Categorias: NotíciasPedágio

Como funciona e como pagar o pedágio Free Flow da Rio-Santos

A partir de março, o pedágio da Rio-Santos será sem filas, pelo sistema Free Flow. Saiba como utilizá-lo.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a CCR RioSP deram início à implementação de uma modalidade inovadora de pagamento de pedágio. Os locais que receberão o sistema eletrônico conhecido como Free Flow já estão sendo ajustados na BR-101/RJ (Rio-Santos).

Essa será a primeira rodovia federal a receber esse tipo de sistema no Brasil, sendo o mais inovador das últimas décadas. Ainda há muito a se fazer em relação à orientação dos usuários, mas o projeto já vem sendo estudado há alguns anos e é totalmente viável.

Sendo assim, sua implementação total entrega para início de uso está prevista para o mês de março deste ano de 2023. A promessa é de economia para o usuário e facilidade na cobrança da tarifa, fazendo o trânsito fluir ainda melhor.

Os pórticos, contudo, já estão funcionando neste mês de fevereiro, porém sem cobrança, no momento.

Como funciona o sistema eletrônico de pedágio Free Flow

As convencionais praças de cobrança de pedágio estão prestes a ser substituídas pelo Free Flow, garantindo ao motorista uma viagem com número reduzido de paradas e melhor fluxo do trânsito na rodovia.

Para utilizar o novo sistema, o usuário terá duas opções. A primeira delas TAG, que deve ser instalada com antecedência no para brisas do veículo, sendo lida quando ele passar pelo sistema.

A outra forma é semelhante à primeira, mas no lugar da TAG, a placa do veículo é que será lida e interpretada pelo sistema Free Flow.

Quando o usuário opta pela TAG no parabrisas do carro, a cobrança é feita imediatamente e o valor é descontado na fatura da operadora da TAG. Essa modalidade é econômica, pois garante 5% de desconto em alguns casos.

Além disso, por esse meio, usuários frequentes podem ter até 70% de desconto, de acordo com as regras da operadora da TAG.

Clientes que não optaram pela TAG, preferiram a leitura da placa, poderão escolher a forma de pagamento, que inclui PIX e o portal ou aplicativo da concessionária.

Será feita uma campanha educativa, explicando ao usuário a forma correta de utilizar os pórticos e realizar os pagamentos.

Como ganhar o desconto de 5% no pedágio Free Flow?

Como mencionado anteriormente, os usuários que optarem pela TAG da concessionária no parabrisas do carro, terão desconto de 5% na tarifa. Será concedido no ato da cobrança e descontado o valor restante na fatura do usuário.

Para fazer a sua TAG, você deverá escolher sua concessionária e seguir as instruções do seu aplicativo. Existem diferentes opções, cada uma com sua forma de emissão.

Quais são os benefícios do Free Flow?

Essa nova modalidade de cobrança de tarifas de pedágio na rodovia federal traz benefícios para as concessionárias e para o usuário. Alguma das mais relevantes são:

  • dados padronizados e centralizados;
  • mais qualidade nos dados que são recebidos no campo;
  • maior efetividade da cobrança;
  • menor custo operacional;
  • melhoria nos atendimentos;
  • maior fluidez do trânsito;
  • menor números de paradas para o motorista.

Quem vai usar o Free Flow e por que são obrigatórios?

Mais simples do que um pagamento eletrônico seria não pagar pedágio. Mas, por que essa cobrança é obrigatória em algumas rodovias federais pelo Brasil? Essa deve ser a questão de muitas pessoas e vamos responder.

O pedágio eletrônico Free Flow será obrigatório para todos os usuários que passarem pelos pórticos de cobrança na Rio-Santos (BR 101). O valor arrecadado pelas administradoras da rodovia será usado para sua manutenção.

Por serem de longas distâncias, essas rodovias precisam contar com sistemas e serviços que garantam a segurança e os primeiros socorros em caso de necessidade por parte dos motoristas.

Assim, são disponibilizados terminais telefônicos, guincho e primeiros socorros a cada quilômetro. Esses serviços são mantidos com os recursos arrecadados justamente com a cobrança dos pedágios.

Por esse motivo, as cobranças são obrigatórias e devem ser feitas a todo veículo que circular nas rodovias. Alguns benefícios são dados com gratuidade dessa taxa, direcionada aos beneficiários do programa vale-pedágio, que são caminhoneiros e outros profissionais de acordo com as regras do projeto.

Imagem: reprodução/Free Flow

Posts Recentes

Como a Toyota transformou a mobilidade sustentável no Brasil

A tecnologia híbrida flex da Toyota, desenvolvida no Brasil, combina alta eficiência e baixas emissões, destacando-se em vendas com Corolla… Leia Mais

Novo Jeep Commander: 50 mil unidades vendidas e novas versões em 2025

Jeep Commander 2025 lidera SUVs de 7 lugares com novas tecnologias e design inovador. O Jeep® Commander está conquistando novos… Leia Mais

MINI Cooper S 5P com preço reduzido e taxa zero de financiamento

Aproveite as condições especiais da MINI: bônus de valorização de seminovos e taxa 0%. A MINI está revolucionando o mercado… Leia Mais

Viagem e gastronomia: BMW une forças com Guia MICHELIN no Brasil

A união entre BMW e Guia MICHELIN promove experiências únicas de viagem e culinária, com destaque para o luxuoso BMW… Leia Mais

Nova Honda Elite 125 2025: economia e estilo na 2ª geração

A Honda Elite 125 2025 estreia com motor inédito e tecnologia avançada, oferecendo mais economia e menor emissão de poluentes.… Leia Mais

Hyundai NEXO e Palisade são destaques na Festa das Nações 2024

Festa das Nações 2024 contará com o Hyundai NEXO e atrações culturais coreanas. A Hyundai tem presença confirmada na 39ª… Leia Mais