Mercedes pretende abrir novo PDV ainda esse mês


Programa de demissão da empresa pode atingir 2.000 funcionários

No dia 11 de maio de 2016 (Quarta-feira), a Mercedes-Benz comunicou aos seus funcionários que trabalham na matriz localizada em São Bernardo, que infelizmente realizará um programa de demissão voluntária (PDV) ainda esse mês. O número de funcionários será reduzido, serão demitidos uma porcentagem de 20,4% dos funcionários da empresa.

Atualmente, a empresa contem 9.800 funcionários, cerca de 2000 funcionários serão demitidos nesse programa de demissão voluntária que a empresa realizará.

O programa ainda não possui suas condições estabelecidas, porém há uma estimativa de que elas serão divulgadas dentro de poucos dias, pois as demissões ocorrerão ainda esse mês.

O último PDV que ocorreu na empresa foi em Julho de 2015, nesse ano a empresa aplicou três programas de demissão voluntária e tinha como propósito demitir 2000 funcionários, porém ocorreram somente 40 adesões. Infelizmente milhares de pessoas ficaram desempregadas nessa época, não apenas pelas demissões ocorridas na Mercedes-Benz, mas também por outras empresas.

Em 2015, cada um dos funcionários que possuíam restrição médica foi avaliado, pois conforme a lei eles tem estabilidade. Já os demais funcionários, receberam uma oferta de 50% do salário recebido mensalmente, teto de R$65.000,00 e os direitos trabalhistas acertados na recisão.

De acordo com o presidente da Mercedes, Philip Schiemer, essas futuras demissões ocorrerão devido a queda de volumes de venda e produção dos veículos fabricados pela empresa, essa queda vem ocorrendo desde 2013. E nesse ano de 2016, de Janeiro até Abril, essa redução foi ainda mais drástica.

Para evitar mais demissões, nesses últimos três anos a empresa vem evitando banco de horas, férias coletivas, suspensão temporária de contratos, semanas curtas e licença remunerada, mas mesmo assim nada foi resolvido e a situação continua dramática. Isso vem acontecendo devido a forte crise política e econômica que está intercorrendo no Brasil.

Ainda foi informado no comunicado que infelizmente o acordo com o Programa de Proteção ao Emprego (PPE), que finalizará dia 31 de Agosto, não será renovado. Diante disso, além dessas demissões, a licença remunerada será negociada com novos grupos. Cerca de 1.000 funcionários estarão incluídos nesses grupos e serão informados esse mês.

Entretanto, o Sindicato dos Metalúrgicos localizado no ABC, considera necessária a renovação do acordo com o PPE ou outro meio que proteja o emprego e evite um número maior de demissão.

Aline Aparecida Feitosa Dias


Reajuste no Preço dos Carros da Audi, Mercedes e Jaguar


Aumento nos preços atinge linha 2016 de seus veículos. Maior aumento foi no Audi A8, que subiu cerca de R$ 50 mil.

A Audi chegou ao máximo de R$ 58 mil em seus reajustes. Já a Mercedes decidiu não mais negociar o preço de seus veículos brasileiros em dólar. A britânica Jaguar, diferente das duas montadoras alemãs, aumentou o valor de apenas um modelo.

O sedã Jaguar XE, modelo brasileiro de entrada, teve aumento de até R$ 5 mil nas suas três versões. O Pure passou de R$ 171,9 mil para R$ 172 mil – apenas R$ 100 de subida de preço. O intermediário R-Sport teve reajuste de R$ 4,1 mil, indo dos R$ 201,9 mil para os R$ 206 mil. E o top de linha 3.0 V6S agora custa R$ 306 mil, antes era R$ 301 mil.

O grande aumento da Audi ficou com o A8 6.3 Longo. O sedã passou de R$ 780.190 para R$ 838.990. O A8 esportivo – S8 – custava R$ 676.190 e agora custa R$ 726.990, um reajuste de R$ 50,8 mil.O Audi A3, mais vendido da marca no Brasil, teve aumentos entre R$ 7 mil e R$ 10,8 mil nos modelos hatch e sedã. Com isso, não há mais carros Audi no Brasil por menos de R$ 100 mil, caso do que ocorria com o A3 sedã 1.4 Attraction.

A Mercedes Benz adiantou ainda reajustes de 6% a 10% em seus veículos para o Brasil, por conta do dólar em constante aumento aqui no país. Este motivo também foi o que levou a empresa a vender diretamente em reais, deixando os preços menores para os clientes.

O GLA 200 subiu R$ 9,4 mil, passando de R$ 134,5 mil para R$ 143,9 mil. E o GLA 45 AMG subiu R$ 17 mil, indo de R$ 307,9 mil a R$ 324,9 mil. Esses dois exemplos mostram que os reajustes foram proporcionais aos preços anteriores dos veículos. Os dois estão entre os mais vendidos no país pela Mercedes.

O Classe A da montadora – top de linha -, além de ter aumento nos preços, foi aperfeiçoado. O hatch ganhou quatro modos de direção, nova central multimídia, tela de oito polegadas e transmissão de tela de smartphones por Apple CarPlay ou Android Auto para a nova central.

Bruno Klein


Mercedes Benz venderá Carros Restaurados


Veículos antigos serão vendidos impecáveis de mecânica e visual.

Foi anunciado pela Mercedes-Benz uma nova divisão de vendas da marca: a All Time Stars. Isso é uma excelente notícia para quem é colecionador de veículos clássicos, pois serão vendidos vários modelos antigos da empresa em condições impecáveis de mecânica e visual.

Os modelos estarão em exposição em Stuttgart, na Alemanha, no Mercedes-Benz Museum. Se você acha que a cidade é muito longe, poderá fazer a visualização dos carros no site da All Time Stars – alltime.stars.com. No link, os usuários poderão conferir os contatos dos vendedores e efetuar a compra.

Dados da Mercedes dão conta de que os veículos que estão sendo vendidos apresentam revisões muito rigorosas em termos de mecânica e de seu visual. Caso tenha algum defeito no relatório, ele será apontado, pois são aproximadamente 160 itens que são verificados.

Os clientes que comparecem à loja encontram vendedores que são qualificados para que os carros antigos sejam apresentados em todos os seus detalhes, tal qual como fazem com os veículos zero.

São três categorias em que os veículos são dividios:

  • Premium: São os modelos com quilometragem muito baixa e originalidade grande.
  • Collectors: Os carros são de condição mecânica excelente e também apresentam visual impecável. Porém, não contam com a exclusividade da Premium.
  • Drivers: Os modelos estão em boas condições, mas alguns podem precisar de certos reparos.

Alguns modelos que são vendidos no catálogo:

Uma unidade bem rara de um modelo da Mercedes, lançado no ano de 1929, sendo o carro mais antigo da loja, é vendido pelo custo de 850 mil euros. O mesmo está na categoria Premium.

Outro carro antigo é o E 60 AMG Limited, com lançamento datado de 1994. Ele tem um preço de 189 mil euros.

Um superesportivo como o AMG CLK-LM de 1998, o qual tem somente 14.140 km, só tem o preço do mesmo apresentado para quem vai até a loja na Alemanha.


Mercedes-Benz Vito – Lançamento e Preço da Nova Van no Brasil


Veículo virá em versões do tipo furgão e para passageiros. Preço é de aproximadamente R$ 104 mil.

Quem conhece a Mercedes-Benz sabe que ela é marca líder em tecnologia avançada em veículos de alto padrão. Aqui no Brasil, a marca possui dois ramos conhecidos em quais atua: automóveis comerciais (entre caminhões da linha Actros e vans da linha Sprinter) e os automóveis de passeio da linha Premium. Os dois ramos estarão agora bem mais próximos do que nunca, pois a marca lançará no Brasil a sua van da linha Vito, o qual ainda virá com versões 'furgão' e outra só para passageiros. Os preços giram em torno de R$ 104.990.

O novo modelo da Mercedes-Benz pesará cerca de 3.500 kg, podendo ser conduzido por motoristas que possuem habilitação na categoria B. O carro deverá ser comercializado apenas em concessionárias autorizadas da marca.

Todas as versões virão com câmbio manual de seis marchas.

A estreia de vendas está prevista para se iniciar a partir do final deste ano, enquanto isso, veja agora as principais configuração das versões do modelo:

Vito 111 CDI: Esta versão será aquele famoso furgão. Parecido com os dos filmes de aventuras, ele terá uma carroceria com (e que suporta) 1.225 kg de carga e 6m³ de volume, motor à diesel com nada menos que 1.6 de potência e 114 cavalos, além de torque com 27,5 kgfm. O preço desta versão é de R$ 104.990, sem o ar condicionado. Agora, caso o cliente opte pelo ar condicionado simples, por exemplo, o valor subirá para R$ 109.990. O valor de tabela já inclui controles de estabilidade e tração, rádio com entrada USB e conexão Bluetooth, direção elétrica, assistentes que monitoram cansaço e assistentes que monitoram partidas de rampas e ventos laterais.

Vito Tourer 119 Comfort 8+1: Esta versão é adaptada para passageiros. O preço gira em torno de R$ 129.990, mas sai em conta porque já vem com ar condicionado na cabine inteira, tanto frontal como traseira, cintos de segurança com três pontos, bancos com fixação Isofix e outros recursos que também estão na versão anterior, com diferencial no motor que é de 2.0 turbo flex, com 184 cavalos.

Além destas duas versões, os consumidores da marca contarão com uma opção a mais: o Vito Tourer 119 Luxo 7+1, que é a mais completa de todas, custando em média R$ 139.990, e mesmo tendo um banco a menos, possui assentos revestidos em courino, oferecendo inclinação individual. Tem recursos da Comfort, volante de direção multifuncional, painel completo de instrumentos, farol para neblina, rodas com liga leve e para-choque na mesma cor do modelo.

Por Daniela Almeida da Silva


Mercedes GLC – Novo Utilitário Esportivo Substituto do GLK


Mercedes-Benz apresenta seu novo utilitário esportivo GLC. Modelo irá substituir o GLK.

Um novo utilitário esportivo de luxo acaba de chegar ao mercado através da Mercedes, com o modelo GLC. Esse modelo vem para substituir outro utilitário de sucesso, o GLK. O GLC já havia sido flagrado diversas vezes antes de seu lançamento oficial.

Apesar de ser praticamente uma reestilização do GLK, a Mercedes afirma que o GLC é praticamente uma extensão do Classe C, já que o novo modelo utiliza a mesma plataforma do sedã da montadora alemã, apenas com uma versão mais estendida.

O GLC, que inicialmente será comercializado apenas na Europa, oferece três opções diferentes de motorização: duas a diesel e uma a gasolina. A primeira e mais potente é a 250 4Matic, que entrega uma potência de 208 cavalos. As outras duas opções, mais simples, são a versão 250d (que gera 201 cv de potência) e a 220d 4Matic (que gera potência de 168 cavalos).

Para o mercado norte-americano, onde o modelo deve chegar em breve, a opção é de outras duas versões: a GLC 300 (com tração traseira) e a GLC 300 4Matic (que tem potência máxima de 241 cavalos). Para ambas, o câmbio é o 9G-Tronic.

Mas a versão que mais chama a atenção é a 350e, que vem com uma tecnologia híbrida plug-in. Essa versão é interessante não apenas por ser híbrida, mas por sua configuração de motor gera uma potência de 320 cv e tem uma emissão muito baixa de poluentes, com apenas 60g/km, fazendo desse utilitário um dos menos poluentes em seu segmento. E como se não bastasse, sua autonomia rodando apenas no modo elétrico é de 34 km, uma boa marca. Já rodando de forma híbrida, a autonomia vai para 38,5 km/l, uma ótima opção também.

Entre os itens de série do GLC estão: alerta de tráfego traseiro, assistente de prevenção de colisão, assistente de estacionamento ativo, assistente de manutenção de faixa e muito mais.

Sobre a Mercedes-Benz:

A Mercedes-Benz é uma montadora alemã que foi fundada por Gottlieb Daimler e Karl Benz, no ano de 1871, ainda com o nome de Benz & Cia. Porém, em 1924 a empresa mudou de nome e passou a se chamar Mercedes-Benz. Vale lembrar que atualmente a Mercedes-Benz faz parte do grupo Daimler e produz caminhões, automóveis, ônibus e motores.

Uma curiosidade sobre a empresa envolve a sua logomarca. Nela temos uma estrela de três pontas dentro de um círculo. A ponta da estrela simboliza um elemento: o ar, a terra e o mar. 

Entre os principais veículos produzidos pela Mercedes-Benz podemos citar: o Mercedes Classe B, Mercedes Classe A, o Mercedes Classe C, o Mercedes CLA, o Mercedes CL, o Mercedes CLC, o Mercedes CLS, o Mercedes CLK, o Mercedes Classe E, o Mercedes GL, o Mercedes Classe G, o Mercedes SLR, o Mercedes GLA, o Mercedes Classe M, o Mercedes GLK, o Mercedes Classe R, o Mercedes SL, o Mercedes Classe S, o Mercedes SLK, o Mercedes SLS e o Mercedes Classe V.


Mercedes C450 AMG 4Matic – Lançamento e Novidades


Um dos veículos com mais especulações nos últimos tempos foi confirmado pela Mercedes. O modelo é o C450 AMG 4Matic, uma perua de luxo da montadora.

O carro, segundo a Mercedes-Benz, contará com um motor biturbo de 3.0 litros V6, com potência de 367 cv e torque de 52,95 mkgf. Em relação a outro modelo de luxo da marca, o C400 4Matic, esse novo veículo é mais potente, com 38 cv a mais, além de 4,01 mkgf adicionais.

O pacote AMG faz da perua um modelo com visual bem esportivo, adicionando itens como grade frontal em diamante, difusores dianteiros e traseiros, frisos cromados, saias laterais, rodas de liga leve, spoiler traseiro, inscrição AMG na lateral do veículo e dutos de escape feitos em alumínio.

Na parte visual interna, o C450 AMG 4Matic também é bem personalizado e ainda mais esportivo, contando com volante multifuncional com base achatada, bancos em forma de concha e pedais em alumínio. Além disso, também vem com tapetes com costura em vermelho, a mesma cor do contorno dos bancos e do console. Quem olha o veículo por dentro pensa que está em uma nave espacial, de tantos recursos que ele traz, além de um visual bem futurista.

Voltando mais para a parte mecânica, o novo carro da Mercedes vem com transmissão automática de sete marchas, controle de suspensão, cinco modos de condução, controle de frenagem e botão start/stop.

Apesar de ainda não ter o seu valor revelado, a mídia especializada especula que o C450 AMG 4Matic deva chegar ao mercado por um valor mais salgado, mais caro do que o modelo C63 AMG (que traz também um visual muito esportivo), chegando a custar 48.950 dólares.

Seja qual for o valor, o comprador sem dúvida irá levar um carro com toda a tecnologia que a montadora alemã oferece, com visual agressivo e bom desempenho nas vias urbanas.

Por Felipe Villares


Mercedes Maybach Pullman – Apresentação da Nova Limusine


A marca Mercedes-Benz está sofisticando ainda mais os seus modelos. O seu novo modelo Maybach Pullman terá o seu lançamento oficial no mês de março no Salão de Genebra, localizado na Suíça. A limusine foi desenvolvida para ser topo de linha no mercado, sendo inspirada na versão Mercedes-Benz 600 Pullman, que foi comercializada no período de 1963 até 1981.

