Novo Lifan X60 2016 com câmbio CVT


Mesmo que a passos lentos para não dizer com calma a Lifan continua seguindo em seus projetos para se fixar cada vez mais no mercado nacional. Para quem se lembra foi ela que colocou no mercado o X60, o jipinho chinês que se tornou o mais vendido do Brasil. Agora a fabricante resolveu aprimorar um pouco o seu produto de sucesso trazendo para o mercado brasileiro uma versão que conta com câmbio automático do tipo CVT. De acordo com as expectativas da fabricante a novidade deve chegar no segundo semestre.

É interessante ressaltar que a opção com o CVT já anda rodando na China. Mas no caso do Brasil, deverá ainda passar por algumas alterações. De qualquer forma vamos ver alguns detalhes da versão disponível no país asiático.

Primeiro o motor, o X60 continua com o mesmo. Ou seja, com o bloco de quatro-cilindros 1.8 movido a gasolina com capacidade de 128 cv. Comparativamente esse motor tem a mesma potência dos 1.6 usados pelos rivais a exemplo do Ford EcoSport.

Mas o importante aqui mesmo é o câmbio CVT. Pois bem, uma das características mais atrativas do equipamento é o fato de ser bem confortável e de prático manuseio. Para justificar essa parte podemos até citar o fato de que as trocas podem ser feitas sem a preocupação de se ter um solavanco entre uma e outra.

Uma das alterações que deverá ser feita para o caso do mercado brasileiro provavelmente irá ser sobre a relação das marchas. No modelo asiático essa relação é mais longa o que de fato contribui para o conforto do condutor na topografia daquele país. Porém, para os aclives brasileiros a conversa é um pouco diferente.

Outro detalhe apontado por especialistas que já testaram o X60 é a questão de ter um isolamento e distribuição de som do motor na cabine de boa qualidade.

Na parte estética o novo Lifan X60 está com uma cara mais moderna. Porém esse ponto tem levantado algumas criticas aqui e ali. Os faróis principais do modelo possuem agora uma nova disposição para as luzes. Os de neblina e os LEDs diurnos também foram alterados em relação a disposição.

A versão que deve chegar ao mercado brasileiro ainda não está muito bem definida assim como o preço que o carro deverá custar por aqui.

Entretanto, nesse ponto a expectativa é de que os valores ultrapassem os R$65.990. Lembrando que esse é o valor pedido pelas lojas para a chamada versão VIP que traz câmbio manual de cinco marchas e conta ainda com uma central multimídia.

Por Denisson Soares


Lifan espera política mudar para lançar novos modelos de SUVs


Duas das mais conhecidas marcas do mercado chinês, a Chery e a JAC, não suportaram os fatos e acabaram sucumbindo à crise. Os motivos para o fato já são velhos conhecidos tais como a questão de serem limitadas pelas cotas estabelecidas pelo Inovar-Auto além do fato de que para estarem em pé de igualdade para encararem a concorrência acabavam por depender de produtos com preços mais do que agressivos. Hoje as fatias de mercado ocupadas por essas fabricantes chegam a ser inexpressivas e junte-se a isso a retração do mercado para piorar o cenário.

Nesse meio existem certas exceções. Uma delas é a Lifan. A marca caiu mesmo no gosto dos consumidores brasileiros. A fabricante tem um dos carros mais vendidos do país e está em pleno “vapor” para a preparação de novos modelos. Mas é bom a gente não ir pensando que tudo está sendo feito com pressa ou sem atenção. Para a Lifan a palavra de ordem no momento está sendo “calma”.

A marca fabricante do já conhecido X60 ( que por sinal terá uma renovação e contará com câmbio CVT para sua apresentação no Salão do Automóvel de São Paulo, no mês de novembro) está com uma tendência bastante grande em continuar apostando cada vez mais no segmento de SUV/Crossovers. A expectativa é de que sejam lançados pela marca mais três modelos do tipo para o mercado brasileiro.

Mas tem um “porém”: Tudo somente deve ocorrer quando as questões políticas no país forem de fato resolvidas. De acordo com Mu Gang, presidente global do grupo, é preciso esperar pelo menos o desenrolar da questão que envolve o impeachment presidencial.

Na visão de Gang a empresa de uma maneira geral conseguiu se estabelecer firmemente no país mesmo considerando todas as adversidades que tiveram que ser enfrentadas. Tudo, ainda segundo o presidente, porque entenderam melhor o nosso mercado do que suas conterrâneas apontadas anteriormente.

O executivo afirmou ainda em comunicado à imprensa que a ação de continuar apostando no mercado brasileiro é uma junção de prudência e de ousadia que estão sendo aplicadas nas doses certas. Mas ainda assim, o homem “todo-poderoso” da Lifan sabe que a situação política atual do Brasil não está propícia para crescimentos. Por isso a calma, ao menos por enquanto.

De qualquer forma podemos adiantar alguns planos da marca por aqui. A informação sobre a fabricante é de que quando a situação estiver bem o primeiro modelo que deverá aparecer no mercado será o X50. O modelo está previsto para ser um tipo de rival para o Renault Sandero Stepway e o Volkswagen CrossFox entre outros modelos tidos como aventureiros.

E para quem não se lembra ou não sabe como será o X50 vale ressaltar que ele apareceu, ainda como protótipo, no Salão de São Paulo lá em 2014.

Por Denisson Soares