Venda da Pirelli – ChemChina comprará Fabricante de Pneus


Pirelli será vendida para ChemChina pelo valor de R$ 24,5 bilhões.

A Pirelli, uma das maiores fabricantes de pneus do mundo e fornecedora da Fórmula 1, foi vendida pelo preço de R$ 24,5 bilhões para a empresa China National Chemical Corp (ChemChina).

A ChemChina irá pagar os 7,1 bilhões de euros para adquirir uma das marcas mais conhecidas do mundo. Vale lembrar que atualmente a Pirelli ocupa a 5ª posição no ranking dos maiores fabricantes de pneus.

A estatal chinesa terá que pagar 15 euros, cerca de R$ 51,50 por ação, para uma outra grande empresa, a Camfin.

A Camfin é uma empresa italiana que hoje tem 26,2% das ações da Pirelli.

O próximo passo da ChemChina para concluir a aquisição da Pirelli é fazer uma proposta pública, onde irá propor a aquisição das ações remanescentes da empresa.

Com esta aquisição a ChemChina passará a ter acesso a importantes informações, o que possibilitará a produção de pneus premium, que hoje contam com uma tecnologia pertencente à Pirelli. A vantagem dos pneus premium, é que eles podem ser comercializados com uma margem de lucro mais alta.

Ao mesmo tempo que a ChemChina tem acesso a esta tecnologia, a empresa italiana passará a ter um acesso maior a um dos mercados que mais cresce no mundo, que é o chinês.

No ano passado a Pirelli conseguiu aumentar 6,8% dos lucros e para este ano a expectativa não poderia ser melhor.

O acordo entre a Pirelli e a ChemChina foi fechado no último domingo (22). A sede da Pirelli continuará sendo em Milão, conforme já comunicou a ChemChina, porém, a produção dos pneus industriais e também de caminhões será transferida para a AEOLUS, que é a maior produtora de pneus da China.

Agora a Pirelli conseguirá ter uma imagem mais sólida em toda a Ásia.

A Michelin e a Continental, maiores concorrentes da Pirelli, já veem trabalhando para ampliarem sua participação no mercado asiático e esta postura da Pirelli vem de encontro ao objetivo da marca, que é de continuar crescendo e expandindo seus negócios.

Marco Tronchetti, CEO da Pirelli, continua no cargo. A empresa também garantiu que nada muda na estrutura da empresa, presente em diversos países, pelo menos por enquanto.

Sobre a Pirelli:

A Pirelli foi fundada na cidade de Milão (na Itália) por Giovanni Battista Pirelli, no ano de 1872. Seu atual presidente é Marco Tronchetti Provera, que é genro do neto do fundador (Leopoldo Pirelli). A empresa possui atualmente cerca de 29 mil funcionários. No Brasil, a Pirelli começou a desempenhar suas atividades no ano de 1929, quando adquiriu a Conac, uma pequena fábrica de condutores elétricos instalada na cidade de Santo André (SP). Por aqui a Pirelli possui fábricas e sedes em 5 cidades: Campinas, Santo André, Feira de Santana, Gravataí e Sumaré. Para conhecer um pouco mais a empresa acesse o site www.pirelli.com.

Por Russel