Novo Audi R8 LMS GT3 – Apresentação no Salão de Genebra 2015


A Audi trouxe ao Salão de Genebra uma novidade para o automobilismo propriamente dito. Trata-se de um carro de competição. Estamos falando aqui do novo Audi R8 LMS GT3. O modelo de competição é baseado na segunda geração do esportivo e foi desenvolvido tendo em vista várias novidades de segurança, além de maior potência e leveza do conjunto. Isso sem falar na beleza do automóvel em si, que conta com diversas entradas de ar típicas de carros de corrida, mas mesmo assim, pode ser claramente reconhecido como um Audi.

Para a construção do carro, houve o uso de um tipo de plástico reforçado com fibra de carbono na parte traseira do conjunto. Isso permitiu ao carro um peso 25 kg menor que o do seu antecessor e ainda a capacidade do veículo em passar nos testes de impacto da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

Entre outras novidades de segurança também podemos citar o banco conectado ao chassi, que dá mais firmeza ao conjunto em caso de impacto, uma escotilha no teto para facilitar resgate do piloto se necessário, além de sistemas de pedais e coluna ajustável de acionamento elétrico para melhor conforto.

O motor não é novo e nem por isso deixa a desejar. Trata-se de um motor de 5.2 litros, V10, capaz de fornecer ao carro uma potência total de até 593 cavalos. O carro recebeu uma nova transmissão de seis marchas com acionamento atrás do volante, por meio de borboletas. Como já foi dito, o modelo conta com uma aerodinâmica invejável e digna de nota, além de contar com uma excelente circulação de ar no cockpit (de 250 litros de ar por segundo, quando o automóvel se encontra a 200 km/h). O carro será feito sob encomenda e acredita-se que as primeiras unidades já serão entregues no final do ano de 2015.

Por Nosf


Audi R8 é antecipado pela marca


Não está oculto para ninguém que a Audi vem produzindo um substituto do seu bem-sucedido R8, entretanto, as imagens oficiais pioneiras estão aparecendo neste momento. Sem possibilitar apresentar muitos detalhes, a empresa alemã disponibilizou uma foto do esportivo coberto, somente com parte do para-choque dianteiro e do farol expostos.

Com luzes de laser no conjunto óptico como fator novo, apesar desta possibilidade não poder ser utilizada nos Estados Unidos devido a legislação local, e linhas mais em retas em relação ao modelo que está substituindo, o novo R8 será disponibilizado com desenho bem semelhante ao já antecipado pelo novo TT.

O lançamento do modelo ocorrerá no Salão de Genebra, na Suíça, em março.

O motor FSI de 4,2 litros está presente logo atrás da cabeça do motorista, em um exemplo de ninho de fibra de carbono, e, conforme as rotações sobem, o motorista quase pode sentir seus 420 cv e o potencial para alcançar 301 Km/h.

A aceleração é qualificada, com a corrida de 0 a 96 Km/h completada em menos de 4,5 segundos. A suspensão é firme, o motorista pode sentir cada desnível do asfalto e o carro possibilita a sensação de estar nada menos que 100% qualificado para a pista de corrida. Como efeito, uma pequena perda de conforto é trocada pela estabilidade em alta velocidade e pela grande aderência dos pneus.

A direção é rápida nas respostas. O menor movimento já é o bastante para o R8 alterar de direção. Tendo a presença do opcional Magnetic Ride de 1 350 libras (2 659 dólares), o R8 apresenta pequenas imperfeições do piso com muito mais eficácia. O sistema possui dois módulos, Conforto e Esporte, entretanto, até em Esporte ele é mais complacente em relação a suspensão da versão convenciona. É atrativo o detalhe do Magnetic Ride pouco influencia na qualidade da direção ou a aderência que ele fornece. Os freios aparentam ligar ou desligar e necessitam nitidamente de ajuste.

Felipe Couto de Oliveira


Audi A4 e A5 ganham Motor 1.8 e Novos Preços


Potentes, econômicos e menos poluentes. Assim podem ser considerados os novos motores da linha 2015 do Audi A4 Sedan e Audi A5 Sportback.

Os novos sedãs da Audi agora apresentam um motor Turbo 1.8 FSI, que é menor, mais leve (pesa 3,5 kg) e produz até 170 cavalos de potência. De acordo com informações da própria montadora alemã, os novos motores do Audi A4 e Audi A5 podem ser até 21% mais econômicos, dependendo é claro do estilo de condução de cada motorista. E além desta economia de combustível, os novos motores da Audi lançam menos poluentes no ar.

O maior diferencial entre este novo motor 1.8 Turbo e o antigo 2.0 TSi de 180 cv está no sistema de injeção de combustível que integra os dois motores. Enquanto o antigo possuía apenas um tipo de injeção (a direta), os novos motores 1.8 possuem dois tipos de injeção: a direta (que é usada quando se exige mais potência do motor) e a indireta (usada em situações onde não se exige tanto esforço do motor e se prioriza um consumo menor de combustível).

E mesmo com um motor menor e mais econômico, a linha 2015 dos sedãs da Audi se manteve praticamente com a mesma performance. O Audi A4 vai de 0 a 100 km/h em 8,3 segundos, sendo apenas 0,1 segundo mais lento que no modelo 2014. Já a sua velocidade final chega aos 225 km/h. Utilizando gasolina, o A4, que antes fazia 14,1 km/l, agora consegue fazer em média 17,24 km por litro na cidade e nas estradas – segundo a montadora.

No Audi A5 Sportback, a redução no tamanho e no peso do motor deixaram o modelo mais veloz 0,2 segundos. Agora ele vai de 0 a 100 km/h em 8,4 segundos e atinge uma velocidade máxima de 220 km/h. Em relação ao consumo de combustível, antes o A5 fazia 13,9 km/l, agora de acordo com a Audi o modelo chega aos 16,9 km por litro de gasolina.

Um câmbio Multitronic CVT de 8 marchas equipa os modelos A4 Sedan e A5 Sportback. Há ainda outra opção de transmissão para os dois modelos, a S-tronic, mas para tê-la é necessário encomendá-la da Alemanha.

O preço inicial do Audi A4 Sedan Attraction é de R$ 138.990, chegando até os R$ 152.990 na versão A4 Avant Ambiente.

Já o Audi A5 Sportback Attraction começa a ser comercializado por R$ 155.990 e o A5 Sportback Ambiente será vendido por R$ 167.990,00.

André F.C.


Novo Audi A3 Sedan Flex será lançado no Brasil no 2º Semestre


Audi também será beneficiada com a modernização da fábrica da Volkswagen (detentora da marca) em São José dos Pinhais (PR). O primeiro modelo produzido lá será o A3 Sedan, a partir da metade do ano de 2015. Apesar da recusa de alguns engenheiros alemães, a empresa irá fabricar o modelo com a justificativa de melhorar a sua atuação no mercado, diz uma fonte ligada à empresa.

O A3 Sedan terá uma diferença básica em relação ao modelo presente no mercado, que atualmente vem importado da Hungria. A novidade é o motor bicombustível. A partir do segundo semestre, o modelo produzido chegará ao mercado nacional, juntamente com o novo Golf brasileiro. A nova plataforma permite que outros modelos, como o futuro Jetta nacional, também seja produzido na unidade. Atualmente esses modelos são importados do México, devido à tributação menor que os vindos da Alemanha.

Vale ressaltar que tanto os carros Audi quanto Volks virão equipados com o mesmo motor flex TSI de 1,4 litro, com turbo e injeção direta de combustível, o chamado turboflex. Com isso, os veículos poderão atender as necessidades do público daqui, contudo, essa mesma demanda contraria os engenheiros da Audi. Isso porque a marca precisa oferecer modelos flex mesmo com estes não apresentando ganhos práticos.

O A3 Sedan 1.4, que será produzido no Paraná, gerará até 122 cv de potência (a 5.000 rpm) e torque de 20,39 kgfm (linear entre 1.500 e 4.000 giros). O modelo manterá as principais características, como o sistema start/stop (que faz o motor parar de funcionar em paradas rápidas) e o de regeneração de energia (Kers), atuante em frenagens, por exemplo. Além delas, o modelo continuará com o conjunto do câmbio S-tronic, com dupla embreagem e sete marchas.

A unidade de São José dos Pinhais também produzirá o Audi Q3 nacional, SUV compacto da marca, contudo, está previsto somente em 2016.

Ana Rosa Martins Rocha


Audi A8 – Informações sobre o carro


Em 1993 no Salão de Frankfurt a Audi apresentou ao mundo o conceito Aluminium Space Frame ou ASF. O conceito marcava a primeira exibição pública de um novo modo de produzir carrocerias usando alumínio, mais leve e mais maleável que os materiais até então usados na construção de carros. Hoje sabemos que a tendência foi fortemente levada adiante por anos. Em março de 1994 a Audi apresentou ao mundo o carro que seguiria exatamente o conceito apresentado: tratava-se do Audi A8.

O carro mirava alto no mercado. Queria competir com ninguém menos que o BMW série 7 e o Mercedes-Benz Classe S. O A8 sempre foi considerado um carro elegante e sóbrio, contando com linhas suaves e contidas muito comumente vistas nos anos 90 e que fugia completamente ao visual recortado e com linhas sinuosas vistos nas décadas anteriores. A frente do carro era dominada por uma ampla grade que acompanhava o desenho do capô e seguia com os faróis em formas elípticas, que na época eram raros. O interior do carro seguia bem o exterior. Sem exageros, contudo sem deixar toda a sofisticação do modelo de lado.

O painel contava com grandes instrumentos de leitura e um volante amplo de quatro raios. Os bancos possuíam ajuste elétrico e o carro ainda contava com vários itens de conforto como sistema de áudio Bose com toca-CDs, celular, acionamento elétrico de encostos de cabeça traseiros, entre outros.

A motorização não deixava nenhum pouco a desejar e quase destoava com a seriedade do carro. O coração era um motor V6 com capacidade para 2.8 litros ou um V8 com capacidades de 3.7 ou 4.2 litros. O V6 era capaz de gerar uma potência de 174 cavalos ao conjunto e um torque de 25,5 kgfm enquanto o V8 era capaz de gerar uma potência de até 300 cavalos para o motor e um torque de 40,8 kgfm. O carro era capaz de ir de 0 a 100 km/h em apenas 7,3 segundos e chegar a velocidade de 250 km/h limitada eletronicamente.

Audi A8

Audi A8

Fotos: Divulgação


Audi A7 autônomo percorreu 900 km sem motorista


A Consumer Electronics Show (CES) é uma exposição mundialmente famosa que sempre traz ao público uma série de novas invenções tecnológicas visando facilitar a vida humana. A exposição traz destaque para o mundo da informática, telefonia móvel e como não poderia deixar de ser, o automobilismo. A tendência atual é que os veículos se tornem cada dia mais independentes da função humana, assim como visto em filmes de ficção científica como “Eu, Robô”. Vários periféricos eletrônicos da atualidade são capazes de estacionar o carro sozinho, indicar a melhor rota para o motorista, controlar a tração das rodas impedindo derrapagens, entre outros. Para a exposição da CES esse ano a montadora Audi foi além e apresentou um Audi A7 autônomo que percorreu a distância de 900 km de São Francisco até Las Vegas sem assistência humana.

O Audi A7 autônomo e conceitual é um sedan que conta com um motor de 3.0 litros V6 Supercharged, capaz de gerar a composição uma potência de 314 cavalos a 5500 rotações do motor por minuto e um torque de 45 kgfm em rotação do motor de 4500 giros. A máquina conta com câmbio automático (tudo no carro é automático, por que o câmbio não seria?) de oito velocidades. A ideia da empresa foi genial. Como provar a funcionalidade de um carro autônomo? Fazendo ele percorrer a distância até o evento.

Três jornalistas americanos puderam acompanhar de trás do volante a evolução do carro, porém foram meramente espectadores. A viagem foi útil com duas principais finalidades: a primeira coletar dados para pesquisa em uma eventual produção em série e a segunda mostrar a viabilidade de uma viagem autônoma mesmo com o trânsito em cidades e rodovias.

Os estados da Califórnia e de Nevada cederam à empresa autorização para realizar os testes em suas vias públicas. O carro é capaz de segurar sem assistência de motorista até a velocidade de 112 km/h. Para funcionar o carro conta com diversos sensores e radares que atuam em 360º a curto e médio alcance. O carro conta ainda com sistemas de scanners e lasers para fazer uma varredura do perímetro informando ao carro sobre obstáculos e conta com uma câmera de vídeo 3D de alta resolução para facilitar a condução do conceito. O motorista pode reassumir o controle do carro a qualquer momento.

Por Nosf

Audi A7

Audi A7

Audi A7

Fotos: Divulgação


BMW, Audi, Nissan e Renault deixam de vender carros na Rússia


A BMW, Audi, Jaguar Land Rover, GM, Renault e Nissan, são algumas das montadoras que não estão mais enviando modelos novos para a Rússia em função da crise que fez com que a moeda local perdesse o equivalente a 50% do seu valor durante esse ano.

Essa é uma notícia ruim, pois significa que as montadoras estão perdendo dinheiro. De acordo com o presidente da aliança Renault-Nissan, Carlos Ghosn, a Nissan deixou de enviar alguns modelos, mas irá honrar todos os pedidos que foram realizados até o momento. Ainda segundo ele, não estão aceitando novos pedidos até que a situação econômica do país esteja controlada.

A maioria dos fabricantes já elevou os preços dos carros na Rússia, principalmente os modelos que contam com mais componentes importados. A GM é uma das montadoras que só cumpriu os contratos que já estavam fechados e parou de mandar novas unidades no dia 16 de dezembro. A divisão européia da GM divulgou uma nota dizendo que considerando a volatilidade do rublo (moeda Russa) a venda de veículos aos distribuidores está temporariamente suspensa.

Em nota, a Audi afirmou que deve elevar os preços e que está adiando as entregas. Já á BMW divulgou que está direcionando a produção para outros mercados.

A crise da moeda russa começou pela queda acentuada nos preços do petróleo, que até então era a principal fonte de recursos de Moscou. Além disso, as sanções ocidentais impostas pela atuação no governo russo na Ucrânia também fez com que a economia encolhesse. Se no setor de automóveis, esse encolhimento representa 13% nas vendas de janeiro a outubro se comparado ao ano passado. Com a crise, a Grã Bretanha já ultrapassou a Rússia no ranking de venda de carros, sendo o 8º país. Já o Brasil permanece na quinta colocação.


Audi RS6 Avant – Características do modelo


A Audi é uma empresa conhecida no Brasil por lançar carros de qualidade. Não necessariamente ultra-luxuosos e nem necessariamente superesportivos, mas carros que atendem um mercado um pouco mais seleto do que o dos carros populares. O Audi RS6 Avant é uma das belezinhas da empresa sendo ao mesmo tempo um carro grande e esperto.

A velocidade máxima do carro é de 305 km/h embora o visual lembre o de uma peruinha. O motor conta com oito cilindros (dois a menos que a versão anterior).  A redução denota uma clara preocupação da empresa em reduzir as emissões de poluentes. Não menos que 30% da emissão de CO2foi eliminada.

Em baixa necessidade de potência, apenas quatro desses cilindros ficam ativos. Nesse modo o motor cede ao carro um torque de 25,5 kgfm alcançado 3500 rotações por minuto. Essa medida promove uma economia de combustível de até 12%.

O carro é pesado, com 1950 kg. O valor é alto, mas é bem compatível com as dimensões do carro que não é pequeno. Entre 5700 e 6600 rotações por minuto o motor entrega ao carro uma potência de 560 cavalos. O motor é de 4.0 litros e conta com dois turbocompressores de duplo fluxo, resfriador a ar e injeção direta de combustível. A redução do motor em relação ao modelo anterior ocasionou uma perda de 20 cavalos de potência que sinceramente não fazem muita diferença.

O carro é esperto e entre 1750 e 5500 rpm tem um torque de 71,4 kgfm que empurra o carro com muito sucesso. A velocidade máxima de 305 km/h é limitada eletronicamente sem necessidade de uma oitava marcha e o carro é capaz de ir de 0 a 100 km/h em questão de 3,9  segundos apenas. O tanque de combustível comporta 75 litros.

O carro conta com quatro saídas de escapamento, sendo que duas delas permanecem abertas em certas condições apenas. É um dos carros mais rápidos do mundo certamente e ainda tem um bom espaço interno.

Por Nosf

Audi RS6 Avant

Audi RS6 Avant

Audi RS6 Avant

Fotos: Divulgação


Audi lança novo modelo Q7 2015


A Audi irá lançar no mercado o modelo Q7, trazendo inovações ao mercado. O veículo passou por uma reformulação em seu visual, se destacando na elegância em seu design. Algumas transformações foram realizadas em sua estrutura, diminuindo 325 quilos do veículo. Além disso, para conquistar o mercado, o carro também apresenta algumas novidades no que se refere a diferentes acessórios tecnológicos de última geração.

Em comparação com a versão anterior, o novo modelo não apresenta mudanças significativas em sua estética. As transformações que a Audi realizou foram pequenas, onde ela salientou no modelo a grade dianteira, que é feita de alumínio, e os faróis com a tecnologia de iluminação LEDs.

Foto: divulgação

A parte lateral se mantém semelhante ao visual da série anterior, dando um destaque na parte traseira com um formato elegante.

A parte interna do veículo tornou-se mais atrativa através do novo estilo do painel e ao sistema multimídia que é composto por duas telas, sendo uma delas de 12,3 polegadas e outra com 8,3 polegadas. O modelo também possui um excelente sistema de som da marca Bose ou da Bang& Olufsen, tendo 23 alto-falantes com uma frequência de 1.920 watts.

Outra característica interna do veículo é ter se tornado mais espaçoso, com um aumento de 21 mm entre as fileiras dos bancos, além de ter aumentado o espaço de 41 mm para reclinar a cabeça nos bancos dianteiros e 23 mm de aumento nos bancos de trás do automóvel.

Foto: divulgação

O veículo terá duas opções de escolha para o motor, onde uma delas poderá ser a diesel – 3.0 de 272 cv – e a outra alternativa será a gasolina – 3.0 de 333 cv.

O motor a diesel é capaz de registrar 17,5 Km por litro. Já o motor a gasolina é capaz de gerar 12,3 Km por litro.

O modelo Audi Q7 tem previsão de ser lançado no mês de janeiro de 2015, onde acontecerá a apresentação da nova série no Salão de Detroit.

Por Felipe Couto de Oliveira


Audi TT e TTS – Lançamento dos novos modelos esportivos


A Audi é uma marca conhecida por bons carros sempre surpreendendo em potência e desempenho com veículos que chamam atenção por onde passam. No que diz respeito ao mercado o carro ocupa uma porção mais seleta, menos ampla. No Brasil especificamente a Audi é conhecida por carros caros e luxuosos.

A alemã lançou os novos roadsters Audi TT e Audi TTS. A edição anterior não chegava a ser um esportivo. Era bonito e ágil, mas nada acima da média. Agora a terceira fase dos Audi da família TT promete deixar os problemas para trás, com um carro mais ágil, com resposta melhor e um motor digno de esportivo.

A Audi remodelou o veículo completamente, não apenas mexeu em alguns detalhes, mas o tornou um novo carro. As linhas sinuosas e curvas presentes nos modelos anteriores foram substituídos por linhas retas, com exclusividade. O resultado é bonito. O novo material da carroceria deixa o carro mais leve que a versão anterior também, mudança muito bem-vinda.

O motor é de 2.0 litros TFSI da família EA888, porém com várias alterações e equipamentos que melhoram muito sua eficiência e potência final. A potência gerada pelo motor é de 230 cavalos e o torque é de 37,7 kgfm entre 1600 e 4300 giros do motor por minuto. O carro também promete uma maior economia de combustível, fazendo aproximadamente 15 km por litro. O carro chega com 6 marchas e dupla embreagem com a transmissão S-tronic. O carro conta com tração dianteira e o motor promete levá-lo de 0 a 100 km/h em um prazo de 5,9 segundos.

O interior do carro merece um destaque especial. O veículo conta com um cockpit virtual de 12,3 polegadas onde está todo o painel de instrumentos. A sacada é muito inteligente e embora possa parecer um pouco confuso a princípio demonstra toda uma simplicidade e eficiência.

Por Nosf

Audi TT

Audi TTS

Fotos: Divulgação


Audi RS3 Sportback chega em 2015 com preço de 40,4 mil euros


Com o lançamento foi na semana passada pela Audi, o RS3 Sportback agora conta com o seu preço divulgado. O site World Car Fans contou com um acesso para um material que aponta que o curso do modelo será de 56,6 mil euros.

O valor é maior em comparação com o S3 Sportback, que sai por 40,4 mil euros.

O RS3 Sportback vai contar com um motor 2.5 turbo de quatro cilindros com uma potência de 367 cavalos e um torque de 47,4 mkgf. A previsão é que o modelo da Audi chegue em suas concessionárias no primeiro trimestre de 2015.

Entre outras especificações, o carro chega com tração integral e transmissão com sete marchas S-Tronic e dupla embreagem.

A aceleração do RS3 Sportback para ir de 0 a 100 km/h é de 4,3 segundos. A sua velocidade final fica em 250 km/h.

O para-choque do esportivo conta com a inscrição “quattro”, para-choque traseiro com difusor preto, retrovisores com capas de alumínio, rodas de liga leve de 19 polegadas, além de dutos de escape duplos.

Na parte interior do modelo, o novo carro da Audi terá os seus bancos esportivos em couro Nappa, volante com sua base achatada com costura contrastante, pedais em aço inox e detalhes de alumínio no seu console com revestimento em fibra de carbono.

audi-rs3-sportback

audi-rs3-sportback-back

audi-rs3-sportback-interior


Audi A3 E-tron – Novo modelo híbrido com motor a gasolina e elétrico


A Audi é uma empresa já conhecida e calejada no mercado automobilístico, com destaque para seus automóveis de linha esportiva e carros de luxo. Como não poderia deixar de ser a Audi agora começa a dar alguns passos em direção a uma nova linha de mercado: os automóveis eco-sustentáveis.

Com isso a nova promessa é o Audi A3 E-tron, um híbrido da marca que promete ser competitivo ao mercado, trazendo um padrão de consumo mais “verde” sem deixar de lado os traços já conhecidos da empresa. No Brasil ainda não tem uma data de lançamento prevista e muito menos um valor aproximado. Na Alemanha o carro é vendido por aproximadamente 38 mil euros, o equivalente a R$ 120 mil.

O carro conta com dois motores: o primeiro é movido a gasolina com capacidade de 1.4 litros turbo, capaz de gerar até 150 cavalos de potência para o veículo; o segundo é um motor elétrico, situado entre o volante do motor e o sistema de embreagem. O motor elétrico é capaz de gerar até 102 cavalos de potência para o motor e tem um torque aproximadamente de 8kgfm maior do que o motor a gasolina. O motor é alimentado por baterias de lítio que podem ser recarregados pela tomada.

Os dois motores combinados são capazes de fornecer ao veículo a potência de 204 cavalos e o carro é capaz de ir de 0 a 100 km/h em apenas 7,5 segundos e chegando à velocidade máxima de 222 km/h, o que é um bom número considerando um carro híbrido. Segundo a empresa o carro tem autonomia de 900 km e tem emissões de carbono de 35 g/km, um ótimo custo benefício.  Funcionando apenas pelo motor elétrico o carro é perfeitamente silencioso, sendo difícil notar seu funcionamento. Quando se pisa fundo o motor a gasolina é ativado e é possível escutar um leve ronco de motor.

No visual o carro é um hatch esportivo sem deixar é claro de abrir mão do conforto que um Audi tem a oferecer.

Por Nosf

Audi A3 E-tron

Audi A3 E-tron

Audi A3 E-tron

Fotos: Divulgação


Novo Audi TT Crossover está previsto para ser lançado em 2015


Todos os carros da linha Audi são modelos “Top de Linha” em todo mundo. E quando começa a surgir novidades para o mercado automobilístico, já é motivo de interesse de muitos para saber qual estilo esportivo será lançado. E neste momento, a previsão é de um incrível Audi TT no estilo Crossover, uma rica informação que já foi pronunciado por um representante da marca fabricante.

Este terceiro modelo da linha TT está previsto para o próximo ano de 2015, mas ainda está em fase final de projeto. Todas as características do Crossover parecem muito com o seu “irmão” TT Offroad, que já foi divulgado este ano no Salão de Pequim.

Segundo Ulrich Hackenberg, chefe de produção e desenvolvimento dos carros da marca Audi, que compradores alemães já estão apresentando interesse em fazer negócios comerciais com o modelo TT Offroad. A equipe que faz o controle de todos os testes de fabricação revelou aspectos positivos sobre o veículo, como também acreditam que o estilo moderno do carro vai fazer sucesso no mercado. Imaginem o Crossover!

O TT Offroad apresenta um moderno tipo de motorização 2.0 híbrido, como também ainda vem com TFSI de quatro cilindros e 38,75 mkgf de torque. De acordo com a Audi, o veículo proporciona mais autonomia e economia, pois dispõe de dois motores elétricos que permitem uma potencia de até 407 cv.

A fabricante Audi pertence ao grupo da Volkswagen, todos os carros da linha Volks e em especial a Audi tem marca de grande importância no Brasil. Todos os veículos ganham a preferência e domínio no mercado automobilístico. E mesmo que o preço não seja tão acessível para todos, mas os clientes reconhecem que os carros são de alto padrão de luxo, tecnologia e qualidade. Por isso vale a pena o investimento, levando muitos motoristas e colecionadores aderirem ao poder de sedução dos incríveis modelos já disponíveis no mercado.

Investir no Brasil é sempre produtivo para a marca, pois em 2013 foi registrada uma venda de 35%. Em 2014, a linha continua destacando no comercio automobilístico, como também espera alcançar um número de até 30 mil carros ao ano até 2020.

Por isso, não é novidade que o Audi TT Offroad vai ser um grande sucesso de vendas, como também muitas pessoas já devem estar preparando a imaginação sobre o novo estilo Crossover que em breve sairá do papel, garantindo presença em um Showroom.

Por Jaqueline Mendes

Audi TT Crossover

Audi TT Crossover

Audi TT Crossover

Fotos: Divulgação


Audi irá lançar carro totalmente elétrico capaz de atingir até 450 km de autonomia


A empresa automobilística alemã Audi quer lançar um modelo para concorrer com os competitivos carros da Tesla. A montadora quer lançar uma versão totalmente elétrica que poderá chegar até 450 km de autonomia, algo bastante agressivo para os modelos do segmento produzidos atualmente.  

É interessante notar que as principais e consagradas fabricantes estão investindo capitais em tecnologias de motores que não dependerão mais de petróleo para funcionarem. Além de ser um passo importante para a sustentabilidade ambiental, é um momento para trazer à mente das pessoas que recursos limpos também podem ser potentes e eficientes.  

A montadora parece ser a primeira marca escolhida pelo grupo Volkswagen para produzir um automóvel totalmente elétrico. Sendo assim, será possível concorrer em pé de igualdade com modelos da Tesla Motors, que já possui protótipos de carros altamente tecnológicos.  

É esperado que o novo automóvel da Audi 100% movido a eletricidade tenha baterias capazes de aguentar até 450 km sem precisar ser recarregadas. Tal informação foi emitida pelo chefe de desenvolvimento, Ulrich Hackenberg, em uma feira de Los Angeles chamada de Auto Show.  

Não é possível ainda saber como será o modelo do carro. Poderia ser um sedan ou um modelo bastante esportivo. De qualquer forma, o modelo será grande e permitirá espaço para cinco ocupantes e suas bagagens.  

Com poucas especificações apresentadas, muitos já se aventuram em posicioná-lo como concorrente direto do Tesla Model S. No entanto, teremos que aguardar mais informações sobre o novo veículo da Audi para que especulações mais reais possam ser afirmadas.  

É provável que o modelo da montadora alemã chegue ao mercado no ano de 2017. Mesmo que demorada, a tecnologia de carros híbridos ou 100% elétricos é uma tendência bastante forte para o futuro automobilístico. Investimentos agora certamente serão fundamentais para que bons modelos sejam fabricados futuramente, tornando reais para os consumidores em qualquer parte do mundo.

Por William Nascimento

Audi

Audi R8 E-tron

Fotos: Divulgação


Audi Prologue Concept – Novo modelo top de linha de luxo


A Audi revelou oficialmente seu novo conceito que dará origem ao futuro sedan topo de linha de luxo da fabricante: o Prologue Concept. Tratado também como A9 Concept, o modelo luxuoso também terá a missão de tornar-se exemplo das características de design da marca para os próximos anos, com traços mais arrojados que os dos modelos atuais.

Esteticamente, embora o Prologue Concept seja um coupé um levemente mais curto que o A8, atual topo de linha da Audi, o modelo apresenta-se com um visual imponente e muito elegante, embora ainda conte com diversos elementos típicos de carro-conceito.

Na dianteira, cabe destaque para os faróis a laser Matrix mais estreitos e modernos, a ampla grade dianteira em formato hexagonal, spoiler dianteiro com acabamento na cor preta e vincos discretos no para-choque. Na lateral, além das rodas de liga leve de 22 polegadas, a alta linha de cintura, somada aos vincos que percorrem toda a lateral do veículo, fazem com que o carro tenha um visual musculoso e imponente, mas também harmônico e fluído. Por fim, na parte traseira o modelo, que também se destaca pela mescla do perfil sedan-coupé, conta com um para-choque saliente com saídas de escapes integradas, vincos bem distribuídos e lanternas com tridimensionais com formato estreito e interligadas por um detalhe cromado.

Na cabine, o Prologue Concept ainda traz nítidas influências de ser um carro-conceito, com a adoção de um layout extremamente minimalista, “clean” e futurista. O exemplo disso é a distribuição de informações que são apresentadas por todo o console do carro, desde o painel de instrumentos, o sistema de entretenimento, bem como a parte superior porta-luvas para o passageiro da frente, que também conta com um visor. Portanto, toda a frente traz diversos visores touchscreen, sendo que uma porção da interface adota um novo tipo de OLED feito de LEDs orgânicos.

Para completar, por se tratar de um luxuoso sedan, o topo de linha da marca alemã utilizou materiais de excelente qualidade para revestir o carro, como os bancos com revestimento em couro premium, acabamento com lâminas de madeira de olmo e alumínio, couro com costura contrastante no painel, nas portas, na alavanca de cambio e nas portas, entre outros detalhes.

Mecanicamente, o Audi Prologue Concept traz sob o capô o motor 4.0 TFSI Biturbo, capaz de entregar 605 cv e torque de 76,48 kgfm. Trabalhando em conjunto com o bloco Biturbo está uma transmissão automática Tiptronic com oito velocidades. Com tração integral Quattro, o sedan topo de linha acelera de 0 a 100 km/h em apenas 3,7 segundos.

Mesmo com toda essa potência e força, o Prologue Concept tem consumo médio, de acordo com a Audi, de 8,6 litros de combustível a cada 100 km rodados, o que da uma autonomia média de aproximadamente 11,62 km/L, com emissão de 199g de CO2 por quilômetro rodado.

Por Caio Polo

Audi Prologue Concept

Audi Prologue Concept

Audi Prologue Concept

Audi Prologue Concept

Fotos: Divulgação


Audi A1 2015 reestilizado traz novidades na parte mecânica


Impulsionada pelos bons resultados que vem obtendo, a Audi não para de apresentar novidades. Dessa vez, após a divulgar a reestilização do SUV Q3 há alguns dias, a marca alemã apresentou seu compacto A1 na versão 2015.

A primeira renovação do compacto da Audi, que foi lançado em 2010, trouxe mais modificações técnicas e de desempenho, tendo em vista que o modelo contará com uma nova gama de motores, do que estéticas. A principal novidade fica por conta do novo motor três cilindros da Audi. 

Esteticamente, por ter um visual moderno e que carrega as características dos atuais carros da montadora, não houve grandes modificações. Além da grade levemente alterada, o Audi A1 2015 conta com para-choques remodelados com vinco mais expressivos, faróis dianteiros mais modernos e com linhas mais retas, novos faróis de neblina e nova disposição das lanternas traseiras.

Se na parte externa as modificações foram muito singelas, no interior as mudanças foram ainda mais sutis. Além de novas opções de personalização da cabine, o grande destaque fica por conta para a nova versão da central de entretenimento MMI com tela retrátil. 

Todavia, as maiores novidades do Audi A1 reestilizado está mesmo no quesito mecânico. A marca alemã promoveu melhorias na dirigibilidade do veículo, com a adoção de um novo sistema de direção eletromecânica, além da nova suspensão adaptativa, equipamento oferecido opcionalmente pela Audi. Segundo a fabricante, com esses ajustes o rodar do A1 ficou mais confortável e firme, quando comparado à versão anterior do carro. 

Já a gama de motores ganhou duas inéditas opções: os novos motores três cilindros 1.0 TFSI a gasolina e o 1.4 TDI a diesel. Além dos já conhecidos propulsores a gasolina que passaram por melhorias (1.4 TSI, que deixa de entregar 122 cv para oferecer 125 cv de potência e que ainda possui uma configuração de 150 cv, bem como o 1.8 TFSI com 192 cv, que anteriormente entregava 182 cv), agora o Audi A1 pode ser equipado com o novo bloco três cilindros turbo 1.0, que é capaz de gerar 95 cv, com autonomia de 23,2 km/L de gasolina e emissão de 99g/km de CO2.

Voltado mais para o mercado europeu, além da opção 1.6 TDI com 116 cv, a novidade para os motores a diesel fica por conta do novo propulsor três cilindros 1.4 TSI com 90 cv de potência, autonomia média de 29,4 km/L de diesel e emissão de 89g/km de CO2 

Por Caio Polo

Audi A1 2015

Audi A1 2015

Audi A1 2015

Fotos: Divulgação


Audi A8 L será vendido no Brasil


A Audi, pensando no mercado de luxo voltado para os altos executivos e os milionários do país, começa a vender no Brasil o novo A8 L, versão mais luxuosa e longa do sedan topo de linha da marca alemã. Com duas opções de motorização (3.0 V6 TFSI e 6.3 FSI W12) e um acabamento impecável, o novo Audi A8 L será apresentado pela primeira vez ao público durante o Salão do Automóvel de São Paulo, que tem início no dia 30 de outubro. O novo Audi A8 L tem preços a partir de R$ 457.300.  

Mantendo as mesmas características de design do Audi A8 convencional, o grande diferencial do sedan de luxo topo de linha fica por conta de sua extensão avantajada, tudo para oferecer aos passageiros o máximo de conforto e espaço de acomodação. Para tanto, o modelo possui 5,26 metros de comprimento e 3,12 metros de distância entre eixos, sendo 13 centímetros mais longo e dispondo dos mesmos 13 centímetros a mais na distância entre-eixos, quando comparado ao A8 tradicional.

Outro diferencial do luxuoso sedan da Audi é o refinadíssimo acabamento interno e a vasta lista de equipamentos de conforto e segurança. Cabe destaque para os bancos traseiros individuais reclináveis com sistema de aquecimento, ventilação e massageador, o sistema de entretenimento para os passageiros dos bancos traseiros, o controle de temperatura individual, teto solar panorâmico (Open Sky), além da suspensão a ar adaptável.

Além disso, entre outros itens, o novo Audi A8 L conta com os novos faróis Matrix LED, dotado de cinco conjuntos individuais de LEDs com funcionamento independente, Audi Night Vision, sistema que detecta pessoas e animais no escuro através de infravermelho, Head Up Display, fechamento automático das portas (Soft Close), ionizador de ar para melhorar a qualidade do ar da cabine e o bem-estar dos passageiros, além do sistema Start&Stop.

Em duas opções de motorização, a versão mais “em conta” (R$ 457.300) vem equipada com motor 3.0 V6 TFSI com 310 cv, enquanto que a configuração mais cara do sedan de luxo da Audi (R$ 749.900) traz sob o grande capô o bloco 6.3 W12 FSI que entrega 500 cv de potência. Ambos contam com tração integral Quattro e transmissão automática Tiptronic de oito velocidades.

De acordo com a Audi, o novo A8 L com o propulsor V6 acelera de 0 a 100 km/h em 5,9 segundos, enquanto que o modelo dotado do motor com 12 cilindros em “W” faz a mesma aceleração em 4,6 segundos, ambos com velocidade máxima de 250 km/h, limitada eletronicamente. 

Por Caio Polo

Audi A8 L

Audi A8 L

Audi A8 L

Fotos: Divulgação


Novo Audi TT Roadster foi apresentado no Salão de Genebra


No segundo semestre de 2015, as pessoas já podem esperar por um novo lançamento, o novo Audi TT Roadster. O veiculo está chegando ao Brasil, e esta informação já despertou o interesse de muitos colecionadores e motoristas de carro.

A informação foi divulgada no Salão de Genebra no dia 2 de outubro. E ainda apresentou o novo modelo que vem com um estilo conversível, disponibilizado novos e modernos equipamentos como dupla opção de motor, a diesel ou a gasolina.

O modelo do motor a gasolina é descrito como 2.0 e 230 CV e boa potência de 37,7 KGFM. Já o modelo a diesel conta com motor 2.0 com 184 cv e 38,5 KGFM.

O Audi TT Roadster caracteriza-se com um prático teto retrátil, totalmente confeccionado em aço, plástico, alumínio e magnésio. O tempo para abrir e fechar não ultrapassa de 10 segundos. Esse estilo não deixa perder o espaço do porta-malas, problema de muitos carros com teto solar.

A data prevista de chegada ao mercado ainda não está disponível oficialmente, mas as pessoas já podem conferir o modelo que estará disponível no final de outubro, data também que precisa ser confirmada.

Ainda é importante comentar sobre as rodas de liga leve com 17 polegadas, alto padrão de luxo e qualidade através do controle eletrônico de estabilidade, incrível sistema de farol e o som com fabricação em xenônio.

Esse novo modelo será disponibilizado para as vendas no Brasil, mas não há informações sobre o preço, pois acredita-se que não será muito diferente dos outros já comercializados por aqui.

A montadora Audi aproveitou a ocasião do lançamento do novo Audi, e já divulgou também o modelo na versão do TT, o novo Sportback com cinco portas, quatro lugares.  Está disponível com o motor 2.0 TSFI e percorre até 100 km em 3,9 segundos. O modelo dispõe de um design muito elegante, possui duas entradas de ar lateral e rodas de liga leve com 21 polegadas.

Enfim, a perspectiva para o mercado automobilístico no Brasil está muito satisfatória, pois a montadora já confirmou a renovação dos esportistas devido ao bom ano deste tipo de comércio. E ainda espera alcançar uma fabricação em media com 26 mil carros para iniciar o ano, agradando todos os seus clientes com o novo Audi TT Roadster.

Por Jaqueline Mendes

Audi TT Roadster

Audi TT Roadster

Fotos: Divulgação


Google, Mercedes-Benz e Audi ganharam licenças para testar carros autônomos na Califórnia (EUA)


Com cada vez mais destaque na mídia em geral os projetos que envolvem os carros autônomos deverão ganhar ainda mais evidência nos próximos anos. Recentemente, nos Estados Unidos, a Califórnia decidiu por legalizar a circulação desse tipo de veículos pelas estradas do estado. De acordo com as informações divulgadas o fato em questão só será permitido a partir do mês de janeiro de 2015.

Para isso a justiça americana do estado teve que liberar algumas licenças a quem realmente tem trabalhado para que os carros autônomos se tornem uma realidade viável. Segundo as informações divulgadas foram concedidas ao todo 29 licenças para os tais carros sem motoristas. Nessa, que podemos chamar de uma primeira etapa, as empresas que acabaram ganhando foi a toda poderosa da tecnologia Google e duas alemãs, a Mercedes-Benz e a Audi.

Vale destacar que não são apenas essas três companhias que estão investindo na fabricação de carros autônomos. A Volvo, por exemplo, também tem feito projetos na área. De qualquer forma há uma fila de empresas do ramo que aguardam a liberação ou aprovação de seus modelos para colocá-los em circulação.

Das licenças  liberadas quem ficou com a maior parte foi o Google. De acordo com informações divulgadas em sites especializados no setor a empresa poderá colocar nas estradas da Califórnia 25 modelos. Todos são do Lexus RX 450h. No caso da Audi e da Mercedes-Benz, cada uma ficou com duas licenças para a realização de testes. Aqui os carros testados deverão ser modelos de luxo.

Pode parecer pouco apenas três companhias estarem habilitadas a fazerem seus testes em vias do estado, mas é bom lembrar que antes disso os testes só podiam ser feitos em vias que eram particulares. Mesmo com a liberação o governo do estado da Califórnia também colocou seu “porém” na questão: para poder andar pelas vias do estado os carros autônomos terão que ter um motorista para os testes. Isso claro, como um modo de prevenção caso alguma coisa possa dar errado.

É interessante observar que com essa exigência do governo californiano, o Google não poderá usar o protótipo que foi apresentado ao público no mês de maio deste ano. Isso devido ao fato de que o modelo não conta com pedais de freio ou acelerador e muito menos um volante. Não é preciso nem falar que isso impediria qualquer ação humana.

A Audi por sua vez fez questão de deixar claro que foi a primeira montadora a obter uma permissão de teste desses modelos e isso em 2012 no estado de Nevada.

Por Denisson Soares

Carro aut?nomo do Google

Carro aut?nomo da Mercedes-Benz

Carro aut?nomo da Audi

Fotos: Divulgação


Audi A4 2015 – Características e preços da nova linha


Após divulgar seus bons índices de venda no mercado brasileiro, com alta de 59% referente ao mês de agosto em relação ao mesmo período de 2013, a Audi lançou a linha 2015 do sedan A4 com algumas novidades.

Deixando de oferecer a versão intermediária Ambition, o sedan da Audi importado da Alemanha também passou por reajuste de preços e perdeu o motor 2.0 Turbo FSI de 180 cv na configuração de entrada Attraction. O Audi A4 2015 é vendido com preços sugerido a partir de R$ 134.000.

A versão de entrada do Audi A4, a Attraction, deixa de trazer sob o capô o já conhecido motor 2.0 Turbo FSI de 180 cv para passar a ser equipado com o motor 1.8 Turbo FSI de 170 cv de potência. No mais, o modelo ficou mais caro, deixando de custar R$ 129.200 para ser vendido pela Audi por R$ 134.000.

Segundo a fabricante alemã, embora o propulsor 1.8 Turbo FSI tenha 10 cv a menos que o antigo bloco 2.0 TFSI, o motor oferece torque de 32,6 kgfm já aos 1.400 rpm, garantindo uma boa resposta e performance para o sedan. De acordo com a Audi, o A4 com o bloco 1.8 TFSI, que por aqui trabalha em conjunto com a transmissão automática do tipo CVT com oito velocidades simuladas, acelera de 0 a 100 km/h em 8,3 segundos, com velocidade máxima de 235 km/h.

Por fim, a versão Ambiente nas carrocerias Sedan e Avant do A4 tiveram seus motores 2.0 Turbo FSI ajustados para entregar 225 cv de potência, além de também passarem por um reajuste de preço (aproximadamente R$ 5 mil). Assim como o modelo Attraction, a configuração Ambiente também conta com a transmissão automática CVT que simula oito velocidades.

Abaixo, versões e preços da linha 2015 do Audi A4:

– A4 Sedan Attraction – R$ 134.000;

– A4 Sedan Ambiente – R$ 142.400;

– A4 Avant Ambiente – R$ 147.400.

Por Caio Polo

Audi A4 2015

Audi A4 2015

Audi A4 2015

Fotos: Divulgação


Audi A3 Cabriolet – Nova geração será lançada no Brasil


A Audi não para de expandir sua linha de produtos no Brasil. Após divulgar sua expressiva alta nas vendas no mercado brasileiro, a marca alemã lançou a nova geração do A3 Cabriolet. Disponível em versão única e com uma vasta lista de equipamentos de série, o A3 conversível chega para explorar uma variante na qual seus concorrentes compatriotas não tem nenhuma opção. Com estreia pública marcada para o Salão do Automóvel de São Paulo, em outubro, o A3 Cabriolet será vendido com preço sugerido de R$ 159.800.

Com 4,42 metros de comprimento e distância entre-eixos de 2,60 metros, o A3 Cabriolet utiliza a nova plataforma modular MQB, que é compartilhada com outros carros da Audi e do Grupo Volkswagen. Devido sua nova arquitetura, o conversível é maior e mais espaçoso que o modelo anterior. Além disso, devido à nova plataforma, mas, principalmente, ao uso de materiais mais leves, como o capô feito em alumínio, o carro está cerca de 50 quilogramas mais leve que a versão anterior, com um total de 1.430 kg.

Entre tantos itens de conforto e segurança, cabe destaque para o sistema Start&Stop, o sistema de recuperação de energia da frenagem para alimentar os recursos elétricos do veículo, sistema de entretenimento, volante multifuncional com revestimento em curo, o sistema Audi Drive Select, sistema de proteção ativo de capotamento e o teto retrátil, que leva em aproximadamente 18 segundos para fechar ou abrir, efetuando sua tarefa em velocidades de até 50 km/h.  

Mecanicamente, o Audi A3 Cabriolet vem equipado com motor 1.8 Turbo FSI capaz de entregar 180 e torque de 25,5 kgfm. Trabalhando em conjunto com o bloco Turbo está a transmissão automática S-Tronic com dupla embreagem e sete velocidades. Com esse conjunto mecânico, de acordo com a Audi, o carro acelera de 0 a 100 km/h em 7,8 segundos, com velocidade máxima de 242 km/h.

Por Caio Polo

Audi A3 Cabriolet

Audi A3 Cabriolet

Audi A3 Cabriolet

Fotos: Divulgação


Vendas da Audi no Brasil registraram crescimento em agosto de 2014


Com alta de 59% nas vendas, a Audi do Brasil divulgou no dia 9 de setembro o encerramento referente ao mês de agosto em relação ao mesmo período de 2013. Registrando 1.172 unidades vendidas no mercado brasileiro, a marca alemã registrou alta de 11% em comparação ao mês de julho, o que demonstra que as suas vendas continuam aquecidas no Brasil em 2014.

Segundo o Presidente e CEO da Audi do Brasil, Jörg Hofmann, a marca vem registrando neste ano um ótimo desempenho em suas vendas, seguindo uma tendência que a marca vem apresentando no âmbito global. Além disso, de acordo com Hofmann, a Audi comemora os 20 anos de Brasil oferecendo aos consumidores modelos de classe global, com oportunidades interessantes de compra, que reflete nos índices de vendas da marca alemã.

Entre janeiro e agosto de 2014, a Audi emplacou 8.449 unidades no mercado brasileiro, que representa um aumento de 110% no volume de vendas em comparação ao mesmo período de 2013.

Contudo, o excelente desempenho da fabricante alemã no Brasil pode ser explicado também pela sua política de renovação de sua linha e pelo lançamento de novos modelos para o mercado brasileiro, aumentando a diversidade de seu portfólio. Entre os carros que chegaram ao Brasil, cabe destaque para a versão sedan do Audi A3, com duas opções de motorização (1.4 TFSI e 1.8 TFSI), o esportivo S3 Sportback, que também faz parte da família A3 e o SUV esportivo RS Q3. Além desses modelos, a marca alemã também lançou o exclusivo A1 Kult e o sedan-coupé RS7 Sportback equipado com motor 4.0 V8 Biturbo FSI de 560 cv.

Mesmo com o excelente desempenho apresentado, a intenção da Audi é crescer ainda mais no Brasil, principalmente após o segundo semestre de 2015, quando a fabricante dará início a produção de veículos em sua nova unidade fabril no Estado do Paraná. Com investimento de R$ 500 milhões, a fábrica será responsável pela produção do A3 Sedan e do SUV Q3.

Por fim, a marca, que hoje conta com 32 concessionárias no Brasil, tem como meta expandir, até 2017, para 60 lojas. 

Por Caio Polo

Audi

Foto: Divulgação


Vendas de sedans médios premium no Brasil em julho de 2014


A Fenabrave colocou à disposição os números relacionados às vendas do segmento dos sedans médios premium no Brasil. Responsável pelo emplacamento de 1.209 carros, a categoria registrou uma leve alta de 2,28% em relação a junho, mas sofreu com a baixa do setor, caindo 9,44% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Mantendo a primeira colocação e a boa distância em relação aos seus dois maiores concorrentes (Audi A3 Sedan e Mercedes Classe C), o BMW Série 3 representa 46,24% das vendas no mês de julho, mais que a soma das vendas de seus dois concorrentes citados e do Audi A4 (4º colocado na categoria). Emplacando 559 unidades, o sedan da BMW teve alta de 15,26% em relação ao mês passado e decréscimo de 13,06% na variação 2013/2014.

Ganhando uma posição, o Audi A3 Sedan, que chegou ao mercado brasileiro há pouco tempo, garantiu a segunda colocação comercializando 223 veículos. Com isso, o modelo garante a alta de 43,87% em comparação ao mês de junho. Vale lembrar que o A3 Sedan não era vendido no mesmo período de 2013.

Ainda em sua geração anterior, já que o Classe C acaba de ganhar a nova geração no Brasil, o sedan da Mercedes-Benz perdeu a segunda colocação para o A3 e ficou em terceiro lugar na categoria. Vendendo 166 carros, o sedan teve queda de 29,96% na variação junho/julho, e a pior queda entre os sedans premium, recuo de 61,12%. Com a adoção da nova geração do Mercedes Classe C, é possível que a disputa três primeiros colocados fique mais acirrada.

Fechando a lista dos cinco carros mais vendidos no segmento está o Audi A4, que mantém a quarta colocação com 96 carros vendidos, bem como o Mercedes-Benz CLA, que emplacou 89 veículos.  Audi A5 (60), Volvo S60 (10) e Lexus IS250 (6) obtêm a sexta, sétima e oitava colocação, respectivamente.

Por Caio Polo

BMW S?rie 3

1º lugar

Audi A3 Sedan

2º lugar

Mercedes-Benz Classe C

3º lugar

Fotos: Divulgação


Audi A3 Cabriolet está à venda no Brasil


O segmento dos carros premium obteve bons índices de vendas e avanço nesse primeiro semestre em comparação ao ano passado e pensando nisso, a Audi trará mais uma novidade em seu portfólio na família A3.

A nova geração do A3 Cabriolet já está presente no site oficial da Audi no Brasil entre os modelos da marca alemã. Com entrega das primeiras unidades prevista para agosto, os interessados já podem realizar a reserva do A3 Cabriolet em algumas concessionárias da Audi.

Explorando um nicho que atualmente não haverá concorrentes de seus maiores rivais, Mercedes-Benz e BMW, o Audi A3 Cabriolet chegará, inicialmente, com motor 1.8 TFSI com injeção direta de combustível e 180 cv, associado à transmissão automática S Tronic com dupla embreagem e sete velocidades, igual ao que é oferecido em algumas versões do A3 Sedan. Nessa configuração, o novo Audi A3 Cabriolet já está disponível nas lojas da marca alemã por R$ 169 mil.

Esteticamente, a versão conversível mantém praticamente tudo igual em relação à versão convencional, com diferença apenas nos para-choques dianteiros trazem entradas de ar da parte inferior maior. O acabamento interno e a lista de equipamentos de série segue o mesmo padrão da versão convencional sedan.

Visando atender um público ainda maior, em 2015 a Audi pretende importar a versão Attraction do A3 Cabriolet dotada do motor 1.4 TFSI de 122 cv, que será mais em conta que o modelo equipado com o bloco 1.8 TFSI.

Apenas para comparar, o Peugeot 308 Cabriolet, oferecido por R$ 147.890 e o Peugeot RCZ, vendido pela marca francesa por R$ 150.390, ambos equipados com o motor 1.6 16V THP (Turbo High Pressure) de 165 cv, bem como o MINI Cooper S Cabrio e do MINI Cooper S Roadster, ambos com bloco de 184 cv, seriam algumas opções conversíveis em uma faixa de preço semelhante. 

Por Caio Polo

Audi A3 Cabriolet

Foto: Divulgação


Audi Q7 Ambiente – Nova versão de entrada do modelo


Depois de apresentar os bons índices de vendas globais e no mercado brasileiro, a Audi amplia sua gama de produtos oferecidos no Brasil nesta semana lançando uma nova versão de entrada para o Q7.

Denominada de Ambiente, a versão de entrada do utilitário esportivo da Audi vem com uma vasta lista de equipamentos de série, motor um pouco mais brando e preço sugerido de R$ 305.900.

Entre a vasta lista de equipamentos de série, o Audi Q7 Ambiente vem equipado com ar condicionado digital dual zone, volante multifuncional esportivo revestido em couro com ajuste elétrico e Paddle Shift para trocas de marchas sequenciais, bancos com revestimento em couro, bancos dianteiros com ajuste elétricos, espelho retrovisor interno antiofuscante automático, acabamento das soleiras das portas em alumínio, computador de bordo no painel de instrumentos com tela de LCD colorida, sistema keyless-go, controle de cruzeiro, além dos sistemas Audi Sound e Audi Music Interface, que abrangem funções como DVD Changer, rádio com MMI, sistema de navegação, conexão Bluetooth e recepção de TV. Para completar, o SUV da marca alemã ainda vem com faróis bi-xenônio, lanternas traseiras compostas por LEDs, teto solar panorâmico e rodas de liga leve de 20 polegadas.

Mecanicamente, a nova versão de entrada do Q7 traz sob o capô o motor seis cilindros 3.0 V6 TFSI, que tem mapeamento diferenciado das outras versões do utilitário esportivo da Audi. Nessa configuração o bloco é capaz de entregar 272 cv e torque de 40,7 kgfm, enquanto que as outras versões, como a top de linha Ambition, tem o mesmo motor configurado para entregar 333 cv de potência.

Associado ao bloco V6 está a transmissão automática fornecida pela ZF com dupla embreagem e oito velocidades. Dotado de tração integral Quattro, o novo Q7 Ambiente, segundo os dados da Audi, acelera de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos, com velocidade máxima de 222 km/h. 

Por Caio Polo

Audi Q7

Foto: Divulgação


Vendas de carros da BMW, Audi e Mercedes-Benz no 1º semestre de 2014


Enquanto o Brasil passa por uma baixa nas vendas do setor automotivo, as marcas alemães Premium não têm motivos para se preocupar com os resultados das vendas globais no primeiro semestre, pelo menos é o que ficou demonstrado nos dados oficiais das três líderes de vendas no segmento e compatriotas rivais BMW, Audi e Mercedes-Benz.

Seguindo o que foi visto nos anos passados, a fabricante Premium preferida entre os consumidores no mundo continua sendo a BMW. Com 886.347 veículos registrados no mercado mundial apenas no primeiro semestre deste ano, uma alta de 10,2% em comparação ao mesmo período de 2013.

Entre os modelos oferecidos pela marca alemã sediada em Munique, o Série 3 teve o melhor desempenho, com 233.438 unidades emplacadas, um aumento de quase 8%. Em seguida, com alta de 7,6% nas vendas, está o Série 5, com 193.560 carros vendidos.  Com 13.097 unidades comercializadas, o SUV X5 registrou a maior evolução de vendas da BMW, com alta de 35,6%.

Embora a BMW tenha mantido a liderança do segmento, a Audi não está insatisfeita. Registrando um novo recorde de vendas entre janeiro e junho, emplacando 869.350 carros no mundo, a Audi viu a diferença entre sua rival cair, de aproximadamente 25 mil veículos para menos de 17 mil. Com uma evolução de 11,4% no total das vendas em relação ao mesmo período do ano passado, a fabricante sediada em Ingolstadt, vendendo nesse primeiro semestre mais do que todo o ano de 2005.

Liderando as vendas da Audi está a linha A3, com um incrível avanço de 50% e uma marca de 144.750 unidades vendidas. Esse aumento é facilmente explicado pelo lançamento da configuração sedan para a linha A3, que chegou para atrair consumidores que tinham apenas carros da BMW e Mercedes. Outros que se destacaram nas vendas foi o SUV Q3 e a família A4.

Registrando recordes de vendas no mercado chinês, o Brasil também ajudou a Audi a elevar seus índices de vendas. Somando todos os modelos vendidos no Brasil, a marca conseguiu emplacar 6.229 unidades, superando as vendas de todo o ano de 2013.

Ficando em terceiro lugar nas vendas globais, mas obtendo o maior crescimento entre suas compatriotas está a Mercedes-Benz. Emplacando 783.520 carros no mundo, a marca sediada em Stuttgart obteve um crescimento de 12,8% e conseguiu um novo recorde de vendas entre janeiro e junho.

No cenário mundial, os veículos da linha Classe A, Classe B, CLA e GLA, considerados pela marca alemã como veículos compactos, foram responsáveis pela venda de 215.205 unidades do total. Assim como em períodos anteriores, a Mercedes manteve a liderança entre os carros mais sofisticados, já que o topo de linha Classe S quase atingiu a marca de 50 mil unidades comercializadas.

No Brasil, a marca obteve o crescimento de 15% em relação ao mesmo período de 2013, vendendo 4.986 carros. No mercado brasileiro, os dois modelos mais vendidos da marca foram o C180 e o A200, com 1.378 e 963 unidades vendidas, respectivamente. Outro que se destacou foi o CLA200, modelo que chegou ao mercado brasileiro no início do ano e registrou a venda de 606 unidades.  

Por Caio Polo

BMW S?rie 3 2014

BMW Série 3 2014

Foto: Divulgação


Audi A3 – Versão esportiva do sedan será vendida no Brasil em julho de 2014


A tão aguardada versão esportiva do Audi A3 Sedan já tem data marcada para começar a ser vendida aqui no Brasil. Quem estava ansioso não vai precisar esperar muito já que o início das vendas está prevista para o mês de julho.

O S3 Sedan chega ao mercado com um motor 2.0 de quatro cilindros turbo. A capacidade é para 300 cavalos de potência. O bloco possui integração com uma transmissão automática de seis marchas. O preço do estreante é um pouco salgado para os bolsos dos menos avisados. A estimativa é de que comece por R$ 206.800.

Para fazer uma comparação basta pegarmos o A3 Sedan 1.8 que é o mais caro e custa R$ 133.200. A diferença salta aos olhos: são R$ 73.600 e 120 cv. Se fossemos compará-lo com S3 Sportback que tem um conjunto mecânico praticamente idêntico, mas com um porta-malas com um espaço maior seria R$ 1.300 (em relação à versão hatch).

De qualquer forma o motor vem com uma potência maior e alguns ajustes com relação à suspensão e freios também foram feitos. Se a questão é a prova de aceleração de 0 a 100 km/h o S3 Sedan atinge seu objetivo em apenas 4,9 segundos. Já a velocidade máxima do modelo é de 250 km/h. Isso segundo informações da própria fabricante.

No que diz respeito à estética do carro, também temos novidades. A grade, os para-choques e as rodas receberam uma pincelada de um desenho mais esportivo. Já os retrovisores tiveram uma capa de alumínio para sua cobertura.

Na parte de trás do carro vamos encontrar um spoiler que é um equipamento aerodinâmico bem na tampa do porta-malas. O interior também teve sua vez ganhando bancos com padrão diferenciado e com a inscrição S3 gravada neles. Além disso, também está presente do conta-giros e no volante de base reta.

Sem duvida alguma é um carro que chama a atenção não apenas pela potência que apresenta, mas também pela estética. Afinal de contas tem que ser bonito por dentro e por fora.

Por Denisson Soares

Audi A3 Sedan

Foto: Divulgação


Audi RS5 TDI – Carro-conceito traz um tecnológico turbocompressor


A Audi apresentou o novo RS5 TDI, mas que ainda é tratado pela fabricante alemã como um carro-conceito. Dotado do motor a diesel 3.0 V6 TDI, o modelo traz como grande novidade um tecnológico turbocompressor, acionado eletronicamente. De acordo com a Audi, esta nova tecnologia faz com que o motor diesel esportivo seja mais eficiente e econômico.

Dr. Ulrich Hackenberg, membro do Conselho de Desenvolvimento Técnico da Audi, afirmou que há 25 anos a Audi apresentou seu primeiro motor TDI no mercado e que agora, a recente inovação do turbocharger elétrico melhora várias vezes a potência e também sua eficiência. Ainda de acordo com Hackenberg, esta nova tecnologia ilustra as possibilidades da utilização de sistemas elétricos de 48 volts que atualmente estão em desenvolvimento para o uso em carros de produção em série.

Dotado de um motor 3.0 V6 Biturbo, o esportivo da Audi é capaz de entregar 385 cv e torque de 76.48 kgfm entre 1.250 e 2.000 rpm. O turbocompressor elétrico suplementar oferece força extra nas arrancadas. O melhoramento do turbo está no fato da substituição da roda da turbina por um propulsor elétrico que acelera a roda do compressor de ar a mais de 70.000 rpm em alguns centésimos de segundo. Com isso, o turbocompressor é capaz de fornecer 2.4 bar de pressão de alimentação relativa.

Com esse conjunto mecânico, o Audi RS5 TDI Concept acelera de 0 a 100 km/h em apenas 4 segundos, velocidade máxima de 280 km/h. Além disso, para ter uma noção da eficiência que o turbo proporciona, o modelo acelera de 0 a 200 km/h em menos de 16 segundos.

Outro ponto importante para essa nova tecnologia é a regeneração de energia. A regeneração é a principal fonte de energia para o turbocharger elétrico, por isso, para transmitir essa energia, o RS5 TDI possui um sistema elétrico de 48 volts separado que está ligado ao sistema elétrico de 12 volts convencional por meio de um conversor DC/DC. A energia captada é armazenada em uma bateria de íons de lítio compacta

Por utilizar sistemas elétricos de 48 volts, a sistema consegue transferir grande quantidade de energia, sendo classificado pela marca alemã como um marco importante na estratégia de eletrificação.

Deixando um pouco de lado essa parte mais técnica, por trazer um motor 3.0 V6 Biturbo, era de se esperar uma baixa autonomia, contudo, o fato do modelo ser abastecido com diesel e contar com a tecnologia do turbocompressor elétrico, o carro-conceito tem um consumo médio de 18,86 km/L, com emissões abaixo de 140g de CO2 por quilômetro.

Por Caio Polo

Audi RS5 TDI

Foto: Divulgação


Chega ao Brasil o Audi RS Q3


O Audi RS Q3 chega ao Brasil e foi anunciado o seu lançamento pela marca específica. A versão considerada topo de linha terá o valor de R$ 273.600. Para ser apresentado aos apreciadores do modelo, e a aqueles que optam por adquirir veículos da marca terá apresentação realizada no bairro dos Jardins, em São Paulo.

Está previsto a chegada do carro nas principais concessionárias do país, demonstrando a composição integrada especificamente ao veículo. Equipado com motor 2.5 Turbo SFI de cinco cilindros em linha, que proporciona a potência de 310 cavalos e 42,8 Kgfm de torque trouxe velocidade para realização de percursos.

A força que o carro consegue desenvolver sobre as quatro rodas está interligada aos mecanismos que o automóvel foi equipado implicando em câmbio composto por dupla embreagem e sete marchas S- Tronic.

Em 5,2 segundos é atingida a velocidade de 100 km/h, ou seja, é necessário um curso espaço de tempo para que a progressão constante e veloz do carro seja ativada e estabeleça um bom desempenho durante o trajeto. Os 250 km/h são o limite alcançado.

Referente à estética do carro, que é o que na verdade proporciona a grande visibilidade e interesse concernente ao modelo, estão sendo evidenciadas e consideradas chamativas, as rodas de liga leve de 19 polegadas.

Para que o designer do carro se tornasse algo mais agressivo e aparentemente invasivo, à grade frontal foi realizada em formato de colmeia e na cor preta. O som do motor também sofreu alterações que maximizassem ao escapamento a emissão do acústico que emite.

Para designar proteção ao motorista e passageiro em caso de acidentes, é integrado ao modelo 6 airbags, e controle eletrônico de estabilidade. Além disso, apresenta sistema start-stop, assistente de partida em rampa, controle de cruzeiro, ar-condicionado digital de duas zonas, teto solar panorâmico, bancos de couro, pedais de alumínio, volante multifuncional, com aletas para troca de marchas manual.

Por Lorena de Oliveira

Foto: divulgação


Audi RS7 Sportback – Características do novo modelo


Após apresentar a reestilização da linha A7 e S7, a Audi revela o novo RS7 com alterações pontuais e discretas. Com preço sugerido em 113.300 euros (cerda de R$ 350 mil), o sedan-coupé esportivo da marca alemã estará disponível nas concessionárias da marca na Europa a partir de agosto.

Visualmente, a reestilização do Audi RS7 Sportback traz apenas pequenas mudanças, que não alteram as características do esportivo. Entre as principais alterações estão as rodas de liga leve de 20 polegadas de série, tendo as rodas de 21 polegadas oferecidas de modo opcional, os freio com discos de cerâmica, a grade dianteira redesenhada, a leve alteração do formato dos faróis dianteiros, deixando-o mais estreito e moderno, com opção de trazer os faróis em matrix LED, além da nova disposição das lanternas traseiras.

Na cabine, o novo Audi RS7 Sportback mantém o mesmo padrão de acabamento luxuoso sem deixar de lado a esportividade. A prova disso é o revestimento em couro claro com costuras contrastantes, volante esportivo multifuncional com base reta e acabamento em couro, além dos detalhes em alumínio visto em diversos componentes do interior, como os pedais esportivos, maçanetas e a manopla do câmbio. Além disso, o painel de instrumentos passou por uma revisão e o painel de instrumentos ganhou novo acabamento, nova moldura nas saídas de ar e emblema Quattro situado próximo ao porta-luvas.

Para completar, o esportivo ainda vem com sistema multimídia MMI com tela touchscreen atualizado.

Mecanicamente, o sedan-coupé esportivo da Audi mantém o motor 4.0 V8 TFSI Biturbo capaz de entregar 560 cv e torque de 71,4 kgfm. Dotado de tração integral Quattro, o modelo vem equipado com transmissão automática com dupla embreagem e oito velocidades. Esse conjunto faz com que o carro acelere de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos, com velocidade máxima de 305 km/h.

Para reduzir o consumo de combustível, o RS7 Sportback possui a tecnologia de desativação de cilindros, fazendo com que o modelo tenha autonomia de até 10,5 km/l.

Por Caio Polo

Audi RS7

Foto: Divulgação


O A3 Cabriolet está próximo de ser comerciado no Brasil


A Audi trará ao Brasil em meados de Julho a versão cabriolet do novo A3. Será a primeira vez que o modelo vai ser comercializado no País. A informação foi transmitida através do gerente de Marketing e Produto da Audi, Gerol Pillekamp.

O carro esportivo integra uma capota de lona retrátil o que propicia aos compradores maior entusiasmo em adquiri-lo. A nova estética atrairá um número maior daqueles que são apaixonados por carros.

O A3 Cabriolet é considerado apenas uma variante do A3 sedan, por isso manterá peças do mesmo como motores 1.4 TSFI, 1.8 TSFI e o deisel 2.0 TDI. O carro com versão para o Brasil, provavelmente será produzido com motor 1.8 de 180 cv, o qual também compõe a versão sedã.

O modelo foi apresentado ao mundo no Salão de Frankfurt (Alemanha), no ano passado, especificamente no mês de Setembro. O conversível do hatch médio será oficialmente vendido no país, e trouxe alegria aos brasileiros que terão o prazer de adquirir o modelo e exibi-lo da forma que os convém.

Alguns aspectos fizeram o público se interessar ainda mais em obter maiores informações sobre o mesmo, como o fato de sua capota se abrir ou fechar em 18 segundos e ser ativada durante o percurso em uma velocidade de até 50km/h para que possa abrigar-se no interior do porta-malas. Além de ser elétrica, para maior eficiência conta com a interligação a marca.

O componente de máxima evidência e que propicia a grande diferença ao modelo é o fato de que a capota tem o peso de 50 kg apenas, contribuindo para a diminuição do peso do carro.

Um aspecto não tão vantajoso é que quando a capota se encontrar recolhida haverá redução no espaço do porta-malas deixando de comportar 320 litros e passar a suportar 275 litros. Porém, se o carro for utilizado apenas por duas pessoas, sendo o motorista e um passageiro, os bancos traseiros podem ser dobrados, possibilitando um aumento significativo de espaço totalizado em 680 litros.

Por Lorena de Oliveira

Foto: divulgação


Audi A1 Kult – Versão especial será vendida no Brasil


A Audi está lançando uma série limitada para o A1 no Brasil. Denominada de Kult e com apenas 100 unidades, a versão especial do compacto da marca alemã perdeu alguns equipamentos de série, mas em compensação chega ao mercado brasileiro por R$ 79.900, preço tabelado muito inferior à versão de entrada Attraction (R$ 91.700).

Utilizando como base a configuração Attraction, a série especial Kult, que ficará disponível por tempo limitado entre o portfólio da Audi, deixa de oferecer alguns itens, ou ainda passará a contar com alguns componentes mais básicos e sem muita sofisticação para tornar o preço mais acessível. Como exemplos dessa “simplicidade” estão o sistema de ar condicionado manual, substituindo o automático, e a adoção de um rádio com leitor de CD e entrada auxiliar no lugar do sistema de navegação requintado.

Mesmo com essa redução na lista de equipamentos de série, o A1 Kult ainda traz airbags frontais, laterais e do tipo cortina, freios ABS com EBD, assistente de partidas em aclives, controle eletrônico de estabilidade, faróis bi-xenon com ajuste automático de altura, além das já tradicionais luzes diurnas de posição compostas por LEDs.

Caso o cliente queira acrescentar alguns equipamentos ao A1 Kult, a Audi oferece o pacote Conforto, que acresce faróis de neblina, sensor de estacionamento traseiro, piloto automático, apoio do braço dianteiro, entre outros itens. Caso o consumidor queira um pacote mais completo, a marca alemã disponibilizou o pacote Conforto e Tecnologia que adiciona os itens já citados acrescido do sistema de ar condicionado automático, sensores de chuva e crepuscular, retrovisor interno com antiofuscamento, Audi Music Interface, conexão via Bluetooth, além do volante multifuncional esportivo que conta com Paddle Shifts para efetuar as trocas de marchas sequenciais.

Sob o capô, a configuração limitada do Audi A1 mantém o mesmo motor 1.4 TFSI de 122 cv da configuração Attraction. Trabalhando em conjunto com o bloco Turbo está uma transmissão S-Tronic com dupla embreagem e sete velocidades, com a opção de trocas de marchas sequencial. 

Por Caio Polo

Audi A1 Kult

Foto: Divulgação


Audi A3 Clubsport Quattro – Nova versão sedan preparada para o circuito de Wörthersee


A Audi preparou uma versão do A3 Sedan batizada de A3 Clubsport Quattro para o circuito de Wörthersee (Áustria), mostra anual organizada pela Volkswagen, que terá início em 28 de maio, e que exibe veículos modificados e preparados.

Trazendo as características estéticas atuais da Audi e baseado no S3 Sedan, o A3 Clusport Quattro dispõe de um visual mais agressivo e esportivo, contando com novo para-choque dianteiro com três entradas de ar generosas, inscrição “Quattro” inserida na grade frontal, logo em alto relevo na parte inferior das portas traseiras, para-choque traseiro com difusor de ar, saídas duplas de escape integradas ao para-choque, além de belas rodas de liga leve de 21 polegadas calçadas com pneus com perfil baixíssimo 275/25.

De acordo com Ulrich Hackenberg, Diretor de Desenvolvimento da Audi, o sedan esportivo antecipa alguns elementos da próxima geração da gama de veículos da fabricante alemã e mostra também a vocação esportiva que a família A3 possui.

Mecanicamente, a Audi trocou o propulsor quatro cilindros 2.0 TFSI e equipou o A3 Clubsport Quattro com o mesmo motor 2.5 TFSI com injeção direta de combustível do utilitário RS Q3, capaz de entregar 525 cv e torque de 61,2 kgfm  entre 2.300 e 6.000 rotações por minuto (rpm). Entre as modificações promovidas pela Audi é um turbocompressor maior e ajustado para gerar 1.5 bar de pressão de aumento nominal, um intercooler mais eficiente e coletores de admissão e escape maiores. Além disso, a fabricante modificou a suspensão do carro, reduzindo em 10 milímetros a altura e adotando molas e amortecedores mais rígidos.

Dotado de tração integral Quattro, trabalhando em conjunto com o bloco Turbo está uma transmissão automática S-Tronic com dupla embreagem e sete velocidades.

Com 1.527 quilogramas e dispondo de uma relação peso/potência de 2,9 kg/cv, o sedan modificado pela fabricante alemã acelera de 0 a 100 km/h em apenas 3,6 segundos, atingindo a velocidade máxima de 310 km/h. 

Por Caio Polo

Audi A3 Clubsport Quattro

Foto: Divulgação


Audi A3 Sportback – Nova versão lançada no Brasil


Quase um ano após a chegada do A3 Sportback ao Brasil, a Audi passa a oferecer no mercado brasileiro uma nova versão de entrada do hatchback premium. Equipada com o motor 1.4 TFSI e contando com uma lista de equipamentos um pouco mais curta, a nova versão sai por R$ 90.600, tomando o posto de mais em conta da família que antes era da configuração Attraction, que antes era oferecido por R$ 95.900.

Embora mais barato, a nova versão vem equipada com o mesmo motor da versão Attraction, um bloco 1.4 TFSI de 122 cv e torque de 20,4 kgfm, que trabalha em conjunto com uma transmissão S Tronic de dupla embreagem e sete velocidades. A diferença de R$ 5.300 é culpa da lista mais enxuta da nova versão. Basicamente, em comparação com a versão Attraction, o A3 deixou de oferecer o volante multifuncional com revestimento em couro e Paddle Shifts, o sistema de entretenimento e som ficou mais simples, deixando de oferecer a conexão Bluetooth com celular.

Nesta configuração de entrada o modelo também não vem com faróis de neblina, os bancos são revestidos com tecido e o ar condicionado tem acionamento manual. Contudo, ainda assim o A3 Sportback de entrada vem com sete airbags (frontais, laterais e de joelhos para o motorista e passageiro), controle eletrônico de estabilidade, sistema Start&Stop, faróis bi-xenon com ajuste automático de altura e rodas de liga leve de 16 polegadas. A pintura metálica ou personalizada é oferecida opcionalmente.

De acordo com a marca alemã, a ampliação da linha A3 Sportback vendido no Brasil faz parte da estratégia da Audi para alcançar a meta de dez mil veículos vendidos até o fim de 2014.

Abaixo seguem as versões e ao preços do Audi A3 Sportback:

– A3 Spotback 1.4 TFSI S Tronic – R$ 90.600;

– A3 Spotback Attraction  1.4 TFSI S Tronic – 95.900;

– A3 Sportback 1.8 TFSI S Tronic – R$ 112.400;

– A3 Sportback 1.8 TSFI S Tronic – 115.800;

– A3 Sportback 1.8 Ambition TFSI S Tronic – 125.100.

Por Caio Polo

Audi A3 Sportback

Foto: Divulgação


Audi TT Offroad Concept – SUV foi apresentado no Salão de Pequim


Batizado de TT Offroad Concept o modelo é versão de quatro portas do Allroad Shooting Brake. Já o motor é um 2.0 que gera 414 cv de potência graças a ajuda de dois propulsores elétricos

Entre tantas outras marcas que mostraram seus projetos no Salão de Pequim está a Audi que aproveitou a oportunidade mais do que boa para não apenas mostrar, mas também ampliar a sua oferta de modelos SUVs. O “cara” da vez é o TT Offroad Concept. De qualquer forma o modelo basicamente é uma versão de quatro portas do Allroad Shooting Brake que foi apresentado ao público durante a realização do Salão de Detroit em Janeiro deste ano.

Resumidamente entre os pontos visuais que diferem os dois modelos estão as rodas (no caso do TT Offroad Concept elas contam com 21 polegadas). O para-choques, a tampa do porta-malas e lanternas sofreram alterações bem leves além dos faróis mais afilados. A inspiração ou “copiação” como alguns preferem também chega ao interior do modelo que foi baseada na cabine do novo TT. A bem da verdade o toque é um pouquinho mais refinado no TT Offroad Concept.

De qualquer maneira as semelhanças não param por aí. Ambos os conceitos ainda dividem o mesmo sistema de propulsão: um 2.0 turbo movido a gasolina que trabalha junto com dois propulsores elétricos. Estes últimos são um de 85 kw que equivale a 116 cv e um de 40 kw que gera 54 cv no eixo traseiro. Fazendo as contas quando trabalham todos juntos são capazes de gerar 414 cv.

De acordo com informações divulgadas pela Audi, o TT Offroad Concept tem a capacidade de fazer de 0 a 100 km/h em 5,2 segundos. Já a velocidade máxima está limitada a 250 km/h. Ainda de acordo com a montadora o consumo de combustível também não deixa de ser impressionante sendo 52,63 km/l.

A Audi pelo que parece quer fazer segredo já que não deu nenhuma informação sobre quando e se os protótipos entrarão em linha de produção.

Por Denisson Soares

Audi TT Offroad Concept

Foto: Divulgação


Carros de luxo no Salão de Pequim


O Salão de Pequim, que começou no dia 20 de abril, vai mostrar uma cara bem diferente da recessão que o governo quer colocar ao mercado. As montadoras estão investindo muito em automóveis premium, de luxo e alto luxo para apresentá-los no evento e atender o mercado local que não para de crescer neste segmento. As montadoras orientais vão entrar tentando colocar algum peso na disputa. E as marcas ocidentais, claro, vão apresentar carros de altíssimos níveis para atender esse mercado.

E para as empresas ocidentais, a notícia é boa. Quando se trata de carros, os chineses preferem os estrangeiros. A fatia do mercado para as marcas locais, segundo dados de março, é de apenas 39,3%. Foram 2,17 milhões de veículos chineses comercializados no último mês. E a estratégia do ocidente é continuar investindo no mercado chinês, que não para de crescer no segmento de luxo.

Um dos carros que será apresentado em Pequim é um conceito do crossover da Audi, que abre portas ao futuro Q4, pensada justamente para competir com BMW X4 e Porsche Macan. Essa versão será para atender os consumidores que acham o Q3 e o Q5 sem graça.

Já a marca alemã quer apresentar em Pequim um alto luxo extravagante. Um sedan já tratado como Série 9 que pode até encarar o Bentley Flying Spur, um automóvel de alto nível de R$ 1,5 milhão. O carro da BMW provavelmente será apresentado como um molde de um Série 8 de duas portas e Série 9 quando for de quatro portas.

A marca japonesa Toyota vai apresentar a Lexus no Salão de Pequim juntamente com o NX, um novo crossover compacto que será visto também no Salão de Nova York.

As marcas da PSA, Peugeot e Citroën, também vão mostrar que querem atender o mercado chinês. Os conceitos Exalt e DS5 LS-R, respectivamente serão vistos no Salão de Pequim. O primeiro é um cupê e o segundo uma variação esportiva de um DS sedan aparentado ao C4 Lounge. Não estão no mesmo patamar que os outros, mas no Brasil com certeza custariam mais de R$ 100 mil.

Por Carolina Miranda

Audi TT Offroad Concept

Audi TT Offroad Concept

Foto: Divulgação


Concessionária de Londres lança Nova Tecnologia para o Comércio de Carros


Um novo jeito de comprar e vender veículos pode estar próximo de se espalhar no mundo inteiro. Não é um projeto que ainda está no papel e nem em um futuro distante para acontecer. A novidade já existe em uma concessionária da Audi em Londres e faz sucesso entre os consumidores. A nova maneira de comercialização de automóveis chama-se “Bricks and Clicks”.

As montadoras e as concessionárias trabalham para levar conforto e agilidade ao cliente. O desenvolvimento de novas tecnologias é a estratégia de incluir nas oportunidades de compra a integração do local tradicional de comercialização com dispositivos online e de comunicação móvel para a possibilidade de um novo meio de comércio de carros. As formas de pagamento, como escolhas de financiamento, a compra de seguro e acessórios também se incluem nessa novidade.

E isso não está longe de virar realidade em outros países. Em Londres, a concessionária que está trazendo essa novidade não é uma loja grande, de vários carros. Pelo contrário, ela é uma das menores do Reino Unido, só com apenas três ou quatro carros em exposição. O objetivo é a interação da marca com o cliente e a possibilidade de compra do carro mais agradável e com melhor preço. Antes o cliente ficava horas folheando catálogos para a escolha do automóvel, agora a concessionária possibilita a oportunidade de escolha do melhor carro com configurações de acordo com a preferência do consumidor, com apenas alguns cliques nas telas de alta definição de um computador. De forma interativa e mais rápida.

A loja de Londres tem o pressuposto de investir mais em qualidade do que quantidade. Os vendedores não são os “comuns” encontrados por aí, mas sim gerentes de relacionamento preocupados com a satisfação do cliente. As preferências do cliente escolhidas pelo computador no processo de pesquisa online ficam armazenadas e a concessionária estará conectada com o consumidor para a concretização do negócio ou para outras futuras compras. Tudo isso com um propósito de saber todos os gostos do cliente e como a loja poderá realizar seus sonhos de um modelo de carro.

A previsão é de que mais de 100 lojas sejam abertas em várias partes do mundo entre 2014 e 2016. A tendência é de que novas tecnologias sejam também agregadas às novas que já existem. O objetivo das marcas é que até 2020 quatro milhões de automóveis por ano sejam vendidos, globalmente, pelo chamado varejo físico-online.

Por Carolina Miranda


Mercedes CLA 200 x Audi A3 Sedan – Comparativo e Diferenças


Comparar o CLA 200 da Mercedes-Benz com o A3 da Audi não é uma tarefa fácil. Os dois são recém-lançamentos no Brasil e possuem várias semelhanças. Ambos trazem as versões sedã e cupê, alto nível em tecnologia, luxo, conforto, elegância e segurança. Na parte mecânica, os dois têm motores turbo, câmbios de sete marchas com dupla embreagem, injeção direta e mesmo torque. Somente a cilindrada se difere: 1.8 para o Audi e 1.6 para a Mercedes.

Mas há diferenças. Na hora de acelerar, o CLA 200 com 1.6 turbo de 156 cv perde para o motor 1.8 turbo TFSI de 180 cv do A3. O carro da Mercedes precisou de 9,6 segundos para sair da imobilidade e chegar aos 100 km/h. Já o modelo da Audi fez isso em 8 segundos. O A3 também consegue melhores retomadas de velocidade por causa do seu conjunto mais bem afinado. Até no preço, o A3 está se saindo melhor: são R$ 116.400 contra R$ 150.500 para o CLA 200 Turbo 1st Edition.

No quesito freio, direção e suspensão, o CLA tem boa estabilidade, mas atende mais no que se refere ao conforto. Direção e freios também atendem bem. No A3 Sedan os freios são eficientes, a suspensão é calibrada e a direção recebe respostas precisas.

O câmbio de dupla embreagem no CLA 200 não tem trocas muito rápidas. Já o motor 1.6 turbo tem menos velocidade, mas traz economia. O A3 também tem câmbio de dupla embreagem e faz trocas mais rápidas, o motor turbo 1.8 consegue dar uma melhor percepção da injeção direta e indireta.

O CLA 200 vem com sete airbags, possui aços de alta resistência em áreas onde há necessidade de maior proteção. O controle de estabilidade está sempre em alerta e entra em ação até nos momentos em que existe pouco sinal de risco. O A3 também conta com sete airbags, além de uma tecnologia capaz de frear o carro após um acidente grave, com o objetivo de amenizar os danos. Os freios são excelentes.

O modelo da Mercedes-Benz é um grande carro, mas é difícil conseguir entender o porquê dos seus R$ 150 mil. Já o A3 chega com um preço muito mais competitivo. Ainda mais quando chegar a versão 1.4, que deverá custar menos de R$ 100 mil.

Por Carolina Miranda


Audi R8 E-Tron – Novo superesportivo será vendido no Brasil


Se uma máquina tiver a capacidade de anunciar que o futuro chegou, essa máquina chama-se E-Tron, carro da montadora alemã Audi, que é premiada não apenas pela beleza dos seus carros como também pela alta tecnologia que investe na fabricação dos seus possantes. Esse superesportivo da Audi é conhecido pelo seu design inovador, futurista, envolto num motor de 333 cv, que pode levar quem dirige a uma velocidade de 0 a 100 Km/h em apenas 5 segundos.

Também denominado de R-8 E-Tron, esse carro estilo coupé tem motor central elétrico e com potência suficiente tanto para as ruas quanto para as estradas. Devido ao alto empenho que o projeto do R-8 E-tron exige, a Audi engavetou o projeto de fabricação, no entanto, a companhia já adiantou que agora em 2014 esse carro que é cobiçado por muitos vai ganhar forma. O adiamento foi porque a Audi não encontrou baterias que fossem compatíveis com o objetivo de velocidade do carro.

Pelo novo projeto, o proprietário do E-Tron poderá chegar a velocidade de até 450 Km/h e a expectativa é de que até final de 2014 o carro chegue ao mercado, mas com um detalhe: será para poucos, já que o E-Tron será vendido apenas sob encomenda.

Com um design que não vai deixar nada a desejar para os concorrentes, apenas os afortunados poderão desembolsar a média de R$ 700.000 para ter um possante como este. Isso explica porque não será possível ver um carro como este estampando as vitrines das concessionárias Audi do Brasil, já que o valor está bem acima do se paga por um importado. A fama ainda colaborou para que o R8 E-Tron assumisse essa posição de glamour, pois a máquina fez participação no filme Homem de Ferro 3, mostrando toda a sua força e garra nas cenas mais eletrizantes da película.

Ao longo dos meses, a Audi do Brasil vai apresentar mais informações sobre o aguardado R8 E-Tronic. É só ficar no aguardo das novidades desse carro que vai estar pelas ruas e rodovias do Brasil.

Por Michelle de Oliveira

Audi R8 E-Tron

Foto: Divulgação


Audi apresenta Sistema de Reconhecimento de Faróis e deve apresentar 17 Novidades em 2014


A Audi pretende fazer de 2014 um ano bem agitado, principalmente nos lançamentos de veículos. Depois de apresentar um novo sistema de reconhecimento de semáfaro, Rupert Stadler, CEO da Audi, revelou que a marca alemã apresentará 17 novidades no decorrer deste ano, o que inclui reestilizações e veículos inéditos.

Sem dúvida confirmar tantas apresentações é uma estratégia arrojada, não apenas pela quantidade de lançamentos, mas também pelo insumo que será consumido pela Audi nas áreas de produção e logística, tudo para manter a liderança do mercado premium global. ”Vamos aumentar as entregas em todas as regiões do mundo, incluindo a Europa”, afirmou Stadler.

Com investimento em torno de 22 bilhões de euros para os próximos 5 anos, a fabricante dos quatro arcos utilizará esse valor para a construção da unidade fabril no Brasil e no México. Além disso, a empresa irá realizar ampliações na China. Por falar em China, o país asiático tem hoje o maior mercado da marca e consumirá cerca de 500 mil veículos apenas neste ano. Portanto, a ampliação de sua estrutura física e logística no país chinês é um passo inteligente para atender tamanha demanda sem quaisquer problema, podendo até aumentar esse volume de vendas nos próximos anos.

Entre as tecnologias, a fabricante apresentou recentemente o novo sistema de reconhecimento de faróis, software que trabalha conectado integralmente à internet e auxilia o motorista em paradas e partidas nos semáforos, tudo visando a redução de emissão e consumo de combustível. Segundo a marca alemã, o modelo que contar com o equipamento trará câmeras acopladas ao para-brisa que identificam as cores exibidas nos semáfaros, disponibilizando algumas dicas ao motorista. Portanto, caso o farol esteja vermelho, surge uma mensagem na tela no velocímetro dizendo ao condutor para apenas desacelerar o carro e não frear repentinamente no último momento. Outro detalhe interessante é a capacidade do sistema de reconhecer o fato do veículo estar parado no sinal vermelho, desligando o veículo através do sistema Start&Stop e ligando o carro cinco segundos antes do farol ficar verde.

Com previsão de lançamento para até 2015, a fabricante afirmou que todos os modelos de seu portfólio são compatíveis com a tecnologia.

Por Caio Polo


Audi TT 2015 – Esboços revelam evolução no estilo do novo modelo


A publicação britânica “Autocar” revelou esboços e detalhes oficiais do novo Audi TT 2015. Mesmo tratando-se de esboços, já dá para ter algumas pistas de como será o design do novo coupé da marca alemã.

Como já era esperado, não há nada de revolucionário e o carro ainda mantém a mesma identidade básica do modelo lançado em 2005. Contudo, os esboços apresentam uma clara evolução de estilo, com muitos detalhes bem semelhantes aos do Allroad Shooting Brake Concept, mostrado ao público durante o Salão de Detroit em janeiro.

Com exceção do desenho do teto, que se assemelha ao da geração vendida atualmente, nota-se nos esboços do Audi TT 2015 o novo conjunto óptico com forma mais reta e compostos por LEDs, lanternas traseiras em LEDs e com novo formato, novas entradas de ar no para-choque, grade frontal hexagonal, além das linhas laterais e da traseira seguindo o mesmo padrão de modelos maiores, como o Audi A6 e A7.

Assim como outros modelos do Grupo Volkswagen, o novo TT também irá utilizar a plataforma modular MQB de segunda geração.

Se no design do modelo não há nada revolucionário, na cabine a marca alemã proporcionou à terceira geração do coupé uma completa transformação. De acordo com a Audi, o interior do novo TT é “purista, esportivo e foi totalmente desenvolvido para atender às necessidades do motorista”. Além do novo desenho do painel de instrumentos e a nova disposição do console central, o grande destaque ficará por conta da enorme tela colorida TFT de 12 polegadas que exibe funções convencionais como o velocímetro e o conta-giros, bem como as funções do sistema multimídia. Caso seja do interesse do condutor, este poderá configurar a tela TFT para alterar o display digital para um layout mais tradicional, com informações analógicas.

Com estreia mundial marcada para o Salão de Genebra, a marca alemã deve apresentar primeiro a versão coupé (2+2), enquanto que a variação roadster de dois lugares está prevista para aparecer no Salão de Paris, em setembro.

Por Caio Polo

Esbo?o do Audi TT 2015

Foto: Divulgação


Novo Audi S3 Cabriolet – Lançamento no Salão de Genebra 2014


A Audi anunciou nesta semana a chegada de mais um membro da gama esportiva “S”, trata-se do S3 Cabriolet, feito a partir do esportivo A3, que será apresentado oficialmente durante o Salão de Genebra, em março.

Esteticamente, o Audi S3 Cabriolet é praticamente igual à versão S3 Sportback, com pouquíssimas diferenças devido à estrutura do modelo, como as linhas mais retas e os vincos laterais que percorre o veículo e são mais acentuados. A versão esportiva conversível conta com rodas de liga leve de 18 polegadas, calçadas com pneus 225/40. A marca alemã disponibilizou 12 opções de cores para a carroceria do S3 Cabriolet.

No interior, o cabriolet traz acabamento em alumínio escovado fosco, conta com revestimento em couro com costuras contrastante nas portas e possui volante esportivo multifuncional com base achatada. Além disso, os bancos oferecem uma mistura de couro e tecido Pérola Nappa. A combinação de Couro Alcântara com Pearl Nappa, Couro Nappa Belas ou Couro Velvet, são oferecidos opcionalmente pela fabricante alemã. Para completar, o esportivo conversível vem com sistema de entretenimento com tela retrátil.

Com capacidade para quatro ocupantes, o S3 Cabriolet dispõe de capota retrátil, que realiza seu ciclo em 18 segundos e pode ser acionada por um comando eletrônico em uma velocidade de até 50 km/h. De acordo com a Audi, o modelo conversível tem capacidade de carga de 285 litros. Em caso de risco de capotamento, arcos de proteção são disparados para proteger os ocupantes do veículo.

Mecanicamente o S3 Cabriolet vem equipado com motor 2.0 TFSI, capaz de entregar 300 cv e 38,7 kgfm de torque. Com tração integral Quattro, o modelo traz acoplado ao bloco turbo uma transmissão automatizada S Tronic com dupla embreagem e sete velocidades. Com esse conjunto mecânico o carro acelera de 0 a 100 km/h em 5,4 segundos, com velocidade máxima de 250 km/h limitada eletronicamente. Segundo a marca alemã, o conversível tem autonomia média de 14 km/L.

No mercado alemão o novo S3 Cabriolet terá preços a partir dos 48.500 euros (aproximadamente R$ 160 mil). O lançamento para todo o mercado europeu está previsto para o primeiro semestre de 2014, enquanto que por aqui o conversível deverá chegar no segundo semestre.

Por Caio Polo


Audi A6 2014: itens de série que consquistam qualquer um


A montadora alemã Audi, que já tem indústrias no Brasil, cumpriu com a sua promessa em criar carros velozes, modernos e de designer ímpar. Um deles é o Audi A6, que ganhou uma roupagem nova, belíssima e com itens de série que vão torna-lo ainda melhor e mais seguro para dirigir.

Falando em itens de série, o A6 vem com freios regenerativos (o que possibilita mais precisão na freagem), freio auxiliar em rampas, freio do estacionamento eletrônico; luzes LED nas laterais e traseiras do carro, embreagem manual com dupla sequencia, rede de segurança para carga, bluetooth que inclui telefone e transmissão de música, DVD ou VCD, chave ou cartão inteligente automático – partida sem chave, conexão externa para entretenimento ipod, indicador de pressão baixa no pneu, vidros com anti-embaçante fixo, ar-condicionado com saída traseira e automática.

Além de Transmissão manual com 7 velocidades no volante de direção, manual sequencial e modo automático, faróis bi xênon, piloto automático, memória de ajuste, além de Volante de direção com , ajuste de altura e ajuste na distância multifuncional, Airbag lateral dianteiro e inclui proteção da cabeça, direção elétrica, entre outros itens.

A proposta da Audi é se posicionar no mercado como uma das empresas que mais oferece itens de série aos seus compradores, uma das razões que tem feito do A6 um dos importados mais bem vendidos do Brasil.

Em termos de potência, o A6 tem motorização 3.0, 310 cv de potência, velocidade máxima de 250 Km/h, injeção eletrônica; 44, 9 de torque, câmbio automático, entre outras ferramentas que tornam o A6 uma verdadeira máquina sobre quatro rodas.

O valor médio do A6 2014 é de R$ 286.000 (valor que pode ser alterado quanto mais acréscimos em opcionais foram solicitados). Esse preço está entre os mais elevados de importados comercializados no Brasil, no entanto, trata-se de um preço que compensa toda a beleza, requinte e tecnologia que um Audi tem para oferecer.

Por Michelle de Oliveira

Foto: divulgação


Novo Audi S1 Sportback – Novidades e Lançamento


A Audi revelou o novo S1 Sportback, versão esportiva do compacto alemão A1. O S1, que será apresentado ao público no Salão de Genebra em março, conta com um bom motor 2.0 TFSI e visual bem esportivo, deixando esse pocket rocket um modelo bem interessante para a categoria.

Em relação às demais versões oferecidas, inclusive por aqui, como a versão cinco portas (Sportback) e a duas portas, o S1 Sportback dispõe de várias características exclusivas, como o novo para-choque dianteiro com desenho esportivo, faróis compostos por LEDs e detalhes internos em vermelho, novo para-choque traseiro dotado de difusor de ar, duas saídas duplas de escape, saias laterais, spoiler traseiro e acabamento preto na parte inferior da tampa do porta-malas. Para completar todo esse visual esportivo, o S1 ainda traz freios com discos maiores que às das versões tradicionais, com pinças pintadas na cor vermelha, além de belas rodas esportivas de liga leve de 17 polegadas com desenho exclusivo, calçadas com pneus 215/40, podendo trazer, opcionalmente, rodas de 18 polegadas com pneus 225/35.

No interior, o pequeno esportivo vem com volante multifuncional esportivo com base achatada e revestido com couro, possui pedaleiras esportivas em alumínio, conta com bancos esportivos com revestimento em couro e costura contrastante, possui detalhes em vermelho nas saídas de ar e tem acabamento em amarelo em torno do console central, combinado com as costuras do revestimento das portas, volante, assentos e tapete.

Sob o capô, o rocket poket alemão vem equipado com motor 2.0 TFSI, já utilizado em outros carros da Audi, ajustado para gerar 231 cv e 37,7 kgfm de torque. Com tração integral Quattro e transmissão automatizada S Tronic de dupla embreagem e seis velocidades, o pequeno esportivo acelera de 0 a 100 km/h em 5,8 segundos, com velocidade máxima eletronicamente limitada em 250 km/h.

Para garantir maior segurança e diversão ao conduzir, a Audi recalibrou a suspensão e adotou uma suspensão traseira independente por quatro braços, ao invés do eixo de torção usado no A1 convencional.

Por Caio Polo


Novo Audi S3 Sportback está à venda no Brasil


As concessionárias brasileiras da Audi já contam com o novo S3 Sportback desde o início de fevereiro. Cotado para chegar apenas em março, o modelo esportivo chega com dados técnicos superior ao do seu antecessor, mantendo apenas o tamanho da cilindrada (1.983 cm³). A Audi faz questão de exaltar a “funcionalidade, leveza e eficiência” do novo S3 Sportback. O esportivo já está disponível e tem preço inicial sugerido de R$ 205.500.

Uma característica que chama atenção foi a redução de peso realizado pela Audi no S3. O modelo, que pesa 1.445 quilogramas, está cerca de 70 quilogramas mais leve que o seu antecessor. Só o motor quatro cilindros do S3, que foi redesenhado visando melhorar seus dados técnicos e eficiência, ficou 5 quilogramas mais leve. A maior parte dessa redução de peso veio da carroceria.

Outro ponto que também se destaca é a suspensão esportiva, rebaixando a carroceria em até 25 milímetros durante a direção, garantindo uma melhor dirigibilidade, segurança de condução e dinamismo ao modelo.

Entre os equipamentos de série cabe destaque ao sistema de som de alto padrão da Bang & Olufsen, sete airbags, bancos com revestimento em couro, ar condicionado automático digital dual zone, teto solar panorâmico, sensor de estacionamento traseiro, faróis bi-xenônio, rodas de liga leve de 18 polegadas e a central multimídia com sistema de navegação via satélite (GPS) e conexão Bluetooth.

Mecanicamente o Audi S3 Sportback vem equipado com motor quatro cilindros 2.0 TFSI, com injeção direta e multiponto de combustível, capaz de entregar 280 cv e torque de 38,7 kgfm. Associado ao bloco turbo está uma transmissão automatizada S Tronic de dupla embreagem com seis velocidades, com opção de trocas manuais através de Paddle Shift (aletas) situadas atrás do volante.

De acordo com a marca alemã, o S3 Sportback acelera de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos, com velocidade máxima limitada eletronicamente em 250 km/h. 

Por Caio Polo

Audi S3 Sportback

Foto: Divulgação


Audi lança um novo modelo RS, o RS4 Avant Nogaro


A Audi (marca e empresa de automóveis conhecida pelos seus carros luxuosos) revelou nessa quarta-feira, 05/02, o seu novo carro do modelo RS, o RS4 Avant Nogaro, que marca o aniversário de 20 anos do primeiro modelo, o Avant RS2. O preço inicial do carro é de 87.300 mil euros (R$ 284.213 mil na cotação atual.)

O carro, que terá a mesma cor da carroceria do primeiro modelo, o Avant RS2, lançado em 1994, será da cor azul (nogaro) perolizado, com um acabamento em alto brilho na grade frontal e fosco no suporte de teto. As rodas são de 20 polegadas e de liga-leve, sendo que, por dentro, o automóvel é revestido na cor azul e preta, em couro (Alcantra nas partes azuis e Valcona nas partes pretas), com o acabamento feito em fibra de carbono.

O veículo ainda é equipado com o motor 4.2 V8 aspirado, de alta rotação, que entrega 450 cavalos de potência a 8.250 rpm. Com o propulsor utilizado, o carro consegue atingir 100 km/h em apenas 4,7 segundos e tem a velocidade máxima de 280 km/h.

O consumo do modelo, em média, entre cidade e estrada, é de 9,3 km/l. O baixo consumo é obtido a partir da transmissão de série S tronic de sete marchas de dupla embreagem que podem ser operadas manualmente através das borboletas junto ao volante ou da alavanca.

Além do alto desempenho, o carro ainda possui o costumeiro luxo já conhecido nos carros da marca Audi, possuindo também, como de costume, um bom espaço interno.

O carro ira estreiar no Salão de Genebra, na Suíça, em março e será uma edição limitada. Suas vendas começarão no mesmo mês, logo depois do Salão de Genebra e promete ser um sucesso em vendas, prometendo agradar aqueles que gostam de bons carros e que se apaixonaram pela primeira versão do carro.

Não há previsão da vinda do carro para o Brasil.

Por Mariana Caetano


CES 2014 abre espaço para montadoras de carros apresentarem novas tecnologias


A CES 2014 (Consumer Eletronics Show) tornou um evento ainda mais caracterizado por novidades do mercado e, dessa vez, desmistificando a ideia de que a feira tem espaço apenas para tecnologia dos smartphones, tablets, notebooks, a CES também abriu espaço para que montadoras de automóveis realizassem suas demonstrações.

Nas apresentações realizadas, as empresas demonstraram a evolução dos sistemas de bordo inteligentes. Entre as novidades apresentadas, tiveram destaque a BMW que mostrou um protótipo que revoga a necessidade de motorista com um modelo que realizou, inclusive, derrapagens sozinho. A Hyundai, com seu modelo Genesis, apostou na conexão entre veículos, as tecnologias vestíveis, usando como integração o Google Glass e o sistema do automóvel.

O modelo da Hyunday integrado com o Google Glass permite que as informações do carros sejam apresentadas na próprio tela do Glass que permitirá ao condutor verificar a rota a ser seguida, além de acionar o serviço de assistente de rota do carro.

No modelo apresentado pela BMW foi possível constatar que o automóvel é capaz de realizar manobras entre cones, reagindo positivamente a novidades que possam surgir no decorrer do trajeto. Tudo isso sem que seja indispensável a presença do motorista. A BMW ainda aproveitou a CES para expor seu primeiro modelo elétrico de série, conhecido como i3. O modelo possui alta tecnologia em seu interior, em destaque, o velocímetro que pode ser visto por uma tela LCD.

A Audi também marcou presença com o carro conceito Sport Quattro Laserlight, que produz luminosidade mais intensa do que as lâmpadas de LED, capaz de ter maior alcance ao trafegar por rodovias. Segundo as informações da empresa, o brilho produzido pelo modelo consegue ser três vezes mais potente que o LED, o que permite a luminosidade de até meio quilômetro à frente pelos faróis.

Outras empresas que apresentaram suas novidades na CES foram a Kia, com um sistema inteligente capaz de proporcionar maior interatividade ao automóvel, e a Toyota com seu carro movido a hidrogênio que inibe a emissão de carbono.

Por Jaime Pargan

Foto: Seyth Miersma / AOL


Audi A3 Sedan está à venda no Brasil


A marca alemã Audi pretende lançar algumas belas novidades neste ano de 2014. A primeira, já lançada neste mês de janeiro, é o A3 Sedan, que está sendo vendido nas concessionárias por R$ 116.400,00. Por enquanto, ele é um automóvel importado, entretanto, no final de 2015, está prevista sua produção no Brasil; mais especificamente em São José dos Pinhais, no Paraná.

O A3 Sedan chega para competir com o Mercedes-Benz CLA, que também desembarcou no Brasil por R$ 147.500,00. Com motor 1.8 de 180cv e porta-malas de 425 litros, o Audi A3 Sedan já faz sucesso nas ruas de São Paulo. Ainda há espera, entre março e abril, do S3 Sedan, de 300cv, para quem gosta de modelos esportivos.

Outra novidade, só que no 1º trimestre deste ano, será do S3 Hatch. Com retrovisores em alumínio, rodas com novos desenhos, escapamento de quatro saídas, grade com acabamento prateado e para-choques com entradas de ar maiores. O Hatch agradará bem os amantes de modelo esportivo. Além de ser atraente, o automotor tem bloco 2.0 TFSI, de 30cv e 38,7kgfm de torque (uma das partes que faz com que o carro acelere de 0 a 100km/h em 5,1 segundos).

Em setembro do ano passado, no Salão de Frankfurt, na Alemanha, a Audi apresentou – atualizado – o sedan A8. Depois da nova estilização, o sedan vem com motores mais econômicos e potentes, sistema de auxílio a estacionamento, com câmera de 360º. Além do Lane Assist (que corrige mudanças involuntárias de faixa) e um conjunto ótico redesenhado com lâmpadas de LED. Com 520cv, o S8 chega à mesma época, a versão esportiva do A8.

Investindo na linha esportiva mais radical, a Audi também lança no Brasil, no 1º trimestre, o RS Q3 e o RS 7. O Q3 é composto por motor 2.5 de cinco cilindros, de 310cv e 42,8kgfm de torque. Já o RS 7 é um automóvel pra ninguém botar defeito: motor 4.0 V8 biturbo de 560cv.

Para fechar o ano da Audi no Brasil, a ansiedade também marca presença para a chegada do A3 Cabriolet. Com capota elétrica – que pode se abrir ou fechar em 18 segundos – está prevista com motor 1.8 TFSI, de 180cv.

Por Carolina Miranda

Audi A3 Sedan

Foto: Divulgação


Novo Audi A8 L Security – Lançamento e Encomendas no Brasil


A Audi confirmou nesta semana que já está recebendo encomendas do sedan A8 L Security no Brasil. Versão blindada do tradicional topo de linha da marca alemã, a novidade chega ao mercado brasileiro com duas opções de motorização. Por incríveis R$ 3,5 milhões, será possível encomendar o modelo que resiste até mesmo a balas com calibre de 7,62 milímetros. Além disso, o carro oferece muita tecnologia, além de diversos itens de série e de segurança.

De acordo com a Audi, o A8 L Security passou por diversos aperfeiçoamentos, sendo considerado hoje como um dos blindados mais seguros do mercado. Para termos uma ideia, os vidros possuem camadas de policarbonato, enquanto que os painéis da carroceria são feitos com liga leve especial de alumínio. A célula de sobrevivência do veículo é composta por aço, cerâmica, vidro multicamada e kevlar. O piso do veículo é feito com uma liga especial de alumínio, que pode suportar uma granada de mão e cargas explosivas.

Não bastasse isso, as portas contam com um botão que quando acionado desprende os parafusos pirotécnicos das dobradiças da carroceria, facilitando a abertura da pesada porta blindada. Outro detalhe interessante do modelo é que há tubos de oxigênio que abastecem o interior do carro em caso de emergência e cria uma sobrepressão no interior da cabine, que impede a entrada de gases de fora. Como opção, a montadora oferece proteção extra para a bateria e o tanque de combustível.

Com 720 quilogramas a mais que a versão tradicional, o A8 L Security leva 450 horas para ser fabricado artesanalmente em uma área protegida e restrita da fábrica.

Mesmo parecendo um tanque blindado, a Audi não deixou de lado o conforto. O sedan traz uma vasta lista de equipamentos e um acabamento interno impecável. Entre os itens de conforto, vale destacar o assento do passageiro da frente, que é amplamente ajustável, possui apoio para os pés com controle elétrico e conta com ventilação e massagem. O veículo tem uma tela de LCD no console central, que abrange o sistema multimídia, complementado pelo sistema Rear Seat Entertainment.

Sob o capô, a Audi oferece as mesmas motorizações da versão padrão: Bloco 4.0 V8 TFSI de 435 cv ou Motor 6.3 W12 de 500 cv. A primeira opção acelera de 0 a 100 km/h em 7,5 segundos. Já a segunda opção acelera de 0 a 100 km/h em apenas 7,1 segundos.

Por Caio Polo


Novo Audi A3 Sedan 2014 – Venda e Preço no Brasil


A Audi Brasil informou nesta quarta-feira, 15 de janeiro, que o A3 Sedan já está disponível no mercado nacional. Inicialmente importado na versão 1.8 TSFI, o carro, que passará a ser produzido ao lado do novo Golf na unidade fabril da Volkswagen de São José dos Pinhas (PR), tem preço sugerido de R$ 116.400.

Com 4,46 metros de comprimento e 2,64 metros de distância entre-eixos, a versão sedan do A3 é apenas 15 centímetros mais longa que o A3 Sportback e está longe de oferecer o espaço interno do A4, que tem 4,70 metros de comprimento e 2,81 metros de distância entre-eixos. Portanto, o A3 Sedan foi desenvolvido para competir com o rival Mercedes-Benz CLA, versão sedan do Classe A, bem como para preencher uma lacuna deixada pelo Audi A4, que cresceu demais nas últimas gerações.

Dotado de uma vasta lista de equipamentos de série, o veículo possui central multimídia com tela retrátil de sete polegadas (que emerge eletronicamente do console central do modelo), conta com retrovisores internos eletrocrômicos, possui volante multifuncional e tem ajuste eletrônico do banco do motorista.

Opcionalmente, o Audi A3 Sedan pode trazer o sistema Multi Media Interface (MMI) Touch, que consiste em um sistema completamente integrado que controla uma variedade de dispositivos e funções do carro, entre eles o sistema de navegação via satélite (GPS), o DVD, o sistema de áudio com memória interna de 40 GB para armazenamento de músicas, entre outras funções.

O Audi A3 é equipado com o motor 1.8 TSFI de 180 cv, a versão sedan do A3 conta com transmissão S-Tronic. Com esse conjunto, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos, com velocidade máxima de 235 km/h.

A montadora alemã informou também que a versão esportiva do novo A3, o S3 Sedan, chegará às concessionárias brasileiras da marca a partir de março. O grande diferencial do modelo, além do acabamento e dos detalhes exclusivos da versão, fica por conta do motor 2.0 TFSI e da tração integral Quattro. Equipado com câmbio S-Tronic de seis velocidades, a versão esportiva terá preço sugerido na faixa dos R$ 200 mil.

Por Caio Polo