Chery Tiggo 4 2019 – Características, Lançamento


O Tiggo 4 é o SUV compacto da marca chinesa e já foi lançado no Chile, porém, não tem data marcada para desembarcar no Brasil.

A Chery juntamente com a representante brasileira, a CAOA, vai lançar dois SUVs no mercado nacional. O Tiggo 4 e Tiggo 7 ainda não tem data marcada para chegar as concessionárias, mas já estão sendo produzidos na fábrica de Anápolis e em breve estarão nas ruas país.

Tiggo 4

Esse é o nome do Chery Tiggo 5x na América Latina. O Tiggo 4 é o SUV compacto da marca chinesa e já foi lançado no Chile, onde será comercializado pela importadora SK Bergè. O modelo também já foi apresentado na Argentina, mas em ambas os países ele é importado diretamente da China.

No país de origem, 10 mil unidades são vendidas mensalmente, um número considerável mesmo para o país. Para o mercado nacional, as expectativas não são tão grandes para o modelo, contudo a parceria com a CAOA promete bons resultados. Na fábrica de Anápolis já são produzidos os os veículos Hyundai ix35 e New Tucson.

O Tiggo 4 é produzido sobre a plataforma TX1, cujos módulos foram desenvolvidos juntamente com a Jaguar Land Rover, sócia da Chery na produção de modelos de luxo na China. Muitos dos componentes utilizados pela Jaguar também estão empregados no Tiggo 4 e Tiggo 7, e devem chegar ao Brasil, onde receberá ajustes para melhorar o desempenho do SUV.

Com motor 1.5 turbo de 146 cv e 21,5 kgfm de torque, o Tiggo 4 dispõe de um câmbio automatizado de dupla embreagem e seis marchas. Possivelmente a versão com motor 2.0 e 122 cvs não será comercializada no mercado nacional. As medidas são 4,33 m de comprimento, 1,83 m de largura, 2,63 m entre-eixos e 1,64 m de altura.

O exterior apresenta uma evolução antes aos modelos um pouco mais antigos da Chery. Com detalhes mais ricos, o modelo traz uma série de itens cromados. Além deles, destaque-se também os faróis grandes, apêndices laterais no para-choque expressivas e nova grade em relação à versão chinesa. Na traseira, a nova lanterna apresentam elementos centrais com quatro retângulos.

Na parte interior, o painel é até semelhante ao do Tiggo 7, mas há algumas pequenas diferenças, apesar do mesmo quadro de instrumentos. O Tiggo 4 vem equipado com central multimidia com tela touch de 9 polegadas, ar-condicionado automático, botão de partida, direção elétrica, teto panorâmico, airbags frontais e laterais.

Outros itens de série são os controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, freio de estacionamento eletrônico, modos Eco e Sport, brake hold, rodas de liga leve aro 18 polegadas, pneus 215/55 R18 e etc.

O valor do Tiggo 4 deve girar em torno dos R$ 70 mil. Ele terá como concorrentes o Ford Ecosport 1.5, o Hyundai HR-V e o Nissan Kicks. Uma tarefa difícil, mas não impossível, principalmente com a melhor receptividade do público brasileiro.

Novidades da CAOA

A CAOA já tinha prometido 3 novidades para o mercado brasileiro. Além dos Tiggo 4 e 7, a empresa vai produzir o sedan Arrizo 5 na unidade de Anápolis. Na unidade de Jacareí (SP) serão fabricados os modelos menores da Chery, o QQ e Tiggo 2.

Há previsão de que as concessionárias com a marca CAOA Chery passem de 25 unidades em 2017 para 60 até o final de 2018. A intenção é fortalecer o posicionamento frente ao mercado nacional, em especial pela boa reputação da empresa brasileira. Seu principal desafio será contornar a desconfiança dos consumidores em relação aos modelos chineses e a forte depreciação dos preços.

Ficha técnica

· Motor 1.5 turbo de 146 cv;

· Torque de 21,5 kgfm;

· Câmbio automatizado;

· Dupla embreagem de seis marchas;

· 4,33 m x, 1,83 m (comprimento e largura), 2,63 m de entre-eixos e 1,64 m de altura;

· ar-condicionado automático;

· direção elétrica;

· teto panorâmico;

· airbags frontais e laterais;

· freio de estacionamento eletrônico;

· rodas de liga leve aro 18 polegadas;

· pneus 215/55 R18.

Por Robson Quirino de Moraes

Chery Tiggo 4 2019

Chery Tiggo 4 2019


Chery Tiggo 7 2019 – Características, Especificações


Com um visual mais moderno e marcante em relação aos seus antecessores, o Tiggo 7 é um SUV médio, mas espaçoso, principalmente pelo porta-malas, cuja capacidade é de 414 litros.

O ano de 2019 será agitado para a Chery e sua parceira brasileira, a CAOA. Entre modelos que entram no portfólio nacional está o Chery Tiggo 7, que marca novos paradigmas no que diz respeito a design.

Com um visual mais moderno e marcante em relação aos seus antecessores, o Tiggo 7 é um SUV médio, mas espaçoso, principalmente pelo porta-malas, cuja capacidade é de 414 litros, 1.100 litros adicionais com o encosto do banco traseiro rebatido. Apresenta 4.505 mm de comprimento, 1.837 mm de largura, distância entre-eixos de 2.670 mm e altura de 1.670 m. O peso é de 1.500 quilos.

O SUV é equipado com motor 1.5 turbo flex de gasolina e etanol. Com comando variável, ele entrega entre 147 a 150 cavalos de potência e 21,4 kgmf de torque com qualquer um dos combustíveis. O câmbio automático de dupla embreagem possui 6 marchas. Todo o conjunto permite que o carro chegue a velocidade máxima de 180 km/h

O desempenho é ligeiramente melhor quando abastecido com gasolina. O Tiggo 7 faz no meio urbano 6,5 km por litro com etanol e 9,5 km por litro com gasolina; na estrada chega a fazer 8,5 km por litro de etanol e 12 km por litro de gasolina.

O interior tem um acabamento melhor em relação aos antecessores, com destaque para a qualidade dos materiais. Entre os itens de série estão o ar-condicionado automático dual zone, bancos dianteiros com aquecimento, painel inteligente, alerta de fadiga, airbags frontais e de cortina sistema de monitoramento de ponto-cego, direção elétrica e teto solar panorâmico.

O modelo também conta com computador de bordo, conexões bluetooth e UBS, espelhamento com a tela do celular, indicador de temperatura externa e volante multifuncional.

Na parte externa é importante citar os retrovisores externos com rebatimento elétrico, rodas de liga leve aro 18", sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, faróis com refletores duplos de LED e regulagem de altura, sensor de chuva, limpador e lavador do vidro traseiro, câmeras para visão 360 graus.

Melhoramentos para mercado brasileiro

A versão brasileira conta com algumas atualizações em relação ao modelo chinês. A principal delas é a nova programação eletrônica, com intuito de melhorar as respostas do motor e velocidade. Assim reduz o tempo de resposta na aceleração. Sem borboletas na pate traseira do volante, a redução deverá ser feita exclusivamente na alavanca de câmbio.

A dianteira conta com uma nova grade, maior e que segue os demais SUVs da marca que já estão na linha de produção na fábrica de Anápolis (GO). Tiggo 4 Tiggo 7, o sedan Arrizo 5 serão produzidos no país juntamente com os Hyundai ix35 e New Tucson. Na unidade de Jacareí (SP) se concentram os modelos menores QQ e Tiggo 2.

60% da estrutura do Chery Tiggo 7 é produzida em aço de alta resistência. O modelo vem equipado com suspensão do tipo multilink na traseira e freios a disco nas quatro rodas. De acordo com a fabricante, o sistema de freios permite reduzir a velocidade a zero de 100 km/h em 39,7 metros.

Na China, o SUV recebeu 5 estrelas da C-NCAP, a agência responsável por avaliar os níveis de segurança dos veículos produzidos no país. Lá ele foi bem recebido pelo público e aqui no país terá uma tarefa dura, que é competir com o Jeep Compass, o Honda HR-V, e o Hyundai ix35, mas o preço de R$ 95 mil pode ser um diferencial.

Ficha técnica

· Motor 1.5 turbo flex;

· 147 a 150 cvs;

· 21,4 kgmf de torque;

· velocidade máxima de 180 km/h;

· porta-malas de 414 litros;

· medidas: 4.505 mm x 1.837 mm;

· distância entre-eixos de 2.670 mm;

· altura de 1.670 m;

· 0 a 100 km/h em 11 segundos;

· capacidade do tanque de combustível: 18 litros;

· Conexão USB e Bluetooth;

· Termômetro da água do motor;

· computador de bordo;

· espelhamento da tela do celular;

· 1.500 quilos.

Por Robson Quirino de Moraes

Chery Tiggo 7 2019

Chery Tiggo 7 2019


Chery Arrizo 5 2019 – Especificações, Lançamento


O Chery Arrizo 5 será comercializado em duas diferentes versões, sendo a RX e a RXT, ambas equipadas com um motor turbo flex de 1.5 litros, sem injeção direta, acoplado a um câmbio automático do tipo CVT que tem capacidade de simular 7 marchas.

A concessionaria Caoa Chery já tinha antecipado no mês passado os diversos detalhes do novo Arrizo 5, o sedan intermediário da marca, que irá iniciar suas vendas aqui no mercado brasileiro agora no final do ano. A planta da cidade de Jacareí (SP) será a responsável pela sua produção, a qual já foi dado o início.

Aqui no Brasil, o Chery Arrizo 5 irá ser comercializado em duas diferentes versões, sendo a RX e a RXT, ambas equipadas com um motor turbo flex de 1.5 litros, sem injeção direta, acoplado a um câmbio automático do tipo CVT que tem capacidade de simular sete marchas.

Este propulsor tem como base o 1.5 de 16 válvulas que gera 115 e 110 cavalos (dependendo do combustível) o qual também está presente no SUV Tiggo 2. Chega aos 147 cavalos de potência com turbo, ao fazer uso de gasolina, já com etanol possui 150 cv. Seu torque é de 19,37 mkgf ao atingir 5.500 giros, com ambos os combustíveis.

O novo Arrizo 5 terá como foco os sedãs intermediários e compactos, como por exemplo o Chevrolet Cobalt, Fiat Cronos, o Volkswagen Virtus e Honda City.

Seu comprimento atinge 4,57 m, possui 2,67 m de distância entre-eixos, largura de 1,83 m e altura de 1,48 metros. Seu porta-malas possui 430 litros de capacidade

A partir da versão RX, que é a de entrada, já conta de série com série roda em liga leve de 16 polegadas, luzes diurnas, controles de tração e estabilidade, Isofix e freios a disco em todas as suas rodas.

O modelo ainda vem equipado com câmera de ré, ar-condicionado digital, volante com multifunções (somente com ajuste para altura), controlador de velocidade, direção elétrica, sensor de estacionamento na parte traseira, assistente para partida em rampa e partida por botão.

Sua central multimídia possui um display com 7 polegadas e conta com espelhamento para dispositivos iOS e Android.

Já a versão RXT tem como adicional rodas em liga leve de 17 polegadas, airbags laterais, bancos revestidos em couro e teto solar elétrico. O modelo tem uma peculiaridade, pois não possui faróis de neblina, o local é ocupado por suas luzes diurnas em Led.

Ainda que a marca não tenha definido os valores, a Chery acredita que o sedan sairá pelo valor de R$ 69.000 a R$ 79.000.

O VW Virtus com propulsor turbo 1.0 que gera 128 cavalos é vendido pela cifra que varia de R$ 74.680 a R$ 79.990. Enquanto o automático 1.6 com 117 cavalos, inicia em R$ 66.525.

A empresa tem a esperança de comercializar de 300 a 400 unidades do modelo mensalmente ao decorrer do próximo ano.

O novo Chery Arrizo 5

Incialmente a CAOA Chery não sabe o motivo de ter batizado o veículo de Arrizo, que segundo a marca, apesar de ter duas letras “r” a pronuncia é de apenas um, sendo “Arizo”.

O carro que foi exposto na própria fábrica tinha a exigente de colocar mais força para que pudesse realizar o fechamento de sua porta do lado do motorista, além de contar com desalinhamentos de peças, como por exemplo, o seu friso cromado na parte lateral e também a porta de seu porta-malas.

Embora o seu porta-malas conte com seus bons 430 litros, ele é curto. Seu banco de trás é inteiriço, ainda que não haja nenhuma travessa que o atrapalhasse de ser bi-partido.

Conforme informações da própria Caoa Chery, tal característica fez com que os consumidores reclamassem podendo haver a possibilidade de deixá-lo bi-partido mais para frente.

Sua coluna de direção não conta com o ajuste telescópico e a espuma é outra coisa que o motorista irá reparar, que pelo fato de ser tão macio, parece ser instável.

Um detalhe é que a tampa de seu porta-luvas possui queda amortecida, recurso encontrado em veículos de maior valor.

Por Filipe Silva

Chery Arrizo 5 2019

Chery Arrizo 5 2019


Chery Tiggo 7 2019 – Lançamento, Características


O novo SUV da Chery, Tiggo 7, passou por uma reformulação em suas medidas, sendo bem mais avantajadas e chega ao consumidor final munido de duas opções de motor.

Uma das maiores e mais recentes empresas automobilísticas, com pouco mais de 20 anos atuação, está com novo lançamento no mercado de automóveis. A companhia Chery Automobile consiste em uma indústria automobilística estatal oriunda da China, fundada no ano de 1997. A princípio esta empresa tinha apenas a meta de estimular a economia sobre a região de Wuhu, atuando, inicialmente, como uma montadora de brinquedos e de jogos infantis.

Alguns leitores mais especialistas que acompanham as notícias de primeira mão, divulgadas pelo site especializado Autos Segredos, foram testemunhas desse ainda inédito lançamento da Chery. O veículo foi flagrado rodando discretamente pelas ruas do município de Anápolis, no Estado de Goiás, Região Centro-Oeste do país, o qual consiste, muito provavelmente, no SUV Chery Tiggo 7, passando por testes. De acordo com as informações angariadas dos especialistas que observaram o carro, estavam rodando duas unidades do Tiggo 7 e mais uma nova versão do modelo sedan Arrizo 5. Este novo SUV chinês está agendado para estreia no Salão do Automóvel em São Paulo e está com plataforma para ser produzido no Brasil, mais precisamente na fábrica goiana, pertencente ao Grupo Caoa.

O novo Chery Tiggo 7 foi projetado a partir da estrutura do modelo T1-X, que também forma a base essencial utilizada na produção do Tiggo 4, o qual também será produzido na sede situada em Anápolis.

Este novo SUV está redimensionado, apresentando medidas bem mais avantajadas, que podem ser descritas em 4,50 metros de comprimento; em 1,84 metros de largura; em 1,67 metros na altura e mais 2,67 metros nos seus entre-eixos.

No cerne do mercado chinês, o modelo Chery Tiggo 7 chega ao consumidor final munido de duas opções de motor, ou seja, um de 1.5 em Turbo e o outro 2.0 de tipo aspirado. O seu novo propulsor de 1.5 Turbo alcança uma potência de até 147 CV e mais a escala de torque em até 20,9 KGFM. São duas as alternativas de transmissão, ou seja, o câmbio manual em seis marchas e o contemporâneo automatizado em dupla embreagem com seis velocidades.

A versão munida de motor do tipo 2.0 chega a um desempenho que rende até 122 CV em potência e mais 18,3 KGFM de torque. Todo esse aparato de grande força sistêmica trabalha por meio de uma transmissão de tipo CVT, a qual pode simular até sete marchas de modo virtual.

Outros atributos incluem: uma suspensão dianteira de tipo McPherson e na sua traseira é de tipo Multilink. Algumas especificações de segurança abrangem os chamados controles eletrônicos para estabilidade e para a tração, além do assistente de partida em rampas muito íngremes. O mesmo modelo Chery Tiggo 7 está aparelhado com seis Super Airbags, instalados na parte frontal; nas laterais dianteiras e de cortina.

No que tange ao design exterior, este novo SUV foi repaginado com um desenho “definitivo”, por assim dizer, inteiramente contornado com linhas bem mais agradáveis aos olhos do freguês. Sua ampla carroceria está salientada por vincos e a sua parte frontal está mais alta, junto de um capô que permanece paralelo ao chão. Seus faróis perfazem uma dupla parábola junto com o desenho agradável de seus contornos.

Este veículo possui uma linha de cintura alta o suficiente e as suas laterais estão mais vincadas. Conforme o testemunho dos especialistas e dos “fanáticos”, um desses frisos se estende desde a lanterna traseira, seguindo até a altura das maçanetas, finalizando o adorno no para-lama dianteiro do carro.

Em sua parte traseira, este SUV está munido de um tipo de para-choque preto suplementado com aplique prateado em sua porção inferior, a qual contém o encaixa para a placa de identificação. Na tampa de seu porta-malas se ajustam as extensões das lanternas que também vasam para as laterais. Vale a pena ver.

Chery Tiggo 7 2018

Chery Tiggo 7 2018

Por Paulo Henrique dos Santos


Chery Tiggo 2018 – Especificações, Características


Novo modelo chega ao mercado brasileiro com câmbio automático e muita tecnologia.

O Chery Tiggo 2018 chega ao mercado nacional prometendo muitas novidades, oferecendo câmbio automático, muita tecnologia, porém, o valor de R$ 66.990,00 pode acabar afastando alguns interessados, mas é bom o consumidor analisar atentamente a ficha técnica deste veículo para descobrir tudo que ele oferece. A marca chinesa chegou a divulgar uma circular informando que serão duas versões, a Look AT e a ACT AT, sendo que a primeira versão tem o preço já informado e a segunda custará R$ 69.990,00.

Esses preços são para as cores básicas, preto ou branco. Quem optar por tons metálicos, entre eles o azul, marrom ou prata, terá que pagar um valor extra, de R$ 1.200,00 e somente a versão ACT poderá ter o teto preto, sendo que este opcional é para as cores prata, azul e branco, tendo o custo a mais de R$ 1.500,00. O Chery Tiggo atinge assim, o valor máximo de R$ 72.690,00 se tiver o teto opcional e a pintura metálica.

O Tiggo estava devendo ao mercado brasileiro esta transmissão automática, mas agora o modelo ganha esta opção e tentará, assim, competir de igual com alguns rivais, entre eles a JAC Motors que tem o T40 CVT, que agradou o consumidor com seu motor 1.6 que é bem potente e ainda oferece vários equipamentos. Se for confirmado que o Tiggo 2 terá caixa automática de 4 velocidades, realmente será uma decepção e um detalhe que poderá comprometer as vendas. Praticamente todos os modelos do segmento já abandonaram este tipo de transmissão e lançar um modelo em 2018 com esta opção seria algo realmente arriscado, já que a concorrência é grande e os carros que estão chegando ao mercado procuram inovar, para conquistar o comprador, que anda sumido neste ano de tantas crises e incertezas no país.

O problema da transmissão automática com 4 marchas é que o motor passa a ser bem mais exigido e com isso aumenta os ruídos, a potência cai e claro, o consumo acaba sendo maior. E o Tiggo 2 pode sofrer ainda mais por causa disso, já que o carro é pesado. Acredita-se que o consumo quando abastecido com etanol será de apenas 6,3 km/l na cidade e 7,8 km/l quando estiver na estrada. Com gasolina, esse consumo é de 9,2 km/l na cidade e 11,4 km/l na estrada.

Fabricado em Jacareí, São Paulo, o Tiggo 2 ainda não passa tanta confiança ao mercado e o que pode salvar as vendas é a versão de entrada com valor de R$ 59.990,00. Porém, o futuro é incerto para a recém criada Caoa Chery aqui no país, que estão compartilhando não só a base como também muitos de seus componentes. A união era uma esperança de conseguir uma melhor visibilidade no mercado, mas parece que atingir esta meta não será nada fácil.

A versão Look, traz de série o trio elétrico, o alerta para limite de velocidade, ar-condicionado, Isofix e também o indicador que avisa sobre a pressão dos pneus. Os cintos de segurança com 3 pontos mostra que a segurança não foi esquecida e o material empregado internamente é de boa qualidade. O modelo top de linha oferece controle de estabilidade e também de tração, teto solar, câmera de ré, o eficiente assistente de partida em rampas, além do ar-condicionado automático.

A primeira vista, o Chery Tiggo 2018 chama a atenção e pode até encantar o consumidor, com seu design moderno, mas quando der uma volta no carro, os problemas vão surgindo e aí será hora do comprador comparar o veículo com outros modelos que já estão disponíveis no mercado.

Esperava-se mais do Tiggo 2018, mas se ele deixou a desejar em alguns itens, tenta agradar em outros, mas o mercado está cada vez mais exigente e a expectativa de boas vendas pode acabar sendo frustrada.

Por Russel

Chery Tiggo 2


Chery Celer 2018 – Ficha Técnica, Especificações


O novo Chery Celer 2018 é um carro com mudanças na parte externa e motor potente.

A nova versão do Chery Celer é uma grande aposta de vendas no mercado automobilístico. Com seu modelo reestilizado, ele promete agradar a muitas pessoas. A marca apostou em detalhes importantes que são importantes na visão dos consumidores de carros. Seu motor também é um ponto positivo e ajuda a compor uma imagem bem positiva desse carro. Além desses detalhes, o Chery Celer 2018 tem muitas outras características, veja abaixo:

Grande diferencial do Chery Celer 2018 é seu espaço interno

Um dos pontos fortes desse carro é seu espaço interno. A marca caprichou nesse detalhe e acertou em cheio, pois a maioria dos consumidores precisa de espaço interno no carro. Na parte de trás do Chery Celer 2018 cabem 3 passageiros que ficam bem acomodados e com total conforto, e isso é muito importante na hora de comprar um novo carro.

Porta-malas espaçoso

Outra vantagem do Chery Celer 2018 é que ele tem porta-malas bem espaçoso e capaz de carregar muitas bagagens e objetos de diferentes modelos. Com 380 litros o usuário tem a certeza que terá um carro que vai suportar na hora de transportar bolsas, brinquedos e outros objetos. Por isso esse carro é indicado para quem tem crianças, quem gosta de viajar de carro ou que precisa carregar muitas bolsas e objetos no carro diariamente. Já na versão mais avançada o porta-malas possui 450 litros.

Valor do Chery Celer 2018

O Chery Celer 2018 tem 2 versões que foram criadas com objetivo de agradar a um maior grupo de usuários. Cada qual tem sua particularidade e detalhes que são os responsáveis por convencer os usuários. O valor da versão simples é de R$ 38.990,00 e a versão completa é de R$ 40.990,00.

Beleza externa ressaltada

A beleza externa do Chery Celer 2018 é notável por onde ele passar. Por isso ele é indicado para os consumidores que gostam de carros chamativos. Seus detalhes são:

– Medidas grandes

– Formato robusto e bonito

– Faróis de neblina

– Lanternas de LED

Vamos falar dos itens de série da versão mais simples do Chery Celer 2018

Os itens de série são complementos de um melhor funcionamento do carro. Com esses itens o carro se torna mais prático e moderno, e isso torna cada momento mais especial. Veja abaixo os principais itens de série de carro:

– Vidros traseiros elétricos

– Freios ABS com EBD

– Ar-condicionado

– Rodas de liga leve aro 15

– Travamento das portas a distância

– Airbags frontais

– Banco do motorista com ajuste de altura

– Faróis de neblina dianteiro e traseiro

– Bancos traseiros rebatíveis

– Direção hidráulica

E muito mais.

