Modelo ganha nova versão com motor de melhor desempenho e baixo consumo. Veículo deve custar aproximadamente R$ 49.990.

Foi lançado pela Volkswagen neste mês de julho o Up! com motor TSI na sua versão Speed. O anúncio foi feito na cidade de Campinas, em São Paulo. A montadora alemã aponta que essa versão do compacto contará com propulsor mais rápido e eficiente.

O Up Speed, que é o topo de linha, tem um preço de R$ 49.999, o que é considerado alto, apesar do bom desempenho e economia de combustível do mesmo. O bloco é o 1.0 l TSI com 105 cavalos de potência e mostra que mesmo sendo um propulsor 1.0, o motorista fica satisfeito com o seu desempenho nas ruas.

Os testes dão conta de que o novo Up tem as retomadas elogiadas e um bom fôlego quando as marchas são reduzidas. A velocidade máxima do Up TSI, segundo dados da Volkswagen, é de 184 km/h. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em apenas 9,1 segundos.

O Inmetro fez um teste sobre o consumo deste modelo do Up e apontou que o veículo pode andar 9,6 km/l na cidade e 11,1 km/l nas estradas, quando movido a etanol. Com gasolina, o carro conta com um consumo de 13,8 km/l na cidade e 16,1 km/l na estrada.

O Up Speed é comercializado apenas na cor branca e conta com novos detalhes na parte dianteira. A área do centro do para-choque tem a pintura em preto. Os retrovisores do modelo apresentam faixas na cor azul e também spoilers nas laterais. A roda de liga leve com aro 15 preto e diamante, é outro item exclusivo da versão. Da mesma maneira que acontece com as versões TSI do UP, a traseira tem a tampa do porta-malas na cor preta.

Na parte interna, o Up Speed conta com o teto e suas colunas pintadas em preto. O intuito é dar um ar mais esportivo para o veículo. Os bancos desta versão do Up contam com revestimento feito em couro sintético.

Apesar do preço, você acha que vale a pena o Up Speed com motor TSI?


Está previsto que a Volkswagen irá realizar o lançamento do seu modelo Up! Turbo, que será chamado de GT Up!, com o intuito de seguir o padrão que a marca VW decidiu colocar para identificar o modelo, onde é inserido primeiramente o nome da versão do veículo.

O motor está mais moderno, sendo ele o EA211 1.0, que vem com turbocompressor e sistema de injeção direta, aumentando de 82 cavalos para cerca de 100 cavalos, sendo movido a etanol. Na Europa estão disponíveis três tipos de calibragens com resultados que variam entre 95, 110 e 115 cavalos. O motor 1.0 será fabricado em São Paulo e já tem previsão de integrar outros modelos da Volkswagen, como por exemplo, o Fox e o Gol. Com este motor a marca pretende deixar os seus modelos ainda mais potentes.

Através da aplicação de um compressor na motorização 1.0, os fabricantes conseguiram produzir um motor com uma maior potência, sem que ocasionasse um aumento de tributos para a empresa e para os consumidores. Os impostos consistiriam no aumento do valor do IPI direcionado às empresas e no valor do IPVA que seria repassado aos proprietários do veículo.

Desde o ano 2000 a empresa já havia iniciado este tipo de desenvolvimento, para fabricar um motor com mais potência. A marca Ford também fabricou os seus carros Fiesta e o EcoSport com motores 1.0 Supercharged.

No ano de 2014, o Up! ficou em 16º lugar na lista dos carros mais vendido no Brasil, tendo uma desvantagem em relação a outros modelos da mesma marca, como por exemplo, o Gol e o Fox/Crossfox. No mês de janeiro de 2015, o modelo Up! da Volkswagen teve um recorde de vendas. O número de emplacamentos foi surpreendente, totalizando 6.780 unidades que foram comercializadas. Com o desenvolvimento e lançamento deste novo motor, é esperado que no decorrer deste ano aumente ainda mais as vendas no mercado.

Felipe Couto de Oliveira


O novo popular da Volkswagen não vai tão bem das pernas e nem teve uma estreia tão significativa no mercado. O Volkswagen Up, porém, começou janeiro com uma perspectiva melhor do que no ano anterior, batendo um recorde de vendas. No ano passado o carro ficou sendo o 16º mais vendido do país, longe de outros grandes sucessos da marca como o Gol e o Fox/Crossfox. O carro tem chegado timidamente no mercado, seu design e motorização são simplórios, não chamando muito a atenção do consumidor. O tradicional Fiat Palio e o novo Chevrolet Onix têm atraído muito mais a atenção das pessoas que buscam carros populares.

Agora em janeiro o carro conseguiu o recorde de emplacamentos com 6.780 unidades vendidas. O número é muito expressivo na venda do popular, que no ano passado teve 58.895 unidades vendidas. O carro vem para o mercado como uma alternativa ao Volkswagen Fox/Crossfox, mas sinceramente, ainda não engrenou. Desde que lançado, o carro conta com o típico e popular motor de 1.0 litro e 3 cilindros, capaz de fornecer ao conjunto uma potência bem modesta de 82 cavalos. O motor é flex, podendo se utilizar de etanol ou gasolina.

Quando comparado com o Fiat Palio, o popular mais vendido do Brasil o carro está na lanterninha. O carro da Fiat teve um total de 184.337 unidades emplacadas no ano passado e não demonstra sinais de que está perdendo o fôlego.

O carro da Volkswagen ainda é exportado para a Argentina, que já comprou aproximadamente 9 mil carros. O preço é bom para a linha, partindo de R$ 29.990. O problema é que o carro não apresenta nenhum diferencial ou chamariz para os consumidores. O visual retilíneo, sem um desenho moderno e arrojado, peca pela falta de detalhes mais bonitos. Os detalhes em prata são sutis e não chamam atenção. A motorização e potência encontram correspondência na concorrência, não oferecendo também nada de novo.

Por Nosf





CONTINUE NAVEGANDO: