Nissan Sentra 2016 – Lançamento e preço do novo modelo


O preço do novo modelo do Sentra fica em R$ 69 mil. Uma das novidades que o sedã mostra é o sistema Nissan Connect para smartphones.

O sedã médio da Nissan, o Sentra,  já conta com a sua linha 2016 disponibilizada para a venda nas concessionárias do Brasil. Entre as novidades, o destaque vai para alguns novos itens, que antes eram opcionais, como é o caso dos controles de tração e também de estabilidade.

Nissan Connect

O novo modelo do Nissan traz esse sistema de conexão com as midias sociais da montadora. Com a plataforma, o motorista poderá conectar alguns smartphones, além dele os dos passageiros, para aplicativos como o Google Search e a rede social Facebook.

Itens de topo

A versão 2016 topo de linha do Sentra (SL), conta com os faróis com acendimento automático, acabamento interno feito em couro, partida do motor sem chave, ar-condicionado com duas zonas, rodas em 17 polegadas, seis airbags, Isofix, freios ABS com EBD, sensor de estacionamento e mais.

Motor

Sem novidades na motorização. O destaque fica para o propulsor 2.0 l flex com uma potência de 140 cavalos e torque de 20 kgfm. O câmbio é automático do estilo CVT.

Preços

Mais salgado para o bolso. O custo do novo Nissan Sentra 2016 teve um aumento de R$ 2,1 mil (versão S), R$ 2,3 mil (versão SV) e R$ 4,1 mil (versão SL).

Confira todos os preços

  • Sentra 2.0 S – R$ 69.190
  • Sentra 2.0 SV – R$ 75.990
  • Sentra 2.0 SL sem teto solar – R$ 82.490
  • Sentra 2.0 SL com teto solar – R$ 84.990

Ficha técnica do Nissan Sentra SL 2.0 CVT 2014

Modelo do ano 2014, o preço desse Nissan fica em R$ 66.020 (com a desvalorização). A garantia do carro é em 3 anos. A potência do sedan Sentra fica em 140 cavalos e 20 kgfm movido a etanol. Para a gasolina, o modelo conta com uma potência de 140 cavalos e torque também de 20 kgfm, ou seja, sem alteração para ambos combustíveis. A revisão (até 60 mil km) fica num custo de R$ 2.244.

O desempenho desse modelo do Sentra fica com uma velocidade máxima de 186 km/h e a aceleração de 0 a 100 km/h em 10,1 segundos. O consumo urbamo movido a etanol fica em 6,9 km/l e a 10 km/l com gasolina. Já o consumo nas estradas fica em 9,1 km/l com etanol e 12,9 km/l com gasolina.

novo-nissan-sentra-2016-brasil


Carros Mais Baratos do Brasil em 2015


Confira aqui uma lista com os Carros Mais Baratos do Brasil em 2015. Veículos custam de R$ 27 a R$ 34 mil.

Com a volta do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), muitas pessoas que estavam interessadas em comprar um carro novo tiveram de rever as opções. Isso resultou em uma maior procura por modelos mais em conta e que se encaixam melhor no orçamento, mas você sabe quais são os carros mais baratos do Brasil? Se não sabe, saiba que estes veículos, que custam entre R$ 27.340 e R$ 34.990, tem em comum a presença do motor 1.0. Há ainda alguns modelos apenas com duas portas e sem itens como limpador traseiro. Confira agora os 10 modelos mais baratos:

  • Fiat Palio Fire com 2 Portas: O veículo custa R$ 27.340 e possui motor 1.0 de quatro cilindros, que é capaz de fornecer até 75 cavalos de potência. O carro possui como principais itens de série vidros verdes, calotas, relógio digital, conta-giros, além de capô com alça de segurança. O veículo, apesar de ter um design um pouco ultrapassado, acaba compensando pelo seu preço baixo e também pelos itens de série que já vem presentes.
  • Renault Clio Authentique com 2 Portas: O preço do carro é de R$ 27.380 e ele utiliza um motor 1.0 de quatro cilindros, que oferece até 80 cavalos de potência. Entre os itens de série presentes no carro estão o computador de bordo, os vidros verdes, as calotas, os apoios de cabeça traseiros e o conta-giros. Quando surgiu no mercado, o Clio era considerado um dos melhores modelos, pois já vinha com alguns itens como airbags mesmo sem estes serem obrigatórios na época. Porém, aos poucos a versão básica do carro foi ficando cada vez mais desequipada e hoje não conta com direção hidráulica e nem vidros e travas elétricas.
  • Fiat Uno Vivace 2 Portas: O carro sai das concessionárias por R$ 28.770 e vem equipado com motor 1.0 de quatro cilindros, que fornece até 75 cavalos de potência. Entre os itens de série presentes no carro estão: calotas, apoio de cabeça traseiros, relógio digital, conta-giros e vidros verdes. Depois do imenso sucesso que fez quando foi lançado, o Novo Fiat Uno começou a cair nas vendas e no ano passado sofreu a sua primeira reestilização. O problema é que a versão Vivace (modelo de entrada) não acompanhou esta reestilização e continua oferecendo as mesmas coisas. Sendo assim, esqueça a presença de sistema start-stop ou então câmbio automático.
  • Geely GC2 4 Portas: O modelo custa R$ 29.900 e possui motor 1.0 de 3 cilindros, que fornece até 68 cavalos de potência. O carro tem como itens de série direção hidráulica, ar condicionado, vidros e travas elétricas, rádio com entrada USB e MP3, volante com regulagem de altura, faróis de neblina e sensor de ré. Com certeza este é um dos modelos mais completos desta lista de carros baratos, porém, o carro tem como pontos negativos o seu motor de apenas 3 cilindros e também a pouca quantidade de concessionárias da marca no país (atualmente são apenas 17).
  • Volkswagen Gol Special 2 Portas: O veículo é oferecido pelo preço de R$ 30.230 e conta com motor 1.0 de 4 cilindros, que oferece até 76 cavalos de potência. O carro vem com itens como banco do motorista com regulagem de altura, calotas, conta-giros e apoios de cabeça traseiros. O Gol, que já foi o carro mais vendido no Brasil, possui atualmente um design um pouco ultrapassado e para pior teve o seu preço aumentando nos últimos meses. Outro ponto negativo do carro é que quem quiser sair com o carro já preparado para a instalação do rádio irá pagar um pouco mais caro pelo carro.
  • Volkswagen Take Up 2 Portas: O modelo custa R$ 30.560 e vem com motor 1.0 de 3 cilindros, que oferece surpreendentes 82 cavalos de potência. Entre os itens de série presentes no carro estão: chave do tipo canivete, calotas, banco do motorista com regulagem de altura, apoios de cabeça traseiros, limpador e desembaçador traseiro, além de fixação isofix. O carro pode ser considerado o mais moderno de toda esta lista de carros baratos. Não bastasse isso, ele também foi muito bem no teste de colisão realizado pela Latin NCap e conta com um motor bastante potente, mesmo tendo um cilindro a menos.
  • Chery QQ 2 Portas: O carro custa R$ 31.900 e possui um motor 1.0 de três cilindros, que é capaz de fornecer até 69 cavalos de potência. O carro possui vidros e travas elétricas, ar condicionado e direção hidráulica. O veículo, que ganhou uma nova versão recentemente, tem como principal ponto positivo a presença de um amplo pacote de equipamentos. Vale lembrar que atualmente ele é importado, porém, começará a ser produzido no país no final do ano.
  • Renault Sandero Authentique 4 Portas: O modelo chega às lojas custando R$ 34.070 e vem equipado com o motor 1.0 de quatro cilindros, que é capaz de oferecer até 80 cavalos de potência. Os itens de série presentes no carro são: limpador e desembaçador do vidro traseiro, além de ar quente. O acabamento externo da versão de entrada do Sandero deixa um pouco a desejar, além disso, o seu motor sobre bastante para empurrar o carro. Apesar destes defeitos, o veículo oferece bastante espaço interno para seus ocupantes.
  • Chevrolet Classic 4 Portas: O modelo custa R$ 34.250 e vem com motor 1.0 de quatro cilindros, que é capaz de fornecer até 78 cavalos. O veículo conta com direção hidráulica, ar condicionado, conta-giros e desembaçador traseiro. O Chevrolet Classic possui um design bastante ultrapassado, mas compensa pelo seu amplo pacote de equipamentos e pelo seu baixo valor. O consumidor que quiser pode ainda pode incluir no carro alarme e vidros e travas elétricas por apenas R$ 1,4 mil.
  • Chevrolet Celta 4 Portas: O modelo custa R$ 34.990 e possui motor 1.0 de quatro cilindros, que fornece até 78 cavalos de potência. O modelo também vem bastante equipado, com direção hidráulica, ar condicionado, conta giros, limpador e desembaçador traseiro, além de vidros e travas elétricas. O principal ponto forte do Celta é a presença de um bom pacote de itens, porém, ele peca por seu pouco espaço interno.


Nissan Frontier ganha nova central multimídia


O modelo conta com o novo equipamento e o preço do sistema fica por R$ 3.175.

A Nissan disponibiliza um novo componente para a linha da picape Frontier, presente nas concessionárias da empresa, que é a central multimídia Caska CA087-BR. O fator novo possui rádio, televisão, navegador por GPS, sistema Bluetooth® com áudio streaming, câmera de ré com visão noturna e entradas para iPod/iPhone®, DVD, USB e SD Card. O valor recomendado é de R$ 3.175 (com a ausência da mão de obra presente e preço com referência para São Paulo) e as versões S e SV do modelo poderão ganhar o componente, fornecido também para as linhas do New March e Sentra desde o último ano.

Com visor de 6,2 polegadas e formato particular produzido para o painel da Frontier, o sistema possui instalação simples, devido ter conexão Plug and Play com os conectores originais completos do modelo, não sendo necessário adaptações. Para a utilização de iPod e iPhone, o componente fornece o controle direto no visor, tornando mais simples o acesso aos arquivos dos dispositivos, sendo uma das limitações de diversos componentes semelhantes. A central também possui compatibilidade com a maioria dos aparelhos e smartphones fornecidos no mercado.

A funcionalidade Bluetooth® possibilita a sincronização de agenda do aparelho e fornece a alternativa de viva-voz, como também possui áudio streaming para transferir músicas digitais para o sistema. O receptor de TV Digital integrado possui alta resolução e tem a procura de canais por botão direto. Somado a isto, possui sensor de freio de estacionamento para controle de reprodução de vídeo. Fabricado pela Caska, o sistema multimídia é homologado pela Nissan e não possui desvantagens à garantia de fábrica do modelo, caso seja instalado nas concessionárias da empresa.

O grande fator novo do Nissan Versa nacional é o motor 1.0 de 3 cilindros, que foi produzido de forma única para o território brasileiro e que iniciou no New March. Segundo a empresa, o novo propusor, que também é produzido em Resende (RJ), possibilita 77 cv e 10 kgfm de torque.


JAC T6 2015 terá preço a partir de R$ 71 mil


O modelo de entrada teve uma alteração no seu custo e de R$ 72 mil passa para R$ 71 mil no mercado.

A JAC Motors alterou o valor de entrada do SUV T6, que teria o preço de R$ 72.310, entretanto, possuirá a mudança para o valor de R$ 71.990 quando for recebido nas lojas, no próximo mês. A variação também é relacionada pela frequente alteração do dólar. As duas versões de acabamento permanecem e possuem motor 2.0 flex.

JAC T6 2.0 JetFlex: R$ 71.990

Tendo 4,47 metros de comprimento e entre-eixos de 2,64 m, possui a base do ix35. O motor aspirado de 2 litros e 16V possibilita 160 cv e 20 kgfm de torque máximo, com etanol. A transmissão é manual de cinco velocidades. O modelo possui ar-condicionado, vidros e travas elétricos, direção assistida e bancos com revestimento de couro, da mesma forma como freios com sistema ABS (antitravamento) e airbag duplo frontal, sendo obrigatórios. A capacidade do porta-malas é de 505 litros.

JAC T6 2.0 FetFlex com Mirror Link: R$ 75.990

Acrescenta diferenciais tecnológicos no pacote antecedente. O modelo possui sistema multimídia, visor sensível ao toque de 7 polegadas e conexão Mirror Link, que possibilita espelhar e coordenar diretamente no veículo o conteúdo do aparelho, estando incluso a utilização de aplicativos, onde pode-se citar Waze, e-mail e inclusive redes sociais, como Facebook e Twitter. Existe também a câmera de ré.

Fornecedores conectados com a empresa informaram que a situação ideal seria possuir a moeda com o valor de R$ 2,89, para começar os valores do T6 a R$ 69.990, sendo inferior à situação psicológica de R$ 70 mil e mais próximo do EcoSport, que tem o valor inicial de R$ 66.200, sendo a grande base de todos os novos SUVs no mercado, onde estão inclusos Honda HR-V, Peugeot 2008 e Jeep Renegade.

Este preço, entretanto, ocorre na versão do veículo da Ford com motor 1.6 flex e transmissão manual de cinco velocidades. O 2.0 flex, que possui transmissão automatizada de seis velocidades e dupla embreagem, o valor é ampliado para R$ 75.100.

Felipe Couto de Oliveira


VW Gol – Qual o preço de um modelo 2014-2015 usado?


Nesta matéria, você vai conferir qual o preço médio de um modelo Gol usado. Confira!

A linha 2015 do veículo Gol, saiu com versões que chegam a R$ 58.910,00. Este simpático automóvel da Volksvagen caiu no gosto popular por ser um carro de força, design inovador e de certa forma acessível. As versões adotam a nomenclatura global da marca: as básicas são descritas como Trendline, as intermediárias Comfortline e as completas Highline.

  • Gol Trendline1.0: É equipado com os itens de série; air bags para motorista e passageiro, vidro elétrico, computador de bordo opcional e freios ABS. Com duas portas o preço médio é de R$ 29.079,00, na versão quatro portas o preço sobe para R$ 31.699,00.

  • Gol Trendline 1.6 8V: Os itens de série são quase os mesmos da versão 1.0 com air bags para motorista e passageiro, vidro elétrico, computador de bordo opcional, farol de neblina, travas elétricas e freios ABS. Com duas portas o preço médio é de R$ 35.028,00, já o modelo quatro portas, R$ 35.777,00.

  • Gol Comfortline 1.0: Tem como itens de série air bags para motorista e passageiro, vidro elétrico, computador de bordo opcional , farol de neblina, travas elétricas, bancos em couro opcional e freios ABS. Com duas portas o preço médio é de R$ 31.130,00 e com quatro portas R$ 31.699,00.

  • Gol Comfortline 1.6: Também possui os itens de série acima, com algumas excessões; a versão confortline não possui desembaçador traseiro e vidros elétricos, o sistema de som existente não têm entrada USB, sem alarme e distribuição eletrônica de frenagem. Com duas portas o modelo fica na média de R$ 35.201,00 e com quatro portas R$ 37.460,00.

  • Gol Highline 1.6 16V: É equipado com os itens de série; air bags para motorista e passageiro, vidro elétrico, alarme, distribuição eletrônica de frenagem, volante com regulagem de altura, freios ABS e como opcionais computador de bordo opcional e bancos de couro. Na versão quatro portas R$ 44.624,00.

Desde que foi lançado pela montadora alemã, o Gol continua sendo sonho de consumo de muitos brasileiros.

 Bruna Domingos dos Santos


Honda HR-V foi lançado oficialmente no Brasil


O modelo tem versões a partir de R$ 69 mil e o seu preço de mercado pode chegar até mais de R$ 88 mil.

A Honda trouxe uma novidade bastante interessante para o mercado brasileiro de automóveis em 2015: trata-se do novo Honda HR-V. Vale ressaltar que no dia 06 de março a montadora divulgou os preços oficiais do automóvel. Além disso, a montadora também informou que o automóvel passa a ser comercializado oficialmente a partir de 15 de março. O novo Honda HR-V possui as versões LX, manual e CVT; EX; e EXL, CVT.

Como já foi informado, a Honda já divulgou os preços oficiais das versões do Honda HR-V. Logo abaixo você pode conferir os preços:

LX MT – R$ 69.900
LX CVT – R$ 75.400
EX CVT – R$ 80.400
EXL CVT – R$ 88.700

É importante destacar que haverá um acréscimo de R$ 1.200 para aqueles que optarem pela pintura metálica ou personalizada.

Esse automóvel é bastante esperado entre os clientes, haja vista dispor de muitos itens de série, bem como ser bastante moderno e confortável. Entre os itens presentes em todas as versões, podemos destacar: direção elétrica, ar-condicionado, vidros, travas e retrovisores elétricos, airbags frontais, isofix (destinado à fixação de cadeiras infantis), pneus 215/55 R17, rádio com suporte para CD e MP3, entradas USB e auxiliar, comandos de conexão do celular no volante, ajuste de altura para o banco do motorista e volante com regulagem de altura e profundidade.

Além disso, saiba que quando o assunto é segurança o Honda HR-V também se destaca. Esse carro conta com itens de segurança de extrema qualidade e eficiência. O lançamento da Honda vem acompanhado de controles de tração e estabilidade além de freio de estacionamento elétrico.

A versão top de linha do Honda HR-V é a EXL. A mesma dispõe de tela multimídia sensível ao toque e de sete polegadas que vem acompanhada de GPS e câmera de estacionamento com excelente resolução. Além disso, a versão EXL também possui outras exclusividades, entre as quais estão: duas entradas USB no console, entrada HDMI, tomadas 12V, ar-condicionado digital, medidor de temperatura externa, comando de voz para celular, bancos de couro dentre outros itens.

Por Bruno Henrique


Seguro de Carros – Dicas de como baixar o preço?


Confira nesta matéria boas dicas para você conseguir reduzir o seguro de seu automóvel e conseguir o melhor preço.

Ao comprar um automóvel, as pessoas pensam na economia que farão: menos dinheiro para ônibus, menos tempos desperdiçado no trânsito, mais condições de trabalho (caso utilize o veículo para esse fim). Sem dúvida, muitos são os benefícios de possuir um carro, no entanto, o cenârio não é só de contenção de custos. Ao comprar um veículo, a pessoa deverá estar ciente que terá gastos diferentes, terá de pagar manutenção, combustível e o seguro do carro. Sobre este último assunto, há quem creia ser desnecessário e um gasto atoa, contudo, isso não é verdade, pois contar com esse serviço pode ajudar muito caso aconteça um acidente ou seu carro seja roubado.

Os preços dos seguros de carros hoje em dia, dependem dos locais onde o motorista anda e do modelo do veículo, sendo assim, o serviço poderá custar bem caro. O ponto principal na hora de calcular o preço dos seguros é verificar qual é o risco que o veículo corre. 

A dica principal na hora de contratar uma seguradora, é averiguar bem os preços entre as empresas e também certificar-se da idoneidade do seguro. Lembre-se: desconfie do que for muito barato, pois pode lhe trazer transtornos na hora de requerer compensação por um sinistro.

Algumas outras dicas que podem ser bem aproveitadas sobre esta questão são: deixe o carro na garagem o maior tempo possível, evitando que ele fique exposto por muito tempo. Caso motoristas jovens dirijam o veículo, tente diminuir o tempo de uso, assim, terá menos chances que a seguradora alegue que o sinistro aconteceu porque um motorista inexperiente estava ao volante. Coloque alguns equipamentos no carro como rastreadores, o uso desses dispositivos diminui os custos com o seguro.

Não escolha um plano barato demais, meça bem as suas possibilidades econômicas e contrate um plano que seja eficiênte, porém que esteja no seu alcance.

Nesta busca por seguros bons e baratos, não se esqueça de que você pode ser peça fundamnetal para o valor do serviço. Isto é, seja um excelengte motorista e evite ter registro de acidente em seu nome. Se a sua familia possui um veículo e usa-o somente para saídas eventuais, não precisa de um seguro exorbitante, contrate um plano básico que vá de encontro às suas necessidades. Modifique o valor do seguro de acordo aos riscos.

Quando for contratar um plano de seguro, não passe nenhuma informação incorreta, seja o mais honesto possível, qualquer dado que não possa ser constatado pode levar à perda do direito à indenização.

Texto de Melina Menezes


Seguro – Preço para carros mais vendidos varia até 350%


Uma pesquisa feita aponta cotações para 10 modelos de automóveis que são comercializados em 5 capitais brasileiras.

O cálculo do seguro de veículo possui várias variáveis, onde pode-se citar o perfil do motorista, lugar de moradia e dados de criminalidade. Devido a isto, o prêmio (preço pago pelo proprietário) para o veículo idêntico e perfil para ser superior em três vezes de uma cidade para outra.

Uma pesquisa, realizada em fevereiro por duas plataformas na internet, Bidu e Minuto Seguros, apresenta cotações para 10 veículos entre os mais comercializados recentemente em 5 capitais do Brasil. O Ford Ka teve a variação mais elevada de valores entre preços mínimos e máximos, sendo de R$ 650 no Rio de Janeiro e R$ 2.936 em Salvador, sendo uma variação de aproximadamente 350%.

O levantamento alcançou um valor médio em cada cidade, em relação a prêmios de 4 seguradoras distintas, tendo o de menor e o maior preço verificado. Totalizando, mais de 10 empresas foram verificadas. O perfil usado para as cotações completas, no momento preciso, tratou-se um homem, com 30 anos, casado, que utiliza o carro para o trabalho e percorre aproximadamente 15 km diariamente, com lugar de estacionamento em casa e no trabalho.

De forma geral, as picapes mais comercializadas do Brasil tratam-se dos modelos mais caros para as pessoas que desejam fazer seguro. A Fiat Strada possuiu o prêmio médio mais elevado em 3 capitais, sendo 2 delas para o Volkswagen Saveiro. A média de valores para seguro das picapes mais comercializadas no Brasil estiveram entre R$ 3 mil e R$ 4,1 mil.

Os preços mais elevados também possuem relações com os valores das picapes, que iniciam em R$ 40 mil, onde as outras podem ser verificadas por preços menores, desde R$ 26.990 pelo Fiat Palio Fire.

O Ford Novo Ka possui o menor prêmio em 4 cidades, tendo uma média de R$ 1.288 a R$ 1.923, próximo de 4% do preço do veículo. O modelo foi ultrapassado somente em São Paulo, pelo Chevrolet Onix, com R$ 1.745.

Dicas para baixar o seguro do carro

Se você puder, deixe o menos possível o seu carro exposto a riscos, com isso, menor será o valor do seguro. Quando há a possibilidade de deixar o veículo na garagem ou em estacionamento fechado, as chances de roubos são reduzidas. Quando a pessoa conta com uma garagem em casa, isso pode reduzir o seu preço do seguro em até 25%.

Outra dica é fazer com que os motoristas mais jovens sejam condutores mais eventuais. O fato de ser inexperiente no trânsito traz maior disposição para riscos e isso pesa no preço dos seguro. O fator acontece para pessoas com idades entre 18 a 25 anos.

Caso o jovem utilize pouco o carro, o aconselhável é que ele seja um condutor eventual, fazendo o uso de até 15% do tempo total, não precisando fazer um seguro em seu nome. Em um caso de sinistro, caso a empresa de seguros apontar que o condutor principal era o jovem e não os seus pais, a família poderá perder o direito de indenização.

Um ponto importante também é contar com equipamentos de segurança no carro, como os contra roubo, rastreadores, o que facilita no processo de localizar o veículo, diminuindo o risco da seguradora. Com isso, o valor do seguro poderá chegar a ter um desconto de até 20%. 

Felipe Couto de Oliveira


Renault Sandero 2015 – Resenha do modelo e Preço


O modelo foi lançado no segundo semestre de 2014 e é vendido em quatro versões com preços a partir de R$ 29 mil.

Nesta matéria vamos analisar sobre o Renault Sandero, no seu último modelo lançado no ano de 2014. No momento do lançamento, a montadora aproveitou justamente o dia em que o governo brasileiro anunciou oficialmente a manutenção da alíquota reduzida do imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

As novidades desse veículo na versão 2015 é que ele ganhou um motor novo, este motor é o 1.0 16 V Hi-Power, o qual já é utilizado pela montadora nos modelos Clio e Logan. O carro será comercializado em duas versão menos potente que foram batizadas com os nomes de Authentique e Expression, que serão complementadas por duas outras versões Expression e Dynamique as quais virão com um motor um pouco mais potente 1.6 8V.

O motor 1.0 desse carro ficou bastante econômico e durante os testes ele ganhou a classificação A de economia de combustível, para obter esse resultado satisfatório foi constatado nos teste que esse motor consegue fazer uma média de 8,1 Km/l com etanol e 11,9 Km/l com gasolina em ambiente urbano, já nas estradas o veículo obteve uma média de 13,4 km/l com gasolina e 9,2 km/l quando abastecido com etanol. Esse motor consegue gerar uma potência máxima de 80 cv quando abastecido com etanol e 77 cv se abastecido com gasolina.

Para quem gostou dessa novidade, o grande atrativo do veículo ficou por conta da mudança do desing externo e interno, além do fato de que na sua versão de entrada o Sandero teve o seu preço reduzido, além de ter sido inserida a direção hidráulica como item de série.

O visual desse carro ficou bastante interessante, haja vista que foi colocada nova grade dianteira a qual contém frisos cromados, exceto na versão de entrada, que vão até os faróis, o losango, símbolo da marca francesa, também veio em tamanho maior e com maior destaque que nas versões anteriores.

O preço desse veículo também acabou se tornando um grande atrativo, pois ele parte de R$ 29,890 mil na versão de entrada e de R$ 35,59 mil na versão topo de linha. 

Esse modelo do Renault Sandero é vendido hoje em quatro versões, as quais são a Authentique 1.0, Expression 1.0 e 1.6 e a Dynamique 1.6, além da versão de aventura Stepway.

Há também as opções com transmissão automática que foram lançadas no Salão de São Paulo do ano passado. Um dos pontos interessantes do Sandero, pe que todas as versões, desde a básica, contam com direção hidráulica, abertura interna do porta-malas, desembaçador traseiro, além dos equipamentos obrigatórios ABS e duplo Airbag.

Na versão Expression, ainda temos o rádio e CD com conexão USB e Bluetooth, vidros elétricos dianteiros, alarme, retrovisores, computador de bordo, entre outros.

Para a versão Top, a Dynamique, ela conta também com rodas de liga, indicadores de direção, faróis de neblina, piloto automático, computador de bordo, espelhos e vidros traseiros elétricos, entre outros.

A motorização fica em 1.0 16 V com 80 cavalos de força e 1.6 8V de 106 cavalos, movido a etanol. 

Por Adriano Oliveira


Nissan New March 2015 tem preço a partir de R$ 35.990


As vendas no mercado brasileiro do novo March, que é fabricado no Rio de Janeiro, tem preços que vão até mais de R$ 47 mil.

A Nissan começou recentemente as comercializações do New March com sistema de partida a frio e novo motor 1.0 12V de três cilindros, com valor inicial de R$ 35.990. O veículo é fabricado no Complexo Industrial da Nissan, em Resende (RJ) e possui valores que atingem R$ 47.490, segundo a versão e a motorização.

O Nissan New March 1.6 16V, por sua vez, possui partida a frio, com a versão SL tendo componentes distintos, onde pode-se citar câmera de ré, ar-condicionado, sistema de navegação por GPS, Bluetooth com comandos no volante e conectividade com mídias sociais através do Nissan Connect®. A plataforma mundial da empresa possibilita que aplicativos famosos como Facebook e Google Search tenham acesso no visor sensível ao toque no painel central do veículo.

Os motores do New March, sendo 1.0 12V e 1.6 16V, possuem o sistema CVVTCS (Continuosly Variable Valve Timing Control System, que significa variação da abertura das válvulas através de variador de fase), que possibilita que a entrada de ar e de combustível nos cilindros seja aprimorada em qualquer rotação.

A Nissan também divulgou o recebimento do Novo Versa nas lojas este mês com valores de R$ 41.999 e R$ 54.990. A companhia informou que o sedã possuirá cinco versões com duas alternativas de motores, sendo 1.0 e 1.6. Com um visual mais elegante, o veículo torna a fornecer bancos em tecido, camurça ou couro, e possui uma versão inédita para o modelo de maior cilindrada, denominada Unique.

O maior fator novo está na versão de entrada 1.0, que possuirá o novo motor de 3 cilindros já usado no New March, que possibilita 77 cv de potência e 10 kgfm de torque, sendo a gasolina e etanol. O Novo Versa 1.0 de entrada possui direção elétrica progressiva, freios ABS, airbag duplo, computador de bordo, ar-condicionado, vidros dianteiros elétricos, retrovisores elétricos, travas elétricas, dentre outros.

March

O Nissan March, denominado Micra no Japão e Europa, tem sua produção feita em quatro fábricas ao redor do globo. As suas vendas acontecem em mais de 160 países.

A quarta geração do modelo tem boas marcas de vendas em todas essas localidades. No ano de 2011, em outubro, o Nissan March chegaria ao mercado brasileiro.

O grande destaque do mesmo era que ele seria o primeiro carro popular japonês com as vendas no mercado nacional.

Em certas localidades o Nissan March tem a sua venda equipado com transmissão CVT. No Brasil, as últimas versões que eram vendidas foram as seguintes:

1.0 (básico), 1.0S (completo), 1.6S (com os mesmos itens do 1.0S, além de um motor com 1.6l e 111 cavalos de força) e 1.6SV (todos os itens disponíveis, além de sistema de som, rodas de liga leve e alarme). 


Chevrolet Spin 2016 é lançado por R$ 53 mil no Brasil


O modelo chega ao mercado brasileiro com um reajuste de preço entre 3% a 4% com o custo inicial de R$ 53.590.

Apesar de ainda os preços de comercialização não terem sido divulgados, a Chevrolet decidiu acelerar e realizar o lançamento do seu mais novo veículo, a minivan Spin versão 2016. A previsão de chegada desse veículo nas concessionárias é para as próximas semanas, motivo pelo qual o veículo ainda não teve o seu preço oficial divulgado, contudo, sem dúvida alguma, devido o fato dessa versão 2016 ter sido lançada precocemente, o consumidor que tiver interesse nesse veículo pode aguardar um reajuste de 3% a 4% nos preços desse veículo, atualmente, o preço desse carro estão tabelados e variam entre R$ 53.590 a 63.340, conforme o modelo que for escolhido pelo cliente.

Todavia, apesar do possível aumento, a Chevrolet preparou algumas mudanças para justifica-lo, a fim de que os consumidores não ficassem desanimados com o novo modelo, uma dessas mudanças foi o novo revestimento do interior do carro, que nessa versão 2016 será totalmente preto, bem como a padronização dos tecidos utilizados nos assentos que também foram escurecidas.

Em sua versão mais simples, que será a LT, o Spin passou a ter de fábrica faróis com máscara negra com lentes transparentes, outra novidade para essa versão foi a inserção de duas opções a mais de cores para os clientes que são elas: o Graphite e o Peper Dust.

Já a versão aventureira que foi batizada com o nome de Spin Active passou a ter outras versões e terá a transmissão automática de seis velocidades que é a GF6-2 de segunda geração, a qual segundo os especialistas do ramo da automobilística tem com principal atrativo o fator de proporcionar mudanças de marchas em um tempo mais reduzido, cerca de 50%, além de terem reduções duplas e triplas, porém essas mudanças, para quem realizou os testes neste veículo, não foram tão perceptíveis quanto o que foi prometido pela montadora.

Spin

A Chevrolet lançou a minivan Spin, através da General Motors do Brasil, no ano de 2012. A GM também fez a venda global do veículo em outros países, além de fabricar o modelo na GM de Bekasi, situada na Indonésia.

O intuito da Chevrolet com a Spin foi substituir os extintos Meriva e Zafira, pois os mesmos ficaram defasados diante da concorrência. Isso aconteceu muito pelo fato desses modelos não contarem com alterações siginificativas no mercado.

Como a Meriva contava com cinco lugares e a Zafira um total de 7 lugares, o novo modelo Sping teve o seu lançamento em duas versões. A LT vinha para ficar no lugar da Meriva e a LTZ para ficar no posto da Zafira.

Em termos visuais, a Sping ficou na mesma linha que segue a tendência da GM, muito semelhante ao Agile e Cobalt, uma vez que o painel que foi adotado é o mesmo deste último (analógico difital).

Para a motorização, a Spin contava com um modelo 1.8L de 108 cavalos que eram utilizados no Fiat Stilo. A transmissão era de seis marchas, vinda do Cruze. 


Novo Honda HR-V 2015 – Lançamento e Preço


A Honda está trabalhando em ritmo frenético para o lançamento de seu novo SUV no Brasil,o HR-V. O modelo será um SUV para servir de utilitário urbano, não sendo o mais indicado para situações de pistas diferentes.

Em quatro versões diferentes, o HR-V deve ser lançado no país no próximo dia 20, de acordo com as concessionárias Honda do estado de São Paulo. Para tanta tecnologia e esportividade, o modelo não terá preço inicial dos mais caros, partindo de R$ 68.990 na versão LX manual, chegando até R$ 93.990, na versão EXL CVT.

Todos os modelos deverão vir com motor 1.8 litro com 16 válvulas flex e potência de 139/140 cv, além de torque de 17,3/17,4 kgfm, rodando em gasolina/etanol. O propulsor é o mesmo do Honda Civic LXS. O único modelo com opção de câmbio manual de seis marchas será a versão de entrada (LX), sendo que todas as outras deverão sair de fábrica com a caixa CVT com simulação de sete velocidades virtuais no modo manual.

Para o modelo de entrada, o HR-V deverá vir com rodas de aço de 17 polegadas com calotas. Isso substituiria o conjunto de liga leve no mesmo diâmetro em relação aos outros modelos. A medida dos pneus é de 215/255, todas com aro 17 (R17).

Além disso, o novo modelo da Honda ainda vem com assistente de partida em rampas, freio de estacionamento elétrico, freios a disco nas quatro rodas com EBD (distribuição eletrônica de frenagem) e ABS (anti-travamento das rodas), controle eletrônico de estabilidade (VSA), repetidores de seta nos retrovisores e acionamento automático do pista-alerta em casos de frenagens de emergência.

Na parte interna, o veículo também conta com direção com assistência elétrica progressiva; ar condicionado; chave canivete; sistema de áudio com conexão Bluetooth; vidros, travas e retrovisores com acionamento elétrico; e rebatimento dos bancos traseiros, semelhante ao do Honda Fit.

O Honda HR-V (Hight Rider Vehicle) é um modelo SUV tendo o seu mercado inicial voltado exclusivamente para o mercado do Japão e Europa. O seu lançamento aconteceu em 1999.

Para o mercado europeu, o Honda HR-V foi vendido com um motor SOHC 1.6 ou VTEC SOHC 1.6. Algumas das versões do modelo eram fabricadas com uma transmissão CVT.

A Marca

A Hojda conta com mais de 167 mil funcionários em todo o mundo. Ela apresenta 507 empresas ao redor do globo, com 67 unidades de produção em 13 países e 43 unidades de pesquisas e desenvolvimento em 13 países.

No Brasil

A marca começou a funcionar como Honda Motor do Brasil Ltda em 26 de outubro de 1971. Era a responsável pela importação e a distribuição dos produtos Honda no mercado brasileiro.

Em um primeiro momento eram apenas motocicletas, mas dois anos depois começou a comercialização de outros produtos. 

Por Felipe Villares


Qual o efeito de 27% de etanol na gasolina nos carros?


A partir do dia 16 de março, a gasolina no Brasil passará a contar com 2% a mais de etanol. Atualmente, a gasolina brasileira conta com 25% de etanol, mas o Governo já determinou que esta porcentagem será de 27%, mesmo com alguns setores protestando e alegando que é preciso mais testes para saber se os veículos brasileiros estão realmente preparados para suportarem este aumento na mistura do etanol com a gasolina.

Eduardo Braga, ministro de Minas e Energia, já confirmou aos jornalistas que o aumento do etanol na gasolina já foi autorizado e está confirmado a partir do próximo dia 16. Porém, esta mistura não será feita na gasolina Premium, que custa mais que a gasolina comum que passará a ter 27% de etanol.

No mês passado, o Governo havia informado que estaria fazendo este acréscimo do etanol na gasolina e desde então começou um intenso debate sobre o quanto isto prejudicaria os motores dos veículos que passassem a utilizar uma gasolina com 27% de etanol.
As empresas de açúcar e etanol são as que mais apóiam a mudança, pois isto garante um aumento na produção de cerca de 9% ao ano. As usinas têm no etanol anidro um dos produtos com melhor  remuneração!

Recentemente, as usinas tiveram uma boa ajuda do Governo que autorizou o aumento do etanol, quando a Petrobrás precisou aumentar o preço da gasolina. Com isto, o lucro destas usinas teve uma boa melhora, mas elas alegam que precisam ainda deste aumento na mistura do etanol com a gasolina.

A presidente Dilma Roussef sancionou uma lei em setembro de 2014, autorizando o aumento da mistura do etanol na gasolina de no máximo 27,5% porém, a lei é clara ao informar que este aumento na mistura só poderia ser feito após testes que comprovassem que isto seria tecnicamente possível, ou seja, não prejudicaria os motores dos veículos. A indústria automobilística se posicionou contrária a uma mistura superior a 25%, alegando que os veículos no país não estão preparados tecnicamente para isto.

Carros com motores Flex não vão poder observar diferença no aumento da porcentagem de etanol na gasolina, que vai de 25% para 27% a partir de 16 de março.

Em 2014, os carros Flex representavam 88% dos veículos novos licenciados.  Aqueles que são equipados com motores movidos a gasolina, o aumento deste percentual não apresentará fortes impactos, de acordo com especialistas.

Para esses modelos movidos a gasolina, a Associação dos Fabricantes de Automóveis (Anfavea) recomenda que o abastecimento seja feito pela gasolina premium.

A Anfavea aponta que alguns testes feitos pela Petrobras mostram que não há um grande efeito desta mistura para a performance dos automóveis. No final deste mês de março, será públicado ainda um estudo que apontará a durabilidade dos motores que utilizam-se apenas da gasolina.

A Gasolina Premium hoje sai por um custo de R$ 4 o litro.

Desde o ano de 2009, quando aconteceu o primeiro lançamento de carro com motor Flex no mercado brasileiro, a porcentagem de etanol na gasolina ficou variada entre 20% a 25%. A Agência Nacional de Petróleo (ANP) aponta que será que a primeira vez que esse valor vai subir deste nível.  

Por Russel