Iveco apresenta nova linha de caminhões


Alinhando dois lados opostos de uma moeda a Iveco voltou ao mercado decidida a marcar presença e ter sucesso em seus empreendimentos.

Mesmo com períodos complicados e cada vez mais difíceis a companhia fez recentemente o lançamento oficial de sua nova linha de caminhões.

Vale destacar o fato de que isso acontece exatamente em um momento em que o mercado brasileiro passa por uma queda intensa. Curiosamente a crise também atinge os modelos que já estão no mercado bem como produtos desenvolvidos para os mesmos.

Sobre os lançamentos da Iveco vejamos alguns deles.

Para a linha Daily a novidade apresentada foi a versão 40S14. A principal missão será conseguir atender os clientes localizados em regiões que ficam fora das chamadas zonas de restrição. Outro foco são as cidades onde há a proibição de circulação de veículos que passem das quatro toneladas.

Esse modelo da Iveco traz um motor de 3 litros sendo 146 cv de potência e 360 kg a mais de carga se comparado com o 35S14. Só complementando esse é o modelo de entrada da linha.

Também vamos ter a Tector que traz novas opções. No caso do 170E21 o principal destaque é o motor de quatro cilindros, batizado de N45, são 206 cv e 73,4 de kgfm. Com isso o modelo acaba oferecendo torque maior bem como uma melhor agilidade nas operações realizadas em ambientes urbanos.

Outra versão que vale destacar é a 240E30 6X2 que traz um motor de seis cilindros e 300 cv de potencia. De acordo com as informações divulgadas pela fabricante esse motor foi completamente desenvolvido visando as necessidades regionais. A Iveco diz ainda que o ganho de uma calibração mais adequada para uso mais severo do modelo será possível devido a maior potencia, cilindrada e torque.

Além dos veículos esperados a Iveco também apresentou os primeiros caminhões pertencentes ao programa de veículos especiais. Nessa gama entram o Tector Coleta 170E28 e Tector Construção 260E30.

O setor dos pesados contam com a presença dos modelos Stralis 440 e do Hi-Way 440 e 480.

Por fim, a Iveco também está lançando seu programa de preço fixo. Claro que o objetivo é tornar mais baixo os gastos com a manutenção dos veículos e fidelizar os clientes cada vez mais.

Por Denisson Soares


Model 3 sai por R$125 mil


O lançamento do Model 3 da Tesla foi taxado por vários meios de comunicação como algo um pouco diferente. Isso por causa de todo o barulho feito em torno do lançamento. Teve gente que chegou a dizer que mais parecia o lançamento de um videogame novo ou um smartphone.

Praticamente durante toda quinta-feira, dia 31 de março, a Tesla Motors não mediu esforços e tempo para inundar o máximo possível as redes sociais com imagens das mega filas em frente de suas lojas nos Estados Unidos, na Austrália e no Canadá.

Agora vem a pergunta que não quer calar: É mesmo necessário passar horas em uma fila aguardando um carro?

Neste caso cada um tem uma justificativa desde a pura curiosidade até o fato de ser o tal Model 3 da Tesla. A título de curiosidade ele é o novo elétrico da empresa.

Na apresentação os comentários também não foram singelos.

Ao apresentar o modelo, Musk chegou a dizer com todas as palavras que a Tesla vai mostrar para a indústria suas ideias e que a indústria por sua vez vai perceber claramente que um carro elétrico pode transformar radicalmente o modo sustentável de se usar os veículos.

Elon Musk deve mesmo ter conseguido cativar as pessoas já que ao que parece a maioria do público que se dispôs a ir até a loja da companhia em Los Angeles bem como nas filiais por todo o mundo bem às 7h dava a entender que estavam interessadas no que Musk ia dizer de novas promessas.

Já que estamos falando de Elon Musk é interessante lembrar que ele é o mais novo “queridinho” do mundo da tecnologia. Para se ter ideia ele tem sido cotado como o novo Steve Jobs!

Bom, mas vamos aos termos práticos da dita apresentação de Musk.

Basicamente ele apresentou em grande estilo (tanto de envolvimento com o público quanto pelo vestuário impecável). O carro elétrico da Tesla ( Model 3) foi apresentado com o valor inicial de US$35 mil. Em reais isso daria algo em torno dos R$125 mil. O modelo foi mostrado em diversas cores. Mas curiosamente o carro ainda não está pronto.

A previsão é de que o Model 3 só chegue no final de 2017. De acordo com Musk as expectativas já começaram a ser superadas. As encomendas no período de 24 horas chegaram a passar de 115 mil.

Por Denisson Soares


Hyundai HB20X 2016 reestilizado vem com novos itens de série


Novo modelo conta com reestilização, novos itens de série, novo câmbio e novas versões Style e Premium.

Com reestilização, novos itens de série, novo câmbio e as versões Style e Premium a Hyundai lançou o novo HB20X 2016. Essa é uma das grandes apostas da montadora para o mercado brasileiro.

O preço inicial parte de R$ 55.395,00 (versão mais básica) e pode chegar a R$ 66.485,00 (versão top de linha).

Confira mais detalhes sobre este lançamento na continuação desta matéria.

Uma das principais novidades deste lançamento foi, sem sombra de dúvidas, a reestilização. Caso não saiba, o HB20X 2016 vem acompanhado de uma dianteira totalmente reformulada com grande destaque para a nova grade hexagonal que é emoldurada por um friso cromado. Outra mudança está no para-choque, haja vista a nova proteção plástica. Os faróis, por sua vez, ganharam novos elementos na parte interna além de LED na versão Premium. Outra novidade bastante interessante são as novas rodas de liga leve de 16 polegadas que possuem acabamento diamantado.

Saiba que as novidades que acompanham o HB20X 2016 não se resumem ao visual deste automóvel. A parte mecânica tem como principais destaques os novos câmbios manual e automático, sendo que ambos são acompanhados de seis marchas. A principal surpresa está na sexta marcha: a mesma atua como overdrive e ainda é capaz de reduzir o consumo de combustível. Já o motor não apresentou novidade: trata-se de Gamma 1.6 de 16V. Apesar disso, o mesmo apresenta algumas melhorias quando o assunto é a redução do consumo de combustível, dentre tais melhorias podemos destacar: velas de ignição de irídio, os pistões, bem como os anéis de vedação apresentam menor atrito interno. O motor conta com, no máximo, 128 cavalos de potência.

Como já foi destacado nesta matéria, o novo HB20X 2016 apresenta novos itens de série. Dentre os quais podemos destacar a tão esperada direção elétrica, que é uma exclusividade da versão aventureira. A versão Style, por exemplo, passa a contar com novas rodas de 16 polegadas e vidros elétricos como itens de série. A versão Premium dispõe de retrovisores com rebatimento automático, ar condicionado, airbags laterais, faróis com projetos, dentre outros itens.

Por Bruno Henrique

Hyundai HB20X 2016 reestilizado

Hyundai HB20X 2016 reestilizado

Fotos: Divulgação


BMW X1 2016 – Segunda geração será maior e com motor reduzido


O modelo da nova geração não contará mais com a tração na traseira em suas versões convencionais. O lançamento acontecerá no Salão de Frankfurt.

No mês de setembro, durnte o Salão de Frankfurt, na Alemanha, a BMW vai apresentar oficialmente a segunda geração do modelo X1. Depois de sete anos que a versão atual chegou ao mercado mundial, o novo modelo chegará maior e dará para o X1 o porte de uma SUV.

Uma das novidades é que a tração traseira não estará presente nas versões convencionais da segunda geração. A plataforma utilizada para o modelo 2016 do Xi será a mesma do Série 2 Active Tourer. Em termos mecânica, o X1 trará o sistema dos novos Série 1 e Mini Cooper.

No início deste mês de junho, a BMW lançou as primeiras imagens da nova geração do X1 e apresenta que o veículo foi inspirado no X3. Foi a primeira vez que vimos o novo X1 sem as camuflagens como ele apareceu no começo de 2015 rodando em diversos lugares do mundo, inclusive no Brasil.

A primeira geração do X1 hoje é montada na planta de Araquari, em Santa Catarina, fato que acontece desde o mês de dezembro do ano passado.

O preço da atual geração do modelo fica entre R$ 137.950 até R$ 183.950. O X1 tem um motor turboflex 2.0 com uma potência que varia de 186 cavalos até 148 cavalos. O modelo 2016 ainda não conta com preços oficiais divulgados.

Como destaque, o X1 segunda geração será maior, com novos 4,43 metros contra 4,38 m do modelo atual. Outro ponto importante é que o espaço interno foi melhorado, dando mais folga para joelhos na frente e também para os passageiros atrás.O porta-malas que antes era de 420 litros, agora vai para os 505 litros.

Novos motores

Uma novidade grande em relação ao modelo anterior do X1 é a motorização. Na Europa, a BMW vai colocar no modelo propulsores menores vindos do Mini Cooper e da Série 1. Será o 1.5 turbo de três cilindros (do Mini) que estará nas versões sDrive 16d (116 cavalos) e na sDrive 18i (136 cavalos). Segundo a montadora, a mudança ocorreu para melhorar a eficiência do carro, mas pode deixar alguns clientes insatisfeitos com a diminuição da potência.

O modelo também contará com uma linha de motores de quatro cilindros com turbo:

  • 2.0 litros movido a gasolina de 192 cavalos e torque de 28,5 kgfm.
  • 2.0 litros movido a gasolina com 231 cavalos e 35,7 kgfm.
  • 2.0 litros movido a diesel com 150 cavalos e 33,6 kgfm.
  • 2.0 litros movido a diesel com 190 cavalos e 40,8 kgfm.

A versão topo de linha, que traz o sistema xDrive, contará com tração integral de acordo com a demanda. Ele possibilitará a leitura das condições da condução e pode distribuir o torque de maneira automática entre as rodas da frente e traseiras.

O câmbio do novo X1 poderá ser um manuel com seis velocidades ou um automático com oito velocidades.

BMW X1 sDrive 20i 2.0 Turbo

Pegamos esse modelo para dar um parâmetro do que é a atual geração. Com o preço de R$ 134.950 ele vem com uma garantia de 2 anos. O motor é flex e movido a etanol tem uma potência de 184 cavalos. O câmbio é o automático de oito velocidades.

Em termos de desempenho, o modelo tem uma velocidade máxima de 205 km/h e a aceleração de 0 a 100 km/h fica em 7,7 segundos. O consumo urbano é de 6 km/l com etanol e 8,4 km/l com gasolina. Na estrada, o consumo fica em 8,1 km/l com etanol e 11,7 km/l com gasolina.

bmw-x1-s-drive-brasil


Reestilização do Nissan Altima 2016


Foi divulgada nessa semana que a Nissan, uma das maiores montadoras de automóveis do mundo, fará mudanças muito significativas no novo modelo do seu carro Atima. O novo automóvel, que tem previsão de ser lançado somente no ano de 2016, vai seguir uma direção parecida com o carro Camry, da Toyota, em seu modelo de 2015.

Apesar de nenhuma mudança no design ter sido divulgado, é importante levar em consideração algumas das modificações feitas no veículo da Toyota. A máquina recebeu um exterior muito mais ousado, um novo alcance de suspensão e um interior muito melhor equipado.

Um dos representantes da Nissan, Pierre Loing, disse em entrevista a revista Automotive News, que “Eles (Camry) fizeram algo muito grande. Eu não tenho certeza se nós iremos tão longe assim. Mas iremos criar algo significativo para o Altima para a próxima temporada”.

Outro automóvel da Nissan já passou por mudanças importantes em 2015, o Murano. O carro apresentou a nova linguagem de design da empresa e provavelmente estará sendo representada no Atima 2016.

Talvez a maior mudança sofrida nos modelos será o "V" na parte frontal dos carros.

Um dos maiores investimentos, acredita-se também, será na especialização tecnológica do veículo, a busca por uma eficiência maior e também por melhoras na parte mecânica.

A Nissan, empresa fundada em 1932 por Kenjiro Den, Rokuro Aoyama, Meitaro Takeuchi e Yoshisuke Aikawa, foi comprada pela até então concorrente, Renault (empresa francesa), para fazer parte de uma aliança comercial que vem dominando o mundo automobilístico. Os veículos produzidos são comercializados através da marcas Nissan, Infiniti, Datsun e outras. Em 2012, a Nissan foi a sexta maior produtora do ramo, ficando atrás apenas da Toyota, General Motors, Volkswagen Group, Hyundai Motor Group e da Ford. A empresa é a líder japonesa na China, no México e na Rússia.

Giordano da Fonseca