Ford fará lançamento do F-150 no Salão de Detroit 2014


A Ford vai mostrar sua nova caminhonete F-150 2015 em algumas semanas, no Salão do Automóvel de Detroit 2014. A informação foi divulgada pelo site Bloomberg.

Segundo a publicação, algumas fontes próximas da marca afirmam que o modelo chega com um visual do conceito Atlas (foto). O F150 também chegaria com painéis de alumínio na sua carroceria.

Isso faria, provavelmente, que a F-150 ficasse 340 kg mais leve. O propulsor do modelo deverá ser o EcoBoost de 2.7 l, que foi desenvolvido recentemente, o qual será acoplado a uma transmissão automática de 10 velocidades.

Outra novidade também pode ser uma nova tecnologia híbrida disponível no modelo para permitir que a Ford atenda os padrões rigorosos de economia de combustível dos Estados Unidos.

Os boatos dão conta que a montadora já começou a fazer os protótipos e inicia a produção do modelo de ano 2015 no segundo semestre do ano que vem.

Automóveis.

IPI

Em dezembro, o governo editou o decreto 8.168 no Diário Oficial da União. Tal medida confirma o aumento das alíquotas do imposto sobre os Produtos Industriais (IPI), incidente nos automóveis a partir deste mês de janeiro de 2014, conforme foi previsto por Guido Mantega, ministro da Fazenda.

De acordo com a tabela do decreto, a alíquota para os veículos com até 1 mil cilindradas (1.0) passa a ficar em 33% no dia 01 de janeiro. Essa alíquota permanece até o dia 30 de junho de 2014.

No dia 01 de julho de 2014, o IPI sobre os automóveis 1.0 fica em 37%, número que volta ao patamar anterior aos incentivos do governo para o segmento. Naquela época, a alíquota do IPI para os carros populares chegou a ser de 7%. O Diário Oficial da União aponta que a alíquota voltará a ser de 7% em janeiro de 2018.

Os carros de 1.0 a 1.5 cilindradas passam a ter alíquota do IPI de 39% no dia 01 de janeiro a 30 de junho de 2014. No dia 01 de julho, a alíquota aumenta para 41% e vale até o dia 31 de dezembro de 2017. 


Lançamento do Ford F-150 Harley-Davidson 2012


A Ford apresentou a versão 2012 da F-150 Harley-Davidson, linha especial da picape, cheia de detalhes exclusivos inspirados na cultuada fabricante de motocicletas. Este é o 10º produto lançado através da parceria entre as duas marcas, iniciada em 1999, que também rendeu edições especiais para os modelos F-450, F-250 e F-350 Super Duty.

A F-150 Harley-Davidson 2012 tem como destaques externos a imponente grade dianteira de seis barras cromadas e as rodas de alumínio aro 22, com o escudo da fabricante de motos na área central. No interior da cabine, chama a atenção o luxuoso acabamento em couro, inclusive no volante e no painel de instrumentos, além de diversos emblemas da Harley-Davidson, aplicados em várias partes. Outras novidades são os bancos aquecidos, câmera de visão traseira e a tela LCD de 4,2 polegadas, instalada no console central, através da qual são acessados os sistemas de navegação, informação e entretenimento.

Para empurrar a picape foi escalado o motor V8 6.2, que rende 411 cv de potência e 60 kgfm de torque, desempenho suficiente para rebocar trailers de até 3.400 kg, segundo a Ford.

O modelo é de cabine dupla e pode ser encontrado, nos Estados Unidos, nas cores branca ou preta.

Fonte: Motor Ward

Por André Gonçalves


Ford F-150 Harley Davidson 2011 – Fotos


A Ford divulgou imagens da nova F-150 Harley Davidson.

O carro que é equipado com um motor V8 6.2 e 411cv de potência, tem algumas mudanças com relação ao seu modelo anterior. Agora a F-150 conta com alguns desenhos e logos da marca de motocicletas espalhados pela lateral do veículo. Uma melhoria muito importante foi adotada na F-150 que agora usa um sistema diferente de escapamento o que melhora o ronco do motor V8.

A Ford oferece o veículo com o câmbio manual de 6 marchas ou automático com 5 marchas.

O interior do veículo também merece uma atenção especial pois é decorado com couro Tuxedo Black e com acabamentos prateados.

A Ford ainda não divulgou o preço da nova F-150 Harley Davidson, mas já deixou claro que será restrito apenas (por enquanto) aos consumidores norte-americanos.

Por: Ewerton Cruz