Seguro de Carro Antigo – Como Fazer


Confira aqui algumas dicas de como fazer seguro de carro antigo.

Se você possui um veículo que tenha 10 ou mais anos de uso, já sabe a dificuldade que é fazer o seguro do mesmo. Isso porque muitas seguradoras acabam recusando carros que se enquadram nesse tipo ou ainda, acabam cobrando um preço elevado para a sua cobertura, deixado inviável a sua realização.

E é exatamente de olho nessa fatia de mercado que algumas empresas começaram a se especializar em uma nova modalidade de seguro de automóveis mais antigos, chamada de flexível ou “flex”. Trata-se de um mecanismo muito simples que busca baratear o serviço, oferecendo uma cobertura segmentada ou simplificada. Ficou curioso e quer saber mais sobre essa modalidade? Então fique ligado que nós te contamos tudo.

Seguro de carros no Brasil

É notável que no Brasil o seguro de automóveis está fortemente centrado nos veículos que tenham até cinco anos de uso. Essa fatia representa aproximadamente 80% de todo o mercado brasileiro, formado por cerca de 17 milhões de carros segurados. Esse fato pode ser explicado levando em conta o requisito econômico, uma vez que os automóveis ficam cada vez mais velhos e depreciados e, em contrapartida, o valor de todas as peças segue muito parecido em carros seminovos ou novos. E é exatamente por esse motivo que o valor das cotações normais fica inviável, uma vez que as seguradoras são, por lei, obrigadas a colocar os componentes originais no momento do reparo. Por isso que o valor do seguro em veículos mais antigos atinge facilmente os 10% ou mais de todo o preço do bem.

Com isso, muitos proprietários abrem mão da proteção, deixando o carro sem seguro algum.

Atualmente, aproximadamente 70% de toda a frota que circula no país, formada por cerca de 35 milhões de carros de passeio, não possui uma cobertura para rodar pelas estradas brasileiras. E é exatamente para esse mercado que as empresas têm se voltado mais e se movimentado, propondo alternativas úteis para não perder o cliente.

Duas opções de Coberturas para carros de 10 anos ou mais

A HDI Seguros, uma empresa que atua no ramo, oferece um pacote chamado “HDI Fit”, que disponibiliza uma cobertura simplificada com custo do seguro entre 30% e 60% mais barato. Na comparação, o seguro completo e tradicional é chamado de cobertura compreensiva, enquadrando perda total, danos a terceiros, colisão parcial, incêndio e furto e roubo. Não havendo franquia, o seguro simplificado oferece diversos tipos de proteção, podendo eles serem contratados de forma combinada ou individual. Então, quanto maior a cobertura, maior o valor do seguro. Vale lembrar que para essa modalidade são aceitos carros com modelos de, no máximo, 20 anos de uso. Além disso, não há disponibilidade de cobertura para a perda parcial (colisão), de forma a conter os custos.

Conforme pesquisas da seguradora, um dos maiores medos apontados pelos usuários de carros mais antigos é relacionado ao furto e roubo, uma vez que esses veículos são mais visados para o abastecimento de desmanches e no mercado ilegal voltado para autopeças.

Os planos da companhia para muito em breve são de oferecer opções de cobertura também para a perda parcial, desde que seja feito o pagamento de uma franquia com valores bem mais acessíveis se comparados com os demais seguros disponibilizados pela empresa.

Outra organização que oferece o seguro simplificado é a Azul Seguros. Há duas opções oferecidas para coberturas diferenciadas. O primeiro, a “Azul Auto Leve”, reduz em até 25% o valor de uma apólice e que cobre incêndio, colisão, furto, roubo e, também, responsabilidade civil facultativa. Na mesma modalidade é possível a contratação de coberturas para faróis, vidros, lanternas, retrovisores, carro extra e danos morais. Ainda, há opção de guincho em até 200 km e assistência 24 horas. O pacote está disponível para carros de até 25 anos e com valor segurado em R$ 80 mil.

Além desse, o “Azul Seguro Auto” faz cobertura de furto, roubo, incêndio, colisão e adicionais que podem ser contratados pelo cliente conforme as suas necessidades. Essa opção está disponível para os automóveis com até 25 anos de fabricação e na importância de R$ 150 mil.

Em ambos os produtos, os carros com 11 anos ou mais ganham 5% de desconto em pagamento parcelado em 10 vezes fixas ou à vista. Apesar de serem apenas duas opções de seguradoras, vale à pena pesquisar juntamente com aquela mais próxima de você se não há opções viáveis para esse tipo de veículo. Assim, o motorista possui garantias de cobertura nas mais diferentes situações que possa encontrar.

Kellen Kunz


Toyota Yaris Hatch 2019 – Preços


Modelo teve reajuste de valor e ficou um pouco mais caro.

Depois de tanta espera aguardando o lançamento do novo Toyota Yaris 2019, o modelo chegou ao mercado brasileiro.

O modelo Yaris da Toyota é um dos veículos comercializados mundialmente pela montadora japonesa e vem tendo um sucesso considerável em diversos mercados automobilísticos ao redor do mundo. Na terra do Tio Sam, somente em um ano, o modelo compacto conseguiu ultrapassar a marca de 100 mil unidades comercializadas.

O seu lançamento ocorreu no Japão no ano de 1999 e hoje, após algumas reestilizações, já se encontra em sua terceira geração em boa parte dos mercados nos quais ele está presente, no qual também o Brasil é incluído. No mercado brasileiro, o Toyota Yaris teve suas vendas iniciadas no meio deste ano, já a sua produção começou, para a variante com carroceria hatch, no dia 15 de junho e as carrocerias sedã começaram a ser produzidas no dia 02 de julho.

O veículo conseguiu uma excelente quantidade de emplacamento por aqui, conseguindo ficar na segunda posição entre os veículos mais comercializados da montadora Toyota no mercado brasileiro. O recentemente lançado Yaris Hatch sofreu novamente uma alteração em sua tabela de preços, o que acabou deixando-o com o valor um pouco mais elevado no mês de novembro. Essa atualização em sua tabela já é a segunda que ocorre desde o seu lançamento no mês de julho de 2018.

O reajuste, embora tenha sido discreto, ocorreu somente na versão com carroceria hatchback, o qual tem tido grande destaque no ranking, batendo a marca de emplacamento em 3.148 unidades no mês de outubro deste ano, fazendo com que seu irmão menor, o Toyota Etios Hatch, ficasse bem mais longe, com uma quantidade amarga, no mês passado, de somente 1.248 unidades emplacadas.

Sendo assim, o Yaris Hatch 1.3 com transmissão manual, que é a versão de entrada do modelo, era comercializado, antes do novo reajuste, pelo valor de R$ 59.990, agora atingiu a marca de R$ 60.290, isto é, ficou mais cara em R$ 300. Por outro lado, a versão intermediária, que é a XL e conta com transmissão automática com câmbio CVT, passou a ser vendida após o reajuste pelo valor de R$ 66.290. As opções XL Plus Tech, que também possui câmbio automático CVT, continua no mesmo valor, sendo R$ 69.990. Já as versões com um preço mais elevado, como a XS 1.5 com câmbio CVT e a top de linha XLS, sofreram um aumento que chegou a R$ 400.

Confira abaixo todas as variantes com seus respectivos valores reajustados:

Nova Tabela de valores do Toyota Yaris Hatch

  • Modelo Toyota Yaris Hatch com câmbio manual – passou a ser R$ 60.290 – era R$ 59.990
  • Modelo Toyota Yaris Hatch versão XL com câmbio automático – passou a ser R$ 66.290 – era R$ 65.990
  • Modelo Toyota Yaris Hatch versão XL Plus Tech – manteve o mesmo valor – R$ 69.990
  • Modelo Toyota Yaris Hatch versão XS – passou a ser R$ 75.890 – era R$ 75.490
  • Modelo Toyota Yaris Hatch versão XLS – passou a ser R$ 79.390 – era R$ 78.990

De acordo com a montadora asiática, a expectativa, quando se trata do modelo Yaris em sua linha 2019, é de comercializar aproximadamente 45% na versão Sedan e os outros 55% de vendas ficariam por conta da versão hatch. A marca japonesa tem o desejo de realizar o emplacamento de 5800 unidades a cada mês, considerando tanto as vendas do Toyota Yaris 2019 como também do Toyota Etios. Além disso, a Toyota também tem como plano a elevação considerável de suas exportações, principalmente para os países vizinhos do Brasil.

FILIPE R SILVA


Carros Mais Baratos do Brasil – 2018


Alguns modelos da Chery, Renault, Fiat e Chevrolet estão entre os mais baratos vendidos no Brasil.

Quem pretende comprar um carro novo sabe que é preciso comparar todos os modelos e ficar atento a vários detalhes, por exemplo, o espaço interno, segurança, economia de combustível e tantos outros itens. Porém, os brasileiros nesta época de crise sempre começam a verificar primeiramente o preço, afinal, nem sempre é possível ter o carro dos sonhos na garagem, mas aquele que o dinheiro dá para comprar.

Se você também está pesquisando por um carro novo e está de olho nos preços, fique atento à lista abaixo que traz alguns dos modelos mais baratos da atualidade:

Chery QQ

O modelo não é muito popular no Brasil, mas vem ganhando cada vez mais espaço justamente por custar bem menos que os concorrentes, hoje as versões ficam entre R$ 28.340 a R$ 34.140. O problema é que só tem motorização 1.0 de três cilindros flex e câmbio manual de 5 velocidades, mas é uma ótima opção para quem não se importar com isso. O hatch é leve, pesa cerca de 940 kg e mesmo assim não consegue garantir uma boa economia, pois faz 8,9 km/l na cidade e 9,9 km/l nas estradas. Se abastecido com gasolina, consegue fazer 12,9 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada. Outra questão que precisa ser analisada é a falta de espaço, pois é bem compacto e o porta-malas oferece apenas 160 litros de espaço.

Chery QQ

Renault Kwid Life

O modelo custa R$ 32.490 na versão mais barata e é uma ótima opção para quem pensa em adquirir um carro 0km. Tem um design moderno, linhas luxuosas e conta com três versões: Liffe, Zen e a Intense, sendo que a versão mais cara é de R$ 41.990. O motor é 1.0 flex 3 cilindros com 70cv e 9,8 kgfm e câmbio manual 5 velocidades. É um veículo relativamente econômico e abastecido com gasolina faz até 15,6 km/l nas estradas. O porta-malas oferece 290 litros de espaço, só que a abertura não é tão larga. É um bom veículo, mas a versão mais barata pode ser considerada simples de mais por alguns, então é preciso comparar as três e ver se não farão falta os itens do modelo que custa R$ 41.990. O problema é que se o consumidor resolver comprar a versão mais cara, encontrará no mercado outras marcas, que oferecem boas opções, então é preciso pensar bem antes de fechar negócio.

Renault Kwid Life

Fiat Mobi Easy

O modelo de R$ 32.590 na versão de entrada tenta ganhar mercado. São quatro versões e todas precisam ser analisadas muito bem, para o consumidor não se arrepender depois, pois a companhia caprichou nos itens, mas dos modelos mais caros. A versão top custa R$ 43.590 e apesar do preço tem motor 1.0 Firefly com 77 cv e 10,9 kgfm. Outro detalhe importante é que as versões baratas contam com o antigo 1.0 Fire que oferece 75 cv e 9,9 kgfm. Abastecido com gasolina, o modelo faz 15,2 km/l nas estradas. Esta opção não é boa para quem tem família grande, mesmo com o porta-malas tendo 235 litros.

Fiat Mobi Easy

Fiat Uno Attractive

Outro modelo da Fiat fica entre os mais baratos, só que este custa R$ 42.990 se for na versão mais barata. O motor é 1.0 8V flex, 4 cilindros de 75 cv. Não tem mais no mercado o hatch com motor 1.3 Firefly com câmbio automatizado de 5 marchas. Segundo o Inmetro, abastecido com gasolina esse modelo faz 13,4 km/l nas estradas. Tem bom espaço no porta-malas, com 280 litros e internamente é confortável, desde que a família não seja grande.

Fiat Uno Attractive

Chevrolet Onix Joy

O modelo que é o mais vendido no Brasil, tem sua versão Joy que custa R$ 43.790 e apesar de ser mais cara que os quatro modelos acima, é uma excelente opção para quem pode gastar um pouco mais. O motor é 1.0 8V de 4 cilindros, com 80 cv e 9,8 kgmf. Apenas quem pagar mais e adquirir as versões top é que poderá contar com o motor 1.4.

Chevrolet Onix Joy

Por Russel


Como Legalizar Carros Rebaixados?


Saiba o que fazer para legalizar um carro rebaixado.

Provavelmente você conhece alguém que é apaixonado por carros. E talvez você até seja um deles. E uma ‘modinha’ que veio para ficar é a dos carros rebaixados, já que muito se vê deles em filmes, novelas e nas próprias ruas do mundo todo.

Porém, você faz ideia sobre a forma correta de rebaixar o seu veículo? E os custos envolvidos para a legalização? Se você não souber a resposta para essas perguntas, essa matéria é para você.

Fique ligado e confira todas as informações que você precisa saber para não correr o risco de receber uma indesejada multa ou, ainda, perder os pontos de sua carteira de habilitação. E se você já rebaixou o seu carro, muita atenção. Saiba que é preciso deixar a documentação em dia, com passos bem simples e de fácil acesso. Confira tudo a seguir.

Legalização do carro: e agora?

Para quem ainda não rebaixou o seu veículo, o primeiro passo a seguir é solicitar juntamente ao DETRAN a Autorização Prévia da Autoridade de Trânsito. Isso é fundamental antes de uma modificação no seu automóvel.

Feita a alteração no carro, o segundo passo é o de obter o Certificado de Segurança Veicular, o CSV. Para que se consiga esse certificado, são necessários alguns passos.

Em primeiro lugar, o veículo precisará passar por uma vistoria, tanto pelo DETRAN como em uma das unidades credenciadas do Inmetro. Sendo aprovado nessas, o condutor recebe o CSV.

Ao estar em mãos com esse documento, ainda é exigido alguns outros documentos, precisando esses ser providenciados. Trata-se do Documento do Veículo, o CRV, ou a declaração de seu extravio; a nota fiscal de todas as peças utilizadas; e a nota fiscal do serviço realizado, sendo que esse precisa ser feito, preferencialmente, em uma oficina autorizada.

Em relação a esse último item, caso o condutor tenha feito o trabalho por meios próprios, é necessária a apresentação de uma declaração de caráter específico do próprio proprietário. Assim, é preciso constar todos os dados do veículo e motorista, bem como ter uma firma reconhecida e que se responsabilize civilmente e criminalmente por todo o serviço.

Porém, se mesmo sabendo de tudo isso, o condutor já fez a mudança no carro sem o aviso e autorização prévia para o DETRAN, o procedimento ainda deve ser o mesmo. Todavia, vale ressaltar que há uma multa administrativa para esse caso, com um valor aproximado em R$ 120.

Valores para a legalização do carro rebaixado

Com a emissão de todos os documentos que foram citados anteriormente, o valor para a legalização de um carro rebaixado pode variar, dependendo da região e do Estado do Brasil. Porém, em média, esse fica em torno de R$ 350.

Nesse valor, não está incluído os gastos do condutor com o mecânico de confiança, peças necessárias, entre outros. Portanto, o melhor é estar prevenido e reservar um valor extra em caso de necessidade.

Dicas muito importantes

Agora que você já sabe o custo e os documentos necessários, vale lembrar de algumas dicas muito importantes. Sendo assim, antes de qualquer coisa, é muito importante levar o automóvel para um mecânico de confiança antes de apresentá-lo em vistorias. Isso porque ele poderá se certificar de que nenhuma regra sobre o rebaixamento tenha sido descumprida.

Além disso, logo que for entregue o laudo do Inmetro, esse deve ser apresentado e entregue ao DETRAN. Assim, eles poderão realizar uma nova vistoria, certificando-se de que o laudo tem validade.

E, por fim, antes de circular pela cidade com o seu carro rebaixado, atenção. Você somente está autorizado para isso quando a documentação oficial chegar, tendo sido realizados corretamente todos os procedimentos.

Para quem descumprir qualquer recomendação em relação à legalização de um veículo rebaixado, a infração é dura. Assim, o condutor que for flagrado dirigindo um carro sem autorização, responderá por infração grave, com apreensão do automóvel, multa aproximada em R$ 130 e perda de um total de cinco pontos na CNH.

Por Kellen Kunz

Carros rebaixados


Carros Novos Mais Baratos do Brasil em 2018


Confira os 5 carros novos mais baratos do Brasil neste ano de 2018.

Esta semana foi anunciado que o carro mais barato do mundo não será mais comercializado, o Tata Nano está saindo de linha em um dos países mais populosos do mundo, a Índia.

Um dos carros mais baratos e também o mais básico, o veículo possuía apenas o essencial para rodar nas estradas daquele país e o seu custo estava avaliado pelo preço de R$ 13 mil.

Um cenário bem diferente do que vivemos aqui no Brasil. Apesar das diferenças e avanços das normas de trânsito e segurança que possuímos por aqui, estamos bem à frente da Índia.

Você já viu algum vídeo de como é o trânsito na Índia? Faça uma pesquisa rápida no Youtube que você encontrará vários exemplos.

Lista dos Veículos mais baratos em dois níveis

Essa diferença justifica o preço dos veículos mais caros em nosso país. Nesse artigo vamos listar os veículos mais baratos vendidos no Brasil em dois níveis, se você tem interesse em encontrar um carro barato, continue lendo este texto e descubra qual deles se enquadra no seu perfil.

A seguir vamos mostrar os subcompactos com motor 1.0 avaliados entre R$ 27 mil e R$ 32,5 mil e a partir do 4º da lista veículos acima da linha dos R$ 40 mil. Infelizmente em nosso país há uma carência de veículos até R$ 35 mil novos, nessa faixa apenas seminovos.

1. Caoa Chery QQ

No topo da lista encontramos o subcompacto com motor 1.0 de três cilindros e 75 cv de potência produzido em Jacareí – SP, o Caoa Chery QQ Smile, sendo vendido a partir de R$ 27,5 mil.

Os itens de série são vidros elétricos, rádio com USB e computador de bordo, se o cliente desejar comprar este modelo da Chery deverá abrir mão de dois itens, a direção hidráulica e o ar condicionado, diminuir no conforto para ter economia de preço.

Chery QQ 2018

2. Renault Kwid

O Renault Kwid foi lançado há pouco mais de um ano e atualmente sofreu um encarecimento em seu preço de R$ 2,5 mil, sendo vendido a partir de R$ 32.490. O subcompacto da Renault possui motor 1.0 também com os mesmos 3 cilindros do Caoa e 70 cv de potência.

Os itens de série são desembaçador traseiro, isofix e airbags laterais. A economia oferece apenas os itens obrigatórios. Não possui suporte para vidros elétricos, direção ou travas elétricas.

Se você desejar Kwid com direção elétrica deverá optar pela versão intermediária, chamada Zen e ainda sofre um aumento de R$ 5 mil chegando a R$ 37.490, mesmo assim ainda está na lista dos mais baratos.

Renault Kwid 2018

3. Fiat Mobi

A Fiat investiu no subcompacto Mobi como seu carro de entrada. Nas versões para 2019 conseguiu um reajuste de preço diminuindo em R$ 2 mil do valor original. O motor é de 4 cilindros 1.0 com 75 cv de potência, o motor é o famoso Fire 1.0.

Caso desejar a versão de 3 cilindros 1.0, chamada Firefly, deverá desembolsar pelo menos R$ 43.590 apenas na versão intermediária. Outro detalhe é que esta opção não possui ar condicionado e direção hidráulica.

Fiat Mobi 2018

4. Fiat Uno Attractive

Há pouco mais de um mês o famoso Uno ganhou uma nova linha para 2019, no entanto, não existem muitos motivos para comemoração. A versão para 2019 perdeu alguns itens de série e voltou a usar seu motor antigo o Fire 1.0 com 4 cilindros e 75 cv de potência.

Outro detalhe é o reajuste em R$ 3 mil em seu preço original, os itens de série são ar condicionado, direção hidráulica, travas e vidros elétricos, o Uno tem uma grande vantagem em relação ao seu primo Mobi, o espaço interno maior, além da direção hidráulica e o ar-condicionado.

O Uno Attractive está sendo vendido pelo preço de R$ 42.990.

Fiat Uno Attractive 2018

5. Chevrolet Onix Joy

Chegando em quinto lugar da lista dos veículos mais baratos do Brasil, um dos mais vendidos também, o Chevrolet Onix Joy, com preço a partir de R$ 43.790 com motor 1.0 de 4 cilindros e 80 cv de potência.

O valor mais acessível é justamente pelo seu acabamento mais simples e também pela ausência da modernização dos modelos 2019. Os principais itens de série são direção, vidros e travas elétricas e ar-condicionado.

O Onix possui câmbio com 6 marchas e o essencial para os modelos mais econômicos, a versão Onix LT 2019 mais moderna está sendo vendido a partir de R$ 48.390.

Chevrolet Onix Joy 2018

Estes são os 5 veículos mais baratos do Brasil, qual deles você achou mais interessante? Compartilhe este artigo com seus amigos e veja se eles têm interesse em comprar um veículo mais barato.

Por Marcio Ferraz


Como Declarar Carro Financiado no IR?


A obrigatoriedade passa a valer no ano de 2019, por isso é importante saber como fazer a declaração e ficar atento aos detalhes.

Neste ano, ainda não é obrigatório preencher os campos relacionados à compra, venda ou parcelamento de veículos na declaração do IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física). A obrigatoriedade passa a valer no ano de 2019, porém, especialistas recomendam desde já o preenchimento desses campos. E é nisso que é necessário um pouco mais de atenção!

Além disso, atualmente, quando se declara um veículo no IR, é solicitado ao declarante o Renavam (Registro Nacional do Veículo).

Confira a seguir algumas das maiores dúvidas que os contribuintes têm ao declarar carro financiado no IR.

Como declarar o carro?

Na ficha “Bens e Direitos” haverá um campo chamado “veículo automotor terrestre”, de código 21, onde se deve informar o modelo, marca, placa ou registro, ano de fabricação, data, valor pago e forma de aquisição do veículo.

Caso o carro tenha sido comprado no ano de 2017, basta informar no campo “situação em 31/12/2017”, Caso contrário, será preciso repetir a informação no ano anterior.

Como declarar a compra de um carro quando se deu outro como entrada em 2017?

Ainda na seção “Bens e Direitos”, será necessário informar a operação realizada com o veículo entregue como entrada, colocando o CNPJ e nome do comprador, junto da data e do valor da entrega. Além disso, ao informar os dados do novo veículo, é preciso também informar o valor de entrada e as parcelas pagas no ano de 2017, no campo “situação em 31/12/2017”.

Como declarar veículos de transporte de carga?

Nesse caso, a previdência irá considerar como tributável apenas 10% do rendimento do trabalho no transporte de cargas. Basta preencher os valores nas fichas “rendimentos tributáveis recebidos de pessoa física/exterior” ou em “rendimentos tributáveis recebidos de pessoa jurídica”. Em seguida, preencha o valor da diferença não tributada em “rendimentos isentos”.

Como declarar um veículo que foi roubado e que o seguro reembolsou um valor abaixo do pago na compra?

Informe toda a situação no campo “discriminação”, de “bens e direitos”, junto com o valor recebido do seguro na ficha “rendimentos isentos e não tributáveis”. Além disso, não preencha o campo “situação em 31/12/2016”.

Como declarar veículo financiado em 2016 já declarado anteriormente?

Neste caso, apenas retifique a declaração de 2016 e altere o valor pago. Em seguida, preencha o campo “situação em 31/12/2017” com o valor correto e que consta no último dia de 2016, junto das parcelas pagas no ano de 2017.

Como declarar um carro quitado, porém, com financiamento e documentos no nome de outra pessoa?

Quando isso ocorre, basta preencher todos os dados (data de compra, nome e CPF/CNPJ do vendedor, forma de pagamento etc) na ficha “bens e direitos” e, no campo “situação em 31/12/2017”, informar o valor pago até essa data.

Como declarar a venda de um carro que continua em meu nome?

Neste caso, basta somente indicar a venda do veículo no campo “bens e direitos”, com o nome e CPF/CNPJ do comprador.

Como declarar um veículo comprado no ano de 2016, mas não declarado?

Quando acontece isso, é necessário retificar a declaração do ano de 2016, colocando a aquisição do veículo na ficha chamada “bens e direitos”.

Como declarar um carro vendido para uma concessionária como entrada em outro veículo e parcelamento do valor restante?

Primeiramente, informe a venda e os dados da venda do carro na ficha de “bens e direitos”, sem preencher o campo “situação em 31/12/2017”. Após feito isso, informe a compra do carro novo, junto com a forma de pagamento e os dados da concessionária, colocando o valor da entrada e o valor das parcelas já pagas no campo “situação em 31/12/2017”.

Como declarar a aquisição e a venda de um veículo realizadas no ano em que era isento?

Informe os dados do automóvel na seção “bens e direitos” e esclareça a venda e seus dados.

Por Felicia Lopes

Carro financiado IR


Kia Sportage 2019 sofre Aumento nos Preços


Versões chegaram a sofrer aumentos de até R$ 3 mil.

A empresa de nome Kia Motors Company está entre as grandes indústrias automobilísticas situadas na Coreia do Sul e ocupa uma posição entre as maiores em todo o mundo nesse mesmo setor. Entretanto, nem sempre os seus anúncios de novidades são tão animadores para os consumidores. A mesma companhia soltou a notícia de que foi realizado um reajuste em cima dos valores de mercado no modelo chamado Sportage, o qual passa a ser comercializado por um preço que está 3 mil reais mais caro. Certamente trata-se de uma mudança que não assustará muito aos clientes dado que os valores da linha em questão, ou seja, a Sportage, estão todos acima de 100 mil reais. Assim, os clientes poderão conferir no site da empresa uma pequena tabela com os reajustes.

De acordo com o que foi publicado, somente uma única versão desta linha de SUV não precisou de alternações no preço, dentro desta elevação de valores nos carros.

Portanto, o chamado Carro Chefe da empresa Kia, no seio do mercado brasileiro, o popular SUV Sportage, teve reajustes realizados nos preços de sua série, resultando em carros consideravelmente mais custosos para o bolso, ou seja, para a aquisição entre os clientes neste mesmo mês de junho de 2018. Diante dos valores cobrados na linha é fácil perceber que não se trata de aumento assustador, para quem deseja comprar um automóvel zero de alta categoria.

A atualização já está concretizada oficialmente no próprio site da marca Kia, sendo que os valores renovados sobre os veículos são válidos, atualmente, para quase todas as versões produzidas dentro da linha deste modelo, e vão acumular elevação de preço de até, como já foi citado, 3 mil reais, conforme a versão e as suas especificações. Em realidade, para ser mais preciso, a linha deste modelo permanece a mesma, ou seja, os veículos seguem sendo comercializados normalmente nas suas cinco configurações distintas, porém, a partir de agora dentro de uma faixa de valores entre 114.990 mil reais e 147.990 mil reais. Por se tratar de carros com preços altos, por natureza, a diferença de preço não assusta muito.

A relação oficial indica que os itens pertencentes a esta série, contudo, não foram alterados, como também todo o aparato que constitui o conjunto mecânico do modelo. Embaixo do capô de todas as versões ainda está presente o clássico e potente motor de tipo 2.0 Flex com desempenho de até 167 CV, os quais estão, de modo quase permanente associados, a um sistema de câmbio automático em seis marchas.

A lista é a seguinte:

  • A versão Sportage de motor tipo 2.0 (LX P) – 152 passou de 112.990 mil reais para o valor de 114.990 mil reais. Elevação de 2.000 mil reais;
  • A versão Sportage de motor tipo 2.0 (EX P) – 253 passou de 132.490 mil reais para o valor de 134.490 mil reais. Elevação de 2.000 mil reais;
  • A versão Sportage de motor tipo 2.0 (EX P) – 787 passou de 137.990 mil reais para o valor de 137.990 mil reais. Elevação de preço zero;
  • A versão Sportage de motor tipo 2.0 (EX P) – 254 passou de 136.990 mil reais para o valor de 139.490 mil reais. Elevação de preço de 2.500 mil reais;
  • A versão Sportage de motor tipo 2.0 (EX P) – 255 passou de 144.990 mil reais para o valor de 147.990 mil reais. Elevação de preço registrada em 3.000 mil reais.

Esta linha já é cara em sua essência, por essa razão, o pequeno aumento nos preços não deve afetar a comercialização, que segue normal nas concessionárias. Vale a pena conferir.

Paulo Henrique dos Santos


Renault Logan e Sandero 2019 – Novidades, Especificações


Novos Renault Logan e Sandero trazem novidades e destaques para a geração 2019.

A Renault é uma das montadoras internacionais que vem crescendo a cada dia no Brasil, com seu design totalmente inovador e seus carros com um conforto fora do comum a Renault tem se destacado no mercado nacional.

A cada dia que passa tem conquistando mais a preferência dos brasileiros, que são apaixonados por carro.

Com isso, a empresa tem investido nos seus novos modelos a cada dia mais, e o novo Logan está ainda mais moderno e atraente aos olhos dos consumidores, ficando com um design totalmente inovador e charmoso, assim como o novo Sandero que também está de deixar qualquer um de boca aberta.

Com a parte mecânica cada vez mais tecnológica, seus interiores mais confortáveis e um motor cada vez mais econômico, a Renault tem ganhado mercado e despontado na liderança de vendas de importados no país.

Em relação à ficha técnica do modelo 2019 o desempenho, a capacidade e as dimensões serão mantidas, o motor virá 1.0 com 12V e também 1.6 obtendo 16V. E seu câmbio de fábrica sempre manual possuindo cinco marchas.

A velocidade máxima do motor 1.0 é de 164 Km/h, já o 1.6 chega até 186 Km/h.

As dimensões dele são o Comprimento de 4349 mm, Largura 1733 mm, Altura 1529 mm, Entre os eixos 2635 mm, e ele pesa 1028 Kg, a capacidade do tanque é de 50 litros, porta-malas 510 litros e possui 5 lugares.

Sua fabricação é totalmente nacional, facilitando assim a manutenção e troca de peças quando for necessário. Ou seja, é um excelente carro para comprar.

Já o Sandero 2019 tem poucas alterações também do modelo anterior.

Seu comprimento é de 4060 mm, largura 1733 mm, Altura 1536 mm, a distância entre os eixos é de 2590 mm, ele pesa 1011 kg, sua capacidade do porta-malas é de 320 litros, e o tanque cabe 50 litros e também é para 5 pessoas.

Portanto, uma ótima opção para você passear ou fazer viagens a trabalho, muito potente na estrada e econômico, dando a você uma segurança ímpar e uma comodidade única para viajar.

Se está procurando uma opção de carro para comprar em breve, fique atento a todos os detalhes e pesquise no mercado, pois o Logan e o Sandero 2019 são duas ótimas opções de carros para adquirir.

Procure a concessionária Renault mais próxima da sua cidade e faça um teste drive, aproveite para conhecer os modelos da marca, e desfrutar de seu conforto e potência, podendo assim fazer uma escolha segura de custo-benefício. Informe-se com o vendedor sobre o consumo mínimo dos motores da Renault e veja você mesmo que, com certeza, combustível não será mais um problema para você se adquirir um desses novos modelos.

A Renault está no Brasil desde 1960 e seu executivo-chefe é um brasileiro, portanto apesar de ser uma empresa francesa, conhece muito bem as necessidades dos brasileiros e as preferências do povo do nosso país.

Por isso, se adquirir um desses carros não se arrependerá, pois ele foi totalmente desenvolvido e planejado para poder suprir todas as suas necessidades e expectativas.

Na Europa a marca da Renault já é um sucesso e depois que a empresa fechou sua parceria com a Nissan no continente asiático pode ganhar ainda mais no quesito de tecnologia de bordo dando ainda mais conforto e segurança para seus tripulantes, podendo oferecer uma experiência única para aqueles que andam em um de seus carros.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Renault Logan 2019

Renault Sandero 2019


Jeep Renegade 2018 tem redução de preços


Redução dos preços das versões do Jeep Renegade chegam a até R$ 3 mil.

A montadora Jeep anunciou um aumento de preços em todas as versões de seus SUVs de sucesso, Compass e Renegade, logo no começo do ano no mercado, mas para a felicidade de seus futuros compradores, voltou atrás de sua decisão cerca de dois meses depois, até agora para o seu modelo de menor porte, o SUV Jeep Renegade.

Os descontos já disponíveis em toda rede de concessionárias da marca, variam de R$ 2 mil a R$ 3 mil, dependendo da versão e motorização escolhida.

Descontos em (quase) todas as versões

Das seis versões que a Jeep disponibiliza do Jeep Renegade para comercialização, a única que não sofreu redução é a versão de entrada, a Custom na opção de motor 1.8 flexível e câmbio manual, nas demais a redução foi de R$ 2 mil a R$ 3 mil, veja abaixo:

Versão Custom

– Jeep Renegade modelo Custom, com motor 1.8 de 139 cavalos, flexível e câmbio manual com cinco marchas – sem redução de valores para venda.

Os preços sugeridos são a partir de R$ 75.790,00.

– Jeep Renegade modelo Custom, com motor 2.0 diesel e turbo de 170 cavalos, câmbio automático e tração nas quatro rodas – redução de R$ 3 mil.

Inicialmente partia de R$ 110.290,00 e agora é ofertado por R$ 107.290,00.

Versão Sport

– Jeep Renegade modelo Sport, com motor 1.8 de 139 cavalos, flexível e câmbio manual com cinco marchas – redução de R$ 2 mil.

Inicialmente partia de R$ 84.490,00 e agora é ofertado por R$ 82.490,00.

– Jeep Renegade modelo Sport, com motor 1.8 de 139 cavalos, flexível e câmbio automático – redução de R$ 3 mil.

Inicialmente partia de R$ 91.490,00 e agora é ofertado por R$ 88.490,00.

Versão Longitude

– Jeep Renegade modelo Longitude, com motor 1.8 de 139 cavalos, flexível e câmbio automático – redução de R$ 3 mil.

Inicialmente partia de R$ 96.490,00 e agora é ofertado por R$ 93.490,00.

– Jeep Renegade modelo Longitude, com motor 2.0 diesel e turbo de 170 cavalos e câmbio automático e tração nas quatro rodas – redução de R$ 3 mil.

Inicialmente de R$ 120.490,00 e agora ofertado por R$ 117.490,00.

Versão Night Eagle

– Jeep Renegade modelo Night Eagle, com motor 1.8 de 139 cavalos, flexível e câmbio automático – redução de R$ 2 mil.

Inicialmente de R$ 97.990,00 e agora ofertado por R$ 95.990,00.

– Jeep Renegade modelo Night Eagle, com motor 2.0 diesel e turbo de 170 cavalos, com câmbio automático e tração nas quatro rodas – redução de R$ 3 mil.

Inicialmente de R$ 121.900,00 e agora ofertado por R$ 118.990,00.

Versão Limited

– Jeep Renegade modelo Limited, com motor 1.8 de 139 cavalos, flexível e câmbio automático – redução de R$ 3 mil.

Inicialmente de R$ 101.490,00 e agora ofertado por R$ 98.490,00.

– Jeep Renegade modelo Limited, com motor 2.0 diesel e turbo de 170 cavalos, com câmbio automático e tração nas quatro rodas – redução de R$ 3 mil.

Inicialmente de R$ 126.990,00 e agora ofertado por R$ 123.990,00.

Versão TrailHawk

– Jeep Renegade modelo TrailHawk, com motor 2.0 diesel e turbo de 170 cavalos, com câmbio automático e tração nas quatro rodas – redução de R$ 3 mil.

Inicialmente de R$ 131.990,00 e agora ofertado por R$ 128.990,00.

Mudanças no Horizonte Próximo

Esta redução de preços pode não ser simplesmente uma ação promocional, é sempre bom relembrar que a Jeep não apresentou sua linha 2019 do Renegade até então, o mercado dá como certo uma atualização do modelo, necessária não só pela concorrência acirrada de seu nicho, como pelo seu projeto, já com três anos no mercado, portanto é preciso atenção.

Para conferir todas as informações do modelo de entrada da Jeep no Brasil, acesse diretamente o site da Jeep no link: http://www.jeep.com.br/jeep-renegade.html.

Por Carlos B.

Jeep Tenegade 2018


Novos Valores para obter a CNH ou Fazer a Renovação


Valores para obter a primeira CNH ou fazer a renovação serão alterados e sofrerão aumentos.

Nesta quinta-feira, dia 22 do mês de março, o Detran divulga em seu site as mudanças nos preços para se obter a primeira Carteira de Habilitação ou fazer a renovação da CNH.

Desse modo, caso o leitor ainda não tenha habilitação e esteja pensando em possuir uma ou muito em breve precisa fazer a renovação da CNH, é bom ir preparando o bolso, já que, quando se trata de mudanças de preços, vindas de instituições oficiais de trânsito, é certo que, na maioria das vezes, é para atualizar o valor dos custos que cada uma das etapas exige.

É fato que aqueles que pretendiam dar início ao processo de habilitação no ano passado, mas adiaram, seja por falta de disponibilidade de tempo, seja por escassez de recursos financeiros, ou até mesmo por comodismo, vão sentir no bolso o impacto desse atraso.

Para possuir a carteira de habilitação na categoria B, ou seja, para dirigir carros, se antes o condutor pagava um valor total de aproximadamente R$ 2.100, isto é, sem ser reprovado em nenhuma das seguintes etapas: avaliação de aptidão física e psicológica, prova teórica de legislação de trânsito e exame de direção veicular; nos dias de hoje, é necessário arcar com um valor de quase R$ 2.200. Caso, o futuro condutor for reprovado em algumas dessas etapas, ele precisa passar novamente pelos testes e, dessa forma, tende a gastar cada vez mais. Sendo assim, de acordo com economistas houve um acréscimo de, aproximadamente, 5%.

Desse modo, reunimos a seguir, a média atual de preços para tirar a primeira habilitação em uma das quatro categorias, que são básicas e fundamentais para os condutores que almejam, no futuro, possuir habilitações em veículos de grande porte ou para serviços especializados. Vale ressaltar ainda que para estipular estes valores, leva-se em consideração que o futuro condutor consiga ser aprovado em cada uma das etapas realçadas acima, logo na primeira tentativa.

Na categoria ACC, para conduzir veículo de até 50 cilindradas, é necessário ter em mente que será gasto, no mínimo, um valor aproximado de R$ 1.000. Já a categoria A, que permite a condução de motocicletas, exige que o condutor disponha de, pelo menos, R$ 1.900. Como já foi dito anteriormente, para se habilitar na categoria B e conduzir veículos de até 8 lugares, excluindo o espaço ocupado pelo motorista, é preciso gastar no mínimo R$ 2.200. Por fim, para conquistar a categoria AB é necessário fazer um gasto de, no mínimo, R$ 3.500.

Aqueles que pretendem apenas renovar a CNH e não exercem qualquer atividade remunerada com a categoria, deve pagar um total de aproximadamente R$ 220.

Não é novidade para ninguém que, nas últimas semanas, surgiu um assunto muito polêmico a respeito da Renovação da Carteira de Habilitação. Isso porque, o Contran, Conselho Nacional de Trânsito estipulou que para os condutores que para possuírem a carteira renovada, além das de passar novamente pelos testes de aptidão física e psicológica, eles também deveriam fazer o curso teórico de legislação e ainda passar por uma prova e ter 70% de acertos, o que, em uma prova de 30 questões corresponde ao número de 21 questões corretas.

No entanto, essa mudança não foi bem aceita entre os cidadãos brasileiros. Isso porque, além das novas exigências pelas quais os condutores teriam que passar, elas ainda esbarram em outras questões como disponibilidade de tempo para realizar a quantidade de aulas de legislação necessárias e, dessa forma, ficarem bem preparados para a avaliação, a fim de evitar a reprovação. E, obviamente, devido a questões financeiras, uma vez que, o curso de legislação seria um valor a mais que seria cobrado dos condutores.

Dessa forma, após o caso ter ganhado grande repercussão nacional, além de ter sido encarado de forma negativa, o Ministério das Cidades autorizou a revogação da lei, que passaria a ser aplicada a partir de julho deste ano.

Por Ana Paula Oliveira Coimbra

CNH


Carros com Maior Desvalorização em 2017


Confira aqui a lista com os 10 carros que tiveram a maior desvalorização em 2017.

Realizar o seu desejo de comprar o carro dos seus sonhos novinho em folha é muito satisfatório. Porém, se mais tarde você enjoar do veículo ou quiser vendê-lo por outro motivo, terá que lidar com a desvalorização. Afinal de contas, qualquer automóvel já começa a perder o seu valor inicial assim que sai da loja.

Quanto mais velho e mais usado for o carro, consequentemente menor será o seu valor no mercado quando o seu dono quiser repassá-lo para outra pessoa. Por isso, antes de comprar o seu próximo automóvel é bom ficar atento ao índice de desvalorização de cada modelo e marca.

Descubra abaixo quais são os carros que possuem uma desvalorização absurda no Brasil!

1.JAC J3 Turin

Em primeiro lugar como carro que mais perde valor no mercado, está o JAC J3 Turin, apresentando uma desvalorização de 21,1%. O carro da montadora chinesa tem design sedan, sendo compacto, com quatro portas e tem motor 1.4. Quando novo, o preço do veículo gira em torno de R$ 40.000,00, após um ou dois anos de uso, o seu valor atinge aproximadamente R$ 20.000,00.

2. Hyundai Elantra

Com um estilo moderno, com bastante espaço interno e confortável, o Hyndai Elantra ocupa a segunda colocação entre os carros que mais se desvalorizam após a compra, com um índice de 20,3%. O automóvel tem motor com instalação dianteira, disposição transversal, 4 cilindros em linha, taxa de compressão de 12,1:1 e cilindrada 1999 cv. O preço do veículo beira os R$ 100.000,00, na desvalorização custa em média R$ 50.000,00.

3.Citroën C4 Lounge

O Citroën C4 Lounge tem uma desvalorização de 20,1%. O seu porte é médio, o design é moderno, oferecendo conforto a partir da sua configuração sedan, ar-condicionado. O motor tem 8,67 cv de potência, freios ABS, alerta de ponto cego, entre outros equipamentos de segurança. Este carro custa R$ 99.000,00 zero Km e em torno de 51.000,00 depois de dois anos de uso.

4. Chevrolet Cobalt

A desvalorização do Chevrolet Cobalt é de 19,1%. Esse veículo novo é vendido por R$ 71.000,00, após rodar por um ano, o seu valor cai para R$ 56.000,00. O veículo tem um porte compacto, pode comportar até cinco pessoas por viagem, é quatro portas e é equipado com um motor de 10,17 cv.

5. Chery Celer Sedan

O Chery Celer Sedan da fabricante japonese é vendido por R$ 40.000,00 zero Km e custa aproximadamente R$ 36.000,00, com a desvalorização de 18,9%, que acontece após um ano da sua compra. O carro conta com um motor de 10,71 cv, é compacto, tem quatro portas, tem quatro válvulas por cilindro, faróis de neblina, sensores de estacionamento traseiro, faróis com refletores duplos, banco traseiro rebatível e direção assistida.

6. Citroën Aircross

O índice desvalorização do Citroën Aircross é de 18,6%, o que faz com que o seu valor de mercado seja de R$ 76.000,00 zero Km e chegue a R$ 68.000,00 após um ano de uso. O carro tem um design e configuração de minivan, com motor de 11,25 cv de potência, tuchos hidráulicos, é compacto e tem quatro portas, freios com discos ventilados, porta-malas de 403 litros, alarme antifurto perimétrico, câmera traseira para manobras, travamento central das portas, câmbio automático e troca de marchas no volante.

Por que considerar a desvalorização do carro

Se você é do tipo que gosta de trocar de carro periodicamente, é importante considerar a desvalorização do veículo antes de comprá-lo, pois se escolher um modelo que se deprecia rapidamente, consequentemente você terá dificuldades para revendê-lo posteriormente. No entanto, se a sua intenção é comprar um carro seminovo, pode-se acompanhar o índice de desvalorização do veículo do seu interesse para saber qual é o melhor momento para compra-lo.

Simone Leal


Citroen C3 2018 – Características, Versões, Preços


O C3 traz para o Brasil o que existe de mais moderno e também futurista, principalmente em se tratando da parte tecnológica que é usada especialmente para dar mais conforto aos seus ocupantes.

É quase uma unanimidade o número de brasileiros que gosta de carros, principalmente quando eles são 0 Km. E falando em carros novos, estamos já próximos do ano de 2018 e não podemos deixar de falar de um lançamento que promete fazer a cabeça da rapaziada, o Citroen C3.

O compacto traz para o Brasil o que existe de mais moderno e também futurista, principalmente em se tratando da parte tecnológica que é usada especialmente para dar mais conforto aos seus ocupantes. O que com certeza marcará a sua marca mais uma vez no Brasil.

Como a maioria das pessoas já sabem o Citroen chegou no país em 2002 e logo já surpreendeu aos consumidores com seus luxuosos itens de série. No ano de 2012 ele veio com teto curvo e em 2016 trouxe o motor 1.2 flex, prometendo uma grande economia.

A linha do ano de 2018 chega trazendo mudanças bem relevantes como carroceria em duas cores, linhas mais arredondadas, faróis de LED e uma grade frontal que foi toda redesenhada. Enfim, uma série de modificações que deram um visual bem interessante ao automóvel, que com certeza vai chamara a atenção de muita gente.

Entre as várias novidades do modelo está o moderno sistema Connected CAM, que é uma exclusividade da montadora e que realiza fotografias em full HD do ponto do para brisa e que pode fazer fotos de até 120°, o que permite a monitoração de pontos cegos, além de observar a câmera de ré.

A ideia inicial era de que o Citroen 2018 fosse um tamanho um pouco maior que a geração anterior, por isso seu cumprimento possui 5 cm a mais, enquanto sua largura ganhou mais 4 cm.

Se por do lado de fora ele chama atenção, pelo lado de dentro não vai deixar nada a desejar também. O Citroen 2018 está com um interior muito elegante, com muito capricho nos detalhes.

Ao entrar no veículo já é possível perceber que os bancos são confeccionados em um excelente material, assim como as portas e o painel. E já falando do painel, este vem equipado com uma central multimídia que permite a realização de conexões com sistemas Apple Car Plav e Android Auto.

Agora, se tratando dos tão esperados itens de série, o Citroen C3 2018 chega equipado com computador de bordo, vidros que possuem travas elétricas e comandos elétricos, volante multifuncional, ar condicionado digital, sensor de estacionamento e assistente de partida de rampas. Como se pode notar são itens pra ninguém colocar defeito.

Enfim, são muitas novidades que o Citroen C3 2018 chega trazendo para os brasileiros e depois de ter passado por essa reestilização já era de se esperar que os seus preços também passassem por um reajuste, não é? Assim, veja abaixo os preços já reajustados que devem compor a tabela do ano de 2018 do Citroen C3:

– Citroen C3 Origine Motor 1.5 8V flex : Saindo por R$ 44.990,00;

– Citroen C3 Origine Motor 1.2 12V flex: Saindo por R$ 47.490,00;

– Citroen C3 Attraction Motor 1.5 8V flex: Saindo por R$ 48.990,00;

– Citroen C3 Attraction Motor 1.2 12V flex: Saindo por R$ 51.190,00;

– Citroen C3 Tendance Motor 1.5 8V flex: Saindo por R$ 51.690,00;

– Citroen C3 Puretech Style Edition Motor 1.2 12V flex: Saindo por R$ 52.580,00;

– Citroen C3 Puretech Motor 1.2 12V flex: Saindo por R$ 54.090,00;

– Citroen C3 Tendance Style Edition Motor 1.6 VTI 120 flex automático: Saindo por R$ 60.480,00;

– Citroen C3 Tendance Motor 1.6 VTI 120 flex automático: Saindo por R$ 59.090,00;

– Citroen C3 Exclusive Motor 1.6 VTI 120 flex automático: Saindo por R$ 64.490,00.

Por Sirlene Montes

Citroen C3 2018


Renault Duster 2018 – Características, Novidades


Modelo 2018 do Renault Duster sofreu mudanças externas e internas. Confira quais foram.

Há muitos anos o Brasil é considerado um dos mercados mais importantes na indústria automobilística. Visto que, nos últimos anos os brasileiros ganharam mais poder de compra e passaram a investir em bens como os carros. Devido a isso e a outros fatores, as montadoras de diversos países começaram a vender e a produzir os carros em solo nacional. E uma das fabricantes que está há muitos anos no mercado brasileiro é a Renault. E a grande novidade da marca francesa é o Renault Duster – modelo 2018, o novo modelo vem para competir com os outros lançamentos das outras marcas e apresenta diferentes quesitos para conquistar o público do Brasil. Conheça agora um pouco mais sobre este automóvel.

A Renault é uma das principais fabricantes de carros no mundo. Instituída há mais de um século na França, a empresa exporta carros para todo o mundo. O seu sucesso se deve a vários motivos, sobretudo, a qualidade da sua linha de montagem. Visto que todos os carros seguem uma padronização em normas técnicas e de segurança para oferecer todo o conforto necessário ao motorista e aos passageiros. A empresa é tão forte no setor automobilístico que até possui a própria escuderia dentro da Fórmula 1, a competição mais importante de carros no mundo inteiro. No Brasil, a empresa atua desde o final dos anos 90 e em quase 20 anos de atuação no mercado nacional, a marca francesa está na lista das cinco maiores montadoras do país. Prova disso, são os milhares de carros feitos e comercializados em todos os estados brasileiros espalhados nas mais de 300 concessionárias. Além de empregar milhares de profissionais em diferentes setores, ajudando também na economia do país. A marca é uma das favoritas dos brasileiros.

A cada novo anúncio de um carro da Renault o público e a mídia especializada sabem que aquele novo produto tem tudo para estar na lista dos carros mais vendidos do ano. Sabendo de toda essa expectativa que seus veículos causam a Renault a cada temporada tenta melhorar os seus veículos e fazer com que eles apresentam mais funções para os motoristas. E foi seguindo essa linha de raciocínio que a empresa chegou ao Renault Duster 2018.

Primeiramente, é importante falar sobre a mudança que ele sofreu esteticamente falando. Na parte da frente, a dianteira foi remodelada para que ele ganhasse um ar mais imponente e moderno. Os faróis também foram mudados para uma nova forma. Ainda falando de seu visual, o interior do veículo ganhou algumas partes cobertas por tecido e outras ainda não. O seu painel apresenta mais apetrechos, com uma boa divisão para guardar objetos, por exemplo. O seu computador de bordo apresenta mais funções, para que o motorista saiba exatamente as condições do carro. O computador de bordo ainda conta com um sistema apropriado e melhorado para ser sincronizado com celulares de diferentes sistemas operacionais.

Na parte traseira o Renault Duster 2018 ganhou um novo porta-malas com mais espaço e novo jogos de faróis. Classificado como um modelo SUV, o que significa que ele é um carro esportivo, grande e preparado para diferentes desafios, o Duster 2018 conta com um bom motor que pode chegar até a 143 cavalos, que pode contar com cinco ou seis marchas. Este veículo pode ser abastecido com etanol ou gasolina, o que pode facilitar a vida do motorista, dependo da época do ano.

O modelo foi apresentado aos consumidores no mês de setembro de 2017, na Alemanha. O Renault Duster 2018 já está disponível em todas as concessionárias da marca francesa espalhadas pelo Brasil. Seu preço inicial é de R$ 74.000,00.

Para mais informações, acesse o endereço eletrônico brasileiro da Renault que é o: www.renault.com.br.

Por Isabela Castro

Renault Duster 2018

Renault Duster 2018


Chevrolet Cruze Sedan 2018 – Ficha Técnica, Características


O Cruze Sedan 2018 conta com um design exclusivo, até então nunca visto, tanto na parte externa quando na interna.

Quando uma montadora consegue o título de fabricante que mais vende em um país, significa que seus carros são de extrema qualidade e são, justamente, pensados para um público específico, esse é o caso da Chevrolet. A empresa norte-americana fundada há mais de um século detém esse título hoje no Brasil. Visto que, seus carros são sinônimos de qualidade, modernidade, tecnologia avançada e, sobretudo, conforto e são projetados para agradar a um número grande e variado de consumidores.

A Chevrolet pertence a um dos grandes conglomerados do mundo automobilístico, a General Motors que é responsável por outras grandes marcas, como a Opel, a Vauxhall, dentre outras.

Para continuar tendo vendas expressivas em todo o território nacional, a Chevrolet já colocou à venda o seu mais novo lançamento: o novo Chevrolet Cruze Sedan 2018.

Os modelos sedan são conhecidos por serem automóveis sofisticados, maiores e com grande espaço interno. Além de contar com um porta-malas com bastante volume. Esses modelos estão sempre na lista dos carros mais vendidos, pois são exemplares que agradam a praticamente todos os consumidores.

Falando especificamente do Chevrolet Cruze Sedan 2018, este carro apresenta características suficientes para ser um dos mais vendidos no próximo ano. Primeiramente, é importante falar sobre as mudanças que ele recebeu. Os engenheiros contratados pela marca estudaram por um ano para reformular este modelo e conseguir oferecer ao público a sua melhor versão. O Cruze Sedan 2018 conta com um design exclusivo, até então nunca visto, tanto na parte externa quando na interna.

Com linhas mais arredondadas e dinâmicas, o Cruze Sedan 2018 ganhou um ar de modernidade sem perder a sua sofisticação. Os outros modelos sedan eram mais quadrados. O seu interior foi reformulado, agora ele é coberto por um tipo de material mais resiste. O seu painel conta com mais repartições. O computador de bordo apresenta mais funções, dando ao motorista mais segurança e principalmente uma visibilidade maior para enxergar o que está sendo apresentado. Além disso, ele ainda apresenta uma tela LCD para ativar diferentes funções como, por exemplo, a sincronização com aparelhos móveis, como os celulares e tabletes. O motorista pode ativar qualquer apetrecho pelo volante. Além de ter um controle sobre o fechamento correto das demais portas através da sua porta de entrada. Os bancos também ganharam uma nova foram de inclinação e foram cobertos por u m tecido mais confortável.

O Chevrolet Cruze Sedan – modelo 2018 vai contar com incríveis 153 cavalos, uma ótima potência. Além disso, ele ainda apresenta câmbio manual e automático e seis marchas. Este veículo é muito seguro visto que ele oferece diferentes dispositivos, como: airbags por toda a sua extensão; sensores para a direção na chuva; alerta para diferentes tipos de colisão; controle de estabilidade, dentre outros apetrechos. Dessa forma, os motoristas que adquirirem este veículo podem ter certeza que eles estarão muito mais seguros e que as chances de algum acidente acontecer são muito menores, graças a todos esses apetrechos.

Como dito acima, o Chevrolet Cruze Sedan – modelo 2018 já está sendo vendido nas concessionárias da marca americana que estão espalhadas em todo o Brasil e também em outras lojas autorizadas. Ele pode ser encontrado a partir de R$ 90.000,00. O seu preço final vai depender dos acessórios que o motorista desejar colocar no carro. Visto que ele apresenta um pacote com diferentes tipos de tecnologias.

Para conhecer um pouco mais sobre o Chevrolet Cruze Sedan – modelo 2018 acesse o seguinte endereço eletrônico: www.chevrolet.com.br/carros/cruze.html. Você pode ter certeza que após essa visita ao site, este modelo vai estar na sua lista de bens para serem comprados em 2018.

Por Isabela Castro

Chevrolet Cruze Sedan 2018

Chevrolet Cruze Sedan 2018 interior


Nissan Versa 2018 – Características, Versões


O Nissan Versa 2018 é um sedan compacto e muito econômico, de porte médio, porém, munido de amplo espaço interno e porta-malas.

Entre as mais famosas companhias produtoras de grandes marcas de veículos, a Nissan, grande empresa japonesa nesse ramo, ganha destaque em suas unidades, sobretudo as novas versões de modelos bem sucedidos. Recentemente foi estreado o Nissan Versa 2018. Trata-se de um sedan estilo compacto e muito econômico, de porte médio, porém, munido de amplo espaço interno e porta-malas. Os valores desse modelo estão em torno de 48.490 e 68.840 reais. Entre os novos atributos desse carro está a capacidade de conectividade de bordo.

Lançado no ano de 2011, modelo Nissan Versa foi produzido por meio da chamada plataforma do March, ou a global V. Esse carro foi muito comercializado em todo o mundo. Basicamente suas dimensões físicas são 4,42 metros de comprimento e 2,60 metros em seu entre eixos. Embora seja um carro compacto e popular, conquistou o público por oferecer um excelente espaço interno, além de seu porta-malas com capacidade para 460 litros. Em seu design externo, o Nissan Versa está munido de faróis de Monoparabola, em conjunto com uma grade cromada estilo V-Motion; o seu para-choque está aparelhado com potentes faróis para neblina. As rodas são de liga leve, com aro entre 15 e 16 polegadas. A parte traseira está bem destacada, dado a amplitude do porta-malas, munida com luzes de prolongamento sobre as laterais, sendo que o friso que encima a placa está cromado.

No que toca à aparelhagem interior o Nissan Versa 2018 possui um bonito painel, munido de cluster completo; nele está instalado um computador de bordo; possui ar-condicionado digital; além de multimídia em MultiApps, com diversas opções de aplicativos, aparelhado com uma câmera de ré e de um navegador por meio de GPS. No que tange aos bancos, estes foram projetados para melhor acomodar os passageiros, sendo que o da parte de trás é bipartido; além de possuir um trio elétrico e também uma direção elétrica, possibilitando inúmeros ajustes personalizados. Esteticamente mais bonitas são as maçanetas e a manopla do freio de estacionamento, agora em versão cromada, além de um volante munido de piloto automático.

Este modelo Nissan Versa não está apresentando novidades para a série de 2018, mantendo os mesmos atributos da versão anterior. Entretanto, as funções que já possui constituem um excelente pacote de equipamentos conjugados ao excelente espaço interior e ao já citado porta-malas. Entre as opções dessa linha, uns possuem motor de potência 1.0 e potência 1.6, sendo que esses dois tipos, da série em questão, estão munidos, respectivamente, de 77CV e 111CV, movidos à gasolina e a etanol. Outra marca de qualidade desse modelo é a opção do câmbio CVT, o qual proporciona muito mais conforto, economia e, por conseguinte, mais segurança na direção.

Outro ponto qualitativo muito importante do Nissan Versa 2018, está na sua configuração no padrão SL, sendo aparelhado com a já mencionada câmera de ré, que transmite a imagem por meio de uma tela em 6,2 polegadas, com o potente sistema multimídia em MultiApps.

Outra vantagem é a de que tanto em sua dianteira, quanto em sua traseira, o Nissan Versa possui condições físicas de ser equipado com os devidos sensores de orientação do motorista, munidos de alertas que indicam a presença de obstáculos que ocupam pontos cegos, na visão de quem dirige, ou mesmo auxiliando na visão dos retrovisores. Outra função muito importante, que pode ser agregada, está no recurso de alerta que funciona por meio de diversos sinais sonoros, que mantém a atenção do motorista no sentido de prever a exata da distância entre o carro e um objeto, o qual gradativamente diminui na medida em que a velocidade do mesmo alarme aumenta de frequência.

Os modelos disponíveis nessa série são:

O Nissan Versa Conforto com motor 1.0, disponível pelo preço de 48.490 reais; o Nissan Versa S com motor 1.0, disponível no valor de 50.490 reais; o Nissan Versa S com motor 1.6, disponível pelo valor de 53.490 reais; o Nissan Versa SV com motor 1.6, disponível pelo valor de 56.490 reais; o Nissan Versa SV 1.6 CVT, disponível pelo valor de 61.490 reais; o Nissan Versa SL com motor 1.6, disponível pelo valor de 63.490 reais; o Nissan Versa SL com motor 1.6 CVT, disponível pelo valor de 67.490 reais e o Nissan Versa Unique com motor de 1.6 CVT, disponível pelo preço de 68.840 reais.

Por Paulo Henrique dos Santos

Nissan Versa 2018

Nissan Versa 2018


Honda Civic 2018 – Ficha Técnica, Novidades


Novo modelo conta com mudanças e novidades no seu design e interior.

As indústrias criadas nos países asiáticos são consideradas algumas das melhores do mundo sejam em qual campo elas atuarem. Visto que é característica dos países asiáticos fabricarem produtos de alta tecnologia, grande qualidade e, sobretudo, que atendam as necessidades de um grupo grande e diversificado de consumidores. E uma das empresas que seguem a risca essas características citadas anteriormente é a Honda.

Considerada uma das principais indústrias no mundo dos veículos, sejam eles carros ou motos, a cada novo lançamento a empresa consegue surpreender as pessoas esse fato não deve ser diferente em relação ao novo Honda Civic 2018. Saiba agora um pouco mais sobre este veículo e porque ele pode entrar na sua lista de bens adquiridos em 2018.

A grande maioria das montadoras está há muitos anos no mercado. Algumas empresas deste ramo estão há mais de século comercializando seus produtos. A Honda é uma das empresas mais jovens no mundo automobilístico. A entidade japonesa foi fundada no final dos anos 40, mais precisamente no mês de setembro do ano de 1948 e atua em escala global há quase sete décadas. Mesmo considerada uma das indústrias mais jovens, a Honda conseguiu se estabelecer entre as principais montadoras e hoje é uma empresa de respeito. Visto que, ela vende e exporta seus produtos para diversos países no mundo e ela é uma das marcas mais lembradas quando uma pessoa vai adquirir um carro ou uma motocicleta nova. Já que os consumidores e a crítica especializada sabem da qualidade dos produtos da marca japonesa.

Agora falando de forma mais específica sobre o seu novo lançamento, o novo Honda Civic – modelo 2018. Esta versão faz parte de uma das famílias de mais sucesso da Honda, a linha Civic que já é comercializada há alguns anos e apresenta um bom número de vendas em todo o mundo e, sobretudo, no Brasil. Para a versão de 2018, este veículo foi melhorado e apresenta algumas mudanças.

A princípio e importante salientar que o seu design foi reformulado para que o Civic 2018 ganhasse um ar mais esportivo. Dessa forma, a sua parte dianteira ganhou um novo formato nos faróis que agora contam com luzes de LED. Uma tendência mundial é que os carros ganhem linhas mais arredondadas, o novo Honda Civic – modelo 2018 seguiu esse padrão. Os modelos de carros mais quadrados estão sendo deixados de lado. A parte traseira também ganhou um porta-malas com mais espaço.

O interior do Honda Civic 2018 também foi reformulado. Agora ele segue a tendência esportiva. Com isso, o painel também foi redesenhado e conta com novas repartições. O volante foi coberto com um tecido que proporciona mais conforto ao dirigir. O motorista vai poder acionar diferentes funções a partir do volante, como controle de áudio do carro, dentre outros. A porta ao lado do motorista, também vai ter controle sobre as demais portas do Honda Civic – modelo 2018. O computador de bordo conta com uma tela LED com diferentes funções e uma conectividade mais eficiente com diferentes aparelhos eletrônicos. Os bancos foram cobertos com um tecido melhor e mais confortável. O teto também foi redesenhado, para seguir esse novo contorno do Civic de 2018.

O Honda Civic – modelo 2018 conta com 173 cavalos, mais uma prova que a Honda vem apostando forte nos modelos esportivos e também cinta com seis marchas, entre manual e automática.

O Civic ano 2018 já está disponível nas concessionárias da Honda espalhadas em todo território nacional. O seu preço inicial é de R$ 87.000,00. O preço pode variar de acordo com os apetrechos que os motoristas escolherem.

Para conhecer mais algumas informações a respeito do novo Honda Civic – modelo 2018, acesse: www.honda.com.br/automoveis/civic.

Por Isabela Castro

Honda Civic 2018

Honda Civic- 018


Ford Mustang 2018 – Características, Preços


O Ford Mustang 2018 vai ser comercializado com apenas uma de suas versões no Brasil, que é a GT Premium.

No mundo automobilístico quando uma montadora quer apresentar o seu modelo mais recente, na grande maioria das vezes, a fabricante realiza um grande evento que conta com bom número de pessoas, entre o público apaixonado por carros, influenciadores digitais e claro meios de comunicação especializados neste tipo de publicação. E uma das montadoras que realizou este tipo de evento foi a Ford, no final do mês de novembro para apresentar o seu mais recente lançamento: o Ford Mustang 2018. O evento aconteceu na cidade de São Paulo, no Jockey Club da capital paulista. Se você quer saber mais informações a respeito deste veículo, leia o texto abaixo.

O Ford Mustang é uma das linhas de carro mais antiga e também uma das mais conhecidas. O primeiro modelo foi lançado no início dos anos 60 e em mais de 40 anos desde o seu primeiro modelo comercializado, este veículo é sinônimo de luxo, charme e elegância. Em todos esses anos foram lançados centenas de modelos, que apresentavam cada vez mais funções e inovações tecnológicas. A sua versão mais recente é o Ford Mustang 2018, este modelo já está sendo muito esperado pelos apaixonados por carros de luxo, por todas as qualificações que ele vai apresentar. Possui um carro luxuoso é o desejo de muitas pessoas. E este fato está se tornando cada vez mais uma realidade no Brasil. Visto que, nos últimos anos a economia brasileira melhorou e muito. Com isso, as pessoas estão levando um padrão de vida cada vez maior, assim, podendo investir em bens com um custo mais elevado.

Falando especificamente sobre o Ford Mustang 2018, este veículo no Brasil só vai ser comercializado uma de suas versões, que é a GT Premium, aliás considerada uma das melhores versões deste carro.

A GT Premium vai contar com incríveis 446 cavalos, pense em um carro com uma grande potência. Além de 10 marchas automáticas, ele vai ser um super esportivo de luxo. A alta tecnologia vai estar disponível neste carro. Visto que, a grande maioria dos comandos dele vão pode ser ativada através da fala. O seu computador de bordo vai poder ser sincronizado com os mais diferentes sistemas operacionais de aparelhos móveis, os celulares. E também vão apresentar mais funções do próprio carro, como criar um banco de dados para que o motorista se lembre das melhores condições para dirigir, como o melhor tipo de pista. Ainda falando do interior que vai ser inteiro de couro, o painel também foi remodelado para serem ainda mais modernos, os bancos sofreram alterações, com mais posições para serem estabilizados. O volante vai contar com a possibilidade de aquecimento para que o motorista dirija ainda com mais conforto.

A parte externa também foi mudada. O Ford Mustang 2018 ganhou faróis em LED. Além do seu para-choque ter sido redesenhado para uma versão mais moderno. O carro ainda apresenta linhas mais densas, o que confere um ar de sofisticação. Na parte traseira, o porta-malas está com mais espaço. Outro ponto que foi reformulado, é que por ser um carro com grande potência, o Ford Mustang 2018 conta com mais equipamentos de segurança, para que os motoristas possam aproveitar melhor tudo aquilo que o veículo pode oferecer. A previsão é que o novo modelo da Ford comece a ser vendido a partir da segunda semana do mês de dezembro de 2018 no Brasil. Inclusive em seu site existe a possibilidade, dos interessados já realizarem uma espécie de encomenda do veículo.

A expectativa é que ele seja vendido a partir de R$ 300.000,00 e podendo chegar até o valor de R$ 350.000,00.

Para saber mais do modelo, acesse o seguinte endereço eletrônico: www.ford.com.br/futuros-lancamentos/mustang.

Por Isabela Castro

Ford Mustang 2018 interior


Hyundai HB20 2018 – Características, Versões, Preços


O modelo Hyundai HB20 2018 pode ser encontrado a partir de R$ 40.000,00 na versão mais simples e até R$ 63.000,00 na versão mais completa.

As marcas que fazem parte do mercado automobilístico sempre realizam lançamentos de seus novos modelos meses antes deles entrarem de fato no mercado. Isso é uma forma de apresentar os carros ao público, a crítica especializada e depois definir preços e outras questões mais pontuais para enfim o veículo estar disponível para os consumidores. E uma das marcas que vêm agitando o mercado é a Hyundai. Nos últimos anos, a empresa vem colocando no mercado modelos variados para agradar a todo tipo de consumidor. O seu mais novo lançamento é o Hyundai HB20 – modelo 2018. Conheça um pouco mais sobre este carro e quem sabe ele pode ser a sua próxima compra para o próximo ano.

Fundada no final dos anos 60, mais precisamente em 1967, em Seul na Coreia do Sul, a Hyundai se tornou nos últimos anos uma das principais montadoras do mundo. Unindo a modernidade a toda tradição que o mundo asiático sempre teve em diferentes indústrias, sobretudo, na automobilística, a organização vem atuando de maneira forte em todo o cenário mundial no comércio de veículos. Hoje, os seus produtos são sinônimos de qualidade, bom preço, excelente número de vendas e tecnologia para agradar aos mais diferentes tipos de consumidores. A linha Hyundai HB20 foi lançada há algum tempo. A cada anúncio que um novo modelo dessa família vai estar disponível no mercado isso se torna um evento, pois, todas as pessoas que tem contato com um dos modelos desta linha, em sua grande maioria só fazem elogios sobre todas as possibilidades que este carro oferece.

Em julho deste ano, a empresa apresentou o Hyundai HB20 – modelo 2018. Falado especificamente sobre este veículo, ele vai estar disponível em diferentes versões, por exemplo, a versão esportiva que vai ser caracteriza como HB20 R spec, no modelo Premium que é o mais completo. Além das versões HB20S eHB20X. Todas essas versões vão se diferenciar devido aos recursos que vão apresentar ao consumidor, que podem escolher ter ou não em seu veículo. Mas, basicamente, o carro vai contar com as mesmas definições. Primeiramente, é necessário falar sobre os recursos tecnológicos que ele vai contar. Levando em consideração, que o aparelho celular é um objeto muito usado no dia a dia, o Hyundai HB20 2018 vai apresentar mais funções de conectividade. Com isso, praticamente, todos os sistemas operacionais vão poder ser conectados no carro. Então, você pode ouvir suas músicas e curtir outras funções de maneira ainda mais fácil.

O Hyundai HB20 2018 vai estar disponível em três versões diferentes em relação à potência do carro: 80 cavalos, 105 cavalos e 129 cavalos.

Todos esses modelos de motorização atendem muito bem as necessidades das pessoas que vão usar este veículo seja na cidade ou no campo, por exemplo. O modelo ainda pode contar com 05 ou 06 marchas, manual ou automática.

Em seu interior, o Hyundai HB20 2018 não ganhou nenhuma mudança significativa. O painel, os bancos, os equipamentos de série, o design em si lembra muito o modelo de 2017, que já era considerado um dos mais bonitos e isso ajuda a não encarecer tanto o modelo.

A versão 2018 já está sendo fabricada no interior de São Paulo e já está disponível em todas as concessionárias do Brasil. O modelo pode ser encontrado a partir de R$ 40.000,00 na versão mais simples e até R$ 63.000,00 na versão mais completa.

O Hyundai HB20 2018 tem todas as condições de pensar na lista dos 10 carros mais vendidos em 2018. Já que a versão 2017 esteve na lista dos mais vendidos em 2017. Para consultar e saber mais a respeito do veículo, acesse: www.hyundai.com.br.

Por Isabela Castro

Hyundai HB20 2018

Hyundai HB20 2018


Crossovers Mais Baratos do Brasil 2018


Um crossover consiste em um veículo que tem como base um modelo de hatch compacto com dimensões maiores, capacidade off-road elevada bem como um visual mais robusto. Confira os modelos mais baratos do Brasil.

Os carros Crossovers mais baratos do Brasil consistem em uma das buscas mais constantes do mercado nacional pelos seus diferentes benefícios inseridos com mecânica elevada e conforto interno para seus ocupantes considerados.

Dentro da dinâmica de veículos, um crossover consiste em um veículo que tem como base um modelo de hatch compacto com dimensões maiores, capacidade off-road elevada bem como um visual mais robusto.

Os melhores carros Crossovers mais baratos do Brasil

Para que você escolha de maneira tranquila o carro do tipo crossover que mais atende à sua demanda serão apresentados a seguir os modelos com valores financeiros mais econômicos na atualidade brasileira:

1) Chery Tiggo 2.0 MT

Este carro pode ser adquirido por valores a partir de R$53.990,00 sendo caracterizado como um crossover compacto com motor de 2.0 litros movido a gasolina com um total de quatro cilindros que pode chegar a 132 cavalos de potência em um torque de 18,2 Kgfm.

De forma básica pode ser adquirido com um câmbio manual de cinco marchas com tração traseira existindo, ainda, a opção com câmbio automático de 4 marchas que tem um custo adicional de R$4.000,00 para os interessados.

Apresenta ainda rodas de liga leve com 16 polegadas, sensor de estacionamento traseiro, ar condicionado, volante multifuncional, direção hidráulica, travas e retrovisores elétricos além de air bags frontais e freios do tipo ABS.

2) Lifan X60 Talent S 1,80 MT

O modelo chinês mencionado pode ser levado para a sua garagem por um valor de R$61.990,00 contendo um motor de 1,8 litros de quatro cilindros movido a gasolina com 128 cavalos de potência em um câmbio manual de cinco marchas.

Com relação às suas características básicas podem ser mencionados itens como rodas de liga leve com 17 polegadas, trio elétrico, volante multifuncional com ajuste de altura, revestimento interno em couro, bancos traseiros reclináveis e bipartidos, navegador GPS e ainda um sistema multimídia sensível ao toque.

3) JAC T5 Pack 1 1,5 MT

O JAC T5 tem um valor de venda a partir de R$66.900,00 com motor de 1,5 litros do tipo flex com quatro cilindros tendo uma potência de 128 cavalos, torque de 15,7 kgfm em um câmbio manual com seis marchas ao total.

Como itens de série deste veículo podem ser mencionados airbags frontais, freios a disco em todas as suas rodas contendo ABS e EBD além de componentes como controle de tração, luzes diurnas em LED, banco do motorista com ajuste de altura bem como monitoramento na pressão dos pneus e computador de bordo.

4) Renault Duster Expression 1.6 MT

O Renault Duster Expression tem valores iniciais para aquisição a partir de R$67.170,00 com sua versão mais básica usando um motor de 1,6 litros do tipo flex em um câmbio manual de cinco marchas que alcança uma potência de até 115 cavalos.

Como elementos incluídos em qualquer um de seus modelos estão retrovisores e maçanetas na coloração preta, rodas de liga leve com 16 polegadas, vidros elétricos tanto traseiros quanto dianteiros, banco traseiro rebatível, comando de áudio e celular na coluna, dentre outros.

5) Hyundai Tucson GLS 2.0 AT

É um dos modelos mais comuns no mercado nacional podendo ser adquirido por valores a partir de R$69.990,00 com motor 2.0 litros flex de quatro cilindros que alcança até 146 cavalos apresentando caixa de câmbio automático de quatro marchas.

Dentre os seus equipamentos diferenciados podem ser mencionados faróis de neblina, ar-condicionado digital, retrovisores externos com capacidade de rebatimento elétrico, bancos em tecido e outros.

Conclusão

Assim, por meio do conhecimento das principais características quanto aos carros Crossovers mais baratos do Brasil você pode escolher aquele que mais agrada às suas pretensões bem como o que se encaixa de maneira perfeita ao orçamento existente para este investimento considerado.

Por Ana Camila Neves Morais

Chery Tiggo


Picapes Mais Baratas do Brasil 2018


Confira os modelos de picapes mais baratas do Brasil e suas características.

Você está pensando em adquirir uma picape? Então este post será muito útil para você, pois analisamos os preços do mercado atual e a partir das informações, preparamos uma lista para lhe mostrar quais são as picapes mais baratas do Brasil. Ficou interessado? Então confira as informações e escolha a picape que mais se adapta na sua vida, no seu bolso e no seu gosto!

Picapes no Brasil: confira quais são as mais baratas

O comércio de picapes é um tanto quanto difundido no Brasil. Famosas principalmente nas áreas rurais, ter uma picape é sinônimo de ostentação. Imponentes, esses veículos chamam atenção onde quer que estejam. Preparamos uma lista das picapes mais baratas do Brasil, confira a seguir!

10º. Volkswagen Amarok S Diesel

Mesmo ocupando o último lugar da lista, o preço da Amarok é bem satisfatório se comparado com outros carros do mesmo porte. O valor deste modelo fica em torno de R$114.990,00. Mas não é apenas o preço baixo que chama atenção, o Volkswagen Amarok S Diesel é considerado um carro estável e confortável, faz pouco barulho por rodar à diesel e os feitos pelo motor ruídos são praticamente imperceptíveis.

09º. Toyota Hilux SR Flex

Considerada uma caminhonete dos sonhos para muitas pessoas que admiram o segmento, a Hilux faz parte da lista de picapes mais baratas, o valor de mercado desta bela máquina é R$114.420,00. Além de possuir um preço justo pelo tamanho, possui um alto custo-benefício, é razoavelmente econômica e bastante confortável, não apenas para quem está dirigindo, mas para quem está de carona.

08º. Chevrolet S10 LT Flex

Este carro também faz parte da lista de desejo dos amantes de picapes e caminhonetes, a S10 LT Flex está sendo vendida atualmente por R$107.990,00. É um carro ponta de linha da Chevrolet e oferece ao motorista muito conforto e segurança, fator primordial na hora de escolher um veículo. O único ponto que pode ser considerado negativo é o valor alto do conjunto de peças deste modelo.

07º. Mitsubishi L200 Triton GL Diesel

A Mitsubishi também aparece na lista! Ela traz o modelo L200 Triton, um belo carro com um valor razoável para compra, o preço médio para adquirir a máquina L200 é R$105.990,00. Caso você esteja em dúvida, alguns pontos podem ser levados em consideração para escolher este Mitsubishi, são eles: é seguro, contém freio Abs e Airbags frontais, é confortável, oferece ao motorista opções como regular a altura do banco e ajuste elétrico dos retrovisores do carro. O modelo não possui controle elétrico dos vidros, tanto os dianteiros, quanto os traseiros.

06º. Ford Ranger XLS Flex

Um belo e confortável carro por um preço acessível: R$105.880,00 é o valor médio para compra do modelo Ranger XLS Flex, além de adquirir beleza, caso você opte por comprá-lo, você estará levando um carro completo: seguro, econômico e forte. Para quem trabalha na fazendo ou em algum segmento que pede do carro mais força sem perder a performance, o Ranger é perfeito.

05º. Fiat Toro Freedom Flex

Esta é uma opção para quem exige da performance do carro, o Fiat Toro não deixa o motorista na mão quando é necessário fazer força. Para adquirir esta caminhonete o investimento fica em torno de R$88.980,00. As peças do carro possuem um preço razoável para compra e a economia anda lado a lado com o este carro.

04º. Renault Duster Oroch

Se você quer um carro bonito, barato e econômico, você acabou de encontrar! A Renault preparou o modelo Duster com a intenção de agradar os consumidores. Não há muitos defeitos na máquina, ela serve tanto para rodar na cidade quanto na estrada e possui um valor bastante camarada: R$67.150,00.

03º. Volkswagen Saveiro

Chegamos no TOP 3! A saveiro ganha destaque por ser uma picape boa para trabalho, muito resistente, assim como as duas outras picapes que ocupam o pódio da lista. O valor de compra é satisfatório, são apenas R$51.149,00. Vale a pena adquirir o modelo caso você preze mais pela eficiência e valor. Para trabalhos de carga e descarga e outros em ambiente rural, a Saveiro se adapta muito bem.

02º. Fiat Strada

A Fiat Strada ocupa o segundo lugar merecidamente, o valor é baixo e a performance do motor é alta, o investimento inicial do carro é de R$48.850,00. O carro não falha na hora de pegar no pesado e mantém da mesma forma durante muito tempo. Um bom colega de trabalho para momentos onde o que importa é força e equilíbrio na estrada!

01º. Chevrolet Montana

A Chevrolet caprichou na montagem e fabricação desta picape, além de ter um belo design que agrada a grande maioria, possui uma força grande quando o assunto é trabalho. Seu motor é eficiente e não bebe muito, caso você queira agradar o seu bolso, dê a vez para a Montana, o valor de mercado dela fica em torno de R$47.390,00.

E então? O que achou das picapes? Não é necessário gastar muito para adquirir carros bons de design e performance. Comente qual modelo você prefere!

Por David Ferreira

Chevrolet Montana 2018


Carros SUV Mais Baratos do Brasil 2018


Confira os carros SUV mais baratos do Brasil, suas características e preços.

Nos últimos anos o gosto do brasileiro por carros vem mudando. Um estilo que é muito famoso em outros países vem se tornando mais acessível e une custo e benefício, os veículos SUV (Sport Utility Vehicle) traduzindo para o português “veículo utilitário esportivo”.

Uma das características destes modelos é que eles unem as características de veículos de passeio, somados ao estilo off road, se adequando ao gosto e perfil de muitos motoristas, que vêm ficando cada vez mais exigentes.

Neste artigo vamos citar uma lista dos SUV mais baratos e mais vendidos no Brasil. Algumas montadoras revisaram seus projetos e lançamentos e investiram alto neste segmento de veículo utilitário esportivo.

Se você gosta deste modelo de veículo e quer fazer uma comparação entre os mais baratos e mais vendidos, continue lendo este texto até o final e descubra qual se encaixa ao seu perfil.

A seguir vamos apresentar alguns modelos que são considerados os mais acessíveis em termos de preço.

JAC T40 Pack 2

Quem está procurando um SUV e sempre busca pelo preço mais acessível, o JAC T40 vem com esta proposta para seduzir os compradores. O modelo vem com um pacote de equipamentos, completo com câmera de bordo e central multimídia, além do espaço interno. O preço coloca este SUV como o mais barato do Brasil liderando o ranking está sendo vendido a partir de R$ 58.990.

A motorização é 1.5 com 127 cv de potência quando é usado etanol ao abastecer. Para 2018 a promessa é um motor 1.6 com câmbio CVT, no entanto, o preço pode ultrapassar os R$ 62 mil.

JAC T40

Lifan X60

O Lifan X60 foi um dos carros mais bem vendidos em 2016. E este ano ainda continua sendo uma boa aposta para os fãs de SUV barato, espaço interno e com equipamentos.

Um dos atrativos deste modelo é seu espaço interno, onde tem a capacidade de levar até 5 passageiros com bastante conforto. Entre seus equipamentos a central multimídia merece um destaque pela tela sensível ao toque de sete polegadas e também com função GPS.

A motorização é 1.8 com 128 cv de potência, seu câmbio é manual e está sendo vendido a partir de R$ 63.490, colocando na segunda posição do ranking dos SUV mais baratos.

Lifan X60

Renault Duster Expression

Este modelo de SUV não tem aquele detalhe do oriente. O Renault Duster é fabricado em São José dos Pinhais, no estado do Paraná. Este modelo é um dos mais básicos da categoria com ar condicionado, vidros elétricos, volante com ajuste de altura. As rodas são de ferro com calotas e fica devendo na estabilidade e tração.

O sistema de som possui entrada USB e auxiliar, a motorização é de 1.6 flex com 120 cv de potência, a mesma potência utilizada pelos outros modelos Renault Sandero e Logan. O preço de saída desta versão é de R$ 69.490 e invista um pouco mais e leve o modelo equipado por R$ 74.990 com câmbio CVT.

Renault Duster

Ford EcoSport SE 1.5

Aquele motor 1.6 não é mais a aposta da Ford. Atualmente os novos modelos estão sendo equipados com motorização 1.5 de três cilindros com 137 cv de potência.

Uma das exigências dos consumidores é uma central multimídia com várias funções e recursos. Desde sua versão mais simples até a top de linha, o EcoSport vem com o sistema Sync 3 com tela de 6,5 polegadas compatível com Android e iOS.

Um dos fatores mais importantes do EcoSport é a estabilidade e tração e um sistema de segurança anti-capotamento. Este modelo possui muitos equipamentos desde airbag com 7 posições, direção elétrica, assistente de rampa, sensor de estacionamento, ar condicionado entre outros recursos interessantes.

O preço é de R$ 73.990, não é o mais barato, no entanto, é o mais recomendado da lista entre os SUV´s já listados. O EcoSport também está na lista dos mais vendidos do Brasil estando na quinta posição no ranking com 14.989 veículos vendidos.

Ford EcoSport

Por Marcio Ferraz


Carros de até R$ 60 mil – Melhores Opções


Veja as melhores opções de carros que custam, no máximo, R$ 60 mil.

Para quem está na busca de um novo carro, e não quer gastar mais de 60 mil reais, temos uma lista bem bacana dos melhores modelos. Além de citar os carros dentro do valor máximo de 60 mil reais. Vamos mencionar as melhores características de cada um deles.

Vale lembrar que algumas informações são importantes na hora de decidir o modelo de carro que vai comprar. É preciso perceber se o carro desejado vai superar as expectativas e não somente olhar o valor do carro em si. É preciso ver se o carro tem espaço, itens de séries fundamentais para o novo comprador, se o motor é o que você deseja, entre outras informações. Então vamos à lista dos carros mais indicados dentro do valor estipulado.

1- Toyota Etios 2017

Esse é um modelo se encaixa no valor de 60 mil reais e tem uma boa reputação. A única parte do carro que não teve mudanças foi a externa. Ela vem mantendo basicamente as linhas das versões mais antigas, porém, isso não é considerado um problema para a maioria das pessoas que avaliam esse modelo. Seu motor tem 4 cilindros, 1.5, 16 v 3 e flex. O valor de mercado varia de 49 mil a 58 mil, vai depender da loja em que foi comprado, as condições de compra e seus itens de série.

Toyota Etios 2017

2- Chevrolet Prisma 2018

Podemos dizer que essa é uma máquina de categoria, e com muitos pontos positivos além de estar dentro do orçamento citado anteriormente. Vamos começar a falar do seu design externo que é encantador, um carro que chama atenção pode onde passa e definitivamente lindo. Algumas das funções mais bem faladas desse carro são: Piloto automático, a opção de trocar a marcha é rápida e eficaz e tem direção elétrica. Ele possui porta-malas de 500 litros, e essa é uma das características que favorecem as pessoas que precisam de espaço e carregar algumas coisas.

Outra função bem legal desse carro é que ele possui farol de neblina, que ajuda muito na hora de dirigir com esse tipo de contratempo. Seu valor de mercado está em 56 mil reais e a certeza que temos é que esse carro vale cada centavo, pois ele é muito moderno e possui detalhes que fazem toda diferença.

Prisma 2018

3- Renault Logan 2017/2018

Esse carro é intitulado como um carro especial para curtir grandes momentos com as pessoas que você ama. Só com esse tipo de anúncio já se conquista qualquer pessoa. Mas vamos falar das partes interna e externa dessa máquina. Renault Logan é um carro muito confortável, daqueles que podemos passar horas dentro, além de ser muito moderno e ter diversos itens essenciais para a vida de qualquer pessoa. Ele possui porta-malas bem espaçoso, porta-copos que auxilia a vida dos passageiros e evita pequenos acidentes na hora de um lanche dentro do carro.

Ele também possui limitador de velocidade o que acaba dando mais confiança para o motorista do carro e seus acompanhantes, tem computador de bordo e ar condicionado automático. O valor pode variar de 44 mil a 50 mil dependo do local e itens escolhidos. Ele é um ótimo carro.

Logan

4- Fiat Punto 2017

Esse carro também é uma ótima opção de compra para quem está com orçamento de até 60 mil reais. A versão Attractive 1.4 tem o valor inicial de 51 mil reais e pode ser maior de acordo com detalhes como: loja onde será comprado, forma de pagamento e itens de série. Alguns de seus diferenciais são: Alarme antifurto, faróis de máscara negra, rodas de liga leve 6.0×15” e seus pneus 195/60, entre outras funções.

Fiat Punto 2017

5- Hyundai HB20

Esse é o quinto e último carro da nossa lista, e nem por isso é menos importante. Até porque ele é o 2° carro mais vendido no Brasil. Ele possui 3 versões e todas vem com 6 marchas. Possui espaço, é confortável e compacto. Seu valor de mercado pode variar muito, saindo de 51 mil reais. É uma ótima opção para quem quer um carro bom, sem tantos detalhes.

HB20

Agora é só escolher a melhor opção de carro dentro do orçamento de 60 mil reais!

Por Cristiane Amaral


Fiat Weekend 2018 – Versões, Ficha Técnica


A Weekend 2018 é oferecida em duas versões principais, a Weekend Attractive e a Weekend Adventure.

A FIAT disponibilizou recentemente a linha 2018 da Weekend, antiga Palio Weekend, para os menos desavisados. Com uma gama enxuta de versões e motorizações, a perua com ótimo espaço interno, tenta sobreviver em um segmento cada vez mais restrito, em boa parte devido ao sucesso das SUV(s) de pequeno e médio porte com os seus preços mais competitivos e apelos tecnológicos.

Versões, Preços e Equipamentos

A Weekend 2018 é oferecida em duas versões principais, a Weekend Attractive e a Weekend Adventure, vamos as características de cada uma:

Fiat Weekend Attractive

Oferecida somente com motorização 1.4, este é o modelo de entrada da linha Weekend, com preços a partir de R$ 60.390,00.

Ficha Técnica

– Motor 4 cilindros flex, com 85cv de potência a Gasolina e 86cv usando Etanol, com torque máximo de 5750 rpm

– Tanque de Combustível de 51 litros

– Velocidade Máxima de 166,0 km/h, com aceleração de 0 a 100 km/h de 13,5 segundos

– Tração dianteira com embreagem de 5 marchas

– Freios a disco na dianteira e a tambor na traseira

– Amortecedores Hidráulicos

– Suspensão Dianteira Mc Pherson e Traseira semi-independentes com barra estabilizadora

– Direção Hidráulica

– Pneus R14 de 185/65, aro de 14 polegadas

– Peso de 400 kg

– Porta-Malas com capacidade para 460 litros

– Dimensões principais, comprimento de 4251mm, largura de 1639mm e entre eixos de 2437mm

– Altura livre do solo de 130mm

– Cores oferecidas: Sólidas Branca e Preta, Metálicas Cinza e Prata

Principais equipamentos de série:

– Aerofólio traseiro na cor do veículo

– Limites de velocidade e manutenção com sensores de alerta

– Barras de Proteção nas Portas e no Teto

– Calotas nas Rodas

– Computador de Bordo, com funções como distância, autonomia, consumo e velocidade

– Faróis de neblina

– Iluminação interna e do porta-malas

– Vidros e Travas elétricas, com travamento automático a partir de 20 km/h de velocidade

– Vidros Climatizados Verdes

– Tomada 12v

Fiat Weekend Adventure

A versão Adventure é a mais luxuosa e completa, oferecida com o potente motor 1.8 16v e com uma boa gama de equipamentos, com preços a partir de R$ 75.990,00.

Ficha Técnica

– Motor 4 cilindros flex, com 130cv de potência a Gasolina e 132cv usando Etanol, com torque máximo de 4500 rpm

– Tanque de Combustível de 51 litros

– Velocidade Máxima de 182,0 km/h, com aceleração de 0 a 100 km/h de 10,9 segundos

– Tração dianteira com embreagem de 5 marchas

– Freios a disco ventilado na dianteira e a tambor com sapata autocentrante na traseira

– Amortecedores Hidráulicos e telescópicos

– Suspensão Dianteira Mc Pherson e Traseira independentes com barra estabilizadora

– Direção Hidráulica

– Pneus R16 de 205/60, aro de 16 polegadas

– Peso de 400 kg

– Porta-Malas com capacidade para 460 litros

– Dimensões principais, comprimento de 4310mm, largura de 1721mm e entre eixos de 2466mm

– Altura livre do solo de 190mm

– Cores oferecidas: Sólidas Branca e Preta, Metálicas Cinza, Verde e Prata

Principais equipamentos de série:

– Aerofólio traseiro

– Ar condicionado

– Bancos Bi Partidos

– Interruptores de luzes de leitura nas portas

– Barra de Proteção nas Portas Laterais

– Chave tipo canivete para fechamento e abertura das portas através de telecomando

– Inclinômetro e Bússola como itens de série

– Abertura Interna do Porta-malas e tanque de combustível

– Indicadores de temperatura externa, temperatura de combustível e da água

– Computador de Bordo com várias funções como distância, autonomia, velocidade média, consumo e tempo para percurso

– Faróis de neblina

– Iluminação interna e do porta-malas

– Porta-objetos central com console

– Vidros e Travas elétricas e Retrovisores Elétricos

– Vidro Traseiro com desembaçador e temporizador

– Sensores traseiros de estacionamento

– Vidros Climatizados Verdes

– Tomada 12v

– Acessórios para a Wekeend 2018 e Configurador da marca

O consumidor tem a disposição diversos acessórios sob encomenda tanto para a versão Attractive como Adventure e se desejar pode configurar o seu modelo da maneira que desejar através do link: www.fiat.com.br/carros/weekend/monte-seu-carro.html?modelo=374&versao=37417D0.

Por C.B.

Fiat Weekend


Volkswagen Fox – Preços, Versões, Ficha Técnica


O Volkswagen Fox é composto por 5 versões, possuindo diversos acessórios internos e externos.

Com novos acessórios presentes em toda sua gama, o Volkswagen Fox quer atender um público cada vez mais ávido por novos recursos de segurança e tecnologia.

Composto por cinco versões principais, com motorizações que vão desde a 1.0 (com 82cv de potência), até a mais apimentada e nervosa 1.6 (de 120cv), o Novo Fox já incorpora itens como controle eletrônico de estabilidade e assistente de partida em aclives, além da opção do câmbio automatizado i-Motion garantindo melhor conforto na condução.

A montadora alemã disponibiliza também uma farta gama de acessórios externos, internos e interessantes opcionais de conectividade, como o App Connect, sistema totalmente compatível com as plataformas Android Auto e Apple Carplay, além do Composition Touch que funciona através do recurso MirrorLink “espelhando” fielmente a tela do celular na central multimídia do painel, para entender melhor estes recursos com farto material fotográfico conjugado. Acesse o link http://conectividade.vw.com.br e veja em detalhes todos estes explicativos.

Espaço inovador para o seu segmento e exportado para diversos países

Inovador em seu lançamento em 2003 tanto pela posição elevada de dirigir como pela proposta de carroceria de teto alto, a Volkswagen intitulava ter o veículo com melhor aproveitamento interno e alardeava isto em suas propagandas: "compacto para quem vê, gigante para quem anda", para relembrar este slogan e tantos outros peculiares de sua história vale a pena visitar seu site institucional: http://vwbr.com.br/ImprensaVW.

O modelo também foi exportado para a Europa até 2011, hoje é produzido na fábrica da cidade de São Jose dos Pinhais, no Paraná, e atende os mercados sul-americanos e brasileiro.

Preços, versões e equipamentos

As cinco versões do Fox são disponibilizadas no configurador do site da montadora alemã (www.vw.com.br/pt/carros/fox/Versoes.html), com todos os preços sugeridos para seus clientes interessados, são elas respectivamente:

Versão Track

Volkswagen Fox Track com motor 1.0, a partir de R$ 48.490,00

Principais equipamentos e cores:

"Easy drive" – direção elétrica, Ar-condicionado, Vidros dianteiros elétricos, "Easy Trunk", 2 airbags, Freios ABS com EDB, Sistema infotainment "Media" com rádio AM/FM, bluetooth, MP3 player, e entradas USB, SD-Card e AUX-IN.

Cores Metálicas: Azul, Cinza e Prata

Cores Perolizadas: Preto

Cores Sólidas: Branco, Preto e Vermelho

Versão Trendline

Volkswagen Fox Trendline com motor 1.0, a partir de R$ 46.890,00

Volkswagen Fox Trendline com motor 1.6, a partir de R$ 51.190,00

Principais equipamentos e cores:

2 airbags, 4 alto-falantes, Ar-condicionado, "Easy drive" – direção com assistência elétrica, Freios ABS com EDB, Tampa do porta-malas com abertura elétrica.

Cores Metálicas: Azul, Cinza e Prata

Cores Perolizadas: Preto

Cores Sólidas: Branco, Preto e Vermelho

Versão Comfortline

Volkswagen Fox Comfortline com motor 1.0, a partir de R$ 50.150,00

Volkswagen Fox Comfortline com motor 1.6, a partir de R$ 53.990,00

Volkswagen Fox Comfortline com motor 1.6 e câmbio I-Motion, a partir de R$ 57.390,00

Principais equipamentos e cores:

"Easy Trunk", Aerofólio traseiro, Ar-condicionado, Coluna central externa com aplique preto, Coluna de direção com ajuste de altura e profundidade, Espelhos retrovisores com função tilt‐down, Freios ABS com EDB.

Cores Metálicas: Azul, Cinza e Prata

Cores Perolizadas: Preto

Cores Sólidas: Branco, Preto e Vermelho

Versão Highline

Volkswagen Fox Highline com motor 1.6 MSI de 120cv, a partir de R$ 59.790,00

Volkswagen Fox Highline com motor 1.6 MSI de 120cv e câmbio I-Motion, a partir de R$ 63.190,00

Principais equipamentos e cores:

"Easy Trunk", Aerofólio traseiro, Coluna de direção com ajuste de altura e profundidade, Espelhos retrovisores externos com luzes indicadoras de direção integradas, ABS com EDB, Faróis de neblina com aros cromados, I‐System.

Cores Metálicas: Azul, Cinza e Prata

Cores Perolizadas: Preto

Cores Sólidas: Branco, Preto e Vermelho

Versão Pepper

Volkswagen Fox Pepper com motor 1.6 MSI de 120cv, a partir de R$ 61.090,00

Volkswagen Fox Pepper com motor 1.6 MSI de 120cv e câmbio I-Motion, a partir de R$ 64.490,00

Principais equipamentos e cores:

Motor 1.6 MSI, "TC" – controle de tração (M-ABS), "ESC" – Controle eletrônico de estabilidade e "HHC" – Assistente de partida em aclives, Bancos revestidos em couro sintético Native, Volante multifuncional revestido de couro com apliques e comandos do sistema de som e do "I-System", "Easy drive" – direção elétrica, Rodas de liga leve aro 15" "Rock" com pneus 195/55 R15

Cores Sólidas: Branco, Preto e Vermelho

Cores Metálicas: Prata

Curioso sobre os aspectos técnicos do carro e seus acessórios? Acesse o simulador de configuração da marca, lá tem todos os detalhes: http://app.volkswagen.com.br/ihdcc/pt/configurator.html#30307/35433/Pepper.

Por Carlos B.

VW Fox

VW Fox

Fotos: Divulgação


Chevrolet Cruze Sport6 – Ficha Técnica, Versões, Preços


O Chevrolet Cruze Sport6 tem versões que partem de R$ 64.900 até R$ 79.400.

O modelo Chevrolet Cruze Sport6 é um veículo hatch médio, que faz parte da linha como uma alternativa mais esportiva, ofertando um espaço interno bom com uma boa capacidade no porta-malas.

O carro é disponibilizado em duas versões de acabamento, com os seguintes valores:

  • Versão Cruze Sport6 LT Manual – R$ 64.900
  • Versão Cruze Sport6 LT Automático – R$ 69.900
  • Versão Cruze Sport6 LTZ Manual – R$ 77.400
  • Versão Cruze Sport6 LTZ Automático – R$ 79.400

Ao se tratar de equipamentos, o modelo conta com controle de tração e estabilidade, rodas de 17 polegadas na versão LTZ, navegador e tela integrada (de 7 polegadas) ao console central. O propulsor GM Ecotec6 possui comando de válvulas variável, atrelado a um câmbio manual ou automático de 6 velocidades.

Os destaques com relação à parte estética ficam por conta da linha arqueada no teto, a qual vai do para-brisa até a parte traseira. Somada a traseira que está um pouco mais curta, que se comparada ao sedan, a versão hatch possui 9 centímetros a menos. Esta linha é que mais denota uma aparência esportiva.

Na frente se observa uma grade bipartida contendo o logotipo da Chevrolet e aos seus lados grupos óticos que finalizam nos para-lamas dianteiros. Na parte de trás as lanternas acompanham o formato da carroceria e contam com elementos mais circulares.

Em ambas as versões, a LT e a LTZ, o modelo Chevrolet Cruze é comercializado com rodas de 17 polegadas, em liga leve, com pneus 225/50. Os modelos contam com rodas exclusivas e são fixadas através de cinco parafusos.

Interior

A parte interna do Cruze Sport6 soma esportividade com requinte, destacando-se pela montagem cuidadosa e pelos materiais agradáveis.

A integração entre os painéis de porta com e o painel de instrumentos também chama atenção com bom espaço para os passageiros.

Está presente também o conceito dual cockpit, da mesma forma que na nova S 10 e no Cruze Sedan, que aproxima o passageiro do condutor.

O Chevrolet Cruze Sport6 conta com comandos eletrônicos em seu sistema de ar-condicionado e ainda tem Sensor de qualidade do ar (função AQS), o qual realiza a medida da qualidade do ar externo e, se o mesmo estiver poluído, o sistema ativa a recirculação do ar.

O Sport6 se assemelha ao Cruze com relação ao seu sistema de entretenimento, fazendo uso de tela de 7 polegadas, situada no console central. Também são oferecidos mapas da Argentina e do Brasil no sistema de navegação, indicando postos de gasolina, no momento em que o tanque está na reserva.

Devido ao recebimento do sinal de velocidade pelo sistema, ainda que o veículo esteja trafegando por um túnel, onde não possui sinal de GPS, o sistema irá continuar a atualizar sua posição e, se necessário, te instruído. O veículo também oferece rádio com MP3, USB e leitor de CD. A configuração LT vem de fábrica com seis alto-falantes e um amplificador de quatro canais. O LTZ, por sua vez, conta com um sistema Premium de áudio.

DIMENSÕES

Comprimento total: 4.510 mm

Distância entre eixos: 2.685 mm

Largura carroceria: 1.790 mm

Altura: 1.477 mm

Largura total: 2.098 mm

Altura mínima do solo: 131 mm

Bitola: Traseira: 1.558 mm – Dianteira: 1.544 mm;

Distribuição de peso: Dianteira – 61% – Traseira – 39%

Peso em ordem de marcha: 1.410 Kg

CAPACIDADES

Carga útil: 459 Kg

Porta-malas: 402 L

Tanque de combustível: 60,3 L

Sistema de refrigeração: 6,5 L

Óleo do motor: 4,25 L, sendo 4,50 com filtro

DESEMPENHO

Velocidade máxima: Gasolina: 203 km/h – Etanol: 204 km/h

Aceleração 0 – 100 km/h: Gasolina: 10,8 segundos – Etanol: 10,7 segundos

Por Filipe Silva

Chevrolet Cruze Sport6 2018

Chevrolet Cruze Sport6 2018

Chevrolet Cruze Sport6 2018

Fotos: Divulgação


Chevrolet Cruze – Versões, Características


O Novo Cruze possui 3 versões, a LT, LTZ e LTZ Plus, com preços que partem de R$ 91.890.

A Chevrolet inovou com o novo Cruze evoluindo em vários aspectos. As pessoas esperam conforto, segurança, espaço interno e design arrojado. Este sedan oferece todos estes fatores e um pouco mais, o investimento em sofisticação e tecnologia é o padrão que a montadora quer proporcionar para seus clientes.

Um carro para pessoas exigentes que gostam de tecnologia e alta performance. Neste artigo vamos trazer as inovações, especificações, preços do Chevrolet Cruze que está fazendo sucesso aqui no Brasil.

Versões do Cruze

O sedan possui 3 versões: o Cruze LT, LTZ e LTZ Plus. Cada versão com kit de acessórios que faz inveja para muitos outros veículos. Além do design, totalmente novo, tanto por dentro quanto por fora, possui linhas expressivas e um acabamento para pessoas que realmente gostam de detalhes.

Cruze LT e LTZ

A versão LT está sendo vendida a partir de R$ 91.890 com motor flex 1.4 de 153 cv, itens acoplados Chevrolet MyLink e OnStar, câmbio automático de 6 velocidades com active select no câmbio para automática e a LTZ a partir de R$ 102.990.

O sistema de freio é ABS com EBD, com controle de tração, mais estabilidade e a frenagem de urgência, os discos dianteiros são ventilados e os traseiros sólidos. Sua direção é elétrica progressiva, as suspensões McPherson, as rodas são de alumínio aro 17 e seus pneus 215/50 R17.

A capacidade do tanque de combustível é de 52 litros, possuí um autonomia de 728 Km com gasolina na estrada e a média é de 14 km por litro na estrada e 11,2 Km na cidade. Utilizando etanol, o consumo na estrada é de 9,6 km e na cidade 7,6 km por litro.

A motorização é 1,4L Turbo com torque de 24,5 kgfm com etanol e 153 cv de potência.

A diferença entre as versões é que o airbag da versão LT é duplo e laterais e a versão LTZ airbag duplo e laterais e de cortina.

O sistema de alarme antifurto está presente em ambas versões, alerta de pressão dos pneus, aviso sonoro do cinto de segurança, lanterna de neblina. A versão LTZ tem luz de condução diurna e luz de posição com led.

Os sensores de estacionamento são incluídos apenas o trazeiro na versão LT e na versão LTZ possuí ambos sensores traseiro e dianteiro.

O design a diferença entre as versões são os frisos cromados nos contornos dos vidros das portas, tampa traseira, grade frontal e maçanetas externas.

As rodas de alumínio possui um acabamento exclusivo para cada versão.

Cruze LTZ Plus

Esta é a versão mais completa com todos os itens de série incluídos com a diferença além do preço que está a partir de R$ 112.890 possui alerta de ponto cego, de colisão frontal, conta também com um assistente de permanência na faixa e indicador de distância do veículo da frente, sistema de estacionamento automático Easy Park e banco do motorista com regulagem de altura elétrica.

No site oficial da Chevrolet é possível montar a sua versão com todos os itens opcionais para personalizar ainda mais seu veículo, além de escolher as diversas cores que são oferecidas.

Acesse www.chevrolet.com.br/carros/cruze.html e veja mais detalhes deste sedan.

Por Marcio Ferraz

Fotos: Divulgação


Ford EcoSport 2018 – Preços das Versões


Veja os preços das versões do Novo Ford EcoSport 2018.

A Ford tem investido cada vez mais no seu modelo EcoSport. A prova disso é que a montadora anunciou para a segunda quinzena do mês de agosto o início da comercialização de uma nova linha 2018 do SUV, com nova dianteira e interior totalmente redesenhado.

E não fica por aí. Agora o veículo terá também versões inéditas de motores que irão se destacar entre os concorrentes.

Ficou curioso e quer saber mais? Vem que a gente conta todas as novidades para você.

As Versões e Preços

São no total três versões que compõe os acabamentos disponíveis no modelo EcoSport. A primeira é a SE 1.5, com câmbio manual ou automático. Respectivamente, os valores desse modelo são de R$ 73.990 e R$ 78.990.

Já a versão Freestyle 1.5 também é encontrada com câmbio manual ou automático. Os valores desses, na ordem, ficam em R$ 81.490 e R$ 86.490. E, por fim, o modelo Titanium 2.0 chega somente com caixa automática e no valor de R$ 93.990.

Configurações de Entrada

O EcoSport está chegando com configurações de entrada que já vem de série. Sendo assim, o modelo possui, na versão SE 1.5, controles de tração e de estabilidade, sete airbags localizados por todo o veículo, uma central multimídia com tela de 6,5 polegadas e compatível com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto e, ainda, rodas de liga leve com 15 polegadas.

Além disso, o modelo ainda conta com direção assistida elétrica, ar-condicionado e travas e retrovisores elétricos inclusos. Já em relação à transmissão, essa é automática com conversor de torque e de seis marchas, o que incrementa a lista de equipamentos com o controle de velocidade de cruzeiro e também de borboletas no volante, em caso de troca manual das marchas.

Já no modelo EcoSport Freestyle manual, a multimídia passa de 6,5 polegadas para uma de 8 polegadas, acrescentando também um computador de bordo com uma tela colorida, luzes para condução de dia, ar-condicionado com controle digital, rodas de liga leve em 16 polegadas, bancos revestidos em tecido e couro sintético e câmera de ré. Na versão automática, é agregado o controle de trocas de câmbio embutido no volante.

E por fim, a versão Titanium, além do motor mais potente, vem com rodas de 17 polegadas, alerta para tráfego cruzado, monitoramento do ponto cego, teto solar e elétrico, bancos em couro sintético, sensores para chuva e luminosidade, faróis de xenônio, partida de motor em botão, sensor de chave e um retrovisor interno antiofuscante.

Em termos de mercado, a EcoSport está pronta para competir com os seus maiores concorrentes. São eles: Jeep Renegade, Honda HR-V e o Hyudai Creta. Resta aguardar quem leva a melhor.

Kellen Kunz


Honda HR-V 2018 – Preços das Versões


Confira aqui os preços da Linha 2018 do Honda HR-V.

Não é só a gasolina que teve aumento no Brasil. Parece que estamos vivendo em uma rota de subidas e a Honda resolveu reajustar seus preços na tabela do HR-V. Os novos preços estarão presentes na linha 2018 dos 5 modelos que compõem a relação.

Para a linha do ano que vem a versão que vai mais sofrer com o reajuste é o Touring, que é o top de linha da Honda. Ele custa R$ 105.900 e para a linha 2018 a tabela terá um reajuste de R$ 2.000 e vai ser vendido por R$ 107.900. O modelo mais simples da linha, o LX com câmbio manual, vai ter o menor reajuste, hoje de R$ 79.900 para R$ 80.900.

Esse valor ainda pode ficar mais caro dependendo da cor que o cliente escolher. Os valores da cor podem variar entre R$ 1.200 a R$ 1.500. O Touring pode chegar a custar R$ 109.100 dependendo da cor. Agora o que não muda é a lista de equipamentos. Mesmo que a linha sofra com esses reajustes, os modelos não vão ganhar nenhum equipamento ou acessório novo. O HR-V continua sem alterações.

A versão do Honda HR-V mais barata aumentou cerca de R$ 1.000, mas a estrutura continua com câmbio de cinco velocidades, torque de 17,3 kgfm e motor de 1.8 de 140 cavalos. Além disso, acompanha todos os acessórios de antes do aumento, que é ar-condicionado, rádio com bluetooth e encaixe USB, volante com botões para opção de configuração da tela multimídia, regulagem de altura para o motorista, entre outros.

O modelo “meio termo” da linha, a EX, está R$ 2.800 a mais que o preço anterior. Lembrando que essas mudanças de preços são para a linha 2018 e o mês de julho desse ano já conta com essas altas. A versão EX agora está custando R$ 95.800. Acompanha todos os acessórios que a versão LX, mais câmera de ré, faróis de neblina e piloto automático.

Logo depois vem o HR-V EXL, que agora custa R$ 104.100. Já o último modelo da linha, o Honda Touring, está beirando os R$110.000. Continua contando com todos os acessórios e equipamentos de última linha, mas nada de diferente do preço anterior. Os faróis e luzes dos retrovisores laterais são de LED, conta com seis airbags, sensor de chuva e outros acessórios de última geração.

Por Carolina Costa


Detran libera Foto da CNH Sorrindo


Órgão faz campanha informando a possibilidade de fazer a foto do documento de habilitação sorrindo.

Quem viu achou inusitado e até engraçado o caso recente de um rapaz que manifestou o desejo de usar no documento de habilitação de motorista uma foto em que estivesse sorrindo. Na verdade Filipe Borges fez essa declaração em uma rede social, levantando assim uma polêmica que viralizou na rede.

Foram milhares de comentários contra e a favor da ideia do fotógrafo. Mas, o rapaz realmente sorriu para a fotografia e assim recebeu o documento, pois ao contrário do que muitos pensavam, não existe nenhuma restrição por parte do órgão responsável, em relação a este tema.

Dessa forma, a CNH do mineiro foi emitida e nas redes sociais teve diversos compartilhamentos, curtidas, enfim, tudo isso porque o fotógrafo exibia um grande sorriso no documento, que ao contrário do que muitos pensam, não é montagem não, é realmente a sua carta de habilitação.

Contudo, de acordo com o mineiro que reside na cidade de Sete Lagoas, não foi tão fácil quanto parece ter o documento emitido com essa foto. Segundo ele, alguns colaboradores do Detran se mostraram resistentes em permitir a foto com sorriso. Os funcionários do órgão alegavam que não era permitido sorrir na foto e que isso era uma regra escrita do Detran. Mas o mineiro já obstinado a sorrir para a fotografia, já havia se certificado de antemão sobre o tema e sabia que não existia nenhuma regra que o impedisse. Dessa forma, apesar do bate boca a fotografia, ela foi liberada.

Diante de tanta repercussão do caso e para que não existam mais dúvidas em relação a isso, o Detran aproveitou e fez questão de esclarecer que não existe nenhuma restrição a sorrisos na foto. É uma decisão individual, sorrir ou não sorrir.

Na realidade, não existe nenhuma lei ou determinação que faça esse tipo de proibição no Detran, o que não se estende a outros órgãos de emissão de documentos, pois essa decisão é de cada órgão.

O tema que foi tão polemizado ganhou destaque no órgão, tanto que foi criada a hashtag #CNHlacradora, em que em tom de simpatia escreveu a seguinte frase: “ Vai ter sorrisão na CNH sim!”. Sugestionando as pessoas a sorrirem na foto do documento.

Talvez esse seja o marco do início de uma série de CNH compostas por sorrisos?

E você, também vai sorrir na sua CNH?

Sirlene Montes


Aumento nos Preços do Toyota Etios, Hilux e SW4 – Julho 2017


Modelos ficaram até R$ 1.250 mais caros.

A Toyota elevou os valores de alguns de seus modelos que já entram em vigência a partir deste mês. Entre os modelos que foram reajustados estão a SUV SW4, a picape Hilux e o Etios.

O Etios teve uma variação de R$ 800 na carroceria hatch e no sedã foi de R$ 840 na versão Platinum automática.

Na topo de linhas SXR da Hilux, a elevação chegou a R$ 980. Já a SW4 foi aumentada em até R$ 1.250.

Confira os novos valores da Toyota a partir de julho:

Etios Hatch

  • Platinum 1.5L – 16V AUT. R$ 65.990 (antes R$ 65.190)
  • Cross 1.5L – 16V AUT. R$ 65.280 (antes R$ 64.490)
  • XLS 1.5L – 16V AUT. R$ 62.340 (antes R$ R$ 61.590)
  • Ready 1.5 – 16V AUT. R$ 60.720 (antes R$ R$ 59.990)
  • XS 1.5L – 16V AUT. R$ 56.880 (antes R$ 56.190)
  • XS 1.5L – 16V MAN. R$ 51.920 (antes R$ 51.290)
  • X 1.3L – 16V AUT. R$ 51.610 (antes R$ 50.990)
  • X 1.3L – 16V MAN. R$ 46.650 (antes R$ 46.090)

Etios Sedan

  • X 1.5L – 16V MAN. R$ 51.410 (antes R$ 50.790)
  • X 1.5L – 16V AUT. R$ 56.370 (antes R$ 55.690)
  • XS 1.5L – 16V MAN. R$ 54.750 (antes R$ 54.090)
  • XS 1.5L – 16V AUT. R$ 59.710 (antes R$ 58.990)
  • XLS 1.5L – 16V AUT. R$ 65.180 (antes R$ 64.390)
  • Platinum 1.5 – 16V AUT. R$ 69.430 (antes R$ 68.590)

Hilux Diesel 4×4

  • Chassi MAN. R$ 118.950 (antes R$ 118.330)
  • Cabine Simples versão MAN. R$ 122.900 (antes R$ 122.260)
  • Cabine Dupla versão Std MAN. R$ 135.600 (antes R$ 134.900)
  • Cabine Dupla versão SR AUT. R$ 155.400 (antes R$ 154.620)
  • Cabine Dupla versão SRV AUT. R$ 170.400 (antes R$ 169.520)
  • Cabine Dupla versão SRX AUT. R$ 191.900 (antes R$ 190.920)

Hilux Flex

  • Cabine Dupla versão 4×2 SR AUT. R$ 114.420 (sem alterações)
  • Cabine Dupla versão 4×2 SRV AUT. R$ 123.760 (sem alterações)
  • Cabine Dupla versão 4×4 SRV AUT. R$ 134.410 (sem alterações)

SW4

  • SRX 4×4 Diesel AUT. 5 lugares R$ 244.350 (antes R$ 243.130)
  • SRX 4×4 Diesel AUT. 7 lugares R$ 249.940 (antes R$ 248.690)
  • SRX 4×4 Gasolina AUT. 7 lugares R$ 227.850 (antes R$ 226.710)
  • SR 4×2 Flex MAN. 5 lugares R$ 150.880 (sem alterações)
  • SR 4×2 Flex AUT. 5 lugares R$ 164.320 (sem alterações)
  • SR 4×2 Flex AUT. 7 lugares R$ 169.780 (sem alterações)

FILIPE R SILVA


Seguro de Carro promete Restituição de até 50% para Quem Não Bater


Sistema oferecido pela Youse está em fase de testes e já conta com pelo menos 20 grupos de clientes.

Cada vez mais as empresas têm buscado fidelizar os seus clientes com estratégias direcionadas a ele. Pensando nisso, uma seguradora inovou no que diz respeito às soluções sobre o seguro de um carro.

Isso porque a Youse, uma startup voltada aos seguros da Caixa Econômica Federal, está convidando os seus clientes a formarem grupos de amigos e oferecendo benefícios a eles, em caso de ninguém bater o carro. Sendo assim, caso não haja danos, o programa de recompensas devolve até 50% do valor de cobertura após um ano.

Sob o nome de Youse Friends, esse sistema já está em fases de testes em um modelo piloto há, pelo menos, um mês. Apesar de não abrir os dados sobre quantos clientes formam a sua base, a seguradora disse que já possui mais de 20 grupos com 20 pessoas em cada por dentro do projeto.

Como funciona?

São feitos grupos e, para cada novo amigo que entra, a Youse acaba depositando uma porcentagem do valor que paga em cobertura de perda total e roubo em uma reserva. Não entram nessa conta os valores que são destinados a assistências, como com limpeza e serviços de chaveiro.

Sendo assim, quanto mais gente reunida, mais grana a companhia coloca no cofrinho. Portanto, para duas pessoas a parcela será de 5%; para três pessoas 10%; e segue assim até que se chegue ao valor máximo de 50% para equipes de vinte ou mais pessoas.

Se ao final de um ano ninguém tiver batido o carro ou acionado o seguro, cada um receberá uma parte proporcional em sua quantia acumulada. Por outro lado, se algum sinistro tiver acontecido durante o período, a reserva será utilizada para cobrir prejuízos da seguradora.

É importante salientar que o desconto é proporcional sempre à contribuição de quem sofreu o acidente. Assim, aquele cliente que possui um carro popular e mais barato, não correrá o risco de responder, por exemplo, pela imprudência do amigo que possui um carro importado.

Se forem acionados alguns seguros no decorrer do ano e, mesmo assim, sobrar dinheiro em caixa, o pagamento do valor será feito de forma proporcional. Se o saldo, por outro lado, ficar negativo ou zerado, ninguém recebe nada.

Quem quiser participar do programa precisa saber que ele é gratuito. Já os seguros, esses continuam sendo individuais. Para os acidentes, o pagamento de uma eventual franquia fica a cargo de cada segurado, não sendo abatido da reserva destinada ao grupo.

Kellen Kunz


Aumento no Preço do Toyota Corolla 2018


Reestilizado, após um mês e meio de seu lançamento, Toyota Corolla fica mais caro.

Em menos de dois meses após seu lançamento, o modelo Toyota Corolla redesenhado sofreu um aumento em seu valor. Os preços sugeridos para sua linha 2018, sofreu uma atualização na última quarta-feira, dia 3, trazendo reajustes que chegam a R$ 4 mil, que é o caso da configuração XEi.

Confira os preços atuais:

  • GLi 1.8L Couro – CVT – R$ 91.990 (era R$ 90.990)
  • XEi 2.0L – CVT – R$ 103.990 (custava R$ 99.990)
  • XRS 2.0L – CVT – R$ 109.500 (era R$ 108.990)
  • Altis 2.0L – CVT) – R$ 116.990 (custava R$ 114.990)

Ao se tratar do caso das três primeiras configurações, ainda há uma cobrança extra no valor de R$ 1.450 para os consumidores que desejarem ter uma pintura metálica e para quem pretende ter uma pintura perolizada o acréscimo é de R$ 1.750.

A única versão que teve seu preço mantido foi a GLi 1.8L CVT, a qual não está no site da marca, mas custa R$ 69.990 e já possui a pintura metálica. Essa versão é mais destinada para os consumidores que possuem algum tipo de necessidade especial, porém, de acordo com a montadora, a mesma está disponível para todo público.

O que foi alterado no novo Corolla?

O veículo sedã já se encontra em sua 11ª geração, que no Brasil foi lançada em 2014, porém, ela sofreu uma nova reestilização, com alterações em seu visual, principalmente na parte dianteira.

A montadora japonesa ressuscitou também a configuração XRS, com um apelo jovem e visual esportivo.

Além disso, já passava da hora de o modelo passar a oferecer o controle de estabilidade, que agora passa a ser obrigatório em todos os carros produzidos no Brasil a partir do ano 2022 e todos os seus concorrentes já contavam.

A parte mecânica ainda é a mesma. Isto é, ocorreram poucas alterações no sedã, que com folga é líder do segmento. Principalmente ao se comparar com o Chevrolet Cruze e o Honda Civic, que sofreram mudança de geração.

O Toyota Corolla é o carro zero que ocupa a sexta posição no ranking de veículos mais vendidos este ano em território brasileiro, com cerca de 18 mil exemplares emplacados até o mês de abril, de acordo com a Fenabrave.

FILIPE R SILVA


Aumento no Preço do Nissan Kicks


Modelo top de linha sobe R$ 1.590 e agora chega a R$ 93 mil.

Pelo visto não teve jeito mesmo: O carro da Nissan, o Kicks, modelo da marca que atualmente é o mais vendido no país, acabou ficando mais caro depois de um reajuste. As primeiras informações apontam para uma alta de R$1.590 para as duas versões que são vendidas por aqui.

Com isso, o SUV começa pelo preço de R$86.490 em sua configuração SV e irá chegar a R$93.490 na opção topo de linha, a SL.

Nos dois casos temos a presença do motor 1.6 de 16V flex com capacidade de gerar até 114 cavalos. O câmbio é automático CVT.

Vale lembrar que o modelo já está sendo fabricado na planta da montadora em Resende, Rio de Janeiro. Entretanto, mesmo assim, o Kicks ainda continua sendo trazido do México.

Segundo informações da própria Nissan, os primeiros carros que forem feitos aqui irão passar por alguns testes de qualidade antes de serem colocados à venda.

De qualquer forma, a expectativa é de que o Kicks “brasileiro” chegue as autorizadas ainda em abril de 2017.

Saiba mais:

Quem já teve a oportunidade de testar o carro destacou sua boa dirigibilidade. A direção elétrica é relativamente leve e direta, fazendo assim com que o modelo transmita para o condutor uma sensação de esportividade que pode ser considerada até mesmo maior do que a vista em carros da mesma categoria.

Sobre o itens de série vamos ter os seguintes destaques: rodas de liga-leve de 17 polegadas, controles de tração e estabilidade, isofix, cinto de três pontos e apoios de cabeça para todos os passageiros, alarme, assistente de partida em rampa, bancos de tecido preto, chave presencial, defletor traseiro, retrovisores elétricos na cor do carro e com repetidores de seta, rack de teto, maçanetas na cor do carro, faróis de neblina, sensor e câmera de ré, volante multifuncional com ajuste de altura e profundidade, direção elétrica, banco traseiro bipartido, ajuste de altura do banco do motorista, conexão por Bluetooth, entrada USB, leitor de CD, MP3, rádio, GPS, sistema multimídia com tela sensível ao toque de 7 polegadas, quadro de instrumentos com tela colorida de 7 polegadas e ar -condicionado automático digital.

Em um primeiro instante o Kicks até que estava conseguindo se destacar. Resta agora saber se os benefícios ainda o farão ser um dos carros mais vendidos da Nissan.

Por Denisson Soares


Seguro de Picapes a Diesel – Quanto Custa?


Confira o quanto custa assegurar as picapes brasileiras a diesel.

Os indivíduos que foram ou são proprietários de alguma picape movida a diesel aqui no Brasil tem o conhecimento do quanto é alto o valor de seguro para estes modelos. Tal fato ocorre devido as mesmas possuírem um índice maior de furtos e roubo no território brasileiro. Para tanto, é sempre válido realizar uma pesquisar e alguns orçamentos, analisando também quais são os serviços embutidos, caso houver, nas apólices, bem como encanador, chaveiro, guincho, eletricista, entre diversos outros. Para facilitar a sua pesquisa e análise, abaixo você pode conferir qual é o valor médio pago pelo seguro de caminhonetes movidas a diesel e que são comercializadas em território brasileiro.

Abaixo segue os valores de uma simulação realizada por uma corretora chamada Bidu, onde se considerou o perfil de um indivíduo do sexo masculino que possui 35 anos, sem filhos, casado e que mora na cidade de São Paulo, além de possuir garagem no trabalho e em casa e está fazendo, pela primeira vez, a contratação do serviço de seguro. Ao todo, foram realizadas três simulações em três diferentes seguradoras. A seguir, está listado o valor maior, assim como o valor mais baixo cobrado e também qual é o valor médio entre eles.

– Modelo Chevrolet S10

  • Mais caro: R$ 12.830,23
  • Mais barato: R$ 5.860,18
  • Valor médio: R$ 9.345,20

– Modelo Ford Ranger

  • Mais caro: R$ 19.952,76
  • Mais barato: R$ 14.873,07
  • Valor médio: R$ 17.412,92

– Modelo Toyota Hilux

  • Mais caro: R$ 14.337,68
  • Mais barato: R$ 11.730,84
  • Valor médio: R$ 12.507,49

– Modelo VW Amarok

  • Mais caro: R$ 10.034,00
  • Mais barato: R$ 9.460,82
  • Valor médio: R$ 9.747,41

– Modelo Nissan Frontier

  • Mais caro: R$ 16.776,64
  • Mais barato: R$ 13.862,97
  • Valor médio: R$ 15.319,81

– Modelo Fiat Toro

  • Mais caro: R$ 6.915,37
  • Mais barato: R$ 6.350,14
  • Valor médio: R$ 6.632,755

– Modelo Mitsubishi L200 Triton

  • Mais caro: R$ 22.007,65
  • Mais barato: R$ 9.512,03
  • Valor médio: R$ 15.759,84

É possível verificar que os valores médio dos seguros das picapes brasileiras são bem variáveis de acordo com o modelo do veículo, entretanto, a maioria delas varia entre 9 mil e 15 mil, um pouco para mais ou para menos, porém, a Fiat Toro é a mais em conta desta lista, tendo uma média próxima de R$ 6.500.

FILIPE R SILVA


Aumento no Preço do Chevrolet Cruze


Preço do Modelo teve um aumento de R$ 1.800 e agora seu valor parte de R$ 91 mil.

A Chevrolet acaba de anunciar que vai aumentar o preço do seu novo Cruze a partir deste mês de fevereiro. Indo a contragosto dos seus compradores, o veículo terá um reajuste de 89.990 reais para 91.790, um aumento de 1.800 reais. É o primeiro reajuste do modelo, que foi lançado no meio do ano de 2016 e atualmente fica atrás apenas do Corolla e Civic. Cruze é o terceiro sedã médio mais vendido no Brasil.

Todas as suas versões são de alto luxo e acompanha o motor Ecotec 1.4 turbo de 153 cv e 24,5 kgfm de torque, juntamente com um câmbio automático de seis marchas. O novo modelo possui três opções e o maior aumento, de 2.100 reais, vai aparecer justamente nas versões mais caras que são a LTZ e LTZ2.

Desde a sua primeira versão de 2016, o Cruze vem equipado com tecnologia e luxo. São faróis de neblina, LEDs diurnos, sensor de ré para estacionamento, 4 airbags, controles de estabilidade e tração, ar-condicionado automático, start and stop, central multimídia MyLink com tela de 7 polegadas, volante multifuncional, monitoramento da pressão dos pneus, câmera de ré, rodas aro 17 polegadas, entre outros itens de qualidade.

Veja o que mudou:

Antes o Cruze LT 1.4 turbo estava 89.990 reais, agora está custando 91.790 reais. O Chevrolet Cruze LTZ 1 1.4 Turbo antes custava 99.890 reais, hoje se encontra no preço de 101.990 reais. Por último, o Chevrolet Cruze LTZ 2 1.4 Turbo estava 109.790 reais, agora está no preço de 111.890 reais.

Para ver se vale a pena a compra, existem alguns comparativos do Cruze e seus concorrentes. Em comparação com o Civic EX o Cruze ganha em alguns itens. O Civic não tem sensor de ré e o sistema de som é bem simples com tela de 5 polegadas. Em compensação o Civic traz airbags do tipo cortina, faróis com LED para o dia e acendimento automático, freio de estacionamento elétrico com assistente de partida em rampa, retrovisores rebatíveis eletricamente e borboletas no volante.

Na pista de testes o resultado foi bem para o Cruze. Ele acelera de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos, enquanto o Civic fez em apenas 9,9 segundos. Parece pouco, mas a diferença quando se trata de 0 a 100 km/h, 1 segundo a mais ou a menos já é uma diferença bem considerável.

Por Carolina Costa


Seguro DPVAT – O Que é, Quem tem Direito, Cobertura, Como dar Entrada


Saiba aqui o que é, quem tem direito e como dar entrada no Seguro DPVAT.

Se você tem dúvidas sobre o que é o DPVAT e o que essa cobrança feita anualmenta acarreta, vem com a gente que a gente te explica direitinho o que é e como usá-la de forma correta.

O DPVAT é nada mais, nada menos que “Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre”. Entendeu? Não? Ok, vamos de novo. É um seguro obrigatório que todo proprietário de veículo deve pagar em conjunto ao IPVA. Em caso de não pagamento, o proprietário fica sujeito à penalidades, pois o automóvel não é considerado apto às consequências de fiscalização.

O seguro dá direito a todas as vítimas de acidente de veículos móveis o benefício de receber indenizações, incluindo passageiros e motoristas envolvidos. Para que o pagamento ocorra, não é levado em consideração culpados ou inocentes, mas sim a segurança de cada passageiro e condutor.

A cobrança difere de acordo com cada categoria de automóvel, podendo ser de passeio ou aluguel, caminhões, motos e ônibus. A média de valor para os de passeio é de R$105,65 (cento e cinco reais e sessenta e cinco centavos). Mais informações sobre valores devem ser consultados diretamente com o DPVAT, a partir do telefone (0800 022 12 04).

Vale relembrar que existem alguns veículos que são isentos do IPVA, mas o DPVAT continua valendo e sendo cobrado obrigatoriamente.

Outra informação importante é que, ainda que o DPVAT não esteja sendo pago em dia, ainda sim os envolvidos com o acidente possuem direito de receber a indenização.

Para receber o DPVAT, existe um prazo de três anos de limite de pedido para que a indenização seja concedida. Para isso, basta consultar os postos do DPVAT neste link. Os documentos para entrada do pedido podem variar, mas os mais simples costumam ser: B.O., a autorização para pagamento DPVAT e os documentos básicos das vítimas envolvidas.

Além disso, no DPVAT existem três tipos diferentes de cobertura: para caso de morte; em casos mais graves e que acarretem sequelas – o caso de invalidez permanente e, por último, para despesas com hospital, tendo valor máximo de dois mil e setenta reais por pessoa envolvida (vítima).

Para saber mais sobre o DPVAT, você pode acessar o site da Proteste a partir deste link.

Yamí de Araújo Couto


Seguro de Carro Popular e Tradicional – Diferenças e Qual é Melhor?


Confira aqui um comparativo e descubra qual tipo de seguro de carro é melhor.

Muitas dúvidas surgem por parte dos motoristas, na hora de contratar um seguro para o carro, seja pela cobertura, ressarcimento, atendimento e principalmente, o preço. Desde ano passado o consumidor brasileiro tem duas opções de contratações de seguro, que é o seguro auto popular (que é uma opção mais barata oferecida para coberturas de carros mais velhos, mas que ainda se encontra disponível nas cidades de Rio de Janeiro e São Paulo e somente por algumas poucas seguradoras.

Somente duas empresas de seguro oferecem o produto, que são as seguradoras Azul (do grupo Porto Seguro) e a Tokio Marine. Com valores em média 26% menor do que o seguro tradicional, o que era um atrativo para proprietários de carros com mais de 15 anos de uso. Para se contratar um seguro é preciso levar em consideração diversos fatores como idade, sexo, estado civil, endereço onde o carro pernoita, constância de uso do carro, entre outros. Por exemplo, para um seguro de um automóvel GOL, o valor do seguro tradicional, dependendo do perfil, ficaria em R$ 1.816,86 e já nos seguro auto popular, o valor já sairia por R$ 1.266,59, ou seja, quase 30% a mais de economia. O preço do prêmio do seguro é que pode variar pois ambas as formas de contratação tem características diferentes em relação a cobertura, indenizações, franquia, serviços 24 horas e forma de pagamento, dependendo do escolha do cliente.

O seguro popular tem mais restrições do que o seguro tradicional, como por exemplo, uma idade mínima para os carros e o preço da franquia em caso de acidentes chega a ser 30% maior do que a outra modalidade. O motorista deve ter mais cuidado para não se envolver em acidentes de trânsito e caso isso aconteça, o tipo de contratação feita não ficaria vantajosa. Outra diferença entre o seguro auto popular e o tradicional é que sobre o valor da indenização, que vai de 80 a 90% da tabela fipe do seguro popular, contra 100% e alguns casos, até 110% da mesma tabela no caso do seguro tradicional. Vale a pena pensar com muito cuidado na hora de contratação desses dois tipos de seguro para não sair no prejuízo e ter muita dor de cabeça, caso aconteça algum sinistro.

Rodrigo Souza de Jesus


Hyundai Creta – Venda e Condições Especiais de Financiamento


Modelo começou a ser vendido no Brasil com condições especiais de financiamento.

O modelo Creta, fabricado pela empresa sul coreana Hyundai, foi lançado no mercado no final do ano de 2016, tendo como objetivo principal a metar de emplacar cerca de 3 mil unidades, podendo bater até a marca de 3.500 exemplares por mês. O crossover da empresa asiática iniciou suas vendas no dia 14 de janeiro de 2017. Entretanto, no mês de fechamento apontou que o veículo SUV compacto comercializou somente 1.182 unidades, desta forma ficou abaixo de 50% do objetivo que era previsto inicialmente e muito abaixo da média de seus concorrentes diretos.

Ainda não se tem muita certeza se a fabricante foi com muita sede ao pote, ou seja, com apetite grande demais para o mercado ou se foi pela fraca recepção que aparentemente teve o modelo, mas a montadora Hyundai foi atrás de uma estratégia para que o lançamento possa ter um aumento em suas vendas.

A ideia a ser adotada pela marca é um programa especial criado de forma única para que os consumidores possam realizar um plano de financiamento do modelo Creta. Se baseando por esse novo método, o SUV agora passará a ser comercializado com uma taxa de juros reduzida, chegando a 0,99% ao mês, em um plano que conta com uma entrada que represente 70% do valor total do veículo e ainda um parcelamento que pode chegar a até 24 parcelas mensais.

Por outro lado, se o consumidor optar por uma entrada que represente 30% do valor mais um financiamento em 24 parcelas, a taxa de juros é aumentada para 1,29% ao mês, podendo ser de 1,19% ao mês caso o restante do valor seja dividido em 12 parcelas. O plano “Compra Certa”, conhecido como “financiamento balão”, também já é ofertado para os consumidores que pretendem adquirir a linha HB20, sendo disponibilizado também na modalidade que requer uma entrada de 30%, financiando o valor total com parcela final e outras parcelas reduzidas.

Adotando esta ideia, a Hyundai pretende aumentar as vendas do modelo, que não foi tão bem recebido assim e divide as vendas com o seu concorrente de mesma marca, o Tucson.

FILIPE R SILVA


Financiamento de Carros e Motos – Tipos, Como Funciona e Vantagens


Confira aqui como funciona e as principais vantagens e desvantagens do Leasing, CDC e Consórcio.

Um financiamento, seja ele para carro, imóvel ou qualquer outra coisa, exige muita atenção para "não meter os pés pelas mãos".

Comprar à vista é uma ótima oportunidade para economizar um dinheiro, mas e se estiver difícil para juntar? Um financiamento ajuda! Principalmente se, como se diz por aí, está com o "nome limpo". Este termo muito usado se refere ao fato de não estar devendo e ter o nome constando como devedor no SPC/Serasa. Nesta categoria se enquadra estar sendo protestado, ter cheques sem fundos, ações judiciais, participação em empresa falida e até outros tipos de dívidas.

Algo muito importante que se deve ter em mente quando for procurar um financiamento é que a quantidade de parcelas determina o quanto você vai pagar a mais em juros, ou seja, comprando algo em 12 vezes, por exemplo, a quantidade de juros será menor do que comprar o mesmo produto em 24 vezes. Neste exemplo, o valor da parcela fica maior quando dividido em menos parcelas e o valor da parcela menor quando dividido em mais parcelas, mas o juros pago sempre é maior quando o financiamento é mais "prolongado".

Uma outra coisa que pode influenciar bastante no valor final do financiamento é o valor pago de entrada. Quanto maior o valor de entrada, menor o valor para financiar em prestações, consequentemente, menos juros será pago.

Os tipos de financiamento podem variar com o produto que está sendo comercializado e uma boa pesquisa de mercado deve ser feita para ver qual a melhor opção. Usando o exemplo de compra de carro, o chamado "leasing" pode ser uma boa opção. Neste caso o veículo fica no nome do banco até o fim do pagamento e após este término, o cliente pode optar em devolver a compra. As desvantagem são os juros, que são um pouco maiores do que em um financiamento convencional e também o fato de que o bem não pode ser vendido até a sua quitação.

O consócio é uma maneira de financiar e não ter pressa de ter aquele bem, pois só é entregue ao final do pagamento da última parcela ou através de um lance, onde a quitação da dívida ocorre.

Por fim, o CDC, que significa crédito direto ao consumidor, é o mais encontrado em bancos, lojas e comércios em geral. Neste caso, o bem adquirido, seja carro, casa ou apartamento, é entregue logo após a finalização da negociação.

Lembre-se, pesquisar as menores taxas de juros e a confiabilidade da instituição serão sempre o melhor caminho para uma compra tranquila.

Por: Fernando Dias


Novos Preços do VW Golf 2017


Volkswagen aumenta preços de quase todas as versões do carro. Valores partem de R$ 78 mil.

Para os amantes de um dos carros mais queridos do Brasil, a notícia não é das melhores, pelo menos para quem tem o orçamento apertado. O VW Golf entra em cena na sua nova versão 2017 sendo vendido a salgados R$ 77.247,00.

O Golf foi o segundo carro na categoria hatch médio mais vendido ano passado, só perdendo terreno para o americano Ford Focus, mesmo assim por pouco.

A montadora alemã revela que o Golf ficou mais caro em todas as versões existentes, com exceções das versões com motor 1.6 16V MSI. No próprio site da montadora, os preços começam com a versão mais simples 1.6 MSI Confortline e que não teve aumento, com R$ 78.130,00 e chegam até em sua versão top de linha, GTI 2.0 DSG completa de série a R$ 131.457,00. Em 2016 foram emplacadas 5.966 unidades do Golf e a novidade da vez é a sua nova versão 1.0 Confortline TSI, que oferece 125 cv. Ainda segundo a montadora, a redução do consumo de combustível foi o maior motivo do lançamento da nova versão do modelo.

O VW Golf deu as caras no Brasil em 1995 em sua primeira geração, mas já estava na terceira geração em sua terra natal, a Alemanha. O carro é referência quando o assunto é hatch médio no Brasil e já foi líder de vendas da montadora por vários anos seguidos. Atualmente o carro está em sua oitava geração, mas devido a crise financeira que assola o Brasil, o VW Golf está amargando uma queda nas vendas por ser um carro não tão acessível para todos e perante a desenfreada concorrência das outras montadoras.

A montadora alemã espera que esse novo lançamento seja um sucesso de vendas de um carro que já arrancou suspiros de muitos entusiastas e foi um grande sucesso no final dos anos 90 e início do ano 2000. Os maiores atrativos do Golf são a motorização oferecida, ítens de segurança e uma maior prioridade para o nível de conforto, que mesmo em versões mais simples, o Golf não deixou de ser confortável.

Rodrigo Souza de Jesus


Data de Pagamento do DPVAT – Seguro Obrigatório 2017


Confira aqui as datas de pagamento do DPVAT 2017.

O começo do ano é um período em que os brasileiros possuem muitas contas a pagar, muitas delas ainda do ano que acabou, outras são do ano novo, como é o caso do pagamento de IPVA e DPVAT, para motoristas ou proprietários de automóveis.

O IPVA é o Imposto de Propriedade de Veículos Automotores e o DPVAT é um importante Seguro de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, sendo obrigatório, além de que sem o seu pagamento o condutor não recebe o licenciamento do veículo.

Veja abaixo os dias de vencimento do DPVAT de acordo com o final das placas dos automóveis:

  • Placas com final 1: Vencimento em 03 de abril de 2017;
  • Placas com Final 2: Vencimento em 05 de abril de 2017;
  • Placas com final 3: Vencimento em 07 de abril de 2017;
  • Placas com final 4: Vencimento em 10 de abril de 2017;
  • Placas com final 5: Vencimento em 12 de abril de 2017;
  • Placas com final 6: Vencimento em 17 de abril de 2017;
  • Placas com final 7: Vencimento em 19 de abril de 2017;
  • Placas com final 8: Vencimento em 24 de abril de 2017;
  • Placas com final 9: Vencimento em 26 de abril de 2017;
  • Placas com final 0: Vencimento em 28 de abril de 2017.

Para o ano de 2017, o valor do Seguro DPVAT está relativamente menor, apresentando 37% de redução, fato que se dá devido a uma redução do número de vítimas por invalidez nos anos de 2014 e 2015.

Veja abaixo os valores de 2017 comparados aos valores de 2016:

  • Automóveis: Em 2017 R$ 63,69. Em 2016 R$ 101,10;
  • Motocicletas: Em 2017 R$ 180,65. Em 2016 R$ 286,75.
  • Caminhões e Caminhonetes: Em 2017 R$ 66,66. Em 2016 R$ 105,81;
  • Ônibus e micro-ônibus que cobram frete e que possuem lotação para mais de 10 passageiros: Em 2017 R$ 246,23.
  • Ônibus e micro-ônibus que não cobram frete e que possuem lotação de no máximo 10 passageiros, cobrando frete: R$ 152,67;
  • Ciclomotores que possuem até 50 cilindradas: Em 2017 R$ 81,90. Em 2016 R$ 130.

A esses valores são somados ainda valores de IOF e taxa para parcelamento.

O valor apresentado no calendário é a data máxima para o pagamento do Seguro, que pode ser feito juntamente com a 1ª parcela do IPVA.

Sirlene Montes


Novos Preços do Hyundai HB20, HB20S e HB20X em 2017


Confira aqui os novos preços do Hyundai HB20, HB20S e HB20X em 2017.

A fabricante Hyundai elevou os valores em janeiro deste ano. A marca apresentou as mudanças nos preços e também modificações em suas versões, sendo perceptível a retirada da Comfort Style, mantendo apenas a Premium, Comfort e Comfort Plus.

O HB20 e HB20S agora terão blueMedia na versão Comfort Plus, como na Premium, mas apenas com a opção de bancos em couro. O HB20, que era R$ 41.655, foi para R$ 42.500. A variação HB20S iniciava em R$ 48.885 e passou para R$ 50.065. Agora o HB20X tem preços a partir de R$ 59.645, antes custava R$ 58.355.

A versão HB20 R spec só é disponibilizado com transmissão automática. O HB20 Ocean manteve o mesmo valor, mas é vendido como modelo 16/17, já os outros são apresentados como 17/17. Agora HB20X conta com variantes de couro e couro com blueMedia na Premium. Entre a Style e a versão Plus com blueMedia são mais de R$ 130 de diferença.

Veja abaixo a comparação dos valores do Hyundai HB20X, HB20 e HB20S para o ano de 2017:

– HB20 R spec

  • Versão 1.6 AT – Anterior: R$ 60.355 – Atual: R$ 61.330

– HB20 Ocean

  • Versão 1.0 MT – Anterior: R$ 49.755 – Não teve aumento
  • Versão 1.6 MT – Anterior: R$ 56.555 – Não teve aumento
  • Versão 1.6 AT – Anterior: R$ 61.055 – Não teve aumento

– HB20

  • Versão Comfort 1.0 MT – Anterior: R$ 41.655 – Atual: R$ 42.500
  • Versão Comfort Plus 1.0 MT – Anterior: R$ 44.855 – Atual: R$ 45.830
  • Versão Comfort Plus 1.0 MT blueMedia – Anterior: R$ 48.530 – Versão Nova
  • Versão Comfort Plus 1.0 Turbo – Anterior: R$ 48.855 – Atual: R$ 49.830
  • Versão Comfort Plus 1.0 Turbo blueMedia – Anterior: R$ 52.530 – Versão Nova
  • Versão Comfort Plus 1.6 MT – Anterior: R$ 51.405 – Atual: R$ 52.380
  • Versão Comfort Plus 1.6 AT – Anterior: R$ 55.905 – Atual: R$ 56.880
  • Versão Comfort Plus 1.6 AT blueMedia – Anterior: R$ 59.580 – Versão Nova
  • Versão Premium 1.6 AT – Anterior: R$ 62.655 – Atual: R$ 63.630
  • Versão Premium 1.6 AT blueMedia + couro – Anterior: R$ 67.720 – Versão Nova

– HB20X

  • Versão Style 1.6 MT – Anterior: R$ 58.355 – Atual: R$ 59.645
  • Versão Style 1.6 AT – Anterior: R$ 62.855 – Atual: R$ 64.145
  • Versão Premium 1.6 AT couro – Anterior: R$ 68.235 – Versão Nova
  • Versão Premium 1.6 AT couro + blueMedia – Anterior: R$ 70.735 – Versão Nova

– HB20S

  • Versão Comfort Plus 1.0 MT – Anterior: R$ 48.885 – Atual: R$ 50.065
  • Versão Comfort Plus 1.0 Turbo – Anterior: R$ 52.885 – Atual: R$ 54.065
  • Versão Comfort Plus 1.0 Turbo blueMedia – Anterior: R$ 56.765 – Versão Nova
  • Versão Comfort Plus 1.6 MT – Anterior: R$ 55.435 – Atual: R$ 56.615
  • Versão Comfort Plus 1.6 MT blueMedia – Anterior: R$ 59.315 – Versão Nova
  • Versão Comfort Plus 1.6 AT – Anterior: R$ 59.935 – Atual: R$ 61.115
  • Versão Comfort Plus 1.6 AT blueMedia – Anterior: R$ 63.815 – Versão Nova
  • Versão Premium 1.6 AT – Anterior: R$ 66.285 – Atual: R$ 67.465
  • Versão Premium 1.6 AT blueMedia – Anterior: R$ 71.175 – Versão Nova

FILIPE R SILVA


Chevrolet Cruze Hatch 2017 – Reajuste nos Preços


Modelo mal chegou às lojas e já sofre o primeiro reajuste de preços.

Ele acabou de chegar e nem se passou um mês, seu valor já sofreu um reajuste. Estamos falando do Chevrolet Cruze Hatch, que acabou de sofrer um aumento nos valores das suas três versões. O reajuste pode chegar até R$ 3,3 mil a mais, dependendo da versão.

O Cruze Hatch, também chamado pela GM DE Sport6, teve sua apresentação no Salão do Automóvel no último mês de novembro. Nesse mesmo tempo, os preços já foram divulgados pela marca e a pré-venda foi liberada, com previsão de entrega ainda para este mês de dezembro.

Porém, dezembro está quase no fim e a GM acaba de anunciar novos valores de seu hatch médio, recém-lançado.

Ele chegou no Brasil com um perfil todo renovado, com a intenção de liderar seu segmento. Talvez o aumento dos valores de suas versões sejam devidas aos grandes saltos tecnológicos que ele oferece aos seus usuários. Infelizmente é o preço que se paga por uma ótima tecnologia, que resulta na satisfação de todos.

O ruim é que esse reajuste chegue apenas depois de um mês de seu lançamento, deixando uma impressão um pouco negativa.

Dessa forma, veja os valores que eram quando foi feito o lançamento e os valores reajustados:

Versão de Entrada LT: R$ 89.990 em novembro para R$ 91.790; ficando R$ 1,800,00 mais cara.

Versão Intermediária LTZ: R$ 101.990 em novembro, para R$ 103.290; ficando R$ 1,300,00 mais cara.

Versão Top LTZ+: R$ 109.790 em novembro, para R$ 113.090; o que representa um aumento de R$ 3,300.00.

São aumentos bem consideráveis. Mas vale lembrar que o Cruze hatch em todas as suas versões se apresenta como um excelente veículo, que apesar deste contratempo do reajuste, se mostra muito capaz de cumprir em 2017 a promessa de se tornar líder do seu segmento.

Vale lembrar que o motor de 1.4 turbo, com 153 cavalos e câmbio automático de 6 marchas, está presente em todas as suas versões. Oferece uma direção estável e segura, prometendo aos seus ocupantes muito conforto, tecnologia, beleza e elegância. A expectativa para 2017 é que sejam vendidos 1.500 unidades do sedã por mês, o que poderá corresponder a 30% das vendas de automóveis.

Sirlene Montes


Queda no Financiamento de Carros em Setembro de 2016


Diminuição nos financiamentos no mês passado chegou a 14.8%.

Com a greve dos bancários em setembro, os financiamentos de automóveis tiveram uma baixa de 14,8% considerando os valores de agosto. A Cetip, responsável pelos dados, afirma que se comparado com setembro de 2014, a queda é ainda maior, o que equivale a 27,2 %.

Finalizado o mês de setembro, neste terceiro trimestre foram financiados o total de 431.698 carros novos de variadas categorias, uma queda de 25,3% sobre o total alcançado no mesmo período de 2014.

O motivo da queda se dá principalmente pelo alto número de desempregados, que ficam sem rendimentos, além das pessoas que observando o momento de crise não se sentem confiantes para fazer compromissos em longo prazo. Além disso, as instituições financeiras também possuem muitas restrições para conceder crédito para financiamentos em geral, inclusive de veículos.

É importante também lembrar que a queda de financiamentos se fez ainda maior devido a greve dos bancários, que teve início em setembro, durando 31 dias, o que fez com que as instituições financeiras ficassem paradas, sem realizar nenhum tipo de serviço ou operação.

Foram vendidos 132.181 unidades, entre carros novos, caminhões, ônibus, veículos comerciais leves e motocicletas. As vendas de veículos comerciais leves apontam para 52% de todas as unidades vendidas, o que totalizam 80.782 financiamentos. Já os financiamentos realizados em agosto para automóveis leves atingiu 53%.

Por sua vez, a venda de carros usados também apresentou uma queda, porém de forma mais lenta. O que se observou é que os financiamentos de veículos usados nesse terceiro bimestre somam 735.372 unidades, uma diminuição equivalente a 1,2%, comparando com os valores do mesmo período de 2014.

Para Antonio Megale, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), alguns fatores contribuíram para que ocorresse a queda nos financiamentos automotivos. São eles: a interrupção da fabricação de carros pela Volkswagen, devido a forte crise econômica e também a greve dos bancários, que paralisaram as operações. Fatores que foram sentidos nos números de setembro.

De qualquer forma, a greve dos bancários já terminou e a Volkswagen desde a segunda quinzena de setembro retomou sua produção. O que faz com que as expectativas para o restante do ano de 2016 sejam melhores.

Sirlene Montes


Consórcio de Carros é Alternativa ao Financiamento


Crise Econômica faz procura por Consórcio de Veículos crescer no Brasil.

Em momentos de crise e problemas econômicos agravados pelos juros altos e a restrição cada vez maior de crédito, a alternativa mais “sensata” encontrada por aqueles que querem adquirir um carro surge com o nome de “consórcio”. Considerando problemas passados e os atuais, o consórcio de veículos tem se mostrado eficiente e conseguido se manter “imune” a diversas consequências oriundas das questões econômicas.

A adesão de cada vez mais pessoas aos consórcios de veículos tem crescido ano após ano no Brasil. De acordo com dados levantados pela ABAC, no ano de 2015 foi registrado um aumento na participação ativa em todas as categorias indo de veículos leves, passando pelos caminhões e até motocicletas. Outra curiosidade é que em todos os segmentos analisados o índice apontado acabou sendo bem maior do que os registrados nos patamares dos últimos anos.

Usando como exemplo os veículos leves em 2015, as vendas atingiram 25,31%. Para se ter ideia, esse percentual é mais do que o dobro de 2011. E a expectativa é de que em 2016 a coisa siga nesse sentido.

O perfil dos compradores também é um aspecto interessante: Ele tem mudado nos últimos anos.

No lugar de encontrarmos uma grande parcela de homens idealizando um novo veículo, vamos encontrar uma parcela significativa de mulheres. Esse público geralmente conta com idade entre 26 e 35 anos. Elas representam já em 2016 um percentual 40% maior do que o visto em 2015. Já a faixa de preços buscados por elas é de cerca de R$ 26.000,00.

Alguns representantes de consórcios comentam sobre essa presença das mulheres destacando que elas é que foram em parte, as grandes responsáveis pelo crescimento de vendas nos consórcios. De acordo com a maioria, as mulheres se preocupam mais com o investimento enquanto que os homens com o rendimento.

Nesse meio tempo é interessante observarmos as vantagens que os consórcios de veículos apresentam e que obviamente atraem a atenção nesses tempos difíceis. Entre eles estão aspectos como a ausência de juros, a possibilidade de não ter entrada ou parcelas intermediárias, as taxas menores, uma burocracia menor, a diversidade de crédito e a praticidade de encontrar parcelas que caibam no bolso do consumidor.

De qualquer forma, antes de participar de algum consórcio é sempre bom pesquisar antes e fazer o máximo de simulações possíveis para avaliar as vantagens.

Por Denisson Soares


Preço Médio do Seguro de Carro em Minas Gerais


Confira aqui quais são os valores médios do seguro do carro em Minas Gerais.

Comprar um carro é o sonho de muitas pessoas, além da alegria da aquisição, o comprador se depara com uma preocupação: o seguro do carro. Além de uma precaução, o seguro é um aliado, pois reduz o prejuízo em caso de: acidentes, roubo, furto, etc.

O seguro do automóvel é feito para proteger o automóvel, contra diversos danos que podem ser causados. Além disso, também oferece guincho 24 horas e chaveiro. São muitos os benefícios que o usuário encontra quando contrata um seguro. Além de ter a segurança de que se acontecer algum acidente ou roubo do veículo, o prejuízo será o menor possível.

Na hora de contratar um seguro é importante estar ciente da cobertura, por exemplo, muitos oferecem proteção contra danos, roubo, mas alguns oferecem segurança a terceiros. Nesse caso, não protege só o carro, mas os passageiros também, em situações de: morte e invalidez. Esses pontos devem ser levados em consideração na hora da contratação, as vezes o que pode ser bom para um não é para o outro. É tudo questão de necessidade.

Os valores do seguro variam de acordo com a cobertura, com o carro e também pelo Estado. Existem regiões no Brasil onde um mesmo carro tem um preço mais elevado em um lugar e um valor mais baixo em outro.

Como é o caso de Minas Gerais, em comparativo com outros estados, Minas tem um dos preços mais elevados no quesito seguro. Os valores se modificam de acordo com o modelo e o preço do carro. A média no estado é de R$ 1.700. Confira os preços dos seguros dos carros populares de venda.

O seguro para o Onix da Chevrolet LS 0.1 em MG é de R$ 1.561,00. Este modelo está dentro da média com outros estados.

O popular Gol da Volkswagen tem seu seguro avaliado em R$ 1.795 no estado, o segundo mais caro.

O custo da apólice do Ford Ka em Minas é de R$ 1.774. O mais caro entre os estados comparados.

O seguro do Toyota Corolla custa R$ 2.980. Também o mais caro.

A média de preço do seguro para o Renault Sandero em MG é de R$ 1.915.

Para contratar um bom seguro, é preciso estar atento ao preço, modelo do veículo e a cobertura que se deseja.

Camilla dos Santos Batista


Sinistro em Seguro – Significado


Saiba aqui o que é o Sinistro do Seguro e para que serve.

A maioria das pessoas que contratam alguma companhia que oferece serviço de seguro, seja de imóveis, móveis ou outros, desconhece o termo “sinistro”. Se na linguagem popular o termo pode significar “impressionante” ou “amedrontador”, no contexto jurídico e dos seguros é um pouco diferente.

Afinal, o que é sinistro em seguro? A resposta é simples, sinistro na área do direito e dos seguros significa acidente que causa dano ou prejuízo e ao ser comprovado deve haver a indenização por parte da seguradora. Em outras palavras, o sinistro é a materialização do risco previsto nos contratos com empresas seguradoras.

Um dos sinistros mais comuns de acontecer é a colisão de veículos. Mas incêndio em residências, inundações, roubos, entre outros são considerados pela lei como sinistro, mas somente no caso em que o bem que sofreu o dano estiver legalmente segurado.

Resumindo, o sinistro é uma ocorrência negativa em um bem segurado, que leva a companhia de seguro a indenizar as partes lesadas, de acordo com o contrato firmado entre as partes.

Embora existam muitos, imóveis, objetos, a vida e até mesmo partes do corpo (alguns artistas que trabalham com o corpo fazem isso) podem ser colocadas no seguro. O mais comum é o de automóveis, talvez porque o risco de acidente é muito grande.

No que se refere ao seguro de carros, o sinistro pode ser parcial ou integral. Quando ocorre por exemplo uma colisão, um alagamento (são sinistros bem comuns de acontecer), o veículo sofre danos que podem ser reparados. Neste caso o sinistro é parcial. Em contrapartida, se o automóvel é roubado, a perda é total e assim o sinistro integral. Nos dois casos a caracterização do sinistro vai determinar se a seguradora se responsabilizará pelos gastos de reparo ou pela indenização do valor total do veículo.

Apesar de todo estranhamento com o termo sinistro em situações de seguro, a explicação para esta significação negativa é bastante simples. Etimologicamente a palavra sinistro tem, entre seus significados, a palavra esquerdo. Considerando que a maioria das pessoas utilizam sempre a mão direita para executar bem as suas tarefas, pensou-se que com a mão esquerda a realização das tarefas seria comprometida e prejudicada. Desse modo, criou-se essa relação de algo desastroso e prejudicial em relação ao esquerdo, que está etimologicamente ligado ao termo sinistro.

Sirlene Montes


Detran suspende Taxa de Venda de Veículos


Medida foi tomada após a reclamação dos proprietários de veículos.

Logo após a publicação de que o Detran havia criado uma taxa para a venda de veículos, o que revoltou os proprietários, o órgão voltou atrás e suspendeu a medida na quarta-feira. No Diário Oficial de terça-feira foi publicada a portaria que regulamentava a cobrança de um valor de R$ 126,97 pela comunicação de venda de veículos. A tarifa iria arrecadar no mínimo R$ 5 milhões mensalmente, visto que, em média, são registradas 39,4 mil vendas no estado de São Paulo.

A assessoria de imprensa, por meio de nota, disse que suspendeu a portaria, sensível às demandas do público. A publicação ainda alega que a norma teve suspensão feita por José Carlos dos Santos Araújo, presidente do órgão, o qual havia assinado para que a taxa fosse criada.

Os motoristas ficaram indignados ao saberem da criação desta nova taxa, que daria um rendimento anual de R$ 60 milhões para o Detran. Nesta quarta-feira, os condutores ficaram mais tranquilos ao serem informados sobre o cancelamento de tal procedimento.

De acordo com o Detran, o mesmo ajuda, através de suas arrecadações, o Instituto Estadual do Ambiente, a Policia Militar, as unidades do Poupa Tempo e até programas de educação sobre o trânsito. O órgão, só neste ano, já destinou cerca de R$ 200 milhões para as mesmas.

Lei nova do km já está vigorando

A nova norma do Detran já está em vigor, a qual obriga o órgão a fazer o registro da quilometragem dos veículos vistoriados anualmente. Tal ação foi determinada por meio da Lei de número 7.345 de 2016, criada pelo Deputado Estadual do PDT, Luiz Martins. O objetivo é fazer com que consumidores de veículos usados não levem para a garagem carros que sofreram adulteração, ou seja, que está mais rodado do que apresenta no hodômetro.

Martins afirmou que na prática, a quilometragem é um dos coeficientes levados muito em conta no momento da compra de um usado, pois demonstra o grau de uso do veículo. O deputado também ressalta que a alteração do hodômetro é um golpe muito aplicado por concessionárias e revendedores.

O Detran do Rio de Janeiro irá colocar no CRV, o Certificado de Registro Veicular, qual a quilometragem do veículo no momento da transferência e será disponibilizado no site para consulta.

FILIPE R SILVA


DETRAN-MG prorroga data de Licenciamento de Veículos 2016


Ampliação no prazo se deve a problemas no envio e envelopamento do documento.

No começo de 2016, todos os proprietários de veículos em circulação no Brasil já iniciavam os pagamentos do seguro DPVAT, da taxa de IPVA e do documento de Licenciamento anual, com vencimento no final do mês de março, em favor da regularização da situação de seus veículos e recebimento em tempo hábil do documento CRLV de 2016. A liberação e o envio deste documento não somente está condicionado ao pagamento daqueles valores, mas da quitação de possíveis débitos e pendências cadastrais, como é o caso das multas não pagas. Nacionalmente, o prazo estabelecido até que os motoristas passem a ser cobrados pela regularização dessas pendências e já porte do documento junto aos veículos é de junho e julho do mesmo ano, dependendo dos finais das placas cadastradas.

No estado de Minas Gerais, o Departamento de Trânsito (DETRAN) seguiu essa mesma regra, considerando o prazo de licenciamento dos veículos com finais de placa 1, 2, 3, 4 e 5 a serem solicitados pela abordagem policial a partir de primeiro de junho de 2016 e aos veículos com número final da placa 6, 7, 8, 9 e 0 a partir de  30 de junho do mesmo ano.

Todavia, passados cinco dias do início das cobranças, o Departamento de Trânsito de Minas Gerais (DETRAN-MG) considerou que houve um empecilho no envio e no envelopamento dos Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos – os CRLVs, que é um serviço realizado pela companhia responsável pelos processamentos de dados do órgão e voltou atrás com seus prazos iniciais, informando oficialmente já no dia 3 de junho que a data para licenciamento dos veículos com finais de placa 1, 2, 3, 4 e 5 fora prorrogado até 15 de junho de 2016.

O que havia ocorrido é que muitos condutores, embora estivessem em dia com seus pagamentos e não constasse nenhum impedimento em nome do veículo conduzido, não receberam seus CRLVs em tempo, de modo que não os tinham em mão na ocasião da abordagem. Mas e os veículos apreendidos e as autuações geradas precedentes das multas no curto período de vigência do prazo anterior?

Para tanto, o DETRAN de Minas Gerais notificou aos pátios credenciados para recebimento de veículos apreendidos que toda ação efetuada naquele intervalo por conta da falta da apresentação do CRLV-2016 estaria livre da cobrança de diária e de taxa de reboque, desde que os veículos fossem retirados em até dois dias. A isenção para retirada dos veículos incluídos nestes casos terá limite de 48h.

Vale lembrar que: o prazo de licenciamento dos veículos com final da placa 6, 7, 8, 9 e 0 ainda é de 30 de junho de 2016 e que o DETRAN só envia através dos Correios os CRLVs em que não há débitos ou irregularidades de cadastro. Quem não tem nenhuma pendência, mas ainda não recebeu o seu, deve consultar a situação do veículo no próprio site do DETRAN, averiguando possíveis atrasos, multa em aberto ou endereço equivocado ou desatualizado. E se o CRLV é um documento de registro e identificação de porte obrigatório para trafegar com o veículo, ele não é substituível por recibos de pagamento.

Flávia Alves Figueirêdo Souza


DETRAN-SP irá Personalizar Placas de Veículos


Órgão permitirá que donos de veículos 0km possam escolher a placa de seus veículos.

Há bastante tempo muitos proprietários de veículos automotores questionavam o porquê de os Departamentos Estaduais de Trânsito (Detran) não davam a opção de os próprios donos de carros e motos escolherem os números das placas dos seus veículos. Muitas pessoas tem essa preferência por diversos motivos e um dos mais casuais são as superstições ou até mesmo algumas pessoas que gostariam de ter na placa de seu veículo dados letras e números que lhes fossem especiais no aspecto pessoal. Foi atendendo a esse anseio antigo que o Detran do estado de São Paulo inovou e passou a ofertar esse novo serviço de personalização da combinação alfanumérica os veículos zero quilômetro.

Caso os proprietários de veículos zero quilômetros queiram personalizar os dados da placa dos seus veículos terão que pagar uma taxa no valor de R$ 91,18 ao órgão, além da usual taxa de emplacamento ou lacração.

Para fazer a escolha da combinação a ser inserida nas placas, os proprietários terão a opção de fazer a composição da alfanumérica da placa de três maneiras distintas, sendo que poderão ser escolhidos apenas os números, apenas as letras ou a placa por completo.

Uma das ressalvas feitas pelo órgão a respeito dessa personalização é que os interessados deverão respeitar as alfanuméricas que são disponibilizadas para o estado de São Paulo, sendo que, atualmente, as alfanuméricas possíveis de BGA 0001 até GKI 9999, mas vale ressaltar que também não poderá ter mais de um veículo com a mesma combinação.

Por outro lado, aqueles proprietários que não desejarem fazer a indicação dos números e letras que farão a composição das placas terão a opção de escolher 20 combinações alfanuméricas que serão geradas pelo sistema de forma aleatória e sem a necessidade de arcar com a taxa mencionada acima.

Convém ressaltar que essa taxa de R$ 91,18 só será cobrada daqueles proprietários que quiserem personalizar a alfanumérica das placas dos seus veículos no momento da realização do emplacamento. Atualmente, o emplacamento de veículos no estado de São Paulo está com valor fixado em R$ 97,97 para motocicletas, R$ 101,55 para reboque e semirreboques e R$ 117,91 para os demais veículos, tais como carros, ônibus e caminhões.

Por Adriano Oliveira


Volkswagen Gol – Preço da nova versão duas portas


Volkswagen Gol – Versão duas portas custará R$33.620

Na última segunda-feira, dia 09, a Volkswagen apresentou uma nova opção para o Gol: A versão duas portas. De acordo com as informações da montadora a previsão é de que modelo chegue às concessionárias de todo o país a partir do mês de junho na versão Trendline. O preço inicial será de R$ 33.620.

O lançamento do Gol com uma carroceria duas portas ocorre apenas dois meses após a chegada no mercado do Gol reestilizado. Na configuração mostrada essa versão só será vendida com um motor 1.0 de três cilindros sendo 82 cv com etanol e 75 cv com gasolina.

O novo Gol Trendline 2 portas tem uma diferença (para menos) de R$1.930 se comparado com a versão tradicional que conta com as portas traseiras. Com relação aos itens de série a informação é de que ele contará com limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro, vidros e travas elétricos e direção hidráulica.

Caso o consumidor queira ele poderá adicionar ar-condicionado ao veículo pelo preço de R$2.840. Duas centrais também estão sendo disponibilizadas opcionalmente. A Media conta com rádio e entrada USB, MP3 e Bluetooth, sai por R$850. No caso da Composition Touch teremos uma tela sensível ao toque bem como o espelhamento de celular. Neste caso o preço fica na faixa de R$1.780.

A nova cara do Gol

No mês de fevereiro deste ano o Volkswagen Gol ganhou alguns retoques no visual. As mudanças foram claramente inspiradas no Golf. Apesar de serem sutis as alterações feitas passam uma sensação de que o carro está um pouco maior do que na realidade é.

Na parte da frente praticamente tudo foi redesenhado enquanto que na traseira foram adicionadas novas camadas além de vincos. O painel do modelo também passou por uma renovação. De acordo com a marca os mostradores estão 30% maiores. O volante também foi trocado, mas não é novo, foi “emprestado” do Golf. O console por sua vez foi todo redesenhado objetivando deixar mais espaço para as centrais multimídia.

Com a chegada do Gol reestilizado também foi aberto um espaço maior para a combinação de cores que poderão variar de acordo com a versão.

Por Denisson Soares


Chevrolet Trailblazer 2017: Novo visual e preços


Chevrolet Trailblazer 2017 ganha novo visual e preços a partir de R$159 mil

A Chevrolet meio que pegando carona no lançamento da S10 2017 que aconteceu em Ribeirão Preto (SP) resolveu apresentar também a Trailblazer 2017 na última sexta, dia 06. O modelo basicamente recebeu as mesmas modificações pelas quais passou a picape.

Vamos a alguns detalhes.

A versão V6 movida a gasolina os preços sofreram uma queda de R$163 mil para R$159.990. A opção com diesel os preços iniciais partem de R$189.900. A Trailblazer é colocada no mercado em versão única sendo a LTZ.

Itens de série.

Em segurança vamos ter alerta de saída de faixa, luz diurna (DRL), monitoramento da pressão dos pneus, freios ABS com EBD, controle de tração e estabilidade, direção elétrica, cinto de 3 pontos para os 7 assentos, airbag duplo frontal, lateral e de cortina, Isofix e assistente de partida em rampa entre outros.

No que envolve tecnologia e conectividade a marca oferece na versão multimídia com tela de 8 polegadas e sistema OnStar, acionamento remoto da ignição, sensor de chuva com ajuste de intensidade, câmera de ré, ajuste elétrico no banco do motorista, retrovisor interno eletrocrômico e etc.

Para melhorar o conforto do condutor e dos passageiros o modelo contará com acendimento automático dos faróis, sensor de estacionamento dianteiro, rodas de 18 polegadas, revestimento premium dos bancos, retrovisor com rebatimento elétrico, saída de ar para as 3 fileiras, ar-condicionado digital, lanternas de LED e estribos laterais.

Como apontamos antes o SUV segue os parâmetros da S10 quando o assunto é o visual. A dianteira do carro, por exemplo, tem o mesmo padrão do novo estilo da marca.

Já embaixo do capô a GM fez alterações muito discretas. Para a motorização serão oferecidas duas opções: A 2.8 turbodiesel com 200 cv e a V6 de 3.6 litros e 279 cv. Vale destacar que esta última acabou ganhando 2 cv. No mais para as duas opções haverá a presença do câmbio manual de seis marchas.

Ainda de acordo com as informações da fabricante o peso total do carro também foi reduzido baixando 13kg. Melhorias na suspensão do carro, no isolamento acústico e nos freios também entram na lista dos pontos trabalhados.

Outro ponto que convém destacar é a direção que antes era hidráulica e agora passa a ser elétrica.

Por Denisson Soares


Audi Q3 nacional fica mais caro


O Audi Q3 que vem sendo produzido no Brasil desde o mês de março já começa a ser oferecido nas concessionárias pelo valor inicial de R$142.990. Essa cifra é a cobrada para a versão Attraction, que até bem pouco tempo, no mês de abril, tinha uma tabela de preços iniciais de R$136.990. A opção Ambiente do Q3 nacional tem o preço tabelado em R$153.990. Aqui não houve alteração do valor.

Já aqueles consumidores que quiserem ter o SUV em sua versão mais completa terá que aguardar até o segundo semestre deste ano. Ao menos essa é a expectativa para a disponibilização no mercado da opção inédita Ambition. Oficialmente os valores dessa versão ainda não foram anunciados. A informação é de que deverão ser divulgados quando os carros estiverem prestes a chegar às lojas. Ainda assim, alguns sites especializados no setor estimam que os valores possam chegar a R$180 mil.

Apesar de muita gente não ter gostado do fato de a montadora esperar um pouco mais para o lançamento de sua versão mais completa a estratégia em si não é nova. A Audi fez quase que a mesma coisa por ocasião do lançamento de seu sedã, o A4.

No que diz respeito a parte mecânica do carro não há grandes alterações aqui. Isso se dá quase que exclusivamente pelo fato de que a Audi tinha atualizado o modelo no ano passado. O motor presente nas versões Attraction e Ambiente continuará o mesmo. O bloco é um 1.4 TFSI contando com injeção direta de gasolina. A capacidade é de 150 cv. O câmbio é automático de dupla embreagem sendo seis velocidades. As trocas podem ser feitas por meio de aletas que ficam posicionadas atrás dos volantes. A Audi disponibilizou os modelos com tração dianteira.

O Q3 que é fabricado na unidade da montadora em São José dos Pinhais, no Paraná, apresenta os mesmos itens de série da versão importada. A única diferença nesse ponto é que no nacional foi incluído o sistema de ajuste elétrico para o banco do motorista. O sistema já estará presente desde a versão de entrada. Em contrapartida o seletor de modos de condução se tornou um item opcional.

E tem mais, caso o cliente queira poderá adicionar ao seu carro o chamado pacote Conforto. Por R$9.500 ele oferece kit de iluminação, abertura e fechamento automático da tampa do porta malas e teto solar panorâmico.

Por Denisson Soares


Seguro do Carro para Homem e Mulher – Quem Paga Mais?


Pesquisa revela que diferença no valor para homem e mulher é praticamente nula.

diferença no preço que homens e mulheres pagam nos seguros dos carros? Segundo uma pesquisa feita pela Minuto Seguro, o custo é praticamente o mesmo. São pequenos os traços que ainda mostram que a mulher paga menos por uma apólice.

Um levantamento foi feito referente aos dez carros mais vendidos do mês de fevereiro deste ano de 2016 (dados da Fenabrave), sendo que as comparações dos valores trazem inclusa a cobertura de R$ 50 mil para danos que forem causados por terceiros ao automóvel.

O estudo foi realizado em treze seguradoras para dois perfis distintos de motoristas: um homem e uma mulher (35 anos os dois), casados e com residência nos estados do Rio Grande do Sul, Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro e Amazonas.

Muitos casos mostraram que a diferença nos valores pagos por mulheres e homens nas apólices é praticamente nula. Já em outros casos, a diferença nesses valores fica em no máximo em 20%, sempre observando o veículo e onde o analisado reside. Um Corolla Sedan para uma mulher do Amazonas tem o seguro no valor de R$ 1.934 e de R$ 2.312 para os homens.

Com esse levantamento, a Minuto Seguros dá conta que as mulheres não pagam tão menos em relação aos homens em termos de seguros de automóveis. Existem ainda situações pontuais que apontam diferenças nos valores, mas é algo que se torna cada vez mais raro.

Exemplos:

  • Chevrolet Ônix: O valor do carro na tabela Fipe é de R$ 37.093 no modelo LS com motor 1.0. Em São Paulo, homens pagam no seguro R$ 1.489 e as mulheres R$ 1.400. Isso varia mais de acordo com o CEP do analisado.
  • Ford Ka: Para um Ka no modelo SE Plus com motor 1.0 e com valor de R$ 40.421 (tabela Fipe). Na Bahia, o valor do seguro para homens gira em média de R$ 1.427 e para as mulheres fica em R$ 1.433.
  • Fiat Palio: O Palio Fire 1.0 com valor de R$ 30.404 (tabela Fipe). Para São Paulo, a média do seguro para homens é de R$ 1.763 e para as mulheres fica em R$ 1.773. Como podemos observar a diferença é praticamente nula. 


Reajuste no Preço dos Carros da Audi, Mercedes e Jaguar


Aumento nos preços atinge linha 2016 de seus veículos. Maior aumento foi no Audi A8, que subiu cerca de R$ 50 mil.

A Audi chegou ao máximo de R$ 58 mil em seus reajustes. Já a Mercedes decidiu não mais negociar o preço de seus veículos brasileiros em dólar. A britânica Jaguar, diferente das duas montadoras alemãs, aumentou o valor de apenas um modelo.

O sedã Jaguar XE, modelo brasileiro de entrada, teve aumento de até R$ 5 mil nas suas três versões. O Pure passou de R$ 171,9 mil para R$ 172 mil – apenas R$ 100 de subida de preço. O intermediário R-Sport teve reajuste de R$ 4,1 mil, indo dos R$ 201,9 mil para os R$ 206 mil. E o top de linha 3.0 V6S agora custa R$ 306 mil, antes era R$ 301 mil.

O grande aumento da Audi ficou com o A8 6.3 Longo. O sedã passou de R$ 780.190 para R$ 838.990. O A8 esportivo – S8 – custava R$ 676.190 e agora custa R$ 726.990, um reajuste de R$ 50,8 mil.O Audi A3, mais vendido da marca no Brasil, teve aumentos entre R$ 7 mil e R$ 10,8 mil nos modelos hatch e sedã. Com isso, não há mais carros Audi no Brasil por menos de R$ 100 mil, caso do que ocorria com o A3 sedã 1.4 Attraction.

A Mercedes Benz adiantou ainda reajustes de 6% a 10% em seus veículos para o Brasil, por conta do dólar em constante aumento aqui no país. Este motivo também foi o que levou a empresa a vender diretamente em reais, deixando os preços menores para os clientes.

O GLA 200 subiu R$ 9,4 mil, passando de R$ 134,5 mil para R$ 143,9 mil. E o GLA 45 AMG subiu R$ 17 mil, indo de R$ 307,9 mil a R$ 324,9 mil. Esses dois exemplos mostram que os reajustes foram proporcionais aos preços anteriores dos veículos. Os dois estão entre os mais vendidos no país pela Mercedes.

O Classe A da montadora – top de linha -, além de ter aumento nos preços, foi aperfeiçoado. O hatch ganhou quatro modos de direção, nova central multimídia, tela de oito polegadas e transmissão de tela de smartphones por Apple CarPlay ou Android Auto para a nova central.

Bruno Klein


Peugeot aumenta o Preço da Linha 2016


Reajuste nos preços variam de R$ 1,1 mil e R$ 1,6 mil.

A Peugeot reajustou os preços dos veículos do ano no Brasil. Os modelos 208, 308, 408, 2008 e 3008 foram os que tiveram aumento em seus preços. As alterações foram de R$ 1,1 mil a R$ 1,6 mil. O 3008 teve a mudança mais impactante, R$ 3 mil a mais no valor de venda. O veículo mais acessível de toda a linha Peugeot 2016 agora custa R$ 46.590, já com kit multimídia de série.

O Peugeot RCZ conversível continuou no mesmo valor. E a versão de entrada do 208, sem sistema de áudio e que custava R$ 46.090, não será mais produzida.

Abaixo, veja a tabela dos aumentos dos valores divulgada pela empresa.

O 208 teve elevação de valores em R$ 1,1 mil em todas as versões:

  • 1.5 Active passou de R$ 46.590 a R$ 47.690.
  • 1.5 Active Pack passou de R$ 50.090 a R$ 51.190.
  • 1.5 Allure manual passou de R$ 53.390 a R$ 54.490.
  • 1.5 Allure automático passou de R$ 57.490 a R$ 58.590.
  • 1.5 Griffe manual passou de R$ 59.290 a R$ 60.390.
  • 1.5 Griffe automático passou de R$ 62.690 a 63.790.

O modelo 308 teve aumento geral de R$ 1,5 mil:

  • 1.6 Griffe THP passou de R$ 82.990 a R$ 84.490.
  • 1.6 Allure passou de R$ 69.990 a R$ 71.490.
  • 2.0 Aluure passou de R$ 75.990 a 77.490.

O Peugeot 408 ficou R$ 1,6 mil mais caro:

  • 2.0 Allure passou de R$ 75.990 a R$ 77.590.
  • 1.6 THP Griffe passou de R$ 86.990 a R$ 88.590.

As versões do 2008 tiveram reajuste de R$ 1,4 mil:

  • 1.6 Allure manual passou de R$ 67.190 a R$ 68.590.
  • 1.6 Allure automático passou de R$ 70.890 a R$ 72.290.
  • 1.6 Griffe manual passou de R$ 71.290 a R$ 72.690.
  • 1.6 Griffe automático passou de R$ 74.990 a R$ 76.390.
  • 1.6 Griffe THP manual passou de R$ 79.590 a R$ 80.990.

O 3008 crossover 1.6 Griffe THP custava R$ 115.990 e agora sai por R$ 118.990.

Bruno Klein


Novos Preços do Hyundai Tucson


Modelo teve uma queda de preços e agora é vendido a partir de R$ 66.900.

A Hyundai anunciou uma redução no custo para o Tucson. Agora, o utilitário esportivo começa a ser comercializado com preços em R$ 66.900 (o preço antigo era de R$ 69.990). O modelo, que é fabricado pela CAOA na planta de Anápolis, em Goiás, contou com 9.601 unidades vendidas até o mês de outubro deste ano, sendo o sexto colocado no segmento no mercado nacional.

Como itens de série o Hyundai Tucson apresenta direção hidráulica, ar-condicionado digital, trio elétrico, rodas de liga leve com aro de 16 polegadas, farois de neblina, retrovisor com rebatimento feito eletricamente, entre outros.

O preço da versão topo de linha ainda é de R$ 75.990. Como diferenciais da outra versão, esse modelo tem câmera de ré, acabamento feito em couro e sistema de multimídia com DVD, GPS, conexão com iPod, USB e Bluetooth.

O motor é um 2.0 litros Flex com potência de 146 cavalos e torque de 19,6 kgfm. A transmissão do Tucson é de quatro velocidades e a tração é dianteira.

Novo motor do Hyundai HB20:

Depois de passar por uma reestilização, o HB20 apresenta algumas novidades para o ano que vem. Dados da montadora Hyundai dão conta que a mesma pode preparar uma versão mais esportiva do hatch compacto. O HB20 poderá ter um propulsor 1.0 litros Flex com três cilindros, injeção direta de combustível e um turbocompressor.

O motor deve ser uma nova versão do propulsor que está equipando o modelo Kia Cee’d GT Line na Europa. O bloco é um de 1.0 litro T-GDI Kappa. Ele conta com uma potência total de 120 cavalos, torque de 17,5 kgfm e 6.000 rpm. Esses números, segundo os rumores da internet, devem ser mantidos para o modelo que será comercializado no Brasil. O motor está em uma fase de testes feita pelos engenheiros da Hyundai, os quais avaliam a calibragem e a validação das alterações.


Caixa dá condições especiais para financiamento de veículos


Salão Auto Caixa é realizado entre os dias 5 e 7 de novembro. As taxas de juros são reduzidas a 1,19% ao mês e os financiamentos podem ser de até 90% do valor do veículo com prazo de 60 meses para pagar.

O Salão Auto Caixa abrirá sua 8ª edição este ano entre os dias 5 e 7 de novembro.

É uma boa oportunidade para quem, mesmo em tempos de crise, quer se aventurar em uma aquisição de automóvel ou moto, podendo aproveitar condições especiais oferecidas pela Caixa Econômica Federal.

A linha de financiamento é destinada somente para pessoa física e oferece veículos nacionais ou importados, novos ou usados com taxas de juros reduzidas a 1,19% sem nenhuma cobrança de taxa adicional ao mês podendo financiar até 90% do valor do veículo com prazo de 60 meses para pagar. Como todo financiamento, é permitido amortização do saldo devedor a qualquer tempo, conforme disponibilidade e interesse do consumidor.

Para mais informações sobre o Salão Auto Caixa, acesse o endereço eletrônico: www.salaoautocaixa.com.br. Neste link, também é possível fazer simulação, informando categoria, tipo, marca, modelo, ano, valor do veículo, dentre outras informações. A simulação dará uma noção de quanto ficará as parcelas, considerando valor da entrada, valor a financiar, dando também oportunidade de escolher a data do vencimento das prestações.

Mais informações também podem ser adquiridas presencialmente. O cliente pode dirigir-se diretamente até uma agência da Caixa Econômica Federal mais próxima e verificar quais as documentações necessárias para dar entrada no processo, pode fazer simulações, fazer consultas sem compromisso e tirar todas as dúvidas sobre o financiamento.

O financiamento é realizado dentro das concessionárias. O cliente interessado pelo financiamento pode dirigir-se até a concessionária de sua escolha e lá encontrará um funcionário habilitado da Caixa, que irá conduzir todo o processo.

A Caixa promete uma transação fácil sem muita burocracia, na qual será exigido apenas documentações básica como RG, CPF e comprovante de renda e de residência, após realização do cadastro e da aprovação dos dados do cliente, nada impedirá que ele saia da concessionária já de porte de seu veículo escolhido.

Um diferencial este ano, é que os consumidores poderão curtir o carnaval de carro novo, sem se preocupar com o pagamento da primeira parcela. Isso porque terão um incentivo de fazer o pagamento da primeira parcela somente após a folia.

Por Lilian de Oliveira

Salão Auto Caixa


Consórcio de Veículos – Aumento no Número de Contemplados


Número de contemplados nos consórcios aumentos 6,7% em 2015.

Os consórcios são ótimas oportunidade para quem deseja adquirir um imóvel ou veículo. Em São Paulo, aumentou o crescimento de pessoas que aderem o consórcio como prática de adquirir produtos. E o motivo desse crescimento é o aumento de contemplações para pessoas que investem em consórcios. De acordo com pesquisas, o número de paulistas contemplados nos oitos primeiros meses do ano de 2014 era de 888,9 mil, neste ano (2015) esse número saltou para 948,1 mil, um crescimento de 6,7%. Apesar desse crescimento, a opção do consumidor continua sendo investir em consórcios para adquirir veículos.

Em relação aos consórcios que contemplam com imóveis, que tem prazos que variam de 60 a 180 meses, os consórcios que contemplam com veículos são preferidos pois os prazos variam de 12  a 72 meses. Isso torna o processo mais rápido para adquirir os produtos dos investimentos. Além disso, os consórcios de veículos têm prestações que se adequam a disponiblidade financeira e ecônomicas das pessoas. Com isso, o crescimento de adeptos ao consórcio de carros não para de aumentar e a tendência é continuar a crescer nos próximos anos. Dando oportunidade para milhares de pessoas adquirirem seu veículo próprio.

Destacando ainda que os consórcios oferecem diversas oportunidades de veículos como motos, carros importados e populares. Além disso, as prestações são acessiveís e podem ser facilitadas para melhor atender o bolso do consumidor. É preciso apenas pesquisar, fazer orçamentos e comparações do melhor consórcio para aderir planos e prazos. Essas novas adesões de consórcio, principalmente de veículos ajudam, ainda, no crescimento do setor, fortalecendo a Economia do país e gerando vagas de emprego em todas as áreas. Diante disso, é sugerido ao consumidor que na hora de comprar um veículo ou imóvel, procure antes um consórcio e verifique as facilidades em adquirir o produto.

Stephanie Rodrigues do Nascimento


Ford revela Nova Tabela de Preços do Ka+ e EcoSport


Montadora anuncia reajuste nos preços de seus modelos. Valores serão válidos a partir deste mês de outubro de 2015.

Para quem está esperando para comprar um carro zero, pode se animar um pouco. A Ford anunciou um reajuste nos preços para o mês de outubro. Contudo, alguns modelos ficaram mais caros, como o clássico K, que ultrapassou a barreira dos R$ 40 mil, já o estiloso EcoSport teve seu preço reduzido. As marcas que sofreram reajustes foram: K, K+, EcoSport, New Fiesta, New Fiesta Sedan, Focus e Focus Fastback .

Além do reajuste nos preços, a Ford trouxe novidades para o modelo New Fiesta Sedan. A versão Titanium agora traz atributos que antes só tinha no Titanium Plus, esses atributos são: Sistema MyFord TOUCH com tela de 6,5”, câmera de ré, sistema de voz para climatização e navegação, chave com sensor inteligente e botão de partida Ford Power, além de iluminação ambiente em sete cores e um console central onde o motorista poderá descansar o seu braço.

Além do reajuste nos preços dos carros, houve também um reajuste na padronização das cores. Quando compra um carro, o consumidor pode optar por uma das cores de um mostruário, fugir das cores padrão que são: o branco, preto e vermelho. Ele pode escolher cores mais peroladas ou metálicas. O preço cobrado hoje por essas pinturas é de R$ 1.300 em todos os modelos da marca. O comprador tem a opção de escolher entre as cores metálicas: prata, laranja savana e azul carmel. Já a opção para as cores peroladas são: branco Sibéria, preto Astúrias, bristol e Gales, vermelho merlot e Vermont,  entre outras. A Ford possui mais de 25 cores em seu catálogo.

Confira abaixo os  preços do K+ e do EcoSport antes do reajuste e depois:

– Ka+:

  • SE 1.0: De R$ 43.590 para R$ 42.990;
  • SE Plus 1.0: De R$ 45.690 para R$ 45.090;
  • SEL 1.0: De R$ 49.290 para R$ 48.590;
  • SE 1.5: De R$ 47.490 para R$ 46.690;
  • SE Plus 1.5: De R$ 49.590 para R$ 48.790;
  • SEL 1.5: De R$ 53.190 para R$ 52.290.

– EcoSport:

  • SE 1.6: De R$ 65.900 para R$ 67.700;
  • Freestyle 1.6: De R$ 71.900 para R$ 72.700;
  • Freestyle 2.0 4WD: De R$ 82.500 para R$ 83.800;
  • SE 1.6 AT: R$ 71.900 (versão nova);
  • Freestyle 1.6 AT: R$ 76.500 (versão nova);
  • Freestyle Plus 1.6 AT: R$ 80.330 (versão nova);
  • Titanium 2.0 AT: Foi para R$ 85.900 (era R$ 87.400);
  • SE Direct 1.6 AT: R$ 68.690 (versão nova);

Para maiores informações acesse: http://www.ford.com.br.

Camilla dos Santos Batista


Novo Fiat 500 2015 sofre Aumento no Preço


Aumento no valor do carro pode chegar a R$ 17 mil, dependendo da versão. Modelo de entrada passou de R$ 48 mil para R$ 56 mil.

Após ter ficado sem reajuste há algum tempo, a Fiat resolveu elevar o valor de comercialização do seu modelo 500. Este veículo, que é oriundo do México, teve acréscimo de preço que varia entre R$ 8.160 e R$ 17.140, contudo, apesar deste acréscimo inesperado, o que não deu para entender é o fato de que o modelo renovado do Fiat 500 acabou de ser lançado na Europa, o que indica que em breve o teremos também por aqui.

Desconsiderando esta incoerência, a versão de entrada do Fiat 500, a Cult com motor 1.4 Flex, que tinha o seu valor de comercialização fixado em R$ 48.740, passou para R$ 56.900, acréscimo este que representa R$ 8.160. Na versão Dualogic o preço passou a ser de R$ 59.900. Já na versão Cabrio o Fiat 500 está sendo vendido pelo valor de R$ 64.900 e R$ 67.900, valores estes correspondentes respectivamente às versões com câmbio manual e com câmbio automatizado. Vale ressaltar que todos os modelos, até o presente momento, mesmo com este acréscimo serão disponibilizados com o motor 1.4 8V Flex.

A maior e assustadora variação pôde ser observada no Fiat 500 versão Cabrio Automático, que anteriormente custava R$ 64.860 e após o reajuste passou a custar R$ 82.000, ou seja, uma diferença de nada mais nada menos do que R$ 17.140, diferença esta que aqui no Brasil daria para fazer a aquisição de uma motocicleta de 300 cilindradas. E por fim, a versão Abarth do Fiat 500, após o reajuste, não é vendida por menos de R$ 94.900, sendo que antes ele era comercializado por R$ 81.070, ou seja, um aumento de R$ 12.930.

Os consumidores mais exigentes que quiserem adquirir um Fiat 500 com a inclusão de pintura metálica podem ter que acabar tendo que desembolsar a quantia de R$ 101.650.

Por Adriano Oliveira


Preço do Renault Fluence cai no Brasil


Renault reduz o preço no Novo Fluence no Brasil. Modelo agora custa a partir de R$ 65.990.

A consolidação do mercado automotivo brasileiro trouxe uma grande concorrência entre as montadoras que aqui atuam. Além disso, as montadoras também vêm enfrentando um problema extra em 2015: a atual situação econômica do país. Dessa forma, 2015 está registrando baixas quanto ao número de automóveis vendidos. A única saída é justamente a diminuição dos preços, ou seja, um ajuste na tabela de preços oficiais. A Renault, por exemplo, anunciou novos preços para seus lançamentos, como é o caso do novo Renault Fluence.

Visando se adequar as novas características do mercado em 2015, a Renault anunciou a revisão na tabela de preços que também foi válida para os seus lançamentos. O novo Fluence teve seu preço inicial passando de R$ 71.190 para R$ 65.990, ou seja, um grande desconto de R$ 5.200. Além disso, outro grande destaque fica quanto ao desconto para a versão top de linha do Fluence, que passou de R$ 88.890 para R$ 80.890. Com isso, a Renault pretender se firmar no mercado em 2015 e atrair mais clientes.

Além disso, se você está interessado em um dos modelos do novo Fluence, saiba que outras versões também sofreram baixas em seus respectivos preços. Um grande destaque fica por conta da configuração Dynamique, haja vista o desconto de R$ 4.000 para a versão CVT dessa configuração. Já a versão Plus CVT Dynamique registrou baixa de R$ 3.000 ao passar de R$ 76.990 para R$ 73.990 como preço inicial sugerido.

É importante ressaltar que em todos os automóveis com novo preço o motor é o mesmo: 2.0 flex CVVT de 140/143 cv e torque de 19,9/20,3 kgfm.

Caso ainda não o conheça, saiba que o novo Renault Fluence é um sedã bastante elegante, sofisticado, moderno e muito potente. Esse é um automóvel indicado a aqueles que buscam elegância e bom desempenho. Além disso, um dos principais objetivos do Fluence é proporcionar conforto para motorista e passageiros, haja vista o grande espaço interno, porta objetos e demais itens.

Sobre o Renault Fluence:

O Renault Fluence foi lançado no mercado no ano de 2009. O carro começou a ser vendido no Brasil em 2010 e atualmente possui 5 versões: Expression, Dynamique, Privilége, GT Line e GT 2.0 Turbo. O carro possui 4,8 metros de comprimento, 2,6 metros de entre-eixos, 1,8 metros de largura e 1,5 metros de altura. Entre os concorrentes diretos do modelo estão: Citroën C4L, Peugeot 308, Peugeot 408, Ford Focus, Honda Civic, Mazda3, Nissan Sentra, Toyota Corolla e Volkswagen Jetta.

Por Bruno Henrique


Queda no Preço do Renault Duster no Brasil


Renault reduz o preço no Duster no Brasil. Preços do Crossover agora partem de R$ 56.990.

A indústria automotiva vem enfrentando diversos tipos de problemas em 2015, desde a grande concorrência entre as diversas categorias de automóveis até mesmo a atual situação econômica brasileira. O resultado disso é a baixa na compra de carros, dessa forma, a única saída é abaixar os preços. A Renault, por exemplo, anunciou recentemente sua nova tabela de preços e junto com ela uma grande surpresa: os lançamentos também sofreram baixas. O Renault Duster, um dos lançamentos da marca para 2015, sofreu baixa nos preços em quase todas as suas versões.

A nova tabela da Renault trás novos preços para o SUV de grande destaque da marca em 2015. Com isso, um dos grandes destaques dessa redução de preços é sem sombra de dúvidas a versão de entrada. O Expression 1.6 agora tem como preço inicial sugerido R$ 56.990, uma redução de nada menos que R$ 3.000 em relação aos R$ 62.990 que era o preço inicial anterior.

A boa notícia é que a versão de entrada não foi a única a ficar mais barata. As configurações Dynamique, por exemplo, também ganharam novos preços. A versão 1.6 16V Dynamique sofreu redução de R$ 2.090, com isso, passando de R$ 67.990 para R$ 65.900. Já a versão 2.0 16V agora possui preço inicial de R$ 74.340, enquanto que a versão 4×4 ficou com preço inicial de R$ 76.840.

É importante destacar que o Renault Duster é uma das grandes apostas da montadora francesa para o mercado brasileiro em 2015. Trata-se de um automóvel com um design bastante arrojado e muito elegante, que mescla aventura com caráter urbano. A versão 4×4, por exemplo, é urbana, moderna, confortável e dispõe de grande espaço. Outro grande destaque desse lançamento é o grande número de itens de série, bem como os novos itens que prometem inovação. Além disso, o automóvel também recebeu o certificado de carro com baixo consumo do Inmetro. Portanto, trata-se de um dos SUVs mais econômicos de sua categoria.

Sobre o Renault Duster:

O Renault Duster, também conhecido como Dacia Duster, foi lançado no ano de 2010. O veículo é o primeiro crossover produzido pela Dacia. O carro possui um motor 1.5 diesel, tem 4,250 mm de comprimento, 2,804 mm de entre-eixos, 1,640 mm de largura e 1.495 mm de altura. O modelo é produzido em três países, na Romênia (em Mioveni), na Colômbia (em Envigado) e também no Brasil (em São José dos Pinhais).

No próximo ano o Renault Duster irá ganhar novo design, novo acabamento, conectividades, além de ajustes no motor. Outro detalhe importante de se mencionar é que o Duster foi o responsável por fazer a Renault conquistar 36,1% das vendas de SUV no Brasil.

Por Bruno Henrique


Preços do Novo Volkswagen Gol 2016


Confira a Tabela de Preços do Novo Volkswagen Gol 2016. Carro chega às concessionárias custando entre R$ 29 mil e R$ 58 mil.

Recentemente chegou às concessionárias o Novo Volkswagen Gol 2016. A nova versão do carro não possui grandes mudanças, apenas algumas alterações pontuais em alguns detalhes do veículo. Entre estas mudanças podemos citar a adição de detalhes cromados nas versões Comfortline e Highline. Não bastasse isso, o carro também ganhou retrorefletores nos para-choques de todas as versões.

Para aqueles que não se lembram, o Gol era o carro mais vendido do Brasil. Porém, no ano passado acabou sendo ultrapassado pelo Palio. Com esta nova versão, sem muitas mudanças aparentes, a Volkswagen pretende dar um pouquinho mais de fôlego para o seu atual modelo. Já a tão esperada reestilização do carro deverá ocorrer apenas em 2017. Até lá, os carros serão vendidos com motor 1.0 Flex (de 76 cv de potência) ou 1.6 (de 104 cv de potência). O carro terá ainda a possibilidade de vir com câmbio automatizado I-Motion nas versões Comfortline e Highline.

O Gol Trendline terá a opção de vir com direção hidráulica e pneus de medida 185/65 R14. Já o Gol Comfortline possui 4 portas e virá com detalhes cromados na cabine, além de rodas de 15 polegadas, pneus 195/55 R15, faróis e lanterna de neblina e grade dianteira em preto brilhante com inserto cromado.

Confira agora como ficaram os valores do Novo Vokswagen Gol 2016:

  • Gol Rallye 1.6 16V I-Motion: R$ 60.030 (preço anterior era de R$ 58.910)
  • Gol Rallye 1.6 16V: R$ 56.710 (preço anterior era de R$ 55.650)
  • Gol Highline 1.6 I-Motion 4 portas: R$ 56.850 (preço anterior era de R$ 55.690)
  • Gol Highline 1.6 4 portas: R$ 53.510 (preço anterior era de R$ 52.420)
  • Gol Comfortline 1.6 I-Motion 4 portas: R$ 49.690 (preço anterior era de R$ 48.030)
  • Gol Comfortline 1.6 4 portas: R$ 46.450 (preço anterior era de R$ 44.860)
  • Gol Trendline 1.6 4 portas: R$ 42.340 (preço anterior era de R$ 41.530)
  • Gol Track 1.0 4 portas: R$ 40.710 (preço anterior era de R$ 39.950)
  • Gol Comfortline 1.0 4 portas: R$ 41.950 (preço anterior era de R$ 40.440)
  • Gol Trendline 1.0 4 portas: R$ 37.910 (preço anterior era de R$ 37.180)
  • Gol Trendline 1.0 2 portas: R$ 35.680 (preço anterior era de R$ 35.000)
  • Gol Special 1.0 4 portas: R$ 32.290 (preço anterior era de R$ 31.670)
  • Gol Special 1.0 2 portas: R$ 30.230 (preço anterior era de R$ 29.650)

Sobre o Volkswagen Gol:

O Volkswagen Gol foi desenvolvido em solo brasileiro e é comercializado em diversos países. A primeira geração do carro chegou às lojas no ano de 1980, sendo produzida até o ano de 1994, ano em que foi lançada a segunda geração do veículo, que foi produzido até o ano de 2002. Já a terceira geração do carro foi lançada em 1999 e foi comercializada até o ano de 2005. Já o Gol G4, quarta geração do modelo, foi comercializado de 2005 a 2013. Em 2008 a Volkswagen lançou o Novo Gol, o veículo é a 5ª geração do modelo, porém, desta vez a montadora não utilizou a nomenclatura G5, deixando o veículo como Novo Gol mesmo. Por fim, a sexta geração, também conhecida como Gol G6, chegou às concessionárias no ano de 2012, sendo vendida até hoje.


Promoção da Ford oferece Novos Planos de Parcelamento


Ford lança Novos Planos com Parcelas Mensais de R$ 499.

É de conhecimento geral que a crise financeira em que o país está passando está prejudicando sobremaneira diversos setores não só da economia como do comércio. Como no setor automobilístico não é de forma diferente, as empresas têm que buscar alternativas inteligentes a fim de conseguir passar pelo momento difícil e de instabilidade com o menor percentual de prejuízo possível, é neste contexto, que a fabricante de veículos automotores Ford realizou o lançamento de uma campanha de varejo válida até o final do mês de março ou até enquanto durarem os estoques.  

Nessa campanha de varejo, iniciada na última segunda-feira dia 09 de março, a Ford lançou um plano em que nove dos seus modelos serão comercializados por meio de uma entrada que varia de acordo com o modelo escolhido pelo cliente e 60 parcelas mensais no valor de R$ 499,00.

Confira abaixo a tabela contendo a lista de modelos e seus respectivos valores:

  • Novo Ka: Preços a partir de R$ 38.290 ou Entrada de R$ 19.013,98 + 60 parcelas de R$ 499,00.
  • Novo Ka+: Preços a partir de R$ 44.490 ou Entrada de R$ 27.600 + 60 parcelas de R$ 499,00.
  • New Fiesta Hatch: Preços a partir de R$ 45.790 ou Entrada de R$ 27.563,45 + 60 parcelas de R$ 499,00.
  • Ecosport: Preços a partir de R$ 66.200 ou Entrada de R$ 44.862,47 + 60 parcelas de R$ 499,00.
  • Focus Hatch: Preços a partir de R$ 67.900 ou Entrada de R$ 47.432,80 + 60 parcelas de R$ 499,00.
  • Focus Sedan: Preços a partir de R$ 76.200 ou Entrada de R$ 52.056,83 + 60 parcelas de R$ 499,00.
  • Fusion: Preços a partir de R$ 106.000 ou Entrada de R$ 85.479,32 + 60 parcelas de R$ 499,00.
  • Ranger: Preços a partir de R$ 106.000 ou Entrada de R$ 57.800,89 + 60 parcelas de R$ 499,00.
  • Edge: Preços sob consulta.

Então se você gostou da novidade, vale a pena comparecer até uma concessionária Ford e adquirir o seu veículo novo nessas condições que realmente estão bastante interessantes, haja vista que em princípio, este plano terá duração apenas de um mês, ou seja, esse é mais um incentivo para que o consumidor deixe a crise de lado e realize o seu sonho de ter um veículo novo na garagem de casa.

Sobre a Ford:

A Ford Motor Company foi fundada por Henry Ford no ano de 1903. A montadora possui sede na cidade de Dearborn (Michigan) e seu atual presidente é Alan Roger Mulally. No Brasil a Ford começou os seus primeirs investimentos no ano de 1919, sendo considerada a primeira montadora de automóveis a se instalar em nosso país. Por aqui, a empresa possui unidades fabris nas cidades de São Bernardo do Campo, Taubaté, Camaçari, além de uma unidade de testes na cidade de Tatuí.

Entre os veículos produzidos pela Ford estão: Ford Ka, Fiesta, Focus, Fusion, EcoSport, Ranger, Ford F-250, Courier, Ford Edge, Ford Transit, F-1000, Ford Cargo e Escort. Outros modelos famosos também foram produzidos pela empresa, entretanto, já não são mais fabricados, entre eles estão: Belina, Del Rey, Corcel, Galaxie, Landau, Maverick, Pampa, Thunderbird, Verona e Versailles.

Por Adriano Oliveira


Chevrolet Reduz Preços de seus Carros no Brasil


A Chevrolet reformulou os valores a realidade recente do mercado e diminuiu os valores de diversos veículos de sua linha. Alguns modelos tiveram diminuição de até R$ 6 mil. O Celta é o veículo de acesso da empresa que possuiu uma diminuição de R$ 2 mil e neste momento pode ser adquirido por preços a partir de R$ 33.060. A diminuição idêntica foi adotada para o Classic, que possui valor inicial de R$ 31.080. Contudo, existe a possibilidade de verificar o experiente sedã sendo divulgado por preços inferiores a R$ 30 mil.

No exemplo do Onix, a diminuição foi de somente de R$ 900. A alternativa de entrada, modelo 1.0 LS, foi transferida de R$ 39.190 para R$ 38.290. A redução para as versões completas do Prisma também foi de R$ 900.

Já a redução de preços do Cobalt foi de R$ 2 mil para todas as versões. A versão de entrada, 1.4 LS, sai por R$ 45.770, enquanto que a topo de linha, 1.8 LTZ AT6, foi de R$ 60.730 para R$ 58.630. A redução para linha sedã do Cruze foi de até R$ 5.030, enquanto a diminuição para o Cruze Sport6 foi de R$ 3.500. A versão de entrada do modelo foi transferida de R$ 75.020 para R$ 69.990, enquanto que a versão de elite passou de R$ 89.100 para R$ 84.100.

A picape S10 possui seus valores diminuídos em até R$ 6 mil. A versão de cabine simples 2.4 Flex LS possuía o valor recomendado de R$ 74.270 e neste momento, o preço foi transferido para R$ 68.270. A alternativa cabine dupla que possui motor 2.5 Ecotec na versão LT tem o valor neste momento de R$ 92.119, enquanto que antes possuía o valor de R$ 98.110. Para as versões com motor diesel, por sua vez, a redução foi de R$ 5 mil.

A Captiva vendida na versão única 2.4 Ecotec também possuiu diminuição de R$ 5 mil e neste momento possui valor recomendado de R$ 101.696.

Felipe Couto de Oliveira


Reajuste nos Preços do Hyundai Elantra


O Grupo CAOA, que tem a função de importar modelos da Hyundai, divulgou reformulações na tabela de valores para fevereiro. Modelos como Elantra e Santa Fe foram elevados em aproximadamente R$ 10 mil, onde o preço passou a ser de R$ 96.990 para o Elantra e de R$ 157.990 para o Santa Fe.

O modelo que possui a variação mais elevada de custo nos dois meses pioneiros do ano foi o Azera, que já havia chegado em janeiro pelo valor de R$ 144 mil, com a explicação de ser a versão reestilizada, entretanto, o sedã teve um aumento de R$ 4 mil, passando a ser uma distinção de R$ 21 mil para o último ano.

Os outros modelos tiveram variações de cerca de R$ 5 mil reais distribuídos em dois aumentos, sendo um em janeiro e outro neste momento, na tabela de fevereiro. O modelo exclusivo que não teve modificação foi o ix35, que é fabricado no Brasil e tem o preço de R$ 99.990.

Em meio a este aumento de preço, o Hyndai Elantra ainda é um modelo visado no mercado. Com o seu potente motor 2.0 Flex, ele é capaz de gerar 178 cavalos sendo integrado com um câmbio automático de seis velocidades.

O interior do veículo também apresenta um diferencial, com um revestimento de alta qualidade. No requisito de interatividade, o modelo apresenta uma inovação com computador de bordo e um sistema multimídia com tela de 7 polegadas conectado com sistema de navegação. Outra característica do veículo é o apoio de braço centralizado, tendo a opção de regulagem de altura. Externamente, na parte frontal, o modelo apresenta faróis de neblina com um formato diferente e sistema de iluminação diurna em LED, além do friso cromado que está na base inferior dos vidros. Na lateral, o Elantra possui rodas de 16 polegadas na cor cinza metálico.

Felipe Couto de Oliveira


Venda de Veículos por Consórcio cresce 8,5% em 2014


O número de consórcios foi determinante para que as vendas de carros não caíssem mais durante o ano de 2014. Se não fosse o crescimento dessa modalidade de compra, as vendas cairiam a percentuais não vistos nos últimos anos. Enquanto o número de vendas de automóveis caiu em 6,9%, os consórcios aumentaram 8,5% no ano. Mesmo com a demora na entrega do veículo (em alguns casos) devido ao sorteio das cotas, a participação dos consórcios tem aumentado.

O aumento nas vendas de automóveis é contínuo desde 2003, contudo, o número de carros leves caiu pela segunda vez seguida no ano passado. Foram comercializadas 3.329.052 unidades, o que representa uma queda de 6,9% em relação ao ano de 2013, quando foram vendidas 3.576.163 unidades.

A queda poderia ser maior se nos últimos meses não tivessem um desempenho melhor que os meses anteriores. O governo concedeu desconto no IPI e assim os consumidores foram às lojas, tornando o mês de dezembro o melhor do ano e o terceiro melhor a história. Na ocasião foram vendidas 353.570 unidades, representando um crescimento de 26,4 % sobre novembro e de 5,2% em relação ao mesmo período de 2013. Dezembro só foi melhor do que Agosto de 2012 (405.627 unidades) e dezembro de 2010 (361.230 unidades).

Segundo dados da Abac (Associação Brasileira de Administradores de Consórcios), os consórcios em 2013 representaram 13,5% do total de vendas naquele ano. Já em 2014 as vendas representaram 17,1% (um aumento de 27%). O número de contemplados também aumentou e isso foi determinante para o aumento do número de compradores. Em 2013 o número de cartas de crédito concedidas foi de 397 mil, enquanto em 2014 esse montante chegou a 468,5 mil.

“O consórcio ajuda as pessoas que se programam para comprar um bem com valor alto e ajudam a aumentar as vendas totais do mercado brasileiro”, afirma o presidente executivo da Abac, Paulo Roberto Rossi.

Ana Rosa Martins Rocha


Financiamento de Veículos dá Sinais de Recuperação


Depois de diversas análises que foram realizadas no mercado de financiamento de veículos pela Anef (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras), o Brasil apresenta um resultado mais satisfatório, o que confirma a existência de alguns sinais de recuperação.

A Anef fez uma pesquisa com informações que vão do começo de janeiro até o mês de novembro de 2014, que consta que no decorrer do ano a queda aconteceu em diversos meses seguidos.

No mês de novembro, por exemplo, foi liberado o total de R$ 106 milhões de financiamentos de automóveis, porém, mesmo com essa liberação houve o pior índice de inadimplência dos últimos tempos para o setor.

Essa inadimplência é calculada através de atrasos que vão de 15 a 90 dias, onde mostra que no mês analisado, ou seja, em novembro, os números representam no mercado brasileiro um a queda de 7% da carteira mensal, equivalente a queda de 1,2% anual.

A soma total do crédito liberado pelo Sistema Financeiro Nacional, que tem incluído o CDC e o financiamento na modalidade leasing, ficou em R$ 211,9 bilhões e a soma total de carteiras foi de R$ 203,3 bilhões.

Décio Carbonari, presidente da Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras, divulgou a seguinte nota:

“Esperamos que 2015 registre inadimplência ainda menor, devido à nova lei de retomada de veículos, que tranquiliza as instituições financeiras das montadoras e, consequentemente, favorece o crédito aos consumidores”.

Como é possível verificar, para o começo desse ano de 2015, existe uma visão de que haverá alta na liberação de recursos para financiamentos de veículos, sendo um bom momento para aproveitar as taxas de juros que caíram em muitas instituições financeiras.

As taxas mais atrativas para os consumidores que desejam financiar veículos chegam a 1,75% no CDC para pessoa física e 1,44% para pessoa jurídica. Fale com seu gerente e saiba as condições para fazer a contratação desse serviço.

Yasmin Fernandes Robles


Fiat Uno Sporting 2015 – Características e preços


A Fiat, famosa montadora italiana, que há anos fabrica carros para todo o mundo, agora, lança o seu mais novo carro: o Fiat Uno Sporting. O carro apresenta algumas inovações, além de um design inovador e robusto. Vale a pena conferir.

Apesar de ser considerado um veículo popular há anos, no Brasil, o preço desse carrinho está cada vez mais salgado e menos acessível ao consumidor brasileiro de classe média. A versão do Fiat Uno Sporting 1.4 Dualogic 2015 não sai de uma concessionária por menos de R$ 37.190,00.

Porém, ainda há uma notícia mais desagradável para aqueles que não possuem uma condição financeira tão boa, claro! O Fiat Uno Sporting 1.4 Dualogic 2015 na versão mais completa é ainda mais caro, não sai da concessionária por menos de R$ 47.730,00.

Essa versão do Fiat Uno Sporting 1.4 Dualogic 2015 conta com câmbio automatizado, ar condicionado, dispositivo de conexão Bluetooth, kit com central multimídia, auxiliar USB, comandos no volante que dão ao carro uma maior esportividade, apoio para os braços nos bancos, regulagem de altura para o banco do motorista, entre outros. Além disso, o motorista que quiser um Fiat Uno Sporting 1.4 Dualogic 2015 com pintura metálica terá que desembolsar mais alguns trocados. No final das contas, o veículo sai por um preço médio de R$ 48.996,00, caso o motorista queira a versão mais completa do Fiat Uno Sporting 1.4 Dualogic 2015 com pintura metálica.

Outro aspecto que chama a atenção em relação à versão anterior do Fiat Uno Sporting 1.4 Dualogic 2015 está no cano de descarga. No modelo anterior, ele se localizava na parte direita inferior do veículo. Hoje, o carro conta com o cano de descarga localizado na parte central traseira do Fiat Uno Sporting 1.4 Dualogic 2015.

O carro, sem dúvidas, é lindo, arrojado, e com boas funcionalidades. Porém, o conceito de popular, devido ao preço, não pode ser aplicado ao Fiat Uno Sporting 1.4 Dualogic 2015.

Por Daniel Alves

Fiat Uno Sporting 2015

Fiat Uno Sporting 2015

Fiat Uno Sporting 2015

Fotos: Divulgação


Volkswagen Golf importado do México chega ao Brasil com preços a partir de R$ 69.510


Enquanto a produção do novo Golf não começa no Brasil, prevista apenas para o segundo semestre de 2015, o hatchback médio da Volkswagen começa a chegar do México para as concessionárias da marca alemã. Fabricado na planta de Puebla, o modelo importado do México continua sendo vendido com o mesmo preço do Golf que vinha da Alemanha, mesmo com a isenção do imposto de importação. Assim, em três versões de acabamento, o Volkswagen Golf mantém o preço inicial de R$ 69.510.

Oferecido em três versões de acabamento, o Golf importado do México pode ser adquirido nas configurações Comfortline, com preços a partir de R$ 69.510, Highline, comercializado com preços que partem dos R$ 75.830, bem como a versão GTI, que é vendida por a partir de R$ 102.680.

A Volkswagen se orgulha e anuncia o veículo em seu site oficial como sendo “o carro mais seguro do Brasil”. Tal propaganda deve-se às excelentes pontuações adquiridas pela sétima geração do Golf produzida no México, sendo o primeiro carro a receber cinco estrelas tanto para proteções para adultos quanto para crianças pelo Latin NCAP, organização independente latino-americana de proteção ao consumidor.

A elevada pontuação foi conquistada com a ajuda dos diversos itens de série de segurança, já que desde a versão de entrada o Golf vem equipado, entre outros, com sete airbags (dois frontais com desativação do lado do passageiro, dois laterais, dois do tipo cortina e um de joelho para o motorista), freios a disco nas quatro rodas com ABS e EDB, controle eletrônico de tração e estabilidade (ASR e ESC), bloqueio eletrônico do diferencial (EDS e XDS), apoios de cabeça otimizados, além dos freios com sistema Multicolision Brake.

Para completar, a versão de entrada Comfortline ainda vem com retrovisores externos com acionamento elétrico que contam com função Tilt Down e aquecimento, direção elétrica, faróis de neblina com luz de conversão estática, sistema Start&Stop, vidros com acionamento elétrico e função One Touch, volante e alavanca de câmbio revestidos em couro, coluna de direção com ajuste de altura e profundidade, regulagem de altura no banco do motorista e do passageiro dianteiro, ar-condicionado, assistente de partidas em aclives, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, sistema de entretenimento com tela touchscreen de 5,8 polegadas, entre outros equipamentos.

Embora tenha deixado de ser importado da Alemanha para ser importado provisoriamente do México, enquanto o modelo não é nacionalizado, mecanicamente não houve alterações. Sendo assim, as versões Comfortline e Highline continuam trazendo o motor 1.4 TSI a gasolina com 140 cv de potência e torque de 25,5 kgfm. Trabalhando em conjunto a esse bloco TSI pode estar um câmbio manual de seis marchas ou uma transmissão automática DSG com sete velocidades e opções de trocas sequencias pelo Paddle Shifts situados no volante. Esse conjunto mecânico faz o hatch médio da Volks acelerar de 0 a 100 km/h em 8,4 segundos, com velocidade máxima de 212 km/h.

Já a versão topo de linha GTI mantém o mesmo propulsor 2.0 TSI que entrega 220 cv de potência e torque de 35,7 kgfm. Associado a uma transmissão automática DSG com seis velocidades, função Tiptronic e opção de trocas sequências por aletas no volante, o Golf GTI acelera de 0 a 100 km/h em apenas 6,5 segundos, com velocidade máxima de 244 km/h. 

Por Caio Polo

Fotos: Divulgação

 


IPVA 2015 será mais barato em São Paulo


Até que enfim uma notícia boa sobre a baixa do IPVA. De acordo com a Secretaria Estadual da Fazenda o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) ficará mais barato em São Paulo em 2015.

O valor venal dos veículos registrou queda média de 4,2%. Essa divulgação foi feita pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), com 11.176 diferentes marcas, modelos e versões de veículos. Os usados levaram um pouco mais de vantagem, tiveram queda média ainda maior, de 4,6%, e as motos, de 4,1%. Os dados são valores de mercado referentes a setembro de 2014.

Foi divulgado também, nesta quarta-feira (19-11-2014) o calendário de pagamentos do imposto, que está disponível para ser consultado no site da Secretaria da Fazenda. Os pagamentos podem ser feitos de duas formas: em cota única no mês de janeiro, com desconto de 3%, ou parcelar o tributo em três vezes (nos meses de janeiro, fevereiro e março), de acordo com o final da placa do veículo. Carros com final de placa 1, os primeiros a pagar o imposto, será no dia 9 de janeiro. Para os carros com placa de final 0, a data final para pagamento da primeira parcela será 22 de janeiro.

Você deve estar se perguntando: quanto eu pago? Muito simples fazer as contas do seu IPVA. Multiplique o valor do veículo com a alíquota, que é de 4%. A porcentagem vale para veículos a gasolina e modelos flex, o mesmo vale para picapes ou veículos com cabine dupla. Já para modelos a álcool, elétricos ou a gás, a alíquota é de 3%. Para donos de utilitários, ônibus, micro-ônibus e motos, a alíquota é de 2%. Para caminhões, 1,5%.

Fiquem atentos às datas e se informem corretamente no órgão de sua cidade! Infelizmente essa baixa ainda não se estendeu para outras capitais, mas esperamos que ela atinja vários estados do Brasil.

Por Luciana Viturino

IPVA 2015

Foto: Divulgação


Fiat Strada Hard Working – Características e preços da nova versão especial lançada no Brasil


O mercado automobilístico brasileiro é um dos mais concorridos de todo o planeta, haja vista o grande número de consumidores que o mesmo possui. Por esse e outros motivos é possível encontrar um grande número de empresas do ramo automobilístico instaladas em diversas regiões do país. É importante destacar a grande concorrência do mercado brasileiro, o que acaba exigindo novos lançamentos e disputas acirradas entre as empresas.

Dentre as empresas que atuam no Brasil, podemos destacar a Fiat, que é uma empresa italiana de grande sucesso em todo o mundo. Essa é uma das marcas mais procuradas no Brasil, pois a mesma faz bastante sucesso principalmente na categoria de carros populares. E se você está em busca de lançamentos, saiba que a Fiat anunciou recentemente a série especial do Fiat Strada, trata-se do Strada Hard Working.

Caso não saiba, o Fiat Strada é nada menos que o comercial leve mais vendido de todo o país. Após ultrapassar 1 milhão de vendas em todo o país, a Fiat resolveu anunciar o lançamento da versão Hard Working. O grande objetivo da empresa italiana é justamente quanto a oferecer uma versão mais robusta, mais arrojada, visando assim o público que utiliza o automóvel no trabalho. Um detalhe importante é que o lançamento foi disponibilizado em versões de cabine curta, estendida e dupla.

Um dos pontos interessantes do lançamento é quanto aos conteúdos exclusivos que esta série especial trás. Um ótimo exemplo são os faróis de máscara negra que deixam o design do automóvel ainda mais arrojado e com um tom esportivo. Além disso, também faz parte das novidades: rodas em aço com pintura escura (liga leve de 15” para a versão de cabine dupla) que são calçadas com pneus de uso misto.

A lista de itens de série desse lançamento é bastante ampla e conta com: ar-condicionado, para-brisas degradê, direção hidráulica; travas e vidros elétricos dianteiros com one touch e antiesmagamento, volante com regulagem de altura, faróis de neblina, predisposição para rádio com dois alto-falantes e antena, dentre outros itens.

Logo abaixo é possível conferir os preços das respectivas versões:

–       Strada Hard Working CC: R$ 42.770;

–       Strada Hard Working CE: R$ 46.060;

–       Strada Hard Working CD: R$ 51.190;

–       Strada Hard Working CD (com rodas de liga leve): R$ 51.690.

Por Bruno Henrique

Fiat Strada Hard Working

Fiat Strada Hard Working

Fiat Strada Hard Working

Fotos: Divulgação


Chevrolet Trailblazer 2015 – Novidades e Preços


Depois de apresentar a linha 2015 da S10, a Chevrolet agora lança no mercado brasileiro a linha 2015 de seu SUV Trailblazer com novidades semelhantes às vistas em sua picape média. Passando por melhorias no acabamento interno iguais a da S10, o SUV ainda ganhou novo acerto da suspensão e injeção direta de combustível no motor 3.6 V6 a gasolina, deixando-o ainda mais econômico e potente. O Chevrolet Trailblazer tem versões com preços a partir de R$ 147.790.

Assim como foi promovido na Chevrolet S10, a marca estadunidense aprimorou o acabamento do Trailblazer adotando materiais com nova textura e de melhor qualidade para realizar o acabamento no painel e acabamento em preto brilhante no console central, nas saídas de ar centrais, nas portas, em torno da base da manopla de câmbio e no volante multifuncional. Além disso, o crossover esportivo ganhou novo revestimento dos bancos em couro marrom bicolor e com costura pespontada, dando um ar mais refinado ao carro. Seguindo novamente as alterações da linha 2015 da S10, o Trailblazer também passou por modificações no isolamento acústico da cabine, recebendo melhorias para garantir um maior conforto aos ocupantes do carro.

Disponível apenas na versão LTZ, com duas opções de motorização (3.6 V6 a gasolina e 2.8 Turbodiesel), o Chevrolet Trailblazer 2015 vem equipado de série com airbags frontais, laterais e do tipo cortina, freios ABS com EBD, controle eletrônico de tração e de estabilidade, assistente de partidas em aclives, assistente de descida (Hild Descend Control), sistema de controle de tração (TCS) com indicador no painel de instrumentos, lanternas em LED, sensor de estacionamento traseiro, câmera de segurança para manobras em marcha ré, além da central multimídia Chevrolet MyLink com tela touchscreen de 7 polegadas que abrange diversas funções, como sistema de som, navegação via satélite (GPS) e conexão via Bluetooth.

Mecanicamente, com a adoção da nova injeção direta de combustível o motor 3.6 V6, além de ficar mais econômico, com redução média de combustível e de emissão de gases poluentes de 4%, ganhou 38 cv de potência. Sendo assim, o bloco V6 a gasolina deixa de gerar 239 cv e torque de 33,5 kgfm para entregar 277 cv de potência e torque de 34,5 kgfm. Dotada de tração integral, associado ao propulsor 3.6 V6 está uma transmissão automática de seis velocidades com sistema Active Select. A Chevrolet promoveu também uma nova calibração na transmissão automática do modelo com motor a gasolina e na variação com o bloco 2.8 Turbodiesel de 200 cv e torque de 51 kgfm, deixando as trocas mais suaves.

Por fim, a Chevrolet reajustou a suspensão para deixar o conjunto mais rígido através da adição de buchas mais rígidas, tornando o SUV mais estável, tanto em pisos irregulares quanto em perímetros urbanos.

Abaixo, versões e preços do Chevrolet Trailblazer 2015:

– 3.6 V6 4×4 Automático – R$ 147.790;

– 2.8 Turbodiesel 4×4 Automático – R$ 173.490.

Por Caio Polo

Chevrolet Trailblazer

Chevrolet Trailblazer

Fotos: Divulgação


Renault Sandero Stepway começou a ser vendido com desconto


A Renault nem sequer ainda fez o lançamento do novo Sandero Stepway que segundo a montadora será mostrado ao público em geral durante a realização do Salão do Automóvel de São Paulo, mas já está vendendo o carro. A partir desta sexta-feira, dia 17, a marca já começou a pré-venda da versão aventureira do hatch. E tem um detalhe muito especial: Quem chegar na frente, ou melhor, quem encomendar o carro até o fim do mês de outubro vai ganhar um desconto de R$ 800.

Com isso o preço promocional do carro será de R$ 47.800. De acordo com a fabricante após essa data o carro será vendido pelo preço inicial de R$ 48.600.

Nesse período de pré-venda a informação é de que o modelo que conta com a opção de banco de couro será vendida por R$ 48.940. Já a versão que conta com câmbio automatizado custará R$ 51.340. E tem mais, os clientes ainda ganharão câmera de ré além de uma taxa de financiamento relativamente mais em conta, sendo de 0,49%.

O Sandero Stepway promete ser o destaque da Renault para o Salão do Automóvel. Um dos principais atrativos ou novidades conforme o ponto de vista é nova cara do modelo que é mais aventureira. O carro conta agora com a suspensão 4 cm mais elevada. Já no que diz respeito à motorização teremos um motor 1.6 de oito válvulas que será integrado ao câmbio manual de cinco marchas. Mas também poderá ser acoplado ao câmbio automático que também conta com cinco marchas. Vale lembrar que não faz muito tempo que esse sistema fez sua estreia em outras versões do Sandero bem como do Logan.

Se compararmos o modelo que será destinado para o mercado brasileiro com a mostrado pela Dacia (mercado europeu) iremos perceber algumas alterações no que diz respeito ao visual. Dentre essas estão os faróis de neblina, os para-choques e a grade dianteira.

Essa configuração meio aventureira do Sandero foi bem recebida pelos brasileiros lá atrás, há seis anos, quando chegou ao mercado nacional. Em 2014 em termos de vendas a participação no mercado foi de 30% sendo que é a segunda versão mais vendida do modelo. Desde que foi lançado cerca de 100 mil unidades já foram comercializadas.

Por Denisson Soares

Renault Sandero Stepway

Renault Sandero Stepway

Renault Sandero Stepway

Fotos: Divulgação


Novo reajuste nos preços do Chevrolet Onix 2015


Na verdade não foi preciso muito tempo, pouco mais de cinco meses após seu lançamento a Chevrolet anunciou que estará fazendo um novo reajuste em relação ao seu modelo Onix. A informação foi dada no último dia 10 deste mês.

É interessante lembrarmos que desde que o lançamento da linha 2015, que aconteceu em maio deste ano, todas as versões sofreram no mínimo três aumentos.

Vejamos alguns números que poderão esclarecer melhor essa diferença de preços:

Inicialmente, a versão mais básica do modelo, a LS 1.0, que nem sequer tinha como item de série o ar-condicionado era comercializado por R$ 33.890. Pois bem, de seu “início” até agora o modelo recebeu o item em questão. Entretanto, passou por quatro reajustes o que acabou por deixá-lo no final das contas R$ 3.400 mais caro.

As outras versões, que diga-se de passagem, já tinham ar-condicionado também tiveram reajustes. Porém, neste caso foram menores. Por exemplo, a versão LT 1.0 que começava em R$ 38.890 agora já passa da faixa dos R$ 40 mil custando exatamente R$ 40.690. Ou seja, R$ 1.700 mais caro.

Em termos de motor 1.4 vale destacar o fato de que no Chevrolet Onix apenas é comercializado nas versões LT e LTZ. Essas duas versões, para variar, também passaram por reajustes. Na verdade foram três no total. O peso no bolso do consumidor acabou ficando na faixa de R$ 1.750. A primeira versão que no mês de maio era vendida pelo preço de R$ 42.890 agora é comercializada nas concessionárias por R$ 44.640.

No caso da versão LTZ 1.4 que conta com câmbio automático e uma pintura metálica, agora custa aos bolsos dos prováveis compradores R$ 54.590.

No meio das subidas de preço ainda tem mais por vir. Isso devido ao fato de que alguns outros carros que já fazem parte da composição da linha 2015 e que por sinal estão entre os mais vendidos também passaram por reajustes. Como exemplo neste caso podemos citar os modelos Strada, Renault Sandero, Volkswagen Gol e o Fiat Palio.

Por Denisson Soares

Chevrolet Onix 2015

Chevrolet Onix 2015

Fotos: Divulgação


Novo Volkswagen Golf teve reajuste nos preços e perdeu alguns equipamentos


É do México que a montadora de automóveis Volkswagen decidiu importar o seu novo Golf. Ao menos a informação é essa enquanto a companhia não termina sua linha de montagem aqui no Brasil. E para quem acha que o modelo sendo importado do México deverá ficar mais barato pode ir de uma vez esquecendo essa ideia. O carro que era importando da Alemanha além da troca de país de origem também tem um detalhe não muito agradável: ficou levemente mais caro.

O novo Golf mexicano já se encontra disponível nas concessionárias da marca alemã. O carro sai pelo preço inicial de R$ 67.690. Na versão que teve o aumento (praticamente todas), a Comfortline, recebeu o acréscimo foi de R$ 200.

Já em se tratando do modelo intermediário da montadora, o Highline, os preços subiram em R$ 400. Agora quem quiser ter o seu vai ter que desembolsar R$ 74.930.

E por último ainda temos a versão esportiva GTI. Neste caso o aumento no preço foi de R$ 480. Isso acaba fazendo com que o carro saia pela cifra de R$ 101.470.

Falamos do aumento dos preços. Pois bem, geralmente quando isso ocorre é porque o modelo foi melhorado em algum ponto. Nesse caso a coisa vai para o lado bem oposto. Ou seja, alguns equipamentos acabaram sendo descartados do Golf. Para exemplificar melhor essa fase temos, por exemplo, o freio de estacionamento eletrônico que foi embora dando lugar ao sistema convencional, aquele mesmo com alavanca.

Outro ponto que pode ser citado é o chamado sistema FLA, que se trata de um auxiliar na questão de luz para farol alto. O sistema em questão desativava o farol alto quando o carro atingia velocidades que viessem a ser superiores a 60 km. No lugar dele o consumidor vai encontrar o DLA que é apenas um assistente de luz dinâmica.

Continuando na linha de exemplos o Auto Hold – sistema de partida – foi deixado de lado para dar lugar para o Hill Start Assist. Este último apenas ajuda a segurar o veículo em ladeiras. Já o primeiro também dava uma ajuda em locais planos.

Dá para continuar a lista de “perdas”. Mas como ainda é uma dúvida sobre o que a montadora espera com essas atitudes o jeito é aguardar para ver se o Golf “ficará bem na foto”.

Por Denisson Soares

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Volkswagen Golf

Fotos: Divulgação


Reajuste nos preços do Honda Civic 2015


Após lançar em junho deste ano o Civic 2015 com leves alterações visuais, tendo como destaque a adoção da nova grade dianteira, novas rodas de liga leve de 17 polegadas com acabamento diamantado e um leve retoque no para-choque, a marca nipônica, que está prestes a lançar a versão topo de linha EXR por aqui, decidiu fazer um reajuste nos preços das versões de entrada e intermediária. Mesmo ficando muito atrás de seu maior rival, o Toyota Corolla, o Civic agora tem preços que partem dos R$ 68.400.

Depois dos reajustes de preço, o Civic 1.8 LXS, que não recebeu as alterações visuais citadas anteriormente, antes era oferecido por R$ 65.890 e agora passa a ser vendido com preços a partir de R$ 68.400 na configuração com câmbio manual, encarecendo R$ 2.510. A configuração com transmissão automática do LXS também teve seus preços alterados, deixando de custar R$ 68.890 para ser comercializado por a partir de R$ 71.500.

Já a versão intermediária LXR 2.0 i-VTEC FlexOne, que foi a única a receber as alterações visuais, encareceu R$ 1.000, sendo oferecido com preços a partir dos R$ 75.900.

Vale lembrar que o Toyota Corolla tem versões com preços a partir dos R$ 68.290 e que mantém a liderança do segmento com folga em relação ao Honda Civic.

A versão topo de linha do Honda Civic 2015, a EXR, será apresentada oficialmente ao público durante o Salão do Automóvel de São Paulo, que tem início no fim do mês de outubro. Com o mesmo visual da configuração intermediária LXR, o Civic EXR contará com algumas novidades e aprimoramentos nos equipamentos de série, com destaque para uma nova central de entretenimento mais integrada aos smartphones.

Por fim, outra novidade para a gama Civic será a volta da configuração esportiva SI. Versão que caiu no gosto dos brasileiros, o modelo retornará ao Brasil com carroceria coupé e com o mesmo visual da versão vendida nos Estados Unidos. Além disso, o novo Civic SI traz sob o capô o bloco quatro cilindros 2.4 i-VTEC aspirado capaz de entregar 208 cv e torque de 24,05 kgfm, tendo, portanto, um motor mais potente e com maior cilindrada do que o que era vendido anteriormente por aqui. A apresentação do novo Civic SI também está marcada para o Salão do Automóvel de São Paulo.

Por Caio Polo

Honda Civic 2015

Honda Civic 2015

Fotos: Divulgação


Chevrolet S10 2015 – Novidades e preços da nova linha


Para os que preferem carros do tipo picape, a boa notícia é que a Chevrolet apresentou a linha 2015 da S10, nesta quarta-feira (24/09). O anúncio foi feito em Puerto Iguazu, na Argentina.

Agora, o modelo, que conta com as opções com cabine simples e cabine dupla, terá uma motorização nova, além de 2,5 litros de com injeção direta de combustível e 206 cavalos. O modelo mais básico passa a custar R$ 69,8 mil, chegando a R$ 142.400 (confira a tabela completa abaixo). 

O modelo, que é líder na categoria, terá um motor flex com a maior potência entre as picapes médias. A partir de agora, a S10 contará com 14 opções, divididas por níveis de equipamentos e acabamento: LS, LT ou LTZ. Ou seja, tem carro para diversos gostos diferentes. E ainda segundo as informações divulgadas pela Chevrolet, o motor da nova versão oferece até 6% de econômico quando comparado com o modelo 2.4.

De acordo com a Chevrolet, não foi só o motor que recebeu melhorias, mas todo o conjunto de suspensão. O acabamento também foi aprimorado. Outra característica nova é o câmbio manual de seis marchas que estará presente nos modelos 4×4 diesel ou 2.5 flex.

Confira as versões e os preços da nova picape S10 modelo 2015 da GM:

– Modelo com cabine simples:

  • LS 2.4 flex 4×2 – R$ 69,8 mil;
  • LS 2.8 diesel 4×4 – R$ 98,3 mil.

– Modelo com cabine dupla:

  • LS 2.4 flex 4×2 – R$ 78,2 mil;
  • LS 2.8 diesel 4×4 – R$ 108,3 mil;
  • LT 2.5 flex 4×2 – R$ 86,4 mil;
  • LT 2.8 diesel 4×2 – R$ 111,5 mil;
  • LT 2.8 diesel 4×2 (automática) – R$ 115 mil;
  • LT 2.5 flex 4×4 – R$ 92,4 mil;
  • LT 2.8 diesel 4×4 – R$ 121,8 mil;
  • LT 2.8 diesel 4×4 (automática) – R$ 124,9 mil;
  • LTZ 2.5 flex 4×2 – R$ 97,7 mil;
  • LTZ 2.8 diesel 4×2 (automática) – R$ 131 mil;
  • LTZ 2.5 flex 4×4  – R$ 103,7 mil;
  • LTZ 2.8 diesel 4×4 (automática)- R$ 142,4 mil.

Por Tatiana Alves

Chevrolet S10 2015

Chevrolet S10 2015

Chevrolet S10 2015

Fotos: Divulgação


Audi A4 2015 – Características e preços da nova linha


Após divulgar seus bons índices de venda no mercado brasileiro, com alta de 59% referente ao mês de agosto em relação ao mesmo período de 2013, a Audi lançou a linha 2015 do sedan A4 com algumas novidades.

Deixando de oferecer a versão intermediária Ambition, o sedan da Audi importado da Alemanha também passou por reajuste de preços e perdeu o motor 2.0 Turbo FSI de 180 cv na configuração de entrada Attraction. O Audi A4 2015 é vendido com preços sugerido a partir de R$ 134.000.

A versão de entrada do Audi A4, a Attraction, deixa de trazer sob o capô o já conhecido motor 2.0 Turbo FSI de 180 cv para passar a ser equipado com o motor 1.8 Turbo FSI de 170 cv de potência. No mais, o modelo ficou mais caro, deixando de custar R$ 129.200 para ser vendido pela Audi por R$ 134.000.

Segundo a fabricante alemã, embora o propulsor 1.8 Turbo FSI tenha 10 cv a menos que o antigo bloco 2.0 TFSI, o motor oferece torque de 32,6 kgfm já aos 1.400 rpm, garantindo uma boa resposta e performance para o sedan. De acordo com a Audi, o A4 com o bloco 1.8 TFSI, que por aqui trabalha em conjunto com a transmissão automática do tipo CVT com oito velocidades simuladas, acelera de 0 a 100 km/h em 8,3 segundos, com velocidade máxima de 235 km/h.

Por fim, a versão Ambiente nas carrocerias Sedan e Avant do A4 tiveram seus motores 2.0 Turbo FSI ajustados para entregar 225 cv de potência, além de também passarem por um reajuste de preço (aproximadamente R$ 5 mil). Assim como o modelo Attraction, a configuração Ambiente também conta com a transmissão automática CVT que simula oito velocidades.

Abaixo, versões e preços da linha 2015 do Audi A4:

– A4 Sedan Attraction – R$ 134.000;

– A4 Sedan Ambiente – R$ 142.400;

– A4 Avant Ambiente – R$ 147.400.

Por Caio Polo

Audi A4 2015

Audi A4 2015

Audi A4 2015

Fotos: Divulgação


Volkswagen Gol 2015 – Redução nos preços e na quantidade de versões disponíveis


Após reajustar o preço do compacto urbano Up!, agora a Volkswagen apresentou algumas novidades para a já lançada linha 2015 do Gol. Em uma espécie de reedição, a nova linha 2015 do Gol teve alguns ajustes e uma redução na quantidade de versões, passando a oferecer uma gama de modelos mais enxuta e com redução de preço em certas versões de acabamento.

Anteriormente, disponível em quatorze configurações diferentes, sem contar as edições especiais, o que demonstra um nível exagerado na quantidade de modelos diferentes, a Volkswagen decidiu reduzir o número de versões para nove convencionais e seis especiais, num total de quinze versões. Entre os que saíram, o Gol 1.6 com carroceria duas portas deixa de ser oferecido no portfólio da marca.

Com relação às variações no preço, os veículos de entrada estão mais em conta, contudo, as configurações intermediárias e topo de linha tiveram um aumento de preço. Entre as reduções, o Gol Trendline 1.0 2 portas, Gol Trendline 1.0 4 portas e Gol Trendline 1.6 4 portas, estão R$ 350, R$ R$ 310 e R$ 530 mais baratos.

Quanto aos equipamentos de série, visual e parte mecânica, a marca alemã não promoveu qualquer alteração, mantendo o mesmo padrão visto anteriormente. 

Abaixo, versões e preços da linha 2015 do Volkswagen Gol:

– Trendline 1.0 – 2 portas – R$ 32.140 (preço anterior: R$ 32.490);

– Trendline 1.0 – 4 portas – R$ 34.110 (preço anterior: R$ 34.420);

– Comfortline 1.0 – 4portas – R$ 36.940 (preço anterior: R$ 36.460);

– Trendline 1.6 – 4 portas – R$ 38.820 (preço anterior: R$ 39.350);

– Trendline 1.6 I-Motion – 4 portas – R$ 42.290 (sem alteração);

– Comfortline 1.6 – 4 portas – R$ 41.940 (preço anterior: R$ 41.390);

– Comfortline 1.6 I-Motion – 4 portas – R$ 44.920 (preço anterior: R$ 44.340);

– Highline 1.6 – 4 portas – R$ 49.030 (preço anterior: R$ 48.270);

– Highline 1.6 I-Motion – 4 portas – R$ 52.070 (preço anterior: R$ 51.270).

Versões especiais:

– Track 1.0 – R$ 36.500;

– Seleção 1.0 – R$ 37.840;

– Seleção 1.6 – R$ 43.020;

– Seleção 1.6 I-Motion – R$ 46.070;

– Rallye 1.6 – R$ 52.040;

– Rallye 1.6 I-Motion – R$ 55.080.

Por Caio Polo

Volkswagen Gol 2015

Volkswagen Gol 2015

Volkswagen Gol 2015

Fotos: Divulgação


Reajuste nos preços do Ford Focus


Seguindo o reajuste de preços realizado por outras montadoras, a Ford, que já aumentou os preços do New Fiesta, agora aplica o reajuste de preços da Focus. Mesmo com a baixa no segmento automotivo, as montadoras seguem com a política de reajuste e agora, o Ford Focus passa a ser oferecido a partir de R$ 63.590.

Mantendo-se na liderança do segmento dos hatchbacks médios no mês de junho com 1.428 unidades, o Ford Focus ficou mais caro e sua versão de entrada (S com motor 1.6) deixa de custar R$ 61.590 para ser oferecida por R$ 63.590, um reajuste considerável de R$ 2 mil. Na carroceria sedan, o modelo tem versões com preços a partir de R$ 71.590. E se o reajuste na versão de entrada já foi bem considerável, as versões mais caras do carro que é fabricado na Argentina superam os R$ 3 mil.

Um detalhe curioso adotado pela Ford é que, a partir da versão SE equipada com o motor 2.0 Duratec Direct Flex de até 178 cv, tanto a configuração hatchback como a quanto possuem o mesmo preço (a partir de R$ 77.590). Por fim, a versão topo de linha do Focus, a Titanium Plus 2.0 PowerShift, é vendida por R$ 91.590.

O ajuste de preços, em especial para a configuração hatchback, pode ser perigoso para a liderança da Ford no segmento dos hatch médios, embora o Focus tenha versões mais baratas que o VW Golf. Em junho, a diferença entre o Focus (1º) e o Golf (2º) foi de 91 unidades. Mesmo com as quedas nas vendas, o carro da VW foi líder de crescimento em relação ao mesmo período do ano passado, com alta de 110%.

Abaixo, versões e preços reajustados da linha Ford Focus:

  • Hatchback:

– S 1.6 – R$ 63.590;

– S 1.6 PowerShift – R$ 68.590;

– SE 1.6 – R$ 66.590;

– SE 1.6 PowerShift – R$ 71.590;

– SE 2.0 PowerShift – R$ 77.590;

– Titanium 2.0 PowerShift – R$ 83.590;

– Titanium Plus 2.0 PowerShift – R$ 91.590.

  • Sedan:

– S 2.0 PowerShift – R$ 71.590;

– SE 2.0 PowerShift – R$ 77.590;

– Titanium 2.0 PowerShift – R$ 83.590;

– Titanium Plus 2.0 PowerShift – R$ 91.590.

Por Caio Polo

Ford Focus

Foto: Divulgação


Novo Renault Sandero terá mudanças no visual e preços mais acessíveis


O Renault Sandero, a partir do próximo ano, vai estar com o design totalmente novo. Além do estilo moderno, o preço vai ser muito acessível: a partir de R$ 29.890,00. A versão do carro consumia aproximadamente 40% das vendas e a versão nova, mesmo com todos os upgrades, conseguiu permanecer R$ 610,00 na versão do carro mais barata, que é a Authentique 1.0. No mercado, o valor é de R$ 29.890,00. Gostou da novidade?

As novidades do novo carro da Sandero destacam-se pela presença de lanternas na parte central, o vidro traseiro também diminuiu o seu tamanho e ganhou a forma de “U”. Em relação ao interior, o novo Renault Sandero continua com o bom espaço interno e o porta-malas contempla ainda a boa capacidade de conseguir carregar 320L. Além disso, as diferenças entre os carros mantêm-se por pequenos detalhes como: a básica não possui a pintura que tem a moldura chamada de black-piano no console e os bancos do carro que permanecem com a espuma moldada são exclusivas da versão Dynamique.

Entre outras características do novo carro lançado pela Renault é o sistema elétrico que é de multiplexagem e, além disso, teve suspensão da revisão. Outra novidade é que a direção hidráulica também está com assistência mais variável. O carro também está com novas funções tecnológicas como, por exemplo, a presença do sistema MediaNAV, com GPS, Bluetooth, rádio e também conta com visualização da temperatura externa. A versão Dynamique tem ar condicionado automático, como item opcional.

Além disso, o Renault Sandero vai ser oferecido ao público em quatro versões diferentes e que serão completadas com o decorrer do tempo tanto com a versão automatizada, quanto com a versão Stepway, para quem gosta de aventura. Assim, a expectativa é que elas sejam lançadas no salão do automóvel que está previsto para acontecer no mês de outubro.

Gostou de conhecer as novas novidades do Sandero?

Por Babi

Renault Sandero 2015

Foto: Divulgação


Reajuste nos preços do Nissan Altima e Nissan March


A Nissan  (montadora japonesa) reajustou o preço de dois de seus carros, aumentando em mais de R$ 1 mil o preço dos automóveis.

Os modelos em questão foram o sedan Nissan Altima (carro com grande espaço interno, com motor de 2.5, 16V com 182 cavalos de potência, com chave inteligente (a conhecida I-Key) e botão de partida (Push Start) com partida remota e o Nissan March (carro hatch da montadora, vem com direção elétrica progressiva, ar condicionado quando adquirido o pacote conforto e motor 1.0).

No caso do Nissan March 2014, a versão mais simples (sem direção elétrica e ar condicionado) custava R$ 27.690, passou a custar R$ 28.490. As outras versões do carro hatch também sofreram aumento. A versão S 1.0 (que vem com farol de neblina, vidros, travas e retrovisores elétricos e chave com telecomando de abertura e fechamento), agora custa R$ 33.690 (contra os R$ 32.890 que era cobrado anteriormente). As versões mais caras do March custam, respectivamente, R$ 39.190 (1.6 SV 2014) e R$ 41.790 (1.6 SR 2014).

Já no caso do sedan Nissan Altima, que é oferecido em apenas uma versão, a 2.5 SL, entrou no marcado custando R$ 99.900, teve seu aumento de preço em R$ 13.000, custando agora R$ 112.900.

O carro já vem completo, com um grande espaço interno, teto solar, GPS e ar condicionado dual zone, câmbio CVT e uma inovação nos bancos, que são chamados de bancos zero-gravity (são bancos extremamente confortáveis e contam até com um sistema de aquecimento). O painel de controle do carro conta  com nada mais nada menos que computador de bordo, monitoramento de mudança de faixa, display de áudio, monitoramento de pressão dos pneus.  O carro vem com seis airbags e três anos de garantia.

Apesar do aumento do preço, o veículo ainda está compatível com seus concorrentes, Fusion da Ford, Azera da Hyundai e Passat  da Volkswagen.

Por Mariana Caetano

Nissan March 2014

Foto: Divulgação


Mansory Cars pretende lançar réplica da LaFerrari a preço acessível


Quando ouvimos o nome Ferrari quase que automaticamente já o ligamos a máquinas velozes, luxuosas e claro, caras, muito caras. A Ferrari de longe é uma marca que se tornou referência mundial quando o assunto são esses pontos. Como bem sabemos os modelos produzidos pela fabricante raramente chegarão à garagem da maioria (imensa maioria) de nós, pobres mortais.

Mas do outro lado da moeda existe uma coisa chamada criatividade. E é aí que um velho ditado cai muito bem: “quem não tem cão caça com gato”. Por quê? É simples, uma empresa chamada de Mansory Cars, que não tem nada a ver com outra empresa alemã que tem o mesmo nome, resolveu dar a oportunidade de um simples mortal dirigir uma Ferrari, pirata a bem da verdade. Entenda um pouco mais.

Os carros da Ferrari geralmente são feitos com produção limitada ou exclusiva. Para aqueles que perderam a grande chance de comprar a sua LaFerrari original que teve sua produção limitada a apenas 499 unidades, a Mansory Cars resolveu oferecer uma alternativa viável até para quem não é milionário. A empresa informou recentemente que irá fabricar réplicas da LaFerrari original com preços acessíveis, ou seja, isso é exatamente o que precisa aquelas pessoas que sempre sonharam em ter um carro da marca, mas nunca tiveram uma conta bancária muito recheada.

De acordo com as informações divulgadas pela Mansory Cars, as imitações da LaFerrari contarão com chassi de aço tubular e deverão custar aos bolsos dos interessados US$ 20 mil (R$ 44.800) no caso de serem equipadas com o bloco de 248 cv do Toyota Camry, US$ 23 mil (R$ 51.500)  com o motor 5.0 V8 do Ford Mustang GT, US$ 38 mil (R$ 85.000) com o motor Audi R8 5.2 V10 e por fim, US$ 38 mil (R$ 85.000) com o motor da BMW 760Li 6.0 V12.

De qualquer maneira a Ferrari já deve ter tomado as devidas providências junto ao departamento jurídico. A empresa tem por hábito ficar em cima de qualquer uma que pretende fabricar réplicas de seus carros.

Por Denisson Soares

LaFerrari

Foto: Divulgação


Fiat Strada 2015 – Preços das novas versões que serão vendidas no Brasil


A Fiat é uma das melhores marcas que fabrica veículos no Brasil, e a mesma fez a divulgação do seu mais novo modelo que promete estar entre os mais vendidos dos últimos tempos.

Estamos falando do seu novo Fiat Strada 2015, que é a mais nova picape da marca que vai ser comercializada em três versões, sendo o Strada Working, Strada Trekking e Strada Adventure.

Esse carro tem um lindo design, e as alterações que foram realizadas e que se destacam se referem à sua frontal que foi redesenhada, tendo grade esportiva, os seus estribos das laterais são antiderrapantes, suas rodas são de liga leve aro 16, os faróis são de profundidade e neblina e seus retrovisores possuem luzes de direção integrada.

O que você achou do modelo até aqui? Está gostando?

Então saiba que o modelo ainda conta com diversos itens e acessórios, como por exemplo, uma série de equipamentos de som, como rádio connect CD MP3 com viva-voz e Bluetooth e entrada USB. Existe também computador de bordo, câmbio dualogic e automático Plus.

Essa picape tem bastante espaço, e cabe até três pessoas, e a sua caçamba tem capacidade que varia de 400 a 705 quilos, e de 680 a 1220 litros.

As portas, motorista e passageiro, possuem a abertura para frente, e as portas do passageiro têm abertura para trás.

O seu motor é 1.4 Fire 8 V, que pode ser abastecido apenas com gasolina, tendo a potência de 85 cavalos e o torque de 12,4 mkgf.

Os valores de cada versão são:

– Strada Working cabine simples por R$ 36.120;

– Strada Working cabine estendida pelo valor de R$ 39.330;

– Strada Working cabine dupla com 3 portas pelo valor de R$ 45.310;

– Strada Trekking cabine dupla com 3 portas pelo valor de R$ 51.750;

– Strada Adventure cabine estendida por R$ 52.990;

– Strada Adventure cabine dupla com 3 portas pelo valor de R$ 58.480.

Por Josiane Fernandes de Jesus

Fiat Strada 2015

Foto: Divulgação


Lifan Foison será lançado no Brasil em julho de 2014


A Lifan Motors inicia no mercado brasileiro a sua participação no segmento de veículos urbanos de carga, os chamados VUCs, lançando o mini truck Foison. O mini caminhão chega às concessionárias da marca chinesa em julho, com preços a partir de R$ 34.990.

O Lifan Foison vem equipado com motor 1.3 a gasolina, capaz de gerar 84 cv e torque de 11,3 kgfm. Antes de ser oferecido por aqui, o VUC da marca chinesa passou por diversos testes e foi submetido a diversos usos cotidianos do veículo na realidade brasileira.

Segundo o Diretor de Marketing da Lifan Motors, Luiz Augusto Zanini, o Foison é o único modelo que representa de forma correta o mini truck, reunindo o melhor da categoria de veículos urbanos de carga, associado à economia do motor de menor cilindrada.

Zanini ainda completou afirmando que a Lifan Motors terá um grande empenho para oferecer o melhor serviço pós-venda aos seus consumidores.

A fabricante chinesa testou o Foison por mais de seis meses em diversas condições de carga, clima e de piso para definir a tabela ideal de manutenção e quais as intervenções as equipes mecânicas das concessionárias deverão promover periodicamente, tudo para que o proprietário do veículo mantenha o Foison sempre nas melhores condições para a utilização.

Contando com uma caçamba de aço com 2,800 metros de comprimento, 1,520 metros de largura e 33,5 centímetros de altura, o Foison tem a capacidade de carga de até 800 quilogramas. Com essa capacidade de carga, o mini truck fica bem posicionado no segmento dos VUCs.

Disponível apenas com carroceria cabine simples, o Lifan Foision é montado na fábrica da marca chinesa situada no Uruguai e estará disponível nas concessionárias da marca em julho nas cores branca e prata. A versão de entrada tem preço sugerido de R$ 34.990, enquanto que a configuração com sistema de ar condicionado e direção eletro-assistida sai por R$ 37.990. A Lifan Motors oferece garantia de dois anos ou 40 mil km para o novo Foison.

Por Caio Polo

Lifan Foison

Foto: Divulgação


Toyota Corolla 2015 – Preços e características das versões


A inovação propiciou ao Corolla 2015 ótimo efeito, tanto em relação à estética exterior e interior do carro, quanto ao desempenho que o mesmo pode oferecer aos clientes que optarem por realizar a aquisição. O design do novo modelo tem a aparência mais jovem e adequada para o público que espera por grandes modificações ao visualizar o carro, e melhorias mecânicas que agregam na melhor atuação do veículo durante o percurso a ser realizado.

Foi retomado a dianteira do segmento de sedans médios em maio, saindo da concorrência com o arqui-rival Honda Civic. De acordo com informações emitidas pela federação de revendedores de automóveis Fenabrave, o veículo se tornou evidente por estar integrado ao mercado com 5.741 unidades contra 4.702 do concorrente. Em relação aos valores que serão especificados a cada versão, segue a listagem que é instituída a cada modelo, tornando-os distintos em relação ao preço aplicado.

GLi manual 1.8 – Oferece aos consumidores o preço total de R$ 67.810. Sua composição é descrita por Freios ABS, cinco airbags, ar condicionado, direção elétrica, trio elétrico, rodas de liga leve 16 polegadas, sistema de som conectado com entradas USB e acessório de conectividade Bluetooth, volante integrado com comandos do rádio e telefone, retrovisores externos com indicador de direção e por fim, regulagem elétrica;

GLi CVT 1.8 – Chega ao clientes por R$ 69.990. O veículo foi equipado com freios ABS, cinco airbags, ar condicionado, direção elétrica, rodas de liga leve integrando 16 polegadas, vidros e travas elétricas, sistema de som incluído, oferecendo entradas USB e conectividade Bluetooth, volante com comandos do rádio e telefone, retrovisores externos com identificador de direção e regulagem elétrica;

XEi CVT 2.0 – Foi aplicado ao mercado com o valor total de R$ 81.490. Oferece aos compradores as seguintes sugestões: freios ABS, cinco airbags, ar condicionado digital, direção elétrica, trio elétrico, faróis que auxiliam em um processo de neblina, domínio de cruzeiro, central multimídia integrado a tela de LCD sensível ao toque de 6,1 polegadas, sistema de navegação, TV digital incluída, câmera de ré e conectividade Bluetooth, volante com administrações do rádio e telefone, bancos de couro e retrovisor interno eletrocrômico.

Altis 2.0 – É ofertado ao consumidor por R$ 93.730. A montadora realizou a produção com freios ABS, sete airbags, ar condicionado digital, direção elétrica, trio elétrico, faróis que são excepcionalmente usados durante a neblina, controle de cruzeiro, central multimídia com tela de LCD sensível ao toque de 6,1 polegadas,  sistema de navegação, TV digital associada, câmera de ré e conectividade Bluetooth, volante com gerências do rádio e telefone, bancos revestido a couro, retrovisor interno eletrocrômico, ativação do veículo sem chave, faróis e luzes de posicionamento de LED, ajuste elétrico para o banco do motorista, retrovisores externos eletro retráteis e acendimento automático dos faróis.

Por Lorena de Oliveira

Toyota Corolla 2015

Foto: Divulgação


Audi A4 e A5 – Financiamento com taxa zero no Brasil


Para manter o fôlego das vendas dos sedans A4 e A5 em alta após a chegada do A3 Sedan, que vem ganhando a cena nas concessionárias da marca alemã, a Audi lançou uma nova promoção para os dois sedans maiores oferecendo taxa zero no financiamento, sendo que 50% do valor do veículo é dado em uma entrada e o saldo é financiado em 12 ou 24 vezes sem juros, dependendo do veículo comprado.

Segundo a Audi, o valor do A4 poderá ser financiado em 24 vezes sem juros, enquanto que o A5 terá seu saldo financiado em 12 vezes sem juros, ambos perante uma entrada de 50% do valor do veículo. A expectativa da marca alemã é atrair quem deseja entrar no segmento premium, facilitando a compra dos veículos. Vale lembrar que a versão de entrada do A4 (Attraction) está fixada em R$ 129.200 e a configuração de entrada do A5 (Sportback Ambiente) tem valor sugerido de R$ 159.400.

Dotados de uma lista de equipamentos bastante recheada, ambos os modelos trazem de série airbags frontais, laterais e do tipo cortina, ar condicionado automático, piloto automático, faróis bi-xenon, bancos com revestimento em couro, entre outros.

Tanto o Audi A4 quanto o A5 vêm equipados com motor 2.0 TFSI capaz de entregar até 180 cv. A diferença mecânica entre os sedans é que o A4 conta com transmissão CVT Multitronic, enquanto que o A5 trabalha com uma transmissão automática Multitronic de oito velocidades.

Audi RS Q3:

Além da promoção, a Audi trouxe ao Brasil o novo Audi RS Q3, com preço sugerido de R$ 273.600.

Esteticamente, o SUV vem com pacote aerodinâmico que adere ao Q3 spoilers dianteiros, laterais e traseiros, entradas de ar frontal ampliada, suspensão esportiva, saída de escape cromado e rodas de liga leve de 19 polegadas.

No interior, cabe destaque para o volante multifuncional esportivo com base achatada, bancos esportivos com revestimento em couro, acabamento diferenciado na base do câmbio e pedais esportivos de alumínio.

Sob o capô, o SUV esportivo vem equipado com motor cinco cilindros 2.5 TFSI de 310 cv e torque de 42,7 kgfm. Dotado de tração integral Quattro, sistemas Start&Stop e freios regenerativos, o RS Q3 trabalha em conjunto com uma transmissão automática S Tronic de dupla embreagem. Com esse conjunto, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em 5,2 segundos, com velocidade máxima de 250 km/h controlada eletronicamente. 

Por Caio Polo

Audi A5

Foto: Divulgação


Honda Civic 2015 – Novidades e preços do modelo


A Honda preferiu dividir em duas etapas o lançamento da linha 2015 do Civic. A princípio, a marca japonesa traz às concessionárias brasileiras as versões LXS (entrada) e a LXR (intermediária), deixando as novidades da versão topo de linha EXR apenas para o Salão do Automóvel de São Paulo, que será realizado em outubro.

Adotando apenas mudanças pontuais, a Honda buscou deixar o Civic com um visual mais esportivo e jovial. Por isso, a versão LXR conta com pequenas modificações externas. Na dianteira, o modelo vem com uma nova grade frontal em formato de colmeia com a barra cromada em formato de “U”, idêntica ao modelo norte-americano, entrada de ar inferior formadas por filetes horizontais e um friso cromado, além de faróis de neblina ovalados sem acabamento cromado. Para completar, o modelo ainda vem com novas rodas de liga leve de 17 polegadas diamantadas e com acabamento interno preto. A Honda não promoveu nenhuma modificação na traseira.  

No interior, tanto a configuração LXS quanto a LXR possuem a parte superior do painel na cor preta, contrastando com o cinza-claro da parte inferior. O painel de instrumentos também passou por alterações, vindo com moldura com acabamento metalizado em tom escuro. Por fim, na versão LXR, a Honda aderiu apliques cromados aos comandos integrados do volante.  

Mecanicamente, a Honda passa a equipar os motores 1.8 Flex com a tecnologia FlexOne, que dispensa o uso de tanquinho para partidas a frio. Contudo, não houve modificações de potência e torque na gama de motores do Civic. Com isso, o sedan continua sendo equipado com motor 1.8 Flex de até 140 cv ou com o bloco 2.0 Flex de até 155 cv.

A versão LXS, equipada com motor 1.8, pode trazer câmbio manual ou transmissão automática de cinco velocidades, enquanto que a versão LXR, que vem com o bloco 2.0 i-VTEC, conta apenas com a transmissão automática.

Abaixo, versões e preços da linha 2015 do Honda Civic:

– LXS – Manual – R$ 65.890;

– LXS – Automático – R$ 68.890;

– LXR – Automático – R$ 74.900.

Por Caio Polo

Honda Civic 2015

Foto: Divulgação


Dicas para reduzir o valor do seguro do carro


O seguro do carro, em alguns casos, pode extrapolar o seu orçamento. Mesmo assim, não é uma boa ideia não o fazer. Existem algumas formas de conseguir um bom desconto junto à seguradora e manter o seu carro protegido.

O seguro do carro é uma forma de proteção de seu investimento. Então tente de diversas formas baixar o valor e deixar a família protegida. Afinal, melhor prevenir do que remediar.

Seja um ótimo motorista:

Essa é a melhor forma de passar segurança ao segurador. Se tiver uma carteira perfeita, sem perder pontos ou receber muitas multas, isso pode ser convertido em ótimos descontos na hora de contratar um seguro. Sem deixar de mencionar que é a melhor forma de proteger sua vida sem depender do seguro. Encare uma vida perfeita no trânsito como uma busca de um bônus junto à seguradora.

Carro na garagem:

A seguradora precisa entender que dar um desconto no seguro será vantajoso para todos os lados. Isso só será possível se você mostrar que protege seu carro com se deve. Uma das formas é ter uma garagem em casa ou mostrar que ele está guardado em um estacionamento fechado. Assim ficará claro que os riscos de roubos e furtos são quase zero. A forma perfeita de manter o carro intacto e reduzir o valor de seu seguro em até 25%. Um desconto formidável, não acha?

Seguro na mão dos mais velhos:

Não é uma forma de burlar, mas se entender que condutores de 18 a 25 anos, sem experiência no trânsito, têm mais chances de se envolverem no trânsito. Então não deixe o carro da família na mão de um condutor jovem. Pelo menos, não por mais de 15% do tempo. O tempo não pode ser superior porque, se for à seguradora pode suspender à indenização.

Equipamentos de segurança:

Mais uma vez: carro seguro é igual a seguro mais barato. Se o carro tiver, por exemplo, um rastreador, aumenta as chances de localização do veículo, mesmo que seja furtado ou roubado. Portanto, a seguradora vai dar um bom desconto. Em casos de risco, a própria seguradora pode instalar os itens. Procure se informar dos itens de segurança do carro logo na compra. Depois ele fica bem mais caro. Com tanta proteção é possível que consiga desconto de até 20%.

Por Douglas Lima dos Anjos

Seguro do carro

Foto: Divulgação


Fiat Strada 2015 – Novos equipamentos de série e opcionais


Após atualizar os outros veículos da sua linha, a Fiat apresentou a linha 2015 da Strada, sua pick-up compacta. Visando manter o carro entre os principais veículos vendidos pela fabricante, a linha 2015 da pick-up compacta não traz nenhuma novidade estética, mas vem com novos equipamentos de série e opcionais.

Embora a versão de entrada Working não contar com nenhuma novidade, a Fiat realizou um reajuste de preço do modelo. A configuração básica com carroceria cabine simples passa a ser oferecida por R$ 36.120, um aumento de R$ 530. A carroceria com cabine estendida, por sua vez, sofreu um reajuste de R$ 580, passando a ser vendida por R$ 39.330. Finalizando o reajuste na versão Working, a carroceria com cabine dupla encareceu R$ 670, e tem preço sugerido de R$ 45.310.  

Diferentemente da configuração Working, a versão intermediária Trekking, vendida apenas na carroceria com cabine dupla, ganhou novos equipamentos de série e agora a pick-up compacta vem equipada com banco com ajuste de altura no banco do motorista, predisposição para instalação do sistema de som e chave do tipo canivete. Com isso, o carro sofreu um reajuste em R$ 760, sendo vendida por R$ 51.750.

Por fim, a versão topo de linha Adventure, disponível na carroceria com cabine estendida e dupla, ganhou apenas a predisposição para a instalação do sistema de som. Mesmo assim, a versão Aventure cabine estendida ficou R$ 1.040 mais cara, passando a ter preço sugerido de R$ 52.990, enquanto que a configuração topo de linha com carroceria com cabine dupla sofreu um aumento de R$ 1.150, com preço tabelado em R$ 58.480.

Entre os itens opcionais, a marca italiana põe à disposição da linha 2015 da Strada o novo pacote chamado de Kit Dark. Acrescendo R$ 3.160 na versão Trekking e R$ 2.395 na configuração Adventure, o pacote adiciona ao carro faróis com máscara negra, retrovisores externos com acionamento elétrico, sistema de som com leitor de CD e MP3, entrada USB e conexão via Bluetooth, volante com comando do som e com revestimento em couro, capota marítima e rodas de liga leve de 14 polegadas com novo acabamento.

Abaixo, versões e preços da linha 2015 da Fiat Strada:

– Working Cabine Simples – R$ 36.120;

– Working Cabine Estendida – R$ 39.330;

– Working Cabine Dupla – R$ 45.310;

– Trekking Cabine Dupla – R$ 51.750;

– Adventure Cabine Estendida – R$ 52.990;

– Adventure Cabine Dupla – R$ 58.480.

Por Caio Polo

Fiat Strada 2015

Foto: Divulgação


JAC T8 – Nova van lançada no Brasil


Se você é uma dessas pessoas que gostam de van, isso mesmo, aquele automóvel bastante espaçoso que pode levar toda a família para um passeio, saiba que uma grande indicação fica por conta do JAC T8. Caso você ainda não o conheça, o JAC T8 é uma van fabricada pela Jac Motors e é o seu primeiro modelo comercial vendido no Brasil.

É importante destacar que o JAC T8 é o primeiro modelo equipado com motor turbo da Jac Motors no Brasil. A van está equipada com quatro cilindros 2.0 acompanhado de compressor que rende 175 cavalos e tem 26,5 kgfm de torque. O câmbio, por sua vez, é manual de seis marchas. Vale ressaltar que van não é o grande sucesso no mercado brasileiro, porém, o JAC T8 promete agradar bastante os clientes brasileiros.

O modelo possui um design bastante arrojado e vem acompanhado de muita tecnologia. O volante, por exemplo, possui ajuste de altura e é revestido em couro além de trazer comandos do sistema de som. A van dispõe de um ótimo sistema de som, conexão USB, Bluetooth além de suportar cartão SD.

Além disso, é importante destacar o ar condicionado automático, controle independente de temperatura para passageiros da frente e dos bancos traseiros. Os assentos são revestidos em couro e, a partir da segunda fileira, são totalmente removíveis, ou seja, é muita praticidade para as diversas situações.

Caso esteja interessado em adquirir a van depois de ficar por dentro de tudo que a mesma pode lhe oferecer, saiba que ainda existe outra boa notícia: a JAC T8 está com desconto promocional em seu preço sugerido. Isso mesmo, a van estará custando R$ 94.990 até o final do mês de junho. É importante deixar claro que é um desconto muito bom, haja vista o preço sugerido de lançamento ter sido R$ 114.990. Por isso, vá o quanto antes à concessionária mais próxima para adquirir o seu JAC T8.

Por Bruno Henrique

JAC T8

Foto: Divulgação


Citroën C3 2015 no Brasil – Preços e características


A Citroën lançou no mercado brasileiro a linha 2015 do C3. Entre as novidades do modelo está a adoção de novas versões do C3 para ampliar a atuação do carro no Brasil

Com mais de 300 mil unidades vendidas no Brasil, o C3 passa a ganhar novas configurações com o motor 1.5, inclusive uma versão dotada de transmissão automática. Contudo, a marca francesa tira da gama de produtos a versão 1.6 com câmbio manual.

A configuração Origine 1.5 traz de série, como destaque, airbag duplo, freios ABS com EBD, direção elétrica, ar condicionado, computador de bordo, travamento das portas à distância pelas chaves e rodas de 15 polegadas calçadas com pneus 195/60.

A versão Attraction 1.5 conta com os mesmo itens da configuração anterior, acrescida de luz diurna de posição composta por LEDs, espelhos retrovisores e vidros com acionamento elétrico, sistema de som com controle satélite na coluna de direção, conexão via Bluetooth e entradas auxiliar e USB, faróis de neblina e rodas de liga leve de 15 polegadas.

O modelo da Citroën, em sua versão Tendance 1.5 vem equipado com os mesmo equipamentos da versão anterior e adiciona o para-brisa Zenith.

A versão topo de linha do C3 equipado com motor 1.5 é a Exclusive, que dispõe de todos os itens anteriores e acresce ainda ar condicionado automático, sensor de chuva e sensor crepuscular, espelho retrovisor interno eletrocrômico com guia de luz em LED, alarme ultrassom, sensor de estacionamento traseiro, bancos dianteiros com apoia-braços, além das rodas de liga leve de 16 polegadas.

Já o modelo dotado com motor 1.6 Flex, o Citroën C3 pode ser oferecido na configuração Tendance  ou a topo de linha Exclusive. A primeira configuração traz câmbio automático de quatro velocidades com opções de trocas sequências através dos Paddle Shift, vidro elétrico com função One Touch para o motorista e todos os outros equipamentos da versão Tendance 1.5 Flex.

A Exclusive, por sua vez, traz os mesmo itens da versão Exclusive com motor 1.5, acrescido de câmbio automático, piloto automático, espelhos retrovisores externos e maçanetas cromadas. Vale lembrar que essa configuração só está disponível com a transmissão automática.

A marca francesa destaca que, embora tenha ocorrido o realinhamento das versões e itens de série, a Citroën foi a fabricante que menos reajustou os preços. Apenas como exemplo, a versão Tendance 1.5 Flex teve um aumento de R$ 330 em seu preço final.

Abaixo, versões e preços da linha 2015 do Citroën C3:

– Origine 1.5 Flex – R$ 40.990;

– Attraction 1.5 Flex – R$ 43.990;

– Tendance 1.5 Flex– R$ 45.490;

– Exclusive 1.5 Flex – R$ 48.990;

– Tendance 1.6 Flex – R$ 49.990;

– Exclusive 1.6 Flex – R$ 55.490.

Por Caio Polo

Citroen C3 2015

Foto: Divulgação


Novo Lexus NX – Preços e características


A Lexus anunciou os novos preços para o novo NX, os valores iniciarão a partir de 29.495 e 42.995 libras, o equivalente a R$ 88.485,00 e R$ 129.985,00, respectivamente. Os fabricantes japoneses são os mais presentes no mercado SV mid-size, que atualmente é dominado pelo Audi Q5 e BMWX3. O NX da Lexus chegará em eventos automobilísticos a partir de outubro, mas já tem lista para encomendas aberta.

Para o lançamento apenas o NX300h será oferecido equipado com um motor híbrido a gasolina 2.5 e motor elétrico, caso o comprador escolha o modelo de tração integral, um motor elétrico adicional será montado para trabalhar a alimentação das rodas traseiras. A Lexus ainda afirma que o carro conseguirá gerar economia em 54.3mpg e 120g/km em emissão de CO2.

O NX será o primeiro modelo da marca com o novo motor a gasolina de 235bhp 2.0 turbo. A Lexus também oferecerá cinco opções de acabamento que serão S, SE, Luxo, F Esporte e Premier que apresentarão kits contendo rodas de liga-leve de 17 polegadas, faróis de LED , controle de temperatura dual-zone , rádio DAB , display mídia com controlador de toque remoto e um sistema de áudio com oito alto-falantes.

Os modelos SE vêm com AWD instalado como item padrão, juntamente com rodas maiores de 18 polegadas, assim como limpadores de automóveis, bancos aquecidos e trilhos integrados. Já o modelo Premier vem com vidros escurecidos, sensores de estacionamento e faróis de nevoeiro LED.

Os modelos F Esporte contam com rodas de18 polegadas,suspensão e amortecedores, coluna de direção devidamente ajustada eletricamente e carregador de smartphones sem fio.

Os itens de navegação estão disponíveis como item opcional em todos os modelos S, SE, Premier e modelos F Esporte, com o mais sofisticado sistema Lexus Premium para navegação.

Os preços para aquisição dos itens opcionais devem ser verificados individualmente no ato da compra. 

Por Jaime Pargan

Novo Lexus NX

Foto: Divulgação


Chevrolet anunciou desconto de funcionário para todos os carros da marca


A Chevrolet anunciou desconto de funcionário para todos os veículos. Segundo a empresa, o desconto no preço final pode chegar a R$ 10 mil. A campanha foi anunciada pelo atual presidente da marca no Brasil, Santiago Chamorro, em que os consumidores podem adquirir carros zero quilômetro com melhores condições de preço em relação aos do mercado.

Com isso, a empresa busca uma solução inovadora para realizar o sonho daqueles que pretendem ter um carro 0 km. Pela primeira vez, o presidente foi o protagonista de uma campanha publicitária e o desconto aos funcionários podem variar de R$ 1 mil a R$ 2,4 mil. No entanto, estes valores são somados aos descontos oferecidos por toda a rede e as diferenças de preço podem chegar a R$ 10 mil.

Como exemplo, podemos citar o Cruze LT, o qual tem preço sugerido de R$ 77.796, com desconto oferecido pela loja de R$ 7.806 e o de funcionário de R$ 2.000 é oferecido por R$ 67.990. Outro caso é o do Onix LTZ, cujo preço final sai por R$ 43.450 e há uma diferença de R$ 4.846 no preço de tabela. Ressalte-se que o consumidor precisa estar atento à promoção, pois ela será válida somente nas concessionárias Chevrolet de todo o Brasil até o dia 31 de maio de 2014.

A Empresa GM ocupa, atualmente, o terceiro lugar no ranking das maiores indústrias automobilísticas do país. Nos últimos anos, houve um plano de expansão o qual contou com investimentos de R$ 5,2 bilhões. As principais novidades encontram-se na parte de renovação de grande parte da linha de veículos Chevrolet, além de modernização das atuais fábricas. O presidente aposta, ainda, no potencial econômico do país e no mercado brasileiro de veículos nos próximos meses. Diante disso, temos como prova o investimento em tecnologia e a ampliação da capacidade produtiva e desenvolvimento de novos veículos.

Por Luciana Viturino

Chevrolet Cruze LT

Foto: Divulgação


Fiat Siena EL e Idea 2015 – Características e preços dos modelos


É possível encontrar no Brasil uma grande quantidade de empresas que atuam na área automobilística. O grande número de empresas instaladas em território nacional traz, de certa forma, uma grande variedade e vantagens para os clientes brasileiros. Dentre essas várias empresas, um grande destaque fica por conta da Fiat, empresa italiana de grande sucesso em todo o mundo.

Para aqueles que gostam de novidades é importante saber que a Fiat lançou recentemente a linha 2015 do Siena EL e da família Idea, carros bastante conhecidos no Brasil com alto sucesso de vendas. Ambos os lançamentos trazem novidades importantes e que prometem agradar ainda mais o cliente brasileiro. Mais detalhes a respeito você encontra na continuação desta matéria.

O Siena EL é justamente a versão de entrada dos três volumes compactos da marca. Dentre as novidades que o mesmo apresenta podemos destacar: volante com regulagem de altura como item de série, que está disponível tanto para motorização 1.0 quanto para 1.4. Além disso, você ainda encontra banco do motorista com regulagem de altura e sensor de estacionamento. O design interior também mudou, o Siena EL apresenta novas cores de acabamento para o interior e detalhes em preto estão disponíveis.

Em relação às novidades encontradas no Idea, o grande destaque é o novo rádio Connect com função Audio Streaming, que disponibiliza a opção para tocar em seu rádio músicas presentes em seu celular, isso é possível através da conexão Bluetooth.

A notícia que não agradou muitos fãs da linha 2015 é justamente quanto ao preço. Devido às novidades e outros fatores, ambas as versões lançadas sofreram algumas mudança em seu preço final que ficou da seguinte forma:

– Siena EL 1.0 – R$ 32.070;

– Siena EL 1.4 – R$ 35.220;

– Idea Attractive 1.4 – R$ 46.400;

– Idea Essence 1.6 – R$ 48.620;

– Idea Adventure 1.8 – R$ 56.800.

Mesmo com o ajuste de preços em relação à versão anterior de ambos os automóveis, a Fiat se mantém otimista para o mercado brasileiro.

Por Bruno Henrique

Fiat Siena 2015

Foto: Divulgação


Atos que ocasionam suspensão do direito de dirigir


Se enganam condutores que pensam acontecer suspensão do direito de dirigir apenas quando atinge vinte pontos – ou mais – no prontuário, em prazo menor de um ano. Na prática, conforme indica o Código de Trânsito Brasileiro, qualquer infração gravíssima determina a suspensão do ato de dirigir veículos, o que acontece independentemente do número de pontos no acumulado.

Condutores que se encontram suspensos precisam participar dos cursos de reciclagem para poder conquistar a CNH com validade, novamente. Quando ultrapassam vinte pontos, devem entregar a Carteira Nacional da Habilitação para os órgãos de autuação, como as Polícias Militar ou Rodoviária, por exemplo.

Há determinados tipos de infrações que impedem o ato de dirigir, tais como participar ou promover de competições que não se encontram autorizadas por parte do poder público, por exemplo. Na prática, disputar corrida em vias públicas apenas por espírito de rivalidade ou competição implica em suspensão imediata da CNH em casos de infrações lavradas por agentes de trânsito.

Frenagens, derrapadas e arrancadas são manobras consideradas perigosas e por esse motivo também representam causas para suspender a licença do motorista, assim como espécie de perigo ou obstáculo na pista aos automóveis ou (e) nas calçadas, locais nos quais há pedestres.

Condutores que trafegam na pista com velocidade que ultrapassa cinquenta por cento do limite na via também podem ter apreendida a licença para dirigir veículos. Outro tipo de motivo está no fato de transpor o bloqueio policial.

Quando acontecem acidentes, motoristas que se envolveram no fato precisam sinalizar de forma adequada, no sentido de evitar com que novos condutores sofram danos nos veículos ou à integridade física. Quem não sinaliza corre o risco de perder a CNH por conta do trabalho de vistoria do agente de trânsito.

Condutores que acidentam vítimas no trânsito e deixam de prestar socorro além de perderem a licença para dirigir também podem ser presos.

Por Renato Duarte Plantier

Foto: divulgação


Normas de trânsito para circulação de pedestres


Motoristas recebem infrações por não cumprirem regras de conduta no trânsito em terras nacionais. Existem países internacionais que multam pedestres que deixam de se comportar de modo adequado e representam obstáculos na via, mas no Brasil as infrações se direcionam aos condutores de veículos.

Artigos 68 e 69 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) trazem as regras gerais às pessoas a pé no trânsito. De acordo com os textos oficiais, ciclistas desmontados são pedestres, ou seja, àqueles que empurram a bicicleta e ao mesmo tempo andam na calçada ou rua.

Calçadas e passeios são locais de uso dos pedestres nos casos de vias urbanas. Por vezes, nas vias rurais há necessidade de usar passeios ou acostamentos. Quando não existem, então é permitido caminhar no sentido contrário do fluxo, mas em fila única.

Em casos no quais semáforos e faixa de pedestres estão na via, as travessias de ruas acontecem nas faixas de segurança, quando há sinal favorável. Interessante notar que nos casos de existir falta de semáforo e presença de faixa aos pedestres, quem trafega a pé tem preferência sobre veículos para fazer a travessia.

Também existem locais nos quais semáforo e faixa de pedestre não se encontram presentes. Em situações do gênero, pessoas a pé devem observar com o máximo de atenção os dois lados da via antes de atravessarem a rua, aproveitando para seguir no menor espaço de tempo possível.

Regras gerais do trânsito em terras nacionais indicam que motoristas precisam zelar por conta da integridade física dos pedestres. Caso alguma pessoa tenha atravessado na via, condutores devem esperar até aumentar o nível de segurança para seguir em frente.

Há vias que apresentam semáforos não apenas para veículos como também aos pedestres. Grande parte dos sinais do gênero não trazem a presença da cor amarela, como acontece na sinalização tradicional que se direciona aos veículos.

Por Renato Duarte Plantier

Foto: divulgação


Exames realizados para tirar a Carteira Nacional de Habilitação


Avaliação psicológica e exame médico são as duas primeiras etapas para quem deseja tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Pessoas alfabetizadas e sem problemas mentais conseguem ultrapassar as fases com facilidade.

Durante a avaliação psicológica há provas nas quais candidatos precisam selecionar as figuras que enxergam e escolher imagens idênticas presentes em uma das alternativas de resposta. Grande parte do exame é fácil de ser respondido, mas há símbolos que podem confundir.

Não é necessário se preocupar com acertos. Pense para responder, visto que o objetivo consiste em analisar as alternativas respondidas de maneira correta. Na sequência, candidatos seguem para a entrevista com o psicólogo que vai perguntar coisas como: nome, estado civil, vícios, trabalho, entre outras questões pessoais.

Na sequência segue o exame médico que objetiva analisar diferentes tipos de sentidos e observar se há algum tipo de anomalia que impede os condutores de trafegarem com carros, motos, furgões ou caminhão.

Durante o exame médico a visão consiste no primeiro sentido a ser analisado. Será solicitado ao candidato que coloque os olhos em equipamento para medir a qualidade do olhar. Quem não consegue enxergar os símbolos e repetir em voz alta, de maneira provável vai ter que usar óculos ao dirigir.

Força muscular também faz parte das análises para medir as características de saúde ao aspirante a motorista. Necessário apertar um instrumento que mede a constituição da firmeza das mãos. Batimentos cardíacos também entram no quadro de análise para tirar a CNH e dirigir de modo regular.

Tenha em mente de que médicos analisam a qualidade dos pulmões durante o exame médico para tirar Carteira de Habilitação. Candidatos devem aspirar e inspirar com máximo de firmeza, conforme solicitado.

Enfim, no exame médico o corpo e a mente são analisados para saber se não há impedimento que compromete no ato de dirigir.

Por Renato Duarte Plantier

Exame m?dico para CNH

Foto: Divulgação