Novo Extintor Veicular do Tipo ABC – Prorrogação do Prazo de Exigência


Governo prorroga o prazo de exigência do Novo Extintor Veicular do tipo ABC. Motoristas devem efetuar a troca do extintor até o dia 30 de setembro.

No início desta semana, o Ministério das Cidades anunciou que irá prorrogar o prazo de obrigatoriedade do novo extintor veicular do tipo ABC. Para aqueles que não se lembram, o novo extintor seria obrigatório a partir do dia 1º de julho, porém, com esta decisão agora a obrigatoriedade acontecerá apenas a partir do dia 30 de setembro.

Esta é a terceira vez que o Governo decide estender o prazo para a troca do extintor veicular. Desta vez a determinação se deve a um pedido de adiamento feito pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). O motivo do pedido é que ainda existem estados onde o novo extintor está difícil de ser encontrado. Segundo um levantamento feito pelo Denatran, a maioria das lojas de cinco estados não possui o novo extintor ABC para venda.

É importante lembrar a todos que depois da Lei entrar em vigor, o motorista que não tiver o extintor do tipo ABC receberá uma multa de R$ 127,69 e ganhará 5 pontos na carteira de motorista.

Diferença do Extintor Antigo (do tipo BC) para o Novo Extintor (do tipo ABC):

Para aqueles que não sabem, o Extintor do tipo ABC é mais completo do que o do tipo BC. O novo extintor é capaz de apagar fogo em madeira e tecidos, materiais que o antigo extintor não conseguia apagar. Outra informação bastante importante de mencionar é que este tipo de extintor possui um prazo de validade de 5 anos.

Vale lembrar que no ano de 2004, o Contran divulgou uma resolução que estabelecia que a partir de 2009 todos os veículos deveriam sair de fábrica com o extintor do tipo ABC. Apesar disso, a medida acabou sendo derrubada e só passou a vigorar mesmo depois do ano de 2009. Ou seja, os veículos produzidos entre os anos de 2004 e 2009 podem ter saído sem o novo extintor, sendo necessário assim troca-lo pelo novo modelo. Já os veículos fabricados a partir do ano de 2009 já devem ter vindo com o extintor do novo tipo.

É preciso também ficar alerta quanto à presença do extintor no carro e também a sua data de validade. Caso uma destas infrações sejam cometidas o motorista receberá uma multa e perderá alguns pontos na carteira.


Extintor ABC – Obrigatoriedade é adiada novamente


O equipamento deverá ser obrigatório para os carros em todo o Brasil, a partir apenas de 01 de julho de 2015.

Atendendo pedidos do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, o Conselho Nacional de Trânsito, Contran, adiou para mais 90 dias a nova lei de trânsito que exige extintores veiculares ABC em território nacional. Deste modo, a nova data em que a lei entrará em vigor será 1° de julho de 2015, esta medida foi solicitada por conta da escassez do produto no mercado, para que nenhum motorista seja prejudicado. Esta é a segunda vez em que é adiada a data para entrar em vigor a exigência nacional, onde além de do produto ter se tornado mais escasso, também passou a ser superfaturado.

A necessidade da mundaça veio de acordo com os dados, cerca de 9-% dos incêndios tem início no motor do veículo, para isso, seria preciso um extintor de classe B e C, em seguida, o fogo avança para o interior do veículo atingindo o painel e outras partes de tecido como o carpete e o estofamento, onde já seria necessário um extintor de classe A.

Os extintores que eram utilizados até então nos carros, não exibiam proteção para todas estas categorias, por este motivo tornou-se necessário um que fosse da classe ABC, aliás, o mesmo pode ser utilizado em acidentes de incendio dentro de casa que apresentem os mesmos parâmetros. Para extinguir um incêndio rapidamente evitando que o mesmo cause danos maiores, é necessário utilizar o produto correto, o problema é que muitas vezes são se sabe identificar o material em combustão, por isso, passa-se a utilizar um que abrange todas as categorias. A obrigatoriedade se destina a automóveis de passeio, camionetes e caminhões, tratores, utilitários, micro-ônibus e ônibus além de triciclos automotores que tenham cabine fechada.

Assim que se tornar obrigatório, o motorista flagrado sem o equipamento de segurança correto e em dia, será punido com cinco pontos na CNH, sendo uma infração grave, além de arcar com uma multa de R$ 127,69. Alguns sites na internet vendem o produto com entrega em todo pais, pesquise, é possível encontrar preços mais acessíveis. Vale lembrar que até 1° de julho de 2015 quem estiver com o equipamento vencido mesmo que não atenda a nova exigência pode ser multado, então fique atento sempre as condições em que ele se encontra.

Bruna Domingos dos Santos