condução diurna em LED

– Seis Airbags

– Sensor de chuva

– Sensores de estacionamento dianteiro e traseiro

– Assistente de partidas em subidas

– Volante multifuncional

– Bancos revestidos em couro

– Retrovisores externos com acionamento elétrico

– Função de Frenagem de manobra

E muito mais.

Falando sobre o motor do carro

O novo Jetta chega com 2 opções de motorização, que são muito potentes e ideal para quem deseja ter muita emoção sobre as quatros rodas. A primeira opção é o motor é 1.4 TSI Total Flex e possui transmissão automática com 8 marchas e função Tiptronic. Ele faz 150 cv de potência máxima e oferece 5.000 de rpm. Seu torque máximo é de 25,5 kgfm. Ele tem opção de ser abastecido com gasolina e etanol, o traz mais flexibilidade para seus usuários. A segunda opção é o 2.0 TSI

Carro muito seguro

Segurança é um dos lemas da Volkswagen é a segurança em seus carros, e isso não seria diferente com o novo Jetta. No carro existem muitos itens que deixam a segurança dele bem maior. Veja abaixo quais são esses itens e funções:

– Indicador de status do cinto de segurança

– Isofix para fixar a cadeirinha infantil

– Três apoios de cabeça para os ocupantes

– Lembrete sonoro para afivelar os cintos de segurança

Veja o valor do novo Jetta e seu lançamento

O novo Jetta poderá ser comprado por dois valores. A sua versão de entrada custa R$94.190,00 e a versão mais completa custa R$108.600,00. Já o seu lançamento ainda não tem data confirmada.

Essas são as principais informações do Novo VW Jetta!

Por Cristiane Amaral

Volkswagen Jetta 2019

Volkswagen Jetta 2019


Volkswagen T-Cross – Novidades, Mudanças


O novo Volkswagen T-Cross chegará ao mercado com muitas novidades tecnológicas e mudanças que estarão sendo feitas até 2020.

O presidente da Volkswagen chamado Pablo Di Si, que representa tanto o Brasil quanto a América do Sul revela que chegarão novidades muito tecnológicas ao novo T-Cross, carro que promete muito na empresa, um provável sucesso de vendas, e essas mudanças estarão sendo feitas até 2020, ou seja, o investimento de tempo é grande e com certeza veremos um grande carro. A expectativa da empresa na verdade é até o final da década lançar muitos produtos, cerca de 20, mas isso não é apenas levando em conta novos modelos, mas também as versões de modelos, que serão sem sombra de dúvidas avaliadas rigidamente pela montadora.

Este programa de lançamento poderá ser bem notado no Brasil, isso por que 13 deles serão feitos tanto no país quanto na Argentina, e apenas 5 desses modelos serão importados de outros países, notando-se então uma boa evolução no mercado e a valorização de produção tanto no Brasil quanto na América do Sul. Os modelos que virão de outros países serão diretamente da Alemanha, Estados Unidos da América e México, sendo assim, por serem importados, terão um provável preço maior, não quer dizer que tenha qualidade diferenciada, mas serão notáveis as características dos outros países.

Pablo Di Si, fez a confirmação de que a produção do Volkswagen T-Cross, o mais novo SUV compacto da marca que foi baseado no modelo Polo, será feita na cidade de São José dos Pinhais que fica no Paraná, mas isso já era esperado por praticamente todos. Este modelo terá um papel fundamental na empresa e conquistar novos públicos e aumentar os seus ganhos, porém não será dada esta tarefa por muito tempo, isso por que novos modelos chegarão com esta missão.

O diretor ainda deu pistas de como será o modelo, já que fez a confirmação da nova plataforma da marca, esta que será fabricada na cidade de Taubaté no estado de São Paulo, onde no momento a empresa tem foco em aumentar a produção dos modelos que sempre estiveram em alta que são os modelos Gol, e Up, que são carros populares praticamente “fáceis” de comprar. A empresa ainda estuda a colocação de um novo SUV em disputa, porém este não terá um tamanho tão grande, já que se fosse entrar seria para disputar com o Renault Kwid, carro que também se tornou “famoso” desta montadora, e espera-se então um bom lançamento da marca, já que se preocupam muito em estar no topo.

Pensando no parágrafo anterior, fica então a dúvida de qual será a plataforma que Di Si comentou, o T-Cross será fabricado no modelo MQB A0, ao mesmo tempo os que sobraram ficarão no modelo MQB. Pensando no caso de um modelo não tão grande quanto o T-Cross, este poderia ser uma variação do carro Up!, que igualmente ao Taigun, utilizaria a já reconhecida no mercado PQ12.

O T-Cross do Brasil ainda deverá ter algumas mudanças pensando relação ao mesmo modelo europeu, tendo como primeiro exemplo o seu tamanho, o do Brasil será provavelmente um pouco maior. O objetivo desta mudança é trazer o modelo com o “gostinho” brasileiro. Uma reportagem de uma revista de carros famosos capturou o carro saindo de uma fábrica na cidade de São Bernardo do Campo que está localizada no estado de São Paulo.

Pensando nisso, essas novas informações mostra tanto aos futuros compradores quanto aos leitores que desejam conhecer o carro, que independente da plataforma, terá uma grande evolução no carro e assim garantindo muitas coisas boas, como segurança, conforto e uma boa utilização em todos os fatores, e ainda pensando nessas evoluções, podemos notar a preocupação em empresa em manter um bom padrão de carro e agradar todos os públicos.

Por Gustavo Martins


Volkswagen Jetta 2019 – Novidades, Características


A sétima geração do Jetta será lançado no Brasil no final do mês de setembro e trará diversas mudanças.

A montadora Volkswagen anunciou recentemente que chegará às concessionárias da marca de todo o Brasil a sétima geração de seu modelo Jetta. A previsão da chegada é para o final do mês de setembro de 2018.

A confirmação, ao que tudo indica, foi feita pelos próprios lojistas da marca, bem como as informações preliminares do modelo. Então, se você ficou curioso e quer mais detalhes do novo Jetta, nós te damos todos os detalhes que você precisa saber. Vamos a eles.

Sobre a motorização do Jetta

Serão duas as motorizações disponíveis no modelo Jetta. Todavia, essas serão lançadas em momentos diferentes.

Portanto, a primeira versão que irá chegar por aqui é o motor 1.4 TSI com 150 cavalos de potência e torque de 25,5 kgfm. Para o próximo ano, todavia, foi confirmada ainda uma outra versão de motor 2.0 TSI, com 220 cavalos de potência e torque total de 35,7 kgfm.

Quais são as principais mudanças do Jetta?

Entre as principais mudanças que podem ser destacadas nessa nova geração do Volkswagen Jetta, pode-se começar destacando a plataforma flexível MQB, que acaba permitindo que o carro tenha um tamanho mais longo, totalizando 5,2 centímetros a mais. Já a distância entre eixos teve também um crescimento, indo dos 2,65 metros para os 2,68 metros.

Com isso, a melhora do espaço interno, principalmente na parte traseira, é considerável. Ainda, o tamanho do porta-malas também aumentou, indo dos 444 litros da geração anterior, para os 510 litros.

Transmissão do Jetta

Nos Estados Unidos, a Volkswagen apostou em uma nova transmissão com um total de oito marchas. Em apontamentos iniciais sobre o lançamento do veículo para o mercado mexicano, sabe-se que o mesmo não acontecerá por lá, optando por outra já tradicional do modelo.

E, ao que tudo indica, para o mercado brasileiro, as indicações são de que a montadora seguirá o conceito, apostando na caixa automática já conhecida e muito confiável e silenciosa do Jetta, a Tiptronic. Essa vem com seis marchas, que funcionam perfeitamente e em sintonia com o carro.

Além disso, o veículo também estará disponível em um câmbio mecânico. Esse é de seis marchas.

Visual renovado

Para agregar ainda mais valor a essa nova geração do Jetta, a montadora VW apostou dobrado no visual, abandonando alguns traços comuns e até mesmo considerados sem graça do automóvel. Para o mercado norte-americano, portando, a maior aposta foi em um carro com traços mais esportivos e uma dianteira mais robusta.

Com isso, é possível visualizar de longe sua nova grade, totalmente cromada e cheia de vincos. Essa está integrada aos faróis, com luzes diurnas em LED e que se assemelha, e muito, àquelas presentes no novo SUV da marca, o T-Roc.

O desenho das lanternas do novo Jetta é muito parecido, inclusive, com o de outro modelo da marca, o Virtus. E em relação à traseira, vale destacar que ela está mais curta, no estilo adotado pela maioria dos novos sedãs e querem pontuar muito bem a ideia esportiva dos carros.

Preços do novo Jetta

Tanta comodidade e novidade só podia vir acompanhada de um novo preço. Então, se você achou que o carro sairia pelo preço aproximado com o da geração anterior, se enganou.

Em pesquisas preliminares, a configuração topo de linha de um Jetta, com a maioria dos pacotes e equipamentos oferecidos, chegou ao preço aproximado de R$ 100 mil. Porém, não se pode encontrar o preço do carro em uma versão Jetta Comfortline.

Sendo assim, resta aguardar por aqui todas as novidades que estão chegando muito em breve para o mercado brasileiro. A certeza é de que o modelo chegará trazendo muita inovação e, principalmente, tecnologias de ponta para consumidor nenhum colocar defeito.

Por Kellen Kunz


Volkswagen Tiguan Allspace 2019 – Novidades, Características


Novo modelo da Volkswagen deverá chegar em breve ao mercado brasileiro e trará diversas novidades.

O Volkswagen Tiguan Allspace chega com muitas novidades, mais espaço e tecnologia de ponta, porém, para ter acesso aos melhores equipamentos será preciso pagar caro e adquirir a versão topo de linha. A carroceria está mais longa, oferecendo capacidade para até 7 passageiros e mesmo com todo esse peso, garante bom desempenho nas estradas.

Ao todo, são 3 versões, sendo que nas duas primeiras encontra-se o motor 1.4 turbo de 150 cv e 25,5 kgfm, com câmbio de dupla embreagem e seis marchas, os valores são a de R$ 124.900 e R$ 149.990. A terceira e mais potente versão traz o motor 2.0 turbo com incríveis 220 cv e 25,7 kgfm, com tração integral e o câmbio de dupla embreagem é com 7 marchas, o valor é de R$ 179.990.

Esse é um segmento que vem sendo muito disputado no Brasil, por exemplo, no ano passado a Chevrolet trouxe o Equinox, no primeiro trimestre deste ano vieram o Peugeot 5008 e o Honda CR-V e agora a Volkswagen tenta conquistar um espaço maior nesse mercado tão competitivo, procurando mostrar que o Tiguan é o grande protagonista entre os concorrentes, mas para isso é preciso provar que realmente é o melhor.

Na Europa, a segunda geração do Tiguan já está presente há dois anos, fazendo muito sucesso e era muito esperado pelos brasileiros. Mas o Tiguan comercializado no Brasil vem do México e muitos acham que com isso ele pode não se adaptar bem à realidade do Brasil. Mas o Tiguan Allspace quer mostrar do que é capaz e ser o grande destaque no segmento dos SUVs médios.

A Volkswagen está tão confiante no sucesso do modelo que está esperando um crescimento de pelo menos 10 vezes nas vendas e isso em um curto espaço, ou seja, se no ano passado foram vendidas 1.400 unidades do antigo modelo, agora a meta é comercializar 14.000.

O novo Tiguan chega em três versões, a de entrada que é a Allspace 250 TSI, depois vem a intermediária que é a Comfortiline e tem a versão topo de linha, a R-Line 350 TSI.

O Tiguan Allspace, assim como o Virtus e o Polo, tem sua produção feita sobre a plataforma modular MQB e esta é uma estratégia para que seja possível compartilhar os mais variados componentes entre esses três modelos da Volkswagen, isso gera uma economia enorme para a fabricante e ainda tem um outro fator interessante nesse processo, que é o aumento da qualidade na produção dos veículos.

E o Tiguan Allspace acabou se beneficiando por causa do acordo firmado, onde o imposto para importação fica isento, assim a Volkswagen do Brasil conseguiu reduzir mais os preços, o que certamente ajuda atingir a meta da empresa que é vender muito mais unidades deste modelo. O novo SUV consegue começar com preços reduzidos e só aumenta bastante para a versão completa. Para alguns, a notícia é boa, pois conseguirão realizar o sonho de adquirir o seu Tiguan, mas outros não ficaram satisfeitos com essa estratégia da VW, pois gostaria de comprar a versão completa, só que o valor dela fica muito acima do modelo básico.

Mas quem precisa de muito espaço ficará bem atendido com o Tiguan Allspace, justamente por ser a versão com carroceria mais longa, já que o modelo com carroceria mais curta não será comercializado no Brasil. São 4,7 metros de comprimento por 2,79 metros de entre-eixos, ou seja, o modelo ficou quase 30 centímetros mais comprido e seu interior, consequentemente, ganhou mais espaço. O porta-malas com 686 litros acomoda muito bem a bagagem de toda família, mesmo quando a viagem é mais demorada.

A dica antes de comprar o Tiguan Allspace é não se deixar levar pela beleza, o espaço e dar uma boa volta, inclusive na estrada para sentir o seu desempenho, já que é um carro pesado, com motor 1.4 e que sempre perde um pouco do desempenho, ainda mais quando a família toda está presente.

Por Russel

Volkswagen Tiguan Allspace 2019

Volkswagen Tiguan Allspace 2019

Volkswagen Tiguan Allspace 2019


Volkswagen Jetta 2019 – Características, Novidades


Características e Especificações do novo Jetta 2018-2019.

O novo Jetta 2018/2019 da Volkswagen mantém um estilo muito próximo ao da última atualização, porém, vem com linhas mais expressivas na parte da frente.

O conjunto ótico do modelo vem com dupla parábola circular e nessa versão, vem com LEDs diurnos, já a grade com frisos cromados não teve alterações.

O para-choque possui linhas fluidas e farol de neblina e os retrovisores que vêm na mesma cor do veículo, conta com repetidores de direção, basculamento elétrico e aquecimento.

As rodas de liga leve da versão Highline 2.0 TSI são de aro 17” com pneus 225/45 R17, as demais também são de liga leve, porém, vem o aro é de 16” com pneus 205/55 R16.

Na parte traseira, as lanternas foram repaginadas e dependendo da versão, podem vir com LEDs, bem como os faróis também podem ser de xênon. Já o escape duplo cromado vem apenas no Highline.

A parte interna conta com um conjunto simples e funcional, e apresentam 4 padrões de tonalidade, além do couro nos assentos, que de acordo com a cor e o pacote escolhidos, podem ser sintéticos ou naturais.

O usuário pode escolher entre dois tons de acabamento e o volante dessa versão é multifuncional, paddle shifts e tem revestimento em couro.

Em relação à multimídia Discover Media, o modelo entrega ao usuário o Android Auto, o Car Play, MirrorLink, o GPS e a câmera de ré. O cluster do modelo é analógico com computador de bordo e ar-condicionado dessa versão pode ser dual zone.

Ainda referente à parte interna, os bancos dianteiros podem vir com ajustes elétricos e do motorista possui memória. Também tem teto solar elétrico como item opcional. As saídas de ar do banco traseiro também serão disponibilizadas.

Novidades

Em relação ao design, o modelo recebeu a nomenclatura TSI que fica localizada na tampa do porta-malas com o intuito de identificar a motorização.

Já referente aos equipamentos, as duas versões do Jetta 1.4 TSI possui novidades, e o destaque fica por conta das multimídias Composition Touch (exclusiva na versão Trendline), a Composition Media e a Discover Media, ambas estão disponíveis na versão Comfortline.

Na versão Highline 2.0 TSI não recebeu mudanças nem no pacote nem em sua motorização.

Versões e valores

A versão Jetta Trendline com motor 1.4 TSI MT sairá pelo valor de R$ 80.741; a versão Jetta Trendline com motor 1.4 TSI AT pelo valor de R$ 86.431; o modelo Jetta Comfortline com motor 1.4 TSI AT custará o valor de R$ 93.936 e a versão Jetta Highline 2.0 TSI DSG sairá pelo preço de R$ 108.248.

Itens de cada versão

Jetta com motor 1.4 TSI versão Trendline:

Itens de série: Entre os itens de série dessa versão estão a multimídia Composition Touch que conta com uma tela de 5”, MirrorLink destinado a aparelhos Android, entrada USB/Aux/SD/MP3/CD e Bluetooth; ar condicionado, direção elétrica, 4 airbags, controle de estabilidade e tração; assist. de partida em rampa, rodas liga leve com aro 16”; sensor de estacionamento dianteiro e sensor de estacionamento traseiro; bancos de tecido na cor preta, Keyless, porta-malas com abertura elétrica, entre outros.

Jetta com motor 1.4 TSI versão Comfortline:

Já entre os itens de série do Trendline estão o câmbio automático de 6 marchas, rodas com aro de 16” e controle de cruzeiro. A multimídia Composition Media vem com uma tela de 6,3” e App-Connect com Android Auto, Car Play e MirrorLink, o volante é multifuncional com paddle shifts e possui acabamento nas cores bege ou preto.

Itens Opcionais: Entre os itens de série estão o retrovisor eletrocrômico; rodas com aro de 17”; pneus 225/45 R 17; a multimídia Discover Media que conta com MapCare e navegador; teto solar elétrico; retrovisor elétrico com basculamento; Kessy; sensor de chuva e sensor crepuscular; bancos com acabamento de couro nas cores bege ou preto ou bege; ar condicionado dual zone e entrada e partida s/ chave.

Jetta com motor 2.0 TSI versão Highline:

Esse modelo vem com o motor 2.0 TSI e com câmbio DSG, além dos itens de série e alguns dos itens opcionais do modelo Comfortline. Ele também possui acabamento com 4 opções de tecido e couro, lanterna em LED, LED diurno, entre outros.

Itens Opcionais: Entre os itens opcionais dessa versão estão o teto solar elétrico, bancos com acabamento de couro, assentos com aquecimento, retrovisor eletrocrômico, sensor de chuva e sensor crepuscular, Discover Media, farol bi-xênon, banco elétrico para o motorista, entre outros.

Por Rosângela Rodrigues

Volkswagen Jetta 2019

Volkswagen Jetta 2019


Volkswagen Polo e Virtus ganham versão automática – Novidades


Os novos modelos do Polo e Virtus da Volkswagen irão contar com câmbio automático de 6 marchas.

Uma das maiores companhias automobilísticas alemãs em todo o mundo está lançando novidades para o mercado internacional. Uma dupla de veículos pronta para surpreender. A companhia Volkswagen elaborou algumas especificações destinadas à linha de 2019 para o modelo Polo e também para o Virtus.

Estes dois modelos de veículos, a partir deste ano, serão equipados com um tipo de câmbio automático em seis marchas, presentes em suas versões equipadas com um motor de tipo 1.6 Flex e desempenho de 117 CV. Entretanto, as versões anteriores contavam, apenas, com uma configuração bem mais custosa, portando motor do tipo 1.0 turbo e desempenho de 128 CV, presentes nos mesmos modelos, como alternativa. Assim, a informação sobre as duas novidades já foi validada pelos próprios concessionários, os quais, certamente, começarão a vender as primeiras unidades desses mesmos automóveis até o final desta semana, ou seja, ainda no mês de julho de 2018.

A empresa Volkswagen, conforme os seus líderes, estava anteriormente com a pretensão de fazer ampliar a oferta de alternativas nas funções essenciais dos carros que produz, e, neste caso, aparelhando os veículos em questão com o câmbio automático em sua nova linha.

Entretanto, até o momento a companhia não fez divulgar os valores oficiais dos modelos, nem maiores informações a respeito do conteúdo que compõe o pacote dos equipamentos desta nova versão automática para o Polo e o Virtus. De acordo com os lojistas, a novidade será muito menos custosa do que as anteriores, equipadas com o motor de tipo 1.0 turbo, o Comfortline e o Highline, portanto, as versões deverão ser comercializadas por um valor que beira aos 67 mil, com relação ao tipo Hatch e 72 mil com relação ao sedan.

É muito importante informar que, muitos outros modelos da companhia Volkswagen também serão aparelhados com essa alternativa de transmissão automática. Um exemplo desse investimento será empregado na dupla de modelos clássica, o Gol e o Voyage, os quais também estarão munidos com a opção de câmbio tipo automático, nos meses vindouros, no sentido de poder atender tanto ao público PCD (pessoas com deficiência), quanto aos consumidores que almejam um pouco mais conforto na hora encarar o trânsito.

Portanto, conforme a empresa, essas novas configurações vão integrar a lista de mais 20 lançamentos que serão anunciados até o ano de 2020. São veículos que chegam ao mercado para atender tanto às necessidades dos consumidores que procuram maior conforto na direção, dentro das grandes cidades, como foi mencionado, quanto aos consumidores que constituem o grupo de pessoas com deficiência (PCD). A praticidade garante mais segurança.

Observação importante: dado que o aumento de valores no mercado nos últimos meses é uma realidade, o modelo Polo Highline acabou saindo de sua faixa de preço típica, destinada ao público PCD, para entrar no grupo de isenção de imposto, que limita o preço a R$70 mil. Deste modo, a partir de agora, o mesmo poderá ser atendido por meio da nova versão 1.6 automática.

Com relação aos possíveis preços dos modelos e suas versões, segue a lista abaixo:

Modelo Polo:

Motor 1.0 MPI, no valor de R$ 50.670; motor 1.6 MSI, no valor de R$ 57.190; motor 1.6 MSI automático, no valor de R$ 62.690; Comfortline 200 TSI, no valor de R$ 68.120 e o Highline 200 TSI, no valor de R$ 73.250.

Modelo Virtus:

Motor 1.6 MSI, no valor de R$ 61.390; motor 1.6 MSI automático, no valor de R$ 66.525; o Comfortline 200 TSI, no valor de R$ 74.680 e o Highline 200 TSI, no valor de R$ 79.990.

Vale a pena conferir as novidades.

Por Paulo Henrique dos Santos

Volks Polo

Volks Virtus


Recall da Volkswagen no Brasil – Modelos Up!, Voyage, Gol e Tiguan Allspace


Modelos Up!, Voyage e Gol, fabricados nos anos de 2017 e 2018, e também o SUV Tiguan Allspace, com fabricação em 2018, foram convocados para Recall no Brasil.

Foi anunciada nesta terça-feira, dia 17 de julho, pela Volkswagen, que alguns modelos da montadora passarão por um recall no Brasil. Trata-se dos modelos do Up!, Voyage e Gol, fabricados nos anos de 2017 e 2018, e também da SUV Tiguan Allspace, com fabricação em 2018.

Para verificar se você possui um carro que está dentro da chamada para o recall, basta conferir a numeração final dos chassis envolvidos na notificação. Quem tiver alguma dúvida, poderá ainda consultar a Volkswagen por um telefone disponibilizado para a situação, o 0800 0198866.

Up!, Gol e Voyage (2017 e 2018)

Os chassis envolvidos no recall referentes ao modelo Up! são: HT530304 até JT 535410. Já nos modelos Voyage e Gol, os chassis englobam: HT000090 até JY052528. Vale lembrar que esses números não são sequenciais.

O motivo divulgado pela fabricante para o reparo se dá uma vez que o airbag localizado no local do motorista não é correspondente ao do modelo especificado. Sendo assim, o comunicado dá nota de que, caso haja uma colisão do automóvel, o componente incluído não ofereceria a proteção necessária e especificada.

De acordo com a montadora, a troca do airbag do motorista é totalmente gratuita, sendo calculado um tempo médio de 40 minutos para a reposição. Sabe-se que, no total, são 406 proprietários que precisarão agendar o reparo em uma das concessionárias. O atendimento oficial já começará na próxima semana, dia 23 de julho, segunda-feira.

Tiguan Allspace (2018)

Desde o seu lançamento em abril de 2018, esse é o primeiro recall pelo qual passará a nova Tiguan Allspace. São dois casos distintos de manutenção, sendo o primeiro voltado para o reparo de uma falha localizada no aperto da porca do pivô.

Essa fica na suspensão dianteira, afetando os chassis JM100906 até JM140952. No total, estão incluídas 163 unidades no recall.

Um dos riscos apresentados pela Volkswagen é de que o pivô se solte, de forma a comprometer a direção do condutor e podendo ocasionar graves acidentes na estrada. Ao que tudo indica, o conserto leva em torno de uma hora, precisando ser agendado antecipadamente.

Já os chassis JM135333 até JM163399 irão para reparo, uma vez que foi constatada uma dobra na bolsa do airbag frontal. Essa está incorreta e caracteriza uma falha no processo de fabricação do fornecedor.

Localizada na parte do passageiro, serão chamados 177 proprietários para a troca gratuita do item. A troca também deverá levar cerca de uma hora até o seu final.

Outros recalls da Volkswagen em 2018

Apesar de ser um recall de grandes proporções, já que engloba diversos modelos conceituados da marca, essa não é a primeira convocação no Brasil da montadora alemã no ano de 2018. Em fevereiro, 110 unidades do modelo Passat foram chamados para troca do sistema de antiesmagamento de vidros, uma vez que esse podia não perceber que algo impedia o fechamento automático dos vidros.

Ainda, foi necessário realizar uma única troca do modelo em relação às mangas de eixo referentes às rodas traseiras. Essas corriam risco de quebra.

Já em março, a Volkswagen convocou 15 unidades dos modelos Up!, Voyage e Gol, por falha na fixação do pivô de suspensão dianteira esquerda, podendo esse se soltar sob pressão, ocasionando graves acidentes.

No mesmo mês, ainda, duas unidades do Golf foram chamadas por falha muito similar aos dos conhecidos “airbags mortais”, que ocasionaram diversas mortes no mundo todo. Esse equipamento da Volkswagen foi fabricado, todavia, por outra empresa, a ARC. Porém, uma vez acionado, ele podia lançar alguns fragmentos de carcaça contra todos os passageiros do veículo.

Recall é o seu direito

O recall é um direito do consumidor, não existindo um defeito que não seja considerado grave. Conforme o Código de Defesa do Consumidor, a solicitação deve ser feita pela montadora sempre que houver um defeito na fabricação de um produto que coloque a vida do usuário em risco.

Logo que constatado um problema, a empresa precisa comunicar o mesmo ao Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, o DPDC, realizando uma forte campanha publicitária para que o proprietário seja informado sobre os problemas e as soluções, de forma clara e objetiva.

Por Kellen Kunz

VW Voyage 2018


Volkswagen Amarok V6 2019 – Características, Especificações


A picape é moderna, com alta potência e muito confortável.

Volkswagen Amarok V6 é uma Picape muito moderna e com beleza estonteante. Ideal para consumidores bem exigentes e que gostam de carros mais chamativos. Ela foi projetada para enfrentar qualquer tipo de estrada. A empresa desenvolveu esse carro com intuito de causar um grande impacto na concorrência, já que essa Picape tem alto poder de aceitação. Para quem gosta desse estilo de carro, as chances dessa Picape Volkswagen Amarok agradar são enormes. Veja abaixo as principais informações desse carro.

Volkswagen Amarok possui muita potência

A Volkswagen Amarok é indicada para quem gosta de pilotar um carro de alta potência. Seu motor é V6 3.0 turbodisel que consegue fazer a potência máxima de 225 cv. Ela possui 4.500 giros e torque máximo de 56,1 kgfm. Dessa forma o usuário consegue manter a Picape em uma boa velocidade e mesmo assim ter controle de estabilidade. E são esses pequenos detalhes que fazem toda a diferença na hora de decidir qual o modelo de carro devemos comprar. Esse modelo possui câmbio automático de 8 marchas, sua tração integral é a permanente 4 Motion.

Carro com itens de série a altura do seu nome

Os itens de série dessa picape são de acordo com a expectativa dos usuários que já conhecem a marca. Com esses itens o carro fica muito mais completo e funcional para seu consumidor. Veja agora alguns dos itens que se encontram nessa versão da Volkswagen:

– Sistema de freios pós-colisão

– Isofix

– Freios a disco nas 4 rodas

– Controle de descida

– Bloqueio eletrônico do diferencial

– 4 Airbags

– Faróis bi xênon com LEDS diurnos

– Controle de tração e estabilidade

– Monitoramento de estacionamento

– Bancos em couro

– Multimídia Discover Media com tela sensível ao toque e tela de 6,33 polegadas

– Bancos dianteiros com ajustes elétricos de altura

– Frenagem de emergência

Entre outros.

Valor sugerido de mercado

O valor médio de mercado dessa Picape é de R$197.930,00. Muitas pessoas podem achar esse valor um pouco acima da média, e outras podem achar o valor em conta. O que vai definir tal visão de preço, é a experiência com esse tipo de carro. Como podemos ver esse modelo é muito moderno, resistente, forte e com muitos itens de série, e por isso ele vale cada centavo. Quem decidir comprar esse modelo, precisa entender que está investindo em um carro com alta durabilidade e que tem muitos anos de vida. Então, no final das contas é um ótimo custo-benefício.

Picape com muita beleza externa

Outro fator muito interessante desse carro é que ele tem muita beleza externa. Seu design é moderno e chamativo. Ele possui grandes faróis de LED e uma enorme carroceria que o torna mais chamativo ainda. Ele também possui medidas grandes e, por isso, é preciso de espaço para guardá-lo na garagem. Como podemos ver, são muitos os motivos para não resistir a essa Picape.

Carro com muito conforto para seus usuários

Outro diferencial da Picape Volkswagen Amarok 2019 é que ela é muito confortável. E isso faz toda a diferença para quem passa algumas horas no volante. Fora isso, dentro do carro é possível ter vários recursos modernos que deixam os momentos no trânsito mais divertidos. E com todos esses recursos, fica claro que a Volkswagen não veio desprepara, e isso já é uma dica para seus grandes concorrentes.

Carro para trabalhar

Essa Picape foi projetada para diversas funções e uma das principais é ser usada para trabalhar. Ela permite que o usuário carregue diferentes tipos de cargas tranquilamente, e por isso ela é indicada para quem tem pequenas empresas. Seu volume de carga máxima é de 1.105.

Como podemos ver essa Picape é maravilhosa e tem muitos motivos para conquistar qualquer usuário!

Por Cristiane Amaral

Volkswagen Amarok V6 Extreme 2019

Volkswagen Amarok V6 Extreme 2019


Volkswagen e-Golf – Características, Especificações


Carro elétrico Volkswagen e-Golf tem um grande desempenho e se mostra muito econômico.

Antes de falar sobre o carro, é necessário citar a importância de um carro elétrico no cenário nacional, já que atualmente se temos são muito poucos e não são nacionais também. Primeiramente dizendo qual a importância é bom saber o quanto este carro mudará o cenário de automóveis, tanto na parte de desempenho veicular quanto na montagem bem diferente na parte do motor, isso pode ser uma provável supervenda de novos veículos e com toda essa nova tecnologia consequentemente a atração de novos compradores pode ser maior, ainda mais para aqueles que visam à ajuda do meio ambiente.

Além das características físicas do carro, deve-se saber também qual a contribuição dos mesmos para o meio ambiente, ao não usar combustível como, por exemplo, álcool, gasolina ou diesel, o carro não estará liberando poluição na atmosfera, um superuso de carros desses tipos muito provavelmente aumentará nossa qualidade de vida e tornará o cenário mundial mais sustentável e adepto cada vez mais para os seres vivos que nele vivem, mas para isso devemos esperar que as empresas lancem esses modelos que em sua maioria estão na fase de testes, mas graças a algumas grandes como a Volkswagen podemos ter grandes notícias que é o caso do e-Golf, abaixo veja as características do carro.

Características

De primeira mão o que ajuda muito no e-Golf é sua autonomia, na cidade é um ótimo carro com um grande desempenho e se mostra claramente muito econômico.

Pensando agora em relação à sua velocidade, como possui as baterias atuais lítio-íon de 38,5 kWh, sua velocidade pode chegar a 200 km/h, isso é bem surpreendente para um elétrico e consequentemente uma notícia muito chamativa para o público comprador.

Para carregá-lo em estações próprias, pode ser adquirido 80% de carga em apenas uma hora, ou seja, um carga rápida e eficiente. Agora para quem deseja fazer o carregamento em tomadas normais, para ter o carregamento na mesma proporção, dura cerca de 6 horas.

Design

Na questão de design, como segue o exemplo do Golf normal, não muda muito, isso por que ele é diferente, mas não em parte estética, o que muda de mais chamativo é sua linha na parte frontal que no e-Golf é azul.

Parte tecnológica

Na parte interna, na maioria dos atuais produzidos, pode-se notar um display para a interação condutor x veículo, e no Golf não seria diferente, sendo um display de 8 polegadas que tem algumas compatibilidades com plataformas famosas como Apple CarPlay e o Android Auto. Sabendo disso é possível que possam ser conectados smartphones com este veículo para que se faça o uso de algumas coisas que sejam necessárias e fiquem facilitadas no carro.

Outra coisa que facilitará esta interação é o Car-Net e também e-Remote, onde é possível ajustar algumas coisas no carro e receber algumas informações como, por exemplo, a climatização geral do carro, e também saber o nível de bateria, ficando mais fácil para saber quando deverá carregá-lo e o quanto tem atualmente.

Outra coisa opcional que pode ser adquirida é o "Sistema de assistência ao condutor", o mesmo proporciona algumas informações para quem conduz, como os lugares que possuem congestionamento, assistência para estacionar e isso é uma grande facilidade para o condutor.

Preços

Apesar de todas essas informações que já foram cedidas, o preço real ainda não foi divulgado, mas é esperado que seja em breve, apesar disso ainda podem ser esperados alguns valores, já que ele já é comercializado em alguns lugares do mundo, por exemplo, nos EUA, e lá sai pelo preço de US$ 30,5 mil e fazendo a conversão para a moeda brasileira espera-se o preço de em média R$ 100.000,00.

Por Gustavo Martins

Volkswagen e-Golf

Volkswagen e-Golf


Redução no Preço do Volkswagen Up 2019


Versão Take deixará de ser vendida.

O consumidor brasileiro continua sendo beneficiado pela disputa entre as montadoras e com novos veículos chegando ao mercado nacional, algumas estão investindo em diversas estratégias, seja oferecendo mais itens ou reduzindo o preço. O Volkswagen Up, por exemplo, agora não tem mais a versão Take e está custando um pouco menos, no intuito de conseguir uma maior fatia deste concorrido mercado.

Mas o curioso neste caso é que as principais mudanças dentro da VW vem acontecendo não só por causa da concorrência, mas também por questões internas. É que a chegada do Polo ao mercado brasileiro fez com que as versões de alguns modelos sofressem alterações. O Gol passou a ser comercializado em apenas uma versão, enquanto o Fox manteve as versões Connect e também Xtreme, mas o Up! não poderia ficar de fora e por isso também sofrerá mudanças.

Antes, o Up! era encontrado em quatro versões bem diferentes, mas agora o subcompacto não terá mais o modelo de entrada, o Take. A prioridade para a Volkswagen agora é deixar o motor TSI em evidência, uma vez que ficou constatado que ele é o preferido dos consumidores. A montadora chegou à conclusão que é preciso cortar aquelas versões menos procuradas, que acabam ficando encalhadas e mantendo o estoque da empresa em alta. A meta é garantir melhores vendas e como o mercado brasileiro anda muito instável, o desemprego continua grande e o consumidor vem adiando o sonho do carro novo, a estratégia da VW agora é oferecer modelos que realmente atraem aqueles que ainda estão dispostos a adquirir um veículo zero quilômetro.

O Up! agora é encontrado nas seguintes versões:

  • Move MPI
  • Move I-Motion
  • Move TSI
  • Cross TSI
  • Pepper TSI

Ao consumidor interessado em adquirir um Up!, cabe analisar atentamente cada uma destas versões, sendo que a mais em conta é a Move MPI que custa R$ 50.270,00 e a mais cara é a Pepper TSI, cujo valor é R$ 62.394,00 já que ela vem completamente equipada. Todas as versões, exceto o Move, tem o sistema de som como opcional, que é o Composition Phone por R$ 1.760,00 e quem preferir a pintura metálica terá que pagar R$ 1.419,00 a mais.

A boa notícia é que as versões chegarão com vários itens e isto é válido para todas. Elas terão luzes de neblina, ar-condicionado, os vidros dianteiros são elétricos, a direção é elétrica e a altura pode ser ajustada, luzes diurnas, os retrovisores elétricos contam com a função tilt-down, as rodas são de liga leve 14 polegadas par o Move e no Cross e Pepper são de 15 polegadas. As versões ainda contam com iluminação de LED na parte interna.

Veja a tabela de preço do Up!, a Volkswagen está confiante que com estes preços, conseguirá boas vendas:

  • Move MPI: R$ 50.270,00
  • Move MPI I-Motion: R$ 52.710,00
  • Move TSI: R$ 55.700,00
  • Cross TSI: R$ 58.730,00
  • Pepper TSI: R$ 59.240,00

Confira quais foram os valores de redução em cada uma das versões:

  • Move MPI: R$ 1.020,00
  • Move MPI I-Motion: R$ 980,00
  • Move TSI: R$ 1.150,00
  • Cross TSI: R$ 1.550,00
  • Pepper TSI: R$ 1.580,00

Mas o consumidor não pode ficar atento apenas aos valores das versões, é preciso analisar o que cada uma oferece, ou deixa de oferecer, para definir qual delas é a melhor opção para o seu perfil. Na parte mecânica, somente a Move oferece o motor 1.0 MPI aspirado com 3 cilindros e 82 cv com 10,4 kgfm de torque. O consumidor poderá escolher entre a transmissão manual de 5 marchas ou então levar a transmissão automatizada de embreagem única I-Motion. Em todas as demais versões do Up!, só tem uma opção que é o 1.0 TSI 3 cilindros turbo, com 105 cv e 16,8 kgfm de torque.

As versões do Up! também se diferenciam pelo visual, principalmente na tampa traseira e o emblema 170 TSI, então é bom analisar com calma, conferir todos os detalhes, para fazer uma boa escolha.

Por Russel


Novo Volkswagen Golf 2019 – Preço e Lançamento no Brasil


Modelo chega às concessionárias custando cerca de R$ 143 mil.

Os fiéis consumidores e fãs da marca Golf já podem ter um bom motivo para comemorar. A Volkswagen anunciou a chegada da sua versão mais esportiva nas concessionárias de todo o país a partir deste mês de julho.

Finalmente uma boa notícia para quem sempre gostou deste tipo de veículo e que nunca descuidou de ter um destes modelos na garagem de sua casa.

Depois de tantos boatos e anúncios, finalmente a montadora traz para o seu público fiel um dos maiores sucessos de venda na Europa ao longo dos anos e cujo feito a empresa alemã pretende repetir aqui no Brasil.

Se você está começando a ler este artigo agora, então é bom saber, logo de cara, que a nova versão chega ao mercado brasileiro pelo preço de R$ 143.790,00.

Com um estilo bem mais acabado e toques bem distintos de padrões próprios da marca, o novo Golf chega ao mercado brasileiro incorporando novas tecnologias, uma marca da Volkswagen e que se repete a cada nova geração de seus veículos mais vendidos, a exemplo do Gol, o primo brasileiro do sucesso europeu.

O novo Golf pode ser definido em duas palavras: mais esportividade. A montadora resolveu investir num estilo que sempre deu certo em conquistar um público mais jovem e que cresce a cada dia.

A esportividade da nova versão se traduz obrigatoriamente em um veículo muito mais potente. O novo Golf vem com o novo motor 350 TSI de 230 cv, uma marca considerável para um bom esportivo.

Para quem já possui a versão anterior do veículo, vai perceber que desta vez a Volkswagen caprichou em termos de mecânica.

Com a nova motorização, o novo Golf é capaz de ir de 0 a 100 em apenas 7 segundos e alcançar uma máxima velocidade de quase 240 Km/h.

As outras novidades ficam por conta do novo visual bem mais estilizado. Para começar, quem observar a grade frontal do novo modelo vai facilmente perceber uma nova faixa na cor vermelha e de estilo cromada fazendo par com a cor de fábrica do veículo.

Todos os faróis do novo Golf passaram por uma mudança de design. Os frontais agora são do tipo LED, com um desenho bem mais fino, o que dá um ar de mais agressividade.

Além disto, um dos sistemas de dirigibilidade do veículo, o seu mecanismo de controle de adaptação de distância e velocidade, que antes ficava no para-choque, foi colocado agora no logotipo da montadora alemã.

Dentro do novo Golf também existem muitas novidades capazes de encantar qualquer comprador. Além do acabamento de alta qualidade, ele traz novidades como o painel central de LED sensível ao toque. Ele agora agrega várias funções de comando do veículo.

Uma das mudanças é a capacidade de comandar e monitorar até cinco smartphones em diferentes plataformas como a Android, Apple Car e Mirrorlink.

A nova versão 2018 chega às concessionárias equipado com alguns itens de segurança para o motorista como o sensor de fadiga e direção progressiva, o que exige menos do motorista na hora de executar uma manobra mais agressiva.

Em termos de opcionais conhecidos, o novo modelo já vem com aqueles itens que todo consumidor já conhece como ar condicionado, vidros e travas elétricas.

Como opcionais, a montadora oferece uma opção com teto solar panorâmico e dois pacotes com os sistema adaptativos de controle de direção e um assistente de orientação de estacionamento para o motorista.

Para quem não conhece ainda a nova versão de seu esportivo mais famoso, o novo Golf já está esperando pelos seus milhares de consumidores espalhados por todo o país numa concessionária mais próxima de você. Então não perca tempo e agende logo a sua visita.

Emmanoel Gomes


Nova Linha 2019 do Volkswagen Up, Saveiro, Fox e SpaceFox


Saiba aqui o que muda nos modelos 2019 da Volkswagen.

A Volkswagen começa a disponibilizar em suas concessionárias por todo o país, a linha 2019 de quatro modelos que a empresa vem apostando muito para alavancar as vendas: Saveiro, Up, Space Fox e Fox. A economia do país atravessa um momento difícil, a situação do trabalhador é delicada e a concorrência é grande entre as montadoras. A VW trabalhou muito nos projetos destes veículos, traçou sua estratégia de marketing e agora é hora de colocar tudo em prática para conferir o resultado.

O futuro do Fox e SpaceFox é incerto, na Europa eles já foram deixados de lado e aqui no Brasil poderão sobreviver até 2020, mas até lá, a Volkswagen continuará batalhando para que consigam boas vendas. Entre estes lançamentos dos modelos 2019, o Up é o que mais recebeu investimentos no que diz respeito a novidades, enquanto que o Saveiro praticamente não teve modificações, apenas alguns ajustes nas rodas e calotas. Quanto aos preços, estes sofreram modificações e as revendas já estão com os reajustes para serem passados aos consumidores.

O Up agora conta com iluminação diurna, que é em luz halógena no farol e esta novidade está presente em todas as versões. Ainda em relação ao Up, a versão de entrada, a Take, não consta no catálogo da empresa. No caso das versões TSI, na tampa traseira está a logo 170TSI, em referência à nova nomenclatura adotada pela empresa. A VW informou que o motor é o mesmo e que o número 170 apenas foi arredondado. Para as versões Cross e Pepper, tem o piloto automático, além da opção de escolher o I-Motion. Confira os preços do novo Up 2019:

  • Move MPI: R$ 51.290,00
  • Move MPI I-Motion: R$ 53.690,00
  • Up Move TSI: R$ 56.850,00
  • Up Cross TSI: R$ 60.280,00
  • Up Pepper TSI: R$ 60.820,00

A Saveiro Robust quase não tem novidades para mostrar. As calotas são novas, em rodas de 15 polegadas e o que chama a atenção é a ausência da Cross cabine estendida, pois somente a de cabine dupla está disponível. Apesar da falta de novidades no modelo, o aumento nos preços ficou na média de R$ 1.200,00, confira os novos valores da Saveiro 2019:

  • Robust CS: R$ 49.440,00
  • Robust CD: R$ 61.780,00
  • Trendline CS: R$ 61.190,00
  • Cross CD: R$ 82.180,00
  • Pepper CE: R$ 71.610,00
  • Pepper CD: R$ 74.290,00

Apesar do Polo receber investimento pesado da Volkswagen, a linha Fox continua agradando o consumidor, por isso manteve as versões Xtreme e Connect, mas não houve nenhuma alteração nos pacotes, confira os valores:

  • Fox Connect 1.6: R$ 49.990,00
  • Fox Connect 1.6 I-Motion: R$ 53.390,00
  • Fox Xtreme 1.6: 54.990,00

O modelo SpaceFox continua firme e chega com poucas modificações, entre elas as lanternas escurecidas, os bancos dianteiros ganharam porta-revistas no encosto e ainda tem um pacote opcional Connect. O consumidor ainda verá o modelo com rodas de 15 polegadas, o sistema multimídia Composition Touch, que traz uma tela de 6,5 polegadas, computador de bordo, grade dianteira preta, volante multifuncional e faróis de neblina.
O valor do SpaceFox Trendline 1.6 é de R$ 62.700,00 e do SpaceFox Trendline 1.6 I-Motion é de R$ 66.250,00.

Com todas estes modelos e preços, a Volkswagen espera dar ao consumidor um leque maior de opções para escolher. Porém, as opções do consumidor não estão restritas aos carros da VW, há modelos de outras montadoras nestas faixas de preço e com novidades tentadoras. O Yaris, por exemplo, é um lançamento que tem chamado a atenção e oferece muito mais por praticamente o mesmo preço das novidades da VW, que praticamente não tem nada de novo, a não ser alguns detalhes no visual.

A verdade é que a Volkswagen tem pouco a oferecer com estes modelos 2019, por exemplo, em um deles oferece como "novo" um emblema e luz diurna. Isto é praticamente nada diante das muitas novidades que a concorrência vem oferecendo.