Um dos destaques do modelo está no excelente desempenho do motor V12 6.0 biturbo, que é capaz de alcançar 530 cavalos de potência. A parte interna do automóvel possui um excelente acabamento de couro e uma divisória de vidro entre o motorista e os passageiros, juntamente com cortinas para proporcionar um melhor conforto. Os bancos têm opção de serem inclinados e os pés serem apoiados em posição de descanso. Outro aspecto consiste na interatividade que é proporcionada no interior através de uma central de som 3D Burmeister e tela de 18 polegadas para o acesso dos passageiros.

Está previsto que a limusine será vendida por um preço de 570.000 euros na região da Europa. Com a opção de blindagem, este valor será ainda mais alto. A chegada do modelo nas concessionárias deve iniciar no ano que vem.

A montadora Mercedes-Benz pretende com este lançamento ter um maior destaque no mercado, apresentando modelos sofisticados com equipamentos de qualidade e atualizados. A marca teve como fundadores Karl Benz e Gottlieb Daimler, os quais desenvolveram e lançaram os primeiros carros integrados com motor em nível mundial. Este foi um lançamento inédito que revolucionou o mercado de automóveis. Os fundadores da montadora também são os pioneiros no desenvolvimento de caminhões motorizados movidos a gasolina e a diesel. O nome da marca Mercedes teve origem na Alemanha, no ano de 1902, sendo uma homenagem para a filha de Emil Jellinek, chamada Mercedes Jellinek. Emil foi um famoso piloto automobilístico, que teve muito destaque em sua carreira profissional.

Felipe Couto de Oliveira


Mercedes G-Code Concept – Novo SUV Movido a Hidrogênio


Na última quarta-feira, dia 04 de fevereiro, a montadora Mercedes Benz divulgou em um evento anual (Top Night) um novo conceito de SUV, o qual é movido a hidrogênio. O modelo, conhecido como G-Code Concept, já tinha sido mostrado ao público em evento realizado no final do ano de 2014, na China, mais precisamente na cidade de Pequim.

Batizado de "SUV do futuro", o protótipo traz exageros estéticos de conceitos, como enormes entradas de ar no para-choque e a inexistência de espelhos retrovisores externos. Além dessas características, o que mais chama a atenção é a grade dianteria do veículo, a qual foi inspirada na espaçonave da série Star Trek, Enterprise, tendo minúsculas lâminas, que variam de cor de acordo com a perfomance do carro.

Quando parado, a frente do carro fica iluminada em azul claro, porém, quando em movimento, o modo elétrico passa a ser indicado pela cor azul. Já quando está no modo híbrido, passa para a cor roxa e no modo esportivo a cor muda para vermelha.

Quanto à mecânica, o motor movido a hidrogênio, o qual gera células de combustível, não necessita de água pelo escapamento, da mesma forma que os outros produtos de tecnologia parecida. Sobre o lançamento do veículo no mercado, a Mercedes anunciou que pretende lancá-lo no futuro, contudo, não divulgou datas e nem confirmou se o mercado brasileiro está nos planos.

Ainda sobre o SUV, uma boa notícia para os brasileiros: o GLE Coupé, novo SUV da Mercedes, chegará ao Brasil até o fim de 2015, sendo o primeiro com motor a gasolina em suas configurações, oferecendo 337 cavalos de potência com motor V6. A montadora confirmou que também pretende disponibizar no Brasil a versão a diesel, conhecida como 350 e que tem 261 cavalos.

Outra novidade anunciada pela montadora é que o GLE também terá uma versão 450 AMG, com 372 cavalos na marca de sua preparadora esportiva. Já sobre a versão híbrida, com carga recarregável em tomada residencial, deve ser apresentada no mês de abril, em evento a ser realizado em Nova York.

Vinícius Cunha