Renault Kwid 2020 – Lançamento, Características


Nova geração será apresentada na Índia em setembro deste ano e trará diversas novidades.

Depois de meses em testes, o novo Renault Kwid 2020 terá sua data de lançamento finalmente oficializada, depois de tanto flagra. A data de lançamento do novo modelo, segundo a imprensa indiana, deve ser em setembro, e deve chegar inicialmente com a versão elétrica, o City K-ZE.

O design trará algumas mudanças, principalmente no conjunto frontal, e a traseira que deve deixar de ser hatchback. Essa atualização foi escolhida para passar na frente da concorrência, que deve trazer novidades também com a próxima geração. Com o lançamento na Índia, é válido lembrar que o modelo já vendido por lá, desde 2015, e o novo Renaul Kwid 2020 pedia por essa reestilização. Já no Brasil, o modelo da Renault vem sendo comercializado desde 2017.

Mudanças visíveis

Na parte da frente do Kwid, houve modificações nos faróis, que agora serão de LED com luzes diurnas de espessura mais fina, e na horizontal. Os faróis que mudaram de design também terão ligação direta com a grade frontal e terá outro conjunto de faróis que deve formar uma iluminação de dois andares. Tal recurso foi criado e deve se tornar cada vez mais comum para os novos modelos.

Além disso, o para-choque da frente também foi redesenhado, e agora passará a ter uma entrada de ar bem grande na parte debaixo. As rodas terão calotas que também ganharam novos desenhos, e com parte traseira do para-choque, o novo formato do carro também terá um design diferenciado. As lanternas traseiras também serão em LED e com iluminação tipo C.

Expectativas

Existem algumas expectativas quando a outras novidades do modelo, principalmente que devem entrar na lista de equipamentos, principalmente na versão elétrica. Entre elas, alguns destaques são para a central multimídia, que vem com tela de 8 polegadas, mas que deve vir apenas para as versões do Renaul Kwid 2020 mais caras.

Falando da parte interna ainda, os tecidos do Kwid novo devem ter seus desenhos que também foram refeitos. Mas se agradar na Índia é muito provável que agrade ao público daqui também.

E para o Brasil?

Para o Brasil a Renault está preparando as primeiras mudanças visuais e o subcompacto Kwid deve ter suas mudanças também. Embora os flagras de tais mudanças já mencionadas terem sido vistos na Índia, o modelo que virá para os brasileiros deve ter o mesmo visual modificado.

Seguindo a tendência dos SUVs, o Renault fará as modificações que o público brasileiro mais tem aprovado, e o Layout deve vir modificado também com uma reestilização bem próxima do Citröen C4 Cactus, se alguém se lembra.

Bom desempenho comercial

Algumas das alterações que foram feitas serviram para manter o Kwid com número de vendas elevado no mercado, assim de forma competitiva. Nos dias de hoje, ele é um dos modelos mais vendidos no Brasil pela Renault, ficando na frente do Logan e do Sandero, além de também ser o líder do segmento dos subcompactos do qual também fazem parte o Up!, e o Fiat Mobi.

Ainda não foi divulgado qual serão os valores para o novo Kwid, porém o que se sabe é que mesmo que haja um aumento no seu preço comercial, o modelo deve seguir na mesma posição no mercado. Já que o produto de entrada Renault, tanto no Brasil, como em outros países, é um dos modelos mais vendidos e de valor bastante competitivo.

O novo Renault Kwid 2020 que é reestilizado deve ser produzido em São José dos Pinhais (PR). Onde fica a fábrica brasileira, e de lá deve seguir para todas as concessionárias para os demais países da América do Sul. Só nos resta aguardar o lançamento final, e avaliar o novo design que deve aparecer em breve por aqui.

Por Susan NogArt

 Renault Kwid 2020

 Renault Kwid 2020


Novo Renault Duster 2020 – Novidades e Preço


Novo Duster substitui motor 1.6 pelo 1.0, visando redução de consumo e de emissão de gases.

A Dacia, uma empresa subsidiária da montadora francesa Renault, no país da Romênia, continua firme com o processo que irá realizar a troca dos propulsores aspirados pelos motores turbinados. Tal medida foi tomada pela fabricante tendo em vista as normas de emissão de gases poluentes que se encontrarão vigentes no velho mundo a partir do ano de 2021, nas quais os veículos devem se encaixar.

Seguindo este caminho de downsizing para a versão nova do modelo Duster, o motor da Renault de 16 válvulas com 1600 cc sai de cena e agora entra um menor, o chamado TCe 100, o qual conta com três cilindros e 1000 cilindradas, sendo um turbocompressor que possui intercooler e trabalha com injeção de combustível direta.

Com propulsor menor, o Duster a ser lançado irá passar a ser capaz de gerar uma potência de 100 cv e um toque que chega aos 16,3 kgfm, claramente sendo números mais baixos do que os disponíveis no 1.6 SCe (que ainda continuará sendo utilizado por alguns anos no mercado brasileiro). Embora a diminuição tenha sido de 600 cc no motor, o objetivo da marca foi alcançado, que é ter um torque maior em baixa rotação, emissão menor de gases poluentes e também um consumo mais baixo de combustível.

O motor TCe 100 de mil cilindradas consegue entregar sua força completa ao atingir os 2.750 giros diante das 4 mil rotas do modelo 1.6 SCe, o que ainda pode ser considerada uma alta rotação visto que se trata de um propulsor turbinado moderno. Entretanto, seja do jeito que for, isso já auxilia grandemente o veículo romeno com a sua proposta de emitir uma quantidade menor de gases poluentes.

Consequentemente, isso contribui também para um menor desempenho, isto porque acaba não se aproveitando de forma total a sua saída e o Novo Renault Duster com motor TCe 100 consegue realizar uma aceleração de 0 até 100 km por hora em um tempo de 12,5 segundos diante dos 11,9 segundos alcançados pelo modelo 1.6 SCe, o qual contava com uma potência de 115 cavalos.

Além disso, sua velocidade máxima foi diminuída em 4 km horários, sendo agora de 168 quilômetros por hora, diante dos 172 km horários na versão anterior. De acordo com informações disponibilizadas pela Dacia, 18 por cento foi o valor que diminuiu quando se trata da emissão de gás carbônico, o que representa 125 g por quilômetro, tendo um consumo de combustível de 18,2 km para cada litro. O novo Duster TCe 100 ainda conta com o sistema de Start e Stop com uma transmissão manual de cinco velocidades.

Entretanto, os consumidores que tiverem o desejo de um desempenho maior, terão a oportunidade de escolher a variante que possui propulsor de 1.3 TCe com quatro cilindros, sendo que o referido motor é o mesmo utilizado pela geração mais recente do Classe A e dos derivados da alemã Mercedes-Benz, que nesta lista entra GLB, GLA, B e CLA.

Na Europa, o novo Novo Renault Duster possui este motor com uma potência de 150 ou de 130 cavalos e ainda conta com uma transmissão de embreagem dupla. Já aqui no Brasil o modelo ainda continua sendo preparado para chegar às concessionárias, onde espera-se que o motor 1.6 SCe com câmbio CVT seja muito bem explorado. Acredita que chegue com o conjunto 1.3 TCe, tendo no mínimo uma potência de 160 cavalos.

FILIPE R SILVA


Análise Novo Renault Sandero CVT 2020


Confira aqui as primeiras impressões ao dirigir o novo Renault Sandero com Câmbio CVT 2020.

Renault Sandero CVT é o novo lançamento da grande companhia francesa. Os especialistas já se manifestaram.

Entre os itens de sua ficha técnica está o novo câmbio automático; um retoque no visual; novo sistema de airbags laterais e mais algumas novidades que fazem um belo diferencial nessa linha 2020.

Méritos e deméritos precisam ser expressos, segundo os especialistas, já que ele melhora em algumas funções, mas perde em outras.

A série Renault de 2020 está munido de airbags laterais, de nomenclaturas novas, além de estar mais seguro e confortável.

Os especialistas do site experimentaram o novo Sandero que está equipado do câmbio dito CVT. Alguns testes foram realizados em dias chuvosos, na plena região central de São Paulo. Este foi um dos cenários mais impróprios para testar veículo inédito, dado que as condições foram adversas.

Entretanto, o novo Renault Sandero CVT, no teste, entregou desempenho surpreendente. Dentro daquele clássico trânsito pesado, o automóvel cumpriu uma de suas principais funções, proporcionando conforto aos ocupantes.

O ponto negativo está no fato de que o sistema de transmissão automática só estará disponível para as versões equipadas de motor 1.6, com desempenho de 118 cavalos de potência e mais 16 KGFM em torque, que simulam seis marchas. Munido deste dispositivo o Sandero CVT se torna mais pesado em 70 kg, com relação às outras versões que possuem configuração 1.6 tipo manual e atingem até 1.140 kg.

As versões munidas de motorizações tipo 1.0 e tipo 2.0 serão mantidas equipadas de câmbio manual simples. Conforme as informações obtidas com os representantes da companhia, este novo modelo tem capacidade de atingir a marca de 0 a 100 km/h no tempo de 11 segundos, sem distinção do combustível que enche o tanque.

O clássico câmbio manual do tipo Hatch produz a mesma potência de aceleração na marca de 9,9 segundos, quando movido a etanol.

O conjunto CVT opera de modo a proporcionar um conforto maior em qualquer modalidade de aceleração. Tanto nos testes quando na simulação o desempenho das marchas nas acelerações se manteve constante e sem aquele tranco.

Este mesmo modelo permanece com o clássico sistema de dirigibilidade próprio do Sandero. Está equipado de uma direção que não apresenta a mesma suavidade em relação ao "primo" March, embora possuam conjuntos similares em certos atributos. Possui uma suspensão munida de regulagem mais macia e bem mais elevada, em torno de 40 mm para as versões CVT.

No entanto, este câmbio CVT constitui somente um dos novos itens incluídos. O design exterior foi reconfigurado em grande parte, tanto na dianteira quanto nos faróis, que estão vazados em arranjo totalmente novo, com sistema interno atualizado e com função de luzes diurnas, tipo DRL, marca LED; sua nova grade frontal está bem maior, acrescida de detalhes cromados, finalizando com para-choque inteiramente atualizado.

Na parte traseira, a fechadura, anteriormente posicionada abaixo do título do veículo, parece ter desparecido, mas, em realidade, o logotipo e a maçaneta formam um todo único. Para abrir esta tampa, bastará o proprietário pressionar o centro do logo. Impressionante né!

Todas as versões munidas de câmbio CVT serão identificadas por meio das molduras plásticas, desprovidas de pintura pela base da superfície da carroceria e da suspensão.

Mais equipado, o Renault Sandero CVT, como foi citado, está munido de airbags nas laterais, que são parte da série na linha Sandero, na Logan e na linha Stepway, totalizando quatro airbags junto aos frontais, que são obrigatórios, por lei.

Duas versões Sandero com CVT estão sendo comercializadas com os seguintes valores:

1 – Sandero Zen, motor 1.6 CVT, por 62.990 reais.

2 – Sandero Intense, motor 1.6 CVT, por 65.490 reais.

Paulo Henrique dos Santos


Novo Renault Sandero 2020 – Preço e Novidades


Modelo ganhou nova traseira, airbags laterais e câmbio CVT.

Embora o Renault Sandero não esteja ameaçando os líderes de vendas do mercado, o HB20 da Hyundai e o Onix da Chevrolet, o novo modelo hatch veio para se tornar peça chave nas estratégias para subir no ranking. Sendo assim, as inovações que a fabricante se apressou em fazer para ganhar da concorrência você confere agora.

O novo Renault Sandero está igual na parte da frente, muda um pouco de acordo com a versão, mas o design é praticamente o mesmo, com as mesmas formas básicas. O para choque é novo, assim como os faróis que também ganharam luz de LED.

Porém, as grandes mudanças estão voltadas para a parte traseira do novo modelo. As lanternas agora invadem parte da tampa do porta-malas, e há um prolongamento que não é só estético, ele realmente acende ligando uma lanterna na outra.

Confira os preços e os itens de série de cada versão do Renault Sandero

Segundo a fabricante, as mudanças são inspiradas no Mégane, em seu modelo europeu, mas ficou bem parecido também com o Fiat Argo. Independente disso, ele tem agradado muito os usuários, em todas as suas versões.

  • + Life 1.0 (R$ 46.990): com 4 airbags, ganchos de fixação para cadeirinhas isofix, ar-condicionado, travas e vidros elétricos, chave canivete, rodas de 15 polegadas, e direção eletro-hidráulica.
  • + Zen 1.0 e 1.6 (R$ 49.990 a R$ 55.990): além dos itens de série do modelo anterior, ainda vem com central multimidia Media Evolution, volante com telefone e comandos de som, banco com regulagem, sensores de estacionamento na parte de trás, coluna de direção com regulagem, alarme, sistema start-stop e computador de bordo.
  • + Zen CVT X-Tronic (R$ 62.990): Inclui todos os itens do modelo Zen manual, mas tem câmbio automático CVT X-Tronic, assistente de partida de rampas, controle de estabilidade, rodas de 16 polegadas, molduras nas rodas.
  • Intense CVT X-Tronic (R$ 65.490): todos os itens anteriores, mais câmera de ré, ar condicionado digital, travas e vidros elétricos, faróis de neblina, rodas de liga leve, retrovisores elétricos e piloto automático com velocímetro limitador.
  • Renault Sandero 2.0 (R$ 69.690): vem com todos os itens da Zen Manual, além do assistente de rampa, ar condicionado digital, controle de estabilidade, piloto automático, roda de liga leve, retrovisores elétricos, travas e vidros elétricos, câmera de ré e acabamento diamantado na cor preta.

Mais seguro por dentro

Apesar de pouca coisa ter mudado no design, o novo Renault Sandero terá novas opções de revestimento. Com isso, o volante tem empunhadura nova, e com a versão Stepway, o acabamento é esmerado com faixas de tecido ou couro, e vem com painéis nas portas.

Os equipamentos ganharam reforços, e a central de multimídia suporta os sistemas operacionais da Apple Car Play e Android Auto. Além disso, o novo Renault Sandero também evoluiu muito no quesito segurança, com mais airbags frontais e laterais, além dos ganchos para isofix em todas as versões.

O modelo terá as versões: Zen, Life, Iconic e Intense. Com opções de motorização de 1.0, com 3 cilindros e 1.6 16 V com 4 cilindros. A novidade maior é o câmbio CVT X-Tronic que está presente nas versões de preços maiores, e podem ser identificadas pela moldura de plástico que fica localizado nas caixas de rodas. Isso ajuda na estabilidade e no assistente de partida de rampa, que é oferecido nas versões esportivas do veículo.

Como é o desempenho?

O novo Renault Sandero teve alguns problemas de desempenho, mas que segundo a fabricante já foram solucionados. Um deles era o acabamento espartano, que ainda continua simples, mas evoluiu diante outros modelos.

Dessa vez a Renault investiu mesmo no interior, e trouxe novas opções para mecanismos decentes em regulagem de altura. Agora a alavanca não faz o motorista despencar quando puxa.

Por Susan NogArt


Novo Renault Sandero 2020 – Novidades e Fotos


Modelo chega às concessionárias neste mês de julho de 2019.

Após alguns dias de flagras, de registros no chamado INPI e de diversas imagens correndo pela internet, os gestores de marketing da companhia Renault resolveram finalizar o suspense para os mais adictos interessados, fazendo revelar o novo modelo Sandero, edição de 2020.

Entretanto, a estreia oficial está agendada somente para o fim deste mesmo mês de julho.

A ficha técnica deste novo automóvel abrange alguns aperfeiçoamentos e alterações bastante positivas em seu design exterior, sendo este um típico Hatch que introduzirá nesta linha, e no segmento, a nova transmissão tipo CVT, que está conjugada ao motor 1.6 16V, com desempenho de 118 CV, junto aos 16 de torque kgfm. Com relação ao motor de 1.0 SCe de desempenho de 82 CV, se trata do mesmo modelo da versão anterior, cuja instalações será mantida e atrelada à caixa manual em cinco marchas.

No site especializado Auto Esporte existe um tipo de podcast contendo todas as informações necessárias sobre o new Sandero e os demais hatches que chegarão ao mercado nesse segundo semestre de 2019.

Neste momento, a companhia Renault, fora do Brasil, está testando a segunda geração do modelo, em nosso território o mesmo modelo está passando por uma pequena atualização em seu visual. Todo esse processo se inicia a partir da sua dianteira.

Outras especificações abrangem o seguinte:

Está munido de um novo jogo de faróis, cujo design é todo em estilo luz LED para o período diurno, em configuração tipo “C”. Está equipado de uma grade que mantém suas anteriores características, acrescida, agora, de um típico acabamento cromado muito atraente. No mesmo para-choque, sua parte inferior está totalmente redesenhada.

Com relação à sua parte traseira, não há significativas mudanças. Neste caso, está munido novas lanternas que avançam, em sua estrutura, para o porta-malas, o qual será mantido em sua capacidade para portar 320 litros.

Mas, as mudanças não param nesse ponto. Todo o seu design atualizado está sendo reforçado de modo integral, no sentido de ser agraciado nas avaliações que estão por vir, sobretudo visando às famosas três estrelas que poderão ser alcançadas no conhecido Crash Test do Latin NCAP.

Os especialistas apostam, também, que a companhia vai equipar esse novo modelo com novos controles e comandos eletrônicos para a estabilidade e para a tração. Muito provavelmente essas especificações estarão equipando as versões de maior custo, mais incrementadas, de maior categoria.

Sobre a mecânica, o Sandero 2020 está equipado de um motor 1.6, de um novo câmbio CVT – já citado – que dispensa a antiga transmissão automatizada de tipo Easy-R, tornando-se um veículo que é altamente competitivo com modelos das grandes marcas, tais como o Chevrolet Onix; o modelo Hyundai HB20 e o modelo Fiat Argo. Outros modelos de grandes marcas já estão sendo equipados de modo equivalente, dado que nenhuma companhia dorme no ponto.

Este novo Sandero é próprio para os consumidores que são admiradores das versões mais esportivas. Assim, para acrescentar mais à novidade que em breve estará aqui, sua versão RS está mantida, ou seja, ela conta com o mesmo aparato mecânico da versão atualmente no mercado, sendo que a configuração do motor é 2.0 tipo Flex que entrega desempenho de até 150 CV e mais 20,9 KGFM em torque, suplementado de um câmbio manual de seis marchas.

O Sandero é um tipo de modelo muito vendido pela Renault, o que incentiva e encoraja os engenheiros da multinacional a avançar mais em seu aperfeiçoamento, ao longo das gerações. Vale a pena conferir.

Paulo Henrique dos Santos


Renault Triber – Detalhes da Nova Minivan baseada no Kwid


Novo modelo deve ser lançando no segundo semestre de 2019.

A Renault, uma das mais populares fabricantes de carros, pretende entregar uma novidade para o mercado da América Latina. E a novidade está relacionada a um dos últimos lançamentos da marca.

O Renault Kwid foi lançado em 2017 e em sua atual campanha é chamado pela marca com o SUV dos compactos. A primeira geração do Kwid custava R$ 30 mil reais e contava com um motor 1.0 flex de três cilindros e 12 válvulas, o seu porta-malas tinha a capacidade de 290 litros. No ano seguinte, já com algumas leves alterações, mas mantendo o mesmo motor, o carro passou a custar R$ 36 mil. O Kwid consegue fazer de 0 a 100 km/h em 14 segundos, o que é um ótimo tempo para a sua categoria.

Lançado para ocupar o espaço deixado pelo antigo queridinho da marca, o Renault Clio, o Kwid já pretendia, desde sua primeira geração, ser um compacto mais robusto, com jeito e cara de SUV. A proposta não tinha como dar errado.

Como todos os modelos, o Kwid conta com diferentes versões. A primeira é a chamada Life, com freios ABS, quatro airbags (nas laterais e parte frontal), banco traseiro rebatível e desembaçador traseiro. A versão do meio é a Zen, que adiciona uma direção elétrica, trava elétrica, limpador de vidro traseiro, vidros dianteiros elétricos, ar-condicionado e comando interno do porta-malas. A grande versão top de linha é a Intense, com encostos de cabeça nos bancos traseiros, computador de bordo, central multimídia com rádio, MP3 player, conexão USB e Bluetooth, além de rodas de liga leve.

Não por acaso, o carro foi um sucesso de vendas, principalmente na Índia. E com todo esse sucesso em torno do modelo, a Renault resolveu trazer novidades e de alguma forma reutilizar a base do subcompacto. O plano era criar projetos derivados do Kwid inicial, e com isso surgiu a grande ideia, que acaba de ser apresentada pela marca, o Renault Triber. Será uma minivan, com capacidade de até sete pessoas, mas ainda sim com menos de quatro metros de comprimento.

A marca promete que a minivan baseada no compacto já vai começar a ser vendida ainda no segundo semestre deste ano. O carro conta com um motor 1.0 aspirado e já no ano que vem receberá um motor inédito, o 1.0 SCe Turbo. A princípio o lançamento será apenas para o mercado indiano, que realmente adorou a ideia principal do Kwid, e da Renault em geral, considerando que, segundo dados da marca, existem mais de 500 mil veículos Renault rodando na Índia. Mas logo o Triber será relançado em outros países, incluindo os países da América Latina, que também receberam muito bem o compacto Kwid.

A ideia principal do Triber é se manter parecido com o Kwid, como uma nova versão, considerando o sucesso que o compacto fez no mercado. Algumas alterações deixam sua estética um pouco mais agressiva. O Triber terá novos faróis, para-choque e uma grade, o capô foi totalmente redesenhado e a traseira conta com lanternas esguias na horizontal.

A grande diferença entre os modelos está na parte interna. A Renault teve que reinventar o espaço, para conseguir acomodar sete pessoas entre quatro metros de veículo. E ainda trouxe um pouco mais de estilo e tecnologia do que a que se encontra no interior do Kwid, contando com uma central multimídia de oito polegadas (Kwid conta com uma central de sete polegadas), um painel de instrumentos digital e dando uma atualizada no volante.

A terceira fileira dos bancos do Triber pode ser movimentada, de acordo com o usuário. Isso aumentaria a capacidade do porta-malas para 625 litros. É um pouco mais alta que os demais carros da marca, ao que a Renault respondeu que o Triber foi desenhado para ser um carro para adultos. Ainda conta com saídas de ar-condicionado, apoios de braço e até mesmo tomadas para quem vai viajar nos bancos traseiros.

Agora é só esperar o seu lançamento e ver se o novo Triber vai se sair tão bem quanto o Kwid.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros


Novo Renault Kwid Outsider 2020 – Novidades e Preço


Confira aqui mais informações sobre o novo Renault Kwid Outsider 2020.

A montadora francesa Renault vem investindo na criação de carros mais urbanos e também a empresa vem “pinçando” características de outros automóveis. Essa é a ideia que norteia o projeto do novo Renault Kwid Outsider versão 2020. Esse veículo está sendo classificado como um “SUV menor” e excelente para perímetros mais urbanos. No texto de hoje, vamos abordar os principais assuntos referentes a esse carro. Mas, de antemão podemos adiantar que ele tem um preço excelente e que também é o modelo perfeito para muitos brasileiros por apresentar as especificidades que possui. Confira os principais dado do Kwid Outsider abaixo.

As qualificações do design externo e interno do Renault Kwid Outsider ano 2020

A designação de “SUV menor” é bem propícia ao Kwid Outsider da Renault. Uma vez que esse veículo tem uma altura até considerável, mas não é um carro que conta com um comprimento tão considerável assim. Na parte da frente desse novo automóvel da montadora francesa, você consegue perceber que a grade frontal foi moldada a partir de uma estrutura mais estreita nas pontas e a parte centralizada é maior. Além disso, as grades são formadas por pequenos retângulos cobertos por ferro. E para fechar à grade, o símbolo da Renault aparece centralizado e está maior também.

Os faróis laterais estão integrados junto à grade frontal, formando apenas uma estrutura. Ainda falando sobre faróis, agora estão colocados próximos ao para-choque, o design deste item segue uma tendência muito vista em outros automóveis que são os faróis posicionados em uma estrutura que lembra uma caixa. Já o para-choque é formado pelo mesmo suporte que foi colocado na grade frontal e ao final dele tem uma linha grossa com mais três retângulos.

O Kwid Outsider também tem um capô com aquela divisão em linhas que também já foi vista em outros modelos de carros. Esse automóvel da Renault é um modelo de quatro portas. E na parte de trás dele, o que chama atenção é o tamanho do bagageiro, esse item conta com 290 litros. O desenho traseiro do carro é outro item bonito e curioso, pois o vidro traseiro está mais retido para dentro e à medida que o carro vai “crescendo” o restante vai sendo projetado para frente. Basta comprar o vidro e os faróis. Em relação à cor, até o momento pelas fotos divulgadas, notou-se que a Renault apostou em tons mais neutros como o branco.

Já na parte interna do Kwid Outsider versão 2020, a Renault optou por colocar uma tela LCD no meio do painel. Por meio desse dispositivo, podem-se acessar diferentes aplicativos e a tela é compatível com diferentes sistemas operacionais. Ao redor da tela LCD estão outros botões e recursos. O que mais chama atenção no painel é a tela e o volante. Por falar em volante, a empresa desenvolveu esse objeto mesclando duas cores, preto e laranja. Além disso, ele conta com peças que ajudam na direção, como uma cobertura mais grossa e o gancho em “V” no final. A ideia da união de cores está presente também nos bancos e nas portas do Kwid Outsider.

Com relação ao motor, consumo médio, preço e outros dados do Kwid Outsider

A versão 2020 do Kwid Outsider tem um motor 1.0 de 70 cavalos. Importante frisar que a empresa desenvolveu apenas uma versão. Já em relação ao consumo médio desse carro, ele consegue percorrer quase 11 km com 1L de etanol na cidade. Em rodovias, por exemplo, esse número chega a quase 14 km. Não foi informado dado sobre o consumo com outro tipo de combustível. Esse carro é capaz de chegar aos 100 km em menos de 13 segundos. E, por fim, um detalhe muito importante é o valor do Kwid Outsider. Ele chega ao mercado brasileiro, em breve, por menos de R$ 44.000,00. Para mais detalhe confira: https://www.renault.com.br/.

Isabela Castro.


Nova Picape Renault Alaskan no Brasil?


Lançamento da Nova Nissan Frontier e do Mercedes Classe X pode atrapalhar a vinda do Renault Alaskan ao Brasil.

Será que já é viável considerar novamente a possibilidade de ver, em breve, a picape Renault Alaskan circulando pelas ruas do Brasil? Essa é uma das grandes perguntas do meio automobilístico nos últimos dias e as expectativas são interessantes, para dizer o mínimo.

É preciso considerar, no entanto, que o lançamento da Renault Alaskan ainda não é certo por causa de uma tensão na aliança Renault-Nissan (o projeto da picape é o mesmo que serviu de base para a criação da Nissan Frontier). Vamos ver mais detalhes sobre toda essa situação a seguir, continue acompanhando e tenha uma boa leitura!

Entenda a situação da Renault Alaskan no Brasil

Os planos originais da aliança Renault-Nissan para a América do Sul priorizavam a produção da picape Nissan Frontier na Argentina. A vinda deste veículo para o Brasil já está acertada. Em seguida, o próximo passo da estratégia seria a produção da Renault Alaskan, na Argentina da mesma forma, com breve chegada em território brasileiro.

Acompanhando o lançamento da Renault Alaskan no Brasil, aconteceria também o lançamento de outra picape, a Mercedes Classe X (que também usa o mesmo projeto que deu origem aos veículos citados anteriormente, Renault Alaskan e Nissan Frontier).

Problemas no lançamento da Mercedes Classe X

No entanto, a Mercedes-Benz desistiu dessa estratégia, com a instabilidade econômica que ocorre atualmente na Argentina como argumento no comunicado oficial que foi publicado por eles. Existe ainda uma outra possibilidade para isso ter acontecido, que ainda não foi confirmada. Ela estaria relacionada a problemas sérios na gestão da aliança Renault-Nissan.

Especula-se que a prisão do ex-presidente da aliança Renault-Nissan, Carlos Ghosn, que estava envolvido no acordo que faria a Classe X chegar ao Brasil, também levou a Mercedes-Benz à desistência. A picape da empresa alemã será produzida apenas na Espanha e não há expectativas para que ela apareça no Brasil em breve.

Menos concorrência, mais possibilidades

Originalmente, a ideia de trazer a Renault Alaskan para o Brasil também estava comprometida e uma desistência era esperada em algum momento, por causa da falta de tradição da francesa com o segmento de picapes. Com a Mercedes Classe X fora do caminho no mercado automotivo sulamericano de picapes, isso passou a ser reconsiderado e a Renault está revendo a sua postura em relação a isso.

Com um concorrente a menos para a Renault Alaskan, não haveria “choque” com o lançamento da Mercedes Classe X, o que favoreceria o despertar da atenção do público que está à espera das picapes mais recentes em solo brasileiro. Para haver uma resposta mais precisa, é preciso aguardar os desdobramentos dos acontecimentos ligados aos problemas com a presidência da aliança Renault-Nissan.

Características da Renault Alaskan

A Renault Alaskan conta com um motor 2.3, que é turbo e deve ser abastecido com diesel. Segundo os dados de fábrica, ela pode ir do zero a 100km/h em até 12 segundos. A velocidade máxima da picape é de 160km/h. Ela possui dois níveis de potência: 160 cavalos (monoturbo) ou 190 cavalos (biturbo).

Outros aspectos da Renault Alaskan: ela pode ter câmbio manual de 6 marchas, se considerarmos a versão de acesso, ou câmbio automático de 7 velocidades em suas outras variantes, como as intermediárias. A produção do veículo está prevista para acontecer em Cuernavaca (México), Barcelona (Espanha) e Córdoba (Argentina) — assim que a situação da Alaskan na América do Sul se confirmar.

Gostou do artigo de hoje? Então, compartilhe com aquela pessoa que é fanática por veículos automotivos. Com certeza, ela vai se interessar muito em acompanhar os próximos passos desse lançamento tão aguardado da aliança entre a Renault e a Nissan, que é a Renault Alaskan!

Ricardo de Almeida Ramos


Renault Arkana – Lançamento no Brasil


Modelo deve chegar no ano de 2020 e custará cerca de R$ 100 mil.

Quando o assunto trata de automóveis produzidos pelas marcas francesas, uma companhia se destaca, sobre tudo no Brasil.

Depois de sua pré-estreia, o modelo Renault Arkana promete ser um dos melhores SUVs de tipo ‘coupé’, entre os melhores veículos utilitários esportivos, em território nacional.

Um detalhe, entre outros, chamou muito a atenção dos especialistas, que é o da carroceria deste new Renault Arkana, a qual está vazada em formado muito similar ao protótipo que a companhia Fiat fez apresentar, recentemente, no último evento do Salão do Automóvel de São Paulo, sendo, neste caso, o modelo intitulado Fastback. Nenhum dos mesmos especialistas insinua algum tipo de troca de ideias ou figurinhas entre os engenheiros de ambas as empresas.

Produzindo dentro daquela “febre” que assola o mercado brasileiro de SUVs, o novo modelo da Renault, o Arkana, certamente será o mais um utilitário clássico de tipo esportivo lançado pela grande multinacional francesa, preste a aterrissar no solo do Brasil.

Deste modo, a epidemia que atinge aos consumidores e os atrai, decididamente, para os modelos utilitários esportivos terminou por conscientizar os líderes da Renault a suspender definitivamente, no Brasil, a produção do modelo sedã Fluence e da produção da perua Gran Tour, para que seja possível aos engenheiros uma dedicação completa aos modelos compactos e aos tipos variados de SUVs.

A companhia está sempre atenta às necessidades de seus clientes e procura trabalhar intensamente para sua satisfação.

Atualmente a Renault possui em sua linha de produção dois eficientes modelos, ou seja, o Captur e o modelo Duster. Entretanto, os engenheiros da multinacional francesa estão focando seus esforços no novo utilitário tipo esportivo e de maior porte, a mais recente criação, o modelo Arkana.

Tal como foi observado no topo deste artigo, este novo veículo está vazado em uma configuração que se estende em uma carroceria típica de um SUV, munido de teto traseiro, em inclinação como uma versão de cupê. Especialistas observaram que essa mesma parte traseira é muito semelhante à do recente protótipo que a companhia Fiat fez apresentar no evento recentemente ocorrido no Salão do Automóvel de São Paulo, onde foi exibido o modelo Fastback.

Alguns atributos desse novo lançamento da companhia francesa incluem o seguinte:

Um novo motor de tipo 1.3 turbo e desempenho de 170 Cavalos Flex, suplementado de uma injeção direta para combustível. Certamente se trata de um veículo mais potente que o comum dos Suvs esportivos produzidos pela empresa.

Embora se trate de um super lançamento, que vai atrair o consumidores mais abastados e despertar o interesse dos especialistas, a companhia Renault, por meio de seus gestores, lançou a notícia de que o modelo Arkana chegará aos consumidores brasileiro no ano de 2020 e o seu valor no mercado nacional será acima dos 100 mil reais.

Assustador? Nem tanto, dada a tecnologia de que dispõe. Todos os interessados devem manter-se atentos.

História sintética da empresa:

A companhia Renault S.A. consiste em uma empresa francesa, que é a grande responsável pela elaboração, projeção e produção de veículos de alta categoria, que foi inaugurada no dia 25 de fevereiro do ano de 1899, pelo empreendedor Louis Renault.

A empresa atua na produção de veículo de pequeno e médio porte; na produção de vans; de ônibus e de caminhões. A Renault é reconhecida pelos grandes protótipos que seus engenheiros desenvolvem, tais como o modelo Renault 16 ou os modelos intitulados mono volumes, que são o Twingo, o Scénic e o Espace.

Vale a pena espiar.

Paulo Henrique dos Santos


Renault Kwid 2020 deve passar por Nova Reestilização


Mudanças devem modernizar ainda mais o modelo.

Apesar de ser lançado até há bem pouco tempo no Brasil pela Renault (agosto de 2017), o Kwid já conseguiu conquistar muitos consumidores tanto pelo seu estilo quanto pela sua funcionalidade.

Com a chegada de 2019, embora a montadora não tenha anunciado nada oficialmente, algumas fontes ligadas diretamente ao mundo automobilístico já partiram na frente e divulgaram a informação de que o veículo deverá passar por um ‘recall’ de estilo.

Antes que esta informação possa dar uma ideia de substituição de defeito, já adiantamos que o modelo vai ter uma modernização em seu conceito e em toda a sua estética.

Não se trata do fato de alguma reclamação de alguns possíveis clientes insatisfeitos, mas apenas o Kwid deverá ser modernizado e deverá receber alguns opcionais que levarão o veículo a incorporar os conceitos mais atuais de tecnologia, segurança e melhor dirigibilidade.

Seria interessante esclarecer ao leitor logo de início que a estratégia adotada pela Renault não seria em função de um possível baixo volume de vendas. Pelo contrário. Segundo alguns dados de alguns sites especializados, no ano de 2018 o modelo figurou entre os dez carros mais vendidos no país.

Este resultado tem se repetido desde o seu lançamento e o acumulado desde o início mostrou que o veículo ocupa atualmente a sétima posição no ranking da categoria dos SUVs compactos. Ponto para o consumidor brasileiro que vai ganhar em termos de sofisticação e segurança.

Para quem conhece a Renault de longa data, sabe que uma das maiores preocupações da marca é a preservação da integridade física de seus consumidores. Portanto, para o novo Kwid que promete ser lançado ainda em 2019, um dos destaques é a adoção do sistema de freio ABS. No Brasil, esta novidade já está prevista para ocorrer agora em maio. Além disto, a mudança acontece para satisfazer a legislação de trânsito que passa a exigir este tipo de sistema.

Alguns sites especializados já anunciaram que tanto o motor quanto o sistema de transmissão deverá permanecer o mesmo. O que realmente deve mudar deve ser a reestilizarão visual do veículo e o seu interior.

Com relação ao lado externo, o novo Kwid deverá receber novos faróis, novas lanternas mais alongadas e um novo desenho para os para-choques. A expectativa é de que a nova versão possa receber um novo desenho para os seus aros. Talvez, um estilo bem mais esportivo, sem perder a sofisticação habitual.

Na parte interna, o novo Kwid poderá receber algumas novidades em seu painel de instrumento e algumas modificações em seus bancos (novos desenhos) e mudanças em seus materiais de revestimento. Em termos de comparação, o ambiente interno será o menos afetado pelas novidades da nova versão.

Apesar de mudar muito pouco o seu interior, os especialistas apostam em uma melhoria na sua central multimídia, tanto em formato quanto na gama de funcionalidades. Espera-se que estas alterações possam seguir os padrões do mesmo modelo que é fabricado na Índia. Lá, o Kwid recebeu uma nova versão do seu sistema de navegação, o Media Nav Evolution, o que possibilita a sua total integração com os outros aplicativos que podem ser utilizados pelo usuário como o Apple Car Play e o Android Auto.

Estas mudanças podem trazer bons resultados em termos de vendas para este tipo de veículo em nosso território, já que o volume de vendas da categoria dos SUVs mostra uma gradual elevação nos últimos cinco anos.

Os consumidores que já possuem o seu Kwid na garagem poderão ter a chance de trocar o seu atual por uma versão bem mais moderna e com mais recursos tecnológicos e de segurança. Para quem ainda não tem um, esta é a chance de mudar para o que há de mais moderno em tecnologia veicular pagando por um SUVs mais compacto e de preço mais acessível.

Como a empresa ainda não se pronunciou sobre a novidade, ainda não temos condições de saber o quanto esta novidade vai custar a mais para o bolso dos consumidores da marca.

Emmanoel Gomes


Renault Sandero 2020 – Principais Mudanças


Modelo deve chegar às concessionárias com leves mudanças.

Aqueles que estão sempre acompanhando as novidades e atualizações nos modelos de carros mais comuns, talvez estejam ansiosos para saber o que vai mudar no novo Renault Sandero 2020.

Anteriormente foram anunciadas várias mudanças e eram esperadas grandes inovações no modelo brasileiro. Ao que parece, após divulgação de algumas fotos dos carros de teste, as alterações foram poucas e quase não se vê diferença em relação ao último modelo lançado.

Quais mudanças eram esperadas?

No começo do ano de 2018 foi divulgado que a grande novidade da Renault para 2020 seria o Sandero, com um upgrade em sua parte interna e externa. Diziam inclusive que o carro passaria a ser considerado médio.

Essa novidade havia vazado após o registro junto ao INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) e a própria fábrica havia confirmado que trabalharia nas modificações, que envolviam faróis, para-choques e grades novas na parte frontal e lanternas maiores, que invadiam parte do porta-malas, na traseira do veículo.

Outra novidade para o Sandero era a CVT (transmissão automática de variação contínua) no lugar do câmbio automático, que acompanha esse modelo de carro há muitos anos. A CVT já é utilizada em outros veículos da Renault, como a Duster e agradou a maioria dos motoristas. Então, já era esperado que chegasse também a outros automóveis da marca.

Depois que a informação veio a público, a Renault aproveitou para fazer pesquisas e ver como seria a aceitação quanto as alterações. A maioria das pessoas não gostou da ideia das lanternas na parte traseira do veículo, talvez porque lembrasse outros modelos da marca, como o Mégane e o Koleos.

Diante do que veio a ser divulgado agora, com o novo modelo já em fase de testes, percebe-se que a Renault levou em conta o que pensam seus clientes e decidiu abandonar a alteração brusca na parte de trás do carro.

O que realmente foi alterado?

Após aparecerem as primeiras fotos dos modelos de teste do novo Renault Sandero 2020, foi percebido que poucas alterações foram feitas. Aliás, qualquer mudança mais brusca foi totalmente descartada e tudo que há de novo é bastante sutil.

Na parte da frente, os para-choques estão diferentes, já na traseira do veículo, houve uma leve alteração das lanternas, mas nada que lembre a ideia original, que seria de lanternas que invadem parte do porta-malas.

Outra mudança que foi aplicada ao veículo – e que foi muito bem recebida pelo público – é a CVT (transmissão automática de variação contínua), com o abandono definitivo do câmbio automático.

Ainda não se sabe por qual motivo houveram poucas mudanças e porque, mesmo após confirmar ser real a ideia de alterações bruscas na traseira do Sandero, isso não foi realizado. Acredita-se que possa ter a ver com a rejeição do público (como você leu anteriormente, as alterações nas lanternas do veículo não foram bem recebidas) ou com questões de custo.

Especificações técnicas do modelo atual

O Renault Sandero 2019 conta com as seguintes especificações:

  • 82 CV
  • 3 unidades de cilindros
  • Motor 1.0 12v SCe 5 velocidades 5 dianteira
  • Freios ABS
  • Alerta sobre cinto de segurança do motorista
  • Ar-condicionado
  • Vidros elétricos
  • Sistema de regeneração de energia
  • Indicador de troca de marcha
  • Câmbio automático

No modelo 2020, a Renault afirma que o motor permanece o mesmo, a única alteração notável é a troca do câmbio automático pela CVT, que torna o veículo mais agradável de se dirigir.

Quando chega ao mercado o Renault Sandero 2020?

Atualmente o novo modelo se encontra em fase de testes de fábrica, para garantir que chegue ao cliente final sem nenhum problema de funcionamento. O Sandero se encontra dentre os 20 automóveis mais vendidos do Brasil, ocupando a 11ª posição, no ano de 2018.

Para os que estão ansiosos em conhecer de perto o novo modelo, acredita-se que a versão 2020 chegue ao mercado ainda no primeiro semestre de 2019.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros


Novo Renault Clio 2019 – Novidades


Modelo sobre de categoria e tem interior renovado.

A Renault é uma das marcas mais importantes do mundo automobilístico. A empresa de origem francesa atua no mundo inteiro e seus carros sempre despertam o interesse dos aficionados sobre automobilismo. E uma das novidades da marca para o primeiro semestre deste ano é a versão renovada do Renault Clio. Com algumas alterações significativas, a marca apresentou algumas novidades do veículo na última semana do mês de janeiro. O público poderá conhecer o carro mais de perto no mês de março de 2019. Enquanto isso, conheça um pouco mais sobre esse modelo.

Sobre o design do Renault Clio versão 2019

A versão de 2019 do novo Renault Clio sofreu renovações, sobretudo na parte interna do veículo. Mas isso não significa que a parte externa do carro não mereça atenção. Na parte da frente do Clio, o grande destaque é a integração do símbolo da Renault, da grade frontal com os faróis. O que se tem nesse carro é o logotipo da marca francesa centralizada, crescendo para as laterais a grade frontal com apenas uma linha no meio, mais grossa e na extremidade final os faróis estão maiores e chegam até a lateral do capô.

Outra mudança que se nota é o tamanho do capô. Ele está maior em relação a outros modelos da marca, ele também conta com recortes nas laterais. O parachoque também tem um design mais clean, com linhas simples e um recorte para encaixar os faróis que estão embutidos em uma espécie de nicho no veículo. O Clio conta com quatro portas, as portas e do carro possuem um desnível, como se o carro tivesse sido afundado em forma de uma “montanha”.

Na parte traseira, o parachoque foi revestido em ferro com uma cor diferente. No porta-malas está parte dos faróis traseiros. Por falar em porta-malas, eles contam com um espaço muito bom. Cerca de 255 litros. Sobre as cores do Renault Clio, algumas imagens foram divulgadas na última segunda-feira, dia 28 de janeiro, e percebeu-se que o grupo europeu fabricou o Clio em diferentes tonalidades como vermelho, prata, amarelo, preto, branco, dentre outros.

A respeito da aparência interna do Clio 2019

Se você procura por um veículo sofisticado e também multimídia, o Renault Clio é o veículo certo para você. O que mais chama atenção assim que você entra no veículo é a tela LCD de um tamanho considerável. A tela lembra um tablet posicionado na posição vertical. A tela foi colocada em uma estrutura para se ligada a outros botões presentes no carro como os de controle de volume e também de refrigeração. Essa estrutura toda termina interligada a marcha do veículo. Já o volante também foi reformulado, esse item agora conta com mais botões nas laterais para acionar os mais diferentes recursos do Clio. O volante desse carro também tem aquela estrutura centralizada que ajuda no momento da direção. E para tornar esse automóvel ainda mais multimídia, a porta do motorista conta com botões para travar as portas e também levantar ou descer os vidros.

O restante do painel conta com um visual mais “simples”. O interior desse carro pode ser todo em preto ou com variação em duas cores. Isso depende da cor que o veículo for comprado ou se o proprietário deseja essa variação de tonalidades. Os bancos desse carro também já contam com os tradicionais encostos alongados, ou seja, mais espaço para posicionar a cabeça e os braços.

Informações sobre o motor desse veículo e o valor do Clio 2019

Segundo algumas informações, esse veículo vai contar com duas versões de motor. A menos potente vai ter 77 cavalos e o combustível é a gasolina. Já a outra versão mais potente tem 80 cavalos e vai funcionar com etanol. O motor também é 1.5. Sabe-se que esse carro vai poder ser abastecido com até 50 litros de combustível. Entretanto, o consumo médio não foi divulgado.

Sobre o preço desse carro, estima-se que ele chegue ao mercado nacional custando a partir de R$ 50 mil. A chegada definitiva ainda não se sabe, mas espera-se que seja após o mês de março.

Para outras informações acesse: https://www.renault.com.br/.

Isabela Castro.


Novo Renault Logan e Sandero 2020 ganham Reestilização


Modelos devem chegar no primeiro trimestre de 2019.

Todo relançamento de um automóvel de alta categoria, constitui um evento de proporção internacional. Entre as grandes empresas promovendo novos lançamentos, ou relançamentos, está a montadora francesa Renault.

Trata-se, neste artigo, de tocar de leve na nova estilização operada sobre os dois Renault mais recentes: o Logan e o Sandero. Ambos os veículos irão estrear no mercado brasileiro já neste primeiro semestre de 2019, conforme a informação avaliada por meio dos especialistas do site Autos Segredos.

Dado que o design desses automóveis nunca se tornou o ponto central dos modelos da companhia, com a entrada do Facelift esta situação dificilmente será alterada, de acordo com os modelos exibidos por meio das imagens das patentes do Instituto Nacional da Propriedade Industrial, ou INPI.

Todas as alterações operadas nesta linha 2020 são bastante discretas. Em sua parte dianteira, todos os modelos, seguindo o mesmo padrão na esteira de produção, receberão novo tipo de para-choque; de grade e de faróis, em conformidade com os moldes clássicos utilizados na nova estilização realizada nas unidades da Europa. Para a parte traseira deste novo Sandero foi estruturado um visual unicamente na sede brasileira da companhia, a qual está munida de lanternas que vazam para a tampa do porta-malas, em um estilo genial. Com relação à traseira estruturada para o modelo Logan, quase nada foi alterado.

