Ford anuncia Recall de Carros por Falha no Cinto de Segurança


Chamado envolve unidades dos modelos Lincoln MKZ e Ford Fusion.

A montadora Ford, conceituada por seus carros de grande performance, anunciou na sexta-feira passada, dia 2 de dezembro de 2016, que irá realizar o recall de pelo menos 680 mil unidades de seus veículos. Os modelos envolvidos no reparo são: os sedãs Lincoln MKZ e o Ford Fusion.

O motivo do recall se dá para consertar problemas identificados no cinto de segurança dos carros em questão. Desses, 602 mil unidades estão localizados no mercado norte americano, nos Estados Unidos, sendo que aproximadamente 650 mil deles se encontram por toda a extensão da América do Norte.

Além dos veículos citados, também estão sendo reparados algumas unidades dos sedãs Ford Mondeo. Porém, nenhum desses foi identificado na América do Norte.

O ano dos veículos envolvidos varia conforme as versões específicas. Porém, pode-se dizer que esses estão na faixa de produção entre os anos de 2013 e de 2016.

Até o momento, dois acidentes com dois feridos foram identificados pela fabricante. A mesma está ciente da situação e, por esse motivo, optou pela troca do cinto de segurança para garantir que tais fatos não se repitam.

Recalls em 2016 pela Ford

Esse não é o primeiro recall realizado pela montadora em 2016. Somente nesse ano, mais três outros problemas foram identificados em um mesmo modelo da marca.

O primeiro, em maio, resultou na troca de pedal de freio de 1467 unidades da Ford Ranger. O modelo, que recém havia chegado às lojas, possuía possibilidade de desconexão entre a haste que aciona o hidrovácuo do freio e a haste do pedal.

Ainda, em julho, foram reparadas 44.998 unidades da mesma pick up, por problemas nos bancos. Isso porque a mola do mecanismo responsável por travar o encosto dos bancos na traseira quebrava facilmente, acarretando em sérios danos para os ocupantes.

E mais recentemente, em agosto, a Ford Ranger ainda foi chamada para recall de outras 4.683 unidades por problemas no software do módulo, responsável pelo controle do motor. Isso ocasionava a redução indesejada para a primeira marcha, sem que o condutor o estivesse requerido.

Após essas três reparações, o recall da falha no cinto de segurança é o quarto chamado da marca. A empresa espera resolver o problema o mais rápido possível e de forma eficiente, sem acarretar em demoras para os seus clientes.

Kellen Kunz


Recall Ford Ranger – Problema no Encosto do Banco Traseiro


Problema atinge modelos dos anos de 2014, 2015, 2016 e 2017.

A montadora Ford anunciou nesta sexta-feira, dia 22 de julho, que fará novamente um recall em unidades do seu veículo Ford Ranger. Os modelos com cabine dupla dos anos de 2014 a 2017 estão sendo chamados devido a uma falha no mecanismo que funciona para travar o encosto do banco traseiro.

Os chassis envolvidos, conforme ano de fabricação são:

  • Ano 2014: de EJ145638 a EJ258781;
  • Ano 2015: de FJ213553 a FJ361400;
  • Ano 2016: de GJ360263 a GJ401918;
  • Ano 2017, de HJ402623 a HJ407774.

Sendo assim, quem for proprietário de um veículo com essas características deve entrar em contato com a Ford através do telefone 0800 7033673, verificando assim se o carro está dentro dos convocados para o reparo. Caso haja a confirmação da necessidade de recall, é solicitado ao proprietário que este verique o travamento do encosto junto ao banco traseiro. Este deve ser feito na posição vertical e antes da ocupação do veículo, segurando no centro da parte superior e puxando-o para frente. Se ao fazer isso o encosto se deslocar para frente, este banco deve ser evitado por qualquer pessoa até que o reparo seja feito, conforme conselhos da montadora.

Para a troca, são prioritários os proprietários que notarem a falha no travamento do encosto e, dessa forma, estes devem fazer o seu agendamento imediato com a Ford. A troca é gratuita e leva em torno de trinta minutos. Já as demais unidades somente serão reparadas a partir da data marcada de 20 de setembro de 2016.

Já no final do ano de 2015, a montadora chamou os donos de Ford Rangers modelos 2016 e 2017 por falhas no pedal do freio. As razões técnicas alegadas na época se referiam à desconexão entre a haste do pedal do freio e a haste do acionamento do hidrovácuo do freio, o que resultava em uma possível perda de capacidade de frenagem do veículo, ocasionado em riscos de acidentes e com possibilidade de danos físicos aos ocupantes e terceiros.

Sempre alertando para a importância do imediato atendimento a convocações de recall, a Ford ressalta que possui um legado histórico e produtos que estão comprometidos com o cliente e em oferecer a este as melhores experiências. Sendo assim, a visão e objetivo desta é buscar sempre a liderança no que diz respeito aos seus produtos e serviços em termos automotivos.

Kellen Kunz