Volkswagen CrossFox 2017 – Características e Novidades


Modelo chega ao mercado com mais modernidade e com o objetivo de conquistar um número maior de consumidores.

O CrossFox 2017 chega ao mercado nacional com um ar de modernidade e com o claro objetivo de ganhar mais consumidores. A Volkswagen se mantem firme na aposta de que as alterações promovidas de fato serão bastante atrativas para os clientes.

O pacote de itens de série chama atenção. Entre eles vamos encontrar o câmbio automatizado para algumas versões, volante com regulagem de altura, suspensão elevada, sensor de estacionamento, freios ABS com EBD, faróis de neblina e airbags.

Ficha Técnica Crossfox 2017 versão 1.6 16V:

A versão do CrossFox 2017 1.6 de 16V possui 120 cavalos de potências com torque de 16,8 kgfm. Temos a presença neste caso de um câmbio manual de seis marchas. Esse câmbio permite que o carro ande em baixas rotações e consequentemente economize combustível.

Há também as novas de liga-leve de aro 15 e 16 polegadas; “ABS” – freios com sistema antitravamento e “EBD” – freios com distribuição eletrônica de frenagem; Vidros elétricos; Faróis duplos com máscara escurecida; Faróis auxiliares com dupla função: neblina e longo alcance; Bancos revestidos de tecido; Ar-condicionado com filtro de poeira e pólen; “Easy drive” – direção elétrica; Faróis auxiliares com dupla função: neblina e longo alcance; “TC” – Controle de tração (M-ABS); Sistema infotainment “Composition Touch” com Mirror Link; Rodas de liga leve aro 15″ “Ancona” com pneus 205/60 R15 e Desembaçador traseiro.

O CrossFox 2017 1.6 manual sai a partir de R$ 68.200,00. A versão 1.6 automática parte de R$ 69.990,00.

Outra novidade para o próximo ano da Volkswagen é o Fox 2017. A melhoria em relação ao pacote de itens é o principal destaque. Porém, já fica o aviso de que a versão básica, a Trendiline, não ganhou nenhuma novidade em itens. Outro detalhe é que a configuração de entrada será vendida com o motor 1.0 de três de cilindros e 82 cavalos.

O preço também abaixou para todas as versões com exceção da CrossFox manual e a Pepper.

A Comfortline foi a que mais itens de série ganhou. Agora há a câmera de ré e o volante multifuncional. Teremos motores 1.0 e 1.6 8V. Como opcional temos rodas de liga leve de 15 polegadas.

A versão Highline vem com rodas de liga leve e o interior com um revestimento mais escuro. A Pepper, por sua vez agora tem farol com friso vermelho. Como opcional vamos ter um novo conjunto de rodas de liga leve. Vale lembrar que esse último item também é válido para o CrossFox 2017.

Os preços partem de R$ 44.690 (antes era R$ 45.590) na versão Trendline 1.0 e a R$ 69.990,00 para o CrossFox 1.6 I-Motion. Nesta versão o preço continua o mesmo.

Por Denisson Soares

Volkswagen CrossFox 2017


Recall do Volkswagen Fox e CrossFox 2015


A Volkswagen está convocando um recall para os automóveis Fox e CrossFox 2015, visto que foi detectada uma incompatibilidade no tamanho das peças de fixação do volante multifuncional. A companhia já havia feito em janeiro um recall para quatro modelos 2014 no mês passado.

Foi anunciado na última quinta-feira, 26 de fevereiro, o recall de 3.785 unidades com volante multifuncional fabricadas entre fevereiro de 2014 e janeiro de 2015.

Conforme o comunicado liberado pela montadora, as peças estão com o tamanho fora do especificado para a fixação do volante, falha que pode ser letal, já que causa a perda do controle do carro. 

Neste recall estão sendo chamadas as unidades que possuem chassis com numeração de F4000024 a F4900425, de forma não sequencial, fabricadas no período citado acima. Além da convocação do recall, a Volkswagen enviará uma carta a todos os clientes que possuem automóveis com defeito e agendará a substituição da peça. O tempo médio de serviço é de uma hora, aproximadamente.

Para saber mais informações sobre o recall e tirar dúvidas, ligue para 0800 019 8866 ou visite o site oficial da empresa no Brasil (www.vw.com.br).

No mês de janeiro a companhia tinha chamado para recall os modelos SpaceCross, SpaceFox, Fox e CrossFox 2014, para a troca do comando do airbag, visto que o recurso poderia não funcionar em caso de acidente ou poderia estourar sem receber nenhum comando.

O Procon-SP alerta que sempre que o consumidor atenda a uma chamada para reparos, ele deve exigir o comprovante de realização do serviço. Este documento deverá ser guardado e em caso de venda do carro, deverá ser passado adiante juntamente com os demais documentos do veículo.

Os consumidores que não fizerem o conserto atendendo o recall, mas encaminharem o carro para conserto em até doze meses, possuirão no Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo a informação de não comparecimento na chamada de reparo feita pela fabricante.

Por Melina Menezes.