Com relação à sua estrutura mecânica, há uma novidade que poderá satisfazer os consumidores mais ávidos e com bom poder aquisitivo, devido à adoção do chamado câmbio automático de tipo CVT, o qual substitui, de modo preciso, o câmbio da geração anterior, muito desconfortável e automatizado por meio de uma embreagem tipo Easy'R.

Esta inédita transmissão deverá operar em conjunto com o seu motor de 1.6 SCe, que apresenta desempenho de 118CV -120CV de força e potência, respectivamente movido à gasolina e à etanol; atinge a escala de 16KGFM de torque tanto a gasolina quanto a etanol.

É importante deixar claro que os motores que equipam esta linha foram mantidos os mesmos da atualidade, por decisão dos projetistas e engenheiros, sendo motores que abrangem o 1.0 SCe – com desempenho de 79 CV – 82 CV, respectivamente à gasolina e à etanol e apresenta o desempenho de 10,2kgfm e 10,5kgfm, respectivamente à gasolina e à etanol, além do 2.0 com desempenho de 150CV e mais 20,9kgfm, tanto a gasolina quanto a etanol, embora este último recurso esteja disponível apenas no modelo Sandero RS.

Em realidade, estes dois automóveis foram projetados e desenvolvidos por meio dos engenheiros da sede romena, intitulada Dacia, que é uma marca pertencente ao grupo Renault. Portanto, o Hatch e o Sedã, que estrearam no mercado automobilístico brasileiro no ano de 2007, estavam dentro de uma proposta que visou oferecer uma eficiente relação de custo e benefício, munido de acabamento mais simples, embora dispondo de um amplo espaço interno.

A estreia do primeiro Facelift se deu no ano de 2011, entretanto, este modelo de veículo não produziu muito efeito, passando batido aos clientes, dado que as suas linhas ultrapassadas haviam sido mantidas. No ano de 2014, o novo Hatch e o Sedã estrearam em sua segunda geração, na qual foi aperfeiçoado o seu design exterior, porém, com aumento do seu custo e benefício.

Do mês de janeiro ao mês de novembro do ano passado, 2018, foram comercializadas 48.956 unidades da versão Sandero, tornando-se o 11º automóvel mais comercializado no Brasil, e mais 21.036 unidades da versão Logan, atingindo o 31º lugar em vendas no Brasil. Entretanto, ambos os veículos ainda apresentam as quedas sucessivas na comercialização dentro de seus próprios segmentos.

Paulo Henrique dos Santos


Renault Zoe – Lançamento no Brasil, Carro Elétrico


O Renault Zoe foi lançado no Brasil como carro elétrico mais barato do mercado nacional.

A Renault prometeu no lançamento do seu carro elétrico, o Hatch Zoe, no Salão do Automóvel em 2018 a disponibilização do modelo para todos seus interessados a partir do começo do mês de Novembro, precisamente no dia 07. E realmente cumpriu o prometido!

Um dos principais atrativos do compacto elétrico da marca francesa é o seu preço, vendido por R$ 149.990, o Zoe tem o mérito de ser o carro elétrico mais barato até então comercializado em território nacional.

A concorrência ainda é pequena com destaques para Chevrolet Bolt, partindo dos R$ 175.000 e do Nissan Leaf, vendido por uma pequena diferença a mais, na casa dos R$ 178.400. O mais caro do segmento e também o mais veterano ainda é o BMW i3 saindo por quase R$ 200 mil (R$ 199.990).

A Renault ainda salienta seu baixo custo de rodagem, segundo ela o Zoe custa apenas 10 centavos por km rodado e traz uma autonomia razoável para seu porte (cerca de 300 km).

O modelo atual já pertence a nova geração lançada em 2016. A primeira foi lançada em 2012, o hatch elétrico compartilha diversos equipamentos, componentes e a mesma plataforma com o modelo Clio, por aqui descontinuado dando lugar a Hatch médios como o Logan e traz visual moderno e interior requintado com inúmeros acessórios.

Inicialmente oferecido somente para frotistas, a Renault já habilitou duas concessionários no país para poder expor e vender seu carro elétrico, a primeira na cidade de São Paulo representada pela revenda Sinal no bairro do Ibirapuera e a segunda representada pela revenda Globo na cidade de Curitiba.

Principais Especificações do Zoe

a. Mecânica

  • Motorização Elétrica com Potência Máxima de 92 cavalos até 11.300 rpm;
  • Torque do modelo: Até 220 Nm em 2.500 rpm;
  • Autonomia do modelo: cerca de 300 km (dependendo do uso);
  • Bateria com capacidade para 41 kWh, podendo ser recarregada entre 2 até 8 horas dependendo do modo de condução. A Renault disponibiliza um simulador através do link: https://www.renault.com.br/veiculos/veiculos-eletricos/renault-zoe/autonomia.html;
  • Câmbio do tipo Automático;
  • Direção do tipo Elétrica.

b. Cores ofertadas pela Renault: Branco e Preto.

c. Principais Dimensões: Comprimento de 4080 milímetros (aproximadamente), Largura de 1730 milímetros (aproximadamente), Altura de 1.562 milímetros (aproximadamente) e Altura livre do solo de 120 milímetros (aproximadamente).

d. Peso, sempre computado em ordem de marcha de 1480 kg.

e. Principais Acessórios:

  • Quatro Airbags no interior do veículo;
  • Assistente para partida em rampas;
  • Faróis com Acendimento automático em caso de frenagens extremas;
  • Sistema ABS com controle de tração e estabilidade;
  • Travamento das portas de maneira automática;
  • Pneus com indicador de pressão;
  • Sistema Isofix para fixação;
  • Ar-condicionado no interior do veículo automático;
  • Sensores de Chuva e de Luminosidade;
  • Chave do veículo do tipo hands-free;
  • Amplo porta-luvas com 7 litros de capacidade;
  • Computador de Bordo embutido;
  • Controlador de Velocidade com limitador para velocidade;
  • Vidros Elétricos nas quatro portas;
  • Volante com revestimento em couro e regulagens de profundidade e altura;
  • Sistema Multimídia conjugado com uma tela touch de 7 polegadas;
  • Veículo equipado com a Função do Tipo Eco Mode;
  • Painel de Instrumentos do Motorista do tipo TFT;
  • Sistema de Som da marca Bose;
  • Luzes de LED diurnas;
  • Maçanetas com acabamento em cores igual a cor da carroceria do veículo;
  • Grade da frente do veículo com acabamento todo cromado;
  • Rodas com aro de 16 polegadas e com acabamento diamantado.

Todos os detalhes estão disponíveis no Site da Renault

Gostou? Nós também! Um amplo detalhamento técnico com a possibilidade de fazer o download do catálogo do Zoe e inclusive reserva-lo e tirar suas principais dúvidas podem ser feitos através do site do modelo na Renault disponível no endereço: https://www.renault.com.br/veiculos/veiculos-eletricos/renault-zoe.html.

Parabéns a Renault pela sua iniciativa!

Por Carlos. B

renault-zoe

Renault Zoe

Renault Zoe


Fim do Hyundai Azera, Fiat 500 e Renault Kangoo no Brasil


Modelos saem de linha para entrada de novos modelos.

O Hyundai Azera, Fiat 500 e Renault Kangoo quase já não podem ser encontrados nas ruas atualmente. Crises econômicas, taxas de câmbio e os números de venda quase que inexpressivos determinaram o futuro desses três modelos, que agora saem definitivamente de linha no mercado nacional.

De acordo com informações levantadas pelo site Auto Esporte, as vendas continuarão somente enquanto os estoques nas concessionárias durarem.

Ainda segundo a reportagem do portal de notícias, todas as marcas confirmaram as novas medidas. Quem tem a perspectiva de adquirir um desses modelos deve se apressar um pouco, até porque há estoques, mas a situação deles já é muito reduzida.

Azera

Dentre os três carros apontados, somente o Azera tem uma remota possibilidade de ter no futuro uma nova geração no Brasil.

Segundo informações da Caoa, responsável por importar os carros da Hyundai, de fato, o cronograma da empresa prevê que o New Azera seja importado para o Brasil. Entretanto, ainda não há uma data definida para esse caso.

A título de curiosidade e mesmo sem nada ter sido tomado por certo, o novo sedã da Hyundai já consta na edição 2018 do programa do Inmetro de etiquetagem veicular.

Renautlt Kangoo

A Renault, companhia responsável pela produção do Kangoo, já lançou o sucessor do modelo atual em terras argentinas. Aliás, o furgão é fabricado por lá. É interessante observar que a versão latina do Kangoo é estruturada com base no Dacia Dokker. Coisa diferente ocorre na Europa: por lá o carro tem uma geração “nativa”.

Mas segundo informa a marca, não existe nenhum tipo de projeto que tenha em vista o lançamento, no Brasil, de alguns dos dois modelos do Kangoo, ao menos até o final de 2019.

Fiat 500

Em 2015, o Fiat 500 ganhou uma leve atualização em seu visual. Aqui no Brasil, havia a expectativa de sua chegada no mínimo há dois anos. Mas como podemos observar, isso nunca ocorreu de fato.

Aqui há um “x” desconhecido, uma vez que a montadora não informou quais foram os reais motivos que a levaram a desistir de importar, do México, o novo Fiat 500. Porém, especula-se que um dos motivos seja a taxa cambial desfavorável.

Kia Picanto

Diferentemente de todos os modelos citados anteriormente, o Kia Picanto passou por algumas alterações há bem pouco tempo. A nova geração chegou a estrear no Brasil no mês de janeiro deste ano. Nessa ocasião, a marca comentou que a disponibilidade do carro envolvia apenas um lote com 100 unidades.

De fato, com poucos meses foi possível vender todos os 100 carros. Entretanto, o dólar entrou em disparada e acabou inviabilizando a chegada de novos modelos. Aliás, esse foi o fator principal que fez com as vendas do Picanto GT fossem interrompidas.

Mercado automotivo

De acordo com dados da Fenabrave, os índices do mercado automotivo brasileiro são otimistas. No mês de julho deste ano foram registrados 208 mil emplacamentos. Em termos comparativos, esse número representa um percentual 17 vezes maior do que o obtido no mesmo mês de 2016.

No caso das vendas de carro zero-quilômetro, o índice aponta um crescimento de 7%. No acumulado, considerando o período situado entre os meses de janeiro e julho de 2018, a alta aponta um índice de 12,81% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

O mercado automotivo de carros usados também obteve uma alta. Mas nesse caso ela foi muito sensível. A variação positiva registrou 0,3% no acumulado de janeiro a julho e em comparação com o mesmo espaço de tempo em 2017.

No que diz respeito a concessão de crédito para financiamento veicular, a situação é um tanto complicada. De acordo com a Fenauto, a cada 10 pedidos de financiamento, somente 3 são aprovados.

Aproveite para compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais preferidas!

Denisson A. Soares


Renault Arkana – Novidades sobre o Novo SUV Cupê


Modelo deve ser apresentado no Salão de Moscou e já conta com algumas imagens divulgadas.

Arkana, este é o nome definido para o seu novo SUV-cupê pela Renault, a novidade vai ser mostrada no próximo Salão do Automóvel de Moscou deste ano, ela interessa e muito ao público e mercado brasileiro, afinal, a Renault não irá somente fazer uma apresentação mundial de um novo modelo prometido desde o primeiro semestre deste ano, ela irá mostrar o que (provavelmente) será comercializado no Brasil em breve.

Com o porte (e preço) do até então sucesso de vendas e líder de seu segmento: Jeep Compass, o Arkana é uma aposta da Renault para os mercados emergentes, dentre eles o nosso principalmente.

Discretamente nomeado como projeto LJC, o Arkana passou a chamar atenção do público especializado pelo fato de já estar sendo demonstrado através de inúmeras clinicas de avaliação pelo Brasil, este fato mais o anúncio da Renault de ser um projeto global voltando especificamente para mercados com o nosso perfil, nos faz supor que seu lançamento não será demorado e tão pouco menosprezado pela montadora francesa.

O Arkana deve ter porte maior

Esta é aposta de todos, um SUV com porte maior que seus irmãos menores (Renault Captur e o já veterano Renault Duster), isto significa um veículo com mais de 4 metros de comprimento e mais 1,80m de largura, em média, portanto com espaço e conforto de sobra para o segmento que irá concorrer.

Lançar o Arkana no Salão de Moscou é estratégico, uma vez que sua produção deve acontecer por lá mesmo junto com um outro modelo vendido em nosso mercado (Renault Captur). E se tudo ocorrer como o previsto, a partir do início do ano que vem (2019) as primeiras unidades já devem sair de suas linhas de montagem.

Alguns flagras da imprensa especializada já notaram suas linhas mais musculosas e sempre com quatro portas, a semelhança e também inspiração com modelos alemães consagrados como GLE Coupé da Mercedes-Benz ou X6 da BMW não será mera coincidência, porém, a proposta de equipamentos e principalmente preços para comercialização será bem mais modesta, até por conta do público alvo ser mais abrangente do qual os luxuosos modelos alemães são vendidos.

Especula-se muito sobre a motorização do Arkana, o mais provável será a utilização de um motor turbo de 1.3 litros, sob o signo da família TCe, com potências entre os 116 cavalos e podendo chegar até os 160 cavalos, comandados sempre ou por um câmbio manual ou um câmbio automatizado.

Para o Brasil, a realidade pode ser outra, uma vez que aguardamos uma nova geração do Renault Duster com um novo motor 2.0 só que aspirado, o Arkana pode se beneficiar deste fato e a Renault ganhar em escala repassando este ganho positivamente ao consumidor no preço do veículo.

Uma coisa de cada vez

Apesar da expectativa ser enorme, a Renault prometeu inúmeros lançamentos antes da próprio Arkana que merecem nossa atenção, dentre eles destacamos a Alaskan, uma bela picape média com plataforma e design derivados da Nissan Frontier, seu lançamento é muito importante porque vai ajudar a preencher um nicho até então pouco explorado pela Renault.

No ano que vem é a vez de seus modelos menores e com ótima presença e vendas no mercado, tanto o Sandero (hatch) como o Logan (sedan) serão apresentados com novas frentes e novas traseiras, prometendo dar fôlego e impulso as suas vendas.

Ainda teremos espaço para uma nova geração do Renault Duster, o SUV veterano no mercado nacional que chegou por alguns momentos tomar o trono do até um certo tempo imbatível Ford Ecosport.

Todas estas novidades podem ser acrescidas ainda do Koleos, um SUV de porte maior que o Arkana para concorrer diretamente em nichos de veículos de luxo.

Agora é torcer e aguardar para que o Arkana e os demais lançamentos prometidos cumpram estes prazos.

Autor: Carlos B.


Renault Arkana 2019 – Lançamento, Novidades


Novo modelo da Renault será um crossover compacto com o nome de Arkana. Ele será apresentado no Salão de Moscou em agosto deste ano e será lançado no Brasil em 2020.

Após muito suspense por parte da Renault em relação ao seu mais novo crossover compacto, o momento tão aguardado chegou. Isso porque a montadora revelou o nome de seu modelo inédito na categoria, que se chamará “Arkana”.

A apresentação oficial acontecerá na abertura do conceituado Salão de Moscou, na Rússia. O evento será no dia 29 de agosto e apresentará o carro como um conceito no setor.

Derivado da palavra em latim “arcanum”, que possui o significado de “segredo”, o Arkana já foi revelado pela marca francesa como um veículo que irá ser distribuído globalmente. Essa informação ressalta ainda mais as especulações já feitas anteriormente, que dava conta de que a Renault teria planos de lançar um novo crossover cupê no mercado brasileiro.

Chegada oficial

Na Rússia, o Arkana já deverá chegar no próximo ano. Porém, no Brasil, essa espera será um pouco mais esticada, sendo esperado para 2020. Isso acontece, pois a marca já possui uma agenda cheia para 2019, uma vez que serão lançados oficialmente os modelos Logan e Sandero na versão reestilizada. Além disso, chegará também a aguardada nova geração de seu campeão de vendas, o SUV Duster.

Vale ressaltar que todos os carros mencionados possuem a conhecida plataforma B0. Essa deixará de ser usada em próximos modelos compactos da marca francesa, podendo-se incluir as novas gerações dos veículos sedan e hatch que estão previstos para o ano de 2020.

Teaser: um pouco mais do Arkana

Em relação ao Arkana, a montadora já tinha revelado alguns detalhes do carro em um teaser que foi divulgado no mês de junho, antecipando assim alguns detalhes e linhas do veículo. Conforme as imagens exclusivas, o primeiro crossover cupê por aqui terá a sua dianteira produzida no estilo atual distribuído na Europa pela marca.

Sendo assim, os faróis terão contornos em LED que contornam e descem o para-choque. Com um capô alongado, combinando com uma silhueta característica de um cupê, a traseira é empinada e curta. Na parte traseira, as lanternas de LED serão na horizontal, trazendo um efeito tridimensional.

É importante lembrar que tais projeções do que será possivelmente apresentado na Rússia, somente foram possíveis tomando por base o modelo flagrado na Europa em circulação. Sobre maiores detalhes do projeto, ainda há diversas dúvidas sem nenhuma explicação.

Porém, ao que tudo indica e o que é esperado por especialistas, é que o Arkana traga integrado a si a plataforma modular CMF-B, que é maior do que aquela aplicada no subcompacto Kwid, a CMF-A. Essa nova arquitetura é aguardada, inclusive, no mercado brasileiro da Renault.

Para a motorização, ainda, essa tende a seguir os passos da próxima geração apresentada para o Clio, já que ambos nascerão da mesma base. Na comercialização no exterior, são oferecidos os motores a gasolina TCe, que possuem três cilindros, injeção direta e turbo.

Para o Brasil, as chances são de que o modelo tenha estreia oficial com um motor 1.3 turbo e já convertido para flex. Essa motorização é tida como a sucessora do motor 2.0 aspirado, que é encontrado nos modelos Oroch, Duster e Captur.

Concorrência forte

A Renault não busca com o lançamento do Arkana concorrer com alguns dos SUVs mais tradicionais. Seu objetivo é, portanto, conquistar e abrir um novo segmento no mercado.

Porém, apesar das metas serem grandiosas, o modelo não irá escapar de enfrentar os atuais “mais vendidos” na faixa de R$ 100 mil. Estamos falando dos renomados Jeep Renegade, Jeep Compasse e Honda HR-V.

Não bastasse isso, ainda há a chegada do Volkswagen T-Cross, esse com estreia prevista para o primeiro semestre de 2019.

Sendo assim, para saber mais, resta aguardar todas as novidades que serão lançadas muito em breve para o Arkana. Com certeza o modelo irá dar o que falar.

Por Kellen Kunz

Renault Arkana 2019

Renault Arkana 2019


Renault Kwid 2019 – Especificações, Ficha Técnica


Novo Renault Kwid 2019 traz muito conforto e economia aos seus usuários.

Uma das grandes novidades dos últimos tempos da Renault é o seu modelo Kwid, considerado um dos automóveis com o maior custo-benefício do ano. E para o novo Renault K38 lwid 2019, a montadora tem preparado diversas novidades para agradar ainda mais os clientes exigentes e que não abrem mão do conforto.

Ficou interessado e quer saber mais? Então você veio ao lugar certo. Nós te damos todos os detalhes que você precisa saber antes de efetuar a sua compra. Vamos a elas.

Um pouco mais sobre o Renault Kwid 2019

Apesar de muitos detalhes ainda serem mantidos em segredo pela Renault, o Kwid 2019 gera grande expectativa, já que é capaz de aliar um modelo inovador a muito conforto e um rendimento que não passa despercebido. Uma das grandes novidades trazidas pelo carro são as lanternas, que na reformulação foram redesenhadas e que oferecem para o veículo um estilo muito mais contemporâneo em relação ao anterior.

E, ao que tudo indica, para o Kwid 2019 há uma nova opção de cor que irá completar o time de opções da Renault. Porém, a informação ainda não foi oficialmente informada.

Sendo assim, as cores, a princípio, são: no tom sólido, a cor branca; e nos tons metalizados, o vermelho, o prateado, o cinzento e o bronze.

Itens internos do Renault Kwid 2019

Todos os itens que integram o Renault Kwid 2019 são pensados para gerar ainda mais conforto e muita conectividade aos usuários. Sendo assim, o pacote é completo e com opções que oferecem alta tecnologia para os ocupantes do carro.

Sabendo disso, alguns dos itens disponíveis são: tomada de 12V, ajuste para a altura dos cintos na parte dianteira, retrovisores que funcionam com regulagem manual, ar condicionado automático e digital, abertura interna de porta-malas e vidros e travas elétricas.

Além desses, o Kwid ainda conta com direção elétrica e com limpador traseiro, retrovisor interno dia e noite, duas fixações de Isofix para as cadeirinhas de criança e entradas auxiliar e de USB e a conectividade para celulares da Apple. Há a câmera de ré integrada, câmbio manual de cinco marchas e um volante personalizado.

Ficha técnica do Renault Kwid 2019

Com rodas de aro de 14 polegadas, o Kwid vem sendo atualizado de forma a fornecer o melhor para o seu condutor e ocupantes. Sendo assim, alguns dos detalhes aguardados para o modelo de 2019 contemplam, de início, a motorização em 1.0 de três cilindros. Sua potência é de 70/66 cavalos e o torque é de 9,8/9,4 kgfm. Esse aceita tanto o álcool como a gasolina.

Em termos de dimensões, o comprimento do veículo é de 3,68 metros. As demais medidas são: 1,58 metros de largura, 1,47 metros de altura e 2,42 metros de entre-eixos.

O peso total é de 790 kg e o tanque de combustível permite a capacidade de 38 litros. Já o porta-malas é espaçoso para um carro bem compacto, permitindo 290 litros.

Sobre o consumo do Renault Kwid

Ainda não há atualizações sobre o modelo Kwid 2019 em relação ao consumo total do carro. Porém, o INMETRO realizou testes em outros anos com o carro e é possível fazer uma média do que é esperado pelo automóvel.

Sendo assim, ao que tudo indica, quando abastecido com álcool, a média na cidade realizada pelo Kwid é de 10,5 km por litro. Já no abastecimento com gasolina, essa média sobe para 15,2 km por litro, também no mesmo percurso.

Futuramente, as informações e resultados sobre os testes de consumo serão atualizadas. Resta ficar no aguardo para saber mais.

Preço do Renault Kwid 2019

Ainda não há informações oficiais sobre o preço do Kwid 2019. Porém, sabe-se que há um reajuste aguardado para o seu lançamento.

Atualmente, o Renault Kwid possui três versões distintas, com itens específicos. A mais popular é a Kwid Life, com preços a partir de R$ 29.990.

A posicionada no meio é a Kwid Zen, com valores a partir de R$ 32.990. Por fim, a Kwid Intense parte do valor de R$ 34.900.

Por Kellen Kunz

Renault Kwid 2019

Renault Kwid 2019

Renault Kwid 2019


Renault Sandero 2020 – Possível Reestilização e Nova Traseira


Nova traseira deverá ser inspirada no Mégane.

Uma das maiores companhias automotivas francesas, em todo o mundo, está fazendo estrear um novo e mais impressionante modelo de veículo. Trata-se do recente lançamento, pela companhia Renault, por meio de anúncio oficial que apresenta a versão Renault Sandero de 2020, em grande parte estilizado de forma inédita no seu novo perfil. Este modelo, o Renault Sandero 2020, terá sua parte traseira inteiramente exclusiva.

Em realidade, este veículo se distancia de uma série de outros modelos, tais como os produzidos pela montadora romena Dacia, sendo que o Sandero nacional será produzido, como já foi citado, com uma traseira totalmente inspirada na versão Mégane, outro grande carro da companhia.

Toda estreia de um novo automóvel, sobretudo entre as grandes companhias, desperta o interesse tanto dos consumidores quanto dos especialistas, que se posicionam de modo a analisar as novidades e antecipar-se ao público com informações.

Este novo projeto da Renault tem por escopo precípuo a promoção de seus novos modelos, ou seja, o Sandero, o Logan e o Duster, os quais deixam de ser, daqui para frente, versões produzidas pela empresa Dacia, com o logo trocado. Esta ideia surgiu no sentido de manter a sinergia (atividade coordenada e simultânea que contribui para um objetivo comum), entre as duas indústrias, a Renault e a Dacia, o que torna esta diferenciação entre o Sandero, o Logan e o Duster, de cada marca específica, ainda maior e notável. A grande demonstração desta novidade está no próprio facelift que este Hatch nacional receberá em suas significativas alterações, a serem divulgadas em breve.

Entretanto, este novo veículo ainda não tem uma data determinada para estreia. Mesmo assim, o atual modelo compõe uma sequência de veículos na linha de 2019, ou seja, o inédito Sandero, portador de novo estilo, foi repaginado em seu visual e revelado por meio de registros da patente no INPI, o Instituto Nacional de Patentes Industriais.

Na parte dianteira este modelo brasileiro sofrerá algumas alterações leves e significativas, seja no para-choque, no capô e nos faróis, no entanto, o veículo em questão estará desprovido das luzes diurnas de tipo LED, presentes no anterior Sandero estilo sul-africano. A linha de design do para-choque estará equipada no mesmo formato de visual impresso no sedã Logan.

A Renault não costuma produzir drásticas alterações em seus carros, e o mesmo se verificará neste. Porém, a mudança mais radical será operada na parte traseira. Como já foi citado, esse novo design traseiro está inspirado na estrutura do Mégane, que parece combinar-se perfeitamente no novo Sandero, o qual, também, estará equipado de lanternas mais espichadas, as quais vazam sobre a tampa do porta-malas de modo genial.

É fácil de os especialistas perceberem que o novo layout do Sandero 2020 está evidentemente inspirado em alguns de seus mais acirrados rivais, como o modelo Fiat Argo e o modelo Hyundai HB20. Ainda assim, estas mudanças visuais serão acompanhadas de uma precisa adoção de transmissão do tipo CVT em substituição ao seu anterior câmbio de tipo automatizado Easy'R, o qual há muito deixou de ser instalado pela companhia Renault.

Todos os modelos produzidos pela empresa francesa são bem sucedidos mundialmente, concorrendo, nas últimas décadas, com montadoras de grande porte, como a Ford, Volkswagen, Chevrolet, entre outras.

Em sua longa história de mais de 100 anos de presença no mercado de automotores, a Renault S.A. tornou-se uma fabricante francesa de veículos entre as mais influentes e competitivas. Fundada no dia 25 de fevereiro de 1899 pelo empreendedor Louis Renault, desde então tem produzidos grandes modelos de automóveis pequenos e médios, entre vans, ônibus e até caminhões.


Renault Captur Coupé – Características, Especificações


O Renault Captur Coupé tem como grande diferencial o seu design totalmente diferente com inovações como faróis em estilo único, grade frontal totalmente nova e um para-choque com entradas de ar em tamanho maior do que em modelos anteriores.

A manutenção adequada de concessionárias no ramo em que atuam depende, de forma fundamental, da capacidade em inovar e proporcionar melhorias nos modelos que comercializam segundo as tendências de consumo dos interessados em veículos.

Neste sentido, uma das novidades que estão sendo aguardadas em todo o mundo consiste no lançamento do novo Renault Captur Coupé cujos detalhes básicos serão abordados em seguida neste artigo.

Informações atuais sobre projeção do Renault Captur Coupé

O lançamento do novo Renault Captur Coupé está previsto para ser realizado por esta montadora francesa no segundo semestre do ano de 2018 em diferentes partes do mundo. O seu foco consiste no oferecimento de um SUV com estilo de cupê para mercados em ascensão quanto à indústria de automóveis.

De forma inicial, este novo veículo foi nomeado como LJC e foi apresentado em seus traços mais gerais em uma projeção na qual é possível identificar previamente as características básicas deste modelo que será apresentado, de forma inicial, no Salão do Automóvel da Rússia durante o mês de agosto.

Apesar de a sua inauguração estar agendada para a região russa, a abrangência para a venda do novo Renault Captur Coupé será em diferentes partes do mundo como Coreia do Sul, China e, também, Brasil que são representantes importantes do mercado, foco desta montadora especificada.

Para o mercado brasileiro de automóveis, de maneira específica, este modelo da Renault terá sua comercialização ofertada no território nacional sendo que a definição do seu início dependerá do comportamento econômico local e da aprovação do novo regime automotivo em análise.

Características principais do novo Renault Captur Coupé

A apresentação, de forma geral, deste novo modelo crossover da Renault ocorreu há poucos dias e usará a plataforma BO que elabora o modelo Renault Duster e, por isso, será maior do que este mesmo veículo disponibilizado no mercado europeu na atualidade.

Ao considerar o novo Renault Captur Coupé, a sua caracterização básica apresentada demonstra que a principal estratégia para atração de seus consumidores será com o estilo inovador aplicado em sua carroceria e se tornará, assim, a nova cara dos veículos oferecidos pela Renault.

A criação do novo Renault Captur Coupé teve como foco em sua realização a oferta conjunta da segurança típica de um utilitário em associação com a esportividade e desempenho que remonta os cupês mais típicos alcançando, assim, diferentes tipos de consumidores interessados.

Dados especificados do Renault Captur Coupé

O novo Renault Captur Coupé, de maneira detalhada, terá um teto com um caimento diferente dos modelos presentes no mercado atual além de lanternas traseiras com tamanho maior para uma atração, assim, do público-alvo mais jovem.

Mais um ponto destaque sobre este modelo consiste na sua capota que agora possui linhas com curvas mais acentuadas e está localizada em uma posição mais baixa do que no veículo original que serviu de base para a sua devida criação.

É importante mencionar, ainda que o Renault Captur Coupé tem como grande diferencial o seu design totalmente diferente com inovações como faróis em estilo único, grade frontal totalmente nova e um para-choque com entradas de ar em tamanho maior do que em modelos anteriores.

Com relação ao comportamento mecânico, este veículo terá motores de 1.6 e 2.0 litros quando chegar ao mercado brasileiro e existe, ainda, a possibilidade de que seja comercializado com motorização de 1.3 turbo, sendo que esta última ainda não foi confirmada.

Conclusão

Assim, ao considerar o lançamento próximo do novo Renault Captur Coupé este veículo vai oferecer a inovação do SUV com a elegância e conforto típico dos automóveis cupê e promete, por isso, ser uma das grandes atrações no mercado brasileiro ainda em 2018 para os apaixonados por veículos.

Por Ana Camila Neves Morais

Teaser Renault Captur Coupé


Renault Alaskan Fórmula Edition 2019 – Novidades, Lançamento


Novo modelo da Alaskan será lançado no Brasil em 2019 e contará com a série especial Fórmula Edition.

A Renault vem investindo pesado em seus modelos para o mercado brasileiro. Prova disso é a picape Alaskan 2019, que em breve estará chegando ao mercado automobilístico com muitas novidades para os seus usuários.

Buscando levar mais estabilidade e conforto para os seus ocupantes, a Renault Alaskan 2019 vem com equipamentos de última tecnologia. Ficou interessado nesse lançamento e quer saber mais? Então fique ligado que nós te damos todas as dicas para você não perder essa oportunidade.

Apesar da confirmação da Renault em relação ao seu novo lançamento, tudo indica que a sua chegada ao Brasil será somente em 2019, sendo diretamente importado da Argentina.

Fórmula Edition

Após a sua chegada em modelos consagrados como Master, Trafic e Kangoo, em 2017, a montadora Renault acaba de firmar uma parceria com a Fórmula 1, lançando em seu portfólio mais um modelo comercial para a francesa. Trata-se da série especial da Alaskan, nomeada de Fórmula Edition.

Como o próprio nome sugere, ela busca trazer conceitos para o carro que remetem sua base em veículos de corrida. E isso já pode ser visto ao se prestar atenção nos detalhes visuais que são exclusivos para a versão.

Entre alguns diferenciais para se citar, está a pintura na cor preta em suas rodas, no santo Antônio e na grade frontal. Não bastasse isso, ainda há o revestimento na cor laranja na moldura localizada nos faróis de neblina e na base de cada porta.

Todavia, na parte mecânica não foi feito nenhuma alteração, apesar de toda a inspiração almejada em carros de corrida. Sendo assim, segue inalterada a composição de um motor 2.3 e turbodiesel de 190 cavalos de potência.

Todavia, apesar da novidade, ainda não foi divulgado o preço oficial dessa edição. Portanto, resta ficar aguardando.

Design e itens de série da Renault Alaskan 2019

Com base e aparência muito parecida com aquela encontrada na Nissan Frontier, concorrente direta, a Alaskan possui os mesmos traços encontrados no conceito inicial, ficando de fora somente o conjunto ótico em leds e, também, as rodas em dimensões maiores e exageradas. Entre as grandes novidades, destaque especial para toda a modernidade e tecnologia, um investimento forte da montadora Renault para o Alaskan.

Sendo assim, a picape chega oferecendo muitos itens de série com desempenho tecnológico, dos quais os usuários terão a oportunidade de desfrutar com muita economia, conforto e segurança. Pensando nisso, nós reunimos a seguir uma lista dos principais equipamentos que poderão ser usufruídos na Alaskan 2019.

São eles: bancos de couro com ajuste elétrico e aquecimento para o passageiro e motorista; ar-condicionado digital com duas zonas e manual; ignição sem chave; bancos dianteiros com sistema de aquecimento; bancos com um suporte lombar; Bluetooth; computador de bordo; câmera de ré; GPS; volante multifunções; auxílios para descida e subida; abertura de veículo; visão 360 graus através de câmeras; e muito mais.

Em relação aos demais dados divulgados sobre o Renault Alaskan 2019, pode-se destacar a capacidade de carga de aproximadamente mil quilos. Disponível tanto na transmissão automática com um total de sete velocidades, como na manual de seis marchas, seu tanque de combustível possui a capacidade máxima de 80 litros.

Como já foi falado anteriormente, ainda não se sabe quanto o usuário pagará por tanta comodidade. Todavia, conforme tabela não oficial, o novo Renault Alaskan 2019 deve partir, em sua versão mais barata com motor Flex 4×2 e câmbio manual, dos R$ 115 mil. A versão mais cara é a 4×4 com câmbio automático TOP, que custaria a partir dos R$ 170 mil.

Então, enquanto não for oficializada a sua vinda, resta aguardar sobre os preparativos da chegada da picape por aqui. Mais informações serão divulgadas futuramente, bastando para isso ficar ligado em outras novidades.

Por Kellen Kunz

Renault Alaskan Fórmula Edition


Renault Kwid Outsider – Rumores sobre o Lançamento no Brasil


Modelo foi apresentado no Brasil em 2016, mas não chegou a ser comercializado. Porém, ele está sendo visto passando por supostos testes na fábrica da montadora em São José dos Pinhais, no Paraná.

Nos confins da França, na virada do século XIX para o século XX, foi fundada uma das mais famosas indústrias automobilísticas da Europa. A companhia Renault S.A. conquistou prestígio como uma das fabricantes mais bem sucedidas da atualidade. Esta empresa é a especializada responsável pela produção de automóveis pequenos e médios, de vans, ônibus e de caminhões. Seus veículos estão entre os mais vendidos em todo o mundo.

Assim, diante da concorrência que está sempre tentando manter-se um passo à frente, a Renault não perdeu tempo e, por meio de seus engenheiros e gestores, decidiu relançar um de seus melhores modelos. O chamado Kwid Outsider tem dois anos de estrada no mercado de automotores, aterrissando em solo brasileiro, mais precisamente, no ano de 2016, em uma solene apresentação no famoso Salão do Automóvel no Estado de São Paulo.

Entretanto, a chamada “versão aventureira” deste novo compacto, em realidade, não chegou e rodar em qualquer lugar, porém, depois de dois longos anos, a mesma configuração tem sido flagrada em supostos testes no pátio da própria companhia Renault, na sua sede oficial, localizada no município de São José dos Pinhais, Estado do Paraná. Estas aparições repentinas estimulam os especialistas a deduzirem que, provavelmente, em breve o novo Outsider será finalmente lançado.

Conforme o que foi publicado em recente matéria no site de notícias da Motor1, a comercialização deste novo Hatch iniciará, no Brasil, no máximo até o início do ano de 2019. Dados angariados da assessoria de comunicação da empresa deixam claro que esta, por sua vez, ainda não confirmou a informação supostamente vasada. Os líderes da Renault já declararam que a ideia de relançar este modelo existe, porém, ainda não há uma certeza absoluta, por conseguinte, não há datas definidas. Os consumidores mais abastados e ansiosos por novidades podem se preparar.

Com relação ao veículo em si, vale destacar que o Kwid Outsider possui estrutura muito mais robusta do que as outras versões do mesmo modelo. Está adornado com molduras de plástico em torno do para-choques e acima de suas rodas, as quais estão bem maiores e distintas das tradicionais. Provavelmente o modelo será mantido dentro da estrutura anterior, no que se refere à parte mecânica, equipada com motor de 1.0 SCe, o qual produz a potência máxima de até 67 CV; o sistema de câmbio, provavelmente, será mantido como manual em cinco marchas.

Em sua cabine, o modelo Kwid Outsider está repleto de atraentes especificações: possui um console central com alguns detalhes diferentes da versão Life, da versão Zen e da Intense. Quando foi lançado, anteriormente, este automóvel alcançou a marca de quinto veículo mais emplacado em todo o território brasileiro.

Algumas imagens divulgadas em diversos sites deixam claro que este Renault Kwid Outsider consistirá em uma grande novidade, devido à presença de algumas especificações suplementares e exclusivas, as quais podem ser relacionadas em uma pequena lista: possuirá anteparos de proteção em seus para-choques; estará munido de proteções emborrachadas ao redor de seus para-lamas, com os já citados contornos verdes adornando; estará munido de barras na parte da capota, no sentido de auxiliar na inclusão de alguma bagagem extra, entre outros atributos chamativos e animadores. Outras fontes indicam a presença de um jogo de rodas inédito, com aro de raio 15, além do vão livre do solo, de 18 cm, que agora se torna pouco maior que o das demais versões. Esta será uma das melhores estreias previstas para o início de 2019, promovida por uma das mais importantes indústrias automobilísticas do mundo, instalada no Brasil.

Por Paulo Henrique dos Santos

Renault Kwid Outsider

Renault Kwid Outsider


Renault Alaskan 2019 – Lançamento no Brasil, Características


Modelo será comercializado em breve no Brasil e oferecerá grande conforto e tecnologia aos usuários.

A informação veio do próprio presidente da Renault no Brasil, o sr. Luiz Pedrucci em um evento de inauguração e ampliação de fábricas da montadora no estado do Paraná em março último.

Pedrucci confirmou o que o mercado apostava como apenas uma questão de tempo, a Picape Média Alaskan será comercializada em breve em território brasileiro, sua apresentação esta marcada para o Salão do Automóvel a ser realizado na cidade de São Paulo em novembro e logo em seguida iniciam-se as vendas.

Como é a Picape

A Renault Alaskan tem a responsabilidade de ser a primeira picape média da montadora Renault em nível global, inicialmente demonstrada como um modelo conceito com o mesmo nome em 2015 a Renault fez seu lançamento em 2017 na Colômbia, já com suas linhas estilísticas finais e também todo seu detalhamento técnico.

Percebe-se logo na primeira impressão visual que se trata de uma picape com linhas belas e fluidas, misturando de forma coerente robustez e leveza. Aliás, este foi o maior mérito da Renault, a Alaskan é fiel em seu desenho ao seu modelo conceito, a principal diferença da picape de produção é a adoção de rodas menores e um conjunto ótico (frontal e da traseira) produzido não totalmente em leds.

A Renault Alaskan soube aproveitar bem a herança do interior de sua irmã (Nissan Frontier) tanto que excluindo o volante e os padrões de acabamento próprios da montadora francesa, o restante é muito semelhante.

O capricho visual felizmente foi estendido para sua mecânica e configurações off-road. A Renault Alaskan tem capacidade de até uma tonelada para cargas, além de poder rebocar volumes de até 3,5 toneladas de peso, justificando seu porte médio.

A motorização proposta pela Renault virá em duas versões, uma mais “fraca” a gasolina de 2,5 litros e outra a diesel de 2,3 litros dotada de duplo turbo, o chamado twinturbo (interessante recurso da montadora francesa que combina dois turbos acionados em uma única sequência, sendo um para baixas rotações e outro para altas rotações garantindo torque e potências permanentes), as potências destes motores irão variar de 160 a 190 cavalos com torque máximo de 45,9 kgfm comandados por um câmbio automático de sete marchas.

Como é de se esperar suas dimensões e recursos off-road são totalmente compatíveis ao seu porte e proposta, com mais de 5 metros de comprimento, mais 2 metros de largura e altura superior a 1,80 metros e um vão livre do solo de 23 centímetros, a Renault Alaskan consegue ser notada com facilidade em qualquer ambiente, a Renault quer oferecer versões com tração 4×2 (tração dianteira), 4×4 (tração integral) e 4×4 (tração integral com reduzida) e a possibilidade de ter versões em cabide simples e dupla.

O interior é confortável e apesar de usar o mesmo desenho de sua irmã japonesa, a Nissan Frontier, traz recursos interessantes como bancos para o motorista e passageiro que podem ser aquecidos, central de sete polegadas multimídia com a útil função de câmera de 360 graus, extremamente importante para um veículo deste porte.

Os passageiros ainda contam com teto solar, e uma posição de assento alta trazendo uma sensação de segurança cativante, especialmente no trânsito pesado do dia a dia.

E o preço e as versões?

Ainda são uma incógnita, provavelmente será produzido ou importado diretamente da Argentina, sendo comercializado no mercado nacional livre de taxas de importação adicionais, se isto realmente for confirmado, a Renault Alaskan terá bastante competitividade perante seus principais concorrentes e um forte apelo comercial.

A título de exemplificação, utilitários deste porte e deste segmento normalmente são vendidos a partir dos R$ 95.000,00 em suas versões básicas, é esperar e torcer.

Por C.B.

Renault Alaskan 2019

Renault Alaskan 2019

Renault Alaskan 2019


Preço dos Carros Renault e Nissan para Pessoa Jurídica (CNPJ)


Saiba aqui mais detalhes sobre os descontos praticados para PJ na Renault e Nissan.

Uma prática cada vez mais comum no mercado de vendas de carros novos é a compra feita diretamente por CNPJ, as vantagens são inúmeras e a única condição exigida é ter um CNPJ ativo, independente do tipo e classificação, entrando inclusive na lista os microempreendedores individuais ou os chamados MEI, se desejarem.

O carro adquirido pode servir tanto a frota da empresa, como também para o uso dos próprios donos e não existe impedimento de comprar várias unidades se assim a empresa optar.

Mas como funciona este desconto

O desconto vale para qualquer CNPJ, mesmo que a pessoa tenha aberto uma empresa no dia anterior da compra na concessionária, as montadoras oferecem em média um desconto de até 20%, sempre dependendo do modelo e da versão escolhida. O desconto só é possível porque nesta modalidade de venda, a revenda se torna apenas uma intermediária, não colocando sua margem de lucro, o faturamento é direto da montadora para a empresa que está adquirindo o veículo, permitindo com isto uma parte da isenção tributária cobrada pelo governo e tendo como resultado o desconto repassado.

Praticamente todas as montadoras praticam descontos no mercado, vamos destacar nesta matéria duas em especial, a Renault e a Nissan.

Descontos praticados pela Renault

A Renault possui uma tabela diferenciada para compras através de CNPJ, com descontos de até 12% dependendo da versão, todos os principais modelos entram nestas condições favoráveis, abaixo temos um resumo deles com suas versões e preços:

  • Hatch Renault Sandero

Os descontos começam com 6% para a versão aventureira Stepway e vão até os 12% nas demais versões do Hatch, a Authentique por exemplo, com motorização 1.0, parte dos atuais R$ 43.350,00 para os R$ 38.148,00, já a versão Vibe, também com motorização 1.0, cai dos atuais R$ 49.100,00 para os R$ 43.208,00.

  • Sedã médio Fluence

Também é encontrado com descontos de 13%, saindo dos atuais R$ 99.350,00 para os R$ 86.434,00, a versão Privilege, mais cara da linha, pode ser comprada com desconto de até R$ 15.000.

  • SUV Duster

O SUV é oferecido com desconto de 12% em sua versão básica, com motorização 1.6, saindo dos atuais R$ 69.490,00 para os R$ 61.151,00. Na versão completa, a Dynamique com motorização 2.0 e tração nas quatro rodas, o desconto é de 9%, com preços saindo dos atuais R$ 88.290,00 para os R$ 80.343,00.

  • Sedã compacto Logan

Descontos entre 11% e 13%, dependendo da versão escolhida, para efeito de comparação os preços não ficam abaixo dos R$ 38.148,00 já citados sobre o Hatch Sandero em sua versão 1.0.

Se você gostou e ficou interessado, a Renault oferece maiores informações através de uma área especifica do seu site, disponível no endereço: https://www.renault.com.br/ofertas/vendas-especiais-renault.html.

Descontos praticados pela Nissan

A montadora japonesa também pratica interessantes descontos, a variação será entre os 7% e os 13%, dependendo sempre do modelo e da versão escolhida, dentre estas principais variações destacamos:

  • Hatch Nissan March, com motorização 1.0, na versão S

Desconto de 13%, partindo dos atuais R$ 44.290,00 para os R$ 38.532,00.

  • Sedã compacto Nissan Versa, com motorização 1.6, na versão SL

Também com desconto de 13%, saindo dos atuais R$ 67.490,00 para os R$ 58.716,00.

  • Sedã médio Nissan Sentra, com motorização 2.0, na versão SL

O Sentra é oferecido pela Nissan com desconto de 13%, saindo dos atuais R$ 103.900,00 para os R$ 90.393,00.

  • SUV Nissan Kicks, na versão SL e com câmbio do tipo CVT

A Nissan vende o Kicks com desconto de 12%, caindo para os R$ 84.471,00, em vendas deste tipo.

  • Picape Frontier

A picape da Nissan, em sua nova geração, também é vendida com um vantajoso desconto de mais de R$ 18 mil, saindo dos atuais R$ 166.700,00 para os R$ 148.363,00.

Todos os detalhes e condições podem ser conferidos diretamente no site da Nissan, através do link a seguir, se desejar: https://www.nissan.com.br/venda-direta.html

Autor: C.B


Renault Kwid 2018 – Ficha Técnica, Especificações


Linha 2018 do Renault Kwid chega reestilizada, com maior segurança, conforto e conectividade.

Os carros da Renault são um verdadeiro sucesso no Brasil e por falar em sucesso a montadora francesa traz para o país mais um super lançamento. Estamos falando do Novo Renault Kwid do ano de 2018, que chega com motor de 1.0 SCe composto por três cilindros. Além disso, o modelo também traz reforços estruturais e vários itens de série. Enfim, detalhes que devem conquistar muitos admiradores.

A linha 2018 do Renault Kwid chega toda reestilizada, oferecendo mais espaço, uma vez que se encontra bem mais largo, de modo que todos os seus ocupantes, inclusive o motorista sejam muito bem acomodados.

É isso, o Kwid projetado para o Brasil está cheio de novidades muito interessantes. Dentre elas ganham destaque os airbaigs nas laterais e na frente, que fazem parte dos itens de série da versão. E já que estamos falando sobre segurança, o modelo é fabricado de acordo com as determinações das leis do nosso país.

Uma curiosidade em relação ao modelo, é que sua fabricação acontece na cidade de São José dos Pinhais, no Complexo Ayrton Senna.

Com uma estrutura nova, o modelo conta com diversos equipamentos no quesito conforto. Sem falar da questão de conectividade, em que se destaca uma tela em LCD com sensibilidade ao toque, instalada na parte central do painel e também apresenta um moderno indicador de troca das marchas, o chamado Ecomonitoring.

Visualmente o Renault Kwid 2018 é muito atraente, possuindo uma linha de cintura bem mais alta, com vincos bem definidos. A frente é retangular e apresenta certa robustez estética, com colunas grossas. Os faróis e as lanternas são simples. O carro possui quatro portas que são muito úteis e tem uma aparência voltada mais para o perfil aventureiro.

Na parte interna, temos um interior bem simples, mas bastante interessante. Os detalhes são nas cores bege e preto brilhante, os bancos revestidos com tecido ou couro, um espaçoso porta-luvas, diversos porta-objetos e um porta-malas com capacidade para 290 litros.

Em termos de motorização temos o novo modelo equipado com um motor de 1.0 composto por três cilindros que oferecem uma potência de 70 cavalos e com capacidade máxima de torque de 9,8 kgfm, abastecido com etanol, enquanto que são 66 cavalos de potência e capacidade de torque de 9,4 kgfm, abastecido com gasolina.

Agora que apresentamos algumas de suas especificações técnicas, vamos conhecer alguns dos acessórios do Renault Kwid 2018:

– Retrovisores equipados com regulagem manual;

– Ajuste de altura dos cintos da parte dianteira;

– Tomadas de12 v;

– Porta-malas com abertura interna;

– Ar-condicionado digital;

– Limpador da parte traseira;

– Direção elétrica;

– Rodas de aro 14" dotadas;

– Travas elétricas;

– Vidros elétricos;

– Câmbio manual composto por cinco marchas;

– Vidro traseiro com limpador;

– Retrovisor interno para dia/noite;

– Duas fixações Isofix para adaptação de cadeirinhas infantis;

– Entradas auxiliares, entrada USB;

– Conectividade com aparelhos celulares da Apple;

– Câmera de ré;

– Volante personalizado;

– Rodas flex em aro 14 que são pintadas em cor cinza grafite;

– Entre outros.

A maioria dos consumidores, antes de fechar a compra, interessa-se por saber a média de consumo do modelo em questão. Neste caso, temos as seguintes informações:

– Quando abastecido com gasolina, o modelo faz 15,2 km por litro, rodando em região urbana.

– Quando abastecido com álcool, o modelo faz 10,5 km por litro, rodando na região urbana.

Com certeza, diante de tantas qualidades o novo Kwid 2018 será um grande sucesso de vendas.

Se você se interessou pelo modelo, conheça abaixo as versões que compõem a linha e seus respectivos preços:

– Novo Renault Kwid Life 2018: Vendido por R$29.990,00;

– Novo Renault Kwid Zen 2018: Vendido por R$ 32.990,00;

– Novo Renault Kwid Intense 2018: Vendido por R$34.900,00.

Conheça todas as versões e escolha a quem tem mais a ver com o seu perfil.

Por Sirlene Montes

Renault Kwid 2018

Renault Kwid 2018


Renault Logan e Sandero 2019 – Novidades, Especificações


Novos Renault Logan e Sandero trazem novidades e destaques para a geração 2019.

A Renault é uma das montadoras internacionais que vem crescendo a cada dia no Brasil, com seu design totalmente inovador e seus carros com um conforto fora do comum a Renault tem se destacado no mercado nacional.

A cada dia que passa tem conquistando mais a preferência dos brasileiros, que são apaixonados por carro.

Com isso, a empresa tem investido nos seus novos modelos a cada dia mais, e o novo Logan está ainda mais moderno e atraente aos olhos dos consumidores, ficando com um design totalmente inovador e charmoso, assim como o novo Sandero que também está de deixar qualquer um de boca aberta.

Com a parte mecânica cada vez mais tecnológica, seus interiores mais confortáveis e um motor cada vez mais econômico, a Renault tem ganhado mercado e despontado na liderança de vendas de importados no país.

Em relação à ficha técnica do modelo 2019 o desempenho, a capacidade e as dimensões serão mantidas, o motor virá 1.0 com 12V e também 1.6 obtendo 16V. E seu câmbio de fábrica sempre manual possuindo cinco marchas.

A velocidade máxima do motor 1.0 é de 164 Km/h, já o 1.6 chega até 186 Km/h.

As dimensões dele são o Comprimento de 4349 mm, Largura 1733 mm, Altura 1529 mm, Entre os eixos 2635 mm, e ele pesa 1028 Kg, a capacidade do tanque é de 50 litros, porta-malas 510 litros e possui 5 lugares.

Sua fabricação é totalmente nacional, facilitando assim a manutenção e troca de peças quando for necessário. Ou seja, é um excelente carro para comprar.

Já o Sandero 2019 tem poucas alterações também do modelo anterior.

Seu comprimento é de 4060 mm, largura 1733 mm, Altura 1536 mm, a distância entre os eixos é de 2590 mm, ele pesa 1011 kg, sua capacidade do porta-malas é de 320 litros, e o tanque cabe 50 litros e também é para 5 pessoas.

Portanto, uma ótima opção para você passear ou fazer viagens a trabalho, muito potente na estrada e econômico, dando a você uma segurança ímpar e uma comodidade única para viajar.

Se está procurando uma opção de carro para comprar em breve, fique atento a todos os detalhes e pesquise no mercado, pois o Logan e o Sandero 2019 são duas ótimas opções de carros para adquirir.

Procure a concessionária Renault mais próxima da sua cidade e faça um teste drive, aproveite para conhecer os modelos da marca, e desfrutar de seu conforto e potência, podendo assim fazer uma escolha segura de custo-benefício. Informe-se com o vendedor sobre o consumo mínimo dos motores da Renault e veja você mesmo que, com certeza, combustível não será mais um problema para você se adquirir um desses novos modelos.

A Renault está no Brasil desde 1960 e seu executivo-chefe é um brasileiro, portanto apesar de ser uma empresa francesa, conhece muito bem as necessidades dos brasileiros e as preferências do povo do nosso país.

Por isso, se adquirir um desses carros não se arrependerá, pois ele foi totalmente desenvolvido e planejado para poder suprir todas as suas necessidades e expectativas.

Na Europa a marca da Renault já é um sucesso e depois que a empresa fechou sua parceria com a Nissan no continente asiático pode ganhar ainda mais no quesito de tecnologia de bordo dando ainda mais conforto e segurança para seus tripulantes, podendo oferecer uma experiência única para aqueles que andam em um de seus carros.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Renault Logan 2019

Renault Sandero 2019


Renault pretende lançar novo modelo SUV-Cupê


Projeto LJC, da Renault, seria um modelo híbrido, misto de um SUV-CUPÊ a ser lançado em 2020.

Se você pensa que já estamos experimentando o que há de mais moderno em termos de veículo da categoria SUV, realmente estamos. Aliás, esta é uma das categorias que mais faz sucesso e vende em todo o mundo, inclusive no Brasil.

Ao lado disso, as principais montadoras já conseguem entregar aos milhares de usuários em todo o mundo o que há de mais atual em termos de tecnologia automotiva para este tipo de carro. Mas não se engane, algumas já estão de olho no futuro e já preparam uma nova geração que vai emplacar em todo o mundo.

Neste cenário que poucos sequer desconfiam que existe, um dos nomes que se sobressai nesta tendência é a Renault.

De acordo com a imprensa especializada no complexo e concorrido mundo esportivo, a marca francesa já vem trabalhando arduamente numa nova geração que poderá, dentro em breve, substituir a tão cobiçada categoria dos SUVs atuais.

Segundo algumas fontes internas dos principais sites automotivos do Brasil, a marca já estaria desenvolvendo este projeto há cerca de dois anos e, segundo estes mesmos especialistas, este projeto até então tido como secreto, já teria passado das fases de estudo e planejamento para as etapas de teste.

As informações que se têm neste momento são de que os planos da Renault seriam colocar o novo veículo no mercado mundial já a partir de 2020.

Como se chamaria então o novo veículo a ser lançado pela marca em 2020?

Qual seria o nome do novo carro a ser anunciado para 2020? Ninguém ainda sabe. O que se tem confirmado é que a montadora apenas o batizou de Projeto LJC.

O início de toda a especulação surgiu a partir do momento em que a Renault chegou a admitir publicamente que já está trabalhando na elaboração de um projeto de um carro que pudesse desbancar um dos seus concorrentes mais diretos, Jeep Compass.

A partir disso, todo o burburinho que envolve o veículo foi tanto que precisou que o presidente da Renault no Brasil, Luiz Fernando Pedrucci, viesse a público para acalmar os ânimos e declarar que o projeto, de fato, existe, porém, tratava-se apenas de um futuro protótipo ainda em fase de testes para ser usado nas estradas e rodovias brasileiras.

As declarações do executivo podem até ter sido suficientes para acalmar os ânimos. Entretanto, não foram suficientes para frear a curiosidade de muitos jornalistas especializados na área.

Neste sentido, o site da UOL foi um dos que saíram na frente e divulgaram a notícia de que o novo veículo da Renault seria feito a partir da mesma plataforma de outro carro da marca, o novo Kwid.

O site foi mais profundo em suas investigações e, de acordo com suas fontes exclusivas, ele divulgou que as inicias LJC na verdade englobam o lançamento de um carro ‘híbrido’, misto de um SUV-CUPÊ.

A Renault estaria na vanguarda de uma nova tendência na categoria dos SUVs

Esta seria então a intenção da montadora francesa em lançar esta nova tendência para a categoria de veículo. De acordo com informações mais detalhadas obtidas pelo site, a marca estaria se preparando para o lançamento de um crossover que absorveria os dois estilos, um modelo misto.

Ele teria uma breve semelhança com os modelos da BMW X2 de cinco lugares, sendo que um pouco mais comprido que o seu primo, o Captur. Estaria então bem perto do Compass, da Jeep.

As informações dão conta ainda que caso seja lançado em 2020, e parece que só vai ser possível pare este ano, o novo modelo deverá ser fabricado na unidade da montadora em São José dos Pinhais, no estado do Paraná.

Para quem quer saber do preço, apesar de nada ter sido divulgado oficialmente, a estimativa é que ele possa ser vendido a preço final que pode variar entre R$ 100.000,00 e R$ 150.000,00. Tudo para poder ser um sucesso de vendas e tentar tomar a dianteira do seu maior concorrente.

Por Emmanoel Gomes

Renault LJC


Renault Master 2018 – Versões, Características


A linha possui quatro versões inéditas, mas em sua totalidade a série possui mais de 30 configurações que variam entre si, possibilitando grande adaptabilidade às necessidades de utilização dos consumidores.

Entre os modelos de veículos utilitários de melhor desempenho e melhores preços estão os da Renault. A nova série que está estreando no mercado nacional, cuja linha remonta ao ano de 2002, é a de utilitários intitulada Renault Master, que são produzidos especificamente na sede paranaense desta companhia.

A proposta da Renault está em criar uma gama de opções mais integrais no ramo de utilitários. Portanto, os modelos foram elaborados no sentido de proporcionar mais conforto, mais potência, mais resistência e, por conseguinte, mais segurança. As quatro versões inéditas, modelos com carroceria, são: o Minibus, o Furgão, o Chassi Cabine e o Vitré. Mas, em sua totalidade, a série possui mais de 30 configurações que variam entre si, possibilitando grande adaptabilidade às necessidades de utilização dos consumidores.

Em termos de Design, a parte interna dos utilitários está adaptada no sentido de permitir muito conforto aos passageiros. O espaço do motorista é amplo, com grande visibilidade e acesso às funções do painel, assim como existem muitos compartimentos para objetos na cabine. O motorista pode ajustar a sua posição no banco de modo personalizado, pois os mesmos estão aparelhados com dispositivos de regulagem para a altura, para a profundidade e para a coluna.

No que tange aos motores instalados no Renault Master, os mesmos foram rigorosamente produzidos no sentido de grande desempenho, com potência de 130CV, que, também, proporciona economia. Estão munidos de funções como as de Oil Control System, que funciona marcando, por meio de display de amostragem, o momento certo de renovar a dosagem de óleo, ou seja, é um dispositivo que automaticamente rege e prevê regulagens. O sistema Gear Shift Indicator consiste em outro dispositivo que funciona mostrando os momentos precisos e seguros para a troca de marcha, os quais foram instalados com a finalidade de aperfeiçoar a durabilidade destes veículos. Assim, nesta linha, todas as versões estão munidas com câmbio manual de seis velocidades.

É importante ressaltar os prós e contras sobre todas as versões. Os atributos mais sublimes do Renault Master 2018 são: o seu design moderno e muito atraente e o fato de ser muito confortável.

Os atributos mais limitados destas novas versões da Renault Master 2018 são o fato de que a capacidade de duração do câmbio ainda não atingiu as expectativas ou a meta da companhia, quando comparado aos concorrentes.

Para dar uma ideia mais completa desta linha segue a sua ficha técnica, ou seja, a lista de atributos da Renault Master 2.3 16V dCi L1H1 do Furgão 2018: o motor é de 2.3; o sistema de transmissão consiste em Câmbio Manual de seis marchas; a capacidade de velocidade, em termos de aceleração, é de até 100km/h em 17.1 s; a potência máxima chega a 145 Km/h; a força, no que tange às cilindradas é de 2.299cm3; a já citada capacidade de 130.0 CV; em termos de torque chega a 31,6 kgfm; estão munidas de quatro freios a disco, junto de mais dois discos ventilados; em termos de dimensões físicas externas são 5048 mm de comprimento, 1990 mm de largura e 2303 mm em altura; a medida nos seus entre eixos é de 3182 mm; o peso preciso é de 1907 kg; porta-malas em N-D; a direção é do tipo hidráulica e o tanque para combustível tem capacidade de 100 litros.

Com relação aos preços segue abaixo a lista dos modelos:

O Master 2.3 16V dCi L1H1, versão Furgão 2018 está no valor de 118.900,00 reais;

O Master 2.3 16V dCi L2H2, versão Grand Furgão 2018 está no valor de 128.800,00 reais;

O Master 2.3 16V dCi L2H2, versão Grand Vitré 2018 está no valor de 132.100,00 reais;

O Master 2.3 16V dCi L3H2, versão Extra Furgão 2018 está no valor de 132.800,00 reais;

O Master 2.3 16V dCi L3H2, versão Extra Vitré 2018 está no valor de 137.400,00 reais;

O Master 2.3 16V dCi L3H2, versão Minibus 16L Executive 2018 está no valor de 171.000,00 reais.

Por Paulo Henrique dos Santos

Renault Master 2018

Renault Master 2018


Renault Kwid 2018 – Ficha Técnica, Acessórios, Preço e Análise


Veja aqui todos os detalhes sobre o Renault Kwid 2018.

Com o slogan de SUV dos compactos, a Renault apresenta ao mercado um carro confortavel e prático. Além disso, o modelo foi considerado por revistas especializadas, como a melhor compra de 2017.

Para um carro de entrada, o Kwid é bem equipado e com belo design. Suas opções de cores variam em Branco Marfim, Orange Ocre, Preto Nacré, Branco Neige, Prata Étoile e Vermelho Fogo.

O motor é 1.0 SCe com 70 CV e 66 cv ( etanol e gasolina ) .

Confira mais detalhes.

Ficha técnica e características gerais

  • Comprimento: 3,68m
  • Largura: 1,59 m
  • Entre-eixos: 2,42m
  • Altura: 1,47m
  • Porta-malas: 290 L com possibilidade de extensão.
  • Tanque: 38 L
  • Peso: 1.173 Kg
  • Câmbio com 5 marchas manuais.

As rodas estilosas aro 14” e paralamas com extensores, conferem robustez a parte exterior do veículo. Na parte interna encontramos um porta-malas com capacidade de 290l e que pode ser estendida para 1.100 L, devido aos bancos rebatíveis.

O espaço entre os bancos traseiros e os frontais dão mais conforto aos passageiros que terão suas pernas melhor acomodadas, comportando 5 pessoas confortavelmente.

O porta-objetos também é generoso, comportando 14,8 L.

A cabine do Kwid tem 898 mm, sendo a maior do segmento, favorecendo uma direção mais agradável.

Tecnologia e segurança

A tecnologia e a segurança são itens primordiais para quem quer ter tranquilidade ao dirigir. O Kwid na versão Intense apresenta no Media Nav a integração dos seguinte itens:

  • Eco scoring com o feedback da direção do condutor e Eco coaching, que indica o melhor momento para para trocar a marcha, otimizando a economia de combustível.

  • Gps e Bluetooth;

  • MP3

  • Câmera de ré, que proporciona mais segurança ao estacionar;

  • Porta-malas com abertura elétrica a distância na própria chave;

  • Chave estilo canivete;

  • Retrovisores elétricos que dão celeridade no ajuste do espelho.

Para conferir mais segurança ao Kwid Renault traz:

  • 2 airbags laterais e 2 frontais;

  • Isofix em dois pontos nos bancos traseiros;

  • Freios ABS;

  • Reforço no Chassi;

  • Cinto de segurança com ajuste na altura;

  • Cinto do motorista com pré-tensionador;

  • Alerta sonoro e visual dos cintos de segurança.

Lista dos demais acessórios do Renault Kwid

  • Câmera interna registrando a visão do condutor ou seus momentos no carro e câmera de ré;

  • Bolsa organizadora para acomodar melhor os objetos;

  • Alarme volumétrico;

  • Sensores de estacionamento que facilitam uma manobra segura;

  • Auto rádio e auto falante;

  • Cadeira pet e cadeirinha de bebe com isofix;

  • Multimidia Pionner;

  • Carregador USB e porta celular;

  • Cooler com capacidade para comportar 10 latas de 350 ml (8L)

  • Farol de neblina facilitando a dirigibilidade;

  • Módulo one touch: vidros elétricos automatizados e as 4 portas com sistema antiesmagamento;

  • Friso e soleira na porta;

  • Porta copos e espelho para crianças;

  • Calha de chuva e tapete de borracha.

Versões do Kwid e preços iniciais

– Kwid Life

  • Motor: 1.0 SCe manual com tração dianteira e 5 velocidades;
  • 3 unidades de cilindro, 70 CV e 999 CM³.;
  • Retrovisores com ajuste manual;
  • Desembaçador de vidros;
  • Indicador de melhor momento para trocar a marcha.
  • Apoio para cabeça lateral e central com altura ajustável;
  • Banco rebativel;
  • Vidros elétricos.
  • Preço inicial: R$ 29.990,00

– Kwid Zen

  • Motor 1.0 SCe, 5 velocidades e tração dianteira.
  • 3 cilindros, 70CV e 999 CM³;
  • Além dos itens da versão Life, soma-se a essa versão: direção elétrica e upgrade radio continental 2 din ( aux, bluetooth e USB)
  • Preço inicial: R$ 36.490,00

– Kwid Intense

  • Motor 1.0 SCe
  • 5 velocidades, 3 cilindros e 70 CV
  • Soma-se a essa versão: Sistema automático de travamento , airbags frontais e laterais, computador de bordo com múltiplas funções.
  • Upgrade: Estofamento intense,.
  • Preço inicial: R$ 40.490,00

Endereço eletrônico do fabricante: https://www.renault.com.br/veiculos

FABÍOLA CUNHA S DE MORAES


Renault Logan 2018 – Versões, Preços e Ficha Técnica


Veja aqui todos os detalhes do Novo Renault Logan 2018.

Trazendo uma série de itens que deixa o modelo mais confortável e competitivo dentro do mercado nacional, o novo Renault Logan 2018 promete ser um dos lançamentos mais aguardados para o próximo ano.

Surgido como um empreendimento da Dacia, que planejou um carro confortável e barato para atender a demanda dos consumidores do Leste Europeu, rapidamente a Renault levou o Logan para ganhar mercados ao redor do mundo, propondo um modelo que atendesse a demanda familiar de seus usuários.

O Logan apresenta as seguintes versões: Logan Authentique, Logan Dynamique, Logan Expression e Logan Expression Avantage. Confira os detalhes, especificações e preços iniciais do Logan 2018.

Ficha Técnica Novo Logan

  • Motor 1.0: 3 unidades de cilindro, 12v, 82 CV , 999 CM³

  • Motor 1.6: quatro cilindros, 118 CV, 16V, 1.597 CM³

  • Peso: 1028 kg

  • Tanque com capacidade de 50 litros;

  • Largura: 1733 mm

  • Comprimento: 4349 mm

  • Entre-eixos: 2635 mm

  • Altura 1523 mm

  • Porta malas com capacidade de 510 L

Características e acessórios do Novo Logan 2018

O Logan traz nesta nova geração mais elegância em seu design, motor mais potente e mais conforto interno para seus usuários, com itens e acessórios que conferem uma melhor experiência de uso pelo condutor e passageiros.

Sempre aliando comodidade e tecnologia, a marca francesa considera a performance como um dos fatores fundamentais do seu sedan, assim como a economia e a comodidade. De acordo com a performance, podemos elencar as seguintes características dessa nova geração:

  • Câmbio EASY’R, que oferece ao usuário 5 velocidades automatizadas. A nova calibração possibilita mais estabilidade nas curvas e pistas instáveis.

  • Eco coaching: O motorista recebe orientações sobre a melhor forma de utilizar o combustível por meio da sua forma de dirigir.

  • Sistema de freios antitravamento: As rodas não travam caso ocorra uma freada imprevista.

  • Momento certo para trocar as marchas: O painel indicará o momento para trocar as marchas e otimizar a economia e a melhor direção.

  • Motor 1.6 SCe: O motor SCe é econômico, podendo reduzir até 21% de combustível. O custo de manutenção também é baixo, uma vez que a corrente de distribuição não precisa ser trocada. Além disso, ele desliga de forma automática em paradas e arranca automaticamente na partida.

  • Direção eletro-hidráulica. Direção ajustada de acordo com a velocidade.

  • Pneus: Menor aquecimento do material, maior durabilidade e segurança.

  • Comando satélite. O condutor pode usar as funções do Media Nav sem o uso das mãos.

  • Hill Start Assist: Melhora a arrancada em rampas e subidas.

  • Computador de bordo: O motorista pode acessar informações como: temperatura, manutenção, consumo de combustível, velocidade média, temperatura do ambiente externo, etc.

Guardando algumas variações entre as versões, em linhas gerais, os acessórios que complementam o novo Logan são:

  • Airbag motorista e passageiros;

  • Alarme volumétrico;

  • Camêra de ré que facilita a visualização na hora de estacionar o carro;

  • Tlt Down;

  • Câmera interna;

  • Ar condicionado automático;

  • USB;

  • Bluetooh;

  • Sensor de estacionamento;

  • Suspensão traseira;

  • Multimídia;

  • Rodas de liga leve;

  • Engate;

  • Calha de chuva;

  • Dualogic;

  • Transbike de engate;

  • Chave estilo canivete;

  • Seleção de marcha;

  • Partida para rampas;

  • Farol de neblina;

  • Bolsa organizadora;

  • Bancos com regulagem;

  • Cooler;

  • Cabide;

  • Friso;

  • Vidro elétrico;

  • Tapete de borracha;

  • Porta-malas com controle remoto;

  • Antena de teto;

  • Regulagem no banco traseiro;

  • Direção eletro-hidráulica;

  • Freios ABS;

  • Espelho para criança;

  • Desembaçador de vidro;

  • Suporte de tablet;

  • Todas as portas possuem trava elétrica.

Especificações das versões e valores.

Logan Authentique

  • Motor: 1.0
  • Valor inicial: R$ 45.000,00

Logan Expression

  • Motor: 1.6
  • Valor inicial: R$ 49.250,00

Logan Expression Avantage

  • Motor: 1.0
  • Valor inicial: R$ 52.100,00

Logan Dynamique

  • Motor: 1.6 Easy’R Câmbio Automatizado
  • Valor inicial: R$ 59.500,00

Maiores informaçoes, no endereço eletrônico do fabricante :https://www.renault.com.br.

FABÍOLA CUNHA S DE MORAES


Renault Duster Oroch 2018 – Ficha Técnica, Especificações


Feita totalmente no Brasil pela fabricante francesa Renault, a Duster Oroch, promete ser a picape mais completa e robusta do mercado nacional.

Planejada para aliar conforto e praticidade possibilitando a integração campo e cidade, podendo estar na estrada ou nas vias urbanas, a Duster Oroch vem para atender a qualquer necessidade de trabalho dos usuários.

Feita totalmente no Brasil pela fabricante francesa Renault, a Duster Oroch, promete ser a picape mais completa e robusta do mercado nacional.

Com design arrojado, a Renault também se preocupou em conferir segurança e economia a sua picape em todas as versões.

As versões do modelo são: Duster Oroch 1.6 Expression, Duster Oroch 1.6 Dynamique, Duster Oroch 1.6 Express.

Acompanhe abaixo as características detalhadas deste modelo e os preços iniciais.

Características da Duster Oroch 2018

Com capacidade para 5 ocupantes e podendo levar carga de até 680 kg, a Duster Oroch tem versatilidade, comodidade e segurança. Seu motor é 1.6 16V, também possui a tecnologia ESM a mesma que encontramos em carros de velocidade como os da Fórmula 1, por exemplo, tudo para o condutor ter mais conforto e economia de combustível. O controle seguro e leve do volante ocorre devido a Duster Oroch possuir direção eletro-hidráulica, fazendo com que a tarefa de dirigir seja sempre agradável ao condutor.

As características gerais do modelo são:

· 4 portas e capacidade para 5 ocupantes;

· Alarme volumétrico antifurto;

· Proteção Frontal;

· Tapete misto;

· Jet bag;

· Suspensão traseira Multilink;

· Câmbio Automático com opção de trocas manuais;

· Caçamba com fixação em 8 pontos conferindo maior proteção a carga;

· Capota marítima para melhor se adaptar às variações de clima.

· Possibilidade de extensão da caçamba de até 2 m e mais 300 L de capacidade;

· Freios ABS dando mais segurança na frenagem;

· Sistema AFU, que possibilita maior precisão ao utilizar os freios;

· GPS integrado e Media Nav 7”;

· Cabide;

· Cooler;

· DVD ;

· Airbags para o condutor e passageiro;

· Caixa multibox e cinta de carga;

· Multimídia e câmera interna;

· Tilt Down;

· Cadeira pet, engate e friso;

· Sensor de estacionamento aliado a câmera de ré para evitar os obstáculos;

· Eco-mode que ajuda a reduzir o gasto de combustível em 10%;

· Bluetooth;

· Eco Caching, Eco Scoring que facilitam a sua condução;

· Regulador de velocidade que mantém a aceleração sem precisar da interferência do condutor;

· Limitador de velocidade: O motorista pré-estabelece a velocidade que deseja atingir para não ultrapassá-la evitando multas;

· Rodas de liga leve 16” tendo ótimo desempenho no asfalto ou estrada de terra;

· Lanterna inteligente e faróis de neblina e LED;

· Paralamas e para-choques integrados conferindo robustez e agressividade ;

· Para trabalhos mais pesados e solos variados, a Duster Oroch tem a altura perfeita para qualquer declive;

· Barra de teto para bicicletas ou qualquer outro tipo de carga;

· Estribo tubular;

· Trava de estepe para evitar roubos;

· Apoio de braço para proporcionar mais conforto.

Ficha técnica, versões e preços

Altura: 1.694 mm;

Comprimento: 4.700 mm;

Largura: 1.821;

Peso: 1292;

Entre-eixos: 2.829 mm.

Duster Oroch Express

Motor 1.6 16 SCe manual

4 unidades de cilindro, 120 CV, 1.597 CM³

Volante com regulagem de altura;

Ar quente;

Travamento central das portas;

Preço inicial: R$ 68.150,00

Duster Oroch Dynamique

1.6 16 SCe manual

4 unidades de cilindro, 120 CV, 1.597 CM³

Volante revestido com couro de forma parcial;

Sensor traseiro para estacionamento;

Banco do condutor com regulagem de altura;

Retrovisores com regulagem elétrica;

10 funcionalidades no computador de bordo;

Piloto automático;

Preço inicial: R$ 78.050,00.

Duster Oroch Expression

Roda padrão Alumínio;

Motor 1.6 16 SCe manual;

4 unidades de cilindro, 120 CV, 1.597 CM³;

MP3 com USB e AUX;

Sistema antiesmagamento;

Vidros traseiros elétricos;

Preço inicial: R$ 73.550.00.

Informações detalhadas no endereço eletrônico: www.renault.com.br/veiculos.

Por Fabíola de Moraes

Renault Duster Oroch 2018

Renault Duster Oroch 2018


Renault Captur 2018 – Ficha Técnica, Especificações


A linha 2018 do Renault Captur ganhou um design diferente e também muito mais espaço, para que motorista e os passageiros tivessem um conforto muito maior.

Nos últimos anos, a Renault vem conseguindo um número maior de vendas em países sul-americanos, sobretudo, no Brasil. A marca francesa vem apostando forte no mercado brasileiro. Pois, sabe que as pessoas que moram no país estão tendo um poder aquisitivo maior e a nação é hoje uma das mais importantes do mundo, devido a diferentes motivos. Com isso, a entidade europeia vem realizando os seus lançamentos em diferentes eventos pelo território nacional. E o seu mais novo lançamento no mercado automobilístico é o novo Renault Captur 2018.

Conheça agora mesmo um pouco mais sobre esta versão e o porquê ela atende aos diferentes quesitos para agradar ao público brasileiro.

O novo Renault Captur modelo 2018 é considerado um dos melhores modelos SUV. Este tipo de veículo é caracterizado por ser grande e por extremamente resistente, podendo ser usado em diferentes pistas e nas mais adversas situações. Primeiramente, é importante falar nas mudanças que a linha Captur sofreu para essa nova versão de 2018. Para este modelo, o carro ganhou um design diferente e também muito mais espaço, para que motorista e os passageiros tivessem um conforto muito maior.

Voltando a falar do design, o Renault Captur 2018 está com ar de carro mais esportivo. Isso se deve ao seu novo desenho dianteiro, que ganhou um para-choque novo e também a sua reformulação dos faróis. A parte traseira também foi modificada. Visto que, o porta-malas apresenta mais espaço para que diferentes objetos possam ser guardados.

O interior deste automóvel também sofreu com algumas mudanças, como por exemplo, o tipo de acabamento. O interior do Renault Captur 2018 foi coberto por um tecido muito melhor e muito mais durável. Os bancos possuem um espaço maior entre si e diferentes ângulos de reclinação. O painel conta com muitas funções para que o motorista tenha ainda mais segurança na hora de dirigir. Ele ainda tem mais espaços para armazenar os objetivos. O computador de bordo está muito mais tecnológico e com mais funções. A um clique você pode sincronizar qualquer aparelho de telefone móvel ou outro produto eletrônico. O volante também foi reformulado, ele garante uma direção mais leve ao motorista, sem tantos movimentos bruscos e também a partir dele, o motorista consegue disparar diferentes funções, como ligar o ar condicionado, iniciar ou parar músicas, dentre outras funções. A porta ao lado de quem está guiando o carro também ganhou botões que controlam as demais portas do veículo.

Com um motor flex de 2.0 e podendo chegar até a 148 cavalos, o novo Renault Captur modelo 2018 ainda conta com câmbio automático em diferentes velocidades. Ele pode ser abastecido com gasolina ou etanol. Visto que, em pesquisas recentes esses tipos de combustíveis são os que melhor possuem custo benefício no mercado nacional. O novo Captur 2018 apresenta uma série de itens de segurança, como um maior número de airbags, que agora cobrem praticamente todo o carro. Além de travas elétricas dos vidros, controle da velocidade ajuda para a estabilização do carro, sensores para parar o carro, para diferentes tipos de pista, dentre outros itens. O que faz com que o motorista tenha mais confiança ao dirigir um modelo SUV esportivo como este.

O veículo já está à venda desde o mês de março nas concessionárias da Renault espalhadas em todo território nacional. O seu preço a princípio é de R$ 78.000,00. Obviamente, este valor pode variar muito de acordo com que o motorista escolher de apetrecho para equipar o carro.

Para mais informações sobre o novo Renault Captur modelo 2018, acesse: www.sagarenault.com.br/index.html. Aproveite as diferentes condições que a Renault tem a oferecer para quem estiver interessado neste modelo.

Por Isabela Castro

Renault Captur 2018


Renault Duster 2018 – Características, Novidades


Modelo 2018 do Renault Duster sofreu mudanças externas e internas. Confira quais foram.

Há muitos anos o Brasil é considerado um dos mercados mais importantes na indústria automobilística. Visto que, nos últimos anos os brasileiros ganharam mais poder de compra e passaram a investir em bens como os carros. Devido a isso e a outros fatores, as montadoras de diversos países começaram a vender e a produzir os carros em solo nacional. E uma das fabricantes que está há muitos anos no mercado brasileiro é a Renault. E a grande novidade da marca francesa é o Renault Duster – modelo 2018, o novo modelo vem para competir com os outros lançamentos das outras marcas e apresenta diferentes quesitos para conquistar o público do Brasil. Conheça agora um pouco mais sobre este automóvel.

A Renault é uma das principais fabricantes de carros no mundo. Instituída há mais de um século na França, a empresa exporta carros para todo o mundo. O seu sucesso se deve a vários motivos, sobretudo, a qualidade da sua linha de montagem. Visto que todos os carros seguem uma padronização em normas técnicas e de segurança para oferecer todo o conforto necessário ao motorista e aos passageiros. A empresa é tão forte no setor automobilístico que até possui a própria escuderia dentro da Fórmula 1, a competição mais importante de carros no mundo inteiro. No Brasil, a empresa atua desde o final dos anos 90 e em quase 20 anos de atuação no mercado nacional, a marca francesa está na lista das cinco maiores montadoras do país. Prova disso, são os milhares de carros feitos e comercializados em todos os estados brasileiros espalhados nas mais de 300 concessionárias. Além de empregar milhares de profissionais em diferentes setores, ajudando também na economia do país. A marca é uma das favoritas dos brasileiros.

A cada novo anúncio de um carro da Renault o público e a mídia especializada sabem que aquele novo produto tem tudo para estar na lista dos carros mais vendidos do ano. Sabendo de toda essa expectativa que seus veículos causam a Renault a cada temporada tenta melhorar os seus veículos e fazer com que eles apresentam mais funções para os motoristas. E foi seguindo essa linha de raciocínio que a empresa chegou ao Renault Duster 2018.

Primeiramente, é importante falar sobre a mudança que ele sofreu esteticamente falando. Na parte da frente, a dianteira foi remodelada para que ele ganhasse um ar mais imponente e moderno. Os faróis também foram mudados para uma nova forma. Ainda falando de seu visual, o interior do veículo ganhou algumas partes cobertas por tecido e outras ainda não. O seu painel apresenta mais apetrechos, com uma boa divisão para guardar objetos, por exemplo. O seu computador de bordo apresenta mais funções, para que o motorista saiba exatamente as condições do carro. O computador de bordo ainda conta com um sistema apropriado e melhorado para ser sincronizado com celulares de diferentes sistemas operacionais.

Na parte traseira o Renault Duster 2018 ganhou um novo porta-malas com mais espaço e novo jogos de faróis. Classificado como um modelo SUV, o que significa que ele é um carro esportivo, grande e preparado para diferentes desafios, o Duster 2018 conta com um bom motor que pode chegar até a 143 cavalos, que pode contar com cinco ou seis marchas. Este veículo pode ser abastecido com etanol ou gasolina, o que pode facilitar a vida do motorista, dependo da época do ano.

O modelo foi apresentado aos consumidores no mês de setembro de 2017, na Alemanha. O Renault Duster 2018 já está disponível em todas as concessionárias da marca francesa espalhadas pelo Brasil. Seu preço inicial é de R$ 74.000,00.

Para mais informações, acesse o endereço eletrônico brasileiro da Renault que é o: www.renault.com.br.

Por Isabela Castro

Renault Duster 2018

Renault Duster 2018


Renault Sandero 2018 – Preço, Ficha Técnica e Novidades


Confira aqui as principais novidades do Renault Sandero 2018.

Em 2018, a fabricante francesa, Renault, traz para o Brasil o seu mais novo modelo do mercado, o novo Sandero 2018. Com novidades, a Renault surpreende os amantes de carros. Com novo design e potência, o novo Sandero 2018 promete uma nova remodelagem.

Em 2017, a Renault vem trabalhando para que as mudanças do novo Sandero 2018 sejam surpreendentes para o consumidor final. Com promessa de lançamento para o ano que vem, a fabricante francesa, Renault, deve lançar o modelo no Brasil, no segundo semestre de 2018.

Os modelos da Renault estão no mercado brasileiro desde 2007, com o passar dos anos, a fabricante francesa vem surpreendendo, cada vez mais, o mercado automobilístico nacional.

Com o lançamento do modelo no Brasil, a Renault apostou, logo no início, no custo-benefício que o carro poderia trazer para seus usuários. Com as ofertas feitas especialmente para o consumidor final, a marca começou a ganhar o gosto popular e, consequentemente, novos olhares.

Com o passar dos anos, a marca trouxe qualidade e praticidade para o usuário. Alguns outros adjetivos acabaram definindo, ainda mais, a linha Sandero, pois muitos ainda consideravam o design do modelo nada atraente. Com o tempo, a marca foi se especializando e alguns atributos da linha Sandero foram ficando mais evidentes aos olhos do consumidor.

Em 2018, o mercado automobilístico nacional deve receber uma série do Sandero mais otimizada que o modelo 2017. Segundo especulações, o novo modelo virá com características semelhantes ao Europeu.

O novo modelo da Renault deve apresentar uma nova modelagem. As novidades incluem modificações na grade e no para-choque, assim também como nos faróis e lanternas traseiras em Led. Porém, as novidades não param por aí, o novo Sandero promete, ainda, um sistema de segurança e entretenimento totalmente integrado e otimizado.

Modelo 2017-2018 do Renault Sandero

Atualmente, o modelo 2017-2018 da Renault Sandero, disponível no mercado e destaque da marca, possui uma frente moderna e totalmente reestilizada, o que marca a nova fase visual do modelo.

O modelo também mostra avanços tecnológicos nos retrovisores, que possuem indicador de direção. A novidade permite, ao motorista, fazer manobras com mais segurança e rapidez, sem nenhuma dificuldade.

Para facilitar, ainda mais a vida do usuário, o novo Renault Sandero vem com um indicador de troca de marchas. O painel do modelo avisa ao usuário o tempo certo de trocar as marchas. Tecnologia que permite ao motorista tranquilidade e conforto.

Com um câmbio totalmente automatizado, o novo Renault Sandero possui 5 velocidades, que oferecem uma variedade de serviços únicos. Com uma nova calibração com o ESP, o modelo consegue controlar todos os movimentos do veículo, com controle de estabilidade em curvas e pistas molhadas.

O modelo também possui a tecnologia HSA, que basicamente é um sistema específico para arranques em subidas. Suporte que garante segurança e conforto para o usuário.

Novos Motores 1.0 e 1.6 SCe

Os novos motores do Renault Sandero vêm com duas opções à escolha do usuário.

A primeira opção é o motor 1.0 SCe 3 cilindros, que possui 12V. Essa primeira versão possui um ganho de 19% no consumo e é 11% mais potente que os carros atuais, ideal para quem quer economizar no combustível sem perder força.

Já a segunda opção é com motor 1.6 SCe 16V e com 118CV. Ideal para quem quer um pouco mais de força e viagens rápidas sem muito esforço.

O Smart Control Efficiency dos novos motores, modelo 2017-2018, é a nova promessa da marca. Promete mais economia, ao consumidor, com uma grande performance e direção hidráulica. Os novos motores com o novo sistema SCe podem ser encontrados nos modelos Sandero, Stepway, Duster,Oroch e Logan.

Versões do Renault Sandero

Diante de tanta tecnologia em um só veículo, o Renault Sandero ainda pode ser encontrado nas versões: Authentique, Expression, Vibe e GT Line.

Atualmente os valores variam de versão para versão:

Authentique: o modelo pode ser encontrado a partir de R$ 43.900.

Expression: o modelo pode ser encontrado a partir de R$ 47.700.

Vibe: o modelo pode ser encontrado a partir de R$ 49.850.

GT Line: o modelo pode ser encontrado a partir de R$ 57.600.

Para mais detalhes e especificações, acesse ao site da Renault, fabricante no Brasil.

Por: Cassiany de Paula


Renault Kwid Elétrico – Lançamento no Brasil


Renault pode lançar o primeiro carro elétrico popular do Brasil, o Kwid.

O popular carro elétrico fabricado pela Renault, o Kwid, está dando o que falar no mundo inteiro e o nosso Brasil também entrou na roda de conversas sobre o modelo elétrico já que o carro pode vir para o nosso país, ou como diria um dos maiores chefes da Renault para um jornal famoso dos Estados Unidos: "não há motivos para o Brasil não ter o carro elétrico". A Índia já confirmou que receberá o novo modelo da Renault, o qual está sendo testado na China.

Renault Kwid e sua evolução no mercado nacional e internacional

Você já deve conhecer este nome: o Kwid já chegou ao Brasil como um grande lançamento e agora mais uma informação está fazendo com quem já tinha matado a curiosidade em relação ao carro, detenha-a novamente. Tudo isso por conta da versão elétrica do Renault Kwid, que não é considerado apenas um carro, mas o primeiro popular elétrico, ou seja, sem motor a combustão.

Este modelo inovador já está sendo testado na China, o que foi dito em uma entrevista para um famoso jornal dos Estados Unidos, o Automotive News. O executivo da marca falou para o entrevistador que a versão elétrica do modelo Kwid já está em fase de testes, quando foi questionado sobre o comércio da versão elétrica no Brasil, ele respondeu "por que não?".

No Brasil, assim como na China modelos populares fazem mais sucesso

Na mesma entrevista o executivo falou sobre a compra e venda de automóveis elétricos no Brasil, e comparou o país com a China. Carlos Ghosn afirmou que não há gama de compra para carros elétricos como os que são oferecidos aqui no Brasil que possuem o preço muito alto (Nissan Leaf e Renault Fluence), o modelo da Renault Fluence equipado com motor de combustão está até mesmo se preparando para parar de fabricar e vender aqui no Brasil.

Durante a entrevista, o empreendedor falou para o jornal que a aliança de empresas responsável pelo projeto enviou para China um dos maiores e melhores engenheiros da equipe para trabalhar no projeto Kwid EV. O entrevistado comentou que já testou o carro e que é um belo modelo popular, com boa engenharia e um baixo custo surpreendente, ele afirmou que assim que o carro estiver pronto para fabricação estará pronto para também ser comercializado no Brasil, Índia e em países do Oriente Médio.

Quando a Renault irá disponibilizar o Kwid elétrico para compras brasileiras?

Em nota a fabricante disse não tem noção de qualquer data de finalização para o Kwid sem emissão, mas a empresa garante que tem modelos que não possuem motores a combustão prontos para colocar no mercado brasileiro. Os modelos elétricos que serão comercializados pela Renault são: o Twizy, o Master, e o Zoe.

Kwid no Brasil

A Renault está considerando o atual Kwid como o seu carro-chefe no território brasileiro, por ser um carro de preço muito baixo desde a prancheta até os dias de hoje, que já está sendo fabricado. O carro possui uma plataforma de produção compartilhada entre a Renault e a Datsun.

Este modelo teve que ser adaptado para o mercado brasileiro, itens como um reforço de aço e algumas peças também deste material foram acrescentadas para os compradores brasileiros. Cerca de 80% das peças do modelo Kwid do Brasil foram desenvolvidas justamente para o país. Mas, mesmo estando apenas 3 meses rodando na estrada brasileira, os automóveis deste modelo foram convocados para dois recalls na última terça-feira, dia 21 de novembro.

Comente sobre o carro! O que você achou sobre o modelo Kwid elétrico? A equipe quer saber!

Por David Ferreira

Renault Kwid


Renault Kwid – Resultado do Teste de Colisão da Latin Ncap


Testes feitos no Renault Kwid afirmam que ele é muito seguro em colisões.

Para quem gosta de andar em um carro seguro e que resista a colisões, o Renault Kwid é muito indicado. Ele passou pelo teste de colisão feito pela empresa Latin Ncap e ganhou 3 estrelas. Ele teve a nota mais alta que o Ford Ka e o Chevrolet Onix, pois esses dois modelos foram reprovados em proteção para adultos.

Versão brasileira teve estrutura reforçada pela montadora

O Renault Kwid não teve a nota tão alta em suas versões anteriores e por isso a montadora resolveu reforçar toda a estrutura do carro. E por essa mudança ele conseguiu passar nos seus testes de proteção para adulto e proteção para crianças e conseguiu ganhar 3 estrelas nos dois. Essa é uma boa notícia para quem está querendo comprar um carro novo e está priorizando o quesito segurança. Esse teste foi feito no modelo Kwid fabricado no Brasil, ele tem 4 portas e 4 airbags. Eles são de série no hatch.

Veja como o Kwid comporta-se em colisões

A empresa Latin Ncap mostrou que esse modelo de carro mostrou uma proteção frontal correta e proteção marginal contra os impactos laterais. Além disso, mostrou uma proteção fraca no peito de uma pessoa adulta, mas mesmo assim ele conseguir alcançar 3 estrelas em relação a proteção desse ocupante.

Comparação de teste de impacto lateral avaliando o Onix, Ka e Kwid

O teste de impacto lateral feitos no Onix e Ka não foram positivos. Já a o teste que avaliou a estrutura da carroceria do Kwid evitou atravessar de forma intensa a barreira de impacto lateral. E junto com o airbag do tórax lateral, ela conseguiu amenizar as lesões dos bonecos adultos.

Teste realizado para avaliar os ocupantes “crianças”

Os testes para avaliar os ocupantes “crianças” mostraram uma proteção apropriada e muito boa nos testes de impacto frontal e lateral, pois os sistemas de retenção que é no caso da cadeirinha, foram colocados usando ancoragens do tipo Top Tether e Isofix.

Veja as razões pela qual o Kwid não conseguiu a nota máxima

O Kwid não conseguiu alcançar a nota máxima por não possuir o cinto de três pontos em todas as posições e também não tem o interruptor para desativar o airbag frontal do passageiro. Também foi visto a necessidade de instalar um sistema de retenção infantil nesse assento e que ele seja revertido para trás, que é no caso da adaptação do bebê conforto nesse local.

Veja como é o teste do Latin Ncap

Na avaliação de colisões laterais, o carro recebe um impacto de lado feito por intermédio de uma barreira deformável formada em um carro padronizado de 850 kg que se conduz a 50 km/h. até o ano de 2015, esse teste não era obrigatório e só era feito se a montadora pedisse. Hoje em dia ele inclui bonecos “crianças” e seus respectivos suportes.

Eles também avaliam o controle eletrônico de estabilidade e também o teste poste. Eles se tornaram requisitos para uma avaliação máxima. Com a nova regra, receber 4 estrelas afirma que o carro teve um bom desempenho no teste de impacto frontal e lateral e que passou no teste ESC.

Empresa Latin Ncap é rígida em seus testes

A Latin Ncap é uma ótima empresa para avaliação de segurança veicular, pois ela é muito rígida em suas avaliações, tornando assim os resultados mais precisos e mostrando quais as marcas são mais seguras. A avaliação dessa empresa é feita com o carro a 64 km/h enquanto na Europa a velocidade para teste é de 56 km/h. Em pesquisas feitas, foram comprovados que apenas 40% do carro colide com a barreira nesses dois testes. A pesquisa mostra que nos EUA a colisão é de 100% a 48 km/h.

Analisando todos os pontos do teste de colisão do Renault Kwid, podemos ter certeza que é uma ótima opção de carro no quesito segurança!

Cristiane Amaral


Fim do Renault Fluence no Brasil


Montadora deixará de comercializar o modelo a partir do próximo ano.

Depois de diversos boatos sobre, foi confirmada a informação de que a Renault deixará de comercializar o seu modelo Fluence no Brasil. Sendo assim, a partir de 2018 já não serão encontrados mais novos exemplares do veículo nas concessionárias.

O fato se deu devido às baixas vendas do carro no país, ficando apenas no 15º lugar em volume de vendas na sua categoria, a de sedãs médios. Em números, de janeiro a outubro de 2017, foram comercializadas apenas 890 unidades, fato esse que foi determinante para que o automóvel chegasse ao fim da linha.

Na comparação com outros carros concorrentes do Fluence, temos o líder Toyota, que vendeu um total de 54.085 unidades no mesmo período. Já o vice-líder, o modelo Honda Civic, somou a quantia de 22.163 exemplares.

Do lançamento ao fim

Foi no ano de 2011 que o Fluence foi lançado oficialmente no Brasil, como estratégia da montadora de substituir um outro modelo da marca, o Mégane, e também outros mercados em desenvolvimento. Com uma arquitetura simples e barata de se construir, o Fluence não chegou ao seu objetivo de ameaçar os demais modelos líderes no segmento.

Com produção encerrada também em outros países vizinhos, como a Argentina, no qual sairá de linha e será substituído pelo Mégane, em terras brasileiras o carro será vendido somente até o momento em que acabarem os estoques. Porém, a diferença é que, por aqui, não foi anunciado nenhum sucessor para o veículo, ficando o espaço no mercado com uma lacuna.

Preços de comercialização do Fluence

Atualmente, o preço em que é comercializado o Fluence varia conforme a versão escolhida pelo cliente. Sendo assim, estão disponíveis a Dynamique, no valor de R$ 99.350, e a Privilège, com o preço de R$ 108,3 mil.

Ambas são equipadas com um motor 2.0 flex de 143 cavalos de potência. O câmbio é um CVT.

Em relação aos concorrentes, esse valor também é superior, uma vez que o Corolla custa em média R$ 92.690 na versão GLi Upper 1.8 e automático e, ainda, o Civic vem pelo valor a partir de R$ 94.900 na versão Sport 2.0 e com câmbio automático. Em termos de competitividade, portanto, o Fluence deveria, pelo menos, ter um custo inferior ao último ou, ainda, possuir uma lista de equipamentos que seja mais interessante do que aquela apresentada pelos rivais.

Segmento de sedãs médios em queda

Para a Renault, o segmento de sedãs médios está em forte queda, sendo sustentada somente pela fidelidade que liga o comprador ao produto, como é o caso dos dois adversários citados. Por esse motivo, a montadora admitiu que não irá colocar outro sedã no lugar do Fluence, não sendo cogitada, na substituição, a quarta geração do Fluence, que tem sido fabricado na Turquia, e, muito menos, o Mégane.

Sendo assim, o futuro é focar em outra categoria que apresenta forte crescimento entre os consumidores, o SUV. Isso já vem ocorrendo com os modelos Captur e Duster, sendo que esse último terá algumas modificações apresentadas em breve e que já foram apresentadas na Europa. Além disso, a montadora ainda tem outras ‘cartas na manga’ para os próximos anos, como o Kwid, que tem sido uma boa surpresa para a marca, e o já conhecido Sandero, que possui vendas significativas.

E as novidades não param por aí, pois tudo indica que está chegando mais um SUV para a marca, o Kadjar, já comercializado na China desde o ano passado e na Europa desde 2015. Além disso, ainda há a picape Alaska, que estréia no próximo ano.

Diante de tantos planos e de olho no comportamento do consumidor, a Renault estima chegar em 2018 com 10% de participação em todo o mercado de automóveis no Brasil. Basta ficar ligado e atento a tudo que está chegando por aqui.

Kellen Kunz


Promoção do Renault Oroch – Desconto de até R$ 13 Mil


Desconto depende da versão escolhida.

A Renault iniciou uma política agressiva de descontos para a sua picape média a Renault Duster Oroch.

O proprietário terá além de condições facilitadas, descontos que podem chegar as R$ 13.600,00, dependendo de versão escolhida.

Versões oferecidas e Descontos

O maior desconto é para a versão de entrada, Renault Duster Oroch Express, com valor de R$ 54.490,00, uma redução considerável de R$ 13.660,00 em vista de seu preço normal de R$ 68.150,00.

As versões mais caras não foram poupadas para a felicidade dos compradores que buscam uma picape com mais acessórios, o modelo topo de linha, Renault Duster Oroch Dynamique com câmbio automático e motorização 2.0, pode ser comprado por R$ 73.990,00, ao invés dos R$ 84.250,00 normalmente cobrados pela montadora francesa, nada mais, nada menos que R$ 10.260,00 de desconto!

As demais versões também tem descontos, porém, um pouco menores, a Duster Oroch Dynamique 1.6 é oferecida com uma redução de R$ 7.060,00, passando dos atuais R$ 78.050,00 para R$ 70.990,00 e por fim a Duster Oroch Expression 1.6 sai dos R$ 73.550,00 para R$ 66.990,00, uma redução de R$ 6.560,00.

Abaixo segue o descritivo resumido por versão e os descontos aplicados:

– Renault Duster Express 1.6 16V com câmbio manual ano 2017 modelo 2018

– Picape de 5 lugares
– Rodas de Aço
– Estofado tecido expression.
– Direção eletro-hidráulica
– Com freios ABS, Ar Quente e Airbag Duplo

Valor de tabela praticado: R$ 68.150,00
Valor com redução: R$ 54.490,00
Desconto Aplicado: 13.660,00

– Renault Duster Expression 1.6 16V com câmbio manual ano 2017 modelo 2018

– Picape de 5 lugares
– Rodas de Alumínio
– Estofado tecido expression.
– Direção eletro-hidráulica
– Com freios ABS, Ar Quente e Airbag Duplo
– Alarme
– Ar-condicionado, travamento central e vidros traseiros com acionamento elétrico

Valor de tabela praticado: R$ 73.550,00
Valor com redução: R$ 66.990,00
Desconto Aplicado: 6.560,00

– Renault Duster Dynamique 1.6 16V com câmbio manual ano 2017 modelo 2018

– Picape de 5 lugares
– Rodas de Alumínio
– Estofado tecido expression.
– Direção eletro-hidráulica
– Com freios ABS, Ar Quente e Airbag Duplo
– Alarme
– Ar-condicionado, travamento central e vidros traseiros com acionamento elétrico
– Cinto de segurança do condutor com alerta
– Regulador e limitador de velocidade (piloto automático)
– Computador de bordo
– Iluminação do painel permanente
– Facilidade para estacionar com sensor de estacionamento

Valor de tabela praticado: R$ 78.050,00
Valor com redução: R$ 70.990,00
Desconto Aplicado: 7.060,00

– Renault Duster Dynamique 2.0 16V com câmbio automático ano 2017 modelo 2018

– Picape de 5 lugares
– Rodas de Alumínio
– Estofado tecido expression.
– Direção eletro-hidráulica
– Com freios ABS, Ar Quente e Airbag Duplo
– Alarme
– Ar-condicionado, travamento central e vidros traseiros com acionamento elétrico
– Cinto de segurança do condutor com alerta
– Regulador e limitador de velocidade (piloto automático)
– Computador de bordo
– Iluminação do painel permanente
– Facilidade para estacionar com sensor de estacionamento
– Sistema multimídia com tela de 7 polegadas e navegação por GPS
– Sistema one touch de fechamento dos vidros
– Comandos no volante de condução

Valor de tabela praticado: R$ 84.250,00
Valor com redução: R$ 73.990,00
Desconto Aplicado: 10.260,00

Para o consumidor que prefere financiar, a Renault oferece estes valores com 60% de entrada mais financiamento a taxa 0% em até 18 meses, há cobranças extras em cima do cadastro de R$ 648,00 e do contrato de R$ 112,40.

Vale ressaltar que todas estas ofertas são válidas para o estado de São Paulo e estarão disponíveis até o inicio do próximo mês, 4 de Dezembro, mais precisamente, ou enquanto os estoques durarem de acordo com as versões oferecidas.

Maiores informações estão disponíveis no site da Renault: http://ofertas.renault.com.br/sp/sao-paulo.

C.B.


Fim do Fiat Palio, VW Golf 1.6 e Renault Fluence?


Queda nas vendas pode tirar de linha Fiat Palio, VW Golf 1.6 e Renault Fluence.

O tempo passa e alguns modelos de carros que em certa época eram os mais vendidos ou top de linha perdem espaço para novos modelos.

Mas por qual motivo alguns veículos saem de linha?

Será que são as vendas? Pode ser problemas de importação de novos modelos e até mesmo a reposição de peças? Atualização?

Na verdade existem algumas razões possíveis. Neste artigo investigamos quais veículos e os principais motivos que podem levar alguns modelos a sair de linha no próximo ano de 2018.

Ficou interessado no assunto? Quer saber se seu veículo está na lista dos fora de linha? Continue lendo este artigo e descubra se está ou não.

Razões possíveis

Uma das possíveis razões para que um veículo possa sair de linha é a queda nas vendas. Problemas na importação e a queima de estoque para uma possível atualização pode ser um dos motivos.

Na verdade, o que faz este indício de saída de linha ficar mais forte são as quedas dos números de emplacamento dos modelos tradicionais. Por muitas vezes, estes números seguem caindo durante meses consecutivos.

Neste artigo fizemos uma pesquisa e identificamos que quatro veículos estão com seus números bem discretos e tem registrado vendas menores. Buscamos entender se realmente estão saindo de linha ou estão passando por algum processo de atualização.

Modelos desaparecendo

Em nossas pesquisas identificamos que alguns modelos de veículos estão desaparecendo das concessionárias. E por conta disso, investigamos se estão saindo de linha ou não.

A seguir vamos listar os principais modelos que estão com suas vendas mais tímidas e estão começando a sair dos estoques das lojas.

Palio

Será? Um modelo que foi líder de vendas da Fiat por muitos anos está com seus dias contados?

Com a chegada do novo hatch da Fiat, o Argo, no final de maio, segundo alguns especialistas, foi decretada a morte do Palio. A história do Palio começou em 1996 para ser um possível sucessor do Uno, o que não aconteceu.

No entanto, teve mais de 3 milhões de unidades vendidas durante estes 21 anos. E aos poucos, vai se despedindo de seus usuários, saindo discretamente do mercado.

Algumas concessionárias consultadas da Fiat em cidades do estado de São Paulo, Salvador, Rio de Janeiro, Curitiba e Manaus, foi identificado que em sua maioria das lojas, não estão recebendo novas unidades do hatch por pelo menos uns 3 meses.

Uma observação é que em algumas concessionárias, não há estoque do modelo.

A Fiat não se manifestou sobre o assunto, mas segundo algumas pesquisas, o Palio deve retornar apenas em versão única 1.0 e os modelos com motorização 1.4 e 1.6 sairão de linha.

Golf

Outro modelo que está desaparecendo das concessionárias, em alguns casos já não existe nenhuma unidade disponível. O modelo Golf 1.6 teve vida curta, onde foi lançado em janeiro de 2016, como opção de entrada da fabricante.

Em menos de 2 anos, já está de malas prontas para se despedir do mercado. No site da Volkswagem não está sendo mais listado. Segundo a VW, o modelo ainda está à venda.

A culpa para poucas vendas é o próprio Golf, com a versão 1.0 Turbo. O modelo com o motor mais potente de 125 cv contra 120 cavalos do modelo 1.6, sendo vendido com preço inferior ao tradicional.

Outra razão é o Polo, modelo hatch um pouco menor, porém, com características semelhantes, sendo que seu top de linha se aproxima do Golf 1.6 e seus itens de série vão além do que o Golf apresenta, sendo que a dirigibilidade do Polo é semelhante ao Golf.

Fluence

Este modelo não saiu ou tem previsão de sair de linha, no entanto, está sendo comercializado apenas para vendas diretas. O veículo é encontrado nas concessionárias da Renault, porém, existe um departamento exclusivo para suas vendas.

Em algumas unidades da concessionária havia a disponibilidade de duas versões a 2.0 CVT e com opcional Techno Pack e os preços de venda estão bem abaixo do anunciado no site.

Um exemplo é a variação dos preços de venda de R$ 72.190 e 72.900 nas concessionárias, contra os R$ 99.350 e R$ 108.300 mostrados no site.

Marcio Ferraz


Renault Sandero Stepway 2018 – Novidades, Ficha Técnica


Novo modelo conta com diversos itens que irão agradar os usuários.

A montadora Renault vem crescendo muito a cada ano, trazendo novidades que agregam valor aos seus produtos. Sabendo disso, uma das grandes atrações para o próximo ano é o Novo Sandero Stepway 2018, que traz uma série de surpresas que irão encantar os clientes mais exigentes.

E se você quer conferir de pertinho tudo sobre o veículo, desde o preço, pontos positivos e negativos, a média de consumo, potência do motor e muito mais, nós te passamos várias dicas importantes sobre o carro. Você com certeza irá se encantar. Vamos a elas.

Design do interior e itens de série em um só carro

O Novo Sandero Stepway 2018 possui diversos fatores positivos e que atraem os motoristas mais exigentes, como já mencionado acima. Um dos principais atrativos do automóvel é o espaço do porta-malas, uma vez que ele é o maior da categoria, com a capacidade de até 320 litros. Além disso, o carro ainda conta com sensores em touch screen e uma central multimídia com a tela de 7 polegadas.

E os acabamentos internos não ficam para trás, uma vez que a montadora tem se especializado e aprimorado muito os seus produtos. Assim, o Novo Sandero Stepway vem com poltronas confortáveis e remodeladas e um visor principal muito prático e moderno, de fácil manuseio.

Já em relação aos itens de série, pode-se citar entre aqueles encontrados no modelo os seguintes: partida com sistema de Start/Stop, ar condicionado com programação automática, volante multifuncional e com ajuste de altura, computador de bordo, GPS e sensores de estacionamento traseiro.

Motor do Sandero Stepway 2018

O Sandero Stepway vem na opção de motor 1.6 Sce Flex de 118 cavalos de potência. O torque é de 16 Kgfm a 4000 rotações por minuto (rpm).

Seu desempenho é excelente, com velocidade máxima de 185 km/h em teste e com uma aceleração que chega de 0 a 100/h em apenas 11 segundos.

Qual a média de consumo do Sandero Stepway 2018?

A média de consumo é outro dos pontos positivos que merecem ser destacados do veículo. Isso porque, abastecendo o veículo com álcool, obteve-se uma média de 8 km por litro na cidade e de 9,5 km por litro na estrada. Em caso de utilização da gasolina, essa média subiu para 12 km por litro na cidade e para 15,4 km por litro na estrada. Sendo assim, essa é uma opção potente e ao mesmo tempo econômica.

Câmbio e direção do Novo Sandero Stepway 2018

São duas as opções de câmbio de marchas no Novo Sandero Stepway 2018. Na versão Easy’R, o câmbio é automático de cinco marchas.

Na versão mais básica do automóvel, adquire-se um veículo com câmbio de marchas manual e de cinco marchas. A direção é eletro-hidráulica.

Quais os preços do Novo Sandero Stepway 2018?

Como já foi mencionado anteriormente, são duas as versões disponibilizadas do modelo Sandero Stepway 2018 pela Renault. Sendo assim, há variações de preço entre ambas, uma vez que essas possuem configurações e itens diferenciados entre si.

Sabendo disso, os valores divulgados pela montadora são de: R$ 64.900,00, na versão do Sandero Stepway Easy’R; e de R$ 60.700,00, na versão padrão e básica do Novo Sandero Stepway.

Quais as cores disponíveis?

São quatro as cores disponíveis para o modelo Sandero Stepway 2018. São elas: preto, vermelho, prata e branco.

Um pouco mais sobre o veículo Sandero Stepway 2018

Como se pode ver, o Novo Sandero Stepway 2018 vem com tudo e trata-se de um carro extremamente confortável e arrojado, com design moderno e espaço interno amplo, quando nos referimos a um hatch.

Isso pode ser percebido logo em seu design externo, que traz um estilo aventureiro com rack no teto, faróis de neblina, rodas de liga leve e suspensão elevada, embelezando o modelo e diferenciando-se de seus concorrentes. São eles: o Crossfox, da Volkswagen; e o Novo HB20x 2018, da Hyundai.

Então, você gostou do Novo Sandero Stepway 2018? Dê a sua opinião e compartilhe nos comentários.

Por Kellen Kunz

Sandero 2018


Renault Sandero – Ficha Técnica das Versões, Preços


Confira as características da versões do Sandero e seus preços.

Com preços que vão de R$ 43.350,00 da versão de entrada Authentique até os R$ 56.750,00 da GT Line o Renault Sandero é, segundo o próprio fabricante, o “Renault mais vendido no Brasil”.

Não é um título a ser ignorado. Após o último “facelift” de 2015 quando ganhou linhas mais arredondadas o Renault Sandero passou a agradar, e consequentemente, vender mais. Apesar do novo design, não foi só pela aparência que conquistou mais consumidores. A fabricante francesa que tem produção em Curitiba, no Paraná, enxergou a oportunidade de melhorar o desempenho de vendas no segmento dos hatches médios com melhorias mecânicas e tecnológicas. Este segmento ainda tem boa relevância no mercado nacional em tempos de dominação dos SUVs (Utilitários Esportivos).

A família Sandero tem quatro versões além dos “primos ricos”, Stepway (de apelo "aventureiro") e o RS que na verdade é considerado “outro carro” por entusiastas e fãs de esportivos. Authentique, Expression, Vibe, GT Line e Stepway estão hoje no “cardápio” da Renault Brasil para o modelo.

Mas antes de detalharmos um pouco mais as versões e suas diferenças vale um breve destaque para a motorização denominada de “SCe” pela Renault e que chegou no final de 2016 “inspirada das pistas para as ruas” segundo a própria fabricante – saiba mais sobre os novos motores 1.0 e 1.6 SCe clicando aqui (www.renault.com.br/universo-renault/renault-sport/dos-autodromos-para-as-ruas.html).

A sigla SCe vem de Smart Control Efficiency, que em tradução livre significa controle inteligente de eficiência. No caso dos motores 1.0 de três cilindros a redução no consumo de combustível prometida pelo fabricante é de 19% com uma performance de 82cv de potencia (2cv a mais em relação aos motores de mesma cilindrada usados anteriormente). Nos 1.6 SCe, estes de 4 cilindros, a Renault afirma que a redução no consumo de combustível chega a 21% e a potencia alcança 118cv, sendo 12cv a mais.

A versão de entrada Authentique e a Vibe são equipadas com o novíssimo 1.0 SCe de três cilindros. Apesar da Authentique ser a mais “básica” possui uma série de itens de Segurança que também estão presentes nas duas próximas versões Expression e Vibe, tais como: Airbag para passageiro e condutor, Freios ABS, Alerta do cinto de segurança do motorista, e Sistema CAR (que trava automaticamente as portas quando o veículo atinge 6km/h).

A versão Expression permite escolher entre o motor 1.0 e o 1.6. Ao “subir” o nível na hora de escolher pelo de maior cilindrada o motorista dispõe da potencia do 1.6 SCe de 16 válvulas e comando duplo variável no cabeçote.

Em realidade, ao sair da versão de entrada com motor 1.0 o motorista tem uma boa gama de opções entre as três outras versões destacadas aqui neste texto. Existem ainda as versões do Sandero que agregam ainda mais tecnologia e que, portanto, demandam mais investimento: Stepway, Stepway Easy-R (transmissão automatizada), R.S. e R.S. Racing Spirit. Neste último modelo o valor pode ultrapassar os R$ 70.000.

Mas para quem quer ficar nos modelos mais vendidos, é preciso avaliar com tranquilidade a fim de encontrar um pacote que mais lhe agrade. A Expression não tem rodas de liga leve, por exemplo, enquanto que a Vibe vem com rodas modelo “Nepta” de 15 polegadas e a GT Line com rodas 16 polegadas modelo “Interlagos”. Estas três versões também são todas equipadas com Computador de Bordo. O Computador de Bordo possui recursos interessantes como, por exemplo, o software capaz de avaliar o modo de condução do motorista e fazer um “Eco Coaching” através do botão Eco Scoring que orienta o condutor na otimização do consumo de combustível.

Um aspecto interessante na motorização 1.6 SCe do Sandero é a introdução da Tecnologia Stop & Start, que desliga e religa automaticamente o motor do carro nas paradas e arrancadas, ou seja, em regime urbano vai favorecer a economia de combustível. Esta tecnologia está disponível apenas na família Sandero e Logan, segundo a Renault.

Apesar do argumento de economia de combustível vale lembrar que sistemas que desligam e religam o veículo em regime urbano tendem a sobrecarregar o motor de arranque – que obviamente passará a ser acionado muito mais vezes ao longo do tempo de uso do carro, do que nos sistemas “tradicionais”. Não que isso seja um problema, mas esta e muitas outras tecnologias inseridas nos projetos automotivos nos últimos anos, mais recentes, portanto, geram soluções de um lado, mas podem também trazer novos desafios em termos de reparação e manutenção. O tempo vai dizer se este recurso trará alívio para o bolso dos motoristas, ou preocupações na hora de levar o veículo na revisão.

Ficha Técnica

Sandero Authentique

Motor: 1.0 12v SCe (3 cilindros) Flex

Potência: 82cv

Transmissão: Manual

Preço: R$ 43.350

Sandero Expression

Motor: 1.0 12v SCe (3 cilindros) Flex ou 1.6 16v SCe (4 cilindros) Flex

Potência: 82cv (1.0) / 118cv (1.6)

Transmissão: Manual

Preço: R$ 46.950

Sandero Vibe

Motor: 1.0 12v SCe (3 cilindros) Flex

Potência: 82cv

Transmissão: Manual

Preço: R$ 49.100

Sandero GT Line

Motor: 1.6 16v SCe (4 cilindros) Flex

Potência: 118cv

Transmissão: Manual

Preço: R$ 56.750

Por Uirá Fernando Lopes Fernandes

Renault Sandero

Renault Sandero

Fotos: Divulgação


Renault Duster 2ª Geração – Novidades, Especificações


Rumores apontam que a nova Duster terá versão com 7 lugares, motor 2.0 SCe e câmbio automático.

Após oito anos do lançamento da Renault Duster atual, a empresa de automóveis está próxima de fazer o lançamento do novo modelo que tem tudo para agradar os motoristas, amantes de carros e ainda continuar com o bom custo-benefício, o que deve agradar ainda mais as pessoas que estão ansiosas pelo lançamento.

Com o lançamento previsto para o dia 14 de setembro no Salão de Frankfurt, o novo Renault Duster segunda geração terá versões de até sete lugares, porém o lançamento será na Europa, e os rumores é que a apresentação do carro no Brasil esteja prevista apenas para 2018.

Mudanças Internas

Espera-se que para a nova Renault Duster o câmbio seja automático, possua adição de mais uma fileira, totalizando sete lugares, com muito mais espaço e conforto e será equipada com o motor 2.0 SCe.

Design

O que se fala é que a nova Duster terá formato mais largo e arredondado, equilibrando seu comprimento que deverá aumentar cerca de 20 cm. As lanternas do novo modelo deverão ser mais quadradas, deixando o carro com ar mais esportivo e sofisticado, além da presença de luzes LEDS.

É especulado que essa mudança pode ter sido inspirada no seu concorrente, o Renegade.

Além disso, a nova Duster terá o seu interior mais refinado e com novas tecnologias como sistemas de segurança e conveniências, e terá ar-condicionado, direção eletro-hidráulica e rodas de liga leve, nos pacotes de entrada.

O sistema multimídia também deve ser atualizado com itens de conectividade superior ao atual.

Mecanicamente, o carro deverá aposentar a versão 2.0 e dar lugar para a versão 2.0 SCe, juntando-se com o 1.6 SCe. Porém, com a novidade da versão 1.6 possuir a versão de câmbio automático do tipo continuamente variável (CVT).

O motor 2.0SCe já está sendo testando no carro Captur, e a sigla significa Smart Control Efficiency. Porém, diferentemente da Captur, a nova Duster pode dar uma alavancada no mercado, o que não aconteceu com a Captur, e uma das razões pode ser o câmbio automático de quatro marchas.

Por isso o novo Renault Duster segunda geração, vem acompanhado do câmbio automático de seis marchas.

Versão 7 assentos

Com a nova carroceria, a segunda geração do Renault Duster poderá surgir com uma versão de sete lugares graças ao aumento externo do automóvel, além disso, a base usada, será a mesma da picape Oroch.

A versão com cinco assentos contará com 4,3 metros de comprimento já a versão mais aguardada, de sete ocupações terá um comprimento de 4,5 metros totais.

Essas são algumas das características do novo Renault Duster, porém é preciso aguardar seu lançamento para que todas as suas novidades sejam mostradas ao consumidor. Com tantas mudanças, basta saber como será influenciado no valor do automóvel.

Mas ao que depender dos criadores do carro, a nova Duster tem muitas chances de agradar os consumidores atuais e os novos, nos requisitos preço, comodidade e sofisticação.

Os valores, no entanto, não foram divulgados ainda

Levando em conta os valores da atual Duster, que varia de R$ 69.200,00 a R$ 85.540,00 é esperado um valor nessa faixa também. Mas esta informação apenas será dada após o lançamento da nova Duster e a comercialização do carro na Europa.

Cores

As cores também ainda não foram divulgadas, mas são esperadas cores comuns e vibrantes, tornando o carro ainda mais diferente.

Vale ressaltar que todas essas características ainda não passam de especulações. Porém, pode-se perceber que o novo Renault Duster segunda geração, está vindo para marcar presença.

Então, ficou curioso?

Fique ligado nas redes sociais e no site da Renault para ser surpreendido no lançamento do carro, que deve acontecer em setembro.

Por Fabiane de Barros Coelho

Renault Duster 2ª Geração

Renault Duster 2ª Geração

Fotos: Divulgação


Renault Duster 2018 – Preço e Novidades


Modelo ganha câmbio CVT e controles de estabilidade e tração.

Depois de divulgar o novo Captur com transmissão contínua, a Renault está lançando o novo Duster com câmbio CVT. Na última segunda-feira, dia 26, que a marca anunciou a novidade. As versões com motor 1.6 16v SCe (120/118 cv e 16,2 mkgf) podem ser optadas com a inovação CVT pelo cliente. As opções assistente de partida em rampa e controles de estabilidade e tração também poderão ser escolhidos pelo consumidor, que até então não tinha essas alternativas.

Porém, o preço para o novo modelo aumenta, claro. A variante manual sai por R$ 67.990, com a opção CVT do Duster Expression o valor aumenta em R$ 5.500, saindo no total de R$ 73.490. O veículo acompanha outros tipos de sistemas, como os de segurança, direção eletro-hidráulica, ar-condicionado, bluetooth, CD player com entrada USB, entre outros itens de série.

O cliente ainda pode optar pela versão Dynamique CVT, que além dos acessórios citados anteriormente, acompanha alguns outros sistemas e mimos, como faróis para dias chuvosos e de neblina, volante de couro, sensor de estacionamento traseiro, computador de bordo, uma tela multimídia para entretenimento, entre outros. Esse modelo sai por R$ 78.990. Para quem optar pela versão 2.0 de 148 cv pagará R$ 85.070, porém, os clientes não terão os itens da versão 1.6 nem como escolhas.

As marcas que mais usam o novo câmbio CVT são a Nissan e a Renault. Pela Nissan os modelos March, Versa e Kicks usam esse tipo de transmissão. A Renault introduziu no novo Duster o câmbio com 6 velocidades simuladas, além de dar a permissão do motorista trocar a marcha se achar conveniente.

É bom lembrar aos fãs do estilo do veículo que a versão de linha do tradicional Duster não será suprido pela transmissão CVT. A versão automatizada de quatro marchas com motor 2.0 prosseguirá.

Então a nova linha Duster seguirá com os seguintes motores e preços: o Duster versão 1.6 com câmbio manual sairá por R$ 67.990; a versão CVT sairá por R$ 73.490; o modelo Duster Dynamique com motor 1.6 a partir de R$ 73.490; a versão desse modelo em câmbio CVT será R$ 78.990; os motores 2.0 manual e automático sairão nos preços R$ 84.120 e R$ 85.070, respectivamente; o modelo 4×4 a partir de R$ 86.620.

Por Carolina Costa


Renault Captur 2018 – Lançamento, Novidades


Confira as novidades do novo modelo Captur da Renault.

Os consumidores brasileiros e fiéis admiradores da marca Renault já podem ter mais um motivo de comemoração. A montadora francesa acaba de divulgar que o seu mais novo lançamento, o Renault Captur 2018 e que já pode ser encontrado nas principais concessionárias da marca espalhadas pelo país.

A nova marca que já pode ser considerada um certo sucessor da versão Duster, chega ao mercado herdando a mesma plataforma de seu antecessor e também com uma série de novidades tecnológicas que prometem mais conforto, segurança e melhor dirigibilidade.

A empresa buscou elaborar um carro na sua versão SUV, a partir da experiência do seu primeiro automóvel (Duster) a estrear neste competitivo mercado e que com certeza deverá conquistar muitos consumidores brasileiros que não vão se incomodar em gastar um pouco mais para ter na sua garagem um modelo de uma das marcas consideradas uma das melhores do mundo.

Uma das novidades se vê logo de cara: É a chamada pintura biton, com a possibilidade de se ter o teto do carro com um tom de cor diferente do resto do automóvel.

Em termo de motor, o novo lançamento incorporou o tipo 1.6 Sce, com 12 cavalos de força e o 2.0, com 16 válvulas e potência de quase 150 cvs para quem gosta de andar mais rápido.

O novo design incorporou as lanternas de LED na traseira e dianteira, com a adoção de faixas laterais em desenhos próprios esculpidos na carroceria que parecem músculos bem definidos que começam acima do para-lama traseiro e que são completadas pela adoção de aros 17, o que dão um ar de potência e alta performance ao novo modelo.

No aspecto interno, o novo modelo da Renault encanta por sua sofisticação e funcionalidade. Ele chega às lojas equipado com todos os instrumentos que garantem ao motorista e aos passageiros a possiblidade de se conectar com o mundo exterior via Bluetooth, central multimídia, tela sensível a toque, GPS, câmera de ré e com comandos no volante que evitam que o motorista tire as mãos da direção enquanto estiver dirigindo.

Além de ter um porta-malas de bom tamanho (440 litros), o novo modelo traz o sistema de acionamento do motor por meio de cartão, sem a necessidade de chave e o travamento e a abertura das portas ao se distanciar ou se aproximar do veículo.

Por Emmanoel Gomes

Renault Captur 2018


Renault Kwid 2018 – Versões e Preço


Confira aqui os preços e versões do Renault Kwid 2018.

Uma novidade no Brasil, só que irá estrear no Salão de Automóveis de Buenos Aires, é o Renault Kwid, que vem pra suceder o Clio como modelo de entrada da marca, que inicia sua pré-venda e tem entregas começadas em agosto. Quem deseja reservar terá de pagar online ou em concessionária o valor de R$ 1.000 por meio de cartão de crédito, podendo pagar em até três parcelas. A pré-venda conta com algumas vantagens, como cinco anos de garantia e primeira revisão gratuita para os que fizerem o financiamento por meio do banco Renault e com entrega prioritária.

O Renault Kwid contará com três versões, as quais irão ter os seguintes preços e equipamentos:

  • Versão Kwid Life – Terá bolsas infláveis laterais e frontais, indicador de troca de marcha e também de condução e fixação Isofix para cadeiras infantis, custando R$ 30 mil.
  • Versão Kwid Zen – Mesmos equipamentos da versão Life, somado a ar-condicionado, vidros e travas dianteiros elétricos e mais direção elétrica, pelo preço de R$ 35 mil. Como opcional tem: rádio com entradas USB, auxiliar e Bluetooth, acrescentando um valor e totalizando R$ 35.390.
  • Versão Kwid Intense com Pack Connect – Mesmos equipamentos da versão Zen, com faróis de neblina, retrovisores elétricos, tela com 7 polegadas para áudio, câmera e navegador de manobras, rodas diferenciadas, chave dobrável e abertura elétrica para os porta-malas, custando R$ 40 mil.

O modelo será fabricado na cidade de São José dos Pinhais, no Paraná. O Renault Kwid é um veículo hatch de porte pequeno para classe do Volkswagen Up e Fiat Mobi, que atinge um comprimento de 3,68 metros e entre eixos de 2,42 m.

A marca anuncia o modelo de uma maneira exagerada, como sendo um SUV compacto para dar um destaque maior para o grande espaço que fica entre o solo e a base do modelo com 18 cm. O Kwid, que foi lançado no ano de 2015 para a Índia, passou por diversas mudanças para desembarcar no Brasil (seriam 80% de seus componentes exclusivos), assim como os reforços da estrutura para que se aumentasse a resistência em colisões, além de receber instrumentos de painel em modelo analógico, ao invés de digitais.

FILIPE R SILVA


Renault Captur com Motor 1.6 e Transmissão CVT – Lançamento e Preço


Modelo deverá chegar às concessionárias em junho de 2017 e custará cerca de R$ 83 mil.

A montadora Renault já possui uma data determinada para o lançamento do novo Captur, o qual contará com transmissão automática continuamente variável – CVT e também um motor de 1600 cc. Será dia 19 de junho de 2017. A versão tão esperada promete trazer um melhor balanceamento entre consumo e desempenho do que a versão de 2 mil cc que possui transmissão automática de quatro velocidades. Como divulgado pela montadora, o nome XTronic confirma que a transmissão do novo Captur será de origem Nissan, muito provável será a mesma utilizada nos modelos Versa, Kicks e March da montadora asiática.

Ainda não é sabido se irá contar com um modo manual para alterações entre marchas que são emuladas, assim como acontece com o Renault Fluence, o qual usa também o CVT da japonesa. O propulsor SCE de 1600 cc, mais um equipamento que é compartilhado com veículos da Nissan, gera 118 cv de potência ao utilizar gasolina e 120 cv com etanol, ambas com 16,2 m.kgf de torque máximo. O seu peso total ficará em cerca de 1.300 kg, assim algo em torno de 50 kg a menos que a versão 2.0 do veículo, que possui 143 e 148 cavalos e um torque de 20,2 e 20,9 m.kgf, respectivamente.

Se for mantido somente na configuração Zen, o Renault Captur CVT contará com equipamentos de série como assistente de partida em rampas, ar-condicionado, bolsas infláveis laterais e frontais, comando satélite de áudio, chave-cartão presencial, limitador e controlador de velocidade, fixação Isofix para cadeiras, rodas de alumínio com 17 polegadas, pneus 215/60 e controle eletrônico de tração e estabilidade. Como opcionais: tela de 7 polegadas, navegador, pintura em dois tons e sistema de áudio com câmera para manobras.

Sobre o preço, é estimado que esteja próximo dos R$ 83 mil, situado no meio entre a versão Zen manual 1.6 manual (que custa R$ 78.900) e a versão Intense automática 2.0 (com valor de R$ 88.490). É válido ressaltar que no convite para a imprensa a foto aplicada foi a da versão Intense, diferente do Zen pelas rodas, assim podendo ser a indicação de que a configuração top de linha possa oferecer a nova caixa e o novo motor 1.6.

FILIPE R SILVA


Renault Duster Dakar 2 – Lançamento, Novidades e Preço


Confira aqui as características da série que chega no mercado a partir de 74 mil reais.

A Renault lançou o modelo Dakar II, uma série limitada do esportivo Duster. A reedição robusta desse utilitário aparece em três versões. A primeira, que custa a partir de 74 mil reais, é a de motor 1.6, 16 válvulas SCe. A versão 2.0, por sua vez, vem equipada, contando com 16V com tração 4×2 automática, no valor a partir de 85 mil reais. A terceira versão, que é 2.0 com 16V e tração 4×4, é lançada com preços a partir de 87 mil reais.

A reedição chama atenção pelo visual, que é exclusivo, além de destacar-se pelo equipamento. Outro ponto que chama atenção é o fato do utilitário SUV ser robusto, tendo participado das cinco últimas edições de rali. Essa característica pode ser facilmente reconhecida pelo adesivo na parte debaixo das portas, que contam com a inscrição “Dakar Spirit”, enquanto o emblema da Dakar pode ser visualizado um pouco abaixo dos espelhos.

Na série limitada Dakar II, as capas dos retrovisores aparecem em cor preta. Mais um item exclusivo dessa remessa são as rodas, que possuem 16 polegadas, possíveis na cor preta ou ainda em prata diamantada. O utilitário pode contar com o equipamento da linha Outsider, que conta com alargadores de paralamas, além de um protetor frontal com faróis a mais, disponíveis na cor preta, enquanto os pneus são 215/65 R16.

Na parte de dentro do veículo, o destaque vai para o painel apresentado em dois tons. Os encostos de cabeça possuem o emblema da série Dakar, bem como o volante, que também conta com a inscrição. Enquanto isso os bancos contam com novas forrações. Outros atributos do modelo são, por exemplo, a posição alta para dirigir e o vasto espaço interno, além de controle de velocidade de cruzeiro, câmera de ré, ar-condicionado e direção eletro-hidráulica.

A edição especial Renault Duster Dakar II veio para ressuscitar a série limitada e trazendo novas configurações, já tem enchido os olhos de quem é fã de utilitários esportivos.

Carolina B.


Recall do Renault Sandero, Logan, Duster e Oroch – Problema na Montagem


Problema atinge a linha 2016 dos veículos e pode causar a perda de direção.

Nesta última quinta-feira (23) a marca de veículos Renault anunciou que os modelos Logan, Duster, Sandero e Duster Oroch, do ano de 2016, vão precisar de um recall. O problema está na frouxidão nos parafusos do eixo traseiro e da base dianteira do motor, que prendem a estrutura da suspensão.

A questão parece ser besteira, mas o mau “aperto” dos parafusos pode levar uma anomalia ou saída dos parafusos do local, o que causa perda de direção com sérios riscos de acidentes. Os modelos com esse problema foram os fabricados entre 3 de agosto e 29 de setembro de 2016.

O problema está afetando 28.814 unidades no total, da Oroch são 1.907 carros (Expression e Dynamique), 5.111 Logan (Expression, Authentique e Dynamique), 4.237 da Duster (Expression e Dynamique) e o modelo mais afetado é o Sandero, com 13.559 veículos.

Antes de fazer a troca dos parafusos, o motorista deve agendar um horário em uma das concessionárias da Renault e o conserto leva cerca de 1 hora. Para quaisquer outras dúvidas, o cliente pode entrar em contato com o serviço de atendimento ao consumidor, no telefone 0800-055-5615.

Para facilitar a informação de quais veículos estão com esse problema dos parafusos, a empresa divulgou os chassis envolvidos (não sequenciais) que são:

  • Logan – GJ481696 até GJ556423
  • Duster Oroch – HJ246869 até HJ589223 e JJ582317
  • Sandero – GJ482682 até GJ601778
  • Duster – HJ246871 até HJ600336.

Somente neste ano, a marca já fez o pedido de dois recalls de Sandero e Duster. Os modelos fabricados no ano de 2014 foram chamados em janeiro para a manutenção de uma falha no airbag do motorista, que corria um sério risco de não abrir caso ocorresse algum acidente. Foram chamados na época 3.820 veículos.

Muitos podem achar que não é necessário fazer o recall e que o problema pode ser que não afete o veículo. Só que sempre quando a empresa faz o pedido de recall é porque o defeito é realmente sério. Toda vez que um defeito possa causar um acidente e colocar a vida do cliente em risco ,o recall deve ser feito segundo o próprio Código de Defesa do Consumidor.

Quando o recall é anunciado, a montadora pode determinar uma data de início para as trocas e o atendimento, contudo, a fábrica não poderá colocar uma data final para isso. Não existe data limite para defeitos dos veículos.

As trocas e manutenção dos defeitos devem ser feitos de forma breve, como o agendamento. A montadora não pode demorar em agendar a troca para o cliente e caso houver uma lentidão excessiva do reparo e mau atendimento, o consumidor deve acionar o Procon de sua cidade. Além disso, nenhum recall poderá ser cobrado, todos deverão ser gratuitos.

Por Carolina Costa


Renault Duster 1.6 2019 deverá ter Câmbio CVT


Nova versão do SUV deverá chegar ao mercado com câmbio CVT.

As últimas informações apontam que o Renault Captur será lançado para o mercado brasileiro nessas últimas semanas de fevereiro. O carro chega como uma opção mais estilizada e refinadas ao Duster. Mas é bom a gente lembrar que a fabricante francesa não está planejando deixar o modelo, já veterano, de lado. De acordo com alguns sites especializados no setor, o SUV irá ganhar um câmbio automático CVT no próximo ano.

Segundo o que se sabe até o momento, a nova transmissão estará presente nas versões 1.6 do Duster na linha 2019. Isso enquanto ainda não chega ao mercado a nova geração, que está prevista para estrear na Europa nos próximos meses.

Com a integração do novo câmbio, o Duster contará com o mesmo conjunto mecânico que já equipa a versão intermediária tanto do Captur quanto do Nissan Kicks.

No Duster, o propulsor 1.6 16V passa a ser recalibrado e gera 118 cv de potência se movido a gasolina e 120 cv no caso de ser abastecido com etanol (o Kicks possui 114cv).

A expectativa da Renault é que disponibilizando o câmbio CVT seja possível atingir o consumidor que quer um SUV automático, mas que ainda não possui condições financeiras para adquirir um modelo que se situa na faixa dos R$90 mil.

No momento, apenas o Ford EcoSport e o Hyundai Creta contam com duas motorizações flex com a transmissão automática.

Linha Duster 2017 mais econômica

A linha 2017 do Duster, assim como o Oroch, tiveram algumas mudanças que vão um pouco mais além do que os olhos podem ver. Ambos os modelos fazem sua estréia na linha 2017 com melhorias em termos energéticos. De acordo com as informações anunciadas, isso deverá ser numa média de 11,5% para os motores 2.0 se fizermos uma comparação com o modelo anterior.

Agora todas as versões irão ser equipadas com a direção eletro-hidráulica. Ela deixa tudo mais suave, além de colaborar para que haja uma redução no consumo. O propulsor dos modelos também está mais eficiente. A ergonomia interna também foi pensada. No mais, o câmbio automático também vai estar no Oroch.

Tabela de Preços sugeridos do Duster 2017

  • Expression Manual 1.6 16V Hi-Flex………………………..R$ 66.490
  • Dynamique Manual 1.6 16V Hi-Flex………………………..R$ 72.580
  • Dynamique Automático 2.0 16V Hi-Flex………………….R$ 83.540
  • Dynamique 4×4 Plus 2.0 16V Hi-Flex……….…….……..R$ 84.690

Assista ao vídeo e veja os detalhes das mudanças do Duster 2017:

Por Denisson Soares


Novo Renault Captur – Lançamento e Preço no Brasil


Modelo utiliza a plataforma do Duster e chegará às concessionárias na próxima semana.

A montadora francesa Renault, que está presente no Brasil desde 1997, anunciou que seu mais novo lançamento será feito no dia 14 de fevereiro. O SUV, chamado de Captur, foi montado na mesma plataforma do seu irmão Duster, porém, terá mais robustez, em todos os sentidos.

O Captur será produzido na fábrica da montadora localizada na cidade de São José dos Pinhais, no estado do Paraná e já vai estrear no mercado em quatro versões. A primeira delas é a versão Zen, equipado com motor 1.6 e que oferece uma maior economia de combustível e câmbio manual. A segunda é outra versão Zen com a mesma motorização e com câmbio automático, porém, um pouco mais beberrão. As outras versões, que oferecem um pouco mais de itens de segurança e são consideradas mais completas são as chamadas de Intense, que vem com motor 1.6 e equipado com o câmbio automático. A última versão, considerada a top de linha do modelo, vem com motorização 2.0, câmbio automático e melhor desempenho, como consequência, com um maior consumo de combustível do que todas as bersões anteriores.

O carro será fabricado em versões flexpower e apenas a gasolina. Alguns itens de série como controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, retrovisores rebatíveis eletricamente e quatro airbags. Segundo a Renault, o SUV terá um bom desempenho, será econômico, confortável e seguro.

A montadora ainda afirma que o preço inicial do carro será entre R$ 79 e R$ 89 mil, que pode variar para baixo ou para cima, dependendo do modelo escolhido, opção de cores e diferenciais.

A maior intenção da Renault é ter um SUV acima do Duster, que foi campeão de vendas, além de que possa ainda ganhar mais mercado e disputar com modelos de SUV de outras montadoras concorrentes como as alemãs, coreanas e americanas.

O Captur estará disponível na pintura tipo biton, ou seja, quando o teto é pintado de uma cor e o restante do veículo de outra. No dia do lançamento, a montadora vai dar mais detalhes sobre o modelo para todos os entusiastas da marca. Vamos ver se esse novo lançamento realmente fará sucesso por aqui em época de crise e orçamento apertado dos brasileiros. Quem viver, verá!

Rodrigo Souza de Jesus