Novo Chevrolet Onix 2017 deverá ter visual parecido com o Cruze


Frente do novo Chevrolet Onix terá inspiração no Cruze 2017.

A montadora de veículos Chevrolet publicou na última terça-feira, dia 19 de julho, uma imagem que mostra o farol do Onix, o qual foi redesenhado. O veículo ainda será apresentado por inteiro ainda antes do término deste mês. O foto revela que a parte dianteira frente do Chevrolet Onix irá ficar bem próxima da identidade visual do Cruze modelo 2017.

O Onix foi o veículo mais vendido em território brasileiro no ano passado (2015) e somente agora teve a primeira alteração em seu visual desde que foi lançado no ano de 2012. Além deste, outro modelo da marca, o Prisma, será redesenhado ainda este mês.

Analisando a imagem publicada é possível ver que o farol é mais afilado e se une com a grade dianteira, a qual se encontra mais horizontal e estreita, sendo dividida em duas partes, da mesma forma que acontece na nova geração do Cruze, o qual teve seu lançamento realizado no último mês de junho.

O Chevrolet Onix tem a sua versão sedã, conhecida como Prisma, que também irá adotar as novas linhas e os novos contornos ainda neste mês de julho. No entanto, as alterações ocorrerão somente no visual mesmo, visto que as mesmas não irão afetar nenhuma parte que envolve o conjunto mecânico.

No começo do mês de maio os dois veículos foram flagrados camuflados rodando em testes pelas ruas da cidade de São Paulo. O "facelift" terá como objetivo realizar a renovação do fôlego no mercado automotivo, estratégia que já foi tomada no ano passado pela montadora sul coreana Hyundai, em seu modelo HB20, o principal rival do veículo em questão.

Além desta renovação no visual, os modelos irão ser equipados com a mais nova tecnologia do sistema de conectividade, o MyLink. A nova geração desse sistema é compatível com diversas plataformas com o Android Auto, do Google, que possibilita realizar conexão com aparelhos que possuem sistema operacional Android e também o Car Play, que permite o uso de aparelhos da Apple, com sistema operacional iOS. Este sistema de conexão realiza o espelhamento dos aparelhos smartphones na tela do dispositivo do veículo.

FILIPE R SILVA


Novo Chevrolet Onix 2017 – Modelos, Preços e Novidades


Confira aqui quais são as principais novidades, preços e modelos do novo Chevrolet Onix 2017.

A Chevrolet irá lançar a partir do segundo semestre de 2017 o Novo Onix. O carro foi lançado em 2012 e é o mais vendido da montadora no país.

Sem nunca ter sofrido alterações realmente significativas em seu visual, o carro já agradou o público com a prévia de sua recauchutada.

Para concorrer com seu principal rival, o Hyundai HB20, o modelo apresenta além de uma mudança de design, um provável motor 3 cilindros.

Motor

O Onix é um dos prediletos para a utilização do famoso motor 3 cilindros que vem dando aos carros 1.0 vantagens claras sobre motores de outras capacidades.

Além da apresentação de um motor 3 cilindros, outras especulações falam sobre turbinar o motor, o que renderia ao modelo algo em torno de 90 e 115 cavalos e incríveis 17 kgfm de torque!

A GM vem sentindo a pressão de modelos rivais do Onix como o Nissan March, Volkswagen Up! e do Novo HB20, e como já vimos, no novo Cruze ela investirá em motores menores mas com maior desempenho.

Os motores 1.4 se manterão sem muitas alterações até agora, trazendo consigo 98 cavalos na gasolina e 106 abastecido com etanol.

Consumo

Para os “prováveis” motores 1.0 fica difícil especular uma média de consumo, uma vez que a GM liberou poucas informações, mas para os modelos 1.4 poucas diferenças foram apresentadas.

  • 1.4 Gasolina/Cidade: 9,1 km/litro
  • 1.4 Gasolina/Estrada: 14,2 km/litro
  • 1.4 Álcool/Cidade: 8 km/litro
  • 1.4 Álcool/Estrada: 11 km/litro

Modelos e preços

  • Onix 1.0 LS Manual: R$ 37.790
  • Onix 1.0 LT Manual: R$ 41.550
  • Onix 1.4 LT Manual: R$ 43.100
  • Onix 1.4 LT Automático: R$ 49.940
  • Onix 1.4 LTZ Manual: R$ 48.840
  • Onix 1.4 LTZ Automático: R$ 52.240
  • Onix 1.4 Effect Manual: R$ 48.840

Interior

O carro deve apresentar um visual interno mais moderno e luxuoso, além de um sistema de interação com utilitário, o MyLink da GM, mais moderno e com novas funções. Um computador de bordo central com touchscreen além de um painel digital que já são características do carro.

O novo Onix 2017 lembra bastante o novo Cruze, lançado recentemente, e promete ser um hatch bastante esportivo e luxuoso.

Wendel Dias Quaresma


Chevrolet Onix 2015 – Prós e Contras do Carro


O Onix 2015 foi mostrado no final de 2012, durante o Salão do Automóvel de São Paulo, entretanto, acabou eclipsado pelo Hyundai HB20, surpresa naquele evento. Entretanto, além de fazer parte de um recomeço para a Chevrolet, o hatch é um dos indícios da alteração de perfil do comprador brasileiro.

Enquanto o modelo da Hyundai permanecia com o buzz em 2013, o Onix ampliou sua entrega e comercializou mais que o concorrente, tendo 13 unidades de vantagem. Em 2014, enquanto o Palio desbancava o Gol, o Onix superava o Uno, passando a ser a terceira maior força do mercado com 150.829 emplacamentos. No mês de janeiro, o veículo comercializou 13.462 unidades e garantiu a segunda posição, atrás somente do Palio.

Especialistas indicam que o carro da GM é o mais comercializado entre clientes “pessoa física” do Brasil.

É possível afirmar que os motores do Onix são insossos e antiquados. É certo que a GM finge uma família antiga com a nomenclatura SPE/4: o 1.0 possibilita somente 80 cavalos (6.400 rpm) e 9,8 kgfm de torque (a 5.200 giros) máximos com etanol. O 1.4 aumenta esta entrega a 106 cv (6.000 rpm) e 13,9 kgfm (4.800 giros). São performances de nível médio, é necessário recordar que a empresa não faz parte do programa do Inmetro que classifica emissões e consumo. Além de não ser muito potente, ele tem a possibilidade de ser um grande poluidor.

Entretanto, o detalhe a ser considerado é o porte do veículo, que possui 3,93 m de comprimento, 2,52 m de espaço entre-eixos e pesa 1.067 kg. Outro trunfo do carro é a qualificada seleção de câmbios, com o manual de cinco velocidades e a grande alternativa automática de seis velocidades.

A cor da pintura sólida, que apenas tem a possibilidade de ser branca ou vermelha, também está presente (teria o preço de mais R$ 400, de forma comum).

Felipe Couto de Oliveira