Detalhes da parte interna

Na parte interna do carro existem detalhes bem interessantes que tornam esse carro ainda mais bonito. Entre eles estão:

– Quadros de instrumentos chamativo

– Bancos confortáveis

– Partes internas na cor prata

– Pedais de freios e embreagens altos

Entre outros.

Falando do motor do Chery Celer 2018

O motor desse carro é o 1.5 16V Flex e faz 108 cavalos de potência. Com essas referências esse carro se torna bem potente e vai agradar a muitos consumidores. Por seu torque ser maior, ele consegue tornar a condução mais tranquila agradando assim a todos os ocupantes do carro. A parte ruim é a suspensão que deixa a desejar na opinião de alguns usuários. Os freios também não são tão potentes e podem demonstra um pouco mais de lentidão em vista de outros carros da categoria.

Opiniões gerais dos consumidores desse carro

O Chery Celer 2018 é um carro bom e que agrada por sua beleza e detalhes, porém, ele deixa a desejar em algumas partes como:

– Falta de modernidade no painel do carro

– Cheiro forte na parte interna

– Posição do volante incomoda alguns usuários

– Pelo valor cobrado ele poderia ter mudanças significativas

Cabe aos usuários pesar todas as informações e ver se realmente ele é o carro ideal dentro do valor e opções dentro da categoria!

Por Cristiane Amaral

Chery Celer 2018

Chery Celer 2018


Chery New QQ 2018 – Características, Especificações


Os diferenciais do New QQ estão no seu design, com visual chamativo, e na garantia de oferecer maior potência com menor consumo, uma cominação que sempre agradou o consumidor brasileiro.

O Chery New QQ 2018 é um carro bom, barato, mas que ainda não conquistou seu espaço no mercado e o motivo é até difícil de explicar, pois se o consumidor brasileiro olha tanto o preço na hora da compra, teria motivos de sobra para ficar com este modelo. O New QQ continua com o 'city car', um conceito que faz sucesso em vários países e é apontado como uma tendência. Esse é um veículo que foi feito pensando para quem fica na cidade todo o tempo e quase não viaja, talvez este seja um motivo do brasileiro olhar desconfiado para ele, pois todo mundo gosta de viajar com a família de vez em quando.

O design do Chery New QQ 2018 é inconfundível, ao ver um na rua, logo irá distingui-los dos demais, é um modelo que realmente chama a atenção. O vidro traseiro é amplo, indo na contramão da concorrência. Outra promessa deste modelo é que tem uma iluminação muito mais eficiente, com um conjunto óptico que conta com uma nova tecnologia, a DRL – Day Running Lights, ou seja, luzes diurnas que ajudam a garantir maior segurança para o automóvel.

Mas o diferencial do New QQ não está só no design, no visual chamativo, ele promete maior potência com menor consumo, uma cominação que sempre agradou o consumidor brasileiro, pois o uso de um carro no dia a dia nas cidades, sempre eleva os gastos com combustível no final do mês. O motorista faz de tudo para economizar e sempre acha que deixou boa parte de seu salário no posto de combustíveis. O Chery New QQ passou por uma rigorosa avaliação feita pelo INMETRO e recebeu a classificação de carro mais econômico. O motor Acteco 1.0 entrega garante apenas 75 cv, mas é um veículo pequeno, leve e tem bom desempenho mesmo em época de calor, quando o ar-condicionado precisa ficar ligado quase que o tempo todo.

E quem procura um carro para a cidade, certamente vai querer encontrar um modelo que ofereça segurança e comodidade, por isso o New QQ foi planejado visando de forma especial estes itens. A segurança foi pensada para o condutor e passageiros, o modelo vem com airbag duplo e para ajudar nas freadas bruscas, freios ABS. O carro ainda conta com célula integral que ajudam a absorver parte da energia que é produzida durante um impacto, o que garante a proteção dos ocupantes.

Outro item que merece receber elogios é o espaço interno que foi desenhado para garantir mais conforto aos ocupantes e é possível aumentar esta capacidade, é só rebaixar os bancos e o porta-malas passa a contar com 636 litros. Esta opção pode ser uma ótima alternativa na hora de transportar grandes objetos ou volumes. Quem usa o carro para o trabalho e está sempre visitando os clientes, tendo que transportar muitos objetos, certamente irá gostar muito desta solução. É um espaço que atende com sobra a grande maioria dos usuários.

Confira os itens de série que o Chery New QQ 2018 oferece: airbags para motorista e também o passageiro, ajuste elétrico nos retrovisores, ar-condicionado, direção hidráulica, rádio com USB, vidros elétricos em todas as janelas.

Com preços que chamam a atenção, o New QQ tem valor a partir de R$ 25.990,00 e o comprador ainda pode ter direito a duas revisões grátis, é só se informar com o vendedor.

O Chery New QQ 2018 é uma opção muito interessante, mas claro que cada um tem suas necessidades, porém, vale a pena conferir este modelo, conferir ao vivo o espaço interno, dar uma volta e ver sua potência. Este modelo garante economia na hora da compra e também posteriormente, quando precisar de manutenção e também em relação ao consumo no dia a dia.

Por Russel

Chery New QQ 2018

Chery New QQ 2018


Chery QQ 2018 – Especificações, Características


O Chery QQ é um subcompacto chinês que chega com muita tecnologia e sofisticação. Equipado com motor Flex bastante potente foi classificado pelo Inmetro como AA e recebeu o Selo Conpet.

Você conhece o Chery QQ? Se a sua resposta for sim, você já sabe que estamos falando de um automóvel subcompacto para lá de moderno, não é? Mas se a sua resposta for não, continue lendo este artigo e saiba tudo sobre a linha 2018 que promete chegar conquistando muitos consumidores.

Se você não conhece o Chery QQ ele é um subcompacto chinês que chega com muita tecnologia e sofisticação. Equipado com motor Flex bastante potente foi classificado pelo Inmetro como AA e recebeu o Selo Conpet. Quem levar um desses para casa tem direito a duas revisões, totalmente gratuitas.

Falando das novidades do modelo 2018, temos as versões Smile, ACT e Look. Como itens de série a versão Smile vem equipada com a airbag duplo, rádio com dois alto-falantes, vidros dianteiros elétricos, cluster digital, acabamento em dois tons, computador de bordo, ajuste elétrico dos faróis, abertura elétrica do porta-malas, retrovisores pretos, rodas de aço com calotas e antena no teto.

De todas as versões a direção é hidráulica, contudo, os pneus forma aumentados em tamanho. São detalhes que segundo a fabricante deixaram o veículo pronto para rodar com mais economia.

A versão Smile é mais simples do modelo, mas a versão Look por sua vez chega mais completa com itens fundamentais como direção hidráulica e ar-condicionado, chave com telecomando, 4 alto-falantes, limpador e desembaçador de vidro traseiro, além de rodas de liga leve aro 14.

E para quem busca um Chery QQ ainda mais completo temos a versão ACT que vem equipada com luzes diurnas, retrovisores elétricos, sensor de estacionamento e vidros traseiros elétricos e luzes diurna.

O modelo chinês de 2018 vem com um motor de 1.0 com três cilindros, sua potência foi aumentada para 69 cavalos com gasolina e 74 cavalos com etanol, fazendo um rendimento de 75 cv, os dois com 6.000 rpm.

O torque ficou em 9,7 kgfm quando abastecido com gasolina e 10,1 kgfm abastecido com etanol. Os dois fazendo 4.500 rpm. São bons números para competirem com outros modelos no cenário brasileiro.

Seu propulsor possui três cilindros, cabeçote, bloco e cárter de alumínio. Além disso, possui duplo comando de válvulas variável. Tudo integrado ao seu câmbio manual composto por cinco marchas QR512MH.

Em termos de desempenho, o subcompacto faz em 14 segundos uma velocidade de 165 km/h.

Para atender aos requisitos do nosso mercado, o Chery 2018 chega com um novo conjunto motriz. Embora suas cilindradas não possibilitem uma performance surpreendente, o que ele promete já é de bom tamanho, principalmente pelo fato de que possui apenas de 74 a 75 cv de potência.

Ele é um veículo ideal para quem trafega pela cidade. Muito leve e com direção hidráulica que para ficar melhor poderia ser substituída pela elétrica.

Por ser realmente bem compacto é um veículo que cabe em pequenos espaços. Em contrapartida seu interior é bastante amplo, comportando bem seus ocupantes. O bagageiro por sua vez deixa um pouco a desejar, pois não possui o tamanho ideal para a bagagem de uma família, por exemplo.

Já falando do consumo o Chery QQ motor 1.0 na cidade faz 8,9 Km por cada litro de etanol, enquanto com gasolina faz 12,9 Km por litro.

Já na estrada o QQ faz 9,9 km por cada litro de etanol, enquanto que com gasolina faz 14,4 km.

Se você se interessou pelo chinês Chery QQ 2018, veja os preços:

– Chery QQ Smile 2018: Saindo por R$26.690;

– Chery QQ Look 2018: Saindo por 30.690;

– Chery QQ ACT 2018: Saindo por 32.290.

Como se pode notar seus valores são bastante atraentes, tanto que este modelo é o mais barato comercializado no país.

Por Sirlene Montes

Chery QQ 2018

Chery QQ 2018


Chery QQ é Bom? – Análise do Carro


Confira aqui uma análise e descubra se o Chery QQ é um carro bom.

A Chery apresenta o compacto QQ, considerado o carro mais barato do Brasil, um adjetivo ótimo para o tempos de crise. O lançamento da linha 2018 esta composta por três versões, com o preço inicial de R$25.990,00, que é claro, abre mão de alguns benefícios como ar-condicionado, direção hidráulica, limpador e desembaçador traseiro.

A linha apresenta vantagem na versão QQ Act, que o valor chega a R$31.490,00. O carro 0 km vem com alguns complementos que fazem toda diferença na hora da compra, como ar-condicionado, trio elétrico, rádio CD Player, computador de bordo, abertura interna do porta malas, rodas de liga leve aro “14”, sensor de estacionamento e luzes diurnas (DRL).

Segundo teste realizado pela iCarros, a respeito do desempenho, o motor é 1.0 de três cilindros, bicombustível, rendendo de 74 cv com gasolina e 75 com etanol. Com transmissão manual das cinco marchas, segundo o teste, as marchas não têm muita precisão a respeito do engate, porém, não chega ser um incomodo. Já o freio é mais baixo, o que exige adaptação. A respeito da suspensão, não se sente batidas e apresenta leveza em pisos irregulares. É um ótimo carro para o dia a dia, basta um tempo com o volante para se acostumar.

A respeito do acabamento, é considerado simples. Na parte superior do painel o modelo apresenta uma forma de bandeja, o porta luvas é compacto. O sistema de som possui entrada USB, o rádio é simples, sem muitos recursos, uma falha no sistema de som é a ausência do viva-voz Bluetooth.

A respeito do tamanho, as dimensões do QQ são reduzidas, possuindo 3,56 metros de comprimento por 1,62m de largura, o que torna favorável a respeito de estacionamento, pois se encaixa em qualquer lugar, oferecendo facilidade para manobrar o veículo. O porta malas possui 160 litros de capacidade, onde para uma família grande já se torna desconfortável. A respeito dos custos, o seguro do QQ Act sai em média R$ 3.237,0, já as revisões até 60 mil km saem por R$2.572,00 e a cesta de peças está em torno de R$3.988.

A Chery QQ não apresenta luxo e nem uma tecnologia avançada, é um carro para o dia a dia, para quem quer um carro 0km com preço acessível e em torno dos R$30.000,00. Um dos principais elogios da marca é o seu desenho externo.

Gisele Alves de Brito


Chery pode lançar Novos Crossovers em 2017


Montadora deve lançar novos modelos buscando se recuperar no mercado.

Em 2016 a Chery viveu um ano mais problemático do que 2015, que já tinha sido muito ruim para a marca. Luis Curi, o vice-presidente da Chery, deixou claro que a companhia tem plena consciência disso. Em uma entrevista concedida para jornalistas recentemente, ele afirma que a Chery, a exemplo da Fênix, está passando por uma era de renascimento. Segundo Curi, as coisas ainda não se tornaram cinzas por completo, mas a situação exige uma ação que provoque um renascimento.

Em 2015 a fabricante conseguiu vender 5,4 mil veículos. Agora em 2016 a expectativa é de que fique em torno de 2 mil vendas.

Para provocar o tal renascimento a Chery está apostando em uma verdadeira onda de novos lançamentos. A informação que se tem até agora é de que deverão chegar ao mercado três crossovers e dois sedãs. O primeiro a estrear deverá ser o Tiggo 2. Modelo que toma como base o Celer, que foi apresentado durante o Salão de Automóvel de São Paulo.

A previsão é de que produção nacional tenha início em fevereiro e que o lançamento seja feito entre abril e maio de 2017.

Tiggo 2

A ideia é de que o Tiggo 2 fique situado entre um pouco abaixo do degrau ocupado pelos jipinhos concorrentes. Curi comenta que foram feitas uma série de análises do mercado e variações de preços. O resultado é que o carro deverá ser um dos mais baratos.

Arrizo 3

O Arrizo 3 já foi confirmado para o Brasil. A informação é de que ele deve chegar mais ou menos na mesmo época que o Arrizo 5, que já foi exibido por aqui.

O Arrizo 3 será trazido da China e deverá enfrentar como concorrentes o Renault Logan e o Chevrolet Cobalt.

Tiggo 7

Indo um pouco mais além, entre 2017 e 2018, a Chery deverá lançar o Tiggo 7. Esse é o modelo de crossover que mais se destaca da Chery. A montagem do carro também será nacional. Ele deverá ter um porte médio, bem parecido com o Hyundai ix35, porém, com um preço bem mais baixo. Na prática, já se sabe que ele deverá servir com um substituto para o Tiggo 5.

Por Denisson Soares


Chery New QQ 2017 – versões e preços


Novo Cherry QQ 2017 – Preços e características

A montadora chinesa lançou em maio desse ano no Brasil a nova versão do Cherry QQ. O carro foi considerado pelo Inmetro como melhor veículo da categoria. A versão mais básica do Cherry QQ é a Look, que sai por R$ 31.990. Já a versão topo de categoria – ACT – custa R$ 33.990.

O programa do Inmetro analisou diversos carros para distribuir os selos de qualidade. O Cherry QQ 2017 ficou com o selo “AA”. Esse selo representa a classificação entre as melhores opções de carro da categoria. O Inmetro destaca a autonomia do Cherry QQ e a baixa emissão de gases poluentes. O carro faz 12,3 km/l na cidade e chega a fazer 13,8 km/l nas rodovías.

Dentre as versões, existem diferenças nas características tecnológicas – quando relacionada a versão Look com a versão ACT. O preço inicial do Cherry QQ subiu cerca de 15% em relação ao ano anterior. Veja abaixo o preço e os principais pontos da versão topo e da versão básica.

Look – Versão Básica Cherry QQ 2017

O preço é R$ 31.990. Conta com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos dianteiros, rádio com entrada USB, Air-Bag e freio ABS.

ACT – Versão Topo Cherry QQ 2017

O preço é de R$ 33.990, dois mil reais a mais do que a versão Look. A versão ACT conta com diversas funcionalidades que a versão Look não possui. Dentre elas estão os vidros elétricos tanto na dianteira como os traseiros, rodas liga leve de 14 polegadas, sensor de ré e de estacionamento, vidro retrovisor com regulagem elétrica, rádio com entrada USB. MP3 e CD.

Destaques

O principal destaque do Cherry QQ 2017 em relação aos demais carros da categoria é aliar um bom preço de compra com eficiência no consumo de gasolina. É um carro que conta com as principais tecnologias dos veículos modernos – como sensores de ré, regulagem elétrica do retrovisor – sem que isso pese muito no bolso do consumidor.

Outro fator importante que merece destaque para o Cherry QQ 2017 é a preocupação em criar um carro que emita o mínimo possível de gases causadores do efeito estufa. Por essas e outras, o Inmetro deu o selo “AA” para o Cherry QQ 2017.

Ass: Matheus Griebeler


Chery pode Suspender Produção no Brasil


Medida se deve ao alto estoque e à adequação da fábrica para a produção de um SUV.

A Chery, montadora de veículos chinesa, informou recentemente que decidiu suspender a sua produção de veículos aqui no Brasil. A princípio o período de “parada” será apenas de cinco meses. Mas como todos sabemos da situação complicada que anda a economia, talvez esse período ainda possa se estender ainda mais.

A suspensão da fabricação, de acordo com a montadora, terá início a partir do mês de julho. Entre os principais motivos apontados pela marca para que essa atitude fosse tomada estão os estoques que continuam altos e um problema devido a adequação da linha de produção da fábrica para a produção de um modelo SUV.

A informação foi dada em primeira mão pelo Sindicato dos Metalúrgicos. Segundo os comunicados da classe, algo em torno dos 140 trabalhadores da fábrica localizada em Jacareí, estado de São Paulo, deverão ser colocados sob licença remunerada, o chamado layoff pela montadora. Apesar de parecer pouca, essa quantidade de funcionários em termos gerais não é. Eles representam um percentual de 90% dos funcionários responsáveis pela produção.

Aqueles que restarem irão atuar em atividades que se envolvem com a manutenção e a adequação da nova linha para a fabricação dos SUV.

O diretor do sindicato ressalta ainda que há um acompanhamento sendo feito em relação a crise que atinge o mercado. A Chery consequentemente não conseguiu escapar. Apesar do sofrimento que está sendo causado ele destaca que as montadoras ainda tem tido fôlego para manterem a estabilidade do emprego.

No caso da Chery a moeda tem dois lados. Por aqui a situação não é boa. Em contrapartida, na China vai “muito bem obrigado”.

No último dia 20 os trabalhadores da companhia participaram de uma audiência na qual foram informados sobre o andamento das negociações sobre esse tema. Acabaram aprovando uma proposta que estabelece a garantia tanto dos direitos quanto da estabilidade no emprego.

O diretor do sindicato se diz contra o layoff. Porém, com um cenário de crise tão ameaçador reconhece que não há muitas alternativas daí a concordância com o mesmo.

Com o layoff implantado, uma parte do salário dos trabalhadores é pago pelo governo. O restante será complementado pela montadora.

A previsão é de que o acordo trabalhista seja assinado ainda essa semana.

Por Denisson Soares


Novo Chery QQ 2016 – Preço e Lançamento no Brasil


Chery lança Novo QQ 2016 no Brasil. Nova geração do carro ganhou novo visual e agora custa de R$ 31.990 a R$ 33.990.

A Chery do Brasil anunciou nesta quarta-feira, dia 22 de abril, o lançamento do Novo QQ. A partir de hoje, a nova geração do modelo já pode ser encontrada nas concessionárias da marca com preços que variam de R$ 31.990 a R$ 33.990. Vale lembrar que com estes valores o carro ficaram cerca de R$ 6.400 mais caro do que sua versão anterior, que custava de R$ 25.590 a R$ 27.990. Com esta encarecida no veículo, ele perdeu o posto de Carro Mais Barato do Brasil.

De acordo com Luis Cury, vice-presidente da Chery do Brasil, o veículo será inicialmente importado da China. Porém, após o segundo trimestre deste ano o Chery QQ passará a ser fabricado no Brasil, na fábrica da montadora na cidade de Jacareí (SP).

A versão de entrada do Chery QQ foi chamada de "Look" e custará R$ 31.990. Nesta versão o veículo possui ar condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros elétricos, rádio com entrada USB, airbags e freios ABS com EBD.

Já a versão topo de linha do Chery QQ se chama "ACT" e custará cerca de R$ 33.990. Esta versão do carro conta com vários ítens de série, entre eles: rodas de liga leve de 14 polegadas, sensor de ré, faróis com ajustes elétricos, vidros dianteiros e traseiros elétricos, sistema de alarme nas chaves, retrovisors com regulagem elétrica, além de Rádio com MP3 e CD.

Os interessados em comprar o veículo poderão encontra-lo em 5 cores: preto, branco, vermelho, prata marrom e branco pérola.

Com relação ao motor, o carro virá equipado com um motor 1.0 ACTECO de 3 cilindros e 12 válvulas, com injeção direta de gasolina. O motor é capaz de entregar até 69 cavalos de potência. Já com relação a sua transmissão, ela é manual de cinco marchas.

Falando agora rapidamente sobre o seu design, várias mudanças podem ser observadas, como os novos para-choques, a nova grade frontal, os novos faróis, o novo conjunto óptico e a nova tampa do porta-malas.

Sobre o Chery QQ:

A primeira geração do Chery QQ foi lançada no ano de 2003e chegou ao Brasil no ano de 2011. Por aqui, ele ganhou o título de carro mais barato do país, já que custava apenas R$ 22.900. Um detalhe interessante de se citar sobre este carro é que a General Motors acusou a Chery de ter copiado o seu modelo Chevrolet Spark. Uma das evidências da montadora norte-americana foi encontrada pelos seus engenheiros, que perceberam que as portas do Chevrolet Spark se encaixavam perfeitamente no Chery QQ e vice versa. Vale lembrar que os principais concorrentes do carro são o Effa M100, o Chevrolet Celta e o Fiat Uno.


Novo Chery Celer será produzido no Brasil


Chery anuncia que passará a produzir o Celer no Brasil. Veículo custará de R$ 38.900 a R$ 39.900.

A Chery, montadora de veículos de origem chinesa, fez a apresentação oficial, na última terça-feira (dia 14 de abril), da sua mais nova linha do veículo Celer para o Brasil, este se tornou o primeiro carro da empresa a ser produzido no Brasil, a fabricação desse carro está sendo realizada na fábrica da empresa que fica situada na cidade de Jacareí, no estado de São Paulo.

O Celer será comercializado no valor de R$ 38.990 na sua versão hatch e na sua versão sedã o preço será de R$ 39.900. Conforme os índices divulgados pela Chery, o Celer é 35% nacional, haja vista que o desenvolvimento do seu projeto foi parcialmente realizado com envolvimento do centro de pesquisa da empresa aqui no Brasil.

Com relação ao design desse veículo, o modelo teve algumas alterações, uma vez que é possível observar que os seus faróis e as suas lanternas foram redesenhadas, do mesmo modo que os para-choques e as grades frontais. Já na parte interior, a renovação ficou por conta do painel, que foi reestilizado, o qual agora possui até um computador de bordo bem no seu centro.

Com relação à motorização, em todas as suas configurações o Celer é equipado com o motor 1.5 de 16V Flex, o qual tem a capacidade de gerar uma potência de 113cv e torque de 15,5 kgfm, este propulsor, segundo a Chery, tem a capacidade de fazer com que o veículo consiga atingir a velocidade máxima de 175 km/h.

A versão topo de linha do modelo será a Act, versão esta que vem com alguns itens a mais, tais como alarme com sistema antifurto na chave, sistema de entretenimento e áudio, faróis de neblina e rodas de liga-leve.

De série o Celer irá oferecer aos seus consumidores os seguintes itens: airbag duplo, espelhos retrovisores com ajustes elétricos, ar condicionado, computador de bordo, direção hidráulica, freios ABS com sistema de distribuição eletrônica de frenagem (EBD), travas elétricas, sensor de estacionamento traseiro, bem como vidros elétricos nas quatro portas.

Assim, essa é mais uma boa opção de veículos que chega ao mercado automobilístico brasileiro e dessa vez com produção também aqui no país.

Por Adriano Oliveira


Chery registrou ótimas vendas no Brasil no 1º semestre de 2014


Mesmo com os sucessivos recuos do mercado brasileiro automotivo, a Chery do Brasil não acompanha a tendência de mercado, seguindo um caminho contrário à queda do setor automobilístico local. Obtendo no primeiro semestre de 2014 um crescimento de 74,3% em relação ao mesmo período do ano passado, a marca chinesa segue firme com a política para abocanhar cada vez mais o mercado do Brasil.

Os maiores responsáveis pelo aumento das vendas da Chery no Brasil foram o compacto urbano QQ e o hatchback Celer, ficando praticamente empatados no número de vendas neste primeiro semestre. Com um acumulado de 4.365 unidades, a marca chinesa está em 19º lugar entre as montadoras no Brasil, representando 0,28% do mercado. A Chery ficou cerca de 500 unidades emplacadas abaixo da JAC Motors (17ª) a fabricante chinesa mais bem colocada no mercado automotivo brasileiro.

Dois modelos que serão produzidos no Brasil, o compacto QQ e o hatchback Celer, quase empatados com 1.411 e 1.402 unidades vendidas, respectivamente, foram os principais responsáveis para a Chery emplacar 4.365 veículos no acumulado deste semestre. Com aumento de 74,3% em comparação com o ano passado, outro que teve boa participação foi o utilitário esportivo compacto Tiggo, com 1.119 unidades emplacadas.

Embora a Chery tenha conseguido excelente desempenho no setor, a marca chinesa almeja um crescimento ainda maior. Investindo US$ 530 milhões, a Chery está construindo uma unidade fabril na região do Vale do Paraíba, que já está com 85% das obras concluídas. Com um milhão de metros quadrados, a cidade de Jacareí – SP foi escolhida pela marca asiática pela proximidade com um grande mercado consumidor.

Com capacidade para produzir 150 mil carros por ano, a nova planta fabril terá também uma unidade de produção de motores. Com inauguração prevista para o fim de agosto, a fábrica será responsável por nacionalizar os modelos QQ e Celer.

Por Caio Polo

Chery Celer

Foto: Divulgação


Novo Chery Tiggo reestilizado apresenta design moderno


O Chery Tiggo recebe reestilização pela sua montadora e promete arrancar suspiros eufóricos de quem ver o novo modelo desfilando pelas ruas. O carro foi apenas reestilizado, mas já traz uma aparência ainda mais moderna que garante o entretenimento do público até que sua nova versão que receberá o nome na China de Tiggo 5 chegue às concessionárias.

O valor estimado do carro reestilizado é de R$ 51.990, o que corresponde a R$ 4.000,00 mais caro que o atual modelo vendido. O aumento no preço é justificado pelo motor 2.0 a gasolina e câmbio de cinco marchas. O carro também está mais potente, agora com 138 cv – o modelo atual possui 135 cv – o torque do automóvel permanece o mesmo, ou seja, 18,2 kgmf a 4.300 rpm, o desempenho do carro continua também apresentando as mesmas estatísticas:

– 0 a 100 km/h em 15 segundos;

– 170 km/h de velocidade máxima.

A dianteira do carro recebeu cara nova e agora vem com novos faróis e também nova grade, ambos bem mais afilados que antes. O capô do carro agora recebeu novos vincos e o emblema da Chery recebe destaque sendo inserido na caixa de step do carro e emoldurado em V, o que deu sofisticação à “cara” do carro.

As luzes diurnas de LED também são ponto de destaque, além do sensor de ré que indica distância, bem como o display inserido no retrovisor interno que possui bússola, barômetro e altímetro. O carro ainda investiu na segurança com a inclusão de airbags dianteiros, freios ABS, ar condicionado, sistema de som superpotente, rodas de liga-leve com aro de 16 polegadas e direção hidráulica.

Quem já viu as fotos que circulam pela internet aprovou o carro, quanto ao desempenho nada ainda foi divulgado, mas os fascinados por carros querem mesmo é curtir mais esta novidade automobilística. 

Por Jaime Pargan

Chery Tiggo 5

Foto: Divulgação


Chery Tiggo 2014 – SUV Mais Barato do Brasil


Nessa quinta-feira (13) a marca chinesa Chery apresentou sua nova linha SUV Tiggo 2014. No ano passado, a empresa fez algumas mudanças no visual do modelo, que foi anunciado em junho de 2013. Este ano, o câmbio automático de quatro marchas foi a principal novidade da Chery.

A mecânica do Tiggo continua sendo composta por um motor 2.0 16V a gasolina, da austríaca Acteco, que fornece 138 cavalos de potência e 18,2 kgfm de torque. Para conquistar de vez o mercado brasileiro, a Chery promete que seu novo SUV automático será o mais barato no Brasil. O preço será de R$ 57.990 na versão automática e de R$ 51.990 na versão manual, com câmbio de cinco marchas.

O ano de 2014 poderá ser decisivo para a empresa chinesa, já que a previsão da marca é construir sua fábrica no país (em Jacareí) e produzir a nova geração do subcompacto QQ. A Chery tentará manter também nos seus outros modelos a relação primordial para o brasileiro: o custo e benefício.

Além de querer competir com preço, a Chery quer mostrar outro diferencial das suas concorrentes asiáticas: o Tiggo A/T será o primeiro modelo chinês a ser comercializado com opção automática aqui no Brasil. O maior desafio mesmo da marca é conseguir emplacar seus modelos por aqui, pois até hoje a Chery ainda não conseguiu convencer muitos brasileiros. A comprovação disso é as vendas da marca em comparação com modelos do mesmo segmento de outras companhias, como o Ford EcoSport, o Renault Duster e o Hyundai Tucson.

Ficha Técnica do SUV Tiggo 2014: Conjunto óptico em forma de cunha com luzes diurnas de LED e um forte canhão de luz. Na parte interna, volante multifunção (contém áudio e piloto automático), sensor de ré, ar condicionado, direção hidráulica, rodas de liga leve de 16 polegadas, CD Player com rntrada USB e vidros e travas elétricas. O porta-malas suporta 435 litros.

Por Carolina Miranda


O Chery Qoros 3 é considerado o veículo mais seguro de 2013


A fabricante Chery Motors tem a classificação cinco estrelas no modelo Qoros3, o sedã de luxo que conquistou um espaço especial no EuroNCAP – responsável por uns dos testes mais rigosoros testes de segurança do mundo.

O Chery Qoros 3 ganhou o título de veículo mais seguro do ano 2013 e impressionou alguns consumidores que, até então, substimavam esse posto para a montadora chinesa. Desenvolvido em parceria com a Israel Corp, o sedã de luxo é o primeiro veículo a ser vendido nos países europeus e o intuito da montadora será  ampliar ainda mais a rede de distribuição em outros países a curto prazo, começando já nos próximos meses.

Entre as suas especificações e detalhes relevantes estão: frisos cromados, porta malas com espaço diferenciado e  satisfatório, motor 1.6 de quatro cilindros com sistema Start & Stop e sua potência varia de 127 cv e 15,8 kgfm de torque a 158 cv e 21,4 kgfm.

O carro mais seguro do ano passado teve sua estréia oficial no Salão de Genebra e apresentou mais suas variantes do modelo: O crossover híbrido e a estate. A novidade recém chegada sobre a Chery em países da América do Sul é que a chinesa vai deixar de comercializar os  modelos S-18 e Cielo. Tudo para exaltar a fabricação em solo nacional, que faz parte da nova estratégia de mercado.

Voltando ao Qoros 3, o mesmo está prometido e já é muito aguardado para os próximos meses. A confirmação foi feita ainda no mês passado pelo atual Presidente da Chery no Brasil, Luis Cury, que também afirmou que a possível primeira aparição do Qoros 3 pode ser ainda no Salão do Automóvel de São Paulo, em Outubro. Contudo, os itens de série como os oito airbags espalhados pela cabine estão entre os principais motivos de levam o consumidor ao desejo de aquisição, entre outros complementos. 

Por Luciana Ávila

Foto: divulgação


Fim das Vendas do Chery Cielo e S-18 no Brasil


Nesta sexta-feira, dia 17 de janeiro, a Chery anunciou que a partir de fevereiro deste ano deve encerrar as vendas dos modelos S-18 e Cielo no Brasil. A atitude da marca chinesa faz parte da nova estratégia de mercado, focando em sua produção nacional na nova unidade fabril de Jacareí (SP), que será inaugurada ainda neste ano.

Desenvolvido pelo Centro de Design Italiano Pininfarina, o Cielo foi lançado em dezembro de 2009. Com opções de versões hatchback e sedan, o modelo era oferecido com bloco 1.6 de 119 cv. O S-18, por sua vez, chegou em 2012 como o primeiro carro flex chinês e após 40 dias do início de suas vendas enfrentou um recall por causa de um defeito no pedal de freio.

As vendas desses três carros estiveram longe do esperado pela Chery. De acordo com a Fenabrave, em 2012 o Cielo (dois-volumes) teve 598 unidades vendidas, enquanto que o compacto S-18 teve 1.520 unidades vendidas. No ano passado inteiro, o Cielo Sedan teve apenas 112 unidades emplacadas, enquanto que a versão hatch e o compacto S-18 não registraram nenhuma venda.

O objetivo da Chery é priorizar cada vez mais os seus modelos base de comercialização que serão fabricados em solo brasileiro. Consequentemente haverá o encerramento de alguns modelos importados. Até o momento, três carros já foram confirmados para a produção local: a nova geração do QQ e as versões hatch e sedan do Celer.

A montadora esclarece ainda que mesmo com o fim das vendas do Cielo e do S-18 no Brasil, os proprietários desses veículos terão acesso a todos os procedimentos de pós-venda pela rede da marca chinesa, desde a manutenção preventiva à troca de peças, pelo tempo que for necessário.

A Chery também pretende construir um fábrica de motores, onde serão feitos o propulsor 1.0 turbo flex (em parceria com a Magneti Marelli) e o bloco 1.5 flex (com participação da Delphi em seu desenvolvimento). O motor 1.0 contará com sistema Start & Stop, que desliga automaticamente o carro em paradas breves, religando-o ao aliviar o pedal do freio.

Os dois motores serão utilizados respectivamente no QQ e no Celer. Atualmente a Chery importa esses dois veículos, além do Face e do SUV compacto Tiggo, recentemente reestilizado.

Por Caio Polo


Chery Tiggo 5 – Rumores sobre o novo modelo


O site chinês Auto Home divulgou na última semana que uma nova geração do Chery Tiggo está para chegar. No entanto, o lançamento acontecerá apenas na China, por enquanto. O site também divulgou a informação de que ele virá com um novo nome: Tiggo 5.

Ele trará novidades. Terá uma nova frente, que une dois faróis e o novo logo da empresa ficará no meio. O acabamento também será diferente no interior. Ele será semelhante ao sedan Arrizo 7, mas terá uma tela LCD no painel central. O sistema de navegação também é uma novidade de destaque, será o C-Cloud, capaz de fazer com que o motorista controle algumas funções do veículo por meio do smartphone.

Chery Tiggo 5

Foto: Divulgação

O design do novo jipinho terá linhas vermelhas semelhantes a do conceito Beta 5, como o apresentado no Salão de Xangai, na própria China, neste ano.  

Os rumores dizem que ele começará a ser fabricado ainda no mês de outubro, por volta das últimas semanas. E pode ser que os chineses consigam um modelo um mês depois, no final de novembro. Para quem ficou curioso com o preço, ele será vendido por 100 mil yuan, cerca de R$ 35.660.

Quem ama carros aguarda a chegada do modelo ao mercado.

Por Jaime Pargan


Chery S18 – Vendas encerradas no Brasil


Chery S18Apostar as fichas certas no mercado certo é a melhor forma de crescer financeiramente para uma empresa automotiva em crescimento. É exatamente dessa forma que a chinesa Chery pensa ao deixar de oferecer o modelo S18 para a venda em terras nacionais.

O veículo foi lançado em 2012 como o primeiro modelo chinês a ter um motor Flex. De acordo com algumas concessionárias da montadora no Brasil, o modelo 2013 sequer chegou a ser importado para a venda.

Ao que parece, a empresa resolveu concentrar as suas ações em dois outros modelos, o Celer e o QQ que também são importados. Isso teria ocorrido devido a uma cota que a empresa possui com IPI reduzido. Com isso, ela concentra seus esforços em veículos mais “vendáveis” e ainda obtém a mesma economia da redução do imposto. Já o SUV Tiggo e o hatch Face são importados do Uruguai que possui um acordo comercial com o Brasil e também são livres de impostos. O Cielo hatch e sedan já não são comercializados desde o ano passado e são importados somente por encomenda.

O S18 fazia uma concorrência com o Uno da Fiat e outros modelos populares por aqui. Era vendido por R$ 31.990 e tinha motor Flex 1.3 e 91 cavalos de potência. O modelo até que era bastante completo pelo preço que era vendido. Ele vinha com airbags, ar condicionado, freios ABS, direção hidráulica, todo o conjunto elétrico de vidros e travas, painel digital, rodas de liga leve, faróis e volante com regulagem de altura e diversos outros detalhes.

Por Ebenézer Carvalho


Chery Tiggo 2014 – Lançamento no Brasil


Chery Tiggo 2014A Chery Motors chegou ao Brasil há 4 anos e desde então busca inovação para o mercado trazendo os seus modelos mais competitivos.

Como a nova onda vem sendo marcada por fortes lançamentos de modelos SUV, a Chery já providenciou o  Tiggo 2014 que promete incorporar ainda mais o seu leque de opções.

Até dezembro a montadora tem a expectativa de concluir mais de 3.000 mil unidades emplacadas do utilitário.

O novo Tiggo conta com um novo visual no capô e  na sua grade frontal. Ele ainda possui luzes diurnas com faróis de LED sem falar nas rodas aro 16” e entrada de ar mais ampla para o conforto e comodidade dos ocupantes.

A chinesa vem investindo forte no quesito acabamento e já adotou materiais de melhor qualidade para os bancos, volante, console e claro, o seu painel. O carro será importado do Uruguai e também conta com travas e vidros elétricos, ar condicionado e o obrigatório freio ABS, assim como as novas normas estabelecidas para os modelos referentes ao próximo ano.

O motor continua o mesmo (2.0) por ter agradado aos proprietários dos modelos anteriores o que representa  138 cv de potência. O Tiggo apresenta a opção  manual de cinco marchas e também de câmbio automático (sendo disponibilizado desde o mês passado aqui no Brasil). O preço atual para a aquisição do veículo está em torno de R$ 52 mil.  

Por Luciana Ávila


Chery Celer – Redução do preço no Brasil


A montadora chinesa Chery anunciou recentemente uma redução nos preços de alguns de seus veículos vendidos no Brasil. O modelo hatch que antes custava 35.590 reais teve um reajuste para 29.990 reais. O sedã da empresa também caiu de preço e custa 30.990 reais, com uma redução de 6 mil reais em relação aos valores da tabela anterior. A redução desses valores vem junto da notícia de que a empresa pretende produzir o Celer em terras nacionais.

Segundo Luiz Cury, presidente da Chery no Brasil, o modelo será o primeiro da empresa a ser produzido com modificações exclusivas, planejadas especialmente para agradar ao público brasileiro.

O anúncio veio logo após a notícia de que outro modelo da empresa, o compacto Chery QQ também teria o seu preço reduzido. Ainda de acordo com Cury, a montadora irá instalar uma planta na cidade paulista de Jacareí e o Celer será o seu primeiro automóvel a ter uma produção nacional. Já o QQ, embora seja importado, irá possuir o preço especial de 19.990 reais. Quem quiser aproveitar o modelo deve se apressar, pois, segundo o CEO, foram importadas apenas 600 unidades do veículo.

O QQ importado terá motor 1.0 e será movido a gasolina. Já o carro nacional será total flex. Com a redução nos preços, a Chery tenta se introduzir no mercado brasileiro de automóveis que é dominado por diversas empresas gigantes do segmento.

Por Ebenézer Carvalho


Chery Cielo – Características e Preço


A empresa Chery, dentre as maiores montadoras chinesas, não para de investir no mercado brasileiro. Um dos carros da Chery que fazem mais sucesso no nosso país é o novo Chery Cielo, carro que possui um design arrojado, além de excelente custo-benefício. O carro em questão custa a partir de R$ 43.990,00

O Chery Cielo já está disponível em todas as concessionárias da Chery no Brasil, e pode ser encontrado em duas versões: sedan e hatch. Os modelos são bem parecidos, entretanto, contas com sutis mudanças relacionadas ao conforto do motorista.

De acordo com a Chery, o Cielo vem equipado com rodas de liga com aro de 16,  pneus 205/55, disco nas quatro rodas, freios ABS com tecnologia EBD, abertura interna de porta-malas, vidros e travas elétricas, espelhos retrovisores, air-bags, controle de estabilidade, sensores de estacionamento traseiro,  ar-condicionado, kit multimídia contendo CD MP3, direção hidráulica,  entrada USB,  regulagem da coluna de direção e faróis de neblina.

Se você gostou das configurações do novo Chery Cielo, basta correr para a concessionária mais próxima e conhecer todos os atributos desse carro de perto.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares

Chery Cielo


Chery Arrizo 7 – Previsão de lançamento no Brasil


Chery Arrizo 7Tudo indica que a montadora  Chery, empresa chinesa que não para de crescer, em breve trará para o Brasil o  novo sedan Arrizo 7. Após alcançar sucesso no país com o lançamento do Chery Tiggo, a próxima investida no mercado tupiniquim provavelmente será o novo sedan médio.

Por enquanto, a notícia não passa de especulação, já que a diretoria da Cherry ainda não divulgou oficialmente que o Arrizo desfilará por terras brasileiras. De acordo com informações veiculadas pelo China Car Times, tradicional site especializado, o carro não só seria vendido por aqui, como também seria produzido no Brasil, mais precisamente na fábrica de Jacareí, a ser inaugurada no próximo ano.

Ainda segundo essa fonte, o novo sedan passará por alterações para deixá-lo no gosto do brasileiro e ter boa aceitação no mercado nacional de automóveis. Caso as vendas sejam bem sucedidas, a montadora visa distribuir o modelo para toda a América Latina.

Nota sobre a fábrica de Jacareí: O futuro complexo industrial produzirá 50.000 unidades por ano. Caso isso se concretize, a participação da marca no mercado pulará de 0,4% para 3% em dois anos.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


Novo Chery Tiggo – Lançamento


A Chery lançou no último dia 20 de julho na cidade de Itu, São Paulo o seu mais novo veiculo, o Chery Tiggo. Esse é um carro de modelo esportivo da marca chinesa, onde a versão anterior foi lançada no ano de 2009.

O valor do Chery Tiggo será de R$ 51.990, e ele estará à venda junto com o modelo anterior, que ainda está em estoque e custa R$ 47.990.

A empresa fez a divulgação de uma garantia cinco anos sem limite de quilometragem para quem comprar esse novo veículo, na qual a sua meta será alcançar a meta de vender 350 unidades por mês, chegando ao total de 4.200 carros por ano.

E se você já conhece a versão anterior do Chery Tiggo, saiba que a novidade está NBA dianteira, que traz uma nova identificação da marca com o logo emoldurado por um filete cromado que se estende até o fim da grade.

O seu visual desse veículo é de aventura, porém, ele é qualificado como um carro familiar. Seu porta-malas é de 435 litros que pode chegar até 818 litros com o banco traseiro rebatido. E o motor desenvolve agora potência de 138 cavalos, 3 cv a mais que o do modelo anterior, com torque de 18,2 kgfm.

O que achou desse grande lançamento? Confira e compre logo o seu.

Por Josiane Fernandes de Jesus


Chery Tiggo 2013 – Lançamento


A fábrica chinesa Chery está lançando o novo Tiggo. O Tiggo é uma SUV que compete com a EcoSport e Fiat Palio Adventure, entre outros. A intenção da empresa é conquistar o consumidor mais exigente com mais essa opção.

Chery Tiggo tem um design moderno, com linhas que ajudam na aerodinâmica. O seu interior é bem espaçoso tanto aos passageiros quanto ao motorista. O Tiggo tem motor 2.0 16V com 138 cavalos de potência apenas na versão 4×2. Ele traz um porta malas com capacidade para 435L e seu tanque de combustível tem espaço para 55L.

O Chery Tiggo traz como itens de série: direção hidráulica, ar condicionado, regulagem de altura no volante, trio elétrico, sistema de som com CD Player, MP3 com entrada e USB. Traz ainda: faróis de milha, e rodas de liga leve, inclusive no estepe.

Ele sai de fábrica com cintos de segurança de três pontos com pré-tensionador nos bancos da frente, airbag duplo e freios com ABS e EBD. Uma das vantagens do Tiggo é sua economia.

Ele é seu por a partir de R$ 51.990,00.

Por Mariana Rodrigues


Chery QQ – O Carro mais barato do mundo


A montadora chinesa Chery Motors enxergou o Brasil e sua economia crescente como uma grande oportunidade de negócio. Após a "invasão" de montadores do continente asiático no país, a empresa abrirá uma fábrica e já produz o carro mais barato do Brasil: o Chery QQ. O modelo popular da Chery é importado da China atualmente, mas será fabricado em solo brasileiro a partir de 2014.

A Chery Motors, apesar de estar do outro lado do mundo, provou estar de olhos abertos nos consumidores ocidentais. Com a classe média cada vez mais consumidora, a montadora oferece à população um modelo compacto, de baixo custo e com todos os itens de série de um carro moderno, o que não acontece com os demais carros populares comercializados no Brasil.

Vendido na China por cerca de R$23.950, o compacto será oferecido aos brasileiros pelo preço médio de R$20.000. Com este valor a fabricante desbancará concorrentes como a Fiat Mille Economy, Celta e Gol.

Apesar da "qualidade duvidosa" e o designer ainda um pouco desvalorizado pelos brasileiros, a Chery Motors já garantiu sua fábrica em Jacareí (SP), que deve ser finalizada em dezembro deste ano. O modelo 1.0 perde em potência, mas pode conquistar os consumidores por seu conforto e praticidade para conduzir em um trânsito cada dia mais congestionado.

Por Marcos Junior


Chery Cielo 2013 – Lançamento


A empresa chinesa, Chery está lançando mais um modelo para o mercado brasileiro. Depois do Chery QQ, é a vez do Cielo que fez um grande sucesso no exterior em duas versões sedã e hatch. Ambos foram desenvolvidos pelo Centro de Design Italiano onde é também criada a Ferrari, mas só virá ao Brasil a versão hatch. 