Por Russel


Volkswagen Up! 2019 – Características, Especificações


Novo Up! está ainda mais esportivo e tecnológico.

2018 está longe de terminar, mas a Volkswagen já lançou a versão de 2019 do seu campeão de vendas, o Up!. Para quem busca um carro potente e cheio de estilo, essa é a sua escolha, já que ele é conhecido pela sua eficiência e economia de combustível.

Lançado no Brasil no ano de 2014, suas mudanças são constantes. Nessa nova versão, o veículo chega com uma qualidade superior àquelas apresentadas até agora, com novos materiais e tecnologias de ponta. É o caso, por exemplo, da nova central multimídia, que fica instalada já no console central.

E se você pensa que as mudanças pararam por aí, saiba que o Up! 2019 está ainda mais esportivo, já que vem com um painel em iluminação em LED e ambiente. Além disso, apresenta também na versão “Connect”, um sistema de “Composition Phone”, que realiza o monitoramento de todas as funções de um veículo por meio do smartphone do usuário.

Ficou interessado e quer saber mais? Então dá uma conferida em todas as novidades que a montadora preparou para você, bem como versões e preços do Up!.

Mudanças no Up! 2019

Apesar de serem muito leves, passíveis de serem ignoradas, o Up! 2019 traz algumas mudanças em seu exterior, seguindo o visual do modelo europeu. Sendo assim, o para-choque é redesenhado, com uma abertura finalizada em friso cromado entre o para-choque dianteiro e o capô. Esse percorre todo o espaço inferior que envolve a tampa do porta-malas, conectando-se com as lanternas.

Os faróis irão vir com LEDs diurnos, bem como faróis com luz de conversão estática para a neblina, suporte para o celular, sensores de luminosidade e de chuva, e muito mais. E, é claro, destaque para o aplicativo “maps +more”, que realiza todo o monitoramento das principais funções presentes no veículo, tudo através do smartphone.

Visual interno do Up! 2019

O novo VW Up! 2019 chega renovado também no seu interior, com painel em acabamento refinado e uma iluminação sofisticada de ambiente. Por isso, vale ficar ligado em todas as configurações.

O modelo mais completo acompanha alguns itens, como: cintos de segurança na parte traseira com três pontos, apoios de cabeça traseiros com ajuste de altura, quatro portas (ao que tudo indica, o modelo com duas portas sai de linha), alerta sonoro e visual para a não utilização de cinto, alerta de faróis acesos, chave do tipo “canivete” e sem controle remoto, console central para porta-copo, encosto de banco traseiro com rebatimento, iluminação no porta-malas, limpador de para-brisa com um temporizador, relógio digital, rodas de aço em aro de 14 polegadas e com pneus de baixa resistência, espelhos retrovisores externos com um comando manual e interno, e muito mais.

Segurança do Up! 2019

Em termos de segurança, o novo VW Up! 2019 traz muitas atualizações. Uma delas são os dois airbags localizados no motorista e passageiro.

Além dessas, temos: freios que distribuem eletronicamente a força para frenagem; banco de motorista com um ajuste milimétrico para a altura; alerta de frenagem em casos de emergência; sistema de partida a frio sem a utilização do tanque auxiliar do combustível; tampa de tanque de gasolina com abertura a chave; luzes de direção com a função de “comfort blinker”; tampa de porta-malas com abertura “push button”; vidros com um acionamento manual; e tomada de 12V em console central.

Vale lembrar que os itens variam, sempre levando em conta a versão escolhida do veículo.

Consumo do Up! 2019

O Inmetro chegou a testar o consumo dos dois motores que são disponibilizados no Up! 2019. Quando utilizando o motor 1.0 turbo, o consumo total de gasolina na cidade foi de 13.8 km/l. Já o de álcool foi de 9.6 km/l. Na estrada, esses valores subiram para 16.1 km/l na utilização da gasolina e para 11.1 km/l com o álcool.

Já com o motor 1.0 aspirado, o consumo de gasolina na cidade foi de 13.2 km/l com gasolina e de 9.1 km/l com álcool. Já na estrada, esse valor subiu para 14.3 km/l com a gasolina e para 9.9 km/l com o álcool.

Com isso, nota-se o motivo do por que do Up! ser considerado um dos carros mais econômicos em seu segmento.

Preços do Up! 2019

São 7 as versões divulgadas para o Up! 2019. São elas: Take Up!, por R$ 37.990; Move Up!, por R$ 48.290; Move Up! I-Motion, por R$ 50.668; Move Up! TSI, por R$ 52.790; Move Up! TSI Connect, por R$ 54.990; High Up! TSI, por R$ 57.100; e, por fim, o Cross UP! TSI, pelo valor de R$ 55.600.

Por Kellen Kunz

Volkswagen Up 2019

Volkswagen Up 2019


Volkswagen Fox 2019 – Características, Lançamento


Sem alterações substanciais nas versões e no acabamento da linha 2019 a Volkswagen manteve os mesmos preços de 2018.

O inovador projeto lançado no começo dos anos 2000 pela Volkswagen no Brasil teve aceitação fácil e rápida no mercado nacional por sua proposta original, um hatch “altinho” com conforto compatível a sua categoria, design atraente e preço competitivo dentro do seu nicho, o Fox deu tão certo que muitas unidades suas foram exportadas para a Alemanha com o nome de Lupo por um certo período.

Ao que tudo indica todo este passado de prestígio e sucesso pode estar com os dias contados, o hatch que teve inúmeras versões e motorizações de até 1 litro está sendo comercializado pela montadora alemã somente em duas versões atualmente.

Mesmo mantendo bons números de vendas após o lançamento do Novo Polo, a falta de interesse da Volkswagen é evidente e pode ser um sinal de que a produção do VW Fox pode ser encerrada em curto prazo.

Para 2019 nada mudou, (felizmente) nem os preços!

Esta é, sem dúvidas, a melhor notícia para os futuros compradores de modelo, sem alterações substanciais nas versões e no acabamento a Volks manteve os mesmos preços, isso significa, na prática, que o consumidor pode garantir as mesmas promoções e descontos encontrados na linha 2018, basta somente pesquisar na rede autorizada.

O Hatch é oferecido em três versões principais, a Connect com opção de câmbio I-motion ou a Extreme com visual esportivo, ambas com o já consagrado motor 1.6 de até 104 cavalos de potência, vamos a descrição delas a seguir:

Volkswagen Fox Connect

Oferecido com preço a partir de R$ 49.990,00 com motorização 1.6 litros de 104 cavalos de potência a gasolina e 101 cavalos de potência a etanol conjugado com um câmbio de cinco velocidades Manual.

Ou

Oferecido com preço a partir de R$ 53.390,00 com motorização 1.6 litros de 104 cavalos de potência a gasolina e 101 cavalos de potência a etanol conjugado com um câmbio do tipo I-Motion automatizado.

Principais destaques em equipamentos:

  • Direção Elétrica com sistema Easy Drive
  • Sensores na traseira para auxilio no estacionamento
  • Direção com ajuste tanto em profundidade como em altura
  • Computador de Bordo integrado ao veículo
  • Sistema de Ar-condicionado
  • Retrovisores com acionamento elétrico e sistema tilt down

Cores disponíveis:

  • Cinza, Prata, Branco, Preto e Vermelho

Pacote de Opcionais disponíveis com preços a partir de R$ 100,00

  • Faróis escurecidos com máscara e duplos
  • Retrovisores com pintura em cor preta
  • Rodas de Liga Leve de 15 polegadas

Principais Itens de Série:

  • Sistema de Freios Antitravamento nas rodas
  • Controle Automático de Velocidade
  • Airbags para motorista e passageiro
  • Vidros com acionamento elétrico e sistema de travamento central
  • Sistema de Áudio com tela sensível ao toque com função App-Connect

Dentre outros itens…

Volkswagen Fox Xtreme

Oferecido com preço a partir de R$ 54.990,00 com motorização 1.6 litros de 104 cavalos de potência a gasolina e 101 cavalos de potência a etanol conjugado com um câmbio de cinco velocidades Manual.

Principais destaques em equipamentos:

  • Direção Elétrica com sistema Easy Drive
  • Sensores na traseira para auxilio no estacionamento
  • Computador de Bordo integrado ao veículo
  • Sistema de Ar-condicionado
  • Traseira com Aerofólio incorporado
  • Caixas de Roda com Moldura
  • Câmera auxiliar traseira
  • Faróis frontais com função dupla e escurecidos
  • Teto com racks incorporados
  • Conjunto de Faróis auxiliares de neblina com três funções acopladas no mesmo conjunto

Cores disponíveis:

  • Cinza, Prata, Branco, Preto e Vermelho

Pacote de Opcionais disponíveis com preços a partir de R$ 100,00

  • Faróis escurecidos com máscara e duplos
  • Retrovisores com pintura em cor preto
  • Rodas de Liga Leve de 15 polegadas

Principais Itens de Série:

  • Sistema de Freios Antitravamento nas rodas
  • Controle Automático de Velocidade
  • Airbags para motorista e passageiro
  • Vidros com acionamento elétrico e sistema de travamento central
  • Sistema de Áudio com tela sensível ao toque com função App-Connect

Dentre outros itens…

Mais detalhes podem ser conferidos diretamente no site da Volkswagen do Brasil: https://www.vw.com.br/pt/carros/fox.html.

Por Carlos B.

Volkswagen Fox 2018

Volkswagen Fox 2018


Volkswagen Saveiro 2019 – Mudanças e Novidades


Nova versão poderá ser lançada no Brasil com diversas novidades e mudanças.

No ano de 2019 a nova Saveiro chegará ao mercado do Brasil com muito mais espaço interno e graças a essa nova geração vai deixar essa picape muito maior e bem mais robusta. Confira sua previsão de lançamento para o Brasil e também todas suas mudanças e as novidades, além de seus preços, o seu consumo de combustível e sua ficha técnica completa das versões atuais.

A Volkswagen Saveiro, quando chegou ao mercado brasileiro, foi produzida a partir da plataforma do modelo do Gol, o seu progenitor que hoje é uma família inteira, ela carregava consigo o motor 1.6 e era refrigerado a ar igual ao Fusca, que na época já era considerado muito ultrapassado, visto em seus concorrentes que já possuíam uma tecnologia da refrigeração feita à água, e levou a Volkswagen a criar também um motor com essa tecnologia, e são hoje os motores que possuem alta performance, os AP, que são mais modernos e também refrigerados à água derrubando a concorrência.

Por muitos anos a montadora Volkswagen liderou o ranking em seu segmento com a Saveiro, porém em 2002 a Saveiro perdeu sua liderança para a concorrente Fiat Strada, e em alguns anos ficou atrás nesse ranking, o que forçou que a Volkswagen tomasse uma atitude. Em 2009 a nova geração do modelo Saveiro estreou inovando o mercado e tentando retomar sua liderança, mudando praticamente 100% do carro, com algumas mudanças e novidades significativas na sua estética e mecânica, sendo como principal mudança o uso do motor que é transversal e era usado anteriormente o longitudinal.

Quanto sua previsão de lançamento no Brasil, ainda não está confirmado pela montadora Volkswagen, porém sua marca já está trabalhando nessas novidades e todas as mudanças dessa nova Saveiro que sairá em 2019.

Enquanto a montadora Volkswagen não apresenta sua nova Saveiro 2019, através da chegada de sua nova geração, venha conferir todos os detalhes e preços, com ficha técnica mais consumo das suas versões atuais.

Atualmente, a Volkswagen Saveiro está sendo comercializada no mercado brasileiro através das versões de cabine estendida, simples e cabine dupla: a Robust MSI CS Flex, a Trendline 1.6 M S I CS Flex também, Pepper 1.6 M SI CE também Flex, a Cross 1.6 com 16v MSI Flex, a Highline 1.6 CD versão Flex, a Pepper 1.6 CD Flexv, a Robust 1.6 CD Flex também, a Trendline 1.6 CD Flex e por último a Cross 1.6 com 16v MSI CD observando que todas as versões são flex.

Hoje a Saveiro custa em média nas concessionárias da Volks versão básica R$ 46.530,00. Já na versão Saveiro mais completa o preço sugerido é de R$ 77.470,00.

Seu Motor 1.6 de 8V e 101 cv a gasolina e com 104 cv sendo a álcool. Sempre com o câmbio manual possuindo cinco marchas.

Sua Velocidade Máxima atingida é de 176 km por hora.

Na versão do Motor 1.6 com 16V e 110 cv movido a gasolina e com 120 cv a álcool. Associado sempre ao câmbio manual com cinco marchas.

A Velocidade Máxima chega a 177 km por hora.

Ela foi avaliada pelo Inmetro para medir o consumo de combustível dos modelos Saveiro 1.6 8V e 16V rodando na estrada e cidade, abastecida com álcool e também gasolina no seu tanque. Confira todos os dados de seu consumo na nova Saveiro 2019.

No Motor 1.6 com 8V abastecida com álcool sua média é de 7,3 Km/l na cidade e 8,3 Km por litro na estrada

Com o Motor 1.6 e 8V abastecida com gasolina média de 10,7 Km/l na cidade e 11,5 Km por litro na estrada

Com o Motor 1.6 e 16V abastecida com álcool média de 7,5 Km/l na cidade e 8,2 Km por litro na estrada

No Motor 1.6 e 16V abastecida com gasolina média de 10,7 Km/l na cidade e 11,5 Km por litro na estrada

Com certeza será uma ótima opção de compra para quem procura um automóvel da categoria.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Saveiro 2019


Volkswagen SpaceFox 2019 – Novidades, Características


O SpaceFox 2019 se destaca pela tecnologia oferecida e seu espaço interno, que continua sendo um diferencial.

O SpaceFox 2019 é muito mais que um carro bonito, ele é tecnológico e procura oferecer vários itens ao consumidor, justificando assim seu preço. Desde que foi lançado há alguns anos, conseguiu conquistar uma fatia do mercado, só que a concorrência tem crescido muito e a versão 2019 promete algumas inovações para continuar garantindo boas vendas.

Um detalhe importante é que a Volkswagen pretende tirar de linha todos os modelos da família Fox, pois está promovendo uma grande renovação interna e até 2010 já deverá ter parado com a produção destes modelos. No mercado europeu estes veículos nem estão sendo vendidos mais, sendo que por lá são as novas versões do Polo que estão fazendo sucesso. Oficialmente, a Volkswagen não assume que a linha Fox está com os dias contados, mas na prática ninguém mais duvida que este modelo não tem mais futuro na montadora, mesmo tendo conseguido alcançar boas vendas.

E é só observar o tratamento que a VW vem dando ao SpaceFox, que antes contava com 3 versões, mas agora o site disponibiliza apenas uma, que é a Trendline, a opção mais simples.

Agora, tendo apenas a versão Trendline, o SpaceFox conta com volante que tem ajustes de altura e também de profundidade, além de direção elétrica e computador de bordo, que oferece informações importantes para auxiliar o motorista. Na parte externa do veículo, um dos principais destaques são os faróis de neblina e os retrovisores que contam com luzes de direção. Para deixar o visual mais uniforme, os para-choques estão na mesma cor do carro, que ainda conta com rack de teto.

O SpaceFox 2019 também se destaca pela tecnologia oferecida, entre elas a conexão bluetooth que possibilita o pareamento com os smartphones, tem ainda conexão USB e para cartões SD, controle eletrônico de atração e sensores traseiros e dianteiros que auxiliam na hora de estacionar.

No quesito potência, o SpaceFox 2019 não deixa nada a desejar para os concorrentes, contando com motor 1.6 8V de 101 cv com gasolina e 104 cv com etanol, torque máximo de 15, 6 kgfm. Em relação ao câmbio, o consumidor poderá escolher entre manual e automatizado I-Motion, ambos com 5 marchas.

O espaço interno continua sendo um diferencial e o SpaceFox 2019 soube calcular muito bem e garantir maior comodidade para motorista e passageiros, inclusive os do banco de trás. Seja no dia a dia, ou para longas viagens, o veículo se sai muito bem, oferecendo muito conforto. Outro diferencial está no câmbio preciso, por isso nos grandes centros urbanos, onde o trânsito é mais pesado e a toda hora é preciso passar marcha, o motorista sentirá uma grande diferença. E tem ainda um importante detalhe, que é a ampla rede de concessionárias, que oferece total suporte em todo território nacional.

Mas os antigos problemas deste modelo continuam presentes nesta versão e isto pode acabar afastando o consumidor. O SpaceFox 2019 continua com o péssimo isolamento acústico, algo que era para ter resolvido há anos e até hoje segue incomodando os ocupantes do carro. E como este modelo será deixado de lado, é bem provável que a Volkswagen não se preocupe com essa questão nos próximos lançamentos. A visibilidade também continua horrível, obrigando o motorista a ter que ficar mexendo a cabeça o tempo todo, esticando o corpo, para não ter nenhuma surpresa desagradável no trânsito.

O preço do SpaceFox 1.6 Trendline I-Motion 2019 é de R$ 71.395,00 e para justificar tal valor, há uma lista enorme de itens disponíveis: airbags para passageiro e motorista, antena no teto, ar-condicionado com filtro de poeira e até pólen, desembaçador traseiro, tomada 12V no painel central, travamento elétrico para portas e porta-malas, rodas aro 15 polegadas, máscara escurecida nos faróis duplos, direção elétrica e muitos outros.

Por Russel

Volkswagen SpaceFox 2019

Volkswagen SpaceFox 2019


Volkswagen T-Cross 2019 – Lançamento, Características


Modelo irá oferecer muito conforto e potência.

O T-Cross será a nova aposta da Volkswagen no segmento de crossovers e SUVs, porém compactos. O seu lançamento está previsto para o início de 2019, o modelo não teve o seu visual totalmente revelado, porém a partir dos flagras e de algumas informações você já poderá conferir uma certa projeção do visual do crossover, sua produção foi confirmada para a cidade São José dos Pinhais, no Paraná.

O estilo será muito parecido com o T-Cross Breeze, principalmente na parte frontal. Só que o conversível será transmutado em um crossover convencional. Suas lanternas traseiras deverão ser mais ousadas, graças a um contorno de LED e seu visual tridimensional.

Sendo um derivado da plataforma MQB A0, o modelo T-Cross utiliza praticamente a mesma arquitetura do Polo, porém seu porte promete ficar mais próximo de um T-Roc, baseando na MQB A1 usada no Golf. Que foi lançado na Europa, o T-Roc possui 4,23 m no seu comprimento e 2,60 m entre-eixos.

O seu comprimento é maior que o hatch que lhe “emprestou” sua base. Os 4,05 metros na versão do Polo alcançarão aproximadamente os 4,13 m no T-Cross Breeze, apresentado no ano de 2016. Sendo basicamente as mesmas medidas do Seat Arona, onde seu entre-eixos é de dois milímetros ainda maiores que o do Polo.

As medidas deixarão o T-Cross numa posição meio que intermediária para seu segmento. Ele não será tão pequeno igual o Ford EcoSport. Porém, fica distante do Honda HR-V, comparando com um exemplo de crossover.

A motorização é ainda mais forte do que a do Polo. O motor 1.6 16V é um pouco provável para seu projeto, focará nos mais fortes provavelmente 1.0 TSI de 120 cv e também 1.4 TSI de 150 cv. Ele bate de frente com o Jetta mexicano, 1.4 TSI que também será encontrado na picape média-pequena da Volks, e dos modelos Polo GTS e o Virtus GTS. Seu câmbio é automático e será o Tiptronic possuindo seis marchas, sua transmissão manual responderá a uma pequena parcela das vendas.

Portanto, se está procurando trocar de carro em breve, não pode perder essa ótima oportunidade de adquirir uma SUV de primeira qualidade da Volks. O T-Cross virá para revolucionar o mercado nacional da categoria.

Com um design totalmente inovador o modelo provavelmente conquistará o coração de todos amantes de carros.

Não troque de carro este ano, aguarde até 2019 para conhecer essa belíssima máquina, superconfortável e muito potente.

Ideal para viagens a longa distância familiar, onde você terá o máximo de conforto possível, e um ótimo espaço para colocar todas suas malas e de toda sua família. Sem falar que com a potência você chegará muito mais rápido ao seu destino de viagem.

Pelo que já foi visto em outros países esse modelo chegará ao Brasil revolucionando o mercado, com certeza será sucesso de vendas em todas concessionárias da Volks, batendo sua concorrência.

Com as novas tecnologias os carros estão cada vez mais evoluídos, em vários sentidos diferentes. Por isso, é muito importante pesquisar todos os modelos de todas as marcas antes de decidir por uma compra. Pois os carros mudam muito rápido e de um ano para a outra muita tecnologia muda, deixando talvez uma marca melhor que a outra. Ou até mesmo um modelo melhor que o outro.

Por isso é muito importante saber exatamente o que procura em um veículo antes de comprá-lo para não se arrepender depois. Muitos carros oferecem vantagens que talvez não resolva para as suas necessidades do dia a dia. Já há outros modelos que encaixam perfeitamente em todas as suas necessidades.

Por isso, aguarde o lançamento oficial do T-Cross no Brasil para conhecê-lo antes de decidir adquirir um outro modelo.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Volkswagen T-Cross 2019


Volkswagen Jetta 2019 – Características da Nova Geração


Nova geração foi confirmada para ser lançada no Brasil no segundo semestre deste ano.

Um visual com muito luxo e 8 marchas para manter a alta performance nas estradas. O novo Jetta é do segmento dos sedans luxo e o objetivo da Volkswagen é marcar a presença deste modelo.

O destaque do Jetta envolve um design arrojado e muita tecnologia embarcada, além de todos os itens de segurança que este segmento possui. Tem interesse em saber mais como é o Novo Jetta 2019? Continue lendo este texto e descubra as novidades deste carro da Volkswagen.

Literalmente para quem gosta de carros é uma máquina! Já foi confirmado seu lançamento para o Brasil no segundo semestre, será importado do México e desembarca em pouco tempo, no entanto, não há uma data fixa até o momento.

Elogiado e Adorado no Exterior

No México, o Novo Jetta é muito elogiado e adorado pelos seus proprietários. O Jetta foi lançado em 1981 até então já foram vendidos mais de 1,4 milhão de exemplares.

Porém, este fascínio por este modelo começou mesmo em 2010 com o lançamento da 6ª Geração do Jetta e os detalhes de acabamento em plástico mais rígido no painel e seus freios a tambor.

Naquela época a versão era com motor 2.5 e conseguiu bater o volume de vendas dos anos anteriores e com valores bem mais altos.

A 7ª geração é a mais aguardada e um dos fatores para isso é que sua plataforma é alinhada ao Golf e o Jetta passou a ser a versão Sedan do hatch com um comprimento um pouco mais longo e um porta-malas com capacidade para até 510 litros e muito espaço interno para seus ocupantes.

Novidades do Jetta

Uma das novidades do novo Jetta é sua nova grade frontal e os faróis mais alongados que faz com que sua imagem frontal impacte e também mais atraente aos olhos das pessoas.

Existe uma possibilidade de uma nova cor para o lançamento, porém veja quais cores você tem a opção de escolher.

São disponibilizadas seis cores ao total iniciando com o Azul Silk, são duas tonalidades de Preto sendo eles o Preto Mystic e o Preto Ninja, os tradicionais Prata Snow e Branco Puro e finalizando com o Cinza Platinium.

Interior conectado com a Tecnologia

Quando falamos de tecnologia o Jetta é uma referência para os modelos do seu segmento Sedã Luxo. Iniciando pelo seu sistema de informação e entretenimento Infotainment “Discover Media”.

Esse sistema é composto por App Connect onde você tem a possibilidade conectar seu veículo com aplicativos do Smartphone, além de rádio e tela touchscreen, entrada para cartão SD, a sua entrada auxiliar é USB, e não podia faltar o sistema de navegação para não se perder em suas viagens.

Não quer largar o volante de jeito nenhum? Não tem problema, o volante do Jetta é multifuncional com os principais comandos podendo ser executados pelo condutor se a possibilidade de tirar as mãos do volante.

A vantagem da multifuncionalidade no volante é a seleção das mídias, atender ao telefone e o sistema de voz.

Quer mais conforto? Possui o sistema de ar condicionado digital de zonas, além disso, possui refrigeração até no porta-luvas.

Alta Performance nas Estradas

Economia e Potência andam juntas com o Jetta, ou seja, sinônimos de performance nas estradas. Se você tem o costume de dirigir em potência alta, mas tem a preocupação com a economia o Jetta é o carro perfeito.

O TSI é o motor Performance com Economia e foi um dos modelos mais premiados no mundo. O desempenho unido a economia é o seu diferencial.

A motorização são disponibilizados dois modelos o Motor 2.0 Flex e o TSI 1.4 Turbo. A capacidade do seu tanque de combustível é de 55 litros. O motor TSI abastecido com gasolina pode chegar até 150 cv de potência superando o motor 2.0 que chega aos seus 116 cv por não possuir o diferencial turbo.

O consumo médio com gasolina pode variar entre 8,8 km/l na cidade e 10,8 nas estradas, abastecido com etanol o consumo varia entre 6,1 km na cidade e 7,8 km por litro nas estradas.

Segurança em primeiro lugar

O novo Jetta está equipado com sistema de Airbags com 6 ao total sendo com 2 frontais, 2 laterais dianteiros e 2 sistema de cortina. Possui controle de estabilidade trazendo mais segurança nas curvas e ultrapassagens, o sistema automático desacelera o motor e ativa os freios individualmente, quando o volante perde e sai da sua trajetória normal.

Aviso de fadiga visual e sonoro para o motorista que se sente cansado na direção, avisando que é momento para fazer uma parada para alongar as costas e as pernas.

Sistema assistente de ladeira que evita que o veículo volte em aclives. Ao estacionar o sensor de proximidade auxilia o motorista evitando possíveis choques em outro veículo ou objetos.

Versões e Preços

O novo Jetta é dividido em duas versões: a Confortline e a Highline, sendo o diferencial entre elas o piloto automático da versão Confort com controle automático de velocidade.

Os preços das versões são de R$ 94.190 para a Confortline TSI 1.4 e R$ 108.600 para a versão 2.0 TSI Highline.

Por Marcio Ferraz

Volkswagen Jetta 2019

Volkswagen Jetta 2019

Volkswagen Jetta 2019


Volkswagen Golf 2019 – Características, Especificações


Novo modelo é classificado como hatch médio que apresenta em sua configuração atual motores com mais potência.

Os modelos de automóveis que são conhecidos do mercado brasileiro oferecem todos os anos melhorias diferenciadas para que a experiência se mantenha adequada e com a segurança necessária.

Neste sentido, são disponibilizadas para aquisição versões atualizadas por parte das concessionárias que tem no novo Golf 2019 uma das mais recentes opções, cujas informações detalhadas serão abordadas em seguida neste texto.

Aspectos gerais sobre o novo Golf 2019

Ao considerar, de maneira geral, o novo Golf 2019 é preciso mencionar que este é um veículo classificado como hatch médio que apresenta em sua configuração atual motores com mais potência, além de um visual atualizado para os que estão presentes na Europa.

De forma geral, este modelo conta na sua nova configuração com um design diferenciado que apresenta faróis e lanternas contendo LED´s em todas as suas versões disponíveis.

Com relação ao seu desempenho mecânico, o novo Golf 2019 possui, agora, um motor 1.0 TSI que funciona com um câmbio do tipo automático Tiptronic com seis marchas em sua transmissão específica.

Ainda com relação ao seu aspecto mecânico, o Golf atualizado possui uma potência de 128 cavalos quando utiliza etanol e de 116 cavalos se o combustível adotado for a gasolina.

O novo Golf 2019 tem, também, como características de desempenho a capacidade de fazer um torque de 20,4 Kgfm a partir da presença de 2.000 rotações por minuto em uma velocidade que pode chegar a 192 Km/h e, ainda, com capacidade de gastar 10,3 segundos para sair de 0 até 100 Km/h.

Detalhes específicos do novo Golf 2019

As versões diferenciadas do novo Golf 2019 proporcionam melhorias avançadas como na Highline na qual os faróis se apresentam ligados com um destaque cromado que percorre toda a extensão da grade. Além disso, na versão Golf GTI são encontradas ponteiras traseiras e para-choques do tipo esportivos.

No seu interior existem alternativas tecnológicas diferenciadas como a central chamada Composition Media, item de série em todas as suas versões disponíveis, que apresenta tela do tipo touchscreen de 8 polegadas, na qual é possível utilizar plataformas como MirrorLink e Apple Carplay, dentre outras.

Além disso, é possível a utilização de conexões como USB, entradas auxiliares, cartões de memória e dispositivos como o Bluetooth. Este modelo possui, ainda, um quadro de instrumentos moderno denominado Active Info Display.

Este componente do novo Golf 2019 apresenta uma tela com 12,3 polegadas totalmente colorida tendo cinco modos diferentes de exibição com funcionalidades que podem ser acionadas e, ainda, modificadas por meio de teclas presentes no volante deste modelo.

Preços para aquisição do novo Golf 2019

Os interessados em adquirir o novo Golf 2019 podem encontrar as suas diversas versões por valores que oscilam de R$91.790,00 para o VW Golf Comfortline 1.0 TSI Flex Automático até R$143.790,00 para a versão VW Golf GTI 2.0 TSI DSG Gasolina Automático.

Para quem deseja colocar itens adicionais nas versões escolhidas do Golf reestilizado, os seus valores podem ser elevados oscilando, assim, de R$100.000,00 até cerca de R$164.000,00 de acordo com a configuração desejada.

Dentre os opcionais interessantes que podem ser mencionados estão:

  • Ar-condicionado digital, direção hidráulica, controles eletrônicos para estabilidade e tração
  • Revestimento em couro, sensores para obstáculos bem como presença de chuva e luz diferenciada
  • Monitoramento para pressão nos pneus do veículo
  • Teto solar do tipo panorâmico
  • Retrovisores externos com característica rebatível
  • Ajustes elétricos para banco do motorista com opção de apoio para coluna lombar

É importante considerar, ainda, que para o novo Golf 2019, a Volkswagen oferece o serviço de revisão com gratuidade para os primeiros três atendimentos efetuados neste sentido.

Conclusão

Desta forma, o novo Golf 2019 é um veículo que vai proporcionar aos seus usuários um visual diferenciado e com um desempenho mecânico potencializado para o seu uso com a qualidade e satisfação demandadas na atualidade.

Por Ana Camila Neves Morais

Novo Golf 2019


Carros Pessoa Jurídica Volkswagen – Preços e Descontos


Saiba aqui como funciona a política de venda de carros da Volkswagen para Pessoa Jurídica.

Muitos consumidores utilizam do benefício de comprar carros através do CNPJ de suas empresas tanto para uso dos modelos em suas frotas como também para uso próprio dos proprietários das empresas.

Esta prática relativamente comum faz com que as montadoras consigam descontos muitas vezes vantajosos na hora da venda de seus modelos, seduzindo o futuro comprador pelas opções oferecidas, os descontos podem ainda ser maiores de acordo com a quantidade de unidades adquiridas e também o tipo de modelo escolhido.

A Volkswagen oferece descontos em praticamente toda sua linha de veículos, porém, os utilitários tem maior destaque, se o futuro comprador preferir comprar a picape Saveiro ou a picape Amarok, pode encontrar preços melhores, fora isto a montadora alemã se destaca no preço do seu sedã Voyage, na categoria dos compactos.

Enumeramos abaixo alguns modelos oferecidos pela Volkswagen e seus respectivos preços com descontos na modalidade de compra por CNPJ:

Hatch Gol com motorização 1.0 na versão Trendline

  • Preço médio oferecido: R$ 42.990,00
  • Preço médio oferecido para compras com CNPJ: R$ 38.691,00
  • Características do modelo: O Gol já vem nesta configuração Trendline com importantes equipamentos como ar-condicionado, travas e vidros elétricos, além de direção hidráulica. A Volkswagen oferece o seu hatch Gol com motorização 1.6 e nas versões Comfortline e Track, com opção de câmbio automatizado se o consumidor assim preferir.

Sedã Voyage com motorização 1.0 na versão Trendline

  • Preço médio oferecido: R$ 49.990,00
  • Preço médio oferecido para compras com CNPJ: R$ 42.491,00
  • Características do Modelo: O Voyage também é oferecido com os mesmos equipamentos da versão Trendline do Gol (ar-condicionado, travas, vidros elétricos, além de direção hidráulica). A Volkswagen também oferece o Voyage com motorização 1.6 e nas versões Comfortline e Highline, com a opção de câmbio automatizado.

Hatch médio Polo com motorização 1.0

  • Preço médio oferecido: R$ 49.990,00
  • Preço médio oferecido para compras com CNPJ: R$ 47.490,00
  • Características do modelo: O Polo traz uma lista de equipamentos vasta como direção elétrica, sistema de som, ar condicionado, computador no interior do veículo, além de quatro airbags, vidros e travas elétricas, tanto dianteiros como traseiros. A Volkswagen ainda oferece o seu hatch de sucesso nas versões Comfortline e Highline, sempre na motorização 1.6.

Perua SpaceFox com motorização 1.6, na versão Trendline

  • Preço médio oferecido: R$ 59.160,00
  • Preço médio oferecido para compras com CNPJ: R$ 53.835,00
  • Características do modelo: Umas das poucas peruas ainda em comercialização no mercado nacional, a Space Fox em sua versão Trendline oferece alarme, ar-condicionado, abertura de porta-malas através de controle, direção com assistência elétrica e sistema de som interno com entrada USB.

Picape compacta Saveiro, com motorização 1.6, na versão Robust CS

  • Preço médio oferecido: R$ 47.490,00
  • Preço médio oferecido para compras com CNPJ: R$ 37.992,00
  • Características do modelo: O modelo Robust da picape Saveiro tem acabamento mais simples, mas conta com importantes itens de segurança como freio a disco, tanto nas rodas traseiras com dianteiras, tampa traseira com amortecedores, abertura através de sistema elétrico e protetor.

Picape compacta Saveiro, com motorização 1.6, na versão Robust CD

  • Preço médio oferecido: R$ 65.663,00
  • Preço médio oferecido para compras com CNPJ: R$ 52.530,00
  • Características do modelo: Em sua versão Robust CD, a Saveiro já vem com cabine dupla aumentando o espaço interno, a Volkswagen ainda oferece a picape Saveiro em mais três versões, a Trendline, a Cross e a Pepper, todas com a mesma motorização 1.6, mas com potências diferentes dependendo da versão.

Picape média Amarok, na versão S CD

  • Preço médio oferecido: R$ 132.210,00
  • Preço médio oferecido para compras com CNPJ: R$ 103.123,00
  • Características do modelo: Um dos modelos com maior desconto oferecido pela Volkswagen, a Amarok, possui uma grande quantidade de itens de série como bloqueio do diferencial, controle de estabilidade eletrônico, direção com assistência elétrica, ar-condicionado, controle para declives de maneira automática, dentre outros. Caso tenha interesse, o consumidor pode ainda escolher entre as versões Trendline, Highline e Highline Extreme, tanto com cabine simples ou dupla e motorização a diesel biturbo de 2.0.

Autor: C.B


Volkswagen Gol 2019 – Especificações, Características


Nova geração chega com visual dianteiro renovado e nova tecnologia interna.

A atual geração do Volkswagen Gol está no mercado brasileiro há pouco mais de duas décadas. Ao longo de todos esses anos, o nome continuou, mas seu design, quanta diferença.

Recebeu diferentes atualizações estéticas e tecnológicas ao longo do tempo e a mais recente já foi apresentado no Brasil: o Volkswagen Gol 2019.

Tanto o sedan quanto o hatchback tiveram suas mudanças concentradas na frente, com uma certa igualdade com a dianteira e as opções de acabamento internas já apresentadas em veículos da mesma montadora como a Saveiro.

As duas versões terão apenas uma única opção de acabamento o que parece ser uma espécie de estratégia da VW, que visa facilitar o número de opções no momento da venda de seus veículos no país.

Há um novo design de faróis, que agora são apresentados em tamanhos maiores. O novo Gol 2019 também chega com um detalhe que incorpora o design diagonal dos faróis de neblina e se alinha as mais recentes transformações estéticas da marca global.

Acabamento interno

Na parte interna do novo Volkswagen Gol 2019, a principal novidade é resumida em um novo sistema de infoentretenimento com tela sensível ao toque e software mais avançado, agora com navegação e compatibilidade com o Android Auto e o CarPlay.

O restante é o mesmo da versão anterior do veículo. Volante multifuncional, ajuste de banco, suporte para celular com entrada USB de série, ar condicionado manual e painel geral com computador de bordo.

Ficha técnica mecânica

No plano mecânico, suspensão e direção permanecem os mesmos.

Porém duas alterações não chamaram muito a atenção, mas é importante citar. O motor de 1.0 com três cilindros e 12 válvulas, disponível nos modelos hatch e sedan, obteve um pequeno aumento de 2 cv de potência quando o veículo for abastecido com etanol.

Com essa nova configuração, o Gol 2019, modelo hatch chega a 100 km/h em 13,1 segundos e com uma velocidade máxima de 167 km/h.

O motor 1.6 não passou por nenhuma alteração, ele continua a gerar seus 104 cv a 5.250 rpm e 15,6 kgfm a 2.500 rpm.

Segundo a montadora, o câmbio também continua o mesmo, manual de cinco marchas.

Pacote de opcionais

A montadora oferece três pacotes de opcionais para quem quer garantir mais conforto para seu novo Gol 2019.

O primeiro é o "Urban completo" onde é possível acrescentar: alarme, chave tipo canivete, retrovisores e maçanetas da mesma cor do carro, grade dianteira pintada de preto, retrovisores com ajuste elétrico que é coordenado com o acionamento da marcha ré, vidros elétricos dianteiros e traseiros, para-sol com espelho, farol de neblina, lanterna traseira com máscara negra entre outros.

O outro pacote "Interatividade Media Plus" é possível adicionar sistema de rádio com 4 alto-falantes, 2 tweeters, entre outros opcionais ligados ao som.

Por fim, com o pacote "Interatividade Discover Media" o usuário pode pedir que seja acrescentado tela multimídia sensível ao toque que acompanha sensor de aproximação. Neste kit os opcionais são mais ligados a tecnologia como sistema Android Auto, Apple CarPlay, MirrorLink e Bluetooth.

Para quem não deseja adquirir nenhum pacote de opcionais, itens como vidros dianteiros elétricos, travas elétricas nas portas, além de rodas feitas em aço de 14” para motores 1.0 e 15” na motorização 1.6 com calotas, já vem de fábrica.

Quanto às cores disponíveis, o Volkswagen Gol 2019 tem como opções para personalização estética cinco opções. Branco, preto e vermelho que são os tons sólidos, enquanto prata e cinza são os metálicos.

O Volkswagen Gol 2019 deve estar nas concessionárias em junho deste ano. Com valores que partem a partir de R$44.990,00 na opção de motor 1.0. O preço para a motorização 1.6 ainda não foram reveladas pela montadora.

Por Ana Beatriz de Oliveira

Volkswagen Gol 2019


Volkswagen Virtus 2019 – Características, Novidades


Modelo presa o conforto, tecnologia e beleza.

O Virtus dá a ideia principal de um carro que seja novo no mercado, porém não é bem isso, os brasileiros o conhecem como o Volkswagen Polo, que como todos já sabem é bem popular no Brasil, mas isso não quer dizer que não seja um ótimo carro com um aspecto mais novo e bom desenvolvimento.

Como quem já viu pode afirmar, os carros produzidos pela Volkswagen, não tem nenhuma vantagem a mais, pois todos são do mesmo padrão de qualidade e características, enxergando talvez o Virtus como um Volkswagen Jetta em uma versão um pouco menor, por serem bem parecidos, mas também lembra um Voyage com design mais futurístico e mais desenvolvido. As rodas do veículo são um pouco diferentes, não eram apresentadas pela marca até agora, porém combina muitos com o design da montadora, que simboliza uma coisa moderna, mas que ao mesmo tempo é simples.

Apesar de comparado ao Polo, o modelo chega sendo maior que ele, devido a sua mudança de plataforma de montagem, isso possibilita ao condutor que tenha um conforto maior ao dirigir em relação ao Polo Sedan. Assim como seu novo motor que está dentre as opções de venda que é o 1.0L, que está utilizando uma tecnologia bem famosa atualmente (TSi).

Características

Mesmo não sendo o que a Volkswagen queria passar de mensagem, o Virtus traz uma visão mais esportiva do que seus outros carros, isso devido a alguns detalhes contidos, como seu spoiler traseiro, que normalmente é usado em carros mais esportivos, a sua frente que demonstra um estilo mais baixo e mais agressivo, e suas linhas, que vêm sendo bem usadas atualmente em todos os tipos de esportivos.

Em seu interior a predominância do preto é visível, isso atrai muitas pessoas, pois ultimamente essa cor vem ficando bem famosa em interiores, trazendo uma simples ideia de luxo, ainda mais quando combina com a cor externa. O seu volante reforça ainda mais a ideia de um veículo esportivo, pois é esse o seu modelo, o que garante ao condutor uma direção mais precisa e leve.

Assim como seu interior em preto, alguns outros acessórios buscam a ideia do luxo e conforto, como exemplo disso, o carro possui um sistema de estacionamento semiautomático, que significa a maior facilidade na hora de estacionar por causa de seus sensores que indicam o quão perto ou longe está de encostar em algo. O seu ar-condicionado, com liberação em duas zonas, para que não só o motorista tenha conforto, mas também o carona possa sentir esta sensação.

Para quando forem fazer viagens longas com o veículo a Volkswagen pensou em tudo, um teto solar panorâmico ajudará muito, tanto para a ventilação interna quanto para a vista que trará uma experiência totalmente boa para os passageiros, e é esse o foco, que os passageiros possam se sentir bem ao estarem dentro do Virtus.

Consumo

Segundo os testes feitos, seu consumo é muito bem desenvolvido, principalmente para a categoria, isso graças às novas tecnologias inseridas para maior economia de combustível e menos poluição da natureza.

Preços e versões

Atualmente no marcado são encontradas três versões do Volkswagen Virtus, e é bem provável que isso se mantenha sem mudanças.

  • 1.6 MSI TOTAL FLEX com transmissão manual;
  • 1.0 200 TSI COMFORTLINE (que garante ainda mais o conforto) na versão de transmissão automática;
  • 1.0 200 TSI HIGHLINE também com transmissão automática.

Os preços das versões vão variar conforme o quão completo é o modelo, por exemplo, caso for o Virtus menos completo o preço sai em média R$ 59.990, já na versão mais completa o preço é de R$ 79.990.

Ficha técnica

  • Motor – 1.6
  • Válvulas – 16V
  • Cavalos de potência – 110 cavalos com gasolina e 117 cavalos com etanol
  • A velocidade máxima do 1.6 chegou a 193 km/h
  • Transmissão manual de 5 marchas

Em relação ao 1.0 TSi

  • Motor – 1.0 TSi
  • Potência em cavalos – 116 cavalos com gasolina e 128 com etanol
  • Velocidade máxima – 192 km/h
  • Transmissão automática de 6 marchas

Por Russel

Volkswagen Virtus 2019

Volkswagen Virtus 2019


Volkswagen Golf GTE e e-Golf – Lançamentos no Brasil


Novas gerações do híbrido Golf GTE e do elétrico e-Golf serão lançadas no Brasil em breve.

A indústria automobilística tem como uma de suas principais características se reinventar com a intenção de sempre agradar a um número maior de consumidores e com isso consegue vender mais carros. As marcas que fazem parte deste setor sempre tentam trazer inovações com cada lançamento. E um anúncio da Volkswagen realizado no final de 2017 representa justamente toda essa inovação. A empresa divulgou que em 2018 lançaria dois novos modelos no Brasil: Volkswagen Golf GTE e o e-Golf. O primeiro se trata de um veículo híbrido e o segundo de um carro elétrico. Confira agora todas as informações sobre esses novos lançamentos da marca alemã.

O anúncio da empresa para trazer estes novos modelos para o país

O brasileiro é um dos povos mais apaixonados por carro, hoje no país se tem uma infinidade de marcas que possuem fábricas ou que exportam seus veículos para serem vendidos pelo território nacional. Devido a este fato e sabendo que a economia nacional voltou a melhorar, a empresa decidiu que em 2018, o Volkswagen Golf GTE e o e-Golf seriam comercializados no país. Com a intenção de oferecer aos consumidores duas novas possibilidades mais sustentáveis e com um bom custo-benefício.

Informações sobre o Volkswagen Golf GTE e também as vantagens de um carro híbrido

O Golf GTE é um modelo esportivo de quatro portas. Com linhas modernas, o GTE possui uma frente com mais detalhes, como as linhas do capô. Além disso, em seu para-choque se tem linhas nas extremidades que foram um pedaço de um quadrado. Os faróis deste modelo também estão mais potentes. Pois, agora possuem luzes de LED. Tanto na parte dianteira quanto na traseira.

Por dentro, o GTE foi reformulado. O seu painel agora é revestido com um material mais resistente. Os bancos também estão com novos tecidos e novas posições para reclinação. Já o motorista ganhou um painel mais interativo, com cores mais vivas e mais high-tech. No painel do conduto, é exibido o desenho do carro e dependo da função que é acionada, ela é representada pelo desenho.

O Volkswagen Golf GTE ainda conta com dois motores, um de 102 cavalos (versão elétrica) e outro de 150. Ele tem seis marchas. Este modelo consegue atingir o 100 km em menos de 8 segundos. Ele possui o recurso “plug-in”, ou seja, ele pode ser recarregado com o uso de uma tomada. No caso do uso da bateria, você consegue rodar 50 km. Além disso, para recarregá-lo é necessário um pouco mais de 03 horas.

Existem muitas vantagens de se possuir um carro híbrido, sobretudo, pela liberdade que este veículo proporciona ao dono. Em caso de crises de combustível, como falta ou elevação do preço, o fato de se ter como carregar o automóvel é muito interessante. Além disso, se tem uma diminuição de poluentes no meio ambiente. Por fim, também é um veículo valorizado, na hora de revender talvez o preço não caísse tanto e o dono tenha um lucro maior em comparação à venda de veículos tradicionais.

Dados sobre o e-Golf e as vantagens de um carro elétrico

O e-Golf é muito semelhante ao Volkswagen Golf GTE. Tanto na parte externa e na parte interna. Entretanto, em relação ao design consegue se notar duas diferenças. A primeira é o para-choque enquanto o Golf GTE possui aquela faixa com grandes que lembram “escama de peixes”. O e-Golf não tem um desenho tão acentuado. O para-choque é mais clean, assim podemos dizer. A outra diferença é na parte de trás do automóvel, o Golf GTE parece ter uma traseira mais saliente, enquanto o e-Golf parece contar com uma traseira mais reta.

O e-Golf é um carro totalmente elétrico. O seu motor é de 136 cavalos. Ele consegue rodar cerca de 300 km com a sua bateria recarregada. E o carro demora por volta de seis horas para ser recarregado. O e-Golf demora menos de 10 segundo para atingir o pico dos 100 km.

Sobre a venda e preços

Ainda não se tem informações sobre o começo das vendas e também os valores de cada um dos veículos para mais informações: https://www.vw.com.br/pt.html.

Por Isabela Castro

Volkswagen e-Golf

Volkswagen Golf GTE


Volkswagen Voyage 2019 – Características, Especificações


O novo Voyage 2019 vem repleto de novas tecnologias e design.

Todos os anos novos carros e novos modelos são apresentados no Brasil, pois o público brasileiro muda a cada ano o seu gosto. Foi pensando nisso que a Volkswagen nos presenteou com um novo Voyage 2019 repleto de novas tecnologias e design. Se você quer ficar por dentro de todas as novidades desse carro ou está desejando trocar o seu por ele venha conferir nosso artigo.

O novo Volkswagen chega ao mercado brasileiro com alterações e grandes novidades Sendo assim, o carro vai ficar mais moderno ganhar novo visual, além de um novo interior mais refinado e com várias tecnologias. Por isso, preparamos esse artigo para você que deseja trocar de carro e conferir os preços, ficha técnica e consumo de combustível.

Os carros Sedan têm origem na Alemanha e já estão em pauta no Brasil há muitos anos. Desde 1981 quando o primeiro modelo foi lançado no Brasil e criado a partir da plataforma do Gol com o intuito inicial de ser uma versão Sedan do Popular Volkswagen Gol.

Dentro do Volkswagen Voyage algumas mudanças também foram realizadas, porém de grande maioria estética. Em seus motores sofreram algumas alterações para minimizar os mesmos.

Em 2016 o segundo facelift aconteceu, já com modelo de 2017 o Gol e Voyage receberam diversas alterações que fizeram com que o carro tivesse aparência mais atual, que os brasileiros provavelmente já conhecem muito bem, que seria um aumento da tecnologia com a introdução de um sistema de multimídia dentro do veículo que é uma das coisas que também devem radicalizar o visual do interior do novo Voyage 2019.

Essa pegada mais moderna e atual promete atrair muitos compradores, pois a Volkswagen já andou nos dando alguns Spoilers, divulgando imagens do novo Voyage 2019.

Junto com toda essa tecnologia a montadora também nos promete um acabamento de primeira linha que certamente irá agradar os olhos, o que certamente deverá continuar no novo Voyage 2019 é a tri-cilíndrica, assim como as versões anteriores. Ou seja, o novo Voyage 2019 será inspirado nos antigos lançamentos da Volkswagen, porém ficará mais alinhado a nova identidade da marca segundo padrão de acabamento do interior para três novos compradores para o novo Voyage 2019.

A previsão de lançamento do novo Voyage no nosso país, deve ser apresentado no final deste ano provavelmente no próximo Salão do Automóvel de São Paulo que acontece em novembro de 2018.

Para você que está interessado no novo Voyage, ele oferece 7 opções de cores sendo elas azul lagoon, cinza platinum, prata tungstênio, branco cristal, preto ninja, prata siruis, e vermelho flash.

Outra novidade é que seu volume será multifuncional, o porta-malas será maior e será integrado o sistema infotainment, com transmissão autorizada de cinco velocidades. Além de 2 airbags, ar-condicionado, banco do motorista com ajuste de altura, banco traseiro com encosto rebatível, direção assistida, direção hidráulica, painel de instrumentos conta-giros, para-sol com espelho para passageiro, tomada 12 Volts no console central, travamento elétrico das portas, velocímetro e marcador do nível de combustível, vidros dianteiros elétricos vidros com travas elétricas e volante multifuncional.

Demais, né? Se você se interessou por este novo carro e gostou de todas as suas multifuncionalidades, fique por dentro do lançamento desta máquina e garanta o seu. O preço poderá variar de R$ 43.600 a R$ 61.290, dependendo do motor e do modelo que você escolherá.

O Inmetro, que é o órgão responsável por realizar avaliação de consumo do Voyage 2019, tem até o momento a seguinte média guardada para o sedan:

Motor 1.0

Média de 8.7km/l com álcool e 12.9km/l com gasolina na cidade.

Média de 10.5 km/l com álcool e 15.4 km/l com gasolina na estrada.

Motor 1.6

Média de 7.5km/l com álcool e 11.1 km/l com gasolina na cidade.

Média de 9.4 km/l com álcool e 13.3 km/l com gasolina na estrada.

Por Gabriel Pierini

Volkswagen Voyage 2019

Volkswagen Voyage 2019


Volkswagen Tarek – Novo SUV será lançado no Brasil


Novo SUV tem previsão de chegar ao Brasil em 2020 com novidades.

A empresa Volkswagen em sua apresentação de novos SUV's que estarão em breve em comercialização no mercado chinês, mais especificamente do Touareg que era o carro de maior foco, abriu portas e deu um espaço para a apresentação de um novo carro, a mesma causou curiosidade e surpresa em quem assistia a palestra, pois nela foi apresentado o novo "Powerful Family SUV", mais conhecido como Tarek, este é o futuro SUV médio global, será produzido na Argentina a partir de 2020, isso apesar de parecer longe, está muito mais perto do que imaginamos, se formos pensar em tempo de anos um ano e meio não é quase nada. Ele tem alguma semelhança com o sketch, que foi apresentado também pela marca há alguns dias atrás, porém não é necessariamente igual, inclusive a empresa também fazia uma transmissão ao vivo e nela no final conseguiu-se perceber a escrita "Tharu", o que descarta toda essa relação de semelhança. Foi informado pelo dono da empresa que o modelo será sim vendido no Brasil e seu nome, por enquanto, não quer dizer que é a ultima opinião continua sendo Tarek.

Produção "camuflada"

Apesar de não divulgado publicamente toda essa história da produção do carro acabou sendo descoberto por algumas pessoas, pois em ocasiões especiais os donos da empresa da América Latina acabaram dando o nome Tharu para um modelo que futuramente vem a ser o carro Tarek, ou seja, o novo SUV da Volkswagen. Mas para camuflar a produção os donos da empresa preferiram dizer que esse nome era dado para um novo modelo de carro que estava sendo produzido na mesma, mas como já dito não demorou muito tempo para que os internautas conseguissem identificar algumas "falhas" em seus discursos, em uma divulgação dos novos modelos, está contida com 20 slides, o nome "Tharu" aparecia exatamente no modelo que hoje vem a ser o Tarek.

No final da apresentação A empresa divulgou algumas legendas, estas continham especificações de consumo dos carros e os motivos de não serem vendidos na Alemanha, dentre eles tinham alguns modelos como Thayron e o Tharu, como não se tinha conhecimento sobre esses modelos tudo leva a indicar a confirmação da hipótese de que esse seja o nosso SUV o Tarek.

O que o modelo traz? Especificações e Características

Ao assistir a divulgação do novo modelo percebeu-se que o Tarek traz as características de um SUV apresentado pela empresa há algum tempo atrás, ele traz os mesmos traços de design, com a intenção de trazer um veículo global. Das últimas imagens divulgadas desse suposto lançamento, a única coisa que o diferencia do Powerful Family SUV é a cor por que nas outras imagens não reais divulgadas o carro trazia uma cor mais amarela ou talvez até mesmo puxado para o verde, na apresentação da empresa ele apareceu com a cor marrom, mas o marrom mais discreto. A frente foi basicamente inspirada no Atalas ou conhecido como Teramont levou a uma breve conversa sobre os executivos da marca dizerem que é realmente um "mini-Treamont", ou seja, ao mesmo tempo que se há felicidade de um novo SUV chegar ao nosso mercado, alguns estão descontentes com toda essa "camuflagem" da empresa em não apresentar de vez o veículo.

Independente disso e do nome que será colocado em nosso mercado, no Brasil, o carro infelizmente chegará apenas em 2020, mas como previamente dito não é um tempo tão grande. Esta demora devido a nosso país vizinho Argentina divulgar em um blog de automóveis que o modelo será fabricado por ultimo lá, sendo produzido antes no México e na Rússia.

Por Gustavo Martins

Volkswagen Tarek

Volkswagen Tarek


Volkswagen Golf 2019 – Especificações, Características


O novo Golf 2019 está muito mais potente e muito mais tecnológico, recebendo, na parte interna, um design muito mais bem elaborado e sofisticado que os anteriores.

Uma das mais famosas e bem-sucedidas indústrias automotivas do planeta está prestes a fazer estrear um inédito veículo, trabalhando em cima de seu projeto. Assim, a companhia Volkswagen, por meio de seus engenheiros, atua sobre as mudanças destinadas a promover o novo Golf 2019, que é parte da linha que compõe a atual geração. Assim, este novo modelo estará repleto de novidades que a empresa pretende divulgar de modo antecipado na pré-estreia do novo Golf 2019. Serão detalhados aos diversos atributos dessa linha e os seus respectivos valores no mercado, a sua ficha técnica e a capacidade consumo em termos de combustível.

Historicamente falando, indústria alemã Volkswagen elaborou esse modelo em 1974 para o mercado europeu, cujo título era: Volkswagen Golf. A meta sobre a criação desse veículo estava em fabricar um típico carro que competisse dentro do segmento dos famosos Hatch esportivos de grandes performances, popularmente conhecidos pela alcunha de Hot Hatchs. Portanto, naquele momento, a empresa Volkswagen percebeu que devia elaborar um veículo dentro dos padrões de uma plataforma bem mais diferenciada, o que resultou na, até então inédita, geração de carros Hatchbacks munidos de tração dianteira.

Consequentemente, dado o sucesso advindo da primeira geração do modelo Volkswagen Golf, no seio de um mercado diversificado, a companhia, percebendo que progredia nesse ponto específico, manteve-se investindo no mesmo modelo fazendo surgir uma segunda geração do Golf, agora suplementado pela versão intitulada GTI, munida de intensa potência, sobretudo na época em que foi lançado, equipado com força de 139 cavalos de potência, o que na Europa daqueles dias era quase único, tornando-se, por conseguinte, um dos mais populares veículos do continente.

Com relação às novidades segue a relação abaixo:

Entre as versões mais potentes está o Golf R20, o qual, embora possua o mesmo tipo de bloco do GTI, munido de 220 CV, foi, no entanto, sublimado no sentido de alcançar a incrível marca de 270 CV em potência, ou seja, uma força descomunal para um típico hatch de leve porte. Essa nova geração do Golf 2019 contará com a presença de uma versão intitulada I.D, ou o hatch sustentável promovido pela mesma montadora alemã. Haverá positivas alterações no visual, embora não haja mudanças radicais. De acordo com os engenheiros, as mudanças mais significativas estão sendo produzidas no interior do veículo.

Este novo Golf 2019 será bem mais moderno; muito mais interativo e estará mais carregado de tecnologia. No que toca ao motor, a companhia Volkswagen investe intensamente em versões cada vez mais potentes, tal como no GTI e no Golf R, os quais estão respectivamente munidos de motores com força de 250 de CV e 350 de CV. Portanto, o New Golf 2019 está se tornando muito mais potente e muito mais tecnológico, recebendo, na parte interna, um design muito mais bem elaborado e sofisticado que os anteriores.

A relação de versões e valores do novo Golf 2019 segue abaixo:

Atualmente, o Volkswagen Golf possui versões como a Comfortline de motor 1.0 TSi, estilo Flex; a versão intitulada Highline de motor 1.4 TSi, estilo Flex; a versão Highline Tiptronic de motor 1.4 TSi, em estilo Flex e a versão GTI de motor 2.0 TSi estilo DSG. Eles estão aparelhados com câmbios de três tipos, ou seja, o manual com 6 marchas; o câmbio de tipo automático em seis velocidades escalares e o câmbio automático munido de dupla embreagem ao modo sequencial, suplementado pelo modo automático com 6 marchas, em conformidade com a versão.

Os preços no mercado são os seguintes:

A série Volkswagen Golf está sendo comercializada na sua versão mais básica dentro do valor de R$4.990,00, embora a versão Golf GTI, muito mais completa que as demais, chegue às concessionárias da VW pelo valor de R$128.867,00.

Por Paulo Henrique dos Santos


Volkswagen Tiguan Allspace 2019 – Especificações, Características


O Volkswagen Tiguan Allpace 2019 tem um enorme espaço interno, capaz de transportar 7 passageiros com muito conforto e segurança.

O Tiguan Allspace 2019 merece um grande destaque por seu enorme espaço interno. Ele foi projetado para ter 7 passageiros e recebê-los com muito conforto. Essa notícia vai animar principalmente as pessoas que gostam de andar com o carro cheio. E, por isso, ele vai agradar a muitos consumidores, já que uma das características mais desejadas em um carro novo é seu espaço. E nesse quesito o novo carro da Volkswagen vai agradar. As outras informações sobre essa máquina incrível vão estar logo abaixo.

VW Tiguan Allspace é grande e chamativo

Essa versão da VW veio para agradar aquelas pessoas que gostam de um carro grande, que possibilita o conforto na parte interna e chama muita a atenção na parte externa. Se esse é o seu caso, essa versão é indicada para você. O mais bacana do quesito “espaço” desse carro, é que ele é grande em diversos detalhes que estão presentes desde o capô até o porta-malas. Ele também é indicado para as pessoas que tem crianças na família, pois além do conforto ele ainda oferece segurança também.

Carro com muita modernidade

O Volkswagen Tiguan Allspace 2019 é um carro com muitos detalhes modernos e que o tornam mais desejado ainda. Para quem tem um senso crítico muito aguçado, vai perceber que esse carro possui detalhes bem modernos e que vão ajudar na rotina diária de qualquer motorista, mesmo aquele que acha que não se liga tanto em modernidade. Alguns de seus itens são incríveis, veja abaixo:

– Faróis de LED com sistema automático Kingston

– Teto solar

– Sistema Easy Open/ Easy Close

– Rodas de liga leve aro 18

Entre outras coisas.

Carro com muita beleza externa

O novo modelo da VW traz uma beleza externa invejável e que pode abalar a maioria dos seus concorrentes. Esse carro trouxe uma mudança significativa e que deixou o modelo um pouco robusto, porém, ele não deixa de ser um carro com características luxuosas. Essa combinação perfeita torna esse carro irresistível.

Informações sobre o motor

A versão de entrada desse carro possui motor 1.4 que faz 150 cv de potência máxima. Além disso, ele possui câmbio manual de 6 marchas o que certamente irá agradar a todos os seus usuários. Já a versão Top de linha oferece um motor de 2.0 e câmbio manual de 6 marchas. Então a conclusão é que esse carro oferece muita potência e não vai desagradar quem estiver no volante.

Carro com tração dianteira

Volkswagen Tiguan Allspace 2019 possui tração dianteira, e esse detalhe também é um diferencial da marca. E com esse tipo de tração o carro consegue andar melhor em pistas molhadas, com lamas e deslizantes. E essa característica desse carro funciona como um detalhe direto a segurança do motorista e dos outros ocupantes do carro. E, por isso, se torna um ponto positivo, principalmente para quem está à procura de um carro seguro.

Novo carro da VW tem porta-malas gigante

Outro detalhe muito positivo desse carro é que ele tem o porta-malas com capacidade máxima de 1.760 litros, porém, esse volume se mantém assim se a segunda e terceira fieira de bancos estiverem rebaixadas. Caso precise usar todos os bancos o porta-malas diminui seu espaço. Então o usuário deve ter em mente que quando seu carro não precisar levar tantos passageiros, ele tem essa liberdade de espaço.

Valor do carro

Essa informação é muito importante para quem já está de olho nesse modelo. E o valor inicial desse carro é de R$130.000,00. Não é nada fora do padrão e até já era esperado, pois o usuário vai comprar um carro espaçoso, muito moderno e com segurança para o motorista e todos os passageiros.

Essas são as informações do VW Allspace 2019!

Por Cristiane Amaral

Volkswagen Tiguan Allspace 2019


Volkswagen Touareg 2019 – Características, Especificações


Novo modelo teve modificações em suas dimensões para aumentar seu espaço interno.

Uma das grandes novidades da Volkswagen está chegando, depois de uma longa caminhada com flagras e teasers até a sua estreia. Trata-se do Touareg 2019, que finalmente teve a sua revelação como um SUV que vem recheado de tecnologias para os seus usuários mais exigentes.

Considerado o modelo mais barato de uma linha de veículos que usa a famosa plataforma MLB Evo, que inclui veículos como o Lamborghini Urus, Porsche Cayenne e Audi Q7, o novo Touareg foi criado para aumentar o espaço interno. Isso porque ele está mais longo (comprimento de 4,878 metros), mais largo (1,984 metros) e mais baixo (1,702 metros).

Essa mudança em suas dimensões colaborou na capacidade total do porta-malas, que foi dos antigos 697 litros para os atuais 810 litros. Nesse total, não é considerado o rebatimento possível em bancos traseiros, que aumentam ainda mais essa disposição.

Porém, mesmo com todo esse crescimento, a troca de plataforma ajudou na perda do peso total do automóvel, que perdeu cerca de 106 kg. Isso se deu graças ao uso de materiais mistos como o alumínio e, ainda, pelos “aços de alta tecnologia”, como descrito pela própria Volkswagen.

Exterior requintado

O novo Touareg vem com mudanças significativas em sua parte frontal, com uma grade imitando a aparência do Arteon, um sedan com os faróis unidos e conectados com a grade. Com essa nova diferença, o SUV traz um ar mais pomposo e, ao mesmo tempo, imponente e forte, se diferenciando do restante da linha de crossovers da montadora.

Já na parte traseira, o nível de mudanças não seguiu a mesma regra da frente, com leves evoluções em comparação com o veículo anterior. O novo SUV possui o seu nome escrito de forma mais ressaltada e localizada no centro da tampa de seu porta-malas, rodeado ainda com lanternas de LED.

Na lateral, nota-se em um primeiro momento o perfil com uma linha alta, passando essa por cima das maçanetas. Perto da coluna A, há também uma janela pequena de vidro que enfatiza com todo o requinte as enormes proporções do Touareg.

Em relação aos faróis, esses não são os mesmos de Full-LED que são encontrados em outros modelos. Sendo assim, eles possuem uma tecnologia da marca Audi, que é considerada como uma das mais avançadas no setor automotivo. São nada mais nada menos do que 128 lâmpadas de LED em cada um dos faróis, podendo ser ativados de forma individual.

Conforme a Volkswagen, a potência é inovadora. Sendo assim, é possível transformar uma escuridão total em claridade em apenas um toque.

E mesmo na versão mais básica, o carro vem com as rodas de 18 polegadas, diferente da geração anterior que vinha em17 polegadas. Em modelos de topo de linha, as rodas oferecidas são de 21 polegadas, sendo todas em liga leve.

Interior para impressionar

As mudanças no interior são de impressionar. As versões mais bem equipadas do Touareg 2019 vêm com um painel de instrumentos digital, sendo esse de 12 polegadas e atuando em dupla com a sua gigantesca tela que é sensível ao toque, com 15 polegadas.

Essa é a primeira vez que a montadora alemã usa esse modelo de produção, movendo as entradas do ar-condicionado para baixo do console central. Tem-se, portanto, mais espaço para a tela, que traz uma boa parte das funções disponíveis, excluindo os botões físicos.

Para os amantes de tecnologia, tudo está disponível nele, desde o sistema para visão noturna até a movimentação das quatro rodas. Porém, é claro que alguns dos equipamentos vêm acompanhados de um custo adicional, como a suspensão a ar, teto panorâmico, sistema de som Dynaudio, bancos dianteiros ventilados, ar-condicionado de quatro zonas, controle eletrônico de amortecedor, e muito mais.

Motor potente

Assim que chegar na Europa, o Touareg 2019 já será disponibilizado com uma dupla de motores 3.0 V6 turbodiesel, nas opções de 285 cavalos e 231 cavalos de potência. Já no segundo semestre, o V6 de 340 cv de potência e abastecido com a gasolina deverá chegar na linha.

E no topo da linha, o motor 4.0 V8 diesel vem com os 421 cv, com torque o suficiente para os mais aventureiros. Para o público chinês, a novidade fica por conta da versão híbrida com a potência combinada em 367 cv.

Ao que tudo indica, os planos da VW é de trazer ao Brasil boa parte dos modelos do SUV. Porém, a mesma estuda ainda estratégias de lançar outros crossovers no mercado brasileiro. Resta, portanto, aguardar e ver tudo que o futuro nos reserva.

Por Kellen Kunz

Volkswagen Touareg 2019

Volkswagen Touareg 2019


Novo Volkswagen Tarek – Primeiras Imagens


Modelo será lançado para concorrer com o Jeep Compass.

Em meio ao crescimento nas vendas de SUVs no mundo todo, a Volkswagen já está correndo atrás do prejuízo acumulado devido ao pequeno investimento no setor. Isso se deu já que a montadora não tinha mostrado grande interesse em lançar novos modelos no segmento.

Com o novo mercado, somente para o ano de 2018, a alemã pretende lançar seis novos SUVs. E o destaque especial é para um compacto que já tem data de estreia na China em agosto. Trata-se de um modelo inédito e com produção confirmada para a Argentina até o ano de 2020. E o melhor: sua distribuição será global.

Como é conhecido internamente, o crossover Tarek será comercializado no Brasil para competir diretamente ao sucesso de vendas lançado pela Jeep, o Compass. O preço estimado do veículo é na faixa dos R$ 100 mil, podendo estar acima do valor.

Projeção do Tarek: o que podemos aguardar?

Apesar de ser uma novidade e tanto divulgada pela Volkswagen, ainda não há apresentação oficial do SUV, principalmente em relação ao visual do veículo. Porém, a montadora compartilhou um esboço preliminar sobre o mesmo durante a sua conferência anual para a imprensa. Com ele, especialistas conseguiram realizar uma projeção que ilustrasse um pouco mais sobre o Tarek, dando uma boa noção do seu design.

E o resultado, como não podia deixar de ser, surpreende. O SUV terá uma grade frontal de presença, bem larga e faróis com dimensões na mesma proporção. Para se ter uma base, o mesmo foi feito pela marca com outros modelos, como a nova geração do Tiguan, recentemente, e o Atlas.

E tudo indica que pouca coisa irá ser alterada do esboço feito para o modelo real, de forma a manter o estilo geral do para-choque. As alterações serão feitas somente nas entradas de ar nas laterais, sendo que as luzes de neblina devem seguir na parte inferior.

Já na parte traseira, infelizmente, não há nenhuma imagem que possa ser usada de base, necessitando da inspiração do autor nas linhas usadas pela fabricante para a sua produção, principalmente para o novo Tiguan. Porém, como se sabe, esse projeto não deve estar muito longe da realidade, já que a Volkswagen é uma das montadoras que mais reforçam e padronizam a identidade visual na maioria de seus carros.

Na parte interna do Tarek, pode-se esperar que ele possua semelhanças com os demais lançamentos da marca, como é o caso do Jetta e do Polo. Porém, devido ao seu posicionamento e preço, tudo tende a se encaminhar para um nível de acabamento interno de um sedã médio.

SUV bem equipado

A montadora alemã tem chamado o veículo como o “SUV das pessoas”, de forma a passar a imagem de que ele será um veículo acessível e, ao mesmo tempo, virá bem equipado. Por isso, o que se pode esperar em termos de tecnologias é uma central multimídia comandada pelos gestos de seus usuários, com um painel digital Active Info Display e um controle de cruzeiro adaptativo, com itens que também aparecem em uma nova geração do Jetta.

Outras especificações

A plataforma do novo SUV é a MQB, a mesma utilizada no Golf. Como base será usado o Skoda Karoq.

A filosofia do Tarek é de ser mais barato do que o Tiguan, com dimensões semelhantes às apresentadas pelo modelo sueco, que possui 4,38 metros de comprimento total. Se levado em conta essa medida, ele ficaria apenas 4 cm menor do que seu concorrente Jeep Compass, rival direto na categoria.

A motorização fica por conta de um 1.4 TSI de 150 cavalos de potência, motor já produzido no Brasil. Quem buscar uma versão mais potente pode ainda optar pelo 2.0 TSI com potência de 200 cavalos. Ambas as versões terão transmissão automática Tiptronic de seis marchas.

Então, enquanto o Tarek não chega, podemos dar uma olhada nos outros modelos para o nosso mercado, como a nova geração do Tiguan, que chega ao país no primeiro semestre e na versão Allspace com sete lugares. Ainda, no fim do ano é a vez do T-Cross, um crossover com base no Polo, que deverá ser apresentado no evento do Salão do Automóvel de São Paulo, no mês de novembro.

A montadora estuda ainda trazer o Atlas para o mercado brasileiro, graças às vendas nos Estados Unidos. Por aqui, o nome oficial estudado é o Teramont, assim como é usado na China.

Kellen Kunz


Volkswagen Virtus 2018 – Preço e Novidades


Conheça aqui mais detalhes sobre o Novo Volkswagen Virtus 2018.

Os apaixonados pelo universo automobilístico e pelos sedãs compactos já tem mais um motivo para ficar ligado na acirrada disputa no mercado no setor. Isso porque a Volkswagen apresentou essa semana o seu novo modelo Virtus, considerado uma versão esticada de outro sucesso de vendas da montadora, o Polo.

Compartilhando da mesma plataforma que esse, bem como do igual desenho da dianteira e de um painel extremamente moderno, a missão do Virtus é preencher uma lacuna entre o Voyage, que ocupará a posição de sedã de entrada, e o Jetta, com nova geração revelada no Salão de Detroit. No total serão três versões: a MSI, a Comfortline e a Highline. Já os motores vem em duas opções, sendo esses de 1.6 aspirado e de 1.0 turbo.

Dimensões do Polo e do Virtus

Apesar da comparação do Virtus como sendo uma versão sedã do Polo, pode-se dizer que o novo carro é maior. Na fita métrica, são 42,5 cm a mais, devido a um porta-malas mais saliente e com capacidade de 521 litros, garantindo a maior eficiência para acomodar toda a bagagem de uma família maior.

Na criação do Virtus, o crescimento do entre-eixos do Polo foi de um total de 8,5 cm, totalizando em 2,65m. Essa medida é igual ao do atual Jetta.

Em comparação, pode-se pegar o Chevrolet Cobalt, um dos destaques pelo seu espaço interno com 2,62 m de entre-eixos. E se compararmos com a sua “geração” antecessora, o Virtus possui 19 cm a mais no espaço para as pernas do que o conhecido e antigo Polo Sedã, que vinha com 2,46 m de entre-eixos.

MSI, Comfortline e Highline: qual escolher?

Considerada a versão de entrada do Virtus, a MSI usará um motor 1.6 aspirado e com 117 cavalos de potência, sempre utilizando o câmbio manual com cinco marchas. Seu preço parte de R$ 59.990 e integra no valor quatro airbags. Porém, o mesmo não recebe controles para estabilidade e para tração de série e nem central multimídia, sendo itens opcionais. Outros agregados possíveis são: rodas de liga leve, sensor de ré, volante multifuncional e muito mais.

Já a versão intermediária, a Comfortline, vem com o motor 1.0 TSI de 128 cv e com torque de 20,4 kgfm. O câmbio é automático e de seis marchas e o custo parte de R$ 73.500, incluindo o controle da estabilidade. Além disso, há uma grande gama de opcionais para se tornar um veículo focado em tecnologia.

E a versão topo de linha, chamada de Highline, custa a partir de R$ 80.000, sendo a única que pode agregar o opcional painel digital. Com todos os equipamentos instalados, o sedã pode chegar aos R$ 85.600.

Justificando o alto custo, a Volkswagen explica que o automóvel inova trazendo uma espécie de “assistente pessoal” que ajuda o motorista na direção. O Watson, como é chamado, é o resultado de uma parceria da montadora com a americana IBM e funciona através de um aplicativo instalado no smartphone. Com ele, é possível fazer perguntas muito simples sobre os sistemas do carro, descobrindo a melhor forma de solucionar dúvidas ou de como utilizá-los.

Testado pela Latin NCAP

Em um teste recentemente feito pelo Latin NCAP Advanced Award, que obtém os resultados em relação aos carros que trazem poucos riscos e lesões aos pedestres em um caso de atropelamento, o Volkswagen Virtus manteve um excelente desempenho de segurança, bem como já havia acontecido com o Polo.

Um dos detalhes levantados pelo teste e que mais chamam a atenção é que o Latin NCAP não considerou necessário o teste no modelo para simulações de acidentes contra poste e dianteiro. Sendo assim, o veículo foi utilizado somente para a simulação de acidente com colisão lateral contra um outro carro. Isso aconteceu pois o Virtus é um derivado do Polo, na prática.

Na proteção a crianças, o carro conquistou 43 pontos de um total de 49 possíveis. Já na segurança aos adultos, o modelo chegou aos 32.56 pontos, de uma escala que termina em 34.

Porém, o que garantiu as cinco estrelas ao Virtus no quesito de segurança foi o seu bom desempenho no exame que simula o acidente lateral. De um total de 16 pontos, o sedã chegou aos 15.88, o mesmo índice levantado em testes frontais em proteção de adultos. No de crianças, a proteção somou 22 dos 24 pontos possíveis.

Ficou curioso e quer saber mais? A boa notícia é que a previsão para a chegada do Virtus aqui no Brasil já é para fevereiro deste ano. Por isso, resta aguardar essa curta espera e ficar de olho nas novidades que vêm sendo divulgadas sobre o modelo.

Kellen Kunz