Nissan assume o controle das ações da Mitsubishi


Aquisição acontece logo depois de escândalo envolvendo a Mitsubishi

Depois de menos de um mês da divulgação do escândalo envolvendo a grande e renomada fabricante de veículos automotores Mitsubishi, em que a empresa assumiu que fraudava os testes de consumo no Japão, teve como resultado a aquisição de 34% das ações da empresa adquiridas pela Nissan em uma negociação que custou US$ 2,2 bilhões. Na prática, a aquisição dessa parcela das ações da Mitsubishi Motors pela Nissan fez com que a Nissan se apresente como a principal acionista da fabricante, historicamente aliada ao grupo Mitsubishi, o qual é, atualmente, um dos maiores conjuntos industriais e financeiros do planeta.

Por incrível que pareça, todo este fato envolvendo as fraudes na Mitsubishi foi descoberto pela Nissan, empresa a qual a Mitsubishi fabricava carros de menor porte para serem comercializados no mercado japonês. Com o decréscimo acentuado no valor das ações da Mitsubishi o processo de compra teve início, fato este que já era especulado antes mesmo de ocorrer a crise.

Com esse acontecimento, a Mitsubishi poderá ter a injeção de capital para fazer novos investimentos e correções. Vale lembrar que este mesmo fenômeno aconteceu com a própria Nissan no ano de 1999, ocasião em que a francesa Renault adquiriu boa parte das ações da Nissan e passou a ser a principal acionista da empresa, fato este que criou a união de sucesso Renault-Nissan, a qual, atualmente, figura no seleto grupo dos maiores produtores de automóveis do mundo, ocupando a quarta posição.

Segundo informações do CEO da Nissan, Ghosn, salientou que esta nova união entre as empresas permita o compartilhamento de fornecedores, plataformas, manufatura, bem como pesquisa tecnológica, numa possível estratégia de decréscimo de custos que deve manter a identidade característica da linha Mitsubishi.

Esta nova união confirma uma tendência que já era especulada no setor automotivo que era a de diminuição do número de fabricantes japoneses nos próximos anos, sendo que muitos especialistas e analistas já arriscam em dizer que, no futuro, haverá uma concentração das fabricantes japonesas em apenas três marcas sendo estas: a Toyota, a Honda e a Nissan. Situação esta que iria significar a supressão de empresas de menor porte, tais como, as conhecidas Madza, Subaru, Suzuki e Daihatsu.

Por Adriano Oliveira


Novo Nissan March 2016 – Novidades e Preço no Brasil


Veículo ganha novo visual e custa de R$ 35 mil a R$ 47 mil.

Para brindar a inauguração da sua montadora de carros aqui no Brasil, localizada na cidade de Resende, no Rio de Janeiro, a empresa asiática Nissan apresenta o seu mais novo modelo: o Nissan March 2016, que para ser mais preciso na informação, passa por um relançamento, já que o carro foi totalmente reestilizado, passando a ter aspectos externos e internos totalmente diferentes dos modelos anteriores.

O objetivo da Nissan em fazer as mudanças foi acompanhar com mais detalhes o público brasileiro, que tem uma forma diferenciada de optar pela compra de um carro, principalmente quando se trata de um modelo hatch. O brasileiro gosta de carros econômicos, mas se essa economia vier aliada à beleza e um pouco de potência, pode-se dizer que a Nissan o colocou diante do modelo perfeito para dirigir.

É por isso que o Novo Nissan March 2016 chega na versão 1.0, porém, com 16V e 1.6V e mais três cilindros de 12V, de 77 cv com etanol e com câmbio manual de 5 marchas. O que significa todas essas informações? Que o motorista que desejar colocar o pé mais fundo no acelerador vai contar com todas as ferramentas de que precisa no novo March 2016, mesmo se tratando de um carro 1.0.

Para quem almeja ir além, a Nissan também vai oferecer as versões 1.0 S, 1.0 SV, 1.6 S, 1.6 SV e 1.6 SL, todos envolvidos em uma tecnologia que vai economizar bastante a vida dos futuros proprietários do Mach, uma vez que esse carro vem com a tecnologia do o sistema CVVTCS (Continuosly Variable Valve Timing Control System), que possibilita haver uma mudança de abertura das válvulas, possibilitando uma queima mais eficiente de combustível.   

Com um design compacto e inovador, o Nissan March 2016 também não abriu mão do conforto, oferecendo banco de motorista com regulação de altura, airbags para motoristas e passageiros, ar condicionado, acelerador eletrônico do motor (drive by wire), alarme sonoro de advertência para chave no contato e luzes acessa, porta-malas com iluminação, vidros elétricos, travas elétricas, entre outros diferenciais.

Para alcançar ainda mais o gosto do público, a Nissan fez questão de colocar o Novo March 2016 com preços bem competitivos, variando de acordo com a quantidade de opcionais dos clientes, tendo o valor de mercado variando entre R$ 35.990 e R$ 47.490. Se você pensa em comprar seu primeiro carro ou deseja comprar seu primeiro automóvel, a Nissan se apresenta como uma alternativa em preço, tecnologia e economia.

Por Michelle de Oliveira


Nova Nissan Frontier é apresentada no Salão de Buenos Aires


Nissan apresenta nova versão da Picape. Modelo deverá chegar ao mercado brasileiro em 2018.

A Nissan exibiu no Salão do Automóvel de Buenos Aires, a nova geração da Frontier, que chegará ao mercado brasileiro em 2018. A participação da marca no salão de 2013 foi de apenas coadjuvante, uma vez que na época, a Nissan somente importava o modelo. Agora, a situação é outra, sobretudo pelos investimentos da montadora na Argentina. Conheça mais sobre o lançamento e quais as novidades estarão disponíveis no mercado.

A nova Frontier já é a décima segunda geração da linha de picapes, a qual já está presente em mais de 180 países em seus 80 anos de mercado. O modelo será fabricado sob o chassi novo, cuja principal característica é a suspensão Multilink, além dos melhores ângulos de saída e entrada. A partir daí, é possível desenvolver mais de um modelo de picape.

O modelo será um dos produzidos na fábrica de Santa Isabel, na Argentina, a partir do fim de 2017 ou no começo de 2018. Na mesma unidade também serão fabricadas as inéditas picapes médias da Mercedes-Benz e da Renault, cuja base será a nova Frontier. São duas opções de motorização: com propulsor 2.5 litros de quatro cilindros, a diesel ou a gasolina. Os dois vêm equipados com turbocharger, com objetivo de aumentar a potência.

O motor a Diesel rende até 19 cv a 3.600 rpm e o torque máximo é de 45,88 kgfm a 2.000 rpm. A novidade em relação ao motor anterior é a economia de combustível, cerca de 11% menor. O câmbio possui transmissão automática de 7 velocidades ou mecânica, com seis marchas. A parte visual teve boas alterações. A nova grade frontal recebeu o desenho atual da marca, em forma de V, com detalhes cromados. Além dela, a parte frontal recebeu luzes diurnas de LED.

A nova Frontier só chega ao Brasil em 2018, mas a fábrica estuda importar o modelo do México antes disso.

Ana Rosa Martins Rocha


Nissan Frontier ganha nova central multimídia


O modelo conta com o novo equipamento e o preço do sistema fica por R$ 3.175.

A Nissan disponibiliza um novo componente para a linha da picape Frontier, presente nas concessionárias da empresa, que é a central multimídia Caska CA087-BR. O fator novo possui rádio, televisão, navegador por GPS, sistema Bluetooth® com áudio streaming, câmera de ré com visão noturna e entradas para iPod/iPhone®, DVD, USB e SD Card. O valor recomendado é de R$ 3.175 (com a ausência da mão de obra presente e preço com referência para São Paulo) e as versões S e SV do modelo poderão ganhar o componente, fornecido também para as linhas do New March e Sentra desde o último ano.

Com visor de 6,2 polegadas e formato particular produzido para o painel da Frontier, o sistema possui instalação simples, devido ter conexão Plug and Play com os conectores originais completos do modelo, não sendo necessário adaptações. Para a utilização de iPod e iPhone, o componente fornece o controle direto no visor, tornando mais simples o acesso aos arquivos dos dispositivos, sendo uma das limitações de diversos componentes semelhantes. A central também possui compatibilidade com a maioria dos aparelhos e smartphones fornecidos no mercado.

A funcionalidade Bluetooth® possibilita a sincronização de agenda do aparelho e fornece a alternativa de viva-voz, como também possui áudio streaming para transferir músicas digitais para o sistema. O receptor de TV Digital integrado possui alta resolução e tem a procura de canais por botão direto. Somado a isto, possui sensor de freio de estacionamento para controle de reprodução de vídeo. Fabricado pela Caska, o sistema multimídia é homologado pela Nissan e não possui desvantagens à garantia de fábrica do modelo, caso seja instalado nas concessionárias da empresa.

O grande fator novo do Nissan Versa nacional é o motor 1.0 de 3 cilindros, que foi produzido de forma única para o território brasileiro e que iniciou no New March. Segundo a empresa, o novo propusor, que também é produzido em Resende (RJ), possibilita 77 cv e 10 kgfm de torque.


Novo Nissan Versa 2016 – Preço e Lançamento no Brasil


Nissan lança Novo Versa 2016 no Brasil. Carro custará a partir de R$ 41.990 e virá com novidades.

Após a revelação do novo Nissan Versa, dessa vez com mais conteúdo e reestilizado, no Salão de Nova York, nos Estados Unidos, no ano de 2014, finalmente este modelo tem a previsão de chegada às concessionárias da Nissan do Brasil para as próximas semanas.

Agora este veículo, que era fabricado no México, tem fabricação nacional no estado do Rio de Janeiro, na cidade de Resende. Esse novo modelo será disponibilizado ao consumidor com duas opções de motorização, sendo que ambas serão flex. A primeira opção será a 1.6 16v, com potência de 111 cv, que já é conhecida no mercado brasileiro, dessa vez sem a presença do polêmico tanquinho de partida a frio. A segunda opção é a 1.0 12v com três cilindros, capaz de produzir uma potência de 77cv, essa segunda versão teve a sua estreia recente no Nissan March e também não necessita do tanquinho, haja vista que para substituí-lo a montadora lançou um sistema que faz o aquecimento do álcool de modo prévio nos dias mais frios, de modo que o arranque do veículo seja facilitado sem necessidade de injeção de gasolina no motor.

Na parte externa, esse novo Nissan Versa teve como principais mudanças a presença de faróis maiores, que tem semelhança com os que foram colocados no sedã grande Altima. Houve também uma reestilização nos faróis de neblina e no para-choque traseiro. Já na parte interna, assim como foi feito com o Nissan March, a Nissan colocou materiais mais nobres nos acabamentos da cabine e conforme seja a escolha da configuração feita pelo cliente, o veículo ainda pode vir com detalhes opcionais na cor preta (no console central), maçanetas e botão de freio de estacionamento cromados, além de poder optar pela forração feita por tecidos nas portas.

Outra novidade, dependendo da versão escolhida, que também irá agradar muito aos consumidores brasileiros, é a possibilidade de o veículo vir com ganchos do tipo Isofix para que sejam afixadas cadeirinhas infantis, além de central de multimídia com tela colorida de 5,8 polegadas ce ainda por cima com câmera de ré e ar-condicionado automático digital.

Sobre a Nissan:

A Nissan é uma montadora de veículos japonesa que foi fundada no ano de 1932. A empresa pertencia ao Nissan Group, porém, após uma reestruturação passou a ser parceira da Renault, montadora francesa e sua principal acionista. Ao longo de sua história, a Nissan produziu vários veículos, entre eles o Nissan 100NX, o Nissan 180SX, o Nissan Almera, o Nissan Altima, o Nissan Armada, o Nissan Frontier, o Nissan GT-R, o Nissan Livina, o Nissan March, o Nissan Pathfinder, o Nissan Skyline, o Nissan Tiida, entre outros. Confira mais informações sobre a Nissan no site http://www.nissan.pt/.

Por Adriano Oliveira


Nissan New March 2015 tem preço a partir de R$ 35.990


As vendas no mercado brasileiro do novo March, que é fabricado no Rio de Janeiro, tem preços que vão até mais de R$ 47 mil.

A Nissan começou recentemente as comercializações do New March com sistema de partida a frio e novo motor 1.0 12V de três cilindros, com valor inicial de R$ 35.990. O veículo é fabricado no Complexo Industrial da Nissan, em Resende (RJ) e possui valores que atingem R$ 47.490, segundo a versão e a motorização.

O Nissan New March 1.6 16V, por sua vez, possui partida a frio, com a versão SL tendo componentes distintos, onde pode-se citar câmera de ré, ar-condicionado, sistema de navegação por GPS, Bluetooth com comandos no volante e conectividade com mídias sociais através do Nissan Connect®. A plataforma mundial da empresa possibilita que aplicativos famosos como Facebook e Google Search tenham acesso no visor sensível ao toque no painel central do veículo.

Os motores do New March, sendo 1.0 12V e 1.6 16V, possuem o sistema CVVTCS (Continuosly Variable Valve Timing Control System, que significa variação da abertura das válvulas através de variador de fase), que possibilita que a entrada de ar e de combustível nos cilindros seja aprimorada em qualquer rotação.

A Nissan também divulgou o recebimento do Novo Versa nas lojas este mês com valores de R$ 41.999 e R$ 54.990. A companhia informou que o sedã possuirá cinco versões com duas alternativas de motores, sendo 1.0 e 1.6. Com um visual mais elegante, o veículo torna a fornecer bancos em tecido, camurça ou couro, e possui uma versão inédita para o modelo de maior cilindrada, denominada Unique.

O maior fator novo está na versão de entrada 1.0, que possuirá o novo motor de 3 cilindros já usado no New March, que possibilita 77 cv de potência e 10 kgfm de torque, sendo a gasolina e etanol. O Novo Versa 1.0 de entrada possui direção elétrica progressiva, freios ABS, airbag duplo, computador de bordo, ar-condicionado, vidros dianteiros elétricos, retrovisores elétricos, travas elétricas, dentre outros.

March

O Nissan March, denominado Micra no Japão e Europa, tem sua produção feita em quatro fábricas ao redor do globo. As suas vendas acontecem em mais de 160 países.

A quarta geração do modelo tem boas marcas de vendas em todas essas localidades. No ano de 2011, em outubro, o Nissan March chegaria ao mercado brasileiro.

O grande destaque do mesmo era que ele seria o primeiro carro popular japonês com as vendas no mercado nacional.

Em certas localidades o Nissan March tem a sua venda equipado com transmissão CVT. No Brasil, as últimas versões que eram vendidas foram as seguintes:

1.0 (básico), 1.0S (completo), 1.6S (com os mesmos itens do 1.0S, além de um motor com 1.6l e 111 cavalos de força) e 1.6SV (todos os itens disponíveis, além de sistema de som, rodas de liga leve e alarme). 


Nissan mostra conceito do March 2017 no Salão de Genebra


Durante do Salão do Automóvel de Genebra, na Suíça, a Nissan revelou um novo conceito para seus veículos. No evento, a montadora japonesa apresentou uma antecipação da futura geração do Mitra, modelo com esse nome na Europa, e que no Brasil foi apelidado de March.

Se seguir o estilo do novo conceito, o veículo deve aparecer totalmente reestilizado se comparado com a sua versão atual, ganhando design mais futurista e perdendo o estilo todo arredondado com atual March. E esse novo estilo deve seguir todos os próximos modelos da marca. O novo conceito é batizado de Sway, apresentando um hatch médio.

Entre as novidades na parte visual do novo March, está a grade frontal com a parte central em formato de U, que ainda ganha um logo da montadora no meio. Na parte traseira, o veículo tem lanternas em formato de bumerangue.

As dimensões do Sway (novo March) são as seguintes: 4,01 metros de comprimento; 1,39 m de altura; e 1,78 metros de largura, com espaço entre-eixos de 2,57 m. Isso indica que o novo modelo da marca deve ser um pouco mais espaçoso internamente. Além disso, toda a lataria aparece com recortes e vincos, bem diferente do modelo atual do March.

Apesar de já mostrar muita irreverência e causar euforia no mercado diante da apresentação de seu novo veículo, a Nissan não tem muita pressa para lançar o modelo. Essa versão apresentada durante o Salão de Genebra não deverá ser a final, pois a Nissan tem planos de lançar um novo conceito, batizado de Micra Concept, e apenas em meados de 2017 deve ser lançada uma versão final do novo veículo.

Antes desse lançamento do Micra Concept, a montadora japonesa planeja lançar em 2016 o SUV Kics, que deverá ter diversos elementos que serão inclusos no novo March, que deverá ter sua nova versão com fabricação no Brasil apenas em 2018.

Por Felipe Villares


Carro autônomo deve ser lançado por montadoras do Japão


O mundo automobilístico sempre foi uma evidência clara do avanço da tecnologia tanto para design quanto para os meios utilizados para nos favorecer e facilitar o dia-a-dia. A tecnologia veicular que permite que o veículo realize percursos sozinhos já estava nos planos de diversas montadoras, inclusive, em outubro do ano passado no salão Salão de São Paulo, o projeto Drive Me foi apresentado pela Volvo.

Atualmente, o governo japonês anunciou que três montadoras se reunirão junto a Universidade de Tóquio e duas grandes companhias do país como a Panasonic e Hitachi, para desenvolver a tecnologia autônoma veicular. São duas grandes montadoras do páis trabalhando juntas por um novo dispositivo que será aposta para os próximos anos, como uma inovação radical da indústria automotiva.

Visando alcançar uma boa colocação no mercado e equiparar-se a uma conquista já alcançada pela Europa e Estados Unidos, o primeiro ministro japonês Shinzo Abe, ainda explica ao jornal local Nikkei, que para reduzir o custo do veículo, um projeto de unificação de software de navegação e de sensores para detecção de obstáculos já é estudado. 

A expectativa é que estes carros estejam a disposição em lojas já em alguns países a partir de 2017. Um estudo realizado pela Boston Consulting Group (BCG), explica que a estimativa até 2035 é que cerca de 10% das vendas no mundo, ou 12 milhões de unidades sejam vendidas deste automóveis ao ano.

Alguns exemplos já apresentados por algumas marcas, mostra que o veículo pode funcionar como um carro comum e a função pode ser ativada pelo motorista em áreas permitidas, ou como a empresa Google prevê, uma frota de carros 100% autônomos disponível para o aplicativo de carona, onde os custos serão mais baixos e consequêntemente o serviço também será mais barato. Até lá, a nova função será aguardada anciosamente visando também a redução de acidentes de trânsito.

Maria Salete Zanirato


Nissan New Versa – Confira o lançamento no Brasil


Um sedan com alta tecnologia, bom desempenho e preço baixo. Esse é o novo Versa, da montadora japonesa Nissan. O veículo está sendo fabricado na planta da marca em Resende, no estado do Rio de Janeiro. Com cinco versões diferentes de acabamento e dois modelos de motorização, o New Versa deve chegar ao mercado nacional ainda nesse mês de março.

O preço inicial é de R$ 41.990, o que pode ser considerado muito bom para os padrões nacionais. Esse valor é equivalente a versão mais básica, com motor 1.0 12V de três cilindros. Um modelo parecido, com a versão 1.0 S, parte da casa dos R$ 44.900.

Quem prefere motores mais potentes, ainda tem três modelos a escolher com opção de motorização 1.6 litro. Para o New Versa 1.6 SV, o valor é de R$ 46.490,00, enquanto o modelo intermediário, o 1.6 SL tem preço inicial de R$ 49.490,00. Já a versão top de linha do New Versa, a 1.6 Unique custa R$ 54.990.

As mudanças no Versa não são tão perceptíveis quando se bate o olho pela primeira vez. Entre as alterações, estão os faróis, que foram redesenhados, juntamente com as rodas e o para-choques, além de ganhar uma grade cromada.

Na parte interna, as novidades são mais significativas, pois o New Versa ganhou volante com diversos recursos do sistema de som, console central na cor preto brilhante, e tem a opção de uma central multimídia com touch screen, entrada USB e Bluetooth, de acordo com o modelo escolhido.

Entre os novos itens, ainda terá a possibilidade de vir com o sistema Keyless, que oferece a opção de manter a chave do veículo no bolso enquanto dá a partida no carro ou ainda destravar as portas como recurso. Ainda existem outras opções que virão no New Versa, porém só serão reveladas em data mais próxima do lançamento do modelo no Brasil.