O Cielo traz um design moderno, muito conforto e sofisticação, tanto para o passageiro como para o motorista. Na parte externa ele tem faróis em forma de diamante agregado com harmonia com sua frente em “U”, lanternas em forma triangular, e as janelas e os espelhos vem com detalhes em frisos cromados. 

O Chery Cielo vem de série com airbag duplo, direção hidráulica, ar-condicionado, trio elétrico incluindo ajuste dos retrovisores, regulagem de altura do volante, sistema de som, CD Player MP3 com entrada USB e rodas de liga leve. 

O Cielo vem com uma única versão de motorização. Motor 1.6 de 119 cavalos de força, porta malas com capacidade para 337L e reservatório de combustível para 57 L. Chery Cielo está custando 41 mil reais.

Por Mariana Rodrigues

Chery Cielo 2013


Novo Chery QQ – Produção no Brasil


O novo Chery QQ será produzido no Brasil, em Jacareí (SP), até no final de 2014, mas já é visto na China. A versão importada no Brasil já está disponível e será importado até 2015 mesmo com fabricação no país. 

O novo Chery QQ teve a maior mudança na parte externa do carro e também no acabamento interno, mas no mercado brasileiro ele vai receber mais de 150 atualizações. Dá para notar o melhoramento no material e revestimento. 

Seu design é inspirado nos modelos chineses, seu motor é o 1.1 de 4 cilindros a gasolina e desenvolve 68 cv e o toque de 9,1 kgfm, no Brasil será um motor Flex. Tem 5 marchas manual ou automática. O porta-malas do Chery QQ diminuiu, devido ao espaço para os passageiros da parte de trás do veículo. 

O novo Chery QQ vem com ar condicionado, freios ABS, direção hidráulica, airbargs, acionamento elétrico nos vidros, espelhos e travas, regulagem no farol, alarme, brake light, travamento à distância nas portas, vidros com fechamentos automáticos, luzes de neblina traseira e dianteira, CD Player MP3 de entrada USB e mais outros itens direto de fábrica.

Por Mariana Rodrigues

 


Chery QQ 2014 – Design moderno do novo modelo


A fabricante chinesa Chery apresentou o compacto de uma nova linha: o QQ, que foi totalmente modificado ganhando sua linha própria para comemorar os 10 anos de mercado.

O novo Chery QQ está mais largo e comprido, tem um design mais moderno e suavizado em suas partes dianteiras e traseiras, ficando ainda mais harmonioso. Está equipado com o motor inovador 1.0 e 69 cv com três cilindros, câmbio CVT automático ou manual com 5 machas.

Os itens do Chery QQ são: ar condicionado, freios ASB, airbags duplos frontais, faróis para neblinas, vidros elétricos e na parte de fora carro conta com novos para-choques e faróis. As lanternas estão embutidas na coluna da parte traseira e o capô está redesenhado. O novo modelo tem mais novidades em itens.

O valor do Chery QQ na China é de 39.500 yuans que equivale a R$ 12.400 sem cobrança de impostos.

Está confirmado que até o final desse ano a Rússia e o Chile receberão o novo Chery QQ, mas ainda não há previsão de quando ele vai chegar ao mercado nacional.

Por Mariana Rodrigues


Novo Chery Celer – Lançamento e Preço no Brasil


A Chery informou que até o final do mês o carro Celer será oficialmente lançado. Segundo a marca, os preços irão variar entre R$ 35.990 e R$ 36.990. Os clientes já podem adquirir o Celer, porém, a empresa informou que a entrega ainda não tem data específica, visto que o modelo não está disponível nas concessionárias. 

Para quem comprar o carro agora, no preço já estará incluído o valor da taxa do IPI referente ao mês de abril.

O Celer é equipado com motor flex 1.5, possui potência de 108 cavalos e tem transmissão manual de cinco marchas.

Nos equipamentos de série estão: retrovisores elétricos, travas, airbag duplo, freios ABS, ar condicionado, direção hidráulica e vidros elétricos.

O Celer chega ao mercado para competir com outros compactos, como o Toyota Etios, o Chevrolet Ônix, o Hyundai HB20, o Fiat Palio e o Volkswagen Gol. Esse carro é a aposta da Chery na briga com outros carros de preços e qualidade similar.

A Chery também informou que o Celer será o primeiro carro da marca a ser fabricado em território brasileiro. Segundo a empresa, a produção irá começar em meados de 2014.

Por Jéssica Posenato


Chery Celer – Vendas no Brasil


Há pouco tempo, a Chery, empresa chinesa de automóveis, lançou no Brasil o seu automóvel chamado de Celer (apesar de que na China se chama Fulwin). Entretanto, mesmo que tenha acabado de chegar por aqui, ele já foi reestilizado no mercado chinês.

O novo design do carro deixa-o mais próximo do gosto ocidental, com interior requintado e traços bastante elegantes. Entretanto, mesmo que o novo visual já tenha chegado ao mercado chinês, aqui no Brasil os lotes que chegarão ainda serão da versão antiga. Isso, porque como o veículo deveria ter chegado ao nosso país em dezembro do ano passado, porém com o atraso só chegará neste mês, os primeiros lotes acabarão sendo do modelo antigo.

Ainda assim, a produção do Celer que se iniciará no Brasil no final de 2013 com certeza será no design mais novo, pois há bastante tempo para os “preparativos”. A fábrica do Brasil é localizada na cidade de Jacareí, no Estado de São Paulo.

Algumas das novidades da nova versão chinesa são os sensores para estacionamento, navegador de internet (e acesso à internet), sensores de pressão dos pneus e tela multifuncional touchscreen.

Por Guilherme Marcon


Novo Chery Celer – Lançamento no Salão de São Paulo 2012


Outra interessante novidade está circulando no mercado de automóveis de todo o mundo, pois a Chery (empresa chinesa especializada no ramo de fabricação e comércio de carros) apresentou durante o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo (que ocorre até o dia 04 de novembro de 2012) o seu novo modelo: o compacto Celer.

O Celer é um relançamento de um modelo apresentado pela Chery em 2010 e que agora vem com um novo desenho, que segue o padrão adotado pela Chery na maioria de seus veículos.

O novo automóvel possuir um motor de 1.500 centímetros cúbicos, que pode se mover com gasolina ou diesel.

Outras características deste automóvel são os freios do tipo ABS, ar condicionado, airbags frontais e laterais, vidros elétricos, direção hidráulica, bancos revestidos em couro e sistema de som com Bluetooth.

Os seus grandes concorrentes do Celer são o Nissan Versa, o Renault Logan e o Chevrolet Cobalt.

O Chery Celer estará disponível para venda nas versões sedã e hatch, a partir de novembro de 2012, com valores abaixo de R$ 40.000.

Por Ana Camila Neves Morais


Chery Cielo e Tiggo – Recall no Brasil


Cerca de 12.462 unidades de automóveis da marca Chery devem passar por recall no Brasil. O recall é destinado a dois modelos específicos: Cielo e Tiggo. Os problemas identificados estão no material utilizado no escapamento e na vedação do motor de alguns veículos. O amianto é considerado um material cancerígeno e cheio de substâncias tóxicas prejudicais a saúde, por isso a montadora está solicitando o recall que já pode ser realizado.

Os chassis que necessitam de avaliação podem ser consultados no site da montadora ou até mesmo em uma concessionária autorizada da marca. O recall será voluntário, pois no paíss ainda não existe uma lei específica que obrigue a convocação neste caso.

De acordo com a Chery o uso de amianto nestes veículos não é tão prejudicial ao motorista e demais ocupantes do carro, mas sim para quem manipularia este material em alguma manutenção, no caso dos mecânicos.

A decisão de realizar o recall veio direto da matriz da empresa, que por ter uma repercussão da marca internacionalmente quer evitar problemas de imagem em países que possuem lei para banir o amianto.

Por Dayane Garcia


Chery QQ sofre Reajuste no Preço


Lançado durante o mês de maio, carregando o título de “carro mais barato do Brasil”, sendo vendido a R$ 22.990, o Chery QQ acaba de perder o posto, uma vez que sofreu um reajuste no preço sugerido, passando a custar R$ 23.990. Segundo a montadora chinesa, o aumento se deve a estratégias de mercado. 

O acréscimo de R$ 1.000 fez com que o compacto chinês caísse para a terceira posição no ranking dos mais baratos do país, sendo ultrapassado pelo compatriota Effa M100, comercializado no mercado nacional por R$ 23.480, e pelo Fiat Mille Economy, cuja versão de duas portas tem preço sugerido de R$ 23.490.

O modelo não teve nenhuma alteração no número de itens de série e nem passou por melhorias no acabamento ou no rendimento. Desta forma, ele continua oferecendo duplo airbag, direção hidráulica, ar condicionado, trio elétrico e rádio com CD, MP3 e entrada USB, além de freios ABS, faróis de neblina, spoiler traseiro, brakelight, entre outros acessórios.

Sob o capô, o QQ traz o motor ACTECO 1.1, a gasolina, acoplado ao câmbio manual de 5 marchas, que entrega 68 cv de potência e 9,1 kgfm de torque. A velocidade máxima é de 130 km/h. 

Fonte: Chery

Por André Gonçalves


Nova Fábrica da Chery em Jacareí SP


A Chery lançou a pedra fundamental da sua primeira fábrica no país, a ser erguida em um terreno de 1 milhão de metros quadrados, na cidade de Jacareí, localizada no Vale do Paraíba, interior de São Paulo.

A planta, cujo investimento inicial será de US$ 400 milhões, terá uma capacidade de produção de 150 mil unidades por ano, quando estiver em condições plenas de funcionamento, sendo que cerca de 80% deste montante será destinado ao mercado brasileiro. A construção deve gerar 3.000 empregos diretos.

A nova fábrica também será a primeira da montadora fora do território chinês que estará capacitada a realizar todo o processo de produção dos automóveis. Atualmente, a Chery possui 12 fábricas espalhadas pelo mundo, que recebem as peças prontas e apenas realizam a montagem, processo também conhecido como Completely Knocked-Down (CKD).

A princípio, a montadora chinesa irá produzir em Jacareí as versões sedã e hatch dos modelos Fulwin 2 e S18, além de um novo crossover, que ainda não teve os detalhes revelados. Os modelos Cielo, Tiggo e Face devem continuar a ser importados.

A expectativa é de que entre dezembro de 2012 e janeiro de 2013, os primeiros veículos já estejam saindo prontos da fábrica.

Por André Gonçalves


Chery S18 flagrado em testes no interior de São Paulo


O Chery S18 deve ser um dos próximos lançamentos da marca chinesa no Brasil. O modelo, que oferece as opções de carroceria hatch e crossover, já está circulando pelo interior do Estado de São Paulo com placas de teste. Conhecido em seu país natal como X1, o veículo é equipado com o motor 16V 1.3 litro, que gera 85 cv de potência e 12,4 kgfm de torque, associado a uma transmissão manual de cinco velocidades. O bloco é o mesmo utilizado em outros modelos da marca, como o Tiggo e o Face.

O S18 flagrado em território paulista é a versão crossover, que já está a venda no Chile, por um preço equivalente a cerca de R$ 20.000, valor que certamente será bem diferente por aqui (especula-se algo na casa dos R$ 40.000). Ele apresenta uma boa lista de itens de série, composta por duplo airbag, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem, rodas de liga leve aro 15, ar condicionado, trio elétrico, direção hidráulica, faróis de neblina e rádio com CD e MP3 player.

Outras novidades são o painel de instrumentos deslocado para a área central do console e o conjunto de suspensão traseira diferenciado.

Por André Gonçalves


Novo Chery QQ – Novidades


O Chery QQ, recém-lançado no Brasil, deve receber uma atualização de visual em breve, preparando o terreno para a chegada de sua nova geração. O projeto atual do compacto, que estreou por aqui custando R$ 22.900, foi criado em 2003 e desde então sofreu pouquíssimas alterações. A próxima geração do modelo já está sendo desenvolvida em seu país natal, e tem previsão de estrear por lá em meados de 2013, visando uma ferrenha disputa com a concorrência, que cresceu bastante nos últimos anos.

A atualização, cujas fotos foram divulgadas pelo site China Car Times, começa pela dianteira do QQ. Os faróis com formato circular foram substituídos por outros de formato oval, acompanhados por um para-choque renovado, com design mais agressivo. Aparecem ainda novos faróis de neblina e uma grande entrada de ar, completando o conjunto dianteiro.

Na traseira, também foram modificados o para-choque, que ganhou ares mais esportivos, a tampa do porta-malas (com novo design) e as lanternas (que ficaram um pouco maiores).

Uma nova motorização também é cotada para estrear junto com a atualização.

Com relação ao interior, a publicação estrangeira não mencionou se há alterações.

Ainda não há informações a respeito da chegada das mudanças ao Brasil. 

Por André Gonçalves


Chery Face é bem conceituado em teste de colisão


Quando da chegada dos modelos chineses no Brasil, no processo de conquista dos mercados mundiais que a indústria automobilística chinesa empreende, a principal interrogação em relação aos carros chineses foi a questão da qualidade que envolve diretamente quesitos como segurança, conforto, equipagem, entre outras.

Hoje em dia embora ainda existam muitos quesitos que merecem uma considerável melhora, pelo menos na segurança os modelos já demonstram certa evolução. E talvez um indicativo disso seja o resultado do Crash-test (teste de colisão) realizado com um modelo que já está à venda no mercado nacional.

O modelo J1 ou Chery face foi submetido a este Crash-test pela ANCAP na Austrália, seguindo os mesmos critérios de testagem utilizados por outra entidade que realiza o mesmo tipo de teste, a LATIN NCAP, que são os mesmos padrões da Europa. E o resultado do modelo, foi a obtenção de três estrelas no teste de colisão frontal, se equiparando aos modelos de montadoras de ponta.

O relatório da entidade que realizou os testes cita principalmente a boa equipagem em termos de equipamentos de segurança, que são itens de série no modelo, como airbag frontal duplo e freios ABS com EBD, como destaques do modelo. Carros que não possuam tais equipamentos ganham apenas uma estrela. No entanto o relatório da ANCAP ainda demonstra falhas no modelo como a pouca proteção ao motorista na região do tórax.

O Crash-test do J1 foi realizado com uma colisão frontal contra uma barreira de metal a uma velocidade de 64 Km/h e não testou a estrutura lateral do modelo. Mas de qualquer forma este resultado já demonstra certa evolução no padrão de qualidade e segurança dos modelos chineses e principalmente o caminho a ser seguido para uma melhora duradoura e eficiente.

Por Manoel Câmara


Chery pretende lançar novos modelos no Brasil em 2011


Com a chegada do compacto QQ ao mercado nacional, a Chery aumenta para 5 o número de modelos à venda no país, que já contava com o Cielo Hatch, Cielo Sedan, Tigo e Face. Mas a montadora chinesa está longe de ficar satisfeita com os números, e pretende trazer novos veículos para cá, alguns ainda em 2011, como é o caso do Fulwin 2. O modelo será disponibilizado nas versões hatchback e sedã, equipados com motor 1.5 flex, de 116 cv de potência, câmbio manual de cinco marchas, rodas aro 15 e freios ABS.

Outra novidade que pode vir é a família S18, composta por um hatchback e um crossover (S18D). Ambos têm sob o capô o propulsor 1.3, movido a gasolina, que entrega 84 cv de potência e 12,4 kgfm de torque, acoplado à transmissão manual de cinco velocidades. De fábrica, os modelos têm ar condicionado, direção hidráulica, alarme, freios ABS com EBD, vidros elétricos, rádio com CD/MP3 e rodas aro 14, para o hatch, e aro 15, para o utilitário esportivo. 

Já o SUV Tiggo vai ganhar uma versão com câmbio automático, enquanto que a linha Cielo terá um novo motor 1.8, além da transmissão automática como opcional.

Por André Gonçalves


Lançamento do Chery QQ no Brasil


Está confirmado para o dia 28 de abril o lançamento oficial do Chery QQ no Brasil. O subcompacto chinês vai estrear com o intuito de ser o carro mais barato do país, já que terá o preço sugerido de R$ 22.900, contra os atuais R$ 23.220 do Fiat Uno Mille de 2 portas.

Com esse valor, normalmente encontramos carros “pelados”, quase sem nenhum equipamento. Mas este não será o caso do QQ. A montadora garante que mesmo na versão básica, o carro terá um pacote recheado, que vai incomodar a concorrência, com destaque para ar condicionado, direção hidráulica, sensor de ré com aviso sonoro, airbag duplo, alarme, vidros, travas e retrovisores elétricos, faróis reguláveis, bancos traseiros rebatíveis, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem e som com CD e entrada USB. Ele tem ainda a garantia de 3 anos e assistência 24 horas.

O Chery QQ será movimentado pelo motor a gasolina ACTECO 16V, de 1.1 litro, que gera 68 cv de potência e 130 km/h de velocidade máxima, acoplado ao câmbio manual de cinco marchas.

O veículo chega para ampliar a gama de modelos da Chery comercializados no Brasil, que já conta com o Tiggo, Face, Cielo Hatch e Cielo Sedan.

Por André Gonçalves


Automóveis Chery – Recorde de vendas no Brasil em 2010


A montadora chinesa Chery, presente há apenas 16 meses no mercado brasileiro, bateu, no mês de novembro, o seu recorde de vendas no país. De acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), foram registrados 1.138 emplacamentos, o que significa um aumento de 28,6% em relação ao mês de outubro.

O Face é o modelo mais vendido (cerca de 60% das unidades comercializadas). O compacto tem motor 1.3 e custa R$ 32 mil. Outros veículos vendidos pela montadora são o Tiggo e o Cielo. Com esses números, a Chery conquistou 0,38% do mercado automotivo brasileiro. Pensando em crescer ainda mais, a montadora que já conta com 64 revendas em território nacional, pretende aumentar o número para 77, ainda no mês de dezembro, estando presente em todas as capitais e principais cidades do país.

Outra novidade prometida pela empresa é a fabricação do carro mais barato do Brasil, o compacto QQ, que estará à venda em 2011 por R$ 22 mil.

Por André Gonçalves

Fonte: Interpress Motor


Chery QQ – Novo Carro Compacto mais Barato do Brasil


A marca chinesa Chery lança no início do ano que vem no Brasil o compacto QQ, que deve brigar entre os populares para ser o veículo mais barato do país.

De acordo com a marca, o modelo deve ser vendido no mercado brasileiro por R$ 22.900, contra os atuais R$ 23.850 do Fiat Uno, que ocupa o posto de carro mais barato do mercado nacional.

Atualmente a Chery vende no Brasil três modelos. No Salão do Automóvel de São Paulo, que vai até o dia 7 de novembro, a montadora apresentou outros quatro modelos. São eles os modelos crossover S18D e S18, o SUV Tiggo e o Fulwin 2. Não foram divulgadas informações sobre as vendas dos modelos no país.

Por Luana Neves


Chery Automobile – Montadora terá uma fábrica em São Paulo


O mercado brasileiro de veículos automotores cresceu consideravelmente no primeiro trimestre deste ano, em virtude da isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), e em agosto último, devido à concorrência no mercado brasileiro (segundo Joel Leite, diretor da Agência AutoInforme).

O poder aquisitivo da população, crescente nos últimos meses, tem gerado bons frutos no exterior, tanto que a montadora chinesa Chery Automobile Ltda anunciou a edificação de uma fábrica em Jacareí, no interior de São Paulo. De acordo com Du Weiqiang, representante das sócias da empresa no país, a escolha só foi levada adiante após anos de estudos, os quais possibilitaram a identificação ideal do local como o maior mercado consumidor de veículos no Brasil, atrelado às condições logísticas e a vasta rede de fornecedores de peças.

Luis Curi, CEO da Chery no Brasil, sopesa que o investimento total para a fábrica de Jacareí será de aproximados US$ 1 milhão. Com o intento em vista, o portal de notícias G1 assinala que a unidade brasileira integrará as estratégias da montadora chegar à marca de 25 mil unidades comercializadas no Brasil até ano que vem, uma vez que desde 2009 a Chery já atua por aqui por meio de 40 concessionárias.

Por Luiz Felipe T. Erdei


Chery Cielo 2010 – preço divulgado


A Chery começou a vender o Cielo (chamado de A3 na China) no Brasil. O preço começa em R$ 41.900,00, preço válido para ambas as versões, hatch e sedan.

Pelo preço, o carro traz um bom nível de equipamentos. Tem um motor 1.6 16 válvulas de 119cv a gasolina e já vem com ABS/EBD, airbag duplo, vidros e travas elétricas, direção hidráulica e outros itens de série.

O Cielo que, junto com Tiggo e Face, forma a linha da Chery no Brasil, vem tentar fazer uma boa imagem do carro chinês no Brasil, imagem esta que não é muito boa lá fora. A Revista Auto Esporte, no entanto, avaliou o modelo e percebeu alguns problemas um tanto sérios de acabamento.

Chery Cielo
Chery Cielo

Chery Cielo – antigo A3


Lembra-se da Promoção do Chery New Name, aquela para definir o novo nome do A3 no Brasil? Pois bem, saiu o resultado. O carro vai se chamar Chery Cielo. O carrinho vai ser produzido no Mercosul, numa fábrica em Montevidéu, Uruguai, e na China, em Wuhu.

Segundo a Interpress Motors, duas pessoas, ambas paulistas, escolheram o mesmo nome, e estas duas vão visitar as plantas que produzirão o Cielo. A palavra cielo é da língua espanhola e significa céu. E também é o sobrenome do nadador Cesar Cielo, medalha de ouro em Pequim 2008.


Concurso cultural “Seja o autor do novo nome do Carro A3 da Chery”


A Chery Brasil está promovendo um concurso cultural para escolher o nome do seu carro que, na China, é chamado de A3. O nome não pode ser utilizado no Brasil porque, por aqui, a Audi já o utiliza. Por enquanto, o A3 está sendo chamado de Chery New Name por aqui.

Para participar é simples, basta sugerir o nome do novo carro, até 16 de outubro. O vencedor do concurso ganha uma viagem de 7 dias para a China, onde conhecerá a fábrica da empresa, em Wuhu.

Veja como participar no site da Chery Brasil.


Teste do Novo Chery Tiggo 2.0 2010


Os chineses estão chegando. O Tiggo, fabricado no Uruguai, foi avaliado pela Quatro Rodas de setembro e pelo pessoal da Vrum.

O carro tem apelo. Traz motor 2.0 de 135cv e vem completo, com ar condicionado, airbag duplo, sistema de som com MP3, freios com ABS e EBD, direção hidráulica, trio elétrico… e tudo isso por R$ 49.900,00, muito mais barato que os concorrentes coreanos Tucson e Sportage.

Mas o repórter da Vrum tem razão: o carro vai mesmo ter que superar a complicada imagem dos carros chineses. E não faz muito para melhorar isso não. Dá para perceber que as peças não parecem ter um encaixe muito bom. E o motor é fraco. Tudo bem, a indústria japonesa também tinha problemas de qualidade nas décadas de 1950 e 1960, mas vamos ter que esperar uns anos e ver se esses chineses não vão dar muitos problemas.