Carros que marcaram a história do país e merecem um lugar especial no coração de cada brasileiro

Volkswagen SP2

No fim da década de 60, precisamente durante o ano de 1969, a Volkswagen brasileira decidiu inovar ao lançar um modelo esportivo totalmente brasileiro. Foi então iniciado o “Projeto X”.

A carroceria do automóvel foi inspirada no modelo europeu VW 412 Type 4, assim como outros modelos da marca no Brasil. O primeiro protótipo foi apresentado durante a Feira da Indústria Alemã, no ano de 1971. No entanto, o modelo só foi lançado oficialmente no mercado em meados de 1972, tendo em seu nome a sigla “SP” em homenagem ao Estado de São Paulo.

O VW SP2 tinha um visual moderno para a época, tendo bancos de couro como itens de série. Além disso, o modelo possuía um motor 1.7 de 75 cv de potência.

O modelo foi um sucesso de vendas no Brasil, fator que impulsionou sua exportação para diferentes países do continente africano e América Latina. Infelizmente, o modelo deixou de ser fabricado após quatro anos de seu lançamento.

Gurgel BR-800

A extinta Gurgel Motores S.A sempre almejou criar modelos compactos e econômicos, sendo o principal: Gurgel BR-800. Infelizmente, o BR-800 estava à frente do seu tempo e teve sua produção interrompida após três anos.

Caso o modelo fosse lançado nos dias atuais – com as devidas melhorias e uso da tecnologia moderna – seria um grande sucesso, já que o mercado está voltado para os modelos compactos e econômicos.

Volkswagen Karmann Ghia

O VW Karmann Ghia foi produzido durante 20 anos no continente europeu (1955-1975), tornando-se um ícone de status durante esse período. O esportivo contava com carroceria fabricada a mão, o que refletia em seu valor final.

O modelo chegou ao Brasil em 1962, e contava com motor de 1200cc de 36 cv de potência. Já em 1967, o modelo recebeu nova motorização de 1200cc e 44 cv de potência, que alcançava a velocidade máxima de 185 km/h em poucos segundos. Infelizmente, o modelo teve sua produção encerrada em território nacional no ano de 1972.

O Karmann Ghia é um dos clássicos de maior sucesso do Brasil, e pode ser encontrado por valores que chegam a R$ 115.000. Uma nova versão do modelo agradaria muitos brasileiros.

Chevrolet Opala

É praticamente impossível que um brasileiro não conheça o Opala, um dos modelos mais importantes do Brasil. O modelo foi fabricado em 1968 e contava com motor 4.1 de 171 cv de potência, além de design bastante envolvente. O automóvel foi fabricado até 1992 e ganhou diversas versões.

Por Wendel George Peripato

aaa

É sonho de todo e qualquer amante de veículos ter um carro clássico. São lindos, com detalhes especiais e únicos, têm características históricas e foram os pilares conceituais de todas as gerações automobilísticas que vieram no futuro.

Infelizmente o desejo de muitos é de acesso de poucos. Os automóveis ditos clássicos são avaliados em milhões de reais, dólares, euros. Mas vale lembrar que se esses fossem carros comuns, não teriam a mesma graça e se fossem de fácil acesso, jamais seriam objetos de desejo. 

Recentemente houve um grande boom nesse seleto mercado de carros clássicos e valiosos. Os valores desses produtos (quase artesanais nos seus mínimos detalhes) sofreram uma ascensão impressionante nos últimos tempos e estão batendo recordes e recordes em vários leilões especiais ao redor do mundo todo. Muitas pessoas têm levado a aquisição desses produtos como investimento a longo prazo. Esses clássicos nunca perderão valor, muito pelo contrário, o tempo só irá agregar valor a essas belas máquinas.

Carros das marcas Ferrari, Mercedes-Benz, Porsche, Bentley e até mesmo carros raros da Ford estão entre os principais produtos nessas negociações. A valorização nesse setor no último ano foi de impressionantes 28%, sendo que nos últimos dez anos a valorização acumulada foi de 456%.

No topo da lista de valores está nada mais nada menos do que a Ferrari 250 GTO Berlinetta 1962 com valor de aproximadamente R$ 98 milhões. Entre os veículos mais caros estão aqueles que já foram utilizados em corridas ou mesmo nas telonas do cinema.

Dos cem carros mais caros do mundo temos 72 nos EUA, 12 no Reino Unido, 8 na Itália, 4 na França, 3 em Mônaco e 1 na Alemanha.

Entre outros carros de altíssimos valores podemos citar a Mercedes-Benz W196, o Ford GT40 usado para o clássico "Le Mans" e o Bugatti Royale Kellner Coupe 1931.

Por Nosf

Ferrari 250 GTO Berlinetta 1962

Mercedes-Benz W196

Ford GT40

Bugatti Royale Kellner Coupe 1931

Fotos: Divulgação

aaa



CONTINUE NAVEGANDO: