Preço Médio do Seguro de Carros em São Paulo


Confira aqui o preço médio do seguro de carros em São Paulo.

A corretora de seguros Minutos Seguros divulgou recentemente uma lista de preços médios dos seguros dos carros mais vendidos do Brasil. A lista inclui os valores de várias capitais do país com base no ranking de vendas de veículos novos da Federação Nacional da Distribuição de Veículos (Fenabrave) no mês de maio. Confira o preço médio dos seguros destes carros em São Paulo para 2016:

1° Chevrolet Onix LS 1.0: O campeão de vendas no mês de maio entre os carros novos custa R$ 37.440 no mercado nacional e, em São Paulo, o seguro do modelo custa R$ 1.569, em média.

2° Hyundai HB20 1.0 Comfort: O vice-líder nas vendas em maio de 2016 é vendido por R$ 42.448. O valor médio do seguro em São Paulo é de R$ 1.867.

3° Volkswagen Gol Trendline 1.0: O modelo mais bem colocado da Volkswagen no ranking de vendas no mês custa R$ 37.189 e o seguro do veículo em São Paulo custa cerca de R$ 1.850.

4° Ford Ka 1.0: O modelo da Ford é comercializado no país por R$ 42.970 e o seguro médio para o perfil selecionado na pesquisa em São Paulo é de R$ 1.497.

5° Toyota Corolla GLI 1.8: O Corolla é vendido nas concessionárias da Toyota por R$ 71.521. O preço do seguro também é salgado: R$ 2.436, em média, para São Paulo.

6° Chevrolet Prisma 1.0 LT: Vendido por R$ 43.793 em 2016, o Prisma pode ser segurado em São Paulo pelo valor médio de R$ 1.800 mensais.

7° Fiat Palio 1.0 Attractive: O carro mais vendido da Fiat custa R$ 39.482 no mercado e o seguro modelo gira em torno de R$ 1.812 em São Paulo, na média.

8° Honda HR-V LX MT 1.8: Bastante procurado por consumidores em todo o país, o SUV da Honda custa R$ 76.900. O seguro do modelo sai por cerca de R$ 2.471 nas seguradoras de São Paulo.

9° Renault Sandero Authentic 1.0: O Sandero é o carro da Renault que mais vendeu no país no mês de maio e saiu das lojas por R$ 37.845. O seguro do modelo em São Paulo custa, em média, R$ 1.607.

10° Jeep Renegade 1.8: O veículo que ocupou a 10ª colocação nas vendas nacionais de carros novos no mês de maio é vendido por R$ 69.363. Seu seguro no mercado de São Paulo tem valor médio de R$ 2.147.

O perfil utilizado para realizar a lista de valores dos seguros dos carros comercializados no país é de homem casado, na faixa de 35 anos de idade e residente em capitais brasileiras, como São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Minas Gerais e Mato Grosso. Foram divulgados valores médios dos seguros de cada uma destas capitais pela empresa Minutos Seguros.

Por Luana Neves


Lei que cria Desmanche Legal deve baratear Seguro do Carro


Nova Lei 12.977 de 20 de Maio de 2014 regulamenta o desmanche de veículos. Medida pode reduzir o valor das apólices de seguros.

Uma boa notícia para os motoristas: uma nova lei faz com que as seguradoras de automóvel projetem que o número de furtos e roubos tenham uma queda nos próximos anos. Como consequência disso, os preços das apólices de seguro podem sofrer redução.

A nova lei regulamenta o desmanche de veículos e já existe há um ano na cidade de São Paulo. Os resultados no estado foram positivos: houve redução no número de furtos a veículos de 53.500 em maio do ano passado para 47.593 no mesmo período desse ano. O número de roubos sofreu queda de 44.929 para 33.678 no mesmo período de tempo. A lei que funcionou no estado de São Paulo agora será estendida para todo o território nacional.

Segundo o texto da Lei n° 12.977 de 20 de maio de 2014, a atividade de desmontagem de veículos automotores terrestres agora é legal e tem seus direitos e deveres assegurados pela lei.

A expectativa é que com a atividade regulamentada, a carência de receptadores iniba o desenvolvimento da atividade de forma criminosa, fazendo com que o preço dos seguros seja menor, já que há uma porcentagem destes somente para o caso de roubo ou furtos.

"Seguro Popular" para Carros com mais de 5 anos:

Uma medida interessante também seria a criação de um "Seguro Popular", já que as seguradoras agora poderiam utilizar peças de segunda mão. O seguro mais barato se justificaria pela origem das peças de reposição, vindas do desmonte legal de carros usados.

Os veículos beneficiados com o "Seguro Popular" seriam os mais antigos, que tem dificuldade com relação ao custo-benefício para a troca de peças. Uma peça nova em alguns casos pode sair muito cara em comparação com o custo atual do automóvel, que sofre desvalorização ao longo dos anos em uso. A implantação desse tipo de seguro ainda precisa ser aprovada pela Susep (Superintendência de Seguros Privados). Além disso, é necessária a montagem de um sistema eficiente para o recebimento, classificação e distribuição das peças entre as oficinas. Só como exemplo, o Pálio possui 29 tipos diferentes de para-brisas. Quando um cliente contratar o "Seguro Popular", a seguradora deve ter em seus cadastros a localização correta da peça usada disponível e corretamente certificada.


Seguro do Carro – O Que Aumenta e O Que Diminui o Valor?


Confira aqui alguns fatores que podem aumentar ou diminuir o valor do seguro do seu carro.

Diversos fatores influenciam no valor de contratação do seguro de um veículo. Para calcular o preço da apólice, as seguradoras avaliam várias características, como por exemplo, idade do motorista, estado civil e local em que reside. Abaixo estão listados alguns motivos que possibilitam que o valor do serviço de seguro seja menor:

  • Quando a pessoa já fechou um contrato anteriormente com a empresa e não acionou o serviço de seguro no período de contrato. O valor da cotação tende a diminuir, a cada ano que o cliente renovar o contrato.
  • Quando o motorista já tem carteira de habilitação acima de 5 anos, nível superior de escolaridade e carteira assinada no mercado de trabalho, o valor da cotação tende a ser 35% menor.
  • Quando o proprietário deixa o carro em uma garagem e também quando o automóvel possui sistema de alarme, o preço tende a diminuir pois o risco de furto é menor.
  • Quando o modelo apresenta o menor número de furtos, a cotação do seguro é menor.
  • Quando o motorista é do sexo feminino e casada. Isso se deve pelo fato das mulheres terem mais cautela no trânsito e dirigirem o veículo em uma velocidade menor, se for comparado com a maior parte dos homens.

Existem também alguns motivos que possibilitam que o valor do seguro seja maior. São eles:

  • Na circunstância em que o local em que o proprietário reside é considerado arriscado. As regiões de risco são aquelas que apresentam o maior número de furtos e enchentes.
  • O condutor acabou de ter a sua carteira de habilitação. Isto se deve ao fator do índice de acidentes ser maior com jovens motoristas que ainda não tem experiência no trânsito.
  • O automóvel é blindado. O motivo do preço do seguro ser mais alto é devido o valor de conserto ser maior, em caso de sinistros.
  • Quando o veículo é de estilo esportivo. Isto porque os motoristas tendem a dirigir com uma velocidade mais alta, aumentando o risco de acidentes.

Confira agora quais são os principais tipos de cobertura dos seguros:

  • Cobertura Básica: Prevê a indenização de prejuízos de danos materiais causados no veículo segurado ou de sua perda. Além disso, esta cobertura também prevê o indenização do segurado em casos de incêndio ou roubo do veículo.
  • Cobertura Adicional: Este tipo de cobertura amplia a Cobertura Básica. Ela pode indenizar por danos referentes a partes do veículo, assim como oferecer carro reserva, entre outras vantagens.
  • Serviços de Assistência: Este tipo de cobertura nada mais é do que o serviço de assistência 24horas, onde o assegurado pode solicitar auxílio para qualquer problema que acontecer com o carro, como troca de pneus, falta de bateria, reboque e coisas do tipo.
  • Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos (RCF-V): Este seguro cobre danos materiais ou corporais involuntários que venham a acontecer com terceiros. Ele reembolsa os terceiros até o valor estipulado em contrato.
  • Acidentes Pessoais de Passageiros (APP): Este seguro indeniza os passageiros do veículo quanto a morte, invalidez e despesas médicas e hospitalares decorrentes de acidentes.

Felipe Couto de Oliveira


Seguro de Carros – Dicas de como baixar o preço?


Confira nesta matéria boas dicas para você conseguir reduzir o seguro de seu automóvel e conseguir o melhor preço.

Ao comprar um automóvel, as pessoas pensam na economia que farão: menos dinheiro para ônibus, menos tempos desperdiçado no trânsito, mais condições de trabalho (caso utilize o veículo para esse fim). Sem dúvida, muitos são os benefícios de possuir um carro, no entanto, o cenârio não é só de contenção de custos. Ao comprar um veículo, a pessoa deverá estar ciente que terá gastos diferentes, terá de pagar manutenção, combustível e o seguro do carro. Sobre este último assunto, há quem creia ser desnecessário e um gasto atoa, contudo, isso não é verdade, pois contar com esse serviço pode ajudar muito caso aconteça um acidente ou seu carro seja roubado.

Os preços dos seguros de carros hoje em dia, dependem dos locais onde o motorista anda e do modelo do veículo, sendo assim, o serviço poderá custar bem caro. O ponto principal na hora de calcular o preço dos seguros é verificar qual é o risco que o veículo corre. 

A dica principal na hora de contratar uma seguradora, é averiguar bem os preços entre as empresas e também certificar-se da idoneidade do seguro. Lembre-se: desconfie do que for muito barato, pois pode lhe trazer transtornos na hora de requerer compensação por um sinistro.

Algumas outras dicas que podem ser bem aproveitadas sobre esta questão são: deixe o carro na garagem o maior tempo possível, evitando que ele fique exposto por muito tempo. Caso motoristas jovens dirijam o veículo, tente diminuir o tempo de uso, assim, terá menos chances que a seguradora alegue que o sinistro aconteceu porque um motorista inexperiente estava ao volante. Coloque alguns equipamentos no carro como rastreadores, o uso desses dispositivos diminui os custos com o seguro.

Não escolha um plano barato demais, meça bem as suas possibilidades econômicas e contrate um plano que seja eficiênte, porém que esteja no seu alcance.

Nesta busca por seguros bons e baratos, não se esqueça de que você pode ser peça fundamnetal para o valor do serviço. Isto é, seja um excelengte motorista e evite ter registro de acidente em seu nome. Se a sua familia possui um veículo e usa-o somente para saídas eventuais, não precisa de um seguro exorbitante, contrate um plano básico que vá de encontro às suas necessidades. Modifique o valor do seguro de acordo aos riscos.

Quando for contratar um plano de seguro, não passe nenhuma informação incorreta, seja o mais honesto possível, qualquer dado que não possa ser constatado pode levar à perda do direito à indenização.

Texto de Melina Menezes