O modelo consegue reunir na sua aparência a ideia de luxo e contemporâneo.

Os automóveis esportivos são um dos maiores sonhos de consumo dos indivíduos apaixonados por automobilismo. Com isso, as fabricantes têm inovado cada vez mais no design desses veículos e oferecendo também carros com alta tecnologia. Uma marca que uma representatividade grande nesse mercado de automóveis de luxo é a BMW. E um dos últimos lançamentos da empresa alemã foi a BMW i8 Roadster. Conheça agora um pouco mais sobre as características desse modelo que promete chamar atenção dos fãs de modelos luxuosos.

A apresentação para o público brasileiro, vendas em território nacional e preço da BMW i8 Roadster

A montadora europeia apresentou o modelo i8 Roadster no final de 2018. A exposição aconteceu durante o Salão do Automóvel na cidade de São Paulo, durante o mês de novembro. O público pode conferir de perto a aparência sofisticada e os recursos tecnológicos que esse carro apresenta. A expectativa é que esse automóvel tivesse suas vendas no Brasil iniciadas após o evento da capital paulista.

As últimas informações dão conta que esse veículo pode ser adquirido por meio de encomenda. Uma vez que se trata de um artigo com o valor elevado. E, por falar, sobre preço estima-se que a BMW i8 Roadster esteja sendo vendido por mais de R$ 500 mil. Por fim, um dado que precisa ser apresentado é que não se tem informações mais aprofundadas sobre outras versões desse modelo. Uma explicação para isso é justamente o valor deste produto.

Sobre o design dessa BMW

Se uma palavra pudesse definir o BMW i8 Roadster seria: modernidade. O modelo consegue reunir na sua aparência a ideia de luxo e contemporâneo. Primeiro ponto que precisa ser mencionado é que se trata de um modelo conversível. Mas, para as pessoas que não gostam tanto desse recurso ou que em uma determinada situação vão precisar utilizar o teto do carro, esse recurso é ativado em menos de 20 segundos.

Na parte frontal deste carro, o capô ganhou um recorte imponente. Esse desenho é na cor preta, ele começa nas laterais do carro e vem afinando no centro. Além disso, no final do capô e antes do para-choque se tem o par de faróis com um design mais clean. E entre os dois faróis se tem duas estruturas retangulares com as bordas mais grossas. Já o para-choque não ocupa tanto espaço quanto em outros veículos. Isso se dá, pois, nas laterais foi feito um recorte lembrando a ideia usada no capô para ser ligado aos faróis.

Esse carro só conta com duas portas e ambas abrem para cima, tem apenas dois assentos no veículo, pois o porta-malas ganhou mais espaço. Já na parte traseira, os faróis ganharam uma nova aparência. E o que chama atenção é a estrutura mais alta em forma de “montanha” utilizada para que o teto possa ser acionado. Esse veículo é predominante na cor laranja, mas conta com detalhes em preto.

A aparência interna desse veículo

Se o exterior desse carro é considerado sofisticado, o interior não podia ser diferente. O painel parece ter recebido todo um revestimento de couro. Além disso, no centro do painel, ele foi recortado em quatro níveis: o primeiro tem uma tela em LCD, o segundo a saída para o ar-condicionado, o penúltimo botões para acionar os recursos do veículo e também para conectar aparelhos eletrônicos. E o último para a finalização do design e também serviu de espaço para o porta-luvas. Pelo volante acionam-se diversas funções do carro. Além disso, chama atenção a aparência dessa peça. Ele também foi desenhado com estruturas laterais e vão afunilando para o centro. Os bancos mesclam as cores laranja e preta. No centro há uma estrutura na qual foi colocada a marcha e outros dispositivos.

A respeito do motor e outras informações

Sobre o motor sabe-se que ele tem mais de 200 cavalos. Trata-se de um modelo híbrido. É importante frisar que esse tipo de mercado tem crescido no Brasil e cada vez mais, as montadoras estão investindo em trazer modelos com esse para território nacional, devido aos benefícios que esses carros assim apresentam. Para o carregamento total desse veículo precisa-se menos de cinco horas. Não se tem informações sobre o consumo do carro quando se escolhe outro tipo de combustível. Outro ponto importante é que esse veículo é um modelo mais silencioso, pois ele conta com um turbo 1.5. Com esse veículo consegue alcançar mais de 200 km por hora.

Para conhecer mais pontos da BMW i8 Roadster acesse: https://www.bmw.com.br/pt/index.html.

Por Isabela Castro

BMW i8 Roadster

BMW i8 Roadster


O lançamento veio trazendo recursos altamente avançados tanto em termos de tecnologias de comando como de controles, assistência à condução e conectividade.

A praticamente um ano atrás a BMW avisou que iria trazer de volta o Série 8, cupê que fez sucesso nos finais das décadas de 1980 e 1990. A empresa alemã revelou ano passado a versão de sua produção sendo ela muito parecida com o conceito do ano de 2017. O lançamento serie oito teve seu inicio de vendas na Europa em novembro de 2018, e tem lançamento confirmado para este ano no Brasil.

O modelo será oferecido (na Europa) com duas opções de motorizações. Uma é a de 840d que vem com uns seis cilindros diesel de 320 cavalos, enquanto a outra opção (850I) traz um (V8 4.4) a gasolina de (530 cv e 76,5 KGFM) Em todos os casos, a transmissão é toda automática de 8 marchas.

Ele tem uma versão mais potente, o modelo novo vai de 0 a 100 km/h em três segundos, com máxima limitada em 250 km/h.

Além de diversos outros recursos, como os de carroceria em alumínio, magnésio e plástico reforçado com fibra de carbono, turbos instalados no centro das bancadas de cilindro, tração integral e suspensão adaptativa.

Segundo a marca o Série 8 foi feito em conjunto com outra versão mais esportiva, o M8.

Em relação às suas medidas, o modelo Série 8 é bem menor que o sedan Série 5, pois são quase cinco metros de comprimento, e quase três metros de entre – eixos, 1,90 metros de largura e somente 1,35 metros de altura. Atualmente, o seu concorrente maior é o Mercedes-Benz Classe E Coupé.

O modelo de lançamento é um carro que irá fazer parte do clube dos modelos mais estimados e luxuosos do que os outros modelos BMW, além de ter outro modelo do time, o SUV X7 que será lançado.

Em seu interior, tem quadros de instrumentos digitais, sistema de iluminação e bancos esportivos de couro que permitem alternar as cores. Existindo ainda uma possibilidade de poder adicionar várias aplicações em vidro e em alguns comandos, que é o exemplo da alavanca de câmbio e do botão de partida. Suas laterais têm formas musculosas e o teto arqueado formando um conjunto harmônico com um amplo vidro traseiro.

O BMW Série 8 vem com um porta-malas de 420 litros e com o interior que irá privilegiar mais espaço pensado de forma especial para o motorista e passageiro, sua cabine é muito confortável além de sofisticada, com um revestimento em couro de duas cores e uma iluminação que pode alterar as tonalidades. Ele tem um painel totalmente digital fazendo com que o motorista possa acessar os comandos por meio das teclas que têm no volante ou até mesmo pelo joystick no console. O modelo também traz uma central multimídia super moderna, com fácil conectividade, e um sistema avançado de head-up display, que irá projetar as informações no para-brisa. A expectativa do valor que irá vir para o Brasil é por cerca de R$ 800 mil.

Desta vez a empresa alemã teve bastante cuidado quanto aos detalhes para trazer junto à Série 8 Coupé uma melhor condição aerodinâmica, com defletores de ar, retrovisores de hastes mais finas e spoile. Segundo a própria BMW sua ideia foi oferecer um veículo dos sonhos e que proporcionasse um excelente desempenho, com um design totalmente emocional, nos mostrando um luxo em estado de arte e também em recursos excepcionalmente avançados além de termos de tecnologias com comando e controles, além de assistência à condução e conectividade.

O lançamento veio trazendo recursos altamente avançados tanto em termos de tecnologias de comando como de controles, assistência à condução e conectividade como já falado. Este realmente é um modelo de luxo que além de lindo veio para expandir o mercado.

Por Karla da Silva

BMW Série 8 2019

BMW Série 8 2019


Chegando a sua sétima geração, o sedan de maior sucesso da BMW está maior, mais esportivo e tecnológico.

O BMW Série 3 é um carro executivo compacto fabricado pela montadora alemã BMW há quase 44 anos (desde maio de 1975). Ele já está em sua sétima geração, que começa com o ano modelo 2019.

O carro foi revelado ao mundo no Salão de Paris no dia 2 de outubro de 2018. O carro será a sétima geração do modelo mais conhecido da BMW, o Série 3.

Existe uma previsão de chegada ao Brasil para a metade de 2019. De início ele será importado da Alemanha. Mas a montadora já estuda produzir o carro no Brasil futuramente, no estado de Santa Catarina. Vamos ver alguns detalhes sobre o BMW Série 3 2019.

Dimensões

Comprimento: 4,71 m

Largura: 1,83 m

Altura: 1,44 m

Entre eixos: 2,85 m

Massa (peso): 1.365 kg

Design

Em design, o modelo evoluiu discretamente e ficou mais imponente em comparação com a geração anterior. Na frente o sedan apresenta a bela grade, agora unificada da BMW, para-choques com desenho esportivo, apliques em black piano, luzes de posição de LED, e belíssimos faróis full LED com laser, assim como no Série 5.

Nas laterais nota-se que o modelo está maior. Porém, a simplicidade continua. As belas rodas vão até 19 polegadas (48,2 centímetros). Já a traseira é a parte onde mais se apresentam mudanças.

Na versão M-Sport o para-choque possui desenho esportivo e as belas lanternas possuem uma parte escurecida, assim como no novo X4 e as luzes são Full LED.

Interior

No interior agora o Série 3 está em dia com a nova linha da BMW. O acabamento impecável continua. O sedan mescla aço escovado, superfícies macias e couro por todos os lados, além de luzes ambiente em LED. Os destaques do interior vão para o novo cluster com quadro de instrumentos digital de 12,3 polegadas (31.2 centímetros) configurável. Ar-condicionado digital de duas zonas com visor entre as saídas de ar, alavanca de câmbio em estilo joystick, bancos dianteiros com ajustes elétricos, memória e aquecimento e sistema de som premium.

Central Multimídia e tecnologia

A central multimídia que equipa o modelo é o iDrive de última geração da BMW. A tela possui 10.2 polegadas (26 centímetros) de diagonal e é completa com um GPS integrado, assistente virtual pessoal e conectividade com o Apple CarPlay.

Motor

Inicialmente, o Série 3 foi apresentado com quatro motorizações. Duas a gasolina que virão com o sedan para o Brasil.

A primeira, que equipará o modelo 320i será um motor 2.0 L Turbo, movido à combustão de gasolina. Ele promete entregar 184 cavalos (137 kW) de potência e 30,6 kgmf de torque. O motor acompanha uma transmissão automática de 8 marchas. Essa versão promete chegar a 100 km/h em 7,2 segundos. O consumo combinado de cidade e estrada fica em 17,4 km/L.

A segunda versão, que equipará o modelo 330i, também traz um motor de 2.0 L alimentado a gasolina. Mas esse promete entregar até 258 cavalos (192 kW) de potência!!! O torque prometido é de 40,8 kgfm. Ele também é equipado com um câmbio automático de 8 marchas. 5,8 segundos é o tempo que essa versão promete entregar no 0 a 100 km/h. Consumo dessa versão gira em torno de 17 km/h. Nada mal para toda essa potência e torque!

Até março serão apresentadas duas versões esportivas e uma híbrida.

Segurança

Em segurança, os destaques do novo Série 3 serão o controle de cruzeiro (piloto automático) adaptativo com assistente de correção de saída de faixa que consiste num sistema de condução semiautônoma de última geração da BMW que opera em até 210 km/h. O sedan também contará com alerta de colisão com frenagem de emergência, sistema de câmera de 360 graus, detector de pedestres e ciclistas e alerta de mudança de faixa.

Lançamento e Preço

O novo BMW série 3 começará a ser vendido na Europa e nos Estados Unidos em março. O preço nos Estados Unidos começará com US$ 40.200 (R$ 149.200). Já na Europa, começa com 37.580 € (R$ 159.970). Para o Brasil, o sedan já foi confirmado para o segundo semestre de 2019, mas ainda sem preços revelados.

Por Bruno Rafael da Silva

BMW Série 3 2019

BMW Série 3 2019


O BMW Z4 possui diversos itens de série modernos e que ajudam a compor a excelência dessa máquina que em breve estará nas ruas do Brasil.

A nova BMW Z4 vem com muitas informações impressionantes. Esse carro foi criado para atrair e agradar um público alvo mais exigente e que gosta de carros modernos e com extrema qualidade. A primeira coisa que quero ressaltar sobre esse carro, é que seu design luxuoso é muito perfeito, e capaz de conquistar qualquer pessoa. Uma informação sobre a o design desse carro é que ele traz uma cor alaranjada muito moderna e chamativa e seu tamanho que é maior que muitos imaginavam.

Agora vamos falar sobre as outras informações desse carro.

BMW Z4 tem muitos itens de série

Muitos consumidores de carros buscam por modelos que tenham potência e itens de série. No caso da BMW Z4, os itens são modernos e ajudam a compor a excelência dessa máquina. Veja alguns dos itens que vão ser encontrados dentro da BMW Z4:

– Tração traseira;

– Central multimídia;

– Ar-condicionado;

– Painel digital;

– Volante esportivo;

– Transmissão automática de 8 marchas e manual das 6 marchas;

– Rodas diamantadas aro 20.

Com esses itens fica impossível acreditar na modernidade dessa máquina.

Boa motorização

A BMW Z4 tem motor potente de 2.0 que faz uma alta aceleração. Os consumidores que gostam de um carro que corra na pista podem optar por esse novo lançamento da marca. A potência máxima desse carro é de 184 cv, seu torque é de 27,5 kgfm e a aceleração é de o a 100 km/h em 7,2 segundos. É uma máquina para ninguém colocar defeito.

Porta-malas com muito espaço

Outra informação importante desse carro, é o tamanho do porta-malas. Ele possui 180 litros e serve para guardar diversos itens do usuário. Esse carro tem medidas acima da média e o porta malas apenas segue esse padrão. Mesmo sendo um carro potente, ele pode ser indicado para pessoas que tenham uma família grande.

BMW Z4 tem grandes medidas

Esse carro não tem apenas beleza, bom motor e modernidade. Outro detalhe que chama muita atenção nesse carro é seu tamanho. Apesar de ter um designe bem luxuoso, ele também é robusto, e por ser grande, ele não vai passar despercebido nunca. Por isso, ele é indicado para aquelas pessoas que gostam realmente de carro grande e tenham experiência em dirigir esse tipo de máquina. Agora vamos às medidas do BMW Z4: largura 1.790 mm, comprimento 1.291 mm, altura4.29 mm e distância entre eixos 2.496.

Carro muito confortável

A BMW Z4 tem muito conforto em sua parte interna. Além disso, esse carro tem espaço de sobra para deixar todos os ocupantes do carro bem acomodados. Seus bancos são modernos e resistentes. E a central de multimídia ajuda a manter os ocupantes do carro mais conectados.

Falando da parte externa desse carro

A nova BMW Z4 vai manter suas grades na parte da frente, porém, agora existem pontos cromados nos lugares dos filetes. Nesse modelo terão também grandes saídas de ar, que dão um toque mais agressivo a esse carro. Na parte traseira serão encontradas lanternas com tecnologia de LED, que são finas e acabam atravessando uma boa parte da carroceria. Já na tampa traseira existe uma curvatura que funciona como aerofólio, o capô ficou mais longo dando um detalhe extra a parte extra desse carro.

Muitas informações secretas sobre a BMW Z4

Ainda existem muitas informações secretas sobre esse lançamento da BMW. Mas as informações que vazaram já são suficientes para animar milhares de consumidores que já gostam e conhecem essa marca. Muito se especula sobre o valor desse carro, mas ainda não existe uma informação concreta sobre isso. O que se pode garantir é que a BMW Z4 vem trazendo beleza, modernidade, bom motor, bons equipamentos e muito mais.

Agora é só esperar o lançamento dessa máquina!

Por Cristiane Amaral

BMW Z4 2019

BMW Z4 2019


Modelo deverá chegar às concessionárias custando a partir de R$ 334 mil.

A montadora alemã BMW tem dez novidades para apresentar no Salão do Automóvel da cidade de São Paulo, que irá acontecer neste mês entre os dias 8 e 18. Entre estes lançamentos está o novo BMW X4, o qual foi exibido pela montadora na última segunda feira, dia 29, ao ser inaugurado um Centro Técnico novo da companhia automobilística no Senai, na cidade de São Paulo. A marca germânica ainda aproveitou também para informar que nesta semana será iniciada a pré-venda do novo SUV-cupê, em duas diferentes versões, as quais serão comercializadas por R$ 334.950 e por R$ 421.950. O utilitário esportivo irá voltar a ser fabricado em território brasileiro, porém, a empresa ainda não informou nenhuma data sobre o fato.

No quesito visual, as alterações do novo SUV foram bem sutis, e assim o modelo manteve uma identidade visual que já vem sendo mantida a diversos anos pela família X, um estilo encorpado e volumoso. A diferenças maior ficou por conta de sua traseira, a qual agora conta com novas lanternas, com um design mais recortado e também mais afinado, se comparado com o modelo anterior.

Sobre as dimensões

Embora os novos ajustes sejam tímidos ao desenho, o novo BMW X4 2019 passou a ter ainda maiores dimensões: em seu comprimento, a diferença passou para 8,1 cm a mais; no entre eixos a distância aumentou em 5,4 centímetros e em sua largura aumentou 3,7 centímetros. O utilitário esportivo agora passou a ter em sua totalidade 4,75 metros de comprimento, entre eixos de 2,86 metros de distância e 1,91 metros de largura.

Sobre a motorização

A montadora disponibilizará para o mercado brasileiro, apenas duas opções no quesito motorização, as quais só poderão ser abastecidas com gasolina. Em sua versão xDrive 30i M, o propulsor é um de 2 mil cilindradas (2.0), o qual possui uma capacidade de gerar uma potência de 252 cv, ao estar com sua rotação entre 5.200 e 6.500, o seu torque é de 36 kgfm, quando estiver com rpm entre 1.450 e 4.800. Com toda essa configuração o modelo consegue realizar uma aceleração desde sua inércia até os 100 km horários em apenas 6,3 segundos, e possui uma velocidade máxima de 240 km por hora.

A outra versão do modelo BMW X4 em sua linha 2019, o M40i, conta com um propulsor ainda mais forte, sendo um de 3 litros (3.0) com seis cilindros dispostos em linha, que possui a possibilidade de gerar uma potência de 360 cavalos, ao alcançar rotações que variam entre 5.500 e 6.500, e um torque de 51 kgfm, com rotações entre 1.520 e 4.800. A versão top de linha pode alcançar uma velocidade de 100 km por hora em somente 4,8 segundos e possui 250 km horários de limite máximo.

Nessas duas configurações, o câmbio será automático com oito velocidades, além de contar com uma tração integral. O modelo BMW X4 2019 também contará com aletas localizadas na parte de trás do volante, as quais permitem que o condutor realize trocas de marchas de maneira manual.

Sobre os recursos tecnológicos

O novo SUV da BMW em sua linha 2019 está recheado de recursos tecnológicos, dentre eles pode-se citar o recurso assistência à direção, o qual inclui o ACC – piloto automático adaptativo, display head up multifuncional, assistente para estacionamento, e também o sistema Surround View, o qual é capaz de apresentar imagens de tudo o entorno do automóvel na tela do próprio sistema de navegação. Entre tanto este último recurso só poderá ser encontrado na versão M40i.

FILIPE R SILVA


Modelo Z4 da BMW está sendo apresentado no Salão do Automóvel de Paris 2018.

O modelo Z4 da montadora alemã BMW conta com o sDrive20i como modelo de entrada e possui um bloco com 2000 cc divididos entre seus quatro cilindros, os quais geram uma potência de 197 cv ao ter o motor atingido uma rotação entre 4.500 e 6.500 e 320 Nm de binário máximo, isso ao estar entre 1.450 e 4.200 rotações por minuto. O modelo acelera da inércia aos seus 100 quilômetros horários em apenas 6,6 segundos e possui como velocidade máxima 240 quilômetros por hora. O lançamento está dotado de uma transmissão Steptronic com oito marchas. De acordo com a própria BMW o seu consumo médio varia de 16,4 a 16,7 quilômetros por litro de combustível.

Já a versão intermediária do BMW Z4, o sDrive30i também possui um propulsor de 2000 cc nos seus quatro cilindros, porém tem a capacidade de desenvolver uma potência de 258 cv ao estar variando de 5.000 a 6.500 rotações e seu binário máximo é de 400 Nm, estando de 1.550 a 4.400 rotações por minuto. O sDrive30i também possui uma caixa de transmissão automática Steptronic com oito marchas, entretanto tem a capacidade de bater os100 km/h em simples 5,4 segundos e consegue atingir uma velocidade máxima de 250 km/h. Em relação ao consumo médio, a versão varia dos 16,4 aos 16,7 km por litro.

Dentre as versões, a top de linha, conhecida como M40i conta com um motor de 3 mil cilindradas distribuídos em seus seis cilindros que conseguem gerar uma potência de 340 cv ao trabalhar variando de 5.000 a 6.500 rotações e seu binário máximo é 500 Nm. Equipado com a mesma transmissão Steptronic utilizada pelas demais versões, esta aqui tem seu deslocamento até 100 km horários feito em cerca de 4,5, além de atingir uma velocidade máxima de 250 km/h. Já seu consumo médio, conforme apontado pela marca, varia entre 13,5 e 14 km para cada litro.

A versão top ainda contará, de série, com suspensão adaptativa M, a qual diminui a altura em relação ao solo em 1 cm, da mesma forma que o sistema de diferencial traseiro M Sport e os travões desportivos. A montadora germânica ainda destaca qual a distribuição perfeita de peso, sendo de 50:50 e o tecnológico sistema de suspensão de cinco braços com um eixo traseiro.

Possuindo em seu comprimento 4,32 metros, em sua largura 1,86 metros e de altura 1,3 metros, o lançamento alemão tem, de fato, dimensões maiores se comparado com seu predecessor, vantagem essa que permite lhe atribuir um volume maior de carga, independentemente de sua capotar encontrar-se, ou não, recolhido, sendo de 281 litros.

O novo BMW Z4 será fabricado na Áustria, na Magna Steyr, na cidade de Graz, e será comercializado em nove diferentes cores de carroçaria, e para capota de lona outras duas cores, sendo, de série, a preta e a cinzenta escura como opção. O consumidor ainda poderá optar por destacar o seu caráter desportivo adquirindo os pacotes Sport Line e M Sport.

Na parte interna destacam-se os acabamentos em Alcantara, na versão M40i e couro e os bancos com desenho esportivo. A personalização é permitida em praticamente tudo e ocorre também na parte externa, sendo que os que optarem pelo pacote M contarão com um conjunto esportivo de pedais e um volante M desportivo.

Ainda vale lembrar que o modelo possuirá dois displays de 10.25“ os quais funcionarão como sistema multimídia e também painel de instrumentos. Os dispositivos virão com a tecnologia NFC, a qual realiza atualizações automáticas por meio da nuvem e também possibilita ter uma chave digital em seu smartphone.

O modelo está sendo apresentado no Salão do Automóvel da capital francesa, de 4 a 14 de outubro.

Por Filipe Silva

BMW Z4 2019

BMW Z4 2019


O design exterior do modelo está mais imponente e robusto, todo aparelhado em nova tecnologia.

Uma das marcas mais bem-sucedidas do mundo fez estrear, há três meses, novo modelo. A companhia BMW está lançando a sua quarta geração de veículos da série, o X5. O design exterior está mais imponente e robusto, todo aparelhado em nova tecnologia. A companhia alemã soltou nota declarando que este novo SUV atinge parâmetros inovadores, no que toca ao conforto e ao requinte.

O design no geral foi mantido, entretanto, esta nova geração contém sutis alterações sobre a sua estética exterior. Em sua dianteira estão estilizadas novas entradas de ar, um pouco mais amplas, ladeadas de faróis LED, perfeitamente adaptáveis que, a partir desta edição, tornam-se parte integrante do equipamento da série. Em sua traseira foi operada uma grande alteração na tampa do porta-malas, o qual está agora munido de duas seções que facilitam o acesso ao seu interior. Ambas as tampas, de forma opcional, abrem e fecham automaticamente.

Deste modo, o New BMW X5 chega ao mercado internacional em dimensões superiores às do anterior modelo, mais comprido em 35 mm; sendo 32 mm mais largo e possui 11 mm a mais em sua altura. No que tange à distância do entre-eixos houve um significativo aumento em 42 mm.

Sobre o interior, está equipado de duas grandes telas em 12.3 polegadas. A primeira operando a função de painel de instrumentos; a segunda operando no console central e atrelada ao sistema de Infotainment. Os passageiros e o motorista serão beneficiados com bancos aquecidos e suplementados de ventilação, com função de massagem. Com relação ao player de músicas há a alternativa de um sistema de som tipo Bowers & Wilkins em 20 saídas, com potência de 1.500 watts.

Toda essa aparelhagem abrange diversos sistemas em assistência para a condução, que podem ser relacionados como segue:

O monitor de ponto cego; o assistente de faixa de rodagem; o sinal alerta de colisão na dianteira e na traseira e o detector de pedestres.

A alternativa de pacote Active Driving Assistant Profissional garante ao consumidor o benefício dos sistemas adicionais na função manutenção sobre a faixa de rodagem, a Lane Keeping Assist, que auxilia na evasão de colisão, ou Collision Evasion Aid, e o câmbio automático de faixas de rodagem, ou Automatic Lane Changing.

Em caso de haver necessidade embarque de maior quantidade de passageiros, existe a opção de uma terceira fila de bancos, que estará disponível no modelo a partir do mês de dezembro; além dos controles elétricos que operam no deslize, no rebatimento e no dobramento do encosto do banco traseiro comum.

Com relação à mecânica, as informações são as seguintes:

Trata-se do lançamento da linha de motores deste novo BMW X5, abarcando três blocos para 3.0 litros e mais seis cilindros. Um opera a gasolina e os outros dois a diesel.

A versão que roda a gasolina é o xDrive40i, com desempenho 335 CV de potência e mais 500 Nm em torque. As suas versões a diesel são os xDrive30d, com desempenho de 265 CV em potência, munido de um torque de 620 Nm. O Top de Linha de linha será apresentado pelo M50d Performance, constituindo o veículo mais potente da série, com 395 de CV e mais 720 Nm.

Este modelo conterá, em todas as suas versões, a chamada tração integral por meio do sistema xDrive, e equipadas com a transmissão automática em oito velocidades distintas, junto do conversor de torque.

Com relação aos amortecedores, estes são adaptativos garantindo ao consumidor a experiência de elevado grau de conforto. Entretanto, cada versão terá pacotes opcionais, conforme o grau de tecnologia nele contido. Alguns estarão munidos da suspensão pneumática adaptativa, que permite baixar ou elevar toda a carroceria em até quatro centímetros sobre o solo. Entre outras alternativas e pacotes com mais vantagens.

Esta quarta geração do BMW X5 chegará ao mercado em novembro e os preços ainda não foram divulgados.

Por Paulo Henrique dos Santos

BMW X5

BMW X5

BMW X5


Confira aqui tudo que há de novo no BMW Série 3 2019.

A marca germânica apresentará no Salão de Paris, pela primeira vez, a sétima geração do seu maior ícone. Será fabricado no México, em uma fábrica nova com produção de aproximadamente 150 mil carros anuais e será dedicada para a montagem do modelo Série 3, o qual tem previsão de lançamento para o segundo semestre do próximo ano.

As inovações ficam por conta dos faróis de LED, que continuam com o padrão presente no Série 5, porém, há uma divisão implícita dando um ar de agressividade e também o duplo rim presente na grade dianteira, que aumentou ainda mais. Na parte de trás, foram escurecidas as lanternas. Na parte frontal o para-choque conta com luzes diurnas nas versões que não possuem o pacote e no para-choque traseiro um elemento decorativo.

Sobre as dimensões do Série 3

O Série 3 de 2019 aumentou um pouco, agora passa a ter 76 milímetros a mais no comprimento, totalizando 4,71 m, 1,83 m na largura e mantendo os mesmos 1,44 m na altura. Passa a ter 41 milímetros a mais de entre-eixos, batendo 2,85 m.

Leveza e dinamismo

Utilizando a CLAR, uma plataforma modular da empresa de Munique, o G20 está 55 kg mais leve e mais rígido que seu antecessor em 50%, com 0,23 de coeficiente aerodinâmico no túnel de vento. O lançamento ficou mais confortável e mais rápido.

Sobre os motores

Os propulsores do modelo são: dois a diesel, com seis e quatro cilindros e outro a gasolina. Somente os diesel utilizam transmissão manual com seis velocidades, os outros possuem oito velocidades em uma caixa automática.

  • O 320i possui 184 cv com torque de 30,6 kgfm, chegando a 100 km/h em um total de 7,2 segundos, tendo 17,5 km/l de consumo;
  • O 330i possui 258 cv com torque de 40,8 kgfm, chegando a 100 km/h em apenas 5,8 segundos, tendo 17,2 km/l de consumo;
  • O 318d tem 150 cv com torque de 32,6 kgfm, batendo 100 km/h em 8,5 segundos, com 23,8 km/l de consumo;
  • O 320d, que possui opção com tração xDrive, conta com 190 cv e torque de 40,8 kgfm, chegando em 100 km/h nos 6,8 segundos. 23,8 km/l é o seu consumo.
  • O 330d chega em 265 cv e torque de 59,1 kgfm, atingindo 100 km/h nos 5,5 segundos e batendo a marca de 20,8 km/l de consumo.

O novo Série 3 internamente

O novo Série 3 possui seu interior mais claro. Conta com instrumentos analógicos e um display de 5,7", além de um sistema multimídia com 8,8". O modelo está esquipado com uma interface nova 7.0. Possui também um quadro de 12,3 polegadas com instrumentos digitais e display de 10,3" visando o entretenimento. Existe também um assistente pessoal da própria montadora, que pode ser acionado por meio de comando de voz, além de poder dar o nome desejado ao assistente virtual.

Agora a montadora BMW passou a oferecer mais espaço destinado aos cotovelos e ombros na parte dianteira, bem como para suas pernas. 480 litros é o tamanho do porta-malas, mesmo tamanho da outra geração. Há rebatimento do banco de trás sendo 40, 20, 40 sua proporção. A tampa elétrica traseira possui abertura através de sensor, bem como engate removível.

Não poderia faltar também os diversos sistemas de assistência, onde a montadora pegou pesado, tendo uma grande lista, trazendo detector de pedestres, aviso de saída de faixa e freio automático. Como pacote opcional é possível ter uma condução semi-autônoma contando com piloto automático adaptativo. Além de contar com assistente de estacionamento também.

O BMW Série 3 estará ainda mais avançado que o modelo Mercedes-Benz Classe C, agora podendo recuperar o posto de melhor dinâmica. No Brasil, o lançamento, ocorrerá em 2019, no segundo semestre.

FILIPE R SILVA


O novo BMW Série 3 320i estará no Salão do Automóvel de Paris 2018 com diversos atrativos.

Antes de ressaltar a super máquina que será demonstrada pela BMW, é de extrema importância citar as produções da montadora, isso por que é uma marca mundialmente famosa por seus carros que são muito luxuosos e chamativos, independente de onde estão passando, sempre existe aquele destaque a mais, e além de luxuosos os veículos ainda possuem uma capacidade de desenvolvimento muito alta, por isso pode ser considerada a marca top de linha por algumas revistas e jornais que fazem esse tipo de classificação para empresas que estão ligadas a montagem de veículos, neste tópico então será ressaltado o modelo BMW Série 3 320i, que realmente é um dos mais chamativos da marca pronto para ser apresentado, acompanhe abaixo suas melhores características, novidades e a história do modelo.

História do Série 3

Claramente ao se ouvir "história" imagina-se que a Série 3 teve um antecessor e isso é real, que seria no caso Série 2, mas tendo foco na primeira que é a mais atual em relação de desenvolvimento, foi fundada no ano de 1975, e tem como seu maior exemplar, já que foi o primeiro produzido na Série, o carro E21, que hoje em dia pode ser considerado um carro ultrapassado, mas que na época era um carro muito bom e desencadeou as vendas.

Características e novidades

Primeiramente, é bom saber que o novo carro que inclui a série 3 ainda não está sendo produzido em série, pois ele tem uma grande representatividade pela BMW, e obviamente eles não querem aceitar algo que não seja considerado perfeito, então o que se espera de sua apresentação é um grande design ligado a uma série de fatores de desempenho coisa que se depender da empresa não faltará, já que em fotos de modelo não totalmente definido anteriormente o carro parecia ser totalmente bom, mas necessita-se que sejam feitos ajustes finais para que seja oficialmente lançado.

Tendo em vista então o carro 320i da Série 3, acompanhe os detalhes, a começar por talvez a parte que chame mais atenção em um carro, que é seu contorno, o carro passou então por um chamado "facelift", isso o tornou mais moderno ainda, já que seu modelo antecessor já tinha uma característica mais atual.

Suas rodas, por exemplo, têm uma grande variedade de tamanho, estando inclusas nelas, o aro 17, 18 ou até mesmo o 19 polegadas.

Novo Série 3

Agora citando o carro mais novo da Série 3, chamado G20 podemos ver quais as novidades e melhores características do carro, tendo início por sua grande capacidade de recebimento tecnológico, pois como citado acima a empresa não quer nada menos que o perfeito para um carro que promete tantas novidades. Em imagens é possível observar sua parte interior com muitos detalhes, e estes então são ressaltados devido ao design, seu painel, por exemplo, parece de carros futuristas, uma grande estrutura com linhas bem atraentes.

Ainda citando a parte de dentro, é possível ver seus bancos, que como de costume possuem um design luxuoso e confortável, já que seu desenho parece abrigar facilmente as pernas sem que se tenham desconfortos na hora de dirigir ou ficar em uma viagem longa.

Seu ar-condicionado é muito chamativo, pois ele é automático. Ainda na parte de dentro espera-se que os comandos do motorista para ações sejam feitos por voz para que não atrapalhe na hora de conduzir.

Sobre o Salão do Automóvel de Paris

O evento, por incrível que pareça, já completa seus 120 anos, e no ano de 2018 estará sendo feito entre as datas de 04 e 14 do mês de outubro, e não abrigará apenas BMW, mas também todas as outras marcas que estão disponíveis para a venda de carros.

Por Gustavo Martins

BMW Série 3 320i


O BMW Z4 M40i é um moderno conversível com dois assentos e leva pintura metálica chamada de Frozen Orange. O teto é produzido com um tecido prateado que dá um visual único ao modelo, com abertura elétrica.

A nova geração do BMW Z4 M40i já está chamando a atenção do mundo todo, a estreia foi em Pebble Beach, mas já é destaque em vários países, oferecendo uma motorização bem extravagante, com ótima performance. O Pebble Beach Concours d'Elegance é um encontro super tradicional em Monterey, na Califórnia, onde vários veículos clássicos desfilam diante dos olhos atentos dos frequentadores e das câmeras.

Esse modelo tem longa tradição no mercado e é um dos mais famosos entre os roadsters e cupês, porém, em 2016 sua produção foi interrompida para surpresa dos fãs. Porém, agora ele anuncia sua volta com a produção sendo retomada já no primeiro semestre do ano que vem. Foram praticamente três anos ausentes, mas o modelo promete compensar com uma versão renovada e com muitas novidades.

A empresa escolheu a versão Z4 M40i First Edition para levar ao mercado norte-americano, ressaltando que esta é uma edição limitada e que leva assinatura da divisão de performance da BMW. No dia 19 deste mês, todas as versões foram exibidas no Salão Internacional de Paris e deixaram o público admirado, não só com o design inovador, mas também pelo alto desempenho. Na edição anterior do Salão Internacional de Paris, foi revelado o Z4 e esta versão de agora não ficou tão diferente do que foi planejado, deixando claro que a equipe de design caprichou desde o princípio e cada traço foi muito bem planejado.

O BMW Z4 M40i é um moderno conversível com dois assentos e leva pintura metálica chamada de Frozen Orange. O teto é produzido com um tecido prateado que dá um visual único ao modelo, com abertura elétrica.

Por dentro, o motorista se sentirá quase que comandando um carro futurístico, pois estará cercado de comandos por todos os lados, é preciso gastar um bom tempo para aprender como tudo funciona e entender as funções dos mostradores. Apesar de tantas informações disponibilizadas, o painel ficou com um visual clean, agradável e tudo está próximo às mãos do motorista, que sem perder a concentração ao que acontece do lado de fora, consegue acessar todos os comandos.

Os bancos em couro deixam o veículo ainda mais bonito internamente e contam com ajustes elétricos e memória, facilitando a regularem e garantindo muito mais conforto, principalmente em longas viagens. O moderno sistema de som é um premium da Harman Kardon, com uma acústica perfeita e regulagens para todo tipo de gosto e estilo.

No caso dos faróis, eles são de LED adaptativos e a opção de 'farol alto' não tira a visibilidade de quem vem na direção contrária. O motor é de 6 cilindros em linha, garantindo 345cv de potência e indo de 0 a 100km/h em apenas 4,6 segundos. Para estradas não tão boas, como no caso das brasileiras, o modelo consegue oferecer conforto graças aos amortecedores eletrônicos, que são controlados de forma distinta para cada situação e a suspensão vai se adaptando a todo tipo de variação.

Mesmo quando acelerar mais, o motorista sentirá o carro estável, pois o modelo conta com centro de gravidade baixo e há maior distribuição da massa entre os eixos, sem contar a plataforma compacta. Esse certamente não é só mais um carro bonitinho que chega ao mercado, o BMW Z4 M40i realmente faz toda a diferença e cada detalhe foi estrategicamente planejado para garantir maior conforto e segurança.

Esse modelo traz uma linguagem de design completamente renovada, pois foi pensado como um todo, é um veículo conceitual que consegue antecipar o futuro, sem exageros ou detalhes sem grande utilidade. Até o consumidor mais exigente certamente ficará satisfeito quando ver e dirigir o BMW Z4 M40i, um carro que chama a atenção por onde passa justamente por essas linhas exclusivas e o motor potente.

Por Russel

BMW Z4 M40i 2019

BMW Z4 M40i 2019


Veja todas as novidades sobre a nova versão da BMW X1 2019.

A nova BMW X1 2019 traz algumas novidades bem legais e entre elas estão os seus novos equipamentos. A BMW X1 2019 continua Top de linha e com mesmo valor. Quem já conhece a marca BMW sabe que seus carros são completos e com detalhes luxuosos. Podemos até afirmar que os carros da BMW são verdadeiras máquinas, que são indicadas para quem gosta de carros com qualidade e com potência. Então vamos conhecer um pouco mais sobre a BMW X1 2019.

Veja as mudanças do novo lançamento da BMW

A BMW X1 2019 traz poucas mudanças, mas elas são significativas, entre elas estão:

Na parte traseira do carro foi mudado a posição da logo da marca para o alto da tampa traseira que fica perto da lanterna traseira que fica na mesma posição. Essa mudança deixou o design mais moderno e bonito.

Mudanças nos equipamentos da versão de entrada que traz novos bancos dianteiros, sensor de estacionamento dianteiro e assistente de estacionamento automático que ajuda principalmente os motoristas que são recém habilitados. Essas mudanças deixaram o carro mais completo e é uma jogada da empresa para conquistar quem já é cliente e quem nunca comprou um carro da marca.

Carro espaçoso e muito confortável

Outra informação que vai agradar a muitos consumidores de carro é que ele além de moderno e bonito, ele possui um ótimo espaço e conforto para todos os ocupantes do carro. Por essa razão esse carro é indicado para pessoas que possuem uma família grande e que precisam fazer viagens diárias com o carro.

Conheça mais itens de séries da versão de entrada da BMW X1 2019

Além dos itens citados acima, a versão de entrada da BMW X1 2019 possui mais alguns itens que são:

– Rack em alumínio

– Para-choque dianteiro

– Bancos dianteiros com design novo

– Rodas de liga leve de 18 polegadas

– Nova grade dianteira com alertas cromados

Design luxuoso e encantador

Quem conhece a linha de carros da BMW vai perceber de cara que a empresa preza pelo design de seus carros. E não vai ser diferente com a BMW X1 2019. Pois os usuários vão encontrar um carro com uma beleza diferenciada em um carro de luxo. Essa versão também tem uma pegada mais agressiva, que deixa essa máquina ainda mais irresistível. Quem gosta de carros luxuosos, com certeza vai se encantar com o novo lançamento da BMW.

Veja os valores das versões da BMW X1 2019

Os valores da BMW X1 2019 segue a mesma linda da versão anterior. Sua versão de entrada tem valor inicial de R$191.950,00 e a versão Top custa R$206.950,00. Vale lembrar que esse valor pode mudar de acordo com itens e outros detalhes adicionados no carro na hora da compra.

Motorização da BMW X1 2019

Para quem gosta de um carro potente, vai ver que a BMW X1 2019 traz um motor muito potente e capaz de trazer uma velocidade alta ao seu condutor. Seu motor 2.0 Flex e ainda possui injeção direta e turbo. Sua velocidade máxima é de 192 cv e 28,5 kgfm de torque a 1.250 rpm. O usuário ainda conta com câmbio automático com 8 marchas. Outro diferencial desse modelo é que ele possui é a tração dianteira que ajuda a evitar impactos fortes e também aumenta a segurança do carro.

Vale apena comprar a BMW X1 2019?

Essa é uma pergunta bem complicada de responder, porém, se o usuário estiver disposto a pagar por um carro totalmente moderno, equipado, espaçoso e de beleza deslumbrante, compensa sim. O maior problema de decisão na compra desse carro é o seu valor alto. Mas vale lembrar que esse valor é totalmente justificável.

E aí você gostou das informações da nova BMW? Que tal escolher a sua versão e ter uma máquina potente nas mãos!

Escrito por Cristiane Amaral


O conceito do novo BMW Z4 foi apresentado há pouco tempo e revela um estilo esportivo.

Um dos lançamentos mais esperado para o ano de 2018, o conceito do novo BMW Z4 foi apresentado ao mundo nesta última semana, em evento no Salão de Frankfurt (Alemanha) e deve receber uma versão de produção brevemente. Na Europa, este luxuoso carro chegou logo nos primeiros meses de 2018. Quanto à sua chegada ao Brasil, esta deverá demorar um pouco mais, tendo previsão somente para o segundo semestre do próximo ano.

Visual e Design da BMW Z4 2019

Desde o início, seu conceito demonstrava algo mais aproximado do estilo esportivo, com uma carroceria que deve manter as mesmas linhas em produção, conforme o que especifica a montadora da BMW, linhas que fazem referência aos modelos BMW Roadster Z8, este lançado nos anos 2000. Por se tratar ainda de um conceito, existe a possibilidade de que o modelo chegue ainda em 2018, porém com alterações. Contudo, o protótipo desenvolvido para concorrer no Concours d´Elegande, em Pebble Beach (Estados Unidos) permitiu a possibilidade de se ter boa ideia de que teremos um novo Roadster brevemente.

O formato tradicional da BMW se manteve em sua parte frontal, principalmente com relação às grades, características da marca. Porém, seus filetes foram substituídos, dando lugar a pontos cromados. O novo modelo traz enormes saídas de ar, dando um ar mais agressivo ao roadster, conferindo a ele uma “cara de mau”, e as lanternas traseiras, com tecnologia LED, foram desenhadas mais finas, praticamente atravessando boa parte de sua carroceria, igual os retrovisores, bem estreitos, a tampa traseira, com um design curvado, e que funciona também como aerofólio. Seus faróis foram esticados, laudeando todo o capô alongado e convexo. Possui rodas de 20 polegadas, diamantadas e com um conjunto de 5 raios, com detalhes pintados na cor preta.
Na parte interior, o modelo Z4 ostenta um volante esportivo, muito mais acentuado que suas versões anteriores, equipado com ar condicionado de acionamento digital, com painel instrumental. A cabine se mostra configurada bem minimalista e moderna, conforme a política vigente hoje na montadora. Outro ponto passível de destaque é o acabamento, feito com trabalho de forma bicolor, enquanto a parte do motorista é produzida em um tom de preto Alcântara, o lado do acento para passageiros traz à tona tanto cor e tonalidade igual à da carroceria, um laranja, bem destacado.

Motor e Potência da BMW Z4 2019

Com a parceria entre as grandes BMW e Toyota, o que é mais provável é o modelo Z4 ser um aproximado do Toyota Supra, clássico da marca japonesa, logo, o conversível alemão chega às concessionárias equipado de motor Turbo 2L com 4 cilindros, 6 cilindros distribuídos em linha, num conjunto com transmissão ZF, de câmbio de transmissão automática 8 velocidades, e também transmissão manual, de 6 marchas. A versão hibrida deste carro também está em cogitação nos bastidores da marca alemã.

A intenção da BMW é concorrer em páreo com o Audi TT e a Mercedes SLK, principais líderes na categoria de descapotáveis, no tanto que a montadora da BMW optou por permanecer com o nome Z4, uma vez que este nome teve forte impacto entre consumidores de carros conversíveis. A versão original deste roadster somente foi apresentada nos primeiros meses de 2018, simultaneamente com o Supra da Toyota. Apesar disso, os valores, dados mais específicos de caráter técnico e itens da série ainda não foram revelados totalmente.

Versões do BMW Z4 2019

Itens de Série:

  • Tração nas rodas traseiras;
  • Painel interno Digital;
  • Central multimídia (áudio / vídeo);
  • Transmissão automática: 8 marchas; e manual: 6 marchas;
  • Volante esportivo, com design diferenciado e moderno;
  • Rodas Diamantadas, de Aro 20 polegadas;
  • Ar-condicionado.

Ficha Técnica

A divulgação dos dados técnicos da BMW Z4 2019 ainda é uma incógnita, pois, além das poucas informações disponíveis sobre o roadster conversível, como o trem de força da Toyota e a cor alaranjada, é especulado que o veículo tenha sua construção na Áustria, sob a tutela da empresa Mahna Steyr, do Canadá.

BMW Z4 2019 sDrive20i

  • Aceleração: 0 a 100 km/h em 7,2 segundos;
  • Torque: 27,5 kgf.m;
  • Velocidade Máxima: 232 quilômetros / hora;
  • Motor: 2.0;
  • Capacidade do tanque de combustível: 60 Litros;
  • Potência: 184 cavalos;
  • Transmissão: Câmbio automático de 8 marchas, na opção manual, 6;
  • Cilindradas: 1997 cm3;
  • Alimentação: Injeção Direta;
  • Direção: Elétrica;
  • Tração: rodas traseiras;
  • Combustível: Gasolina;
  • Suspensão Traseira: Multibraço, equipado com barra estalizadora;
  • Suspensão Dianteira: McPherson, com barra estabilizadora, roda independente, molas helicoidais;
  • Freios Traseiros e dianteiros: A disco ventilado;
  • Comprimento (em milímetros): 1.291;
  • Capacidade do porta malas: 180 litros;
  • Peso: 1.495kg;
  • Largura (em milímetros): 1.790 mm;
  • Altura (em milímetros): 4.239 mm;
  • Distância entre os eixos: 2.496.

Por Douglas Ribeiro\


O consumidor pode esperar muito do BMW 320i 2019, que foi o primeiro da Série 3 a contar com o moderno sistema de direção elétrico e o incrível motor 3 cilindros com turbocompressor, pois o modelo trará um conceito completamente renovado.

O novo BMW Série 3 chega com uma série de novidades e mudanças que prometem agradar a todos os gostos e estilos, é um veículo que está conseguindo se inovar sem deixar totalmente a tradição de lado, agregando novos valores, mas sem perder o que consagrou a marca no mundo todo. Mas claro que é um carro que atende pessoas mais exigentes, até porque o valor é altíssimo e claro que o motorista irá querer contar com muitas novas opções.

Mas a Série 3 da BMW é somente a linha de entrada, então é a mais simples entre os modelos de luxo. A montadora alemã conta com vários sedans, mas esse é o básico, mesmo assim, é de deixar qualquer um admirado com tudo que oferece. Há vários modelos compondo a Série 3, começando pelo sedan tradicional que é tão conhecido no mercado brasileiro, que é o BMW 320i, até aqueles veículos mais esportivos e mais completos também.

O BMW 320i é visto com certa facilidade nos grandes centros urbanos, pois tem um preço menor que os outros superiores a ele, mas garante vários itens de segurança, tecnologia de ponta e muito conforto para seus ocupantes.

O consumidor pode esperar muito do BMW 320i 2019, que foi o primeiro da série a contar com o moderno sistema de direção elétrico e o incrível motor 3 cilindros com turbocompressor, pois o modelo trará um conceito completamente renovado. Como é a 7ª geração do modelo, é grande a expectativa, ainda mais nos Estados Unidos onde o lançamento é feito bem antes que em outros países. E o grande objetivo da BMW é conquistar a supremacia por lá e garantir melhores vendas no resto do mundo.

O modelo 2019 chega agora nos Estados Unidos e o preço por lá deverá ficar na média de R$ 93 mil, custando bem menos do que aqui no Brasil. Vale ressaltar ainda que a geração nova da BMW 320i 2019 não se chama mais F30, agora é conhecida por G30 e em breve terá uma versão 'M', que será um modelo totalmente esportivo.

O 320i 2019 oferece um motor bem mais potente e seguindo os passos da BMW X1, contará também com versões tendo o xDrive, a tração 4×4. Os modelos que não contarem com esse recurso irá oferecer tração traseira, o que chega como sendo algo bastante positivo para quem tem interesse em adquirir o seu.

Mas uma das grandes mudanças no modelo 2019 está na carroceria, que fica mais leve e contando com nova aerodinâmica, assim o motorista poderá sentir que o desempenhou melhorou, assim é possível ter um sedan de luxo, mas com características de esportivo. É um modelo com design moderno, mas que pode levar a família com tranquilidade para qualquer lugar, até mesmo uma viagem mais longa.

Por dentro também as melhorias são nítidas, o design foi reformulado e o que já era bom, ficou ainda melhor. Para quem está interessado em adquirir este modelo, a dica é ficar de olho no mercado norte-americano para saber o que eles acharam por lá, assim ficará mais fácil decidir e ver se vale mesmo a pena adquirir um, quando a montadora lançar aqui seu novo projeto.

A BMW comercializa atualmente por aqui, três versões da 320i, sendo elas a 2.0 Sport de 16v turbo active flex automático, a 2.0 sport GP de 16v turbo active flex automático e também o 2.0 M sport GP 16v turbo active flex automático.

Quem estiver interessado em adquirir a nova BMW 320i 2019, pode ir reservando o valor de mais ou menos R$ 168.950, pois deverá ser essa a média. E quem for mais exigente e quiser uma versão completa, então o preço poderá chegar a R$ 195 mil.

Por Russel

BMW 320i 2019

BMW 320i 2019


Modelo é um SUV de luxo que deverá ser lançado no Brasil até o final de 2018.

Finalmente depois de muita espera, a empresa BMW anuncia o seu modelo que estava "faltando" que é o SUV de Luxo, BMW X2, de luxo devido a todas suas características que serão citadas ainda neste artigo, para quem está ansioso a empresa ainda adianta que seu lançamento oficial no Brasil será até o final de 2018, isso mostra que o mercado de SUV compacto no país ainda não está finalizado e as montadoras vêm dando o seu melhor para que estejam no topo nessa "disputa" para ver qual o melhor modelo.

No Brasil, já foi adiantado que o modelo virá com um motor muito bom sendo o 2.0, mas ainda demonstrando uma força a mais 192 cv de potência, e se diferenciando da maioria dos outros SUV's sua transmissão é automática de sete velocidades, isso mostra por que os carros da BMW se diferenciam tanto da maioria, principalmente nesse fator de desempenho em todas as partes do carro. Aqui no Brasil, seu motor ainda é igual o da BMW X1, porém isso pode mudar conforme o país, alguns ainda adotaram o motor a Diesel, esse pode ainda aumentar muito mais sua potência, chegando a 230 cv em média e ainda são transmissões automáticas de oito marchas ao invés de sete.

Um item que atingirá apenas no X2 será a sua tração, sendo integral, mas isso somente para o X2 que será diesel, mas isso não deixa de ser uma notícia interessante para todos os públicos. Como já foi citado anteriormente como será a tração do carro diesel, no Brasil sua versão em gasolina será com tração dianteira, que também não é ruim e já está bem acostumado ao público brasileiro, e para quem tem curiosidade sobre o citado X1, ele também terá como adaptação a tração dianteira.

A versão que virá ao Brasil é surpreendente em alguns aspectos ainda mais por ser um SUV, seu 0 a 100 km/h é de incrivelmente 7,7 segundos, podendo não ser tão expressivo em um esportivo, mas muito útil para um SUV compacto, ainda mais no cenário brasileiro. Mas isso pode ser facilmente atingido pelo X2 a diesel isso por que ele consegue cumprir facilmente essa tarefa em incrivelmente 6,7 segundos, mas para o Brasil os 7,7 já estão de ótimo tamanho.

Na questão de gasto de combustível novamente o X2 a diesel está na frente conseguindo fazer em média 21 km com apenas um litro, assim o modelo a gasolina consegue percorrer aproximadamente 18 km com um litro, nesta parte sim vemos uma diferença expressiva, pois 3 km é uma distância bem significativa e a economia aqui no Brasil ajudaria muito.

O carro ainda possui mais de uma versão, sendo três, a versão padrão, o X2 M Sport, e o X2 M Sport X, esses terão diferenciação em alguns aspectos principalmente na área de design, um deles podendo ser bem visto na lateral do carro, onde o X2 M Sport terá algumas configurações diferentes dos outros como por exemplo do X2 M Sport X terá detalhes cinzas nas laterais, que será uma característica bem chamativa.

Parte Interna

Internamente, o veículo não deixará a desejar, como nunca deixou, mesmo em versões anteriores, o seu design mais futurístico como na maioria dos produzidos hoje em dia mostra o quão a empresa está preocupada em exibir um carro com um design mais atrativo, os bancos com um desenho confortável tanto para o condutor quanto para o restante dos que estão nele, um sistema de multimídia muito bonito, sendo na parte superior do painel central, facilitando a visão do condutor em caso de GPS por exemplo, sendo assim um carro completo e de luxo para quem tem interesse.

Por Gustavo Martins

BMW X2 2019

BMW X2 2019


BMW apresentou o SUV elétrico iX3 que deverá ser exportado para o mundo todo em 2020.

Toda estreia de um novo automóvel torna-se um evento de grande popularidade e sucesso comercial. Recentemente a companhia BMW obteve grande destaque na última edição do evento anual do Salão de Pequim. Foi apresentado ao mercado internacional o SUV elétrico de título iX3, o qual não tardará em aterrissar nos solos dos variados mercados em todo o mundo, dentro desta versão de produção.

Isso é um fato consumado, já que houve a confirmação anunciada nesta mesma semana pela própria montadora, a BMW, a respeito do local de fabricação deste modelo e sobre a data exata em que essa novidade será comercializada, inicialmente, em todas as concessionárias. De acordo com o que foi estabelecido oficialmente, este modelo utilitário será produzido somente sob a planta de fabricação na indústria chinesa localizada em Shenyang. Esta será a fonte de produção do iX3, de onde será exportado para o mundo inteiro a partir do ano de 2020.

Em sua integridade, todo o processo de produção será realizado em perfeita parceria com a famosa Joint Venture local da BMW Brilliance Automotive, a qual, também, participou na produção de até dois terços de todos os automóveis da BMW, entre os mais vendidos em território chinês no ano passado, 2017. A indústria BBA chega a montar cerca de sete modelos distintos dessa marca em toda a China, a qual possui três unidades fabris, das quais, duas delas produzem somente automóveis e uma apenas os motores; esta última montadora possui uma ala específica destinada à produção das baterias para os carros elétricos.

Entretanto, a respeito do próprio automóvel, o iX3, é muito importante informar que o seu protótipo, já apresentado no início deste mesmo ano, estava munido de motor elétrico, cuja potência chega a 270 CV e de uma bateria potencializada com 70 kWh com capacidade, no sentido de registrar uma marca que chegue até aos 400 quilômetros em autonomia, em termos de ciclo WLTP. A companhia deixou claro, em uma nota oficial, que este automóvel pode, em uma estação de recarga rápida, ser reabastecido em até 30 minutos, ou seja, recarga rápida, no sentido de alcançar a carga máxima de seu dispositivo.

A companhia BMW confirmou a comercialização deste modelo a partir do ano de 2020, configurando o início oficial de sua produção, ou seja, do modelo SUV elétrico BMW iX3. Esta versão deriva diretamente do modelo X3, a qual começará a ser produzida na China e destinada ao seu mercado local, como também à exportação, por meio da já citada Joint Venture entre a empresa alemã e a própria montadora chinesa Brilliance, a qual, no ano passado, tornou-se a única responsável pela produção de dois terços dos modelos da BMW comercializados pelo território do país asiático, como já foi citado.

Entre outros atributos ele possui, além da potência de 270 CV, que apresenta desempenho razoavelmente superior aos 252 CV de força do X3, xDrive30i X Line, e de sua autonomia de até 400 quilômetros, a vantagem de ser o primeiro SUV integralmente elétrico da BMW. Esta companhia tem conseguido surpreender seus clientes, estabelecendo equivalência com a concorrência.

Assim, a partir do ano de 2020, qualquer modelo da BMW poderá ser produzido de modo eletrificado. Outra notícia confirmada pelos especialistas de plantão é a de que a empresa realizou o patenteamento de todas as suas nomenclaturas, em termos de produção.

Trata-se, portanto, de uma antevisão do futuro automobilístico, que tende ser mais “ecologicamente correto”, por assim dizer, garantindo, também, maior economia em muitos sentidos. O que está se operando, de fato, é uma verdadeira revolução tecnológica invadindo o universo automobilístico. As notícias ainda são poucas a respeito dessa nova estreia, mas, vale pena conferir.

Por Paulo Henrique dos Santos

BMW iX3

BMW iX3

BMW iX3


A inédita geração do modelo BMW M5 deverá chegar ao Brasil em breve.

Uma das maiores marcas alemãs no ramo automobilístico, a BMW, está com novo lançamento oficial no mercado internacional. A pré-venda do lote inicial já esgotou suas 30 unidades, conforme declararam os gestores da companhia.

Deste modo, dado que a citada pré-venda foi bem-sucedida até finalizar em meados do mês de abril, a inédita geração do modelo BMW M5 pode iniciar definitivamente suas vendas, chegando até às redes de concessionárias desta marca no Brasil. Ele será diretamente importado da unidade de Dingolfing, localizada na Alemanha.

Este veículo desembarcará em solo brasileiro no valor sugerido de R$ 694.950, embora possa chegar até os R$ 739.950, em sua versão mais equipada com o chamado Performance Pack. De acordo com a própria montadora, todo o lote inicialmente disposto, com 30 unidades, foi bem sucedido nas vendas, dentro deste tipo de ato especial em estreia provisória, por conseguinte, todas as demais versões estarão munidas com de um recurso intitulado: Service Inclusive Plus.

O modelo M5 já está sendo reconhecido como o mais rápido e potente da história da empresa, atingindo com mérito sua sexta geração, portando um visual bem mais agressivo, no bom sentido; equipado com tecnologias muito mais adiantadas, de ponta, além dos atributos capazes de fazer superar de longe os números da linha anteriormente lançada.

Entre as especificações estão: o motor tipo 4.4 em V8, cuja versão atualizada garante desempenho de até 608 CV na potência, ou seja, chegando a uma marca entre 5.600 e 6.700 de RPM e mais 76,5 KGFM em termos de torque.

Assim, com essa ficha de alta categoria, o modelo M5 pode acelerar de 0 a 100 km/h em um tempo recorde 3,4 segundos, de acordo com a montadora, tendo uma máxima limitada eletronicamente para até 250 km/h ou em 305 km/h no caso de haver remoção do recurso limitador. Está munido do câmbio Steptronic em oito marchas com poder de operação no modo Efficient; modo Sport e no modo Sport Plus.

Possui o sistema de tração chamado xDrive, que permite a alteração entre as diversas configurações 4WD, do 4WD Sport e do 2WD, na traseira. Para todo consumidor que aprecia a chamada direção mais permissiva, a empresa garante a opção que desliga inteiramente o controle de estabilidade. Embutidas no volante estão duas teclas vermelhas, a M1 e a M2, que permitem o ajuste preciso dos parâmetros do carro em conformidade com o desejo do motorista.

A companhia anunciou que o recurso de Service Inclusive Plus está previsto em diversos tipos de manutenção gratuita a serem realizadas nos próximos três anos. No seio dessas atividades, entra em destaque o serviço de inspeção completa; a substituição do óleo no motor; substituição dos filtros de óleo e do ar no motor; substituição do microfiltro no sistema do ar-condicionado; do filtro de combustível; substituição das velas de ignição e do fluído dos freios. Outros serviços incluem: substituição de itens devido ao desgaste; assim como dos componentes de todos os freios da parte dianteira e da traseira, ou seja, as pastilhas, os discos e os sensores; substituição da embreagem e também do limpador do para-brisa.

A versão exclusiva intitulada Performance Pack está munida da capa de motor estilo M-Carbon; dos discos de freio em cerâmica M-Sport e do teto em fibra de carbono, o que constitui uma redução total de até 21 kg.

Trata-se, por conseguinte, de uma linha de carro quase na vanguarda dos concorrentes, devido à sua simplicidade, eficiência e potência que só a BMW sabe infundir em um modelo seu. Vale a pena conferir.

BMW M5 2018

BMW M5 2018


Novo carro elétrico BMW i3 será comercializado em breve no mercado brasileiro.

Tem muita gente por aí curiosa para saber tudo sobre o BMW i3, o carro elétrico que em breve chegará ao mercado brasileiro. Enquanto ele não chega, confira todas as novidades sobre o novo lançamento alemão na continuação deste artigo.

Como todos já sabem, este é o primeiro veículo equipado com motor elétrico que será produzido em uma larga escala pela fabricante alemã.

Para tentar agradar a todo tipo de consumidor, o BMW i chega com um design mais futurista, ideal para quem gosta de tecnologia e que sabe que no futuro este tipo de carro é que será utilizado.

O carro foi planejado para oferecer muita eficiência, conforto e dinamismo. Com um design sustentável, em seu interior encontramos muitos materiais sustentáveis, tudo recebendo um acabamento de excelência. As partes que são de plástico receberam 25% de materiais recicláveis e renováveis. Os bancos são revestidos com tecidos feitos com fibras recicladas. Também há partes feitas com madeiras que foram captadas de maneira sustentável.

O novo BMW i3 possui propulsor elétrico que oferece uma potência de 170 cavalos de potência, com capacidade máxima de torque de 24,5 kgfm. Com tração traseira e câmbio automático CVT, a bateria oferece uma autonomia que vai de 130 km a 160 km, podendo chegar até 200 km quando os modos de condução forem acionados pelo motorista, auxiliando para economizar energia.

A energia cinética que é dissipada na frenagem também é reaproveitada pelo carro, atuando na regeneração da carga.

As versões que chegarão ao nosso mercado contarão com um tanque de combustível com capacidade para nove litros. Já o motor que é movido a gasolina é de 38 cv. Este motor é usado para o carregamento da bateria atuando como um gerador, o que aumenta a autonomia até cerca de 300 km.

Como pontos positivos podemos dizer que trata-se de um carro muito bem equipado e estiloso. Já como pontos negativos temos um espaço interno um pouco pequeno e a autonomia que poderia ser melhor.

Conheça abaixo os itens de série que compõem o Novo BMW 2018:

– Sistema para controle de aplicativos;

– Rodas traseiras eletromatrizes;

– Aplicativos integrados;

– Sistema para recuperação de energia;

– Memória Interna/HD;

– Tela de 10,2" que oferece multi-funções;

– Plug-in;

– Luzes laterais, traseiras e diurnas em LED médios;

– Botação para partida;

– Limitador de velocidade;

– Assistente de estacionamento na traseira e completo;

– Conexão USB e entrada auxiliar;

– Alerta para caso de saída da rota;

– Luz automática de emergência;

– Sensor de colisão com as luzes dos freio ativas, monitoramento do condutor, ativação em caso de velocidade baixa;

– Controle de freio para curvas (CBC);

– Freio eletrônico de estacionamento;

– MP3;

– Controle de estabilidade;

– Freios assistidos;

– Preparação para isofix;

– Vidros na coloração verde;

– Vidros da dianteira elétricos;

– Indicador da pressão do pneu;

– Cartão ou chave inteligente;

– Sensor de chuva com limpador de para-brisa;

– Escurecimento automático no retrovisor interno;

– Bancos revestidos em couro;

– Bancos individuais na parte dianteira;

– Ar-condicionado;

– Volante ajustável;

– Entre outros.

Como podemos observar a lista com os itens que compõem as versões deste lançamento é realmente muito interessante e deixam o veículo ainda mais completo.

Gostou do Novo BMW i3 2018? Veja abaixo as versões que serão vendidas em nosso mercado nacional e seus respectivos valores:

– Novo BMW i3 0.6 Hybrid – Rex automatic 2018 : Saindo por R$ 154.799,00;

– Novo BMW i3 0.6 Hybrid – Rex automatic 2018 : Saindo por R$ 168.906,00.

Diante de tantas novidades de um carro elétrico que já faz algum tempo que é aguardado, com certeza o investimento é válido. Afinal, estamos falando do "carro do futuro" que com certeza irá conquistar muitos admiradores.

Por isso, não deixe de conferir de perto essas duas versões e escolha aquela que mais tenha a ver com o seu perfil.

Por Sirlene Montes

BMW i3 2018

BMW i3 2018

BMW i3 2018

BMW i3 2018


Conheça aqui mais detalhes sobre o novo BMW Série 8 2019.

Claramente todos sabem da fama da BMW em todo o cenário automobilístico, tanto em seus modelos considerados mais "simples", que já estão em um versão considerada de luxo ou esportivo, quanto naqueles mais desenvolvidos e esportivos, sendo assim gerando mais reconhecimento, pois não é qualquer um que pode possuir um carro da marca. Um de seus mais bonitos e evoluidos modelos é o BMW Série 8, inédito que chega no mercado com uma aparência magnífica já com adaptações de estética padrões da marca, porém, com suas particularidades mantidas, sua frente por exemplo é grande e com uma grade que destaca bem, e seu logo mantido acima da grade, centralizado em sua parte frontal. O estilo rebaixado já é bem conhecido, até por ser um esportivo, porém, existem alguns modelos da marca que não são exatamente deste estilo.

Características e detalhes interessantes

O cupê é um carro bem estiloso e traz algumas coisas que nem todos os esportivos têm, como por exemplo as saídas de ar laterais, que além de contribuir extremamente para o carro em si, deixa muito mais charmoso. O carro possui algumas coisas muito interessantes também na parte de visão do condutor, exitem faróis do modelo Laserlight que alcançam incrivelmente 600 metros, ajudando muito em um condução em lugares pouco iluminados, agora a parte estética dos mesmo são bem chamativas, elas seguem um modelo mais agressivo nas duas partes, o desenho feito por dentro também chama muito a atenção.

Como já citado, o carro é baixo, possuindo apenas 1,34 metros de altura, isso não influencia apenas na estética do veículo, mas também em seu desenvolvimento na estrada, por exemplo, o seu tamanho somado à sua aerodinâmica dão um boa performance para o BMW Série 8, que pode ficar mais veloz e sua medida pequena não é apenas na altura, sua largura atinge 1,90 metros, sendo considerado pequeno e obviamente não sendo um carro de família.

Observado de lado o modelo já apresenta uma aerodinâmica incrível, a frente baixa com uma leve subida na parte superior do veículo já remete ao pensamento da passagem do ar ser feita mais fácil, tendo menos atrito e mais desenvolvimento.

A parte interior abriga até no máximo 4 pessoas, isso tanto por ser pequeno quanto por ser um esportivo e não carro de passeio. A inovação tecnologica é bem vista, como em seu painel, feito todo de maneira digital, velocímetro e marcadores se destacam para o motorista, a sua interação feita em praticamente um computador de bordo pode ser feita facilmente, até porque adota todas as tecnologias presentes atualmente no mercado, bluetooth, USB, e várias outras formar de interação veículo x cliente.

Como é um carro famoso, esportivo e bem reconhecido, claramente necessita de um motor que faça por merecer, o adaptado da vez satisfaz muitos os compradores, pensando neste aspecto a BMW trabalhou muito e o resultado alcançado foi a soma de 68 cv ao veículo, resultando em um total de 530 cv, isso mostra o quão potente é a máquina que além disso ainda adota o modelo V8, sendo apaixonante para amantes de esportivos.

O modelo tem como todos os outros, alguns de outras marcas que virão como concorrentes como por exemplo da Mercedes, que traz o Class S Coupe, mas as vendas irão variar conforme qual empresa fornecer mais recursos e apresentar mais resultados bons de cada um, e cabe também ao cliente analisar as propostas, mas para quem se interessa, BMW Série 8 é uma ótima opção de compra, como já mostrado oferece muitos recursos aos compradores, velocidade, conforto, interação ótima, luxo, potência absurda dentre todas as outras qualidades.

Gustavo Martins


A BMW X3 M40i é considerada um SUV e está preparada para rodar em diferentes tipos de terrenos.

O mercado de carros luxuosos tem atraído cada vez mais consumidores brasileiros. Visto que o poder aquisitivo das pessoas aumentou nos últimos anos. Hoje em dia é muito mais comum se deparar com um modelo mais caro nas ruas das cidades brasileiras em comparação há alguns anos E se você gosta desse tipo de automóvel saiba que a BMW já disponibilizou no país um novo modelo a: BMW X3 M40i. Conheça agora um pouco mais sobre as características desse veículo.

O valor da BMW X3 M40i no mercado nacional

A BMW X3 M40i chegou há pouco tempo no mercado automobilístico nacional. Por se tratar de uma novidade, com ótimos recursos e acessórios este veículo tem o preço mais elevado. Este carro está sendo vendido a partir de R$ 300.000,00. Como em qualquer outro carro, o valor final tende a variar dependo dos itens que o consumidor desejar.

A respeito do motor do novo carro da BMW

A BMW X3 M40i é considerada um SUV. Isso quer dizer que se trata de um carro grande que comporta um número maior de passageiros e com um ótimo espaço interno. E que também está preparada para rodar em diferentes tipos de terrenos. A potência dessa BMW pode ser comprovada ainda pelos 360 cavalos, motor turbo 3.0, seis cilindros e oito marchas.

De acordo com as informações divulgadas pela montadora de origem alemã, este modelo é capaz de atingir 100 km/h em menos de cinco segundo. Se você procura por um carro esportivo e com potência com toda certeza vai lhe agradar e muito.

O visual interno e externo deste veículo

A aparência externa da BMW X3 M40i é de um carro imponente. O veículo é alto e na sua parte da frente conta com um capô com as duas linhas na vertical que se está usando muito ultimamente. Ainda falando do capô, no final dele se tem duas caixas com grandes em metal. Os faróis são em LED e são no formato que pega um pouco da lateral do veículo. Além disso, o para-choque se tem um desenho diferente. Visto que as suas bordas possuem mais detalhes.

A BMW X3 M40i possui quatro portas. Na parte de trás do veículo também se têm faróis em LED. O bagageiro é grande e permite que o motorista e os passageiros guardem um número variado de itens. Pelas primeiras imagens divulgadas, este veículo foi produzido na cor azul metálica. Ainda não tem fotos ou informações sobre outras cores.

Sobre o interior desta BMW ele é todo em couro branco. Possui cinco assentos muito confortáveis. O motorista tem um volante multifuncional. O carro tem um computador de bordo com diferentes itens tecnológicos. O painel ainda tem uma tela touchscreen que permite ligar dispositivos móveis através de cabo USB ou Bluetooth, um sistema de som muito potente, DVD – player e tantos outros itens.

Itens de segurança adicionados ao modelo

Este é um ponto muito importante quando se fala de carros esportivos, pois, por se tratarem de automóveis rápidos é importante manter diferentes itens de segurança. Na fabricação da BMW X3 M40i foram inseridos alguns dos seguintes equipamentos:

– dispositivo para realizar chamadas de emergência.

– airbags nas laterais, frontal, nas cortinas.

– alarme antifurto.

– dispositivo para alertar o motorista sobre mudança de faixa.

– câmeras posicionadas na parte de trás do carro para ajudar a manobrar e a estacionar.

– recurso para desembaçar os vidros traseiros.

– aviso sobre a pressão dos pneus e outros.

Acessórios que constam neste modelo

Já em relação aos acessórios que deixam a viagem muito mais confortável, a BMW disponibiliza alguns dos seguintes acessórios:

– ar-condicionado automático.

– banco traseiro removível.

– teto panorâmico.

– mudança elétrica dos retrovisores.

– cinto com diferentes pontos de ajuste e outros.

Para conhecer mais sobre este veículo acesse: https://www.bmw.com.br/pt/all-models.html.

Por Isabela Castro

BMW X3 M40i


O BMW X5 é um carro luxuoso e com muitos detalhes especiais.

Hoje vamos falar da BMW X5 que é uma das opções mais luxuosas dentre os melhores carros de 2018. Nela você encontra várias funções que deixa qualquer usuário satisfeito. Além do seu design luxuoso e robusto ao mesmo tempo. Esse carro conta com muitas funções modernas e que torna a vida do usuário bem mais fácil. Esse carro ainda conta com uma ótima motorização e muitos itens de séries importantes. Abaixo estão outras informações importantes sobre a BMW X5.

BMW X5 tem muito espaço no porta-malas

Vamos começar falando de uma das características mais pesquisadas por pessoas que desejam comprar um carro novo, que é o tamanho do porta-malas. Já de cara posso afirmar que esse é um detalhe bem animador desse carro, pois seu porta-malas é enorme e por isso é possível carregar muitas bagagens e diferentes acessórios nessa parte. Se o espaço do porta-malas é uma das suas preocupações, saiba que com esse carro o espaço não será um problema, pois ele possui 620 litros.

Motor de alta potência

A BMW X5 possui 2 versões de motores muito potentes e consegue deixar seus usuários bem satisfeitos. O primeiro motor é Drive 3.0 funciona a diesel e conseguem fazer a potência máxima de 258 cavalos de potência. Esse motor combina muito com o estilo agressivo dessa máquina que é famosa por ser potente e completa. Esse carro tem transmissão automática com 8 marchas, e seu motor possui seis cilindros com três turbinas de geometria variável, que torna esse motor ainda mais potente e moderno. Já o torque máximo é de 75,4 kgfm e seu rpm máximo de 3000 rpm. Já o motor XDrive 35i Full 3.0 faz a potência máxima de 306 cavalos de potência.

Falando de alguns itens de série

Os itens de série são muito importantes em um carro e por isso vamos falar de alguns da BMW X5. Pois eles são responsáveis por deixar o carro mais completo e moderno, tornando o dia do usuário mais prático e facilitando na hora da direção. Veja alguns dos itens desse carro logo abaixo:

– Faróis Full de LED

– Recursos de aquecimento dos bancos traseiros

– Head-up Display

– Sistema de som Bang&Olufsen

– Sistema de navegação moderno

– Diversos aplicativos que facilitam a vida do motorista e todos os ocupantes do carro

Detalhes na parte interna do carro que fazem toda a diferença

Já é possível destacar que a parte interna da BMW X5 é grande e confortável, o que deixa todos os ocupantes do carro bem acomodados durante todas as viagens. Além disso, posso frisar também que todos os bancos do carro são extremamente confortáveis, além de serem muito sofisticados. O material dos bancos é feito em couro Alcântara que é um dos mais modernos do mercado, seguindo o luxo da BMW X5.

Os ocupantes dos bancos traseiros contam com espaço bem diferenciado e isso faz com que eles levem pequenas bolsas nesse espaço. Além do conforto dos bancos, é possível ressaltar a modernidade que existe na parte interna desse carro que conta com: Duas telas independentes de 9,2 polegadas, DVD na parte de trás, acesso a função de rádio e TV, reprodução de console de jogos e muito mais.

Valor da BMW X5

Quem deseja comprar essa máquina tão luxuosa, moderna e potente, tem que ter em mente que é preciso desembolsa um valor alto. Pois comprar um carro desse tipo é fazer um investimento. O valor desse carro pode ser de R$429.950,00 até R$674.950,00. Esse valor muda de acordo com motorização e itens de séries que o cliente escolhe na hora. É claro que quem conhece a marca, sabe muito bem que a BMW X5 vale cada centavo.

Essas são as principais informações da BMW X5!

Por Cristiane Amaral

BMW X5 2019

BMW X5 2019


Modelo chega às concessionárias custando R$ 524 mil.

Os consumidores brasileiros que procuram sofisticação, luxo , tecnologia e que possuem muito dinheiro no bolso, certamente vão adorar a nova linha X5M50d da BMW.

Feita sob medida para um grupo restrito de compradores, a nova linha chegou ao Brasil na última segunda-feira, dia 23, com apenas 35 unidades e promete um verdadeiro ‘show’ de requinte e satisfação aos seus compradores.

Desenvolvida pela equipe esportiva da Motorsport da fabricante, este modelo chega às concessionárias brasileiras por nada menos que R$ 524.950 e com várias características que prometem compensar todo o capital empregado na sua aquisição.

Para começar, apesar de ser um modelo de luxo, como a sua concepção foi feita por uma equipe de especialistas em carros esportivos, ela se sobressai para quem gosta de acelerar e muito. A nova X5 chega a atingir os 250Km/h, que naturalmente são controlados por um sistema digital incluído no próprio veículo. Além disto, a sua potência pode ser sentida na sua capacidade de ir dos 0 aos 100 m/h em menos de 5,5 segundos.

Toda a capacidade deste SUV é devido ao seu incrível motor 3.0 com seis cilindros e um sistema de turbo em modo triplo, movido a diesel. Com isto, o novo modelo mostra facilmente os seus 381 cavalos de potência.

Para comandar todo este desempenho, a BMW equipou o novo modelo com um sistema automático de transmissão de oito marchas e adotou o sistema de tração integral nos dois eixos do veículo.

Apesar de toda a performance, a fabricante também não esqueceu de quesito muito importante para este tipo de veículo: a segurança. O novo SUV vem equipado com vários itens que prometem trazer uma proteção maior tanto para o motorista quanto para os seus ocupantes.

Neste quesito, a X5 M50d traz um sistema de seis airbags frontais e laterais e cintos automáticos de três pontas em um sistema adaptativo para quem costuma carregar crianças de colo nas chamadas cadeirinhas de segurança.

Como parte de seus vários sistemas de segurança, o SUV possui um sistema automático que regula a estabilidade e a tração do veículo, sistema de piloto automático que opera também de modo semiautomático e que consegue se adaptar rapidamente ao modo de dirigir do motorista.

Além disto, o modelo com pneus de 20 polegadas, sistema próprio de aerodinâmica e uma suspensão especial em modo esportivo que foi montada sobre o um sistema de amortecedores que são adaptáveis a qualquer tipo de terreno.

Por ser um modelo de luxo, nela não poderiam faltar alguns itens internos que proporcionam conforto e satisfação aos seus usuários. Para começar temos o sistema exclusivo de ar condicionado do tipo digital, que pode ser desfrutado em um luxuoso ambiente interno com bancos de couro cuja cores podem ser escolhidas pelo comprador.

A nova X5 vem com uma central multimídia instalada e que pode ser acessada tanto por uma tela frontal de 9.2 polegadas quanto pelas outras demais telas instaladas nos encostos dos bancos dianteiros.

Para que gosta de desfrutar de música ou de um bom video , então vai gostar do novo sistema de áudio próprio do novo modelo que possui uma capacidade de 600 watts e vem com 16 alto falantes e um amplificador em modo digital.
Todas esta novidades já estão disponíveis para os consumidores brasileiros que sonham com o seu modelo do tipo SUV, ainda mais um do tipo exclusivo e de série limitada.

Se você não conhece ou se deseja conhecer o novo modelo, então se dirija a uma concessionária da marca mais próxima de sua cidade e quem sabe se for possível você pode até pedir para fazer um test drive.

Emmanoel Gomes


2ª Geração do modelo está maior mas com mesmo design da geração anterior.

Para quem já conhece um dos maiores lançamentos da BMW na categoria SUV, a sua X4, certamente não trocaria este carro por outro qualquer.

Lançado há quatro anos em todo o mundo e, em especial, em terras brasileiras, o modelo começa o ano de 2018 com seu novo modelo bem mais moderno e bastante estilizado.

Todo este luxo e sofisticação poderá ser conhecido por todos no famoso Salão do Automóvel que deverá ser realizado no mês de março em Genebra, na Suíça.

Lançado em 2014, a primeira versão da marca, a BMW X3, foi projetada com a intenção de concorrer em pé de igualdade com as demais marcas dentro do acirrado mercado dos carros da categoria SUV. Naquele momento, este tipo de veículo estava em ampla demanda em todo o mundo.

De acordo com os sites especializados em carros, a nova versão mudou muito pouco em relação ao seu antecessor.

Para quem já viu as fotos do novo modelo por aí, garante que ela ficou um pouco maior do que a primeira versão. De fato, os analistas dizem que ela ganhou mais de 80mm no seu comprimento e quase 40 milímetros na sua largura.

Pode parecer pouco, mas se considerarmos que a distância entre eixos cresceu mais de 50 milímetros, facilmente podemos perceber que ela ficou bem maior a olho nu.

Apesar de maior, a BMW tratou de não descuidar do estilo esportivo e deixou a nova versão bem mais agressiva. Bom para quem gosta de impressionar por aí. Realmente, o carro é de chamar a atenção ao circular pelas ruas de qualquer cidade.

Ainda considerando o lado externo, a nova BMW X4 tratou sim de trazer algumas modificações em seu estilo com o objetivo de agradar cada vez mais o seu exigente público consumidor.

Para tal, ela adotou lanternas traseiras mais finas em LED e na dianteira, faróis de neblina na horizontal.

As mudanças na traseira incluem ainda um escapamento duplo nos dois lados do carro e a placa do veículo ficou localizada abaixo da tampa do porta malas.

Com o objetivo de agradar a todos os gostos e bolsos, a nova X4 será lançada em três versões com seis opções de motor.

Asversões xLine, M Sport e M Sport X poderão contar com asopções a gasolina dos motores 2.0 (com 184 e 252 CVs) e 3.0 (com 360 CVs).

Para quem prefere a versão a Diesel, poderá optar pelo motor 2.0 (com 190 e 231 Cvs) ou 3.0 (com seis cilindros e potência de 326 Cvs).

Para uma opção de luxo como o modelo da BMW, todas as versões deverão ser lançadas com transmissão automática com oito marchas e com tração nas quatro rodas.

Como opção de conforto para o motorista e passageiros, a nova BMW X4 vem com um painel frontal multimídia e alguns itens de série como alerta de colisão frontal, detector de pedestre tanto na dianteira quanto na traseira do veículo.

Realmente para quem é fã da marca, o novo modelo é uma inovação e a garantia de que eles poderão continuar a desfrutar de todo o conforto, segurança e a tecnologia que a BMW não faz questão de economizar em seus veículos.

Os consumidores que já começam a perguntar pelo preço do novo modelo, um conselho é ir se preparando caso queira trocar o seu modelo mais antigo ou esteja pensando em estrear o novo modelo.

Segundo os analistas de plantão, a nova BMW X4, após o seu lançamento no Salão de Genebra, deverá chegar ao consumidor brasileiro na faixa de cerca de R$ 330.000,00 se nos basearmos pelo preço da última versão que está sendo comercializada atualmente.

Emmanoel Gomes


Veja aqui os detalhes do BMW X1 2018.

Chevrolet Cruze 2018 versão Hatch: o que há de novo

A primeira novidade que a Chevrolet traz para o modelo Cruze em 2018 é o motor: agora o carro conta com um Ecotec Turbo 1.4, argentino. O fato de receber a produção do motor na nosso país hermano é o fortalecimento da GM no Mercosul.

Apesar do segmento de hatches estar fraco no Brasil, o Cruze é um modelo que vem se mantendo, saindo por preços começando em R$92.990.

O Cruze 2018 já está sendo chamado de Sport6, mas visualmente, você vai concordar que ele não parece um carro esporte, pois traz um design tanto harmônico quanto contemporâneo. O propulsor foi turbinado nessa versão, mas o foco do modelo, sem dúvida, é a economia.

Nascido na Coreia do Sul, assim como sua versão sedã, o Cruze Hatch médio sofreu diversas mudanças de nome e localidade até chegar a essa versão – que seria uma opção de custo baixo para representar a General Motors em âmbito global.

Produzido no Brasil e em mais 9 países, incluindo China, Rússia e EUA, o Cruze Hatch é a substituição do Vectra. O modelo veio com um acerto específico referente à suspensão e também à direção. Os para-choques apresentam um desenho diferente com a saída de escape mais larga.

Duas versões de acabamento

Para quem gosta de detalhes, o Cruze 2018 apresenta duas versões relativas ao acabamento, sendo elas LT e LTZ. Ambos os modelos vem com controle eletrônico de tração (e estabilidade), além de possuírem motor 1.4 turbo flex, contando com 153 cv de potência somados a 24,5 kgfm (dados para abastecimento a etanol). Acerca da transmissão automática sequencial, o veículo conta com 6 trocas de marcha.

Ainda que o modelo seja apelidado de sport6 e focado em economia, o modelo apresentou ser o menos econômico dos concorrentes, se colocado no páreo com modelos como o Polo 200, por exemplo.

Versão LT

Essa versão do Cruze Hatch 2018 (92.900 reais) vem com bancos que contam com revestimento em couro, além de assistente de partida em rampas, câmera de ré, sistema que monitora a pressão dos pneus, airbags laterais e frontais, ajuste para altura dos faróis, sensor de estacionamento traseiro, sistema de som, computador de bordo, rodas com aro 17 (com sistema stop start, que faz o desligamento automático da ignição nas paradas para fins de economia de combustível).

Acerca da multimídia, o Cruze LT conta com o Mylink (Android Auto, Apple Carplay, Onstar), que tem diversas facilidades, entre elas um diagnóstico remoto e concierge.

Versão LTZ

Essa versão é um pouco mais sofisticada (105.990 reais). Além dos itens do modelo acima, esse veículo possui: airbags de cortina, teto solar, sensor crepuscular, sensor de chuva, sensor de estacionamento dianteiro, luz de condução diurna (LED), abertura das portas através de sensor de aproximação da chave, partida feito por botão no painel, retrovisores externos (com aquecimento e rebatimento elétrico), acionamento da ignição através de controle remoto, retrovisor interno (sendo eletrocrômico), multimídia Mylink com a adição de GPS integrado. Acerca do acabamento, podemos citar as grades e as maçanetas de fora que são cromadas, além das rodas escuras.

O Cruze LTZ pode ainda contar com um pacote high-tech por R$10 mil adicionais. Esse pacote conta com: ajustes elétricos no banco do motorista, carregamento de celular sem fio, farol alto inteligente, sistema para estacionamento em caráter semi-automático, alerta de ponto cego, alerta para colisão frontal e assistente de permanência na faixa.

As cores disponíveis do Cruze Hatch 2018 são: preto ouro negro, azul petróleo, prata, cinza, vermelho glory e edible berries, branco summit e abalone.

David Ferreira


Modelo será lançado em março de 2018 e trará diversas novidades.

Recentemente, outra novidade foi anunciada por uma das mais famosas companhias automobilísticas do mundo. Um novo BMW, de título X2, tem previsão de lançamento confirmado no Brasil.

Esta marca está entre as que mais atraem consumidores por todo o planeta. Há mais ou menos um ano a empresa automobilística BMW apresentou, no tradicional Salão de São Paulo, o modelo X2 Concept. Bem sucedido. Entretanto, está chegando o momento de conhecer a versão definitiva do novo modelo intitulado SUV-Coupé, produzido pela marca, e que está posicionado entre o X1 e o X3, unido aos modelos X4 e X6, tornando-se, por isso, um elo nessa série quase totalmente inédita, produzida pela BMW. Embora muitos dos flagrantes sejam indicações suficientes de que o novo SUV seja apenas outra versão do padrão X1, o modelo definitivo vai surpreender, evidenciando que o mesmo vai muito além do anterior.

Portanto, o modelo novo, X2, impressiona pela conservação do design estrutural básico do conceito que lhe deu origem, sendo que, nesta mesma linha de produção, o veículo não apresenta o tipo de caimento na parte traseira, muito inclinada, tal como ocorre nas versões X4 e X6. Assim, o novo carro não está tão estreito em seu banco traseiro, sobretudo quando se trata dos mais altos, quanto as suas versões anteriores. Ou seja, na coluna C, a companhia BMW conseguiu homenagear os seus famosos coupés clássicos, já que imprimiu a logomarca da companhia na mesma, do modo como foi apresentado ao público em seu conceito.

De acordo com informações da própria BMW, o novo modelo X2 é um estilo SAC – Sports Activity Coupe. O porta-malas desta versão possui até 470 litros de capacidade. É um carro esportivo e para a família ao mesmo tempo.

A nova concepção no tocante ao design exterior oferece um tipo de estrutura mais atraente e segura, como, por exemplo, na forma dos para-choques e na grade dianteira, a qual foi mantida em seu formato duplo-rim, clássico e tradicional da BMW, porém, agora, reproduzido em tamanho um pouco maior. Na parte traseira estão as duplas lanternas e o aerofólio, elaborados em versão assinada por meio da divisão M, ou seja, a X2 M Sport, atrelados à saída em fase dupla do escapamento, levando em conta que cada uma dessas saídas tem 90 mm. Por conseguinte, a conclusão a que se pode chegar é que o novo veículo se distingue dos outros SUVs desta marca, embora compartilhe com os mesmos uma identidade na sua estrutura básica. Mesmo assim, não se trata de um “mini-X6”.

No que tange às medidas, suas dimensões, o X2 possui 4.360 mm em seu comprimento, 1.824 mm em sua largura e mais 1.526 mm em sua altura. Na distância entre os eixos possui 2.670 mm. São dimensões razoavelmente amplas. As rodas estão munidas de 17″ dentro da linda de pacotes da série, sendo de 19″ e 20″ disponíveis nos pacotes do M Sport.

Entre outros excelentes atributos está a função do seletor do modo de condução e também o sistema da suspensão adaptativa, sendo este último uma função opcional que auxilia na redução da altura em 10 mm. Em geral, os veículos da atualidade necessitam cada vez mais de conforto e segurança combinados com variados modelos e potências.

O novo modelo da BMW, X2, vai estrear para todo o mundo no mês de março de 2018. Nesse interim, a empresa BMW anunciou que o veículo prestes a sair estará equipado com um motor 2.0 turbo movido a gasolina, em 192 CV e 28,5 de KGFM de torque, ou, conforme a mesma companhia, potência de 2.0 turbo-diesel, com 190 ou 231 CV, sempre conectados no câmbio automático, munido de 7 marchas quando utiliza gasolina, e 8 marchas quando estiver funcionando com diesel. Aparelhado com tração integral de xDrive. Embora a empresa automobilística BMW tenha confirmado a estreia do X2 em território brasileiro, para 2018, ainda não há uma data exatamente definida.

Por Paulo Henrique dos Santos

BMW X2

BMW X2


Modelo deve chegar ao Brasil no primeio semestre de 2018.

O número de modelos de carros está em constante evolução, na medida em que o design exterior e interior provém maior beleza, eficiência e potência. Recentemente, no Salão Internacional do Automóvel de Frankfurt, foi estreado para todo o mundo um modelo inédito, há mais ou menos um mês, na Alemanha. A chamada geração três do BMW X3 está programada para rodar em solo brasileiro já no primeiro semestre de 2018. Os novos atributos desse veículo podem ser descritos pela alteração no visual e na carcaça, já que houve um aperfeiçoamento e um investimento em detalhes com alumínio e em prata fosco. Conforme o padrão original, o peso se mantém equitativamente equilibrado entre os seus dois eixos (50%), que possuem uma carga no eixo frontal e (50%) na carga do eixo traseiro. A grade que adorna a parte da frente e os seus faróis foram modificados de modo que a adquiriram um visual tridimensional, já os faróis adaptados para neblina estão com um novo formato hexagonal.

Em relação ao maquinário, o projeto apresenta quatro motores distintos entre si, como opções bastante diferenciadas de configurações no X3 2018. O xDrive 30i está munido de um propulsor de 251 CV, sendo que ao acelerar de zero até 100 km/h o carro pode chegar, em 6 segundos, a uma velocidade de no máximo 209 km/h. Entretanto, os modelos xDrive20d e xDrive 30d estão munidos com um motor em turbo-diesel contendo, respectivamente, 190 CV e 265 CV. Mas, na versão top de linha, que é a M40i, o motor está equipado com um turbo de seis cilindros na sua linha e aparelhado em potência de 360 CV, mais 50 KGFM de torque (este modelo tem capacidade de realizar zero a 100 km/h em mais ou menos 4,6 segundos, chegando no máximo a 250 km/h). Portanto, as quatro opções estão potencializadas, cada qual, dentro de suas possibilidades de bom desempenho.

Assim, o BMW que está próximo de estrear no Brasil cujo título, X3, desperta a curiosidade, é ansiosamente aguardado para o primeiro semestre de 2018, porém, os valores e as novas configurações ainda não foram divulgados. O modelo está programado para ser importado diretamente dos Estados Unidos. Ou seja, ele vai estrear antes na América do Norte, onde passará por nova aprovação pelos consumidores.

Aparelhado com um design atualizado, dentro das séries que ladeiam os atuais modelos, este novo utilitário foi equipado com os novos motores, já indicados, além de uma plataforma atualizada, a chamada CLAR, estabelecida em uma estrutura modular, que é mesma utilizada nos veículos da Série 5 e 7.

O novo SUV está com 100 kg a menos, embora lhe tenham sido acrescentados alguns centímetros nas dimensões. A novidade por estrear está com 4,72 metros em seu comprimento, em relação aos 4,65 metros de sua anterior geração. O novo modelo está com dois centímetros a mais de largura, atingindo 1,90 metros. No caso dos entre eixos, estes estão com 2,86 metros, portanto, foram aumentados em cinco centímetros; com relação ao porta-malas, este agora tem capacidade de 550 litros.

O modelo inédito X3 está equipado com um quadro de ferramentas que pode ser configurado com uma central de multimídia e tela de 10.2 polegadas, muito sensível ao toque e também o head-up display. Em relação às funções de assistentes da condução, foi instalado um auxiliar de manutenção sobre a faixa e na mudança de faixa, como também um aperfeiçoamento no controle de distância sobre veículo da frente. Há mais conforto, mais eficiência, melhor desempenho no maquinário e maior segurança. Esta nova versão em top de linha, prestes a estrear em território nacional, é chamada X3 M40i, com um potente motor 3.0 Biturbo de seis cilindros. É um carro potente, amplo, seguro e confortável. Certamente uma das melhores opções para as famílias ou para os amantes de carros.

No momento só resta aguardar que novas informações sejam divulgadas.

Paulo Henrique dos Santos


Modelo chegará ao mercado com novas opções de motor.

A montadora germânica BMW mostrou no dia 26 de junho, a última segunda-feira, a geração mais atual do modelo X3, chegando a terceira de história do SUV. Além do novo desenho do crossover, ele também recebeu uma gama variada de motores, os quais começam em 184 cv de potência e atingem até 360 cavalos. Segundo dados da empresa, o modelo irá desembarcar no mercado nacional somente em 2018.

Não é difícil encontram as alterações presentes na parte visual, apesar de ter continuado com a famosa identidade. Na sua dianteira, os desenhos dos faróis estão mais compactos e modernos, por outro lado as grades do centro aumentaram de tamanho e por fim o arredondado formato do farol de neblina não é mais utilizado e foi substituída por lâmpadas de LED na horizontal.

Na parte de trás do modelo foi aumentada a lanterna e também a saída do escapamento. Assim como informado pela empresa, a resistência aerodinâmica do X3 teve melhoras e na parte lateral recebeu uma linha levemente menos inclinada.

A partir desta geração as rodas possuem 19 e 21 polegadas de tamanho, onde o peso total é distribuído de maneira uniforme em cada uma.

Na parte interna, o SUV também foi todo reestilizado, contando com um painel de instrumentos no tamanho de 12,3 polegadas, além de uma multimídia de 10,2 polegadas. Já seu porta malas possui 550 litros de tamanho, podendo ser elevado para 1.600 litros, ao dobrar os bancos.

Os propulsores do BMW X3

Na Europa, o SUV X3 tem uma ampla gama de motores, sendo cinco ao todo, deste três funcionam à gasolina e os dois últimos utilizam diesel. A montadora alemã informou que os propulsores geram entre 184 cavalos e 360 cavalos de potência. Em todas as configurações a transmissão é automática com 8 marchas.

O X3 conta também com diversos assistentes de condução, descomplicando assim a pilotagem do condutor, como por exemplo, assistente para alteração de faixa e também para que o veículo se mantenha na mesma, além do controle de distância entre ele e o carro a sua dianteira.

FILIPE R SILVA


BMW passará a fazer a montagem da moto no Brasil a partir de maio de 2017.

A motocicleta é uma das paixões dos brasileiros, todos os anos ainda são impressionantes os números de vendas deste objeto. A moto possui muitas vantagens para os seus proprietários, como: preço menor comparado a outros veículos, mais fácil de transitar pelas ruas assim se chega mais rápido ao destino, mais facilidade em achar um local para estacionar, dentre outros. Devido a isto e outros fatores, as montadoras cada vez mais investem em veículos com um design moderno, bonito, com excelente preço e que ofereçam cada vez mais segurança.

A BMW é uma empresa alemã que fabrica carros e motos há mais de 100 anos e é uma das instituições mais importantes e respeitadas do mercado, que possui exemplares espalhados pelo mundo inteiro. E para 2018, a empresa da Alemanha está preparando um grande lançamento: a nova BMW G 310R, que será montada a partir de maio deste ano no Brasil, o anúncio foi feito na última quarta-feira, dia 10 de maio de 2017.

O modelo possui baixa cilindrada, o motor é potente e pode atingir mais de 30 cavalos, sistemas de seguranças bem planejados e com pneus preparados para enfrentar qualquer tipo de solo. A motocicleta é um desses modelos mais altos, imponente e as primeiras imagens mostram que os exemplares iniciais serão fabricados nas cores branca ou azul. O painel é todo digital, com cores fortes e que ficam mais fáceis para se enxergar com muita ou pouca luminosidade. A empresa possui o seguinte plano: começar a produção na Índia e trazer as peças para serem montadas no Brasil, já que o país asiático possui uma das bases de montagem da marca. Ainda não foi divulgado o preço da BMW G 310R.

Adquirir este modelo é sem dúvidas um grande investimento, pois ele foi planejado para proporcionar momentos inesquecíveis para o seu proprietário ou proprietária. Essa motocicleta pode ser muito útil tanto para trabalhar ou para momentos de lazer sozinho ou acompanhado. Levando em consideração todas as características descritas acima, este modelo com toda certeza é um diferencial no mercado. Por isso, se você pensa em comprar uma motocicleta nova, a BMW G 310R é um excelente negócio. Por isso, após o lançamento compareça em uma concessionária, veja e avalie você mesmo esse excepcional modelo.

Isabela Castro.


Modelo chegará na versão xDrive35i Full e custará a partir de R$ 415 mil.

A montadora germânica BMW anunciou o desembarque da versão X5 linha 2017 no Brasil. No momento, o modelo só foi disponibilizado na configuração xDrive35i Full, a qual irá custar R$ 415.950. O veículo não apresentou grandes mudanças, porém, continua mantendo o padrão alto para sua lista de itens e motorização.

O novo lançamento BMW X5 xDrive35i Full irá ser comercializado no Brasil com oito opções diferentes de coloração externa, onde sete possui acabamento metálico, são elas: Cinza Space, Preto Safira, Prata Glacier, Cinza Sophisto, Azul Imperial, Branco Mineral e também a consolidada Branco Alpino.

As rodas do modelo são de liga leve em 20 polegadas e utilizam pneus com a tecnologia Run Flat. A parte interna do carro possui, com relação aos revestimentos, cinco opções, sendo em couro Dakota, nos tons Mokka, Preto, Terra, Ivory e Bege, além de soleiras de alumínio e painel decorado com detalhes metálicos.

Na lista de equipamentos de série do novo BMW X5 pode-se destacar o teto solar panorâmico, o ar-condicionado de quatro zonas com climatização automática, bancos dianteiros elétricos que possuem memória para posição e também sistema de entretenimento na parte traseira tendo acesso às telas ajustáveis de alta definição e TV digital. O display possui 10,2 polegadas e estão situadas nos encostos de cabeça dos bancos dianteiros. O som conta com um sistema da marca Harman Kardon que possui 16 alto falantes com potência de 600 W e um amplificador digital.

O propulsor que move o BMW X5 xDrive35i Full é um de 3 mil cilindradas turbo, movido a gasolina com seis cilindros alinhados, sendo capaz de gerar uma potência de 306 cavalos e um torque de 40,8 kgfm entre 1.200 giros até 5 mil rpm. Esta versão ainda conta com câmbio automático de oito velocidades e tração integral.

De acordo com dados fornecidos pela BMW, o X5 Full atinge uma velocidade máxima de 235 km horários e possui uma aceleração que vai de 0 a 100 km/h em cerca de 6,5 segundos. O novo BMW X5 tem de comprimento 4,88 m de comprimento, 1,94 m de largura , 1,76 m de altura e 2,93 m de distância entre eixos. O porta malas possui uma capacidade de 650 litros e 85 litros no tanque de combustível.

FILIPE R SILVA


Novo veículo SUV será produzido na unidade da empresa na cidade de Araquari, em Santa Catarina.

A montadora alemã BMW anunciou na última segunda-feira, dia 29 de agosto, que a produção do X4 acontecerá no Brasil. O veículo SUV será o sexto modelo a ser montadora na cidade de Araquari, em Santa Catarina. Nesta planta já são montados os modelos Série 1, Série 3, Mini Countryman, X1 e o X3.

A montagem teve seu início dado no dia 31 de agosto, na última quarta-feira (31). A produção apenas irá abastecer o mercado local.

Segundo a marca, o X4 feito no Brasil irá fazer com que as vendas aumentem em 50%, indo de 30 para 45 unidades a cada mês.

O modelo nacional será o X4 xDrive28i X Line, qual conta com um propulsor de 2 litros, a gasolina, gerando uma potência de 245 cavalos. Por enquanto não há nenhum indício de que será lançada uma versão com bicombustível.

Os valores do veículo não serão alterados, portanto, continuará custando R$ 299.950. A versão mais potente, xDrive35i M Sport, continuará vindo dos Estados Unidos.

Apesar do preço não ter sido alterado, as vendas aumentarão, pois o modelo tinha sua ofertada limitada por ser importado, isso de acordo com Helder Boavida, que em fevereiro deste ano se torno presidente da BMW do Brasil.

O X4 sendo produzido no Brasil fará com que a primeira fábrica da montadora em território brasileiro feche 2016 com uma produção de 16 mil unidades, o que representa 50% da capacidade da filial, que é de 32 mil veículos ao ano.

Dentro deste valor também estão contidas as unidades fabricadas para exportação, como por exemplo, os 10 mil modelo X1, que serão destinados aos Estados Unidos.

A montadora germânica, na comercialização de veículos no mercado Premium, em 2015, saiu da liderança e caiu para a terceira posição. A empresa acredita que irá continuar com as vendas bem próximo do estável neste ano de queda, inclusive no mesmo mercado.

A esperança da BMW é que o segmento de veículos premium diminua bem, tendo uma queda de aproximadamente 20%, indo de 58 para 47 mil unidades. No ano passado, foi de 20% o crescimento das marcas de luxo.

FILIPE R SILVA


A última unidade do modelo saiu da fábrica no último dia 22 de agosto.

Depois de 14 anos presente no mercado e com duas gerações lançadas chega ao final a curta vida do BMW Z4. A aposentadoria (precoce para alguns admiradores do modelo) foi anunciada recentemente. A última unidade, um Z4 sDrive 35is saiu da fábrica no último dia 22 de agosto. Com o encerramento da produção do Z4 outra coisa também acabou saindo de cena: o motor com seis cilindros biturbo que esteve presente no 335i até o ano de 2010 bem como no 1M Coupé.

O BMW Z4 vinha sendo produzido pela marca na unidade fabril de Regensburg, Alemanha. No decorrer de seu “período de vida” como segunda geração foram montadas e vendidas 115 mil unidades do veículo ao redor do mundo. Essa 2° geração foi apresentada ao público lá no ano de 2009.

O Z4 foi apresentado ao público como substituto para o então BMW Z3. A apresentação foi feita durante o Salão de Paris (2002).

A primeira geração do modelo que acabou sendo chamada de E85 ganhou destaque na época em especial pelo comportamento que apresentava ainda mais se comparado com os rivais Mercedes SLK e o Audi TT.

Já a segunda geração do carro ganhou tamanho, recebeu um acabamento mais trabalhado e ficou mais prático de ser pilotado. Mas em contrapartida o “jeitão” nas estradas que o carro tinha ficou de lado. Isso não agradou aos que foram fisgados pela primeira geração do Z4.

De qualquer forma a segunda geração (2009) contava na sua opção sDrive35is o citado motor de seis cilindros com capacidade para 340 cavalos. Isso era o bastante para fazer com que o carro fosse de 0 a 100 km/h em apenas 4,8 segundos.

Curiosamente não era novidade que a produção do modelo seria descontinuada. Entretanto, havia a expectativa (para alguns certeza) de que uma versão especial de despedida fosse lançada. Mas como vimos isso não se concretizou.

No lugar do Z4 o que é esperado é o óbvio Z5. Porém até agora não há detalhes se esse será mesmo o nome (ou como será o carro). Bom, o que se sabe é que a produção do carro deverá acontecer em uma parceria entre a marca e a Toyota. Outro fruto dessa parceria deverá ser o Toyota Supra. A previsão é de que as duas novidades cheguem ao mercado em 2018.

Por Denisson Soares

BMW Z4


Modelo irá concorrer com Audi A3 e Marcedes-Benz CLA.

A BMW revelou recentemente ao mercado todas as novidades do inédito BMW Série 1 Sedan, novo modelo de entrada da montadora que estava sendo aguardado há 2 anos pelos fãs da fabricante. O modelo chega para brigar com sedãs já bastante conhecidos pelos consumidores, das marcas Audi e Mercedes-Benz.

O Série 1 Sedan foi desenvolvido na Alemanha, em parceria com a chinesa Brillance, que trabalha com a BMW há mais de uma década e meia, e foi baseado na plataforma UKL de tração dianteira, que também está presente nos modelos da MINI. A ideia era lançar um modelo que agradasse aos consumidores chineses, uma vez que o lançamento do carro se dará em terras chinesas.

O esportivo foi desenvolvido a partir do conceito apresentado no salão do automóvel realizado na cidade de Guangzhou, na China, no ano passado. O objetivo da BMW é conquistar mais uma fatia do mercado dos sedãs e competir diretamente com os modelos Audi A3 e Marcedes-Benz CLA.

O visual do novo sedã da BMW mantém as linhas típicas da montadora, com destaque para os LEDs duplos redondos nos faróis, para-choque dianteiro com grandes aberturas e apliques em cromado e preto, capô longo, linhas esportivas e tamanho de carroceria semelhante aos demais sedãs da marca. A traseira do modelo deverá seguir o padrão dos modelos sedãs da BMW.

Detalhes técnicos do Série 1 Sedan ainda não foram divulgados pela fabricante. Porém, devido ao fato de ser construído sobre a plataforma UKL, com tração dianteira e movido por 3 e 4 cilindros, é provável que o Série 1 Sedan ofereça motorização turbo e excelente condução ao motorista – típico dos modelos da fabricante.

A produção do novo modelo será feita na China, junto à produção da nova geração da BMW X1 e do modelo Série 2 Active Tourer. O Série 1 Sedan será o quinto modelo da marca a ser totalmente produzido em território chinês, graças à excelente aceitação dos chineses a outros modelos da marca nos últimos anos. O lançamento do Série 1 Sedan, a princípio, também será restrito ao mercado chinês, mas o sedã poderá chegar a outros mercados no futuro. A marca, porém, ainda não comenta esta possível expansão da fabricação e comercialização do modelo para outros países.

André Barbirato


Confira aqui os preços e um comparativo entre o BMW 120i e o Audi A3 Sportback 1.8.

O assunto parece ser bem sério, já que o BMW Série 1 está mesmo com vontade de encarar o Audi A3 Sportback e se fixar no mercado como a melhor opção para o consumidor que quer ter o melhor modelo de hatch premium.

Entre os dois carros temos algumas similaridades. Uma delas é a cor branca da carroceria tanto no Série 1 quanto no A3 1.8.

De acordo com a tabela de preços oficiais divulgada até agora, as versões apresentam valores de R$ 139.990 e de R$ 144.500, respectivamente. A diferença não muito distante nos preços dos dois deverá deixar a já citada disputa pelo título um pouco mais interessante. Além disso, os dois hatches contam com uma potência aproximada de 180 cv. Outra curiosidade são as medidas, que são bem parecidas.

Na disputa para ver quem se saia melhor, o BMW que foi renovado recentemente e tem sua fabricação em Araquari (SC) ganhou por pouco do Audi, que por sinal vem importado da Alemanha.

Mas vamos deixar um pouco de lado essa questão de disputas e partir para alguns dos detalhes dos carros.

No caso do 120i vamos encontrar um motor 2.0 bicombustível, com uma capacidade para gerar 184 cv e 27,5 mkgf. E um detalhe: O desempenho é o mesmo independentemente do tipo de combustível que o motorista escolher.

Por sua vez temos o 1.8 do Audi A3. Na realidade ele acaba não ficando muito atrás do 120i. Ao colocar o pé no acelerador o condutor poderá obter do carro 180 cv a 25,5 mkgf. No mais são 1.250 rpm, que de novo é outra semelhança, só que nesse caso é igual ao 120i.

O A3 também possui um torque menor. Aqui o propulsor só funciona a base de gasolina.

E tem mais, não são apenas os motores presentes nos modelos que podem atrair a atenção de alguns. No BMW vamos ter um câmbio automático que deixa mais fácil e rápido a troca das oito marchas. Basicamente ele responde aos comandos do condutor sem demora.

O Audi não fica muito longe de uma certa excelência. O modelo conta com um câmbio automatizado de sete marchas. Entre as principais características do equipamento estão a precisão e troca eficiente de marchas.

Por Denisson Soares


O modelo é lançado com uma versão única que traz um câmbio automático com dupla embreagem de sete velocidades. O seu motor entrega 370 cavalos de potência.

Na primeira quinzena do mês de junho a BMW apresentou o M2 Coupé com vendas no mercado brasileiro. Com versão única, o esportivo se encontra a disposição nas concessionárias com um preço de R$ 379.950. O cupê, que conta agora com os para-choques com tomadas de ar bem agressivas, apresenta um motor 3.0 Twinpower com uma potência total de 370 cavalos e 6.500 rpm.

A BMW apontou que o seu menor esportivo conta com uma aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 4,3 segundos, sendo que a sua velocidade máxima fica em 250 km/h. No mercado estrangeiro o M2 apresenta a possibilidade de transmissão manual de seis velocidades, porém, no Brasil, ele será comercializado somente com o câmbio automático de dupla embreagem e sete marchas. Há a opção de trocas sequenciais que são feitas através de paddle-shifts.

O exterior e interior do M2

No seu exterior, o veículo conta com suas características rodas de liga leve M de 19 polegadas, saias laterais, pinças de freio na cor azul metálico, para-choques com as entradas de ar maiores e quatro saídas de escapamento. Já  no seu interior, o modelo vai apresentar apliques em fibra de carbono nos bancos, volante e painel, além de revestimento feito em couro Alcantara que apresenta suas costuras na cor azul e a alavanca de câmbio com personalização Motorsport.

Dados da BMW apontam que o esportivo apresenta uma distribuição de peso 50:50 entre êxitos tanto dianteiro como traseiro. O modelo, que conta com tração traseira, tem itens como controle de estabilidade dinâmico, diferencial traseiro eletrônico que vai controlar e também pode reduzir a diferença de rotação das rodas traseiras seguindo as situações da estrada, além de seletor de modos de condução.

Recorde de vendas da BMW

Segundo o Grupo BMW, foram divulgados dados que apontam para uma quebra no recorde de vendas, sendo que foram 198.354 veículos comercializados em todo o mundo no mês de maio deste ano de 2016. Isso resultou no melhor desempenho da marca para esse período em questão em toda a história. O destaque nas vendas foram para os modelos X1 (com uma alta de 47,8%), Série 7 (alta de 32,4%), Série 2 (alta de 47,6%) e o modelo X4 (alta de 13%). 


Entre os investimentos da empresa está o lançamento de um modelo autônomo

A grande e renomada empresa fabricante de veículos automotores BMW anunciou oficialmente nesta última quinta-feira, dia 12 de maio de 2016, que irá trabalhar a todo vapor na produção de um veículo automotor autônomo, ou seja, que dispensa a presença de um condutor. Segundo as estimativas da empresa este veículo irá chegar ao mercado no ano de 2021. Para se ter uma noção do quanto os planos da fabricante já estão bem avançados este veículo já possui até mesmo nome e se chamará i NEXT e será movido por um propulsor elétrico, daí o “i” como inicial do nome, designação esta que é dada aos veículos da marca com este tipo de propulsão.

Atualmente, a gama de elétricos da BMW conta com dois veículos, sendo estes o híbrido i8 e o compacto i3, modelos estes que têm o motor elétrico trabalhando em conjunto com o motor a combustão, mas os planos da empresa é que esta gama ganhe novos componentes a partir do ano de 2018.

No último mês de março, a fabricante apresentou um novo conceito autônomo, o qual foi batizado com o nome de Vision Next 100, fato este que indica que tendências para o próximo centenário da empresa.

Além da submarca “i”, a BMW irá oferecer novas versões híbridas, as quais serão denominadas “plug-in”, ou seja, modelos em que as baterias podem ser recarregadas até mesmo em tomadas, esse veículo será disponibilizado nas versões dos veículos Série 2, Série 7, Série 3 e X5.

O momento na BMW é de muitas especulações, pois não só o público apaixonado pela marca como também os especialistas do ramo automobilístico já estão prevendo que várias novidades estão para chegar, tanto que já foi confirmado pela empresa lançamento em breve de um novo modelo na categoria de luxo, contudo sem dar maiores detalhes a respeito do modelo.

O CEO da fabricante antecipou ainda que a família dos SUVs ganhará mais um membro que será o X7, mas essa novidade só chegará ao mercado no ano de 2018. Outra novidade é o fato de a Rolls-Royce, marca que pertence ao grupo, também irá lançar um novo modelo, o qual está em fase de projeto e este projeto foi batizado com o nome de Cullinan.

Por Adriano Oliveira


Modelo chega às concessionárias brasileiras custando cerca de R$ 474 mil.

Há cerca de três décadas a grande e renomada fabricante de veículos automotores BMW, comercializa veículos movido a diesel no continente europeu, porém, aqui no Brasil, a marca começou a vender este tipo de veículo há aproximadamente um ano, sendo que no mercado nacional a marca só possui variantes do renomado SUV X5, as quais saem de fábrica equipadas com propulsor seis cilindros de 3.0 litros em linha reta, os quais são sobrealimentados com triplo turbocompressores, todo este conjunto espetacular foi projetado para trabalhar em conjunto com um câmbio automático de oito velocidades e sistema de tração integral.

Dentre as versões a diesel uma das opções existentes por aqui é a configuração xDrive30d, que atualmente tem o seu preço variando entre R$ 399.950 e R$ 415.950, o motor utilizado nesta configuração possui a capacidade de produzir uma potência máxima de 258 cavalos e um torque de 57,1 Kgfm. Outra opção a diesel é a versão topo de linha do X5 chamada M50d, que custa R$ 474.950 e tem uma potência que chega a incríveis 381 cavalos e valentes 75,5 Kgfm de torque.

Mesmo utilizando o mesmo pacote mecânico do X5 xDrive 30d, o modelo M50d possui todas as virtudes de um modelo da divisão de alto desempenho da escuderia BMW, tanto que o carrão possui, além de um visual ainda mais agressivo, emblemas exclusivos. Outro detalhe que chama bastante atenção neste modelo são as maravilhosas rodas de tamanho 20 polegadas que utilizam pneus de perfil baixo. A suspensão deste modelo é uma atração a parte, haja vista que o sistema de suspensão possui controle de rigidez e altura, detalhes estes que deixam claro o design mais esportivo deste SUV.

Por se tratar de um BMW, o quesito conforto não precisa nem ser questionado, mas na caso do X5 M50d a ergonomia foi projetada de forma muito criteriosa, sendo que o condutor consegue facilmente encontrar uma posição ideal para conduzir o carrão. Na questão do acabamento, na parte interior do veículo, a BMW não deixou a desejar, um exemplo disso são os assentos, que conforme a escolha do comprador eles podem vim revestidos em couro ou em Alcântara, que nada mais é que um modelo exótico de camurça.

O certo é que o BMW X5 M50d realmente é um espetáculo de veículo e que infelizmente será um veículo para um público seleto.

Por Adriano Oliveira


Modelo tem preços que variam de R$ 166.950 a R$ 199.950.

Começou a pré-venda dos exemplares importados da nova geração do BMW X1, veículo que será fabricado em 2016 na planta de Araquari, em Santa Catarina. Os preços ficam variados entre R$ 166.950 e R$ 199.950.

As primeiras unidades do modelo vão chegar ao mercado nacional com motor movido a gasolina. Segundo a marca, os modelos importados do X1 vão chegar com um adicional maior de itens, mas não será possível encontrar a versão com custo menor (R$ 137 mil).  As versões do carro sDrive20i GP e também a sDrive20i X-Line tiveram, em média, um aumento de valor em aproximadamente 13% (mais ou menos R$ 20 mil).

A versão topo de linha da nova geração tem um custo estimado de R$ 200 mil. Porém, terá um motor com 231 cavalos de potência, maior em comparação com as outras versões que apresentam um propulsor de 192 cavalos. A marca dá conta que o aumento de preço se fez devido às novidades de ordem visual e tecnológica. Quando começar a fabricação no Brasil, o BMW X1 deverá ter ainda esses preços, mas o motor será Flex.

A nova plataforma do X1 é 15 mm mais curta. No entanto, está mais alta (53 mm a mais) e com maior espaço interno (23 mm a mais de largura). Os seus concorrentes no mercado serão o Mercedes-Benz GLA, Audi Q3 e o Volkswagen Tiguan. A tração agora será dianteira e não mais traseira.

Os veículos importados terão um motor 2.0 biturbo com quatro cilindros, sendo que a potência vai de 192 cavalos até 231 cavalos. A versão antiga do X1 que é produzida no Brasil conta com um bloco Active Flex com 184 cavalos de potência. Cogita-se que, quando nacionalizado, a nova geração do X1 poderá contar também com um motor 1.5.

Os preços:

– Versão sDrive20i GP sai por R$ 166.950;

– Versão sDrive20i X-Line sai por R$ 179.950;

– xDrive25i Sport sai por R$ 199.950. 

BMW X1

BMW X1

Fotos: Divulgação


Veículo elétrico tem redução de R$ 60 mil após decisão da Câmara do Comércio Exterior reduzir a alíquota de importação de carros elétricos e híbridos.

A decisão da Câmara do Comércio Exterior (CAMEX) de zerar o imposto de importação em veículos movidos a hidrogênio ou eletricidade veio dia 27 de outubro de 2015, última terça-feira, e já entrou em vigor. A alíquota que antes era de 35% caiu para 0% nos modelos que usam somente eletricidade e vai de 0% a 7% nos híbridos (que usam também motor a combustão). Essa é uma ótima novidade para quem pensava em investir no novo BMW i3, o elétrico da marca que chegou ao Brasil em 2014.

O carro, que é o único elétrico disponível para compra em lojas, já que os concorrentes Nissan Leaf e i-Miev da Mitsubishi só vem sob encomenda, teve o valor reduzido em até R$ 60.000,00. Ao chegar ao Brasil seu preço estava ao redor de R$ 225.950,00, agora o site da BMW indica seu valor como a partir de € 38.250 (cerca de R$ 162.608,40 na cotação de hoje) na versão básica. No site de notícias G1, a informação era de que o BMW i3 está custando R$ 169.950 na versão básica (versão Rex) e R$ 179.950,00 na versão de topo (Rex Full).

A marca de luxo dá grande ênfase a não emissão de carbono, chamando a atenção de um público cada vez mais preocupado com sustentabilidade. No entanto, esse modelo tem seus limites, especialmente no Brasil, onde não existe grande infraestrutura para receber carros elétricos. O público por enquanto encontra-se desconfiado dos carros elétricos e tem medo de ser deixado na mão, apesar da autonomia de até 300 km e contando com o motor a combustão para recarga de bateria. No país, postos de recarga para veículos elétricos são ainda raros, o que limitará a venda desse modelo para algumas poucas cidades já equipadas. A BMW também oferece um carregador para o carro que diminui o tempo de recarga pelo preço de R$ 745,00.

Por Gizele Gavazzi


Carro será fabricado em Araquari e chegará às concessionárias custando entre R$ 109 mil e R$ 119 mil.

Pelo bem da verdade, faz apenas poucos meses que ocorreu o lançamento mundial da atualização ou reestilização do famoso BMW Série 1. O melhor é que nem sequer precisaremos aguardar tanto para tê-lo por aqui. Isso mesmo, o Série 1 vai começar a ser fabricado no Brasil já neste mês. As informações são da própria empresa, que fez o anunciou na quinta, dia 22. Vale lembrar também que a versão anterior do modelo também já era produzida aqui em Araquari, Santa Catarina.

De acordo com as primeiras informações divulgadas inicialmente, serão produzidas as opções (ou versões) 120i Sport e 120i Sport GP. Essas duas versões contarão com um motor biocombustível ActiveFlex.

Com relação aos preços, as informações apontam que os modelos irão chegar às concessionárias pelos valores de R$ 109,950 e R$ 119,950, na mesma ordem citada anteriormente.

E ainda tem mais por vir. De acordo com a montadora, a versão mais esportiva do modelo, a 125iM Sport, também irá ser vendida aqui. Porém, neste caso, os interessados terão que aguardar um pouco mais, já que o início das vendas está previsto para o próximo ano.

De qualquer forma, a fábrica de Araquari anda trabalhando à todo vapor para colocar tudo em ordem. Recentemente a unidade inaugurou os setores de montagem de carroceria e pintura.

Saiba mais:

Além do já anunciado Série 1, outros modelos também serão fabricados por aqui, como é o caso do sedã Série 3, o Mini Countryman, o BMW X3 e o esportivo X1.

Ainda no primeiro trimestre de 2016 teremos o sedã executivo Série 7 desembarcando por aqui. Apesar de fugir um pouco do assunto principal, vale a pena falar dele por um motivo bem conveniente: Ele agrega o que a BMW tem desenvolvido e implementado de mais moderno. Como exemplo podemos citar o estacionamento automático feito por meio do controle remoto na chave, os faróis a laser e uma central multimídia de última geração comandada por gestos das mãos.

Por Denisson Soares


Veículo deverá ser lançado na Europa no final deste ano. No Brasil o carro deverá chegar apenas em 2016.

Design agressivo e imponente faz parte da nova BMW M2 2016. O carro já tinha sido flagrado em testes no conhecido circuito de Nurburgring, que está localizado na Alemanha. O novo modelo é sucessor da série 1M e conta com vários recursos e tecnologias diferenciadas. Um dos destaques do automóvel, por exemplo, é a presença do propulsor de 3.0 twin-turbo que tem seis cilindros e conta com a capacidade de alcançar até 370 cavalos.

O lado externo da BMW M2 2016 também chama a atenção, sobretudo pelo design invasivo, que é impossível não ser notado. Entre os itens que fazem parte do automóvel destaca-se o para-choque dianteiro, que tem entradas de ar maiores e traços que realçam a agressividade, além da presença da grade que conta com o logotipo exclusivo. Além disso, o automóvel tem escape esportivo e também arcos de roda ampliados. O lado interno do BMW M2 2016 também ganhou novidades como os detalhes em fibras de carbono, o novo volante, bancos com costura na cor azul, entre outros detalhes que fazem a diferença e realçam o design interno.

Outro detalhe do carro é que segundo a própria fábrica, a aceleração de 0 a 100 Km/h do carro é atingida em 4,4 segundos usando câmbio manual de seis marchas. Mas, nos modelos em que pode ser encontrado o câmbio que tem dupla embreagem e sete marchas, o tempo atingido diminuiu para 4,2 segundos. Em ambas as situações a velocidade máxima do carro é limitada de forma eletrônica alcançando a média de 250 Km/h.

Entre outros detalhes, o carro contempla eixos dianteiros e traseiros de alumínio, além da presença de freios de alta performance. A expectativa é que até o fim deste ano o BMW M2 2016 chegue ao mercado europeu, mas no Brasil a tendência é que o carro chegue apenas no próximo ano.

Por Babi


Motocicleta chega às concessionárias custando a partir de R$ 53.900.

A roadster BMW S1000 R já está sendo produzida no Brasil. A linha de montagem da motocicleta e de todas da linha BMW Motorrad fica em Manaus (AM), dessa forma os modelos saem das concessionárias com um valor mais em conta em relação à versão importada. O preço inicial é de R$ 53.900.

A S1000 R é baseada na S 1000 RR e mantém o mesmo sucesso. Ambas apresentam alta potência e um design que chama a atenção. A novidade fica por conta da cor preta da pintura, além das cores vermelha e branca. A BMW S 1000 R produzida aqui vem com os mesmos itens de série do modelo importado, a exemplo do assistente de troca de marchas, módulo de controle do motor, manoplas aquecidas, modo de pilotagem profissional, novos spoilers do câmbio, entre outros.

O motor desta máquina é de 4 cilindros em linha, responsável por gerar 160 cavalos de potência, com giro de 11.000 rpm e torque de 11,42 kgfm. Aliado ao posicionamento agressivo, a motocicleta oferece um modo de direção constante, principalmente pelo funcionamento em altos giros do motor. Para se ter uma ideia, a motocicleta apresenta a motorização mais completa da categoria.

O objetivo da BMW foi de criar uma Naked competitiva e por essa razão ela recebeu modificações no motor, chassi e suspensões. O novo controle de tração dinâmico (DTC) também auxilia na direção. O condutor tem um ganho no conforto ao pilotar a S1000 R sem perder o desempenho.

A BMW Motorrad já entrega a linha GS com diferentes modelos, ampliando sua atuação no mercado nacional. A S1000 R terá como concorrentes outras Nakeds de alta performance, sobretudo as que apresentam um design agressivo. Ela ganha por ser a mais potente da categoria, mas também é uma das mais caras. Entre as concorrentes estão a Honda CB 1000R, a Kawasaki Z1000, a Suzuki B-King, a Ducati Monster 1200, a MV Agusta Brutale 1090 e a Triumph Speed Triple.

Ana Rosa Martins Rocha


O modelo da nova geração não contará mais com a tração na traseira em suas versões convencionais. O lançamento acontecerá no Salão de Frankfurt.

No mês de setembro, durnte o Salão de Frankfurt, na Alemanha, a BMW vai apresentar oficialmente a segunda geração do modelo X1. Depois de sete anos que a versão atual chegou ao mercado mundial, o novo modelo chegará maior e dará para o X1 o porte de uma SUV.

Uma das novidades é que a tração traseira não estará presente nas versões convencionais da segunda geração. A plataforma utilizada para o modelo 2016 do Xi será a mesma do Série 2 Active Tourer. Em termos mecânica, o X1 trará o sistema dos novos Série 1 e Mini Cooper.

No início deste mês de junho, a BMW lançou as primeiras imagens da nova geração do X1 e apresenta que o veículo foi inspirado no X3. Foi a primeira vez que vimos o novo X1 sem as camuflagens como ele apareceu no começo de 2015 rodando em diversos lugares do mundo, inclusive no Brasil.

A primeira geração do X1 hoje é montada na planta de Araquari, em Santa Catarina, fato que acontece desde o mês de dezembro do ano passado.

O preço da atual geração do modelo fica entre R$ 137.950 até R$ 183.950. O X1 tem um motor turboflex 2.0 com uma potência que varia de 186 cavalos até 148 cavalos. O modelo 2016 ainda não conta com preços oficiais divulgados.

Como destaque, o X1 segunda geração será maior, com novos 4,43 metros contra 4,38 m do modelo atual. Outro ponto importante é que o espaço interno foi melhorado, dando mais folga para joelhos na frente e também para os passageiros atrás.O porta-malas que antes era de 420 litros, agora vai para os 505 litros.

Novos motores

Uma novidade grande em relação ao modelo anterior do X1 é a motorização. Na Europa, a BMW vai colocar no modelo propulsores menores vindos do Mini Cooper e da Série 1. Será o 1.5 turbo de três cilindros (do Mini) que estará nas versões sDrive 16d (116 cavalos) e na sDrive 18i (136 cavalos). Segundo a montadora, a mudança ocorreu para melhorar a eficiência do carro, mas pode deixar alguns clientes insatisfeitos com a diminuição da potência.

O modelo também contará com uma linha de motores de quatro cilindros com turbo:

  • 2.0 litros movido a gasolina de 192 cavalos e torque de 28,5 kgfm.
  • 2.0 litros movido a gasolina com 231 cavalos e 35,7 kgfm.
  • 2.0 litros movido a diesel com 150 cavalos e 33,6 kgfm.
  • 2.0 litros movido a diesel com 190 cavalos e 40,8 kgfm.

A versão topo de linha, que traz o sistema xDrive, contará com tração integral de acordo com a demanda. Ele possibilitará a leitura das condições da condução e pode distribuir o torque de maneira automática entre as rodas da frente e traseiras.

O câmbio do novo X1 poderá ser um manuel com seis velocidades ou um automático com oito velocidades.

BMW X1 sDrive 20i 2.0 Turbo

Pegamos esse modelo para dar um parâmetro do que é a atual geração. Com o preço de R$ 134.950 ele vem com uma garantia de 2 anos. O motor é flex e movido a etanol tem uma potência de 184 cavalos. O câmbio é o automático de oito velocidades.

Em termos de desempenho, o modelo tem uma velocidade máxima de 205 km/h e a aceleração de 0 a 100 km/h fica em 7,7 segundos. O consumo urbano é de 6 km/l com etanol e 8,4 km/l com gasolina. Na estrada, o consumo fica em 8,1 km/l com etanol e 11,7 km/l com gasolina.

bmw-x1-s-drive-brasil


Nova tecnologia da BMW injeta água no motor. Novo sistema resfria e aumenta a eficiência do motor.

Buscando cada vez mais eficiência em seus carros, a BMW anunciou a criação de uma nova tecnologia chamada de injeção de água. Esta tecnologia nada mais é do que uma nova forma encontrada pela empresa para resfriar o motor de seus carros enquanto eles estão em funcionamento. Além de contribuir para a redução da temperatura na câmara de combustão, a nova tecnologia criada pela BMW permite que a queima de combustível dentro do motor seja mais eficiente.

Para que novo sistema funcione de forma perfeita, ele possui um tanque de cinco litros de água (que fica no porta-malas) que precisa ser reabastecido a cada cinco paradas para encher o tanque de combustível. Essa água é injetada na caixa de ar por meio de três bicos com formato de spray, que injeta uma quantidade de água suficiente para resfriar o ar durante a exaustão. Com este ar resfriado, a temperatura da câmara de combustão se reduz e gera uma queima mais eficiente de combustível.

Vale lembrar que além de resfriar o motor e tornar a queima de combustível mais eficiente, este novo sistema ainda reduz o volume de poluentes, como o óxido de nitrogênio (NOx).

Segundo a montadora, esta nova tecnologia será testada inicialmente no Safety Car da Moto GP, que é um BMW M4. Futuramente a empresa espera adotar este mesmo sistema em um modelo de produção da série M, muito provavelmente este modelo seja o BMW M4 GTS, veículo que deve começar a ser fabricado no ano quem vem (2016).

Um detalhe importante de se mencionar é que essa tecnologia da BMW não é assim tão nova, já que um sistema parecido já é utilizado em modelos de dragster de arrancadas e também em aviões militares.

Novo BMW Série 7:

Por falar em novas tecnologias, a BMW apresentou esta semana um carro capaz de estacionar sozinho através do controle remoto. O veículo em questão é o novo BMW Série 7, que virá com várias funcionalidades inteligentes que prometem revolucionar o mundo dos carros. Além da tecnologia que oferece a possibilidade de estacionar apenas acionando um botão no controle remoto, o carro também traz um pequeno chaveiro com visor que mostrará algumas informações sobre o carro. Outra funcionalidade bacana é que ao receber uma ligação, o motorista poderá decidir se quer atende-la ou não apenas fazendo gestos enquanto dirige. A montadora ainda não informou o valor deste novo carro, mas sabe-se que a sua versão anterior chegou às concessionárias custando cerca de US$ 130 mil.


BMW Cruise M-Bike terá produção limitada. Preço da bicicleta chega a R$ 4,6 mil.

O sonho de muita gente é sair desfilando pelas ruas com um BMW cheio de estilo e chamar a atenção de outras pessoas. Mas infelizmente esse sonho é para poucos. Porém, andar por aí desfilando a marca BMW pode ser mais acessível do que você imagina. Isso porque a marca também produz bicicletas.

Assim como os carros, as bicicletas da BMW são verdadeiras máquinas em termos de materiais e desempenho. E agora a montadora da Europa lança mais um modelo especial, com a mountain bike Cruise M-Bike, que vem com uma pintura especial na cor amarela batizada de Austin Yellow Metallic. Esse modelo faz parte de linha de carros esportivos da marca, a BMW M.

Com valor inicial de 1,4 mil euros (equivalente a R$ 4,6 mil), o modelo será totalmente limitado, com exclusivas 500 unidades fabricadas em todo o mundo. Se considerarmos que se trata de uma bicicleta da BMW e com tiragem exclusiva, o preço nem pode ser considerado alto, já que existem outras versões de bikes ainda mais simples que chegam a custar mais do que isso.

Quem comprar a Cruise M-Bike ainda ganha um certificado e uma espécie de placa na parte frontal, identificando o modelo em questão. Pelas informações divulgadas, o modelo é bem leve, construído com componentes de carbono, além do quadro, que foi feito em alumínio hidroformado. E para ter destaque em termos de usabilidade, a nova bicicleta da BMW vem com um guidão que é ajustado em sua altura de maneira fácil, para que o usuário não tenha dificuldades na hora de regular.

Com acionamento hidráulico, os freios a disco da tradicional Shimano servem para aumentar a segurança e a eficiência. A bike ainda conta com pneus Cruise Contact, câmbio Shimano Deore, aros Rodi Airline e suspensão dianteira hidráulica SR Suntour XCR com 100 mm.

Novos Preços das Motos da BMW:

Além de divulgar o lançamento de sua nova bicicleta, a BMW também divulgou a sua nova tabela de preços para suas motos. O anúncio foi feito pela BMW Motorrad, divisão da empresa responsável pela produção de motos. Agora, as motocicletas da montadora partem do valor de R$ 29 mil (para o modelo G 650 GS Premium) e podem chegar a custar até R$ 125 mil (para o modelo K 1600 GTL Exclusive Premium). Caso o consumidor queira conferir informações mais detalhadas sobre as motos da BMW, ele pode ligar para o telefone 0800-707-3578 ou então acessar o site bmw-motorrad.com.br. Vale lembrar que nestes dois meios é possível pesquisar o endereço da concessionária da marca mais próxima de sua residência.

 


A nova naked alemã de média/alta cilindrada, BMW F 800R, chega ao Brasil com o valor de R$ 37.900,00. O modelo esta sendo produzido na fábrica da Dafra em Manaus (AM), pelo sistema CKD. As principais mudanças que inovaram o modelo são o design, que ficou mais esportivo e jovial e o motor, que recebeu mais 3 cavalos de potência. A tecnologia eletrônica RDC de controle de pressão dos pneus e o sistema de aquecimento das manoplas também são novidades trazidas para a nova geração da naked.

A começar pelo visual, a BMW F 800R veio com um farol maior e mais esportivo, em formato triangular, substituindo o a peça clássica da geração anterior, de conjunto óptico assimétrico. Outra novidade são as aberturas das aletas laterais que, além de deixar o modelo esteticamente mais agressivo, servem para canalizar o ar através de dutos até o motor, otimizando assim a refrigeração.

As novidades no visual também incluem os protetores térmicos do escapamento e o formato do para-lama dianteiro, que recebeu linhas mais sóbrias. Já a lanterna traseira e a rabeta continuam inalteradas.

O motor, por sua vez, possui a mesma arquitetura: 02 cilindros de 798cm³, em linha, arrefecido a líquido. No entanto, o propulsor recebeu ajustes para render 3 cavalos a mais que o modelo anterior, chegando agora a 90 cavalos a 8.000 rpm e torque máximo de 8,46 kgf.m, com câmbio de seis velocidades.

A ciclística da nova BMW F 800R também foi alterada para proporcionar maior conforto e segurança, a começar pela suspensão dianteira upside-down, chamada de garfo invertido, que tem melhor resposta para pilotagens mais esportivas. A altura do banco foi reduzida em 10mm, favorecendo os motociclistas mais baixos. O guidão e as pedaleiras também foram modificados para melhorar a ergonomia.

Com todas essas alterações, a BMW F 800R que já era uma das motocicletas mais queridas pelos adeptos da marca, agora ficou ainda mais atraente e, segundo Matteo Villano, gerente sênior de vendas da BMW Motorrad Brasil, as expectativas com as vendas e aceitação do público são as melhores possíveis.

Por Allan Carlos Marques


Após o vazamento de sua imagem mediante um vídeo teaser, a BMW revelou oficialmente as imagens e os detalhes do novo Série 1. Com mudanças importantes e significativas, o modelo de entrada da fabricante alemã terá suas vendas iniciadas após sua apresentação oficial durante o Salão de Genebra, realizado em março.

Anteriormente, o Série 1 sofreu fortes críticas por causa de seu visual, principalmente devido ao design apresentado na parte dianteira, com faróis frontais levemente desproporcionais e formato pouco atraente, diferentemente do que era visto em outros modelos que contavam com faróis mais estreitos. De toda forma, o novo modelo deixou esse ponto para trás e vem com um formato que agrada mais ao público.

O que se vê é um veículo com desenho mais harmônico e fluído, além de contar com detalhes que elevam sua esportividade e agressividade, algo que interessa o público alvo do modelo. Sendo assim, o novo Série 1 dispõe, na dianteira, de novos faróis mais estreitos e que se aproximam com os últimos lançamentos da marca, para-choque com amplas entradas de ar, vincos e linhas bem distribuídas, bem como a tradicional grade da fabricante. Na parte lateral, as mudanças são mais sutis, já que o carro manteve a linha de cintura alta e os vincos que fluem até as lanternas traseiras. Por falar em lanterna, essas são as grandes novidades na parte posterior do modelo, deixando de apresentar aquele formato “quadrado” para dispor de um formato mais parecido com os outros carros da BMW, dividido em duas seções. Além das lanternas compostas por LEDs, o para-choque traseiro e a tampa do porta-malas foram remodelados.

No interior as mudanças são mais modestas, cabendo destaque aos novos comandos do sistema de som e do ar-condicionado, aos tecidos que fazem o revestimento dos bancos, aos detalhes do console central e a possibilidade do modelo contar com o novo volante multifuncional M Sport.

Com relação aos equipamentos de série, a lista continua generosa e agora conta com sistema de ar-condicionado automático, sistema BMW Radio Professional e iDrive com tela de 6,5 polegadas de alta resolução, sistema BMW ConnectedDirve, que inclui alguns sistemas de assistência e serviços, como a função Stop&Go e Cruise Control Active, além da última geração do sistema que estaciona em vagas transversais (Park Assist). Opcionalmente, a novidade fica para a possibilidade do modelo contar com o sistema multimídia com tela de 8,8 polegadas.

Mecanicamente também houve grandes mudanças, a começar pela  possibilidade inédita do novo Série 1 contar com novos blocos três cilindros 1.5 TwinPower Turbo abastecido a gasolina ou a diesel. Além disso, a fabricante alemã modernizou os blocos quatro cilindros 2.0 TwinPower Turbo abastecidos a gasolina e a diesel.

Desta forma, a fabricante poderá oferecer as versões com os motores três cilindros 1.5 diesel com 116 cv e uma opção, a 116i, com bloco três cilindros a gasolina que desenvolve 109 cv. Os modelos 2.0 terão três opções a diesel, com potências de 150 cv, 190 cv e 224 cv, bem como três configurações com motor 2.0 a gasolina capaz de entregar 136 cv, 177 cv e 218 cv de potência.

Para finalizar, o propulsor seis cilindros 3.0 TwinPower Turbo a gasolina também foi modernizado e ganhou 7 cv em relação ao modelo anterior, passando a oferecer 326 cv de potência. Assim, a configuração com tração traseira e transmissão automática com oito velocidades com função Steptronic acelere de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos, enquanto a versão manual faz a mesma aceleração em 5,1 segundos. O novo BMW M135i com tração integral xDrive e transmissão automática de oito velocidades, por sua vez, faz a mesma aceleração em 4,7 segundos.

Por Caio Polo

BMW S?rie 1

BMW S?rie 1

BMW S?rie 1

Fotos: Divulgação


A marca alemã BMW (Bayerische Motoren Werke ou Fábrica de motores da Baviera) foi fundada em 1913 por Karl Rapp e Gustav Otto com a finalidade de produzir motores para aviões. O logotipo da marca em formato circular com interior mesclado entre azul e branco faz menção à bandeira da Baviera, local sede até os dias atuais da marca.

Em 1919, com o tratado de Versalhes onde a Alemanha estava proibida de fabricar aviões, foi necessário que a BMW parasse a produção de aeronaves nesse período, ocasião onde começou a produzir travões para caminhos férreos.

Em 1923, a marca alemã produziu seu primeiro motociclo o R32, que se tratava de uma moto de 500 cilindradas, com um motor lateral refrigerado a ar e com um veio de transmissão ao invés da tradicional corrente. Em 1927, a BMW começa a produzir o modelo DIXI Company com o nome BMW 3/15, e acaba comprando essa fábrica no ano seguinte. Em 1933, a marca viria a produzir seus próprios carros.

Com a Segunda Guerra Mundial a BMW se torna a principal fornecedora do exercito alemão. Produzia com o auxílio do trabalho de prisioneiros de guerra e de campos de concentração, fabricando desde motocicletas a aviões.

Em 1944, sua fábrica em Monique foi destruída devido à Guerra, fazendo com que a montadora voltasse a produzir apenas um modelo motociclo em 1948. E um carro somente em 1952, sem nenhum sucesso comercial. Em 1955 com a melhora econômica alemã, surgem modelos como o Isetta, que recupera a marca e a estabiliza em 1963.

No início de 2000 a BMW prossegue a mudança de linha da sua série de veículos sob o comando do designer Christopher Bangle. A mudança foi criticada internamente na montadora e externamente pela crítica automotiva, mas mostrou-se eficaz e significou um marco histórico para montadora.

A BMW a cada ano se consagra no mercado automotivo, vendendo veículos luxuosos de grande desempenho.

Por Wendel George Peripato

BMW 3/15

BMW Isetta

Fotos: Divulgação


A BMW, Audi, Jaguar Land Rover, GM, Renault e Nissan, são algumas das montadoras que não estão mais enviando modelos novos para a Rússia em função da crise que fez com que a moeda local perdesse o equivalente a 50% do seu valor durante esse ano.

Essa é uma notícia ruim, pois significa que as montadoras estão perdendo dinheiro. De acordo com o presidente da aliança Renault-Nissan, Carlos Ghosn, a Nissan deixou de enviar alguns modelos, mas irá honrar todos os pedidos que foram realizados até o momento. Ainda segundo ele, não estão aceitando novos pedidos até que a situação econômica do país esteja controlada.

A maioria dos fabricantes já elevou os preços dos carros na Rússia, principalmente os modelos que contam com mais componentes importados. A GM é uma das montadoras que só cumpriu os contratos que já estavam fechados e parou de mandar novas unidades no dia 16 de dezembro. A divisão européia da GM divulgou uma nota dizendo que considerando a volatilidade do rublo (moeda Russa) a venda de veículos aos distribuidores está temporariamente suspensa.

Em nota, a Audi afirmou que deve elevar os preços e que está adiando as entregas. Já á BMW divulgou que está direcionando a produção para outros mercados.

A crise da moeda russa começou pela queda acentuada nos preços do petróleo, que até então era a principal fonte de recursos de Moscou. Além disso, as sanções ocidentais impostas pela atuação no governo russo na Ucrânia também fez com que a economia encolhesse. Se no setor de automóveis, esse encolhimento representa 13% nas vendas de janeiro a outubro se comparado ao ano passado. Com a crise, a Grã Bretanha já ultrapassou a Rússia no ranking de venda de carros, sendo o 8º país. Já o Brasil permanece na quinta colocação.


A BMW iniciou as vendas no mercado brasileiro de mais dois novos modelos da linha Série 4: o 420i Cabrio e o 428i Gran Coupé. Com isso, além desses dois novos modelos, a família da Série 4 ainda conta com as versões 428i Cabrio, 425i Coupé, M4 Cabrio e M4 Coupé, ampliando o leque de opções aos clientes interessados neste tipo de veículo.

O 420i Cabrio tem preços que partem dos R$ 209.950, enquanto que o 428i Gran Coupé está disponível nas concessionárias da marca alemã por a partir de R$ 223.950.

Mantendo as mesmas características das outras versões da Série 4, o BMW 420i Cabrio dispõe de uma vasta lista de equipamentos de série, além de contar também com o pacote Sport Line que, entre outros itens, adiciona ao carro os bancos com revestimento em couro sintético Sensatec, acabamento em Pearl Dark e detalhes em Pearl Gloss Chrome, volante esportivo multifuncional revestido em couro e com Paddle Shifts integrados, saídas de ar no para-lama dianteiro e rodas de liga leve de 18 polegadas calçados com pneus com tecnologia Run Flat. Para completar, entre outros equipamentos, o modelo cabriolet ainda dispõe de freios ABS com EBD, controle eletrônico de estabilidade e tração, seis airbags, sistema de ar-condicionado digital dual-zone, sensor de estacionamento traseiro, sensor de chuva, faróis bi-xenon, sistema Start&Stop, controle de cruzeiro, sistema de som HiFi, bancos com regulagem elétrica, além da central multimídia que abrange diversas funções, como sistema de navegação via satélite (GPS).

Disponível em duas versões, a Sport (a partir de R$ 223.950) e a M Sport (a partir de R$ 239.950), o BMW 428i Gran Coupé segue a mesma linha de equipamentos de série das outras versões do carro, contando com uma vasta lista de itens de conforto e segurança.

Mecanicamente, ambos vem equipado com o motor quatro cilindros 2.0 TwinPower Turbo com turbo TwinScroll, Valvetronic, duplo comando de válvulas e injeção direta de combustível de alta pressão, contudo, o 420i Cabrio oferece 184 cv potência e torque de 27,5 kgfm, enquanto que o 428i Gran Coupé, por sua vez, foi configurado para entregar 245 cv e torque de 35,6 kgfm.

Dotados de tração traseira, ambos os modelos trazem acoplado ao bloco uma transmissão automática Steptronic com oito velocidades. De acordo com a BMW, a versão 420i Cabrio acelera de 0 a 100 km/h em 8,2 segundos, enquanto o 428i Gran Coupé faz a mesma aceleração em 6 segundos. 

Por Caio Polo

BMW 420i Cabrio

BMW 428i Gran Coup?

Fotos: Divulgação


Nesta semana a BMW divulgou que deverá chegar duas versões do X5 movidos a diesel para o Brasil. A novidade expande o catálogo de opções no país que já contava com versões a gasolina.

A versão xDrive 30d e a M50d deverão ser vendidas a partir de preços de R$ 379.950 até R$ 474.950.

O xDrive 30d conta com um motor de 3.0 litros de seis cilindros, com 258 cavalos de potência e 57,1 mkgf de torque. O modelo chega com um câmbio automático de oito marchas e os itens de série contam com faróis de LED, suspensão adaptativa, direção ativa, sistema de navegação, entre outros.

No modelo M50d, o carro chega com tecnologia triturbo, com três turbinas de geometria variável. O propulsor chega com 381 cavalos de potência e 75,46 mkgf. A aceleração do modelo de 0 a 100 km/h em 5,3 segundos e tem uma velocidade máxima de 250 km/h.

Entre outras especificações, estão as rodas especiais de 20 polegadas, TV digital para os passageiros do banco traseiro, heads-up display colorido, sistema de navegação com uma tela de 10,2 polegadas e sistema NighVision.

bmw-x5-diesel


A BMW é uma marca alemã que atualmente tem ampla expressão no mercado mundial de carros e motos. Originalmente a empresa foi criada para produzir motores de aviões que seriam usados na Primeira Guerra Mundial. Com a derrota da Alemanha e o Tratado de Versalhes a empresa foi proibida de construir os motores passando então inicialmente a produzir motocicletas e posteriormente automóveis. Hoje a marca é sinônimo de qualidade. Atuando em vários segmentos do mercado e recebendo destaque na produção de veículos luxuosos e esportivos. A “família i” da BMW veio com a ideia de produzir apenas carros com tendências mais ecológicas, porém o i8 está longe de ser apenas um carro verde.

O BMW i8 conta com um design moderníssimo, pode-se dizer até mesmo futurista. É quase uma nave vista de fora. A frente vem com a tipicamente conhecida grade dividida aberta nas porções superiores e inferiores. O carro ainda conta com saias e entradas de ar especiais que se alteram conforme a necessidade do motor. Um dos três motores (sim, três motores) é posicionado a frente do eixo traseiro do carro e na parte de trás dos bancos dianteiros. Esse é o motor a gasolina. O carro tem um desenho perfeitamente aerodinâmico o que só facilita o trabalho dos potentes motores.

O carro é um híbrido, contando com dois motores elétricos  dianteiros e o motor a gasolina cujo posicionamento no carro já foi descrito. Os motores elétricos funcionam em um sistema de “plug in”, ou seja, para recarregá-los basta colocá-los na tomada de casa. Quando apenas nos motores elétricos o carro tem tração dianteira e câmbio de duas marchas. O motor central à gasolina tem 3 cilindros e 1.5 litros, apresentando apenas um turbo, que eleva a potência geral do motor a 234 cavalos. O som do  motor é como o de um muscle car. É surpreendente.

A potência dos três motores funcionando em conjunto é de 367 cavalos e eles são capazes de levar o carro de 0 a 100 km/h em apenas 4,4 segundos.

Por Nosf

BMW i8

BMW i8

BMW i8

BMW i8

Fotos: Divulgação


Mesmo com todos os “itens” para se saírem bem no mercado os esportivos não estão com a “bola toda”. De acordo com a BMW, que a título de curiosidade é marca líder em carros de luxo, o segmento específico dos carros esportivos traz uma grande probabilidade de talvez nunca ter novamente o mesmo nível que já chegou a atingir antes da crise econômica mundial que abalou grandes nações no final da última década.

A montadora ainda faz outra análise tomando como base o cenário atual. Ian Robertson, diretor responsável da marca, afirma que atualmente o mercado de automóveis esportivos é, sendo otimista, metade do que era. Robertson também cita o fato do setor ter entrado em colapso após o ano de 2008. Ele ainda expressa suas expectativas de mercado ao manifestar sua dúvida se chegará o dia em que o esse mercado irá se recuperar. Todas essas visões foram abordadas pelo diretor em uma entrevista para agência de notícias Bloomberg.

Ainda segundo as informações constantes na reportagem, tanto na América do Norte quanto na Europa, os veículos esportivos acabaram perdendo espaço para crossovers compactos e SUVs.

Na China, um dos mercados que tem atraído muitos olhares nos últimos tempos, entre os clientes de maior poder aquisitivo os esportivos estão em baixa segundo Ian. Isso proporcionado por diversos fatores como a poluição, o calor e ainda a crescente demanda de carros com motoristas.

A Bloomberg ainda aponta números interessantes tomando como base um levantamento feito pela empresa de consultoria IHS Automotive. De acordo com a agência somando-se as vendas dos esportivos BMW Z4, Mercedes-Benz SLK e Audi TT chega-se ao número de 114 mil unidades no ano de 2007. Já em 2010 esse número teve uma queda de 45%.

Robertson chama a atenção para um ponto que considera fundamental: o fato de a montadora manter o encantamento sobre o consumidor. Talvez por considerar esse ponto importante a BMW fechou no ano passado uma parceria com outra montadora: a Toyota. O objetivo é fazer com que os custos no desenvolvimento de modelos esportivos médios caiam um pouco dentre outros aspectos.

Por Denisson Soares

BMW Z4

Foto: Divulgação


Pode-se dizer que em comparação com as suas principais rivais diretas como a Mercedes, a Land Rover e a Audi, a BMW tem tido certa vantagem no que diz respeito à categoria de montadoras que possuem unidades fabris em território brasileiro. A marca de origem alemã tem novidades em sua linha de produção. Na última segunda-feira, dia 10 de novembro, a marca terminou a montagem do seu modelo de número dois a ser produzido no Brasil. Estamos tratando aqui do X1.

O novo crossover nacional da BMW teve sua primeira unidade produzida na fábrica da empresa situada na cidade de Araquari, em Santa Cantarina.

Vale lembrar de que a unidade brasileira da montadora não é velha. Ela foi inaugurada somente há algumas semanas. O estreante da fábrica foi o sedan Série 3 que chega ao mercado com motor flex.

De acordo com as informações da montadora a referida unidade tem uma capacidade para garantir a produção de até 32 mil carros ao ano. Além dos modelos que apontamos acima ainda existe a informação de que a unidade ainda servirá para a fabricação do Mini Countryman e  do SUV X3. Ainda segundo os planejamentos feitos pela marca a unidade deverá estar operando totalmente até o final do próximo ano. Época em que a área de soldagem e de pintura deverá ser concluída.

Seguindo o exemplo do 320i, o modelo X1 também terá um motor ActiveFlex. O bloco em questão combina o turbo com a vantagem de se usar a gasolina ou o etanol. No caso do mercado nacional (ou das versões nacionais) a informação é de que deverão aparecer as seguintes: X1sDrive20i GP Teto, X1sDrive20i GP e X1sDrive20i. O motor 2.0 litros tem potencial para gerar 184 cavalos fazendo uso dos dois tipos de combustível. Além disso, ainda há o sistema Start-Stop (transmissão automática de oito velocidades).

Outro fato interessante, mas que, até o momento são rumores, é de que ainda deverão ser fabricados aqui os modelos com tração dianteira. Os inéditos que tiveram sua origem basicamente na minivan Active Tourer.

Por Denisson Soares

BMW X1

BMW X1

BMW X1

Fotos: Divulgação


Isetta, o miniveículo sucesso no continente europeu. Essa frase define de forma clara o micro carro produzido poucos anos após o fim da Segunda Guerra Mundial. O que chama a atenção na produção desse veículo é a história em si.

Em 1950, Renzo Rivolta, um italiano dono de uma empresa de refrigeradores e fabricante das antigas motocicletas Iso 125cc, pretendia reiniciar a fabricação de automóveis, já que a mesma havia sido interrompida com o início da Segunda Guerra. Foi então, que seu amigo Ermenegildo Pret apresentou-lhe um projeto bastante curioso que havia patenteado no mesmo ano. Tratava-se de um miniveículo em forma de um ovo, um lugar somente, apenas uma porta frontal e o motor se localizava na parte traseira do mesmo. Rivolta começou a cogitar uma forma de aprimorar a ideia, em 1952 o primeiro protótipo foi construído, possuindo duas rodas dianteiras, dois assentos e apenas uma roda traseira. Nos testes o veículo se mantinha instável, sendo assim, Rivolta decidiu que o automóvel deveria ter duas rodas traseiras unidas por uma pequena bitola.

Em 9 de abril de 1953, o carro chegou ao mercado automobilístico italiano. A empresa  Iso Automotoveicoli, garantiu que o modelo teria baixo custo e baixo consumo. O automóvel chegava a percorrer 25 km com apenas um litro de gasolina, possuia boa dirigibilidade e atingia velocidade máxima de 85 km/h. As medidas e o peso chamavam atenção, o modelo possuia 2,28m de largura; 1,38m de altura, e pesava cerca de 350 kg.

Era composto também de um motor de um cilindro, quatro tempos, refrigerado a ar de 300cc se adequava bem a necessidade do continente que se recuperava economicamente após a Segunda Guerra. A produção do modelo na Itália encerrou-se em 1956.

A Iso Automotoveicoli concedeu a licença para fabricação de novos modelos para a BMW. As mudanças foram significativas já que o modelo BMW Isetta 600 ganhou um novo motor de dois cilindros e capacidade para até quatro passageiros. A BMW encerrou a produção do mesmo no ano de 1961.

O primeiro veículo produzido no Brasil foi o Romi-Isetta, entre 1956 e 1961. A ISO concedeu o direito de fabricação à empresa nacional Indústrias Romi S.A. O modelo chamava a atenção do público feminino. Infelizmente, apenas três mil unidades foram fabricadas, já que o produto oferecia vantagens que não eram atraentes aos brasileiros.

Isetta

Isetta

Isetta 600

Fotos: Divulgação


Depois de lançar o coupé esportivo M235i, a BMW divulgou a tabela de preços para setembro e nesta lista está mais uma novidade para sua gama de produtos no Brasil: o novo 428i Cabrio. O coupé conversível chegará ao mercado brasileiro, a princípio, apenas na versão Sport GP, com preço sugerido de R$ 239.950.

Apresentado pela primeira vez ao público no ano passado durante o Salão de Los Angeles, nos Estados Unidos, o Série 4 na configuração Cabrio tem com diferencial a utilização de uma capota rígida dividida em três partes, fazendo com que o carro passe de um conversível para um coupé convencional, tudo através de um botão.

O modelo 428i Cabrio chega ao Brasil para implementar a linha da Série 4 Coupé, além de ser uma nova opção para os veículos conversíveis da marca, que atualmente conta apenas com o roadster Z4.

Quanto aos equipamentos de série, o 428i Sport GP deve seguir o mesmo padrão da lista do sedan 328i Sport GP (R$ 203.950), dispondo de bancos com revestimento em couro, bancos com ajuste elétrico, ar-condicionado automático digital, volante multifuncional revestido em couro, sensor de estacionamento traseiro, modos de condução BMW Drive Select, além de um sistema de entretenimento com tela de 8,8 polegadas que abrange diversas funções do carro, como a navegação via satélite (GPS), conexão Bluetooth, pacote de conectividade (BMW Apps e BMW Live), entre outros.

Embora a marca alemã não tenha divulgado informações sobre o coupé, sabe-se que o BMW 428i Cabrio contará com o motor quatro cilindros 2.0 associado a um turbocompressor que combina as tecnologias TwinScroll, Duplo VANOS, Valvetronic e injeção de alta pressão, capaz de entregar 245 cv e torque de 35,69 kgfm. Trabalhando em conjunto com o bloco Turbo estará uma transmissão automática com oito velocidades. Com esse conjunto mecânico o coupé acelera de 0 a 100 km/h em 6,4 segundos, com velocidade máxima de 250 km/h, controlada eletronicamente.

Além do novo coupé, a marca alemã lançará no dia 10 de setembro no mercado brasileiro o BMW i3, hatchback elétrico voltado para mobilidade urbana. 

Por Caio Polo

BMW 428i Cabrio

BMW 428i Cabrio

BMW 428i Cabrio

Fotos: Divulgação


A Fenabrave colocou à disposição os números relacionados às vendas do segmento dos sedans médios premium no Brasil. Responsável pelo emplacamento de 1.209 carros, a categoria registrou uma leve alta de 2,28% em relação a junho, mas sofreu com a baixa do setor, caindo 9,44% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Mantendo a primeira colocação e a boa distância em relação aos seus dois maiores concorrentes (Audi A3 Sedan e Mercedes Classe C), o BMW Série 3 representa 46,24% das vendas no mês de julho, mais que a soma das vendas de seus dois concorrentes citados e do Audi A4 (4º colocado na categoria). Emplacando 559 unidades, o sedan da BMW teve alta de 15,26% em relação ao mês passado e decréscimo de 13,06% na variação 2013/2014.

Ganhando uma posição, o Audi A3 Sedan, que chegou ao mercado brasileiro há pouco tempo, garantiu a segunda colocação comercializando 223 veículos. Com isso, o modelo garante a alta de 43,87% em comparação ao mês de junho. Vale lembrar que o A3 Sedan não era vendido no mesmo período de 2013.

Ainda em sua geração anterior, já que o Classe C acaba de ganhar a nova geração no Brasil, o sedan da Mercedes-Benz perdeu a segunda colocação para o A3 e ficou em terceiro lugar na categoria. Vendendo 166 carros, o sedan teve queda de 29,96% na variação junho/julho, e a pior queda entre os sedans premium, recuo de 61,12%. Com a adoção da nova geração do Mercedes Classe C, é possível que a disputa três primeiros colocados fique mais acirrada.

Fechando a lista dos cinco carros mais vendidos no segmento está o Audi A4, que mantém a quarta colocação com 96 carros vendidos, bem como o Mercedes-Benz CLA, que emplacou 89 veículos.  Audi A5 (60), Volvo S60 (10) e Lexus IS250 (6) obtêm a sexta, sétima e oitava colocação, respectivamente.

Por Caio Polo

BMW S?rie 3

1º lugar

Audi A3 Sedan

2º lugar

Mercedes-Benz Classe C

3º lugar

Fotos: Divulgação


Para os menos avisados o BMW 320i Active Flex é o primeiro modelo de carro que conta com um motor turbo flexível do mundo. E tem mais, ele é exclusivo para o mercado brasileiro. Conforme o informado o modelo deverá ainda ser produzido em um futuro bem próximo na unidade fabril da marca alemã que está sendo concluída na cidade de Araquari/SC.

Entretanto, mal chegou e o sedan já desperta alguns comentário negativos. De acordo com uma reportagem veiculada na revista Quatro Rodas do mês de agosto, o modelo anda arrancando de alguns proprietários algumas reclamações. De acordo com a matéria geralmente dois pontos estão sendo apontados pelos donos: o sistema StartStop que não funciona quando o carro usa etanol e o sistema de alerta de revisões.

Um dono do 320i Active Flex em um dos relatos feitos chama a atenção para o fato de que o sistema de alerta para revisões estava originalmente programado para 12.000 km (para a primeira parada de manutenção), entretanto, após rodados 880 km, o computador de bordo já mostrava uma manutenção para 9.000 km. E a coisa não fica só aí. Com 5.000 km rodados, o sistema aponta que uma revisão deve ser em 6.800 km.

Há diversos relatos envolvendo esse tipo de problema. Inclusive no fórum BMW Brasil existem depoimentos do tipo.

Entretanto, não é uma questão restrita apenas ao modelo. Segundo informações de sites especializados no setor além da Série 3, a Série 1 também estaria apresentando o mesmo tipo de problema e isso também com a questão do StarStop. Conforme as informações o dispositivo de desligamento automático do motor não funciona se a mistura for de 30% ou mais de etanol.

A BMW por sua vez, através de seus especialistas informaram que o StartStop não é ativado com o etanol para que danos sejam evitados ao sistema de lubrificação do motor. A explicação é de que o etanol contém água e isso poderia acabar por contribuir para o comprometimento, durabilidade e funcionamento do motor. O StarStop funciona sim. Mas com menos de 30% de etanol.

Já no caso do sistema de alerta a marca informou que ele funciona de acordo com jeito de condução de cada dono. Isso porque o sistema Key Reader que está presente na chave faz uma avaliação automática sobre as condições de uso do veículo e consequentemente acaba determinando qual seria a quilometragem mais adequada para seja feita uma revisão.

Por Denisson Soares

BMW 320i Active Flex

Foto: Divulgação


No início desta semana a BMW decidiu anunciar para o mercado nacional a chegada do novo Série 2. O anúncio foi bem-vindo, mas tem um porém: o cupê só será visto por aqui em sua versão mais esportiva batizada de M235i. O modelo tem um preço sugerido para poucos bolsos. Saí da loja por nada mais nada menos do que R$ 229.950.

De acordo com informações que foram divulgadas pela BMW até o final deste ano não há previsão para o lançamento no mercado nacional de algum modelo que seja mais “simples”.

Mas voltando a novidade que acaba de chegar o M235i traz um motor de 3.0 litros biturbo. O bloco tem potencial para desenvolver 330 cavalos. Para quem é fã de velocidade o carro vai de 0 a 100 km/h em 4,8 segundos, isso com o uso do controle de largada, as informações são da própria fabricante.

O propulsor do M235i trabalha junto com uma transmissão automática que conta com oito velocidades. Eletronicamente a velocidade máxima é limitada a “apenas” 250 km/h.

Esse modelo recém-chegado ao mercado nacional traz consigo algumas curiosidades. Por exemplo, ele é basicamente uma derivação do Série 1 Coupé que nem sequer existe mais. Além disso, no modelo foram acrescentadas certas características estéticas que agregam ainda mais  valor a parte esportiva conceitual.

Para reforçar esse exemplo temos as rodas de 18 polegadas que são da linha M, o spoiler na parte de trás e também o volante que conta com a opção de troca de marchas por aletas, que são as conhecidas “borboletas”.

A parte interior do carro também merece seu destaque. Ele é todo revestido em couro apresentando quatro diferentes tonalidades. E tem mais, o M235i já vem com sistema de navegação multimídia, ar condicionado digital, teto solar e bancos dianteiros elétricos.

No mais o automóvel ainda traz os faróis bixenônio, controle de estabilização e também de tração, assistente de farol alto, seis airbags e função start-stop.

Por Denisson Soares

BMW S?rie 2

Foto: Divulgação


A BMW não pára de ampliar sua linha de produtos no Brasil e, dessa vez, quem desembarca em solo brasileiro é o novo Série 2 em sua versão esportiva “M”, que pretende roubar a cena dos esportivos. Baseado no Série 1 Coupé, o BMW M235i conta com mais itens de série, vocação ainda mais esportiva e um visual esportivo sem exageros.

Com foco em oferecer ao condutor uma excelente dirigibilidade e alta performance, o BMW M235i vem equipado com spoiler traseiro, para-choque traseiro mais elevado para aumentar a downforce, rodas de liga leve Double Spoke de 18 polegadas, suspensão esportiva rebaixada em 10 mm com ajuste especial, direção esportiva variável com Servotronic, faróis bi-xênon e retrovisores externos com capa na cor cinza.

Entre os equipamentos de série, cabe destaque para o sistema iDrive Touch Controller, seis airbags, bancos com revestimento em couro, Park Assist, sensor de chuva, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, câmera de segurança para manobras em marcha ré, bancos esportivos elétrico com memória, ar-condicionado digital dual-zone, sistema de som Harman Kardon e teto solar elétrico.

O modelo esportivo ainda conta com um sistema de navegação profissional, BMW Live, Bluetooth Audio Streaming, BMW Apps, função Start&Stop, regeneração de energia de frenagem, entre outros.

Mecanicamente, o BMW M235i traz sob o capô o motor seis cilindros 3.0 TwinPower Turbo, capaz de entregar 330 cv e torque de 45,8 kgfm. Trabalhando em conjunto com o bloco seis cilindros em linha está uma transmissão automática oito velocidades, com opção de trocas sequenciais mediante Paddle Shifts situados atrás do volante.

Dotado de tração traseira, o que deixa o esportivo ainda mais interessante, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em apenas 4,8 segundos, com velocidade máxima limitada em 250 km/h.

A marca alemã oferece o M235i por R$ 229.950, com a opção das cores Branco Mineral, Branco Alpino, Prata Glacier, Cinza Mineral, Vermelho Melbourne, Azul Estoril e Preto Safira.

Por Caio Polo

Foto: divulgação


Enquanto o Brasil passa por uma baixa nas vendas do setor automotivo, as marcas alemães Premium não têm motivos para se preocupar com os resultados das vendas globais no primeiro semestre, pelo menos é o que ficou demonstrado nos dados oficiais das três líderes de vendas no segmento e compatriotas rivais BMW, Audi e Mercedes-Benz.

Seguindo o que foi visto nos anos passados, a fabricante Premium preferida entre os consumidores no mundo continua sendo a BMW. Com 886.347 veículos registrados no mercado mundial apenas no primeiro semestre deste ano, uma alta de 10,2% em comparação ao mesmo período de 2013.

Entre os modelos oferecidos pela marca alemã sediada em Munique, o Série 3 teve o melhor desempenho, com 233.438 unidades emplacadas, um aumento de quase 8%. Em seguida, com alta de 7,6% nas vendas, está o Série 5, com 193.560 carros vendidos.  Com 13.097 unidades comercializadas, o SUV X5 registrou a maior evolução de vendas da BMW, com alta de 35,6%.

Embora a BMW tenha mantido a liderança do segmento, a Audi não está insatisfeita. Registrando um novo recorde de vendas entre janeiro e junho, emplacando 869.350 carros no mundo, a Audi viu a diferença entre sua rival cair, de aproximadamente 25 mil veículos para menos de 17 mil. Com uma evolução de 11,4% no total das vendas em relação ao mesmo período do ano passado, a fabricante sediada em Ingolstadt, vendendo nesse primeiro semestre mais do que todo o ano de 2005.

Liderando as vendas da Audi está a linha A3, com um incrível avanço de 50% e uma marca de 144.750 unidades vendidas. Esse aumento é facilmente explicado pelo lançamento da configuração sedan para a linha A3, que chegou para atrair consumidores que tinham apenas carros da BMW e Mercedes. Outros que se destacaram nas vendas foi o SUV Q3 e a família A4.

Registrando recordes de vendas no mercado chinês, o Brasil também ajudou a Audi a elevar seus índices de vendas. Somando todos os modelos vendidos no Brasil, a marca conseguiu emplacar 6.229 unidades, superando as vendas de todo o ano de 2013.

Ficando em terceiro lugar nas vendas globais, mas obtendo o maior crescimento entre suas compatriotas está a Mercedes-Benz. Emplacando 783.520 carros no mundo, a marca sediada em Stuttgart obteve um crescimento de 12,8% e conseguiu um novo recorde de vendas entre janeiro e junho.

No cenário mundial, os veículos da linha Classe A, Classe B, CLA e GLA, considerados pela marca alemã como veículos compactos, foram responsáveis pela venda de 215.205 unidades do total. Assim como em períodos anteriores, a Mercedes manteve a liderança entre os carros mais sofisticados, já que o topo de linha Classe S quase atingiu a marca de 50 mil unidades comercializadas.

No Brasil, a marca obteve o crescimento de 15% em relação ao mesmo período de 2013, vendendo 4.986 carros. No mercado brasileiro, os dois modelos mais vendidos da marca foram o C180 e o A200, com 1.378 e 963 unidades vendidas, respectivamente. Outro que se destacou foi o CLA200, modelo que chegou ao mercado brasileiro no início do ano e registrou a venda de 606 unidades.  

Por Caio Polo

BMW S?rie 3 2014

BMW Série 3 2014

Foto: Divulgação


Nesta semana, a BMW fez o protocolo de um recall para 2.060 automóveis da marca que estão à venda no Brasil. Os modelos contam com produção entre os meses de 06 de outubro de 2009 a 16 de setembro de 2011.

bmw-recall

Segundo dados da BMW, os carros podem contar com uma má colocação de certos parafusos no sistema VANOS, que é um comando variável de válvula e podem se soltar. Com isso, o problema ocasionaria uma perda de potência do seu motor e até uma pane.

O recall terá o seu início na segunda, dia 07 de julho.

Confira os modelo que estão sendo chamados (segue numeração de chassis) –

130i
Chassis EH91193 a EH91492

135i Coupe
Chassis VM03191 a VM04123

325i Sedan
Chassis A638851 a A964376

330i Sedan
Chassis A369259

335i Sedan
Chassis A743108 a FX56539

335i Cabrio
Chassis E240893 a E766901

523i
Chassis C502612

535i
Chassis C262081 a C949663

535i Gran Turismo
Chassis C189614 a C904513

X1 xDrive 28i
Chassis VJ99693 a VR50894

X3 xDrive 28i
Chassis L772929 a LJ54700

X3 xDrive 35i
Chassis L495031 a LK68473

X5 xDrive 30i
Chassis L258575 a L258650

X5 xDrive 35i
Chassis L448822 a LL56455

X6 xDrive 35i
Chassis L500150 a LN95882

Z4 sDrive 23i
Chassis E449408 a E737153


A BMW, além de sua história mundial no setor automobilístico, também tem sua história no Brasil. A companhia, por exemplo, foi a primeira empresa/marca de luxo a anunciar que teria uma fábrica no país.

Para completar as novidades, o modelo que será “garoto propaganda” já se encontra na linha de montagem no país. Estamos falando do BMW 320i Active Flex. Além de ser um carro de luxo, esse modelo também carrega o fato de ter um motor bicombustível.

A coisa vai um pouco mais além, o que envolve a união do sistema flex ao propulsor biturbo, que conta com injeção eletrônica direta de combustível.

E para o consumidor, o que, de fato, isso representaria? De cara podemos dizer que algumas vantagens. O primeiro detalhe é que por ser um motor turbo, o 320i dispensa o  tão conhecido "tanquinho", isso porque é possível fazer a combinação entre a injeção direta e da pressão turbo.

Outro ponto que vale ressaltar é que o BMW também tem a capacidade de fazer o aproveitamento de qualquer mistura de etanol e gasolina para gerar a mesma potência e torque, coisa que para os motores aspirados é impossível.

Seguindo a linha dos  modelos do segmento de sedãs médios, o porta-malas do Série 3 tem capacidade para comportar 480 litros. Outro ponto é que a fabricante deu uma certa moldada no interior com o objetivo de facilitar o uso do compartimento tanto para a acomodação de volumes pequenos ou grandes.

Com relação a conectividade o 320i Active Flex até que traz um sistema  interessante contando com Bluetooth, USB mas estão fora dele a Internet bem como os sistemas BMW Live e Apps que estão sendo disponibilizados apenas para as versões 320i GP. De qualquer forma dá para o gasto.

O modelo de fato chama atenção pelo visual, pelo aspecto luxuoso que apresenta. Mas, se a coisa for economia de combustível, o comprador pode ir se preparando por que nisso não há milagre. De série o carro vem com o sistema Isofix para cadeiras infantis, airbags e direção elétrica dentre outros pontos.

Por Denisson Soares

Foto: divulgação


Acaba de chegar a território brasileiro a tão aguardada x5 da montadora BMW. O carro, que não chega com uma grande revolução, mas sim um grande aperfeiçoamento do seu antecessor.

Ela chega em duas versões no território brasileiro e serão vendidas por R$ 329.950, enquanto o modelo Full, com uma série de itens sofisticados, como "head-up display" e bancos traseiros reclináveis e deslizantes, custa R$ 359.950. E nos Estados Unidos o preço é de US$ 55.000,00, o equivalente a R$ 110.000,00.

Serão disponíveis no Brasil os dois modelos com o motor 3.0 TwinPower turbo, recebem um câmbio automático com oito marchas que é movido pela força de seis cilindros, que gera 306 cv e 40,7 kgfm de torque, força que é transmitida às quatro rodas.

Segundo a montadora, a velocidade máxima que pode ser alcançada pelo modelo é de 250km/h e o carro vai de 0 a 100km/h em 6,5 segundos. Dispõe também de tração nas quatro rodas e o sistema xDrive realiza uma distribuição de potência inteligente permanente entre os eixos, dependendo das condições de aderência

O utilitário também disponibiliza vários itens de segurança de série, como por exemplo faróis adaptativos bi-xenônio, assistente de farol alto e Active Protection (fechamento automático de vidros e teto solar e ajuste ideal do banco do motorista em situações iminentes de colisão). Há também seis airbags e sensor de estacionamento dianteiro e traseiro.

Para quem espera pelo kit multimídia, a marca também não deixou a desejar. O carro vem com tela de 10,25 polegadas, DVD, HD de 20 GB e apresentação de mapas em satélite e gráficos em 3D. Em seu interior ela traz a mescla de cores marrom e preta, com as cores do banco de couro opcionais. 

Por Igor Lima

Foto: divulgação


A fábrica da BMW em Santa Catarina ainda não foi inaugurada, porém, a empresa fez a divulgação que vai chegar ao Brasil para revenda a 3ª geração do Mini Cooper.

O principal objetivo da marca ao trazer esse novo modelo ao Brasil, que é o seu automóvel mais famoso que existe em todo o mundo, é fazer com ele seja um dos mais comercializados dos últimos tempos, e abaixo vai ser possível ter acesso uma breve descrição de todas as alterações que o Mini Cooper teve.

De acordo com os dados repassados pelos seus fabricantes, o modelo Cooper One tem o motor de 1.2 TwinPower Turbo, sendo ele apenas gasolina de 3 cilindros, chegando a alcançar 102 cavalos de potência, sendo sempre com a transmissão automática de seis velocidades, o que chega a 195 km/h.

Além desses fatores que já citamos até aqui, o Mini Cooper ainda oferece comandos multifuncionais no volante que é de couro, ignição por botão, direção hidráulica, ajustes de altura para os bancos dianteiros, ar condicionado automático e digital, suspensão adaptativa, sensor de chuva, piloto automático com função de frenagem, faróis e luz traseira de neblina, controle de estabilidade, seis airbags (laterais, frontais e de cortina) mais rodas de liga leve aro 16.

Já a versão Cooper possui o motor de 1.5 TwinPower Turbo, somente a gasolina e também de 3 cilindros que alcança 136 cavalos e velocidade de 210 km/h.

O modelo Cooper S Exclusive tem o motor 2.0 2.0l TwinPower Turbo, gasolina, 4 cilindros e chega a 192 cavalos, e a velocidade máxima de 233 km/h.

Existe a estimativa que chegarão ao país cerca de 2.800 carros nas três versões do hatch e na versão cupê do Countryman, e esse veículo vai estar nas lojas do Brasil a partir do mês de novembro de 2014, e o valor que vai ser cobrado vai variar de R$ 89.950 ao valor de R$ 124.950.

Por Josiane Fernandes de Jesus

Mini Cooper 3? gera??o

Foto: Divulgação


Apresentado no fim de 2011, a segunda geração do BMW Série nem passou pela reestilização pontual para dar fôlego ao modelo nas vendas e a imprensa na Europa já fala sobre a terceira geração do hatch da marca alemã. Especula para chegar com muitas mudanças em relação ao modelo atual, entre a principal alteração é a perda da tradicional tração traseira para que o modelo possa adotar uma nova plataforma, o que com certeza frustraria os fãs mais puristas do hatchback.

De acordo com a revista britânica “Auto Express”, a nova plataforma UKL1, que será adotada no novo Série 1, é a mesma de tração dianteira utilizada pela nova geração do MINI Cooper e do monovolume Série 2 Active Tourer. Contudo, embora o carro deixe de trazer a tradicional tração traseira, o novo Série 1 ganharia em distância entre-eixos e, consequentemente, no espaço interno aos ocupantes do veículo.

A nova geração do Série 1 manteria as configurações de seu portfólio, sendo composta pelas configurações hatchback de duas e quatro portas, mas também haverá uma versão sedan, para competir com o Audi A3 Sedan e o Mercedes-Benz CLA. A linha Série 2, com versões conversível e coupé, também acompanharia as mesmas alterações.

Apesar de ter suas dimensões ampliadas, a próxima geração do Série 1 ficará mais leve por não ter todo a mecânica necessária para a tração traseira. A decisão da fabricante alemã em deixar de lado a tração traseira e adotar a tração dianteira em seu hatchback e modelo de entrada veio através de uma pesquisa feita em 2010, que apontou que 80% dos donos de Série 1 pensavam que o carro tinha tração nas rodas da frente. Além disso, o próprio MINI Cooper mostra que dá pra ser um carro divertido mesmo com tração dianteira. Vale lembrar também que esse tipo de tração está presente nos rivais Mercedes Classe A e Audi A3. 

Além da tração dianteira, o novo Série 1 contará com a nova linha de motores que equipa o MINI Cooper. Portanto, a nova geração do hatch da BMW poderá vir equipada com o motor três cilindros 1.5 Turbo com 136 cv ou com o bloco quatro cilindros 2.0 Turbo, capaz de entregar 192 cv. Ambos os motores irão trabalhar com a atual transmissão automática de oito velocidades.

Por Caio Polo

Novo BMW S?rie 1

Foto: Divulgação


Foi anunciado pela empresa BMW o novo esportivo híbrido i8, que será vendido em breve no Brasil. A data de chegada ainda não está definida, porém, é um veículo que garante ao condutor bastante velocidade, além da alta performance que possui.

Diante disso, é importante destacar que ele é o primeiro veículo “híbrido plug-in” da fabricante e será comercializado na Europa e nos Estados Unidos a partir deste mês de junho. O modelo combina motorização a combustão e elétrica.

A novidade do motor a combustão é que será o TwinPower Turbo 1.5 a gasolina, de três cilindros e injeção direta, que consegue gerar potência máxima de 231 cv e torque máximo de 32,6 kgfm. Com isso, a parte elétrica é alimentada por bateria de íons de lítio instalada na parte central embaixo do assoalho, a qual desenvolve potência máxima de 131 cv e torque de 25,5 kgfm.

A fabricante do veículo afirma que além da resposta gerada pelos motores elétricos, a potência do carro também pode ser produzida até o limite de giros, graças ao design especial que permite que o motor elétrico continue a fornecer torque em altas rotações. O resultado obtido de um carro desse porte foi 362 cv e 6,1 kgmf de torque, de acordo com os dados elencados pelo fabricante.

Ressalte-se que é um carro bem potente e consegue acelerar de 0 a 100 km/h no tempo mínimo de 4,4 segundos, com um consumo de combustível de 47 km/l. Assim, o motor elétrico impulsiona o veículo sozinho por 37 km de distância, a uma velocidade máxima de 120 km/h. Por fim, o motorista tem a opção de escolher diferentes modos de condução, como: Comfort, Sport, Eco Pro, na modalidade híbrido; e Comfort e Eco Pro, se estiver no modo elétrico. Indubitavelmente, a chegada do BMW i8 ao mercado será um marco para a indústria automotiva, uma vez que ele é o único veículo no mundo que alia esportividade com as preocupações da sociedade moderna. 

Por Luciana Viturino

BMW i8

Foto: Divulgação


Segundo o site inglês “AutoCar”, vazaram as primeiras imagens oficiais do novo BMW X6, trazendo alterações pontuais no visual. Para manter o fôlego e deixar o carro interessante para competir no mercado, o carro que inaugurou o segmento dos chamados SUV-Coupé, chega, em sua linha 2015 com um desenho mais agressivo, com detalhes que aproximam o modelo de sua irmã menor X5 e alinha as características de design do crossover esportivo aos mais recentes lançamentos da marca alemã.

Esteticamente, nota-se alterações importantes por toda a carroceria. Na dianteira, além do novo conjunto óptico que se assemelha aos mais novos carros da BMW, o X6 2015 traz novo para-choque, capô com vincos mais acentuados e nova grade frontal. Na lateral, o SUV-Coupé mantém a linha de cintura alta e do teto relativamente baixo. Além disso, o utilitário ainda dispõe de novos retrovisores, coluna “C” com linhas mais retilíneas e uma nova saída de ar posicionada próxima ao para-lama dianteiro. A parte traseira, por sua vez, teve uma modificação de design maior, com adoção de novas lanternas traseiras, detalhe cromado na parte inferior da tampa do porta-malas, defletor de ar e novo para-choque com dupla saída de escape integrado.

Além das mudanças no exterior, a cabine também passou por melhorias e modificações necessárias. Portanto, o novo BMW X6 2015 vem com interior mais moderno e sofisticado, com a utilização de matérias de excelente qualidade para realizar o acabamento interno. Somado a isso, o SUV-Coupé ainda conta com novos detalhes, como o volante multifuncional, painel de instrumentos, saídas de ar, comandos do sistema de entretenimento e do sistema de ar condicionado digital, entre outros.

Mecanicamente, o utilitário da marca alemã poderá vir equipado com motor 3.0 seis cilindros Triturbo a gasolina, um propulsor 3.0 Turbo movido a diesel, ou com um bloco V8 4.4 TwinPower Turbo, capaz de entregar 560 cv e torque de 69,1 kgfm, que será utilizado nos modelos da divisão esportivas M. A versão híbrida, que combina o motor 3.0 a gasolina de seis cilindros e um motor elétrico, também está em desenvolvimento.

Baseado em uma versão encurtada na plataforma do BMW X5, o novo X6 chega ao mercado ainda este ano e faz parte de uma gama de SUV que está em expansão, já que em breve, segundo o site inglês citado, também fará parte do portfólio o X7, um SUV de porte maior.

Por Caio Polo

BMW X6 2015

Foto: Divulgação


A BMW lançou mais um veículo para a sua gama de produtos no mercado brasileiro: o novo 640i Gran Coupé. O coupé com carroceria quatro portas é a mescla da esportividade, do excelente nível de conforto e tecnologia presente no Série 6. O 640i Gran Coupé chega ao Brasil com preço sugerido de R$ 369.950.    

Mantendo as características de design dos outros modelos da BMW, o Série 6 Gran Coupé possui 4,905 metros de comprimento, 1,894 metros de largura, 1,390 metros de altura e distância entre-eixos de 2,868 metros. O porta-malas oferece 460 litros de capacidade.

Para evidenciar o visual e a esportividade do coupé, o Gran Coupé conta com luzes diurnas de posição compostas por LEDs, saída dupla de escape, brake light que integra toda a parte superior do vidro traseiro, janelas com molduras em tom escurecido, além das rodas de liga leve de 19 polegadas calçadas com pneus 245/35 na dianteira e 275/30 na parte traseira.

Na cabine, o BMW 640i Gran Coupé traz um acabamento luxuoso e refinado, contando com bancos e volante multifuncional com revestimento em couro, bancos com ajuste elétrico com memorização de posição, sistema de ar-condicionado digital, sistema de assistência de estacionamento de 360 graus, sistema iDrive com tela de alta definição de 10,2 polegadas, entre outros equipamentos.

Completa a lista o sistema Head Up Display, que projeta informações importantes ao motorista direto no para-brisa, como a velocidade, garantindo maior segurança na condução.

Mecanicamente o coupé da marcva alemã vem equipado com motor seis cilindros 3.0 TwinPower Turbo, capaz de entregar 320 cv e torque de 45,8 kgfm. Trabalhando em conjunto com o bloco Turbo está uma transmissão automática com dupla embreagem e oito velocidades, dotada de três modos de direção: Confort, Eco e Sport.

Com esse conjunto, de acordo com a BMW, o 640i Gran Coupé acelera de 0 a 100 km/h em 5,4 segundos, com velocidade máxima de 250 km/h, limitada eletronicamente.

Para reduzir o consumo de combustível do veículo, a BMW equipou o sedan com BMW EfficientDynamics, sistema Start&Stop e Brake Energy Regeneration, associado à uma estrutura relativamente leve e um refinamento aerodinâmico. 

Por Caio Polo

Foto: divulgação


Revelados no fim do ano passado, a BMW lançou oficialmente para os mercados norte-americano e europeu os novos M3 sedan e M4 Coupé. Até o momento apenas o M4 Coupé será vendido no mercado brasileiro, com chegada prevista para o segundo semestre de 2014, embora haja a possibilidade do M3 Sedan aparecer no Salão do Automóvel de São Paulo, realizado em outubro.

Compartilhando a mesma plataforma, os dois veículos também utilizam o mesmo motor seis cilindros TwinPower Turbo, capaz de entregar 431 cv e torque de 56,13 kgfm. O novo bloco seis cilindros substitui o tradicional motor V8 4.0 aspirado, sendo 5 cv mais potente.

Trabalhando em conjunto com o novo propulsor, ambos os modelos M podem trazer um câmbio manual de seis marchas, ou uma transmissão automática de dupla embreagem com sete velocidades. Com isso, a versão manual acelera de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos, enquanto a configuração automática realiza o mesmo processo em 3,9 segundos.

Além disso, tanto o M3 Sedan quanto o M4 Coupé contam com suspensão e modos de direção ajustáveis nos modos Comfort, Sport ou Sport +, deixando o carro apto às diversas situações ao adaptar e oferecer maior rigidez nas estruturas dianteira e traseira, bem como no sistema de direção hidráulica eletromecânica.

Garagem tecnológica com painéis solares:

Outra novidade apresentada pela marca alemã foi a criação de um conceito de garagem para recarregar seus futuros veículos híbridos. As estruturas atendem aos lançamentos do modelo i3, veículo elétrico já vendido em alguns países, e o esportivo híbrido i8, que será lançado neste ano.

A estrutura projetada pela BMW conta com painéis fotovoltaicos capazes de captar energia proveniente do sol e converter em energia para recarregar seus carros. A garagem pode ser feita com estruturas de bambu ou carbono, que contribui ainda mais para um modo de recarga ecologicamente correto.  De acordo com a BMW, por crescer rapidamente, o bambu constitui um material extremamente sustentável e por isso foi escolhido para a estrutura de recarga de seus veículos.

A BMW não divulgou a quantidade de horas para que os veículos sejam totalmente recarregados, mas afirmou que a garagem ecológica poderá, em alguns casos, gerar energia além da necessária para recarregar as baterias dos carros, sendo possível usufruir da energia excedente no consumo doméstico.

Por Caio Polo

BMW M3 Sedan e M4 Coupe

Foto: Divulgação


A BMW já está comercializando no Brasil a linha 2014 do sedan mais esportivos da Série 5: o 528i M Sport e 535i M. Enquanto o primeiro é oferecido por preços que partem dos R$ 259.950, R$ 5 mil mais caro, a segunda opção manteve o preços de R$ 299.950.

Ambos as versões trazem retrovisores com repetidores de setas embutidas, faróis de neblina compostos por LEDs, lanternas do tipo Thin Blade e rodas de liga leve de 19 polegadas. Os sedans ainda contam com sistema de navegação situado no console central, volantes multifuncional de três raios e dotados de Paddle Shifts para as trocas de marchas sequenciais e câmera de segurança para manobras de marcha ré.

Na cabine, enquanto o 528i M Sport dispõe de acabamento em alumínio, o 535i M traz detalhes em madeira, visando mais o luxo do que a esportividade. Os clientes ainda podem escolher entre quatro opções de couro para efetuar o acabamento do interior do carro.

Entre os equipamentos tecnológicos, cabe destaque para o sistema Bluetooth Audio Streaming, sistema Teleservices, que indica ao proprietário o momento para realizar a manutenção do veículo e sistema multimídia que abrange, entre outras funções, o sistema de som com capacidade para armazenar vinte gigabytes de músicas e acesso à internet.

Na parte de segurança, ambos os sedans vem equipados com seis airbags, controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de farol alto e faróis bi-xenon. A BMW ainda disponibiliza o pacote “Efficient Dynamics”, que acresce aos veículos sistema Start&Stop e regeneração da energia dos freios.

Mecanicamente, o BMW 528i M Sport traz sob o capô o motor quatro cilindros 2.0 TwinPower Turbo, capaz de entregar 245 cv, enquanto que o 535i M vem equipado com bloco seis cilindros 3.0 TwinPower Turbo que gera 306 cv. Ambas as versões contam com uma transmissão automática de oito velocidades

De acordo com a marca alemã, a versão 528i M Sport está 13% mais econômico e mais rápido na aceleração de 0 a 100 km/h que o seu antecessor, registrando a marca de 6,2 segundos. O 535i M também está mais econômico, registrando um aumento na eficiência na autonomia em 9%, e mais rápido, acelerando de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos.

Por Caio Polo

Foto: divulgação


A poucos dias do início do Salão de Nova York, a BMW revelou mais um integrante da linhas Série 4 e que estará presente no evento: o novo M4 Cabrio. Com linhas agressivas e bem esportivas, o modelo, que traz teto retrátil elétrico, com certeza será um dos destaques no estande da marca alemã durante Salão de Nova York.

A BMW caprichou nas linhas arrojadas e esportivas do M4 Cabrio, fazendo com que o cabriolet seja um carro muito atraente. A esportividade do modelo foi realçada pela marca alemã e a divisão esportiva M com a adoção de novo para-choque dianteiro com entradas de ar maiores e partes feitas em alumínio, novo acabamento na grade frontal, saídas de ar na caixa de roda dianteira, para-choque traseiro com difusor de ar e duas saídas duplas de escape, além das novas rodas de liga leve e pinças de freios da divisão M pintadas na cor dourada.

O interior do M4 Cabrio segue o mesmo padrão refinado, mas sem abandonar a esportividade, dos modelos da linha M, dispondo de frisos cromados, volante multifuncional e bancos com revestimento em couro com logotipo da divisão esportiva M.

O M4 Cabrio teve capacidade de carga aumentada em relação ao M3 Cabrio, passando para a oferecer 370 litros de capacidade com o teto retrátil sendo utilizado e 220 litros quando o teto retrátil estiver recolhido. De acordo com a BMW, o teto retrátil elétrico se divide em três partes e pode ser aberto ou recolhido em apenas 20 segundos, desde que a velocidade seja de até 18 km/h. 

Mecanicamente, o BMW M4 Cabrio vem equipado com o motor seis cilindros 3.0 Twin Turbo Power, capaz de entregar 431 cv e torque de 56 kgfm. Acoplado ao bloco Biturbo o modelo pode trazer um câmbio manual de seis marchas ou uma transmissão automática de dupla embreagem com sete velocidades. Mesmo pesando 1.700 quilogramas, 60 kg mais leve que o Série 4 convencional, com esse conjunto mecânico o conversível esportivo acelera de 0 a 100 km/h em apenas 4,6 segundos na versão manual e 4,4 segundos quando vem com a transmissão automática. A velocidade máxima do veículo é de 250 km/h, controlada eletronicamente.

Por Caio Polo

BMW M4 Cabrio

Foto: Divulgação


A companhia de carro alemã BMW não quer ficar para trás em 2014 e por isso já anunciou que a sua fábrica vai entrar em máxima potência de produtividade com a produção do X7, um SUV que vai chegar para conquistar de vez os amantes dos automóveis utilitários.

Embora haja muitas especulações sobre o novo modelo, a BMW tem prezado pelo mistério, uma estratégia importante para que as concorrentes nem sequer imaginem o que vem por aí, bem como trabalhar com o imaginário de quem está no aguardo do possante.

A proposta do X7 da BMW é, mesmo sendo um carro grande, ter composições leves como alumínio e fibra de carbono em sua construção, sem abrir mão de toda a imponência que a BMW ama conferir aos seus modelos.

O que se pode adiantar é que o X7 terá mesma base de produção do X5 e X6, apenas contando com mais alguma dimensão para dar maior imponência ao automóvel, além de tantas outras tecnologias aplicadas que serão apresentadas oficialmente no dia do lançamento do projeto.

Até o momento, foi informado que o SUV terá sete assentos e motor turbo de 4 cilindros, tendo como opcional o motor V8 diesel. No sentido de negócios, a BMW comunica que com o X7 a produção de carros da empresa sairá de 100 mil para 400 mil carros, dados que demonstram a boa expectativa de vendas que a BMW tem quanto ao seu novo SUV.

O objetivo da BMW também é fazer frente ao Range Rover e ao Mercedes GL, carros que já possuem sua fatia conquistada no mercado e que pode ser ameaçada caso o novo modelo da montadora alemã supere todas as expectativas em beleza, conforto e tecnologia.

Ainda não há uma ideia de por quanto ficará o preço do X7 da BMW, mas certamente não será nada que fuja muito da média dos SUVs já consolidados no mercado automobilístico.

Por Michelle de Oliveira


A BMW apresenta neste mês ao mercado brasileiro mais uma novidade ao seu portfólio: o 435i Coupé M Sport. Primeiro modelo da Série 4 no Brasil, o coupé chega por aqui com preço sugerido de R$ 299.950.

O novo BMW 435i Coupé M Sport traz um visual muito agradável, seguindo as características de design atuais da marca. Portanto, o coupé conta com para-choque mais baixo e com amplas saídas de ar na parte inferior da peça, teto mais baixo, caixas de rodas na parte traseira mais larga, capô e vidros laterais alongados, além da alta linha de cintura proporcionada pelo vinco acentuado que percorre a lateral do veículo.

Na parte interna, o coupé alemão dispõe de um interior requintado e luxuoso, sem deixar de lado a esportividade das versões M. Portanto, o modelo traz bancos esportivos com regulagem elétrica, acabamento em couro e alumínio, além do volante esportivo M.

Entre os equipamentos de série, cabe destaque ao sistema de ar condicionado automático digital, teto solar e conjunto de som de alto padrão Harmam Kardon composto por amplificador digital e 16 alto-falantes (tweeters, médios, canal central e subwoofers, com 600 W de potência), além dos faróis de LEDs que adaptam a intensidade e a destruição da iluminação conforme a necessidade do ambiente e a velocidade do carro.

A lista ainda traz o sistema de entretenimento com tela de alta resolução de 8,8 polegadas e iDrive Touch Controller, que abrange diversas funções do carro, como a navegação via satélite, conexão com a internet e Bluetooth, comando de voz em português, BMW Apps, BMW Live, BMW Teleservices (que informa a necessidade de manutenção do veículo) e que também exibe as imagens da câmera de marcha ré com sistema top view, que permite a visualização de 360º em torno do carro.

Completam a lista de destaques do BMW Série 4 o recurso Launch Control, que proporciona uma condução mais dinâmica e esportiva, o controle eletrônico de estabilidade e tração, a função Eco Pro e o sistema Start&Stop, que regenera a energia das frenagens e reduz o consumo de combustível, respectivamente.

Sob o capô, o BMW 435i Coupé M Sport vem equipado com motor seis cilindros 3.0 TwinPower Turbo, que entrega 306 cv e torque de 40,7 kgfm. Associado a uma transmissão automática de oito velocidades, o coupe acelera de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos, com velocidade máxima de 250 km/h, controlada eletronicamente.

Seguindo o novo padrão de nomes da fabricante alemã, iniciado no lançamento da Série 6, os veículos de número inicial ímpar são hatches ou sedans, enquanto a numeração com início par são constituídos de coupés, gran coupés e cabriolets. 

Por Caio Polo

BMW 435i Coup? M Sport

Foto: Divulgação


Por causa do sucesso que a cada ano aumenta no mundo inteiro, a BMW projeta bater um recorde e vender igual ou mais que 2 milhões de carros este ano. A declaração da marca, que aconteceu nessa última quinta-feira (13), veio após uma divulgação de que os seus resultados cresceram mais do que o esperado com aumento do pagamento a acionistas.

"Estimamos um maior crescimento no volume de vendas no ano corrente. Queremos novamente levar a BMW a bater um recorde histórico", disse o presidente-executivo da marca, Norbert Reithofer, no mesmo momento em que anunciou também o valor em que a BMW quer chegar.

O alcance de recordes de vendas da marca foi impulsionado por um crescimento também histórico de 19,7% na China continental e uma alta de 8,1% dos Estados Unidos. No ano passado, a BMW comercializou quase 2 milhões de automóveis. Os modelos Mini e Rolls-Royce, que tiveram registros recordes, foram uns dos propulsores do sucesso. E, com base nos números de 2013, a marca quer crescer ainda mais, informou a companhia.

Mesmo com recordes de vendas e um crescimento acima do esperado, a montadora alemã também divulgou que o lucro operacional de sua principal divisão automotiva caiu 14% nos três últimos meses do ano passado, devido aos gastos com tecnologia de eficiência de combustível, qualidade e lançamentos de novos modelos. Contudo, mesmo com a queda, analistas esperavam uma queda ainda maior.

A queda nos lucros operacionais também tem a ver com a competição acirrada que a marca vem tendo com as concorrentes Audi e Mercedes-Benz. E, para que a queda não fosse maior que os 14%, a BMW se esforçou e investiu em tecnologia e lançamentos de novidades como o veículo elétrico i3 e a nova geração do Mini Cooper. Com esses modelos, a marca acredita que as vendas tendem a só aumentar. 

Por Carolina Miranda

BMW i3

BMW i3

Foto: Divulgação


A empresa da BMW já está nos preparativos finais para iniciar a produção em massa do i8 na fábrica de Leipzig, na Alemanha, provavelmente  no mês de abril. Segundo o calendário da montadora, os primeiros carros do segundo modelo da linha “i” começam a ser entregues em junho, para os  mercados da Europa. Aproveitando essa noticia, a marca aproveitou para revelar algumas especificações do esportivo que ainda não eram conhecidas.

O carro combina um motor 1.5 TwinPower Turbo de três cilindros a gasolina de 231 cv e 32,6 kgfm de torque a um elétrico de 131 cv. O sistema, que a eles chamam de eDrive, inclui uma bateria de lítio com uma capacidade útil de 5,2 kWh, com gerenciamento de energia inteligente que usa a potência combinada de 362 cv para fornecer desempenho de tirar o fôlego.

No modo totalmente elétrico, o carro tem velocidade máxima de 120 km/h e autonomia de 37 quilometros. O tempo de recarga da bateria varia de duas a três horas em estações tradicionais, diz a BMW.

Esse carro também vai ser  o primeiro modelo de produção a sair da fábrica equipado com faróis a laser. A nova tecnologia, segundo a marca, é cerca de 30% mais eficiente do que os faróis de LED padrão, porque  fornecem iluminação com alcance de até 600 metros.

No mercado, o carro já esta disponível para reserva desde outubro de 2013, no entanto, a BMW se surpreendeu quando o número de interessados ultrapassou o volume de produção inicial planejado. A marca, porém, ainda não revelou o preço do automóvel.

Os números são significativos se levarmos em conta que este é um veículo “verde”: o 0 a 100 km/h é realizado em 4,4 segundos com um consumo de combustível médio 48 km/l e emissões de CO2 de 49 g/km. Já o consumo de energia foi medido em 11,9 kWh por 100 km.

O novo BMW vem surpreendendo e superando as expectativas com relação á procura, e a BMW se mostra muito otimista com a tirage, de vendas inicial.

Por Jaime Pargan

Foto: divulgação


Para chamar atenção em um dos eventos mais importantes para lançamento de automóveis, o Salão de Genebra, a BMW apresentou na primeira semana de março o modelo Série 2 Active Tourer, que é o primeiro carro de tração dianteira da história da marca. Com este lançamento a marca quebra um dos maiores paradigmas da indústria automotiva. O Série 2 AT ainda estreia com motor de três cilindros e coloca a BMW em uma disputa com as concorrentes que já estão no segmento dos compactos e dos monovolumes.

O Active Tourer entra para o mercado com objetivo de angariar consumidores das rivais Mercedes-Benz – não apenas dos admiradores do Classe B – mas de toda a linha compacta da concorrente, que conta também com o hatch Classe A, o sedan CLA e o SUV GLA (que estão batendo as metas de vendas no exterior e que também possuem a tração dianteira).

No Salão de Paris de 2012, a BMW chegou a apresentar o conceito do Active Tourer. Agora este ano o monovolume começa definitivamente a ser comercializado na Europa até o final do semestre. No mercado brasileiro, a previsão de chegada está entre o final deste ano e o começo de 2015. Os preços ainda não foram divulgados.

Na Europa o Série 2 Active Tourer será vendido com três opções de motor, das três, duas escolhas são a gasolina e a outra é diesel. Todos são considerados da linha TwinPower, mostrada no lançamento do Mini Cooper de nova geração.

O menos potente é o 218i, com motor de 1,5 litro, três cilindros e turbocompressor que pode render até 138 cavalos de potência e 22,4 kgfm de torque; o médio é o 225i, quatro cilindros turbo de 2 litros, recalibrado, 231 cv e 35,7 kgfm; O mais forte é o 218d com turbodiesel de quatro cilindros, 2 litros e que rende até 152 cv e 33,6 kgfm.

O primeiro modelo citado pode ser escolhido entre o câmbio manual ou o automático de seis marchas maiores. Se preferido os maiores, a opção é manual de seis marchas ou automático de oito. Todos ainda possuem um sistema start-stop, que desliga o motor nas paradas rápidas para economizar combustível.

Por Carolina Miranda

BMW S?rie 2 Active Tourer

Foto: Divulgação


Após o vazamento de algumas imagens, a BMW apresentou oficialmente a linha 2015 do crossover X3. SUV intermediário da marca alemã, o modelo conta como principais novidades o visual externo atualizado, a adoção de novos itens na cabine, bem como a inclusão de duas novas opções de motor a diesel.

Atualmente, o BMW X3 chega importado da Alemanha, porém, o utilitário passará a ser produzido no Brasil junto com outros quatro modelos da marca assim que unidade fabril de Araquari – SC estiver pronta.

A montadora alemã espera que as operações da nova fábrica comecem em outubro deste ano. Para a construção da nova planta industrial foram destinados cerca de R$ 600 milhões. A unidade terá capacidade para produzir 32 mil veículos por ano e irá gerar cerca de 1.300 empregos diretos.

Esteticamente, o BMW X3 2015 incorpora faróis redesenhados, grade frontal levemente modificada e para-choques remodelados, entre outros detalhes. O veículo ainda vem com retrovisores renovados com repetidores de setas, rodas de liga leve com desenho inédito e novas opções de cores para a carroceria.

No interior, o X3 2015 traz novo acabamento interno, suportes para copos, além do console central revisado, alinhando todas as características com os últimos lançamentos da marca.

Entre os equipamentos, cabe destaque para o sistema de entretenimento, que passou por atualização, além da inclusão do disposto Smart Opener, que abre a tampa do porta-malas automaticamente ao passar o pé na parte inferior do para-choque, desde que a chave esteja próxima do carro.

Na parte mecânica, a novidade fica por conta do motor quatro cilindros 2.0 turbodiesel, que sofreu melhorias. Na versão mais fraca o bloco rende 150 cv e gera 36,7 kgfm de torque. A configuração mais potente do motor, por sua vez, é capaz de oferecer 190 cv e torque de 40,7 kgfm. A linha de propulsores a gasolina não sofreu alterações.

Por Caio Polo

BMW X3 2015

Foto: Divulgação


A linha da BMW não para de crescer e dessa vez, após o vazamento de algumas imagens, a marca alemã revelou oficialmente o novo Série 4 Gran Coupé. Com estreia mundial marcada para o Salão de Genebra, em março, o modelo chega com um visual harmônico e atraente.

O Série 4, linha recém-apresentada que já conta com as variações conversível e coupé, ganha agora a variação Gran Coupé, que nada mais é do que um sedan-coupé. “Aproveitando a sugestão de um coupé BMW grande, o novo BMW Série 4 Gran Coupe combina uma silhueta dinâmica e elegante, com funcionalidades adicionais e mais espaço para os ocupantes na traseira”, disse Won Kyu Kang, Designer de Exterior responsável pelo Série 4.

Mesmo sendo um pouco maior, o Série 4 Gran Coupé não teve a distância entre-eixos ampliada, um fato bastante peculiar, mantendo basicamente as mesmas dimensões da variação coupé tradicional. Com 4,63 metros de comprimento, o BMW Série 4 Grand Coupé está 14 milímetros mais largo, 14 milímetros mais longo e 40 milímetros mais baixo que o irmão menor Série 3 sedan.

O porta-malas tem capacidade para 480 litros e os bancos traseiros são bipartidos na configuração 40:20:40, permitindo ampliar a capacidade de carga para até 1.300 litros. Outro ponto interessante é a função Smart Open, que abre automaticamente a tampa traseira através do movimento dos pés.

No mercado norte-americano haverá duas configurações de motor a gasolina, sendo o 2.0 turbo de 245 cv para o BMW 428i e um bloco seis cilindros 3.0 turbo de 306 cv para o 435i. O 428i faz de 0 a 100 km/h em 5,7 segundos, enquanto que o 435i faz a mesma aceleração em 4,9 segundos. Ambos as versões contam com transmissão automática de oito velocidades e tração traseira, podendo ser equipadas opcionalmente com tração integral BMW xDrive.

Segundo a marca alemã, os dados oficiais de consumo ainda não foram divulgados, mas espera-se algo muito próximo da versão Coupé. Portanto, a autonomia média para o 428i seria de algo em torno de 11,4 km/L, enquanto que o 435i teria autonomia na casa dos 10,6 km/L.

Os preços para o mercado norte-americano são de US$ 41.225 para o 428i Gran Coupé, de US$ 43.225 para o 428i Gran Coupé xDrive e de US$ 46.725 para o 435i Gran Coupé. Até o fim deste ano a BMW deve disponibilizar a versão xDrive do 435i por lá. No Brasil, a versão tradicional do 435i já é oferecida pelo preço sugerido de R$ 299.950, mas o Gran Coupé, por sua vez, deve ser uma das estrelas da BMW no Salão do Automóvel de São Paulo, em outubro.

Por Caio Polo


A BMW é uma das primeiras referencia quando citamos qualidade, design e desempenho de automóveis em todo o mundo, sabendo disso a empresa está sempre em busca de manter seu conceito no mercado por meio de inúmeras inovações criadas constantemente.

Desta vez , a empresa marcou presença no Salão do Automóvel de Detroit mostrando alguns modelos já com chegada confirmada no Brasil , alguns modelos inclusive cogitam fabricação nacional.

Nesta trajetória o Série 2 Coupé e a M4 devem ficar disponíveis aos brasileiros logo após suas demonstrações mundiais, o M3 , embora ainda não tenha seu destino definido também é cogitado para chegar ao Brasil, a X1 passará por pequenos retoque e já tem sua fabricação confirmada para Araquari  no Estado de Santa Catarina.

Carros.

A BMW também investirá em adaptações para os modelos M3 e M4 Coupé, a fim de que os carros sejam capazes de desenvolver potencia de 431cv. Outro aspectos destes modelos que foram citados pela empresa foi a  redução de peso dos mesmo que agora passam a ter cerca de 80 kg o que permite uma aceleração de zero a 100 km/h em menos de 4s1. A previsão para importação do M4 no Brasil é para o segundo semestre de 2014. Já a nova Série 2 Coupé que tomará  o lugar do Série 1 Coupé, tem previsão de chegada para Julho deste ano.

As novidades do Série 1 Coupé são que o carro passa agora a ter  72 mm a mais do que o modelo anterior, além de ganhar  20 litros a mais no porta-malas que passa a ter 390 litros.Este modelo foi apresentado no Salão de Detroit em duas versões , a 228i que possui motor de 4 cilindros e 245cv de potencia, e a M235i de 6 cilindros, com potencia de 326 cv.

O X1 tem previsão de chegada em outubro sofrerá alterações discretas, mas que promete também conquistar os bons entendedores e amantes de carros.


O crescimento da classe média no Brasil ainda chama a atenção de grandes empresas do mundo inteiro. É por isso que a Bayerische Motoren Werke (BMW) fará uma série de lançamentos no país este ano. A Série 4 Coupé e Série 4 Cabriolet serão algumas das inovações preparadas pela marca alemã.

Com faróis, para-choques e lanternas distintos, as formas 428i e 435i possuem motores 2.0 de quatro cilindros – de 243cv – e 3.0 de seis cilindros – de 304cv, respectivamente. E, para quem gosta de tecnologias inovadoras, a versão conversível tem um sistema que domina a temperatura interna do automóvel automaticamente, equilibrando com a velocidade do carro e a temperatura externa.

Confiando no mercado brasileiro, a BMW, em breve, produzirá em Araquari, no estado de Santa Catarina, o modelo X1. O crossover passou por um processo de renovação e está exposto neste mês de janeiro no Salão de Detroit, nos Estados Unidos. A reestilização da versão inclui novos faróis – com luzes diurnas de LEDs -, rodas, capô e para-choques. A previsão de sua chegada no Brasil é em setembro deste ano.

Já no Salão de Frankfurt, a principal atração é o i3. Primariamente elétrico – desde o início do projeto o automóvel é desenvolvido para esse intuito, ao contrário de outras marcas que adaptam o veículo para se tornarem elétricos –, o modelo tem autonomia de 160km, tração traseira e aceleração de 0 a 100km/h em 7,2 segundos.

Carros.

Para os amantes de versões esportivas da BMW, 2013 terminou com chave de ouro. Despontado em dezembro, o M3 se renovou com grande estilo: pela primeira vez em 26 anos, a nova versão tem um motor turbo – 3.0 de seis cilindros de 425cv e 56kgfm de torque. Sendo assim, o M3 jubila a antiga versão 4.0 V8 aspirado, com 15kgfm a mais e 11cv. Outro modelo lançado juntamente com o M3 foi o M4, que a BMW também confia no sucesso em 2014.


A CES 2014 (Consumer Eletronics Show) tornou um evento ainda mais caracterizado por novidades do mercado e, dessa vez, desmistificando a ideia de que a feira tem espaço apenas para tecnologia dos smartphones, tablets, notebooks, a CES também abriu espaço para que montadoras de automóveis realizassem suas demonstrações.

Nas apresentações realizadas, as empresas demonstraram a evolução dos sistemas de bordo inteligentes. Entre as novidades apresentadas, tiveram destaque a BMW que mostrou um protótipo que revoga a necessidade de motorista com um modelo que realizou, inclusive, derrapagens sozinho. A Hyundai, com seu modelo Genesis, apostou na conexão entre veículos, as tecnologias vestíveis, usando como integração o Google Glass e o sistema do automóvel.

O modelo da Hyunday integrado com o Google Glass permite que as informações do carros sejam apresentadas na próprio tela do Glass que permitirá ao condutor verificar a rota a ser seguida, além de acionar o serviço de assistente de rota do carro.

No modelo apresentado pela BMW foi possível constatar que o automóvel é capaz de realizar manobras entre cones, reagindo positivamente a novidades que possam surgir no decorrer do trajeto. Tudo isso sem que seja indispensável a presença do motorista. A BMW ainda aproveitou a CES para expor seu primeiro modelo elétrico de série, conhecido como i3. O modelo possui alta tecnologia em seu interior, em destaque, o velocímetro que pode ser visto por uma tela LCD.

A Audi também marcou presença com o carro conceito Sport Quattro Laserlight, que produz luminosidade mais intensa do que as lâmpadas de LED, capaz de ter maior alcance ao trafegar por rodovias. Segundo as informações da empresa, o brilho produzido pelo modelo consegue ser três vezes mais potente que o LED, o que permite a luminosidade de até meio quilômetro à frente pelos faróis.

Outras empresas que apresentaram suas novidades na CES foram a Kia, com um sistema inteligente capaz de proporcionar maior interatividade ao automóvel, e a Toyota com seu carro movido a hidrogênio que inibe a emissão de carbono.

Por Jaime Pargan

Foto: Seyth Miersma / AOL


A boa notícia vai para os apaixonados por modelos coupé e para quem gosta dos carros fabricados pela BMW. A montadora alemã já começou a enviar para as concessionárias da marca o Série 4 Coupé. O público que compareceu a uma feira premium realizada no fim de 2013 já pôde dar uma olhada na novidade da montadora, mas o lançamento oficial ainda não aconteceu. A festa de apresentação deve acontecer nos próximos meses, mas a data, por enquanto, não foi confirmada.

Para quem mora ou trabalha em São Paulo, ou simplesmente está de passagem pela metrópole, o modelo pode ser conferido de perto nas unidades da Agulhas Negras, Eurobike, Osten e AutoStar, sempre na versão com pintura sólida. O preço sugerido é de R$ 299.950,00. Em quase todas as concessionárias há uma previsão de dez dias para a entrega, exceção feita á AutoStar, que promete a entrega somente para fevereiro.

Um pouco mais moderno e com alguns itens de modernidade a mais, o BMW Série 4 Coupé é considerado o sucessor do Série 3 Coupé. O motor é turbo, com seis cilindros em linha e uma potência de nada menos que 306 cavalos, esbanjando 40,8 kgfm de torque, o que permite um arranque e uma retomada de velocidade acima da média. Com transmissão automática de oito marchas, o conjunto (visto como o mesmo utilizado no BMW 335i Coupé da geração anterior) é capaz de ir de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos, de acordo com a montadora alemã. A velocidade máxima é de 250 km/h.

A modernidade está em cada equipamento e os itens deixarão os ocupantes do habitáculo em uma grande zona de conforto. A começar pelo head-up display, equipamento que reproduz no para-brisa do veículo informações como velocidade no momento, o limite de velocidade permitido na via que está sendo percorrida, além de coordenadas do sistema de navegação do modelo.

Por Chris Lino

Foto: divulgação


O Grupo BMW divulgou nesta terça-feira (dia 21 de janeiro) que lançará neste ano cinco novos veículos no Brasil, incluindo uma motocicleta. Apresentados ao público durante o Salão de Detroit, as novidades da marca são os Série 2 e Série 4 Coupé, o modelo elétrico i3 e o novo MINI Cooper. Na divisão Motorrad, a novidade fica por conta da BMW R Nine T.

Sem revelar todas as versões que serão oferecidas, a BMW confirmou o Série 2 Coupé para o mercado brasileiro, tendo como destaque a versão M235i.

Com visual agradável e harmônico, o coupé conta com para-choque dianteiro com largas entradas de ar, possui conjuntos ópticos compostos por LED’s, conta com um para-choque traseiro com difusor de ar e possui saída dupla de escape. O modelo “M” traz sob o capô um motor seis cilindros de 326 cv e transmissão automática de oito velocidades.

Outro destaque que estará rodando pelo Brasil é a nova Série 4 Coupé. Rival direto de modelos como o Audi A5 e o Mercedes-Benz Classe C Coupé, o Série 4 tem dimensões um pouco maiores que o Série 3 Coupé vendido atualmente. Aliás, a novidade herdou grande parte de seu visual do sedan Série 3.

Entre as configurações, o modelo contará com uma versão com pacote “M”, mas que ainda não é o M4, sendo equipado com bloco seis cilindros 3.0 com 306 cv e câmbio automático de oito velocidades. Tal conjunto mecânico faz com que o carro faça de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos.

Já o BMW i3, primeiro carro totalmente elétrico da marca alemã, quer mostrar ao comprador brasileiro que um veículo elétrico pode trazer emoção. Além de trazer tração traseira, o compacto elétrico pode gerar 170 cv, com autonomia média que varia entre 130 e 160 km.

O novo MINI Cooper, por sua vez, chega apenas no mês de junho. Em sua nova geração, o carrinho da MINI irá dispor de novas tecnologias como Head-Up Display, sistema de iluminação Full LED, bem como suspensões adaptativas. Mecanicamente, o novo Cooper poderá ser equipado com propulsor três cilindros 1.5 ou com bloco quatro cilindros 2.0.

Por fim, a BMW traz a R Nine T, moto criada para comemorar os 90 anos da marca. Com motor twin boxer de 1.170 cc, capaz de entregar 110 cv, a motocicleta terá alto nível de personalização, sem abrir mão do estilo roadster. 

BMW

Por Caio Polo


O BMW Cupê i8, o segundo modelo da marca e da montadora alemã, está programado para vendas em abril de 2014. O estilo do i8 evoluiu durante o seu desenvolvimento de quatro anos, embora a forma básica seja a mesma (um roadster está vindo em 2015). Há uma grande quantidade de fibra de carbono e alumínio, para compensar o sistema de transmissão pesado. 

O motor a gasolina de 1,5L e três cilindros turbo (228 cv e 236 lb-ft de torque) fornece propulsão primária, que dirige as rodas traseiras através de uma caixa de câmbio automática de seis velocidades. O motor elétrico dianteiro (129 cv a 184 lb-ft) é montado no conjunto do eixo dianteiro e aciona as rodas dianteiras através de uma caixa de velocidades automática de duas velocidades. 

Um motor elétrico traseiro menor (13 cv e 81 lb-ft) fornece unidade adicional para as rodas traseiras, mas, principalmente, atua como um gerador, para terminar a bateria e como um alternador para coletar energia cinética durante a frenagem e à direita do acelerador. A BMW cita um combinado 357 cv e um lb-ft de torque de pico 420. O carro pode ser recarregado em duas horas em alta tensão.

O i8 tem conforto, esporte e modos de condução eco-pro, todos envolvendo uma combinação de propulsão elétrica e a gasolina, com aceleração diferente, direção e mapeamento de amortecimento. Dirigir é definitivamente um novo mundo. Você entra através de portas que abrem como asas de borboleta, com direção voltada para o céu. 

Ao pressionar o botão de início, um sinal sonoro indica que o carro está ligado, alterando gráficos em cores que aparecem no painel de instrumentos, dependendo do modo de avanço. O i8 é divertido. É muito rápido. E o preço? Funcionários BMW dão a dica de que o modelo vá custar quase o mesmo que um Porsche Carrera 4S, o que sugere algo em cerca de US $ 105.000 (em dólares).

Por Jaime Pargan

Foto: divulgação


Na próxima edição do Salão de Nova Iorque, que acontece em abril de 2014, uma grande novidade automotiva está confirmada para o evento.

Trata-se do lançamento global do BMW X4. A informação foi divulgada pelo site Autocar. A publicação também aponta que o X6 deve receber o facelift, com previsão de apresentação ao público durante o Salão de Moscou, no mês de agosto.

As versões do modelo M do X5 e do X6 devem chegar no próximo ano, as duas com um motor 4.4 V8 biturbo com 555 cavalos de potência.

Automóveis.

Ford Ecosport é reprovado em teste

Na primeira edição deste ano do teste de Longa Duração, encontramos um dos desmontes dos mais controversos já vistos na história do mesmo. Com 60 mil quilômetros rodados, o Ford Ecosport foi desmontado e reprovado, uma coisa que não ocorria desde o ano de 2009.

A matéria que foi assinada na revista Quatro Rodas pelo editor Péricles Malheiros, aponta vários motivos que prejudicaram o desempenho do SUV neste teste. O T6, utilitário da JAC, também foi testado e ele deve chegar no mercado no segmento das SUVs no final deste ano.

No caso do Mercedes Benz A 45 AMG, o veículo com 360 cavalos de potência tem um motor com quatro cilindros, sendo o mais potente do mundo. O teste também contou com o novo Audi A3 Sedan, que deve ser fabricado no Brasil até 2015.

Clique aqui e confira os testes. 

Som alto dará multa em São Paulo

Em São Paulo, os veículos estacionados em ruas, calçadas particulares e postos de gasolina, e os quais estiverem emitindo sons altos, serão multados na cidade paulista.

A nova regulamentação foi publicada no Diário Oficial do Município nesta terça, dia 31 de dezembro de 2013. Toda a fiscalização será feita por agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), das subprefeituras paulistanas e do Programa de Silêncio Urbano (Psiu).

O limite para os carros será de 50 decibéis no período das 07 às 22 horas e 45 decibéis no período restante. Entre as fontes de som que foram citadas, estão os aparelhos de rádio, televisão, MP3, CD/DVD, celulares, instrumentos musicais, entre outros.

O valor para a atuação é de R$ 1 mil e poderá ser duplicado em caso de reincidência, até o máximo de R$ 4 mil. Se o proprietário do veículo se recusar a abaixar o volume, o carro poderá ser guinchado. 


A BMW, montadora alemã, está entre as marcas mais cobiçadas de carro do mundo. Para se manter no topo dos objetos de desejo, é que a empresa automobilística sempre investe em lançamentos que podem ser considerados “fora de série”, usando toda a criatividade e recursos em tecnologia para criar modelos não apenas lindos como confortáveis e seguros.

Vai ser em 2014 que as pessoas poderão aguardar o BMW Série 1M hatch, um carro esportivo, veloz, estilo coupé e que vai passar por uma profunda reestilização para seguir com seu público. Na parte externa, o carro vai ganhar traços mais fortes – uma forma de combinar imponência com esportividade, além de um motor possante que pode levar o proprietário a 250 Km/h (este limite será controlado eletronicamente).

Por dentro, o motor será 3.0 biturbo com 340 cv de potência. Os bancos de couro, estilo concha, garantem mais beleza e conforto ao carro, volantes com comando de som e telefonia, câmbio com 6 marchas, lanternas LED, painel com instrumentação esportiva, dentre outros detalhes que dão à Série 1M Hatch da BMW um grande diferencial.

A perspectiva é de que seu preço comercial seja de R$ 270.000,00, e para quem gosta da BMW, certamente é um valor que vale à pena investir em uma máquina como essa.

Já o BMW X5, o Série 5 pode ser considerado o utilitário dos sonhos, que vem em 2014 com o Drive 35i considerado excelência em tração traseira. O seu motor será turbocharged de seis cilindros, que pode gerar 300 cavalos de potências em seis cilindros. O câmbio do utilitário é automático e de oito cilindros.

Em números, significa que o proprietário do BMW X5 poderá ir até 100 Km/h em apenas seis segundos. Tudo com uma beleza interior e exterior que é a marca da BMW. Para quem preza pela segurança, a montadora também dispõe de um modelo blindado capaz de sair ileso às mais potentes armas.

O preço dele varia de R$ 399.950 a R$ 429.950.

Por Michelle de Oliveira

BMW Série 1M

Foto: Divulgação


A fábrica alemã BMW tradicional por produzir carros de alto luxo lançou o seu mais novo modelo conversível no mês de outubro antes da abertura do Salão de Los Angeles.

Trata-se de um BMW Series 4 Convertible sucessor do Series 3 e irmão do Series 4 Coupé. Tem previsão para chegar ao mercado americano no primeiro semestre de 2014 e futuramente em outros diversos outros países. Ainda não existem informações se o veículo virá ao Brasil.

O carro, como todo BMW, tem um design sofisticado. O seu interior de alto luxo proporciona muito conforto na hora de dirigir. Ele teve mudanças no seu tamanho, medindo 4,63 m de comprimento, 1,82 m de largura, 1,38 m de altura e entre os eixos 2,81 m proporcionando maior espaço interno. O Series 4 Convertible vem com capota rígida retrátil que sobe e desce em mais ou menos 20 segundos. É acionada por um botão, podendo ser aberta com o carro em movimentos desde que não passe de 18 km/h.

Na parte interna o carro é completo, com vários equipamentos em destaque como aquecimento do seu interior que é ajustado de acordo com a temperatura externa, assim como bancos esportivos com aquecimento na área do pescoço.

Series 4 Convertible vem com seu porta-malas 20 litros maior, ou seja com 370 litros. Porém, este espaço extra se perde quando a capota está recolhida ficando com somente 220 litros.

O carro vem com três opções de motorização, 2.0 turbo com 240 cavalos de potência e 35,1 kgfm de torque, 3.0 seis cilindros em linha de 300 cavalos de potência e 41,3 kgfm, e 2.0 turbo diesel de 181 cavalos de potência sendo que esta opção é somente para o mercado europeu. E ainda traz duas opções de câmbio manual de seis marchas ou automático de oito.

Por Mariana Rodrigues

BMW Series 4 Convertible

Foto: Divulgação


Estão próximos do lançamento no Brasil os modelos BMW 320i GT Sport e 328i GT M Sport da fabricante alemã BMW. A empresa que já está consolidada no mercado nacional amplia sua cartela de produtos, isso em segmentos diferentes, contudo apresentando características comuns aos modelos da marca: são luxuosos, confortáveis e apresentam alta performance.

Começando pela série 3 GT, que traz um espaço interno avantajado e design sofisticado. Os modelos desta série apresentam uma silhueta elegante, teto inclinado, enfatizando as colunas centrais, todas em preto brilhante. O que destaca as linhas das janelas, dando mais dinamismo e esportividade, sobretudo com os faróis e lanternas que foram alongadas em relação à geração anterior.

Os modelos BMW 320i GT Sport, 328i GT M Sport ainda possuem um porta-malas amplo e muito funcional, com capacidade que oscila entre 520 e 2.600 litros, conforme o modelo. Ambos ainda apresentam sistema multimidia avançado, com tela de 8,8”, nove alto-falantes e conectividade Bluetooth e  iDrive touch controller. Além disso ambos os modelos possuem câmera de ré, bancos dianteiros esportivos, teto solar e ar condicionado digital.

O BMW 328i GT M Sport e o 320i GT Sport possuem um motor 2.0 de quatro cilindros TwinPower Turbo. O motor apresenta injeção direta de combustível e câmbio automático com 8 marchas e shift paddles, que permite a troca de marchas no próprio volante. O motor gera, no BMW 328i GT M Sport, 245 cavalos de potência e 350 Nm de torque a 1.250rpm. Já no modelo 320i GT Sport, o motor gera até 184 cavalos de potência e 270 Nm de torque a 1.250 rpm.

“A versão 328i GT M Sport vem com rodas de 19 polegadas, enquanto a versão 320i GT Sport traz rodas aro 18”. O destaque de ambos fica por conta da tecnologia EfficientDynamics, que aumenta o desempenho dos veículos e diminui a emissão de gases poluentes, mantendo o mesmo desempenho.

O BMW 320i GT Sport será vendido por R$ 159.950,00 e o 328i GT M Sport por R$ 204.950,00.

Por Robson Quirino de Moraes

BMW 320i GT Sport

Foto: Divulgação


Sempre quando uma montadora convoca os proprietários de seus veículos para que realizem recall nos mesmos, é importante estar atento, pois geralmente são itens primordiais para a segurança do usuário que estão necessitando de reparo ou substituição.

E quando o defeito apresentado no veículo pode prejudicar a capacidade de frenagem, a atenção com o problema e os chamados para correção deve ser ainda maior.

Dessa vez, quem deve comparecer para recall são os proprietários de 3.416 BMW Séries 1, 2 e 3, modelos X1, X3 e Z4 que tem venda no Brasil. Os veículos fabricados entre os meses de junho e agosto de 2013 podem apresentar um problema no servofreio, algo que poderia vir a acarretar em uma perda na capacidade de frenagem de forma gradual, segundo informações cedidas pela montadora alemã.

Esse problema não acarretaria numa perda total da capacidade de frenagem, porém, ele pode ocasionar uma diminuição drástica no funcionamento desse item tão indispensável para a segurança dos usuários, aumentando o período e o espaço para que o carro venha a parar numa emergência.

Sendo assim, a BMW recomenda que enquanto os reparos não sejam efetuados nos modelos supracitados, o motorista deve ficar atento às frenagens, mantendo uma distância ainda maior do que a costumeira dos carros que estão à sua frente, evitando assim, qualquer possibilidade de acidente devido a esse problema.

Mais informações sobre o reparo, bem como sobre o seu agendamento, você pode obter pelo site www.bmw.com.br.

Verifique se seu veículo é correspondente a um dos modelos citados e em caso positivo, procure agendar imediatamente com a montadora o recall, pois o defeito pode afetar um dos principais itens de segurança de qualquer automóvel: a capacidade de frenagem.

Feito o reparo, aproveite seu auto e boa viagem, sempre em segurança!

Por Mikhael Costa


O Salão de Los Angeles vai acontecer em novembro e deve apresentar oficialmente ao mundo o BMW Série 4 Conversível. No início do ano que vem o modelo deve chegar ao mercado da América do Norte ao preço de US$ 49.675 (cerca de R$ 108.570 sem impostos) para a versão de entrada e de US$ 55.825 (cerca de R$ 122.016) para a versão top de linha.

De acordo com a marca alemã, o acionamento da capota leva aproximadamente 20 segundos e pode ser feito com velocidades de até 18 km/h. O modelo conta com diversos itens de luxo, dentre eles um aquecedor de pescoço que proporciona mais conforto aos ocupantes, que podem andar com a capota baixa mesmo em dias mais frios.

Debaixo do capô, o veículo deve chegar ao mercado norte-americano com um motor 2.0 turbo, movido a gasolina e com potência de 240 cv, capaz de levar o carro de 0 a 100 km/h em 6,2 segundos. A velocidade máxima que o modelo atinge é de 250 km/h com um limitador eletrônico. Já a versão top de linha terá um propulsor 3.0 de seis cilindros dispostos em linha (com capacidade de atingir a potência máxima de 304 cv), contará com transmissão automática de 8 marchas e fará de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos, também com velocidade máxima de 250 km/h.

Ebenézer Carvalho


Em janeiro, a BMW anunciará o seu mais novo crossover no Salão de Detroit. Será uma ampliação da sua linha. Mas, enquanto o evento não chega, parece que a marca acabou deixando passar um modelo, que foi flagrado em um teste, com apenas poucos disfarces antes da sua estréia oficial.

As imagens divulgadas pelo site Inautonews, mostram a nova versão com apenas algumas áreas camufladas. Os seus detalhes ainda não foram divulgados e espera-se de que eles sejam confirmados próximo ao evento. Os rumores são de que o novo X4, como será chamado, será uma combinação de utilitário esportivo com cupê. Ele será uma espécie de X6 compacto.

Como não há confirmação sobre as especificações técnicas do lançamento, dizem por aí que ele terá motores de 2.0 e 3.0, sobrealimentados e que deverão equipar as versões 28i e 35i. Também há a possibilidade de sair uma versão 20d, que provavelmente será mais esportiva e, consequentemente, potente. Esta seria uma das indicadas a fazer parte da linha M da fabricante.

Ainda não há comentários de quanto ele custará e, principalmente, quando começariam as vendas. Portanto, os curiosos deverão aguardar mais algumas semanas para os próximos anúncios da marca, agora fica a expectiativa das novidaes que chegarão.

Por Jaime Pargan


A BMW foi notificada pela Administração Nacional de Segurança Viária dos EUA por realizar um recall de mais de 75 mil veículos de modelos de 2012 a 2014. Segundo a agência, os veículos Série 3, Série 5, Z4, X1 e X3, precisam ser vistoriados devido a uma possível perda de força no assistente dos freios, que poderia resultar em falha na parada dos automóveis. Os modelos equipados com o motor N20 e N26 podem ter sido afetados pela falha. As concessionárias da empresa em todo o mundo já foram alertadas a pararem as vendas dos modelos afetados até que uma solução seja determinada.

O problema foi identificado em uma bomba de óleo do freio, que pode não responder corretamente quando acionado, resultando em uma perda de potência na assistência de frenagem. Dessa forma, o motorista teria que aplicar muito mais força que o normal para conseguir o efeito desejado e a distância de frenagem aumentaria consideravelmente, o que coloca a segurança dos usuários em risco.

A BMW confirmou até agora três acidentes por causa do problema, mas sem feridos graves. Segundo a empresa, os motoristas que se depararem com quaisquer problemas no freio devem imediatamente ativar o freio de mão e aplicar a maior força nos pedais possível. A empresa alemã ainda não tem uma solução oficial para o problema e segue notificando os donos até o mês de novembro.

Ebenézer Carvalho


Muitas montadoras já afirmaram terem o Brasil como País-foco em suas produções. E a BMW é uma das que já tem planos para trazer novidades. Previsto para estrear no mercado mundial apenas em 2017, a versão com três volumes do hatch Série 1 da marca pode ser produzido aqui. A companhia pretende fabricar os veículos na cidade de Araquari, no estado de Santa Catarina, e em mais dois países: China e Alemanha. Os modelos entrariam para competir com o Mercedes Benz CLA e o Audi A3 Sedan.

O projeto ainda em desenvolvimento, chamado de Sedan New Entry-Level, seria responsável por antecipar a terceira geração do carro que irá inaugurar a marca no País. Os modelos produzidos da série chegarão com tração dianteira.

Para quem já está interessado em saber mais sobre a novidade, pode ir estudando suas características enquanto ele não vem. O lançamento terá motores de três e quatro cilindros à gasolina. Para atender o mercado europeu, também chegará com opções à diesel.

E as novidades não param por aí, há rumores de que as versões teriam um “plug-in”, uma espécie de configuração híbrida para o sedã compacto, como parte da iniciativa da BMW EfficientDynamics.

A BMW que já é uma grande fabricante dos automoveis mais cobiçados em todo o mundo, mostra que mais uma vez pretende surpreeender o seu mercado.

Por Jaime Pargan


BMW X6 M Design EditionForam apresentadas na última terça-feira (24/09) as 100 unidades disponíveis para vendas da BMW X6 M Design Edition, edição especial feita através da divisão de alto desempenho da empresa.

No que se refere ao visual, os elementos de maior destaque são: faixas com a inscrição "M", rodas aro 21'' liga leve, spoiler em fibra de carbono na parte de trás, difusor na dianteira e grade da frente em tom preto fosco. Na parte de dentro há itens como painel com revestimento em couro com tons apresentando combinação em vermelho e preto, além do conjunto de bancos com características esportivas finalizam os detalhes visuais internos.

Além dos atributos de caráter esportivo do carro, há um conjunto mecânico que utiliza uma motorização do tipo 4.4 V8 bi-turbo de 555 cavalos de potência, presente em outros veículos da gama, garantindo uma aceleração de zero a cem quilômetros por hora em cerca de 4,7 s e máxima velocidade de 250 km/h com limite eletrônico.

A empresa ainda não informou a respeito de valores ou dia para o lançamento do modelo, mas brevemente surgirão mais informações sobre o carro. A empresa não divulgou mais detalhes sobre o modelo, mas no site oficial serão publicadas mais informações nas próximas semanas.

Por Marcelo Araújo


Após a primeira fase de inspeção realizada no mês de Junho, a BMW reiniciou (segunda 23) o Recall do Série 3 sobre um possível problema no airbarg do passageiro.

As unidades fabricadas entre 2001 e 2003. Estão sendo checados nesta segunda fase, veículos por chassis específicos sendo eles: 320i/A –  do CG51492 a CG52677 e do KK70901 até KK72485, 325i/A –  do KL36091 a KL46909, 325Ci/A – Apenas JW22148, 330i/A – do KN50480 a KN51280 e do PE00566 a PE00690, 330Ci/A – do EH34982 a EH35595, 330i SMG Motorsport – do KM65703 a KM65775 e também o modelo M3 Coupé chassis a partir da numeração JP81009 a JP83974.

O  motivo como já informado anteriormente pela montadora, se deve ao acionamento do dispositivo de forma desnecessária e ainda o  risco de incêndio que não são descartados. Embora nenhum acidente tenha sido registrado até o momento, a BMW espera inspecionar 100% da frota convocada até final de Outubro.

O tempo de espera para a conclusão do serviço nesta segunda fase tem duração de cerca de uma hora. O telefone para maiores informações quanto ao serviço gratuito é 0800-707- 3578, de segunda a sexta feira, em horário comercial.  

Por Luciana Ávila


Novo BMW M3A marca BMW está realizando os últimos testes para introduzir oficialmente a nova geração do M3 (esportivo), flagrado em fase de ajustes finais em Munique, na Alemanha, cidade em que a empresa tem sede.

Segundo o portal especializado no setor automotor da Bimmertoday, o veículo visto estava sendo "experimentado" por jornalistas convidados pela empresa, da mesma forma que o cupê M4, modelo que vai compartilhar igual conjunto mecânico com o M3.

Ainda segundo dados da publicação de origem alemã, o M3 novo irá ter motorização de 436 cavalos de potência e 51 kgfm de torque, sendo muito mais do que o suficiente e dando disposição ideal ao veículo que irá ter menos do que 1.500 quilos em ordem da marcha. 

A relação de peso/potência do M3 é de somente 3,44 kg/cv, e o carro irá conseguir chegar a uma marca que supera a do Série 1M (lendário modelo da marca), com 3,9 kg/cv.

Mais dados oficiais a respeito da dupla M4/M3 irão ser divulgados nos dias que antecedem o seu lançamento, que ocorrerá na realização do Salão de Detroit (Estados Unidos), no mês de janeiro do ano de 2014.

Por Marcelo Araújo


A marca BMW não irá criar uma versão da gama M para o recentemente introduzido i8, um modelo híbrido da empresa que apresenta alta tecnologia. De acordo com afirmação do chefe de Comunicações Tecnológicas da BMW, Cypselus von Frakenberg, o objetivo da empresa é continuar mantendo suas submarcas "i" e "M" atuando em segmentos separados no mercado automotivo. As informações dadas por Frakenberg foram publicadas no Car Advice, portal especializado no setor automotor.

Em entrevista cedida durante a realização do Salão de Frankfurt, na Alemanha, o executivo ainda disse que não acha haja sentido ou necessidade de a BMW mixar ambas submarcas em apenas um carro. Tal posição foi consentida pelo chefe de Gerenciamento de Produtos da gama "M", Carsten Pries, que endossou dizendo que as operações são bastantes diferentes, não havendo a possibilidade de uma submarca interferir na outra.

Pries refutou também a hipótese da BMW introduzir um carro sucessor referente ao modelo M1. Ele ainda disse que, a se partir de um prisma planejado, a empresa tem noção do número de veículos do tipo superesportivo do qual tem necessidade para suprir as demandas de mercado.

Por Marcelo Araújo


Chegou uma notícia incrível para quem gosta de carros luxuosos, pois a marca BMW acaba de fazer a divulgação do seu mais novo lançamento, o BMW 320i 2014 que promete ser um grande sucesso de vendas.

O motor dessa máquina é o TwinPower Turbo de 2,0 litros e 4 cilindros. Ele faz uma excelente combinação com o turbocompressor TwinScroll e também com as tecnologias Valvetronic, Duplo VANOS e injeção de Alta Precisão.

Esses itens fazem à Nova BMW 320i ter 184 HP de potência, e a aceleração vai de 0 a 100 km/h em apenas 7,3 segundos. Esse veículo é capaz de atingir a velocidade máxima de 235 km/h.

Na BMW 320i existe a transmissão automática de 8 marchas para que as alterações sejam feitas suavemente, sendo quase que imperceptíveis ao condutor.

Mas não é só isso que a Nova BMW 320i 2014 possui, ainda se deparar com um excelente pacote de telefonia com Bluetooth, USB e BMW Live. Os faróis são Bi-xenon que possui controle automático de faixa de luz e sistema de limpeza entre muitas outras coisas.

Quer comprar a nova BMW? Saiba que o seu valor será aproximado a R$126.750,00.

Por Josiane Fernandes de Jesus

Nova BMW 320i 2014


BMW X5 eDrive Concept Em breve chegará ao mercado o novo carro da BMW, o X5 eDrive Concept. O lançamento oficial do conceito acontecerá no próximo Salão do Automóvel de Frankfurt, na Alemanha. O evento acontecerá dentro de alguns dias e reunirá os grandes nomes do segmento.

O carro promete um médio consumo que beira 26,3 quilômetros por litro. O modelo é híbrido e integrará o portfólio de automóveis híbridos e elétricos da montadora. Diferente do Active Tourer Concept, que combina motorização 1.5 movida a gasolina com propulsor elétrico, o X5 eDrive contará com propulsor 2.0 Turbo capaz de gerar 325 cavalos. A motorização elétrica, por sua vez, entregará  95 cavalos de potência.

O carro será disponibilizado com 3  modalidades de condução, lembrando que qualquer uma das opções alia eficiência e esportividade. Há o modo convencional, o exclusivamente elétrico e o híbrido, que acelera de 0 a 100/km em apenas 7 segundos.

O valor de venda do novo X5 eDrive Concept e mais informações sobre o modelo serão mantidas em sigilo até o lançamento oficial do carro.

Vale acrescentar que a data de chegada às concessionárias ainda não foi divulgada.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


O SUV hibrida, BMW Concept, é a versão renovada do BMW X5 2014, e chega ao mercado na tentativa de ser um carro totalmente elétrico. O veículo conta com um motor de quatro cilindros tubocharged, 2.0, 70 cv. Baterias de lítio embutidas sob o piso do carro, armazenando energia para dirigir 30 Km em até 75 mph, com um motor a gasolina desligado.

Com os dois motores trabalhando em conjunto, o carro promete economia de combustível de até 62 mpg, e opera de modo ECO PRO. Isso aperfeiçoa o uso do motor a gasolina e o elétrico para máxima eficiência do combustível, embora seja de opção do motorista selecionar o modo full-elétrico para uma operação mais silenciosa. Há também a função de bateria de segurança, podendo poupar energia para algum caso de emergência.

Falando de design interno, o Concept possui o mesmo espaço do que os modelos anteriores, com o adicional de os bancos traseiros serem ainda mais espaçosos, e a frente um pouco mais reduzida. Conta com o aplicativo ConnectedDrive para smartphone e que permite ao motorista controlar o carro através do aparelho.

Outro recurso é o chamado Driving Assistant Proactive, que usa informações do sistema de informação do sistema de navegação para acessar os limites de velocidade, trafego e elevação do solo da estrada, possibilitando a escolha de um percurso mais seguro.

Por Fábio G. Santos

 

 

 


BMW Vision Gran Turismo A marca BMW apresenta o 1º design referente a um conceito novo batizado como Vision Gran Turismo. Este nome, segundo alguns especialistas do setor, teve origem no Gran Turismo, jogo de automobilismo para a plataforma PlayStation.

A empresa Sony revelou o novo teaser referente a 6 edição da gama, além de um renovado projeto que leva o nome de Vision Gran Turismo, ação conjunta que envolve os fabricantes no intuito de levar conceitos diretamente para games. O jogo será lançado no dia 6 de dezembro, para o videogame PlayStation 3.

Um dos veículos apresentados é o modelo da BMW citado, que apresenta um desenho bastante semelhante ao do veículo Vision EfficientDynamics, dando origem ao tipo elétrico da BMW, o i8. Não foram reveladas, ainda, mais informações a respeito da mecânica do veículo, sendo que o modelo foi feito com exclusividade para os games.

Fora a poderosa BMW, mais 17 empresas estão confirmadas no jogo: Zagato, VW, SRT, Peugeot, Nissan, Nike, Mercedes-Benz, JORDAN Brand, Infiniti, Honda, GM, Bertone, Audi, Aston Martin, Alpine e Alfa Romeo.

Algumas delas já fizeram confirmação de projetos. Um exemplo é a VW, que autorizou os designers da marca para que possam "brincar" com o modelo Golf; com o Alfa Romeo e com o Biposto Vision 6C Gran Turismo, feito pela equipe da 4C.

Por Marcelo Araújo





CONTINUE NAVEGANDO: