Recall do Mini Cooper 5 Portas e One – Problema no Estepe


Mini amplia recall e convoca mais proprietários dos veículos para averiguação de possíveis problemas no estepe do carro.

Para aqueles que adquiriram o modelo One ou Cooper 5 portas de Mini com data fabricação em 2014, saibam que alguns desses modelos estão passando por um recall. Caso não saiba, a montadora britânica anunciou na última quinta-feira, 23 de julho, uma ampliação do recall que havia convocado anteriormente para o modelo Cooper. Segundo a empresa, 50 modelos relacionados ao One e ao Cooper 5 portas, fabricados em 2014, apresentam um problema grave: existe o risco de o estepe desses modelos se desprender, o que poderia ocasionar acidentes.

A própria montadora chegou à conclusão de que uma falha na porca na chapa de fixação pode acabar ocasionando a saída do pneu de seu lugar original. Vale ressaltar que o estepe, no modelo Cooper, fica localizado logo abaixo do porta-malas.

Como já foi citado nesta matéria, ao todo 50 modelos foram convocados para o recall da Mini. Em relação ao Mini One, os chassis que devem ser apresentados são: de 3A07575 a 3A07576 e de T991690 a T994192. Já os chassis do Mini Cooper 5 portas que devem passar por recall são: de T822998 a T823574.

Esse não é a primeira medida de recall apresentada pela Mini em 2015. Na verdade esta é uma continuação da etapa anterior que envolveu de forma direta alguns modelos da linha Mini Cooper. Com isso, a fabricante destaca que aqueles que já passaram pelo primeiro recall não necessitam voltar ao serviço novamente, haja vista os modelos envolvidos serão apenas o One e o Cooper 5 portas.

O serviços de revisão agendada pela Mini pode ser realizado diretamente e de forma imediata na rede de concessionárias da montadora britânica. Além disso, a montadora também destacou que o serviço é bastante rápido: são necessários apenas 25 minutos para a substituição da peça.

Os clientes que ainda possuem alguma dúvida podem esclarecer demais detalhes através do Serviço de Atendimento ao Cliente, por meio do seguinte número: 0800 707 3578. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h.

Por Bruno Henrique


Novo MINI Cooper 5 Portas chega ao Brasil


MINI Cooper 5 Portas chega ao país custando R$ 105.950.

Na última quarta-feira, 11 de março, a MINI apresentou o novo MINI Hatch 5 portas para o mercado brasileiro. Esse é um dos grandes lançamentos da montadora britânica para o mercado automobilístico, haja vista o novo MINI dispor de configurações inéditas. O MINI Cooper possui preço sugerido de R$ 105.950. Já o MINI Cooper S Exclusive conta com preço sugerido de R$ 122.500. Por fim, o MINI Cooper S Top possui preço sugerido de R$ 139.950.

Há uma grande expectativa a cerca deste grande lançamento pela MINI. “Este lançamento não é apenas um modelo com duas portas adicionais. Ele foi totalmente planejado para oferecer ainda mais espaço e conforto para seus ocupantes. Já havíamos identificado uma demanda por um MINI Hatch 5 portas e estamos muito confiantes de que sua aceitação no mercado será muito positiva”, destacou o diretor da MINI Brasil, Julian Negri.

Um dos principais objetivos deste lançamento foi justamente oferecer bastante conforto. É importante ressaltar que o design permaneceu o tradicional. Um detalhe bem interessante é que a distância entre os eixos foi ampliada, dessa forma, três assentos estão disponíveis na traseira. O novo MINI 5 Portas passou por diversas mudanças em suas medidas.

E para aqueles que são apaixonados pela parte mecânica dos automóveis, saibam que sob o seu capô o MINI Cooper 5 portas dispõe de um motor a gasolina 1.5 com três cilindros e uma potência de 136 cv. O Cooper S conta com o mesmo motor, no entanto, nesta versão são 4 cilindros com 192 cv de potência. Além disso, o cliente pode optar por transmissão Streptronic de 6 marchas ou Steptronic Esportiva que também conta com 6 marchas.

Entre os itens de série do MINI Cooper 5 portas, podemos destacar: airbags frontais, laterais e de cortina, ISOFIX e MINI Connected. Para aqueles que não sabem, o MINI Connected é nada menos que um sistema que permite que o usuário tenha acesso a funções exclusivas como, por exemplo, redes sociais, entretenimento, etc. A versão top de linha é acompanhada de Head-Up Display e Driving Assistant, sendo que esses dois itens adicionam: controle de velocidade de cruzeiro adaptativo por vídeo, aviso de colisão e pedestres com função de freio e assistente de farol alto.

Se você gostou do veículo e quer conhecer um pouco mais sobre o Mini, acesse o site www.mini.com.br.

Confira abaixo algumas fotos do carro:

Por Bruno Henrique


Novo Mini Minor será lançado em 2018


A imprensa britânica informa que a Mini possuirá o novo Minor no final de 2018. A empresa já relata seu objetivo de produzir “um Mini Legítimo” desde 2013, entretanto, o modelo não poderia ser fabricado na plataforma modular UKL da BMW. Com isso, a companhia tem a meta de aliar a outra empresa para atuar no projeto.

A empresa mais possível é a Toyota, já que informações relatam que uma parceria entre a BMW e a companhia japonesa para produzir um hatchback de entrada poderia acarretar na criação do novo Minor.

Segundo a revista britânica Car Magazine, o modelo poderá ser recebido no mercado no fim de 2018 ou início de 2019, tendo a medida de somente 3,4m (tamanho idêntico do Smart ForFour). A empresa também garante que o modelo de entrada terá o valor de aproximadamente € 12,500 (cerca de R$ 41 mil em uma conversão simples), onde a mais qualificada terá o valor de cerca de € 13,500 (em torno de R$ 44 mil).

Algumas previsões apontam que o modelo será baseado nos conceitos Paceman e Rocketman, com teto único e grade trapezoidal. A Toyota poderá ter a experiência novamente do modelo Starlet, que foi interrompido em 1999, na plataforma idêntica do Minor, para trocar o iQ.

Anteriormente, havia sido revelado que a BMW e a Toyota poderiam estender a parceria, que tem o objetivo da produção de tecnologias compartilhadas e dos Supra Coupe e BMW Z4.

Segundo a mídia internacional, as empresas já começaram os projetos da versão de entrada do Mini Minor. Entre os principais fatores novos, o destaque está na traseira e teto reformulado, além da nova grade dianteira trapezoidal.

Um fornecedor ligado a Mini afirmou que é cedo para relatar. Entretanto, no momento que o novo integrante do conselho de pesquisa e desenvolvimento, Klaus Fröhlich, foi para a América, este foi um dos temas da sua agenda.

Felipe Couto de Oliveira


Fim do Mini Roadster e Coupé


A marca britânica Mini confirmou o fim da produção de dois automóveis que fizeram sucesso: o Mini Coupé e o Mini Roadster. Os dois veículos da Mini foram produzidos quando a companhia focava na produção de carros de dois lugares. Agora, a Mini está com toda a sua atenção voltada para a produção de carros de três e cinco portas, os hatch. O Mini Coupé fazia parte do portfólio da marca desde 2011 e o Roadster desde 2012. 

Segundo um pronunciamento feito pela marca Mini na última quinta-feira, 12 de fevereiro, a empresa deixará de produzir os Mini de dois lugares e iniciará a produção de outras cinco carrocerias. As novidades da marca serão a fabricação do Countryman, Clubman, Hatch com três e cinco portas e Conversível. Outro modelo que será fabricado pela Mini será uma espécie de subcompacto misturando os conceitos do Rocketman e do Superleggera.

Apesar das novidades em termos de carroceria serem limitadas, o número de motores é bastante amplo, há uma boa quantidade de opções quando se trata de motores. Hoje, a Mini disponibiliza tanto na Europa como nos Estados Unidos sete opções de motores que vão desde o menor e mais simples (1.2 com três cilindros) até o motor maior e mais potente (2.0 de quatro cilindros).

Ainda de acordo com as informações divulgadas pela Mini, o novo lançamento será o Clubman, um Mini bem mais espaçoso que o tradicional. Este virá com algumas sensíveis diferenças, principalmente no que diz respeito ao design da parte traseira, onde temos saídas de ar nas lareiras remodeladas, duas tampas no porta- malas, lanternas horizontais e placa no para-choque. A novidade mais expressiva nesta versão é a utilização de materiais muito mais requintados, incluindo acabamento em couro e detalhes nas cores azul e prata nas portas e no painel.

O Clubman será apresentado durante o Salão de Genebra, que acontecerá no mês de março.

Por Melina Menezes.


Mini revela Nova Versão de Entrada do One First Door


A MINI, fabricante de automóveis compactos e luxuosos, anunciou as especificações de seu Novo Mini One First Door. Na versão mais básica, dentre as sete opções disponíveis, o carro possui motor de 1.2 litros, três cilindros e 75 cavalos de potência, com autonomia de 19,23 quilômetros por litro de gasolina.

Com essa versão de cinco portas e um motor mais básico, a fabricante deixou o mundo dos MINI mais conveniente e econômico.

Assim como os demais modelos dessa última geração de carros da empresa, o novo Mini One First Door conta com um motor com a tecnologia TwinPower Turbo. Esse motor combina a turboalimentação com a injeção direta de combustível e o controle variável no comando de válvulas nas porções de admissão e de escape. Com toda essa tecnologia, o MINI é capaz de atingir 100 km/h a partir do repouso em apenas 13,4 segundos.

O recentemente desenvolvido câmbio manual de seis velocidades oferece uma eficiência otimizada, combinada com uma redução do peso e um maior conforto durante a troca de marchas.

Combinada com o motor, a otimização da transmissão permite que o carro consuma cerca de 5,2 litros de combustível para percorrer 100 km, uma média bem superior ao consumo de carros populares, por exemplo.  Além disso, há uma reduzida emissão de CO2, cerca de apenas 121 gramas por quilômetro percorrido.

Além dessa versão econômica, o Mini One First Door ainda disponibiliza mais três modelos a gasolina e outros três que rodam com diesel, sendo que a versão mais potente desenvolve até 189 cavalos de potência.

Vale lembrar que esse modelo de cinco portas do MINI não apenas adicionou mais duas portas ao modelo que possuía três, mas houve todo um trabalho para adaptar a estrutura do carro para essa nova versão, inclusive aumentando a distância entre os eixos em aproximadamente 72 milímetros.

Mesmo com todas as alterações, o Mini One First Door ainda mantém todas as características de conforto e tecnologias para buscar um grupo de consumidores novo que procura a típica diversão ao dirigir oferecida pelos carros MINI.

Rannier Ferreira Mendes