Chevrolet Spark 2016 é lançado com motor 1.4 Ecotec


O modelo foi apresentado de maneira oficial durante o Salão do Automóvel de Nova York deste ano.

O novo Spark 2016 chega ao mercado com um visual mais serio para conquistar um público maior, mas o Spark 2016 não surpreendeu tanto com seu visual que já tinha sido mostrado em vários flagras que foram feitos e agora, comprovados sob a intenção da Chevrolet de querer tirar do veículo um pouco do seu visual esportivo. E ao ser apresentado no Salão de Nova York, o Spark 2016 apresentou outra novidade que será o seu motor 1.4 Ecotec, além de algumas novidades entre os itens de conveniência.

Produzido sobre mesma plataforma do Gamma II e com um visual bem próximo do Karl e Viva, coube ao Spark 2016 tentar inovar mesmo só em seu interior, oferecendo um acabamento com qualidade superior e novidades como a tela LCD de 7 polegadas. O visual do Spark 2016 realmente ficou bonito e mais sério, mas é a traseira que mais chama a atenção por seu design futurístico. Apesar de seguir as linhas de modelos já consagrados, o Spark soube aproveitar muito bem cada espaço, com traços diferenciados e linhas harmoniosas. Nas laterais, praticamente nenhuma novidade e a frente, como os "flagras" mostraram, deixou o estilo esportivo para trás.

O motor 1.4 Ecotec conta com 99 cv de potência e graças ao trabalho em conjunto com o câmbio CVT pode garantir até 17 km/l nas estradas. O Spark 2016 também tem novidades no quesito "segurança", entre eles o alerta de pontos cegos que ajuda o motorista a evitar acidentes, assim como o alerta de saída de faixa também de colisão traseira e dianteira. Estes itens de segurança mostram a preocupação da montadora em já ir adaptando seus veículos às novas tendências mundiais.

Mas os brasileiros não vão poder adquirir o novo Spark 2016 que será lançado em dezenas de países, porém, aqui no mercado nacional, a Chevrolet pretende disponibilizar um modelo exclusivo, feito sob medida para o Brasil, estando disponível no final deste ano e podendo não ter o mesmo requinte do Spark original.

Por Russel


Renault Duster – Dados de consumo divulgados pelo Inmetro


O modelo 2016 conta com uma média de 6,8 km/l na cidade com etanol e 9,6 km/l com gasolina.

Para aqueles que ficam bastante atentos aos dados de consumo dos automóveis, saibam que os dados referentes ao Renault Duster 2016 foram disponibilizados no site do Inmetro. O novo Renault Duster já possui data certa para lançamento oficial: 31 de março. O novo automóvel da Renault terá grandes concorrências pela frente, no entanto, o mesmo apresenta poucas modificações no seu design. Em relação à parte mecânica o mesmo não contou com mudanças.

O Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, PBEV, divulgou que o motor de 1.6 litro de 16 válvulas, que é capaz de gerar até 110/115 cv de potência a gasolina/etanol será disponibilizado nas versões Expression e Dynamique. A transmissão será manual de cinco marchas para todas as versões.

Segundo dados oficiais do Inmetro, o propulsor analisado apresentou as seguintes médias de consumo com etanol: 6,8 km/l na cidade e 7,3 km/l na estrada. Já com o abastecimento de gasolina, os dados atingidos foram: 9,6 km/l na cidade e 10,6 km/l na estrada.

O outro motor, 2.0 litros e com 16 válvulas de 138/142 cv de potência a gasolina/etanol estará sendo disponibilizado apenas na versão Dynamique. O mesmo conta com transmissão automática de quatro velocidades e caixa manual de seis marchas. A caixa manual de seis marchas estará disponível para a configuração de tração dianteira e para a 4×4.

Quando equipado com câmbio automático, o novo Renault Duster com abastecimento a etanol apresentou 5,6 km/l no trânsito urbano e 7,0 km/l na estrada. Já com abastecimento a gasolina apresentou os seguintes dados: de 8,1 km/l na cidade e 10,1 km/l em trecho rodoviário.

Já quando o novo Renault Duster estava equipado com transmissão manual, o mesmo atingiu 6,4 km/l na cidade e 7,4 km/l na estrada quando abastecido com etanol. Já com o abastecimento em gasolina o mesmo marcou 9,1 km/l na cidade e 10,8 km/l em percursos em rodovias.

A versão com sistema de tração 4×4 acabou registrando 6,2 km/l em percursos urbanos e 7,1 km/l em percursos em rodovias quando o mesmo era abastecido com etanol. A mesma versão abastecida com gasolina apresentou 9,1 km/l na cidade e 10,3 km/l em rodovia.

Dessa forma, o Inmetro classificou as versões com transmissão, com motor de 1.6 litro e motor de 2.0 litros foram classificados com nota A na Comparação Relativa da Categoria. Já na Comparação Absoluta Geral as mesmas versões conseguiram nota C. dentre de sua categoria, a versão 2.0 automático ficou com nota B e D na comparação geral.

Por Bruno Henrique