Novo Renault Sandero Rip Curl 2016 é lançado no Brasil


Modelo possui novo visual e custa a partir de R$ 54 mil.

A Renault anunciou na última quarta-feira, dia 25 de novembro de 2015, que após o sucesso da primeira versão da série, o Sandero Stepway irá retornar com o Rip Curl, desta vez trazendo algumas novidades visuais além de uma grande quantidade de itens de série por aproximadamente R$ 54.650 para a versão mais simples, a qual possui câmbio manual de cinco marchas, já com câmbio automático de cinco marchas Easy’R o valor chega a R$ 57.450. Equipado também com motor de 1.6 litros, 8 válvulas, movido a etanol ou gasolina, além de possuir 106 cavalos de potência e 15,5 kgfm de torque.

Essa série é uma parceria realizada entre a fabricante e a marca australiana de artigos para surf. Ela foi limitada em uma produção de 4.600 exemplares. Este modelo é diferenciado dos demais, pois é equipado com rodas de liga leve de 16 polegadas, retrovisores e barras de teto na cor cinza Inox, além do adesivo com o nome da marca “Rip Curl” (que dá nome a série) nas soleiras e também nas portas.

Na parte interna do veículo, os bancos são inspirados no neoprene, uma espécie de material utilizado em roupas de surf, contam com revestimento exclusivo na cor preta, com o logotipo da Rip Curl nos encostos de cabeça e com alguns detalhes em vermelho. O velocímetro e as saídas de ar também levam a mesma cor.

O novo Sandero Stepway Rip Curl já vem de fábrica com itens como controlador e limitador de velocidade, ar-condicionado automático, sensores traseiros de estacionamento, direção hidráulica, trio elétrico e também central multimídia que possui uma tela sensível ao toque de 7 polegadas, navegador GPS com atualizações de trânsito em tempo real e conexão sem fio Bluetooth. A tecnologia presente no carro também permite o acesso de redes sociais e aplicativos de músicas online.

FILIPE RIBEIRO DA SILVA


Novo Sandero Rip Curl 2016 – Lançamento e Preço no Brasil


Veículo mantém padrão e aparece no configurador do site Renault por R$ 53.850.

O modelo especial "Sandero Rip Curl" apareceu, por algumas horas, no configurador online do site da Renault com o valor de R$ 53.850 (R$ 50 mais caro que a versão convencional Sandero Stepway). Essa versão foi produzida por meio da colaboração de uma grife de surfistas. Apesar do Rip Curl ser um modelo já conhecido, essa nova versão destaca por inovar na linha hatch aventureiro, com um design mais esportivo. Além disso, o novo modelo tem como diferencial o revestimento dos bancos e detalhes nos difusores de ar. Mantendo também o padrão dos carros que vêm sendo produzidos pela Renault nos últimos anos no Brasil e em outros países fabricantes da marca.

Segundo o site da Renault, a versão "Sandero Rip Curl" vai disponibilizar os mesmos equipamentos da versão convencional Stepway, que são: o câmbio manual de cinco marchas, sensor de estacionamento, computador de bordo, rodas de liga leve aro 16 na cor preta, ar condicionado automático, sistema multímidia Media NAV com tela 7 (sensível a toque), GPS, entre outros. Além desses equipamentos, tendo como base ainda o modelo Stepway, o Sandero Rip Curl tem bancos traseiros na cor clara, rack de teto, detalhes escurecidos no acabamento final e painel com destaques coloridos. E para complementar, de forma opcional, o Rip Curl disponibiliza ainda um conjunto de rodas de liga leve aro 16 "com pintura clara por um preço aproximado de R$ 890.

Outro diferencial, que é parecido com o Sandero Stepway, é o motor de quatro-cilindros 1.6 de até 106 cv com etanol a 5.500 rpm, enquanto o toque fica em 15,5 mkgf a 2.850 rpm.

A marca Renault, que é fabricante do Sandero Rip Curl, declarou que o lançamento desse modelo foi adiado e ainda não tem uma data definida para ser realizado.

Stephanie Rodrigues do Nascimento


Novo Renault Sandero RS – Lançamento e Preço no Brasil


Veículo chega às concessionárias em setembro deste ano e custará cerca de R$ 59 mil.

A Renault divulgou o preço que irá sugerir para as vendas do novo Sandero RS. O automóvel terá um custo de R$ 58.880. As vendas no mercado nacional devem ter início nos primeiros quinze dias do mês de setembro. O preço é considerado menor do que a mídia automotiva estava apontando, que era em torno de 60 mil reais.

O modelo vai chegar com um motor Flex 2.0 de 16 válvulas e 150 cavalos, que é semelhante ao utilizado no Renault Duster, com 10 cavalos a mais. A transmissão será manual com seis velocidades, a qual também veio do SUV da montadora. O câmbio contará com alguns ajustes na relação de marchas e na trambulação.

O novo Renault Sandero RS tem uma aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 8 segundos. A sua velocidade máxima, segundo dados da fabricante, é de 202 km/h.

Em termos de equipamentos, o modelo que chega mês que vem trará um novo controle de estabilidade com a opção esportiva, terá a regulagem da suspensão e direção remodeladas e contará com freios a disco para as quatro rodas. Haverá somente um item opcional para o modelo, que serão as rodas de 17 polegadas, que se forem colocadas no lugar das de 16 polegadas terão um custo adicional de mil reais.

O substituto do Clio

O Kwid está fazendo testes na Índia e conta com vendas no mercado asiático, O modelo vai contar com produção no mercado brasileiro no ano que vem. O objetivo da Renault com o modelo é substituir o Clio para ser o veículo de entrada da marca. A versão brasileira contará com algumas alterações em comparação ao que está sendo vendido na Índia. O design será uma das mudanças que devem acontecer.

O modelo Renault Kwid é 13 cm mais curto que o Clio. O seu projeto foi desenvolvido em vários laboratórios antes de ser liberado para o mercado indiano. Será que vai vingar como substituto do Clio?


Novidades e Preço do Novo Renault Sandero 2015


A Renault está conseguindo lançar carros diferenciados nos últimos anos. A marca está aliando preço razoável, com espaço interno e robustez. Até que alguns ainda reclamam que os veículos não desempenham um papel tão bom ou que o visual não conquista, mas acabam se apegando a marca pelas outras qualidades que oferece e pelo custo/benefício.

Com as mudanças que a Renault fez e os benefĩcios oferecidos, a marca até conseguiu chegar ao quinto lugar no ranking nacional brasileiro, mas isso durou pouco. Em 2013 os veículos diminuíram de tamanho e as outras marcas trataram de investir nisso. Além disso, a Renault decidiu que algumas reclamações de clientes poderiam ter razão: então investiu mais em design e conforto. Pensando nisso a empresa lançou o Novo Sandero, que chegou às vendas em julho passado. O modelo ganhou mais sofisticação em sua segunda geração, um design mais trabalhado e mais equipamentos.

A Renault deixou bem claro que cansou de ser uma empresa com imagem de eficiente, mas “sem sal”. O novo Sandero foi escolhido para ser o modelo de entrada para a mudança. A marca quer atender os pedidos dos consumidores que, segundo ela, “está cada vez mais exigente”.

Se for comparar a nova geração com a versão sedã (o Logan), não há muitas diferenças. Agora em comparação com a primeira versão de Sandero a coisa muda. Percebemos muitas novidades no para-lamas e na coluna traseira. Por dentro o carro demonstra que teve mais cuidados em sua fabricação. O painel tem um design melhor, uma aparência mais agradável e uma troca de materiais que valorizam o modelo. A versão mais cara do veículo ainda possui bancos com relevo, cromado ao redor dos avisos do painel e um console mais brilhante.

O espaço interno do modelo continua agradando a todos. A melhoria ficou na suspensão, parte de algumas reclamações de consumidores. Ela passou a ser montada com mais dedicação, num subchassi na dianteira, que diminui os barulhos e trepidações. Em estrada de chão o carro mostrou mais conforto e segurança. Os freios também tiveram melhorias: antes, quando estávamos a 80 km/,h o carro demorava 32,8 metros para parar totalmente, agora a demora diminuiu para 28,2 metros.

A empresa também resolveu melhorar a parte elétrica da nova geração Sandero. Adotou o piloto automático igual ao do Fluence, que controla a velocidade e a adição de uma área com indicador que demonstra o momento da troca de marchas. O cliente tem a opção de modelo com ar-condicionado automático e central de multimídia. O lançamento da versão 2015 ainda conta com mais opções: GPS, câmera de ré, telefone e som. A nova central, que se chama Media Nav 1.2, vem com duas novidades que surpreendem: o Eco-Coaching (que regula o motorista para que ele dirija de forma econômica) e a versão Eco-Scoring (que dá pontos ao motorista que consumir menos na sua jornada).

O modelo terá as versões Authentique 1.0, Expression 1.0, Expression 1.6 e Dynamique 1.6. A primeira e mais simples versão está cotada para sair por R$ 32 000 e a versão mais completa e mais potente, a Dynamique 1.6, sai por R$ 48 000.

Renault Sandero 2015

Por Carolina Costa