Utilização do carro visa agradar os turistas, que poderão ver ainda outras viaturas de luxo.

Sabe qual é o carro que a polícia de Dubai utiliza na sua frota? Pois bem, as autoridades dos Emirados Árabes conta com um Porsche 918 Spyder. O mesmo terá a sua utilização em locais de grande concentração de turistas e terá a companhia de outros super modelos.

Juntamente com o veículo da Porsche, os pontos turísticos contarão também com Bugatti Veyron, Lamborghini Aventador, McLarens, BMW i8, Mercedes-Bez Classe G, Ferraris e Nissan GT-R. Todos farão patrulhas na cidade de Dubai. Além dos pontos turísticos, a localidade também terá esses outros atrativos para os olhos das pessoas.

O 918 Spyder apresenta um propulsor 4.6 litros V8 e não teve nenhuma alteração para que pudesse ser utilizado neste patrulhamento de Dubai. O carro ainda conta com dois motores elétricos acoplados, sendo que o bloco todo tem uma potência de 900 cavalos. A sua aceleração de 0 a 100 km/h tem somente 2,5 segundos.

Porsche Macan GTS:

O Salão do Automóvel de Tóquio, no Japão, teve a apresentação do Macan GTS da Porsche. Não há muitas diferenças com a versão S, mas é um tanto quanto mais agressivo. Ele traz rodas de aro 20” RS Spyder e alguns detalhes na cor preto brilhante.

O propulsor do modelo é um 3.0 litros V6 (dois turbos) e apresenta uma potência de 360 cavalos. O câmbio é de dupla embreagem PDG com sete velocidades e tração integral. A sua aceleração de 0 a 100 km/h fica em 4,8 segundos e tem uma velocidade máxima de 254 km/h. Isso acontece quando o Macan GTS equipa o opcional Sport Chrono.

O Macan GTS apresenta também um sistema de estabilidade que foi recalibrado e, segundo a montadora, pode possibilitar para o motorista uma experiência da sua condução mais dinâmica. A sua suspensão é a ar e os freios tiveram alterações (superdimensionados com discos 360 milímetros frontal e 330 milímetros traseiro).  

O interior do modelo não apresentou também nenhuma alteração. O Macan GTS vai ser vendido pela Porsche nos Estados Unidos no mês de março de 2016. O mesmo chegará ao Brasil, provavelmente, em agosto do ano que vem.


Após um longo período de desenvolvimento, a Acura, marca de alto padrão da Honda, revelou oficialmente durante o Salão de Detroit, nos Estados Unidos, a versão definitiva do superesportivo NSX.

Trazendo em seu nome a história de um dos mais lendários carros da Honda, o híbrido superesportivo NSX dispõe de um visual moderno e agressivo, um conjunto mecânico com mais de 550 cv de potência e o melhor, o modelo também será oferecido no mercado brasileiro.

Com 4,470 metros de comprimento, 1,940 metros de largura, 1,215 metros de altura e distância entre-eixos de 2,630 metros, a segunda geração do NSX revive a história do lendário esportivo produzido pela Honda, no qual em sua primeira geração teve o auxílio dos pilotos da Fórmula-1 Satoru Nakajima e Ayrton Senna.

Com linhas harmônicas, vincos acentuados e desenho arrojado, o novo NSX tem sua esportividade completada pelas rodas de liga leve dianteiras de 19 polegadas calçadas com pneus 245/35Z R19 e rodas traseiras de 20 polegadas com pneus 295/30Z R20. Para dar maior segurança na condução, o esportivo nipônico vem com discos de freios de cerâmica de carbono, bem como com pinças de seis pistões na dianteira e com quatro pistões na traseira.

Mecanicamente, o híbrido superesportivo impressiona, principalmente pelo fato de que a Honda abriu mão do bloco V6 naturalmente aspirado utilizado no conceito em 2013. Em seu lugar, a marca japonesa decidiu adotar um bloco DOHC Twin-Turbo V6 montado longitudinalmente. Composto por um conjunto híbrido, o motor a combustão trabalha juntamente com mais três propulsores elétricos, sendo que o conjunto é capaz de entregar mais de 550 cv de potência. Destes três, dois são utilizados na frente para fornecer resposta instantânea de torque e distribuição de torque dinâmico, enquanto o terceiro propulsor de acionamento direto está situado na parte traseira. Trabalhando com o conjunto híbrido está uma nova transmissão desenvolvida pela Acura com dupla embreagem e nove velocidades.

O Acura NSX chega às concessionárias da marca em solo estadunidense no final deste ano, com a possibilidade de encomendas a partir de junho. Os preços ainda não foram divulgados, mas especula-se que o esportivo será comercializado na faixa dos US$ 150 mil (aproximadamente R$ 400 mil). Para o mercado brasileiro, a Honda não trará a marca Acura e, portanto, a segunda geração do NSX será comercializada no Brasil como um veículo Honda. 

Por Caio Polo

Acura NSX

Acura NSX

Acura NSX

Fotos: Divulgação


A Audi é uma marca conhecida por bons carros sempre surpreendendo em potência e desempenho com veículos que chamam atenção por onde passam. No que diz respeito ao mercado o carro ocupa uma porção mais seleta, menos ampla. No Brasil especificamente a Audi é conhecida por carros caros e luxuosos.

A alemã lançou os novos roadsters Audi TT e Audi TTS. A edição anterior não chegava a ser um esportivo. Era bonito e ágil, mas nada acima da média. Agora a terceira fase dos Audi da família TT promete deixar os problemas para trás, com um carro mais ágil, com resposta melhor e um motor digno de esportivo.

A Audi remodelou o veículo completamente, não apenas mexeu em alguns detalhes, mas o tornou um novo carro. As linhas sinuosas e curvas presentes nos modelos anteriores foram substituídos por linhas retas, com exclusividade. O resultado é bonito. O novo material da carroceria deixa o carro mais leve que a versão anterior também, mudança muito bem-vinda.

O motor é de 2.0 litros TFSI da família EA888, porém com várias alterações e equipamentos que melhoram muito sua eficiência e potência final. A potência gerada pelo motor é de 230 cavalos e o torque é de 37,7 kgfm entre 1600 e 4300 giros do motor por minuto. O carro também promete uma maior economia de combustível, fazendo aproximadamente 15 km por litro. O carro chega com 6 marchas e dupla embreagem com a transmissão S-tronic. O carro conta com tração dianteira e o motor promete levá-lo de 0 a 100 km/h em um prazo de 5,9 segundos.

O interior do carro merece um destaque especial. O veículo conta com um cockpit virtual de 12,3 polegadas onde está todo o painel de instrumentos. A sacada é muito inteligente e embora possa parecer um pouco confuso a princípio demonstra toda uma simplicidade e eficiência.

Por Nosf

Audi TT

Audi TTS

Fotos: Divulgação


Um dos carros da categoria hatch mais vendidos recentemente é o Chevrolet Onix, que acaba de ter uma versão mais esportiva lançada. Trata-se do Onix Effect, uma versão do carro com algumas modificações, principalmente estéticas, que visam o público de consumidores mais jovens.

O carro da Chevrolet concorre diretamente com o Volkswagen Fox, o Hyundai HB20, o Ford Fiesta e o Renault Sandero, que são veículos modernos e que satisfazem totalmente os consumidores, principalmente aqueles que os procuram como primeiro carro.

Como é a primeira leva lançada no mercado, esse Onix será disponibilizado apenas na versão 1.4 de motor, câmbio manual de 5 marchas e nas cores Branco Summit e Vermelho Pepper.

Quanto à mecânica, as peças são as mesmas das versões convencionais do carro, mudando apenas a aparência, tanto exterior quanto interior. Desta forma, ele conta com motor de 1,4 litros, com 4 cilindros em linha, M.P.F.I., de 8 válvulas e flex.

O carro desempenha uma potência de 106 cavalos quando rodando apenas com etanol (a 6.000 rpm) e 98 cavalos quando na gasolina. O torque chega a 13,9 mKgf no etanol e 13 mKgf  na gasolina, ambos a 4.800 rpm.

O que ficou mais em destaque entre as modificações são os adesivos coloridos colados por todo o carro (nas laterais, na tampa traseira e no capô) e a inscrição Effect nas portas dianteiras.

O teto do carro foi pintado de preto brilhante (o que é comum nos carros esportivos), assim como o aerofólio e os retrovisores. As rodas disponíveis na versão são de 15 polegadas, na cor grafite, exclusivas para a versão. Os faróis possuem máscara negra e acabamento esfumaçado. Outra modificação foi a colocação de para-choques esportivos.

Interiormente, o painel de instrumentos teve seu design redesenhando e diversos detalhes vermelhos foram adicionados, como contorno no volante, nas saídas de ar e nos bancos.

O Onix Effect chega às lojas a partir de R$ 50.190, que é exatamente o preço da versão manual topo de linha do carro, a LTZ.

Por Rannier Ferreira Mendes

Chevrolet Onix Effect

Chevrolet Onix Effect

Fotos: Divulgação


O Fiat Uno conta com 9 configurações para atender a todo tipo de consumidor e assim garantir melhores vendas! A versão de motor mil e duas portas é para os clientes que pensam, acima de tudo, em economia.

Em seguida vem o Fiat Uno que oferece motorização básica, mas já garante alguns poucos itens de série, mas o suficiente para atrair aqueles que são mais exigentes, mas querem gastar pouco.
E assim, o Fiat Uno segue até chegar à versão sofisticada que é aquela feita exclusivamente para atender o consumidor exigente, que não se preocupa com preço, quer um veículo que oferece potência, conforto e segurança, além de muita tecnologia.

E como sempre é preciso ter um modelo esportivo, a Fiat apostou no Uno Sporting que não é a versão mais vendida, pelo contrário, está bem longe disso, mas a intenção é ter um modelo esportivo para não perder espaço para a concorrência. O Fiat Uno Sporting é aquele modelo que atrai principalmente o consumidor mais jovem, o cliente moderno que se preocupa com o visual.

Mas quem observar bem verá que o Fiat Uno Sporting na verdade só ajustou a suspensão, no mais é só mesmo a estética e o nome que o tornam esportivo.

Mas como este consumidor está de olho é no visual, o Uno Sporting fez questão de caprichar e consegue chamar a atenção! Os para-choques ficaram mais agressivos e os faróis com máscara negra dão um toque especial!

As minissaias laterais ficaram da mesma cor do veículo e a ponteira de escapamento é dupla, localizada no centro e é cromada!

Na frente, a grade dianteira é preta e brilhante. E o Uno Sporting conta com anéis vermelhos para dar o toque final ao visual esportivo.

O Uno Sporting custa a partir de R$ 37.190,00 e traz somente itens básicos de série. Nem o ar-condicionado vem no Sporting, será preciso pagar pouco mais de 3 mil para ter ar-condicionado no carro. Claro que há vários opcionais para deixar o Uno Sporting bem mais interessante, porém, incluindo os principais acessórios, o modelo poderá ir para mais de R$ 48 mil!

Por Russel

Fiat Uno Sporting

Fiat Uno Sporting

Fiat Uno Sporting

Fotos: Divulgação


Recentemente, a Mclaren voltou a fazer uma parceria com a Honda na Fórmula 1. Porém, de acordo com a Mclaren, essa parceria está validada somentes para o automobilistmo e não vai se estender para os modelos esportivos que futuramente sejam lançados.

Havia alguns rumores de que a marca japonesa poderia fazer o fornecimento de motores para os carros da Mclaren. Porém, Jolyon Nasch, que é o diretor global da montadora, apontou que este tipo de parceria é “inviável”.

O executivo também apontou que a Mclaren não está com intenção de fazer algum tipo de parceria com a Honda. Segundo o mesmo, isso está longe de acontecer, pois a empresa é “independente que produz Mclarens puros”.

No lado da Fórmula 1, o chefão da equipe Mclaren, Martin Whitmarsh teria dito, em 2013, em uma entrevista, que a montadora poderia estar disposta a aceitar que a Honda colaborasse mais na produção de seus motores.

mclaren-motor


Mesmo com todos os “itens” para se saírem bem no mercado os esportivos não estão com a “bola toda”. De acordo com a BMW, que a título de curiosidade é marca líder em carros de luxo, o segmento específico dos carros esportivos traz uma grande probabilidade de talvez nunca ter novamente o mesmo nível que já chegou a atingir antes da crise econômica mundial que abalou grandes nações no final da última década.

A montadora ainda faz outra análise tomando como base o cenário atual. Ian Robertson, diretor responsável da marca, afirma que atualmente o mercado de automóveis esportivos é, sendo otimista, metade do que era. Robertson também cita o fato do setor ter entrado em colapso após o ano de 2008. Ele ainda expressa suas expectativas de mercado ao manifestar sua dúvida se chegará o dia em que o esse mercado irá se recuperar. Todas essas visões foram abordadas pelo diretor em uma entrevista para agência de notícias Bloomberg.

Ainda segundo as informações constantes na reportagem, tanto na América do Norte quanto na Europa, os veículos esportivos acabaram perdendo espaço para crossovers compactos e SUVs.

Na China, um dos mercados que tem atraído muitos olhares nos últimos tempos, entre os clientes de maior poder aquisitivo os esportivos estão em baixa segundo Ian. Isso proporcionado por diversos fatores como a poluição, o calor e ainda a crescente demanda de carros com motoristas.

A Bloomberg ainda aponta números interessantes tomando como base um levantamento feito pela empresa de consultoria IHS Automotive. De acordo com a agência somando-se as vendas dos esportivos BMW Z4, Mercedes-Benz SLK e Audi TT chega-se ao número de 114 mil unidades no ano de 2007. Já em 2010 esse número teve uma queda de 45%.

Robertson chama a atenção para um ponto que considera fundamental: o fato de a montadora manter o encantamento sobre o consumidor. Talvez por considerar esse ponto importante a BMW fechou no ano passado uma parceria com outra montadora: a Toyota. O objetivo é fazer com que os custos no desenvolvimento de modelos esportivos médios caiam um pouco dentre outros aspectos.

Por Denisson Soares

BMW Z4

Foto: Divulgação


A Mercedes-Benz e a preparadora esportiva AMG apresentaram nesta terça-feira, dia 9 de setembro, durante um evento em Affalterbach, na Alemanha, o novo superesportivo Mercedes-AMG GT. Após o SLS AMG, o bólido é o segundo carro desenvolvido em conjunto pelas duas marcas.

Com 4,54 metros de comprimento e 2,63 metros de distância entre-eixos, o Mercedes AMG-GT conta com chassi totalmente feito em alumínio, acarretando em um peso total de 1.540 quilogramas.

Desenvolvido para enfrentar os mais tradicionais esportivos, como o Porsche 911, o superesportivo desenvolvido pela Mercedes-Benz e a AMG dispõe de um design muito moderno e inovador, que foge um pouco do estilo estético que o SLS apresentava. Além da dianteira com grande inspiração nos recentes lançamentos da marca alemã, a parte traseira é a fração do veículo que mais chama atenção, principalmente pelo formato arredondado e por caída suave, típica de um coupé de tração traseira. Com isso, a cabine fica deslocada mais para a parte traseira, deixando o carro com um enorme capô.

No interior, o Mercedes-AMG GT traz um acabamento impecável, com a utilização de materiais de excelente qualidade. Somado a isso, o modelo se destaca pelas quatro saídas de ar circulares centralizadas, pelo sistema de entretenimento com uma ampla tela de LCD, pelo console central em posição elevada, que facilita a utilização dos equipamentos pelo condutor, bem como pelo joystick com os comandos da transmissão.

Mecanicamente, sob o enorme capô do coupé esportivo, a Mercedes e a AMG colocaram à disposição duas variações do inédito motor 4.0 V8 Biturbo. A configuração GT dispõe do bloco com capacidade para entregar 462 cv, enquanto que a versão GTS traz o propulsor Biturbo configurado para gerar 510 cv. Ambas as variações, GT e GTS, contam com transmissão automática de dupla embreagem e com seis velocidades. Segundo a montadora alemã, o AMG-GT acelera de 0 a 100 km/h em 4 segundos, com velocidade máxima de 304 km/h, enquanto que o GTS faz a mesma aceleração em 3,8 segundos, com velocidade máxima de 310 km/h.

Com apresentação ao público marcada para ocorrer durante o Salão de Paris, em outubro, o esportivo desenvolvido pela Mercedes e AMG também estará presente no Salão do Automóvel de São Paulo. No Brasil, a comercialização do esportivo terá início no primeiro semestre de 2015.

Por Caio Polo

Mercedes-AMG GT

Mercedes-AMG GT

Mercedes-AMG GT

Fotos: Divulgação


No último dia 25 de agosto de 2014, a Subaru decidiu apresentar para o mercado japonês duas versões do esportivo WRX. De acordo com o que foi divulgado pela montadora os modelos serão disponibilizados nas configurações S4  e STI.

O sedan se comparado com o modelo que é comercializado nos Estados Unidos não apresenta diferenças significativas. Lembrando que este foi mostrado ao público no mês de janeiro deste ano durante a realização do Salão de Detroit.

Detalhes técnicos dos modelos:

Como citamos anteriormente o WRX será disponibilizado em duas versões e ambas serão equipadas com um motor 2.0. O bloco conta com quatro cilindros contrapostos, os tais “boxer”. Tem também a injeção direta de gasolina além de ser turbo. Na configuração S4 o bloco tem capacidade para desenvolver 300 cavalos e 40,8 kgfm de torque. O motor é acoplado ao câmbio automático do tipo CVT.

No caso da versão STI o motor tem potência para 308 cavalos e 43 kgfm de torque. A transmissão por sua vez é manual e conta com seis marchas. Para os dois casos a tração é integral.

Comparação entre o modelo americano e o japonês:

Falando um pouco do modelo que é vendido nos Estados Unidos ele conta com uma motorização 2.5 boxer que tem potencial para render 305 cavalos. A diferença em relação à potência é pouca, mas mesmo assim, o STI japonês ganha vantagem no que toca a potência específica. Para entender melhor é só observar que para o modelo japonês cada litro rende 154 cv enquanto que a versão americana consegue 122 cv por litro.

Em relação às alterações visuais entre os dois modelos apontados o que se destaca é a grade dianteira. Na versão japonesa ela não conta mais com a barra que “segurava” o logotipo da marca. No interior o acabamento foi mantido com a simplicidade característica. Destaque nesse caso para alguns detalhes que fazem imitação de fibra de carbono.

Por Denisson Soares

Subaru WRX

Subaru WRX

Subaru WRX

Fotos: Divulgação


A Dodge nos últimos tempos está mostrando que tem mesmo vontade de surpreender com seus lançamentos. Um dos mais falados foi o Challenger SRT Hellcat. E como a marca não quis parar por aí mostrou que tem potencial para mais ao lançar de forma oficial o novo Dodge Charger SRT Hellcat. Como é sugestivo até no nome do modelo, o carro é a versão mais esportista que se encontra disponível na linha.

De  acordo com as informações da marca norte-americana, o nova variante presente no modelo faz com que ele seja o sedan mais potente e rápido do mundo.

Vejamos então o que o Hellcat tem.

Primeiro o motor, é um HEMI V8 de 6.2 litros. O bloco aí tem capacidade para entregar nada mais nada menos do que 716 cavalos de potência. Isso a 6.000 rpm e 89,8 kgfm de torque. E uma observação: a 4.000 rotações. Com isso o motor de oito cilindros acabou sendo o mais potente já fabricado até então pelo grupo Chrysler. Por sinal, esse título pertencia ao motor que equipava o Challenger top de linha.

Para melhorar ainda mais o cenário o Hellcat ainda conta com transmissão automática TorqueFlite 8HP90sendo oito velocidades.

Juntando tudo isso, o carro consegue ir de 0 a 100km/h em 3,8 segundos. A velocidade máxima atingida pelo carro é de 328 km/h.

E para quem pensa que é só isso fica o aviso: tem muito mais. Entre os diversos itens que podemos destacar vamos encontrar os freios Brembo no esportivo. O sistema conta com seis pistões e discos de 390 milímetros nas rodas dianteiras. Como curiosidade vale ressaltar que esse é o maior pacote de freios que a Chrysler já disponibilizou para seus modelos.

Como o SRT Hellcat o novo modelo também tem duas chaves sendo uma preta que tem como função limitar o motorista para uma direção com o desempenho um pouco mais reduzido e a vermelha que entrega ao condutor toda a potência e torque que o motor do modelo é capaz de dar.

A previsão é que o Dodge Charger SRT Hellcat tenha sua produção iniciada apenas no primeiro semestre de 2015. Já os preços serão anunciados quando os lançamentos estiverem próximos.

Por Denisson Soares

Dodge Charger SRT Hellcat

Dodge Charger SRT Hellcat

Dodge Charger SRT Hellcat

Fotos: Divulgação


A Volkswagen tentou manter em segredo, mas as primeiras imagens oficias do renovado Scirocco 2015, que revelam o modelo por completo, inclusive a versão esportiva “R”, vazaram antes de sua apresentação oficial, que será realizada no Salão de Genebra.

As linhas que consagraram o esportivo da marca alemã foram mantidas, no entanto, a Volkswagen aplicou sua nova características de design no veículo, notado nitidamente nos novos faróis, no para-choque dianteiro que recebe detalhes semelhantes aos do Golf GTI, e também no capô.

Na parte traseira, percebe-se que os traços são mais retos, com vincos na tampa do porta-malas e no para-choque traseiro, enquanto que as lanternas, ganharam uma modernização e passam a ser compostas por LED’s. Na versão apimentada “R”, as duas saídas de escape são separadas, os refletores de luz são menores e ficam no acabamento em preto do para-choque, além da incorporação de saídas de ar na região posterior aos para-lamas, bem na lateral do para-choque traseiro, conferindo maior esportividade à versão.

No interior há modificações importantes. O painel foi redesenhado por completo, trazendo novas saídas laterais e centrais, que compartilham o acabamento em Black Piano que também está presente no console central, onde se localiza os novos comandos do ar condicionado, iguais aos do novo Golf. Há também um sistema de entretenimento e navegação, que dispõe de uma tela touchscreen. O quadro de instrumento também foi revisado, contando agora com mostradores com iluminação em branco e vermelho na versão tradicional e branco e azul, na “R’. O volante multifuncional com revestimento em couro também tem novo desenho e disposição, sendo igual ao do novo Golf. Na parte superior do console central o Scirocco ganhou os mesmos mostradores adicionais do novo Fusca. Por fim, a versão esportiva “R” ainda traz bancos esportivos de couro do tipo concha, enquanto que a versão convencional possui bancos com apoio lateral. 

Ainda não há informações quanto a motorização e as demais especificações técnicas do veículo, que provavelmente só serão conhecidas em sua apresentação oficial na abertura do Salão de Genebra, em março.

Por Caio Polo

Volkswagen Scirocco 2015

Foto: Divulgação


O grande sucesso do modelo GT86 deixou a Toyota empolgada com o segmento de esportivos. Em entrevista à Auto Express, revista inglesa especializada no segmento de autos, o vice-presidente executivo da empresa na Europa, Karl Schlicht, afirmou que existem planos e estratégias dentro da companhia a respeito do desenvolvimento e produção referente a uma submarca somente de modelos esportivos.

Apesar desta afirmação, uma questão ainda não foi respondida: que submarca será essa? A marca Toyota tem 2 braços focados em performance. Um deles é o centro TRD – Toyota Racing Development, que desenvolve algumas opções esportivas, acessórios e peças, que são vendidos em algumas nações. O outro, bem mais recente, é a TMG – Toyota Motorsport GmbH, localizada na Alemanha e com a responsabilidade de modelos para corrida, além de conceitos que foram vistos recentemente. Um bom exemplo é Yaris Hybrid-R, apresentado no Salão de Frankfurt.

Além disso, a Toyota precisa se decidir a respeito do futuro em relação a algumas estratégias de projetos como a introdução do Toyota GT86, um conversível, além do ressurgimento do modelo Supra. A marca afirmou que vai apresentar diversas novidades até o final do ano.

Por Marcelo Araújo


Uma das novas apostas que a empresa Porsche apresenta no Salão de Detroit (EUA), um dos maiores eventos do segmento em escala mundial, que foi aberto para os jornalistas no dia 14, segunda-feira, é o modelo mais possante do Cayenne, o Turbo S, que apresenta motorização V8 4.8 e 558 cavalos de potência, ou seja, 51 cv a mais que a versão anterior.

Desta forma, o SUV mostra capacidade de aceleração de zero a cem quilômetros por hora em 4,3 s, atingindo  282 quilômetros por hora, segundo especificações técnicas divulgadas pela empresa. Sobre os itens de seriais, um dos destaques é o PDCC – Porsche Dynamic Chassis Control, que controla a inclinação da carroceria.

Diferentemente das outras versões da gama, a Turbo S apresenta-se com entradas renovadas de ar e carcaças na cor preto brilhante nos retrovisores. Fora isso, conta com rodas aro 21“ e 4 saídas com formato especial para o escape.

Segundo informações da empresa, o veículo será comercializado nos EUA por US$ 146 mil, o que equivale a 297 mil reais. Ainda não há previsão para a chegada do modelo no mercado brasileiro, mas algumas fontes indicam forte probabilidade que isso ocorra nos próximos três anos.

Por Marcelo Araújo


Um dos grandes lançamentos feitos pela Fiat (empresa especializada na fabricação e comércio de automóveis variados) neste ano de 2012 foi o Freemont.

Este veículo do tipo utilitário esportivo vem com cinco portas equipado com um motor 2.4 litros com 16 válvulas, alcança uma potência de até 172 cavalos em um câmbio automático de até seis marchas e consegue chegar a uma velocidade máxima de 200 km/h; apesar destas características mecânicas interessantes, o novo Fiat Freemont é ideal para passeios familiares, mas não apresenta grandes possibilidades de aceleração e velocidade desejada por consumidores mais esportivos.

No seu interior, o Freemont esbanja conforto e sofisticação para os passageiros, pois possui diversos porta-objetos espalhados pelo veículo, bancos revestidos em couro, painel de instrumentos com tela sensível ao toque, bom espaço interno, bagageiro muito espaçoso, ar-condicionado, airbag duplo, freios do tipo ABS bem como sistema multimídia com bluetooth, entrada para USB, blu-ray, som, rádio, CD/DVD e outros.

Para quem gostou das novidades deste modelo, o Freemont já está disponível para compra nas concessionárias de todo o país com valores a partir de R$85.000,00.

Por Ana Camila Neves Morais


O movimentado mundo automobilístico tem mais uma boa novidade, pois a Peugeot irá apresentar durante o International Rally Challenge (grande evento dos esportes no continente europeu) o novo modelo da marca francesa para competições de rali chamado de 208 Type R5.

Este novo veículo tem a missão de substituir o 207 Super 2000 a partir do ano de 2013 e para cumprir essa importante tarefa possui um motor 1.0 litros turbo com quatro cilindros, que alcança até 283 cavalos de potência em um torque de 40,7 kgfm em um câmbio com até cinco marchas.

Outras características interessantes deste Peugeot 205 Type R5 consiste no seu peso que é 40 kg menor do que o seu antecessor, além de suas medidas interessantes com 3,9 metros de comprimentos e 2,56 metros entre-eixos.

Além disso, o novo modelo possui inovações tecnológicas interessantes como: bancos revestidos, sistema multimídia de entretenimento, tração integral, ar-condicionado, freios ABS e outros.

Deste modo, para aqueles que gostaram da novidade em pouco tempo, este modelo esportivo estará disponível no mercado para compra dos apaixonados por carros e velocidade.

Por Ana Camila Neves Morais


Com as tradicionais feiras de carros ocorrendo em países europeus, as marcas investem em novidades para chamar a atenção dos consumidores, o que gera um aumento de vendas no último trimestre do ano. Dentro deste panorama, a KTM apresenta sua nova 1190 Adventure, no Salão de Colônia, evento tradicional do mercado alemão que ocorre entre os dias 2 e 7 de outubro.

O veículo é a nova aposta da marca para entrar na concorrência do segmento com a BMW R 1200 GS, considerada a principal moto aventureira vista atualmente. Para a 1190 Adventure, a KTM desenvolveu uma proposta de utilização em asfalto e terra, no intuito de fazer longas viagens. Fora isso, a 1190 chega para aumentar a gama Adventure da marca da Áustria, que já apresenta a 990 Adventure em seu portfólio.

Entre a características da 1190, destaca-se a motorização de 2 cilindros, 152 cv de potência, além de torque de 12,74 kgfm. De acordo com a empresa, as revisões podem ser feitas em um intervalo de 15 mil quilômetros. A 1190 ainda possui a versão R, que é mais off-road e tem roda de 21’ na dianteira. 

Por Marcelo Araújo


O Salão do Automóvel é um dos eventos de maior tradição para o segmento no Brasil. Entre as novidades deste ano, será lançado o Classe B da Mercedes-Benz, modelo que já apresenta um preço definido para o mercado nacional.

Segundo informações de sites especializados, o preço do automóvel será a partir de 116 mil reais para a versão B200 Turbo. Além desta, a marca oferece a opção B200 Turbo Sport, com valor de 130 mil reais. O diferencial desta versão para a de entrada é que apresenta detalhes no design que a deixa com uma personalidade esportiva, além de ter suspensão mais baixa e diversos itens extras de série.

Apesar das diferenças visuais, nas duas opções o veículo tem um motor 1.6 turbo, 4 cilindros, gerando 156 cavalos de potência. O câmbio é automatizado com 7 marchas e 2 embreagens e o torque é de 25,2 mkgf a 1250 rpm. 

Um dos elementos mais elogiados do Classe B é uma renovação visual que o torna mais jovem do que o modelo anterior. Outros destaques são os 500 litros do porta-malas e espaço interno mais amplo. 

Por Marcelo Araújo


O Golf surgiu em 1974 e, até hoje, apresenta 39 milhões de unidades vendidas. Desde a primeira geração, o veículo da Volkswagen segue com a mesma identidade e desenho funcional. Recentemente, surgiu a nova atualização do modelo, o Golf 7, que entrou no mercado sem chamar atenção pelo visual, mas pelo seu desempenho e durabilidade maior do que a dos concorrentes.

O veículo sempre teve um estilo funcional, sem exageros e com ênfase em seu funcionamento prático. Isso provém do estilo funcionalista, desenvolvido por Dieter Rams, famoso designer industrial alemão. O designer de Rams é exemplificado na Alemanha pela frase Weniger, aber besser, em português, menos, mas melhor.

Apesar disso, nas palavras da montadora, o design do carro tem inspiração na Bauhaus, primeira escola de design do mundo. Esta corrente pregava a filosofia da funcionalidade, produção em larga escala e a um valor baixo. 

Sem apresentar nenhuma característica inovadora de estilo, esta sétima geração do veículo é a pura e simples evolução do próprio Golf, nada mais. Com desenho racional, simples e puro, o carro mantém seus principais elementos e continua compacto. Uma das inovações foi que o veículo cresceu em tamanho e teve inovações técnicas aplicadas em sua produção e concepção.

Por Marcelo Araújo


Durante muito tempo, as Station Wagons foram o sonho de consumo de inúmeros apaixonados por carros. Na década de 80, por exemplo, um  Chevrolet Caravan povoava a mente dos motoristas, que queriam a todo custo, tê-lo em suas garagens.

Embora com o passar dos anos o modelo tenha perdido espaço, ao que tudo indica, com o lançamento da nova perua esportiva  Audi RS 4 Avant, carros com esse estilo podem novamente cair no gosto popular.

A versão acaba de ser apresentada na Europa e a sua previsão de chegada no Brasil é dentro do primeiro semestre de 2013. Esse carro pode novamente se tornar objeto desejo devido a beleza e funcionalidade do mesmo. Além de comportar grandes famílias, possui porta-malas de 490 litros.

Seu DNA esportivo e seu design retrô tornam a experiência de conduzi-lo algo muito divertido. Sua propulsão é realizada através do potente motor V8 4.2 FSI , que gera 450 cavalos e acelera de 0 a 100 km/h em apenas 4s7.

Como se não bastasse, conta com um eficiente câmbio de sete velocidades e dupla embreagem (S Tronic), o que melhora potencialmente sua dirigibilidade.

Por Larissa Mendes de Oliveira


2004 Ford SVT Mustang Cobra.

Estão começando as atividades da Ford para comemorar os 20 anos da existência da SVT (Special Vehicle Team), a divisão esportiva da montadora.

Para festejar o momento, a fabricante vai colocar em exposição cerca de 800 unidades do Mustang, na  Annual Woodward Dream Cruise, grande galeria e um dos maiores eventos que traz o encontro de automóveis de todo o mundo.

O evento ocorrerá na data de 18 de agosto. A Ford vai expor, entre outros modelos, aqueles que já foram fabricados em parceria com a SVT, além de novos veículos que ainda nem foram lançados oficialmente.

Entre os destaques da marca, haverá versões de corrida e rua do Boss 302, o Shelby GT500 2013. Outros que estarão presentes é a configuração GT 5.0 V8 e V6 junto ao Performance Package.


O novo rival do Bugatti Veyron na disputa pelo título de carro mais veloz do mundo já tem nome e alguns detalhes revelados. O superesportivo, fabricado pela Shelby Supercars, vai se chamar Tuatara, nome inspirado em um lagarto que vive na Nova Zelândia.

O modelo, segundo a imprensa internacional, será equipado com um apimentado motor V8 biturbinado, de 7.0 litros, que vai gerar 1.350 cv de potência. O objetivo é atingir a incrível velocidade de 442,5 km/h, batendo assim o recorde anterior, registrado pelo Veyron Super Sport, da Bugatti, que é de 431 km/h, marca alcançada em 2010, e registrada no livro dos recordes (Guinness Book). 

Ainda de acordo com especulações, o propulsor do bólido estará acoplado a um câmbio manual de 7 velocidades, que fará a transferência da potência para as rodas traseiras. O Tuatara terá carroceria de fibra de carbono e vai pesar cerca de 1.200 kg.

A disputa entre as duas marcas é antiga, uma vez que o bólido Ultimate Aero TT, fabricado pela Shelby, havia atingido 413,7 km/h em 2006, se tornando o carro produzido em série mais rápido do mundo, até aquela data, feito que só foi superado pelo Bugatti Veyron. 

Fonte: Inside Line

Por André Gonçalves


Um carro elegante, imponente, de design arrojado, de grife sedutora e que além de todas estas qualidades alia conforto e espaço tendo quatro portas ao luxo e sofisticação de um modelo realmente especial. Assim é o Porsche Panamera, o gran turismo da marca alemã super potente e que também é potente em vendas. De acordo com matéria do site Carro Online a Porsche anunciou nesta semana que já vendeu 22.581 unidades deste superesportivo em apenas um ano de comercialização do modelo, que começou a ser vendido em Setembro do ano passado.

Com preço estratosférico, que parte acima de R$ 700.000 a Porsche comercializa cinco configurações deste modelo: o Panamera V6, o Panamera V6 4 (que vem com tração integral), o Panamera S, o 4S e a versão turbo, sendo que o Panamera S responde por 41,60% (9.394 unidades) das vendas ao redor do mundo. De acordo com o levantamento do fabricante. E como o aquecido mercado brasileiro de carros não poderia deixar passar esta oportunidade 61 unidades foram importadas para consumidores brasileiros em um ano de vendas.

Esteticamente sedutor mecanicamente robusto com desempenho e potência este superesportivo tem tudo realmente para ser um grande sucesso e manter a aura de charme, sedução, aventura e luxo que envolve os modelos da marca.

Foto: Auto123.com

Por Mauro Câmara


Nesta semana está sendo lançado oficialmente no Brasil o New Fiesta. O modelo vem com motor Sigma 1.6 flex e câmbio manual, além de computador com tela LCD ligado ao CD player.

A intenção da Ford ao colocá-lo no mercado é de atrair o público em ascensão social e o público feminino, considerado também como uma força de consumo atual. O New Fiesta já faz parte do mercado de veículos da Ásia, Europa e Estados Unidos e no Brasil está previsto para começar a ser vendido no final deste mês, com preço variando de R$49.900 a R$54.900.

O New Fiesta é um modelo sedan esportivo e a expectativa da empresa é de vender doze mil unidades do veículo por ano.

Por Elizabeth Preático

Fontes: G1, UOL Interpress Motor


Os carros esportivos são uma paixão mundial e paixão que se preza, que se aloja na alma e aprimora-se sempre, principalmente quando o objeto é algo, e me perdoem a redundância, tão apaixonante quanto carros esportivos. E os roadsters são esse aprimoramento da paixão dos carros esportivos. Geralmente extremamente potentes, de apenas dois lugares e com painéis repletos de indicadores e que nasceram para devorarem as estradas, estes esportivos fascinam justamente por essa aura de aventura, potência e sofisticação.

E no Japão a fabricante Daihatsu acabou de lançar a geração 2011 do seu roadster, o Copen. Um roadster ágil, de linhas sedutoras, que além da versão de entrada, que teve itens de série aumentados, contará com a versão Ultimate S Edition, que virá com rodas de 15” e bancos em couro.

Mas, lugar comum, o coração de um esportivo deste tipo é o seu motor, o que da asas a imaginação de um privilegiado que dirige um modelo como esse. E as duas versões da geração 2011 virão com motores turbo de 660 cilindradas. O câmbio terá duas opções: automática e manual de cinco velocidades. Embora quem dirige um roadster, saiba que o câmbio manual completa a sensação de interação com a máquina quando o simpático modelo começa a devorar uma estrada e o vento bate no rosto.

Por Mauro Câmara

Fonte: G1


Foto tirada por internauta e postada no twitter revela a nova face do Dodge Magnum que, ao que tudo indica virá para substituir o Dodge Durango. Sem nenhum tipo de disfarce, o novo modelo flagrado será montado na mesma plataforma do novo Grand Cherokee, outro famoso utilitário da marca.

Reconhecê-lo como um legítimo Dodge não é nada difícil, já que sua frente larga e de tamanho avantajado entrega logo à primeira vista, assim como os demais modelos da marca. Talvez algumas pessoas mais detalhistas irão perceber nele uma boa semelhança com a picape Dakota, o que é bem verdade.

O Magnum estará disponível ao mercado apenas no final do ano que vem, sendo assim oferecido já como versão 2012.

Por Eloir Junior

A foto divulgada no twitter

Como era antes


Quer desembolsar por R$ 650 mil num carro? Pois vai aí uma boa opção. A Série limitada do Dodge Viper STR10 ACR com seis unidades chega ao Brasil e promete arrancar suspiros.

O esportivo que começou sua história com motor de 405 cavalos hoje conta com um V10 8.4 de 600 cavalos, potência capaz de ultrapassar os 300 km/h e bater o recorde da autódromo de Nurburgring , na Alemanha (recorde conquistado com uma versão com peso reduzido em 80kg com fibra de carbono).

Inspirado no AC Cobra o hoje ACR é um carro de corrida por dentro e por fora. São Paulo e Rio de Janeiro já tem seus modelos nas lojas, se quiser é melhor correr.
 


O Aston Martin DB9 recebeu um novo design tanto no interior do veículo quanto na parte de fora do carro.

O para-choque recebeu novas entradas de ar,os faróis e as grades também sofrerão mudanças.

As rodas que antes eram aro 18 agora derão lugar ao aro 20 de liga leve, e as pinças de freio que agora são prateadas.

Por dentro as mudanças ficão no novo sistema de som e blueetoth,que são oferecidos como opcional.Além dessas mudanças no visual do carro,algumas mudanças na performance do veículo também foram feitas.

A suspensão do carro foi alterada assim ela proporciona um controle na rigidez do veículo em altas velocidades.

Não houve nenhuma mudança no motor do carro,que ainda continua com o v12 de 470cv e 6.0 litros.

Essa novidade chega ao Reino Unido agora em julho com valor aproximado de 122.445 libras pra o modelo coupe e a 131.445  com troca de marchas no volante.

Por: Ewerton Cruz


Apos longo período de criação está pronto o Lexus LFA.

A máquina que conta com um motor de 560cv está prevista para durar até 2012 já que por ser feito artesanalmente e apenas 300 unidades foram feitas.

A da Lexus na F1 ajudou para que o projeto do FLA viesse a se tornar realidade.o Motor V10 é a grande surpresa do carro pois é mais compacto que um V8 e chega a pesar o mesmo que um motor V6.

Além disso a máquina conta com um propulsor que foi desenvolvido em parceria com a Yamaha,assim até com 3.000 giros pouco se escuta do motor,mas depois dos 6.000 giros, o ronco se assemelha e muito com o ronco de um Formula 1.

Após passar de 80km/h o aerofólio traseiro ergue-se automaticamente.

Testes feitos no Lexus revelão dados surpreendentes.O Lexus alcança 100km/h em pouco mais de 3,7s chegando a velocidade máxima de 325km/h.

As 300 unidades do Lexus LFA começam a ser comercializadas em 2011 ao preço de 375.000 Euros.

Embora carros como a Lamborghini Murciélago e a Ferrari Fiorano custão menos cerca de 283.000 Euros, a Lexus LFA é uma boa pedida para quem gosta de desempenho e velocidade.

Por: Ewerton Cruz


A BMW lançou na quinta-feira (24) a sua linha gran turismo 5 aqui no brasil.

As mudanças ficão por conta do Designer,que adota um estilo mais crossover,e também o mais surpreendente que fica com a parte do motor,pois a BMW deixou de lado os seus famosos V10 para dar lugar ao V8 bi turbo,com 4,4 litros e a incrível marca de 408cv.

Nessa linha estão disponíveis as versões 535i e a 550i.A versão 535i chega para os brasileiros em um valor aproximado de R$228.000 enquanto a versão 550i chega por pouco mais de R$ 390.000.

Alem dessas 2 novidades a uma previsão de que a versão M possa estar presente no Salão de Paris em outubro desse ano.O esportivo também ira aposentar o V10 e dar lugar ao V8 de alto rendimento.


Por: Ewerton Cruz


A Receita Federal está promovendo amanhã, 18 de junho de 2010, a partir das 10 horas da manhã, um leilão de carros esportivos e de luxo e motos, para pessoas físicas.

Entre os itens, há modelos interessantes, como um Mustang GT 2008/2009 com lance mínimo de R$ 70.000,00; 3 Infiniti FX35; um Mercury Cougar 1973; além de alguns modelos muito sofisticados, como uma Porsche Cayenne S 2008 com lance mínimo de R$ 150.000,00, uma Ferrari 360 Modena 1999 pelo lance mínimo de R$ 250.000,00 e um Lamborghini Murciélago Roadster, pelo mínimo de meio milhão.

Interessados devem se dirigir para o Armazém 25 do Terminal Marítimo de Passageiros Giusfredo Santini, na Av, Cândido Gaffreé, s/nº.

Edital e lotes estão no site da Receita Federal.


Dentre os carros de luxo vendidos no mercado brasileiro, o mais caro de todos é o Pagani Zonda Cinque Roadster V12, que custa nada mais nada menos do que R$8,8 milhões. Além da Pagani, outras duas marcas italianas, a Ferrari e a Lamborghini lideram o mercado de preços de veículos, compondo a lista dos dez carros mais caros vendidos no país. Os modelos mais caros da Ferrari e Lamborghini são a belíssima Ferrari 599 GTB Fiorano 6.0 V12, sonho de consumo dos apaixonados por carros, cujo valor é de R$2,5 milhões, e o conversível Lamborghini Gallardo Spyder LP560-4, que custa atualmente R$1,6 milhão.

Confira a lista:

1º) Pagani Zonda Cinque Roadster V12 – R$ 8,8 milhões

2º) Ferrari 599 GTB Fiorano 6.0 V12 – R$ 2,6 milhões

3º) Lamborghini Gallardo Spyder LP560-4 – R$ 1,6 milhões

4º) Spyker C8 Aileron Spyder 4.2 V8 – R$ 1,25 milhões

5º) Bentley Continental GTC (conversível) – R$ 988,8 mil

6º) Maserati GranCabrio S 4.7 V8 – R$ 880 mil

7º) Porsche 911 Turbo Cabriolet 3.8 – R$ 789 mil

8º) Mercedes-Benz SL 65 AMG 6.0 V12 – R$ 762,6 mil

9º) Audi R8 5.2 V10 FSI Quattro R tronic – R$ 696,5 mil

10º) BMW 760i Li 6.0 V12 – R$ 630 mil

Fonte: R7

Por Elizabeth Preático


Para quem não conseguia imaginar um Gallardo mais nervoso e veloz que a versão limitada Valentino Balboni, agora pode conferir mais um lançamento da marca italiana, que parece não encontrar limites no desenvolvimento do modelo.

Agora a Lamborghini apresenta a versão Superleggera LP 570-4 no Salão de Genebra, que vem ainda mais rápida e potente.

Seu motor V10 de 5.2l consegue criar 561 cv, que faz com que este superesportivo alcance fácil os 325 km/h de velocidade máxima.

Todo o grafismo da versão é verde com uma faixa preta escrito Superleggera, e fica bem difícil de ler, caso o carro acelere de 0 a 100 km/h, afinal o tempo gasto é de apenas 3,4 s.

Os detalhes do interior são feitos em couro Alcântara, pois segundo o fabricante facilita o conforto e a dirigibilidade do motorista em altas velocidades.

Por José Alberi Fortes Junior


Apesar de serem inacessíveis para a maior parte dos mortais, os automóveis luxuosos chamam a atenção de todos. O Lobini H1 tem sido objeto de desejo de muita gente, o carro tem um bom desempenho e um design super elegante.

O veículo tem características peculiares como o peso, pois se trata de um compacto de dois lugares. E o carro pode se transformar num charmoso conversível. As portas do veículo se abrem para cima, e ar-condicionado e direção hidráulica são itens de série. Dvd e Gps são itens opcionais. O desempenho do modelo chama atenção, ele pode acelerar a 10 km/h em 6 segundos, com motor 1.8 turbo e 180cv ele chega a 230km/h. Maravilhoso!


Chega no começo de junho no Brasil o Koenigsegg CCXR E100 Platinuss Special. A importadora Platinuss, responsável por trazer o veículo, ainda realizará algumas modificações como um motor 100% movido a etanol (E100), originalmenteé 85% etanol e 15% gasolina e aumentará em 82 cv a potência, alcançando 1.100 cv. Originalmente é 1.018 cv. Com isso a velocidade final pode atingir 415 km/h e de 0-100 km/h em apenas 2,9 s.

Outro destaque do  Koenigsegg CCXR E100 são a tecnologia da dupla embreagem e da abertura de portas.

Inicialmente, apenas uma unida do superesportivo fabricado na Suécia foi encomendada. O preço de venda será de R$ 6 milhões.


A Fiat lança a versão esportiva do Punto, que já agrada ao público jovem e agora lança em uma versão com 152 cavalos de potência, com o motor 1.4 flex.

Vem com um acabamento personalizado e cheios de detalhes que somente uma versão limitada e esportiva teria, como o nome da versão nos bancos, pedaleiras esportivas, rodas de liga-leve aro 17, motor 1.4 Flex turbo 16 válvulas.

Detalhes esportivos, como spoolers, saias laterais e pára-choques foram adicionados para dar um charme ainda maior à esta versão que promete concorrer de frente com outras versões esportivas que devem chegar ao mercado nos próximos dias, como o 207 Quicksilver.

Por José Alberi Fortes Junior

Fotos: Divulgação


Você saberia dizer qual é hoje o carro mais caro do Brasil?

Pois é. A Fipe divulga todos os meses além dos carros mais baratos do país, também os mais caros.

E se eu disser que o veículo mais caro do país vale nada mais, nada menos, do que 131 unidades de Peugeot 206 – 1.6 – ano 2001 ? Isso mesmo! A Ferrari F599 GTB Fiorano custa o montante de R$ 2,36 milhões de reais, e é hoje o carro mais caro do Brasil.

Para aproveitar o momento, vai uma foto da nossa “modesta” campeã:

fiorano_ferrari_gtb

Veja a lista com os 10 carros mais caros, além da F599, é claro:

F599 GTB Fiorano R$ 2.365.914,00
612 Scaglietti R$ 2.288.745,00
F430 Scuderia R$ 1.683.930,00
F430 Spider R$ 1.598.454,00
F430 F1 R$ 1.396.558,00
S-65 AMG R$ 863.537,00
SL-65 AMG R$ 851.358,00
GranTurismo R$ 766.518,00
Quattroporte Automatica R$ 739.850,00
911 Turbo Cabriolet R$ 733.825,00

Quer dar uma volta num Audi A6 ?

O vídeo abaixo, da Revista Auto Esporte, mostra um teste realizado em uma pista da própria Audi, com cerca de 5km de extensão, em que se pode testar velocidade de 0 a 100km/h, velocidade máxima, além de fazer exerícios com pista molhada, slalom, etc.


Que tal conhecer o novo Volkswagen Eos ? Pois é… ele chegou ao Brasil.

Trata-se de um conversível com muito estilo, elegante, potente e belíssimo. Chega ao Brasil custando cerca de R$ 160 mil, e pretende concorrer com os já conhecidos Audi TT, Mercedes SLK, Peugeot 307 cc (cabriolet) ou então a BMW 120i.

O diferencial do Eos é que ele é um modelo que foi feito especificamente para ser um cabriolet. Possui um motor 2.0 TSI Turbo (200 cavalos) além de câmbio Tiptronic de 6 marchas, que é exatamente a mesma configuração do Audi TT. Sua velocidade máxima é de 229 km/h, e faz um 0 a 100 km/h em apenas 7,9 segundos.

O interior possui painel emborrachado, além de bancos esportivos em couro: preto, bege ou cinza. Conta com volante multifuncional (troca de marchas, rádio, etc.), ar-condicionado de duas zonas e um excelente difusor de vento. Sua suspensão dianteira é derivada do Golf, e a traseira do Passat. Em termos de porta-mals, são 380 litros (com capota fechada) ou 205 litros (com capota aberta).

vw_eos_2010

vw_eos_2010_2


Para quebrar um pouco a seriedade do blog, dois belos slides com fotos de alguns dos carros esportivos mais cobiçados do mundo. Divirta-se!





CONTINUE NAVEGANDO: