Virtus e Polo, da Volkswagen, são desenvolvidos em versões especiais para pessoas com deficiência (PcD).

Diversas montadoras ao redor do mundo estão se organizando para que consigam atender aos mais variados públicos de consumidores dos seus modelos, inclusive o público portador de necessidades especiais, conhecidos pela sigla PCD. Este público em específico possui o direito, o qual é dado pelo Governo Federal, para que possam adquirir veículos zero km isentos de impostos, tanto do tributo federal IPI, como do ICMS, que é estadual, com versões específicas dos modelos disponíveis pelas marcas. Sendo assim, agora chegou a vez do Virtus e do Polo receberem configurações destinadas a tal público. Para ambos os modelos, o valor que são encontrados nas concessionárias é de R$ 69.990.

Os dois veículos têm como base o catálogo melhor equipado da configuração MSI da VW. Entretanto o motor de cada um não é igual. O modelo que possui carroceria hatch conta com um propulsor turbo de 1.0 litros, que possui a capacidade de gerar uma potência de 128 cavalos, por outro lado a carroceria sedã já vem dotado com um motor de 1600 cc, aspirado e que consegue produzir uma potência de até 120 cavalos. Em ambos os casos a transmissão é automática e com seis velocidades.

Pacote de itens novos nas versões do Virtus e do Polo

De série, a lista de itens desta respectiva dupla é bem robusta. Ambos contam com ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos em suas quatro portas, computador de bordo e travas elétricas, o que é tratado pela marca como praticamente elementos básicos e indispensáveis. Entretanto ainda existem mais coisas nessa lista. Ainda se pode citar os para-sóis iluminados tanto para o motorista quanto para o passageiro, chave do tipo canivete e com controle remoto, retrovisores elétricos, regulagem para a altura do banco do condutor e suporte para celular em seu painel equipado com uma porta USB.

A central multimídia dos modelos possui um display que é sensível ao toque com tamanho de 6,5 polegadas, além de uma aplicação que realiza a conexão com smartphones, sejam eles Android ou Apple. Também existem controles de tração e de estabilidade, além de um assistente para partidas quando os veículos estiverem em rampas.

As rodas dos modelos são as responsáveis por dar um toque bem despojado aos carros. Mesmo que elas não tenham nada em liga leve, elas são confeccionadas em aço mesmo. Entretanto diversas outras montadoras economizam neste elemento quando se trata de veículos em versões PCD. Ainda existe um outro detalhe, o consumidor que se enquadra como PCD e deseja adquirir um dos modelos só poderá escolher entre as cores branca, vermelha e preta, sendo todas elas sólidas.

De acordo com informações da montadora alemã, as vendas de ambos os modelos irão iniciar no mês de fevereiro do ano que vem.

É recente o flerte da montadora com o público PCD

A montadora germânica Volkswagen está entre as últimas empresas de grande volume que acabou acordando e se ligou para o segmento de carros PCD. A marca, até o ano de 2018, quase não possuía produtos adequados, que tinham transmissão automática e que estivessem na faixa abaixo do valor que é considerado o teto legal, dos R$ 70 mil, exigência necessária para que se tenha a isenção do tributo estadual do ICMS. Caso o veículo esteja acima do valor mencionado, o cliente poderá apenas requerer desconto do tributo federal, IPI.

Hoje em dia, a empresa conta outras versões que também se encontram aptas a serem comercializadas com o desconto de ambos os tributos, são elas o Virtus, o Polo, o Fox e os já antigos de mercado Voyage e Gol, todos equipados com transmissão automática.

Por Filipe Silva

Volks Polo PcD

Volks Virtus PcD

aaa

Montadora irá produzir apenas 1.000 unidades da versão especial, que serão vendidas no mercado europeu.

O Polo é um dos automóveis mais emblemáticos da montadora alemã Volkswagen. O automóvel é nada menos que um clássico que vem se renovando e conseguindo agradar a diferentes gerações e diferentes preferências. Devido ao grande sucesso dessa linha, a Volkswagen decidiu lançar uma versão especial para comemorar os 40 anos do Polo. Trata-se de uma versão especial comemorativa e limitada. O nome do modelo será Polo Original e o mesmo será fabricado diretamente na Alemanha, sendo que estarão disponíveis apenas 1.000 unidades. Algumas unidades estarão disponíveis na cor mel metálico, algo exclusivo até o momento.

Esse lançamento é recheado de novidades que prometem fazer desse modelo comemorativo um grande sucesso, mesmo sendo disponibilizadas apenas 1.000 unidades. Dentre os destaques na parte exterior, podemos destacar as luzes de LED dianteiras, que trazem um toque bastante moderno no design. Além disso, a parte exterior também possui como destaques: grade dianteira pintada na cor preto brilhante, rodas de 16 polegadas, retrovisores na cor da carroceria, o emblema “Original” estará presente nas asas e nas placas da soleira, luzes traseiras e muito mais.

