Análise Honda HR-V Touring 2020 – Test Drive


Modelo chega às concessionárias mais caro e com motor turbinado.

Novo lançamento da gigante japonesa está em fase de testes. Trata-se do modelo HONDA HR-V TOURING, munido de novo motor turbo e preço elevado. Este novo automóvel está equipado de motor 1.5 turbo em 173 CV, constituindo um tipo de SUV potencializado com capacidade de atingir uma velocidade de zero a 100 km (h) na marca de 8,2 segundos, porém, estando disponível por 139.900 mil.

A primeira versão, lançada há dois anos, o modelo HR-V Touring estava munido de motor 1.8 e era comercializado pelo valor de 105.900 mil.

A nova estreia da companhia Honda está equipada de modo mais perfeito, no sentido de completo. Este novo SUV compacto está aparelhado, como foi citado, de motor 1.5 turbo, movido a gasolina, suplementado pela turbinada.

Este novo modelo HR-V estruturado na seguinte configuração:

São 2,61 metros no entre eixos, que proporciona grande aproveitamento de espaço interior, seja na região acima da cabeça dos passageiros, como também para os ombros e as pernas, e tudo isso sem mencionar a capacidade de modularidade dos bancos.

Em termos de motorização e mecânica, o Honda Touring está mais potente e mais atraente, sendo que o já citado motor está equipado com quatro cilindros e é importado diretamente do Japão, o que justifica o seu alto valor no mercado internacional.

Ainda sobre sua mecânica:

Este veículo é movido apenas a gasolina, acrescido de injeção direta e de um comando duplo tipo variável, dado que o motor apresenta desempenho de 173 CV. Ao longo do período de testes, alguns especialistas tiveram chance de realizar uma breve análise do seu funcionamento na pista anexa à fábrica da empresa, estabelecida no Sumaré, região interior do estado de São Paulo.

Entre as demais especificações, foi possível avaliar o seguinte:

O automóvel apresenta uma espécie de comportamento que não é explosivo, embora apresente os seus 22,4 KGFM no torque, que entregam em torno de 1.700 a 5.500 giros. O novo ponteiro do velocímetro opera de modo a subir de modo gradativo, sem reagir numa pancada inicial, que é típica dos VW turbinados.

Em termos de marchas:

Está munido de um câmbio tipo CVT, que é capaz de simular sete marchas, apresentando operação automática muito próxima à de um câmbio mais convencional, suplementado de um conversor para torque, sobretudo quando os movimentos de troca na caixa são efetuados por meio das aletas do volante.

Outra análise mais profunda é do sistema de exaustão, levando em conta que os engenheiros da Honda decidiram alterar o assoalho traseiro. Esse tipo de transformação, infelizmente, estreitou um pouco o porta-malas, o qual diminuiu de anteriores 437 litros, presentes nas outras versões, para os atuais 393 litros (porém, se trata de um SUV compacto, é compreensível). Sobre o seu teto está instalada uma eficiente antena, produzida em estilo de barbatana de tubarão, quase um aerofólio, muito estilosa, discreta.

Esta é uma das mais estonteantes criações automobilísticas apresentadas neste primeiro semestre de 2019. O Japão é uma nação que está sempre surpreendendo em tecnologia, entre as suas grandes apresas, está Honda Motor Company.

Em termos de design e funções internos:

Embora pareça completo, o painel ainda não é de tipo digital; embora com central equipada de interface muito mais moderna, que provê respostas com maior eficiência e precisão; os bancos são elétricos; as saídas de ar e a entrada tipo USB também estão disponíveis na parte de trás.

Outra vantagem está na versão Honda Sensing, que consiste em um pacote de direção semiautônoma, munida de um controle para cruzeiro adaptativo; de sensor de ponto cego; de frenagem automática e do auxílio para faixa, que é uma função instalada só no Accord.

Paulo Henrique dos Santos


Honda HR-V 1.5 Turbo 2019 – Novidades e Ficha Técnica


Confira aqui os principais prós e contras do novo Honda HR-V 1.5 Turbo 2019.

Novamente a companhia automobilística japonesa Honda está surpreendendo seus clientes. O novo modelo HR-V consiste no sétimo veículo de maior aquisição em todo o mundo.

Produzido sobre a base da plataforma estendida para o Fit, este SUV faz parte do segmento B, estando em concorrência com grandes marcas, tais como a Jeep e a Nissan. Entretanto, o HR está munido de vantagens a mais que os seus concorrentes. Ele está vazado em um amplo espaço interior, possui um porta-malas com capacidade para até 448 litros, sendo um veículo bem mais versátil em diversos sentidos, portando o chamado banco traseiro tipo mágico, que articula o assento na vertical de modo a ser possível transportar nesse espaço mais objetos.

Ele está equipado com um motor 1.5 turbo, que pertence ao Civic Touring. Sua estreia está programada para o evento anual no Salão de São Paulo. Toda a configuração será a mesma já produzida para o modelo Touring, projetada e instalada no anterior modelo Top de Linha. A comercialização em território brasileiro se dará a partir do final do primeiro semestre de 2019. O valor no mercado nacional será superior aos R$ 108.500, que abarcam o atual modelo EXL, porém, os especialistas acreditam que ele não chegue a custar mais 128.500 reais, que é o valor atual do Civic Touring.

Entre outros atributos estão:

Um propulsor de quatro cilindros com desempenho de 182 CV e e mais 24,5 KGFM em torque, apresentando registros que superam os 139 – 140 CV, respectivamente a etanol e a gasolina, além de 17,4 e 17,3 KGFM a partir da marca de 4.800 rpm ou 5.000 rpm por meio de gasolina.

Esta mesma plataforma sofreu algumas alterações, entre as quais está a função de montagem dos dispositivos ditos amortecedores de desempenho. Estas peças não estão integradas ao suporte de suspensão, sendo que sua função essencial está em fazer amortecer a vibração produzida sobre a estrutura e fazer estabilizar as posições das rodas frontais, com relação às rodas traseiras.

Entre outros retoques operados pelos engenheiros da companhia, estão as rodas adaptadas para modelos com pneus mais largos, na escala de 225-50, em aro R18. Outro detalhe que fecha este aperfeiçoamento é da presença de uma espécie de sintetizador de som, o qual funciona de modo a fazer cancelar as frequências que são desagradáveis e intensifica as mais refinadas e mais audíveis, por meio do sistema de som.

A ficha técnica deste modelo, essencialmente, é a seguinte:

  • Está munido de motor transversal, que funciona por 4 cilindros em linha, com dimensão de 1.498 cm³; com 16 válvulas; movido a gasolina; possui turbo; opera por meio de Intercooler e está suplementado de injeção direta;
  • Sua potência é de 182 CV na escala de 5500 rpm;
  • O sistema de torque é de 24,5 KGFM numa escala entre 1.900 e 5.000 rpm;
  • O sistema de câmbio, integrado à sua tração dianteira, é de tipo manual em seis marchas;
  • Está equipado de direção Elétrica;
  • Possui a chamada suspensão de tipo independente da McPherson, que está instalada na parte dianteira e na traseira, junto ao eixo de torção;
  • O sistema de freios à disco é de tipo ventilado na parte dianteira e de discos sólidos na parte traseira;
  • Os modelos de pneus e de rodas são da escala 225-, aro R18;

Suas medidas oficiais são:

O comprimento é de 4,36 metros; a largura é de 2,01 metros; a altura é de 1,60 metros; o entre eixos mede 2,61 metros; seu tanque tem capacidade para até 50 litros; o porta-malas tem capacidade para 448 litros e, em sua totalidade, o automóvel pesa 1.341 kg.

Paulo Henrique dos Santos


Honda Civic 2019 – O Que Mudou, Novidades, Ficha Técnica, Preços


Confira aqui todos os detalhes do novo Honda Civic 2019.

O Novo Honda Civic 2019 já teve seu primeiríssimo aparecimento nos Estados Unidos, e mostrou em algumas fotos, que saíram junto com seu lançamento em setembro de 2018, suas renovações e mudanças. A marca ainda aproveitou o lançamento para divulgar mais fotos da nova versão do Touring, que além de mudanças no design, também mostrou outras novidades do sedã produzido no interior de São Paulo.

A reestilização do novo Honda Civic 2019 é esperada no país, mas ele ainda não tem data prevista para seu lançamento. Ficou curioso para saber o que foi que mudou? Para conhecer mais detalhes, continue lendo.

O que mudou?

A grande verdade é que as mudanças são bem singelas. A grade frontal agora está pintada de preto, algo que só era visto na versão Sport, e o para-choque recebeu detalhes cromados, perto das luzes de neblina.

Já o para-choque traseiro com a extensão do friso cromado, e as rodas de liga leve também foram redesenhadas. Enquanto isso, a parte interna do veículo não teve seu design alterado, mas ganhou novos equipamentos. Os botões físicos da central de multimídia são novos e a lateral esquerda possui conexão Android Auto e Apple CarPlay. Segundo a Honda, a conexão Bluetooth foi melhorada também.

O novo Honda Civic 2019 ganhou freios de estacionamento eletrônico, na versão dos Estados Unidos, com função Brake Hold de série. Painel de instrumentos com 7 polegadas e tela TFT. O modelo Civic EX, tem adicionados ar condicionado automático, em duas zonas diferentes, com ajuste elétrico para o banco do condutor.

Promessas cumpridas

Segundo a empresa, tudo que foi prometido no antigo modelo do veículo, foi alterado e o Novo Honda Civic 2019 terá os mesmos atributos dos carros nos Estados Unidos, com pacote Honda Sensing. Um kit de segurança que adiciona farol alto e frenagem automáticas e emergência, além de detecção de pedestres, assistente de permanência em faixa e o controle de cruzeiro adaptativo. Isso significa que a expectativa de que o Civic Touring passe a ter esse pacote é grande.

Características mecânicas

Já no motor, o novo Honda Civic 2019 vendido lá fora será o mesmo, mas as versões usam o motor 2.0 aspirado de 160 CV e 19 kgfm, enquanto que no modelo que será trazido para o Brasil, terá 155 CV e 19,5 kgfm, abastecido com etanol.

O modelo das versões EX, EXL e Touring terá as configurações de 1.5 turbo de 176 CV com 22.4 kgfm na versão americana. No Brasil, essas configurações ficam um pouco limitadas para as versões à gasolina.

As opções de transmissão são de 6 marchas manual, ou automática CVT, que simula 7 marchas.

Ficha técnica Honda Civic 2019

Segundo informações da marca, a nova ficha técnica do Civic poderá ter os seguintes atributos:

  • Motor: 1.5 turbo com 176 CV e botão de partida
  • Comprimento 4.637 mm
  • Altura 1.433 mm
  • Distância entre eixos 2.700 mm
  • Largura 1.799
  • Peso 1.275 kg para o manual e 1.285 kg para o automático
  • Peso total 1.695 kg
  • Tanque de combustível com capacidade para 56 litros
  • Porta malas com capacidade para 525 litros.

Consumo do novo Honda Civic 2019

De acordo com os testes realizados pelo INMETRO, é possível calcular os gastos médios que os veículos apresentam em determinada “pista” e com combustíveis diferentes. O Honda Civic 2019, tem como resultados esperados:

– Motor 2.0 flex

  • Abastecido com gasolina: média de 10.2 km/L rodados na cidade.
  • Abastecido com gasolina: média de 13.4 km/L rodados na estrada.
  • Abastecido com etanol: média de 7.1 km/L rodados na cidade.
  • Abastecidos com etanol média de 9.3 km/L rodados na estrada.

– Motor 1.5 turbo

  • Abastecido com etanol: média de 12.0 km/L.
  • Abastecido com gasolina: média de 14.6 km/L.

Preço

Os preços esperados para a nova versão do Honda Civic 2019, são de:

  • Sport: a partir de R$ 96.400,00.
  • EX: a partir de R$ 99.900,00.
  • EXL: a partir de R$ 106.200,00.
  • Touring: a partir de R$124.900,00.

Por Susan NogArt


Novo Honda City 2020 com Motor 1.0 Turbo


Modelo deve ganhar novo design e pode ser apresentado no segundo semestre de 2019.

Uma das maiores companhias no ramo de automóveis está com novo lançamento. A organização Honda Motor Company consiste em uma das mais importantes fabricantes de automóveis e motocicletas em todo o mundo.

Muitos especialistas saíram a campo e conseguiram registrar flagras do novo modelo Fit. Portanto, o que era inédito aos olhos do público interessado, já não é mais, dado que agora estão surgindo as primeiras notícias desta sétima geração do Honda City, que em realidade, se trata de uma derivação de Sedã.

Entre outras fontes que participaram da prévia divulgação, está a revista tailandesa Headlight, responsável pela antecipação de dados mais interessantes, como o agendamento da apresentação destes três-volumes, a qual será realizada ainda neste ano de 2019, possivelmente em evento no Salão Internacional da própria Tailândia, no mês de dezembro.

Trata-se de um tipo de sedã que está moldado em novo design, cuja inspiração vem do New Accord, que estará equipada de um motor tipo 1.0 turbo, em três cilindros, acrescido de uma versão híbrida, que utiliza o tipo 1.5 aspirado e uma dupla de motores elétricos. Assim como o City de fabricação nacional, ele foi todo repaginado para o ano de 2018, tornando-se desde então a nova geração, que estará em constante processo de evolução e com modelos agendados para comercialização no ano de 2020. Alguns especialistas brasileiros arriscam o palpite de que este novo veículo será apresentando Salão do Automóvel, em São Paulo.

Conforme os dados lançados ao público, pela especializada Headlight, este novo Honda City está sendo produzido dentro da nova identidade visual da companhia, que se iniciou por meio do sedã Accord. Deste modo, a sua grade frontal está bem maior, instalada próxima do para-choque.

A parte da barra cromada está elevada até a altura do capô e segue em curva até os faróis, em um contorno elegante. O consumidor poderá esperar por mudanças operadas, também, na parte traseira, que estará munida de novas lanternas, tipo "V"; além de novidades processadas em seu interior.

Embora esteja sendo produzido em novo design, o Honda City deverá ser mantido em suas medidas, dentro do atual padrão de fabricação, de modo que não se aproxime muito do modelo Honda Civic. O novo automóvel precisa causar impacto, porém, sem perder as suas principais características.

Junto à mudança processada sobre o estilo, este novo sedã estará equipado de novos motores. A alternativa inicial será o motor 1.0 turbo, em três cilindros, que é o mesmo instalado no Honda Civic, produzido na Europa, o qual também estará presente na nova geração do modelo Fit.

Sobre a mecânica:

Este primeiro motor pode gerar desempenho de 128 CV e mais 20,4 KGFM de torque, de modo a trabalhar com um câmbio manual de seis marchas. Bem ao contrário do Honda Civic, que tem a alternativa de transmissão automática em nove marchas, o Honda City estará munido de um CVT em versão desprovida de embreagem.

Com relação à segunda alternativa, se trata de versão híbrida, a qual funciona por meio do conjunto anteriormente instalado no modelo Accord e, posteriormente, foi instalado no modelo Insight. Este é um motor composto em 1.5, aspirado e suplementado de uma dupla de motores elétricos.

Apesar de toda essa gama de notícias, a integridade dos dados ainda não está totalmente revelada. Todo o aparato e o sistema ainda estão em testes. Alguns especialistas palpitam que seu desempenho estará abaixo do modelo Insight. Este mesmo tipo de mecânica será utilizado na nova geração do Honda Fit, cuja estreia poderá se dar no mês de setembro, no Japão.

Paulo Henrique dos Santos


Novo Honda Fit 2020 – Novidades


Modelo deverá chegar em setembro deste ano.

A Honda Motor Company, Limited consiste em uma doas mais importantes indústrias produtoras de automóveis e motocicletas em todo o mundo.

Recentemente a empresa fez anunciar previamente o novo Honda Fit 2020, que estreará em setembro deste ano.

Trata-se de um Fit com design atualizado, sendo que esta linha foi lançada há pouco mais de um ano em território brasileiro. Entretanto, exatamente do outro lado do planeta, a companhia Honda está providenciando novo lançamento para esta geração.

Por meio da especializada revista nipônica BestCar, foram angariados alguns dados essenciais, dado que alguns executivos representantes da companhia realizaram uma sessão especial junto aos concessionários existentes no Japão, ao longo da qual foram anunciadas diversas informações precisas, entre elas o agendamento da apresentação desta quinta geração do Fit no período do outono de 2019. A meta é realizar a pré-estreia no mês de setembro, e o início de sua comercialização nas lojas a partir do primeiro semestre de 2020.

Os especialistas estão na expectativa de que este novo Hatch chegue ao consumidor aparelhado de motor 1.0 turbo, com três cilindros e suplementado por nova versão híbrida.

Estes dados estão em perfeita compatibilidade com as notícias difundidas por meio da mídia japonesa, a qual fez reportar que esta quinta geração do Honda Fit chegará às concessionárias no início do ano de 2020.

Os especialistas reportam que este Hatchback foi flagrado em testes em algumas regiões, sendo que foi reconhecido e ganhou antecipada projeção, realizada também por meio da revista BestCar, de modo a adiantar que este automóvel é produzido em maior porte, contendo a pegada de “minivan”. Um dos detalhes que mais chamam a atenção, ao observar a imagem capturada do veículo, sendo um atributo coincidente com os demais modelos flagrados, está no estilo em que foi vazado em configuração diversa do modelo atual, munido de uma grade frontal bem menor e de uma barra cromada, instalada entre os dois faróis, produzida em um desenho mais espesso, ou seja, é mais grossa.

Em termos de mecânica, ele estará aparelhado da seguinte maneira:

O motor 1.0 turbo, com três cilindros; haverá, conforme dados difundidos, versões com motor 1.5 e mais uma versão alternativa em estilo híbrido, operando por meio do mesmo sistema híbrido instalado no modelo sedã Insight, com motor 1.5 à combustão e mais dois motores elétricos, de modo que este veículo tem como meta superar a marca dos 40 km/l, de acordo com o método de medição muito utilizado no Japão.

Para a atual versão intitulada Fit Hybrid, comercializada no país de origem, foi registrado um rendimento preciso de até 34 km/l.

De acordo com a mesma revista especializada, a BestCar, o modelo Fit 2020 estará munido de um espaço interno muito maior que os seus antecessores, dada a ampliação operada sobre o veículo, suplementada por otimização sobre o layout do interior. Outros atributos são:

A presença do sistema Honda Sensing, munido de quatro sistemas para auxílio ao motorista, ou seja, o dispositivo de controle de cruzeiro adaptativo; o assistente de permanência sobre faixa; o aviso prévio de colisão frontal e mais o sistema de frenagem de emergência.

Embora a estreia deste new Honda Fit esteja agendada para este mesmo ano de 2019, sua estreia no Brasil se dará somente em 2020. Certamente a comercialização deste mesmo veículo iniciará, por aqui, a partir do segundo semestre do ano vindouro.

Provavelmente, o novo Honda Fit 2020 será oficialmente apresentado aos consumidores brasileiros ao longo da próxima edição em sessão no Salão do Automóvel de São Paulo, para o ano que vem.

Vale a pena conferir esta novidade.

Fotos: Bestcarweb

Paulo Henrique dos Santos


Honda Accord 2019 – Lançamento no Brasil, Especificações


Apesar das mudanças, o Acoord 2019 continua cumprindo com o bom papel de carro completo e com ótimo desempenho, principalmente pelo novo câmbio automático de dez marchas estreado na minivan Odyssey.

Apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo, o novo Honda Accord será lançado no Brasil em 2019. O modelo contará com um pacote único de equipamentos e será vendido a R$ 198.500. O valor é justificado pelo pacote de recursos tecnológicos. O sedan de luxo está em sua décima geração e vem equipado com o motor 2.0 turbo o mesmo empregado no Civic Type R e não mais o V6 3.6 aspirado das antigas versões.

Lançado no ano passado nos Estados Unidos, o novo Accord estará disponível nas concessionárias brasileiras a partir do primeiro semestre de 2019. Apesar das mudanças, o Acoord 2019 continua cumprindo com o bom papel de carro completo e com ótimo desempenho, principalmente pelo novo câmbio automático de dez marchas estreado na minivan Odyssey.

Os pontos fortes continuam sendo o espaço interno, o conforto e o excelente pós-venda disponibilizado pela Honda. Em contrapartida, o modelo sofre uma grande depreciação no preço, logo nos cinco primeiros anos após a compra.

Com medidas robustas, o modelo possui comprimento de 4,91 m por 1,47 m de largura, distância entre eixos de 2,77 m e altura de 1,85 m. O porta-malas, com seus 574 litros, é um dos mais espaçosos da categoria. Por dentro, o veículo continua muito espaçoso, sobretudo com o ganho nas dimensões em relação a nona geração. Essas alterações fizeram com que a distância entre as fileiras de bancos fosse aumentada, permitindo que o condutor dirija mais próximo do assoalho.

O atual motor foi modificado e recalibrado, gerando até 256 cavalos de potência e torque de 37,7 mkgf. O V6 3.6 aspirado, que acaba de ser aposentado pela Honda, era capaz de gerar 280 cv e 34,6 mkgf de torque. Para dar maior estabilidade a essa “máquina” a Honda disponibilizou o que há de melhor em relação à direção, que é elétrica e com assistência de estabilidade MA-EPS (Motion Adaptive – Electric Power Steering), suspensões MacPherson (dianteira) e Multi-link (independente traseira).

Honda Sensing – novo pacote tecnológico

Vale ressaltar que desde 2016, o modelo passa por reformulações e recebeu novos aprimoramentos técnicos e estéticos, como a adição de mais itens de segurança e tecnologia. A ideia da montadora japonesa é se posicionar no concorrido segmento de sedans de luxo. O destaque para o lançamento são do pacote tecnológico Honda Sensing, um conjunto de itens de série destinados a maioria dos veículos da marca vendidos nos Estados Unidos, como o Civic.

Entre eles estão o controlador de velocidade adaptativo com frenagem de emergência, bancos com ajuste automático, assistente de permanência na faixa, chave presencial smart key, faróis totalmente em LEDs com sensor de acendimento automático e sistema honda LaneWatch.

Além deles, o novo Accord conta com sistema multimídia de 7 polegadas touchscreen com navegador integrado e integração para celulares Android e iPhone, bluetooth, ar-condicionado automático Dual Zone com saída de ar para o banco traseiro, controle de velocidade de cruzeiro (piloto automático), entradas HDMI e conexões USB, GPS, computador de bordo e volante com acabamento em couro.

São muitos itens que tornam o Accord um sonho de consumo, mas o design também impressiona. O visual está mais ousado, em especial pelas linhas horizontais inspiradas nas do Civic. Os detalhes cromados proporcionam maior charme ao modelo que está disponível apenas em 2 cores: Platinum Silver Metalic e Crystal Black Pearl.

Ficha técnica

· motor 2.0 turbo;

· 256 cavalos de potência e torque de 37,7 mkgf;

· Comprimento de 4.910 m;

· Altura de 1.475 m;

· Largura de 1.850 m;

· Distância entre eixos de 2.77 m;

· peso total bruto de 2.060 kg;

· volume do porta-malas de 574 litros;

· tanque de 56 litros

· consumo médio de 9,6 km por litro;

· rodas de liga leve 18 polegadas com pneus 235/45 R18;

· smart key;

· faróis totalmente em LED.

Por Robson Quirino de Moraes

Honda Accord 2019

Honda Accord 2019


Honda Accord 2019 – Novidades e Preço no Brasil


Modelo chega com motor 2.0 e custará quase R$ 200 mil.

Em sua décima geração, o sedã de porte médio-grande da montadora japonesa teve uma mudança radical. O lançamento foi no ano de 1976. Conservadoras linhas foram deixadas para trás, adotando um estilo arrojado, tendo um vidro traseiro inclinado, remetendo à carroceria no estilo cupê. É um fato que se encontra na moda dos automóveis e também se aplica aos utilitários esportivos.

O Honda Accord teve seu comprimento diminuído, entretanto, o espaço de entre-eixos aumentou 5,5 centímetros, deixando o espaço interno maior. Suas lanternas de trás possuem um formato bumerangue, sendo a assinatura nova da montadora em todos seus sedãs, como no Honda Civic. Seus faróis são estreitos e em LED, assim como os auxiliares, na dianteira cromados com enorme grade. Sua carroceria, que possui solda a laser, acaba por dispensar guarnição que encobre a junção dos painéis laterais e tetos.

Caso contrário da utilização do propulsor aspirado V6 com 3.5 litros, passou a fazer uso de um turbo de 2.0 litros, movido à gasolina e com potência menor, atingido 256 cavalos diante dos 278 cavalos presentes no V6. Entretanto, o torque é maior, atingindo 37,7 kgfm contra os 34,8 kgfm do anterior. Além deste fato, seu torque máximo já se encontra disponível a partir dos 1.500 giros. Já do V6 o torque máximo se dava com 4.900 rotações. A transmissão é automática com 10 velocidades e da própria Honda, enfatizando a economia na sétima marcha.

Honda Accord pretende brigar com Mercedes e BMW

Seu esmerado acabamento interno possui materiais macios em seu painel central e também nos forros de porta. Encaixes e arremates bem feitos. Seus bancos dianteiros possuem regulagens elétricas, memória e ventilação. O quadro de instrumentos conta com um velocímetro digital fixo, entretanto, seu conta-giros poderá dar espaço para outras configurações com consumo, navegação, etc. Na parte superior de seu painel central encontra-se o display com 8 polegadas. Diversas informações podem ser projetadas em seu parabrisa. Recarrega celular através de indução.

A marca tem diversa ambições com a geração nova do modelo, visando a concorrência com o BMW Série 5 e também a Mercedes Classe E.

Em um veículo de tal nível, não dispensa assistente para frenagem de urgência, para permanecer em sua faixa de rolamento, alerta de pontos cegos através de câmeras e controle de distância do veículo a frente. Oito airbags, além de conta com controles de estabilidade e tração.

Ágil, porém grande e pesado

Ao pilotar no lançamento, logo se percebe que suas rodas, que possuem 19 polegadas, juntas com seus pneus de perfil 40, considerado baixo, acabam por deixar desconfortável aos transitar por ondulações e remendos presentes no asfalto. Sua alavanca para troca de marchas deu lugar aos comandos eletrônicos com facilidade de operação. A direção do veículo é leve ao realizar manobras e aumento o peso quando aumenta a velocidade, além de ter uma sensibilidade boa. O baixo nível de ruídos na parte interna é percebido facilmente também. Por meio de 3 microfones são captados os sons dos ruídos de seu rolamento enviando esta frequência de som oposta fazendo com que o incômodo se anule.

Ao rodar com modo esportivo, existe uma interferência na direção e no motor. O modo turbo já joga seu tronco contra o banco. Existe o modo econômico ainda. De acordo com Inmtro, o consumo bate a marca de 9,3 km por litro ao dirigir pela cidade, já na estrada atinge 12,3 km/l. A marcha pode ser trocada através das borboletas atrás do volante. O deslizamento das mãos acontece no volante, pelo revestimento liso.

O novo Honda Accord será comercializado em apenas uma versão e em três diferentes cores: branca, prata e preta. O valor será de R$ 198.500.

FILIPE R SILVA


Recall Honda HR-V – Problema no Freio Traseiro


Chamado envolve modelos do veículo produzidos entre 2016 e 2018.

Uma das maiores marcas automotivas do mundo, a Honda, anunciou no início do mês de novembro de 2018 que vai iniciar um grande processo de “recall” de um de seus maiores sucessos de vendas no Brasil: O HR-V.

A empresa fez o anúncio através dos meios de comunicação ligados ao setor automotivo e divulgou a data de 12 de novembro para que os consumidores brasileiros possam se dirigir a qualquer uma das concessionárias da rede espalhadas pelas diversas capitais brasileiras para a correção do defeito detectado nos veículos deste modelo.

Qual o defeito identificado que necessita de um recall urgentemente?

Segundo a Honda, existe a necessidade imediata da troca de uma peça do sistema de freio traseiro do veículo, que não foi aprovado em alguns testes feitos pela montadora e acusou um falha grave de funcionamento.

A peça, em questão, é um falha de fabricação de um dos pistões de calipers que é responsável por acionar o sistema de freio a disco nas rodas traseiras.

De acordo com o marca, este componente apresentaria um sério vazamento do gás hidrogênio, que é utilizado como responsável pelo acionamento do sistema.

Como resultado do processo defeituoso, o gás poderá atingir o fluído de freio do sistema e levar ao aparecimento de bolhas, com a imediata redução da eficiência do sistema de frenagem.

Qual a preocupação imediata da Honda para com os proprietários dos modelo HR-V?

Segundo o comunicado divulgado pela marca nos meios de comunicação e em todas as concessionárias brasileiras, o defeito detectado nos testes mostrou o sério risco que muitos proprietários deste modelo estão correndo em sofrer uma série de lesões e traumas que podem ser fatais, além de sérios prejuízos materiais.

Mantendo a sua constante preocupação com seus consumidores, a montadora convoca a todos os proprietários da marca a verificarem se o chassi de seu respectivo modelo se encontra dentro da numeração a ser submetida ao processo de recall.

Segundo os dados divulgados pela empresa, no Brasil deverão ser cerca de quase 20.000 veículos afetados pelo defeito, depois que foi feito um levantamento dos lotes fabricados em território brasileiro que utilizaram o sistema com a peça defeituosa.

De antemão, segundo a fabricante, farão parte do grupo os modelos fabricados entre 2016 e 2018. Para se certificar melhor, os donos deste modelo deverão fazer a consulta pelo número do chassi.

Caso você não saiba aonde localizar a numeração do seu modelo, basta consultar o manual do fabricante e ele vai informar qual o local do seu veículo você deve encontrar esta classificação. Se mesmo assim, haja alguma dificuldade, basta levar o seu carro a uma concessionária mais próxima e os técnicos irão identificá-lo facilmente para você.

A Honda definiu a data de 12 de novembro para o início do processo e será preciso que, em alguns casos, o consumidor precise ligar para a sua concessionária para que seja feito o agendamento da troca.

A substituição do componente defeituoso não vai acarretar custo algum para os seus respectivos proprietários, conforme divulgado pela montadora.

Para os modelos fabricados em 2016, deverão realizar o recall aqueles fabricados entre 05 de maio de 2015 e 02 de setembro de 2016, com numeração do chassi iniciado em 8C3RV e 93HRV.

Para o ano de 2017, estão incluídos os carros fabricados entre 06 de setembro de 2016 e 29 de junho de 2017, com chassi iniciando em 8C3RV e 93HRV.

A mesma classificação se aplica para os modelos 2018 fabricados entre 01 de junho de 2017 e 28 de setembro de 2018 e para a mesma numeração inicial dos modelos dos anos anteriores.

Caso você seja proprietário de um HR-V e que se enquadre dentro destes anos de fabricação, é bom ligar ou comparecer a uma concessionária da marca mais próxima de sua residência e se certificar que seu modelo vai precisar passar pelo recall.

Emmanoel Gomes


Honda Civic 2019 – Novidades, Preços e Nova Cor


Modelo chega às concessionárias em nova cor e com preços a partir de R$ 91 mil.

A montadora japonesa Honda lançou, na última quinta-feira (1), a nova linha 2019 do modelo Civic. O carro com carroceria sedã, que já é o segundo veículo mais vendido deste segmento, recebeu agora, como novidade, uma pintura com tom metálico, chamado de Azul Cósmico. Embora o modelo tenha mantido um bom nível na sua lista de equipamentos, o seu valor ficou um pouco mais salgado. A linha 2019 também continuará a ser vendida em cinco diferentes versões e com variações de dois propulsores. Seus preços irão começar na marca dos R$ 91 mil.

No começo deste ano, em janeiro, surgiu uma pequena novidade, a qual é resultante de uma alteração realizada recentemente no modelo, onde as versões consideradas mais básicas, a Sport e a EX, começaram a ser equipadas com central multimídia, já vindo de série. Esta tecnologia é compatível com sistemas como Android Auto e Apple Car Play, a falta deste sistema não era compatível com o valor de venda do Honda Civic.

Da mesma forma que sua linha anterior, o Honda Civic linha 2019 continua a ser comercializado em cinco diferentes verões, sendo a Sport vendida por R$ 91.400 e com transmissão manual, além da versão com câmbio CVT que custa R$ 98.900,00. A versão EX custa R$ 102.400, a EXL R$ 108.900 e por fim a Touring está disponível por R$ 127.600.

Com relação à parte mecânica, sob o capô o novo Civic não conta com nenhuma alteração também. O Honda Civic linha 2019 conta com duas variantes de transmissão: uma automática com câmbio CVT e outra manual com seis marchas.

O novo Civic terá duas variantes de motor, sendo um flex de 2 mil cilindradas (2.0), que está disponível nas versões Sport, EXL e EX, o qual tem uma capacidade de gerar 155 cavalos de potência, além de possuir um torque de 19,5 kgfm ao atingir 4.800 rotações. Outra motorização é a da versão Touring, que conta com um turbo 1.5, com uma potência de 173 cavalos a gasolina e com torque de 22,4 kgfm ao alcançar 1.700 rotações por minuto. Tudo isso será acoplado a uma transmissão automática CVT que tem a capacidade de simular sete velocidades, dando a opção de altera-las através de aletas localizadas na parte de trás do volante. Apenas a versão Sport também é vendida com transmissão manual com seis velocidades.

Em todas essas configurações o Honda Civic traz importantes equipamentos para a linha 2019. Dentre a lista de itens, pode-se destacar o freio eletrônico de estacionamento, que também possui função Brake-Hold, o qual permite que o condutor não seja obrigado a manter o seu pé no pedal de freio em rápidas paradas, como por exemplo congestionamentos e semáforos. Além dessa tecnologia, o lançamento oferece também um botão ECON, que permite dirigir em modo econômico, além de possuir controle de cruzeiro e ar condicionado digital.

Para que a segurança possa ser garantida, as configurações ainda trazem seis airbags, que se localizam nas áreas laterais, frontais e cortina, assistente de partida quando estiver em rampa, controle de estabilidade e tração, sistema com vetorização de torque com base nas frenagens, entre diversos outros itens referentes a segurança, comodidade e conforto.

Também é válido lembrar que o novo Civic, nos Estados Unidos, já conta com uma primeira atualização, a qual provavelmente irá demorar para desembarcar no mercado brasileiro, possivelmente só no ano de 2020. Um outra alteração vista por lá é o fato de mais equipamentos de tecnologia serem adotados, como alerta de colisão, que conta com sistema automático de frenagem de emergência, controle adaptativo de cruzeiro e assistente para manter o veículo na faixa de rolagem.

FILIPE R SILVA


Honda WR-V 2019 – Características, Especificações


Nova linha do WR-V chega ao mercado sem muitas alterações.

A Honda lançou o novo WR-V linha 2019, o qual não vem com muitas modificações se comparado com o mesmo modelo em sua linha 2018. O novo lançamento da marca japonesa chega com poucas alterações, que entre elas estão os assentos na cor preta com alguns detalhes em cinza o que oferece um tom bege para o veículo, com um toque de esportividade.

Entre essas alterações a que mais chama a atenção dos clientes é a que fica sob o capô. A linha 2019 do WR-V chegará no próximo ano com um propulsor de 16 válvulas, com 1500 cc, o mesmo que é utilizado na carroceria hatch, já adiantando também que em sua versão mais simples a transmissão deverá ser manual. Vale ressaltar também que a montadora deverá vender no mercado brasileiro somente 2 versões do WR-V, sendo a EXL e a EX.

Apesar de ser um veículo de tamanho pequeno conta com muita tecnologia e vem para disputar espaço entre diversos modelos populares. O modelo já caiu na graça dos brasileiros e esteve entre um dos carros mais vendidos no mercado nacional, o que tende a aumentar ainda mais, visto que a linha 2019 vem com uma gama ainda maior na questão de tecnologia, se comparado ao HONDA WR-V 2018.

O segmento dos utilitários esportivos compactos, próximo do que é o Honda Fit, tem sido muito bem aceito pelos brasileiros, devido os modelos serem compactos e com alta tecnologia tornando melhor a dirigibilidade e aumentando muito o conforto para os ocupantes.

Os clientes que desejarem comprar um WR-V em sua linha 2019 poderão contar com diversos itens tecnológicos de série, porém também terão como escolher vários outros elementos, colocados como opcionais pela montadora japonesa e devem ser escolhidos no ato da compra. Veja abaixo a grande lista de itens de série disponibilizados para o modelo 2019 do HONDA WR-V:

  • Antena no teto na parte traseira do carro;
  • Maçanetas das portas na mesma cor do veículo;
  • Câmera de ré;
  • Faróis de neblina, os quais também já estavam presentes no modelo 2018;
  • Para brisa na cor degradê;
  • Assento do condutor com regulagem para altura;
  • Ar-condicionado;
  • Todas as janelas são equipadas com vidros elétricos;
  • Detalhes internos e acabamentos nas portas e no painel na cor prata;
  • Volante revisto com couro e com multi funções;
  • Travas elétricas que travam de forma automática assim que o veículo ultrapassar os 15 km horários;
  • Airbag lateral e frontal para o passageiro dianteiro e também para o motorista.

Dados técnicos do HONDA WR-V 2019

O novo WR-V versão 2019 chega ao mercado brasileiro com um propulsor i-VTEC SOHC, bicombustível com 1500 cc e com 16 válvulas. Esse motor tem a capacidade de gerar 116 cavalos utilizando etanol, e 115 cavalos rodando com gasolina, a 6 mil rpm. Com o motor em 4800 rotações gera um torque de 15,3 kgfm abastecido com etanol e 15,2 com gasolina. A tração do modelo é dianteira e possui direção Eletroassistida Progressiva – EPS. Sua suspensão dianteira é independente do tipo MacPherson, já a suspensão traseira possui barra de torção. De série as rodas são de liga leve com 16 polegadas.

Dimensões e capacidade do HONDA WR-V 2019

O entre-eixos do modelo é de 2555 milímetros, seu comprimento possui 4000 mm. A altura bate a marca de 1599 mm, já a largura conta com 1734 mm.

O peso seco total do novo WR-V é de 1590 Kg. Seu tanque possui uma capacidade de 45,3 litros. Por fim, seu porta-malas possui uma boa capacidade e boa acomodação de bagagens, devido o seu formato e o seu tamanho, que é de 363 litros.

Valor do novo WR-V

A montadora ainda não divulgou os valores deste lançamento, porém acredita-se que a versão EX saia por aproximadamente R$ 79.400 e a versão EXL por R$ 83.400.

Por Filipe Silva

Honda WR-V 2019

Honda WR-V 2019

Honda WR-V 2019


Honda City 2018 – Características, Especificações


Novo modelo é oferecido em 5 versões.

O Honda City 2018 chega com um visual completamente renovado, mas não foi só o design que mudou, o modelo está com uma série de opções novas que prometem conquistar o consumidor brasileiro. O Sedan agora tem uma central multimídia novinha, mas nem tudo ficou melhor, por exemplo, está sem os controles eletrônicos de tração e de estabilidade, o que pode aborrecer alguns motoristas.

O consumidor já esperava um Honda City 2018 renovado, principalmente os controles eletrônicos e de estabilidade, por isso o modelo acabou decepcionando um pouco, já que justamente estes itens ficaram de fora da renovação pela qual a linha passou. O preço da versão de entrada DX é de R$ 60.900 e para quem for mais exigente e quiser a versão top, precisará desembolsar R$ 83.400.

Assim que o consumidor se deparar com o Honda City 2018 irá notar as mudanças no design, pois o veículo agora está com o visual mais sofisticado, as mudanças nas linhas fizeram toda diferença. A dianteira acabou ficando um pouco parecida com a do Civic, o que pode acabar atrapalhando a personalidade do carro. Os faróis agora são mais alongados, contando com luzes diurnas de LED. Os para-choques também passaram por mudanças, complementando o conjunto, mas na parte de trás quase não houve alterações, a não ser a as lanternas que agora contam com guias em LED.

Na parte interna, as mudanças são tímidas, a primeira vista o consumidor pode até achar que está tudo igual, mas prestando um pouco mais de atenção começará a perceber as novidades. Em relação ao quadro de instrumentos, este continua com a disposição e a central multimídia segue integrada ao painel. Só que o sistema está completamente atualizado, uma ótima notícia, pois ficou compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

Serão disponibilizadas 5 versões no mercado, sendo que a Personal custa R$ 68.700 e é exclusiva para o público PCD. Vem com direção elétrica, ar-condicionado, trio elétrico, porém fica devendo as rodas de 15" e o sistema de áudio. Estes dois itens fazem parte dos pacotes das demais versões, mas de acordo com a Honda, se o ciente quiser poderá adicionar as duas opções à versão Personal, porém, entra como pacotes opcionais, ou seja, será preciso pagar mais caro.

O ar-condicionado digital está presente só nas opções EX e EXL, aliás, é bom procurar se informar bem sobre cada uma das versões, saber o que elas oferecem, para fazer uma boa escolha e não se arrepender depois.

A versão top de linha conta com central multimídia de 6" e navegação, além de bancos revestidos em couro, airbags de cortina e também retrovisores elétricos que trazem rebatimento automático.

Em relação à segurança, o Honda City 2018 tem muito a oferecer, começando pelo sistema de ancoragem ISOFIX, até seis airbags e cinto de três pontos, mas isto irá variar de acordo com a versão, daí a necessidade de analisar bem cada uma. Um ponto negativo no quesito segurança, é que o Honda City 2018 não tem os controles eletrônicos de tração e estabilidade, o que é lamentável, pois um modelo deste porte não poderia deixar estes itens de fora.

Na parte do motor, tudo continua como antes. O motor 1.5 i-VTEC FlexOne de até 116 cv e 15,3 kgfm, outro ponto negativo, pois poderia ter oferecido algo de nome ao consumidor, por mais simples que seja, já que a concorrência vem melhorando muito seus modelos. Até as opções de câmbio no Honda City 2018 continuam as mesmas de antes, com manual de 5 marchas DX ou câmbio CVT que conta com simulação de 7 marchas, podendo ter borboletas na parte de trás do volante.

Confira os valores de cada uma das versões:

DX manual: R$ 60.900,00

Personal CVT: R$ 68.700,00

LX – CVT: $ 72.500,00

EX – CVT: R$ 77.900,00

EXL CVT: R$ 83.400,00

Por Russel

Honda City 2018

Honda City 2018


Honda HR-V 2019 – Características, Lançamento no Brasil


Novo modelo está previsto para ser lançado no Brasil no 2º semestre deste ano.

Desde seu lançamento no Japão, no mês de fevereiro, o Honda HR-V, com todas as suas renovações, está se preparando para ser lançado também no Brasil. As peças do SUV compacto já estão passando pelo processo de registro no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial). Segundo a Honda, seu lançamento está previsto para o segundo semestre deste ano e é estimado que se realize antes do Salão do Automóvel, que ocorre no mês de novembro.

Se você é fã de carros e, principalmente, dos veículos fabricados pela Honda, continue acompanhando esse texto e saiba muito mais sobre o Honda HR-V 2019.

Honda HR-V 2019: características

Confira as principais características que a Honda está trazendo em seu novo HR-V 2019.

Design externo

A grosso modo, o Honda HR-V não promete grandes mudanças. Seu modelo se assemelha bastante ao modelo japonês Vezel. No entanto, apresenta uma peça em formato de asa mais larga e também uma grade maior, que acarreta a mudança da forma do para-choque. Os faróis são em Full-LED, como já podemos encontrar na versão Touring, porém, com design diferente deste, mostrando-se com molduras um pouco maiores.

Como a frente apresenta o facelift já aplicado no Japão e nos países próximos, acredita-se que com a traseira não será diferente.

Design interno e equipamentos

Uma das maiores novidades apresentadas, no Japão, foi o pacote de equipamentos em série do Honda Sensing, com novos mecanismos de segurança como o controle de cruzeiro adaptativo, o assistente de identificação de placas de trânsito e permanência em faixa, a detecção de pedestres, a frenagem pré-colisão, entre outros. Apesar disso, estima-se que esses equipamentos, aqui no Brasil, estarão disponíveis apenas nas versões mais caras.

Ademais, por dentro, o acabamento foi melhorado com materiais novos e mais agradáveis ao toque. O formato dos bancos dianteiros também ganhou um novo ar. Além disso, a Honda se prontificou para apresentar melhorias no revestimento acústico, de modo que possa reduzir o ruído que o câmbio CVT emite. E a central multimídia também está com um sistema integrado ao Android Auto e ao Apple CarPlay, apresentando o sistema utilizado pelo Fit e pelo City.

Motor

No Japão, o motor 1.5 do SUV é equipado com injeção direta de 131 cv. Entretanto, no Brasil, o modelo permanecerá com o motor 1.8 i-VTEC, com câmbio manual de 5 marchas (na versão de entrada), de 17,4 kgfm a 5.000 rpm e 139 cv a 6.300 rpm. Além disso, também há o CVT que pode simular até 7 posições nas demais versões.

Honda HR-V 2019: lançamento

Como visto, é de grande expectativa que a primeira reforma do crossover seja apresentada ainda no segundo semestre de 2018, de preferência, até o Salão do Automóvel, que está com previsão para acontecer no mês de novembro deste ano. Além do HR-V, a Honda também fez o registro do seu novo sedan, o Amaze. No entanto, esse modelo não possui tantas chances no mercado do Brasil, ainda mais em comparação com seu concorrente, o City.

Outro ponto negativo do novo HR-V da Honda no mercado brasileiro é que as peças registradas no INPI não apresentam nenhuma novidade em relação com as usadas pelos modelos brasileiros que, inclusive, costumam ser mais baratos. Apesar de ainda não se ter nenhuma informação sobre os valores da linha do HR-V, o estimado é que o preço continue no padrão dos veículos da Honda.

Além disso, a Jeep também está lançando seu facelift do Renegade no mesmo período, de modo que já é possível aguardar que a disputa entre as duas montadoras persista.

Por Felicia Lopes

Honda HR-V 2019

Honda HR-V 2019


Honda Accord 2018 Nova Geração – Características, Novidades


Este veículo está todo estruturado no sentido de proporcionar muito mais conforto, oferecendo um melhor espaço interno e uma segurança aos seus ocupantes.

Uma das mais bem-sucedidas companhias automotivas do mundo está com novo lançamento para sair no mercado. O chamado Honda Accord 2018, nova geração. De acordo com o que foi noticiado, este veículo está todo estruturado no sentido de proporcionar muito mais conforto, oferecendo um melhor espaço interno e uma segurança aos seus ocupantes.

Este é o primeiro modelo em todo o mundo que conquista cada vez mais pessoas interessadas. As informações divulgadas sobre este automóvel compreendem os atributos e especificações que comporão do novo Honda Accord 2018. Ele foi suplementado com muito mais tecnologia; o seu design exterior está mais refinado, aperfeiçoado. No todo o conjunto oferece maior segurança. Ele está munido de uma nova grade frontal; os seus faróis foram alongados e possui linhas mais definidas e acentuadas na parte traseira.

Iniciando pelo seu interior, parece que não foram poupados esforços no que se refere ao conforto e a tecnologia de última geração. Entre os seus atributos internos estão:

– Função de carregamento de celular sem cabo; equipado com central multimídia; possui capacidade de conexão com internet; vem com controle de velocidade do cruzeiro adaptativo; munido de dispositivo Bluetooth; possui o Sistema de Wi-Fi, de 4G LTE e de Wi-Fi ativo para outros tipos de aparelhos; possui tecnologia de comunicação em near field; aparelhado com tela de oito polegadas e mais ar-condicionado.

Com relação à ficha técnica, o novo modelo Honda Accord 2018 conterá os seguintes atributos:

O Motor é de tipo 1.5 Turbo e câmbio CVT e uma versão com motor de 2.0 Turbo e mais caixa de câmbio automática em 10 marchas. As suas medidas externas compreendem 4,87 metros de comprimento, 1,86 largura, 1,48 na altura e mais 2,83 no entre eixos. O porta-malas possui capacidade de 472 litros.

No que tange às especificações de segurança, o novo Accord 2018 estará aparelhado com os seguintes atributos:

– Chegará ao consumidor com airbags para joelho, destinados tanto ao motorista como aos passageiros; com airbags frontais e também laterais; função de aviso na mudança de faixa e na correção; possuirá os controles de tração e de estabilidade; sistema de direção munido com direção elétrica da chamada velocidade variável, a EPS; estará equipado com sistema de freios ABS suplementados por EBD; sistema sensor de pontos cegos; conterá o sistema de sensores de estacionamento tanto na dianteira quanto na traseira; possuirá sistema Active Sound Control; o sistema de frenagem para a atenuação de colisão, a CMBS e também estará equipado de sistema de monitoramento na pressão dos pneus, a TPMS.

Trata-se de um automóvel a ser lançado e cuja expectativa em termos de novidades é grande. Portanto, o modelo inédito da Honda, intitulado Accord 2018, está sendo aguardado pelos consumidores dentro de uma faixa de valor acessível para a sua categoria, embora o preço exato não tenha sido divulgado ainda. De acordo com o que foi descrito na possível ficha técnica que compõe esse carro, a estimativa dos especialistas gira em torno de R$ 160 mil. Todo carro zero e inédito tende a causar um impacto positivo nos consumidores.

Mesmo assim, os devidos testes de consumo prosseguem sendo realizados por meio dos critérios do INMETRO, sobre este novo Honda Accord de 2018. Conforme os dados informativos já citados, uma análise mais profunda indica que a média atual de consumo deste modelo, no que tange à sua mecânica, o novo Honda Accord certamente apresentará uma expectativa de desempenho dentro da seguinte média de consumo: mais ou menos 9.2 km por litro entre as ruas das cidades e nas estradas. Vale a pena conferir esta estreia prestes a acontecer.

Por Paulo Henrique dos Santos

Honda Accord 2018

Honda Accord 2018


Honda CR-V 2019 – Especificações, Características


O novo veículo chegou ao mercado configurando uma geração reestruturada e elaborado somente em uma versão, intitulada Touring, que faz jus à companhia, sendo que o seu valor de venda chega a R$ 179.900.

A mais famosa das montadoras em todo o mundo, a Honda Motor Company Limited, decidiu estrear um novo modelo, de forma oficial. Trata-se do Honda CR-V 2019, que consiste em um tipo de SUV com médio porte fabricado nas plataformas da empresa japonesa. Este veículo chegou ao mercado configurando uma geração reestruturada e elaborado somente em uma versão, intitulada Touring, que faz jus à companhia, sendo que o seu valor de venda chega a R$ 179.900. De acordo com dados angariados antecipadamente por meio de um especialista em concessionárias, esse preço é real. Assim, este automóvel consiste em um modelo utilitário inteiramente reconfigurado e reelaborado ao estilo esportivo, o qual está muito aparelhado de um motor de 1.5 VTC, com maquinário de duplo comando em termos de válvulas, portando potência de Turbo em até 190 cavalos (CV) chegando a 5.600 RPM e mais 24,7 KGFM de torque atingindo entre 2.000 e 5.000 RPM.

Este veículo está aparelhado das seguintes especificações e acessórios novos: possui um amplo sistema de tração integral com capacidade de torque de transmissão direcionado para as suas rodas traseiras, ou seja, é um mecanismo que atua na medida em que for preciso, permanecendo em Off no sentido de se reduzir o gasto excessivo de combustível. Este mesmo utilitário japonês está equipado, também, de função de controles de tração e de estabilidade totalmente integrados e articulados ao sistema que opera em direção elétrica, suplementado pela função de assistente de partida para rampas ou para lugares íngremes. Possui um tipo de suspensão na parte traseira chamada Multilink, que está atrelada a uma barra de estabilização de maior proporção.

Pode-se considerar este um dos automóveis que foram aparelhados, pela primeira vez, com um motor de turbo movido à gasolina e equipado de um tipo de transmissão em CVT articulado ao sistema de funcionamento em G-Shift, que proporciona melhor consumo e desempenho na pista. Este novo SUV está aparelhado de uma grade chamada ativa que funciona de modo a diminuir o deslocamento aerodinâmico. É um veículo que apresenta um visual muito mais moderno, constituindo um modelo que dispõe dos faróis em full LED, suplementados por luzes de mesmo tipo, porém, diurnas e também de luzes que operam em situações de neblina, em um arranjo integral de dispositivos desta mesma marca.

Em termos de estrutura, ele está equipado de rodas de liga leve com aro de raio 18 polegadas; dispositivo de acesso e mais o dispositivo de partida que dispensa chave; possui uma tampa de porta-malas equipada de abertura e fechamento por dispositivo elétrico remoto, o qual também funciona por meio de movimento de mãos ou pés por baixo do para-choque do carro. Em suas dimensões exteriores ele possui: 4,587 metros em seu comprimento; 1,854 metros em sua largura; 1,689 metros em sua altura; com 2,659 metros no que tange ao entre-eixos; o porta-malas tem capacidade para 589 litros.

Na parte interior este veículo possui as seguintes especificações: um painel de tipo HUD; equipado com ferramentas análogo-digitais e display TFT; munido do alerta de manutenção; possui dispositivo de multimídia Display Auto que opera pelo Google Android Auto e dispositivo da Apple Car Play; possui a câmera de ré e a câmera lateral, chamada LaneWatch; aparelhado com o navegador de GPS integral; possui freio de estacionamento de opera de modo eletrônico e mais o dispositivo de Brake Hold.

Outras novidades são: o teto solar é elétrico; os bancos dianteiros portam ajustes automáticos, oito para o do motorista e quatro para o do passageiro; munido dos difusores de ar; possui USB instalado no banco traseiro e sistema de áudio equipado de oito alto-falantes; aparelhado de dispositivo de partida remoto que opera por meio de Time de 10 minutos sobre o motor ligado; possui sensor que mede a pressão dos pneus; possui entrada e partida que prescindem de chave e o sistema de travamento automático das portas a partir de dois metros de distância.

O CR-V 2019, com sua única versão Touring 2019, está disponível nas seguintes cores: a White Diamond, estilo pérola; a Lunar Silver, de tonalidade metálica; a Cristal Black e a tonalidade de Basque Red.

Por Paulo Henrique dos Santos

Honda CR-V 2019


Honda X-Blade 2018 – Novidades e Lançamento


Conheça aqui mais detalhes sobre a Honda X-Blade 2018.

Robustez, sofisticação e muita agressividade. Estas são as palavras certas para definir com bastante precisão o mais novo lançamento da Honda em termos de motos bastante velozes.

A nova X-Blade foi lançada com exclusividade na Auto Esporte 2018, na distante Índia e mal estreou já deu bastante o que falar dos especialistas em sites de motos.

Tudo isto porque a montadora japonesa não vai deixar barato e quer manter a fama de sempre lançar no mercado mundial motos de alta performance e de alta robustez.

Segundo o que foi divulgado durante o evento pelos executivos da marca, o novo modelo foi projetado exclusivamente para ser utilizada nas vias urbanas das grandes cidades.

Quem pensa que seu projeto é único, está redondamente enganado. Os projetistas da marca inspiraram-se num dos maiores sucessos da Honda no Brasil (Isto mesmo que você está lendo!!): A Honda da série CG.

Pelo menos, a mecânica é totalmente copiada da moto brasileira e vem com algumas modificações a mais para dar uma maior potência ao novo lançamento. Afinal, uma moto mais robusta e esportiva não combina com baixa velocidade. O motor da nova X-Blade possui cerca de 162 cilindradas.

Além da mecânica copiada do estilo brasileiro, a Honda aproveitou também a arquitetura de outro modelo fabricada pela montadora, só que desta vez na própria Índia: a CB 160 Hornet.

Na verdade, mais parece um projeto híbrido feito pelos engenheiros da Honda no sentido de utilizar o melhor de cada modelo e originar um outro tipo que possa concorrer com as outras marcas mundiais como Yamaha, Suzuki e Kasinski. Só que desta vez, a Honda pretende fincar a sua marca definitivamente na categoria de motos de alta velocidade dentro do mercado internacional.

Ela decidiu elaborar um modelo considerado bem mais ‘parrudo’ com modificações muito importantes em seu aspecto estético. Tudo faz parte da estratégia mundial para tentar conquistar a preferência do público urbano, considerado cada vez mais exigente.

Por exemplo, ela colocou uma espécie de carenagem no farol do novo modelo para dar uma impressão de superioridade, sofisticação e mais charme.

Outros detalhes que puderam ser observados no seu lançamento no evento do país indiano foram as lanternas traseiras em LED, as rodas em liga leve e o silenciador do escapamento em tipo duplo esportivo.

Além dos itens descritos acima, ela vem com freios no sistema CBS e painel totalmente digitalizado com indicador luminoso da marcha utilizada.

O visual completamente esportivo pode ser evidenciado pelo pneu considerado bem grosso de 130 mm, o para-choque do tipo Hugger e a suspensão do tipo monochoque.

Vale ressaltar que a data da chegada do novo modelo nas concessionárias da Índia ainda não foi definida. A previsão é para o próximo mês de março. Se pensarmos em termos de Brasil, este prazo pode ser cada vez maior.

As modificações e a incorporação dos itens do modelo brasileiro fizeram com que a nova X-Blade fosse rebatizada entre os especialistas em duas rodas como a nova ‘CG Bombada’.

Mesmo com a sua chegada prevista para o mês que vem, a Honda ainda mantém segredo sobre o preço final do novo modelo ao consumidor.

Para os especuladores de plantão, as apostas feitas para quem mora na Índia, país inicial do seu lançamento, a expectativa é que o novo modelo possa ficar em torno das 80 mil rúpias.

Se convertermos este valor em termos de moeda brasileira, a nova X-Blade seria comprada lá por cerca de R$ 4.000,00!! Um preço improvável para o modelo a ser vendido aqui no Brasil.

Se você gostou do novo modelo pelas fotos apresentada neste artigo, é mais certo que ela possa ser vendida nas concessionárias brasileiras com um preço em torno de R$ 10.000,00 ou mais. Então é bom que os seus fãs brasileiros já comecem a preparar o bolso, caso queiram levar seu exemplar para casa.

Emmanoel Gomes


Honda WR-V 2018 – Versões, Preço, Novidades


Conheça aqui todos os detalhes sobre o Honda HR-V 2018.

A grande maioria das montadoras de carro já fez os seus lançamentos dos novos modelos. Visto que, os lançamentos acontecem meses antes do início do próximo ano para que os consumidores possam avaliar os modelos, fazer as contas e ver se podem adquirir aquele veículo, dentre outros pontos que envolvem a compra de um carro novo. E uma das montadoras que já fez o seu lançamento para 2018 foi a Honda. A companhia já colocou no mercado brasileiro a nova versão do Honda WR-V modelo 2018. Conheça agora um pouco mais sobre este veículo e por que ele atende aos requisitos para ser seu novo carro.

A Honda possui origem japonesa. A companhia foi criada em setembro de 1948, na cidade de Tóquio no Japão. Com quase sete décadas de existência, a Honda, atualmente, é considerada uma das maiores fabricantes de carros e de motos do mundo. Unindo a tradição asiática de fabricar produtos de grande qualidade que visam atender a todas as necessidades do consumidor alinhado a um excelente preço, a empresa é conhecida por exportar os seus veículos para diferentes países em diversos continentes. O poder de mercado da Honda é tão grande, que o nome da marca é um dos primeiros lembrados pelas pessoas quando elas vão comprar um veículo novo. No Brasil, a empresa japonesa já atua alguns anos através de suas concessionárias e lojas autorizadas. Todos os anos, na lista nacional de veículos mais vendidos, várias posições são ocupadas por modelos da Honda. Com isso, os responsáveis pela marca investem e muito no mercado nacional.

Falando de forma mais específica do novo do Honda WR-V modelo 2018, este carro tem todos os requisitos para ser considerado um dos melhores lançamentos da Honda nos últimos anos. Primeiramente, vamos falar sobre as suas versões. Uma foi denominada como EX e a outra EXL e elas se diferem pelo motor que apresentam, a versão EXL conta com mais cavalos. Ambos contam com cinco marchas automáticas. De restante os dois são bem parecido. Com isso, vamos falar sobre o design do Honda WR-V modelo 2018. O modelo é considerado um SUV, devido ao seu ar esportivo, que ficou ainda mais acentuado devido às reformulações que este modelo sofreu. Na parte da frente o para choque e os faróis ganharam um novo formato. Além disso, na sua parte externa foi inserido alguns itens, como: uma câmera para marcha ré. Isso facilita e muito na direção do motorista, sobretudo, em lugares que é difícil para manobrar o carro.

Já na parte interna, os bancos do veículo ganharam um novo revestimento de couro. Além disso, eles também foram ampliados para que o corpo todo “seja abraçado”. Por fim, os bancos ganharam novas posições de reclinação. O painel ganhou nos repartimentos. Além disso, ele conta com uma tela multimídia que pode ser conectado com qualquer smartphone ou tablet. Essa tela também mostra os recursos disponíveis do carro para o motorista. O volante e a porta do motorista ganharam novos botões que acionam diferentes funções do veículo. Um outro ponto importante é que a iluminação interna também foi mudada, agora existem diferentes pontos de luz dentro do veículo.

A Honda para o do Honda WR-V modelo 2018 incluiu uma série de itens de segurança, para que as pessoas tenham ainda mais traquilidade ao entrar em um carro da marca. Para este veículo, foram disponibilizados cerca de seis airbags que cobrem todos os lados do carro. Além disso, o motorista tem acesso a um tipo de alarme que avisa se todos estão com o cinto colocado de forma correta. Por fim, as tradicionais travas tanto da porta como do vidro foram reformuladas para garantir mais segurança ao motorista e aos passageiros.

O Honda WR-V modelo 2018 pode ser encontrado a partir de R$ 74.000,00 reais. Para conhecer mais sobre o modelo acesse: https://www.honda.com.br/automoveis/wrv.

Isabela Castro.


Honda CR-V 2018 – Características, Especificações


Modelo receberá uma reestilização e será totalmente novo em sua mecânica, além disso, sua carroceria que aumentou seu tamanho e seu espaço interno, ou seja, mais espaçoso e conforto para seus passageiros.

O fim do ano está chegando, o natal já passou e para 2018 muitas pessoas, além de fazer pedidos, também desejam trocar seus carros. E nesta época modelos novos e lançamentos são oferecidos por diversas concessionárias.

As ofertas são muito boas para quem deseja trocar seu carro. É liquidação de ano novo, queima de estoque para o natal, IPVA grátis, documentação e licenciamento incluído, ou seja, as concessionárias e revendedores oferecem muitas coisas para seus clientes saírem de carro novo da loja.

Uma marca que é muito valorizada aqui no Brasil é a Honda com seus diversos modelos e segmentos de carros. Atualmente, os veículos da Honda são os que quase não desvalorizam com o passar dos anos. E neste artigo nós vamos trazer as mudanças e novidades de um SUV Médio, o CR-V 2018.

Se você é fã da Honda e quer trocar seu carro, continue lendo este texto até o final e descubra as novidades e mudanças do novo Honda CR-V 2018.

CR-V no Brasil

Uma nova geração está chegando ao Brasil e vai trazer muitas novidades para os seus usuários. Quem compra veículos da marca Honda, normalmente, continua com a marca por muitos anos. O novo modelo do CR-V está vindo para dar uma sacudida no mercado nacional.

O CR-V está presente no Brasil desde 1999. Naquela época era pouco expressivo e não chamava a atenção dos consumidores, o volume de vendas era bem menor em relação aos dias de hoje.

Sua fabricação e montagem eram feitas sobre a plataforma do Civic que por sinal, acontece ainda até hoje. O design e o desenho do CR-V não era atraente e seu espaço interno era limitado, os consumidores brasileiros não se interessavam por este modelo dessa gigantesca multinacional.

Com o passar dos anos a Honda começou atualizar e em 2007 a SUV foi importada do Japão e lançou a nova geração do CR-V, que até então os consumidores não tinham olhos para este modelo de veículo, começaram a se interessar mais e atraídos pelo novo desenho e design.

Nova Geração em 2018

O aumento das vendas foi o propulsor para a Honda investir neste modelo e em 2012 é a última versão deste que conhecemos atualmente. No entanto, a Honda atualiza seus modelos a cada 5 anos e para 2018 é esperado algumas mudanças nesta geração.

Estará chegando nas lojas diferente dos modelos atuais. Uma reestilização e um modelo totalmente novo em sua mecânica, além disso, sua carroceria que aumentou seu tamanho e seu espaço interno, ou seja, mais espaçoso e conforto para seus passageiros.

Mudanças do CR-V

A motorização será 1.5 turbo com 190 CV de potência, com 14CV a mais que seu antecessor. Além disso, o câmbio automático CVT substituindo o antigo cambio automático de 5 marchas, bem como, o CR-V vai ganhar alguns elementos do Sedan como botões do ar condicionado e o volante.

O acabamento interno vai receber novos materiais de alta qualidade, deixando seu interior mais refinado e confortável. Um painel forrado em couro trazendo mais sofisticação ao modelo. A novidade fica por conta do seu painel de instrumentos digitais e um detalhe é que deve ser de série em todas as versões.

Preço e Versões

O Honda CR-V que é vendido atualmente no Brasil é o modelo com motor 2.0 16 V SOHC i-VTEC – FlexOne. A versão mais completa é o CR-V ELX com tração 4×4 2.0.

Sua ficha técnica é exposta da seguinte forma: Motor 2.0 16v SOHC i-VTEC – FlexOne com potência de 150 cv na gasolina e de 155 cv no etanol. A tração é 4×4 real time, a transmissão é automática de 5 velocidades, além disso, conta com pneus 225/65 e roda de liga de 17 polegadas, direção elétrica progressiva, suspensão dianteira é do tipo McPherson e a traseira Multi-link independentes.

O preço sugerido é de R$148 mil.

Pelo site da Honda é possível agendar um teste drive em um de seus modelos, inclusive o Honda CR-V, encontre uma concessionária e faça uma avaliação do que sentiu ao dirigir uma SUV.

Por Marcio Ferraz

Honda CR-V 2018

Honda CR-V 2018


Honda Fit 2018 – Análise, Preços e Ficha Técnica


Veja aqui mais detalhes sobre o Honda Fit 2018.

As melhorias que podem ser efetuadas em determinado veículo de uma versão para outra podem trazer inovações elevadas mesmo não sendo consideradas como estruturais, dando um diferencial importante como ocorreu com o Honda Fit 2018, que será abordado em seguida neste artigo.

O Honda Fit 2018 consiste em um modelo de veículo compacto que na atualidade divide opiniões se ele teria se tornado um hatch mais elevado ou se já seria considerado como uma minivan rebaixada.

Características técnicas do Honda Fit 2018

Ao considerar as inovações relacionadas com o Honda Fit 2018, não foram elaboradas mudanças profundas no veículo considerado, mas as modificações teoricamente pequenas geraram uma diferença de peso no resultado final deste modelo em consideração.

Em sua parte mecânica, não foram efetuadas mudanças, contendo motor do tipo 1.5 litros flex, que pode chegar a uma potência de 116 cavalos em uma transmissão com câmbio do tipo automático com 6 marchas pré programadas.

A sua transmissão permite a realização de relações variáveis com trocas por borboletas usando o volante, que permite, por isso, um comportamento adequado nas acelerações e também nas retomadas de velocidade.

Além disso, consegue chegar de 0 a 100 Km/h em cerca de 11,4 segundos, tendo consumo de combustível na cidade de 12,7 Km/l e nas estradas de 16,3 Km/l, usando para isso direção do tipo elétrica.

Novidades externas do Honda Fit 2018

Em seu aspecto externo, apresenta faróis com formato estético igual aos do ano anterior, mas que tem LED em sua parte interna, inclusive com funcionamento para luz diurna como é identificado na versão EXL deste veículo.

Ainda sobre os faróis, na versão EX, existe um DRL composto por duas barras que permitem o surgimento de quatro pontos de luz em LED ao lado de cada farol no estilo de neblina presente neste modelo.

Ocorreu ainda a realização de pequenas melhorias na grade dianteira do veículo, que ficou mais adequada com a extinção de seu formato de trapézio tradicional com a inserção na sua região central de áreas já relacionadas com os faróis de neblina.

Inovações internas no Honda Fit 2018

O interior do Honda Fit 2018 apresenta melhorias relevantes como o ar condicionado do tipo digital, que pode ser adquirido nos modelos da versão EXL, que conta também com uma central multimídia equipada com GPS.

Alguns equipamentos importantes foram inseridos em todas as versões deste modelo Honda, como controle de estabilidade e tração, bem como assistente de partida em rampa e indicador de temperatura no painel principal.

Um ponto de destaque continua no Honda Fit 2018 e consiste no sistema Ultra, que permite a realização de rebatimento nos bancos traseiros em até duas direções, possibilitando com isso a inserção no seu interior de objetos longos e também altos.

Preços praticados para Honda Fit 2018

As mudanças interessantes relacionadas com o Honda Fit 2018 levou à uma atualização, por consequência, em sua tabela de valores financeiros cujos montantes serão abordados a seguir:

· Honda Fit DX 2018: preços a partir de R$58.700,00, com itens de fábrica como direção elétrica, controle de estabilidade e faróis em LED.

· Honda Fit LX 2018: pode ser comprado com valores iniciais de R$70.100,00, tendo já incluído elementos como comandos de som no volante, rodas de liga leve com 15 polegadas, bem como câmbio CVT.

· Honda Fit EX 2018: preços iniciais de R$75.600,00, tendo componentes como airbags laterais, câmera de ré e ar condicionado do tipo digital.

· Honda Fit EXL 2018: pode ser comprado pelo mínimo de R$80.900,00, tendo bancos com revestimento em couro, rebatimento elétrico nos retrovisores externos e faróis em LED com DRL.

Conclusão

Assim, por meio das informações sobre o Honda Fit 2018 que foram apresentadas neste texto, é possível verificar que este veículo ficou mais robusto e atraente para os interessados em adquirir este tipo de bem na atualidade nacional.

Ana Camila Neves Morais


Carros Mais Seguros do Brasil


Programa de Avaliação de Veículos Novos para a América Latina e Caribe avaliou e chegou a uma lista dos carros mais seguros no Brasil. Confira.

Durante a escolha de um carro para a compra, muitos são os atributos levados em conta para chegar naquela que é a melhor opção. Alguns priorizam conforto, outros estética, outros a marca. Porém, uma fatia de pessoas se esquece da importância de decidir e avaliar a segurança.

Pensando nisso, em um teste de colisão realizado recentemente pela Latin NCap, chamado de Programa de Avaliação de Veículos Novos para a América Latina e Caribe, chegou-se a uma lista dos cinco carros mais seguros no Brasil. Antes de mais nada, é fundamental fazer saber que, desde o ano passado, o sistema de avaliação ficou ainda mais rigoroso para obtenção de nota máxima, com valores mais altos em quesitos como proteção de adultos.

Porém, para esse ranking, ainda levou-se em conta também o método antigo de avaliação. Sendo assim, nós iremos listar os cinco modelos mais seguros, conforme o teste. Ainda, daremos uma breve descrição sobre os carros e os quesitos importantes levantados.

1. Novo Golf (Volkswagen)

Com fabricação em São José dos Pinhais, o Novo Golf possui 7 airbags (um no joelho do motorista, dois laterais, duplo frontal e dois de cortina). Além disso, ele foi o primeiro a receber a nota máxima nos rigorosos novos protocolos de avaliação.

Em sua sétima geração, o Golf vem também com controles de estabilidade e de tração, bem como sistema Multicollision Brake, que freia o carro após esse detectar uma colisão, diminuindo assim os danos. No opcional, traz o controle de cruzeiro adaptativo, o ACC, que acelera e freia de forma automática. O preço é a partir de R$ 74.990.

Golf

2. Honda HR-V (Honda)

Um dos líderes de venda entre os utilitários esportivos, o Honda HR-V possui controles de estabilidade e de tração, airbags laterais (em versões topo) e sistema de ESS, que aciona o pisca alerta ao pisar fortemente no pedal do freio. Seguindo o Golf, traz de série um assistente de partida em subida.

Nos critérios de proteção para adultos, o HR-V foi ligeiramente superior ao Golf, trazendo menos danos aos bonecos utilizados no teste. Porém, na pontuação das crianças, foi mais baixa. O preço do crossover parte de R$ 79.900.

Honda HR-V

3. Hilux (Toyota)

Fabricada na Argentina, a Hilux ganhou o melhor resultado em proteção para crianças devido aos sistemas de retenção infantil (SRI). No teste, a unidade trazia três airbags, cinto com três pontos para todos os ocupantes e também ancoragens Isofix.

Com cinco estrelas no quesito de cuidado a adultos e a crianças, a picape é a mais segura do país. O preço parte de R$ 112.150.

Toyota Hilux

4. Renegade (Jeep)

Com avaliação cinco estrelas, o Jeep Renegade vem com controles para estabilidade e de tração, bem como assistente de partida em rampa. Além disso, há controle de descida na versão vendida a diesel.

Um dos diferenciais do modelo é o “Panic Brake Assist”, que funciona pressionando o freio ao máximo nas rodas, em caso de emergência. Isso ocorre mesmo que o motorista não tenha pisado forte no pedal.

Na proteção ao motorista, o Renegade funcionou bem. Porém, no quesito infantil, teve uma leve derrapagem, reduzindo a sua média. Os preços partem de R$ 80.790.

Renegade 2018

5. City (Honda)

O Honda City vem com airbags laterais e com cortina na versão de topo. Auxilia na segurança a presença de um sensor de ré com uma câmera multivisão.

A proteção aos adultos foi considerada boa, observando apenas alguns danos ao acompanhante. Os preços partem de R$ 60.900.

Honda City

Ocupando as demais posições dos dez mais bem colocados em segurança, estão: Toyota Corolla, Honda Fit, Volkswagen Up!, Ford Focus Hatch e Volkswagen Jetta.

Você concorda com o ranking? Dê a sua opinião!

Por Kellen Kunz


Honda City 2018 – Versões, Características


Visando estar na lista dos mais vendidos do Brasil, a fabricante trouxe um Honda City totalmente reestilizado e cheio de novidades para 2018. Vejas as principais novidades do modelo.

Em 2018, muitas novidades da Honda vêm chegando às concessionárias de todo o Brasil. O novo Honda City 2018 é uma delas e vem com uma grande variedade de versões para agradar o gosto do consumidor.

Com o lançamento, o novo Honda City 2018, como nos anos anteriores, continua com as mesmas versões da marca. O modelo pode ser encontrado nas versões: Honda City DX, manual e automático, Honda City LX Automático, Honda City EX Automático e Honda City EXL Automático.

Lançado no Brasil em 2009, o modelo da Honda, o City, veio para mudar a direção do mercado automotivo nacional. Com uma opção mais acessível que o modelo Civic, o Honda City chegou ao país em uma versão atraente, com motor 1.5 flex e com opções de câmbio manual e automático.

Com a fama e design atraente, o modelo logo conquistou vários consumidores, porém, com o tempo de uso, alguns usuários se decepcionaram com o acabamento interno e tecnologia utilizada no veículo. Outros modelos, também lançados em 2009, causaram a mesma reação ao consumidor.

No decorrer dos anos, após a decepção, a marca começou a reestilizar o modelo, que logo ganhou outra chance do usuário. A fabricante inovou e deu ao Honda City uma nova geração. Em 2014, o modelo ganhou o tamanho de um sedan e câmbio automático CVT.

Com as mudanças internas e avanços tecnológicos, o Honda City voltou para a categoria de mais econômicos e permanece na luta com outros modelos.

Visando estar na lista dos mais vendidos do Brasil, a fabricante trouxe um Honda City totalmente reestilizado e cheio de novidades para 2018.

Motor do Honda City

Com potência de dar inveja a qualquer outro, o novo Honda City 2018 tem como opção o motor 1.5 i-VTEC com 115cv a 6.000 rpm e 15,2/15,3 kgfm a 4.800 rpm (gasolina/álcool), que possui vários sistemas integrados para garantir um desempenho e eficiência energética.

Design

O modelo 2018 do novo sedan ganhou novos faróis, com luzes diurnas de LEDs, conectados por uma chamativa barra cromada com o formato de um “H”, fixado ao meio.

O Honda City também ganhou para-choque novo, composto de grades no estilo colmeia nos faróis auxiliares, que também são em LED. Ou seja, sem mudanças muito radicais, o facelift mostra uma iluminação totalmente em LED nos faróis, luzes diurnas, faróis de neblina e lanternas, de acordo com cada versão do modelo.

Já as rodas, o novo Honda City é composto por rodas de liga leve aro 15” ou 16”. O novo Honda City 2018 também terá controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, airbags laterais e de cortina.

Em questões de equipamentos internos, o destaque vai para a nova tela multimídia, de 7,7 polegadas. O equipamento fornece navegação integrada, reconhecimento de voz, MirrorLink e conexão WiFi.

O quadro de instrumentos e o botão de partida também ganharam mudanças singelas, que trouxe um novo esquema de iluminação para o veículo. No automotivo também é possível perceber mudanças nas saídas do ar-condicionado, que neste modelo ganha saídas de ventilação para os passageiros dos bancos traseiros.

Lançamento no Brasil

O novo modelo da Honda ainda não tem data prevista para ser lançado no Brasil, mas há rumores de que será no primeiro semestre de 2018.

Valores do Honda City 2018

No Brasil, o modelo pode ser encontrado em algumas versões, manual e automático.

Valores sugeridos no Brasil e versões do Honda City 2018:

Honda City DX, a partir de R$ 60.900 e DX AT, a partir de R$ 66.400.

Honda City LX 1.5 CVT, a partir de R$ 69.000.

Honda City EX 1.5 CVT, a partir de R$ 75.700 e o EXL 1.5 CVT – a partir de R$ 81.400.

Para mais informações, especificações e ficha técnica do veículo, versões e modelos, acesse o site da fabricante no Brasil pelo link: www.honda.com.br/automoveis/city.

Por Cassiany de Paula

Honda City 2018

Honda City 2018


Honda Civic 2018 – Ficha Técnica, Novidades


Novo modelo conta com mudanças e novidades no seu design e interior.

As indústrias criadas nos países asiáticos são consideradas algumas das melhores do mundo sejam em qual campo elas atuarem. Visto que é característica dos países asiáticos fabricarem produtos de alta tecnologia, grande qualidade e, sobretudo, que atendam as necessidades de um grupo grande e diversificado de consumidores. E uma das empresas que seguem a risca essas características citadas anteriormente é a Honda.

Considerada uma das principais indústrias no mundo dos veículos, sejam eles carros ou motos, a cada novo lançamento a empresa consegue surpreender as pessoas esse fato não deve ser diferente em relação ao novo Honda Civic 2018. Saiba agora um pouco mais sobre este veículo e porque ele pode entrar na sua lista de bens adquiridos em 2018.

A grande maioria das montadoras está há muitos anos no mercado. Algumas empresas deste ramo estão há mais de século comercializando seus produtos. A Honda é uma das empresas mais jovens no mundo automobilístico. A entidade japonesa foi fundada no final dos anos 40, mais precisamente no mês de setembro do ano de 1948 e atua em escala global há quase sete décadas. Mesmo considerada uma das indústrias mais jovens, a Honda conseguiu se estabelecer entre as principais montadoras e hoje é uma empresa de respeito. Visto que, ela vende e exporta seus produtos para diversos países no mundo e ela é uma das marcas mais lembradas quando uma pessoa vai adquirir um carro ou uma motocicleta nova. Já que os consumidores e a crítica especializada sabem da qualidade dos produtos da marca japonesa.

Agora falando de forma mais específica sobre o seu novo lançamento, o novo Honda Civic – modelo 2018. Esta versão faz parte de uma das famílias de mais sucesso da Honda, a linha Civic que já é comercializada há alguns anos e apresenta um bom número de vendas em todo o mundo e, sobretudo, no Brasil. Para a versão de 2018, este veículo foi melhorado e apresenta algumas mudanças.

A princípio e importante salientar que o seu design foi reformulado para que o Civic 2018 ganhasse um ar mais esportivo. Dessa forma, a sua parte dianteira ganhou um novo formato nos faróis que agora contam com luzes de LED. Uma tendência mundial é que os carros ganhem linhas mais arredondadas, o novo Honda Civic – modelo 2018 seguiu esse padrão. Os modelos de carros mais quadrados estão sendo deixados de lado. A parte traseira também ganhou um porta-malas com mais espaço.

O interior do Honda Civic 2018 também foi reformulado. Agora ele segue a tendência esportiva. Com isso, o painel também foi redesenhado e conta com novas repartições. O volante foi coberto com um tecido que proporciona mais conforto ao dirigir. O motorista vai poder acionar diferentes funções a partir do volante, como controle de áudio do carro, dentre outros. A porta ao lado do motorista, também vai ter controle sobre as demais portas do Honda Civic – modelo 2018. O computador de bordo conta com uma tela LED com diferentes funções e uma conectividade mais eficiente com diferentes aparelhos eletrônicos. Os bancos foram cobertos com um tecido melhor e mais confortável. O teto também foi redesenhado, para seguir esse novo contorno do Civic de 2018.

O Honda Civic – modelo 2018 conta com 173 cavalos, mais uma prova que a Honda vem apostando forte nos modelos esportivos e também cinta com seis marchas, entre manual e automática.

O Civic ano 2018 já está disponível nas concessionárias da Honda espalhadas em todo território nacional. O seu preço inicial é de R$ 87.000,00. O preço pode variar de acordo com os apetrechos que os motoristas escolherem.

Para conhecer mais algumas informações a respeito do novo Honda Civic – modelo 2018, acesse: www.honda.com.br/automoveis/civic.

Por Isabela Castro

Honda Civic 2018

Honda Civic- 018


Honda HR-V 2018 – Versões, Características


O Honda HR-V 2018 apresenta um design mais esportivo. Com linhas mais arredondadas, a parte frontal está mais imponente.

O Brasil viveu um período de recessão econômica há alguns meses e isso não é novidade para ninguém. Dessa forma, um dos setores mais afetados foi o automobilístico. Após algum tempo, a economia voltou a crescer e todos os mercados se aquecerem novamente e com o de veículos não foi diferente. Prova disso, é que ele vem crescendo mês após mês. As montadoras se animaram com os últimos números e estão lançados os seus mais novos modelos de carros. E uma das fabricantes que promete agitar o mercado de veículos é a Honda com o seu Honda HR-V – modelo 2018. Conheça agora mesmo um pouco mais sobre este carro e saiba por que ele já está sendo considerado um dos melhores investimentos para o próximo ano.

Com quase sete décadas desde a sua fundação em Tóquio no Japão, a Honda é considerada uma das principais montadoras de carros e motocicletas do mundo. A empresa fabrica veículos usados para diferentes finalidades: como comércios, empresas, uso pessoal dentre outros. Os seus produtos são vendidos para os mais diferentes países em todos os continentes. A marca Honda é uma das primeiras lembradas pelos consumidores quando querem adquirir um carro ou uma moto nova. Devido à qualidade dos produtos da montadora japonesa e claro o bom preço. Praticamente, todo mundo já teve um veículo da marca ou alguma vez na vida usou um dos automóveis da marca para se locomover. Devido a todo esse sucesso e reconhecimento, a cada novo lançamento a Honda consegue impactar os clientes e a mídia especializada neste segmento.

O seu mais recente lançamento se trata do Honda HR-V – modelo 2018. Primeiramente, o que mais chama atenção neste carro foi o fato dele ter sido remodelado por 11 meses. Visto que se trata de um SUV um carro mais esportivo. Este modelo já estava sendo vendido há mais de três anos no Brasil e para a sua versão mais recente, toda equipe técnica da Honda estudou diferentes maneiras de melhorar ainda mais tudo o que ele pode oferecer aos seus donos. Com isso, a versão de 2018 tem tudo para figurar na lista dos carros mais vendidos do próximo ano. Já que mesmo após três anos do primeiro lançamento desta família, o Honda HR-V ainda permanece na lista dos mais comercializados do país.

O Honda HR-V 2018 apresenta um design ainda mais esportivo. Com linhas mais arredondadas, a parte frontal está mais imponente. Os faróis contam agora com uma luz de LED. A parte traseira também foi remodelada com um porta-malas com mais espaço. Esta versão vai estar disponível para gasolina e álcool, além de apresentar funções específicas para que o gasto com combustível seja menor. Ele ainda vai contar com a melhoria sutil em seu interior, o painel não sofreu grandes alterações, mas o seu computador de bordo apresenta mais funções. Os bancos também vão contar com mais posições para variar a inclinação, então para quem deseja viajar com este novo Honda é uma excelente opção.

O Honda HR-V 2018 vai contar com 140 cavalos, um grande número, este carro está preparado para ser pilotado em diferentes condições e pistas. Vai contar ainda com seis câmbios, entre manual e automático.

O carro ainda vai apresentar aos motoristas uma conectividade maior com os smartphones. Então praticamente todas as funções de um celular poderão ser visualizadas no computador de bordo do painel. Inicialmente, a expectativa é que ele seja comercializado a partir de R$ 80.000,00 versão com menos apetrechos e a versão com mais funções pode chegar até R$ 105.000,00.

O Honda HR-V 2018 chega em breve ao mercado brasileiro. Para mais informações, acesse: www.honda.com.br.

Por Isabela Castro

Honda HR-V 2018

Honda HR-V 2018


Novo Honda Accord 2018 no Brasil


Modelo deve chega ao país no 2º semestre de 2018.

A Honda anunciou uma importante notícia para o Brasil. Conforme a marca no Brasil, a décima geração do modelo Accord chegará ao país no segundo semestre do ano de 2018. Importado dos Estados Unidos, como já vem sendo feito atualmente, a montadora divulgou no início do mês de outubro, dia 2, alguns detalhes técnicos do sedã médio-grande, que chega ao mercado totalmente novo, desde a mecânica e a plataforma até a arquitetura eletrônica.

Aberta em 1982, a unidade localizada em Marysville, em Ohio, é a grande responsável por toda a produção do carro. Um dos grandes destaques do modelo é que, pela primeira vez, o Accord será disponibilizado somente na opção com motores turbo a gasolina, bem como com câmbio automático com dez marchas, tornando-se algo inédito nos sedãs com tração dianteira.

Tido como um dos carros de passeio mais vendidos em toda a história do mercado norte-americano, o veículo já teve mais de 13 milhões de unidades emplacadas em todos os 42 anos de história. Porém, o que se espera dessa nova geração é um carro ainda mais completo em relação àqueles apresentados até agora.

Em relação às medidas do Accord

Começando pelas medidas do Accord, a décima geração do modelo está ainda mais encorpada do que a atual. Com uma carroceria que é cerca de um centímetro mais curta no seu comprimento, medindo 4,8 metros, a altura também foi rebaixada em 1,5 centímetros, o que resultou em um total de 1,45 metro.

Já em relação à largura, essa cresceu um centímetro, totalizando 1,86 metro. Apesar de serem mudanças simbólicas, a maior mudança na forma é sentida no entre-eixos, que aumentou em 5,5 centímetros, chegando assim a 2,82 metros. Ainda, as bitolas também estão com dimensões maiores e mais largas, trazendo 2 centímetros a mais na traseira e 0,5 centímetros a mais na dianteira.

O volante foi rebaixado pela Honda em 2,54 centímetros na sua posição, realçando ainda mais a esportividade do sedã. Com isso, até mesmo os bancos traseiros foram reposicionados para baixo em 2 centímetros.

Essas mudanças importantes acabaram contribuindo na formação de um visual com aspecto muito mais musculoso e ainda mais esportivo. Lembrando muito o modelo Honda Civic em sua décima geração, principalmente em sua dianteira. O novo Accord possui uma grade grossa que acaba unindo os faróis e a traseira, que traz um caimento no teto e que prolonga até a tampa.

As alterações, no geral, melhoraram em aproximadamente 3% toda a aerodinâmica do sedã, fazendo com que, graças à nova plataforma, o peso total tivesse uma redução razoável, podendo a diferença ser de 50 a 80 quilos, dependendo da versão escolhida.

Um pouco sobre a mecânica do Novo Accord

Pela primeira vez o Accord utilizará motores turbinados. Com uma gama promissora, o modelo traz o motor 1.5 de 16 V turbo, com potência de 194 cavalos e torque de 26,5 kgfm, já utilizado pelo Civic. Nas versões de topo, a instalação feita foi do motor 2.0 turbo do Civic Type R, com potência de 255 cavalos e um poderoso torque de 37,7 kgfm. Esse utiliza um câmbio automático de dez marchas, enquanto em contrapartida, no motor 1.5 há a possibilidade de acoplar uma caixa manual de seis marchas ou uma transmissão do tipo CVT.

Tecnologias inéditas e muito mais

O novo Accord terá algumas tecnologias inéditas e que acompanham a evolução de seus concorrentes diretos. Em relação a essas, pode-se citar o Head-Up, um display que apresenta gráficos modernos, bem como os recursos de segurança semi-autônomos e ativos (frenagem automática, controle de cruzeiro, reconhecimento de placas de sinalização, entre outros) e o carregamento sem a necessidade de fio para os smartphones (utiliza a indução magnética).

Outra novidade é um quadro de instrumentos que foi projetado em tela LCD e com uma resolução alta, permitindo assim as configurações em layout. Ainda, a ausência de alavanca de câmbio pode ser sentida como uma das mudanças mais radicais do carro, sendo as marchas engatadas por teclas, propondo assim um câmbio automatizado.

Por fim, quanto à conectividade, o veículo traz uma tela multimídia de 8 polegadas no alto do painel, sensível ao toque e que promete as operações com simplicidade. As plataformas são o Google Android Auto e o Apple Carplay. Há ainda conexão por Bluetooth, oito auto-falantes (partindo da versão Sport) e duas portas USB.

Para os EUA, a notícia é de que o Accord será vendido em seis configurações a gasolina. São elas: Touring, Navi, EXL, EX, Sport e, por fim, LX.

Kellen Kunz


Novo Honda Fit 2018 – Novidades da Versão Brasileira


Confira aqui as principais novidades e a data de estreia do Honda Fit 2018 no Brasil.

Quem é fã número um da montadora Honda, precisa saber que já tem data marcada o lançamento oficial do novo Fit 2018 à imprensa especializada. Em anúncio feito na última sexta-feira, dia 1 de setembro, a marca confirmou que irá revelar todos os detalhes no próximo dia 14 de setembro, no horário das 15h.

Com apresentação técnica do veículo a todos os veículos de comunicação que forem convidados, a divulgação será transmitida também pela internet e ao vivo, através de um link fechado de exibição.

Porém, se você está muito curioso e quer saber de algumas informações preliminares sobre o modelo, nós te damos algumas dicas do que vem por aí no próximo ano. É, com certeza, um carro para deixar todos de queixo caído. Vamos a elas?

Mais detalhes sobre a estética do carro

No Brasil, o Honda Fit 2018 também seguirá o visual daquele modelo que já foi apresentado na primeira metade desse ano nos Estados Unidos. Com um para-choque dianteiro totalmente redesenhado, vale destacar que a grade frontal do carro ganhou um friso cromado e que possui o logotipo da marca.

Nas versões mais caras, os faróis de luzes diurnas serão de LED. Já na traseira, o para-choque está mais vincado, as lanternas receberam iluminação em LED e na tampa do porta-malas há um spoiler.

Outras especificações do carro que vão além de todos os retoques visuais garantem um monovolume com controle eletrônico para estabilidade e também um assistente de partida de série em rampa. Nas mudanças internas do Fit 2018, o foco vai para a nova central multimídia oferecida na versão top de linha EXL CVT. Compatível com o sistema operacional Android Auto, o equipamento virá com recursos e uma interface extremamente moderna, muito diferente daquela já encontrada no sistema atual do modelo.

Motorização e Transmissão

A motorização do Honda Fit 2018 será mantida, sendo essa de 1.5 e 16 V i-VTEC flex. Essa rende 115 cavalos de potência e torque de 15,2 kgfm quando o carro é abastecido com gasolina. Em caso de etanol, esse número parte para 116 cavalos de potência e 15,3 kgfm de torque.

Já em relação às transmissões, essas também não sofreram qualquer alteração, sendo manual com cinco marchas ou automática CVT com a conversão de torque.

Novidade e Preço Reajustado

Uma das grandes novidades que foram anunciadas em relação ao Fit 2018 é a chegada de uma nova versão do veículo, a Personal CVT. Essa foi anunciada com preço sugerido no valor de R$ 68.700.

Em relação à tabela de preços das demais versões que já eram comercializadas no Brasil, o reajuste do modelo para o próximo ano ficou entre R$ 1.200 e R$ 2.500. Sendo assim, os valores dos monovolumes ficaram em R$ 80.100 para a topo de linha Fit EXL CVT; R$ 75.600 no Fit EX CVT; R$ 70.100 no Fit LX CVT e R$ 58.700 no Fit DX Manual.

Trajetória do Honda Fit no Brasil

Foram muitas as fases que culminaram na chegada do Honda Fit até o ano de 2017. Lançado no Brasil em abril de 2003 nas versões LX e LXL, com motor 1.4 de 80 cavalos e câmbio CVT, já em 2005 a marca recebeu a versão EX com motor 1.5 VTEC de 105 cavalos.

Em 2007 foi lançado oficialmente as versões com bicombustível e motor 1.4. No ano seguinte, a montadora produziu a série especial S, com um pacote visual muito mais esportivo. Em outubro da mesma época, foi lançada a segunda geração como modelo 2009, sendo chamado oficialmente de New Fit e nas versões EXL, EX, LXL e LX.

No ano de 2011, a gama de versões foi ampliada, estreando a versão de entrada DX. No ano seguinte, a segunda geração do New Fit trouxe para-choques, grades e faróis reestilizados, assim como mais aprimoramentos mecânicos. Em 2013, surge o Fit Twist, a versão aventureira e desenvolvida para o mercado brasileiro.

2014 marcou a chegada da versão inédita CX, com a opção do câmbio automático de cinco marchas. A gama de motores trouxe as versões 1.5 e 1.4 flexíveis. Por fim, em 2015 foi lançada a terceira geração do carro no Brasil, com o motor 1.5 flexível e um câmbio CVT.

Kellen Kunz


Honda HR-V 2018 – Preços das Versões


Confira aqui os preços da Linha 2018 do Honda HR-V.

Não é só a gasolina que teve aumento no Brasil. Parece que estamos vivendo em uma rota de subidas e a Honda resolveu reajustar seus preços na tabela do HR-V. Os novos preços estarão presentes na linha 2018 dos 5 modelos que compõem a relação.

Para a linha do ano que vem a versão que vai mais sofrer com o reajuste é o Touring, que é o top de linha da Honda. Ele custa R$ 105.900 e para a linha 2018 a tabela terá um reajuste de R$ 2.000 e vai ser vendido por R$ 107.900. O modelo mais simples da linha, o LX com câmbio manual, vai ter o menor reajuste, hoje de R$ 79.900 para R$ 80.900.

Esse valor ainda pode ficar mais caro dependendo da cor que o cliente escolher. Os valores da cor podem variar entre R$ 1.200 a R$ 1.500. O Touring pode chegar a custar R$ 109.100 dependendo da cor. Agora o que não muda é a lista de equipamentos. Mesmo que a linha sofra com esses reajustes, os modelos não vão ganhar nenhum equipamento ou acessório novo. O HR-V continua sem alterações.

A versão do Honda HR-V mais barata aumentou cerca de R$ 1.000, mas a estrutura continua com câmbio de cinco velocidades, torque de 17,3 kgfm e motor de 1.8 de 140 cavalos. Além disso, acompanha todos os acessórios de antes do aumento, que é ar-condicionado, rádio com bluetooth e encaixe USB, volante com botões para opção de configuração da tela multimídia, regulagem de altura para o motorista, entre outros.

O modelo “meio termo” da linha, a EX, está R$ 2.800 a mais que o preço anterior. Lembrando que essas mudanças de preços são para a linha 2018 e o mês de julho desse ano já conta com essas altas. A versão EX agora está custando R$ 95.800. Acompanha todos os acessórios que a versão LX, mais câmera de ré, faróis de neblina e piloto automático.

Logo depois vem o HR-V EXL, que agora custa R$ 104.100. Já o último modelo da linha, o Honda Touring, está beirando os R$110.000. Continua contando com todos os acessórios e equipamentos de última linha, mas nada de diferente do preço anterior. Os faróis e luzes dos retrovisores laterais são de LED, conta com seis airbags, sensor de chuva e outros acessórios de última geração.

Por Carolina Costa


Novo Honda City – Reestilização e Previsão de Lançamento no Brasil


Novo modelo deverá ser lançado no Brasil em 2018 e trará novidades.

O novo Honda City vem aí e deverá ganhar novidades para quem busca uma opção de carro com conforto interno e porta-malas grande. Antes de 2009, os fãs da marca só tinham a opção do Honda Civic para aquele estilo de carro. Com a linha City a marca ofereceu mais uma oportunidade aos seus consumidores.

E em 2018, ano provável que o novo City chegará ao Brasil, o momento é de euforia para conhecer quais novidades chegam ao mercado. O sedan será reestilizado para continuar agradando os seus fãs e conquistando cada vez mais clientes.

A ideia da marca Honda é continuar entregando aos consumidores um carro confiável e econômico, além do modelo City continuar sendo uma opção de sedan mais barata do que o Civic.

Pelas fotos publicadas em sites asiáticos, o para-choque, a grade frontal e os faróis do novo City serão diferentes do modelo anterior. As lanternas serão de LED e os detalhes das grades frontal e traseira e do para-choque vão ter mudanças necessárias para deixar o carro mais charmoso.

A parte interna do veículo terá novidades, principalmente na parte tecnológica do novo City 2018. O sistema de multimídia vai conectar com os smartphones, o estofado será ainda mais requintado e os equipamentos de segurança serão de alto nível. O novo Honda City seguirá o visual da nova geração da linha Civic.

O motor oferecido pelo novo Honda City será de 1.5 flex, ou seja, aceitará álcool e gasolina com tanque com capacidade de 46 litros de combustível. Quando abastecido com álcool a potência pode chegar a 117cv, com gasolina a potência é de 115cv. O cliente também poderá escolher entre câmbio manual de cinco marchas ou o modelo automático CVT.

No teste de 0 km/h a 100 km/h, o Honda City 2018 chegou com 11 segundos, uma boa média para a categoria. A velocidade máxima do veículo será de 180 km/h.

Ainda não sabemos quais serão as versões que virão para o Brasil no início do ano que vem, mas o preço para a versão mais básica do City deve ser a partir de R$60.000, a versão top de linha, ou seja, a mais completa de todas deve chegar por aqui com preço mínimo de R$80.000.

Por Carolina Costa

Novo Honda City


Honda HR-V Black Edition – Lançamento e Novidades da Série Especial


Confira aqui as principais novidades presentes no novo Honda HR-V Black Edition.

Sendo um líder de vendas entre os SUVs aqui no Brasil, o Honda HR-V ganhou um série especial no Reino Unido, o Black Edition.

Quando foi lançado, no ano de 2015, um dos pontos que a fabricante Honda mais deu destaque no HR-V foi o seu design inovador. Agora, no Reino Unido, a marca faz proveito disso e passa a lançar essa série especial do crossover. Como próprio nome sugere, a Black Edition adota a cor preta em seu interior, nos detalhes e na carroceria.

Dessa forma, o HR-V passa a vestir preto na carroceria, no estribo lateral (que também é um acessório que é vendido em território nacional), na grade dianteira, além das capas de seus retrovisores e nas rodas aro 18. Na parte interior do carro o acabamento é feito em couro preto, com tapetes exclusivos e uma série de detalhes que acompanham a cor predominante na parte externa, o Black. As lanternas e os faróis continuam os mesmos que foram apresentados recentemente na versão Touring, trazendo LEDs e um desenho diferenciado, sendo mais um item de série do HR-V fabricado no exterior.

Além de trazer a cor preta na grade, pintura, molduras laterais e nas rodas, a edição tem mais novidades. O modelo está disponível com um motor a gasolina de 1,5 litros (sendo 130 cv, com caixa manual ou automática CVT), além de um 1,6 turbodiesel (apenas manual, com 120 cv). Não existe a opção para os ingleses do 1,8 que utilizamos no Brasil.

Essa não é a primeira vez que a marca faz o lançamento de uma versão Black Edition. No início do ano, no mês de janeiro, a Honda apresentou o “big brother” CR-V trazendo a mesma proposta, em um estilo esportivo em função do acabamento preto presente em todos os detalhes.

A marca japonesa irá vender o HR-V Black Edition no Reino Unido, nas versões equipadas com o motor 1.5 i-Vtec de 130 cv e com 15,8 kgfm de torque, pelo valor de 25 mil libras (o que equivale a R$ 105.897), que também estará disponível com CVT, custando 26. 210 libras (o equivalente a R$ 111.022). A variante a diesel, que é a com o motor 1.6 i-Dtec diesel de 120 cv e 30,6 kgfm de torque, custará 26.820 libras (o que equivale a R$ 113.806).

Iris Gonçalves


Recall do Honda Accord – Problema no Sensor da Bateria


Cerca de 555 unidades do modelo foram atingidas pelo problema. Proprietários devem entrar em contato para realizar o conserto.

Na última quarta-feira, dia 5 de julho de 2017, a Honda fez a convocação de um recall de 555 unidades do carro Accord. Segundo comunicado divulgado pela empresa, os veículos passarão por uma substituição de seu sensor de bateria. O sensor de bateria desses carros é o responsável por medições de tensão, corrente, temperatura e também resistência da bateria.

A Honda afirmou que uma falha pode fazer com que haja infiltração de líquido condutor dentro do sensor, correndo risco de curto-circuito e, pensando em casos extremos, de um incêndio do carro.

Os usuários poderão agendar a substituição do sensor de bateria por meio do telefone 0800-701-3432. O atendimento terá início no dia 30 de agosto de 2017.

No caso mencionado, estão envolvidas as unidades cuja produção foi feita entre os anos 2013 e 2016, que tenham os seguintes chassis: DA530001 a GA530010.

É fundamental que os donos desses veículos façam a troca junto à Honda o quanto antes, evitando assim possíveis problemas e acidentes, tendo a garantia de troca da empresa a partir do período mencionado.

Sobre a Honda Brasil

No ano de 1997, a HAB (Honda Automóveis do Brasil) fez a inauguração de sua fábrica, no município de Sumaré, uma cidade que fica no interior de São Paulo. Tal passo tão relevante aconteceu somente cinco anos depois do começo das importações para o Brasil, uma experiência que funcionou tão bem que a empresa optou que era o momento de expandir sua presença no Brasil.

Tendo uma produção de somente 20 unidades por dia do modelo Honda Civic e com 400 colaboradores, a empresa começou sua trajetória de sucesso no país. Hoje em dia, a capacidade da planta é de produzir 620 carros por dia, que se dividem entre os modelos Fit, Civic, City e HR-V. No total, a fábrica tem hoje cerca de 3,5 mil funcionários e, além de fazer o atendimento do mercado nacional, faz exportação para os outros países da América do Sul.

A aceitação dos consumidores foi tão grande que empresa começou, no final de 2013, a construir sua segunda fábrica de automóveis, na cidade de Itirapina, também no interior do estado de São Paulo.

Iris Gonçalves


Carros que Menos Desvalorizam após a Compra


Confira os carros menos desvalorizados após sair da concessionária.

Algumas empresas para inserir sua marca no mercado criam algumas propagandas de publicidade muito criativas com alguns slogans que entra na mente das pessoas.

E o que é mais engraçado é que muitas vezes estas “frases de efeito” acabam se tornando uma verdade para muitas pessoas. Por exemplo, a frase do Posto Ipiranga lançada em 1994 que diz: “Ipiranga: apaixonado por carros como todo brasileiro”.

Todo brasileiro é mesmo apaixonado por carro?

Existem algumas controvérsias, ao longo dos anos esta frase ficou comum entre os brasileiros. Porém, é um pouco mais que isso, o brasileiro é apaixonado por carros e ainda mais apaixonado pelo status que o carro pode lhe oferecer.

Quem realmente gosta de carros leva em consideração muitos fatores, é analista, é crítico e entre estes fatores de análise está a segurança, a confiabilidade da mecânica, o histórico de vendas e uma coisa muito importante a “desvalorização”.

Quanto aquele veículo perde do seu valor inicial após sair da concessionária?

Se você está na lista dos que realmente gostam de carros, continue lendo este artigo que vamos trazer uma lista dos 10 carros que “menos desvalorizaram no período de 1 ano”.

Agora sim, você vai saber escolher o carro que realmente não perde valor com o tempo.

O carro é definido pelo seu valor

Já vi muitas pessoas se gabando pelo alto preço pago em seus veículos. No entanto, após algum tempo, a mesma pessoa que se gabava, chorando e frustrado, porque seu lindo veículo não é valorizado na hora da venda.

O que aconteceu?

Com a crise, o mercado de automobilísticos despencou e o setor foi um dos mais atingidos. O financiamento de veículos começou a ficar mais difícil e inviável. Resultado: menos vendas.

As revendedoras não estavam mais comprando veículos como antes para vender, apesar do mercado de seminovos ter sido um pouco aquecido por conta da crise.

Porque o carro perde seu valor?

A análise feita pelas revendedoras está na demanda e a oferta. Quanto mais um determinado veículo é procurado, menos desvalorizado ele vai ser durante um período de tempo.

Porém, não é uma regra. Existem outros pontos que contribuem com a manutenção do valor do veículo que pode ser vista como carros que têm uma alta demanda, porém a oferta é reduzida, fazendo com que seu valor não deprecie tanto.

Os 10 carros menos desvalorizados em 1 ano

Segundo a Agencia AutoInforme os carros também sofrem a influência do tamanho, da marca, dos revendedores e alguns cuidados que as marcas possuem no pós-venda.

Como citei anteriormente existem algumas frases que acabam se tornando verdades, porém existem algumas controvérsias. Dizem que o seu carro após sair da concessionária já perde seu valor em 10% do preço original.

Mas tendo em vista estes fatores que citamos algumas marcas se mantêm com preços para revenda bem próximo ao original e nesta lista uma marca que domina é a Honda. Veja a lista:

1 – Honda HR-V: está em primeiro lugar na lista com uma desvalorização em 1 ano de apenas 4,5% do valor real.

2- Jeep Renegade: outro veículo bem valorizado, perdeu apenas 6,4%.

3- Chevrolet Onix: em um ano 8,3%, o ano passado estava em primeiro lugar.

4- Land Rover Discovery Sport: desvalorizado apenas 9,3%.

A lista continua na sequência: o Volkswagen UP com 9,4%, seguido pelo Ford Ka com 9,9%, o Suzuki Jimny com 10%, o Honda CR-V 10,1%, o Volkswagen Fox com 10,3% e fechando a lista o Honda City.

Por Marcio Ferraz

Honda HR-V


Honda CB Twister 250 – Moto ganha Selo de Maior Valor de Revenda


Depreciação do modelo é de 8,1% ao ano.

Quem tem ou simplesmente gosta de uma motocicleta sabe que a Honda CB Twister 250 é um fenômeno em duas rodas. Tão grande é o seu sucesso de vendas que o modelo se tornou o campeão geral da segunda edição do prêmio Selo Maior Valor de Revenda da categoria de Motos, que foi realizado pela Autoinforme Agência. Segundo os levantamentos realizados pela agência, a Twister 250 teve de depreciação no período de um ano de uso, o total de 8,1%, o que representa um número muito baixo, dando a ela a posição de campeã.

Além de ser campeã com a Twister, a Honda ainda faturou outras premiações, sendo elas nas categorias de Motonetas Nakeds de até 800 cm³, Scooters de até 200 cm³, Scooters acima de 200 cm³, Trail e Street.

Nesse sentido, as premiadas da marca japonesa foram: BIZ 110i, CB 650 F, Scooter PCX 150, SH 300 i, NXR 160 BROS.

A Premiação Selo Maior Revenda foi realizado a partir de uma parceria entre a Agência Autoinforme e empresa Textofinal de Comunicação. Embora a Honda tenha sido muito premiada, outras marcas conhecidas também ficaram com boas colocações em diversas categorias. São elas: Dafra ZIG, Triumph Tiger 800, BMW R1200 GS, Ducati Scrambler Icon 803, Yamaha MT-09 Tracer 850, Suzuki Intruder 125, Harley-Davidson Softail Heritage Classic, Yamaha MT-09 850, Yamaha YZF-R, BMW S 1000 RR e por último a Harley-Davidson CVO Street Glide. No total foram nove premiadas de outras montadoras.

Outra pesquisa realizada, dessa vez com parceria com a Molicar, uma empresa que é especializada na realização de pesquisas de mercado na área de motocicletas, apontou que o total de 138 motocicletas zero-quilômetro se encontram hoje entre as mais vendidas do país. Esses modelos pertencem a 17 marcas e a pesquisa se baseou em comparação com os preços que foram praticados no mês de março do ano de 2016.

Nesse sentido, ao que tudo aponta, a Honda CB Twister 250 possui muitas qualidades que desde o seu lançamento a coloca entre as mais vendidas de seu segmento, o que deve permanecer nessa posição por um bom tempo, pois a marca aposta que o modelo ainda deve conquistar muito mais compradores.

Sirlene Montes


Honda Fit 2018 – Novidades e Primeiras Imagens


Confira aqui as primeiras imagens e novidades sobre o Honda Fit 2018.

Quem adora estar por dentro das novidades no setor automotivo, já pode se preparar para mais um grande anúncio da Honda. Totalmente exposto, foi revelado oficialmente em primeiras imagens, na última quinta-feira, dia 11, no Japão, o novo Honda Fit 2018.

Esse aconteceu somente alguns dias após vazarem algumas outras imagens de catálogo do automóvel. Com o nome oficial de Jazz em toda a Europa, o Honda Fit já está na sua terceira geração, recebendo algumas mudanças significativas que deixam o veículo ainda mais moderno no seu visual.

Quando visto de frente, as novidades se referem a uma nova grade, no qual se encontra, na parte superior, um friso cromado. Esse está logo acima do logotipo da Honda. Ainda, os faróis foram totalmente redesenhados, compondo LEDs diurnos.

Já na parte inferior, onde estão os para-choques, a impressão que se tem é de um carro mais robusto. Essa ganhou maiores entradas de ar e, ainda, os faróis de neblina ganharam novos suportes. Além disso, podem ser vistas algumas saias na lateral.

Já na traseira, há poucas mudanças. A única significativa se refere aos novos contornos que estão localizados na parte inferior, especificamente no para-choque, bem como um novo spoiler e novas lanternas de LED.

Mesmo que nas fotos esse tenha sido revelado somente em partes, e em versão híbrida, o seu interior não deixa a desejar em nenhum momento. Ostentando revestimentos em couro nos tons marrom e preto, esse é aplicado ao volante, nos painéis das portas e nos bancos. O destaque vai para o seletor de marchas, que é pequeno considerado ao tamanho anterior e para todo o pacote do Honda Sensing, que chega no modelo trazendo muitos assistentes de segurança.

Apesar de tudo que foi anunciado, a gama de motores do Honda Fit continua sem modificações, com as opções em 1.3 e 1.5 na linha i-VTEC e na opção com gasolina. Já na opção híbrida, essa é formada pela junção do motor 1.5 e i-VTEC no ciclo Miller com um elétrico. Sua transmissão é de dupla embreagem e automatizada.

Essa versão reestilizada do Fit já tem data marcada para junho no Japão. No Brasil, já houve flagras do mesmo e, mesmo sem previsão de chegada oficial, ao que tudo indica ele não deve demorar muito para ser lançado oficialmente.

É importante lembrar que essa versão diferenciada do carro foi uma forma encontrada pela Honda para superar a espera pela chegada da próxima geração do Fit, que está prevista para chegar no ano de 2019. Ao que tudo indica, esse virá com diversas mudanças no visual e com muitas novidades no que se refere à estreia do motor 1.0, com 3 cilindros turbo.

Kellen Kunz


Honda fará Sorteio de WR-V para quem Fizer Test-Drive


Promoção é válida até o dia 25 de junho de 2017.

A nova geração do modelo Honda WR-V chega às concessionárias do Brasil depois de ter sido apresentado no Salão do Automóvel no mês de novembro de 2016. Para que fosse divulgado o lançamento do modelo para seus consumidores e lojistas de todo o Brasil, a montadora Honda teve uma sacada e realizou uma parceria com a Netza e assim acabou preparando algumas experiências inusitadas, as quais irão fazer com que os amantes dos crossovers vejam a vida por outro prisma. Isto é, através da realidade virtual por meio do VR Experience.

O novo Honda WR-V nem bem chegou e já está causando uma agitação no mercado com relação a sua própria classificação, que está definida como sendo um veículo esportivo compacto. E essa discussão toda não se deve de fato a montadora, mas sim devido a uma classificação determinada pelo Inmetro, que o atribui o posto de SUV. Independente de qualquer status, a montadora continua fazendo investimentos em seu mais novo modelo e criando diversas estratégias para o aumento de suas vendas e alcance das metas desejadas. Uma das maiores estratégias da montadora inclui a realização de um sorteio para os consumidores que fizerem o test drive do modelo. Ao todo serão distribuídas seis unidades.

A montadora desenvolveu um aplicativo para ser instalado em smartphones, por meio do qual o test drive pode ser agendado e então realizado. O consumidor já concorre a um WR-V depois de concluir uma pesquisa. Tal promoção será válida até o mês de junho, no dia 25. Os sorteios aconteceram da seguinte forma: 1 carro para a região Sul, 1 carro para a Centro-Oeste, 1 carro para o Norte, 1 carro para o Nordeste e por fim, 2 carros sorteados para o Sudeste.

O veículo foi desenvolvido para ficar posicionado entre o HR-V e o Fit. Utilizando a base igual a do monovolume, ele adota alguns elementos exclusivos e alguns que estão presentes no SUV superior, como por exemplo, caixa de direção e eixo traseiro, para que assim ganhe conforto e altura. O propulsor será um 1.5 de 115 e 116 cv (com transmissão automática CVT em duas configurações), com valores que vão de R$ 79.400 a R$ 83.400.

FILIPE R SILVA


Honda HR-V Touring – Venda e Preço no Brasil


Confira aqui o preço e as pricipais novidades do novo Honda HR-V Touring.

O Novo Honda HR-V Touring já está disponível em todas as concessionárias da montadora no mercado brasileiro. O Touring é nada menos que a versão top de linha da família HR-V, que é o veículo mais vendido pela marca e também líder em sua categoria no Brasil.

Com preço sugerido acima de R$ 100.000,00 e muitas novidades, o Touring é uma das principais atrações da Honda para 2017. Com soluções que aumentaram o conforto e a segurança, além da correção de alguns problemas de versões anteriores e equipamentos inéditos, fazem do Touring uma grande aposta.

Um detalhe importante é que o HR-V Touring não será equipado com motor turbo, assim como ocorre na versão Touring do Honda Civic. Com isso, a marca japonesa acabou optando por manter o motor propulsor 1.8 de 139 cavalos (ou 140 com etanol) e transmissão CVT.

Com preço sugerido de R$ 105.900,00, esse lançamento da Honda se destaca bastante devido as luzes de led que também estão presentes na traseira. A parte interior também vem recheada de novidades: sensor crepuscular e de chuva, detalhes cromados nas portas, airbags cortina e retrovisor monocromático.

Um dos principais destaques nesta nova versão do HR-V é justamente a mudança nas guarnições das portas. Esse era um problema antigo da Honda e que estava presente até 2016, haja vista o material bastante frágil. Com isso, um acabamento mais forte substituiu o sistema anterior.

É importante destacar que, quando o assunto é segurança, o HR-V Touring é bastante confiável. A nova versão apresentada pela Honda manteve os importantes itens de segurança que já estavam presentes em versões anteriores. Dentre esses itens podemos destacar o estacionamento eletrônico e o sistema Brake Hold, que é um item de série. Essa tecnologia permite com que o freio de estacionamento seja ativado quando o condutor ativa o freio e mantém o veículo parado por muito tempo, sendo que o mesmo é desativado automaticamente assim que o motor acelera.

A tecnologia também está presente na parte interior do automóvel. O sistema de multimídia é o mesmo encontrado na versão EXL, ou seja, com monitor de sete polegadas, além do navegador que está integrado ao painel através de um software de última geração. Além disso, o hardware ainda disponibiliza conexão via Wi-Fi e Bluetooth.

Por Bruno Henrique


Honda WR-V – Preços e Início das Vendas


Menor SUV da Honda chega às concessionárias custando a partir de R$ 79 mil.

Os carros do tipo SUV (Sport Utility Vehicle ou Veículo Utilitário Esportivo) caíram no gosto dos brasileiros. Afinal, tratam-se de automóveis com qualidade um pouco melhor do que os populares, oferecidos a preços intermediários. Então, para atingir esse mercado em ascensão, a Honda acabou de lançar o WR-V, que seria na prática uma versão mais compacta do modelo SUV. A sigla que deu origem ao veículo significa: Winsome Runabout Vehicle, com tradução livre de "veículo alegre e recreativo". A ideia é que ele represente esse lado divertido, mas que desperte nos consumidores certa relação com a família HR-V e CR-V.

O automóvel é derivado do Fit e está disponível em duas versões:

  • EX – por R$ 79.400.
  • EXL – por R$ 83.400.

Design

De forma aparente, os modelos são bastante semelhantes à plataforma da qual foram originados, inclusive em suas dimensões. Mas, evidentemente, o WR-V repassa a impressão de um FIT mais esportivo e com frente mais robusta.

O automóvel será oferecido nas seguintes cores: branco, preto e vermelho perolizados; cinza metalizado e prata; além de branco em tom sólido. Apenas a versão em cor vermelha contará com interior em tons de laranja e preto, enquanto as demais terão revestimento em cor preta, além de bancos e painéis das portas em tom prateado.

Ficha técnica

A ficha técnica básica do modelo é a seguinte:

· Motor: Flex, de comando simples, dianteiro, transversal, 16V.

· Câmbio: Automático (CVT) e tração dianteira.

· Dimensões: 4,29 m de comprimento, 1,59m de altura e 1,73m de largura.

· Distância entre eixos: 2,61 m.

· Capacidade do tanque: 45,7 litros.

· Potência: 116 CV.

· Capacidade do porta-malas: 363 litros (EX) e 437 litros (EXL).

· Peso: 1.130 Kg.

Itens adicionais

A versão de entrada do WR-V já vem de série com os seguintes itens:

· Computador de bordo.

· Central multimídia, com tela de 5’’ e câmera traseira.

· LEDS diurnos.

· Direção elétrica.

· Volante multifuncional, que possui regulagem de profundidade e altura.

· Rodas de liga leve de 16’’.

· Ar-condicionado.

· Airbags frontais e laterais.

· Vidros elétricos.

· Trava elétrica.

· Retrovisores elétricos.

A versão superior possui outros elementos adicionais e diferenciados: Como GPS integrado, airbags de cortina, interior colorido e tela multimídia de 7’’. Vale lembrar que nenhum dos modelos do WR-V contará com bancos revestidos em couro, nem controle eletrônico de estabilidade/tração.

Camilla Silva


Honda WR-V – Venda no Brasil deverá começar em Março de 2017


SUV deve chegar ao país com preço atrativo e bastante espaço interno.

A novidade do ano já começou após a Honda mostrar o WR-V durante uma Feira de Automóvel em São Paulo, no final do ano passado, porém, agora surgem novidades e maiores informações sobre o seu novo produto.

O Honda WR-V é baseado no FIT e já tem dada programada para chegar ao país: Março de 2017. Espaçoso para as pessoas e com um bagageiro gigante, o preço do veículo ainda não foi divulgado, porém a Honda promete que o valor será bastante atrativo, por isso o seu lançamento será a novidade mais aguardada da marca.

Os clientes que buscam o seu primeiro SUV Honda, podem se preparar para se surpreenderem com a potência do veículo, que tem a sua motorização confirmada em 1.5 16V flex, outra novidade é o câmbio automático gerando mais praticidade ao motorista.

Detalhes dos faróis e para-choque compõe o visual moderno do Honda WR-V, outro charme do veículo é as duas opções de acabamentos bicolores (preto com laranja ou preto com cinza). O carro é mais elevado, fazendo com que possa ser permitido o uso de rodas de 16 polegadas.

A aposta do líder do projeto do WR-V, Luís Marcelo Kuramoto, é que o carro vem com o intuito de atender a alta demanda de clientes que buscam um carro confortável, espaçoso e que ao mesmo tempo tenha plenas condições de pavimentações nas rodovias brasileiras, que sempre disputam por espaço. Segurança, rapidez e design sofisticado também são sinônimos que contribuem para o lançamento do Honda WR-V, que é a cara do motorista moderno e ousado.

A Empresa

A Honda é uma multinacional considerada uma das maiores produtoras de automóveis do mundo. Fundada pelo japonês Soichiro Honda, a empresa chegou ao Brasil em 1971 e rapidamente caiu nas graças dos brasileiros, ficando em primeiro lugar nas vendas de motocicletas.

A Honda possui fábricas e escritórios no país, onde sempre está em busca de novidades para surpreender o seu público, por isso conta com uma equipe de funcionários competentes que são treinados e capacitados para atender as expectativas dos seus clientes. Para a Honda, o cliente está sempre em primeiro plano, por isso, além de modernidade e sofisticação, o conforto e a qualidade em suas fabricações são considerados diferenciais.

Diego Jose Laureano


Honda HR-V Touring 2017 – Preço e Novidades da Versão


Confira aqui o preço e as novidades presentes no Honda HR-V Touring 2017.

Lançado em novembro de 2016, durante o Salão do Automóvel da cidade de São Paulo, o novo HR-V Touring da Honda já está preparado para estrear no mercado automobilístico brasileiro. Refere-se a uma versão nova do SUV compacto da marca, que segundo uma tabela disponível no site CarrosnaWeb, será comercializado nas concessionárias do país pelo valor de R$ 109,4 mil, com uma diferença R$ 8 mil se comparado com o atual EXL.

Até agora a montadora japonesa ainda não fez a confirmação do valor de venda do novo HR-V Touring. Entretanto, já se espera que o novo crossover seja vendido por esse preço de R$ 110 mil, ficando posicionado entre os veículos de maior valor da categoria, sendo que hoje o mais valioso é o modelo Jeep Renegade Limited, que com todos os itens inclusos custa R$ 113 mil, levando em consideração somente os modelos com motor flex.

Para que a marca pudesse ter um motivo pelo alto valor, o novo Honda HR-V Touring contará com uma lista bem completa de itens. Destacando-se pelos faróis novos em lâmpada LED, com luzes para conduzir durante o dia, o acabamento interno com detalhes cromados nas portas, lanternas traseiras em LED, sensor de chuva, airbags laterais do tipo cortina, sensor traseiro de estacionamento e retrovisor interno fotocromático.

No restante o veículo continua igual ao HR-V EXL, com freios ABS com EBD, airbags laterais e frontais, controle eletrônico de tração e de estabilidade, rodas de liga-leve com 17 polegadas, assistente de partida em rampas, direção elétrica, trio elétrico, ar-condicionado digital, retrovisores com tilt down na lateral do passageiro e com rebatimento elétrico, faróis com acendimento automático, câmera de ré, sistema multimídia com tela de sete polegadas sensível ao toque, entrada HDMI e navegador GPS, controle de cruzeiro, acabamento interno em couro e diversos outros.

O propulsor é um de 1800 cc, flex, i-VTEC, que gera uma potência de até 139 cv a gasolina, a 6.500 giros. O modelo é dotado de transmissão do tipo CVT automática com paddle shits e sete velocidades.

FILIPE R SILVA


Honda Fit sobre Recall por Problema no Tanque de Combustível.


Convocação atinge 842 unidades do modelo.

A montadora Honda anunciou na última segunda-feira, no dia 28 de novembro, o recall de pelo menos 842 unidades do seu modelo Fit. O motivo do reparo se dá por uma falha na solda que está localizada no bocal do tanque de combustível do mesmo.

Portanto, se você adquiriu um veículo Fit, fique ligado. Os exemplares que estão envolvidos no recall foram fabricados entre as datas de 20 de agosto até 24 de setembro do ano de 2015.

Em comunicado oficial divulgado pela fabricante do modelo Fit foi explicado que o defeito pode aumentar a chance de que combustível seja vazado, o que causaria incêndios, inclusive de grandes proporções. Sendo assim, a solução para o mesmo é que o tanque seja trocado por outro seguro.

A numeração dos chassis envolvidos é a seguinte: 93HGK58 não seqüenciais; chassis entre 40FZ221338 e 40FZ224280; de 60FZ221691; 60FZ222494; 70FZ221225 e, por fim, 70FZ229139.

Quem tiver dúvidas sobre a substituição ou outro assunto relacionado ao recall da marca, pode entrar em contato pelo telefone disponibilizado pela Honda. O número é o seguinte: 0800-701-3432.

É importante ainda ressaltar que a troca começou no dia 30 de novembro, na quarta-feira, e segue até data não divulgada até o momento.

Recalls da Honda em 2016

Esse não é o primeiro recall da marca no ano de 2016. Em fevereiro, houve a substituição em 164.076 unidades de airbags defeituosos da fabricante japonesa Takata no Brasil. Os modelos envolvidos na ocasião foram: Honda Fit e Honda City.

Ainda em junho, outros 325.130 airbags precisaram ser trocados nos modelos Fit, City, Accord e Civic CR-V.

Conhecido como o maior recall da história, o mesmo foi caracterizado pela troca do insuflador localizado no airbag no lado do motorista. O defeito fazia com que objetos metálicos fossem lançados contra os ocupantes do carro assim que o airbag fosse aberto, ocasionando ferimentos de diversas proporções.

Sendo assim, inúmeros casos de mortes de ocupantes dos carros foram registrados em todo o mundo devido aos “airbags mortais”. Porém, o defeito não foi somente em carros da montadora Honda. No total, foram 50 milhões de veículos envolvidos e de diversas marcas, como as também consagradas BMW, Audi, Fiat, Jeep, Lexus, Mitsubishi, Nissan, Subaru e Toyota.

Kellen Kunz


Honda CR-V 2017 – Avaliação, Preço e Novidades


Confira aqui as principais novidades do novo Honda CR-V 2017.

Sucesso de vendas nos Estados Unidos, o novo modelo 2017 de Honda, o CR-V, deverá manter o seu alto padrão em sofisticação e tecnologia, o que o torna um dos líderes do mercado de SUVs e crossovers na América do Norte.

O destaque para o CRV-V é exatamente a sua funcionalidade, o seu bom espaço interno e a sua facilidade em dirigi-lo, além do preço, considerado bastante justo quando comparado a outros concorrentes seus como o Mazda CX-5, que não é vendido no Brasil ou o Tiguan, da Volkswagen.

Por causa do alto volume de vendas dos Estados Unidos, a Honda achou por bem adotar o velho ditado “Em time que está ganhando, não se mexe”. Deste modo, a montadora teve a intenção de manter todos os itens que conferem ao CR-V o título de sucesso de vendas da marca e apenas fez questão de atualizar alguns detalhes que o deixaram com um estilo mais moderno.

Para se atualizar, a Honda resolveu adotar o novo design em moda dos demais SUVs do mercado e trocou suas lanternas verticais por modelos horizontais, bem mais delgados. Os faróis também ficaram mais finos e a grade única do modelo anterior foi dividida em duas para o atual. Ele deverá sair de fábrica com aros maiores (18) e estará bem maior e mais largo. A sua carroceria será sete centímetros mais comprida e a distância entre os eixos foi alongada (4cm), assim como a sua altura (mais 4cm).

As inovações no interior do veículo foram feitas para dar uma maior comodidade e funcionalidade ao novo modelo. Assim, o porta malas ficou mais largo e o espaço para as pernas tanto de passageiros quanto do motorista estão maiores. A empresa colocou uma espécie de console interno no centro do carro, com a possibilidade de funcionar como um porta trecos para os passageiros. Para o motorista, o CR-V vem um painel de multimídia e display integrado com todas as funções do carro visíveis. Neste quesito, a Honda fez questão de volta o velho painel de volume no volante.

O motor é o grande atrativo da nova versão 2017, com uma versão de quatro cilindros, 1.5, na versão turbo e com um torque que proporciona uma potência de mais de 190 cavalos força. A novidade é uma função turbinada mais suave e silenciosa e com uma maior economia de combustível.

Com relação ao preço, nos Estados Unidos o novo modelo deverá chegar às lojas custando entre 200 a 700 dólares mais caros que a versão anterior (o carro custa entre US$ 24 mil e US$ 33 mil lá fora). Segundo os especialistas do site Motor Global 1, não seria nada relevante em relação a dirigir um dos melhores modelos de SUVs existentes no mercado.

Emmanoel Gomes


Honda CR-V 2017 1.5 Turbo – Início da Produção


Honda anuncia início da produção da nova geração do CR-V. Veículo será produzido em Ohio (EUA).

O SUV que é sucesso entre o público, é atualmente, nos Estados Unidos, o crossover mais comercializado, batendo a marca de emplacamentos de cerca de 400 mil no ano. Com o objetivo de se manter na posição alta da lista, a montadora Honda anunciou na quarta-feira, dia 23, que a nova geração do veículo terá sua produção iniciada e acontecerá em Ohio, na cidade de East Liberty.

As unidades primárias do novo CR-V começaram a sair da linha de produção ainda esta semana. Batendo de frente com grandes concorrentes como Ford Escape e Toyota RAV4. O SUV que está em sua quinta geração tem previsão de início de vendas no mês de dezembro, na América do Norte.

Mais robusto que o modelo da geração anterior, o crossover foi desenhado recebendo uma nova identidade visual, com linhas que remetem o novo Civic na parte da frente. O visual ficou ainda mais imponente, chamando bastante atenção por seus novos para-choques e também pelas lanternas na coluna traseira, que lembram o Volvo XC90.

Ao desenvolver o modelo, a montadora utilizou como modelo veículos premium como por exemplo, o BMW X3. O CR-V, que está maior e um pouco mais espaçoso, promete vir com um melhor nível de acabamento, além de ofertar ainda mais tecnologia.

A quinta versão do modelo será comercializada nos Estados Unidos em quatro versões: EX-L, EX, LX e Touring. Contará com LED’s diurnos, ar-condicionado automático, acesso sem chave, câmbio automático CVT e volante multifuncional como itens de série. O modelo terá motor de 1,5 litros com turbocompressor, o mesmo utilizado no Civic e com injeção direta gera uma potência de 192 cv e um torque de 24,8 kgfm.

Além de ser produzido em Ohio, o modelo também será fabricado em Indiana, na cidade de Greensburg e em Ontário, no Canadá.

O veículo, que é bem popular nos Estados Unidos, já teve melhores momentos no Brasil, onde acumulou no ano de 2016 1.639 unidades emplacadas, sendo comercializado somente na versão top de linha com motor flex 2.0 no preço de R$ 148 mil. A montadora ainda não determinou a data em que o modelo chegará ao Brasil.

FILIPE R SILVA


Honda WR-V 2017 – Preço Estimado e Ficha Técnica


Honda lança mundialmente no Salão do Automóvel de SP o novo modelo da marca, o WR-V.

A fabricante oriental Honda foi uma das poucas marcas que aguardou o momento exato para fazer a estreia do seu novo modelo no Salão do Automóvel que acontece em São Paulo. Recentemente, na terça-feira, dia 8 de novembro, foi revelada a novidade, o crossover WR-V, um novo modelo um pouco menor, que é ainda mais compacto que o HR-V fabricado pela mesma companhia.

A produção deste modelo será começada ainda no primeiro semestre do próximo ano e será executada na cidade do interior de São Paulo, Sumaré.

A parte mecânica e também a plataforma do crossover WR-V são praticamente iguais aos que hoje são usados no famoso e querido Honda Fit, sem contar que, além disso, compartilha da mesma plataforma de construção.

Conforme informações publicadas pela fabricante oriental, o WR-V acabou sendo desenvolvido de forma total no Brasil. É o primeiro veículo totalmente “brasileiro”, tendo como base os consumidores do país e também de outros consumidores que estão localizados nos países da América Latina.

O produto final, aparentemente parece ter agradado os funcionários do Japão, visto que a apresentação ocorrida no Salão de Automóvel de São Paulo contou também com o prestigio do CEO mundial da montadora, conhecido como Takahiro Hachigo.

Nenhum detalhe foi anunciado

A montadora não anunciou nenhum detalhe sequer nem com relação aos dados técnicos do novo modelo e nem da parte interna do veículo. O WR-V irá utilizar um motor que já é bem conhecido, um de 1500 cilindradas, com uma potência máxima que chega a 116 cavalos, juntamente com um câmbio CVT automático.

Este modelo terá seu preço inicial posicionado no centro entre o Honda HR-V (o qual sai por R$ 79.900 em sua versão de entrada) e o Honda Fit (que tem preço inicial em R$ 57 mil).

Segunda a Honda, o crossover deverá ser um pontapé inicial para um renovado grupo de consumidores ao redor do mundo quando se trata de SUV’s. Contudo, a organização crê que ele também poderá pegar alguns dos consumidores do modelo Honda HR-V.

Apesar de todo o cuidado que montadora tenha tido para manter o SUV em segredo, o mesmo já foi sido visto em diversos testes que ocorreram na região de Sumaré, cidade esta em que será fabricado.

FILIPE R SILVA


Novo Honda Civic Type R 2018


Modelo promete ser mais potente e ter uma dinâmica bem trabalhada.

Pelo bem da verdade, é interessante a gente lembrar que o Salão de Paris seria praticamente uma vitrine para o novo Honda Civic Hatch. Porém, ele acabou sendo deixado um pouquinho de lado já que ao mesmo tempo também apareceu a versão extrema Civic Type R, que, como era de se esperar, iria mesmo chamar a atenção.

De qualquer forma, uma coisa é certa: Apesar de ter sido apresentado sob uma forma de conceito, a nova geração do hot hatch pareceu agradar muita gente e aumentar ainda mais a expectativa dos fãs do modelo. E, claro que isso tudo tem um motivo especial. Afinal de contas, o carro esportivo conta com uma tração dianteira com mais de 300 cv de potência. Além disso, a dinâmica do carro foi bem trabalhada.

O fato é que a Honda ainda continua a manter segredos sobre alguns aspectos da nova versão, principalmente no que diz respeito a sua produção. Um bom exemplo é que não há informações detalhadas a respeito do motor. Mas as apostas indicam que o carro terá uma esportividade ainda maior. Para essa nova geração, segundo informações da própria fabricante, o objetivo é entregar para os consumidores um Type R mais excepcional de todos os tempos. Em outras palavras, podemos concluir que ele será relativamente mais rápido.

Ainda de acordo com a Honda, o hatch será mais largo e mais baixo. Ele contará com difusor e asa na parte de trás. Além disso, temos as saias laterais de fibra de carbono.

No modelo as saídas de ar estão maiores. E ainda vamos encontrar uma tomada bem proeminente sobre o capô. Seguindo o conceito, vamos ter rodas de 20 polegadas. Por fim, temos pinças de freios Brembo. O design delas até que combina com o resto do carro.

A questão fundamental aqui é que não se sabe se o “ar” do conceito chegará aos modelos na linha de produção.

Lá nos EUA ele tem chamado muita atenção. O Civic Type R será uma das principais atrações do SEMA Show, evento que ocorre em Las Vegas. Curiosamente esse evento é mais voltado para customização de carros. Mas um ponto que levanta as dúvidas sobre o que a Honda pretende para o modelo.

O jeito é aguardar para vermos qual será a palavra final da montadora.

Por Denisson Soares


Novo Honda CR-V 2017 – Modelo passa por Mudanças


Objetivo da montadora é manter o carro atualizado para se manter na briga com a concorrência.

Com a intensificação da concorrência no mercado de SUV’s, a Honda reage com o reestruturação do design e conceito da nova CR-V, que possui lançamento previsto para dezembro nos Estados Unidos. O carro estará com um aspecto mais arrojado, semelhante aos esportivos, e o interior ampliado. O SUV da Honda é líder de vendas na América.

A Honda trabalha com SUV’s desde 1997, ela foi uma das principais marcas a fortalecer a categoria que hoje supera os carros sedã familiares. A crescente dos SUV’s fez com que outras montadoras voltassem os olhos para esse mercado. A Ford, General Motors e outras empresas investem pesado para fortalecer suas marcas entre os carros SUV’s. A competição está mais acirrada.

Reagindo ao mercado mais competitivo, a nova CR-V aposta no que já vem dando certo. A Honda é conhecida como uma montadora que oferece tecnologia, qualidade e durabilidade por preços mais acessíveis. O design mais arrojado deixa a nova CR-V com aspecto esportivo. A proposta é oferecer um carro espaçoso e com desenho moderno.

Alexander Edwards, presidente da Stratetigic Vision (instituto de pesquisas e consumo em San Diego), conta que a reputação da Honda é um dos principais fatores para liderança de vendas da CR-V. Mas ele alerta que investimentos são necessários, grandes montadoras estão chegando forte para competir na categoria.

“A Honda é uma marca forte. Reconhecida pelos consumidores pela qualidade. Mas isso não se sustenta sem um respaldo no produto. Na pesquisa de qualidade realizada pela Strategic Vision entre 2015 e 2016, a CR-V ficou em 14º lugar de 20 SUV’s avaliadas no controle de qualidade. A reestruturação da CR-V é um modo de manter a marca no topo”.

Para competir com a CR-V, a Ford lança um redesenho do Escape. A Nissan no Rogue/ X-Trail e a General Motors amplia suas fábricas para produção do Equinox e GMC Terrain.

Os SUV’s parecem ser o novo xodó dos consumidores, eles roubaram espaço entre os tradicionais sedãs familiares. A competição acirrada entre as montadoras garante constantes aprimoramentos para os amantes da categoria. A CR-V 2017 é um exemplo disso.

Matheus Griebeler


Novo Honda HR-V 2017


Modelo ganhou novo revestimento e ganchos para fixação dos tapetes.

No último dia 12, a Honda apresentou algumas novidades que estarão no novo HR-V 2017. De acordo com as informações divulgadas pela montadora, os preços começam em R$ 79.900 para a versão mais básica e pode chegar a R$ 101.400 para a todo de linha. Com as novidades anunciadas para o carro, os compradores contarão agora com a presença do volante multifuncional que estará presente em todas as versões. A porta recebeu um novo revestimento e o assoalho passou a ter ganchos para a fixação dos tapetes.

A configuração mais básica do modelo, a LX, será produzida agora com rodas de liga-leve de 17 polegadas integradas.

Apesar de estarmos falando de novidades apresentadas pela marca para o seu SUV de sucesso e que segundo a fabricante tem todos os requisitos para fazê-lo diferente dos concorrentes, as ditadas novidades praticamente são uma exclusividade de uma única configuração: A intermediária EX. Esta opção, como já se era de esperar, não tem um preço convidativo saindo por R$ 93 mil.

De qualquer forma, neste caso, vamos encontrar um pacote de equipamentos que agora terá um sistema de som que acabou ganhando dois tweeters nas colunas dianteiras, a troca de marchas (que pode ser feita por aletas) e ar-condicionado digital automático.

Pulando para versão topo de linha, EXL, com seus mais de R$ 100 mil, vamos encontrar faróis com acendimento automático.

Além dos pontos destacados acima, temos outros que já não são tão novidade assim, mas vamos relembrá-los: Regulagem de altura para o banco do motorista, bancos traseiros reclináveis, Bluetooth para ligações por meio do sistema Hands Free Telephone, entrada auxiliar, conexão para a família (iPad/iPhone/iPod, pen drive e USB) e piloto automático, o cruise control.

É interessante observar que a Honda manteve as mesmas quatro versões que são encontradas atualmente. Sobre os preços dessas quatro configurações temos os seguintes valores:

  • LX manual sai por R$ 79.900
  • LX CVT por R$ 86.800
  • EX CVT por R$ 93.000
  • EXL CVT pelos citados R$ 104.400.

Em relação ao consumo temos alguns dados que foram divulgados pelo Inmetro. A configuração testada foi a com câmbio automático CVT. De acordo com os testes, na cidade vamos ter 7,1 km/l movido a álcool e 10,5 km/l com gasolina. Se for na estrada o consumo vai para 8,5 km/l (álcool) e para 12,1 km/l (gasolina).

Por Denisson Soares


Novo Honda Fit 2017


Modelo chega às lojas com mais equipamentos e com preço mais alto.

A montadora Honda anunciou nesta semana a chegada do novo modelo Honda Fit 2017, que começa a ser vendido nas concessionárias Honda em todo o país. Com poucas novidades no design, o Fit 2017 chega às lojas com mais equipamentos e com preço mais alto, com valores que vão de R$ 57,7 mil a R$ 73,8 mil.

A linha 2017 do modelo não trará mudanças visuais externas ou internas; o design continua o mesmo da versão 2016, mas o Honda Fit chega com mudanças em detalhes de acabamento e equipamentos novos na versão topo de linha. De acordo com a marca, as versões DX Manual, DX CVT, LX Manual e LX CVT não tiveram qualquer alteração.

Já a versão EXL CVT automática, considerado o modelo mais completo do Honda Fit, traz para 2017 novos equipamentos de fábrica, que agregam valor à versão. As novidades ficam por conta de airbags laterais do tipo cortina e sistema multimídia remodelado, com navegador integrado e tela de 7 polegadas sensível ao toque. Além dos novos itens, o Honda Fit 2017 ganha a opção de cor Prata Platinum Metálico, que substitui a cor Prata Global Metálico da linha anterior.

O novo Honda Fit 2017 chega às lojas a partir de R$ 57,7 mil na versão DX Manual, custando R$ 63,2 mil na versão DX CVT automática, R$ 62,1 mil na versão LX Manual, R$ 67,6 mil na versão LX CVT automática e R$ 73,8 mil na versão top do modelo, a EX CVT automática. A linha 2017 já está sendo comercializada nas concessionárias da marca e oferece 3 anos de garantia ao consumidor, sem limite de quilometragem.

HONDA HR-V

O anúncio da Honda trouxe, ainda, informações sobre o novo HR-V 2017, que também já pode ser encontrado nas lojas da marca. O SUV compacto é o carro da Honda mais vendido em todo o país e chega ao mercado com melhorias no revestimento interno das portas, controles de som no volante, ganchos para fixação dos tapetes no assoalho do carro e outras melhorias. O modelo LX manual ganhou rodas de liga leve de série e o modelo EX passou a contar com ar condicionado digital automático, borboletas no volante para troca de marchas e um sistema de áudio mais completo. A versão topo de linha, a HR-V EXL, recebeu nesta versão 2017 faróis com acendimento automático.

De acordo com a marca japonesa, o HR-V 2017 será comercializado por R$ 79,9 mil na versão LX manual, R$ 86,8 mil na versão LX CVT automática, R$ 93 mil na versão EXL CVT automática e R$ 101,4 mil na versão topo de linha, a EXL CVT automática do SUV.

André Barbirato


Nova versão do Honda Civic hatch foi lançada


5 versões estarão disponíveis para venda a partir do dia 25 deste mês (modelo 2017) e a partir do dia 30 a Honda disponibilizará um test drive virtual para o público.

A nova versão de produção do Honda Civic hatch foi divulgada ao público neste mês, dia 15 de agosto de 2016, após a sua apresentação no Salão de Genebra, apenas como conceito. A produção da 10ª geração do Civic já começou no Reino Unido (fábrica de Swindon) e o mercado norte americano foi escolhido para receber as primeiras unidades do carro. Uma versão mais esportiva (Type-R) será lançada em 2017, conforme promessa da Honda.

Segundo informações do site g1.globo.com, 5 versões estarão disponíveis para venda a partir do dia 25 deste mês (modelo 2017) e a partir do dia 30 a Honda disponibilizará um test drive virtual para o público.

Duas versões foram chamadas de "Sport" com os mesmos itens de série. O veículo com câmbio manual custa R$ 87,9 mil e com câmbio CVT, mudança de marchas com paddle-shifts, custa R$ 94,9 mil. Entre os tradicionais itens de séries, (ar-condicionado digital, velocímetro digital, direção elétrica e 6 airbags) o destaque fica para o freio de estacionamento eletrônico, HSA (assistente de partida em rampa) e o sistema para fixação de cadeirinha, chamado Isofix.

A versão EX custa R$ 98,4 mil e os equipamentos são os mesmos encontrados no Sport CVT, com a diferença que os bancos são de couro, retrovisores rebatíveis, repetidores de seta e acabamento cromados e painel de instrumentos digital.

A versão EXL possui a mesma característica do EX, porém custa R$ 105,9 mil e a diferença está na central multimídia de 7 polegadas e navegador compatível com CarPlay da Apple e Android Auto do Google. Esses sistemas conectam os smartphones ao painel de instrumentos, reproduzindo os recursos na tela TFT digital.

Todas as 4 versões mostradas acima possuem um motor 2.0 aspirado flex de 155 cv.

A quinta versão, chamada de "Touring", tem os mesmos itens da versão EXL e custa R$ 124,9 mil. O que diferencia este modelo, além do motor 1.5 turbo de 173cv, é que ele tem sensor de estacionamento traseiro e dianteiro, os bancos dianteiros tem 8 funções elétricas de ajuste, retrovisor que escurece de noite, sensor de chuva para o limpador de para-brisa, teto solar elétrico, faróis full LED, entrada sem a necessidade de chave e a partida é por botão, imagem na tela central de uma câmera que está no retrovisor direito para ajudar na mudança de faixa, portas e painel com detalhes em alumínio e maçanetas externas cromadas.

A Geração do Civic começou com o primeiro lançamento em 1972, onde um modelo "quadrado" de 4 portas se destacava com os espelhos retrovisores externos mais a frente de onde conhecemos hoje, digamos no meio do capô dianteiro. Sete anos depois, em 1979, a segunda versão foi lançada com algumas mudanças, principalmente no design.

Em 1983 a 3ª geração surgiu com 2 portas e foram pra lá que os espelhes externos foram. Quatro anos mais tarde (1987) as duas portas traseiras voltaram na 4ª geração. A 5ª geração, em 1991, já apresentava uma versão mais arredondada de duas portas e em 1995 a 6ª geração voltou com as quatro portas. O lançamento da 7ª geração veio em 2000 com linhas mais arredondadas e em 2006 e 2012 a 8ª e a 9ª geração ganharam ainda mais detalhes nessas linhas.

Por Fernando Dias

Honda Civic hatch

Honda Civic hatch

Fotos: Divulgação


Novo Honda Civic Cupê 2016 – Fotos e Novidades


Novo Civic Cupê 2016 passa por melhorias e já é vendido nos Estados Unidos.

Em 1972, o primeiro Honda Civic foi lançado. Na época era basicamente um hatch pequeno de duas portas. Mas com o passar do tempo e ao longo de suas 10 gerações, o carro cresceu e ganhou status até chegar a figurar como o principal produto do portfólio da marca japonesa no mundo todo. A nova versão do modelo foi apresentada oficialmente no ano passado por ocasião do Salão de Los Angeles. Quem olhar para a versão atual e o primeiro, dos 1970, vai ver logo de cara que o carro não lembra em nada suas origens.

O Honda Civic Cupê segue a tradição adotada pela marca e continua a mostrar linhas cada vez mais esportivas. Para quem conhece a versão sedã do carro, ele é praticamente igual a esta até a coluna dianteira. Desse ponto em diante os contornos mudam apresentando um caimento que vai até a traseira truncada do veículo.

A parte de dentro do carro foi complemente transformada. A renovação passou pelo painel de instrumentos, que agora é digital e dividido em três telas, que podem ser configuradas de forma individual por meio das teclas localizadas no volante. A central multimídia conta com 7 polegadas e é touchscreen. Também há opções para a conectividade de smartphones contando com o Android Auto e Apple Car Play.

Na América do Norte, essa nova geração do Civic Cupê chegou ao mercado com um novo motor de quatro cilindros. É um 1.5 turbo de injeção direta de combustível. A capacidade é para 175 cv de potência, com 22,4 kgfm de torque. O propulsor trabalha com a nova transmissão automática CVT, especialmente desenvolvida para suportar os motores um pouco mais fortes.

A suspensão adotada no modelo é a McPherson na dianteira e multilink no eixo traseiro. Vamos encontrar também os freios EBD e ABS, seis airbags e controle de tração.

Com relação ao tamanho, são 4,65m de comprimento por 1,41m de altura. A largura fica em 1,80m. A distância entre eixos fica em 2,70m. O peso total chega a 1.318 kg.

Nos Estados Unidos a versão cupê já é vendida desde o mês de outubro de 2015. Por lá os preços ficam entre as cifras de US$ 18.640 e R$ 26.500. Algo entre R$ 75.500 e R$ 103.300, respectivamente. Para o Brasil ainda não há informações se a opção cupê chegará algum dia por aqui. Ainda assim a fabricante do modelo já confirmou que a variante sedã deverá vir em breve. A expectativa é que seja a partir do mês de agosto.

A Honda descreveu as alterações feitas para essa linha do Civic como sendo as de maiores modificações entre as 10 gerações. Os preços podem chegar ao valor de R$120 mil para o caso da versão topo de linha.

Por Denisson Soares


Novo Honda Civic 2017 é apresentado no Brasil


Modelo chega às concessionárias em agosto e custará até R$ 124 mil.

Nove meses após ser apresentada nos Estados Unidos, a mais nova geração do Honda Civic também foi apresentada no Brasil. A apresentação ocorreu na quarta-feira, dia 20 de julho. Porém, o lançamento nas concessionárias só acontecerá dia 25 de agosto, sendo comercializados como modelo 2017. Os preços iniciam em R$ 87,9 mil, podendo chegar a R$ 124,9 mil. É a primeira vez que o modelo chega aos R$ 100 mil, o que já acontece com os concorrentes.

De acordo com a montadora, os clientes poderão fazer um test drive virtual a partir do dia 30 de julho.

Haverá também um primeiro lote, que conta com 1500 unidades na pré-venda.

VEJA ABAIXO AS VERSÕES E SEUS RESPECTIVOS ITENS DE SÉRIE:

– Sport com motor 2.0 flex e transmissão manual – R$ 87.900: Direção elétrica, ar-condicionado digital, vidros elétricos com função “um toque” para subida e descida, velocímetro digital, freio de estacionamento eletrônico, controle de velocidade de cruzeiro, 6 airbags, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, faróis de neblina, sistema Isofix para fixar cadeirinhas, luzes de diurna de LED, central multimídia com entrada USB, Bluetooth, controles ao volante e câmera de ré.

Sport com motor 2.0 flex e câmbio CVT – R$ 94.900: Conta com o mesmo pacote da Sport manual, porém, soma-se o câmbio CVT com paddle-shifts.

EX com motor 2.0 flex e câmbio CVT – R$ 98.400: Possui o mesmo pacote da versão Sport CVT, além de painel de instrumentos digital, bancos de couro, retrovisores rebatíveis com acabamento cromado e repetidores de seta.

EXL com motor 2.0 flex e câmbio CVT – R$ 105.900: O pacote é o mesmo presente na versão EX, além de central multimídia de 7 polegadas touchscreen com navegador e compatível com Android Auto e CarPlay, que espelham os recursos dos smartphones com tela de TFT.

Touring com motor 1.5 turbo – câmbio CVT – R$ 124,900: Os mesmos equipamentos da versão EXL, adicionado partida por botão e entrada sem chave, câmera abaixo do retrovisor direito, sensor de estacionamento traseiro e dianteiro, sensor de chuva para o limpador de para-brisa, 8 opções de ajuste elétrico para os bancos dianteiros, teto solar elétrico, retrovisor que escurece à noite, maçanetas externas cromada e detalhes em alumínio no painel e nas portas, além de faróis full LED.

FILIPE R SILVA


Honda faz recall de veículos com problema no airbag


São mais de 325 mil automóveis da marca envolvidos no recall. Os modelos terão de trocar o airbag frontal que fica no lado do passageiro.

Na última semana, a Honda anunciou a necessidade de recall para alguns modelos da empresa no Brasil. São 325.130 veículos no total e os exemplares envolvidos são o Accord, CR-V, Civic, Fit e City. Os chassis são:

Fonte – Honda.

Conforme a empresa, os proprietários destes terão que ir à concessionária mais próxima e realizar a troca do airbag frontal localizado no lado do passageiro. Ainda, de acordo com ela, a substituição é necessária uma vez que, caso haja uma colisão de frente com intensidade média ou grave, o sistema do airbag pode se romper do insuflador, ocasionando assim um possível lançamento de partículas metálicas no interior do carro. Em caso de acidentes graves, este defeito pode ocasionar danos materiais extremos e, principalmente, lesões extremamente perigosas e, até mesmo, fatais aos que estão ocupando o veículo.

Segundo o site G1, 13 pessoas ao redor do mundo morreram devido aos defeitos em equipamentos produzidos pela japonesa Takata. A última ocorreu em 5 de maio de 2016, quando duas pessoas perderam a vida na Malásia após a explosão de airbags defeituosos. 

Sendo assim, o reparo realizado não terá custo para os proprietários e será feito por escalas nas concessionárias Honda. Em primeiro lugar, serão atendidos os donos do modelo Civic, a partir de 20 de junho, sendo este seguido pelo CR-V em 4 de julho. A agenda do Accord será dividida conforme os anos do modelo, sendo que a partir de 3 de outubro serão atendidos os modelos 2004 a 2007 e em 1 de agosto pelos exemplares de 2008 a 2011. Ainda não tem prazo de início de reparos os veículos Fit e City.

Apesar dos chassis divulgados e compartilhados, a Honda informa que nem todos os veículos do intervalo disponibilizado estão envolvidos e precisam realizar o recall do airbag. Sendo assim, para que os proprietários possam buscar mais informações, como consulta de reparo, a montadora disponibiliza o portal www.honda.com.br/recall/autos ou a Central de Atendimento, pelo telefone 0800-701-3432. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, em horário de Brasília.

A Honda Motor Company é uma empresa com sede no Japão e uma das mais importantes fabricantes de automóveis e motocicletas do mundo, exportando veículos para o mundo todo. No Brasil desde 1971, a montadora lamentou o ocorrido e divulgou que está se esforçando ao máximo para disponibilizar as peças necessárias com o menor prazo possível, sempre buscando antecipar a data de atendimento aos proprietários.

Por Kellen Kunz


Novo Honda Civic 2017 tem Data de Lançamento e Informações Reveladas


Novo modelo contará com várias novidades e custará a partir de R$ 76 mil.

Um dos lançamentos mais aguardados do mercado de automóveis brasileiro em 2016, o Honda Civic já tem data de lançamento marcada: 25 de agosto. Segundo alguns concessionários da Honda, essa é a data de lançamento prevista para a décima geração do Civic, um dos modelos mais emblemáticos da marca japonesa.

Outro fator que indica que a chegada do novo Civic está próxima são os descontos de até R$ 6.800 na versão intermediária do sedã. Para aqueles que são clientes da marca e estão ansiosos para este lançamento, saibam que os concessionários trazem duas notícias nada agradáveis: a versão de entrada não contará com descontos e será bastante difícil encontra a versão top de linha. Segundo eles, a Honda parou de fabricar a versão EXR 2.0.

Em relação a preços oficiais, saiba que a boa notícia fica por conta da versão intermediária LXR com motor 2.0 flex e câmbio automático de cinco marchas, haja vista o preço inicial sugerido divulgado pelas concessionárias ser de R$ 76.900. Com isso, temos uma economia de R$ 6.800 se compararmos com a tabela oficial que apontava R$ 83.550.

A expectativa é grande em torno deste lançamento, por isso o novo Civic vem cheio de novidades para que possa atender a toda essa ansiedade. A nova geração se destaca bastante pelo seu visual mais arrojado, um grande número de tecnologia, além do novo conjunto mecânico, que tem como principal destaque o motor turbo e câmbio CVT.

Além disso, saiba que o novo Civic foi construído a partir de uma nova plataforma. O resultado disso foi um automóvel maior e mais robusto. Se fizermos uma comparação rápida com a versão anterior, temos que a nova geração é 5 cm mais larga e 2,5 cm mais baixa. Outro destaque é quanto ao entre eixos, que também sofreu aumento, possibilitando um maior espaço para os passageiros.

Uma novidade na parte mecânica é que o motor 1.8, presente na atual versão de entrada do sedã, deixa de fazer parte do conjunto mecânico a partir da nova geração. Já o quatro cilindros 2.0 continua fazendo parte do Civic, sendo que o mesmo vem atualizado visando um melhor equilíbrio no consumo. Apesar disso, o quatro cilindros 2.0 oferece os mesmos 155 cv de potência.

O grande destaque do conjunto mecânico fica mesmo por conta do novo 1.5 turbinado. Esse motor é equipado com turbocompressor, injeção direta e tecnologia biocombustível. O mesmo possui 176 cv e 22,4 kgfm de torque.

Por Bruno Henrique


Novo Honda BR-V é apresentado na Índia


Modelo é capaz de transportar 7 pessoas e conta com motor 1.5 i-VTEC ou 1.5 i-DTEC. Montadora não informou que o modelo poderá ser lançado no Brasil.

A fim de conseguir conquistar novos clientes, as fabricantes de veículos automotores sempre buscam lançar novos veículos no mercado ou até mesmo fazer reestilizações dos modelos que já estão no mercado. É seguindo esta proposta que a renomada fabricante de veículos Honda acabou de lançar no mercado indiano o seu mais novo veículo, o qual foi batizado com o nome de BR-V, nome este que conforme as informações repassadas pela própria fabricante japonesa, é originário das palavras Bold Runabout Vehicle, que traduzido em português seria algo similar a “veículo de carroceria ousada”.

Este novo veículo da Honda terá capacidade para fazer o transporte de até sete passageiros e no mercado indiano será disponibilizado com propulsores movidos tanto à diesel como à gasolina. O design dessa nova aposta da Honda foi baseado no Honda Brio, contudo o BR-V passou por uma melhoria estrutural.

Com relação à motorização, o BR-V será disponibilizado, por lá, com a opção de um propulsor 1.5 i-VTEC movido à gasolina (o qual é capaz de produzir uma potência máxima de 119 cavalos) ou o 1.5 i-DTEC movido à diesel (com capacidade de produzir uma potência máxima de 100 cavalos), ambos os motores irão trabalhar em conjunto com o câmbio automático do modelo CVT com variação contínua.

As dimensões deste novo veículo da Honda são de 2,62 metros no entre-eixos, 4,45 m de comprimento, 1,43 m de largura e 1,66 m de altura. Para termos uma noção do real tamanho deste veículo, ele terá um porte bastante semelhante ao conhecido HR-V, que possui a distância entre eixo de 2,61m.

A cabine do BR-V virá com três fileiras de assentos e o porta-malas terá a capacidade de 223 litros, porém, caso o proprietário rebata os bancos traseiros esta capacidade pode ser ampliada para incríveis 691 litros.

Em termos de categoria, o BR-V será considerado como um crossover e já sairá de fábrica com belas rodas de liga leve no tamanho 16 polegadas. Com relação ao tipo de suspensão, o modelo virá com suspensão McPherson na parte frontal, enquanto na parte traseira a suspensão escolhida pela fabricante foi a do tipo barra de torção.

O certo é que apesar desse modelo estar sendo lançado para o mercado indiano, em breve teremos mais notícias a respeito da chegada dessa nova aposta da Honda aqui no Brasil ou não.

Por Adriano Oliveira