Honda City (hatch e sedã) sobe de preço, até R$ 3.400, em janeiro de 2023

Honda City acompanha tendência de alta dos preços dos carros.

acompanhou a subida nos preços com a chegada de 2023. Nenhuma versão escapou.

Entre as versões sedans, a EX, modelo de entrada, aumentou aproximadamente 2,62% (Cerca de 3.000,00), a versão EXL segue os 2,62% e agora passa a custar R$ 125.600,00 – alta de 3.200 reais – por fim, o sedan topo de linha, o Touring, sofreu acréscimo de 2,57% e agora chega ao consumidor no valor de R$ 135.600,00, sendo 3.400 reais a mais.

Entre os modelos Hatchback, a versão EXL saltou 1,98% resultando em R$123.600,00, uma alta de 2.400 reais e a versão Touring acompanhou o mesmo percentual de variação e agora custa R$ 133.300,00.

São valores consideráveis, principalmente quando comparamos com seus concorrentes, o Toyota Yaris que ajustou os preços em aproximadamente 1,76% – Nissan Versa que ajustou à 1,76% e o Chevrolet Onix que ajustou à 1,62% aproximadamente. Alguns valores podem apresentar diferenças devido às versões e itens adicionais.

Mas preservemos a calma, os acréscimos não são indiscriminados e nem um capricho da montadora. O Honda City traz para 2023 algumas mudanças, sutis, porém presentes. A começar pelo visual todo redesenhado e moderno da versão final de 2022, o espaço e o acabamento interno sobretudo na versão hatch cujos bancos traseiros foram recuados, aumentando, assim, o conforto de quem vai atrás. Atualização de engenharia e motor, agora ele é L15B 1.5 i – VTEC DI no lugar do L15A 1.5, o que otimiza o desempenho do carro, que continua sendo abastecido tanto a álcool quanto a gasolina.

Um segundo ponto a ser levado em consideração é que esse aumento, como pode ser constatado, está dentro de um contexto padrão, no qual grande parte das montadoras optaram pelo aumento de uma taxa que varia de 1,5% a 3%. Isso implica em poucas diferenças de concorrência, já que os ajustes foram aproximados.

Além disso, esse aumento não é nenhum ponto fora da curva, é uma tendência que devemos observar em muitos senão todos os veículos que entram no mercado brasileiro. Fatores externos como o custo de produção, a crise dos semicondutores e a inflação são fatores relevantes no cálculo do preço final de um carro. Vale lembrar que a previsão se refere a veículos novos, quanto aos usados, a previsão do renomado Banco Internacional JP Morgan estima uma redução de até 20% no preço dos carros usados assim que se iniciar 2023.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *