Combustível – Confira aplicativos para gastar menos


Veja nesta matéria alguns aplicativos de celular que lhe ajudam a economizar quando abastecer o seu carro.

O preço dos combustíveis subiu e os brasileiros têm feito de tudo para economizarem, inclusive, recorrendo à tecnologia para gastarem menos combustível. Confira agora 5 aplicativos que você poderá utilizar e assim, ter um auxílio a mais na redução de gastos com combustível em seu veículo.

O Gazo é a primeira dica e o aplicativo é realmente eficiente. O aplicativo possibilita que o motorista encontre postos de gasolina com os melhores preços, assim, quando for abastecer o carro ou moto é só consultar o Gazo antes para saber onde ir. Você pode consultar também os postos de combustíveis mais próximos de você e conferir os preços para saber qual deles escolher.

Para baixar, acesse: www.gazoapp.com.br

O Waze é outra opção interessante. É o aplicativo do gênero mais popular do mundo e a praticidade é seu ponto forte! Você consulta rapidamente onde tem um posto de gasolina mais próximo e consulta também os que estão com valor mais em conta. Assim você vai direto ao posto com preço mais baixo, economizando tempo e dinheiro. O site do Waze é: www.waze.com

O Carango é um aplicativo mais completo e ele ajuda você a ter controle total de seu veículo, não apenas quanto ao combustível, mas também os pneus, óleo e até o seguro! O aplicativo também ajuda no controle dos impostos, pedágios, estacionamento, etc. É um dos mais completos do gênero. O Carango ajuda você até a manter os pneus do veículo calibrados e isto por si só, já gera uma economia de 20%!

Download no Google Play: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.carango&hl=pt_BR

Gasolina ou álcool, chefia? é o aplicativo que também pode te ajudar na economia de combustível. Este aplicativo é leve e muito prático, uma verdadeira ajuda no dia a dia para gastar menos com combustível para seu veículo. Na hora de abastecer, este aplicativo faz os cálculos, ajudando você a escolher a melhor opção. Ideal para quem tem veículo flex. https://itunes.apple.com/br/app/alcool-ou-gasolina-chefia/id589702597?mt=8 ou https://play.google.com/store/apps/details?id=com.machineapps.agchefia&hl=pt_BR

E você tem outra opção interessante, o BeepMe, disponível para iOS e Android, este aplicativo ajudará você a encontrar outros usuários que fazem o mesmo percurso que você, desta forma, é possível compartilhar seu veículo e também dos outros usuários. Ajuda a economizar combustível, estacionamento e gastos com o veículo de um modo geral, é muito interessante mesmo, vale a pena experimentar: www.beepmeapp.com

Por Russel


Etanol Aditivado – Diferenças e Será que Vale a Pena?


Conheça um pouco mais sobre o Etanol Aditivado. O Que é, quais são as diferenças para o Etanol Comum e quais são suas vantagens e desvantagens.

O combustível utilizado em um veículo é o item que pesa mais no bolso do consumidor, em alguns casos, o motorista chega a pagar cerca de R$ 160 pare encher um tanque vazio. O consumidor possui várias opções de combustíveis, entre ele está o Etanol Aditivado. Mas será que vale a pena utilizar o etanol comum ou o aditivado?

O etanol aditivado pode ser uma opção para abastar os modelos que possuem motor flex. A empresa Shell é bastante conhecida por disponibilizar esse tipo de combustível. Já a Petrobras não se pronunciou a respeito.

Vale a pena pagar mais pelo etanol aditivado? Segundo a Shell, o etanol possui dispersantes e detergentes, que garantem a limpeza do motor, assim como ocorre com a gasolina. Dessa forma, há a criação de uma camada protetora entre o propulsor e o combustível, o que reduz o desgaste natural do motor.

A proposta da empresa é segura, já que é preciso enviar um relatório para a ANP, detalhando quais os benefícios do combustível aditivado para o motor. Durante testes da empresa, foi comprovada uma maior economia de combustível em relação ao etanol comum.

Nem todos consumidores terão benefícios econômicos com a troca de etanol comum para o aditivado. É preciso levar em consideração o estado do veículo e os hábitos do motorista.

Antes de utilizar qualquer combustível aditivado é preciso verificar se existe entupimento no filtro do motor, para que não haja problemas ao utilizar o novo método. A petrolífera recomenda que a migração para o etanol aditivado seja gradativa se o veículo possuir mais de 5000 km, caso contrário não será preciso.

O desempenho do veículo com etanol aditivado é maior do que abastecido com o comum, já que o motor limpo ajuda a manter a potência do veículo. Dessa forma, o etanol aditivado aumenta a duração do motor e o desempenho nas pistas, garantindo maior economia ao motorista.

Existem quatro tipos de etanol combustível no mercado: o Etanol Hidratado, o Etanol Anidro, o Etanol Aditivado e o Etanol Adulterado.

O Etanol Hidratado nada mais é do que o etanol comum, que também é utilizado na produção de bebidas, alimentos, cosméticos, aromatizantes, produtos de limpeza, remédios, vacinas, entre outros produtos. Vale lembrar que nestes outros produtos muda-se o processo de pós-fabricação. Ele é produzido através de Cana-de-Açúcar, Milho, Beterraba, entre outros vegetais.

Já o Etanol Anidro nada mais é do que etanol que é misturado na gasolina. A principal diferença deste etanol é que ele possui uma graduação alcoólica próxima de 100%. Para chegar a este valor o etanol passa por um processo de desidratação para a retirada da água em sua composição.

Com relação ao Etanol Adulterado, ele é ilegal e em sua composição existem substância proibidas ou em quantidades ilícitas. Geralmente a inclusão destas substâncias é feita para baratear ainda mais o custo do combustível, dando mais lucro aos comerciantes.

Foto: Manoel Marques/VEJA/VEJA

Por Wendel George Peripato


Nova mistura de Etanol na Gasolina deve valer em Abril


Além de anunciar o aumento no preço dos combustíveis, o governo afirmou que irá aumentar o percentual de etanol presente na gasolina, que atualmente é de 25%. Segundo as novas perspectivas, o novo percentual chegará a 27%, contudo, a medida começará a valer somente a partir de Abril. Há quem afirme que esta proposta não é benéfica ao consumidor, que verá seu automóvel perder seu desempenho, aliado ao aumento no valor do combustível.

A medida ainda não foi oficializada pela presidente da República, Dilma Rousseff, contudo, deve ocorrer até abril. Segundo a publicação, a presidente pode ter optado por aguardar os últimos testes de durabilidade feitos pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), levando em consideração as fontes do setor sucroenergético.

Se as previsões forem corretas, a nova mistura só passará a vigorar no meio de março ou após o dia 8 de abril, quando irá ser realizada uma nova reunião da Anfavea e representantes do setor sucroalcooleiro junto ao Ministério da Casa Civil. Já houve um encontro entre as partes e o ministro Aloizio Mercadante, no dia 2 de fevereiro, quando o governo requereu que a mistura de 27% começasse a ser aplicada em até 15 dias. Este tempo foi definido como o mais apropriado para que as distribuidoras realizassem a compra do novo produto.

Segundo um estudo de viabilidade técnica e do consenso da associação dos fabricantes de veículos, a Anfavea mostrou que a mistura não irá comprometer o desempenho do veículo e que os condutores podem se despreocupar. Vale lembrar que as gasolinas Premium, com octanagem mais alta, não receberão a mistura de álcool. Atualmente esse tipo de combustível é uma opção nos postos Ipiranga (Premium) e pela Petrobras (com Pódium).

Um estudo antigo mostrou que o combustível adulterado é um mal que pode causar muitos transtornos aos motoristas. Se ele não atender as especificações do fabricante pode gerar vários problemas, entre eles o rendimento insatisfatório do veículo, aliado a perda de potência do motor.

Ana Rosa Martins Rocha


Teor de Etanol na Gasolina deve Subir


O teor de etanol na gasolina deve subir dos atuais 25% para 27%, com início previsto para 16 de fevereiro. A proposta do aumento foi apresentada pela Anfavea (Associação Nacional das Fabricantes de Veículos) em reunião com o ministro chefe da Casa Civil (Aluizio Mercadante) e representantes do setor sucroalcooleiro, realizada no dia 02 deste mês de fevereiro. A proposta será encaminhada agora para a aprovação da presidente Dilma.

Segundo a Anfavea, a finalidade da proposta é diminuir a quantidade de importações de combustível, tendo assim reflexo também no preço final para os consumidores. No entanto, a medida trará diversas implicações, tais como o aumento do consumo, pois o etanol tem uma combustão mais rápida que a gasolina. A previsão para aumento do consumo para carros movidos somente a gasolina é de 3%.

Os motores dos carros bicombustíveis não sentirão muita diferença na combustão da nova mistura, já os motores dos carros só a gasolina poderão sentir danos com o tempo. Para resolver essa questão a Anfavea sugeriu que a gasolina premium continue com o percentual de etanol inalterado. Detalhe é que o litro da gasolina premium é mais de cinquenta centavos mais cara que a gasolina comum.

A Anfavea afirmou que a decisão de deixar o percentual de etanol na gasolina premium inalterada se deu pelo fato de os testes da nova mistura em motores a gasolina não terem sido concluídos. Não sendo assim confirmado que a nova mistura cause desgastes nesses motores. Segundo a Anfavia, a gasolina aditivada também será alterada para o percentual de 27%, sendo que a premium (que é uma gasolina de alta octanagem) será a única a permanecer com o percentual atual.

Como a maioria das marcas de veículos vendidos no Brasil trabalha com carros bicombustível, ficarão em dificuldade apenas os proprietários de carros mais antigos e de carros importados que usam apenas a gasolina. Esses proprietários terão a opção de pagar mais carro na gasolina premium ou utilizar a nova mistura e correr os riscos de aumento de consumo do veículo e desgaste excessivo do motor.

Dalmo Rocha