Chevrolet Cobalt 2017 vem com Novo Motor e Novo Visual


Novo modelo será vendido apenas nas versões Elite e LTZ, sendo que custarão a partir de R$ 60 mil.

O novo Chevrolet Cobalt se despede daquele antigo motor de 1400 cilindradas, com potência de 102 cavalos. A partir de agora, as concessionárias passaram a comercializar somente as versões mais completas, isto é, a Elite e a LTZ, que contarão com um propulsor que gera 108 cavalos de potência e possui 1800 cilindradas.

De acordo com os pronunciamentos realizados pelos executivos da GM (General Motors), foi simplesmente uma decisão para se adaptar ao mercado automobilístico atual. Apesar da renovação do motor neste modelo, a versão 1.4 ainda será fabricada, porém, somente para empresas e companhias, que poderão comprar o modelo por meio de venda direta.

Desta forma, é claro que ocorreria uma alteração em seu preço. O valor inicial do modelo Cobalt 2016 aumentou aproximadamente R$ 7 mil, chegando a R$ 53.490 na versão 1.4 LT. Já na versão 1.8 LTZ com transmissão manual o valor atingiu R$ 60.890.

Já a versão que conta com uma transmissão automática de 6 marchas, o sedã alcança o valor de R$ 66.990. Esta cifra é somente R$ 2 mil mais barato que a versão Elite do modelo, a qual conta com diversos acessórios, como sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, revestimento "premium" nos bancos e também câmera de ré.

O Chevrolet Cobalt sofreu, no final do ano passado, sua primeira reestilização visual, porém, ainda tinham mantido seus propulsores de 1400 (1.4) e 1800 (1.8). A versão mais básica, a 1.4 LS, naquela ocasião estava custando R$ 44.990 na linha do ano de 2015.

Este movimento está seguindo uma tendência de elevação da gama Chevrolet. Sendo assim, o modelo Chevrolet Cruze 2017, que foi apresentado na terça-feira desta semana, dia 31 de maio, agora quer bater de frente com os modelos mais equipados do Toyota Corolla, com propulstor 1.4 turbo flex e valor chegando a R$ 89.990. O sedã da GM será fabricado na Argentina e chegará às concessionárias no mês de junho deste ano, mas somente para test drive e começará a ser entregue no mês de julho. Só serão vendidas versões completas do modelo, com motor 1.4 turbo flex, que gera uma potência de 153 cavalos.

FILIPE R SILVA


GM prepara Revitalização de sua Linha de Veículos


Onix, Prisma, Trailblazer, S10 e Cruze estão entre os modelos que deverão ganhar novas versões.

Depois da Hyundai apresentar o Novo HB20 e HB20S e a Volkswagen apresentar as atualizações do Gol e Voyage, a GM (General Motors) decidiu se mexer para contra-atacar suas rivais. Para isso, a montadora está preparando a atualização de seus modelos Onix e Prisma. Um detalhe interessante de se mencionar é que atualmente o Onix é o carro mais vendido no Brasil, ultrapassando até as vendas do popular Gol, que por muitos anos detinha este título.

Não bastassem as atualizações nestes modelos mais populares, a GM também deverá atualizar a sua picape S10 e sua SUV Trailblazer. A revitalização este modelo é uma resposta às atualizações realizadas na Toyota Hilux, no Fiat Toro, no Renault Duster Oroch e na Ford Ranger.

Ainda em clima de renovação, a montadora também prepara o lançamento da nova geração do Chevrolet Cruze. Vale lembrar que esta será a estrela da montadora durante o Salão do Automóvel de São Paulo, que está previsto para acontecer no mês de novembro deste ano. Esta nova versão do Cruze está sendo bastante esperada, uma vez que a montadora espera que com as modificações o veículo retome a briga pelo topo da categoria de carros médios.

Tantas renovações em sua linha de veículos não estão sendo realizadas a toa. A GM tem o plano de produzir cerca de 2,5 milhões de veículos no mundo todo por ano a partir de 2020. Para conseguir isso, a montadora precisa melhorar ao máximo os seus carros e deixa-los cada vez mais atrativos, para alavancar de vez as vendas dos modelos e quem sabe até superar a meta estipulada para os próximos anos.

Quando os Novos Modelos Serão Lançados?

Para quem está se perguntando quando a montadora deve apresentar os novos veículos, é importante lembrar que a GM não estipulou ainda datas específicas, porém, acreditasse que a nova S10 e a Trailblazer deverão ser apresentadas ainda neste primeiro semestre de 2016. Estes dois modelos devem seguir o design apresentado em protótipos no Salão de Bancoc. Com isso, os veículos devem contar com novo desenho frontal e novos itens de série. Já os motores deverão continuar os mesmos presentes atualmente.

Já mais para o final do ano, mais especificamente no mês de novembro, a montadora deverá apresentar o Novo Cruze 2017, sendo que no início do próximo ano deverá chegar às lojas a versão Hatch do modelo. Com relação a este veículo a Chevrolet informou que ele será produzido em Rosário, na Argentina, a partir do mês de maio do ano que vem.

Com relação ao Onix e Prisma, eles devem ser revitalizados e apresentados apenas no início do próximo ano, já como linha 2017. Apesar disso, uma prévia destes modelos deverá ser apresentada em algum Salão do Automóvel que será realizado este ano. Para estes modelos a expectativa é de que eles ganhem um novo motor menor e mais econômico, aposentando assim o atual 4 cilindros SPE/4.


General Motors pretende lançar carros que possam se comunicar por meio de conexões sem fio


A montadora americana General Motors pretende lançar dentre dois anos os primeiros automóveis da empresa capazes de se comunicarem por meio de conexões sem fio.

O objetivo é que os carros possam trocar informações para evitar acidentes, como batidas, e até trafegar sozinhos pelas ruas. Algo parecido com o carro autônomo do Google poderia ser criado.  

De acordo com o site CNET, o V2V funcionará com uma variação da especificação 802.11 usada atualmente no Wi-Fi em tablets e smartphones. Com uma conexão rápida e inteligente, os automóveis da GM serão capazes de evitar acidentes, logo, se um carro frear bruscamente, o automóvel que estiver atrás saberá da situação e usará as informações compartilhadas entre os carros para evitar uma batida.  

O Super Cruise é outra tecnologia que permitirá que os carros dirijam sem auxílio humano. Ajustes de velocidade e direcionamento deverão estar presentes na tecnologia. No entanto, o motorista deverá estar atento a todo instante, visto que o automóvel da fabricante americana exigirá algumas interações frequentes. O sistema ainda não é igual ao do carro autônomo do Google que dispensa volantes e pedais, mas é semiautomático e capaz de dirigir o carro em pequenas distâncias sem precisar de qualquer interferência do condutor.  

"Estou convencida que os clientes vão abraçar o V2V e a condução automatizada por uma simples razão: eles são a resposta para os problemas cotidianos que as pessoas querem resolvidos", disse a CEO da General Motors, Mary Barra.  

As novidades apresentadas chegarão aos veículos mais completos da companhia e devem ser gradualmente levadas aos automóveis mais populares. A marca de luxo da General Motors, o Cadillac, deverá ser o primeiro a obter o sistema V2V, mais especificamente em um modelo 2017 do Cadillac CTS.

No futuro é provável que outras marcas da GM sejam equipadas com o sistema. Chevrolet, Hummer, Daewoo, Holden, Opel, Saturn, Vauxhall, entre outras montadoras que a companhia tem influência poderão adotar sistemas parecidos.

GM V2V

Foto: Divulgação


General Motors pretende investir R$ 6,5 bilhões no Brasil nos próximos anos


Na última quinta-feira, 14/08, a presidente-executiva da GM, Mary Teresa Barra, logo após participar de uma reunião com a presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto, informou que a companhia estará realizando no Brasil nos próximos cinco anos investimentos que chegam ao valor de R$ 6,5 bilhões.

De acordo com Teresa a montadora deixou claro para a presidente o quão importante é o mercado brasileiro para a GM.

De fato a companhia nos últimos tempos tem gastado um pouco no Brasil. A última empreitada colocou R$ 5,7 bilhões para serem investidos até 2013.

Mary Teresa Barra não deu detalhes sucintos de como esse dinheiro todo será gasto por aqui. Entretanto, pôde destacar que a maior parte dessa verba será direcionada para o custo de instalações e também para o desenvolvimento de novas tecnologias. De acordo com informações da própria General Motors a expectativa é de que seja investido R$ 1 bilhão por ano.

A CEO fez questão destacar que o mercado brasileiro é “extremamente importante”. Também não deixou os desafios que serão encontrados por aqui a curto e longo prazo de lado fazendo questão de ressaltar o fato de que a empresa já está presente aqui há 90 anos e que vai continuar.

Novidades:

No meio dos investimentos que deverão ser feitos pela GM no Brasil um novo modelo de carro compacto deve surgir. As informações que circulam em sites especializados no setor sugerem um veículo com preço abaixo dos R$ 30 mil. Mas isso é mais do que um rumor. No mês de março deste ano o Presidente Dan Ammann revelou a novidade durante uma visita que fez ao país.

Quando “soltou” a novidade Dan não deu detalhes sobre quando isso deveria realmente acontecer. A mesma coisa aconteceu com a CEO. Neste último caso a representante da GM afirmou que em breve serão divulgadas novas informações sobre como os investimentos serão feitos e quais as novidades que poderão ser aguardadas pelo mercado.

Por Denisson Soares

General Motors

Foto: Divulgação


Lucro da GM caiu no 2º trimestre de 2014 devido aos diversos recalls realizados


Neste final do mês de julho a General Motors divulgou os números relativos aos lucros da companhia. Como era previsto os resultados apontados não foram nada animadores. Para se ter uma ideia da atual situação da empresa o lucro apresentado no segundo trimestre foi ainda mais baixo. A justificativa para o que tem acontecido foram os diversos recalls de veículos que sobrecarregou a GM e somando-se a isso cerca de US$ 400 milhões de custos a serem gastos como fundo de compensação para as vítimas dos acidentes que foram ocasionados por um problema na chave de ignição. Esse defeito provocou ao menos 13 mortes.

Indo direto para os números em relação ao lucro líquido da companhia no trimestre o levantamento mostra uma queda para US$ 190 milhões. Isso quer dizer que por ação foi de US$ 0,11. Em termos comparativos com um ano antes o lucro foi de US$ 1,2 bilhão, por papel as ações estavam a US$ 0,75.

Os tais itens não recorrentes que fizeram agora parte do balanço do trimestre provocaram um impacto de US$ 0,47 por cada ação. O que inclui o custo voltado para a criação do fundo de indenização para as vítimas. De acordo com a GM esse ponto poderá contribuir para um aumento nas despesas de cerca de US$ 200 milhões, além disso, ainda tem um encargo na faixa de US$ 874 milhões oriundo da mudança da forma de como a empresa deverá contabilizar os gastos com os recalls.

Vale ressaltar que não fazem parte da conta de itens não recorrentes os valores de custos de US$ 1,2 bilhão devido a recalls que foram divulgados em momento anterior pela marca.

Os recalls que a GM obrigatoriamente teve que fazer cobriu uma faixa de automóveis que chegou a 29 milhões de carros. Isso até este mês.

Além disso, a companhia ainda anunciou US$ 200 milhões que serão destinados para custos de reestruturação.

Deixando de fora os itens extraordinários, a General Motors teve um lucro de US$ 0,58 por ação. O que de fato é “colado” no que era esperado por analistas que apontavam US$ 0,59 por ação.

Por Denisson Soares

General Motors

Foto: Divulgação


Recall GM Malibu e Buick LaCrosse fabricados em 2014


A GM (General Motors) anunciou o recall de modelos fabricados pela marca, a exemplo do  Malibu e Buick LaCrosse fabricados no ano de 2014. A necessidade de recall é em virtude de problemas apresentados no conjunto de freio dianteiro.

A companhia informou em comunicado que os carros deverão passar por possível redução do desempenho de frenagem, em virtude da possibilidade de alguns dos veículos terem os freios traseiros instalados na parte frontal do automóvel.

No mesmo comunicado a GM informa: "A condição pode encurtar significativamente a vida das pastilhas das travas da frente e reduzir o desempenho do sistema de freio, aumentando o risco de um acidente ".

A General Motors ainda notificou que não há dados que apontem a ocorrência de acidente decorrente do problema identificado e que a estimativa de carros efetivamente vendidos somam 1.700 modelos, e ainda espera que do montante, apenas uma pequena porcentagem dos carros apresente a instalação dos freios errados.

A Administração Nacional de Segurança do Tráfego Rodoviário ainda não divulgou aviso de recall em seu site. A General Motors notificou a ocorrência ao órgão na quarta-feira, 7 de maio. No entanto, a montadora já havia emitido uma ordem de paralisação de entrega para os carros afetados em 1 de maio.

Este é o quinto recall anunciado pela empresa nas últimas duas semanas. Este ano já somaram 19 recalls abrangendo cerca de 5,4 milhões de veículos. Problemas relacionados à ignição são responsáveis por 2,6 milhões de veículos.

A NHTSA (National Highway Traffic Safety Administration), órgão pertencente do Poder Executivo dos Estados Unidos que também compõe parte do Departamento de Transportes prevê veicular aviso de recall oficial em sua página nos próximos dias, onde serão fornecidas mais informações para os proprietários dos veículos afetados que deverão passar pelo recall.

Para ter acesso às informações veiculadas pela NHTSA, acesse o endereço eletrônico www.nhtsa.gov.

Por Jaime Pargan

Malibu 2014

Foto: Divulgação


General Motors apresentará 3 novos modelos no Salão de Nova York


No dia 18 de abril vai acontecer o famoso Salão de Nova York, nos Estados Unidos, e as marcas não querem deixar de divulgar para seus fãs as novidades que estarão sendo exibidas no evento. A General Motors, por exemplo, não quer ficar sem chamar a atenção de alguns de seus modelos que estarão presentes no Salão. Serão três carros que a marca considera muito especiais e que estarão em um espaço exclusivo no estande: um facelift para o Cruze, uma variação do Corvette e um novo compacto.

O Salão de Pequim vai apresentar a nova geração do Cruze no dia 20 de abril, dois dias depois da inauguração do evento em Nova York. Mesmo com a confirmação que o novo veículo vai aparecer no Salão na Ásia, a General Motors não quer perder a oportunidade de mostrar seu novo sedan para os Estados Unidos. Ao que tudo indica a marca fará uma reestilização do novo modelo, mas não será diferente do que será mostrado na China. A GM não divulgou qualquer mudança de um para o outro, o que induz a todos a acreditar que o dos Estados Unidos será o mesmo que o Cruze chinês, que será vendido como Cruze Classic.

Por lá está dando as caras nas ruas de Pequim sem estar camuflado, as informações do Cruze Classic são maiores. Já as duas outras novidades, não há nenhum dado a respeito. Os rumores sobre a nova versão do Vette são que o veículo poderá ter o tão aguardado modelo Z06 conversível, que não apareceu ao lado da versão de teto fixo apresentada no Salão de Detroit, também nos Estados Unidos. O Z06 tem um motor 6.2 V8 de 625 cv e 87,8 kgfm de torque.

O compacto que a GM vai apresentar no dia 18 poderá ser a novidade mais esperada para a marca apresentar ao seu público. A expectativa é de que a General Motors apresente a nova geração do Spark e faça uma adição importante à linha de veículos pequenos da companhia. O modelo foi visto em testes na neve e pode chegar às concessionárias no fim do ano, como modelo 2015. 

Por Carolina Miranda

General Motors

Foto: Divulgação


Presidente da GM fala sobre recall atrasado


A Comissão de Comércio e Energia do Congresso dos Estados Unidos realizou nesta terça-feira (1º/04) uma audiência pública para ouvir a presidente global da General Motors, Mary Barra.

A executiva teve que responder, por mais de duas horas, perguntas dos parlamentares americanos sobre o caso de defeito da ignição em mais de dois milhões de carros americanos antigos. Barra se disse arrependida de não ter feito o recall dos veículos e falou frases como "voltaria o tempo se pudesse" e "buscar um meio de compensar as famílias" de vítimas fatais.

A CPI, além de ouvir a presidente, vai analisar se a GM ocultou a falha dos consumidores por questões financeiras. A dúvida surgiu após vir a público a informação de que a empresa conhecia o defeito dos miolos de ignição desde 2001 e teria emitido boletins de serviço aos revendedores em 2005 pedindo soluções, contudo a empresa concretizou a solução, realizando recall somente há dois meses. A suspeita é de que a empresa postergou a decisão de convocar o recall só este ano para não se desvalorizar na bolsa de valores em meio à crise financeira de 2008/2009.

"Não é aceitável monetizar questões de segurança", afirmou Barra ao Congresso americano. "É inaceitável (a solução dada pela empresa à época), mas não é como fazemos negócios na GM atualmente", concluiu.

E além de arcar com os gastos com as famílias das vítimas, a GM poderá pagar multas pesadas por sua omissão ao caso. De acordo com um jornal norte-americano, o deputado democrata Henry Waxman, da Califórnia, deve reapresentar um projeto de lei que aumenta o valor das multas por atraso de recalls dos atuais US$ 35 milhões (média de R$ 80 milhões) para US$ 200 milhões (cerca de R$ 450 milhões).

Mary Barra afirmou ainda no seu depoimento no Congresso americano que a GM trabalha desde a última sexta-feira pela definição correta "das responsabilidades da companhia". E ainda disse que “A GM quer fazer a coisa certa e tem responsabilidade moral no caso”.

Por Carolina Miranda

GM

Foto: Divulgação


General Motors anunciou Recall nos EUA


A General Motors resolveu finalmente entrar em cena após anúncio de que a marca não fez o recall em algumas linhas de carros causando acidentes nas estradas dos Estados Unidos. A companhia sofre uma pressão por causa dos problemas e nessa segunda-feira (17) a montadora anunciou operações simultâneas de recall em três diferentes linhas de produtos com custo estimado de US$ 300 milhões (cerca de R$ 670 milhões).

A presidente da GM, Mary Barra, também apareceu em público para tentar amenizar a situação e as reclamações de que a marca está sendo omissa e pouco solidária com o caso. "Me sinto afetada como parte da família GM e como mãe de família", disse Mary Barra. "Algo deu errado em nosso processo (de produção) neste caso e coisas ruins aconteceram", admitiu Barra em seu anúncio. Por fim, a executiva informou que as medidas tomadas pela empresa irão trazer segurança e tranquilidade aos consumidores.

As linhas de SUVs, sedans e furgões são as unidades que precisam de recall. Quase 1,6 milhão de carros nos Estados Unidos foram convocados na última segunda-feira, podendo chegar a 1,7 milhão contando com unidades exportadas para toda a América do Norte. Os carros serão vistoriados com suspeitas de falha do cilindro de ignição, como aconteceu com outros do mesmo modelo e que provocou pelo menos 12 mortes nos Estados Unidos. Seguradoras americanas acusam a montadora de ter causado 303 mortes por não ter iniciado o recall há mais tempo.

A falha de ignição afeta os modelos Pontiac G5 e Pontiac Pursuit fabricados entre 2005 e 2007 e vendidos no Canadá; Saturn Ion 2003 a 2007, Chevrolet HHR e Pontiac Solstice 2006 a 2007 e Saturn Sky 2007, estes últimos vendidos nos Estados Unidos.

A presidente da GM informou ainda que todos os executivos do grupo foram orientados a "dar prioridade (aos problemas) e resolvê-los rapidamente". Além disso, um centro de atendimento dedicado, com mais de 50 trabalhadores, foi criado em Warren (cidade próxima a Detroit) para atender exclusivamente os casos de recall.

Por Carolina Miranda

GM-Recall

Foto: Divulgação


GM é acusada nos EUA por adiar Recall


A crise financeira de 2008 levou muitas empresas a quase falência. Uma delas foi a General Motors, que foi salva com o capital da Casa Branca, do contribuinte canadense e dos fundos de pensão. Hoje, a marca poderá sofrer outra crise, e talvez pior que a de 2008. O problema é que a General Motors adiou o recall dos cilindros de ignição dos veículos fabricados entre 2003 e 2007 na América do Norte. O total de veículos com defeitos no equipamento pode passar a 1,7 milhão de unidades. E o mais grave nem é isso. Uma empresa ligada a seguradoras do Texas afirmou que a falha mecânica pode ter ocasionado 303 mortes.

A informação dessa situação foi publicada nessa quinta-feira (13) no jornal “The New York Times”. A empresa que presta serviços a diferentes seguradoras automotivas dos Estados Unidos informou ao noticiário que uma análise feita de dados americanos sobre acidentes mostra que mais de 300 mortes aconteceram nos últimos anos possivelmente por causa de falhas no cilindro de ignição.

O problema no item do carro parece irrisório em um primeiro momento. Mas, os mais experientes sabem que o miolo do cilindro da ignição de alguns carros se desgasta com o tempo e pode não suportar o peso do chaveiro junto à chave do carro. A chave conectada pode rodar sozinha dentro do cilindro para a posição de desligar, mesmo com o carro em movimento. Com o veículo desligado, as rodas podem travar e pedal de freio, câmbio, airbags e freios com ABS, que tem sua principal função o antitravamento, deixam de funcionar. E qualquer um desses acontecimentos pode causar graves acidentes.

A falha envolve os modelos Chevrolet Cobalt (o americano, não inclui o brasileiro), Pontiac G5, Pontiac Pursuit fabricados entre 2005 e 2007 e vendidos no Canadá; Saturn Ion 2003 a 2007, Chevrolet HHR e Pontiac Solstice 2006 a 2007 e Saturn Sky 2007. Esses últimos citados foram vendidos nos Estados Unidos.

O que mais revolta os donos dos modelos é que a GM permaneceu calada durante todo esse tempo, mostrando uma grande insensibilidade diante dos fatos. A marca só tomou alguma atitude e convocou o recall este ano, depois que jornais conhecidos como o próprio New York Times e Detroit News publicaram há um tempo notícias de que alguns casos fatais podiam estar relacionados à falha mecânica.

O presidente da GM na América do Norte, Alan Batery, na época das primeiras notícias, disse que a empresa está “profundamente arrependida” e que quer “garantir que a segurança dos consumidores seja a prioridade número um”. Com esta nova acusação das seguradas americanas, um novo debate surge questionando a sensibilidade da montadora. 

Logo GM

Foto: Divulgação


GM Silverado e GMC Sierra HD – Nova linha 2015


GM Silverado 2015O ano de 2014 ainda nem chegou e várias montadoras já pensam em 2015 e seus lançamentos.

A General Motors Company já lançou oficialmente os modelos da linha 2015 das caminhonetes Silverado e GMC Sierra HD nos EUA. Sucesso absoluto por lá, as caminhonetes devem chegar ao mercado já no início de 2014.

Para quem estiver interessado, o modelo top de linha vem equipado com acabamento do escape feito em aço inoxidável polido, para-choque na cor do veículo e faróis de LED. No interior dos veículos, o revestimento é em couro, os bancos frontais são aquecidos, possuem sistema de áudio Boise e central de multimídia com navegador integrado.

Já a nível de motor, a caminhonete não teve mudanças significativas de seus modelos anteriores. O motor V8 6.0 chega a uma potência de 360 cv. Já o motor turbodiesel de 6.6 litros faz 397 cv é opcional. Também há uma versão com motor bicombustível (gasolina ou GNV) disponível para o V8 de 6.0 litros.

Já no quesito capacidade de carga, as caminhonetes não deixam nada a desejar. Os modelos podem suportar até 3.345 kg de peso na caçamba e até 8.890 kg se estiver atrelado a um trailer (TWR).

Quanto aos preços finais ao consumidor, a empresa ainda não revelou mais detalhes.

Por Ebenézer Carvalho


Novo Monza – Lançamento no Salão de Frankfurt


Novo MonzaO novo Monza já foi visto pela primeira vez em julho, contudo a General Motors revelou novas imagens do novo conceito do automóvel. Ele tem estreia prevista para o Salão do Automóvel de Frankfurt, na Alemanha, que acontece entre os dias 10 e 22 de setembro.

As fotos divulgadas mostram um veículo inspirado nos modelos esportivos produzidos na Itália, com portas do tipo asa de gaivota e um painel com design com linhas expressivas. A montadora afirmou que o modelo terá dois monitores separados, que apresentarão informações que o motorista poderá determinar de acordo com sua necessidade. Isso será possível devido ao sistema que apresenta 18 projetores de LED.

O novo Monza possui uma tecnologia que permite receber diversos tipos de motores. Em Frankfurt será um sistema híbrido entre motor elétrico, presente no GM Volt, e um motor turbo a gás natural.

Na Europa o Monza será produzido pela Opel, uma subdivisão da GM, contudo não há informações quanto ao seu lançamento no Brasil. Resta esperar o lançamento lá fora, para afirmar se será um sucesso ou não. Se for levar em consideração o período que o modelo foi vendido pela Chevrolet, entre as décadas de 80 e 90, é possível afirmar que haverá mercado para o modelo.

Por Robson Quirino de Moraes


General Motors encerra produção de Classic


A General Motors tinha anunciado que encerraria a produção do modelo Classic na planta localizada em São José dos Campos, entretanto, o término das atividades foi antecipado, isto é, invés da fábrica acabar a produção em dezembro ela antecipou para agosto.

Segundo o Presidente dos Metalúrgicos locais, Antônio Ferreira de Barros, isso vai contra o acordo firmado entre as partes no qual a GM comprometeu-se em janeiro a manter as atividades da planta até pelo menos 31 de dezembro deste ano. Sendo assim, o presidente afirmou que a situação será avaliada e dependendo da conclusão, isso poderá ser levado à Justiça.

A empresa General Motors está esperando que os atuais funcionários solicitem adesão no Plano de Demissão Voluntária (PDV) caso optem por serem demitidos irão receber somente o que lhes é atribuído por lei.

A GM não está disposta a deixar a planta sem atividade por muito tempo, tanto é que no acordo entre o governo estadual e federal e a empresa ela comprometeu-se a fabricar o novo carro global na planta de São José dos Campos caso a matriz americana autorize. Com este novo produto sendo fabricado aqui, o investimento previsto pela GM é de R$ 2,5 bilhões.

Por Melina Menezes.


Novo Monza Coupe Concept – Lançamento no Salão de Frankfurt 2013


Há poucos meses atrás, o mundo viu a montadora Ford anunciar a volta do modelo Escort, o que fez muito barulho na ocasião. Agora, foi a vez da General Motors anunciar um nome muito conhecido e aclamado no Brasil, que sem dúvida fará muitos motoristas relembrarem bons momentos de suas vidas. A GM pretende levar ao Salão do Automóvel de Frankfurt um novo modelo do Monza, chamado pela empresa de Monza Coupe Concept.

A ideia é prestar uma homenagem ao velho Monza, produzido nas décadas de 70 e 80 e que no Brasil foi vendido pela marca Chevrolet. A responsável por esse mar de nostalgia é uma das subsidiárias da GM na Europa, a Opel.

O design do novo veículo é muito arrojado e provocante. O pouco que se sabe é que o novo capô apresenta vincos que fazem os mais aficionados pela marca a sonhar alto.

A empresa ainda afirma que o novo modelo terá diversos itens para atender os passageiros e motoristas. Além disso, o carro terá um aparato tecnológico que proporcionará muito entretenimento e conectividade, tudo para fazer justiça a esta marca amada por muitos.

Por Fernando Setoue


Novo Cruze – Vendas do modelo serão atrasadas


Novo CruzeQuem conhece um pouco sobre a montadora sabe que a General Motors não comete duas vezes o mesmo erro.

Visando não errar novamente, a montadora prefere atrasar a venda da nova geração do Cruze por diversos motivos. O esperado era que as vendas dessem início já em 2014, no entanto a General Motors achou melhor mudar de estratégia e engatilhar algumas mudanças de última hora a fim de atrasar o lançamento.

Há quem diga que a marca ainda não se recuperou do gosto amargo e da frustração que o Malibu causou. Para quem não lembra o Malibu causou o maior desconforto por suas vendas terem ido por água abaixo e pouco tempo após ser lançado teve que ser modificado as pressas para tentar uma reerguida.

Outros já especulam que esta estratégia visou dar fôlego para que o modelo atual alcance a metas de vendas antes de se tornar obsoleto. Em ambos os casos a montadora sairia ganhando com esse suposto atraso justificado com o argumento de que o modelo necessita passar por alterações estruturais e de segurança.

Por Fernando Setoue


GM anunciou o novo vice-presidente sênior global da Chevrolet


Alan Batey: novo chefe global da ChevroletA General Motors anunciou recentemente o nome do novo vice-presidente sênior global da Chevrolet. A partir de agora quem o ocupa o cargo na marca é Alan Batey. Vale lembrar que a Chevrolet é a marca responsável por mais da metade das vendas globais realizadas para GM. O novo “chefe global da Chevrolet”, como foi chamado pela empresa, deverá responder a Dan Arkerson, Chairmain e CEO da General Motors.

Alan Batey não ocupará apenas o novo cargo. Ele ainda acumulará a função de liderança do departamento de vendas, serviços e marketing da Chevrolet, Buick e GMC na América do Norte. Neste caso ele responderá diretamente a Mark Reuss, presidente da companhia no país. Além disso, Batey ainda fará parte do comitê executivo de operações da marca.

Antes de ser nomeado Batey ocupava o cargo de vice-presidente de vendas, serviços e marketing nos Estados Unidos e também a função de chefe interino global de marketing. Entretanto, Batey já é um veterano da GM. Ele iniciou sua carreira na companhia em 1979 quando ingressou como aprendiz de Engenheiro Mecânico na Vauxhall no Reino Unido. A partir daí passou a se desenvolver e a crescer dentro da companhia ocupando posições de liderança em diversos países como Reino Unido, Holanda, Coreia do Norte e Austrália.

Por Denisson Soares


Cadillac chega ao Brasil em 2014


De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, o grupo General Motors (GM) está prestes a anunciar a vinda da marca Cadillac para o Brasil. Nas próximas semanas, a marca irá fazer uma pesquisa com concessionários e formadores de opinião para saber quais carros a Cadillac irá vender no mercado brasileiro.

A Cadillac conta com uma vasta gama de produtos, mas é possível que por aqui chegue o modelo ATS (sedan) por R$ 150 mil e o SRX (SUV), que deverá custar cerca de R$ 250 mil. Pode ser que a marca traga outros modelos, mas até o momento eles estão preocupados com a logística, como rede de distribuidores e onde serão as lojas. 

Durante o Salão do automóvel em 2012, Jaime Ardila, presidente da Chevrolet na América Latina, já tinha comentado sobre a possibilidade de lançar a Cadillac na América do Sul.

A marca entra em atividade no Brasil em 2014 e com certeza ela será muito-bem vinda, já que o mercado de modelos de luxo está crescendo a cada dia e o brasileiro está cansando das marcas que já atuam por aqui.

Por Renato Vieira Maia Neto


Novo Chevrolet Prisma deve ser lançado em Março de 2013


Recentemente, a General Motors do Brasil (GM) divulgou nas redes sociais os modelos Onix e Sonic. Agora, a companhia volta a recorrer ao Facebook para começar a divulgar a nova geração do Chevrolet Prisma, o sedã compacto da montadora.

Segundo a divisão nacional da GM, a companhia realizará diversas ações na internet para que o mercado possa conhecer melhor o automóvel. A Chevrolet lançará em sua fan page alguns teasers do novo carro, como rascunhos de design e diversas informações sobre ele.

O novo sedã compacto da GM é nada mais nada menos do que uma nova versão do Sedã Onix, que atualmente foi baseado no Celta. Carlos Barba, diretor de design da GM na América do Sul, define o automóvel como um Sport Sedã.

De acordo com Carlos, o novo automóvel da Chevrolet conta com proporções fora de série, que de forma bem inteligente foram distribuídas em seus três volumes. O diretor ainda conta que o grande desafio era dar mais personalidade ao produto, mantendo os traços clássicos de um modelo sedã totalmente alinhados a um corte mais esportivo e jovem.

O mercado receberá o novo Chevrolet Prisma ainda este mês, mas seu preço ainda não foi revelado.

Por Felipe Santos Bonfim


GM – Produção de cabeçotes e motores em Joinville (SC)


A 1ª fábrica de cabeçotes e motores da GM (General Motors) teve sua inauguração na cidade de Joinville, Região Norte do Estado de Santa Catarina, na quarta-feira, dia 27 de fevereiro.

A companhia pretende fazer a produção de motores 1.4 e 1.0 e cabeçotes em alumínio que vão servir para o abastecimento das fábricas da Chevrolet localizadas em Gravataí, Rio Grande do Sul, e das fábricas de Rosário, que fica na Argentina. Esta unidade fabril de Joinville já opera desde o mês de outubro de 2012, mas apenas com a fabricação de cabeçotes.

No dia 26, a Chevrolet apresentou, em Joinville, o novo sedã Prisma, que deriva do Onix e terá motorização de 1.4 e 1.0.

Com 500 mil m² de área total, 30 mil deles em área já construída, a fábrica ganhou R$ 350 milhões em investidos. Anualmente, o faturamento deve chegar a R$ 250 milhões.

De acordo com Jaime Ardila, presidente da empresa, “o objetivo maior da produção de componentes e motores no Estado de Santa Catarina é aumentar o crescimento da General Motors em toda a Região Sul”.

Por Marcelo Araújo


GM apresenta Conceito do Novo Omega na Austrália


Apesar de o Omega não ser mais importado para o mercado brasileiro desde o ano passado, ele continua vendendo muito bem no mercado australiano, onde é chamado de Commodore.

Por isso, a GM, sob o nome de Holden (sua divisão australiana), resolveu investir no carro e apresentou há pouco tempo um modelo conceitual do veículo que será a nova geração do Commodore, chamada de Calais V.

O novo sedã de luxo deverá ser lançado com muitos novos equipamentos, dentre eles o MyLink (que alerta a existência de objetos no ponto cego do carro), o Park Assist (que estaciona o carro sem a necessidade de intervenção do motorista) e o head-up display (que projeta o painel no para-brisa).

Outro destaque da nova versão é a alteração no design do carro, que é o mesmo desde 2006. O Calais V possui uma suavização nos faróis e no porta-malas, com contornos mais redondos, além de que foram excluídos os sobressaltos e os vincos.

Em questão de características mecânicas, nada foi revelado, mas provavelmente a GM lançará o carro com tração na parte de trás e motor V6 3.0 ou V8 6.2.

Entretanto, de acordo com a fabricante, não se trata de uma nova geração do Omega e sim uma sobrevida do carro, tendo em vista tamanhas alterações para a chegada da nova linha em 2017.

Não há previsão de retorno do Omega ao mercado brasileiro, o que deixa a GM sem nenhum representante na classe de sedãs de luxo no Brasil.

Por Guilherme Marcon


GM planeja lançar Novo Carro Substituto para o Celta


Segundo informações da General Motors, a empresa está preparando o substituto de um de seus modelos mais vendidos, o Celta. O novo veículo teria um preço fixado na casa dos R$ 25 mil e seria introduzido no mercado nacional daqui a 2 ou 3 anos.

Atenta aos planos das outras montadoras, a GM produzirá este modelo para concorrer com um novo carro que será desenvolvido pela Fiat na unidade fabril que está em construção em Goiana (Pernambuco). Outro modelo a ser combatido pelo substituto do Celta é o Up!, que será feito pela Volkswagen na fábrica de São Bernardo do Campo, região do ABC de São Paulo.

Atualmente, este é o projeto que mais ocupa o tempo dos engenheiros da GM. De acordo com as informações da empresa, o problema em criar este novo modelo é a limitação de custo que empresa deseja para o veículo. Após a definição e anúncio oficial deste projeto, a companhia revelará quais serão seus planos no mercado brasileiro para os próximos 5 anos.

Dentro desta nova etapa da GM no Brasil, a possibilidade de uma nova unidade fabril não é descartada, o objetivo é ampliar a capacidade ou migrar a produção de fábricas que já estão em pleno funcionamento.

Por Marcelo Araújo


GM e Peugeot podem firmar aliança para produzir carros compactos


Há muito tempo duas montadoras de sucesso não fazem acordos entre si. Porém, atualmente a General Motors e a Peugeot prometem firmar uma aliança para focar na produção de veículos de pequeno porte. A Europa será o principal continente beneficiado, já que essa produção vai se lançar especialmente no mercado automotivo europeu.

A montadora francesa e a norte-americana ainda não confirmaram as notícias que rondam por aí, mas admitem que as discussões em torno do assunto já estão sendo tratadas com cautela e em breve uma resposta será dada. Muitos garantem que a aliança pode favorecer a abertura de novos empregos na França.

Ainda que a GM tenha sofrido com a falta de lucros no ano de 2008 em seu país de origem, a empresa garante que se recuperou 100% e que está pronta para se firmar como uma das maiores fabricantes de automóveis compactos.

Porém, mesmo que a General Motors tenha se recuperado no mercado norte-americano, na Europa a montadora não teve um bom desempenho no ano de 2011.

Por Jéssica Monteiro


Nova Zafira Tourer 2012 – Detalhes


A Opel, subsidiária alemã da General Motors, divulgou os detalhes que faltavam sobre a nova Zafira Tourer, terceira geração da minivan, que será apresentada ao público no mês de setembro, durante o Salão de Frankfurt. O modelo está bastante diferente, a começar pela dianteira, com os novos faróis, em formato bumerangue, que dão um aspecto bem moderno ao veículo. Também chamam a atenção o parabrisa panorâmico, que vai até a metade do teto e as lanternas horizontais com lâmpadas de LED, na traseira.

Internamente, o espaço foi aumentado para garantir o conforto dos sete ocupantes. Há até uma configuração que permite transformar o banco traseiro central em apoio para os braços. Já no porta-malas, a capacidade é para 710 litros, ou 1.860 litros, com os bancos traseiros rebatidos. Outras novidades são o sistema que alerta sobre uma possível colisão frontal, sistema que auxilia na manobra de estacionamento, controle adaptativo de velocidade e alerta sobre objetos no ponto cego, dentre outros novos equipamentos de segurança.

Serão três opções de motores turbodiesel 2.0 litros, de 110 cv, 130 cv e 165 cv de potência, além de duas opções movidas a gasolina, de 120 cv e 140 cv, com o Ecotec Turbo 1.4.

Fonte: Motor Ward

Por André Gonçalves


Cadillac SRX 2012 com motor 3.6 V6 – Novidades


A General Motors está lançando uma nova versão do seu crossover Cadillac SRX 2012, que chega ao mercado americano ainda no segundo semestre deste ano. O modelo do luxuoso utilitário ganha mais imponência com a nova grade dianteira, que é mais larga, e aparece mais rápido e ágil, com motor 3.6 V6 – sobrepujando a versão anterior, que ficava no motor 3.0.

O novo SRX chega a 300 cavalos de potência e 36 kgfm de torque, além de sistema biocombustível.

O novo Cadillac crossover ainda possui conexão bluetooth e rodas de 20 polegadas. Ele ainda apresenta o opcional Touring package, sistema de navegação e multimídia, anti-deslizamento, volante de luxo aquecido e opção de tração integral ou tração traseira. Os valores do veículo ainda não foram divulgados.

Por Livia Hay


Chevrolet Aveo Hatch vai substituir o Corsa


A General Motors vendo o mercado dos veículos hatch com cada vez mais concorrência, anunciou a produção e lançamento nacional de seu compacto Aveo Hatch. O modelo virá para substituir o velho e conhecido Corsa.

O veículo será produzido em São Caetano do Sul/SP, a princípio suas peças serão importadas, mas a tendência é que o veículo seja totalmente nacional o quanto antes. Somente a versão hatch está confirmada para o Brasil, se o modelo hatch tiver uma boa aceitação, é provável que a versão sedã (será lançada na Europa), também desembarque no mercado brasileiro.

O novo modelo da GM apresenta design moderno, com bastante espaço interno, potência e economia. A empresa ainda não divulgou os itens de série e o motor que equipará o veículo, assim como o preço que estima-se ficar acima dos R$ 45 mil cobrados pelo Agile.

Por Henrique Pereira


GM anuncia Produção do Baojun 630 na China


No início desta semana, a General Motors anunciou a produção de veículos da marca Baojun, realizada em parceria com as empresas Liuzhou Wuling e SAIC Motor, ambas da China.

O sedã Baojun 630, que significa “cavalo tesouro”, é o único modelo já divulgado pela marca, cujas primeiras unidades devem chegar no mercado chinês no início de 2011.

De acordo com Matthew Tsien, vice-presidente da nova marca, esta deverá contar, no início, com cem distribuidores, grande parte deles localizada em cidades pequenas.

A General Motors conta com 34% de participação na joint venture SAIC-GM-Wuling, pretendendo ampliar o seu controle para 44%. Além desta, a General Motors também participa de outras duas joint-ventures chinesas.

Confira algumas fotos do carro:

Por Elizabeth Preático


Salão do Automóvel de SP – GM apresenta Réplica do Robô do Filme Transfomers


Para o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, a General Motors trouxe uma réplica de Bumblebee, um robô do filme "Transformers".

Neste filme, o robô se transforma em um Camaro, que é um dos modelos esportivos produzidos por uma das marcas da General Motors, a Chevrolet.  Além do robô, no estande da GM aparece também um Camaro "voador", que pode ser controlado via rádio.

O Salão do Automóvel de São Paulo iniciou suas atividades na última quarta-feira, 27 de outubro, no Centro de Exposições do Anhembi, localizado na zona norte de São Paulo. Espera-se que seiscentas mil pessoas prestigiem o evento, que conta com a participação de 180 expositores e 450 veículos, onde pelo menos 200 deles são inéditos no Brasil.

Por Elizabeth Preático

Fonte: Band


GM Venture – Nova Subsidiária responsável por Carros Elétricos da Marca


Para incentivar a produção de carros elétricos, bem menos poluentes, a General Motors (GM) anunciou o lançamento de uma subsidiária responsável pelo investimento em pesquisas de novas tecnologias para o setor automobilístico.

A subsidiária se chamará GM Venture e terá disponível um capital inicial de US$ 100 milhões para financiar pesquisas de empresas especialistas no desenvolvimento de automóveis movidos por eletricidade.

Apesar de anunciar oficialmente a intenção, a GM ainda não pediu permissão ao governo americano para abrir a Venture. O aval dos Estados Unidos é obrigatório depois que o estado americano adquiriu 61% da GM para salvar a montadora da falência.

Por Diego Diniz


Vauxhall Corsa – Black and White Limited Edition


No Reino Unido, a GM irá lançar o Corsa Black and White, que terá como novidade o fato de só utilizar detalhes nas cores preto e branco.

Destaque para o conjunto de saia lateral e spoiller dianteiro e traseiro, em branco gelo, que lhe confere um ar mais moderno e esportivo. O teto e as rodas também são pretos, para contrastar com toda a lataria em branco gelo.

Na Inglaterra o Corsa é comercializado como Vauxhall, que é a marca britânica da General Motors, e deve ser comercializada em duas versões de motorizarão: 1.2 a gasolina e 1.3 turbo-diesel.

Itens de série: ar-condicionado, direção hidráulica e faróis de neblina, além das rodas aro 17” e vem mais rebaixado de fábrica e todo o acabamento interno é preto com detalhes em branco.

Será vendido a partir de 13.995 libras (R$ 37.724,92).

Por José Alberi Fortes Junior.


Novo Carro 2011 da GM é Flagrado nas Ruas


O novo modelo da General Motors que ainda será lançado foi flagrado nesta quarta-feira dia 11 por volta das 17h 30 nas estradas brasileiras.

O misterioso lançamento estava “disfarçado” e sendo testado pelas ruas de Santo André, em São Paulo, mais precisamente pela Avenida Giovanni Battista Pirelli.

O leitor do site G1, Raphael Vigatto Méier, conseguiu obter algumas fotos e mandou para o site e ate se arrisca a comentar que “não houve muitas modificações significativas na parte da lateral”, mas informa que “à frente e a traseira ficaram muito mais interessantes”.

O modelo que vimos nas estradas paulistas está mesmo com cara de ser o novo GM Classic 2011. Será que acertamos?

Leia a notícia no site do G1.

Por José Alberi Fortes Junior


Corvette, o fruto da inovação chega em 2012


A GM mostra que é valente e investe na produção do Corvette mesmo em tempo de crise. O novo modelo foi avaliado pela agência Automotive News, que divulgou que o esportivo terá mudanças significativas em sua nova elaboração.

Sem entrar em muitos detalhes, a agência informa que o novo modelo terá o design inspirado no conceito Stingray, que fora apresentado em fevereiro deste ano no Salão de Chicago.

O Corvette C7, que antes foi prometido para 2014, tem lançamento previsto para 2012. E, segundo a Automotive News, o modelo pode vir com o motor locado no centro da plataforma e não mais frontalmente. Produzido desde 1953, o esportivo da GM chega a sua sexta geração com muitas mudanças e inovações.

corvete-c7


Carros elétricos devem se tornar mais comuns a partir de 2010


Para você que não tem mais paciência de gastar horrores com gasolina/álcool ao trafegar com seu veículo, saiba que a partir de 2010 deve aumentar a disputa pela produção de carros elétricos.

Que tal abastecer o seu carro na tomada e sem poluir o meio ambiente? Isso já é realidade em muitos países, mas no Brasil a modernidade ainda não chegou com força. Existem alguns carros elétricos à venda, porém, os preços não são nada animadores.

O maior problema do carro elétrico diz respeito ao tamanho da bateria, que ocupa praticamente a metade do espaço do porta-malas de um veículo médio.

A Nissan/Renault apresentou há alguns dias o carro chamado LEAF – o primeiro carro elétrico com emissão zero de poluentes, que pode ser carregado em uma tomada de 220V (8 horas).

Algumas fotos de carros elétricos:

nissan-renault-eletrico

peugeot-eletrico

palio-eletrico

gm-eletrico


GM americana pede concordata. E a GM Brasil, como fica?


Apesar do pedido de concordata da GM dos Estados Unidos, o vice-presidente da GM Brasil afirma que as operações da montadora no Brasil não vão mudar.

Nos EUA, a GM já captou um capital de 50 bilhões de dólares do governo americano, o que fez com que o governo ficasse como sócio majoritário da companhia (cerca de 60% das ações).

No Brasil, José Carlos Pinheiro Neto (vice-presidente da GM), afirma que nada (ou muito pouco) mudará, uma vez que a GM Brasil é lucrativa atualmente, ao contrário da americana.

Até mesmo os investimentos (que devem somar R$ 1 bilhão até 2012) serão mantidos, o que mostra uma certa independência da matriz.