Essa versão especial do Volkswagen Polo também conta com muito aparato tecnológico e funcional. Dentre os principais destaques na parte interior do automóvel está o volante de multifunções. Os pedais são de alumínio e trazem um toque arrojado. Além disso, o cliente ainda irá contar com: ar-condicionado automático através do sistema Climatronic; assistente de frenagem de emergência; além de câmera de ré.

Ao todo o Volkswagen Polo Original será acompanhado de seis versões diferentes de motor. O preço sugerido do mesmo no mercado europeu é de 19.950 euros, algo em torno de R$ 77.000 numa conversão direta. Essas 1.000 unidades que fazem parte da versão especial de comemoração devem ser vendidas apenas no mercado europeu.

Como já foi citado nesta matéria, o Polo é uma das grandes forças da montadora alemã. O mesmo foi lançado pela primeira vez em 1975, desde então conseguiu vender mais de 14 milhões de unidades.

Por Bruno Henrique

aaa

Aposentadoria do Chevrolet Celta e Volkswagen Polo é dada como certa. Produção dos carros já teria se encerrado.

Depois de vários anos entre os carros mais vendidos no Brasil, parece que finalmente o Chevrolet Celta e o Volkswagen Polo serão aposentados. As especulações sobre o encerramento da produção destes veículos já circulam há anos, porém, desta vez parece que realmente irão se concretizar.

O Chevrolet Celta foi lançado no Brasil no ano 2000 e com o passar o tempo deixou de encantar os consumidores, que encontraram na concorrência veículos mais modernos e equipados. Com a queda nas vendas cada vez maior, é esperado que a General Motors encerre a produção do veículo ainda este mês. Uma prova que isso realmente esta para acontecer é que recentemente a montadora enviou um comunicado às locadoras e empresas de terceirização de frota informando que não aceitará mais encomendas do carro. Não bastasse isso, os pedidos de peças do carro para os fornecedores também foram reduzidos.

A cada mês que passa, as vendas do Celta caem cada vez mais. No último mês (abril), o veículo vendeu apenas 3.346 unidades e ficou apenas no 19º lugar entre os modelos mais vendidos no Brasil. Mesmo com esta queda nas vendas e o indício de seu encerramento, as concessionárias da Chevrolet ainda afirmam que a produção do veículo irá continuar e que ainda existem várias unidades disponíveis no pátio das fábricas.

Para aqueles que não sabem, atualmente o Chevrolet Celta é fabricado na cidade de Gravataí (RS), no mesmo local onde são produzidos o Onix e o Prisma. Atualmente o Celta é oferecido apenas na versão LS, que custa R$ 35 mil e vem equipado com direção hidráulica, ar condicionado e trio elétrico. Vale lembrar que o carro utiliza um motor 1.0 Flex de 8 Válvulas, que fornece até 78 cv de potência.

Quanto ao substituto do Celta, ainda não há uma definição. Algumas especulações dão conta de que seria uma versão mais simples do Onix, já outras afirmam que o substituto será o resultado do Projeto Âmbar, que deve criar um novo compacto derivado do novo Chevrolet Spark. Acredita-se que o resultado deste projeto será apresentado no segundo semestre do próximo ano.

Já com relação ao Volkswagen Polo, ainda há divergências quanto ao mês de encerramento de sua produção. Algumas pessoas dizem que o veículo parou de ser fabricado em dezembro do ano passado, outros falam que isso aconteceu somente em março deste ano. O fato é que parece que o carro realmente já parou de ser produzido. Um indício disso é a sua retirada da área "Monte Seu Carro" no site da montadora.

O Volkswagen Polo foi lançado no Brasil no ano de 2002 e era considerado um veículo com chassi bastante avançado para a sua época. Entre as novidades que vieram com o carro estava a utilização de solda à laser, que permitia que o carro fosse montado com mais precisão. Em seu console e no painel, o Polo também tinha duas vigas de metal que aumentavam a sua rigidez torcional, deixando-o tão seguro quanto o Passat Alemão produzido na mesma época.

O carro também possuía um ótimo acabamento interno e tinha uma série de itens que mostravam toda a preocupação da Volkswagen com a comodidade dos usuários. Um exemplo que podemos citar disso é a presença de molas a gás para deixar o capô aberto.

O Polo também tinha o seus inconfundíveis faróis redondos e vinha equipado com o potente motor 1.6 ou 2.0, que tornava o carro bastante gostoso de dirigir.

Porém, com o tempo o Volkswagen foi deixando de lado o Polo e com isso o modelo foi ultrapassado pelos seus concorrentes, que passaram a oferecer mais tecnologia e um design muito mais moderno aos consumidores. Vale lembrar que lá fora a montadora chegou a vender a 5ª geração do Polo, porém, no Brasil as coisas estacionaram apenas na 4ª geração, sendo que o modelo recebeu alguns retoques estéticos em 2006 e 2011.

A retirada do Volkswagen Polo do mercado foi bastante silenciosa e aconteceu e uma época onde o carro já não figurava mais nem entre os 50 modelos mais vendidos no Brasil. Por aqui ele deixa como herança parte da plataforma do Gol e Fox atuais.

aaa



CONTINUE NAVEGANDO: