A nova geração do Hyundai Sonata passou por um interessante processo de reestilização, trazendo uma identidade visual nova em um tamanho maior, mais largo e também mais baixo.

Quem gosta de carros já sabe a Hyundai é excelência na fabricação de carros bonitos e potentes. Estando sempre batendo recordes de vendas em todo o Brasil e no mundo. Dessa forma, muitos brasileiros estão ansiosos por notícias sobre o sedan Sonata que deve ser lançado em breve.

Pois bem, foi revelado pela montadora no dia 05 do mês de março as primeiras imagens do novo sedan Sonata que passou por um interessante processo de reestilização. Essa é a oitava geração desse modelo e de acordo com o que podemos ver nas imagens ele traz uma identidade visual nova em um tamanho maior, mais largo e também mais baixo.

Já em relação à motorização do modelo a marca ainda não se pronunciou sobre estas características.

Assim, o que se sabe até o momento é que o novo sedan tem inspiração em um conceito que já foi exposto no Salão de Genebra do ano passado e possui um visual voltado para o lado esportivo.

O novo sedan Sonata chega mais baixo em 3 cm e também perdeu 2,5 cm na largura. Por sua vez houve um aumento de 3,5 cm na distância entre-eixo. Além do cumprimento que ganhou 4,5 cm. Essas modificações no tamanho foram definidas para que os ocupantes possam desfrutar de mais espaço e assim estarem ainda mais confortáveis.

De acordo com o que declarou Sang Yup Lee que é o chefe e vice-presidente sênior da empresa, o modelo apresentado em uma projeção mais curta com teto mais inclinado, além de uma tampa baixa dão uma sensação de maior equilíbrio.

O novo sedan Hyundai Sonata de 2020 também possui iluminação em LED embutida. É por estes detalhes que o design “Sensuous Sportiness” ganha vida, ou seja, mais visibilidade. E já falando desses novos elementos encontramos luzes de circulação diurna que foram embutidas nos faróis do tipo full led. Funcionando assim um sistema inédito dos carros da coreana Hyundai que faz com que as lâmpadas fiquem ocultas quando se encontram apagadas e que ganham destaque quando são ligadas.

No interior do veículo temos um moderno painel de instrumentos. Os engenheiros desenvolveram um projeto em que a sua altura é mais comprimida e as entradas de ar ajudam na oferta de uma sensação de leveza. De acordo com as informações cedidas pela Hyundai, os idealizadores do novo sedan Hyundai Sonata de 2020 trabalharam buscando tirar o foco das grandes telas que geralmente acabam por distrair os motoristas. Como solução para esta situação, foram colocadas duas telas em curva.

Em relação ao câmbio, o Sonata 2020 conta com botões no lugar das alavancas, o que dá mais espaço para o console central. Outra novidade interessante do sedan é que com ele será possível transformar o aparelho smartphone em uma chave digital, o que será realizado por meio de um aplicativo. Um verdadeiro show de tecnologia.

A montadora coreana espera que o novo sedan Sonata 2020 seja mais um grande sucesso, uma vez que traz beleza, conforto, segurança e inovação, contando sempre com o que há de mais moderno em termos de tecnologia, procurando a cada novo lançamento conquistar um púbico maior e se tornado mais um fenômeno de vendas no mercado automobilístico.

Sabemos que muitas pessoas também estão bastante curiosas em relação às características da sua parte mecânica, contudo a Hyundai também não mencionou nada em relação a isto. Mas os curiosos de plantão não terão que esperar muito para saber destas e de outras informações, já que o modelo deve ter seu lançamento no próximo mês de abril em um evento que deve acontecer no Salão do Automóvel da cidade de Nova Iorque. Com certeza é um lançamento que vale a pena aguardar.

Por Sirlene Montes

Hyundai Sonata 2020

Hyundai Sonata 2020

Hyundai Sonata 2020


O Toyota Corolla XEi é direcionado às pessoas com deficiência, possuindo isenção de IPI e desconto de 12% no valor da compra.

Entre os meses de fevereiro a junho, a Toyota estará comercializando o seu modelo Corolla XEi para pessoas com deficiência. Chamado de Corolla PcD 2019, além de receber a isenção de IPI, o usuário terá também um desconto de 12% no valor da compra. Essa porcentagem de abatimento que será ofertada equivale à alíquota do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços, o ICMS.

Vendido no Brasil no valor de R$ 107.490 e nas cores metalizadas, considerando-se a isenção do IPI, a configuração XEi do Corolla pode ser negociado para PcD pelo preço de R$ 96.829,88. Acrescentando o desconto de 12% que é especialmente ofertado, o valor cai ainda para R$ 85.210,30.

Para a realização do pedido e compra desse modelo, pessoas com deficiência devem possuir toda a documentação que dê a comprovação sobre a isenção do IPI. Feito isso, basta se dirigir até uma das concessionárias da marca Toyota.

Sobre o Corolla PcD 2019

Atualmente, o Corolla na versão XEi responde a uma fatia de 63% em todas as vendas nacionais do automóvel. Com uma motorização 2.0 flex, o carro gera, utilizando o etanol, 154 cv de potência a 5.800 rotações por minuto. O torque máximo é de 20,7 kgfm a 4.800 rpm. Já com gasolina, a potência entregue é de 143 cv e giros de 5.800. O torque máximo parte de 19,4 kgfm e chega a 4.000 rotações. Sobre a transmissão, essa é automática, enquadrada no continuamente variável (CVT).Com controle de estabilidade, assistente de subida, sete airbags e tração como itens principais que garantem a segurança do veículo, o Corolla XEi 2019 conta também com diversos itens que agregam valor e muito conforto ao usuário. Entre eles, pode-se citar: faróis de neblina dianteiros, painel de instrumentos em tela colorida de 4,2 polegadas, acendimento automático de todos os faróis, antena no estilo barbatana de tubarão, rodas de liga leve em aro 17’’, controle da velocidade de cruzeiro, espelho retrovisor interno com sistema eletrocrômico, partida sem a chave, destravamento de todas as portas com a utilização de sensores em chave, ar-condicionado digital, e muito mais.

É importante lembrar que a nova geração do Corolla já está em suas preparações finais, com lançamento previsto para ainda este ano. Nos EUA, o Corolla 2020 será lançado em abril como o primeiro carro híbrido flex em todo o mundo com produção em série e comercialização regular. Sabe-se também que o novo modelo será construído em plataforma TNGA, com dimensões maiores que as atuais. Assim, a distância entre-eixos é de 2,70 metros, altura de 1,43 metros, largura de 1,78 metro e comprimento de 4,64 metros.

Outros carros PcD

Alguns carros de outras montadoras também voltaram fortemente ao mercado, sendo ofertados para o público PcD. Entre eles, pode-se citar o modelo da Hyundai, o Creta. Esse é baseado em sua versão Attitude 1.6 com câmbio automático. Sem alteração em seu conteúdo, o Creta PcD retornou com o valor de R$ 69.990, de forma a ficar dentro das limitações impostas pelo preço com o desconto de ICMS, o veículo precisou ser equipado com menos atributos que as demais versões e com um visual mais simples. Por isso, o modelo conta com direção elétrica, ar-condicionado, rodas em aço de 16 polegadas, calotas, vidros elétricos que funcionam com a função one-touch, sistema start e stop, entre outros. Em relação ao motor, esse é 1.6 de 16V e, utilizando a gasolina, chega a potência de 123 cv a 6.300 rpm. O torque é de 16 kgfm. Com etanol, a potência é de 130 cv a 6.300 rotações e torque de 16,5 kgfm.Ainda há a opção de motor 2.0 que entrega 156 cv e 166 cv. Os torques, respectivamente, são de 19,1 kgfm e de 20,5 kgfm.

Por Kellen Kunz

Toyota Corolla PcD 2019


Novo modelo será apresentado no Salão de Genebra 2019, sendo esperado por todos os usuários e consumidores com muita expectativa e ansiedade, pois esse é o lançamento do modelo da primeira geração pós-GM.

O novo automóvel Opel Corsa 2020 será apresentado ao público europeu no Salão de Genebra 2019, que acontecerá ainda no mês de março, sendo esperado por todos os usuários e consumidores com muita expectativa e ansiedade, pois esse é o lançamento do modelo da primeira geração pós-GM.

O carro terá uma carroceria modelo hatch e possuirá um visual um pouco mais baixo, largo e com os para-brisas bem inclinados. O carro virá equipado com faróis que receberão a tecnologia Matrix LED, sendo o Opel Corsa 2020, o primeiro modelo de veículo compacto a trazer esse diferencial para o mercado. Os faróis do carro possuirão projetores com um aspecto bastante sofisticado e a lente dos faróis virá com um design que tem a base chanfrada em modelo de bumerangue, com LED diurno.

O farol de tecnologia Matrix LED, diferente do modelo LED padrão, é um farol que permite um tipo de iluminação que acaba se adaptando aos lugares, fazendo com que o automóvel reconheça as situações que se exija mais necessidade de iluminação, onde poderão ser lançados fachos de luz mais alto, no mesmo momento em que acaba possibilitando áreas mais escurecidas, com intuito de não atrapalhar o motorista que está vindo em direção contrária na estrada. Esse sistema só foi visto até então, em modelos de automóveis mais luxuosos, como por exemplo, na Alemanha, em carros modelo sedans e em modelos SUV de versões maiores. Com a tecnologia tendo avançada e também, o custo desse acessório tendo diminuído, o modelo do automóvel Opel Corsa 2020 trará de antemão o acessório, sendo o veículo Opel Corsa 2020, o primeiro modelo de carro compacto, com baixo valor e de um tamanho relativamente grande a receber o equipamento LED Matrix.

Cabe salientar que o automóvel modelo Audi A8, no ano de 2013, também trouxe essa tecnologia do farol Matrix LED.

O veículo está se inspirando no conceito do modelo GT X Experimental, um futuro crossover elétrico da marca.

O Opel Corsa 2020 irá dividir essa nova plataforma com o novo Peugeot 2008 e, também, com o novo DS 3 Crossback, conseguindo manter o porte de um modelo compacto em torno de 4 metros ou apenas, um pouco mais, também possuindo o entre-eixos um pouco maior.

O modelo será inicialmente de quatro portas, sendo as quatro portas tendência na Europa, e ainda, contará com uma nova mecânica de motores do grupo PSA (Peugeot – Citroën), Puretech 1.2 de três cilindros, começando com 82 cavalos no modelo aspirado e com 110 ou 130 cavalos, no modelo turbinado.

O motor Puretech 1.2 é considerado o motor mais econômico do Brasil e possui diversas vantagens, são elas: redução de perdas mecânicas por atrito, tecnologia de combustão adaptada, ingestão de combustível com aquecimento no bico injetor, dentre outras qualidades.

O modelo Opel Corsa 2020 também possuirá uma versão elétrica, que contará com baterias de lítio de 50 kWh e ainda, motor elétrico de 136 cavalos. Esse conjunto terá a capacidade de trazer muita autonomia e velocidade para o motor, garantindo até 350 km no ciclo WLTP.

O modelo contará também com a versão híbrida plug-in, que unifica o motor Puretech 1.2 com um motor elétrico, reduzindo de forma expressiva o consumo do combustível e a emissão.

Algumas especificações do automóvel modelo Opel Corsa 2020:

• Motores da PSA – Puretech 1.2 de três cilindros que começaram com 82 cavalos no modelo aspirado e com 110 ou 130 cavalos, no modelo turbinado

• Farol de tecnologia Matrix LED

• 4 portas

• Bateria de lítio de 50na versão elétrica kWh

• Motor elétrico de 136 cavalos, garantindo até 350 km no ciclo WLTP

• Versão híbrida plug-in, trazendo o motor Puretech 1.2 com um motor elétrico que reduzirá o consumo do combustível e a emissão.

Por Carol Wurlitzer

Opel Corsa 2020


A SsangYong já divulgou que a nova versão da picape Rexton Sports, um modelo inédito, chega ao Brasil no segundo semestre de 2019.

A grande maioria dos carros que vai chegar no primeiro semestre deste ano já foram anunciados pelas montadoras. Devido a isso, as fabricantes já estão se antecipando e comunicando ao público e à mídia especializada os veículos que devem desembarcar na segunda metade de 2019. E, dentre os exemplares, está o Rexton Sports da SsangYong. O grupo asiático pretende trazer para território nacional uma picape mais refinada e com itens capazes de satisfazer qualquer apaixonado por automobilismo. Para conhecer um pouco mais sobre esse automóvel confira as informações abaixo.

Quanto à aparência exterior e interior do Rexton Sports da SsangYong

Como mencionado no parágrafo de introdução, a SsangYong já divulgou que a nova versão da picape Rexton Sports, um modelo inédito, chega ao Brasil no segundo semestre de 2019. Com isso, já se tem algumas informações confirmadas a respeito do modelo e também fotos do veículo. Pelas imagens, nota-se que a picape é um carro mais refinado e pronto para ser usado no perímetro urbano. Isso pode ser comprovado pelos detalhes. Por exemplo, a grade frontal, que lembra um hexágono retangular tem um tamanho menor em comparação a outras picapes. Esse objeto foi desenhado com linhas que formam quadrados menores e depois ainda possuem uma linha na horizontal mais grossa e no meio tem-se o símbolo da marca asiática.

Ligada à grade frontal está o par de lanternas. Essas lanternas são de tamanho grande e possuem cortes menores em seu desenho. Um pouco abaixo da grade frontal, tem-se uma separação em relação ao para-choque. Essa separação é projetada para frente e se você tiver um olhar mais atento vai notar que ela forma um “x” em toda a parte frontal do carro. Já o para-choque foi dividido em espaços de tamanhos diferentes. Mas, em ambos foram inseridos grades em forma de espinha de peixe. Todo para-choque foi envolto com linhas mais grossas. Existe ainda outro par de lanternas que lembram lâmpadas médias e que foram colocadas dentro de uma espécie de caixa.

O capô, as laterais contam com linhas que criam a percepção de dois níveis diferentes e parece que na parte traseira também foi aplicada essa técnica. Tratando-se de uma picape, obviamente, existe uma carroceria. Esse item é mais profundo e é um pouco menor em relação ao comprimento de outras carrocerias. Isso é mais um ponto que mostra que esse carro tem mais cara de um veículo urbano. Esse automóvel conta com cabine dupla e na parte de trás da cabine foram colocadas duas proteções maiores, uma de cada lado, como se fosse uma extensão da cabine. As lanternas traseiras também seguem o design das lanternas frontais e possuem apenas um corte mais discreto. A respeito das cores, através das fotos divulgadas, percebeu-se que esse carro foi fabricado na cor branca, preta, azul e prata.

Sofisticação é definitivamente o sinônimo do Rexton Sports, os bancos são de couro e ainda são bicolores. Essa divisão de cores também está presente no painel e nas portas do veículo. O painel conta com uma tela LCD grande, mais de 8 polegadas e ao redor da tela se tem o sistema de refrigeração. Mais embaixo estão os botões multimídias do carro. Um pouco mais abaixo está a marcha e existe ainda uma separação para o banco do motorista em relação ao banco da pessoa ao lado. O porta-luvas tem um tamanho maior em comparação a outros automóveis. O motorista além do banco e da porta com diversos recursos, conta com mais alguns botões no espaço ao lado do volante. Os passageiros da parte de trás também contam com portas que podem acionar para a movimentação dos vidros. O espaço interno é muito bom.

Informações sobre o motor e preço do novo modelo de picape da SsangYong

As versões que são vendidas no exterior, as informações são que essa picape conta com 181 cavalos, o motor é 2.2, são sete diferentes tipos de marcha. A expectativa é que não se tenha nenhuma diferenciação quanto às unidades que vão ser vendidas no Brasil. O único ponto que ainda não se pode confirmar é a respeito dos combustíveis que vão poder ser usados neste carro. Por fim, sobre o preço, levando em conta tudo que esse automóvel oferece ele deve chegar ao mercado nacional com um preço superior a R$ 150 mil. Para mais informações: http://ssangyongbrasil.com.br.

Por Isabela Castro

SsangYong Rexton Sports

SsangYong Rexton Sports


O modelo aqui em território nacional será de um segmento médio em relação aos utilitários esportivos. Sua fabricação será em Anápolis-GO.

O novo automóvel modelo Chery Tiggo 7, chega às concessionárias agora no mês de fevereiro de 2019, com um desenho reestilizado, que foi registrado no INPI, Instituto Nacional da Propriedade Industrial, com intuito de garantir a propriedade intelectual sobre esse desenho renovado.

O Cherry Tiggo 7 está sendo uma grande aposta da CAOA para alavancar as vendas da marca chinesa e principalmente, para movimentar os consumidores e os usuários.

O modelo foi apresentado no último Salão do Automóvel de São Paulo como sendo a grade novidade da marca.

O modelo aqui em território nacional será de um segmento médio em relação aos utilitários esportivos. Tem fabricação em Anápolis-GO, dividindo a linha de montagem com o Tiggo 5x e também, com alguns produtos da Hyundai.

O Chery Tiggo 7 já teve seu lançamento em novembro do ano passado, na China, com o nome de Tiggo 7 Fly, e lá, foi o primeiro SUV sobre a nova plataforma TIX, que foi desenvolvida junto com a Jaguar Land Rover, que é sócia da Chery, na China.

A base do automóvel é a mesma do Tiggo 5x, que teve o seu lançamento no fim do ano de 2018 e é um modelo um pouco menor da linha.

O veículo Chery Tiggor 7, vem equipado com o mesmo propulsor 1.5 turbo flex, sem a injeção direta de combustível e entrega 147 cavalos na gasolina, a 5.500 rpm e 150 cavalos no etanol, também a 5.500 rpm, além de 21,4 kgfm a partir de 1.750 rpm. O modelo possuirá também o câmbio automático de dupla embreagem com seis marchas.

O veículo irá fazer 6,6 km/l na cidade e 7,6 km/l na estrada, no etanol e irá fazer 9,7km/l na cidade e 10,9 km/l na estrada, na gasolina.

Com um desempenho um pouco menor que ao do Tiggo 5x (que faz de 0 a 100km/h em 11 segundos), tendo em vista que o conjunto motriz compartilhado também é menor.

O para-choques dianteiro possui nichos maiores para os faróis de neblina. A entrada de ar na parte de baixo do automóvel, foi melhor posicionada e integrada ao desenho da parte da frente do carro. A grade superior é menor e não possui mais o elemento preto que o modelo anterior possuía.

Na parte traseira do veículo, as lanternas vêm com luzes de LED e em modelo com ranhuras horizontais. O para-choque traseiro vem em outro modelo e cromado, assim como os escapamentos. O cromado vem em diversos acessórios.

No interior do veículo, não houve muita modificação. Os bancos e o painel virão em couro marrom, trazendo uma ótima aparência. A central multimídia tem sensibilidade ao toque, vindo em uma tela de 9 polegadas. E o carro ainda contará com um teto solar panorâmico.

Especificações do automóvel:

• 4,50 m de comprimento

• 1,84 m de largura

• 1,67 m de altura

• 2,67 m de distância entre os eixos

• 414 litros no porta-malas

• Espaço interno maior que o modelo anterior da linha

• Teto solar panorâmico com abertura

• Rodas de liga leve aro tamanho 19 polegadas

• Seis airbags

• Multimídia

• Bancos em couro

• Piloto automático

• Controles de tração

• Controles de estabilidade

• Assistente de partida em rampa

O modelo anterior Tiggo 5x, possui o valor de R$ 87 mil até R$ 97 mil, já automóvel Chery Tiggo 7, virá com o valor acima de R$ 110 mil.

Segundo informações, a CAOA Chery deverá trazer mais uma novidade no ramo automobilístico, logo após o lançamento do Chery Tiggo 7, a empresa lançará ainda no fim desse ano, um modelo maior que é o Tiggo 8, esse modelo virá com sete lugares e com um motor novo de 1.6 Turbo de 197 cavalos, contando com injeção direta (que é utilizado no modelo Exeed TX).

Por Carol Wurlitzer

Chery Tiggo 7 2019

Chery Tiggo 7 2019


A parte interna do veículo foi pensada para a comodidade e facilidade na hora de utilizar o carro para várias tarefas.

A marca Volvo chega confiante com seu novo modelo SUV, o Volvo XC40 é o carro que promete ser um grande competidor na categoria de SUV's do mundo inteiro. O carro chegou com um visual elegante e realmente chama a atenção dos nossos olhos. No lançamento do Volvo XC40 Híbrido a marca Volvo comenta que esse novo modelo foi um carro pensado para o cliente.

Em uma audiência o vice-presidente sênior de design da Volvo Cars, Thomas Ingenlath afirmou que o modelo XC40 vai ser o primeiro modelo 100% elétrico comercializado pela marca. Os detalhes sobre o powertrain ainda não foram definidos, mas a data lançamento está marcada para os meados de 2019.

O vice-presidente sênior de design da Volvo Cars, Thomas Ingenlath confirma que além deste projeto com o Volvo XC40, para o futuro dos lançamentos da marca podemos esperar vários com motores 100% elétricos e que o Volvo XC40 está sendo apenas o primeiro passo dentro deste novo mercado de automóveis. E afirmou mais, até o ano de 2025 a Volvo pretende ter até 50% das suas vendas somente de veículos com motores elétricos. Ainda afirmou no final do seu discurso: "A eletrificação é o futuro da indústria automotiva".

Dimensões:

Uma das qualidades destacadas no evento de lançamento do Volvo XC40 foi a dimensão do veículo: 1,65 m de altura, 4,42 m de comprimento, 1,86 m de largura e 2,70 m de entre-eixos.

Conforme foi informado pela Volvo, as dimensões externas deste veículo fazem do Volvo XC40 um "SUV de verdade”, chegou ao mercado sendo maior em vários quesitos quando comparado ao Mercedes-Benz GLA ou ao Audi Q3.

Detalhes:

A parte interna do veículo foi pensada para a comodidade e facilidade na hora de utilizar o carro para várias tarefas. Entre os bancos da dianteira o veículo contém um espaço para colocar lixos, abaixo do banco do motorista há uma gaveta para guardar agendas ou tablets e os espaços ao lado dos bancos são bem espaçosos para guardar notebooks e bolsas. No porta-luvas é possível pendurar bolsas ou bolsas de compra.

O Volvo XC40 traz uma central de carregamento para smartphones e uma central multimídia atualizada com sistema de localização próprio. Uma novidade interessante que o Volvo XC40 traz no porta-malas chama a atenção. O porta-malas traz um fundo falso, onde o usuário tem o espaço quase duplicado em baixo do fundo falso para portar mais bagagens.

O sistema de ar-condicionado está embutido na central multimídia no painel dianteiro. O veículo foi equipado com câmeras nas laterais, na parte dianteira e na parte traseira, e junto com a configuração da central multimídia as câmeras podem auxiliar o motorista a fazer manobras em locais apertados.

Outra inovação e aposta da marca Volvo foi no sistema de segurança de bordo. O painel interno foi adaptado com o piloto automático adaptativo e com sensores automáticos que previnem a possibilidade de acidentes. Os sensores podem ser programados pelo motorista para manter o veículo a uma distância X do veículo da frente e em casos de possíveis colisões o sistema é ativado automaticamente para prevenir a colisão.

Versões:

O Volvo XC40 vai ser lançado em 3 versões diferentes:

  • Volvo XC40 T4 2019
  • Volvo XC40 T5 Momentum 2019
  • Volvo XC40 T5 R-Design 2019

As versões serão lançadas nas cores: Ice White, Black Stone, Bright Silver, Osmium Grey, Onyx Black, Fusion Red, Amazon Blue, Bursting Blue e Crystal White.

Preços:

  • Volvo XC40 T4 2019 (R$ 174.950)
  • Volvo XC40 T5 Momentum 2019 (R$ 199.950)
  • Volvo XC40 T5 R-Design 2019 (R$ 222.950)

Um veículo pensado para uma gama de clientes que buscam um carro que realmente traga as funções que o seu valor exige.

O que você está esperando do Volvo XC40? Será um lançamento que vai mudar a história dos lançamentos que temos atualmente? Deixe seu comentário abaixo!

Por Mauricio Lazarini Bento Junior

Volvo XC4 Híibrido

Volvo XC4 Híibrido


O Hyundai New Tucson 2019 traz atualizações internas nos sistemas de multimídia e atualizações externas no design.

O Hyundai Tucson é o veículo mais querido da Hyundai no mercado brasileiro. Por quê? A Hyundai vende três gerações do veículo simultaneamente no país. Para diferenciá-los no mercado, a marca aplicou um nome diferente para cada um dos modelos da categoria, eles são: Tucson, ix35 e New Tucson.

Hoje vamos falar sobre as novidades que trazem o novo modelo New Tucson. Este modelo veio para o mercado para ser um modelo superior, por ser um carro mais caro, maior, mais moderno e mais potente que a marca tem nessa gama.

Como o Tucson de entrada está se tornando a cada dia uma opção antiga e defasada para o mercado, a marca Hyundai trouxe o New Tucson 2019 com atualizações internas nos sistemas de multimídia e atualizações externas no design.

Versões:

O New Tucson 2019 no Brasil será vendido em 3 versões, a mais básica GL, a versão um pouco mais completa GLS e a versão completa Limited.

Preços:

Versão GL R$138.900

Versão GLS R$147.900

Versão Limited R$158.900

Dimensões:

As dimensões não mudaram muito desde a última atualização do carro. Segue abaixo:

Comprimento: 4.480 mm. / Largura: 1.850 mm. / Altura: 1.660 mm.

Entre Eixos: 2.670 mm / Porta Malas: 513litros / Peso: 1.624kgs

Detalhes:

O design externo do New Tucson 2019 é caracterizado principalmente na dianteira pela adoção da nova grade em cascata que traz para o New Tucson a nova assinatura visual de identidade da Hyundai em âmbito mundial. Ele traz também os faróis com um novo sistema de posicionamento diurno em LED e os faróis também são em LED com nova assinatura visual.

Além da dianteira o New Tucson 2019 traz na lateral rodas de 17, 18 e 19 polegadas que tiveram o design redefinido. Dependendo da versão, os modelos mais básicos trazem as rodas de 17 e 18 polegadas e os modelos mais top de linha trazem rodas de 19 polegadas.

Na traseira ele também recebeu modernização e recebeu um novo desenho de escapamento.

Já o interior do New Tucson trouxe várias novidades. Chegou com um novo design interno e um painel de multimídia central mais moderno. Com um painel moderno e cheio de funcionalidades o New Tucson permite acessos através do AppleCarPlay e através do AndroidAuto. O condutor poderá utilizar as aplicações através do celular ou do próprio painel. Além disso, o carro foi equipado com entradas USB para carregar os Smartphones.

Nos bancos traseiros o carro oferece muito espaço e conforto, possui saídas de ar-condicionado na parte traseira e opções que aquecimento de banco.

Os bancos de couro têm um novo desenho, já o volante não recebeu nenhuma alteração e continua igual ao do modelo antigo. Em termos de recursos de segurança o New Tucson passa a contar com um monitor frontal com frenagem autônoma de emergência opcionalmente com detector de pedestre e tem também o piloto automático adaptativo. A central multimídia é nova e tem muitas opções novas de compatibilidade e conectividade.

O painel multimídia traz um sistema de navegação integrado, mas caso o usuário quiser ele pode se conectar através dos Smartphones e utilizar o Google Maps ou Waze.

Conclusão

Um modelo lançado para ser superior aos antigos da categoria. Sem dúvida o carro chegou com um design moderno e mais esportivo, o que vai atrair mais os olhos e, além disso, as funcionalidades internas do carro se destacaram diante dos modelos antigos da categoria.

O que você achou no New Tucson 2019? Deixe seu comentário abaixo!

Por Mauricio Lazarini Bento Junior

Hyundai New Tucson 2019


Para realizar uma dupla transferência, será necessário seguir alguns passos, cabendo informar que caso haja alguma dívida pendente do veículo, a transferência não poderá ser efetivada.

A dupla transferência é uma situação que ocorre quando uma pessoa adquire um automóvel que já possuiu um dono em época anterior à venda atual, e que não teve a documentação transferida de um usuário para o outro.

Quando ocorre a compra desse veículo, para passar a documentação para o nome do novo comprador, é necessário fazer a dupla transferência para que então, se regularize o automóvel.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, em seu artigo 123, fica claro que será obrigatória a expedição de novo Certificado de Registro do Veículo quando for transferida a propriedade do mesmo.

A maioria dos casos em que ocorre a dupla transferência, a Autorização para Transferência de Propriedade de Veículo (ATPV) do verso do Certificado de Registro do Veículo (CRV) já foi preenchida e com reconhecimento em cartório. A venda do automóvel ocorreu, porém, o comprador não buscou o novo registro perante o Detran, estando então, a documentação no nome do proprietário anterior do veículo, não constando no documento o nome do novo comprador.

Para realizar uma dupla transferência, serão necessários alguns passos a seguir, cabendo informar que caso haja alguma dívida pendente do veículo, a transferência não poderá ser efetivada.

• Juntar toda a documentação exigida pelo Detran para se realizar um novo registro. Esses documentos necessários são: Certificado de Registro do Veículo (CRV), e as cópias e originais do documento de identidade, do CPF e do comprovante de residência atualizado.

• O vendedor do automóvel deverá comparecer ao Detran e requerer que seja expedido em seu nome um novo Certificado de Registro do Veículo (CRV), para esse serviço serão cobradas duas taxas que serão referentes ao serviço administrativo e à vistoria.

• A vistoria é realizada dentro das instalações do próprio Detran, ou então em empresas que são credenciadas para efetivar a vistoria e garantir que o veículo se encontra realmente em boas condições para receber um registro novo. Essa vistoria só poderá ser realizada após o pagamento da taxa.

• Depois de ter realizado todos os passos anteriores, basta aguardar por alguns dias para que o novo Certificado de Registro do Veículo (CRV) esteja pronto para ser retirado no Detran ou então, para ser entregue na residência do proprietário do veículo.

• Tomando posse do documento Certificado de Registro do Veículo (CRV), começará agora a segunda parte da dupla transferência, que deverá repetir todos os passos anteriores para realizar o registro do carro no nome do novo comprador, devendo preencher todas as informações novas do formulário na parte de trás do documento (ATPV), e, logo em seguida, deverá comparecer a um cartório para que a firma seja reconhecida. É importante conseguir uma cópia autenticada do documento.

• Com isso, o vendedor do automóvel, deverá entrar em contato com o Detran, em um prazo de até 30 (trinta) dias e informar que o veículo foi vendido, apresentando então, a cópia autenticada do documento. Feito isso, o carro agora passa a ser de responsabilidade do novo comprador.

• Finalizando o processo de dupla transferência, o comprador, com o Certificado de Registro do Veículo (CRV), deverá solicitar a expedição do novo Certificado de Registro do Veículo (CRV), agora em seu nome. Para que isso ocorra, ele deve seguir o passo a passo da listagem acima, devendo juntar todas as documentações, seguir até o Detran, realizar o pagamento das taxas, ir até o Detran ou a um outro posto credenciado e realizar a vistoria do carro e esperar até que o documento fique pronto e seja liberado para a retirada.

Cabe ressaltar que caso a dupla transferência não ocorra, o proprietário do veículo pode perder o carro, e dependendo da situação, pode até ser multado ou processado criminalmente.

Por Carol Wurlitzer

Dupla transferência


Os dois primeiros anos são os piores períodos para se vender um carro, pois é quando seu preço despenca com maior velocidade. Por outro lado, para o comprador, os três primeiros anos são um momento interessante para adquirir um automóvel seminovo.

Muitos proprietários de automóveis iniciam o ano calculando se é o momento ideal para trocar de carro. Afinal, ano novo, vida nova e, por que não, carro novo. Certo? A decisão, entretanto, deve ser bem avaliada. Trocar de carro não é algo tão simples como trocar de roupa. E, em função dos valores envolvidos, nem pode ser.

Se o carro foi comprado novo, ou seja, zero quilômetro, é importante que o proprietário esteja atento à natural desvalorização do automóvel, bem como ao valor investido em impostos e manutenção. São gastos que não serão recuperados. Ainda assim, é preciso ponderar se o prejuízo com a troca do carro neste momento não será excessivo.

Por outro lado, os gastos com manutenção podem ser um bom indicativo para fazer a troca. Se os gastos anuais com reparos e revisões superarem em 10% o valor do carro na Tabela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), é um indício de que o carro está dando prejuízo.

Também é importante observar a quilometragem do automóvel. Isso em função de as revisões de 50 e 60 mil quilômetros serem as mais salgadas para o bolso do proprietário. É nelas em que itens como amortecedores, pneus e correia dentada serão trocadas. Então, se estiver acabado de passar por elas, terá feito recentemente um investimento no automóvel. Vender ou trocar o veículo antes dessas irá livrá-lo dos gastos.

Em relação ao tempo em que o carro foi fabricado, o período no qual o seu valor sofre mais desvalorização são os primeiros anos. Segundo especialistas, um automóvel se desvaloriza, em média, no primeiro ano, de 10 a 15%. No segundo ano, a queda no valor também fica em torno de 10%. A desvalorização se estabilizará após o terceiro ano de fabricação.

Portanto, os dois primeiros anos são os piores períodos para se vender um carro, pois é quando seu preço despenca com maior velocidade. Por outro lado, para o comprador, os três primeiros anos são um momento interessante para adquirir um automóvel seminovo. Afinal, o veículo, se estiver em bom estado, terá uma queda grande no valor de mercado. O costume de trocar carros seminovos para adquirir versões atualizadas dos modelos reforça as vantagens para o comprador, que encontrará uma boa oferta no mercado de carros fabricados há até três anos.

Um modelo de carro costuma ter um ciclo de duração de aproximadamente 05 anos. A partir daí, o modelo pode até persistir, mas geralmente isso ocorre com atualizações e mudanças mais significativas, seja no seu interior ou na parte visual. Para o proprietário do automóvel, é um momento crucial, pois a atualização vai desvalorizar o modelo antigo. Se estiver interessado em vender, é fundamental estar atento ao noticiário especializado e fazer a venda antes que essa desvalorização ocorra.

Por outro lado, há quem defenda a tese inversa. Há carros que se valorizam ao sair de linha. Modelos como a Kombi e mesmo o Fusca foram valorizados ao sair de linha, sendo procurados por colecionadores. Claro que essa não é uma situação que aconteça com todos os modelos. Mas é um aspecto que deve ser levado em conta. O valor afetivo muitas vezes move o comprador a pagar uma quantia mais elevada por um automóvel que não está mais em produção, tal como a menor oferta do modelo, que, não sendo mais produzido, torna-se mais raro.

Vale a pena também analisar o valor do seguro do automóvel. A proteção de um automóvel possui uma variação considerável dependendo da marca, categoria e modelo. Se a intenção for trocar de carro, vale a pena comparar o valor do seguro dos automóveis envolvidos na negociação. Mesmo que não seja uma troca imediata, mas sim uma venda do usado para futuramente comprar um novo, também é importante estar ciente do preço dos seguros. Se a diferença for muito grande, talvez seja uma opção permanecer um pouco mais com o carro antigo, inclusive para se capitalizar melhor para os gastos posteriores.

Por Luís Fernando Santos

Trocar de carro


Com um design renovado, o modelo está ainda mais sofisticado e atende a todos os requisitos para ser um dos carros mais vendidos em território nacional neste ano.

As pessoas que são ligadas ao automobilismo sabem que as montadoras costumam lançar os carros com certa antecedência, geralmente, um ano antes. Esse fato pode ser comprovado com o novo lançamento da Toyota, a empresa japonesa anunciou que neste ano chega ao mercado a versão 2020 do Corolla. Com um design renovado, o modelo está ainda mais sofisticado e atende a todos os requisitos para ser um dos carros mais vendidos em território nacional neste ano. Para saber mais informações confira o texto abaixo.

A respeito do motor do Toyota Corolla nova geração

Antes de apresentar algumas informações sobre o motor do novo Toyota Corolla é importante reforçar que os dados estão ainda sendo divulgados. Dessa forma, tem-se uma parcial das informações. Um dos pontos mais importantes de um automóvel é sobre o seu motor. O Corolla é da classe sedan e todas as versões já lançadas desse carro contam com um bom desempenho nesse quesito. Nessa nova geração, há algumas especulações que o veículo vai contar com 173 cavalos, um motor de 2.0 e cerca de dez marchas diferentes. Sobre a questão de qual ou quais combustíveis serão utilizados neste modelo não se tem dados.

Informações sobre o design externo e interno desse automóvel

O Toyota Corolla 2020 sofreu algumas alterações em relação à versão anterior. Por exemplo, algumas notícias dão conta que o modelo mais novo é visualmente menor. Mas, pode-se dizer que a versão de 2020 é ainda mais sofisticada. Um dos pontos que mais chamam atenção é o desenho do capô junto com uma linha vertical. O capô está maior e ele foi cortado de forma que a extremidade dele chegue até as laterais do veículo. E o recorte também é mais arredondado. Têm-se duas linhas duplas que criam o desnível que está presente em tantos carros atualmente.

Já sobre a linha vertical, esse objeto foi colocado no final do capô. Essa linha serve para separar o logo da Toyota, deixando esse objeto em mais evidência em relação aos faróis. Aliás, um ponto que precisa ser mencionado é esse sistema de iluminação frontal. Os faróis colocados no novo Corolla, são formados por três partes, assim podemos citar. Têm-se duas partes iniciais compostas por duas luzes menores e depois ainda se tem uma luz maior e mais potente no final. A estrutura que acomoda os faróis possui um recorte diferente. No começo ela é estendida e ao final ela vai crescendo para cima e para baixo formando duas extremidades opostas.

A grade frontal é grande e lembra um retângulo. Ligadas à grade estão duas faixas com o mesmo desenho interno da grade, essas linhas também servem para colocar os outros dois pares de faróis. Aquele desnível presente no capô também pode ser observado perto da grade frontal e das portas do carro. O carro é um modelo com quatro portas e os vidros colocados nas portas lembram seguem a ideia de terem extremidades mais finas e o meio maior. O bagageiro é imponente, com recorte avantajado para frente e com um excelente espaço interno. Sobre as cores, algumas imagens revelam que esse carro foi fabricado em azul, branco, prata e vermelho. Não se tem informações sobre demais tonalidades.

Já sobre o espaço interno, o carro se mostra mais clean. Um ponto que chama atenção é a coloração interna, por exemplo, um dos modelos conta com um branco quase bege. Essa tonalidade está presente nos bancos, em boa parte do painel e também nas portas. Sobre o painel, o item de destaque é uma tela LCD maior do que as que estão presentes em outros carros. Ligada à tela está o sistema de som do automóvel. O volante é um modelo multimídia equipado com ainda mais botões. O painel foi dividido em duas partes, a parte superior foi pintada de preto e na parte de baixo é bege, ainda se tem o porta-luvas com um tamanho muito bom. Para separar o banco do motorista e do acompanhante, além do local que está a marcha se tem ainda uma divisão em couro. Os bancos são em couro.

Sobre o começo das vendas no Brasil e a informação sobre o preço do novo Corolla

Algumas notícias dão conta que esse carro vai ser vendido no Brasil a partir do segundo semestre de 2019. Já sobre o preço, o valor inicial deve ser de R$ 90.000,00. Para mais informações consulte: https://www.toyota.com.br.

Por Isabela Castro

Toyota Corolla 2020

Toyota Corolla 2020


A fabricante de automóveis SsangYong lançou a nova picape Rexton Sports, sendo uma atualização do anterior modelo Actyon Sports, o qual estava programado para aterrissar no mercado brasileiro a partir de março de 2018.

Uma das maiores fabricantes sul-coreanas de automóveis fez estrear, desde o ano de 2018, um novo modelo, cujo lançamento para o mercado brasileiro já estava pré-programado.

Trata-se da SsangYong, que lançou a nova picape Rexton Sports. Na realidade, ela é uma atualização do anterior modelo Actyon Sports, o qual estava programado para aterrissar no mercado brasileiro a partir de março de 2018.

Desde a atualização operada sobre o Korando e os demais crossovers Tivoli e XLV, junto da picape de cabine dupla, a companhia sul-coreana disponibilizou, na ocasião, o new SUV Rexton, o qual já estava na sua quarta geração.

Deste modo, a estreia da SsangYong Rexton Sports está baseada na existência do Actyon Sports, embora haja a alternativa de um chassi bem mais longo e de maiores dimensões, medindo até 5,40 metros no comprimento. Assim, este modelo de picape média alcança o mesmo espaço, em termos de tamanho, entre as concorrentes, dado que a sua atual irmã mede precisamente 4,99 metros no comprimento, ocupando um espaço um pouco acima do modelo Fiat Toro, em dimensões.

Vazado nos mesmos moldes da geração do tipo SUV Rexton, a caminhonete SsangYong Rexton Sports está sendo nomeada de “Musso”, no seio de alguns mercados, com a parte da frente elaborada em estilo mais fluído; munida de faróis duplos, que operam por LEDs diurnos, acrescida de nova grade tipo hexagonal e de um para-choque moldado em múltiplos níveis, nos apêndices estéticos.

A sua carroceria foi mantida tal como no modelo anterior, embora o santântonio seja maior e mais exclusivo. Em sua parte traseira estão instaladas novas lanternas; a tampa de sua caçamba está estilizada com vincos realçados no brilho e em alto relevo. O seu interior está bem mais aperfeiçoado e atualizado, em relação ao Actyon Sports.

No mercado da Coreia do Sul e demais outros, ele está equipado com o motor principal movido a diesel 2.2, desempenho de 187 CV e mais 42,7 KGFM. Está munido de câmbio automático em sete marchas. A outra alternativa é o motor 2.0, movido a gasolina. Os especialistas indicaram, naquele momento, que o propulsor seria o mesmo para os dois. O valor foi estipulado, na ocasião, em R$ 135 mil.

Assim, o novo Rexton consiste na quarta geração de SUV Top de Linha produzido pela companhia SsangYong. Elaborado e construído em uma nova carroceria, a partir de aços de alta resistência, suplementado de um super chassi reforçado, este utilitário esportivo está munido de sete lugares e surgiu com design mais atraente, contemporâneo. O interior é muito mais amplo e confortável, suplementado de revestimentos em couro legítimo e outros tipos de materiais, em excelente impressão de qualidade.

Está inteiramente aparelhado de luzes LEDs diurnas; de faróis para neblina tipo LED; de faróis tipo facho alto automático; de lanternas tipo LED; munido de rodas em aro raio 20 polegadas; são nove airbags; mais quatro opções em couro para os assentos; equipado com sistema multimídia de tela em 9,2 polegadas; munido de Android Auto e Car Play; sistema de monitoramento em 360 graus; os bancos dianteiros sãos ventilados; sistema de aquecimento para todos os assentos; o teto solar é elétrico; o banco do motorista possui três memórias.

O modelo SsangYong New Rexton possui 4,85 metros no comprimento; 1,82 metros na largura; 1,64 metros na altura e 2,86 metros no entre-eixos.

O motor é turbo a diesel de 2.2 Euro 6, desempenho de 181 CV e 42,8 KGFM de torque. São sete marchas e mais a tração em suas quatro rodas; os controles na tração; a estabilidade; o anticapotamento; o assistente de subida e de descida.

Por Paulo Henrique dos Santos

SsangYong Rexton Sports


Com visual de carro tunado, Chevrolet Cruze ganha em sua linha 2019 série Black Bow Tie.

O modelo Cruze da montadora Chevrolet em sua linha 2019 recebeu uma série chamada de Black Bow Tie a qual irá ser comercializada para os consumidores tanto em carroceria hatch como também em sedã. Esta nova variante tem como base a versão LT do modelo e vem com pacote escurecido quando se trata de sua parte visual, além de possuir também um pacote exclusivo de acessórios. De acordo com a montadora norte-americana, este lançamento será vendido, a princípio, em apenas em uma cor, a Preto Ouro Negro.

Valores Chevrolet Cruze linha 2019

Tanto a versão Sedan como a versão Hatch irão ser vendidas pelo mesmo preço. Veja abaixo os valores que serão praticados nas concessionárias da montadora da gravata borboleta:

  • Versão Cruze Sport6 LT e versão Cruze LT serão vendidas por R$ 96.790
  • Versão Cruze Sport6 Black Bow Tie e versão Cruze Black Bow Tie serão comercializadas por R$ 98.789
  • Versão Cruze Sport6 LTZ e versão Cruze LTZ serão disponibilizados por R$ 110.790

Visual escurecido

Quando se trata da parte visual do Cruze versão 2019, a versão possui a famosa gravata borboleta da Chevrolet tendo um fundo preto, suas rodas possuem tamanho de 17 polegadas, além também do emblema do modelo “Cruze” em cor mais escura, além também de um tapete em carpete. De maneira opcional, de acordo com o desejo do cliente, o lançamento pode também ser dotado de um sistema premium de som, da marca JBL.

Apesar das mudanças na aparência, o motor continua o mesmo

A linha 2019 do Chevrolet Cruze continua equipado com um propulsor Turbo Flex de 1.4 litros e com 16 válvulas, o qual tem a capacidade de produzir uma potência de 153 cavalos e um torque que chega a 24,5 kgmf ao ter em seu tanque etanol, já quando abastecido com gasolina a potência cai um pouco, atingindo a marca de 150 cavalos e um torque levemente abaixo, em 24 Kgfm. Todo esse conjunto irá estar acoplado com uma transmissão automática com seis marchas.

Lista de equipamentos de série

A lista de itens de série do modelo Cruze Black Bow Tie linha 2019 conta com os seguintes equipamentos principais: os acabamentos que são premium em seus bancos, painel e volante, sensor de estacionamento, câmera de ré e também uma central multimídia MyLink a qual tem compatibilidade com sistemas de smartphone Apple CarPlay e Android Auto, além do sistema exclusivo de telemática avançado OnStar.

Para a segurança dos ocupantes do Cruze Black Bow Tie

Na lista de equipamentos sobre segurança estão os freios ABS distribuição da força de frenagem (EBD) e frenagem de emergência (PBA), controle eletrônico de estabilidade e também de tração, controle de cruzeiro e direção elétrica progressiva.

Dentro desta lista ainda estão os seguintes itens de segurança: sistema isofix para que se realize a fixação de cadeirinha infantil no banco, fechamento e abertura dos vidros com acionamento por meio de controle remoto, sistema que irá monitorar a pressão de seus pneus e assistente para realizar partidas quando o veículo se encontrar em locais íngremes.

O gerente de Marketing do Cruze, Rogério Sasaki disse que a ideia da montadora é focar na demanda crescente dos consumidores brasileiros por carros que possuem acabamentos diferenciados, entretanto que ainda prezam por algo original, o que acaba por agregar valor final ao veículo.

Essa versão é um dos últimos lançamentos antes que o Cruze se “despeça” com o atual visual, isto porque o facelit da geração atual irá desembarcar no mercado em meados deste ano.

Por Filipe Silva

Chevrolet Cruze Black Bow Tie 2019

Chevrolet Cruze Black Bow Tie 2019


Modelo chegará às concessionárias dos EUA entre abril e junho de 2019.

O Jeep Gladiator é uma pick-up de médio porte que foi apresentada ao mundo no Salão do Automóvel de 2018 em Los Angeles, no estado americano da Califórnia há pouco mais de 2 meses (em 28 de novembro de 2018). A Jeep usará a base na mesma plataforma do Wrangler JL. Ela será a primeira pick-up da Jeep desde que o Comanche foi descontinuado há 27 anos (em 1992).

A Jeep iniciará o modelo pelo ano de 2020. Ele está chegando com uma promessa de entregar uma combinação de utilidade e algumas características que pertencem à marca Jeep. Isso pôde ser confirmado pelo líder da marca na América do Norte, Tim Kuniskis. Ele afirmou que a pick-up seria “imediatamente reconhecida como um Jeep” e que ela “representa o que há de mais novo” nesse tipo de veículo.

O Gladiator 2020 virá em quatro acabamentos, são eles: Overland, Rubicon, Sport e Sport S+. O carro será produzido em Toledo. Mas não é a cidade do interior do Paraná. E a Toledo americana, no estado de Ohio, Estados Unidos. Ele chegará às concessionárias da Jeep do país mais rico do mundo no segundo trimestre de 2019.

Design (grades)

A equipe responsável pelo design manteve a grade de 7 fendas do Wrangler. Porém, dessa vez as fendas estão mais largas a fim de aumentar a vasão de ar para auxiliar o motor. Esse é um fator muito importante devido ao aumento da capacidade de reboque. A parte superior da grade estará com uma suave inclinação a fim de melhorar a aerodinâmica.

3 coisas a saber sobre o Gladiator

Aqui estão 3 coisas que sabemos sobre o Jeep Gladiator 2020

1 – Ele vai utilizar um motor v6, assim como o Wrangler JL

Assim como seu antecessor, o JL Wrangler, podemos esperar que o Jeep Gladiator use o motor a gasolina Pentastar V6 de 3,6 litros. Este motor Chrysler V6 vai produzir 285 cavalos (212 quilowatts) de potência para o carro, com opção de câmbio manual de seis velocidades ou oito velocidades automáticas. Provavelmente haverá também um motor opcional de 270 cavalos (201 quilowatts), turbo de 2.0 litros em linha, e um motor a diesel V6 a ser lançado mais para frente.

2 – Confira a tecnologia que ele terá

Talvez essa seja uma das razões pelas quais a Jeep decidiu não lançar a pick-up no início dos anos 2000: a tecnologia ainda não estava suficientemente avançada. Mas agora parece que está.

O novo Gladiador terá a mesma tecnologia disponível no Wrangler, e uma apresentação de revendedor vazada confirmou isso. Ele terá compatibilidade para dispositivos móveis com iOS da Apple, através do Apple CarPlay e dispositivos móveis com Android, através do Android Auto.

O carro provavelmente compartilhará os mesmos tamanhos de tela com o Wrangler atual: uma tela sensível ao toque de 5 polegadas (12,7 cm) de diagonal, uma tela sensível ao toque de 7 polegadas (17,7 cm) de diagonal ou uma tela sensível ao toque de 8,4 polegadas (21,3 cm) de diagonal. Ele também terá “Sistemas de segurança avançados de próxima geração”, de acordo com a apresentação.

3 – Ele terá uma capacidade de reboque de 3.470 kg

Além de ter as mesmas opções de motor que o JL Wrangler oferece, o Jeep Gladiator também terá capacidade de reboque muito boa. De acordo com o comunicado de imprensa vazado da Jeep, ele vai rebocar até 3.470 kg e transportar até 725 kg de carga útil, ambas as quais são "as melhores da categoria".

Ele também oferecerá as mesmas caixas de transferência, eixos, travas de diferencial eletrônico opcionais e desconexão da barra de balanço frontal eletrônica disponíveis no JL Wrangler.

Lançamento no Brasil

Por ser um carro de nicho, é muito difícil que seja lançado no Brasil. E mesmo se for, não será com as mesmas especificações dos lançamentos americano e europeu.

Por Bruno Rafael da Silva

Jeep Gladiator 2020

Jeep Gladiator 2020

Jeep Gladiator 2020


O novo Classe A Sedan da Mercedes-Benz estará um nível acima do CLA e custará a partir de R$ 150 mil.

No ano passado, a edição do Salão Internacional do Automóvel na cidade de São Paulo foi bastante movimentada para a montadora Mercedes-Benz. A marca utilizou o evento para divulgar diversas novidades que estarão presentes no mercado, que dentre estas estará a quarta geração do modeloClasse A, que contará com duas versões diferentes, sendo o sedan inédito e também o hatch. O modelo possui previsão de chegada para o segundo trimestre deste ano. De acordo com apurações realizadas, acredita-se que a versão de entrada do modelo A200 irá custar aproximadamente R$ 150 mil, mais especificamente R$ 149.900. Já a versão mais cara irá ser entregue por R$ 170 mil.

Isto é, estará acima do CLA com valor mais barato, entretanto é válido ressaltar que o cupê com quatro portas não chegou a entrar em sua nova geração ainda. O modelo se encontra nas últimas fases de testes e neste ano já foi flagrado pela primeira vez, embora que estivesse ainda sob um grande disfarce.

Ao contrário do hatch, o modelo Classe A A200 sedan será equipado com um propulsor turbo de 1.3 litros e com quatro cilindros com capacidade de gerar 163 cavalos de potência e um torque de 25,4 kgfm. Até o momento, ambas as versões irão fazer uso deste motor, porém estão previstos outros com maior potência.

E a marca alemã não quis saber de perder tempo. Já ao decorrer do Salão do automóvel, foi iniciado o período de pré-venda de sua versão de lançamento, conhecida como A250 Lauch Edition, que será limitada em somente 100 unidades. O motor que irá equipar cada uma delas é um turbo de 2 mil cilindradas, com uma potência de 224 cavalos e será vendida por R$ 199.900. Os veículos que foram adquiridos durante o evento em São Paulo já começaram a ser entregues no mês de dezembro do ano passado, já os que foram comprados após o término do evento estavam previstos para chegarem agora no mês de janeiro.

Além desta versão em edição limitada, irá desembarcar no próximo mês nas concessionárias da marca o modelo Mercedes Classe A Vision, uma versão de série deste. Suas configurações serão iguais as que estão presentes na Lauch Edition que já foi lançada, porém não irá contar com os itens mais esportivos de acabamento presentes nela. Além disso, o valor de venda da versão Vision é um pouco mais baixo também, onde a carroceria hatch irá custar R$ 194.900.

O Mercedes Classe A novo com carroceria hatch foi desenvolvido um pouco maior se comparado com a sua geração anterior, agora ele conta com 4,14 m em seu comprimento, 1,79 m em sua largura e 1,44 m na sua altura. De acordo com informações da própria montadora, o veículos se desloca de 0 até 100 km por hora em apenas 6,2 segundos.

Já a carroceria sedan possui seu comprimento a marca de 4,55 metros. O veículo possui alta quantidade de tecnologia e possui um grande destaque que são os seus recursos tecnológicos de inteligência artificial, que permite, por exemplo, que o condutor ou os ocupantes do veículo conversem com uma assistente pessoal do veículo, da mesma maneira que ocorre com a Siri no smartphone desenvolvido pela Apple. Tal recurso irá ser disponibilizado paras as duas versões de carroceria, tanto a hatch quanto o sedan.

O modelo possui a grande possibilidade de ser nacionalizado, sendo produzido na fábrica que fica na cidade de Iracemápolis, no interior do estado de São Paulo.

Por Filipe Silva

Mercedes-Benz Classe A Sedan

Mercedes-Benz Classe A Sedan


O novo modelo Lexus UX irá chegar às concessionárias tendo a grande missão de fazer com que a marca fique mais próxima de seus consumidores premium, os quais ainda estão a começar sua vida neste segmento de carros SUVs.

A montadora Lexus já confirmou o desembarque do crossover UX, sendo o menor modelo da fabricante japonesa de luxo, que apresentou recentemente a nova geração do LS 500h. O carro esportivo é produzido em cima da plataforma TNGA (GA-C) e bem parecido com o modelo C-HR da Toyota, o qual não irá vir mais para o mercado brasileiro, de acordo com a marca nipônica, que tem preferência na adaptação, para o mercado nacional, do conceito da Daihatsu.

O novo modelo Lexus UX irá chegar às concessionárias tendo a grande missão de fazer com que a marca fique mais próxima de seus consumidores premium, os quais ainda estão a começar sua vida neste segmento de carros SUVs. Neste momento, ainda não se tem ideia do preço que custará o carro no mercado nacional, porém tem a promessa de que terá um preço competitivo, tendo em vista que o modelo NX, por exemplo, inicia no valor de R$ 215.800. Isto é, o seu alvo, de fato, serão os modelos Volvo XC40, Mercedes-Benz GLA, Audi Q3 e BMW X1.

Contando com uma aparência bem agressiva, o novo Lexus UX possui uma grade em formato “X” e uma boca grande em sua parte inferior, assim como os faróis cerrados que possuem lâmpadas com tecnologia LED diurnos no formato de seta e também múltiplas lentes também em LED em seu projetor. Nas laterais possuem grandes aberturas na posição vertical o que chama bastante a atenção de quem olha para ele. Equipado com janelas pequenas, com sua linha de cintura um pouco elevada e também colunas C bem grossas, o novo modelo da Lexus possui um design bem robusto, se destacando por suas saias de rodas, as quais buscam uma maior fluidez.

Na parte de trás do carro, o Lexus UX conta com lanternas com tecnologia LED unidas através de um feixe central com suas extremidades fortemente ressaltadas. Olhando para sua tampa do porta-malas é possível ver que ela se une com o para choque se tornando uma peça apenas, ao mesmo tempo que moldura na parte baixa acaba por se projetar com detalhes na cor preto brilhante. Tem um foco maior no asfalto, fazendo com que o crossover se aproxime bem da proposta adotada pelo X2 e também pelo GLA. As suas dimensões são de 4,49 m no comprimento, 1,52 m em sua altura, a largura é de 1,84 m e seu entre eixos é de 2,64 m.

Olhando a parte interna, o UX da Lexus possui um espaço com diversos detalhes muito interessantes, como por exemplo, os comandos satélites que estão presentes em seu painel, logo acima do quadro de instrumentos. O qual é digital, por sinal, conta com certas configurações visuais. A central multimídia possui um display estreito e conta com diversos comandos físicos em seu conjunto frontal. Possui touch pad e seu túnel é bem largo. O banco do condutor do veículo é elétrico e possui memórias de posição, além do volante que possui aspecto bem interessante.

O modelo é equipado com um propulsor Dynamic Force com duas mil cilindradas aspirado, o modelo UX consegue gerar uma potência de 170 cavalos e possui um câmbio Direct Shift-CVT, o qual faz uso de engrenagens em suas saídas com o objetivo de dar uma resposta melhor para seu acelerador, assim eliminando o famoso escorregamento do câmbio CVT nesse contexto, porém durante a condução, somente as correias e as polias é que atuam. Uma variante híbrida possui a capacidade de entregar uma potência de 180 cv, porém não combinados.

Por Filipe Silva

Lexus UX 2019

Lexus Ux 2019


O modelo hatch será vendido em duas versões, a EX e a LX, as quais serão comercializadas com propulsor 1.6 Flex.

O novo Kia Rio foi homologado e está prestes a chegar ao mercado brasileiro. O modelo hatch será vendido em duas versões, a EX e a LX, as quais serão comercializadas com propulsor 1.6 Flex. O veículo que será comercializado no Brasil irá ser importado do México.

Sobre os testes

O modelo Rio da Kia já passou por testes em território brasileiro, os quais foram iniciados no mês de outubro do ano de 2017, data esta em que o modelo foi flagrado. O hatch da marca sul coreana será comercializado com o mesmo propulsor flex de 1.6 litros que é utilizado no Hyundai HB20.

Conheça o motor do novo Kia Rio

O motor de 1.6 litros possui 16 válvulas e tem a capacidade de render uma potência de 122 cavalos, os quais são entregues a 6 mil giros e também 16,3 kgfm de torque ao atingir 4.500 giros, isto quando se faz uso de gasolina. Já quando o modelo for abastecido com etanol os dados mudam um pouco, aumentando a potência para 128 cavalos ao atingir 6 mil rotações, além de um toque de 16,8 kgfm em 4.500 rotações. Este conjunto mecânico irá funcionar de maneira conjunta com um câmbio manual com seis marchas ou então um câmbio automático com a mesma quantidade de velocidades.

Conheça seu consumo

Conforme um relatório divulgado pela Conpet/Inmetro, o Kia Rio possui um consumo, ao fazer uso do câmbio manual e também ao estar abastecido com etanol, de 7 km por litro, ao trafegar em perímetro urbano, já em perímetro rodoviário o consumo é de 9,4 km para cada litro. Ao possuir gasolina em seu tanque o consumo muda para 10,2 km por litro ao rodar dentro da cidade, já na estrada o consumo atingir a marca de 13,8 km para cada litro.

Ao ser equipado com transmissão automática e ter seu tanque abastecido de etanol seu consumo dentro da área urbana é de 7,2 km/l e de 9,3 km/l ao trafegar nas rodovias. Ao ter gasolina em seu tanque, o consumo em trecho urbano atinge a marca de 10,5 km/l e de 13,4 km/l na rodovia.

O Kia Rio no mercado

O Kia Rio será montado no México e será vendido no mercado brasileiro acima do Kia Picanto e irá brigar no mercado juntamente com os premium compactos Volkswagen Polo, Fiat Argo, Hyundai HB20, Citroën C3, Peugeot 208 e Ford New Fiesta.

Suas dimensões

O novo modelo da Kia possui no seu comprimento 4,06 metros, o seu entre eixos conta com 2,58 m, largura de 1,72 m e altura de 1,45 m. Sua construção será feita sobre a plataforma YB.

Lista de equipamentos

A sua lista de equipamento conta com diversos itens de série, os quais deverão estar presentes nas versões comercializadas no mercado brasileiro como, por exemplo, direção elétrica, ar-condicionado, rodas de liga leve, alarme, vidros elétricos, sistema Start e Stop e retrovisores com ajustes elétricos. Quando se trata de segurança o Kia Rio possuirá Hill Assist, seis airbags, controles de estabilidade e tração.

Em sua parte frontal, o Kia Rio possui uma grade no formato “nariz de tigre”, a qual integra seus faróis que foram projetados para aparentar mais agressivo. Seus faróis de neblina foram mudados para a parte mais externa, aumentando a largura visual de sua fachada frontal, além de uma linha inferior rodeando sua cabine interna oferecendo melhor visibilidade aos passageiros e condutor. Em sua traseira há lanternas horizontais invadindo a tampa de seu porta-malas.

O Kia Rio possui um sistema de som com seis alto-falantes, rádio via satélite, além de uma câmera traseira. O hatch na versão EX possuirá uma central multimídia com tela sensível ao toque de 7 polegadas que integra os smartphones

Por Filipe Silva

Kia Rio 2019

Kia Rio 2019


Saiba em quais situações você precisará utilizar a nova placa padrão Mercosul em seu veículo.

Aos poucos os brasileiros já estão conhecendo o novo sistema de placas de veículos. Estamos falando das placas que possuem o padrão Mercosul que já podem ser encontradas no estado do Rio de Janeiro e gradativamente devem chegar a todos os estados brasileiros.

A novidade tem despertado muitas dúvidas entre os proprietários de veículos. Por isso, se você possui alguma dúvida acerca desse novo sistema de placas, neste artigo esclareceremos as principais dúvidas.

Quais os carros que já devem ser equipados com a nova placa?

A princípio, a obrigação é para carros novos saídos de fábrica. Os veículos que tiverem que ser transferidos entre proprietários também devem adotar as novas placas, assim como aqueles veículos que forem transferidos de municípios.

Outras situações que exigem a nova placa?

Se o veículo mudar de categoria, por exemplo, de táxi para carro de passeio, a placa deve ser trocada para a nova. Caso ocorra algum problema com a placa atual, seja por reprovação na vistoria, danos ou ilegibilidade, também será adotada a nova placa.

E se eu gostar da nova placa e quiser trocar a do meu veículo. É possível?

Sim. É possível fazer a troca voluntária da placa. Contudo, o estado onde o veículo é emplacado já deve ter adotado o novo sistema de emplacamento.

Se o meu carro não estiver em nenhuma dessas situações descritas acima, significa que não será preciso trocar a placa?

Sim. Não será necessário. Porém, é um projeto do Denatran, que daqui a alguns anos todos os veículos em circulação no país estejam com esse novo sistema padronizado de placas. Mas isso será ao longo dos anos.

Existe uma estimativa de tempo para a troca de placas em todos os veículos?

Sim, não é nada certo, mas é esperado que até o ano de 2023 toda a frota de carros do país já esteja padronizada.

O Novo sistema de placas padronizadas já está valendo?

Sim. Inicialmente o prazo inicial era o mês de dezembro do ano de 2018, mas ocorreram alguns contratemos que impediram a sua implantação, mas foi determinado pelo Denatran que o prazo final para o Rio de Janeiro será o dia 30 do mês de junho deste ano.

Além do Rio de Janeiro algum outro estado já aderiu ao novo emplacamento?

Sim. Já aderiram ao sistema os estados de Espírito Santo, Amazonas, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Paraná.

Quanto irá custar esse novo emplacamento?

De acordo com o informado pelo Detran, os valores podem se diferenciar entre os estados. Inicialmente foi anunciado que o valor seria o mesmo do sistema antigo, mas para facilitar para os proprietários os valores reduziram. Por isso, em relação ao valor do Rio de Janeiro temos os valores de R$64,60 para motos e R$ 193,84 para veículos.

Como será a nova placa?

Em relação ao tamanho a nova placa possui o mesmo tamanho das placas antigas. Ou seja, não será preciso nenhum reparo no veículo para a recepção da placa nova. Em termos de aparência, a nova placa conta com um fundo em branco. A inscrição é composta por três números e quatro letras, que serão distribuídos de forma aleatória. A cor da inscrição vai servir para indicar a categoria do carro. Dessa forma temos a cor vermelha para carros de aluguel e comerciais, preta para carros particulares, azul para veículos oficiais, verde para carros de testes, prata para carros de coleção e os carros diplomáticos contarão com a cor dourada. Além disso, a placa terá o emblema do Mercosul e a bandeira do Brasil. Sem falar do QR um código digital, que representa mais segurança para os veículos.

Como se pode ver o novo sistema de placas com padrão Mercosul não é nenhum bicho de sete cabeças e os proprietários de veículos terão muito tempo para se adaptarem e nem precisarão pagar caro por isso.

Por Ana Paula

Placa Mercosul


O Hyundai de luxo está com um visual ainda mais moderno e mais sério, como esperado de um carro tão elegante e fino.

A espera pela estreia do novo modelo Hyundai Azera nas concessionárias do Brasil está cada vez menor, pois a previsão é que o automóvel chegue ao território nacional já no começo de2019, em janeiro.

Equipado com um motor 3.0 V6 a gasolina com 250 cavalos (cv) de potência (o equivalente a 186 quilowatts), com o auxílio de uma transmissão automática de seis velocidades, revelou uma paixão por tecnologia, detalhe que ficou evidente em suas alterações.

O Hyundai de luxo está com um visual ainda mais moderno e mais sério, como esperado de um carro tão elegante e fino. O preço também é rebuscado, ganhando assim um público diferenciado dos mais populares no mercado automobilístico vigente, por isso, ele é merecedor de mais atenção. Deixando de lado a antiga aparência conservadora, o Azera mudou bastante, passando a exibir uma nova grade dianteira no estilo cascata, faróis com LED e rodas de liga leve com 19 polegadas em seu exterior. Desde o seu lançamento em 1986, não houveram alterações no padrão estabelecido de suas lanternas traseiras que são interligadas entre si, preservando dessa forma, a tradição, personalidade e charme do sedan.

O veículo terá apenas uma versão no comércio automotivo brasileiro, carregando consigo em suas definições de fábrica uma central multimídia com 8 polegadas, sensores de presença na abertura do porta-malas, painel de instrumentos nomeado por “SuperVision LED” com 4,2 polegadas e, por fim, o Wireless Charger, uma tecnologia capaz de carregar celular sem a utilização de fios. Além disso, o modelo sul-coreano já vem com cortinas retráteis manuais nos vidros da lateral, cortina retrátil elétrica nos de trás, controles eletrônico de tração e estabilidade e também aquecimento nos bancos traseiros e dianteiros em sua lista de equipamentos.

Para garantir a proteção dos passageiros e a do motorista, os itens de segurança são unidos à tecnologia, possuindo um sistema de monitoramento de ponto cego e um seletor de modo de condução. Ainda falando de tecnologia, o novo Hyundai Azera dispõe de um maravilhoso teto solar panorâmico e um sistema de som “Infinity”.

No ano passado, em 2018, o automóvel já havia sido equipado com adaptações capazes de garantir a segurança daqueles que o utilizam, usufruindo de um sistema Lane Assist, que é ativo automaticamente aos 65km/hr e desativado se a velocidade foi diminuída a ponto de chegar abaixo de 60km/h, esse equipamento serve para auxiliar o motorista na condução com o objetivo de evitar que o veículo se desvie de sua faixa e ainda mantém a capacidade de corrigir algumas pequenas alterações no volante. Para deixar o modelo único ainda mais completo, é apresentado um piloto automático inteligente, radares e câmeras em volta, alerta de atenção do motorista e um sistema chamado de Advanced Smart Cruise Control.

Internamente, a alta qualidade do Azera se mantem no acabamento, fazendo o uso de uma mistura sublime entre madeira, couro e alumínio na composição dos componentes de série que certamente o deixaram com um ar mais contemporâneo e extraordinário, e olha que ainda nem foi mencionado os retrovisores que estão preparados para eliminar os pontos cegos, volante com aquecimento e bancos que proporcionam ajustes elétricos.

Nada menos era esperado da empresa Hyundai, a fabricante de automóveis que foi fundada no ano de 1967 e até hoje carrega o título de maior fábrica de automóveis do mundo, chegando a fabricar um pouco mais de 1 milhão de automóveis anualmente. Como se isso já não bastasse, ela segue progredindo no quesito modernidade, o que não é nenhuma surpresa, já que a palavra “Hyundai” tem o significado de “moderno”. Fundada no Brasil há apenas 6 anos, em Piracicaba, no interior de São Paulo, a marca segue conquistando o coração dos brasileiros a cada novidade lançada.

Por Fabio Santos

Hyundai Azera 2019

Hyundai Azera 2019


A 6ª geração para os americanos e a 2ª para os brasileiros, o Camaro SS 2019 chega ao mercado com muitas novidades, a principal delas é o câmbio de 10 marchas, igual ao de seu principal rival: o Ford Mustang.

Este ano de 2019 será um período muito especial para a GM. É que os principais modelos da marca serão relançados e a expectativa de vendas é forte por conta disso.

Um dos novos modelos a saírem dos fornos da Chevrolet neste ano é o Camaro SS 2019. Embora seja um carro lançado há poucos anos no Brasil, o muscle car fez sua primeira aparição nos EUA, mais precisamente nos anos 60. Ao longo dos anos, o Camaro possuiu várias roupagens e visuais. Dos mais tradicionais até os mais ousados. Agora na nova versão, será possível encontrar características bem diferentes da comercializada atualmente.

Saiba o que irá mudar neste grande lançamento da General Motors para 2019.

Novo Camaro SS 2019 – Design e cores

Essa versão foi lançada dias antes de acontecer o Salão do Automóvel em novembro de 2018, na cidade de São Paulo.

O design deste novo modelo ganhou destaque na parte frontal, com grades amplas, que se estendem de um farol a outro. Falando nos faróis, eles dispõem de um formato diferente do modelo anterior. Além disso, ao centro uma barra preta carrega o emblema da Chevrolet, o que deixou o modelo visivelmente mais elegante.

Sendo um carro imponente, o Camaro leva a fama de possuir tonalidades fortes, como o vermelho e o amarelo. Este último ficou famoso no universo sertanejo, sendo protagonista de um sucesso musical no Brasil. Para os amantes de amarelo, a cor ainda permanece entre as seis do novo Camaro 2019. Mas a nuance será outra, desta vez o escolhido foi um tom mais puxado para o verde: o Amarelo Persa.

Novo Camaro SS 2019 – Semelhanças com o Ford Mustang

O Ford Mustang ainda continua sendo o preferido pelos norte-americanos e o principal rival do Camaro. Entre as principais mudanças do muscle car da GM, é o câmbio semelhante ao do Mustang, com transmissão automática de 10 marchas.

Outro detalhe que o Camaro ganhou igual ao modelo da Ford, foi o bloqueio das rodas traseiras. Com isso, os pneus podem ser “queimados”, e fazer aquela nuvem de fumaça, sucesso em competições de arrancadas.

Motor do Novo Camaro SS 2019

A versão manteve os 461 cavalos e o motor V8 de 6.2 litros, 16 válvulas. Mas no painel é possível configurar para que opere somente com 4 válvulas, diminuindo o consumo de combustível. Ainda na parte mecânica, a versão tem um novo sistema de arrancada, onde permite uma arrancada mais potente, após passar dos 2000 giros. E não para por aí, a suspensão foi reforçada, para dar mais estabilidade as barras ficaram maiores, freios italianos e uma carroceria com maior rigidez.

Novo Camaro SS 2019 – Desempenho e Consumo

Quem compra um Camaro quer velocidade. O desempenho das duas versões de 2019, Coupe e Conversível, é ótimo. Basta 4,2 segundos para ir de 0 a 100km/h. O máximo que o velocímetro pode atingir é a marca de 290km/h.

Com toda esta potência, quanto o novo Camaro 2019 gasta de combustível? Ambas as versões, Coupe e Conversível, fazem a mesma média: 5,6km/L dentro da cidade e 8,0km/L nas rodovias.

Novo Camaro SS 2019 – Preço

O preço deste novo Camaro 2019 ainda não foi divulgado. É possível que isso aconteça entre o fim de janeiro e início de fevereiro de 2019, quando dará início a comercialização do esportivo.

Para se ter uma base, o modelo atual do Camaro Coupe custa em média R$ 315 mil, enquanto a versão Conversível, em média R$ 350 mil.

Por Priscila Garcia

Chevrolet Camaro SS 2019

Chevrolet Camaro SS 2019


Este veículo foi elaborado e estruturado por meio do conceito do Chery TX, sendo que o Tiggo 7 vai iniciar uma nova etapa na série, no que tange ao estilo na marca

Uma das maiores companhias chinesas está com nova estreia no mercado internacional. Trata-se de um moderno e super equipado modelo, tipo SUV de médio porte, o Tiggo 7. O inédito veículo chega ao mercado para encarar o chamado Jeep Compass e a sua marca.

O novo modelo faz parte do segmento competitivo de SUVs, produzidos pela Caoa Chery. O New Tiggo 7 estreou ano passado, 2018, durante uma sessão no Salão do Automóvel. A princípio este automóvel estava programado para ser importado da China, entretanto, este SUV de médio porte será produzido na sede da CAOA, no município de Anápolis, no Estado de Goiás, a partir deste mesmo ano de 2019.

Este veículo foi elaborado e estruturado por meio do conceito do Chery TX, sendo que o Tiggo 7 vai iniciar uma nova etapa na série, no que tange ao estilo na marca. O seu design externo está muito mais moderno e vazado em forma mais equilibrada, com relação aos modelos anteriores.

Ele é produzido sobre a chamada plataforma modular T1X. Trata-se, portanto, de um SUV médio que mede oficialmente 4.505 mm em comprimento; são 1.837 mm em largura e mais 1.670 em altura, com o Entre Eixos em 2.670 mm. Possui um porta-malas com capacidade para até 414 litros, ocupando um espaço na altura dos vidros, sendo que essa capacidade chega a 1.100 litros, quando o encosto do banco traseiro for rebatido.

Exatamente como os anteriores veículos da série, o Tiggo 7 está aparelhado com um motor tipo 1.5 turbo, Flex, munido do chamado comando variável, apresentando desempenho de 147 – 150 CV, respectivamente com etanol e gasolina, além de 21,4 kgmf em torque, movido a ambos os combustíveis. Está munido de um câmbio automático em dupla embreagem, de seis marchas.

Com relação ao seu design interior, o novo veículo atinge um ponto de destaque devido à boa qualidade dos materiais e peças utilizados na sua montagem.

Deste modo, o modelo Tiggo 7 está munido de todos os equipamentos e acessórios disponíveis no anterior Tiggo 5x, suplementado pelas seguintes especificações:

A lanterna traseira de tipo LED; o sistema de ar-condicionado automático tipo dual zone; possuir os retrovisores externos equipados com a função de rebatimento elétrico; os bancos dianteiros possuem função de aquecimento; as rodas são de liga leve, em aro rio 18 polegadas; possui sensores de estacionamento, tanto dianteiro quanto traseiro; o sensor de chuva; possui um teto solar tipo panorâmico; a função de alerta de fadiga e mais o sistema de monitoramento para o ponto-cego.

São especificações que tornam este modelo mais completo, e mais seguro, por conseguinte. A função de monitoramento de ponto-cego pode salvar muitas vidas no trânsito, na atualidade.

Este é um dos mais modernos automóveis produzidos no mercado internacional de veículos.

Em realidade, cerca de 60% de toda a sua estrutura é produzida com aço de alta resistência, já que se trata de um modelo utilitário previamente coroado com as cinco estrelas concedidas nos testes do chamado C-NCAP, que é a agência chinesa de avaliação sobre os níveis de segurança proporcionados pelos automóveis produzidos no país.

Entre outras especificações relevantes de que está munido, é possível citar a sua suspensão de tipo Multilink, instalada na parte traseira e o sistema de freios a disco, em suas quatro rodas. Os testes registraram que este novo SUV freou na velocidade 100 km/h até atingir completa imobilidade no espaço recorde de 39,7 metros, conforme os dados divulgados pela própria companhia Chery.

Por Paulo Henrique dos Santos

Chery Tiggo 7 2019

Chery Tiggo 7 2019


O modelo é um veículo utilitário, tipo esportivo, produzido pela marca chinesa, o qual marcou presença intensa na apresentação de estreia no seu país de origem.

A companhia Chery Automobile consiste em uma indústria automobilística estatal oriunda da China, famosa por seus consistentes modelos de automóveis.

Recentemente, a empresa fez lançar o novo modelo intitulado Chery Tiggo 8. Trata-se do título oficial deste novo veículo utilitário, tipo esportivo, produzido pela marca chinesa, o qual marcou presença intensa na apresentação de estreia no seu país de origem. Ele é fabricado sobre a chamada plataforma modular de T1X, constituindo um SUV munido de sete lugares, o qual vai ocupar o patamar de Top de Linha em toda esta série de SUVs resultantes da fabricante de Wuhu.

Outra especificação compartilhada dentro da base onde foram produzidos os Tiggo 5x e Tiggo 7, este novo Chery Tiggo 8 está vazado em conformidade com muitos dos elementos estéticos dos dois SUVs, acima citados, o quais foram estruturados em porte compacto e médio.

A partir daquela pré-apresentação, a grande companhia não fez revelar, a princípio, mais detalhes a respeito deste novo modelo. Apesar disso, muitos especialistas angariaram mais dados por meio de flagras e informações advindas de fontes internas, que evidenciam que modelo chegou ao mercado automobilístico chinês aparelhado de motorização tipo 1.5 Turbo, com desempenho de 147 CV, suplementado por uma transmissão manual ou pela alternativa de dupla embreagem, ambas em seis marchas.

Alguns apostam na expectativa da presença de um motor tipo 1.6 T-GDI, muito mais possante. O Chery Tiggo 8 possui os seguintes atributos:

Possui a parte dianteira mais elevada, equipada com faróis tipo LED, duplos; nova grade frontal imponente e basicamente quadrada, em conformidade com o novo design de seu para-choque, sendo que o desenho da abertura central é visualmente similar uma grande boca com as presas cravadas numa barra metálica, a qual é o próprio friso cromado, também equipado de iluminação tipo LED, suplementada pela função luz de neblina.

A estrutura da carroceria obedece a um design muito contemporâneo e ocidental, estilizado em uma queda suave de seu teto sobre a parte traseira, mais um friso cromado impresso sobre as janelas. Há, também, acabamentos de feixes cromado na base de todas as portas, como um toque de refinamento ao SUV, ou cereja do bolo.

Na parte traseira, o Tiggo 8 está equipado de lanternas são de LED, cujo conjunto está unido por uma clássica barra vermelha, na qual está fixado o novo logotipo desta marca oriental. O detalhe da peça do para-choque está vazado em molduras bem mais volumosas em suas laterais, repletas de refletores e luzes para neblina, completando todo este belo visual as duas saídas falsas do escape.

Está equipado com grandes rodas de liga leve, sendo de aro raio 19 polegadas. A parte interior não foi revelada ao público, entretanto, alguns modelo flagrados nos testes apresentam um Chery Tiggo 8 munido de um painel equivalente ao que estão instalados nos modelos Tiggo 5x e Tiggo 7.

O Tiggo 8 certamente compartilha muito mais especificações do que o que é produzido sobre a plataforma, sobretudo no que tange à instrumentação; à multimídia e demais itens que compõem seu acabamento.

Sua comercialização no Brasil dependerá, em parte, de uma renovação portfólio de produtos da marca chinesa por aqui, sob a responsabilidade da CAOA Chery. Sendo está uma oportunidade ímpar para o fabricante sino-brasileiro poder avançar nas vendas e poder conquistar um espaço definitivamente.

Deste modo, a dita plataforma T1X poderá facilitar a introdução destes três modelos, os quais poderiam ser produzidos na unidade localizada em Anápolis, no Estado de Goiás, no cerne das dependências da fábrica da CAOA, estando o chamado crossover Tiggo 2 em produção na cidade Jacareí, Estado de São Paulo.

Por Paulo Henrique dos Santos

Chery Tiggo 8 2019

Chery Tiggo 8 2019


O veículo foi completamente reformulado, contando com um magnífico desenho das colunas totalmente novo.

A espera pelo novo Chevrolet Prisma 2020 ficou ainda menor, o carro que antes chegaria ao mercado brasileiro no final de 2019 para início de 2020 foi antecipado de novo.

Na primeira antecipação, ele passaria a ser comercializado em julho e agora será vendido já no segundo semestre deste ano, bem mais cedo o que todos esperavam. A primeira revelação do carro derivado da plataforma GEM (Global Emerging Market, uma plataforma aprimorada de onde sairão vários automóveis que hoje são vendidos pela Chevrolet na Índia, Brasil, China, México e outros mercados internacionais) e desenvolvido em parceria com o fabricante chinês SAIC, foi feita através de fotos que o flagraram rondando pela China e prossegue em sessões de testes no Brasil, pelo menos é isso que indicam alguns dos flagras do automóvel no Piauí e a frequência de entrega de peças em grande escala industrial pelos fornecedores da empresa.

A identidade no modelo será um pouco desconectada de seu antecedente, mas sem perder o visual vigente da marca, que é inspirada em peso no famoso e gracioso Camaro, todo esse cuidado, esforço, capricho e testes de protótipos e rolagem causam um pequeno atraso no desenvolvimento, porém, em contra partida, para a alegria dos fanáticos por carros, isso aumenta os flagras e ajuda para que todos fiquem por dentro de tudo que está sendo bolado por trás das cortinas. Apesar de sempre usarem algum tipo de camuflagem para dificultar a análise, é possível ver perfeitamente o perfil e o formato das portas, o que é mais do que suficiente (para aqueles que entendem do assunto) para perceber um aumento interessante nas dimensões e eixos.

De uma forma incrível e difícil de acreditar até que esteja diante dos próprios olhos, o veículo foi completamente reformulado, contando com um magnífico desenho das colunas totalmente novo. A tampa do porta-malas terá lanternas, e a placa de identificação irá se alojar no para-choque. O hatch obtém agora as laterais vincadas, juntamente a linha de cintura alta. Ainda se mantendo fiel ao visual desejado pela marca, para ajudar na descida do total do vidro da porta de trás, a porta traseira gozará de um vidro espia e a traseira mantém o mesmo padrão.

A probabilidade de que o projeto brasileiro seja diretamente baseado no chinês é grande, pois ao se comparar o formato dos retrovisores externos (uma das coisas que ficou bem evidente pelas imagens dos flagras) dos protótipos que foram desmascarados dentro do Brasil com aquelas igualmente vazadas no território da China, são obviamente iguais e até leigos no assunto podem notar isso com uma simples olhada nas fotos. Então é esperado que a versão aqui siga as mesmas dimensões do modelo chinês, que tem 7 centímetros a mais que o modelo anterior nos entre-eixos e apenas 1 cm de comprimento quase não perceptível a olho nú que o Volkswagen Virtus. Totalizando 4,47 metros de largura e 2,60 m de distância em seus entre-eixos.

Quanto ao motor, a nova geração esbanjará de um motor 1.0 turbo flex de três cilindros, com direito a opção turbinada. A marca também preparou para que a versão seja capaz de suportar os novos motores com injeção direta de combustível que serão importados de Joinville (SC).

O carro prosseguirá sendo fabricado em Gravataí (RS) e será um dos responsáveis por estrearem a plataforma Global Emerging Market no país, deixando uma marca eterna na história dos automóveis. É possível que toda essa mão de obra esteja sendo tão primorosa para competir com o Volkswagen Polo no quesito de hatches compactos premium, enquanto não seria surpresa nenhuma que as versões anteriores parem de rodar para e dar espaço as mais sofisticadas.

Por Fabio Santos

Chevrolet Prisma 2020

Chevrolet Prisma 2020


O novo Onix 2020 virá ao Brasil com uma versão turbinada, além de características internas amplas, cabines versáteis, porta-malas maiores e conectividade.

A gigante de automóveis líder de vendas no país inicia 2019 com muito otimismo. Isto porque os modelos mais procurados da marca serão relançados ao mercado, com design futurista, motores turbinados e tecnologia inovadora. O novo Onix 2020 fará parte de uma nova família da GM, que terá características internas amplas, cabines versáteis, porta-malas maiores, e conectividade. A previsão de lançamento é para o segundo semestre deste ano, e o novo Onix é uma das grandes apostas da GM para este ano, com muito entusiasmo em todo país por ser o primeiro da marca a estrear uma nova plataforma.

Estratégia da GM

A General Motors em parceria com a chinesa Shanghai Automotive Industry Corp (SAIC), a estatal chinesa que é a parceira da GM na China, o maior mercado automotivo do mundo, desenvolveram e irão estrear no Onix 2020 a plataforma Global Emerging Markets (GEM). A ideia é que o hatch seja um modelo global, podendo ser comercializado em países emergentes, que crescem rapidamente, como México, Índia e países sul-americanos. Por conta disso, até 2023 a General Motors passará por uma grande transformação e os seus lançamentos também, incluindo um carro movido a energia elétrica. Em 2015 foi anunciado o investimento de 5 bilhões de dólares nesse projeto. E o resultado poderá ser conferido ainda esse ano, com os 11 lançamentos previstos. O primeiro será o Onix 2020.

Motores turbo do novo Onix 2020

A versão atual é muito diferente da que será lançada em vários aspectos. Um deles é o motor: o modelo de 2020 contará com motores 1.0 de três cilindros aspirado e uma variável turbo. Esses motores terão injeção direta de combustível.

Nomenclatura e Identidade Visual

Desde que protótipos camuflados do modelo foram flagrados em processo de rodagem pelas ruas do Brasil, gerou muita especulação quanto ao design do novo Onix 2020. A aparência terá alterações nas colunas, traseira, lanternas e nas laterais. O Comprimento será de 4 metros e distância de 2,60m entre-eixos. Além de interna e porta-malas maiores.

Recentemente, a Chevrolet entrou com pedido de proteção da marca “Onix Plus” no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Tudo indica que o Onix 2020 chega ao mercado com essa nomenclatura, sendo uma derivação do compacto atual, que não sairá de linha por enquanto.

Valores

Os valores do Chevrolet Onix 2020 ainda não foram divulgados, porém em sua versão atual, varia de R$ 40 a R$ 60 mil.

Onde serão produzidos os novos modelos Chevrolet

Assim como o Onix 2020, os outros lançamentos serão desenvolvidos aqui no Brasil, na cidade de Gravataí – Rio Grande do Sul.

Versão atual Chevrolet Onix

Por que o Onix não sai do topo de vendas? O hatch tem sido apontado como um automóvel que reúne várias qualidades para ser o preferido dos brasileiros. Ótimo custo benefício, fácil direção, conforto, facilidade na manutenção e aquisição de peças, além de mostrar uma boa autonomia no combustível.

Nas versões disponíveis, quando abastecido com gasolina, varia entre 11km/L dentro da cidade a 15km/L nas estradas. Já se o combustível usado for o etanol, varia entre 7.7km/L em áreas urbanas e 10.6km/L nas rodovias.

Até o lançamento do modelo turbinado, podem ser encontradas as seguintes versões do Onix: 1.0 MPFI JOY 8V FLEX 4P MANUAL, 1.0 MPFI LT 8V FLEX 4P MANUAL, 1.4 MPFI LT 8V FLEX 4P MANUAL, 1.4 MPFI ADVANTAGE 8V FLEX 4P AUTOMÁTICO, 1.4 MPFI EFFECT 8V FLEX 4P MANUAL, 1.4 MPFI LTZ 8V FLEX 4P MANUAL, 1.4 MPFI LT 8V FLEX 4P AUTOMÁTICO, 1.4 MPFI ACTIV 8V FLEX 4P MANUAL, 1.4 MPFI LTZ 8V FLEX 4P AUTOMÁTICO e 1.4 MPFI ACTIV 8V FLEX 4P AUTOMÁTICO.

Por Priscila Garcia

Chevrolet Onix 2020

Chevrolet Onix 2020


O modelo consegue reunir na sua aparência a ideia de luxo e contemporâneo.

Os automóveis esportivos são um dos maiores sonhos de consumo dos indivíduos apaixonados por automobilismo. Com isso, as fabricantes têm inovado cada vez mais no design desses veículos e oferecendo também carros com alta tecnologia. Uma marca que uma representatividade grande nesse mercado de automóveis de luxo é a BMW. E um dos últimos lançamentos da empresa alemã foi a BMW i8 Roadster. Conheça agora um pouco mais sobre as características desse modelo que promete chamar atenção dos fãs de modelos luxuosos.

A apresentação para o público brasileiro, vendas em território nacional e preço da BMW i8 Roadster

A montadora europeia apresentou o modelo i8 Roadster no final de 2018. A exposição aconteceu durante o Salão do Automóvel na cidade de São Paulo, durante o mês de novembro. O público pode conferir de perto a aparência sofisticada e os recursos tecnológicos que esse carro apresenta. A expectativa é que esse automóvel tivesse suas vendas no Brasil iniciadas após o evento da capital paulista.

As últimas informações dão conta que esse veículo pode ser adquirido por meio de encomenda. Uma vez que se trata de um artigo com o valor elevado. E, por falar, sobre preço estima-se que a BMW i8 Roadster esteja sendo vendido por mais de R$ 500 mil. Por fim, um dado que precisa ser apresentado é que não se tem informações mais aprofundadas sobre outras versões desse modelo. Uma explicação para isso é justamente o valor deste produto.

Sobre o design dessa BMW

Se uma palavra pudesse definir o BMW i8 Roadster seria: modernidade. O modelo consegue reunir na sua aparência a ideia de luxo e contemporâneo. Primeiro ponto que precisa ser mencionado é que se trata de um modelo conversível. Mas, para as pessoas que não gostam tanto desse recurso ou que em uma determinada situação vão precisar utilizar o teto do carro, esse recurso é ativado em menos de 20 segundos.

Na parte frontal deste carro, o capô ganhou um recorte imponente. Esse desenho é na cor preta, ele começa nas laterais do carro e vem afinando no centro. Além disso, no final do capô e antes do para-choque se tem o par de faróis com um design mais clean. E entre os dois faróis se tem duas estruturas retangulares com as bordas mais grossas. Já o para-choque não ocupa tanto espaço quanto em outros veículos. Isso se dá, pois, nas laterais foi feito um recorte lembrando a ideia usada no capô para ser ligado aos faróis.

Esse carro só conta com duas portas e ambas abrem para cima, tem apenas dois assentos no veículo, pois o porta-malas ganhou mais espaço. Já na parte traseira, os faróis ganharam uma nova aparência. E o que chama atenção é a estrutura mais alta em forma de “montanha” utilizada para que o teto possa ser acionado. Esse veículo é predominante na cor laranja, mas conta com detalhes em preto.

A aparência interna desse veículo

Se o exterior desse carro é considerado sofisticado, o interior não podia ser diferente. O painel parece ter recebido todo um revestimento de couro. Além disso, no centro do painel, ele foi recortado em quatro níveis: o primeiro tem uma tela em LCD, o segundo a saída para o ar-condicionado, o penúltimo botões para acionar os recursos do veículo e também para conectar aparelhos eletrônicos. E o último para a finalização do design e também serviu de espaço para o porta-luvas. Pelo volante acionam-se diversas funções do carro. Além disso, chama atenção a aparência dessa peça. Ele também foi desenhado com estruturas laterais e vão afunilando para o centro. Os bancos mesclam as cores laranja e preta. No centro há uma estrutura na qual foi colocada a marcha e outros dispositivos.

A respeito do motor e outras informações

Sobre o motor sabe-se que ele tem mais de 200 cavalos. Trata-se de um modelo híbrido. É importante frisar que esse tipo de mercado tem crescido no Brasil e cada vez mais, as montadoras estão investindo em trazer modelos com esse para território nacional, devido aos benefícios que esses carros assim apresentam. Para o carregamento total desse veículo precisa-se menos de cinco horas. Não se tem informações sobre o consumo do carro quando se escolhe outro tipo de combustível. Outro ponto importante é que esse veículo é um modelo mais silencioso, pois ele conta com um turbo 1.5. Com esse veículo consegue alcançar mais de 200 km por hora.

Para conhecer mais pontos da BMW i8 Roadster acesse: https://www.bmw.com.br/pt/index.html.

Por Isabela Castro

BMW i8 Roadster

BMW i8 Roadster


O lançamento veio trazendo recursos altamente avançados tanto em termos de tecnologias de comando como de controles, assistência à condução e conectividade.

A praticamente um ano atrás a BMW avisou que iria trazer de volta o Série 8, cupê que fez sucesso nos finais das décadas de 1980 e 1990. A empresa alemã revelou ano passado a versão de sua produção sendo ela muito parecida com o conceito do ano de 2017. O lançamento serie oito teve seu inicio de vendas na Europa em novembro de 2018, e tem lançamento confirmado para este ano no Brasil.

O modelo será oferecido (na Europa) com duas opções de motorizações. Uma é a de 840d que vem com uns seis cilindros diesel de 320 cavalos, enquanto a outra opção (850I) traz um (V8 4.4) a gasolina de (530 cv e 76,5 KGFM) Em todos os casos, a transmissão é toda automática de 8 marchas.

Ele tem uma versão mais potente, o modelo novo vai de 0 a 100 km/h em três segundos, com máxima limitada em 250 km/h.

Além de diversos outros recursos, como os de carroceria em alumínio, magnésio e plástico reforçado com fibra de carbono, turbos instalados no centro das bancadas de cilindro, tração integral e suspensão adaptativa.

Segundo a marca o Série 8 foi feito em conjunto com outra versão mais esportiva, o M8.

Em relação às suas medidas, o modelo Série 8 é bem menor que o sedan Série 5, pois são quase cinco metros de comprimento, e quase três metros de entre – eixos, 1,90 metros de largura e somente 1,35 metros de altura. Atualmente, o seu concorrente maior é o Mercedes-Benz Classe E Coupé.

O modelo de lançamento é um carro que irá fazer parte do clube dos modelos mais estimados e luxuosos do que os outros modelos BMW, além de ter outro modelo do time, o SUV X7 que será lançado.

Em seu interior, tem quadros de instrumentos digitais, sistema de iluminação e bancos esportivos de couro que permitem alternar as cores. Existindo ainda uma possibilidade de poder adicionar várias aplicações em vidro e em alguns comandos, que é o exemplo da alavanca de câmbio e do botão de partida. Suas laterais têm formas musculosas e o teto arqueado formando um conjunto harmônico com um amplo vidro traseiro.

O BMW Série 8 vem com um porta-malas de 420 litros e com o interior que irá privilegiar mais espaço pensado de forma especial para o motorista e passageiro, sua cabine é muito confortável além de sofisticada, com um revestimento em couro de duas cores e uma iluminação que pode alterar as tonalidades. Ele tem um painel totalmente digital fazendo com que o motorista possa acessar os comandos por meio das teclas que têm no volante ou até mesmo pelo joystick no console. O modelo também traz uma central multimídia super moderna, com fácil conectividade, e um sistema avançado de head-up display, que irá projetar as informações no para-brisa. A expectativa do valor que irá vir para o Brasil é por cerca de R$ 800 mil.

Desta vez a empresa alemã teve bastante cuidado quanto aos detalhes para trazer junto à Série 8 Coupé uma melhor condição aerodinâmica, com defletores de ar, retrovisores de hastes mais finas e spoile. Segundo a própria BMW sua ideia foi oferecer um veículo dos sonhos e que proporcionasse um excelente desempenho, com um design totalmente emocional, nos mostrando um luxo em estado de arte e também em recursos excepcionalmente avançados além de termos de tecnologias com comando e controles, além de assistência à condução e conectividade.

O lançamento veio trazendo recursos altamente avançados tanto em termos de tecnologias de comando como de controles, assistência à condução e conectividade como já falado. Este realmente é um modelo de luxo que além de lindo veio para expandir o mercado.

Por Karla da Silva

BMW Série 8 2019

BMW Série 8 2019


Modelo possui ótimas características e um design com carroceria vazada com ares de um cupê de quatro portas, apesar de se tratar de uma mistura de vários outros estilos.

Há quase um ano uma das maiores companhias automotivas alemãs fez estrear um de seus mais recentes modelos. Deste modo, a empresa Audi continuou a expandir seu rol de RS, sendo que, neste caso, se trata do, até então, inédito modelo RS5 Sportback, derivado do anterior A5.

Este veículo de tipo esportivo foi apresentado, como novidade, no Salão de Nova York, e desde aquele momento havia previsão de o mesmo ser comercializado no Brasil no segundo semestre de 2018, constituindo o mesmo período no qual o automóvel iniciou seu comércio no resto do mundo.

Em termos de mecânica, este veículo está equipado com motor de tipo 2.9 V6 Biturbo, com desempenho de 444 CV, agregado a um câmbio automático em oito marchas já instaladas no Audi RS4 Avant, que havia sido testado há pouco tempo por meio dos especialistas da Autoesporte.

Deste modo, os mesmos especialistas foram unânimes ao reconhecer que os seis cilindros de tipo Biturbo podem não apresentar um ruído intenso como o de oito cilindros, embora ele seja tão eficiente quanto. O desempenho em termos de torque atinge a marca de 61,4 kgfm, numa escala entre 1.900 e 5.000 RPM, o que torna o modelo RS5 Sportback um automóvel com potência Full Time, na estrada.

Outra vantagem embutida no modelo RS5 está na seguinte especificação: a sua tração integral transcende a marca de 40% no que tange à força na parte dianteira e mais 60% de potência impressa em seu eixo traseiro. Esta função torna o veículo mais eficiente e dá mais emoção para o consumidor.

Está munido do já tradicional sistema dito Quattro, que opera por meio do diferencial central chamado Autoblocante e por meio da traseira esportiva, que permite algumas variações dentro da repartição de forças em frações de segundo.

A função de aderência extra auxilia, eficientemente, no momento de o veículo acelerar de zero a 60 milhas por hora no tempo recorde de 3,9 segundos, 96 km/h, de acordo com as informações divulgadas pela Audi Norte-Americana. É costume desta empresa fazer instalar em seus Audis RS o chamado limitador de velocidade eletrônica, com desempenho de 250 km/h, o qual tem chance de ser ampliado por meio do Pack Dynamic Plus que permite atingir os 280 km/h.

Em termos de design, este RS possui uma carroceria vazada com ares de um cupê de quatro portas, apesar de se tratar de uma mistura de vários outros estilos. O seu teto desenhado para envergar uma contínua queda, suave, até a parte traseira evoca os clássicos Fastbacks, ao passo que a tampa de seu porta-malas equipada de vidro integrado no estilo dos hatchbacks.

Outro detalhe que torna ele mais atraente é a sua classificação como um carro elaborado de forma belíssima em linhas, ressaltadas ao longo dos para-lamas de 1,5 centímetros mais amplos do que os que foram instalados no modelo S5. Ele está munido de um kit aerodinâmico bem mais agressivo, tendo sido inspirado no anterior Audi de pista, tipo 90 Quattro IMSA GTO. Está equipado de rodas aro raio 19, que dão lugar a outras de até 20 polegadas, intensificando o impacto e potência do conjunto.

Outras especificações podem ser listadas na seguinte relação:

O sistema de ar-condicionado em três zonas; o sistema de bancos elétricos frontais e o sistema de som de alta categoria. Outros itens incluem o chamado controle de cruzeiro adaptativo, que opera de modo a mapear o trânsito; o reconhecimento de placas; o sensor sobre pontos cegos, entre outros atributos acessórios, porém, não menos importantes. O porta-malas possui capacidade de 480 litros de volume, como também está desenhado de modo a ter acesso facilitado pela sua enorme tampa.

Por Paulo Henrique dos Santos

Audi RS5 Sportback 2019

Audi RS5 Sportback 2019

Audi RS5 Sportback 2019


Chegando a sua sétima geração, o sedan de maior sucesso da BMW está maior, mais esportivo e tecnológico.

O BMW Série 3 é um carro executivo compacto fabricado pela montadora alemã BMW há quase 44 anos (desde maio de 1975). Ele já está em sua sétima geração, que começa com o ano modelo 2019.

O carro foi revelado ao mundo no Salão de Paris no dia 2 de outubro de 2018. O carro será a sétima geração do modelo mais conhecido da BMW, o Série 3.

Existe uma previsão de chegada ao Brasil para a metade de 2019. De início ele será importado da Alemanha. Mas a montadora já estuda produzir o carro no Brasil futuramente, no estado de Santa Catarina. Vamos ver alguns detalhes sobre o BMW Série 3 2019.

Dimensões

Comprimento: 4,71 m

Largura: 1,83 m

Altura: 1,44 m

Entre eixos: 2,85 m

Massa (peso): 1.365 kg

Design

Em design, o modelo evoluiu discretamente e ficou mais imponente em comparação com a geração anterior. Na frente o sedan apresenta a bela grade, agora unificada da BMW, para-choques com desenho esportivo, apliques em black piano, luzes de posição de LED, e belíssimos faróis full LED com laser, assim como no Série 5.

Nas laterais nota-se que o modelo está maior. Porém, a simplicidade continua. As belas rodas vão até 19 polegadas (48,2 centímetros). Já a traseira é a parte onde mais se apresentam mudanças.

Na versão M-Sport o para-choque possui desenho esportivo e as belas lanternas possuem uma parte escurecida, assim como no novo X4 e as luzes são Full LED.

Interior

No interior agora o Série 3 está em dia com a nova linha da BMW. O acabamento impecável continua. O sedan mescla aço escovado, superfícies macias e couro por todos os lados, além de luzes ambiente em LED. Os destaques do interior vão para o novo cluster com quadro de instrumentos digital de 12,3 polegadas (31.2 centímetros) configurável. Ar-condicionado digital de duas zonas com visor entre as saídas de ar, alavanca de câmbio em estilo joystick, bancos dianteiros com ajustes elétricos, memória e aquecimento e sistema de som premium.

Central Multimídia e tecnologia

A central multimídia que equipa o modelo é o iDrive de última geração da BMW. A tela possui 10.2 polegadas (26 centímetros) de diagonal e é completa com um GPS integrado, assistente virtual pessoal e conectividade com o Apple CarPlay.

Motor

Inicialmente, o Série 3 foi apresentado com quatro motorizações. Duas a gasolina que virão com o sedan para o Brasil.

A primeira, que equipará o modelo 320i será um motor 2.0 L Turbo, movido à combustão de gasolina. Ele promete entregar 184 cavalos (137 kW) de potência e 30,6 kgmf de torque. O motor acompanha uma transmissão automática de 8 marchas. Essa versão promete chegar a 100 km/h em 7,2 segundos. O consumo combinado de cidade e estrada fica em 17,4 km/L.

A segunda versão, que equipará o modelo 330i, também traz um motor de 2.0 L alimentado a gasolina. Mas esse promete entregar até 258 cavalos (192 kW) de potência!!! O torque prometido é de 40,8 kgfm. Ele também é equipado com um câmbio automático de 8 marchas. 5,8 segundos é o tempo que essa versão promete entregar no 0 a 100 km/h. Consumo dessa versão gira em torno de 17 km/h. Nada mal para toda essa potência e torque!

Até março serão apresentadas duas versões esportivas e uma híbrida.

Segurança

Em segurança, os destaques do novo Série 3 serão o controle de cruzeiro (piloto automático) adaptativo com assistente de correção de saída de faixa que consiste num sistema de condução semiautônoma de última geração da BMW que opera em até 210 km/h. O sedan também contará com alerta de colisão com frenagem de emergência, sistema de câmera de 360 graus, detector de pedestres e ciclistas e alerta de mudança de faixa.

Lançamento e Preço

O novo BMW série 3 começará a ser vendido na Europa e nos Estados Unidos em março. O preço nos Estados Unidos começará com US$ 40.200 (R$ 149.200). Já na Europa, começa com 37.580 € (R$ 159.970). Para o Brasil, o sedan já foi confirmado para o segundo semestre de 2019, mas ainda sem preços revelados.

Por Bruno Rafael da Silva

BMW Série 3 2019

BMW Série 3 2019


Modelo elétrico da Audi chegará ao Brasil neste ano de 2019.

Audi E-Tron – lançamento no Brasil, características, especificações

A fabricante alemã Audi mergulhou de cara na tendência da eletrificação, o que vem sendo febre entre as fabricantes e lançou seu primeiro elétrico o Audi e-tron em setembro de 2018.

O lançamento é um SUV, e a Audi garante ser um modelo bem adaptado para o uso do dia a dia. Sua nova estrutura elétrica vem com dois motores e tração nas suas quatro rodas sendo assim cada motor se conectando a um dos eixos.

O pacote de baterias do veiculo está sob o assoalho o que é comum em carros elétricos, sua posição, por ser grande e assim mais caro em veículos do modelo, ajuda criando um centro de gravidade baixo e central, O Audi e-tron também vem com a novidade de um sistema que recupera a energia elétrica fazendo com que em 90% dos momentos a qual o veículo precisar passa por uma desaceleração, a energia será recuperada e será usada para o recarregamento da bateria.

Sendo assim o conjunto de frenagem eletro hidráulico vem integrado a este sistema de regeneração. A Audi falou que é a primeira vez que o mecanismo é utilizado em um veículo de sua produção, mas são quase uma unanimidade em carros elétricos.

Um dos elementos que contribuiu bastante para a eficiência do Audi e-tron, segundo a Audi, é a sua resposta aerodinâmica porém, uma das opções serão câmeras em lugar de retrovisores externos, ligados assim a telas na cabine, esta ideiajá vemos no modelo Lexus ES para o Japão, também vemos no conceito SUV elétrico Vision INEXT, da BMW.

A fabricante investiu muito em conectividade para o SUV elétrico, que veio equipado com uma central de multimídia MMI. a central oferece serviços como um ótimo planejamento de várias rotas com opção de pontos de recarga e também cobrança automática além de hot spot de Wi-Fi.

Mas a novidade tecnológica está no serviço de assistência virtual sendo chamada de Alexa, que é da Amazon.

No lançamento do Audi E-Tron seu fabricante deixou bem claro que o modelo terá muitas outras continuidades fazendo assim seus clientes ficarem na expectativa da vinda de muitos outros, pois a marca deseja ter pelo menos doze modelos elétricos em sua linha até 2025, tendo presença marcante no mercado. O automóvel tem sua fabricação em Bruxelas, na Bélgica e a Audi entregaram suas primeiras unidades a compradores europeus no fim de 2018, ele teve um preço inicial no valor de € 79.900 euros, o que equivalente a R$ 383.639 em conversão direta, o lançamento chegará no Brasil agora em 2019.

o Audi e-tron foi visto, por seus próprios fabricantes, como uma defesa e investimento em vendas em meio à progressiva queda de vendas dos Diesel, Europeu, visto também como um produto super capaz de alcançar aqueles que são maiores nos mercados mundiais.

Marc Lichte o chefe de design da marca a qual deu indicações do modelo, anunciou que sua pretensão é ter uma diferenciação maior quanto a estática entre os modelos, o lançamento veio bem marcado com uma secção frontal que visualmente o diferencia dos modelos Q5 e Q7, pois ele é mais esguio do que os outros modelos Q, ajudando assim o coeficiente de aerodinâmica.

E até que fim em quesito de sistemas de propulsão, a fabricante disse que já tem pretensão que o e-tron possa oferecer uma autonomia bem acima de 500 quilômetros, com apenas uma carga, por mais que não tenha revelado qual serão a potência e o binário fixados.

Recordando assim que o protótipo anunciou antes chegar a uma potência máxima de 503 CV e 800 NM de binário, valores esses que iriam lhe permitir igualar ao Tesla Model X em relação a aceleração dos zero ao 100 km/h, em apenas 4,5 segundos.

Por Karla da Silva

Audi e-tron

Audi e-tron


Novo modelo, no estilo Cupê, conta com seu design exterior munido de linhas mais atraentes.

Toda estreia de um novo veículo, desde a invenção do automóvel, consiste em um evento de grande proporção, sobretudo em nossos dias, quando a tecnologia se faz cada vez mais presente junto à mecânica. A Audi AG consiste em uma empresa automobilística alemã que integra o grande grupo da Volkswagen.

Para este ano de 2019, a companhia Audi fez divulgar nos EUA que este New Audi A7 Sportback, edição 2019, será comercializado por valores a partir de 68.000 dólares. Um preço nessa escala, acessível a quase todos os consumidores, só seria possível em um mercado como o norte-americano, no qual para a nova geração de um modelo de alta categoria, o preço do atual modelo é bem menor que o do modelo anterior.
Deste modo, o valor de mercado do Audi A7 Sportback, geração anterior, iniciava em torno de 69.700 dólares, o que configura uma redução significativa de até 1.700 dólares no valor oficial, girando em torno de 6.400 reais de economia para o consumidor.

Este novo modelo, estilo Cupê, em seu design exterior está munido de linhas mais atraentes, por assim dizer, sendo que o seu visual já havia sido previamente divulgado no mês de outubro do ano passado, 2018. Portanto, o modelo Audi A7 está sendo agraciado com uma nova geração, e a sua linha de 2019 vai estrear no mercado já.
Todo o consumidor que adquirir o modelo versão A7 Sportback 2019 estará embarcando em um veículo de tipo cupê, vazado em novo visual e disponível no mercado por meio de uma significativa redução no valor. O visual atual é muito mais interessante para quem entende do assunto, munido de uma grade frontal de maior porte, com o logo da marca centralizado e toda rodeada de belos faróis estilo LED.

Esta nova versão está equipada, também, de um teto solar tipo panorâmico; as suas rodas são de aro 19 polegadas e possui, também, um bem desenhado aerofólio ativo na parte traseira. Há versões mais simples, desprovidas dos chamados equipamentos de série.

Com relação ao seu interior, ele está equipado com os seguintes atributos:

Possui um bom sistema de entretenimento, no qual está instalada uma tela de 8,8 polegadas, além de outra tela que mede nada menos que 8,6 polegadas, instalada logo abaixo da primeira citada. A sua direção (volante) está inteiramente forrada em couro legítimo, sendo o mesmo tipo de forração para os bancos.

Este novo modelo, o Audi A7 Sportback de 2019, além das especificações já anunciadas, está equipado com um típico e eficiente sistema de segurança cuja função está em detectar outros veículos e pedestres que eventualmente estejam no caminho do automóvel em movimento, o que aciona a operação de redução automática de sua velocidade, ou seja, esse sistema detecta, por meio de uma prévia análise espacial qualquer movimentação que se insira repentinamente em seu trajeto. Esse é, literalmente, o carro do futuro.

Dentro desta linda de Audi A7, situado um tanto acima de sua versão de entrada, está sendo divulgada, também, a chamada versão Audi A7 Premium Plus, cujo valor de mercado gira em torno de 72.400 dólares, sendo que, neste caso, o veículo chega ao consumidor acrescido dos faróis HD Matrix LED; de um sistema de entretenimento munido de uma tela maior, em 10,1 polegadas e mais o sistema de som Bang & Olufsen, equipado com 16 falantes.

Porém, ocupando o Top desta linha, estreia a versão intitulada Audi A7 Prestige, cujo valor no mercado está em 76.300 dólares; equipado com faróis de tipo laser; vem com os bancos munido do sistema de aquecimento; com sistema de ar-condicionado em quatro zonas e mais um sistema de som aparelhado de 19 falantes. Trata-se, neste último caso, de uma versão que pode ser equipada de um novo painel munido de instrumentos digitais em 12,3 polegadas e com os bancos dianteiros operantes em 18 tipos de regulagens.

Apesar dos preços no mercado, os veículos desta série são de alta categoria.

Para finalizar, todas estas novas versões da linda Audi A7 Sportback de 2019 estão aparelhadas com o motor tipo 3.0 TFSI V6, com desempenho de até 340 cavalos força, e mais 50,9 KGFMde torque, equipado do chamado câmbio S-tronic em sete marchas. A capacidade de aceleração, na escala de 0-100 km/h, de acordo com os testes realizados, se dá em 5,2 segundos.

Vale a pena conferir esta novidade que pode atrair muitos consumidores brasileiros com poder aquisitivo para tal.

Por Paulo Henrique dos Santos

Audi A7 Sportback 2019

Audi A7 Sportback 2019


No Brasil, é possível encontrar apenas o modelo DS5 usado, mas com grande variedade de itens, sendo uma boa opção com qualidade premium.

Se você já viu um Citroën DS5 pelas ruas com certeza você se impressionou com as curvas do carro e deu aquela olhada para ver novamente! Você conhece esse carro? Já ouviu falar? Se você está pensando em comprar um carro, o DS5 pode ser uma opção. Vamos aos detalhes:

O DS5 é um hatch executivo compacto que foi projetado e desenvolvido pela montadora francesa Citroën e lançado no mercado europeu há pouco mais de 7 anos (em novembro de 2011). Na verdade, o carro é fabricado por uma submarca da Citroën chamada DS. O DS5 foi o terceiro modelo fabricado por essa submarca. Lançado como o Citroën DS5, o carro foi relançado apenas como nome “DS5” em 2015, após a decisão da Citroën de rebatizar seus modelos DS e comercializá-los sob a marca DS.

Boa opção de usado

O modelo foi lançado no Brasil há 6 anos (em dezembro de 2012), mas teve as vendas descontinuadas nas concessionárias da Citroën em todo o país. O carro já não é encontrado nas concessionárias brasileiras há 1 ano e meio, da mesma forma que o DS3.

Mesmo assim, o DS5 continua sendo uma excelente opção para quem busca um carro usado de qualidade premium e com poucos anos de fabricação. Veja mais detalhes abaixo:

Chave

A chave é toda trabalhada, com o símbolo da grife DS no centro. Cheia de detalhes cromados. Comandos das aberturas das portas e do porta-malas. Sem a “lâmina” da chave propriamente dita, a chave liga o carro por sensor de presença. Mas existe a opção de ligar o carro manualmente se houver algum problema com o sensor de presença. A “lâmina” da chave fica escondida dentro do controle remoto.

Interior

O interior do veículo é cheio de tecnologia! Comecemos falando do velocímetro acima do painel do veículo.

Velocímetro especial

O DS5 é todo inspirado nas aeronaves. Por isso, ele tem um console no teto cheio de comandos. Um desses comandos é uma função muito interessante. Você aperta um botão no console do teto uma pequena tela transparente sobe acima do painel. Essa pequena tela tem um holograma que mostra a velocidade do carro. Você pode controlar a posição e a intensidade da luz desse holograma através de botões no console do teto. Esse velocímetro lembra o velocímetro do Honda Civic de nona geração (2012 – 2015).

Console Central

Todos os comandos do carro (ar-condicionado, rádio, os comandos dos vidros, etc.) estão no console central. Muito bonito e bem-acabado. A Citroën fez um misto de um material que imita fibra de carbono nas laterais e aço escovado no meio. Todos os botões são iluminados. Foi colocado um relógio analógico no painel central. O ar-condicionado é dual zone.

No console central do teto há os comandos das cortinas dos vidros (dianteiros e traseiros), dois porta-objetos, luzes de leitura e ambiente (todas em LED). No teto também há o controle de abertura do teto lunar com um toque. Não é um teto solar, pois o vidro não abre, é apenas uma abertura para entrada de luz.

Motor

O motor é 1,6 litro de volume, tem 4 cilindros em linha (tendo um total de 16 válvulas) e entrega 165 cavalos (123 quilowatts) de potência a 6.000 rotações por minuto. O torque máximo é de 24,5 kgfm a 1.400 rotações por minuto. O motor é acompanhado por uma transmissão automática de 6 velocidades com conversor de torque.

Dimensões

As dimensões do carro são as seguintes:

Comprimento: 4,53 m

Largura: 1,85 m

Altura: 1,51 m

Distância entre eixos: 2,72 m

Capacidade do porta-malas: 468 litros

Capacidade do tanque de combustível: 60 litros

Peso: 1,48 Mg (1.480 kg)

Carga útil: 518 kg

O carro é ótimo para quem quer um carro usado com cara de novo.

Por Bruno Rafael da Silva

Citroen DS5 2016

Citroen DS5 2016


Novo modelo é 100 % elétrico e possui tecnologia inovadora

O Saga EV é um veículo desenhado especialmente para uso urbano, que une tecnologia futurista com conceito ecológico. Trata-se de um veículo econômico, já que é totalmente movido a eletricidade. O que já permite ao consumidor poupar um bom dinheiro com combustível, e que consequentemente beneficia a natureza com a não emissão de poluentes.

Com um desenho inovador, baseado na evolução de design da marca, denominada pela Hyundai como desportiva e sensual, mostra toda a imponência e robustez do modelo.

O teto estilo futurista passa a impressão de ser flutuante.

A proteção da carroceria passa uma sensação de segurança.

Na parte superior do Saga EV destaca-se o rack de teto com superfície antiderrapante e cintas elásticas que permitem uma fixação mais fácil e segura.

Existem também, duas aberturas triangulares na parte superior do capô.

Uma delas, a que fica do lado do motorista contém a tomada que será utilizada no carregamento da bateria do veículo.

O novo Saga possui câmeras que substituem os retrovisores convencionais, possibilitando um maior campo de visão na área ao redor do veículo.

As maçanetas dianteiras são retratáveis e as traseiras na coluna C confirmam o design moderno e aventureiro.

O sistema propulsor seria o mesmo que equipa a versão do modelo Kona elétrico, que foi o primeiro SUV compacto movido a eletricidade apresentado pela Hyundai no primeiro semestre de 2018.

Plugando na tomada

O novo modelo tem 204cv além de baterias de lítio de 64 KWh.

A fabricante garante que a durabilidade das mesmas tem uma autonomia de 470 quilômetros.

A bateria pode alcançar 80% da carga em apenas 54 minutos em uma estação de carregamento rápido de 100 Kw.

Os faróis do novo Hyundai EV são maiores do que os modelos anteriores.

A grade hexagonal segue o padrão dos modelos presentes nos veículos Hyundai ao redor do mundo.

Na parte traseira destacam-se as lanternas de LEDs, um pouco mais altas do que nos modelos convencionais.

O novo Saga EV tem características técnicas bem semelhantes ao Elantra, contudo com muita diferença no visual.

Outro detalhe a se observar é no tamanho, que chega a ser menor do que o modelo Creta. Deixando claro que a empresa optou por um SUV menor e mais urbano.

A expectativa é que o lançamento do novo Saga EV ocorra até o segundo semestre de 2019.

Futuro

O carro elétrico ainda tem um longo caminho a percorrer, mas com certeza será a melhor solução para a diminuição da emissão de gases poluentes na atmosfera, e o que é mais importante, a redução de gastos com abastecimento em postos de gasolina. Já imaginou quanto o consumidor gasta por ano abastecendo o veículo?

Só para se ter uma ideia, o Brasil é o 50º país em um ranking de 61 nações onde a gasolina mais consome a renda do cidadão.

O gasto com combustível preocupa a maioria dos motoristas e, em alguns casos, chega a afastá-los do desejo de ter um veículo.

Essa despesa com abastecimento traduzida em números pode chegar a R$ 3.700,00 ao mês para quem utiliza etanol, e R$ 5.400,00 para quem abastece com gasolina.

Aqui no Brasil, o carro elétrico é uma alternativa bem-vinda, contudo esbarra na infraestrutura.

A implementação de rede de recarga é um desafio gigantesco para à consolidação do carro elétrico.

A tecnologia de íons de lítio ainda encontra-se defasada.

Possivelmente, nos próximos anos, a tecnologia de íons de lítio poderá ser substituída por outra mais alternativa, como a que o físico americano John Goodenough está trabalhando.

Nela ele utiliza um ânodo de sódio extraído da água do mar, que promete ser a nova alternativa ao íon de lítio.

Todavia, apesar dos entraves de infraestrutura que dificultam a aquisição de um carro elétrico, deve ser levado em consideração o custo-benefício.

Afinal, é um carro futurista e econômico que já está sendo utilizado em grande escala ao redor do mundo, e que brevemente substituirá o veículo movido a combustível.

Por Defilho

Hyundai Saga EV 2019

Hyundai Saga EV 2019


Nova geração do Chevrolet Prisma 2019 reúne potência e tecnologia de ponta.

A nova geração do Prisma chegará ao mercado em 2019 com mudanças significativas em seu design.

O novo modelo é mais espaçoso e confortável do que as versões anteriores, ideal para transportar a família ou mesmo viajar sozinho.

O porta-malas é bem grande, com capacidade para 500 litros.

As rodas são de alumínio aro 15 polegadas.

Possui sensores de estacionamento com câmera de ré, e faróis de neblina Blue Vision na cor azul.

Os retrovisores têm ajustes elétricos.

Tecnologias

Em seu interior conta com a tecnologia MyLink, que é uma central de controle. Nela é possível acessar diversas funções multimídia e de comando do veículo, como por exemplo:

  • Envio de Mensagens via SMS ou Whatsapp;
  • Possibilidade de escolha de rotas;
  • Utilização do serviço de navegação Turn by Turn;
  • Tela touchscreen de 7 polegadas;
  • Comando de voz para escutar música, através do Android Auto e do Apple CarPlay.

O computador de bordo possui 5 funções que controlam:

  • Consumo médio;
  • Velocidade média;
  • Autonomia;
  • Tempo de viagem;
  • Temperatura externa.

O volante do novo Prisma conta com a opção de controle de funções de rádio, telefone e velocidade de cruzeiro.

A On Star é uma tecnologia exclusiva da rede Chevrolet, que permite ao motorista acessar serviços de segurança, emergência e navegação, podendo ser utilizado através do botão On Star no interior do veículo ou pelo próprio aplicativo disponibilizado para smartphone.

Os bancos são de couro sintético, com regulagem de altura e distância, o que permite um melhor posicionamento do motorista e também dos passageiros.

O câmbio possui duas opções, podendo ser o manual de 6 velocidades ou o automático, também de 6 velocidades, este último vem equipado com (Active Select), o que permite a troca manual de marcha.

O novo modelo também preza pela segurança do motorista, para isso utiliza:

  • Sistema de freios ABS;
  • Duplo ai bags;
  • Faróis de neblina traseiro e dianteiro;
  • Luz de posição em LED.

Potência

O motor 1.4 do novo Prisma evoluiu bastante, oferecendo uma performance bastante satisfatória com seus 106cv.

Combina com perfeição as duas opções de transmissão, ou seja, automática de 6 velocidades e a manual de 6 velocidades.

O motor potente responde rapidamente quando é cobrado na pista.

Graças a transmissão automática de 6 velocidades é possível obter o torque máximo de 4.800 rpm utilizando o etanol como combustível.

Mesmo em alta velocidade, o veículo possui muita estabilidade, pois conta com um conjunto de suspensão calibrado, o que já transmite uma sensação de segurança ao motorista.

O consumo médio do Prisma 1.4 foi de 10,4 km/l na cidade, e de 14,6 km/l na rodovia, isso quando se usa gasolina no tanque.

Utilizando etanol, o rendimento caiu para 10,2 km/l na cidade, e 11,9 km na rodovia.

As cores do novo modelo disponibilizadas pela Chevrolet são:

  • Preto ouro negro;
  • Vermelho carmim;
  • Prata switchblade;
  • Cinza grafite;
  • Azul infinity.

Com toda a tecnologia, conforto e potência do Prisma, seu preço de venda certamente agradará ao consumidor final.

Os valores praticados pela Chevrolet seguem o padrão comercial para carros dessa linha.

Hoje, o modelo Prisma LTZ 1.4 está sendo vendido no mercado por R$ 60.590,00.

Analisando o custo-benefício, o valor até que não assusta tanto, pois o produto final é top de linha.

Estatística de venda

Entre janeiro e setembro deste ano de 2018, mais de 48.287 pessoas escolheram o Sedan como o seu carro favorito.

Isso prova que a Chevrolet está no caminho certo, oferecendo um produto de grande qualidade por um preço comercial.

Talvez um dos atributos do novo modelo que mais cativam o consumidor na hora da compra, seja o On Star, tecnologia exclusiva da Chevrolet, que não deixa de ser uma mão na roda nos momentos de emergência, podendo até mesmo funcionar como uma secretária eletrônica para realizar reservas em hotéis e restaurantes.

Resumindo, para quem procura um bom carro com preço acessível, talvez o Prisma seja a solução.

Por Defilho

Prisma 2019

Prisma 2019

Prisma 2019

Prisma 2019


Nova geração do Chevrolet Onix será lançada no Brasil em 2019.

Com a proximidade do Ano Novo as gigantes automobilísticas mundiais começam a apresentar os lançamentos dos novos automóveis repaginados e mais tecnológicos a fim de atender muitas exigências do mercado consumidor cada vez mais criterioso. Seguindo essa premissa será lançada em 2019 a nova geração Chevrolet Onix 2020 aqui no Brasil, possivelmente em meados do segundo semestre. Sua produção seguirá produzida no Rio Grande do Sul, na cidade de Gravataí. A geração é fruto da derivação do Global Emerging Market e tem como parceira a monstruosa chinesa SAIC. Dessa forma, nascerão automóveis Chevrolet em diferentes pais como Brasil, China, Índia, México e demais países emergentes. É estreia da GEM em território nacional, mas é válido lembrar que a Chevrolet é uma marca veterana e que além da modernização dos modelos tradicionais, tem como compromisso inovação, versatilidade e atendimento as demandas dos consumidores entregando os mais sofisticados modelos ano após ano.

Design

No site Chevrolet você já encontra uma série de inovações que o Hatch possui. Considerado líder de vendas por 3 anos, esbanja conforto interno alta tecnologia em conectividade e além do mais, o design está cada vez mais moderno. Seu revestimento Premium cobre caprichosamente os bancos e volante. É possível controle de telefone, velocidade e voz no próprio volante e porta-malas acessível por controle remoto. Apresenta direção elétrica progressiva, motores econômicos 1.4SPE/4 ECO de 1-6 cv no etanol.

Conectividade

Há uma infinidade de recursos dos quais você pode usufruir no dia a dia, principalmente em caso de trânsito intenso. Afinal, tudo que queremos é mais tranquilidade e conforto nos deslocamentos diários. É aí que entra a interatividade do novo Onix. O Sistema Android Auto está atualizado e a visualização de rotas e mapas é facilitada no seu Mylink. Ainda conta com sistemas de alertas em caso de acidentes, engarrafamentos e outros perigos bem como trajetos mais seguros. Tudo isso misturado a grande performance e economia. Conecte também seu smartphone e tenha as melhores experiências em áudio streaming, conexão Bluetooh, Rádio AM/FM, Waze integrado e todo conforto de uma tela de 7 polegadas no modo touchscreen. No computador de bordo, consulte informações como: autonomia, consumo médio, Tempo de viagem e Velocidade média.

Funcionalidades e Segurança

Importante ressaltar a tecnologia OnStar. Essa inovação permite o condutor dirigir com mais segurança e respeitabilidade com seu automóvel. Ela permite a identificação do equilíbrio ou não da pressão dos pneus. Em sistema de alerta ou por sinais sonoros ou ainda pelo aplicativo. Conta também com freios ABS e um sistema isofix e top tether para fixação de cadeirinhas com maior segurança. Há sensor de estacionamento e lanterna traseira (neblina).

Versões

  • LT 1.0: Carro de personalidade; Chevrolet MyLink e motor 80 cv e 1.0L. Valor Base: R$ 48.890,00;
  • LT 1.4: Chevrolet MyLink; Motor 1.4L e com 106cv. Valor base R$ 55.890,00
  • Advantage: Motor 1.4; Câmbio automático em 6 velocidades; Rodas aro em 15 polegadas e calotas escuras. Valor Base: R$ 56.590,00;
  • LT 1.4: Tecnologia ONStar e MyLink; Motor 1.4L e 106 cv. Valor Base: R$ 60.050,00;
  • Effect: Aerofólio, teto preto e spoiler; Rodas em alumínio escuras; Motor 1.4L e 106 cv.

Ficha técnica

Motorização

  • Tipo: Etanol e Gasolina
  • Taxa de compreensão: 12.6
  • Cilindros: 4
  • Injeção Eletrônica: MPFI

Freios

  • Dianteiro: disco ventilado
  • Traseiro: Tambor
  • Sistema: Hidráulico

Dimensões

  • Altura: 1475 mm na versão 1.0 e 1476 mm na versão 1.4
  • Comprimento: 3.933 mm
  • Largura entre espelhos: 1964 mm
  • Largura considerando carroceria: 1705 mm
  • Distância dos eixos: 2528 mm
  • Capacidade do tanque: 54 litros
  • Porta malas: compartimento fechado – 280, alinhado encosto banco e teto – 342, banco rebatidos – 1020. Todos em litros

No site da Chevrolet Brasil você encontra além dessas informações, uma infinidade de detalhes que ajudarão a escolher aquela versão mais próxima das suas necessidades. É possível, após escolher o modelo desejado, adicionar itens e acessórios proporcionando mais personalidade ao seu veículo.

Por Douglas de Paula

Chevrolet Onix 2020


Lançamento da nova SUV ocorrerá em 2019, prometendo tecnologia de ponta, conforto e segurança.

A JAC T80 é um veículo de grande porte, capaz de aliar tudo que há de melhor em uma única SUV.

Possui 4,79 metros de comprimento, 1,90 metro de largura e 1,76 metro de altura.

O espaço interno da SUV tem capacidade para 7 ocupantes.

O motor 2.0 turbo com injeção indireta possui 210cv de potência e 30,6 kgfm de torque, que trabalha conjuntamente com o câmbio DCT que é automático e de dupla embreagem, onde as 6 velocidades são programadas pelo sistema eletrônico do veículo.

Nos testes realizados com a SUV chinesa, a mesma levou 9,2s para atingir 100 Km/h.

Com aceleração máxima o veículo pode chegar aos 217 Km/h.

O Tanque tem capacidade para 64 litros.

Pelo menos 74% da carroceria é composta por aço de alta resistência, conforme informações obtidas da fabricante.

O eixo dianteiro é composto por um conjunto de suspensão McPherson.

No eixo traseiro está localizado o multilink.

Tecnologia Futurista

Na parte interna do T80 está o que existe de melhor na tecnologia chinesa.

O painel digital (Active Info Display) possui uma tela LCD de 12.3 polegadas, contando com três opções temáticas, além de uma tela de 10 polegadas no console com conectividade total aos sistemas Android e iOS.

O computador de bordo controla as funções vitais do veículo.

Câmeras garantem uma visão 360º na central multimídia.

O teto solar elétrico panorâmico mostra todo o luxo dessa SUV.

Os bancos são todos revestidos em couro.

O banco do motorista está equipado com refrigeração automática, aquecimento e até massageador.

A direção é elétrica com três modos de ajuste (leve, normal e pesada), a tampa do porta-malas pode ser aberta com acionamento elétrico.

O sistema Keyless permite o fechamento dos vidros com comando na chave.

Os faróis e as lanternas são full-LED.

O ar-condicionado automático possui saídas para todas as fileiras de bancos.

A SUV ainda conta com piloto automático adaptativo, capaz de controlar a velocidade do veículo, dependendo do fluxo na via.

O alerta de saída de faixa de rodagem auxilia o motorista, que por causa de um apagão rápido devido à sonolência causada por uma longa viagem, alerta o condutor quando este sai da faixa demarcada.

O alerta de colisão utiliza sensores e câmeras que monitoram objetos que estão à frente da SUV.

O sistema de frenagem de emergência é capaz de frear a T 80 caso perceba uma inação do condutor diante de uma possível colisão.

O monitor de pontos cegos monitora os pontos de visibilidade zero na SUV, utilizando para isso, sensores e câmeras para captar o movimento dos outros veículos.

Para completar, a segurança interna é composta por um conjunto de 6 airbags.

Custo-Benefício

Para quem está acostumado a comprar carros chineses por preços mais comerciais o preço chega a assustar.

Porém, analisando friamente todas as vantagens oferecidas, vale o investimento.

Certamente, serão os R$ 139.900,00 mais bem investidos de sua vida.

Muitos até torcem o nariz quando se fala em SUV chinesa, pois confiam cegamente na capacidade de uma Equinox, Hyundai Creta, Nissan Kicks e por aí vai.

Existem SUVs chinesas que são vendidas por preços mais acessíveis aqui no Brasil, como a Chery Tiggo 2 Look, JAC T40 MT, Lifan X60 Talent e JAC T5 MT, todas elas saindo por menos da metade do preço da JAC T80.

Todavia, nenhuma delas possui todo o investimento tecnológico do novo modelo.

Infelizmente, tudo o que vem da China gera um olhar de desconfiança por parte do consumidor.

Longe dos produtos descartáveis que se costuma comercializar no mercado, a China também possui tecnologia de ponta e tem a capacidade de produzir veículos de alta qualidade que fariam frente a qualquer outra marca famosa.

Para quem tem um dinheirinho sobrando vale a pena dar uma conferida no modelo.

Por Defilho

JAC T80 2019

JAC T80 2019

JAC T80 2019


Modelo já está à venda no Brasil e traz uma grande gama de itens de série que o tornam muito interessante.

O Tiggo 5x foi apresentado pela CAOA Chery durante a realização do Salão do Automóvel de São Paulo e no início do mês de dezembro os detalhes relativos aos preços foram informados.

O SUV já começou a ser comercializado no Brasil. Ele está sendo disponibilizado em duas opções:

  • A versão T que sai pelo preço inicial de R$86.990;
  • A versão TXS que sai pelo valor inicial de R$96.990.

A diferença nos valores se deve, especialmente, à presença de itens de série, como veremos mais adiante. Além disso, o carro chama atenção pelos detalhes no acabamento, o excelente espaço interno e a lista de equipamentos.

Dentro do mercado, o Tiggo 5x terá concorrentes que já são muito bem conhecidos pelo público consumidor: Nissan Kicks, Jeep Renegade, Hyundai Creta e Honda HR-V. E olha que estamos apontando apenas aqueles que estão um pouco mais próximos da disputa.

Além disso, o Tiggo 5x será produzido na planta da CAOA situada na região de Anápolis, Estado de Goiás. Ou seja, ele será companheiro de produção do SUV Tiggo 7, que já está sendo produzido na mesma planta e do Tiggo 8 que estreia em 2019 e terá sete lugares.

Atualmente, a unidade de fabricação de Anápolis também é o local de produção dos caminhões HD e HR, dos SUVs New Tucson, ix35 e Hyundai Tucson.

Mas, voltando ao Tiggo 5x vamos às suas dimensões: entre-eixos temos 2,63m. Para a altura são 1,64m e de comprimento 4,33m. Vale ressaltar que essas medidas são quase que as mesmas apresentadas pelo Honda HR-V.

Um detalhe interessante é o porta-malas do 5x que traz capacidade para 340 litros, mas se o condutor rebaixar o banco traseiro a capacidade pode ser ampliada para até 1.100 litros.

Sobre as características técnicas do modelo, é importante ressaltar que ele chega ao mercado com o motor de quatro cilindros do Arrizo 5. É o mesmo propulsor 1.5 de 16V turbo flex. O conjunto promete entregar 150 cavalos de potência com etanol e 147 cavalos quando abastecido a gasolina.

Entre os itens de série que vamos encontrar no Tiggo 5x temos o sistema Isofix, airbags frontais, assistente de partida em rampa, controles de estabilidade e tração, freio de estacionamento elétrico com função Auto Hold, central multimídia com tela de 9″, luzes diurnas de LED e faróis de acendimento automático.

Já os faróis de neblina, rodas de aro 18”, revestimento interno de couro, banco do motorista com regulagem elétrica e teto solar panorâmico são itens presentes na versão TXS que ainda conta com airbags de cortina e laterais.

O Tiggo 5x ainda traz uma central multimídia de 9 polegadas com câmera de ré. Aliás, essa central é a maior da categoria. Entre os recursos oferecidos há a compatibilidade com o sistema Apple Car Play com espelhamento de smartphone.

De acordo com as informações divulgadas até o momento, a expectativa é que até que 2018 acabe, sejam vendidas 10 mil unidades da montadora o que inclui os modelos apontados anteriormente. Para o ano que vem, a CAOA Chery prevê uma venda de 38 mil carros – todos os modelos.

Indústria de automóveis em 2019

Segundo apontam as últimas estimativas levantadas sobre o setor, a indústria de carros deve mesmo passar por uma desaceleração, tanto no ritmo de crescimento quanto no ritmo de vendas em 2019.

De acordo com a Anfavea, essa timidez no crescimento tem seu cenário agravado pela crise na argentina e como ela tem interferido no mercado externo de boa parte dos países da América Latina.

De qualquer forma, a dica é ficar de olho no mercado: 2019 reserva uma série de novidades que prometem agradar a todos os perfis consumidores. Vale a pena acompanhar tudo de perto para não perder as oportunidades.

Por Denisson Soares

Chery Tiggo 5x 2019

Chery Tiggo 5x 2019

Chery Tiggo 5x 2019


12ª Geração do Toyota Corolla chegará no final de 2019 no Brasil com muita tecnologia e modernidade.

Todos nós que somos apaixonados por carros conhecemos o Toyota Corolla! O sedan da Toyota é simplesmente o carro mais vendido de todos os tempos! Sim, você leu certo! O pequeno sedan da Toyota ultrapassou o Fusca há 21 anos (em 1997) como carro com mais unidades vendidas na história dos automóveis.

O Corolla é uma linha de sedans subcompactos e compactos fabricados pela montadora japonesa Toyota há 52 anos (desde 1966). Agora em 2018 a Toyota anunciou o início da 12ª geração do Corolla para 2019. Porém, o modelo só deve chegar ao Brasil no final de 2019, já como ano-modelo 2020.

Tipos de Carrocerias da 12ª Geração

  • Hatch

O Corolla de décima segunda geração no estilo de carroçaria hatch foi revelado como um modelo de pré-produção em março de 2018 no Salão Automóvel de Genebra, Suíça. A versão norte-americana de produção do Corolla Hatch foi revelada em 28 de março de 2018 no Salão Internacional do Automóvel de Nova York, Estados Unidos, com detalhes oficiais e fotos reveladas em 22 de março de 2018.

O Corolla Hatchback foi lançado no Japão em 27 de junho de 2018 como Corolla Sport. O Corolla Hatchback começou a ser vendido nos Estados Unidos em meados de julho de 2018 e, mais tarde, foi lançado na Austrália em 7 de agosto de 2018.

O modelo Hatch não será vendido no Brasil.

  • Perua

A versão Perua da décima segunda geração do Corolla, chamada de Corolla Touring Sports, foi revelada no Salão de Paris de 2018, que ocorreu entre 4 e 14 de outubro. As imagens oficiais do Corolla Touring Sports foram reveladas em 4 de setembro de 2018.

  • Sedan

A versão sedan do Corolla de décima segunda geração foi revelada em 15 de novembro de 2018, na Califórnia, Estados Unidos. Foi revelado também na China, no Salão do Automóvel de Guangzhou de 2018 no dia seguinte ao anúncio americano. O modelo é vendido em 2 versões: Prestige (vendido na China, Europa e outros países) e Sporty (vendido na América do Norte, Japão, China como Levin e outros países). O modelo Prestige tem uma frente diferente, que é mais semelhante ao XV70 Camry. O modelo Sporty tem uma semelhança frontal às versões Hatch e Perua.

O modelo americano do sedan, como sempre, terá um apelo mais jovial, para satisfazer a demanda americana pelo carro, que é composta por pessoas mais jovens nos Estados Unidos. O modelo que vai circular na Europa é uma versão um pouco mais “tradicional”.

Motor

A décima segunda geração do Corolla vai contar com três motorizações.

  • Versão com motor 1.6 L entregando 132 cavalos (98 quilowatts) de potência;
  • Versão com motor 2.0 L (Dynamic Force), que vai contar com injeção direta, entregando 170 cavalos (127 quilowatts) de potência;
  • Versão Híbrida, com motor 1.8 L entregando 122 cavalos (91 quilowatts) de potência, que é o mesmo powertrain do Prius.

O câmbio será o CVT com 10 marchas simuladas.

Plataforma Modular

O mais interessante é o que o carro vai ser feito numa nova plataforma. É uma plataforma modular, chamada de TNGA. Essa plataforma iniciou no Prius. Essa plataforma permite vários tipos de powertrains, implementação de equipamentos, etc. Isso é bom porque aumenta-se a velocidade de fabricação do carro.

Tecnologia

Juntamente com essa plataforma, o Corolla vai receber um pacote chamado de Safaty Sence, que inclui sistema de pré-colisão, controle de cruzeiro adaptativo (vai funcionar juntamente com o assistente de saída de faixa, tornando o carro semi-autônomo), sensor de mudança de faixa, assistente de saída de faixa, leitor de placas de trânsito, faróis automáticos direcionais, etc.

No interior do carro ele deu uma boa modernizada com Android Auto, deixando o carro com a cara da próxima Década.

Por Bruno Rafael da Silva

Toyota Corolla 2020

Toyota Corolla 2020


O Ford Ecosport Storm consegue o título de ser o único SUV com motorização flex (aceitando tanto gasolina como etanol) de dimensões compactadas produzido e vendido no mercado nacional.

A Ford disponibiliza seu SUV de sucesso, o Ford Ecosport, em várias versões e faixas de preço no mercado, porém a única genuinamente “off-road” de todas as opções oferecidas é a versão STORM, não só pelo fato de ser vendida com uma robusta tração integral permanente 4×4, mas também pela tecnologia e diferenciais embarcados além do visual claramente esportivo com seus apliques de adesivos e diferenciais de acabamento tanto na carroceria como no seu interior personalizado.

Oferecido praticamente sem nenhum opcional e com preço acima dos R$ 100 mil o Ford Ecosport Storm também consegue o título de ser o único SUV com motorização flex (aceitando tanto gasolina como etanol) de dimensões compactadas produzido e vendido no mercado nacional.

Vamos as suas principais características abaixo:

Preço Sugerido do Modelo

  • A partir de R$ 105.290,00.

Principais Detalhes Mecânicos

  • Motor 2.0 litros de 4 cilindros com tecnologia Direct Flex de 176 cavalos de potência e 202 de torque, além de sistema de partida em temperaturas frias;
  • Direção com Assistência Elétrica;
  • Câmbio Automático de 6 marchas com comando manual de troca de marchas no volante;
  • Rodas de 17 polegadas de liga leve com pneus de tamanho 205/50;
  • Suspensões dianteiras Independentes macpherson e Traseiras também independentes com barra estabilizadora e de duplo braço;
  • Freios a Disco na Dianteira e a Tambor na Traseira;
  • Tração Integral.

Principais Dimensões e Capacidades

  • Altura de 1,6 metros (aproximadamente) tendo como Altura livre de pisos de 200 mm;
  • Largura de 2,05 metros (aproximadamente);
  • Comprimento de 4,2 metros (aproximadamente);
  • Porta-malas com capacidade 356 litros;
  • Tanque de Combustível com capacidade para 52 litros.

Principais Itens do Exterior do Veículo

  • Para choques tanto dianteiros com traseiros na cor do veículo;
  • Exclusivo Kit Storm com aplique e adesivos na carroceria;
  • Luzes de LED diurnas;
  • Estepe com capa rígida;
  • Limpador e Lavador do vidro traseiro;
  • Teto solar com acionamento elétrico;
  • Veículo equipado com Gancho para Reboque.

Dentre outros itens.

Principais Itens do Interior do Veículo

  • Ar condicionado com sistema digital e automático;
  • Aquecedor do interior do veículo;
  • Luzes de Cortesia e leitura;
  • Tomada de Força de 12 volts;
  • Banco com revestimento em couro.

Dentre outros itens.

Principais Itens de Segurança

  • Total de 7 (sete) Air Bags;
  • Veículo com Alarme Anti-furto de sistema Volumétrico;
  • HLA, Assistente para partidas em Rampas;
  • EBA, Assistente para Frenagem em Emergência;
  • ROM, Controle de Estabilidade e também Anti-Capotamento;
  • Faróis com sistema “Follow me Home” com temporizador;
  • Sistema Anti-travamento para Frenagens com EBD embutido;
  • Brake-light incorporado;
  • Travamento central elétrico;
  • Sensores de Estacionamento na parte Traseira;
  • Sensores de Pressão nos Pneus;
  • Tampa de Combustível com abertura elétrica;
  • Abertura e fechamento das portas, vidros e teto solar.

Dentre outros itens.

Tecnologia Embarcada

  • Faróis com Acendimento Automático;
  • Comandos de áudio, do navegador e de telefone por voz;
  • Computador incorporado ao veículo;
  • Tela no Painel de instrumentos de 4,2 polegadas LCD;
  • Tela Multifuncional de 8 polegadas sensível ao toque no console central LCD;
  • Veículo equipado com entradas USB;
  • Sistema de controle de velocidade;
  • Sistema de partida sem chave;
  • Sistema de Som Sony Premium.

Dentre outros itens.

Principais Destaques da Ecosport Storm

  • Sistema Intelligent de tração 4WD: A versão STORM vem equipada com um exclusivo sistema que pode monitorar o terreno e maximizar as condições da tração do carro, garantindo maior equilíbrio e aderências em todas as rodas.
  • Transmissão Automática com nova configuração: A Ecosport STORM é equipada com um novo câmbio automático de seis velocidades garantindo à máxima eficiência com seus novos conversores integrados.
  • Sistema Anti-capotamento (RSC): Sistema exclusivo aonde sensores monitoram o grau de inclinação do veículo, podendo acionar os freios de forma individual além de permitir a redução da potência do motor.

Para saber todos os detalhes do Ford Ecosport Storm à Ford disponibiliza em seu web-site todos os seus detalhes técnicos, inclusive com a possibilidade do interessado solicitar uma proposta, confiram através do link: https://www.ford.com.br/suvs-e-crossovers/ecosport/compare-as-versoes/storm-4dw-20-at/ e boa escolha!

Por Carlos B.

Ford Ecosport Storm 2019

Ford Ecosport Storm 2019


O novo Citroen C4 Cactus é encontrado em 7 versões com preços que partem de R$ 68.990 a R$ 98.990.

Se você aposta na tradição com pinceladas de modernidade, estilo arrojado e bonito vai ficar satisfeito com o Novo Citroën C4 Cactus. Em incríveis 7 versões: C4 Cactus Live manual; C4 Cactus Feel 1.6 manual; C4 Cactus Feel 1.6 automático; C4 Cactus Feel Pack 1.6 automático; C4 Cactus Shine 1.6 THP automático; C4 Cactus Shine Pack 1.6 THP automático que podem ser montadas a gosto, a automobilística francesa disponibiliza as versões compacto nos valores que vão de R$ 68.990 a R$ 98.990 – do manual ao automático.

Muito se fez para alcançar a excelência e construir um nome de peso no mercado de automóveis mundial. A Citroën data de 1919 quando André Citroën debruça para fundar a marca e no mesmo ano leva à loucura as publicidades da época lançando o veículo “TYPE A”. Grande Inovação e originalidade daquele tempo. O anúncio foi regado a estilo, afinal, era preciso mostrar toda a irreverência da marca. O Type A tinha motor 1,323 cm³, 4 cilindros e atingia uma velocidade de até 65km por hora. Com essas novidades com um ano de mercado foram vendidas 10 mil unidades do veículo. A partir disso, diversas foram as melhorias e inovações da francesa como e placas esmaltadas, o modelo B2 – uma variação do type A mais potente, o Citroën 5HP – lançado em Paris no ano de 1922, testes em desertos mostrando a resistência dos automóveis, Citroën B10 etc. E uma série de medidas e publicidade para fixar a marca no imaginário das pessoas. Uma delas Iluminação da torre Eiffel, com letreiro da Marca. Ao longo dos anos e décadas foi assumindo papel importante dentro do mercado automobilístico e nesta década centenária, não seria diferente.

Veja a ficha técnica, características e outras informações do melhor SUV nacional segundo a Car Magazine.

O Novo Citroën C4 Cactus foi eleito o Melhor SUV do Brasil pela revista especializada Car Magazine e não é difícil entender o motivo. Desenvolvido no país tupiniquim é dito como futurista, a frente do tempo e de grande sedução. Frente alta linhas vivas, dinâmico e design forte.

Silhueta

Arquitetada pelo GROUPE PSA especialmente para latino-americanos exigentes e exportado para todo o mundo. Tem distância de 2.600 mm entre os eixos, 4.170 mm de comprimento, 1.566 mm de altura, 1.714 mm de largura. Um compacto ágil e leve. Para-choques com ângulo impositivo visivelmente maior 22 graus, ideal para terrenos diversos, as Gélules – novidade no SUV, podem ter a caracterização do cliente. Na parte traseira, reconhecidas pelas formas rústicas, fortes possui grupos óticos com LED prolongado de efeito 3D. O porta-malas e carroceria apresentam mesma cor.

Interior

Como se espera, a francesa mostra o modelo com todo conforto possível reforçando o “Be diferente, feel Good”. Cores suaves, abertura de portas como casulo, materiais suaves. Com painel 100% digital e acabamento da central multimídia se assemelha aos smartphones e tablets. Em todas as versões encontra-se a central de multimídia de 7 polegadas, Android Auto e claro, Apple Car Play.

Segurança

Há um conjunto de equipamentos auxiliares na direção. Dentre eles é possível citar:

*Active Safety Brake: sistema inteligente de ágil de coalisão.

* Suporte Neblina Cornering Light

* Coffee Break Alert

*Assistência para Subidas

* Alerta para saída de faixa

* Controle de aderência

O Novo Citroën C4 Cactus em suas 7 versões e há 3 possibilidades de conjuntos mecânico e motores THP em 16V, 173 cv, Flex 6 marchas e câmbio sequencial. A versão mais simples, manual, C4 Cactus Live e Feel 1.6 saem por R$ 68.990 e R$ 73.490. Já as versões automáticas: C4 Cactus Feel 1.6, C4 Cactus Feel pack 1.6, C4 Cactus Shine 1.6 THP, C4 Cactus Shine Pack 1.6 THP, saem por R$79.990, R$84.990, R$94.990, R$98.990, respectivamente.

Por Douglas de Paula

Citroen C4 Cactus 2019

Citroen C4 Cactus 2019


É preciso ponderar diversos pontos antes de comprar o primeiro carro.

O preço real de um carro

Antes de comprar um carro é preciso ter em mente que o seu preço vai muito além dos anunciados pelas concessionárias ou pela tabela FIPE. Do ponto de vista estritamente financeiro, um carro geralmente representa um péssimo investimento, é claro que existe a questão do conforto e da aparência, chegar em uma festa de carro ainda causa melhor impressão do que chegar de ônibus, por exemplo. Esses elementos fazem com que muitas pessoas queiram comprar o seu primeiro carro, mas para não passar aperto depois e manter a sua saúde financeira é necessário considerar os itens dessas listas.

1º carro não anda com força de vontade: Antes de tudo um carro precisa de algum combustível para andar, seja gasolina, gás ou álcool, você provavelmente sabe disso, o que talvez você não saiba é que eles estão ficando cada vez mais caros. No primeiro semestre de 2018 a gasolina aumentou quase 10% chegando em julho com o preço médio de R$ 4,498, já em novembro desse ano o preço médio estava em R$ 4,498, ou seja, o crescimento continua. Desde 2015 a política da Petrobrás é cortar subsídios e praticar o preço dado pelo mercado internacional, então todos os combustíveis têm subidos de preço, sendo que a perspectiva é de que os aumentos continuem, principalmente se o dólar continuar se valorizando. Talvez seja uma boa ideia considerar comprar um carro flex, mesmo que mais caros a economia pode vir no dia a dia.

2º um carro não é só andar e ser feliz, é preciso manutenção: Um fato óbvio, mas que muitas pessoas desconsideram na hora da compra, é que um carro precisa de manutenção. Nos carros usados esse problema pode ser maior, já que ele já foi mais rodado e nunca se sabe o zelo que o antigo dono tinha, mas não se engane, um carro zero também precisa passar no mecânico de vez enquanto. A manutenção pode ser algo básico, como uma troca de óleo, mas também pode ser algo custoso e demorado, por isso que deve entrar no seu planejamento. A dica é compra um carro que possua peças de reposição baratas e que sejam fácil de encontrar, assim você pode economizar bastante nesse quesito.

3º taxas e mais taxas: Quando se compra um carro você se torna obrigado a pagar impostos sobre ele, o famoso IPVA, também existe o seguro obrigatório, chamado de DPVAT. Essas taxas não tem como evitar, mas você pode ser cauteloso e evitar multas, pode ter certeza que com isso você vai acabar economizando um bom dinheiro, além de se livrar de algumas dores de cabeça. É fundamental também se ter um seguros, já que você não vai querer deixar seu carro desprotegido, sendo que isso pode ajudar a economizar um bom dinheiro, principalmente se você não segue o conselho anterior de ser cauteloso.

4º tempo é dinheiro: Por último, o que poucas pessoas lembram, é que seu veículo está se depreciando todos os dias, ou seja, um carro, como qualquer coisa, perde valor com o uso e com o tempo. Isso deve entrar na sua conta, já que você dificilmente vai conseguir vender ele pelo mesmo preço de compra, sendo que se você está pensando em comprar um carro zero, talvez esse seja o principal custo do veículo. Essa desvalorização varia de carro para carro, mas para se ter uma ideia, um Ford Ecosport tem em média 16,4% de desvalorização em um ano, já um Citroen C3 Picasso desvaloriza 22,2% em um ano.

Depois de tudo isso, você ainda pode estar certo em comprar um carro, mas se para viabilizar isso você depende de um financiamento, tome muito cuidado e pense muito bem. A sua renda deve ser capaz de suprir todos esses gastos mencionados e mais as parcelas do financiamento e eventuais juros. Existem algumas ferramentas na internet que facilitam as coisas como esse site (autocustos.info/BR), que é uma calculadora de custos. O correto é ponderar bem se você realmente precisa de um carro ou se tem condições para tal, talvez o mais sensato seja adiar um pouco a compra, mas nunca deixe de planejar bem essa comprar, para que sonho não vire um pesadelo.

Por Gabriel Bem

Compra de carro


Com quase 1 milhão de unidades vendidas no mundo todo o Toyota Corolla se consagrou como o Carro Mais Vendido do ano de 2018.

Com quase 1 milhão de unidades vendidas no mundo todo, o Sedan Corolla, fabricado pela montadora japonesa Toyota em diversos países (inclusive o Brasil) se consagrou como o automóvel mais vendido em todo o mundo no ano de 2018.

Quem apontou este notável vencedor mais uma vez foi a consultoria Focus2Move através de uma reportagem recente disponível no link: https://focus2move.com/world-best-selling-car.

A Focus2Move ainda lista em segundo lugar o best-seller norte-americano, picape F-Series montada pela montadora Ford com pouco mais de 896 mil unidades comercializadas, tendo uma diferença mínima de menos de 100 mil unidades para o primeiro colocado.

O sedan japonês se consagra pelo segundo ano consecutivo com este feito, fato que se repete inclusive em sua categoria no mercado nacional.

A nova geração já foi lançada

A Toyota sabe do sucesso de seu produto e já lançou uma nova geração apresentada oficialmente em Novembro de 2018. O modelo vai desembarcar no mercado norte-americano já no primeiro semestre de 2019 e tem data prevista para lançamento em nosso mercado em 2020.

A nova geração conta com mais equipamentos como um painel digital para o motorista, interior remodelado, design externo menos conservador além de uma mecânica mais refinada e uma inédita opção híbrida (também já apresentada), tudo isto para manter seu posto de veículo mais vendido no mundo.

Quer saber quais são os modelos de automóveis mais vendidos no mundo? Confira a lista abaixo dos 20 modelos mais comercializados em todo globo:

  • 1º posição: Fabricante Toyota com o modelo Sedan Corolla comercializando até Dezembro de 2018, 995.356 unidades;
  • 2º posição: Fabricante Ford com o modelo Picape Ford Série-F comercializando até Dezembro de 2018, 896.776 unidades;
  • 3º posição: Fabricante Honda com o modelo Sedan Honda Civic comercializando até Dezembro de 2018, 696.244 unidades;
  • 4º posição. Fabricante Toyota com o modelo SUV RAV4 comercializando até Dezembro de 2018, 694.822 unidades;
  • 5º posição. Fabricante Volkswagen com o modelo Hatch Golf comercializando até Dezembro de 2018, 672.023 unidades;
  • 6º posição. Fabricante Volkswagen com o modelo SUV Tiguan comercializando até Dezembro de 2018, 660.662 unidades;
  • 7º posição. Fabricante Volkswagen com o modelo Hatch Polo comercializando até Dezembro de 2018, 611.567 unidades;
  • 8º posição. Fabricante Honda com o modelo Honda CR-V comercializando até Dezembro de 2018, 591.630 unidades;
  • 9º posição. Fabricante Toyota com o modelo Sedan Toyota Camry comercializando até Dezembro de 2018, 559.100 unidades;
  • 10º posição. Fabricante Chevrolet com o modelo Picape Silverado comercializando até Dezembro de 2018, 532.070 unidades;
  • 11º posição. Fabricante Hyundai com o modelo Sedan Elantra comercializando até Dezembro de 2018, 519.750 unidades;
  • 12º posição. Fabricante FCA com o modelo Picapes RAM comercializando até Dezembro de 2018, 501.643 unidades;
  • 13º posição. Fabricante Hyundai com o modelo SUV Tucson comercializando até Dezembro e 2018, 461.094 unidades;
  • 14º posição. Fabricante Toyota com o modelo Picape Hilux comercializando até Dezembro de 2018, 449.156 unidades;
  • 15º posição. Fabricante Nissan com o modelo Qashqai comercializando até Dezembro de 2018, 438.276 unidades;
  • 16º posição. Fabricante Honda com o modelo Sedã Accord comercializando até Dezembro de 2018, 418.252 unidades;
  • 17º posição. Fabricante Volkswagen com o modelo Sedan Lavida, comercializando até Dezembro de 2018, 415.410 unidades;
  • 18º posição. Fabricante Kia com o modelo SUV Sportage, comercializando até Dezembro de 2018, 402.467 unidades;
  • 19º posição. Fabricante Mercedes-Benz com o modelo Sedan Classe C, comercializando até Dezembro de 2018, 394.187 unidades;
  • 20º posição. Fabricante Volkswagen com o modelo Sedan Jetta, comercializando até Dezembro de 2018, 392.448 unidades.

É interessante notar na lista descrita que alguns destes modelos são oferecidos em território nacional e também são sucessos de vendas em suas categorias por aqui como o VW Polo e o próprio Mercedes-Benz Classe C.

O próximo ranking será em 2019, será que manteremos as mesmas posições?

Por Carlos B.

Toyota Corolla

Toyota Corolla


O Chevrolet Onix continua na liderança, com 22.277 emplacamentos realizados.

De acordo com uma estatística divulgada no site Auto Esporte, a lista dos automóveis mais vendidos neste ano de 2018 pode render uma relação de até 50 carros, só no primeiro semestre.

Entretanto, no mês de novembro foi registrada pequena queda de 8% nas vendas de veículos, embora algumas situações surpreendentes possam ocorrer antes do réveillon, como por exemplo, uma brusca mudança no, até o presente momento, intacto pódio dos carros finalistas.

Apesar dessa queda, a liderança se mantém, uma vez mais, com o famoso compacto modelo Chevrolet Onix, o qual, só neste mês de dezembro, emplacou um conjunto de 22.277 unidades, que constitui um ciclo de comércio muito bem sucedido, dado que houve o dobro de emplacamentos para este modelo.

Diante de todo esse grupo, o maior destaque, entretanto, ficou para o modelo Volkswagen Gol. Este é o compacto que deu um salto da quarta posição direto para a vice-liderança no ranking estabelecido para os modelos mais vendidos. Ainda assim, os dois modelos: Ford Ka e o Hyundai HB20 se mantém no Top 5 desta lista.

Na relação abaixo seguem todos os modelos que constituem os veículos mais emplacados só neste mês, são eles:

1º o Chevrolet Onix, com 22.277 unidades vendidas;

2º o VW Gol, com 8.836 unidades vendidas; 3º o Ford KA, com 8.834 unidades vendidas

4º o Hyundai HB20, com 8.395 unidades vendidas; 5º o Chevrolet Prisma, com 7.598 unidades vendidas; 6º o Renault Kwid, com 7.092 unidades vendidas;

7º o Fiat Argo, com 6.078 unidades vendidas; 8º o VW Polo, com 5.644 unidades vendidas; 9º o Hyundai Creta, com 5.171 unidades vendidas;

10º o Fiat Strada, com 5.158 unidades vendidas; 11º o Renault Sandero, com 5.110 unidades vendidas; 12º o Toyota Corolla, com 5.23 unidades vendidas;

13º o Jeep Compass, com 5.008 unidades vendidas; 14º o Fiat Mobi, com 4.258 unidades vendidas; 15º o Chevrolet Spin, com 4.179 unidades vendidas;

16º o Nissan Kicks, com 4.040 unidades vendidas; 17º o Volkswagen Virtus, com 3.955 unidades vendidas; 18º o Fiat Toro, com 3.922 unidades vendidas;

19º o Jeep Renegade, com 3.845 unidades vendidas; 20º o Ford Ka Sedan, com 3.695 unidades vendidas; 21º o Volkswagen Saveiro, com 3.516 unidades vendidas;

22º o Toyota Hilux, com 3.382 unidades vendidas; 23º o Volkswagen Fox e Crossfox, com 3.330 unidades vendidas; 24º o Honda HR-V, com 3.305 unidades vendidas;

25º o Ford EcoSport, com 2.994 unidades vendidas; 26º o Toyota Yaris Sedan, com 2.774 unidades vendidas; 27º o Chevrolet S10, com 2.749 unidades vendidas; 28º o Renault Duster, com 2.670 unidades vendidas; 29º o Renault Captur, com 2.554 unidades vendidas; 30º o Hyundai HB20S, com 2.543 unidades vendidas;

31º o Toyota Yaris hatch, com 2.507 unidades vendidas; 32º o Honda Fit, com 2.441 unidades vendidas; 33º o Fiat Cronos, com 2.384 unidades vendidas; 34º o Nissan Versa, com 2.382 unidades vendidas;

35º o Volkswagen Voyage, com 2.269 unidades vendidas; 36º o Honda Civic, com 2.202 unidades vendidas; 37º o Chevrolet Cobalt, com 2.059 unidades vendidas; 38º o Chevrolet Tracker, com 2.049 unidades vendidas; 39º o Chevrolet Cruze Sedan, com 1.861 unidades vendidas;

40º o Honda City, com 1.833 unidades vendidas; 41º o Volkswagen Up!, com 1.752 unidades vendidas; 42º o Ford Ranger, com 1.572 unidades vendidas; 43º o Volkswagen Amarok, com 1.540 unidades vendidas; 44º o Fiat Uno, com 1.522 unidades vendidas; 45º o Fiat Siena, com 1.482 unidades;

46º o Honda WR- V, com 1.332 unidades vendidas; 47º o Renault Logan, com 1.321 unidades vendidas; 48º o Toyota Etios hatch, com 1.241 unidades vendidas; 49º o Chevrolet Montana, com 1.169 unidades vendidas e em 50º o Citröen C4 Cactus, com 1.150 unidades vendidas.

Por Paulo Henrique dos Santos

Chevrolet Onix 2019


Lista com os 20 carros que foram considerados a Compra do Ano em diversas categorias de veículos.

A revista Motor Show divulgou recentemente a lista com os resultados da pesquisa Motor Show – Compra do Ano edição 2019.

De acordo com a revista, para esse ranking foram considerados apenas aqueles veículos que foram lançados, tiveram novas versões, alterações na motorização e mudanças no facelift.

O período avaliado foi entre janeiro de 2017 e outubro de 2018. Para participar da seleção e ganhar o selo Compra do Ano da Motor Show e poder usar o selo promocional em 2019, os carros tiveram que ser avaliados por uma equipe da revista.

A avaliação e definição das categorias tiveram por base três pontos fundamentais:

1. Inauguração de novos nichos, a exemplo dos carros elétricos e híbridos.

2. Sentido histórico, situação das peruas.

3. Relevância para o mercado de automóveis.

Segundo a revista, a principal finalidade desse modelo de seleção envolve, também, três aspectos:

1. Incentivar os investimentos e apostas em novas tecnologias.

2. Promover premiações para as marcas que não deixaram de lado determinados segmentos, mesmo considerando a queda nas vendas. Caso das montadoras que atuam com monovolumes, station wagons e os hatches médios.

3. Possibilidade de oferecer aos clientes e consumidores um panorama amplo sobre os tipos de carros disponibilizados no mercado.

A Motor Show ressalta que os nomes das categorias foram definidos de maneira que as marcas eleitas pudessem atrair mais atenção para os modelos campeões. Nessa, que é a quinta edição da seleção, foram analisados 140 tipos de carros.

Entre as categorias mais concorridas estão os SUV Médios, Hatchs Compactos, Esportivos e SUV Compactos e Premium. Todas essas categorias contaram com mais de 10 concorrentes — a categoria Premium ocupa o topo da lista com 17 modelos na disputa.

A seguir, listamos os vencedores elencados pela avaliação feita pela revista Motor Show.

1. Volkswagen Up vencedor categoria Hatch Urbano

2. Ford Ka vencedor categoria Hatch Compacto

3. Volkswagen Golf vencedor categoria Hatch Médio

4. BMW Série 1 vencedor categoria Hatch Premium

5. Volkswagen Virtus vencedor categoria Sedan Compacto

6. Mercedes-Benz Classe C vencedor categoria Sedan Premium

7. BMW Série 5 vencedor categoria Sedan Luxo

8. Audi A4 Avant vencedor categoria Station Wagon

9. Citröen C4 Picasse vencedor categoria Monovolume

10. Toyota Prius vencedor categoria Híbrido

11. BMW i3 vencedor categoria Elétrico

12. Ford Mustang vencedor categoria Esportivo

13. Honda Civic Si vencedor categoria Cupê

14. Porsche 718 Boxster vencedor categoria Conversível

15. Jeep Renegade vencedor categoria SUV Compacto.

16. Peugeot 3008 vencedor categoria SUV Médio

17. Volvo XC40 vencedor categoria SUV Premium

18. Volvo XC90 vencedor categoria SUV Luxo

19. Fiat Toro vencedor categoria Picape Compacta

20. VW Amarok vencedor categoria Picape Média

O mais vendido no mundo

E já que estamos falando sobre modelos e categoria de carros que estão tendo destaque, de uma forma ou outra, o Toyota Corolla não poderia ser esquecido.

Em 2018, o modelo foi o carro mais vendido do mundo. Segundo os levantamentos realizados pela empresa de consultoria Focus2Move, foram vendidas 995.356 unidades do modelo. O carro da marca japonesa passou na frente de seu principal concorrente, o Honda Civic e de picapes Ford Série – F.

Mercado de automóveis para 2019

A indústria automobilística brasileira apontou algumas possibilidades de desaceleração do crescimento do segmento de automóveis comerciais leves para o próximo ano.

De acordo com alguns levantamentos, a alta deverá se situar entre 5% e 10%. Especialistas avaliam que tudo dependerá de fatores de peso para que esse percentual possa ser maior ou menor a exemplo da diminuição do nível de desemprego, consumidores com mais confiança e redução das taxas de juros.

Além disso, ainda há as incertezas sobre como o novo governo se comportará frente a dificuldades do setor. De qualquer forma, as companhias fabricantes andam muito atentas a tudo isso e se mostram cautelosas em investimentos e novidades.

Gostou desse conteúdo? Aproveite e compartilhe com seus amigos em suas redes sociais preferidas!

Por Denisson A. Soares

Toyota Corolla 2019


A Peugeot já organiza as suas estratégias para a realização de uma evolução extremamente profunda no que diz respeito à nova família do 208.

Recentemente, foram flagradas rodando pela Europa algumas unidades que serviram para teste daquilo que indica ser a nova geração do modelo Peugeot 208. E, com isso, já se pode ter um indício de quais serão as formas finais de sua carroceria. De acordo com informações de veículos voltados para o setor automobilístico, a nova geração já está pronta para o seu lançamento. Isso deve ocorrer já no início do próximo ano, durante a realização do Salão de Genebra. De forma a acirrar a concorrência entre os modelos de outras fabricantes, como os renovados Ford Fiesta e Volkswagen Polo, a Peugeot já organiza as suas estratégias para a realização de uma evolução extremamente profunda no que diz respeito à nova família do 208. Isso já pode ser sentido, inclusive, na plataforma, uma vez que o hatch compacto deverá ser construído baseado em uma arquitetura CMP, considerada uma das mais modernas da montadora. Sendo assim, tal fato permitirá que o modelo 208 2020 tenha a sua propulsão de forma totalmente elétrica.

Até 2021, o grupo francês já realizou o anúncio para o lançamento de outros 11 automóveis eletrificados. Na lista está incluída a versão híbrida do modelo Peugeot 3008, muito aguardada para o ano de 2019.

Sobre o Peugeot 208 2020

A nova geração do Peugeot 208 irá preservar as opções em gasolina, levando a utilização de motores considerados compactos. Deve seguir sendo oferecido também o propulsor 1.2 e com 3 cilindros, que já é oferecido no país. Na Europa, todavia, o motor 1.2 chega oferecendo injeção turbo e direta para o mesmo modelo, entregando potência de cerca de 150 cv na sua calibração. Vale lembrar que essa é focada no mais alto desempenho e oferecido nas versões mais caras do automóvel. Em projeções realizadas, o Peugeot 208 deverá adotar para a sua nova linhagem um design muito aproximado àquele encontrado nos demais modelos da marca, como o 5008 e o 3008, com traços mais elegantes e retos. Na traseira, bem como nos SUVs da fabricante, estará presente o elemento que une as lanternas. Em relação às suas prováveis dimensões, o comprimento do carro deve ser de cerca de 4 metros, bem como foi aplicado pelos concorrentes. Porém, uma vez que ele utiliza os motores compactos, a dianteira do hatch será menor, priorizando a maior distância entre-eixos. Sendo assim, o resultado é uma cabine com muito mais espaço. A redução no peso do veículo também pode ser explicada pela utilização de uma plataforma muito mais moderna e que integra aços nobres. Sendo assim, o veículo fica mais leve e garante um melhor desempenho e redução de gastos e de emissões de gases poluentes. Como se sabe, tais atributos são muito valorizados atualmente no setor, uma vez que contribuem para a sustentabilidade.

Sobre o design e o acabamento na cabine, entende-se que a montadora busca um posicionamento mais sofisticado no universo dos automóveis. Sendo assim, o que se pode esperar é um conceito de i-Cockpit. Isso quer dizer que o painel estará mais destacado para o ocupante.

Já a central de multimídia também terá destaque especial, uma vez que estará atualizada e oferecendo o melhor no que diz respeito ao seu funcionamento mais rápido e eficaz.

Nacionalização do Peugeot 208 2020

Agora, resta somente saber se a montadora Peugeot irá seguir aqui no Brasil a nacionalização da nova geração. A dúvida surge uma vez que há modelos no mercado brasileiro que já são consagrados no segmento e que trazem reestruturações no próximo ano, como é o caso do Hyundai HB20, Chevrolet Onix e o novo VW Polo. Por isso, para conquistar esse segmento, as fabricantes têm precisado investir e manter os seus representantes bem atualizados sobre as mudanças. Fato é que o setor por aqui espera que a Peugeot não deixe de investir em sua nova geração do 208 por aqui, mesmo que entregue uma versão mais simplificada.

Por isso, resta somente aguardar mais detalhes sobre a apresentação do modelo em março de 2019, na Europa. Assim, será possível perceber os rumos que a fabricante tomará para a região e para o Brasil. Fiquem ligados.

Por Kellen Kunz

Peugeot 208 2020

Peugeot 208 2020


Lamborghini lança o Urus, um super SUV com ótimas características.

Quando você pensa em carro de luxo quais são as duas marcas que vêm à sua cabeça? Provavelmente a primeira é a super famosa Ferrari, montadora italiana de carros superesportivos de luxo nascida em 1939 (79 anos atrás), mas que só entrou no mercado pra valer em 1947 (71 anos atrás). Mas e a outra marca? Qual vem à cabeça?

Com certeza a resposta é “Lamborghini”! A Lamborghini é uma montadora que também é italiana. Mas é mais nova, nascida em 1963 (55 anos atrás).

A partir do ano modelo de 2018, a linha de automóveis da Lamborghini passa a consistir em três linhas de modelos, duas das quais são carros esportivos de dois lugares com motor central e a terceira é um SUV com tração nas quatro rodas. Sim! Você leu corretamente! A Lamborghini entrou no mercado de SUVs. Mas o primeiro SUV da marca italiana de luxo não é um “simples SUV”. De acordo com a marca, ele é um “Super SUV”.

O novo modelo foi revelado em definitivo no dia 4 de dezembro de 2017 e foi inserido no mercado para o ano-modelo de 2018. O nome do modelo vem de “Urus”, que é considerado o animal antepassado dos gados atuais. Esses animais são conhecidos em inglês como “aurochs”. O símbolo da Lamborghini é um touro, e vários modelos dos carros têm nomes de touros.

Mas vamos ao que interessa: ao SUPER SUV!

O Lamborghini Urus é alimentado por um motor 4.0 L, V8, bi turbo e potência de 640 cavalos de potência (477 quilowatts) e um torque de 25,37 kg/kgfm. Sua velocidade máxima é de 305 km/h, o que faz desse carro o SUV em produção mais rápido do mundo.

Para alcançar os 100 km/h esse carro leva apenas 3,6 segundos, o que o faz um dos SUVs com melhor aceleração no mundo.

Visual Externo

Uma característica interessante do Urus é a luz indicadora de direção frontal e a luz de freio traseira, terem formato de “Y”, tudo isso com tecnologia LED. Abrindo a porta e olhando para a capa da saída de som do carro você vê uma proteção em formato de “Y”, e assim são todas as saídas de som do carro. A grade frontal passa a ideia de agressividade, parecendo uma ave furiosa voando diretamente em direção a um ponto.

Os pneus Pirelli P Zero Corsa foram desenvolvidos especialmente para o modelo, tendo a imagem do “L” da Lamborghini nos pneus.

Um detalhe que chama a atenção nesse SUV é que não há limpadores de para-brisa no vidro traseiro, como é normal encontrarmos em SUVs. No caso do Super SUV da Lamborghini o item não é necessário, já que o carro é projetado para que não haja acúmulo de água na área do vidro traseiro.

Uma curiosidade que também notamos nesse carro que é bem diferente do comum são as luzes de ré. As luzes são dois pequenos pontos brancos muito brilhantes, com tamanho parecido com o de uma moeda.

Porta-malas

Na parte interna do porta-malas há alguns botões. Esses botões servem para subir ou descer o carro para quando houver cargas mais pesadas no porta-malas. E ainda há botões para abrir o engate de reboque traseiro. Pressionando esse botão o engate vai sair de baixo do Urus, apertando o botão novamente o engate volta para baixo do para-choques.

Motor

O motor 4.0 bi turbo é o mesmo motor que você encontra num Porsche Cayenne Turbo e em vários outros modelos do grupo Volkswagen.

Interior

No interior do veículo podemos encontrar várias coisas interessantes. Vamos começar pelo botar “Start/stop”, que é o botão que substitui a chave em muitos modelos de carros hoje em dia. Você liga o carro com um toque nesse botão. No caso do Urus, o botão fica escondido embaixo de um protetor vermelho, que dá um toque especial à região do painel de instrumentos.

A “alavanca de câmbio” não é exatamente uma alavanca. Mas um conjunto de botões que ficam localizados estrategicamente no painel de instrumentos.

As “borboletas” de mudança de marcha com as mãos têm um visual agressivo e têm presença.

Há uma pequena alavanca à esquerda de tudo isso. Essa pequena alavanca que você puxa com o dedo é a alavanca seletora dos “modos de direção”. Há 6 diferentes “modos de direção“. Todos os nomes dos modos de direção estão em italiano. Então já vá estudando seu italiano antes de se aventurar pelas ruas testando os modos de direção do Urus!

Se eu fosse detalhar cada coisa que o Urus tem o texto sairia gigantesco, pois o carro tem um painel de instrumentos que se parece com um painel de instrumentos de uma nave espacial.

Veja mais informações com detalhes, fotos, e mais diretamente no site da Lamborghini americana (em inglês) clicando aqui (www.lamborghini.com/en-en/models/urus).

Por Bruno Rafael da Silva

Lamborghini Urus

Lamborghini Urus


Virtus e Polo, da Volkswagen, são desenvolvidos em versões especiais para pessoas com deficiência (PcD).

Diversas montadoras ao redor do mundo estão se organizando para que consigam atender aos mais variados públicos de consumidores dos seus modelos, inclusive o público portador de necessidades especiais, conhecidos pela sigla PCD. Este público em específico possui o direito, o qual é dado pelo Governo Federal, para que possam adquirir veículos zero km isentos de impostos, tanto do tributo federal IPI, como do ICMS, que é estadual, com versões específicas dos modelos disponíveis pelas marcas. Sendo assim, agora chegou a vez do Virtus e do Polo receberem configurações destinadas a tal público. Para ambos os modelos, o valor que são encontrados nas concessionárias é de R$ 69.990.

Os dois veículos têm como base o catálogo melhor equipado da configuração MSI da VW. Entretanto o motor de cada um não é igual. O modelo que possui carroceria hatch conta com um propulsor turbo de 1.0 litros, que possui a capacidade de gerar uma potência de 128 cavalos, por outro lado a carroceria sedã já vem dotado com um motor de 1600 cc, aspirado e que consegue produzir uma potência de até 120 cavalos. Em ambos os casos a transmissão é automática e com seis velocidades.

Pacote de itens novos nas versões do Virtus e do Polo

De série, a lista de itens desta respectiva dupla é bem robusta. Ambos contam com ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos em suas quatro portas, computador de bordo e travas elétricas, o que é tratado pela marca como praticamente elementos básicos e indispensáveis. Entretanto ainda existem mais coisas nessa lista. Ainda se pode citar os para-sóis iluminados tanto para o motorista quanto para o passageiro, chave do tipo canivete e com controle remoto, retrovisores elétricos, regulagem para a altura do banco do condutor e suporte para celular em seu painel equipado com uma porta USB.

A central multimídia dos modelos possui um display que é sensível ao toque com tamanho de 6,5 polegadas, além de uma aplicação que realiza a conexão com smartphones, sejam eles Android ou Apple. Também existem controles de tração e de estabilidade, além de um assistente para partidas quando os veículos estiverem em rampas.

As rodas dos modelos são as responsáveis por dar um toque bem despojado aos carros. Mesmo que elas não tenham nada em liga leve, elas são confeccionadas em aço mesmo. Entretanto diversas outras montadoras economizam neste elemento quando se trata de veículos em versões PCD. Ainda existe um outro detalhe, o consumidor que se enquadra como PCD e deseja adquirir um dos modelos só poderá escolher entre as cores branca, vermelha e preta, sendo todas elas sólidas.

De acordo com informações da montadora alemã, as vendas de ambos os modelos irão iniciar no mês de fevereiro do ano que vem.

É recente o flerte da montadora com o público PCD

A montadora germânica Volkswagen está entre as últimas empresas de grande volume que acabou acordando e se ligou para o segmento de carros PCD. A marca, até o ano de 2018, quase não possuía produtos adequados, que tinham transmissão automática e que estivessem na faixa abaixo do valor que é considerado o teto legal, dos R$ 70 mil, exigência necessária para que se tenha a isenção do tributo estadual do ICMS. Caso o veículo esteja acima do valor mencionado, o cliente poderá apenas requerer desconto do tributo federal, IPI.

Hoje em dia, a empresa conta outras versões que também se encontram aptas a serem comercializadas com o desconto de ambos os tributos, são elas o Virtus, o Polo, o Fox e os já antigos de mercado Voyage e Gol, todos equipados com transmissão automática.

Por Filipe Silva

Volks Polo PcD

Volks Virtus PcD


De 2019 a 2021, a FCA irá lançar 13 novos veículos elétricos e híbridos plug-in.

O grupo FCA – Fiat Chrysler Automobiles – irá voltar a ter diversas novidades após um tempo bem complicado passado pela empresa, que foi a morte Sergio Marchionne, o CEO da companhia. Foi realizado um encontro com sindicatos da Itália, onde Mike Manley, o novo CEO da empresa apresentou os planos para o futuro e por fim revelou que pretendem realizar um investimento de US$ 5,6 bilhões nos três anos próximos (de 2019 até 2021) para que consigam lançar 13 novidades.

O conglomerado ítalo-americano apresentou o plano global de eletrificação que pretendem trabalhar nos próximos três anos. A ideia do grupo é lançar veículos elétricos e híbridos plug-in neste triênio. Os investimentos apresentados pela marca irão ser utilizados para trabalhar sobre novos modelos e também sobre novos propulsores. Além disso, destes fatos, a companhia informou que desejar elevar sua produção em território italiano para que assim consiga melhorar suas próprias margens de lucro.

Desta forma, o plano é que se concentre a produção de modelos da Jeep, Maserati e Alfa Romeo na Itália, visto que lá seus custos para produzir são superiores e somente produtos que possuem um maior valor agregado iriam conseguir oferecer melhores margens de lucro. Sendo assim, modelos como o Panda e o Fiat 500 devem se manter na Polônia, que possui menores custos e mão de obra mais barata.

A FCA, ainda assim, pretende produzir o novo Fiat 500 com motorização elétrica na cidade de Turim, bem como o Panda, um híbrido leve, isso devido aos elevados custos. O modelo Fiat 500X irá receber uma nova versão, a híbrida plug-in e ainda continuará sendo fabricado na comuna de Melfi, de forma conjunta com o modelo Jeep Renegade, o qual também contará com uma variante equivalente.

Entretanto, a apresentação deste plano estratégico envolve também o desenvolvido de um novo lançamento, o qual está deixando a imprensa bem atenta. O produto é um novo SUV compacto para a marca Alfa Romeo, porém ao contrário de fazer uso da plataforma Giorgio mais curta, contará como base a do Jeep Renegade ou do Compass, muito provável que seja deste segundo.

A referida plataforma irá ser utilizada pela Alfa Romeo já tendo uma alternativa como híbrido plug-in. A sua fabricação será realizada na comuna de Pomigliano, porém no atual momento ainda não se tem um nome para produto. Enquanto o modelo Jeep Compass, que hoje é o campeão de vendas no segmento de SUVs no mercado brasileiro, será desenvolvido agora na Itália, porém em Melfi, além do Fiat 500X e do Renegade.

Quando se trata da marca Maserati, existirá também uma variante equivalente ao luxuoso da marca Alfa Romeo Stelvio, o qual é desenvolvido igualmente na planta de Cassino, local onde são produzidos veículos tendo Giorgio como base. Por outro lado, o esportivo, já aguardado, Alfieri, o qual contará com opções conversível e cupê, deverá ser desenvolvido na comuna de Modena, o qual sairá de fábrica eletrificado, já partindo da sua primeira versão.

Os modelos Maserati Quattroporte, Levante e Ghibli irão receber variantes com motores híbridos plug-in. A montadora tem a pretensão de realizar uma expansão em sua produção de veículos elétricos em um segundo momento depois deste período, o que irá envolver de maneira direta as plantas que já existem, sendo elas a da Sérvia, Turquia e Polônia. Quando se trata de mercados automobilísticos emergentes, como é o caso da Índia, da Américas e também da China, nenhum comentário sobre o assunto foi feito por parte Fiat Chrysler Automobiles, entretanto fica-se na espera, para que possa aparecer por aqui o mais rápido possível.

Por Filipe Silva

Lançamentos da FCA


Modelo chega com visual retocado ao mercado brasileiro, mas com menos alterações que nos mercados europeu e americano.

Ao ser lançado no ano de 2015, o Jeep Renegade teve filas de espera para ser adquirido e para continuar em alta, o modelo em sua linha 2019 altera somente o necessário, visando diversos concorrentes posteriores, como Hyundai Creta, Nissan Kicks e principalmente o Honda HR-V.

O Renegade do Brasil sofreu menos alterações que o europeu e o americano. Não recebeu a mesma peça que situa os faróis de neblina centralizado e acaba por abrir duas entradas de ar embaixo das setas, porém passa a ter o para-choque igual, tanto nas versões diesel, quanto na flex e recebeu um retoque leve em seus faróis de neblina. Sua grade, ainda que não pareça, inspirou-se no Wrangler novo, com diferentes ângulos e mais grossas barras. Em suas versões mais caras, seus faróis que eram em xenônio deram lugar ao LED, da mesma forma que os de neblina.

Na parte de trás, por questão de custo, as lanternas em LED não chegaram, desta forma, a única alteração ficou por conta da maçaneta visível na tampa. As rodas também são novas, com aros em 17" até 19". Somente a que possui 16" da versão Sport manual continua igual.

O seu interior vem com as boas mudanças, diferente dos outros mercados. O display com 8,4" presente no Compass chegou ao Renegade suprindo uma necessidade antiga do modelo, incluindo Android Auto e Apple CarPlay. Chegaram também comandos novos de ar-condicionado com duas zonas, e a tela de 5” ficou para a versão Sport, assim como os comandos analógicos do ar. Em seu console central, existem porta-trecos novos e amplo espaço para seus pertences, já o seletor da tração ficou alguns centímetros mais altos em suas versões turbodiesel. Recebeu também revestimento preto em uma parte de sua coluna “A” para parecer mais fina. A litragem de seu porta-malas aumentou por usar estepe fino, entretanto já era algo existente desde 2018.

Sua versão Limited recebeu mais alterações que as outras versões. Contando, de série, com sete airbags e com rodas em 19". Em sua mecânica não ocorreram mudanças, continuando com o propulsor e-TorQ de 1.8 litros, que gera 139 cavalos e torque de 13,9 kgfm, além de sua transmissão ser automática com seis velocidades. O modelo manteve a sua mesma tocada, tendo baixa perda em conforto por utilizar pneus com perfil baixo, sendo um 235/45/19. Sua direção é calibrada e firme, porém o motor ainda pede mais força quando necessita transportar seus 1.527 kg e sua parruda estrutura. Para compensar, o uso e o desenho no novo display de 8,4 polegadas ajudam a vida no cockpit.

Mudou menos ainda a versão Sport. Não contando com faróis em LED e nem o display com 8,4", ficando como a principal novidade, uma porta USB em seu banco traseiro. É necessário estar bem atento para identificar os leves retoques na parte visual da versão de entrada, destacando-se as rodas novas de 17 polegadas.

De acordo com algumas fontes, o motor, que era um turbo 1.3, passará ainda por uma tropicalização e só poderá tê-lo a daqui dois anos. Uma outra ausência também, foi a versão de entrada Custom, ainda mais a turbodiesel, que era vendida por menos de 110 mil reais, entretanto de acordo com a FCA, não houve uma aceitação necessária pelo mercado.

A montadora Jeep já está com os olhos voltados ao segmento acirrado dos utilitários compactos. Desta forma, conta com uma posição agressiva das versões Sport, tendo valores, na versão manual, de R$ 78.490, já no automático de R$ 83.990. Embora a liderança seja do Honda HR-V, somente 2.274 veículos separa-o do Jeep Renegade, sendo o quarto colocado.

Por Filipe Silva

Jeep Renegade 2019

Jeep Renegade 2019


Apesar das mudanças, o Acoord 2019 continua cumprindo com o bom papel de carro completo e com ótimo desempenho, principalmente pelo novo câmbio automático de dez marchas estreado na minivan Odyssey.

Apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo, o novo Honda Accord será lançado no Brasil em 2019. O modelo contará com um pacote único de equipamentos e será vendido a R$ 198.500. O valor é justificado pelo pacote de recursos tecnológicos. O sedan de luxo está em sua décima geração e vem equipado com o motor 2.0 turbo o mesmo empregado no Civic Type R e não mais o V6 3.6 aspirado das antigas versões.

Lançado no ano passado nos Estados Unidos, o novo Accord estará disponível nas concessionárias brasileiras a partir do primeiro semestre de 2019. Apesar das mudanças, o Acoord 2019 continua cumprindo com o bom papel de carro completo e com ótimo desempenho, principalmente pelo novo câmbio automático de dez marchas estreado na minivan Odyssey.

Os pontos fortes continuam sendo o espaço interno, o conforto e o excelente pós-venda disponibilizado pela Honda. Em contrapartida, o modelo sofre uma grande depreciação no preço, logo nos cinco primeiros anos após a compra.

Com medidas robustas, o modelo possui comprimento de 4,91 m por 1,47 m de largura, distância entre eixos de 2,77 m e altura de 1,85 m. O porta-malas, com seus 574 litros, é um dos mais espaçosos da categoria. Por dentro, o veículo continua muito espaçoso, sobretudo com o ganho nas dimensões em relação a nona geração. Essas alterações fizeram com que a distância entre as fileiras de bancos fosse aumentada, permitindo que o condutor dirija mais próximo do assoalho.

O atual motor foi modificado e recalibrado, gerando até 256 cavalos de potência e torque de 37,7 mkgf. O V6 3.6 aspirado, que acaba de ser aposentado pela Honda, era capaz de gerar 280 cv e 34,6 mkgf de torque. Para dar maior estabilidade a essa “máquina” a Honda disponibilizou o que há de melhor em relação à direção, que é elétrica e com assistência de estabilidade MA-EPS (Motion Adaptive – Electric Power Steering), suspensões MacPherson (dianteira) e Multi-link (independente traseira).

Honda Sensing – novo pacote tecnológico

Vale ressaltar que desde 2016, o modelo passa por reformulações e recebeu novos aprimoramentos técnicos e estéticos, como a adição de mais itens de segurança e tecnologia. A ideia da montadora japonesa é se posicionar no concorrido segmento de sedans de luxo. O destaque para o lançamento são do pacote tecnológico Honda Sensing, um conjunto de itens de série destinados a maioria dos veículos da marca vendidos nos Estados Unidos, como o Civic.

Entre eles estão o controlador de velocidade adaptativo com frenagem de emergência, bancos com ajuste automático, assistente de permanência na faixa, chave presencial smart key, faróis totalmente em LEDs com sensor de acendimento automático e sistema honda LaneWatch.

Além deles, o novo Accord conta com sistema multimídia de 7 polegadas touchscreen com navegador integrado e integração para celulares Android e iPhone, bluetooth, ar-condicionado automático Dual Zone com saída de ar para o banco traseiro, controle de velocidade de cruzeiro (piloto automático), entradas HDMI e conexões USB, GPS, computador de bordo e volante com acabamento em couro.

São muitos itens que tornam o Accord um sonho de consumo, mas o design também impressiona. O visual está mais ousado, em especial pelas linhas horizontais inspiradas nas do Civic. Os detalhes cromados proporcionam maior charme ao modelo que está disponível apenas em 2 cores: Platinum Silver Metalic e Crystal Black Pearl.

Ficha técnica

· motor 2.0 turbo;

· 256 cavalos de potência e torque de 37,7 mkgf;

· Comprimento de 4.910 m;

· Altura de 1.475 m;

· Largura de 1.850 m;

· Distância entre eixos de 2.77 m;

· peso total bruto de 2.060 kg;

· volume do porta-malas de 574 litros;

· tanque de 56 litros

· consumo médio de 9,6 km por litro;

· rodas de liga leve 18 polegadas com pneus 235/45 R18;

· smart key;

· faróis totalmente em LED.

Por Robson Quirino de Moraes

Honda Accord 2019

Honda Accord 2019


Além da nova versão X-Line, o modelo contará com mudanças tecnológicas e um espaçamento maior do bagageiro. Contudo, foi possível perceber algumas mudanças que estão no teaser de divulgação.

A Kia ou KIA MOTORS CORPORATION iniciou os trabalhos na Coreia do Sul em 1944. Dentro de seus itens fabricados estão as bicicletas como seu primeiro produto, depois veículos e aparatos militares. A partir daí o sucesso tornou-se inevitável. Já no fim da década de 1990, reestruturou sua logomarca modificando cores, símbolos e trazendo um aspecto moderno e inovador dentro do ramo automobilístico. Dessa forma, agora KIA-HYUNDAI lança em 2001 o “win, win, drive” como objetivo do programa “Top five in 2010”. O sucesso dessa repaginação e o empenho dos profissionais, em 2008 o objetivo foi alcançado. Em 2009 foi apresentado no Brasil juntamente com o modelo sedan Cerato, o design Soul ambos assinado pelo renomado Peter Schreyer e já em 2010 foi projetado especialmente para o mercado brasileiro o Kia Soul bicombustível através da tecnologia flexfuel. Conhecidíssimo mundialmente como carro design estreando como novidade urbana dentre os automobilísticos. É um crossover, a posição para direção é mais elevada garantindo boa visibilidade e segurança. Traz uma garantia de 100.000 km rodados ou ainda cinco anos. Com todas essas inovações, no dia 28 de novembro de 2018, será lançado na cidade estadunidense de Los Angeles o Novo Kia Soul 2020 e promete aflorar os ânimos de consumidores mais sofisticados e antenados no que se refere ao incrível mundo automobilístico.

Confira abaixo o que já foi revelado sobre o que pode ser o novo queridinho do momento.

O que se sabe sobre o Novo Kia Soul 2020 ainda é pouco conhecido uma vez que se pretende fazer uma grande apresentação no Salão Internacional de Automóveis. Segundo a Kia, além da nova versão o modelo contará com mudanças tecnológicas e um espaçamento maior do bagageiro. Contudo, foi possível perceber algumas mudanças que estão no teaser de divulgação.

O modelo vem numa nova configuração, a X-Line e o design vem no formato aventureiro. Dessa forma, Kia Soul 2020 foge a linha básica ganhando refinamento como, por exemplo, faróis estreitos e separados e formato em “L”, mas ainda sim mantendo sua forma quadrada. É possível perceber também que o novo modelo virá com uma assistência de direção e segurança bem mais moderno, além de opções de entretenimento. Na parte multimídia, vê-se uma interface nova e maior com grande conectividade.

Dentro da geração atual aqui no Brasil, os modelos vêm com câmera ré, sensor de aproximação e direção elétrica. Contudo, ainda sem data prevista para o lançamento do novo modelo no país e se este apresentará com as mesmas especificações mostradas no teaser.

No exterior, haverá duas opções de motor: gasolina 2.0 e turbo 1.6 em sete velocidades e embreagem em duas transmissões. Com o compromisso de atender as expectativas de seus clientes, nos Estados Unidos, a empresa oferecerá a opção tração integral. Em um compilado de novidades esperadas estão: motores 2.0 em 150cv ou 176 cv, além de uma proposta 100% elétrica em um motor de 200 cv e aproximadamente 500 km de autonomia ainda a ser lançada num futuro próximo. A versão atual nacional comporta motor de 16 válvulas, flex 1.6 e potência de 128 cavalos no álcool contra 122 na gasolina. Transmissão em 6 velocidades sendo oferecido no crossover a R$ 89.990. Os valores do novo modelo ainda não foram divulgados o que possivelmente ocorrerá em seu lançamento.

Ficha técnica do atual modelo:

Modelo: Crossover

Motor: 1.6

Versão: U 216

Câmbio: Automático

Cores: Azul, branco, branco com vermelho, preto, preto com vermelho ou vermelho com preto

Pintura: Metálica ou Sólida

Portas: 4

Valor: R$ 89.990

Design: Rack de teto, conjunto de faróis neblina, roda liga leve, espelhos retrovisores controlados eletricamente, Controle de rádio MP3 no volante, travamento e/ou abertura de portas a distância.

Se você já gostava do Kia Soul, possivelmente vai se surpreender com as novidades do Modelo 2020.

Por Mateus Aparecido de Faria

Kia Soul 2020


Auto Esporte elegeu o Volkswagen Virtus como o Carro do Ano 2019.

O modelo Volkswagen Virtus recebeu o prêmio de Carro do Ano de 2019 eleito pela revista Autoesporte. A premiação, que seleciona, dentro do setor automotivo, o lançamento mais importante já é distribuído por 52 anos pela revista. Na segunda posição da lista, situa-se o Cronos, da montadora italiana Fiat, o qual em algumas versões disputa de forma direta com o veículo sedan da Volkswagen. Outros concorrentes que estiveram na disputa foram o Citroën C4 Cactus, Toyota Yaris e Chery Tiggo 2.

O VW Virtus teve sua eleição decretada por meio de um grupo de 20 jornalistas que atuam no setor automotivo. Os técnicos são das mais variadas plataformas, sendo que estão entre estas, sites, emissoras de TV e de rádio, revistas e também jornais.

De maneira contrária de outros veículos aclamados pela crítica, o modelo Volkswagen Virtus vem caindo nas graças do público. O veículo que teve se lançamento realizado no mês de janeiro, ainda vem tendo bons números quando se trata do seu mercado. No último mês, o modelo da marca alemã alcançou o posto de 10º carro mais vendido no mercado brasileiro, onde 1.992 exemplares foram emplacados. O sedan da VW é comercializado em três diferentes versões de acabamento, além de dois tipos de motores, sendo um de 1.6 que gera até 117 cavalos de potência, já o outro é um turbo de mil cilindradas capaz de gerar 128 cavalos.

Os carros eleitos pelo Carro do Ano nas outras categorias

Os profissionais jurados da revista Autoesporte elegeram também o prêmio de Carro Premium deste ano, os quais têm como requisitos o preço, variando de R$ 100 mil a R$ 200 mil e o outro prêmio é o Carro Superpremium deste ano, onde a regra é que esteja em um valor superior a R$ 200 mil. Tratando-se da primeira categoria, a posição de campeão foi ocupada pelo Volvo XC 40. Já na outra categoria, o prêmio foi faturado pelo modelo Ford Mustang.

Já por sua vez, a marca Mercedes-Benz foi a ganhadora da categoria Motor do Ano menor que 2 mil cilindradas, com um modelo turbo 1.5 turbo movido a gasolina e que se encontra presente no Classe C200 EQ Boost. Já na categoria de propulsor com 2 mil cilindradas ou maior, o Ford Mustang foi o campeão mais uma vez, devido ao seu motor V8 5.0 movido a gasolina da linha Coyote.

A montadora francesa Renault foi a campeã no prêmio Marca Digital do Ano, por causa de sua plataforma K-Commerce, a qual foi fabricada para comercializar, online, o modelo Kwid. Enquanto a marca BMW recebeu o troféu de Marca Verde do Ano, graças aos investimentos que a empresa realizou nos sistemas de propulsão que são considerados não-poluentes. A companhia foi a precursora na venda de um veículo totalmente elétrico, aqui no mercado brasileiro, o i3. Além deste, a montadora alemã vende também o esportivo híbrido i8.

Dois seres humanos também foram homenageados nesta premiação de Carro do Ano. Um deles foi Percival Lafer, o qual agora faz parte do Hall da Fama Autoesporte graças às suas contribuições feitas à indústria brasileira. O arquiteto desenhou por várias vezes diversos automóveis brasileiros, dentre os quais pode-se citar o mais conhecido, que é o MP Lafer, nos anos de 1970, uma réplica do carro inglês MG TD. Já o Executivo de 2019 foi o profissional que fundou o Grupo Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade, que devido às suas iniciais deram o nome ao grupo e possuem parceria com diversas marcas como, por exemplo, Chery e Hyundai, além de realizar importações e ser o maior revendedor da marca Ford na América Latina.

Por Filipe Silva

Volkswagen Virtus 2019


O Tiggo 4 é o SUV compacto da marca chinesa e já foi lançado no Chile, porém, não tem data marcada para desembarcar no Brasil.

A Chery juntamente com a representante brasileira, a CAOA, vai lançar dois SUVs no mercado nacional. O Tiggo 4 e Tiggo 7 ainda não tem data marcada para chegar as concessionárias, mas já estão sendo produzidos na fábrica de Anápolis e em breve estarão nas ruas país.

Tiggo 4

Esse é o nome do Chery Tiggo 5x na América Latina. O Tiggo 4 é o SUV compacto da marca chinesa e já foi lançado no Chile, onde será comercializado pela importadora SK Bergè. O modelo também já foi apresentado na Argentina, mas em ambas os países ele é importado diretamente da China.

No país de origem, 10 mil unidades são vendidas mensalmente, um número considerável mesmo para o país. Para o mercado nacional, as expectativas não são tão grandes para o modelo, contudo a parceria com a CAOA promete bons resultados. Na fábrica de Anápolis já são produzidos os os veículos Hyundai ix35 e New Tucson.

O Tiggo 4 é produzido sobre a plataforma TX1, cujos módulos foram desenvolvidos juntamente com a Jaguar Land Rover, sócia da Chery na produção de modelos de luxo na China. Muitos dos componentes utilizados pela Jaguar também estão empregados no Tiggo 4 e Tiggo 7, e devem chegar ao Brasil, onde receberá ajustes para melhorar o desempenho do SUV.

Com motor 1.5 turbo de 146 cv e 21,5 kgfm de torque, o Tiggo 4 dispõe de um câmbio automatizado de dupla embreagem e seis marchas. Possivelmente a versão com motor 2.0 e 122 cvs não será comercializada no mercado nacional. As medidas são 4,33 m de comprimento, 1,83 m de largura, 2,63 m entre-eixos e 1,64 m de altura.

O exterior apresenta uma evolução antes aos modelos um pouco mais antigos da Chery. Com detalhes mais ricos, o modelo traz uma série de itens cromados. Além deles, destaque-se também os faróis grandes, apêndices laterais no para-choque expressivas e nova grade em relação à versão chinesa. Na traseira, a nova lanterna apresentam elementos centrais com quatro retângulos.

Na parte interior, o painel é até semelhante ao do Tiggo 7, mas há algumas pequenas diferenças, apesar do mesmo quadro de instrumentos. O Tiggo 4 vem equipado com central multimidia com tela touch de 9 polegadas, ar-condicionado automático, botão de partida, direção elétrica, teto panorâmico, airbags frontais e laterais.

Outros itens de série são os controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, freio de estacionamento eletrônico, modos Eco e Sport, brake hold, rodas de liga leve aro 18 polegadas, pneus 215/55 R18 e etc.

O valor do Tiggo 4 deve girar em torno dos R$ 70 mil. Ele terá como concorrentes o Ford Ecosport 1.5, o Hyundai HR-V e o Nissan Kicks. Uma tarefa difícil, mas não impossível, principalmente com a melhor receptividade do público brasileiro.

Novidades da CAOA

A CAOA já tinha prometido 3 novidades para o mercado brasileiro. Além dos Tiggo 4 e 7, a empresa vai produzir o sedan Arrizo 5 na unidade de Anápolis. Na unidade de Jacareí (SP) serão fabricados os modelos menores da Chery, o QQ e Tiggo 2.

Há previsão de que as concessionárias com a marca CAOA Chery passem de 25 unidades em 2017 para 60 até o final de 2018. A intenção é fortalecer o posicionamento frente ao mercado nacional, em especial pela boa reputação da empresa brasileira. Seu principal desafio será contornar a desconfiança dos consumidores em relação aos modelos chineses e a forte depreciação dos preços.

Ficha técnica

· Motor 1.5 turbo de 146 cv;

· Torque de 21,5 kgfm;

· Câmbio automatizado;

· Dupla embreagem de seis marchas;

· 4,33 m x, 1,83 m (comprimento e largura), 2,63 m de entre-eixos e 1,64 m de altura;

· ar-condicionado automático;

· direção elétrica;

· teto panorâmico;

· airbags frontais e laterais;

· freio de estacionamento eletrônico;

· rodas de liga leve aro 18 polegadas;

· pneus 215/55 R18.

Por Robson Quirino de Moraes

Chery Tiggo 4 2019

Chery Tiggo 4 2019


Com um visual mais moderno e marcante em relação aos seus antecessores, o Tiggo 7 é um SUV médio, mas espaçoso, principalmente pelo porta-malas, cuja capacidade é de 414 litros.

O ano de 2019 será agitado para a Chery e sua parceira brasileira, a CAOA. Entre modelos que entram no portfólio nacional está o Chery Tiggo 7, que marca novos paradigmas no que diz respeito a design.

Com um visual mais moderno e marcante em relação aos seus antecessores, o Tiggo 7 é um SUV médio, mas espaçoso, principalmente pelo porta-malas, cuja capacidade é de 414 litros, 1.100 litros adicionais com o encosto do banco traseiro rebatido. Apresenta 4.505 mm de comprimento, 1.837 mm de largura, distância entre-eixos de 2.670 mm e altura de 1.670 m. O peso é de 1.500 quilos.

O SUV é equipado com motor 1.5 turbo flex de gasolina e etanol. Com comando variável, ele entrega entre 147 a 150 cavalos de potência e 21,4 kgmf de torque com qualquer um dos combustíveis. O câmbio automático de dupla embreagem possui 6 marchas. Todo o conjunto permite que o carro chegue a velocidade máxima de 180 km/h

O desempenho é ligeiramente melhor quando abastecido com gasolina. O Tiggo 7 faz no meio urbano 6,5 km por litro com etanol e 9,5 km por litro com gasolina; na estrada chega a fazer 8,5 km por litro de etanol e 12 km por litro de gasolina.

O interior tem um acabamento melhor em relação aos antecessores, com destaque para a qualidade dos materiais. Entre os itens de série estão o ar-condicionado automático dual zone, bancos dianteiros com aquecimento, painel inteligente, alerta de fadiga, airbags frontais e de cortina sistema de monitoramento de ponto-cego, direção elétrica e teto solar panorâmico.

O modelo também conta com computador de bordo, conexões bluetooth e UBS, espelhamento com a tela do celular, indicador de temperatura externa e volante multifuncional.

Na parte externa é importante citar os retrovisores externos com rebatimento elétrico, rodas de liga leve aro 18", sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, faróis com refletores duplos de LED e regulagem de altura, sensor de chuva, limpador e lavador do vidro traseiro, câmeras para visão 360 graus.

Melhoramentos para mercado brasileiro

A versão brasileira conta com algumas atualizações em relação ao modelo chinês. A principal delas é a nova programação eletrônica, com intuito de melhorar as respostas do motor e velocidade. Assim reduz o tempo de resposta na aceleração. Sem borboletas na pate traseira do volante, a redução deverá ser feita exclusivamente na alavanca de câmbio.

A dianteira conta com uma nova grade, maior e que segue os demais SUVs da marca que já estão na linha de produção na fábrica de Anápolis (GO). Tiggo 4 Tiggo 7, o sedan Arrizo 5 serão produzidos no país juntamente com os Hyundai ix35 e New Tucson. Na unidade de Jacareí (SP) se concentram os modelos menores QQ e Tiggo 2.

60% da estrutura do Chery Tiggo 7 é produzida em aço de alta resistência. O modelo vem equipado com suspensão do tipo multilink na traseira e freios a disco nas quatro rodas. De acordo com a fabricante, o sistema de freios permite reduzir a velocidade a zero de 100 km/h em 39,7 metros.

Na China, o SUV recebeu 5 estrelas da C-NCAP, a agência responsável por avaliar os níveis de segurança dos veículos produzidos no país. Lá ele foi bem recebido pelo público e aqui no país terá uma tarefa dura, que é competir com o Jeep Compass, o Honda HR-V, e o Hyundai ix35, mas o preço de R$ 95 mil pode ser um diferencial.

Ficha técnica

· Motor 1.5 turbo flex;

· 147 a 150 cvs;

· 21,4 kgmf de torque;

· velocidade máxima de 180 km/h;

· porta-malas de 414 litros;

· medidas: 4.505 mm x 1.837 mm;

· distância entre-eixos de 2.670 mm;

· altura de 1.670 m;

· 0 a 100 km/h em 11 segundos;

· capacidade do tanque de combustível: 18 litros;

· Conexão USB e Bluetooth;

· Termômetro da água do motor;

· computador de bordo;

· espelhamento da tela do celular;

· 1.500 quilos.

Por Robson Quirino de Moraes

Chery Tiggo 7 2019

Chery Tiggo 7 2019


O Chery Arrizo 5 será comercializado em duas diferentes versões, sendo a RX e a RXT, ambas equipadas com um motor turbo flex de 1.5 litros, sem injeção direta, acoplado a um câmbio automático do tipo CVT que tem capacidade de simular 7 marchas.

A concessionaria Caoa Chery já tinha antecipado no mês passado os diversos detalhes do novo Arrizo 5, o sedan intermediário da marca, que irá iniciar suas vendas aqui no mercado brasileiro agora no final do ano. A planta da cidade de Jacareí (SP) será a responsável pela sua produção, a qual já foi dado o início.

Aqui no Brasil, o Chery Arrizo 5 irá ser comercializado em duas diferentes versões, sendo a RX e a RXT, ambas equipadas com um motor turbo flex de 1.5 litros, sem injeção direta, acoplado a um câmbio automático do tipo CVT que tem capacidade de simular sete marchas.

Este propulsor tem como base o 1.5 de 16 válvulas que gera 115 e 110 cavalos (dependendo do combustível) o qual também está presente no SUV Tiggo 2. Chega aos 147 cavalos de potência com turbo, ao fazer uso de gasolina, já com etanol possui 150 cv. Seu torque é de 19,37 mkgf ao atingir 5.500 giros, com ambos os combustíveis.

O novo Arrizo 5 terá como foco os sedãs intermediários e compactos, como por exemplo o Chevrolet Cobalt, Fiat Cronos, o Volkswagen Virtus e Honda City.

Seu comprimento atinge 4,57 m, possui 2,67 m de distância entre-eixos, largura de 1,83 m e altura de 1,48 metros. Seu porta-malas possui 430 litros de capacidade

A partir da versão RX, que é a de entrada, já conta de série com série roda em liga leve de 16 polegadas, luzes diurnas, controles de tração e estabilidade, Isofix e freios a disco em todas as suas rodas.

O modelo ainda vem equipado com câmera de ré, ar-condicionado digital, volante com multifunções (somente com ajuste para altura), controlador de velocidade, direção elétrica, sensor de estacionamento na parte traseira, assistente para partida em rampa e partida por botão.

Sua central multimídia possui um display com 7 polegadas e conta com espelhamento para dispositivos iOS e Android.

Já a versão RXT tem como adicional rodas em liga leve de 17 polegadas, airbags laterais, bancos revestidos em couro e teto solar elétrico. O modelo tem uma peculiaridade, pois não possui faróis de neblina, o local é ocupado por suas luzes diurnas em Led.

Ainda que a marca não tenha definido os valores, a Chery acredita que o sedan sairá pelo valor de R$ 69.000 a R$ 79.000.

O VW Virtus com propulsor turbo 1.0 que gera 128 cavalos é vendido pela cifra que varia de R$ 74.680 a R$ 79.990. Enquanto o automático 1.6 com 117 cavalos, inicia em R$ 66.525.

A empresa tem a esperança de comercializar de 300 a 400 unidades do modelo mensalmente ao decorrer do próximo ano.

O novo Chery Arrizo 5

Incialmente a CAOA Chery não sabe o motivo de ter batizado o veículo de Arrizo, que segundo a marca, apesar de ter duas letras “r” a pronuncia é de apenas um, sendo “Arizo”.

O carro que foi exposto na própria fábrica tinha a exigente de colocar mais força para que pudesse realizar o fechamento de sua porta do lado do motorista, além de contar com desalinhamentos de peças, como por exemplo, o seu friso cromado na parte lateral e também a porta de seu porta-malas.

Embora o seu porta-malas conte com seus bons 430 litros, ele é curto. Seu banco de trás é inteiriço, ainda que não haja nenhuma travessa que o atrapalhasse de ser bi-partido.

Conforme informações da própria Caoa Chery, tal característica fez com que os consumidores reclamassem podendo haver a possibilidade de deixá-lo bi-partido mais para frente.

Sua coluna de direção não conta com o ajuste telescópico e a espuma é outra coisa que o motorista irá reparar, que pelo fato de ser tão macio, parece ser instável.

Um detalhe é que a tampa de seu porta-luvas possui queda amortecida, recurso encontrado em veículos de maior valor.

Por Filipe Silva

Chery Arrizo 5 2019

Chery Arrizo 5 2019


O BMW Z4 possui diversos itens de série modernos e que ajudam a compor a excelência dessa máquina que em breve estará nas ruas do Brasil.

A nova BMW Z4 vem com muitas informações impressionantes. Esse carro foi criado para atrair e agradar um público alvo mais exigente e que gosta de carros modernos e com extrema qualidade. A primeira coisa que quero ressaltar sobre esse carro, é que seu design luxuoso é muito perfeito, e capaz de conquistar qualquer pessoa. Uma informação sobre a o design desse carro é que ele traz uma cor alaranjada muito moderna e chamativa e seu tamanho que é maior que muitos imaginavam.

Agora vamos falar sobre as outras informações desse carro.

BMW Z4 tem muitos itens de série

Muitos consumidores de carros buscam por modelos que tenham potência e itens de série. No caso da BMW Z4, os itens são modernos e ajudam a compor a excelência dessa máquina. Veja alguns dos itens que vão ser encontrados dentro da BMW Z4:

– Tração traseira;

– Central multimídia;

– Ar-condicionado;

– Painel digital;

– Volante esportivo;

– Transmissão automática de 8 marchas e manual das 6 marchas;

– Rodas diamantadas aro 20.

Com esses itens fica impossível acreditar na modernidade dessa máquina.

Boa motorização

A BMW Z4 tem motor potente de 2.0 que faz uma alta aceleração. Os consumidores que gostam de um carro que corra na pista podem optar por esse novo lançamento da marca. A potência máxima desse carro é de 184 cv, seu torque é de 27,5 kgfm e a aceleração é de o a 100 km/h em 7,2 segundos. É uma máquina para ninguém colocar defeito.

Porta-malas com muito espaço

Outra informação importante desse carro, é o tamanho do porta-malas. Ele possui 180 litros e serve para guardar diversos itens do usuário. Esse carro tem medidas acima da média e o porta malas apenas segue esse padrão. Mesmo sendo um carro potente, ele pode ser indicado para pessoas que tenham uma família grande.

BMW Z4 tem grandes medidas

Esse carro não tem apenas beleza, bom motor e modernidade. Outro detalhe que chama muita atenção nesse carro é seu tamanho. Apesar de ter um designe bem luxuoso, ele também é robusto, e por ser grande, ele não vai passar despercebido nunca. Por isso, ele é indicado para aquelas pessoas que gostam realmente de carro grande e tenham experiência em dirigir esse tipo de máquina. Agora vamos às medidas do BMW Z4: largura 1.790 mm, comprimento 1.291 mm, altura4.29 mm e distância entre eixos 2.496.

Carro muito confortável

A BMW Z4 tem muito conforto em sua parte interna. Além disso, esse carro tem espaço de sobra para deixar todos os ocupantes do carro bem acomodados. Seus bancos são modernos e resistentes. E a central de multimídia ajuda a manter os ocupantes do carro mais conectados.

Falando da parte externa desse carro

A nova BMW Z4 vai manter suas grades na parte da frente, porém, agora existem pontos cromados nos lugares dos filetes. Nesse modelo terão também grandes saídas de ar, que dão um toque mais agressivo a esse carro. Na parte traseira serão encontradas lanternas com tecnologia de LED, que são finas e acabam atravessando uma boa parte da carroceria. Já na tampa traseira existe uma curvatura que funciona como aerofólio, o capô ficou mais longo dando um detalhe extra a parte extra desse carro.

Muitas informações secretas sobre a BMW Z4

Ainda existem muitas informações secretas sobre esse lançamento da BMW. Mas as informações que vazaram já são suficientes para animar milhares de consumidores que já gostam e conhecem essa marca. Muito se especula sobre o valor desse carro, mas ainda não existe uma informação concreta sobre isso. O que se pode garantir é que a BMW Z4 vem trazendo beleza, modernidade, bom motor, bons equipamentos e muito mais.

Agora é só esperar o lançamento dessa máquina!

Por Cristiane Amaral

BMW Z4 2019

BMW Z4 2019


O Renault Zoe foi lançado no Brasil como carro elétrico mais barato do mercado nacional.

A Renault prometeu no lançamento do seu carro elétrico, o Hatch Zoe, no Salão do Automóvel em 2018 a disponibilização do modelo para todos seus interessados a partir do começo do mês de Novembro, precisamente no dia 07. E realmente cumpriu o prometido!

Um dos principais atrativos do compacto elétrico da marca francesa é o seu preço, vendido por R$ 149.990, o Zoe tem o mérito de ser o carro elétrico mais barato até então comercializado em território nacional.

A concorrência ainda é pequena com destaques para Chevrolet Bolt, partindo dos R$ 175.000 e do Nissan Leaf, vendido por uma pequena diferença a mais, na casa dos R$ 178.400. O mais caro do segmento e também o mais veterano ainda é o BMW i3 saindo por quase R$ 200 mil (R$ 199.990).

A Renault ainda salienta seu baixo custo de rodagem, segundo ela o Zoe custa apenas 10 centavos por km rodado e traz uma autonomia razoável para seu porte (cerca de 300 km).

O modelo atual já pertence a nova geração lançada em 2016. A primeira foi lançada em 2012, o hatch elétrico compartilha diversos equipamentos, componentes e a mesma plataforma com o modelo Clio, por aqui descontinuado dando lugar a Hatch médios como o Logan e traz visual moderno e interior requintado com inúmeros acessórios.

Inicialmente oferecido somente para frotistas, a Renault já habilitou duas concessionários no país para poder expor e vender seu carro elétrico, a primeira na cidade de São Paulo representada pela revenda Sinal no bairro do Ibirapuera e a segunda representada pela revenda Globo na cidade de Curitiba.

Principais Especificações do Zoe

a. Mecânica

  • Motorização Elétrica com Potência Máxima de 92 cavalos até 11.300 rpm;
  • Torque do modelo: Até 220 Nm em 2.500 rpm;
  • Autonomia do modelo: cerca de 300 km (dependendo do uso);
  • Bateria com capacidade para 41 kWh, podendo ser recarregada entre 2 até 8 horas dependendo do modo de condução. A Renault disponibiliza um simulador através do link: https://www.renault.com.br/veiculos/veiculos-eletricos/renault-zoe/autonomia.html;
  • Câmbio do tipo Automático;
  • Direção do tipo Elétrica.

b. Cores ofertadas pela Renault: Branco e Preto.

c. Principais Dimensões: Comprimento de 4080 milímetros (aproximadamente), Largura de 1730 milímetros (aproximadamente), Altura de 1.562 milímetros (aproximadamente) e Altura livre do solo de 120 milímetros (aproximadamente).

d. Peso, sempre computado em ordem de marcha de 1480 kg.

e. Principais Acessórios:

  • Quatro Airbags no interior do veículo;
  • Assistente para partida em rampas;
  • Faróis com Acendimento automático em caso de frenagens extremas;
  • Sistema ABS com controle de tração e estabilidade;
  • Travamento das portas de maneira automática;
  • Pneus com indicador de pressão;
  • Sistema Isofix para fixação;
  • Ar-condicionado no interior do veículo automático;
  • Sensores de Chuva e de Luminosidade;
  • Chave do veículo do tipo hands-free;
  • Amplo porta-luvas com 7 litros de capacidade;
  • Computador de Bordo embutido;
  • Controlador de Velocidade com limitador para velocidade;
  • Vidros Elétricos nas quatro portas;
  • Volante com revestimento em couro e regulagens de profundidade e altura;
  • Sistema Multimídia conjugado com uma tela touch de 7 polegadas;
  • Veículo equipado com a Função do Tipo Eco Mode;
  • Painel de Instrumentos do Motorista do tipo TFT;
  • Sistema de Som da marca Bose;
  • Luzes de LED diurnas;
  • Maçanetas com acabamento em cores igual a cor da carroceria do veículo;
  • Grade da frente do veículo com acabamento todo cromado;
  • Rodas com aro de 16 polegadas e com acabamento diamantado.

Todos os detalhes estão disponíveis no Site da Renault

Gostou? Nós também! Um amplo detalhamento técnico com a possibilidade de fazer o download do catálogo do Zoe e inclusive reserva-lo e tirar suas principais dúvidas podem ser feitos através do site do modelo na Renault disponível no endereço: https://www.renault.com.br/veiculos/veiculos-eletricos/renault-zoe.html.

Parabéns a Renault pela sua iniciativa!

Por Carlos. B

renault-zoe

Renault Zoe

Renault Zoe


Novo Chevrolet Monza foi lançado para ser comercializado no mercado chinês.

O nome Monza é um dos mais emblemáticos já registrados na história da montadora da gravata dourada aqui no mercado automobilístico brasileiro. Uma prova desse sucesso pode ser comprovada no mercado chinês, onde o modelo está sendo ressuscitado pela marca. Entretanto, esse renascimento não é bem da maneira como muitos imaginavam, pois ainda tinham o antigo desenho em mente. O novo veículo que leva o nome do Monza agora tem uma carroceria sedan com um tamanho intermediário desenvolvido de forma exclusiva para ser vendido no mercado do país asiático e não tem nenhuma relação visual com o saudoso e já conhecido modelo, o qual conseguiu cativar, na época e até mesmo hoje em dia, uma multidão de admiradores do carro que foi sensação nas décadas de 1980 e 1990.

Um fato bem curioso é que a marca americana até agora não liberou material algum de maneira oficial com relação a esse novo lançamento, ainda que o modelo já tenha sido apresentado como uma das estrelas do Salão do Automóvel na cidade de Guangzhou, na China.

O Chevrolet Monza em sua versão 2019 é construído sobre D2XX, uma plataforma que também é compartilhada o atual Chevrolet Cruze. Lá na China, onde é um mercado que se comercializa muito mais veículos sedans do que no Brasil, o novo Monza estará posicionado entre o modelo Cavalier e o Chevrolet Cruze. Desta forma irá exercer um papel muito próximo do que é ocupado, aqui no Brasil, pelo Cobalt.

O veículo sedan, entretanto, possui um porte considerado grande, tendo um comprimento de 4,63 metros, uma largura de 1,79 metro, a altura é de 1,48 metro e sua distância entre-eixos atinge os 2,63 metros, sendo assim, ele fica somente 3 centímetros mais alongado, se comparado com o Cruze, que utiliza a mesma plataforma.

Como já era esperado pelos admirados do mundo automobilístico, o desenho do novo Monza tem em seu projeto a utilização de elementos que já são encontrados em outros veículos do grupo General Motors (GM), como por exemplo, o Prisma em sua terceira geração e o novo Malibu, sendo que o primeiro teve algumas imagens vazadas na internet, recentemente. A sua parte dianteira conta com um largo filete na posição horizontal, o qual acaba por realizar a divisão da grade frontal em duas partes separadas. Aliás, o design da peça traz a identidade visual nova adotada pela montadora americana, novidade essa que já pode ser encontrada em alguns modelos lançados como, por exemplo, o novo Camaro.

A carroceria do lançamento possui vincos no formato de arco, tendo uma vasta área envidraçada, trazendo um ar de sedan tradicional, não apelando para um desenho mais de cupê da mesma forma que ocorre com o Cruze. Sua traseira possui lanternas mais recortadas visualmente e seu para-choque tem vincos que integram com a porta traseira.

O novo Chevrolet Monza, que será fabricado apenas para o comércio específico da China, contará com duas diferentes motorizações, segundo informações da montadora, onde um será um propulsor de mil cilindradas com três cilindros, o qual será capaz de gerar uma potência de 125 cavalos. O outro ser um motor de 1.3 litros com competência para desenvolver 163 cavalos, os dois irão trabalhar com turbocompressor. Inclusive, a montadora também irá desenvolver outras versões diferentes das comuns como, por exemplo, o Monza RS, o qual terá um visual esportivo, versão essa que vem dotada de maiores entradas de ar, com faróis embaixo de uma máscara negra, a gravata da Chevrolet na cor preta, como também acontece em outros veículos esportivos da marca e, por fim, aerofólio localizado na traseira do veículo.

Por Filipe Silva

Chevrolet Monza

Chevrolet Monza


JAC vai lançar um modelo elétrico, SUV de 7 lugares e picape no Brasil em 2019.

A JAC é mais uma grande empresa do setor automobilístico que está presente no Brasil. De origem chinesa, o grupo atua em território nacional há alguns anos e quer se consolidar ainda mais entre os consumidores brasileiros. Devido a isso, a empresa anunciou três grandes lançamentos para o ano de 2019. De acordo com a montadora, no próximo ano, os brasileiros vão poder conhecer: o E40 um carro elétrico; uma picape média e também o SUV T80. Para saber um pouco mais sobre cada um desses carros confira o texto abaixo.

A respeito do anúncio dos três modelos da JAC

Na primeira quinzena do mês de novembro, a JAC anunciou que lançaria três novos modelos e esses automóveis seriam comercializados no Brasil a partir de 2019. A empresa pretende com esse lançamento voltar a crescer o número de suas vendas no mercado nacional. E por isso apostou em três automóveis com características diferentes para agradar um número maior de consumidores. Os veículos em questão são:

– O E40 que se trata de um veículo elétrico.

– Uma picape média, esse tipo de automóvel tem uma alta aceitação entre os brasileiros.

– O SUV T80. Um carro grande com capacidade para sete lugares e que acomoda a todos de forma muito satisfatória.

Abaixo serão disponibilizados neste texto informações mais centralizadas a respeito de cada um dos veículos.

Informações sobre o E40

Como mencionado anteriormente, o E40 é um carro elétrico. Esse tipo de tecnologia já é uma aposta em muitos países e está chegando ao Brasil. Uma informação precisa a respeito desse veículo é em relação ao seu preço. O E40 vai ter o valor de R$ 129.990,00. E as suas vendas devem ser iniciadas no meio de 2019. Mas, ainda não se tem ainda um mês definido.

Pelas fotos divulgadas, o E40 apresenta um design inovador. E isso pode ser constatado a partir do desenho da grade frontal desse veículo. A grade não possui linhas estruturadas com desenhos, ela conta na verdade com “buracos” de tamanhos diferentes. Além disso, ela não está projetada para frente como em outros carros. Ela está totalmente em simetria com o capô. Como o capô foi citado, no final desse objeto e pegando um pouco da grade frontal se tem um recorte no qual foi colocado o logo da JAC.

Na extremidade da grade começa o desenho que vai originar a lanterna que está localizada em parte no capô. E no para-choque ainda se tem mais um par de lanternas, que estão inseridos dentro do automóvel. Pois, é perceptível que as lanternas foram colocadas em uma estrutura para ajudar inclusive na proteção desse objeto. O E40 é um carro de quatro portas. Ainda não se tem informações sobre os acessórios e nem sobre o design interior do veículo. Por fim, sabe-se que a versão chinesa do E40 conta com 115 cavalos e com mais ou menos uma hora cerca de 80% da bateria já está carregada. E que ele pode chegar até a 130 km/h.

Dados sobre a picape média

A picape tem um ponto em comum com o automóvel elétrico, ambos ainda não têm um mês definido de lançamento, ela também deve ser vendida a partir do meio do ano que vem no Brasil. Não se tem informações sobre o preço da picape. O que se sabe até o momento é que esse modelo será mais semelhante às picapes já presentes no mercado automobilístico. Até porque, as picapes são carros mais imponentes. Com isso, os consumidores podem esperar por um automóvel grande, com quatro portas, uma boa carroceria, tração 4×4, motor potente e outros. Esse é o veículo com menos informações até o momento.

O SUV T80 da JAC

O SUV T80 se destaca pelo fato de ter sete lugares. O carro é muito moderno e isso pode ser notado pelo seu design. Nas imagens já divulgadas, ele conta com uma grade frontal grande e com linhas espaçadas metálicas, toda a borda da grade também é revestida por uma linha grossa. O começo da grade está unido às lanternas e também ao logo da JAC, formando uma linha horizontal grande. Que no meio é menor e vai se expandido para que as lanternas sejam colocadas.

Outro ponto que chama atenção são as lanternas colocadas no para-choque, elas são menores. O carro também de destaca pelo seu desenho em si. Na parte da frente, na lateral se tem um recorte que é projetado para frente. O veículo também é um modelo quatro portas e não sem dados sobre o design interno. Também não se tem informações sobre o motor. Especula-se que esse automóvel seja vendido a partir de R$ 130.000,00. Para outras informações acesse: https://jacmotorsbrasil.com.br.

Por Isabela Castro

JAC E40

Picape média da JAC

JAC T80


Nova linha traz algumas mudanças que são presentes ao longo de todo veículo como as luzes de LED dos seus faróis, mostrando a sua imponência e versatilidade, sem perder a essência que a própria marca se tornou ao longo dos anos.

Para quem gosta de um carro veloz e consequentemente estável, o Camaro chega com algumas novidades que podem agradar qualquer tipo de público.

O monstro de 4 rodas chega as terras brasileiras com uma supremacia que a própria marca carrega. O desempenho, portanto, é impressionante. O carro chega a fazer 4,2 segundos quando sai do seu repouso até os 100 km.

Um dos detalhes que são oferecidos a essa nova linha, são as algumas mudanças que são presentes ao longo de todo veículo como as luzes de LED dos seus faróis, mostrando a sua imponência e versatilidade, sem perder a essência que a própria marca se tornou ao longo dos anos.

Ficha Técnica

A imponente marca traz um importante fator para quem compra o Camaro. Tais motivos não fazem o comprador tão cedo querer outro carro que possa traduzir em números sua velocidade e estabilização. Composto de 461 cavalos de potência, transmissão de 10 marchas, surpreendendo a maioria já que sua linha anterior era de 8 marchas.

Uma das características desta marca é a fidelidade de seus comprados, desde quando desembarcou em terras brasileiras em 2010, foram vendidos cerca de 6 mil carros, um número relativamente alto devido ao custo não ser possível para grande parte da população do país. Entretanto, um dos possíveis postulantes a ser revelação em vendas é o rival Ford Mustang, tão competitivo quanto ao Camaro.

O preço, entretanto, é artigo de luxo, custando cerca de R$315.000.

Investimento pode dar bons frutos

Apesar do alto valor como de costume, o Camaro pode ser um fator interessante a longo prazo, até mesmo para pessoas que não tem uma grana considerada adequada para comprar com certa facilidade.

Diante disso é preciso verificar as condições, o momento financeiro em que se vive, buscar alternativas seguras e confortáveis para fazer determinado investimento.

Um dos fatores que podem servir de motivação, talvez seja a experiência proporcionada a este carro, além do ronco do motor que fascina geração a geração. Fora as questões socioculturais que estão por trás deste carro, na busca de melhorar sempre a cada vez versão. Transformando missões e valores como fatores para serem trabalhados de forma eficaz e segura.

O seu desenvolvimento nos anos 1960 foi determinante para o porte que suporta em sua estrutura, mostrando mais uma vez valor de mercado e confiança de cada comprador.

Seu potente motor V8 impulsiona concorrentes a fazerem um semelhante capaz de tentar aproximar do estilo esportivo mais popular do Brasil, na classe de luxo se considerada nos seguintes segmentos compostos por todos os estados do país.

O que identifica o consumidor com este carro?

Seu design é superior aos seus concorrentes, por isso, é um dos motivos que os consumidores preferem o Camaro do que um Ford Mustang, apesar do amplo marketing que seu concorrente anda atraindo.

O desempenho ímpar e considerado o coração do carro, talvez seja a parte mais admirável que o Camaro possui para desempenhar não apenas pelo que ele representa mais sim sua disposição que é traçada em qualquer ambiente, seja nas vias urbanas, quanto nas estradas de todo Brasil.

O consumidor fiel não adquire outro carro de outra marca por vários motivos. O motor diferente dos demais, além da economia proposta e os seus 461 cavalos com aceleração podendo chegar a 290 km por hora talvez faça lembrar melhor os carros de luxo proporcionado pelo sonho de consumo de muita gente que assistiu a franquia de Velozes e Furiosos e Need For Speed nas telinhas.

A sua comercialização do novo Camaro está prevista para janeiro de 2019, trazendo expectativas e maior possibilidade de venda, assim como foi sucesso desde a sua chegada nas primeiras linhas que fizeram tornar o principal veículo automotivo de luxo do Brasil.

Por Thalles Cakan

Chevrolet Camaro 2019

Chevrolet Camaro 2019


O veículo é um novo SUV desenvolvido especialmente para ser comercializado em países emergentes e terá sua fabricação realizada na Argentina e só chegará ao mercado brasileiro no ano de 2020.

Na China, no Salão do Automóvel da cidade de Guangzhou foi mostrado o mais novo lançamento da Volkswagen, um utilitário esportivo chama de Tharu. O veículo é um novo SUV desenvolvido especialmente para ser comercializado em países emergentes e terá sua fabricação realizada na Argentina e só chegará ao mercado brasileiro no ano de 2020, onde a montadora alterou seu nome para Tarek. Pablo Di Si, o CEO da marca na América do Sul, inclusive no Brasil, confirmou lançamento do modelo SUV. Quando o carro chegar em território brasileiro, irá disputar espaço com seu rival principal, o Compass da Jeep.

A planta da cidade de Pacheco na Argentina será a unidade responsável por fabricar o novo Volkswagen Tarek e tem previsão para dar o ponta pé inicial no processo fabril no ano de 2020, sendo fruto do investimento realizado pela montadora alemã no valor de 650 milhões de dólares. O SUV em questão vem para substituir o posto que atualmente é ocupado pela perua Guangzhou VW SpaceFox, o qual não será mais comercializado pela fabricante. Além disso, o carro vem para ficar situado entre o VW T-Cross, o qual desembarcará por aqui em abril e o VW Tiguan AllSpace, o qual já é comercializado e virá do México.

Foram divulgados, pela primeira vez, mais detalhes do novo SUV médio da montadora alemã, de forma oficial, inclusive imagens do novo lançamento. Além disso, a montadora confirma que o utilitário pode vir equipado com propulsores de 1400 e 2000 cilindradas, os dois turbinados. O de 1.4 litros será um TSI que terá a capacidade de gerar 150 cavalos de potência e estará acoplado com um câmbio automático DSG com sete velocidades e dupla embreagem, entretanto no Brasil espera-se uma transmissão do tipo Tiptronic com uma marcha a menos. Enquanto isso, a versão mais cara, o 2.0, também será automatizado com o mesmo câmbio, porém o motor TSI irá gerar uma potência de 186 cavalos e com tração integral 4Motion. Por ter menos potência, o modelo não causará um canibalismo com o novo Tiguan, o qual ainda tem, como diferencial, o espaço para sete ocupantes.

Inclusive foi dito que o automóvel pode contar com tração nas quatro rodas (4×4) no pacote opcional.

Pelo menos no país asiático, o Tarek vai receber uma lista bem completa quando se trata de itens de série, onde algum deles serão controles eletrônicos de tração e estabilidade, seis airbags, controle de velocidade de cruzeiro, frenagem automática de emergência e diversos outros. A plataforma do VW Tarek é a MQB-A, mesma que está presente em vários modelos da marca Volkswagen, dentre os quais pode-se citar o Virtus e o Polo. O Volkswagen Tarek tem em seu comprimento 4,45 metros, a largura é de 1,84 m, a altura é de 1,63 metros e sua distância entre-eixos é de 2,69 m. Com essas dimensões o modelo acaba sendo ligeiramente maior ao ser comparado com seu principal concorrente, o Jeep Compass, o qual possui um comprimento de 4,42 metros e entre eixos de 2,64 metros.

Pelo o que se viu nas imagens publicadas pela VW, o Tarek contará com um interior muito próximo do que possui o sedan Jetta. O modelo poderá vir com sistema multimídia com display sensível ao toque, cluster digital configurável e também um seletor giratório em seu sistema de tração. Os valores ainda não foram informados, mas acredita-se que o SUV médio da Volkswagen será vendido de R$ 110 a R$ 140 mil tendo o foco no Jeep Compass.

A montadora alemã chegou atrasado no mercado dos utilitários esportivos, porém terá lançamentos ofensivos no segmento, visando chegar em 2022 com uma participação de mercado de 30%, conforme dados da empresa.

Por Filipe Silva

Volkswagen Tarek

Volkswagen Tarek


Novo modelo da JAC, o T50, foi lançado para substituir o T5.

A montadora JAC está em processo tentando evitar sua falência, mas ainda possui esperança. Com isso a marca lançou o modelo T50, um SUV compacto que veio para ocupar o lugar do T5 e conta com atrativos como o propulsor de 1.6 litros com 16 válvulas juntamente com um câmbio CVT e uma extensa lista de itens de série que inclui cinco câmeras para um 360 graus do veículo, controles de tração e estabilidade, sistema multimídia com display flutuante entre outros.

Ao comparar com o T5, o novo lançamento recebeu uma frente nova, com uma cromada grade de moldura, lanternas traseiras afilados e novos faróis. Entretanto, o design da carroceria se manteve o mesmo praticamente, só que com dimensões aumentadas, tendo comprimento de 4,35 metros, largura de 1,77 m, altura de 1,64 m e 2,56 m de distância entre-eixos. Em relação ao solo, sua altura é de 20 centímetros e possui um porta-malas com volume de 600 litros, segundo o fabricante. Um novo desenho agraciou as rodas em liga leve com 16 polegadas.

Ao contrário do antigo T5, que possuía um propulsor 1.5 flex que gerava 127 cavalos, o novo T50 conta com um DVVT de 1.6 e com 16 válvulas, movido a gasolina, capaz de gerar 138 cavalos de potência em 6.000 giros e um torque de 17,1kgfm em 4.000 rotações. A montadora ainda garantiu que em breve o modelo receberá um propulsor flex. O seu câmbio é um CVT capaz de simular seis velocidades. Com tal conjunto mecânico, o lançamento da JAC motors consegue atingir 100 km por hora aos 11,3 segundos e alcança 198 km/h de velocidade máxima. No conjunto de parte eletrônica, traz de série a partir da sua versão de entrada freios ABS com EBD – distribuição eletrônica de frenagem, controles de estabilidade e de tração, assistente para partida em rampa, sistema start e stop e monitoramento da pressão de seus pneus.

Internamente, o JAC T50 possui acabamento de boa qualidade, revestindo parte dos painéis, os bancos e as portas com couro sintético. Seu painel principal tem um design horizontalizado, com detalhe que imita fibra de carbono. Seus instrumentos possuem formatos circulares e ao meio uma tela digital que apresenta as informações do computador de bordo. É flutuante sua nova central multimídia e possui uma tela touchscreen de 8 polegadas onde é possível espelhar smartphones com Android Auto ou IOS.

O T50 ainda conta com ar condicionado digital, porém somente para os ocupantes localizados a frente. Além disso, possui sistema de câmeras para visualização de 360 graus do veículo. Também tem uma câmera frontal para gravação de vídeo em quanto o carro está em locomoção.

A sua versão Pack 2, que é comercializada por R$ 83.990, possui de série, luz de direção em LED, chave smart, faróis com regulagem de altura eletricamente, rodas em liga leve com 16 polegadas, rack de teto, volante com multi funções multifuncional e ajuste de altura, bancos com revestimento em tecido, duas entradas USB, sensores de estacionamento na traseiro e dianteiro e também ar condicionado digital. Enquanto a Pack 3, vendida por R$ 87.990 soma-se câmera 360 graus, rebatimento dos retrovisores eletricamente, câmera de ré, sensor crepuscular, controlador de velocidade, kit multimídia com tela de oito polegadas e luzes diurnas de LED. De acordo com a montadora é esperado comercializar mil unidades do novo T50 até o final do ano de 2018 e mais 5 mil no ano de 2019.

O novo JAC T50 vem para brigar em um mercado recheado de concorrente, como por exemplo o HR-V da Honda, o Jepp Renegade, Renault Captur, Nissan Kicks, Chevrolet Tracker, Hyundai Creta, Peugeot 2008, Citroën C4 Cactus e Ford EcoSport.

Por Filipe Silva

JAC T50 2019

JAC T50 2019


O Audi Q8 2019 traz muita modernidade por dentro e por fora, e ele é indicado para quem gosta de máquinas potentes e modernas.

Quem espera pelo lançamento do novo Audi Q8 2019, já pode esperar por um carro muito completo. Ele traz muitas informações além de sua beleza e vem para o mercado automobilístico, para enfrentar grandes concorrentes. O Audi Q8 2019 traz muita modernidade por dentro e por fora, e ele é indicado para quem gosta de máquinas potentes e modernas. Ainda existem muitas informações secretas sobre esse lançamento, mas temos algumas informações concretas também. Vou falar um pouco mais sobre elas logo abaixo.

Audi Q8 2019 é muito espaçoso

O Audi Q8 2019 é muito espaçoso, e mesmo sendo menor que sua versão anterior, ele pode ser considerado exageradamente perfeito para alguns usuários. Suas medidas são:

– 2 Metros de largura

– 5 Metro de distância de um para-choque ao outro

– 1,70 De distância do chão ao teto

Com essas medidas já é possível ter uma noção que todos os ocupantes do carro vão se sentir muito confortáveis em qualquer viagem. Por ser tão espaçoso, esse carro será visado por homens, mulheres e pessoas que tem família grande ou com crianças.

Carro com muita beleza externa e detalhes incríveis

Outro detalhe muito interessante desse carro é sua beleza externa. O Audi Q8 2019 é um carro grande e que acaba chamando bastante atenção e também faróis dianteiros bicolores. Além disso, seu design é muito luxuoso e agradável, principalmente para as pessoas de bom gosto. Na sua parte externa, vamos encontrar lanternas de LEDs traseiras que chamam muita atenção, pois pegam quase toda a parte do porta-malas. O novo Audi Q8 2019 terá rodas chamativas, que já são características bem comuns em carros de luxo.

Novo Audi Q8 tem segurança para seus usuários

Outra informação segura sobre o novo modelo do Audi é que ele é muito seguro. Então já podemos contar que a marca vai caprichar nos itens de segurança dessa máquina. Esse é um grande ponto positivo desse carro, já que a maioria dos usuários busca por carros que possuem itens de segurança em sua especificação.

Carro econômico

Há muita especulação que o Audi Q8 2019 seja muito econômico. Essa informação deixa qualquer consumidor de carro muito animado não é mesmo? Pois é difícil encontrar quem não gosta de economizar. Tudo indica que esse modelo vai ter ponto forte na questão do abastecimento e consumo médio do carro. Como esse modelo é muito moderno e tem designe agressivo, ele poderá sim rodar na cidade e na estrada, e sendo um carro econômico, ele pode ser considerado perfeito.

Audi Q8 2019 pode ter alto custo de venda

O Audi Q8 2019 é um carro muito moderno e completo. Ele é indicado para os usuários mais exigentes que gostam de ter uma máquina completa em suas mãos. Por essa razão seu valor inicial de mercado pode ser um pouco acima do esperado. Vale lembrar que o mais importante nessa avaliação, é que o custo benefício vai compensar muito. Já que esse carro é moderno, luxuoso e potente.

Carro com câmbio automático e 8 marchas

O novo Audi Q8 2019 é um carro que possui câmbio automático e 8 marchas. Dessa forma fica mais simples escolher como dirigir. Para quem gosta de pisar no acelerador, essa informação será muito animadora. O novo Audi promete levar muita potência a todos os seus usuários. Quem gosta de pisar no acelerador vai se esbaldar na direção dessa máquina.

Novo Audi Q8 2019 possui ótima conectividade

Esse carro possui muita modernidade na parte interna. Seu painel conta com:

– Uma tela central multimídia

– Uma tela para controlar o GPS e o ar-condicionado

– Bancos confortáveis

– Detalhes luxuosos na parte interna

Esses detalhes são suficientes para deixar a viagem mais aconchegante.

Essas são as principais informações sobre o Audi Q8 2019!

Por Cristiane Amaral

Audi Q8 2019

Audi Q8 2019

Audi Q8 2019


Um dos pontos fortes desta linha é a confortabilidade do motorista e dos passageiros, tornando a viagem mais prazerosa e a experiência com carro emocionante em todos os aspectos.

Assim como os boleiros de futebol, programas que entram de folga e as especulações começam a rondar neste fim de ano, os carros não poderiam ser diferentes. Chegou a linha Audi A8, linha disponibilizada neste final de 2018 e para o ano de 2019.

O Audi A8 2018-2019 conta com aspectos relevantes a todo consumidor apaixonado por carros. Diante das exigências cada vez mais complicadas para as montadoras dos veículos, as novas mudanças procuram atender um pouco de cada cliente, fazendo com que agrade gregos e troianos de maneira geral.

Uma das preocupações da sua linha é o avanço de seus concorrentes atuais como Mercedes-Benz, Classe C e BMW Série 3, que estão se desenvolvendo e podem ameaçar o prestígio que toda Audi possui, desde os primeiros lançamentos da sua marca. Ideal para quem curte o estilo esportivo e fino ao mesmo tempo.

Sua aceleração é motivo interessante de ser observado, podendo chegar ao máximo de 250km por hora. Outro detalhe a ser comentado é a linha de transmissão automática com poder de oito marchas e sua tração é integral. Seu sistema ainda conta com incríveis 432 cavalos, o que melhora ainda mais a performance a experiência de quem for dirigir este imponente veículo.

Design

Um ponto a ser colocado em xeque é o seu visual imponente e sofisticado, proporcionando uma experiência incrível e moderna, capaz de atender o mercado que atualmente sua linha proporciona a todos os compradores do Audi.

Entre os destaques da máquina automotiva é forma ‘sozinha’ que pode dirigir em até 60km/h facilitando principalmente pessoas que não podem ter essa acessibilidade no volante, tornando um diferencial importante na hora da compra do Audi A8 2018-2019.

Ficha Técnica

Um dos pontos fortes desta linha é a confortabilidade do motorista e dos passageiros, tornando a viagem mais prazerosa e a experiência com carro emocionante em todos os aspectos. O novo Audi conta ainda com um equipamento de primeira e quem deseja escutar aquela música preferida nas viagens ou no trabalho, sua acústica é ótima, isolando boa parte da comunicação do lado externo.

Vale lembrar que apesar dos pontos fortes, existem alguns aspectos que deixam a desejar e colocam na dúvida se é válido comprar o veículo no atual momento. Um dos problemas que foram observados é a baixa rede de concessionárias, não atendendo especificamente uma gama dos compradores em caso de alguns problemas.

Outro grande fator é a sua manutenção e peças de reposição consideradas caras, devido, é claro, a pouca concorrência mercadológica no sistema de automóveis. Seus serviços de pós-venda é outro grande assunto a ser debatido, pois, pode apresentar problemas constantes, tornando sua experiência um pouco problemática.

Itens inclusos do Audi

Um dos itens é a visão noturna, freios assistidos, recuperação de energia (este último extremamente importante em dias de viagem e principalmente no descanso que o carro precisa para aguentar o pique do dia a dia, assim como nós eles se desgastam).

Outro item bastante interessante é o airbag lateral, dianteiro e traseiro, proporcionando em caso de colisões pequenas, médias ou até mesmo consideradas graves, tornam possível o motorista e os passageiros terem um impacto menor, graças à absorção do airbag.

Uma particularidade do Audi A8 é o seu consumo, velocidade média traçada e autonomia do combustível, tornando bem acessível no uso consciente do motorista.

O carro em si é de aventura, para isso disponibiliza a tração 4 por 4 para seu uso intenso e com a experiência de sempre de toda linha Audi.

Sua direção é com partida elétrica, e a questão do preço ainda é bastante complicada para todos os bolsos, já que nem todos podem usufruir de uma máquina poderosa como o Audi A8.

Diante disso, está disponível para quem deseja comprar o carro a partir de R$621.990,00.

Por Thalles Cakan

Audi A8 2019

Audi A8 2019

Audi A8 2019


Novo modelo traz novidades dividindo recursos com o A8.

O Sportback de 4 portas da Audi, o A7, foi exibido na Alemanha em sua nova geração.

As dimensões continuaram as mesmas, com comprimento de 4,97 m e altura de 1,42 m. Em sua parte frontal conta com uma grade mais baixa e larga e do mesmo modo que o Audi A8, (modelo que o A7 compartilha muitos elementos), oferecendo um ar de agressividade e esportividade. Suas linhas acompanham do capô até as partes laterais. A curva do seu teto, da mesma forma que no antecessor, termina no spoiler na parte traseira. Seu porta-malas possui uma capacidade de 535 litros, ou então de 1.390 litros ao rebater os bancos.

Um efeito no formato de flecha é dado devida a linha baixa que vai crescendo e também uma linha mais acinturada que acabam por encontrar as maçanetas das portas, além de acompanha também as suas caixas de rodas traseiras. As lanternas na parte traseira possuem formato contínuo, com variação de altura e com faixas em LED, no total de 13 variando em altura.

Na parte interna o ambiente é leve e arejado, contando com linhas horizontais e várias quebras de ângulos em seu painel e também nos revestimentos de portas. O espaço para ombros e cabeça no banco traseiro aumentou, juntamente com o fato da marca informar que internamente o espaço aumentou em 21 mm. Os 5 lugares vêm de série, já que quiser um modelo com 4 lugares é um opcional.

O A7 compartilha o sistema multimídia do Audi A8 com um painel de instrumentos com tamanho de 12,3 polegadas. Na parte superior do painel, há um display touchscreen com 10,1 polegadas, o qual funciona de controle primário do seu sistema. Através deste é possível controlar itens de navegação, por exemplo, ajustes do veículo e música. Logo abaixo há display com 8,6 polegadas e funciona para controlar o sistema de ar-condicionado, porém pode ser também um teclado para digitar números de telefones e endereços.

O Audi A7 faz uso de uma larga escala em alumínio, contando com diversos elementos da direção e suspensão com design esportivo. Sua direção possui relação variável, sendo complementada por meio do eixo traseiro direcional opcional. Os freios dianteiros, dependendo do tipo de pacote opcional, podem chegar a um diâmetro de 15,7". Além disso, é possível melhor a tração integral quattro do modelo fazendo uso de um diferencial que possui vetorizador de torque.

O modelo conta com vários sistemas de segurança, os quais tem o gerenciamento do zFAS, que é um computador central, o qual utiliza informações que advém de cinco câmeras, um scanner a laser, cinco radares e doze sensores ultrassônicos. Ainda conta também com assistente de faixa, piloto automático adaptativo, e sistema para estacionamento remoto. Há ainda leitura das placas dos veículos e comunicação com o V2V, com outros automóveis da montadora. A marca ainda não confirmou se o Audi A7 estará equipado com o assistente Traffic Jam Assist, que está planejado para fazer parte do A8, o qual oferece condução autônoma em nível 3, porém somente onde for permitido por lei.

Inclui ainda como opcional faróis em LED HD Matrix, ar-condicionado perfumado, bancos dianteiros dotados com massageadores, teto-solar panorâmico e sistema de som Bang & Olufsen. Suspensão são oferecidas em 4 opções: esportiva com 10 milímetros mais baixa, com molas "comuns", suspensão a ar e suspensão adaptativa.

O propulsor é o encontrado no A8 um V6 turbo de 3 litros. Na Europa este motor gera potência de 345 cavalos e torque de 51 kgfm. No A8, as baterias funcionam com um alternador e oferem um recurso "meio-híbrido". Podendo até apagar o motor em certas situações, o que até 0,7 litro para cada 100 km rodados, segundo a marca.

O modelo esteve no Salão do automóvel da cidade de São Paulo e deve chegar em breve ao Brasil.

Por Filipe Silva

Audi A7 2019

Audi A7 2019

Audi A7 2019


O estilo mais imponente e esportivo ganha ares interessantes em seu visual e pretende ser um dos atrativos para os clientes mais exigentes, já que a grade ficou um pouco maior do que suas linhas anteriores.

Lembrando as versões dos primeiros jogos mais famosos lançado nos anos 2000 da franquia Need for Speed, o novo Audi A6 chega em 2019 com algumas novidades que pretendem agradar os mais diferentes públicos dos apaixonados por carros.

O estilo mais imponente e esportivo ganha ares interessantes em seu visual e pretende ser um dos atrativos para os clientes mais exigentes, já que a grade ficou um pouco maior do que suas linhas anteriores, os faróis de LED chamam mais atenção, sendo um importante fator a ser analisado para os fãs automotivos.

Vantagens e desvantagens

Diante as novidades que a nova linha Audi pretende lançar para o próximo ano, o A6 consome apenas 0,7 litro em 100 km rodados, o que não deixa de ser uma vantagem para quem está analisando a concorrência de outras grandes marcas como Mercedes-Benz Classe E e BMW Série 5.

A velocidade máxima do novo A6 pode chegar a 250 km, o que deixa de ser um pequeno problema de consumidores que buscavam uma maior quantidade de aceleração, principalmente quando falamos da bagatela de R$306.990, ou seja, um ponto negativo a ser observado.

A climatização e o estilo europeu trazem um novo olhar e uma experiência considerada única dos que não abrem mão de um carro considerado luxuoso e tranquilo quando se está viajando. Outro fator a ser considerado que durante o repouso, o veículo pode recuperar até 12kw de energia.

Outros detalhes

Os bancos esportivos do novo Audi A6 são revestidos em couro e chegam com força total, se adequando ao conforto e segurança que todo motorista precisa no dia-a-dia. Possui rodas de liga leve de aro 20, teto solar e câmera 360 graus.

Quando se deparamos com a iluminação se vê em dois tipos: iluminação ambiental e do contorno, agradando ao menos a maioria dos apaixonados por carro.

O espaço amplo é um diferencial e tanto para quem deseja carros avantajados ou quem possui família em maior número, buscando a qualidade necessária de acordo com cada consumidor.

Para quem ama dirigir é o carro ideal, já que o design foi todo direcionado ao motorista, trazendo a experiência ser considerada formidável para quem consegue adquirir o carro.

Outro ponto que vale a pena conferir é o seu sistema integrado por comando de voz. Lugares desconhecidos serão ponto de peça chave para encontrar o melhor caminho em menor tempo.

Se a pessoa condutora estiver cansada, ela terá a possibilidade de estacionar ou dirigir como se fosse piloto-automático, aumentando ainda mais a experiência para quem for manusear o volante desta máquina, através do aplicativo MyAudi.

Vale a pena investir neste carro?

Essa pergunta vai variar de acordo com nível de exigência do consumidor, ou seja, o que deve ser benéfico a ti, pode não ser compreendido da mesma forma por outro condutor.

Diante a essas novas tendências que surge no mundo automotivo é preciso analisar com frieza e cuidado para não se arrepender depois.

Apesar do preço ser considerado salgado, quem já teve alguma experiência com a linha Audi deverá observar que nessa nova linha A6 tende a agradar de um modo geral a maioria dos consumidores.

Os consumidores que chegam cansados dos seus serviços e desejam pegar uma estrada nos finais de semana, o Audi A6 é essencial para quem possui este perfil, já que conta com a tração 4 por 4.

Detalhes a parte, o investimento a longo prazo para quem curte um carro bonito por dentro e por fora é considerado viável, porém, a pequeno e médio prazo é bom analisar duas vezes, antes de fazer um investimento elevado para conseguir essa potente marca mundial. Até mesmo quem é admirador de carros esportivos do nível de um Audi A6, vale a pena dar uma conferida.

Por Thalles Cakan

Audi A6 2019

Audi A6 2019

Audi A6 2019


Mercedes-Benz Classe A Sedan 2019 traz luxo e modernidade.

A Mercedes-Benz traz o seu novo lançamento que vem cheio de novidades incríveis. Esse sedan tem previsão de lançamento apenas em 2019, mas já causa muita expectativa para quem gosta de marca e quer ter acesso a esse lançamento. Esse carro vem cheio de equipamentos modernos e um motor potente e totalmente novo no mercado. Com tantos motivos para ser um carro muito completo, esse novo lançamento tem promessa de ser um dos mais vendidos dentro de sua categoria. Veja abaixo quais são as principais informações sobre o Mercedes-Benz Classe A Sedan 2019.

Mercedes-Benz Classe A Sedan 2019 tem detalhes externos incríveis

Um detalhe bem legal desse carro é que sua parte externa é bem atrativa e cheia de informações. Os principais detalhes dessa área são: Os faróis em LED de longo alcance, para-choque com formato de arco e sua grade tem estilo diamante. Essas características tornam esse carro bem moderno. A parte traseira também traz novidades, e vem com novo designe em suas lanternas de LED, o vídeo traseiro ainda se mantém estreito e o escape tem saída dupla.

Carro com estilo Cupê

A Mercedes-Benz Classe A Sedan 2019 vem com modelo cupê. Esse estilo remete muito o lado esportivo e por isso ele se torna um modelo completo e que costuma agradar bastante. O lado cupê pode ser visto nas rodas que podem ser 17, 18 ou 19, esse detalhe vai ser decidido dependendo do modelo que for comprado. Outro detalhe que remete esse estilo é que o teto desse carro é levemente curvado.

Carro com interior muito refinado

Para quem gosta de carro com muita mordomia e refinado, vai se identificar muito com o estilo desse sedan. Ele possui conforto interno que é responsável por proporcionar viagens tranquilas e inesquecíveis. Dentro do carro vamos encontrar muita tecnologia, que serve para facilitar a vida do motorista e de todos os ocupantes do carro. Entre esses detalhes estão:

– Painel moderno com tela de 8 polegadas

– Integração Apple CarPlay e Android Auto

– Funções intuitivas

Dentro do carro é possível contar com 12 opções de iluminação com cores diferentes. Já as molduras do carro são feitas com material de metal cromado fosco, e podem ser encontrados nos botões, portas, nas saídas de ar, no volante e no controle central. Os bancos desse carro são bem modernos e confortáveis, mas, eles podem variar dependendo da versão escolhida. As almofadas têm profundidade de 60 mm que podem ser ajustados e possuem uma enorme ergonomia.

Novo Sedan possui muita segurança

A segurança é uma das maiores preocupações de quem deseja comprar um carro. E nesse quesito a Mercedes-Benz acerou em cheio. Nesse carro possui itens como: 7 Airbags que estão presentes na frente, lado dianteiro, na parte do motorista e janela, freios ABR-ADAPTIVE BRAKE, controle de distância DISTRONIC entre outros.

Motor moderno na versão de entrada e inovador

O novo modelo da Mercedes-Benz traz motor 1.6 turbo que faz a velocidade de 156 cv de potência. Seu torque máximo é de 25,5 kgfm e ainda possui câmbio automático com sete marchas.

Veja alguns dos itens de série da versão de entrada

Os itens de série da versão de entrada são Top de linha e ajudam a tornar esse carro ainda mais moderno. Veja agora alguns desses itens:

– Pacote de integração para smartphone

– Volante com shift paddles

– Monitoramento da pressão dos pneus

– Teto solar elétrico panorâmico

– Ar-condicionado

– Freio de estacionamento elétrico

– Tração eletrônica em cada roda

– Soleira das portas com a logo marca da Mercedes-Benz

Entre outros.

Preço de mercado das versões

As versões desse carro podem ser encontradas nos seguintes valores:

– Versão Top de linha Mercedes-Benz Classe A 45 AMG 4MATIC 2018: R$309.900

– Versão média Mercedes-Benz Classe A 250 SPORT 2018: R$204.900

– Versão de entrada Mercedes-Benz Classe A 200 Flex Fuel 2018: R$149.900

Fazendo uma avaliação geral, esse carro possui muitos motivos para ser escolhido, independente do seu alto valor de mercado.

Por Cristiane Amaral

Mercedes-Benz Classe A Sedan 2019

Mercedes-Benz Classe A Sedan 2019

Mercedes-Benz Classe A Sedan 2019


Nova linha do WR-V chega ao mercado sem muitas alterações.

A Honda lançou o novo WR-V linha 2019, o qual não vem com muitas modificações se comparado com o mesmo modelo em sua linha 2018. O novo lançamento da marca japonesa chega com poucas alterações, que entre elas estão os assentos na cor preta com alguns detalhes em cinza o que oferece um tom bege para o veículo, com um toque de esportividade.

Entre essas alterações a que mais chama a atenção dos clientes é a que fica sob o capô. A linha 2019 do WR-V chegará no próximo ano com um propulsor de 16 válvulas, com 1500 cc, o mesmo que é utilizado na carroceria hatch, já adiantando também que em sua versão mais simples a transmissão deverá ser manual. Vale ressaltar também que a montadora deverá vender no mercado brasileiro somente 2 versões do WR-V, sendo a EXL e a EX.

Apesar de ser um veículo de tamanho pequeno conta com muita tecnologia e vem para disputar espaço entre diversos modelos populares. O modelo já caiu na graça dos brasileiros e esteve entre um dos carros mais vendidos no mercado nacional, o que tende a aumentar ainda mais, visto que a linha 2019 vem com uma gama ainda maior na questão de tecnologia, se comparado ao HONDA WR-V 2018.

O segmento dos utilitários esportivos compactos, próximo do que é o Honda Fit, tem sido muito bem aceito pelos brasileiros, devido os modelos serem compactos e com alta tecnologia tornando melhor a dirigibilidade e aumentando muito o conforto para os ocupantes.

Os clientes que desejarem comprar um WR-V em sua linha 2019 poderão contar com diversos itens tecnológicos de série, porém também terão como escolher vários outros elementos, colocados como opcionais pela montadora japonesa e devem ser escolhidos no ato da compra. Veja abaixo a grande lista de itens de série disponibilizados para o modelo 2019 do HONDA WR-V:

  • Antena no teto na parte traseira do carro;
  • Maçanetas das portas na mesma cor do veículo;
  • Câmera de ré;
  • Faróis de neblina, os quais também já estavam presentes no modelo 2018;
  • Para brisa na cor degradê;
  • Assento do condutor com regulagem para altura;
  • Ar-condicionado;
  • Todas as janelas são equipadas com vidros elétricos;
  • Detalhes internos e acabamentos nas portas e no painel na cor prata;
  • Volante revisto com couro e com multi funções;
  • Travas elétricas que travam de forma automática assim que o veículo ultrapassar os 15 km horários;
  • Airbag lateral e frontal para o passageiro dianteiro e também para o motorista.

Dados técnicos do HONDA WR-V 2019

O novo WR-V versão 2019 chega ao mercado brasileiro com um propulsor i-VTEC SOHC, bicombustível com 1500 cc e com 16 válvulas. Esse motor tem a capacidade de gerar 116 cavalos utilizando etanol, e 115 cavalos rodando com gasolina, a 6 mil rpm. Com o motor em 4800 rotações gera um torque de 15,3 kgfm abastecido com etanol e 15,2 com gasolina. A tração do modelo é dianteira e possui direção Eletroassistida Progressiva – EPS. Sua suspensão dianteira é independente do tipo MacPherson, já a suspensão traseira possui barra de torção. De série as rodas são de liga leve com 16 polegadas.

Dimensões e capacidade do HONDA WR-V 2019

O entre-eixos do modelo é de 2555 milímetros, seu comprimento possui 4000 mm. A altura bate a marca de 1599 mm, já a largura conta com 1734 mm.

O peso seco total do novo WR-V é de 1590 Kg. Seu tanque possui uma capacidade de 45,3 litros. Por fim, seu porta-malas possui uma boa capacidade e boa acomodação de bagagens, devido o seu formato e o seu tamanho, que é de 363 litros.

Valor do novo WR-V

A montadora ainda não divulgou os valores deste lançamento, porém acredita-se que a versão EX saia por aproximadamente R$ 79.400 e a versão EXL por R$ 83.400.

Por Filipe Silva

Honda WR-V 2019

Honda WR-V 2019

Honda WR-V 2019


O modelo foi construído para disponibilizar uma agilidade próxima de um veículo hatch, que possui dinâmica apurada e centro de gravidade baixo. O resultado disso é um veículo que dá a sensação de solidez e um bom nível de conforto.

A Lexus lança seu primeiro SUV compacto. O UX é fabricado na plataforma GA-C, uma modificação da TNGA da montadora Toyota. Planejado para o ritmo de centros urbanos maiores, o modelo foi construído para disponibilizar uma agilidade próxima de um veículo hatch, que possui dinâmica apurada e centro de gravidade baixo. O resultado disso é um veículo que dá a sensação de solidez e também um bom nível de conforto, sem contar que oferece bastante segurança e tecnologia para entretenimento.

Em um segmento com diversas imitações, a montadora Lexus encontrou um estilo diferenciado com sua própria e chamativa identidade. Logo à primeira vista já é possível reconhecer que o modelo de fato é um Lexus pela sua conhecida grade dianteira, a qual faz uma boa companhia para seus desenhados faróis de LED, que possuem formato de “L” e que possui, como padrão, feixe duplo ou projeção tripla, como opcional.

Em seu perfil lateral, está presente a aerodinâmica desde os para-lamas traseiros que são mais pronunciados, as suas linhas vincadas até mesmo suas rodas de raio 18, que possuem aletas para direcionar o ar, as quais são projetadas com o intuito de reduzir a resistência do ar e também de aumentar o fluxo do mesmo buscando diminuir o aquecimento dos freios que são a disco. Nos arcos das rodas, as molduras ajudam a proteger e diminuir a turbulência.

A parte de trás conta com lanternas equipadas com 120 LEDs que ocupa toda a tampa traseira, de fora a fora. Um elemento chamativo é tipo de uma asa que está nas extremidades de suas lanternas favorecendo o downforce. Com isso o novo SUV da Lexus próprio inconfundível.

Assim que adentrar o UX, já é possível perceber a mesma qualidade que é utilizada nos modelos mais caros que marca possui. Ainda que o UX seja um crossover considerado de menor preço, se comparado com outros veículos da marca, a parte interna conta com um arrojado design, bem fiel ao estilo Lexus, incluindo até mesmo o relógio analógico já tradicional. Seu painel possui linhas anguladas e um pouco inclinadas para o lado do motorista. O controle de ar e também os botões que controlam a central multimídia, de maneira contrária ao do NX, se localizam na faixa central, resultando assim em um console mais clean. O seu trackpad (mouse) não foi retirado, já os botões de mídia e de ajuste de som estão situados no apoio de braço.

A distância entre-eixos do modelo é de 2.640 milímetros, o que disponibiliza um confortável espaço interno para os seus ocupantes. O comprimento do UX é de 4.495 mm e seu raio de giro é bom, sendo de 10,4 m, facilitando em momentos para estacionar. O porta-malas do utilitário esportivo possui uma prateleira, o que o torna raso demais.

No mercado brasileiro, a Lexus comercializará somente o UX 250h, que é uma versão híbrida, a qual conta com um conjunto novo que faz uma combinação entre um propulsor a gasolina de mil cilindradas e com quatro cilindros atrelado a 2 propulsores elétricos através de um transeixo híbrido. Combinando, sua potência chega a 178 cv, já o torque informado é somente do motor movido a gasolina, isto é, 20,8 kgfm. De acordo com a Lexus, utilizando um câmbio CVT Direct Shift, é possível que o novo UX consiga ter uma aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 8,6 segundos, que pode ser considerado um bom valor visto que se trata de um veículo híbrido que possui motor aspirado a combustão e com um peso de 1.635 kg.

Ainda não se sabe os valores do UX, porém será mais barato que o NX 300h, seu irmão, que na linha 2019 será vendido apenas na versão híbrida tendo um valor que inicia na cifra de R$ 219.990. Comparando com seus rivais Mercedes-Benz GLA, Volvo XC40 e BMW X2 espera-se que o valor do novo Lexus UX 250h se situe de R$ 180.000 a R$ 200.000.

Por Filipe Silva

Lexus UX 2019

Lexus UX 2019


Linha 2019 do Fiat 500X conta com novos motores e pequenas alterações em seu design.

O novo Fiat 500X em sua linha 2019 está sendo apresentado com certas novidades, até porque o veículo se encontra no meio de um ciclo de sua geração, e como não é diferente de outros modelos e do próprio mercado automobilístico, o mesmo necessita constante lançando suas atualizações com o objetivo de se manter atualizado e atraente.

Como já era de se espera ele traz um novo visual que pode ser considerado sutilmente modificado, passando a contar com mais recursos tecnológicos e também novos motores com turbo, isso no modelo apresentado para o mercado europeu, pois os modelos a serem comercializados no mercado dos Estados Unidos ainda não foram apresentados.

Tratando do design geral do veículo, o novo par de faróis do modelo é o que mais atrai os usuários em uma primeira impressão, conta com DRL’s em LED, além de suas lanternas da parte de trás que também possuem tecnologia LED. Há como opção também, o modelo que conta com faróis em full-LED a disposição dos clientes, que de acordo com a própria a montadora italiana, iluminam ainda mais que os faróis convencionais de xênon, em cerca de 20%.

O novo modelo Fiat 500X modelo 2019 ganha também uma versão nova a qual foi batizada pela montadora como Urban, que com o próprio nome já diz é um veículo com um maior foco para atuar em trechos urbanos, ao tempo que as outras versões como City Cross e Cross foram desenvolvidas com visual atualizado.

Na parte interna do carro, pode-se encontrar um painel novo com um quadro de instrumentos que conta com gráficos renovados. O seu volante também é um elemento novo no carro, contando com acabamento de couro Techno e controles de áudio, que facilitam a vida do condutor para controlar o mesmo enquanto realiza a pilotagem.

A sua central de entretenimento e informação é conhecida como Uconnect HD Live, com um display no tamanho padrão atual, de 7 polegadas, Android Auto e Apple CarPlay. Este display de 7 polegadas possui a tecnologia touchscreen, sendo então sensível ao toque, além de a central apresentar ainda conexão Bluetooth, portas USB e reconhecimento de voz.

Para os usuários que são fãs de um toque um pouco mais agressivo ficarão felizes com as novidades interessantes que deverão surgir nos motores do modelo: o Fiat 500X abandona os propulsores aspirados movidos a gasolina e os substitui pelos novos Firefly turbo com quatro e três cilindros, este que também são utilizados no novo Jeep Renegade lá no exterior.

O menor dos propulsores em questão é um turbo que possui 1000 cc com três cilindros e com capacidade de gerar uma potência de 120 cv. Este é conectado a uma caixa manual de transmissão que conta com seis velocidades.

Um pouco acima desta motorização vem um que também é turbo com 1300 cc, equipado com 4 cilindros e possui capacidade de gerar 150 cavalos de potência, a qual vem acompanhado de uma caixa de transmissão DCT com dupla embreagem e com 6 velocidades. Sempre tendo o eixo dianteiro como tração.

Há também um motor que gera simples 110 cv de potência, que é conhecido como 1.6 E-Torq.

Já quanto o assunto é motores movido a diesel, o lançamento da Fiat para 2019 possui algumas opções, sendo uma de 1300 cc que possui 95 cv, uma outra com 1600 cc e que tem potência de 120 cv e por fim uma terceira que conta com um motor de 2 litros (2 mil cc) e com potência de 150 cv, possuindo um torque de 35,6 kgfm.

O SUV da Fiat pode ser uma das atrações a serem apresentadas no Salão do Automóvel da capital paulista que ocorre no mês de novembro.

Por Filipe Silva

Fiat 500X 2019

Fiat 500X 2019

Fiat 500X 2019


Modelos chegam com motor 1.3 e preços maiores.

Para quem gosta de novidades no mundo automobilístico, mais uma vez a Fiat surpreende os seus consumidores e anuncia que em 2019 vai trazer de volta um de seus maiores sucessos de vendas: o Fiat Uno Mille Way.

O modelo estava fora do mercado desde junho deste ano, quando saiu de cena em virtude de estratégias de mercado e agora promete voltar com toda força para inaugurar a nova linha 2019 da montadora.

Com o objetivo de fazer uma 'limpeza' na sua categoria hatch e incrementar as vendas na linha Sedan, por sinal, uma das categorias que mais cresceu no mercado brasiliro em 2018, a Fiat resolveu tirar de sua linha de montagem a versão Sport do Mille, com os respesctivos motores do tipo 1.0 e 1.3 Firefly.

A estratégia parece que tinha dado muito certo no começo, mas com o acirramento o mercado dos veículos mais alongados, a marca percebeu um redução do mercado da sua linha Mille na categoria hatch, também prejudicada por seus concorrentes que lançaram no Brasil modelos do mesmo tipo, mais luxuosos e com preços semelhantes como o famoso Onix da Chevrolet.

Apesar do anúncio da lançamento do seu modelo Argus, na categoria hatch, os resultados não estão apontando para o esperado. Como resultado, a Fiat resolveu, de mansinho, tentar ressuscitar o seu modelo de sucesso e, mais uma vez, resolveu apostar no espírito aventureiro dos seus consumidores.

Como resultado, o Fiat Uno Mille na sua versão aventureira, a Sport, deverá voltar com toda força no ano que vem.

Para reconquistar a confiança e a preferência, a montadora italiana resolveu equipar o modelo com seus famosos motores 1.3 e 1.0.

Quem vai ganhar nesta história, talvez seja o consumidor, que vai ter mais uma alternativa de compra de um veículo capaz de encarar alguns terrenos mais difíceis, porém, com um 'jeitão' de modelo mais popular.

A nova linha 2019 do Mille Sport vai trazer de volta alguns detalhes que marcaram esta categoria como os detalhes dos para-choques e nas rodas em plástico preto, sem pintura e os frisos nas portas no mesmo estilo. Além disto, ele volta também com a sua característica suspensão traseira mais elevada, o que proporcina um ar mais esportivo.

Com a motorização 1.0 e 1.3, a nova linha volta às concessionárias em todo o Brasil na versão manual de cinco marchas. Esta configuração permite uma potência de 77 cvs e de 109cvs para cada tipo respectivamente.

No aspecto interno, o novo modelo deverá retomar os itens que fazim parte da linha anterior como o ar condicionado, direção elétrica, travas elétricas, rodas de 14 polegadas, calotas de fábrica, vidros das portas dianteiras na função one-touch e volante com regulagem de altura.

Entretanto, para que o consuidor possa ter de volta todas as vantagens do famoso modelo, ele vai ter que meter a mão no bolso e pagar um pouco mais caro se quiser ter o modelo Sport na garagem de sua casa. Aliás, este é um dos mais tradicionais costumes das montadoras quando resolvem sempre lançar uma nova linha a cada ano de um modelo já existente. Para esta versão do Uno Mille, a desculpa é dupla pelo fato do veículo ter sido tirado de circulação desde o segundo semestre do ano.

Mas vamos aos preços do novo modelo. A versão do tipo Sport já deverá chegar às lojas da marca em todo o Brasil custando algo em torno de R$ 47.000,00 para o modelo 1.0 e R$ 53.000,00 para o modelo mais potente de 1.3. Portanto, se você está disposto a matar a saudade daquela versão mais esportiva do famoso Mille , mesmo que tenha que pagar a mais por isto, então é bom ir preparando o bolso para este final de ano e entre 2019 com carro novo na garagem.

Emmanoel Gomes


O Santa Fe, de perfil, apresenta desenhos bem marcantes, fazendo uso de vinco que inicia nos faróis e é finalizado nas lanternas. O teto também tem um caimento um pouco menos acentuado, elevando assim a sua traseira.

A montadora Hyundai apresentou, na Coreia do Sul, no começo do ano a terceira geração do Santa Fe, local onde o utilitário esportivo iniciou suas vendas. Entretanto, os brasileiros que estavam ansiosos para a chegada do modelo já podem se tranquilizar, pois o veículo já está chegando por aqui.

No país asiático, o lançamento também tem um toque brasileiro em sua estratégia. Aqui no Brasil é possível encontrar o modelo, nas lojas, em três gerações diferentes do Tucson, que são: a própria Tucson, o Ix35 e a New Tucson. Já os residentes na Coreia optarão somente entre duas gerações, sendo a segunda e também a terceira do Santa Fe.

Antes que as pessoas confundam é válido lembrar que esta geração nova será conhecida simplesmente por Santa Fe. Por sua vez, a geração anterior será comercializada pelo nome de Santa Fe XL, em suas duas versões a com sete e a com cinco lugares.

O utilitário esportivo médio da Hyundai não é de difícil reconhecimento em sua terceira geração. O Santa Fe é o modelo mais novo que possui faróis com divisões em duas partes, assim como o C4 Picasso da Citroën e o Fiat Toro. Seguindo à risca a nova tendência que foi iniciada pela marca através do compacto Kona.

A parte de cima dos faróis da Santa Fe se integra com a barra cromada de sua grade, já a parte de baixo é grande para chamar bem a atenção, porém não fica perdida na dianteira do modelo.

O SUV, de perfil, apresenta desenhos bem marcantes, fazendo uso de vinco que inicia nos faróis e é finalizado nas lanternas. O teto também tem um caimento um pouco menos acentuado, elevando assim a sua traseira, sendo bem interessante para a versão com sete assentos.

É válido lembrar também que o Santa Fe agora tem 8 cm a mais em seu comprimento, totalizando 4,77 metros de comprimento, possui mais cm de entre-eixos, chegando a 2,76 m. Em sua largura foi acrescentado 1 cm, totalizando 1,89 metros.

É nítida a evolução na parte traseira, porém lembra bastante o Infiniti fazendo uso de lanternas estreitas direcionadas aos para-lamas. O seu para-choque agora ficou mais volumoso e possui luzes de seta na parte de trás.

O seu painel também foi renovado por completo, com display destacado, o modelo recebeu, com central digital, um quadro de instrumentos, o qual permite projetar informações em seus próprios para-brisas através do display head-up.

Ainda possui frenagem de emergência autônoma, piloto automático adaptativo e assistente de permanência em faixa de rolagem.

Até o presente momento sabe-se que no mercado inglês a versão disponível será a que possui motor de 2.2 litros a diesel. Entretanto acredita-se que motores elétricos também sejam lançados neste mercado. Em outros países haverá duas opções de propulsores, sendo um a gasolina com 2000 cilindradas e com 235 cavalos, e outros a diesel 2.4 com 186 cavalos. No nosso mercado, a versão com sete lugares é comercializada com um propulsor V6 3.3 que gera 270 cv e possui caixa automática de transmissão pelo valor de R$ 196.702.

Santa Fe no Brasil

No meio do ano passado, a importadora CAOA diminuiu sua gama de versões disponíveis. O que tornou esta geração muito diferente aqui no Brasil foi a falta de uma versão que tivesse motor V6.

Atualmente, o modelo comercializado faz uso de um motor 3.3 litros V6 Lambda II que gera 270 cv com torque de 32,4 mkgf e transmissão automática de seis velocidades.

O motor 2.0 turbo mais recente é eficiente e mais moderno, mas o que chama atenção no mercado brasileiro ainda é a potência.

Agora a marca retirou sua versão maior do catálogo, o Grand Santa Fe então passou a comercializar a versão um pouco menor somente com sete lugares.

Por Filipe Silva

Hyundai Santa Fe 2019

Hyundai Santa Fe 2019


A Jeep inovou e trouxe muitas novidades na lista dos equipamentos da linha de 2019 de seu modelo Compass.

Considerado atualmente o mais vendido em todo o país como SUV, a Jeep inovou e trouxe muitas novidades na lista dos equipamentos da linha de 2019 de seu modelo Compass. Porém, apesar da redução no valor ofertado no kit opcional que vem com a frenagem de emergência e com o piloto automático adaptivo, a inclusão de alguns outros itens acabou levando a um reajuste no valor final encontrado na tabela de preços.

Quer saber mais sobre tudo que está chegando por aqui muito em breve? Então fique ligado nas novidades do Compass 2019.

Novidades das versões do Compass

Em sua versão de entrada Sport, os espelhos retrovisores e as maçanetas ganharam uma pintura na cor encontrada na carroceria. Ainda, o mesmo vem com novas rodas de liga leve em 17 polegadas.

Um pouco acima vem a versão Longitude, que apresenta suas novas rodas em 18 polegadas e os espelhos retrovisores com um rebatimento elétrico. Além disso, a central multimídia está disponível em uma tela com 7 polegadas, também encontrada em outras versões como Trailhawk e Limited.

Falando um pouco mais das novidades dessas versões, ambas chegam ao mercado com o Park Assist, o chamado assistente para estacionamento semi-autônomo. As rodas de liga leve são em 19 polegadas e a partida do motor se dá pela chave.

O interior vem em detalhes que são escurecidos em sua moldura presente na central de multimídia e também nas saídas do ar-condicionado. O destaque vai para as duas novas cores lançadas que darão o que falar, chamadas essas de Billet Silver e Jazz Blue. A inspiração para ambas está em uma paleta com tonalidades externas encontradas no Grand Cherokee.

Além de toda a inclusão em equipamentos, a montadora Jeep também reduziu o pacote com os opcionais intitulado High Tech, que traz os itens para a condução semiautônoma. Essa inclui a frenagem autônoma nos casos de emergência, controle adaptivo de cruzeiro, alerta de permanência na faixa com a correção ativa de direção, bancos dianteiros com a regulagem elétrica, sistema de som Beats e, por fim, porta-malas com fechamento e abertura elétricos.

Para ressaltar o desconto, lembramos que, anteriormente, esse kit era vendido por R$ 15.650. Agora, o novo preço é de R$ 8.700.

Sem alteração mecânica

Apesar de todas as novidades apresentadas pela montadora para o seu SUV “queridinho”, não foi feita nenhuma alteração na parte mecânica do automóvel. Essa segue com as motorizações 2.0 turbodiesel de 170 cavalos e 2.0 Tigershark de 166/159 cavalos. As transmissões disponíveis são: nove marchas, disponível somente nas versões que são movidas a diesel, e automáticas com seis velocidades.

Versões e preços atualizados do Jeep Compass 2019

O Jeep Compass vem com valores que partem dos R$ 111.990, em sua versão mais básica, a Sport 2.0 Flex AT6. Na sequência, é oferecido o Longitude 2.0 Flex AT6 por R$ 124.990.

Na tabela de preços intermediários, as versões são a Limited 2.0 Flex AT6 e o Longitude 2.0 Diesel AT9 com tração 4×4. Os valores são R$ 142.490 e R$ 151.990, respectivamente.

No topo da linha encontramos, pelo mesmo valor, os modelos Limited 2.0 Diesel AT9 com tração 4×4 e o Trailhawk 2.0 Diesel AT9, também com tração 4×4. O valor desses está em R$ 171.490.

Sobre o consumo do Jeep Compass 2019

Em um teste realizado com o modelo Jeep Compass 2019, o consumo com álcool do veículo foi de 7,2 km/l na estrada e de 5,5 km/l na cidade. Utilizando no mesmo percurso gasolina, o consumo passou de 10,5 km/l na estrada e de 8,1 km/l na cidade.

Com o diesel, os valores identificados foram de 11,4 km/l na estrada e de 9,8 km/l na cidade.

Agora que você já sabe tudo que vem por aí, fique ligado nesse lançamento da linha 2019. Com certeza irá agradar aos consumidores mais exigentes.

Por Kellen Kunz

Jeep Compass 2019

Jeep Compass 2019


Projeto que visa a proibição da venda de carros com combustível fóssil segue no Senado.

Foi aprovado nesta última sexta-feira pela CAE um projeto que faz a proibição de veículos que sejam movidos a combustíveis fósseis no país. Ainda não está nada definido, uma vez que o documento deve transitar por outros setores. Continue lendo este texto e saiba tudo sobre o assunto em questão.

É isso. A CAE, que é a Comissão de Assuntos Econômicos, acaba de dar a aprovação para um projeto de lei. O documento foi aprovado nesta última terça-feira, dia 16 do mês de outubro, e de acordo com as informações contidas nele, fica proibido a comercialização de automóveis que sejam abastecidos com combustíveis de origem fóssil no país. Contudo, esta proibição não devem acontecer de forma imediata. A mudança no abastecimento dos veículos se realizará de forma gradual, com tempo a contar a partir do ano de 2030.

Essa proposta possui caráter terminativo e a partir de agora deve seguir para a CMA, que é a Comissão de Meio Ambiente do Senado.

Se acontecer de não haver nenhum recurso para que este tema seja apreciado pelo Plenário, o projeto deve seguir de forma direta para a Câmara dos Deputados.

O projeto de lei foi desenvolvido por Telmário Mota, que é um senador do PTB-RR.

O entitulado PLS 454/2017 teve aprovação a partir de um relatório favorável por parte do relator, Cristovam Buarque, que pertence ao partido PPS-DF. O texto não teve nenhuma alteração realizada por seu relator.

De acordo com as informações do projeto, deve acontecer um escalonamento nas mudanças previstas. Dessa forma, a partir do ano de 2030, 90% dos carros vendidos no país poderão ainda utilizar combustíveis fósseis, óleo diesel, gasolina e gás natural. Contuido, este percentual deve cair para 70% até o ano de 2040 e para 10% até o ano de 2050. Desse modo, em um período de dez anos, após a sua implantação, a proibição já estará em sua forma total. Outro ponto do projeto é de que esta proibição não se aplicará a carros que sejam movidos de forma exclusiva por biocombustíveis.

Esta proposta tem como objetivo levar a uma redução no consumo destes combustíveis que são prejudiciais ao meio ambiente e a saúde geral da população, uma vez que são causadores de grande parte da emissão de gases poluentes na atmosfera. Inclusive, no texto é feita a alteração da Lei de Número 8.723, do ano de 1993, que já trata da redução dessas emissões de poluentes por carros.O senador idealizador do projeto de lei, Telmário Mota, justifivou que a frota de veículos que o país possui passou do número de 32 milhões que havia no ano de 2001 para 93 milhões no ano de 2016, sendo necessário o estímulo do uso de carros elétricos ou que tenham como forma de abastecimento os biocombustíveis.

Também foi recordado pelo parlamentar que o parazo para que seja realizada a substituição da gasolina e do óleo diesel foi bem menor na Europa. De acordo com Telmário, Reino Unido e França também já anunciaram o fim da comercialização de automóveis movidos a diesel e gasolina, o que deverá acontecer a partir do ano de 2040. Ainda de acordo com as informações do parlamentar na Noruega o prazo é o ano de 2025.

Cristóvam citou em seu relatório alguns dados da FGV, que é a Fundação Getúlio Vargas, que apontam que o setor de transportes é o responsável por cerca de 15% das emissões de gases poluentes que causam o chamado efeito estufa em todo o mundo. Para ele, o Brasil precisa fazer uma aceleração na produção de carros elétricos, não somente para induzir um desenvolvimento maior da indústria brasileira, como para apoiar o uso do meio ambiente de forma sustentável.

Sirlene Montes


O Urus irá desembarcar no Brasil em breve. Os clientes que desejarem adquirir o utilitário esportivo com muita tecnologia e com um motor de 650 cv já conseguem realizar uma encomenda do veículo, o qual pode chegar a um valor de R$ 1,7 milhão.

Desde que a Porsche entrou no segmento de utilitários esportivos, no ano de 2003, já se esperava que viesse um lançamento como o modelo Lamborghini Urus.

O Lamborghini Urus, desde 2015, é uma grande aposta da marca italiana neste segmento. Passaram vários anos de planejamentos e especulações, que inclui um projeto que não deu muito certo no decorrer desse tempo.

Um SUV da Lamborghini

Com certeza você não é o único amante de veículos que ficou espantado ao ver isso. Na realidade, a montadora foi bem questionada por diversos veículos de comunicação com relação as suas decisões nos últimos tempos. Houve um fracasso da própria Lamborghini ao tentar realizar algo do tipo há algum tempo. Anteriormente a concepção do Urus, a montadora italiana desenvolveu, lá em 1993, um modelo SUV, conhecido como LM002. Com somente 328 unidades emplacadas deste veículo, o modelo foi total fracasso.

Pelo que se acredita é que esta falha se trata deste estilo. Em meados dos anos 1990, o SUV, na prática, simplesmente aparentava um veículo genérico demais que apenas tinha a logomarca da companhia.

Depois deste grande erro o novo lançamento Lamborghini Urus dá a entender que aprendeu com fracasso do passado. O objetivo é que não se crie dúvidas com relação da assinatura deste modelo como pertencente ao segmento de grande luxuria. Ao analisar o mercado, sua estratégia tem der ser forte o suficiente, pois precisa disputar espaço com veículos como o Bentley Bentayga e o Porsche Cayenne.

Conheça o novo Lamborghini Urus

O Urus irá desembarcar no Brasil em breve. Os clientes que desejarem adquirir o utilitário esportivo com muita tecnologia e com um motor de 650 cv já conseguem realizar uma encomenda do veículo, o qual pode chegar a um valor de R$ 1,7 milhão. Esse valor, um pouco salgado, é o sugerido em São Paulo por uma companhia importadora independente, a qual já teve a primeira encomenda do Urus recebida. Entretanto o valor citado ainda pode ser mais alto.

O novo Urus já pode também ser reservado através da própria importadora oficial da Lamborghini aqui no Brasil, a já conhecida Via Italia, que também possui sua sede na cidade de São Paulo. No entanto, a empresa ainda não chegou a revelar qual é a cifra que será cobrada pelo modelo, oficialmente, porém pode ultrapassar com tranquilidade a faixa dos 2 milhões de reais. A própria Via Italia também já afirmou que alguns dos clientes da empresa já realizaram suas encomendas do inédito Lamborghini Urus, que em breve está pelas ruas do Brasil.

O lançamento não é simplesmente um SUV, mas é um super utilitário esportivo. O veículo é montado com um propulsor de 4 litros, sendo um V8 biturbo que consegue gerar 650 cv de potência e possui um torque de 86,6 kgfm. Essa potência bruta toda é administrada através de uma caixa de câmbio automático com oito velocidades e por diversos recursos tecnológicos como, por exemplo, um sistema inteligente de vetorização de torque, a qual permite ao condutor do novo Lamborghini Urus uma performance máxima em praticamente todo momento de condução.

O empecilho do preço elevado

O lançamento da Lamborghini também foi pega pelo alto vlor de venda. Quando se trata da marca em questão, geralmente, o seu valor costuma ser um empecilho para os clientes. Entretanto, o modelo Urus já conta com uma linha de concorrência muito bem estabelecida.

Como citado anteriormente, o valor dele pode estar entre 1,7 milhões e 2 milhões de reais aproximadamente. Desta forma ele ficaria om preço mais elevado do que os seus concorrentes o Bentayga e o Porshe Cayenne, o que pode ser um problema ao ser posicionado ao lado deste.

O modelo será apresentando no Salão de Automóvel da cidade de São Paulo que irá ocorrer entre os dias 8 e 18 de novembro deste ano.

Por Filipe Silva

Urus 2019

Urus 2019


A série 2019 deste SUV compacto estará munida de faróis tipo LED em algumas de suas versões, com grade dianteira em novo design, suplementado de rodas em liga leve, adornadas com desenhos inéditos, mais opções de aro que chegam ao raio 19.

Todo lançamento oficial de um veículo no Brasil constitui um grande evento, que desperta tanto o interesse do consumidor quanto das concessionárias. Diversos sites e revistas especializadas estão divulgando há mais de um mês uma das maiores novidades, em termos de relançamento, neste ano.

Estreando em solo brasileiro, especificamente no Salão do Automóvel de São Paulo, no ano de 2014, o novo Jeep Renegade foi apresentado em uma edição deste ano na mostra oficial automotiva, no sentido de poder revelar aos consumidores brasileiros a primeira alteração significativa no seu design. O Jeep Renegade estreou no continente europeu de forma bem-sucedida, sendo um SUV compacto da Jeep, o qual porta algumas mudanças sublimes, mais concentradas na parte dianteira, na traseira e em seu interior. Outra grande novidade está no fato de este Jeep estar aparelhado com novos motores, de 1.0 e de 1.3, ambos com turbo. Neste caso, os amantes de competições poderão estar bastante interessados.

Assim, o New Jeep Renegade foi mantido em seus faróis redondos; qualquer fã de Jeep sabe que esse formato de faróis é a sua principal característica, instalados na dianteira e esteticamente insubstituíveis.

Entretanto, a diferença específica em relação à nova versão está na instalação de dispositivos de luzes LEDs diurnas, que agora estão contornando todo o conjunto; outra novidade está na iluminação principal, também munida de dispositivo LED. Outro novo atributo está na presença de um friso plástico que adorna este New Renegade, recobrindo a sua parte superior que constitui todo o conjunto óptico, sendo que na atual versão, o capô também cria esse mesmo efeito. O Jeep está mais completo em muitos sentidos.

Sobre outras especificações segue a relação:

As sete fendas que compõem a sua grade frontal ganharam mais volume, tornando-se bem mais largas e chamativas, atraentes. Com relação à entrada de ar inferior, a mesma foi ampliada de modo que se criou um pequeno degrau ao longo da área preta, ou cinza no caso da versão Limited, a qual integra os faróis e a própria grade frontal. Sobre o para-choque, o mesmo foi alterado em sua área produzida em plástico preto, de modo que sendo reduzido em tamanho ele pôde ganhar mais volume em suas extremidades. A nova entrada de ar é um caso à parte, já que a mesma está atrelada, agora, ao reposicionamento das luzes de indicação.

Deste modo, o lançamento da linha 2019 deste Jeep Renegade consiste em um evento ímpar no Salão. Além disso, o SUV compacto estará disponível por valor mais baixo, ao menos em sua versão Sport. A versão munida câmbio automático chega a R$ 91.990, conforme a última tabela desta linha de 2018 e chegará ao valor de R$ 83.990, ou seja, R$ 8 mil a menos para a linha de 2019.

Portanto, a série 2019 deste SUV compacto estará munida de faróis tipo LED em algumas de suas versões, com grade dianteira em novo design, suplementado de rodas em liga leve, adornadas com desenhos inéditos, mais opções de aro que chegam ao raio 19.

Outros atributos são:

Algumas alternações menos visíveis na parte traseira; as lanternas agora estão equipadas no sentido de proporcionar uma iluminação total em estilo LED, superando o conjunto anterior. O sinal de X que estiliza graficamente um galão de gasolina da Guerra, marca registrada fundamental e insubstituível.

Em seu interior foram realizadas mudanças bem mais discretas. Está equipado de uma nova central de multimídia, com tela maior; os botões físicos instalados no console de comando migraram para a sua parte inferior, facilitando o acesso. O dispositivo de ar-condicionado está munido de novos comandos de botões, capazes de apresentar o grau de temperatura por meio de exibição na própria central, entre outras especificações.

Por Paulo Henrique dos Santos

Jeep Renegade 2019

Jeep Renegade 2019

Jeep Renegade 2019


Confira quais são os automóveis aguardados no Salão do Automóvel de São Paulo neste ano.

Entre os dias 8 e 18 de novembro, o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo (maior exposição automobilística da América Latina) irá abrir suas portas ao público e aos entusiastas do setor, o evento irá acontecer no pavilhão de exposição Salão Expo, pela segunda vez consecutiva.

A expectativa é de mais de 700 mil visitantes ao longo destes 10 dias, estarão presentes cerca de 30 montadoras expondo pouco mais de 500 modelos.

Como de costume, a expectativa é grande para verificar de perto tanto os lançamentos das montadoras para o mercado nos próximos anos como também uma ótima oportunidade do visitante averiguar em um único espaço os principais automóveis comercializados em território nacional, fora os carros-conceito e superesportivos que dão charme e requinte ao evento.

Pensando nisso, listamos abaixo as principais novidades esperadas (muitas inclusive confirmadas) separadas por marca:

Audi

Sedan Audi A8

Com 480 cavalos de potência oferecidas através do seu potente V8, a Audi irá oferecer o seu sedan de alto luxo apenas na versão L (de entre-eixos mais longo). Além de todos os luxos e requintes característicos de seu segmento o Audi A8 tem o mérito de ser o primeiro carro com condução autônoma de nível 3 a venda no mercado mundial.

SUV Audi Q8

A Audi também irá mostrar a nova geração do SUV Q8, chegando com 380 cavalos de potência através de seu V6 e também um motor elétrico com 48 volts acoplado para melhorar suas marcas de consumo exageradas.

BMW

SUV cupê X4

Maior e com mais equipamentos a BMW irá oferecer seu SUV com dois tipos de motorizações, a primeira a gasolina com 184 cv ou 252 cv (dependendo da versão) e também a diesel com 190 cv ou 231 cv (também dependendo da versão escolhida).

Chery

SUV Tiggo 4

A Chery vai oferecer mais uma opção para o disputado segmento dos SUV compactos com o Tiggo 4, a motorização será um 1.5 turbo com ótimos 21.4 mkgf de torque e 147 cv de potência além do câmbio de seis marchas automatizado.

SUV Tiggo 7

Outro SUV será confirmado pela Chery, o Tiggo 7, de maior porte desta vez para brigar em um segmento superior hoje dominado pelo Jeep Compass.

Chevrolet

Chevrolet Hatch Bolt

Com baterias no assoalho e 200 cavalos de potência permitindo uma invejável aceleração de 0 a 100 km/h em 7 segundos, o Bolt é aposta da Chevrolet no segmento de carros elétricos. Existe a expectativa da GM oferecer o modelo para venda no mercado nacional.

Ferrari

Superesportivo Ferrari 488 Pista

A legendária montadora italiana irá apresentar o 488 Pista, o modelo tem o mérito de ser 50 cavalos mais potente que o 488 GTB, isto significa uma aceleração de 2,8 segundos de 0 a 100 km/h e uma velocidade máxima de 340 km/h disponíveis através de um motor V8 de 720 cavalos.

Superesportivo Ferrari Portofino

Outra novidade a ser apresentada é a Ferrari Portofino, sucessora da California com motor V8 de 600 cavalos permitindo o motorista chegar aos 320 km/h em 3,5 segundos.

Honda

SUV Honda HR-V

A Honda vai apresentar o novo HR-V disponível em outros mercados com uma nova grade frontal e um novo conjunto de faróis de LED, além de para-choques remodelados.

Jeep

SUV Renegade

O sucesso de vendas da Jeep vai ganhar mudanças sutis através do novo desenho do para-choque dianteiro e novos contornos para os faróis dianteiros e traseiros, na parte mecânica não haverá maiores alterações.

Lamborghini

SUV Urus

A Lamborghini irá apresentar seu SUV de luxo, com preço em torno dos 2 milhões de reais, além de porte e espaço o modelo conta com 650 cavalos capazes de levar os ocupantes até 305 km/h de velocidade máxima, acelerando de 0 a 100 km/h em menos de 4 segundos.

McLaren

McLaren Senna

Intitulado pela própria McLaren como seu carro mais rápido até então produzido, o bólido será oferecido com um motor 4.0 V8 de 800 cavalos, permitindo o incrível torque de 81,8 mkgf e velocidades máximas superiores a 320 km/h.

Mercedes-Benz

Utilitário Classe G63 AMG

A Mercedes permite aos seus interessados a encomenda de seu utilitário Classe G somente na versão mais nervosa, a AMG, o veículo será apresentado no salão em sua versão V8 com duplo turbo e um inteligente sistema de desligamento de cilindros do motor quando necessário para maior economia de combustível.

Esportivo AMG GT 4-door

Outra novidade a ser apresentada será o potente GT 4 com 639 cavalos de potência oferecidos através de um V8. A tecnologia embarcada também será destaque com a possibilidade do motorista escolher entre seis modos de condução diferentes.

Nissan

Hatch elétrico Nissan Leaf

A principal novidade a ser apresentada pela Nissan é a nova geração do Nissan Leaf com maior autonomia para o motorista (400 km nesta versão atual), além de oferecer um automóvel mais potente e maior, existe uma forte expectativa da Nissan disponibilizar o modelo para venda em nosso mercado no próximo ano.

Rolls-Royce

SUV Cullinan

Cullinan é o primeiro SUV da marca inglesa de luxo, para levar suas mais de 2 toneladas e todo luxo a bordo, o Cullinan vem com um motor V12 com duplo turbo de 571 cavalos de potência e exagerados 86 mkgf de torque.

Volkswagen

SUV T-Cross

A principal novidade da Volkswagen será o SUV T-Cross confirmado com duas motorizações, a primeira 1.0 de 128 cavalos e a segunda de 1.4 de 150 cavalos, todas com turbo acoplado na mecânica. O modelo nacional será levemente maior que o europeu e contará com opções de câmbios manual e automático.

Agora é só aguardar à data e conferir de perto todas estas novidades!

Por Carlos B.

Salao Internacional do Automóvel SP 2018


Modelo Z4 da BMW está sendo apresentado no Salão do Automóvel de Paris 2018.

O modelo Z4 da montadora alemã BMW conta com o sDrive20i como modelo de entrada e possui um bloco com 2000 cc divididos entre seus quatro cilindros, os quais geram uma potência de 197 cv ao ter o motor atingido uma rotação entre 4.500 e 6.500 e 320 Nm de binário máximo, isso ao estar entre 1.450 e 4.200 rotações por minuto. O modelo acelera da inércia aos seus 100 quilômetros horários em apenas 6,6 segundos e possui como velocidade máxima 240 quilômetros por hora. O lançamento está dotado de uma transmissão Steptronic com oito marchas. De acordo com a própria BMW o seu consumo médio varia de 16,4 a 16,7 quilômetros por litro de combustível.

Já a versão intermediária do BMW Z4, o sDrive30i também possui um propulsor de 2000 cc nos seus quatro cilindros, porém tem a capacidade de desenvolver uma potência de 258 cv ao estar variando de 5.000 a 6.500 rotações e seu binário máximo é de 400 Nm, estando de 1.550 a 4.400 rotações por minuto. O sDrive30i também possui uma caixa de transmissão automática Steptronic com oito marchas, entretanto tem a capacidade de bater os100 km/h em simples 5,4 segundos e consegue atingir uma velocidade máxima de 250 km/h. Em relação ao consumo médio, a versão varia dos 16,4 aos 16,7 km por litro.

Dentre as versões, a top de linha, conhecida como M40i conta com um motor de 3 mil cilindradas distribuídos em seus seis cilindros que conseguem gerar uma potência de 340 cv ao trabalhar variando de 5.000 a 6.500 rotações e seu binário máximo é 500 Nm. Equipado com a mesma transmissão Steptronic utilizada pelas demais versões, esta aqui tem seu deslocamento até 100 km horários feito em cerca de 4,5, além de atingir uma velocidade máxima de 250 km/h. Já seu consumo médio, conforme apontado pela marca, varia entre 13,5 e 14 km para cada litro.

A versão top ainda contará, de série, com suspensão adaptativa M, a qual diminui a altura em relação ao solo em 1 cm, da mesma forma que o sistema de diferencial traseiro M Sport e os travões desportivos. A montadora germânica ainda destaca qual a distribuição perfeita de peso, sendo de 50:50 e o tecnológico sistema de suspensão de cinco braços com um eixo traseiro.

Possuindo em seu comprimento 4,32 metros, em sua largura 1,86 metros e de altura 1,3 metros, o lançamento alemão tem, de fato, dimensões maiores se comparado com seu predecessor, vantagem essa que permite lhe atribuir um volume maior de carga, independentemente de sua capotar encontrar-se, ou não, recolhido, sendo de 281 litros.

O novo BMW Z4 será fabricado na Áustria, na Magna Steyr, na cidade de Graz, e será comercializado em nove diferentes cores de carroçaria, e para capota de lona outras duas cores, sendo, de série, a preta e a cinzenta escura como opção. O consumidor ainda poderá optar por destacar o seu caráter desportivo adquirindo os pacotes Sport Line e M Sport.

Na parte interna destacam-se os acabamentos em Alcantara, na versão M40i e couro e os bancos com desenho esportivo. A personalização é permitida em praticamente tudo e ocorre também na parte externa, sendo que os que optarem pelo pacote M contarão com um conjunto esportivo de pedais e um volante M desportivo.

Ainda vale lembrar que o modelo possuirá dois displays de 10.25“ os quais funcionarão como sistema multimídia e também painel de instrumentos. Os dispositivos virão com a tecnologia NFC, a qual realiza atualizações automáticas por meio da nuvem e também possibilita ter uma chave digital em seu smartphone.

O modelo está sendo apresentado no Salão do Automóvel da capital francesa, de 4 a 14 de outubro.

Por Filipe Silva

BMW Z4 2019

BMW Z4 2019


Para o Q3, a Audi resolveu manter a sofisticação e o luxo, mas também foi capaz de apostar na funcionalidade e numa maior agilidade na hora de dirigir o novo modelo.

Os admiradores e consumidores de uma das maiores paixões de milhões de pessoas em todo o mundo, os carros, estão, desde o último dia 02 de outubro, com todas as atenções voltadas para Paris.

Tudo isto por causa do cobiçado Salão Internacional do Automóvel que resolveu neste ano de 2018 baixar em terras francesas.

Desde já, o evento, cuja importância serve como referência para que as principais marcas internacionais do mundo automotivo possam ditar as regras da novas tendências do universo automobilístico dos próximos anos, traz grandes novidades que prometem encantar e convencer aos milhares de usuários espalhados por todos os continentes.

O salão costuma ser uma verdadeira 'passarela' de novos lançamentos e serve para mostrar quais os mais recentes avanços tecnológicos que prometem facilitar a vida de quem já comprou ou de quem vai adquirir um novo modelo nos próximos meses.

Durante o evento é comum que grandes marcas possam se destacar com seus vários modelos feitos para todo tipo de consumidor, desde o mais simples até o mais exigente.

Neste sentido, um dos grandes nomes é a alemã Audi, cujos lançamentos prometem conquistar muitos consumidores, desde os que já são fãs declarados da marca, incluindo também os mais indecisos.

Dentre os modelos expostos, um dos chamam a atenção é o sofisticado Q3, apesar dos costumeiros comentários da imprensa especializada no setor de que as imagens do novo veículo já estariam sendo expostas em alguns sites antes do evento. Uma prova de que a marca suscita muita importância e influência neste setor.

Apesar das polêmicas a parte, o novo modelo surge como uma das principais novidades na categoria internacional dos veículos do tipo SUV em todo o mundo.

Basta lembrar aos consumidores brasileiros de que estes veículos fazem parte de uma das categorias com maior número de venda em todo o território brasileiro.

Os SUVs tiveram um verdadeiro 'boom' de vendas nos últimos cinco anos em terras tupiniquins. E tudo começou quando outra marca de peso, a Ford, resolveu lançar o seu famoso EcoSport, cujas reinvenções a cada geração o mantém no ranking até hoje.

Para o Q3, a Audi resolveu manter a sofisticação e o luxo, mas também foi capaz de apostar na funcionalidade e numa maior agilidade na hora de dirigir o novo modelo.

O novo automóvel exposto em Paris chega ao mercado mundial um pouco menor e mais leve. Tudo isso por que a montadora decidiu pela troca da plataforma de montagem do veículo que passa a adotar a do tipo MQB, a mesma utilizada pela Volkswagen.

O novo Q3 também está um pouco maior em relação ao seu modelo antecessor (quase 4,50m), quase 10 centímetros a mais e também ficou mais largo (1,85cm a mais), o que garante um maior conforto a seus ocupantes com um espaço interno bem maior.

Com relação ao visual, o destaque é para a nova grade frontal que se sobressai ao para-choque na cor do destaque. Além disto, as novas linhas de design adotadas para o novo modelo conferem um visual bem mais robusto e agressivo. A primeira impressão do novo modelo é de que ele não vai deixar nada a desejar em termos de desempenho e velocidade.

E falando em performance, o novo Q3 vem equipado com o novo motor turbo de quatro cilindros e disposto em quatro diferentes versões, bem ao gosto do consumidor. Além disso, todos eles são movidos tanto a gasolina quanto a diesel e com potências que podem variar de 150 a 230 cv.

Para a transmissão, os futuros proprietários poderão escolher entre o câmbio manual de seis marchas ou o modelo automático de sete velocidades.

Caso você tenha ficado interessado, seria bom dar uma olhada nos principais sites especializados sobre o assunto e ficar atento para quando o novo modelo vai chegar às concessionárias da marca no Brasil, apesar das notícias circulantes de que ele só deve estrear por aqui em 2020.

Por Emmanoel Gomes

Audi Q3 2019

Audi Q3 2019


O Classe A Sedan é um modelo que tem tudo para se dar bem no Brasil e ser o grande destaque de 2019, pois tem um design cativante, linhas modernas e é realmente um carro que chama a atenção.

O Mercedes A Sedan foi um dos grandes destaques do Salão de Paris 2018, mostrando que a empresa está mesmo disposta a investir neste segmento e o modelo já foi confirmado para o mercado brasileiro, sendo importado do México e estará disponível para o consumidor do Brasil em duas motorizações turbinadas. A versão 1.4 entrega 163 cv e a 2.0 alcança 227 cv.

O Classe A Sedan é um modelo que tem tudo para se dar bem por aqui e ser o grande destaque de 2019, pois tem um design cativante, linhas modernas e é realmente um carro que chama a atenção. Segundo a Mercedes-Benz, o modelo chega ao Brasil no primeiro semestre do ano que vem, mas não definiu o mês, o que faz crescer ainda mais a expectativa. Quem está pretendendo comprar um veículo nesta linha hoje, fica em dúvida de já adquirir algum dos modelos atualmente disponíveis no mercado, ou se compensa esperar por alguns meses.

E o Mercedes A Sedan deverá contar com a melhor aerodinâmica entre todos os concorrentes, desbancando até mesmo o CLA. São 4,54 metros de comprimento, por 1,79m de largura e 1,44m de altura, com entre-eixos de 2,72m. É espaço de sobra até mesmo para uma família mais numerosa fazer uma viagem longa, até porque, o porta-malas do sedan conta com 420 litros de bagagem e isso sem precisar ficar espremendo nada. A título de comparação, o CLAL 180 tem 4,64 m de comprimento, por 2,69m de entre-eixos, só que o porta-malas é um pouco maior, com 470 litros.

Já que sedan atende sempre o perfil familiar, a Mercedes-Benz não poupou esforços para atender a todos, garantindo uma cabine espaçosa e, para isso, procurou aproveitar cada cantinho do veículo, garantindo conforto também para os passageiros no banco traseiro. A empresa já antecipou que entre os concorrentes, entre eles o BMW Série 1 Sedan e também o Audi A3 Sedan, o Classe A conseguirá ser o grande destaque neste item e bastará fazer um teste dando uma pequena volta para já sentir como o conforto é um dos pontos fortes do modelo.

A Europa receberá o modelo com duas motorizações, sendo que a primeira é com propulsão a gasolina, o A 200, contando com o poderoso 1.4 turbo com injeção direta, sendo capaz de entregar 165 cv de potência e 25,4 kgfm de torque, atuando em conjunto com a transmissão de dupla embreagem de 7 marchas. Como se vê, é um modelo que não pensou apenas no conforto, a potência também é seu ponto forte e mesmo com todos os lugares ocupados e o porta-malas abastecido com todas as bagagens, o modelo se desenvolve muito bem nas estradas.

Outro diferencial será a moderna central multimídia da Mercedes-Benz, a MBUX e a cabine poderá ter painel digital, tudo vai depender da versão, sendo que podem ser até 2 displays de 7 polegadas, ou um de 7 polegadas e o outro de 10,25 polegadas, ou então, ambos com 10,25 polegadas. O Classe A Sedan trará ainda o assistente de permanência em faixa, além do piloto automático adaptativo e frenagem autônoma de emergência.

A Mercedes acredita no sucesso de seu novo modelo e espera que ele possa melhorar ainda mais as venda no segmento.

O CLA foi um dos modelos mais competitivos da companhia e agora o grande desafio para o Classe A Sedan é superar o modelo. Claro que não é um veículo para a grande maioria, pois os consumidores estão preocupados com a crise, buscam carros econômicos, manutenção barata e se possível, que ofereçam um pouco de tecnologia, algum diferencial. Mas o Classe A Sedan tem seu público e não deverá decepcioná-los, pelo contrário, a meta da empresa é surpreender.

Por Russel

Mercedes-Benz Classe A Sedan 2019

Mercedes-Benz Classe A Sedan 2019

Mercedes-Benz Classe A Sedan 2019


Novo modelo pode rodar até 450 km com apenas uma carga de energia elétrica. Ele será apresentado no Salão do Automóvel de Paris 2018.

O setor automotivo agora passa a ter uma nova paixão no segmento de utilitários, os veículos que não utilizam um pingo de combustível. Após o lançamento do modelo Tesla Model X e depois do mais novo Jaguar I-Pace, a montadora alemã finalmente chegou para a disputa com o modelo EQC 400.

O utilitário esportivo passou a ser o primeiro membro a fazer parte da família Electric Intelligence, tornando-se realidade após dois anos de ter o conceito Generation EQ apresentado no Salão do Automóvel de Paris, no ano de 2016. O veículo, que é movido por meio de dois motores elétricos, gera uma potência combinada de 408 cavalos e uma autonomia que permite rodar até 450 km com apenas uma carga, distância essa que se aproxima do percurso entre as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

A função primária fica por conta do motor dianteiro. Este propulsor é o único a funcionar quando o motorista estiver conduzindo o veículo de forma mais tranquila. Em momentos que requeiram mais potência, como em casos de realizações de ultrapassagens o segundo motor começa a agir. Neste momento a tração deixa de ser dianteira, passando a ser integral.

As responsáveis por oferecer a energia necessária para os propulsores são as conhecidas baterias de íons de lítio, as quais são compostas de 384 células localizadas no assoalho do veículo entre os dois eixos. Elas são divididas em módulos, sendo dois com 40 células e os outros quatro com 72.

As mesmas representam 650 kg de um total de 2.425 kg presentes no EQC. Embora o modelo conte com essa massa toda, o SUV robusto necessita de simples 5,1 segundos para que possa alcançar os 100 quilômetros horários, sendo que a velocidade máxima pode chegar a 180 km/h.

O novo Mercedes EQC possibilita que as cargas sejam realizadas através de tomadas convencionais, além das estações nas ruas. Segundo informações do fabricante, um carregador que possua alta potência, permite que a bateria, estando zerada, chegue em 80% em apenas 40 minutos.

Pela própria nomenclatura sabe-se que o utilitário esportivo não faz uso de uma plataforma totalmente nova, mas sim uma derivação que advém da Modular Rear Architecture, conhecida como MRA, a mesma arquitetura presente no Classe C e também no GLC, modelo este que é a base para EQC.

Entretanto, os engenheiros da montadora realizaram algumas modificações visando a melhor acomodação do pacote de baterias e do powertrain. Desta forma, foi dado o nome de MEA, Modular Electric Architecture para esta base.

Sendo assim, foram alteradas algumas dimensões, passando agora a ter 4,76 m de comprimento, um aumento de 10,5 cm e na altura 1,62 metros, uma redução de 21 centímetros. Já o entre-eixos, se mantem o mesmo, sendo 4,87 metros.

Sobre AMG

A montadora germânica também aproveitou a chance e já mostrou a versão AMG Line, porém não houve grandes alterações, sendo apenas mudanças estéticas, como desenho dos para-choques que passaram a ser mais esportivos e a exclusiva roda com 21 polegadas.

O novo EQC 400 será apresentado no Salão do Automóvel de Paris, que irá acontecer agora no mês de outubro entre os dias 4 e 14. A produção do novo SUV se dará a partir do primeiro semestre do próximo ano em dois países: China e Alemanha.

Com o objetivo de testar o modelo em diversas condições de relevo e temperatura foram produzidos cerca de 200 protótipos os quais foram enviados para vários países do globo, entre eles os das regiões polares e da África.

O EQC vem para disputar um páreo duro com Tesla Model X, que possui autonomia de 414 km e o Jaguar I-Pace com autonomia de 380 km.

Por Filipe Silva

Mercedes-Benz EQC 400

Mercedes-Benz EQC 400

Mercedes-Benz EQC 400


Nova geração do GLE da Mercedes-Benz conta com mais tecnologia e diversos itens de segurança e conforto.

O SUV mais comercializado pela montadora Mercedes-Benz, o já conhecido GLE, chega a sua quarta geração na linha 2019, agora com ainda mais tecnologia e diversos itens de segurança e conforto. Anteriormente conhecido popularmente pelo nome de Classe M, o atual GLE, o qual também compartilha a plataforma com o modelo Classe E, passou a ser mais moderno e agora possui um desenho diferenciado na geração de lançamento.

Os concorrentes dele também já são conhecidos antigos, como o Lexus RX e o BMW X5. Em geral, as linhas do modelo apresentam que a montadora continuou com boa parte do design já consagrado do modelo Classe M, porém agora possui a linguagem visual próxima dos modelos lançados recentemente, como por exemplo, o Classe A novo. A montadora alemã informou também que até mesmo a aerodinâmica do modelo 2019 foi alterada, passando a ter 0,29 de coeficiente aerodinâmico, que de acordo com a Mercedes é um dos mais baixos nesta categoria.

O maior destaque desta geração nova fica por conta da parte interna do modelo, o qual continua na minha linha das atuais características da montadora, oferecendo um painel digital equipado com dois displays de 12,3 polegadas, os quais trabalham como um painel de instrumentos e também como uma central multimídia. Ao se tratar de conectividade, o equipamento de central multimídia, como já era de se esperar, é a mais nova MBUX, a qual possui uma inteligência artificial e assim entende os comandos de voz dos usuários, permitindo realizar pequenas funções, entre elas traçar rota por meio do GPS e também alterar a temperatura do ar-condicionado.

O GLE linha 2019 ganhou mais 8 cm se comparado com a geração anterior. Segundo a montadora, esse aumento permitiu que o utilitário esportivo ofereça um espaço ainda maior para os passageiros nos bancos de trás, nas versões com 7 lugares, inclusive. No quesito porta-malas, o modelo passou a permitir uma carga de 825 litros, ou se estiver com os bancos rebatidos o volume total é de 2.055 litros, o que pode se considerar um bom tamanho.

Ao tratar de segurança, o novo Mercedes GLE possui assistente que auxilia na mudança de faixa e conta com frenagem de emergência em casos de risco de colisão ao realizar ultrapassagens. Possui também assistente de congestionamento ativo, o qual tem a capacidade realizar detecção de engarrafamentos, além de fazer o controle do ritmo de aceleração em velocidade menor que 60 km/h. Além disso, a tecnologia até pode auxiliar a dar passagem para viaturas ou ambulâncias. Outro ponto que é necessário destacar é o sistema E-Active Body Control, de suspensão pneumática, o qual faz o ajuste da suspensão de cada uma das rodas de maneira independente, melhorando assim a performance de todo o conjunto de suspensão do veículo.

Na questão dos propulsores, a montadora Mercedes-Benz, a princípio disponibilizou um motor com 6 cilindros em formato “V”, um V6 que possui uma potência de 367 cavalos e torque de 51 kgfm. Além do propulsor a combustão há também um híbrido com sistema baseado numa arquitetura elétrica com 48 Volts, o qual consegue gerar uma potência de 25 cv e um torque de 25,5 kgfm. A caixa de transmissão é automática e conta com 9 marchas.

Em um futuro próximo o GLE linha 2019 deverá contar com versões que possuam motores híbrido plug-in e movidos a diesel. O veículo irá ser apresentado ao público agora em outubro ao decorrer do Salão do Automóvel que acontecerá na capital francesa, Paris. Aqui no Brasil o modelo só deve chegar para o Salão do Automóvel da cidade de São Paulo no mês de novembro. Na Europa e no mercado norte-americano as vendas deverão iniciar no primeiro trimestre do próximo ano.

Por Filipe Silva

Mercedes-Benz GLE 2019

Mercedes-Benz GLE 2019

Mercedes-Benz GLE 2019


O design exterior do modelo está mais imponente e robusto, todo aparelhado em nova tecnologia.

Uma das marcas mais bem-sucedidas do mundo fez estrear, há três meses, novo modelo. A companhia BMW está lançando a sua quarta geração de veículos da série, o X5. O design exterior está mais imponente e robusto, todo aparelhado em nova tecnologia. A companhia alemã soltou nota declarando que este novo SUV atinge parâmetros inovadores, no que toca ao conforto e ao requinte.

O design no geral foi mantido, entretanto, esta nova geração contém sutis alterações sobre a sua estética exterior. Em sua dianteira estão estilizadas novas entradas de ar, um pouco mais amplas, ladeadas de faróis LED, perfeitamente adaptáveis que, a partir desta edição, tornam-se parte integrante do equipamento da série. Em sua traseira foi operada uma grande alteração na tampa do porta-malas, o qual está agora munido de duas seções que facilitam o acesso ao seu interior. Ambas as tampas, de forma opcional, abrem e fecham automaticamente.

Deste modo, o New BMW X5 chega ao mercado internacional em dimensões superiores às do anterior modelo, mais comprido em 35 mm; sendo 32 mm mais largo e possui 11 mm a mais em sua altura. No que tange à distância do entre-eixos houve um significativo aumento em 42 mm.

Sobre o interior, está equipado de duas grandes telas em 12.3 polegadas. A primeira operando a função de painel de instrumentos; a segunda operando no console central e atrelada ao sistema de Infotainment. Os passageiros e o motorista serão beneficiados com bancos aquecidos e suplementados de ventilação, com função de massagem. Com relação ao player de músicas há a alternativa de um sistema de som tipo Bowers & Wilkins em 20 saídas, com potência de 1.500 watts.

Toda essa aparelhagem abrange diversos sistemas em assistência para a condução, que podem ser relacionados como segue:

O monitor de ponto cego; o assistente de faixa de rodagem; o sinal alerta de colisão na dianteira e na traseira e o detector de pedestres.

A alternativa de pacote Active Driving Assistant Profissional garante ao consumidor o benefício dos sistemas adicionais na função manutenção sobre a faixa de rodagem, a Lane Keeping Assist, que auxilia na evasão de colisão, ou Collision Evasion Aid, e o câmbio automático de faixas de rodagem, ou Automatic Lane Changing.

Em caso de haver necessidade embarque de maior quantidade de passageiros, existe a opção de uma terceira fila de bancos, que estará disponível no modelo a partir do mês de dezembro; além dos controles elétricos que operam no deslize, no rebatimento e no dobramento do encosto do banco traseiro comum.

Com relação à mecânica, as informações são as seguintes:

Trata-se do lançamento da linha de motores deste novo BMW X5, abarcando três blocos para 3.0 litros e mais seis cilindros. Um opera a gasolina e os outros dois a diesel.

A versão que roda a gasolina é o xDrive40i, com desempenho 335 CV de potência e mais 500 Nm em torque. As suas versões a diesel são os xDrive30d, com desempenho de 265 CV em potência, munido de um torque de 620 Nm. O Top de Linha de linha será apresentado pelo M50d Performance, constituindo o veículo mais potente da série, com 395 de CV e mais 720 Nm.

Este modelo conterá, em todas as suas versões, a chamada tração integral por meio do sistema xDrive, e equipadas com a transmissão automática em oito velocidades distintas, junto do conversor de torque.

Com relação aos amortecedores, estes são adaptativos garantindo ao consumidor a experiência de elevado grau de conforto. Entretanto, cada versão terá pacotes opcionais, conforme o grau de tecnologia nele contido. Alguns estarão munidos da suspensão pneumática adaptativa, que permite baixar ou elevar toda a carroceria em até quatro centímetros sobre o solo. Entre outras alternativas e pacotes com mais vantagens.

Esta quarta geração do BMW X5 chegará ao mercado em novembro e os preços ainda não foram divulgados.

Por Paulo Henrique dos Santos

BMW X5

BMW X5

BMW X5


O modelo Audi A1 Sportback de 2019 está muito mais repleto de novidades do que o consumidor pode imaginar.

Uma das maiores companhias automobilísticas germânicas está com novo lançamento no mercado. A corporação Audi AG consiste em uma empresa automobilística alemã de grande porte, a qual é parte integrante do imenso grupo Volkswagen. Portanto, a empresa Audi AG abrange, também, mais duas grandes companhias alemãs, ou seja, a Lamborghini e a Ducati. Esse breve histórico da companhia, e de sua importante ligação com outras de mesmo nível, serve como uma pequena introdução.

De acordo com as informações angariadas do site motor1 UOL, passaram-se cerca de oito anos desde a estreia do primeiro modelo Audi A1 em Paris, na França, e que consistiu em um modelo compacto. Deste modo, a versão está de volta em uma nova geração. Trata-se do modelo Audi A1 Sportback de 2019, o qual está muito mais repleto de novidades do que o consumidor pode imaginar.

O Audi A1 de agora chegará ao proprietário muito mais e muito melhor equipado do que sua versão original do ano de 2010. Assim, o modelo apresentado no Salão de Paris, na França, neste ano de 2018, está visivelmente mais impressionante. O modelo em destaque, na ocasião, estava na cor vermelha e com suas rodas brancas inspiradas no estilo rally; portanto, o modelo A1 concretiza, de certa forma, uma homenagem ao veículo do Grupo B de rally. O mesmo será oficialmente lançado no continente europeu no mês de novembro, cuja missão está em conquistar a liderança na competição entre os maiores compactos de luxo.

Sobre os seus atributos mais específicos e inéditos, seguem as informações:

Ele possui 4,03 metros em comprimento; são 1,74 metros na largura e mais 4,6 metros na altura. Assim, o novo modelo Audi A1 foi elaborado e construído para cumprir o papel o companheiro ideal, dentro do estilo de vida urbano moderno. O veículo, em suas versões, está aparelhado de três opções diferentes em termos de roda: aro 15", aro 16" e aro 17", conforme for a sua versão, além de conter uma série de peças pertencentes à linha S-Line, cuja função está em tornar o carro um modelo com design bem mais esportivo. Em seu interior ele está munido de uma eficiente central multimídia tipo MMI Touch portando uma tela de 8,8 polegadas, ou de 10,1 polegadas dentro de um custo a mais.

O modelo abrange, também, em termos de mecânica, algumas versões de destaque, entre elas as seguintes:

A versão intitulada 30 TFSI está equipada com o motor de tipo 1.4 turbo com quatro cilindros, e com desempenho de 200 CV. Com relação às suas versões menos custosas, as mesmas utilizam um motor tipo 1.0 TFSI munido de três cilindros com desempenho de 102 CV, o qual pode combinar-se de modo efetivo e prático a um câmbio manual em seis marchas ou a um câmbio automatizado de tipo S-tronic em dupla embreagem, ao passo que o modelo com motor tipo 1.4 está equipado apenas com uma transmissão de tipo S-tronic.

Em suma, o novo modelo Audi A1 está agendado comercialização no continente europeu, como já foi citado, a partir de novembro deste mesmo ano, 2018. Para o Brasil, entretanto, ainda não foram divulgadas datas para a sua estreia oficial.

Alguns especialistas, tentando ir além dos rumores que circulam sobre o assunto, tentam apontar para uma futura meta industrial, que indique a produção deste modelo no município de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, sobre a plataforma do modelo A3 Sedan, dentro da tentativa de a marca alemã poder garantir um modelo de maior volume.

Por Paulo Henrique dos Santos

Audi A1 Sportback 2019

Audi a1 Sportback 2019

Audi a1 Sportback 2019


O carro é indicado para famílias, principalmente aquelas que são compostas por 4 pessoas mais ou menos, pois como é um carro considerado um pouco mais simples, não conta com tanto espaço interior.

Primeiramente, antes de citar características do carro, é importante citar qual sua presença no cenário brasileiro. Para aqueles que já estão ligados ao mundo automotivo sabem que é um carro popular presente há muito tempo no Brasil, isso porque está cada vez mais evoluído e o preço normalmente baixo, e aproveitando para comentar preço baixo, está a sua importância para a própria Ford, que atualmente oferece o Ka como o mais barato de seus modelos, e o seu barateamento é devido a vários fatores que serão citados logo abaixo. Portanto, acompanhe atenciosamente as características caso tenha a intenção de comprar um ou até mesmo recomendar para familiares ou colegas.

Como é um carro específico, no caso Sedan, é bom que se saiba que ele não está ao mesmo tempo que o hatch, e no ano de 2019 ele completará quatro anos circulando por vias brasileiras, e para quem acompanha os automóveis sabe que desde sua versão inicial, ele passou por mudanças muito significativas, tanto em estética quanto de desenvolvimento e desempenho. Assim "pede-se" uma nova versão, porém a mesma não é prevista para tão recentemente, sendo apenas para o ano de 2022, mas que apesar de parecer longe rapidamente chegará.

Detalhes e características

O carro é indicado para famílias, principalmente aquelas que são compostas por 4 pessoas mais ou menos, pois como é um carro considerado um pouco mais simples, não conta com tanto espaço interior. Mas ele também pode chamar a atenção de pessoas que estão à procura de um carro atual e que tenha algum espaço como, por exemplo, em seus porta-malas que em comparação com o hatch possui muito mais espaço, mas considere o maior público ainda sendo os pais de famílias a procura de simplicidade e conforto.

Em questão de tamanho ele é um tanto quanto chamativo, isso porque conta com um comprimento ostentador, sendo 4,27 metros, o que demonstra um aspecto mais chamativo, pois um sedan grande sempre é olhado quando passa ao nosso lado, porém não é apenas nessa dimensão que ele chama a atenção. No quesito largura ele é composto por 1,69 metros, e isso ajuda muito na parte de estabilidade do carro, que contando com tudo isso garante segurança e conforto a começar por suas medidas. Restando ainda comentar sobre duas distâncias que também ajudam no fator anterior, são elas, altura de 1,52 metros e sua distância entre-eixos com uma medida considerável de 2,49 metros.

Para o conforto interno, para que não ajam problemas de dor e desconforto, são recomendados no máximo quatro adultos.

Em questão de estética exterior agora o carro traz novidades em sua grade frontal que agora é hexagonal e mais atraente aos olhos dos compradores e de quem vê ele passando.

Em suas novidades, além da grade podem estar incluídas algumas outras coisas, como seu para-choque, este que destaca ao máximo os faróis de neblina do carro. Porém essa mudança de design tem um propósito, citado até pela própria empresa, que visa em seu principal promover uma melhor entrada de ar no carro ligado ao seu estilo, ou seja, além de bonito ele tem como objetivo melhorar o desempenho. Porém além destas características, não existem outras que são tão significativas, acompanhe então sua ficha técnica abaixo e seu preço.

Ficha técnica e preço

  • Motor: Pode variar de 1.0, o mais simples, até 1.5 mais completo;
  • Cilindros: 3 em linha;
  • Válvulas: São 12 válvulas em ambos os modelos;
  • Cilindradas: No mais simples são 997 cc já no 1.5, 16499 cc
  • Sua transmissão de marcha no modelo mais simples são 5 marchas manual, no completo tem de cinco e seis, porém com transmissão automática.

Seu preço da versão mais simples até a mais compota varia de R$ 49.490 a R$ 70.990, isso levando em conta a complexidade de seus componentes.

Por Gustavo Martins

Ford Ka Sedan Titanium

Ford Ka Sedan Titanium


O novo BMW Série 3 320i estará no Salão do Automóvel de Paris 2018 com diversos atrativos.

Antes de ressaltar a super máquina que será demonstrada pela BMW, é de extrema importância citar as produções da montadora, isso por que é uma marca mundialmente famosa por seus carros que são muito luxuosos e chamativos, independente de onde estão passando, sempre existe aquele destaque a mais, e além de luxuosos os veículos ainda possuem uma capacidade de desenvolvimento muito alta, por isso pode ser considerada a marca top de linha por algumas revistas e jornais que fazem esse tipo de classificação para empresas que estão ligadas a montagem de veículos, neste tópico então será ressaltado o modelo BMW Série 3 320i, que realmente é um dos mais chamativos da marca pronto para ser apresentado, acompanhe abaixo suas melhores características, novidades e a história do modelo.

História do Série 3

Claramente ao se ouvir "história" imagina-se que a Série 3 teve um antecessor e isso é real, que seria no caso Série 2, mas tendo foco na primeira que é a mais atual em relação de desenvolvimento, foi fundada no ano de 1975, e tem como seu maior exemplar, já que foi o primeiro produzido na Série, o carro E21, que hoje em dia pode ser considerado um carro ultrapassado, mas que na época era um carro muito bom e desencadeou as vendas.

Características e novidades

Primeiramente, é bom saber que o novo carro que inclui a série 3 ainda não está sendo produzido em série, pois ele tem uma grande representatividade pela BMW, e obviamente eles não querem aceitar algo que não seja considerado perfeito, então o que se espera de sua apresentação é um grande design ligado a uma série de fatores de desempenho coisa que se depender da empresa não faltará, já que em fotos de modelo não totalmente definido anteriormente o carro parecia ser totalmente bom, mas necessita-se que sejam feitos ajustes finais para que seja oficialmente lançado.

Tendo em vista então o carro 320i da Série 3, acompanhe os detalhes, a começar por talvez a parte que chame mais atenção em um carro, que é seu contorno, o carro passou então por um chamado "facelift", isso o tornou mais moderno ainda, já que seu modelo antecessor já tinha uma característica mais atual.

Suas rodas, por exemplo, têm uma grande variedade de tamanho, estando inclusas nelas, o aro 17, 18 ou até mesmo o 19 polegadas.

Novo Série 3

Agora citando o carro mais novo da Série 3, chamado G20 podemos ver quais as novidades e melhores características do carro, tendo início por sua grande capacidade de recebimento tecnológico, pois como citado acima a empresa não quer nada menos que o perfeito para um carro que promete tantas novidades. Em imagens é possível observar sua parte interior com muitos detalhes, e estes então são ressaltados devido ao design, seu painel, por exemplo, parece de carros futuristas, uma grande estrutura com linhas bem atraentes.

Ainda citando a parte de dentro, é possível ver seus bancos, que como de costume possuem um design luxuoso e confortável, já que seu desenho parece abrigar facilmente as pernas sem que se tenham desconfortos na hora de dirigir ou ficar em uma viagem longa.

Seu ar-condicionado é muito chamativo, pois ele é automático. Ainda na parte de dentro espera-se que os comandos do motorista para ações sejam feitos por voz para que não atrapalhe na hora de conduzir.

Sobre o Salão do Automóvel de Paris

O evento, por incrível que pareça, já completa seus 120 anos, e no ano de 2018 estará sendo feito entre as datas de 04 e 14 do mês de outubro, e não abrigará apenas BMW, mas também todas as outras marcas que estão disponíveis para a venda de carros.

Por Gustavo Martins

BMW Série 3 320i


Alguns modelos da Chery, Renault, Fiat e Chevrolet estão entre os mais baratos vendidos no Brasil.

Quem pretende comprar um carro novo sabe que é preciso comparar todos os modelos e ficar atento a vários detalhes, por exemplo, o espaço interno, segurança, economia de combustível e tantos outros itens. Porém, os brasileiros nesta época de crise sempre começam a verificar primeiramente o preço, afinal, nem sempre é possível ter o carro dos sonhos na garagem, mas aquele que o dinheiro dá para comprar.

Se você também está pesquisando por um carro novo e está de olho nos preços, fique atento à lista abaixo que traz alguns dos modelos mais baratos da atualidade:

Chery QQ

O modelo não é muito popular no Brasil, mas vem ganhando cada vez mais espaço justamente por custar bem menos que os concorrentes, hoje as versões ficam entre R$ 28.340 a R$ 34.140. O problema é que só tem motorização 1.0 de três cilindros flex e câmbio manual de 5 velocidades, mas é uma ótima opção para quem não se importar com isso. O hatch é leve, pesa cerca de 940 kg e mesmo assim não consegue garantir uma boa economia, pois faz 8,9 km/l na cidade e 9,9 km/l nas estradas. Se abastecido com gasolina, consegue fazer 12,9 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada. Outra questão que precisa ser analisada é a falta de espaço, pois é bem compacto e o porta-malas oferece apenas 160 litros de espaço.

Chery QQ

Renault Kwid Life

O modelo custa R$ 32.490 na versão mais barata e é uma ótima opção para quem pensa em adquirir um carro 0km. Tem um design moderno, linhas luxuosas e conta com três versões: Liffe, Zen e a Intense, sendo que a versão mais cara é de R$ 41.990. O motor é 1.0 flex 3 cilindros com 70cv e 9,8 kgfm e câmbio manual 5 velocidades. É um veículo relativamente econômico e abastecido com gasolina faz até 15,6 km/l nas estradas. O porta-malas oferece 290 litros de espaço, só que a abertura não é tão larga. É um bom veículo, mas a versão mais barata pode ser considerada simples de mais por alguns, então é preciso comparar as três e ver se não farão falta os itens do modelo que custa R$ 41.990. O problema é que se o consumidor resolver comprar a versão mais cara, encontrará no mercado outras marcas, que oferecem boas opções, então é preciso pensar bem antes de fechar negócio.

Renault Kwid Life

Fiat Mobi Easy

O modelo de R$ 32.590 na versão de entrada tenta ganhar mercado. São quatro versões e todas precisam ser analisadas muito bem, para o consumidor não se arrepender depois, pois a companhia caprichou nos itens, mas dos modelos mais caros. A versão top custa R$ 43.590 e apesar do preço tem motor 1.0 Firefly com 77 cv e 10,9 kgfm. Outro detalhe importante é que as versões baratas contam com o antigo 1.0 Fire que oferece 75 cv e 9,9 kgfm. Abastecido com gasolina, o modelo faz 15,2 km/l nas estradas. Esta opção não é boa para quem tem família grande, mesmo com o porta-malas tendo 235 litros.

Fiat Mobi Easy

Fiat Uno Attractive

Outro modelo da Fiat fica entre os mais baratos, só que este custa R$ 42.990 se for na versão mais barata. O motor é 1.0 8V flex, 4 cilindros de 75 cv. Não tem mais no mercado o hatch com motor 1.3 Firefly com câmbio automatizado de 5 marchas. Segundo o Inmetro, abastecido com gasolina esse modelo faz 13,4 km/l nas estradas. Tem bom espaço no porta-malas, com 280 litros e internamente é confortável, desde que a família não seja grande.

Fiat Uno Attractive

Chevrolet Onix Joy

O modelo que é o mais vendido no Brasil, tem sua versão Joy que custa R$ 43.790 e apesar de ser mais cara que os quatro modelos acima, é uma excelente opção para quem pode gastar um pouco mais. O motor é 1.0 8V de 4 cilindros, com 80 cv e 9,8 kgmf. Apenas quem pagar mais e adquirir as versões top é que poderá contar com o motor 1.4.

Chevrolet Onix Joy

Por Russel


Conheça o novo Volkswagen Jetta que tem design luxuoso e tamanho exuberante.

O novo Volkswagen Jetta é um carro considerado muito completo. Ele reúne muitos detalhes positivos. E um dos principais é seu design muito luxuoso e moderno. Por essa razão fica quase impossível resistir a essa máquina tão completa. Ainda falando sobre os detalhes incríveis do novo VW Jetta, podemos ressaltar seu ótimo motor. Por isso, ele é indicado para os usuários que são muito exigentes e prezam pela qualidade de um carro. Veja agora as principais informações sobre esse carro, que já é muito falado.

Design externo com detalhes que não passam despercebidos

Um dos detalhes mais exaltados nesse carro são os seus detalhes na parte dianteira. Ele tem 4 barras cromadas que compõe a grade trapeizodal. Além disso, ele possui LEDS que captam as linhas e fazem com que eles se conectem entre si. Mas o grande destaque vai para o capô desse carro, que tem 6 linhas de caráter. Já na parte traseira, é possível ver a superfície que se estreita na parte traseira, moderadamente em forma de flechas. Esse carro possui tantos detalhes externos, que fica difícil colocar todos aqui.

Parte interna aconchegante e cheia de informações

A parte interna do novo Volkswagen Jetta é muito aconchegante e, por isso, consegue acolher muito bem todos os ocupantes do carro. Na parte interna os usuários vão encontrar detalhes como: Acabamento cinzento que traz harmonia para a parte interna desse carro, volante com base achatada e totalmente exclusivo com logotipo referente à versão, tetos e colunas forrados de preto, bancos muito confortáveis e muito mais.

Carro com ótima conectividade

Outra razão para adquirir esse carro, é a sua conectividade perfeita e que vai ajudar a tornar a vida dos consumidores mais prática e moderna. O usuário vai encontrar nesse carro as seguintes funções: Tela colorida de 8 polegadas com sensor de aproximação, sistema Discover Media que é ideal para a conectividade avançada com os smartphones, tela sensível ao toque, visual moderno e tecnológico e muitas opções de entretenimento. Por essa razão esse carro é indicado para os usuários que gostam muito de modernidade e tecnologia de ponta.

Itens de série de ponta

Os itens de série do novo VW Jetta são essenciais para complementar o desenvolvimento do carro. Ele torna o carro mais prático e seguro e esse detalhe faz toda a diferença. Veja os itens de série logo abaixo:

– Ar-condicionado Climatronic com a função de regulagem de temperatura

– Luzes de condução diurna em LED

– Seis Airbags

– Sensor de chuva

– Sensores de estacionamento dianteiro e traseiro

– Assistente de partidas em subidas

– Volante multifuncional

– Bancos revestidos em couro

– Retrovisores externos com acionamento elétrico

– Função de Frenagem de manobra

E muito mais.

Falando sobre o motor do carro

O novo Jetta chega com 2 opções de motorização, que são muito potentes e ideal para quem deseja ter muita emoção sobre as quatros rodas. A primeira opção é o motor é 1.4 TSI Total Flex e possui transmissão automática com 8 marchas e função Tiptronic. Ele faz 150 cv de potência máxima e oferece 5.000 de rpm. Seu torque máximo é de 25,5 kgfm. Ele tem opção de ser abastecido com gasolina e etanol, o traz mais flexibilidade para seus usuários. A segunda opção é o 2.0 TSI

Carro muito seguro

Segurança é um dos lemas da Volkswagen é a segurança em seus carros, e isso não seria diferente com o novo Jetta. No carro existem muitos itens que deixam a segurança dele bem maior. Veja abaixo quais são esses itens e funções:

– Indicador de status do cinto de segurança

– Isofix para fixar a cadeirinha infantil

– Três apoios de cabeça para os ocupantes

– Lembrete sonoro para afivelar os cintos de segurança

Veja o valor do novo Jetta e seu lançamento

O novo Jetta poderá ser comprado por dois valores. A sua versão de entrada custa R$94.190,00 e a versão mais completa custa R$108.600,00. Já o seu lançamento ainda não tem data confirmada.

Essas são as principais informações do Novo VW Jetta!

Por Cristiane Amaral

Volkswagen Jetta 2019

Volkswagen Jetta 2019


Na parte estética do carro a montadora não deixou a desejar, começando pela sua parte exterior que traz design traseiro jamais visto em outro carro, o qual separa o vidro traseiro em duas partes com a lanterna de freio.

Antes de qualquer coisa, sobre um SUV como é o caso do Mitsubishi Eclipse Cross é importante citar qual está sendo sua importância atual no mercado, pois quando olhamos ao redor tanto na cidade quanto na estrada podemos ver uma grande movimentação destes modelos, isso por que o mercado está deixando cada vez mais presente esse modelo para as vendas, e as responsáveis por isso são as grandes empresas que investem cada vez mais seu tempo neste tipo de carro, sendo assim, espera-se e é apostado pelas empresas que este mercado cresça mais ainda devido ao fato dos compradores estarem cada vez mais satisfeitos em suas compras.

Agora falando particularmente sobre o SUV Mitsubishi Eclipse Cross, é claramente um dos melhores atualmente no mercado, até por que é um modelo novo, diferente de sua montadora que é do Japão que completa 100 anos no ano de 2018. Como já citado é um modelo novo, ou seja, uma nova aposta da montadora em algo diferente e inovador, lembrando assim os tempos de produção do seu famoso Mitsubishi Pajero, e agora na conduta da aliança Renault Nissan, procura voltar a famosa produção de SUV's.

Características

Uma base de um carro é realmente a plataforma em que ele será montado em cima, e no caso do Eclipse Cross, dividirá espaço com mais dois modelos na plataforma, esses modelos são o Outlander e o ASX, que também são apostas de sucesso para a marca. Pensando na plataforma, algumas melhorias foram feitas tanto para desenvolvimento quanto para segurança de quem está dentro do veículo como, por exemplo, o aumento em 55% dos aços resistentes do carro, coisa que tem complementação na segurança com os 9,6 metros de adesivos que ajudarão na parte de reforço das soldas do carro.

Outra coisa que no modelo chama atenção particularmente são suas suspensões, que para um carro grande, devem ser bem confortáveis e difíceis de quebrar, sendo assim, nele é incluso uma suspensão traseira que é independente e multilink, e para quem sabe de carros, entende que é uma das maiores tecnologias atualmente visando à parte de suspensão, e além de ser essa, ainda recebeu reforços em sua rigidez lateral. E mais uma coisa que pode ser considerada inovadora é sua direção, esta que tem um auxílio elétrico que possui uma grande inteligência, ao passar dos 80 km/h a direção fica mais "pesada" e isso ajuda que o condutor mantenha a boa direção com menos chances de acidentes.

No visual

Na parte estética do carro, é claro que a montadora não deixou a desejar, começando pela sua parte exterior, que está extraordinária, com design traseiro jamais visto em outro carro, o qual separa o vidro traseiro em duas partes com a lanterna de freio, porém a frente ainda relembra alguns modelos já existentes.

Em sua parte interior é possível observar a tecnologia e futurismo do carro, e o quanto é investido no carro para que ele possa oferecer ao mesmo tempo, segurança, conforto e tecnologia, e nota-se que não deixa a desejar, com painel muito amplo, design do "futuro", bancos de couro e muito espaço.

Ficha técnica

  • Motor: 1.5 transversal;
  • Cilindros: 4 cilindros em linha;
  • Válvulas: 16 válvulas;
  • Injeção: direta;
  • Central multimídia: São 8 polegadas e também é sensível ao toque;
  • Sua potência é de 163 cv estando a 5.500 rpm;
  • Câmbio: Automático tipo CVT este possui 6 marchas e sua tração é integral;
  • Direção: como já citado na matéria é elétrica;
  • Tanque: grande de 50 litros;
  • Porta-malas: surpreendente para um SUV são 341 litros;
  • Peso: 1.520 kg.

Vantagens

Como mostrado, investir em um veículo desses é investir em segurança, conforto e tecnologia e espera-se a garantia de que não haverá arrependimento.

Por Gustavo Martins

Mitsubishi Eclipse Cross 2019

Mitsubishi Eclipse Cross 2019

Mitsubishi Eclipse Cross 2019


Carro Voador Transition terá sua pré-venda iniciada em outubro deste ano.

Quando se vê uma matéria deste tipo, claramente você se sentirá surpreso, aliás quanto tempo nós esperamos por algo do tipo? Algo que só pôde ser visto em filmes até agora, mas que no momento pode se tornar uma realidade possível, e isso às vezes na cabeça do ser humano pode ficar apenas no imaginário, por não pensar que isso seja realmente possível, porém enquanto existem pessoas com esse tipo de pensamento, há ainda outros que estão prontos para pensar além e desenvolver coisas que ainda não fazem parte da realidade, mas acreditando que isso seja possível, acompanhe agora os detalhes do "carro voador".

Antes de tudo, é interessante saber que já existem carros que fazem estes testes de voo, porém ainda não são produzidos comercialmente, e ainda assim o projeto do Transition foi anunciado há muito tempo, cerca de 10 anos, porém a população nunca chegou tão perto de poder ver essa realidade, pois espera-se que suas vendas comecem em outubro, exatamente, faltam poucos dias para este mês. Porém, em outubro começam as pré-vendas, já que ele começa chegar apenas a partir do ano que vem, mas mesmo assim, de 10 anos para 1, é uma diminuição de tempo muito significativa e após iniciarem as vendas, a garantia de que ele já existe é clara.

Como já citado anteriormente mentes que pensam além do normal são responsáveis por essas inovações, e no caso desta inovação, os responsáveis foram os criadores da empresa Terrafugia, empresa pertencente a China, e foi exatamente ela que no dia 26 de setembro, mais especificamente quarta-feira, divulgou o início das pré-vendas. E apesar de inovador, a empresa ainda diz que mais novidades serão inclusas no modelo, para que fique mais tecnológico, confortável e com bom uso.

Por ser um carro/avião o modelo tem espaço para apenas duas pessoas e isso ainda pode ser mais inovado daqui algum tempo, e como todo avião necessita de uma pista para decolagem e pouso, isso evitará acidentes e por estar voando precisa de um lugar muito grande para perder velocidade aos poucos. Os testes da Terrafugia podem ser feitos nos Estados Unidos, já que lá existem muitos aeroportos não tão grandes e as condições de voo são consideradas melhores. Mas não se engane ao pensar que qualquer um poderá voar com esta maravilha, como já citado, é um avião, e é necessária uma licença para poder conduzi-lo, no caso a de pilotar avião.

Antes que você pense que verá estes carros voando pela cidade durante o dia, fique tranquilo, este modelo foi produzido como um mini avião e tem característica do mesmo, a ideia de ser incluso como carro, ou seja, veículo terrestre, é que para quando o clima não estiver bom para voar, o piloto pode conduzí-lo por estradas, e não necessariamente no perímetro urbano. A empresa deixa bem claro que seu plano não é popularizar este modelo e sim iniciar suas vendas nos Estados Unidos, já que seu preço será muito elevado e, no momento, os EUA são a maior potência econômica do mundo.

No começo da matéria foi citado que o carro já está em estudos durante 10 anos, e seu primeiro teste e primeira impressão foi feito no ano de 2009, e muito surpreendentemente, de primeira conseguiu alcançar o voo, já em 2012 foi apresentada sua segunda versão, e ainda não era comercial, e nesta época já foi anunciado que o modelo estava prestes a ser lançado oficialmente, porém passou e ainda passa por uma série de ajustes que visam melhorar a experiência do condutor.

Por Gustavo Martins

Carro voador Transition

Carro voador Transition

Carro voador Transition


O BMW Z4 M40i é um moderno conversível com dois assentos e leva pintura metálica chamada de Frozen Orange. O teto é produzido com um tecido prateado que dá um visual único ao modelo, com abertura elétrica.

A nova geração do BMW Z4 M40i já está chamando a atenção do mundo todo, a estreia foi em Pebble Beach, mas já é destaque em vários países, oferecendo uma motorização bem extravagante, com ótima performance. O Pebble Beach Concours d'Elegance é um encontro super tradicional em Monterey, na Califórnia, onde vários veículos clássicos desfilam diante dos olhos atentos dos frequentadores e das câmeras.

Esse modelo tem longa tradição no mercado e é um dos mais famosos entre os roadsters e cupês, porém, em 2016 sua produção foi interrompida para surpresa dos fãs. Porém, agora ele anuncia sua volta com a produção sendo retomada já no primeiro semestre do ano que vem. Foram praticamente três anos ausentes, mas o modelo promete compensar com uma versão renovada e com muitas novidades.

A empresa escolheu a versão Z4 M40i First Edition para levar ao mercado norte-americano, ressaltando que esta é uma edição limitada e que leva assinatura da divisão de performance da BMW. No dia 19 deste mês, todas as versões foram exibidas no Salão Internacional de Paris e deixaram o público admirado, não só com o design inovador, mas também pelo alto desempenho. Na edição anterior do Salão Internacional de Paris, foi revelado o Z4 e esta versão de agora não ficou tão diferente do que foi planejado, deixando claro que a equipe de design caprichou desde o princípio e cada traço foi muito bem planejado.

O BMW Z4 M40i é um moderno conversível com dois assentos e leva pintura metálica chamada de Frozen Orange. O teto é produzido com um tecido prateado que dá um visual único ao modelo, com abertura elétrica.

Por dentro, o motorista se sentirá quase que comandando um carro futurístico, pois estará cercado de comandos por todos os lados, é preciso gastar um bom tempo para aprender como tudo funciona e entender as funções dos mostradores. Apesar de tantas informações disponibilizadas, o painel ficou com um visual clean, agradável e tudo está próximo às mãos do motorista, que sem perder a concentração ao que acontece do lado de fora, consegue acessar todos os comandos.

Os bancos em couro deixam o veículo ainda mais bonito internamente e contam com ajustes elétricos e memória, facilitando a regularem e garantindo muito mais conforto, principalmente em longas viagens. O moderno sistema de som é um premium da Harman Kardon, com uma acústica perfeita e regulagens para todo tipo de gosto e estilo.

No caso dos faróis, eles são de LED adaptativos e a opção de 'farol alto' não tira a visibilidade de quem vem na direção contrária. O motor é de 6 cilindros em linha, garantindo 345cv de potência e indo de 0 a 100km/h em apenas 4,6 segundos. Para estradas não tão boas, como no caso das brasileiras, o modelo consegue oferecer conforto graças aos amortecedores eletrônicos, que são controlados de forma distinta para cada situação e a suspensão vai se adaptando a todo tipo de variação.

Mesmo quando acelerar mais, o motorista sentirá o carro estável, pois o modelo conta com centro de gravidade baixo e há maior distribuição da massa entre os eixos, sem contar a plataforma compacta. Esse certamente não é só mais um carro bonitinho que chega ao mercado, o BMW Z4 M40i realmente faz toda a diferença e cada detalhe foi estrategicamente planejado para garantir maior conforto e segurança.

Esse modelo traz uma linguagem de design completamente renovada, pois foi pensado como um todo, é um veículo conceitual que consegue antecipar o futuro, sem exageros ou detalhes sem grande utilidade. Até o consumidor mais exigente certamente ficará satisfeito quando ver e dirigir o BMW Z4 M40i, um carro que chama a atenção por onde passa justamente por essas linhas exclusivas e o motor potente.

Por Russel

BMW Z4 M40i 2019

BMW Z4 M40i 2019


O Mitsubishi ASX 2019 chegará às lojas com muitas novidades, mas nenhuma mudança radical, já que o modelo passou recentemente por uma reformulação geral.

O novo Mitsubishi ASX 2019 chegará às lojas com muitas novidades, mas nenhuma mudança radical, já que o modelo passou recentemente por uma reformulação geral, mesmo assim a empresa providenciou alguns detalhes que dão um toque especial nesta versão, deixando ela realmente esportiva. Desde que entrou no mercado de SUVs em 2010 que a Mitsubishi vem caprichando neste modelo, por isso ele tornou-se um dos favoritos, já que oferece beleza, personalidade e potência.

O ASX 2019 traz uma proposta diferenciada, mostrando que é possível oferecer visual esportivo, um interior com estilo luxuoso e confortável, além de ótimo desempenho. O carro foi criado na plataforma de utilitários que seguem a mesma proposta, por isso é um sucesso desde que foi concebido, atraindo tanto os consumidores mais exigentes em relação ao visual, como também aqueles que dão prioridade ao desempenho.

O farol ficou um pouco mais alongado e apesar de ser apenas um detalhe, fez uma diferença enorme, combinando com a grade frontal que foi totalmente redesenhada para deixar o modelo mais imponente.

O ASX 2019 traz um motor 2.0 flex, transmissão automática CVT e garante um desempenho bem melhor que o modelo anterior, os testes realizados já mostraram isso.

Em relação à tecnologia, a Mitsubishi caprichou e seu novo modelo traz muitas novidades, garantindo não só mais conforto, mas também maior segurança e mais conectividade.

Confira alguns itens do ASX2019:

  • Freios ABS com EBD.
  • Airbags frontais.
  • Direção elétrica.
  • Isofix.
  • Ar-condicionado automático.
  • Trio elétrico.
  • Banco de couro garantindo um visual interno mais luxuoso.
  • Controles de estabilidade e tração para dar total segurança nas curvas, mesmo em velocidade mais alta.
  • Android Auto e Apple CarPlay para o motorista ficar conectado.
  • Volante em couro, assim como a alavanca de câmbio.
  • O sistema multimídia conta com tela de 7".
  • Piloto automático.
  • DVD player.
  • Câmera de ré.
  • Bluetooth.
  • GPS.

Um detalhe importante nos novos faróis de xenôn, não está apenas no visual que combina com o conjunto, mas também por oferecer maior visibilidade à noite sem ofuscar a visão de quem vem na direção contrária e isso garante maior segurança a todos. Na lateral do veículo, acabamento cromado, inclusive nos frisos das janelas que deixam o Mitsubishi ASX 2019 mais luxuoso e quem optar pela versão na cor preta, poderá perceber ainda mais este detalhe, já que o cromo terá maior destaque.

Vale destacar também o teto panorâmico que ocupa quase todo teto do modelo, dando a sensação de maior liberdade, principalmente para quem gosta de viajar com o carro para locais mais próximos à natureza.

O motor agora consegue oferecer até 170 cv quando abastecido com etanol e 160 cv quando é gasolina, com 22,9 kgfm de torque com etanol e 21,9 kgfm com gasolina. Essa pode não ser uma relação que surpreenda muito, mas também não deixa a desejar, principalmente se tratando de estradas e ruas no Brasil. É um carro com 1420 kg que vai muito bem no dia a dia na cidade e também nas estradas. O modelo vai de 0 a 100km/h em apenas 11,9s e alcança a velocidade máxima de 188km/h.

A transmissão automática CVT é com modo manual de 6 marchas e este é um modelo que apesar do tamanho e do peso, consegue garantir uma economia media de combustível, fazendo a média de 10.7 km/l na estrada e 9.4 km/l na cidade quando abastecido com etanol. Os dados dos testes com o modelo abastecido a gasolina ainda não foram divulgados oficialmente.

O preço sugerido é de R$ 102.490 para o modelo de entrada e a versão completa com tração 4×4 chega a R$ 119.490. O novo Mitsubishi ASX 2019 tem muito a oferecer, tanto em design, como também em desempenho e tecnologia, por isso é bom o consumidor analisar todas as versões com calma para escolher aquela que melhor atende seu perfil.

Por Russel

Mitsubishi ASX 2019

Mitsubishi ASX 2019

Mitsubishi ASX 2019


Rio de Janeiro começou a utilizar o novo padrão de placas do Mercosul.

Os proprietários de carros sabem que ao comprarem um automóvel precisam ficar atentos a diferentes questões envolvendo o mundo automobilístico. Uma vez que as montadoras, os órgãos estaduais e federais sempre realizam mudanças em diferentes normas para que os veículos possam circular livremente pelas ruas do país. E para que o motorista não tenha a sua habilitação comprometida é necessário que ele sempre fique atento a qualquer notícia. E o mais novo deste universo é a respeito de um novo padrão para as placas dos carros brasileiros seguindo o formato usado em veículos que circulam na região do Mercosul. Saiba agora todas as informações a respeito dessa mudança.

As primeiras informações a respeito das placas usadas no Mercosul que vão ser usadas em território nacional

O primeiro ponto que precisa ser explicado é que as placas que estão sendo mencionadas neste texto são as placas de identificação dos veículos. Isso parece meio óbvio. Mas, mesmo assim é preciso deixar todos os pontos esclarecidos. A ideia de unificação ou padronização das placas dos carros que circulam pelo Mercosul acontece há alguns anos. Em alguns países dessa região isso já acontece.

Entretanto, em território nacional, essa iniciativa algumas vezes parecia que de fato iria ser adotada e em outros momentos não. Mas, na data de 11 de setembro de 2018, ficou acordado que o Brasil passará a usar as placas com o mesmo design e com as mesmas informações das placas usadas no Mercosul. O responsável por divulgar essa notícia foi o Departamento Estadual de Trânsito do estado do Rio de Janeiro, o DETRAN/RJ. Como foi o órgão fluminense o responsável pelo anúncio, a medida vai ser adotada inicialmente nos carros que possuem a placa do Rio de Janeiro. Segundo algumas informações do DETRAN/RJ, o custo para essa mudança será de R$ 219,35. Esse é o preço atual para que um motorista emplaque o seu carro no Rio de Janeiro.

Um ponto importante para os motoristas de placas cariocas, é que o objeto vai ser mudado inicialmente para os veículos novos ou carros que tiveram a placar estragada, por algum motivo e precisam colocar uma nova identificação. Ou ainda em caso de venda do veículo ou outras situações em que o carro vai ser retirado do estado, por exemplo. Os donos de automóveis mais antigos podem adotar a nova placa, basta pagar as taxas dessa alteração. Para que assim, ele esteja em dia com todos os requisitos do seu veículo.

Como será a nova placa, as informações que ela vai trazer?

No Brasil, hoje em dia, se tem diferentes placas, e elas são representadas por diferentes cores. Pois, essas tonalidades significam que aquele automóvel está encaixado em algum grupo particular. Por exemplo, os carros que contam a placa com o fundo preto, correspondem a veículos antigos, com algumas décadas de uso, de colecionadores. Os com a predominância cinza na placa são automóveis comuns usados pelos motoristas e assim se tem mais variantes.

Com essa nova lei de padronização, a ideia é que todas as placas tenham de fundo a cor branca e uma faixa azul na parte superior. O que vai determinar se o veículo é particular ou de colecionador é a cor das letras que também será a mesma usada nas bordas das placas. Assim, com essas novas regras, as cores foram divididas para atender as seguintes categorias:

– Preto: particular, carro utilizado para os motoristas em geral.

– Violeta: colecionador.

– Vermelho: comercial.

– Laranja: diplomático.

– Verde: especial.

– Azul: oficial.

Além disso, as placas vão conter as já tradicionais três letras. E ao invés dos quatro números, nesta nova placa vai se ter um número, uma letra e mais dois números. Além disso, nela vão estar presente diferentes símbolos e marcas que ajudarão a verificar sua autenticidade. Os exemplos de alguns símbolos são: marca d’água, domicílio de registro (UF-município), faixa holográfico e outros. Por fim, uma informação importante é que ainda não se tem uma data estimada para que os outros estados adotem essa nova exigência quanto às placas, isso deve acontecer de forma gradual.

Para mais informações acesse: http://www.detran.rj.gov.br.

Por Isabela Castro

Placa Mercosul


O Chevrolet Onix continua liderando o ranking, com 21.763 unidades emplacadas.

Pelos dados obtidos dos números de RENAVAM no último mês de Agosto (as informações precisam ainda ser confirmadas pela Fenabrave) a preferência nacional continua sendo o Chevrolet Onix.

Aliás, uma preferência que se consolida mês a mês colocando o modelo da montadora americana com folga de mais de 11 mil exemplares em comparação ao segundo colocado o também consolidado modelo da montadora coreana HB20.

Para fechar o pódio ficou o Ford Ka com uma mínima diferença (pouco menos de 500 unidades) do modelo coreano.

No segundo pelotão, das quartas as oitavas posições, tudo fica mais embolado com vitória apertada obtida pelo VW Gol, seguido por seu irmão maior o VW Polo, também obtendo pequena vantagem para o Fiat Argo.

Por fim, o pelotão fecha com o sedan Chevrolet Prisma e o líder de seu segmento, o SUVJeep Compass seguido pelo também SUV Hyundai Creta.

Depois do pelotão de elite, algumas trocas de posições de modelos são notadas, o Toyota Corolla é o que mais chama atenção, o sedan japonês já esteve melhor posicionado no ranking em meses anteriores, tendência ou não, os SUV(s) e Crossovers começam a marcar presença mais marcante com o Honda HR-V e Nissan Kicks emplacando mais de 4 mil unidades e colocando no primeiro pelotão constantemente. O lançamento da Toyota, o Toyota Yaris começa a fazer bonito e já ocupa o Décimo Sétimo lugar a frente de veteranos como o VW Fox e Renault Sandero.

Confira abaixo o ranking dos 10 veículos mais vendidos no mês de Agosto

1º posição: Chevrolet Onix com 21.763 unidades emplacadas

2º posição: Hyundai HB20 com 10.589 unidades emplacadas

3º posição: Ford Ka com 10.118 unidades emplacadas

4º posição: VW Gol com 6.628 unidades emplacadas

5º posição: VW Polo com 6.544 unidades emplacadas

6º posição: Renault Kwid com 6.273 unidades emplacadas

7º posição: Fiat Argo com 6.166 unidades emplacadas

8º posição: Chevrolet Prisma com 6.119 unidades emplacadas

9º posição: Jeep Compass com 5.800 unidades emplacadas

10º posição: Hyundai Creta com 5.277 unidades emplacadas

11º posição: Toyota Corolla com 5.238 unidades emplacadas

12º posição: Honda HR-V com 5.021 unidades emplacadas

13º posição: Fiat Mobi com 4.874 unidades emplacadas

14º posição: Nissan Kicks com 4.792 unidades emplacadas

15º posição: VW Virtus com 4.650 unidades emplacadas

16º posição: Jeep Renegade com 4.465 unidades emplacadas

17º posição: Toyota Yaris Hatch com 4.091 unidades emplacadas

18º posição: Fiat Cronos com 4.026 unidades emplacadas

19º posição: VW Fox com 3.982 unidades emplacadas

20º posição: Renault Sandero com 3.868 unidades emplacadas

Vitória dupla (e consolidada) dos modelos da Fiat entre os Comerciais Leves

A montadora italiana tem motivos de sobra para comemorar entre os comerciais leves, mais uma vez a dupla Fiat Toro e Fiat Strada ficam em primeiro e segundo lugar com diferença mínima para a Picape de pouco mais de 50 unidades.

Fora esta dupla vitoriosa, temos o destaque da VW Saveiro com crescimento em número de unidades emplacadas e da Ford Ranger, sexta colocada, mas também apresentando crescimento e encostando cada vez mais na quinta colocação representada pela Chevrolet S10.

Abaixo o ranking dos seis comerciais leves mais vendidos no mês de Agosto

1º posição: Fiat Toro com 6.172 unidades emplacadas

2º posição: Fiat Strada com 6.119 unidades emplacadas

3º posição: VW Saveiro com 4.237 unidades emplacadas

4º posição: Toyota Hilux com 3.542 unidades emplacadas

5º posição: Chevrolet S10 com 2.645 unidades emplacadas

6º posição: Ford Ranger com 2.175 unidades emplacadas

7º posição: VW Amarok com 1.720 unidades emplacadas

8º posição: Fiat Fiorino com 1.464 unidades emplacadas

9º posição: Chevrolet Montana com 1.404 unidades emplacadas

10º posição: Renault Duster Oroch com 1.374 unidades emplacadas

Por Carlos B.

Chevrolet Onix 2018


A Toyota pretende lançar o Yaris Sedan 2019 em 5 versões, sendo 4 com câmbio automático e 1 com câmbio manual.

Recentemente lançado no mercado nacional, o Toyota Yaris Sedan é a proposta da Toyota para ocupar o espaço entre o Etios e o Corolla entre seu portfólio de produtos. Equipamentos, conforto e tecnologia ele tem de sobra para isso. O sedan entra na briga direta com modelos lançados recentemente como o Virtus da Volkswagen e o Cronos da Fiat, adotados inclusive por um público fiel e já em alta no mercado de vendas.

Os planos da montadora japonesa são ambiciosos, no total estão sendo disponibilizados cerca de 4 versões para o Yaris Sedan com câmbio automático e mais uma versão para do Yaris Sedan com câmbio manual, com preços variando entre os R$ 64 mil até os R$ 79 mil (com todo pacote de equipamentos). A Toyota ainda aposta na boa fama de seu pós-venda e mecânica confiável já conquistada graças ao histórico de oferta de seus demais produtos no Brasil.

Versões e preços

Basicamente, o Toyota Yaris sedan é vendido com dois tipos de câmbio, o Manual e o Automático.

Escolhendo a transmissão Manual, a Toyota oferece a versão:

Toyota Yaris Sedan XL Manual 2019

Preços a partir de R$ 63.990,00 (preço sugerido para pagamento à vista já com o frete incluído).

Motorização: Motor 1.5 litros 16 válvulas de 110 cavalos e câmbio de 6 velocidades.

Principais itens de Conforto: ar-condicionado central, alarme comando por chave, computador de bordo, banco da parte traseira com rebatimento, sistema de som com rádio e funções MP3 e CD Player.

Principais itens de Segurança: dois airbags frontais, sistema de freios com anti-travamento e veículo adaptado com o sistema ISOFIX.

Itens Externos e Internos: acendimento dos faróis de maneira automática, pneus com rodas de liga leve de 15 polegadas e acabamento interno predominantemente na cor prata.

Cores disponíveis: Branco, Cinza, Prata, Preto e Azul.

Escolhendo a transmissão Automática, a Toyota oferece as versões:

Toyota Yaris Sedan XL Automático 2019

Preços a partir de R$ 68.690,00 (preço sugerido para pagamento à vista já com o frete incluído).

Motorização: Motor 1.5 litros 16 válvulas de 110 cavalos e câmbio automático de 7 velocidades.

Principais itens de Conforto: ar-condicionado central, alarme comando por chave, direção com suporte eletroassistido, computador de bordo, banco da parte traseira com rebatimento, sistema de som com rádio e funções MP3 e CD Player.

Principais itens de Segurança: dois airbags frontais, sistema de freios com anti-travamento, veículo adaptado com o sistema ISOFIX, faróis de neblina dianteiros.

Itens Externos e Internos: acendimento dos faróis de maneira automática, pneus com rodas de liga leve de 15 polegadas, para-choques na cor do veículo e acabamento interno tanto das portas como dos bancos predominantemente na cor prata.

Cores disponíveis: Branco, Cinza, Prata, Preto e Azul.

Toyota Yaris Sedan XL Plus Tech Automático 2019

Preços a partir de R$ 73.990,00 (preço sugerido para pagamento à vista já com o frete incluído).

Motorização: Motor 1.5 litros 16 válvulas de 110 cavalos e câmbio automático de 7 velocidades.

Principais itens de Conforto: ar-condicionado central, alarme comando por chave, direção com suporte eletroassistido, computador de bordo, sistema de partida através de um botão, velocidade com controle de cruzeiro, banco da parte traseira com rebatimento, sistema de som com rádio e funções MP3 e CD Player.

Principais itens de Segurança: dois airbags frontais, sistema de freios com anti-travamento e com controle de estabilidade, veículo adaptado com o sistema ISOFIX, faróis de neblina dianteiros.

Itens Externos e Internos: acendimento dos faróis de maneira automática, pneus com rodas de liga leve de 15 polegadas, para-choques na cor do veículo e acabamento interno tanto das portas como dos bancos predominantemente na cor prata com detalhes em prata nas saídas de ar.

Cores disponíveis: Branco, Cinza, Prata, Preto e Azul.

Toyota Yaris Sedan XS Automático 2019

Preços a partir de R$ 76.990,00 (preço sugerido para pagamento à vista já com o frete incluído).

Motorização: Motor 1.5 litros 16 válvulas de 110 cavalos e câmbio automático de 7 velocidades.

Principais itens de Conforto: ar-condicionado central e automático, alarme comando por chave, direção com suporte eletroassistido, computador de bordo, sistema de partida através de um botão, velocidade com controle de cruzeiro, banco da parte traseira com rebatimento, sistema de som com rádio e funções MP3 e CD Player.

Principais itens de Segurança: dois airbags frontais, sistema de freios com anti-travamento e com controle de estabilidade, veículo adaptado com o sistema ISOFIX, faróis de neblina dianteiros.

Itens Externos e Internos: acendimento dos faróis de maneira automática, pneus com rodas de liga leve de 15 polegadas, para-choques na cor do veículo e acabamento interno tanto das portas como dos bancos revestidos parcialmente em tecido de couro com detalhes em prata nas saídas de ar.

Cores disponíveis: Branco, Cinza, Prata, Preto e Azul.

Toyota Yaris Sedan XLS Automático 2019

Preços a partir de R$ 79.990,00 (preço sugerido para pagamento à vista já com o frete incluído).

Motorização: Motor 1.5 litros 16 válvulas de 110 cavalos e câmbio automático de 7 velocidades.

Principais itens de Conforto: ar-condicionado central e automático, alarme comando por chave, direção com suporte eletroassistido, computador de bordo com sistema em alta resolução, sistema de partida através de um botão, para-brisa dianteiro com sensores de chuva, velocidade com controle de cruzeiro, banco da parte traseira com rebatimento, sistema de áudio comandado por uma tela de 7 polegadas com rádio e funções MP3 e CD Player.

Principais itens de Segurança: dois airbags frontais, dois airbags laterais, airbags para o joelho e de cortina, vidro traseiro com desembaçador, sistema de freios com anti-travamento e com controle de estabilidade, veículo adaptado com o sistema ISOFIX, faróis de neblina dianteiros.

Itens Externos e Internos: acendimento dos faróis de maneira automática, acabamento externo no padrão Black, pneus com rodas de liga leve de 15 polegadas com acabamento em duas cores, para-choques na cor do veículo e acabamento interno tanto das portas como dos bancos predominantemente em couro com detalhes em prata nas saídas de ar.

Cores disponíveis: Branco, Cinza, Prata e Azul.

A Toyota oferece a todas as versões do Yaris Sedan garantia de 3 anos sem limites de quilometragem.

Para mais informações, visitem a página da Yaris na web: https://www.toyota.com.br/modelos/yaris-seda.

Por Carlos B.

Toyota Yaris Sedan 2019

Toyota Yaris Sedan 2019

Toyota Yaris Sedan 2019


Nova versão da Fiat Toro traz novidades em um novo conceito de refinamento e sofisticação para um veículo deste tipo de categoria.

Os consumidores brasileiros que já estão se acostumando ao novo Toro da Fiat, agora deverão contar com mais uma novidade para o novo utilitário da marca italiana.

Tudo isso por causa da nova versão 2019 que chega ao mercado brasileiro trazendo algumas novidades e um novo conceito de refinamento e sofisticação para um veículo deste tipo de categoria.

A nova geração que promete estar nas concessionárias já no final do ano de 2018 e que promete ser a grande novidade da marca, já tem um novo conceito: a Toro Ranch e que é considerada o ‘top’ de linha da marca.

Sem perder a tradição de ser considerado um veículo forte e apto para o transporte de consideráveis quantidades de cargas, o novo modelo vai estar disponível para os consumidores brasileiros na tradicional versão a diesel e com tração do tipo 4×4 com um motor do tipo Turbo do tipo AT9.

Para ser considerado um veículo de referência em sua categoria, a Fiat não economizou em muitos detalhes que também vão fazer a diferença no preço final ao consumidor.

Para quem gosta de detalhes e também de muitas novidades, basta dizer que a montadora italiana resolveu mais uma vez inovar e como sempre gosta de encantar o seu fiel público consumidor com muitas exclusividades.

Em relação aos detalhes internos do novo veículo, não é demais afirmar que a nova Toro Ranch dá a impressão que estamos dentro de um carro do tipo Sedan de luxo, caso não fosse o fato de sua cabine típica de um utilitário.

Basta dizer aos consumidores que até o estilo próprio da nova Toro permitiu a projeção de um novo tipo de cabine mais larga, bem mais alongada e que surpreende com seu grande espaço interno.

A sensação de pilotar um carro do tipo ‘Top’ pode ser sentida em todos os detalhes cromados que compõe tanto o interior quanto o exterior do novo modelo.

Na nova Toro, os espelhos retrovisores externos, os estribos laterais, o santantônio e o gancho do reboque traseiro do tipo removível ganharam generosos detalhes prateados.

A nova Toro vem também com uma soleira metálica que é uma exclusividade da nova versão, protetor de vidro traseiro, protetor de tanque de combustível e para-barros traseiros e dianteiros.

Os detalhes internos da nova versão também não ficam nada a dever em termos de sofisticação, elegância e muito charme.

Os bancos ganharam um luxuoso revestimento na cor marrom, em contraste com a cor escura predominante no seu painel central, tapetes e parte do revestimento das portas. Nestas, o mesmo tom dos bancos está nos seus detalhes centrais.

Todos os revestimentos dos bancos e tapetes ganharam também a inscrição “Ranch” em alto relevo, assim como o console frontal do veículo.

Os itens de conforto feitos para suas ocupantes são compostos ainda pelo ar condicionado do tipo dual zone, central de multimídia com tela de cinco polegadas e que responde muito bem ao toque dos dedos e também a um comando de voz que pode ser programado.

Além disso, ele apresenta sistema de GPS, Bluetooth, entradas USB e todos os comandos do veículo podem ser acessados na tela central através de imagens coloridas.

A nova Toro conta com sistema de partida feita remotamente pelo controle externo que trava o veículo e a sua ignição é do tipo elétrica, sem o uso de chave e apenas com um toque num botão no painel do veículo.

Para a segurança de seus usuários, a nova versão 2019 vem com sensor de chuva, sensor de crepúsculo, câmera de ré, retrovisor interno do tipo eletrocrômico com uma série de itens que prometem conquistar os seus consumidores.

Para todas estas novidades, é claro que o preço também não vai ser o mesmo da versão atual no mercado. Segundo os sites especializados no assunto, para levar o novo modelo para casa, o consumidor vai ter que desembolsar perto dos R$ 150.000,00.

Por Emmanoel Gomes

Fiat Toro Ranch 2019

Fiat Toro Ranch 2019

Fiat Toro Ranch 2019


Toyota Hilux 2019 é lançada com um novo design e mais equipamentos.

Uma das maiores companhias do mundo, a Toyota Motor Corporation, que é uma fabricante automotiva japonesa, está com novo lançamento no mercado internacional. Trata-se do modelo Toyota Hilux, que reaparece ao público consumidor com um novo design e suprido de mais equipamentos, atingindo um preço máximo de até R$ 196.990.

Sua parte dianteira foi repaginada, tornando-se mais imponente. Portanto, a picape recebeu significativas alterações, portando mais equipamentos de série, o que, de fato, fez encarecer o veículo devido ao suplemento em todas as suas configurações.

Deste modo, o novo modelo da Toyota Hilux já possui preços para o Brasil, chegando a subir de R$ 111.990, na opção munida de cabine dupla Flex 4 por 2 (SR), equipada com o câmbio manual, para a R$ 196.990, tornando-se o Top de Linha em termos de Turbo-Diesel 4 por 4 SRX automática.

Entre as principais alternações operadas sobre a caminhonete, em sua parte dianteira, por exemplo, estão: a instalação de um para-choque e de uma grade inteiramente redesenhados; possui novo par de faróis munidos de projetores e luzes diurnas de tipo Led, todas integradas em uma configuração mais cara.

A mesma relação de atributos e especificações novas inclui: as rodas de liga leve com aro raio 18; equipado com sete Airbags; portando a chave presencial que permite a partida por meio de botão; função de assistente de descenso e a presença do retrovisor eletrocrômico na versão intermediária SRV.

Com relação à versão de título SRX, esta possui uma capota marítima; equipada com bancos providos de revestimento perfurado; o seu interior é preto, possui um novo quadro de instrumentos e as rodas são exclusivas.

O sistema de ar-condicionado, no geral, é digital nesta série desde a versão SR.

De acordo com informações obtidas do departamento de gerência de produtos da Toyota, a meta está em fazer aumentar a competitividade de vendas no varejo, ou seja, comercialização entre pessoas físicas e na participação sobre as vendas diretas, neste caso, sobre as frotas e as empresas.

Portanto, existe uma estimativa de que serão em torno de 40.000 emplacamentos ainda neste mesmo ano de 2018, dado um aumento constatado de 15% na comercialização dos veículos, de acordo com a empresa, segundo o acumulado até o mês julho, cuja estatística registra comercialização de 20.521 unidades.

Embora se tenha mantido o visual clássico, as versões de STD estão equipadas com luzes de tipo diurnas; do Follow me Home, que serve para manter os faróis acessos por mais alguns segundos depois de o veículo ser desligado, além dos bancos que estão, agora, revestidos de material sintético.

Com relação à mecânica, as informações são as seguintes:

Estão instalados os mesmos motores de antes, ou seja, de tipo 2.8 Turbo Diesel, com desempenho de 177 CV, além de 45,9 mkgf, portando um sistema de câmbio automático e também manual em seis marchas; como também motor de tipo 2.7 Flex, com desempenho 163 CV e mais os 25 mkgf de torque, com um sistema de câmbio automático em seis marchas e também manual em cinco marchas.

A lista de versões, com preços ajustados, segue abaixo:

O Hilux CD flex 4 por 2 SR MT, preço: 111.990;

O Hilux CD flex 4 por 2 SR AT, preço: 117.990;

O Hilux CD flex 4 por 2 SRV MT, preço: 129.990;

O Hilux CD flex 4 por 2 SRV AT, preço: 140.990;

O Hilux CS turbo-diesel 4 por 4 STD Chassi, preço: 121.530;

O Hilux CD turbo-diesel 4 por 4 STD, preço: 125.560;

O Hilux CD turbo-diesel 4 por 4 STD Narrow MT, preço: 138.010;

O Hilux CD turbo-diesel 4 por 4 STD Power Pack, preço: 140.490;

O Hilux CD turbo-diesel 4 por 2 SR AT, preço: 160.490;

O Hilux CD turbo-diesel 4 por 4 SRV AT, preço: 179.990;

O Hilux CD turbo-diesel 4 por 4 SRX AR, preço: 196.990.

Por Paulo Henrique dos Santos

Toyota Hilux 2019

Toyota Hilux 2019

Toyota Hilux 2019


Modelo conta com 2 versões, uma cupê e outra SUV, com diferenças essenciais na sua motorização.

Uma das maiores companhia automotivas do planeta está com novo lançamento no mercado internacional. Em realidade, trata-se de uma empresa preparadora de veículos e de motores esportivos de alto desempenho, vinculada à organização Mercedes-Benz.

A empresa AMG fez estrear o modelo Mercedes-AMG GLC 63 no cerne do mercado brasileiro, contando com duas versões, ou seja, um cupê e o outro munido de uma ampla carroceria estilo SUV. Este comércio dispõe, portanto, das versões GLC 63 4MATIC+ e da GLC 63-S 4MATIC+ (Coupé), as quais estão munidas com diferenças essenciais na sua motorização. Os seus valores comerciais estão entre os seguintes cômputos de R$ 512.900 e R$ 587.900, respectivamente.

Deste modo, tocando direto na essência e nos atributos deste novo modelo, temos o seguinte:

A versão Mercedes-AMG GLC 63 4MATIC+ está disponível ao consumidor munido de motor tipo V8 4.0 Biturbo, com desempenho de 476 Cavalos Força entre 5.500 e 6.250 RPM, junto de 66 KGFM que atinge desempenho entre 1.750 e 4.500 RPM. Este veículo está equipado com transmissão automática de tipo AMG SPEEDSHIFT (MCT) munido de nove marchas e de tração em suas quatro rodas, em 4MATIC+, o qual intensifica sua performance.

Para a versão GLC 63-S 4MATIC+ (Coupé), a companhia Mercedes-AMG pôde reservar a instalação de um motor V8 4.0 Biturbo, aparelhado de uma calibração bem maior, o qual entrega um desempenho de até 510 Cavalos Força que atinge cerca de 5.500 a 6.250 RPM e até 71,2 KGFM entre 1.750 e 4.500 RPM. Assim como a versão acima, esta também está equipada de um câmbio de nove marchas, com tração em suas quatro rodas, além do diferencial na traseira que garante deslizamento limitado.

O seu design externo, no geral, está mais imponente, intimidador, já que o Mercedes-AMG GLC-63 está equipado com as rodas de liga leve adornadas em cor estilo titânico brilhante, sendo que o aro é de raio 21 polegadas, utilizando pneus na escala de 265-40 R21 na parte dianteira e na escala 295-35 R21 na sua parte traseira. No caso da versão GLC 63-S 4MATIC+ (Coupé), a mesma está estruturada sobre semelhantes medidas, entretanto, a sua pintura é de titânio fosco. Mesmo assim, os dois SUVs estão munidos das chamadas pinças de freio vermelhas e mais quatro saídas para escape totalmente integradas.

O modelo GLC 63 está equipado com os quatro modos clássicos de condução, ou seja, o Comfort; o Sport; o Sport Plus e o Individual, suplementado de uma suspensão com o amortecimento adaptativo munido dos três modos: o Comfort; o Sport e o Sport Plus. Possui a direção elétrica em dois modos de atuação, como função, e a versão GLC 63 S 4MATIC+ (Coupé) está aparelhada com um modo chamado Race, potencializado em “Drift Mode”, o qual proporciona não apenas as saídas de arrancada, como também permite manobras muito mais seguras em situações de derrapagens controladas.

Em seu interior o modelo possui os seguintes atributos:

Está inteiramente produzido em detalhes de fibra de carbono, com um volante estilo esportivo, adornado de couro Nappa e em microfibra Dinâmica, com bancos ao estilo esportivos; possui um teto solar panorâmico; acabamentos produzidos em alumínio e em couro; sistema de som Burmester e HUD. A versão GLC 63 4MATIC+ possui potência de desempenho que a faz atingir de 0 a 100 km/h numa fração de 4,0 segundos, sendo que a versão GLC 63-S 4MATIC+ (Coupé) chega ao mesmo desempenho numa fração de 3,8 segundos. Deste modo, as duas versões estão potencializadas com força máxima limitada ao desempenho de 250 km/h.

Este modelo está entre os melhores do mundo, no momento.

Por Paulo Henrique dos Santos

Mercedes-AMG GLC 63

Mercedes-AMG GLC 63

Mercedes-AMG GLC 63


Novo modelo da JAC, chamado T50, será comercializado no Brasil a partir do dia 17 de outubro de 2018.

A grande companhia automotiva chinesa, JAC Motors, está com nova estreia no mercado internacional. Trata-se do novo modelo, JAC T50, cuja comercialização iniciará, no Brasil, a partir do dia 17 de outubro de 2018.

Embora possua outro nome e um design repaginado, este JAC T50, em realidade, consiste em uma nova e sutil estilização do anterior SUV compacto T5. Esta nova designação foi escolhida no sentido de acompanhar o novo padrão promovido pela companhia, já iniciado por meio do SUV compacto, intitulado T40. Seja como for, esse novo modelo está munido apenas de transmissão automática e é produzido somente em duas versões. Será comercializado entre aos seguintes valores: R$ 82.990 e R$ 86.990.

Diante do anterior modelo T5, o novo JAC T50 está equipado de uma parte dianteira mais imponente; munido de uma grade frontal de maior dimensão, adornada de frisos pretos e de pequenos filetes cromados; possui faróis equipados com iluminação de tipo LED, os quais incluem a função de luz diurna; as suas rodas são de liga leve em aro raio16 polegadas; na parte traseira, este SUV sofreu significativa alteração, com novas lanternas estilizadas em desenho muito mais harmônico, finalizando com um tipo de para-choque menos cromado, mais discreto.

No que toca à sua cabine, este novo SUV está vasado em melhor qualidade: a empresa JAC fez imprimir nele um estilo bem mais contemporâneo, seguindo as pegadas das tendências contemporâneas desta categoria. Um sinal claro dessa concepção está na faixa de couro que se estende ao longo da parte central do painel e sobre a central multimídia, em destaque. A sua direção (volante) está mais moderna e o painel de instrumentos também.

No que tange à mecânica, o anterior motor 1.5 tipo JetFlex cedeu seu lugar ao novo motor tipo 1.6 16V DVVT, com desempenho de 138 CV de potência e mais 17,1 KGFM em torque, o mesmo que estreou na versão intitulada T40 CVT. Munido de um único revés, no novo propulsor, o veículo consome apenas a gasolina, enquanto o modelo anterior era de tipo Flex.

Com relação à transmissão CVT, se trata da mesma aparelhagem contida no modelo T40, portando, no caso em questão, alguns ajustes diferenciados e adaptados para o modelo T50.

As duas versões são as seguintes: o Pack 2, custando em torno de R$ 82.990 e o Pack 3, custando em torno de R$ 86.990. O modelo JAC T50 contém alguns itens de série especiais, presentes nas suas duas versões, ou seja, a chave presencial; os vidros elétricos em suas quatro portas; munidos de luzes de direção de tipo LED; as suas rodas, como já foi citado, são de liga leve, em aro raio 16 polegadas; o espelho retrovisor é de tipo eletrocrômico; possui o controle de tração e de estabilidade; equipado com função de monitoramento sobre a pressão dos pneus; função de Airbags duplos; munido de isofix; sistema de ar-condicionado digital; possui uma central de multimídia em oito polegadas e mais o importante sensor de estacionamento, tanto dianteiro quanto traseiro.

Especialmente na sua versão Pack 3, ele está equipado com função de Android Auto e de Apple CarPlay; munido do sistema de câmeras em 360°; possui a câmera frontal com gravação; o rack embutido no teto; todos os bancos e o volante revestidos em couro legítimo; possui a antena tubarão; as pinças de freio estão pintadas em vermelho; os retrovisores equipados com rebatimento elétrico; as luzes diurnas de tipo LED e os seus faróis funcionam por meio do acendimento automático.

Vale a pena conferir.

Por Paulo Henrique dos Santos

JAC T50 2019

JAC T50 2019


O Nissan Versa 2019 é um carro moderno e com qualidade japonesa.

O novo Nissan Versa 2019 é um carro que tem muitas qualidades além de sua beleza. Pode-se afirmar que ele está na categoria de carros completos dentro da sua geração. Entre muitos fatores está o painel digital do carro, recheado de utilidades, além de uma boa motorização essa versão vem com bons acessórios e ótimo motor. O Nissan Versa 2019 também é um carro com ótimo motor e todos esses requisitos o tornam completo. Abaixo estão mais informações sobre esse modelo.

Carro compacto

O Nissan Versa 2019 é um carro compacto e do tamanho ideal. Porém, seu espaço interno é surpreendente e torna o carro muito confortável. Isso quer dizer que todos os usuários conseguem ficar confortáveis dentro desse carro. Esse é um ponto positivo do modelo.

Veja alguns itens de série do modelo

Como já era de se esperar, o novo Nissan traz muitos itens de séries que são essenciais para tornar qualquer carro mais completo. Vale lembrar que os itens de série têm grande impacto na hora de decisão de compra de um carro novo. Veja os itens logo abaixo:

– Quatro alto-falantes

– Banco traseiro rebatível

– Telefone no volante

– Isofix

– Revestimento de tecido das portas

– Rodas de alumínio 16

– Comandos de áudio

– Câmbio Xtronic CVT

Entre outros.

Valor das versões do Nissan Versa 2019

A nova linha da Nissan Versa 2019 tem valor dentro do esperado. A versão mais simples custa R$48.490,00 e a versão mais avançada tem o valor de R$68.840,00. Todas as versões são muito completas, mudando apenas detalhes como motor e itens de série. Os usuários podem escolher entre 8 versões disponíveis e todos têm qualidades distintas.

Falando sobre o motor do novo Nissan Versa 2019

As 8 versões do Nissan possuem motor 1.0, já as opções da linha Versa, possuem também a versão 1.6 que podem ser associadas junto ao câmbio manual de cinco marchas ou se o usuário preferir a versão do câmbio automático CVT.

Previsão do lançamento do Nissan Versa 2019

Ainda não existe uma data definida para o lançamento do novo Nissan. Ela pode acontecer apenas no ano de 2019. Mas a uma grande expectativa que essa data seja adiantada para novembro de 2018, que é quando acontecerá o Salão do Automóvel de São Paulo, esse é um dia muito indicado para anunciar o lançamento do novo Nissan.

Carro com porta-malas do tamanho ideal

Outro fator positivo do Nissan Versa 2019 é o tamanho do seu porta-malas, ele possui 460 litros que são suficientes para guardar objetos variados, evitando usar espaço na parte interna.

Nissan Versa 2019 tem espaço para 5 ocupantes

Como já foi dito anteriormente, esse carro é compacto e com bom espaço interno. Por essa razão ele consegue acomodar 5 ocupantes dentro do carro, e todos ficam bem acomodados. Por essa razão esse carro é indicado para família com até 5 pessoas. Esse também é o público-alvo da marca.

Desempenho de cada motor

Basicamente todos os motores tem boa potência. A base para isso está logo abaixo:

O motor 1.0 flex faz 77 cv de potência máxima se abastecido com álcool e gasolina. O motor 1.6 flex faz 111 cv se abastecido com álcool e gasolina. O motor 1.0 possui 3 cilindros e o motor 1.6 possui 4 cilindros.

Informações sobre a conectividade do Nissan Versa 2019

O novo Nissan possui ótima conectividade, e um painel para ninguém colocar defeito. Sua tela está maior e possui 6,75 polegadas. O usuário ainda conta com Multi-App. O usuário tem a opção da versão Multi-App Store onde possibilita que ele consiga realizar diferentes funções como:

– Usar Skype;

– Baixar aplicativos de bares, restaurantes e outros;

– Comprar ingressos.

Fazendo uma avaliação geral, esse carro tem inúmeras funções positivas, além de ter ótimo preço.

Por Cristiane Amaral

Nissan Versa 2019

Nissan Versa 2019


O novo Nissan March 2019 vem com nova reestilização que encanta todos os consumidores.

O Nissan March 2019 é um novo lançamento que vem para ganhar seu espaço no mercado de venda de carros, com sua nova reestilização que vem para encantar a qualquer consumidor, esse carro tem muitas chances de ser sucesso de vendas aqui no Brasil. Outras características como bom espaço interno, ótima motorização, itens de série modernos e design diferenciado aumentam mais ainda a chance de popularidade do Nissan March 2019. Veja nesse artigo todas as informações importantes sobre esse carro.

Veja a mudança no design do Nissan March 2019

A marca optou por fazer mudanças na parte externa do carro, já que sua versão anterior não animou muito os usuários do carro. Com novos traços o novo Nissan está com ar mais moderno e chamativo. Pode até parecer que isso não vai causar impacto para os consumidores que conhecem a marca, mas a verdade é que eles vão ver isso como um esforço da Nissan para agradar ao seu público fiel.

Data de lançamento do Nissan March 2019

Ainda não foi definida uma data certa para o lançamento desse carro. Pode ser que isso só aconteça em 2019. Mas há uma grande expectativa que essa informação possa ser antecipada para novembro de 2018, que é quando ocorre o evento da marca no Salão do Automóvel em São Paulo.

Novo Nissan March 2019 vai reforçar a segurança, entretenimento e conforto

Outra mudança bem positiva desse carro é que ele traz alterações que vão deixar o carro mais completo. Elas podem ser vistas na parte de segurança, entretenimento e conforto. Esses três fatores são muito importantes para muitos usuários. E foi pensando nisso que a marca caprichou no conforto interno, com bancos mais confortáveis, e em itens de série que vão aumentar a segurança e entretenimento no carro.

Ótimo consumo médio

Outro ponto positivo desse modelo é o seu consumo médio. Que pode ser visto logo abaixo:

– Avaliação com motor 1.0 Flex

Na estrada esse carro faz 10.3 km/l se abastecido com álcool e 15.1 km/l se abastecido com gasolina.

Na cidade esse carro faz 8.8 km/l se abastecido com álcool e 12.9 km/l se abastecido com gasolina.

– Avaliação com motor 1.6 Flex

Na cidade esse carro faz 12.0 km/l se abastecido com gasolina e 7.8 com km/l se abastecido com álcool.

Na estrada esse carro faz 15.0 km/l se abastecido com gasolina e 10.3 km/l se abastecido com álcool.

Veja os valores das versões do Nissan March 2019

O novo Nissan March 2019 tem 5 versões que foram feitas para agradar diferentes tipos de consumidores, eles têm valores diferenciados como pode ser visto logo abaixo:

March 1.6 SL 16V FLEX 4P X TRONIC- R$60.990,00

March 1.6 SV 16V FLEX 4P XTRONIC – R$56.990,00

March 1.6 SV 16V FLEX 4P Manual – R$50.990,00

March 1.0 SV 12V FLEX 4P Manual – R$46.490,00

March 1.0 S 12V FLEX 4P Manual – R$44.990,00

Nissan March 2019 tem medidas exuberantes

O novo carro da Nissan tem medidas exuberantes e por isso ele é considerado um carro grande. E por essa razão também ele se torna um carro muito chamativo, o que acaba atraindo muitos consumidores. Ele possui 3,827 mm de comprimento, 1,528 mm de altura, 1,675 mm de largura, peso 950 (kg) e 2.450 de distância entre-eixos. O espaço interno também é muito agradável e consegue manter 5 ocupantes dentro do carro.

Porta-malas de 265 litros

O porta-malas do Nissan March 2019 tem tamanho razoável e que consegue agradar a maioria dos usuários. Ele possui 265 litros que serve para guardar diferentes tipos de objetos e economizar o espaço interno.

Motorização desse modelo

O Nissan March 2019 traz duas opções de motores. A primeira é o motor Flex 1.0 com três cilindros e a potência máxima de 77 cv a segunda opção tem motor 1.6 com 4 cilindros e 111 cv de potência máxima. Ele também possui a aceleração máxima km/por hora de 191. Em conclusão final, os dois motores são ótimos e com desempenho esperado.

Essas são as informações do novo Nissan March 2019!

Por Cristiane Amaral

Nissan March 2019

Nissan March 2019

Nissan March 2019


Novo modelo do Santa Cruz será lançado em breve e trará diversas características atraentes.

Uma das maiores montadoras em todo o mundo, a multinacional sul-coreana de automóveis sediada em Seul, Coreia do Sul, Hyundai, está prestes a fazer estrear novo modelo.

Já prometido, cujo lançamento tem sido prorrogado, o modelo Hyundai Santa Cruz 2020, consiste em um conceito de picape bem coreana. Estilo esportiva e urbana ao mesmo tempo, está mais para uma “Off-Road”. Seu lançamento definitivo ainda está sem data precisa, embora, segundo os especialistas da empresa, seja em breve.

Com relação às expectativas dentro do mercado para a inédita Hyundai Santa Cruz 2020, as informações angariadas da própria companhia são as seguintes:

Há três anos, ou seja, em 2015, o protótipo foi exibido no Salão do Automóvel de Detroit, e a grande expectativa era de que o modelo Hyundai Santa Cruz 2020 já estivesse quase pronto para iniciar no mercado. Em realidade, a sua produção foi confirmada diversas vezes, ao longo desse tempo.

Entretanto, de acordo com uma oficial declaração da empresa à imprensa australiana, uma data de lançamento mais recente foi anunciada. A própria montadora coreana afirma que o modelo será lançado com certeza, porém, somente no ano de 2020.

Embora haja certo mistério e algumas suspeitas possam ser levantadas, trata-se, em realidade, de um projeto bastante ousado. Este é um automóvel tecnicamente muito mais complexo do que quaisquer outros lançamentos da companhia. O carro, segundo a dedução dos especialistas, estaria sendo produzido por meio da mesma plataforma utilizada na produção do Hyundai ix35, a qual é utilizada em território brasileiro, sendo que a sua motorização não deverá ser algo exclusivo da versão.

Portanto, mesmo que não se consiga entender o porquê de tanta prorrogação para o lançamento definitivo, as expectativas só crescem, dado que todos os novos estilos de caminhonetes estão sendo bem recebidos nesse ano. Deste modo, a especulação em torno da Hyundai Santa Cruz aumenta de forma positiva.

Sobre o modelo, as informações colhidas até o presente momento são as seguintes:

Trata-se de um modelo esportivo e urbano ao mesmo tempo, ou seja, adaptável aos terrenos mais variados. O Hyundai Santa Cruz 2020 será um modelo bem diferenciado. Os especialistas explicam que as companhias estão apostando bastante no movimento de picapes com design essencialmente urbano, embora essa situação ainda seja muito incipiente. Dada a importância e alta categoria da empresa coreana, fica evidente a qualidade de um projeto do porte da Hyundai Santa Cruz; o que certamente chama muito a atenção.

Conforme o que foi anunciado por meio do Detroit Bureau, a companhia Hyundai estaria investindo em motorizações à gasolina, como alternativa ao diesel; provavelmente ela estará munida de duas opções que seriam o motor de 1.6 turbo em quatro cilindros e desempenho de 187 CV ou o motor de 2.4 de tipo aspirado em quatro cilindros e desempenho de 203 CV. Assim, este modelo estaria em equivalência com as picapes médias, embora seja um projeto que, talvez, constitua uma espécie de crossover com caçamba, em vez de uma caminhonete média, propriamente dita.

É muito provável este modelo represente o início de um novo segmento. Na Austrália, os especialistas acreditam que a Santa Cruz 2020 será uma espécie de picape tipo urbana capaz de enfrentar todo tipo de solo. No geral, as picapes são carros bem mais resistentes e rústicos, mas, podem ser adaptados, também, como veículos família, com conforto e suavidade.

Enfim, é certo que o lançamento da Hyundai Santa Cruz 2020 definirá uma linhagem de picapes New Generation. Vale a pena, para quem tem interesse, acompanhar as próximas notícias e atualizações que já estão saindo em diversos sites.

Por Paulo Henrique dos Santos

Hyundai Santa Cruz 2020

Hyundai Santa Cruz 2020

Hyundai Santa Cruz 2020

Hyundai Santa Cruz 2020





CONTINUE NAVEGANDO: