Nova BMW Série 1 Sedan deve ser lançada na China


Modelo irá concorrer com Audi A3 e Marcedes-Benz CLA.

A BMW revelou recentemente ao mercado todas as novidades do inédito BMW Série 1 Sedan, novo modelo de entrada da montadora que estava sendo aguardado há 2 anos pelos fãs da fabricante. O modelo chega para brigar com sedãs já bastante conhecidos pelos consumidores, das marcas Audi e Mercedes-Benz.

O Série 1 Sedan foi desenvolvido na Alemanha, em parceria com a chinesa Brillance, que trabalha com a BMW há mais de uma década e meia, e foi baseado na plataforma UKL de tração dianteira, que também está presente nos modelos da MINI. A ideia era lançar um modelo que agradasse aos consumidores chineses, uma vez que o lançamento do carro se dará em terras chinesas.

O esportivo foi desenvolvido a partir do conceito apresentado no salão do automóvel realizado na cidade de Guangzhou, na China, no ano passado. O objetivo da BMW é conquistar mais uma fatia do mercado dos sedãs e competir diretamente com os modelos Audi A3 e Marcedes-Benz CLA.

O visual do novo sedã da BMW mantém as linhas típicas da montadora, com destaque para os LEDs duplos redondos nos faróis, para-choque dianteiro com grandes aberturas e apliques em cromado e preto, capô longo, linhas esportivas e tamanho de carroceria semelhante aos demais sedãs da marca. A traseira do modelo deverá seguir o padrão dos modelos sedãs da BMW.

Detalhes técnicos do Série 1 Sedan ainda não foram divulgados pela fabricante. Porém, devido ao fato de ser construído sobre a plataforma UKL, com tração dianteira e movido por 3 e 4 cilindros, é provável que o Série 1 Sedan ofereça motorização turbo e excelente condução ao motorista – típico dos modelos da fabricante.

A produção do novo modelo será feita na China, junto à produção da nova geração da BMW X1 e do modelo Série 2 Active Tourer. O Série 1 Sedan será o quinto modelo da marca a ser totalmente produzido em território chinês, graças à excelente aceitação dos chineses a outros modelos da marca nos últimos anos. O lançamento do Série 1 Sedan, a princípio, também será restrito ao mercado chinês, mas o sedã poderá chegar a outros mercados no futuro. A marca, porém, ainda não comenta esta possível expansão da fabricação e comercialização do modelo para outros países.

André Barbirato


BMW Série 1 – Novo modelo traz novidades na mecânica e estética


Após o vazamento de sua imagem mediante um vídeo teaser, a BMW revelou oficialmente as imagens e os detalhes do novo Série 1. Com mudanças importantes e significativas, o modelo de entrada da fabricante alemã terá suas vendas iniciadas após sua apresentação oficial durante o Salão de Genebra, realizado em março.

Anteriormente, o Série 1 sofreu fortes críticas por causa de seu visual, principalmente devido ao design apresentado na parte dianteira, com faróis frontais levemente desproporcionais e formato pouco atraente, diferentemente do que era visto em outros modelos que contavam com faróis mais estreitos. De toda forma, o novo modelo deixou esse ponto para trás e vem com um formato que agrada mais ao público.

O que se vê é um veículo com desenho mais harmônico e fluído, além de contar com detalhes que elevam sua esportividade e agressividade, algo que interessa o público alvo do modelo. Sendo assim, o novo Série 1 dispõe, na dianteira, de novos faróis mais estreitos e que se aproximam com os últimos lançamentos da marca, para-choque com amplas entradas de ar, vincos e linhas bem distribuídas, bem como a tradicional grade da fabricante. Na parte lateral, as mudanças são mais sutis, já que o carro manteve a linha de cintura alta e os vincos que fluem até as lanternas traseiras. Por falar em lanterna, essas são as grandes novidades na parte posterior do modelo, deixando de apresentar aquele formato “quadrado” para dispor de um formato mais parecido com os outros carros da BMW, dividido em duas seções. Além das lanternas compostas por LEDs, o para-choque traseiro e a tampa do porta-malas foram remodelados.

No interior as mudanças são mais modestas, cabendo destaque aos novos comandos do sistema de som e do ar-condicionado, aos tecidos que fazem o revestimento dos bancos, aos detalhes do console central e a possibilidade do modelo contar com o novo volante multifuncional M Sport.

Com relação aos equipamentos de série, a lista continua generosa e agora conta com sistema de ar-condicionado automático, sistema BMW Radio Professional e iDrive com tela de 6,5 polegadas de alta resolução, sistema BMW ConnectedDirve, que inclui alguns sistemas de assistência e serviços, como a função Stop&Go e Cruise Control Active, além da última geração do sistema que estaciona em vagas transversais (Park Assist). Opcionalmente, a novidade fica para a possibilidade do modelo contar com o sistema multimídia com tela de 8,8 polegadas.

Mecanicamente também houve grandes mudanças, a começar pela  possibilidade inédita do novo Série 1 contar com novos blocos três cilindros 1.5 TwinPower Turbo abastecido a gasolina ou a diesel. Além disso, a fabricante alemã modernizou os blocos quatro cilindros 2.0 TwinPower Turbo abastecidos a gasolina e a diesel.

Desta forma, a fabricante poderá oferecer as versões com os motores três cilindros 1.5 diesel com 116 cv e uma opção, a 116i, com bloco três cilindros a gasolina que desenvolve 109 cv. Os modelos 2.0 terão três opções a diesel, com potências de 150 cv, 190 cv e 224 cv, bem como três configurações com motor 2.0 a gasolina capaz de entregar 136 cv, 177 cv e 218 cv de potência.

Para finalizar, o propulsor seis cilindros 3.0 TwinPower Turbo a gasolina também foi modernizado e ganhou 7 cv em relação ao modelo anterior, passando a oferecer 326 cv de potência. Assim, a configuração com tração traseira e transmissão automática com oito velocidades com função Steptronic acelere de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos, enquanto a versão manual faz a mesma aceleração em 5,1 segundos. O novo BMW M135i com tração integral xDrive e transmissão automática de oito velocidades, por sua vez, faz a mesma aceleração em 4,7 segundos.

Por Caio Polo

BMW S?rie 1

BMW S?rie 1

BMW S?rie 1

Fotos: Divulgação


Novo BMW Série 1 terá plataforma UKL1


Apresentado no fim de 2011, a segunda geração do BMW Série nem passou pela reestilização pontual para dar fôlego ao modelo nas vendas e a imprensa na Europa já fala sobre a terceira geração do hatch da marca alemã. Especula para chegar com muitas mudanças em relação ao modelo atual, entre a principal alteração é a perda da tradicional tração traseira para que o modelo possa adotar uma nova plataforma, o que com certeza frustraria os fãs mais puristas do hatchback.

De acordo com a revista britânica “Auto Express”, a nova plataforma UKL1, que será adotada no novo Série 1, é a mesma de tração dianteira utilizada pela nova geração do MINI Cooper e do monovolume Série 2 Active Tourer. Contudo, embora o carro deixe de trazer a tradicional tração traseira, o novo Série 1 ganharia em distância entre-eixos e, consequentemente, no espaço interno aos ocupantes do veículo.

A nova geração do Série 1 manteria as configurações de seu portfólio, sendo composta pelas configurações hatchback de duas e quatro portas, mas também haverá uma versão sedan, para competir com o Audi A3 Sedan e o Mercedes-Benz CLA. A linha Série 2, com versões conversível e coupé, também acompanharia as mesmas alterações.

Apesar de ter suas dimensões ampliadas, a próxima geração do Série 1 ficará mais leve por não ter todo a mecânica necessária para a tração traseira. A decisão da fabricante alemã em deixar de lado a tração traseira e adotar a tração dianteira em seu hatchback e modelo de entrada veio através de uma pesquisa feita em 2010, que apontou que 80% dos donos de Série 1 pensavam que o carro tinha tração nas rodas da frente. Além disso, o próprio MINI Cooper mostra que dá pra ser um carro divertido mesmo com tração dianteira. Vale lembrar também que esse tipo de tração está presente nos rivais Mercedes Classe A e Audi A3. 

Além da tração dianteira, o novo Série 1 contará com a nova linha de motores que equipa o MINI Cooper. Portanto, a nova geração do hatch da BMW poderá vir equipada com o motor três cilindros 1.5 Turbo com 136 cv ou com o bloco quatro cilindros 2.0 Turbo, capaz de entregar 192 cv. Ambos os motores irão trabalhar com a atual transmissão automática de oito velocidades.

Por Caio Polo

Novo BMW S?rie 1

Foto: Divulgação


BMW Série 1 2013 – Versão com três portas


Neste final de semana, a BMW apresentou algumas novidades. Dentre elas está a nova opção de carroceria três portas da Série 1. O modelo fez a estreia juntamente com o esportivo M135i.

Fazendo uma comparação com seu antecessor, o modelo apresentou um crescimento.  O seu comprimento elevou em 85 milímetros. Já a sua largura obteve um aumento de 17 milímetros e a distância entre-eixos foi 30 milímetros aumentada.

Esta alteração nas medidas fez com que o espaço para as pernas crescer 21 milímetros para quem viaja no banco de trás.

Outra novidade é que a capacidade volumétrica do porta-malas ficou 30 litros maior, chegando aos 360 litros.

O modelo Série 1 com a nova carroceria vai ser vendido em diversas opções de motorização, sendo tanto a gasolina ou a diesel.

Para a versão de entrada, o 114i, o carro irá utilizar um motor de 1.6 com uma potência de 102 cavalos.

Confira algumas fotos do modelo –


BMW Série 1 2012 – Fotos e Detalhes do Novo Carro


A versão 2012 do BMW Série 1 só estréia em setembro, durante o Salão de Frankfurt, mas a montadora alemã já divulgou alguns detalhes e as primeiras fotos oficiais do hatch Premium.

O modelo vai chegar com um visual diferente, com destaque para os novos conjuntos de faróis dianteiros e traseiros. Internamente, as novidades são o painel central mais largo; o material diferenciado e mais requintado para o acabamento; o novo design dos bancos e do volante; e a tela LCD de 7 polegadas, para o sistema de navegação e entretenimento iDrive (opcional).

Segundo a revista Car and Driver, haverá uma nova opção de motorização, através do bloco turbinado de 1.6 litro, com injeção direta, substituindo o 2.0 anterior. O propulsor terá as versões de 136 cv de potência e 22,4 kgfm de torque (equipando o modelo 116i) e a versão com desempenho de 170 cv de potência e torque de 25,4 kgfm (equipando o modelo 118i). Haverá também os renovados motores turbinados a diesel, de 2.0 litros, a serem oferecidos nos modelos 116d (116 cv), 118d (143 cv) e 120d (184 cv).

Com relação à transmissão, estarão disponíveis as caixas manual (de seis marchas) ou automática (de oito velocidades).

Por André Gonçalves