Por Felipe Villares


Preços do Nissan Versa 2015 no Brasil


A Nissan do Brasil anunciou recentemente os valores públicos para a linha nacionalizada do Versa. O modelo, que iniciou sua fabricação na fábrica de Resende (RJ), na metade janeiro, e é denominada pela empresa de “New Versa” desde o Salão de São Paulo do último ano, devido a reestilização, será recebido nas concessionárias este mês, com o valor acima de R$ 41.990, com motor flex 1.0 de 3 cilindros.

O Versa nacional possuirá cinco versões, onde duas terão a possibilidade de gerar 77 cavalos de potência e 10 kgfm de torque, com gasolina ou etanol. Haverá ainda três versões que utilizam o antigo motor 1.6 de 4 cilindros, que oferece 111 cv de potência e 15,1 kgfm de torque. A transmissão é sempre manual de cinco marchas. A versão Versa 1.0 terá o valor de R$ 41.990. Já o Versa 1.0 S terá o preço de R$ 44.990. O valor do Versa 1.6 SV será de R$ 46.490. Já o preço do Versa 1.6 SL será de R$ 49.490. Por fim, o Versa 1.6 Unique terá o valor R$ 54.990.

A empresa não informou ainda quais serão os componentes de cada versão, que poderá ocorrer no lançamento em aproximadamente duas semanas, entretanto, possivelmente itens como ar condicionado e direção elétrica progressiva estarão presentes em todas. A versão 1.0 S poderá ter trio elétrico e rodas de liga leve aro de 15 polegadas.

A versão Unique terá o início do sistema de conectividade NissanConnect, já existente no Nissan March, que conta com navegador GPS, display de toque de 5,8 polegadas, câmera de ré e conexão à internet do celular via aplicativo. Ela poderá possuir também volante multifuncional, bancos revestidos em couro sintético, rodas de alumínio aro 16 e ar condicionado digital.

O New Versa possuirá 4,45 metros de comprimento e será o maior carro tricilíndrico comercializado no território brasileiro. Ford Ka+ e Hyundai HB20S são os outros dois sedãs que utilizam motor 1.0 de 3 cilindros no Brasil, entretanto, eles são mais compactos e leves em relação ao Nissan.

Felipe Couto de Oliveira


Nissan Sway – Carro conceito será apresentado em Genebra


A montadora de veículos Nissan irá apresentar no próximo dia 03 de março o seu mais novo veículo, batizado com o nome de Sway Concept, esse novo veículo da Nissan poderá possivelmente suceder a geração atual do March.

O Sway será o destaque da Nissan no Salão de Genebra e será apresentado ao público como sendo um novo conceito de veículo compacto produzido pela empresa, apesar de muitas pessoas acreditarem que este veículo foi desenvolvido para suceder o March, há uma outra corrente acreditando que o Sway será apenas a antecipação das linhas da nova geração do March, veículo que aqui no Brasil obteve um novo visual, totalmente atualizado, além de ter sido contemplado com a fabricação nacional no ano passado.

Até o presente momento, a Nissan não realizou a divulgação de nada além de um teaser do seu novo modelo. Neste teaser é possível ver que apenas a parte frontal do carro, mesmo assim coberta, com alguns detalhes dos faróis e da grade, que por uma análise primária e bem superficial parecem ter adotado o visual que a montadora adotou em outros veículos que já são conhecidos no mercado, tais como os SUVs, Qashqai e Jucks veículo este que também é conceituado como kicks.

Pelo pouco que foi visto do veículo, até o momento, alguns especialistas já conseguiram pontuar algumas características estéticas mais marcantes do veículo que irão agradar muito os consumidores, tais como, a presença de uma grade frontal bem larga e luzes diurnas em LED, os faróis em estilo bem moderno.

Há também uma forte especulação nos bastidores da montadora de que o Nissan Micra mais conhecido aqui no Brasil com Marsh irá mudar de nome e com essa mudança ele irá fazer o compartilhamento de alguns elementos com o Renault Clio.

O certo é que novidades virão por aí e os consumidores podem esperar que a montadora nipónica está se estruturando para continuar sendo uma das maiores do mundo automobilístico.

 Por Adriano Oliveira


Nissan March – Novo modelo terá Sway como base


A Nissan apresenta o teaser pioneiro do protótipo, que irá criar a nova geração do hatch compacto March (Micra, Europa). O veículo é um dos principais da empresa no Salão de Genebra (Suíça), na próxima semana.  Através da imagem apresentada pela empresa, as alterações serão significativas em relação ao New March, disponibilizado na Europa em 2013. Entretanto, a versão de produção não será muito sofisticada como a conceitual, apesar de que possa fazer parte de um avanço importante.

O novo March eurupeu será produzido a partir do começo do próximo ano, em parceria com a Renault, na unidade de produção em Flins, nos arredores de Paris (França). Existem boas oportunidades do veículo possui várias características semelhantes com a nova geração do Clio. A decisão amplia a eficácia da maior indústria da Renault no território francês. Com o novo acordo, a unidade produção em Flins irá fabricar 710 mil unidades por ano, o que se trata de um aumento de 180 mil unidades.

No território brasileiro, o New March poderá ter duração longa. Iniciou suas produções na nova unidade de produção, em Resende (RJ), há menos de um ano, sendo mais preciso em abril do último ano. Através de investimento de R$ 2,6 bilhões, a unidade pode fabricar 200 mil veículos e 200 mil motores. Somado ao New March, o sedã Versa renovado começou a ser retirado da linha de montagem na metade de janeiro para ser recebido nas lojas e março.

Outro fator novo do New March é que o veículo recebe a alternativa de motor 1.0, de três cilindros. A empresa invstiu R$ 100 milhões na fabricação do novo motor, que irá estar junto com a linha de montagem do 1.6, de quatro cilindros. Para produzi-lo, foram contratados mais 25 profissionais. Também entre as modificações na linha March no Brasil, a versão mais barata Active começou a ser direcionado somente para frotistas.

Felipe Couto de Oliveira


Novo Nissan Leaf usa Tinta que Brilha no Escuro


Desde que lançou o Leaf há 4 anos atrás, a Nissan a cada dia que passa mostra que é possível criar um carro e mesmo assim pensar na sustentabilidade. O Leaf conseguiu se tornar o elétrico mais popular no planeta e ao mesmo tempo essa grande montadora japonesa decidiu experimentar novos tipos de pinturas.

Como assim pinturas, você deve estar se perguntado?

A última da empresa meses atrás tinha sido uma pintura que não suja fácil. A novidade foi exposta no Nissan Note e agora para completar a sua ideia radical de preocupação com o meio ambiente, a empresa decidiu através do Nissan Leaf utilizar uma tinta que brilha no escuro.

Nos últimos dias foi possível acompanhar na cidade de Rolle, que fica na Suíça, o Leaf passeando e pintando com um revestimento que recebeu o nome em inglês de “starpath”, que significa caminho estrelado.

Essa tinta foi criada através de uma parceria com o inglês Hamish Scott e para entender melhor como funciona o processo, se trata de aplicar uma película através de spray no carro e essa película realiza a absorção dos raios do Sol, ou seja, durante o dia essa tinta absorve os raios ultravioletas e permite que no período da noite o veículo fique brilhando de oito a dez horas.

Outra característica é que a tinta utiliza totalmente materiais orgânicos na sua composição, dos quais um deles é um elemento muito raro no nosso planeta com o nome de Aluminato de Estrôncio e esse elemento tem como característica ser sólido, inodoro e química e biologicamente inerte!

O que a Nissan ganha com isso tudo?

Já de início ela se tornou a primeira fabricante quando se trata de utilizar tinta brilhante na pintura original de um veículo de produção, pois conforme temos informações, algumas empresas particulares de customização já realizam esse tipo de processo.

Outro ponto é que a Nissan também que mostrar que os proprietários do Leaf decidiram instalar em suas casas painéis solares para abastecer o carro e com isso mostra que as pessoas estão se tornando ambientalmente engajadas, no sentindo de reduzir a emissão do carbono na atmosfera.

A tinta dura até 25 anos e se o proprietário não quiser esse efeito “azul”, basta manter o veículo fora dos raios solares ao longo do dia.

Por Fernanda de Godoi


Nissan 370Z é Destaque no Salão de Chicago 2015


A Nismo, divisão de grande performance da Nissan, apresentou duas atrações no Salão de Chicago (EUA), que acontece até o dia 22 de fevereiro. Uma das principais atrações é um carro-conceito que oferece mais potência ao conversível 370Z Roadster. O carro, chamado de 370Z Nismo Roadster Concept, possui sob o capô um motor V6 3.7 de 359 cv. O veículo possui suspensão com ajuste mais esportivo de fibra de carbono e bancos da Recaro.

O outro modelo verificado no estande da empresa trata-se de um carro de corrida, que irá competir este ano nas 24 Horas de Le Mans. Trata-se do cupê superesportivo GT-R LM Nismo, versão de grande rendimento do GT-R, que possui motor V6 turbinado de 600 cv de potência máxima.

O modelo de 2015 do 370Z possui bancos Recaro revestidos em couro e camurça sintética. Já o painel possui um conta-giros em vermelho. O pacote Tech acrescenta sistema de áudio Bose com navegador, câmera traseira, tela de 7 polegadas, entre outras funcionalidades.

O modelo utiliza motor V6 de 3,7 litros, consistindo na variação de tempo e de levantamento das válvulas, o denominado VVEL, com potência de 350 cv (18 superiores em relação àa versão básica) e torque de 38 m.kgf, tendo também a transmissão manual de seis velocidades ou uma nova automática de sete velocidades, com tração traseira. O pacote Nismo possui molas e estabilizadores determinados, freios mais poderosos e diferencial autobloqueante.

Na parte de dentro, os bancos esportivos da Recaro são revestidos em couro e Alcântara com costuras vermelhas. O volante possui acabamento em camurça e existe um pacote alternativo Tech que possui sistema de navegação, visor de sete polegadas sensível ao toque, câmera de ré e sistema de som Bose com Bluetooth.

Na parte da frente, o para-choque possui uma entrada de ar mais acentuada e luzes LED para rodagem diurna. As rodas de alumínio possuem 19 polegadas.

Felipe Couto de Oliveira


Mitsubishi e Nissan podem criar Carro Sucessor do Lancer


Apesar de muitas pessoas não saberem, é muito comum no mundo automobilístico as montadoras se juntarem para criar novos modelos de carros. E agora é a vez a Mitsubishi correr atrás de uma parceria para o desenvolvimento de um novo modelo.

Segundo uma notícia veiculada no site Automotive News, existem especulações de que a montadora japonesa está interessada em fechar um acordo para trabalhar junto com a Nissan na criação de um veículo que promete ser o sucessor do esportivo Lancer. Esse novo carro provavelmente será um sedan compacto.

Essa busca por parceria que a Mitsubishi está realizando é por um motivo muito simples: a montadora nipônica quer reduzir ao máximo os custos com as pesquisas e o desenvolvimento desse novo projeto de veículo. Apesar de ter essa intenção de não querer gastar muito com esse carro, é possível que mesmo que não feche um acordo com a Nissan, a própria Mitsubishi banque todo o custo do projeto.

Mas a Nissan não foi a única procurada pela Mitsubishi para uma possível parceria. Antes de entrar em contato com a Nissan, a Mitsubishi sondou a Renault para esse novo projeto. Caso fechassem um acordo, os novos veículos substitutos do Lancer seriam produzidos na planta da Renault na Coreia do Sul, que fica em Busan. O acordo só não foi fechado com a Renault, porque diante da crise mundial e a valorização do won (moeda coreana) em relação ao dólar e ao iene (moeda japonesa), os custos ficariam muito mais caros e a Mitsubishi possivelmente não obteria lucro algum com tanto custo.

Agora resta saber se as negociações com a Nissan serão fechadas. Caso a resposta seja afirmativa, quem puder comprar esse novo veículo não irá se arrepender, pois a Nissan tem tradição e é conhecida mundialmente por sua tecnologia, mesmo nos carros mais populares da marca, como o Nissan March, que é comercializado também no Brasil.

Por Felipe Villares


Novo Nissan Sentra 2.0 Manual 2015 – Preço e Novidades


A versão mais simples do Novo Nissan Sentra chegou ao mercado e promete conquistar outro grupo de consumidores, tentando eliminar a imagem de “carro de tiozão” a ele atribuído. Trata-se do Sentra 2.0 S, uma versão com motor flex e câmbio manual de seis velocidades. O carro está disponível nas concessionárias a partir de R$ 67.090.

O carro está em uma categoria de mercado que concorre diretamente com o Honda Civic, o Toyota Corolla e o Citroën C4 Lounge. Por ser um sedã, ele atende às necessidades de quem precisa de um carro espaçoso, já que ele possui um amplo espaço interno e um porta-malas de 503 litros.

O Sentra destaca-se pelo seu conforto, tanto para o motorista quanto para os passageiros, especialmente quem anda no banco de trás. O nível de ruído do veículo também é baixo e seu acabamento, mesmo sendo uma versão mais básica, não deixa a desejar.

Quanto ao motor, o sedã mostrou que anda bem, já que houve uma boa harmonização entre ele e a transmissão manual de seis velocidades. Com 16 válvulas, o motor de 2.0 litros desenvolve uma potência de até 140 cavalos, capaz de atingir 100 km/h a partir do repouso em 9,9 segundos.

Ele tem torque de 20 kgfm a 4.800 rpm e atinge velocidade máxima de 196 km/h de acordo com testes. A estabilidade do veículo é boa, conferida pelas rodas de 16 polegadas e os pneus 205/55, porém, ele perde pontos para seus concorrentes, já que ele não possui controle eletrônico de estabilidade, nem de tração.

Esse itens fazem com que ele perca pontos em segurança, que vem sendo o alvo de muitos compradores, principalmente os que utilizam muito o veículo para viagens.

Mesmo não sendo um sucesso de vendas desde seu lançamento, a Nissan continua apostando no Sentra como sua melhor opção de sedan médio. Em outras categorias, a Nissan tem mais sucesso, com a picape Frontier e o hatch March, por exemplo, mas vale lembrar que os concorrentes diretos do Sentra são muito tradicionais no mercado, já que o Civic e o Corolla revezam o sucesso de vendas no país há muitos anos.

Rannier Ferreira Mendes


Nissan March ganha Novo Motor Flex 1.0 de 3 Cilindros


A Nissan vem ao longo dos últimos anos tentando tornar o March o carro mais vendido da marca no Brasil. O carro sofreu reestilizações diversas e se tornou nacional (sendo antes importado do México), sendo produzido em Resende (RJ). A princípio, esses planos não deram muito certo e as vendas foram mantidas na casa das 24 mil unidades por ano. Agora, a empresa traz uma novidade para aquecer o mercado do March, a introdução do motor flex 1.0 de 3 cilindros na versão de entrada do carro.

Vale lembrar que essa motorização já é marcada pelos brasileiros em carros populares, sendo a motorização mais comum dos carros vendidos no país.

O lançamento foi anunciado pela montadora na última quinta-feira no Rio de Janeiro. O motor promete fornecer ao conjunto uma potência de 77 cavalos e um torque de 10 kgfm (sendo movido a etanol ou a gasolina). O motor segue ainda uma linha econômica, sendo capaz de rodar de 8,8 a 10,3 km/l quando abastecido com etanol ou de 12,9 a 15,1 km/l quando abastecido com gasolina.

O objetivo continua sendo aumentar as vendas do March o tornando o popular da marca no país. Porém, a empresa revelou planos maiores a médio prazo. A Nissan quer que o March alcance e ultrapasse o HB20 da sul coreana Hyundai. O carro é o sexto mais vendido no país e em 2014 vendeu aproximadamente cinco vezes mais que o Nissan March.

A motorização também será oferecida no New Versa, que agora está sendo produzido na fábrica de Resende. Espera-se um aumento nos valores dos carros devido principalmente ao retorno do IPI. As vendas dos carros com os novos motores 1.0 começam ainda em março. O mais simples da linha, o Nissan March Conforto, sairá das lojas por pelo menos R$ 35.900.

Junto com a notícia do novo motor 1.0, a Nissan também anunciou que os motores 1.6 contarão com o sistema Flex Start, que dispensará o tanque de partida a frio.

Por Nosf


Nissan Kicks – Montadora divulga Imagem do Novo Carro


Um teaser do SUV Kicks foi revelado pela Nissan, exibindo sua frente bem idêntica à do conceito que foi visto no Salão do Automóvel de São Paulo 2014.

A empresa é a patrocinadora da escola de samba Salgueiro e a exibição, às vésperas do início dos desfiles de Carnaval, pode ser mais uma estratégia de marketing da marca. Vale lembrar que ano passado o Versa Note (ainda sem nenhuma cogitação para o mercado nacional) apareceu durante o desfile da escola carioca, sobre o carro alegórico.

Além disso, a Nissan é patrocinadora das Olimpíadas 2016 e o Kicks deverá aparecer também para promover este evento. Afinal, o Brasil é um dos países mais cogitados para a fabricação do crossover compacto.

O Kicks deverá ser mostrado por completo ainda este ano. Já o seu lançamento deve ocorrer em 2016, para encarar a concorrência de nomes como Chevrolet Tracker, Ford EcoSport, Renault Duster, entre outros.

Ainda não existe informações sobre o local onde o novo modelo será fabricado, mas é possível que o Brasil esteja entre os países favoritos para a produção, bem como o México. José Luis Valls, presidente da Nissan para a América Latina, foi quem afirmou em uma recente entrevista para o site UOL Carros, que o mercado pode ser favorecido pela marca, devido principalmente às exigências de livre comércio e do Inovar Auto.

Assim como a Honda adotou a ideia de fabricar o seu HR-V em mais de um país, a Nissan pode investir nessa estratégia para atender aos mercados do bloco.

"Há muito a avançar, queremos ser os primeiros entre as marcas japonesas, mas também temos planos de chegar a 3% de participação em 2015, 5% até 2016 e, num futuro a médio prazo, nos colocarmos perto dos líderes", afirmou o executivo durante a entrevista.

Claro que para isso será necessário ampliar e aprimorar a cobertura de lojas e oficinas no Brasil, isso deve ter início ainda esse ano. "É um produto fundamental para o Brasil e vamos ter novidades ainda em 2015", concluiu o presidente da marca.

Daniel Cavalcante


Reestilização do Nissan Altima 2016


Foi divulgada nessa semana que a Nissan, uma das maiores montadoras de automóveis do mundo, fará mudanças muito significativas no novo modelo do seu carro Atima. O novo automóvel, que tem previsão de ser lançado somente no ano de 2016, vai seguir uma direção parecida com o carro Camry, da Toyota, em seu modelo de 2015.

Apesar de nenhuma mudança no design ter sido divulgado, é importante levar em consideração algumas das modificações feitas no veículo da Toyota. A máquina recebeu um exterior muito mais ousado, um novo alcance de suspensão e um interior muito melhor equipado.

Um dos representantes da Nissan, Pierre Loing, disse em entrevista a revista Automotive News, que “Eles (Camry) fizeram algo muito grande. Eu não tenho certeza se nós iremos tão longe assim. Mas iremos criar algo significativo para o Altima para a próxima temporada”.

Outro automóvel da Nissan já passou por mudanças importantes em 2015, o Murano. O carro apresentou a nova linguagem de design da empresa e provavelmente estará sendo representada no Atima 2016.

Talvez a maior mudança sofrida nos modelos será o "V" na parte frontal dos carros.

Um dos maiores investimentos, acredita-se também, será na especialização tecnológica do veículo, a busca por uma eficiência maior e também por melhoras na parte mecânica.

A Nissan, empresa fundada em 1932 por Kenjiro Den, Rokuro Aoyama, Meitaro Takeuchi e Yoshisuke Aikawa, foi comprada pela até então concorrente, Renault (empresa francesa), para fazer parte de uma aliança comercial que vem dominando o mundo automobilístico. Os veículos produzidos são comercializados através da marcas Nissan, Infiniti, Datsun e outras. Em 2012, a Nissan foi a sexta maior produtora do ramo, ficando atrás apenas da Toyota, General Motors, Volkswagen Group, Hyundai Motor Group e da Ford. A empresa é a líder japonesa na China, no México e na Rússia.

Giordano da Fonseca