Novo Hyundai Kona 2023 deve ter versão 100% elétrica e outra híbrida

Recentemente a Hyundai anunciou o Kona 2023, um carro que para alguns é o hatchback da marca, para outros é o SUV compacto da montadora, mas o fato é seu visual chamativo e sua interessante motorização.

O carro foi flagrado recentemente em testes nas ruas de São Paulo e para quem já conhecia esse modelo da marca, rodando em países estrangeiros como o Canadá ou até mesmo no Paraguai irá se surpreender. Isso porque, segundo fotos e algumas propagandas da marca, o carro vem com um facelift totalmente diferente, traz um visual mais futurista e clean semelhante aos modelos de Teslas e ao Volvo XC40. A promessa da Hyundai é bem clara: pilotar para o futuro – e ao que parece, é uma promessa com bastante lastro.

Nos nossos países vizinhos, este carro vinha com uma grelha charmosa na frente, acompanhada de dois pares de faróis halógenos e assistente de condução em neblina, mas a grelha é um instrumento de arrefecimento que ajuda o motor a combustão, o que não deve ser visto nos modelos elétricos. Na lateral, saias em plástico da mesma cor ou diferente da carroceria, frisos suaves e limpos. Na traseira, dois pares de lanterna e poucos detalhes, é de fato um carro minimalista num primeiro olhar.

Quanto ao motor, a empresa coreana não detalhou, exceto que definiu três versões, uma a combustão interna, uma Híbrida (HEV) e outra 100% elétrica (EV). No Canadá, a versão totalmente elétrica já é uma realidade a algum tempo, lá os carros acompanham o que eles chamam de carregadores AC, mais lentos, geralmente usados em tomadas residenciais e outro DC de carregamento rápido, este último proporciona 80% de bateria em até 90 min, os 20% restantes levam em torno de 150 minutos.

Mas o motorista em nenhum momento fica na mão, pois de forma alguma a bateria é um problema. Haja vista que 80% de carga, dado a proporção, fornece 244 km de autonomia no motor de 136 cavalos e bateria de 39 Kwh e 387 km de autonomia no motor de 204 cavalos e bateria de 64 Kwh. Assim como todo aparelho elétrico a bateria tem seu funcionamento determinado por fatores externos como temperatura e modos de uso, este carro não é exceção, há relatos de motoristas canadenses que conseguem até 500 km de autonomia a 100% da bateria, mantendo em mente se tratar de um país mais frio e condições de estrada etc.

É um carro sem sombra de dúvidas bonito, e vai entrar com tudo para competir com os consagrados nacionais, Jeep Compass e Toyota Corolla Cross. Mas o grande diferencial sem dúvidas é a motorização elétrica, pois, uma autonomia com esses números é algo visto em pouquíssimos veículos nacionais, para elucidar, o Volvo XC40 Recharge Twin faz 502 km de autonomia, a um custo de R$ 399.950,00. Por isso batemos na tecla de que, se o Kona vier com um preço mais competitivo, o mercado de SUVs e de carros de emissão 0 pode ser rebalanceado e encontrar um novo panorama.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *