Chevrolet Cobalt 2017 ganha Novos Itens de Série


Modelo contará com câmbio de seis marchas e direção com assistência elétrica.

Em um primeiro momento tivemos o Chevrolet Onix e o Prisma, que foram reestilizados, além da apresentação das versões Joy 1.0. Porém, a montadora não parou ainda com seus planos e continua mexendo em seus carros. A novidade da vez fica por conta do Cobalt em sua linha 2017. De acordo com as informações da fabricante, a versão irá receber um câmbio manual de seis marchas em substituição ao atual câmbio com transmissão de cinco velocidades. Além disso, o carro ainda contará com direção com assistência elétrica.

De acordo com a Chevrolet, um dos principais (senão o principal) objetivos das modificações feitas no modelo é basicamente obter a redução na média de consumo do veículo. Com isso foi possível melhorar a colocação do carro na avaliação geral da tabela do Programa de Etiquetagem Veicular do Inmetro. Os planos da marca pareceram dar certo, o Chevrolet Cobalt conseguiu obter nota A em todas as suas versões e ainda ganhou o selo de eficiência energética Conpet.

O Cobalt LT e LTZ 1.4 abastecidos com etanol e que são as opções mais econômicas, já contando com o novo câmbio manual, apresentam agora uma média de 8,5 km/l em uso urbano e de 10,4 km/l em uso nas estradas. Se as versões forem abastecidas com gasolina as médias passam para 12,5 km/l (cidade) e 15,1 km/l (estrada).

De certa maneira as comparações não se distanciam muito do Cobalt LTZ que vem equipado com um motor 1.8 e câmbio manual. Aqui vamos ter uma média com etanol de 8,3 km/l na cidade e 10,4 km/l nas estradas. Com o uso de gasolina as medições passam para 12,1 km/l e 15,1 km/l, respectivamente.

É interessante notar que as maiores diferenças percebidas surgem exatamente no Cobalt LTZ e no Elite, que são automáticos e também contam com seis velocidades.

Nestes casos o sedã abastecido com etanol faz 7,6 km/l na cidade e 10 km/l nas estradas. Com gasolina teremos 11,1 km/l para a cidade e 14,4 km/l para as estradas.

De qualquer forma, pelo visto o Programa do Inmetro que revelou as novidades do Cobalt 2017 deixou claro que a marca está mesmo preocupada em melhorar o consumo do sedã e fazer com que a fama de beberrão seja esquecida de uma vez.

Por Denisson Soares


Chevrolet Cobalt 2017 vem com Novo Motor e Novo Visual


Novo modelo será vendido apenas nas versões Elite e LTZ, sendo que custarão a partir de R$ 60 mil.

O novo Chevrolet Cobalt se despede daquele antigo motor de 1400 cilindradas, com potência de 102 cavalos. A partir de agora, as concessionárias passaram a comercializar somente as versões mais completas, isto é, a Elite e a LTZ, que contarão com um propulsor que gera 108 cavalos de potência e possui 1800 cilindradas.

De acordo com os pronunciamentos realizados pelos executivos da GM (General Motors), foi simplesmente uma decisão para se adaptar ao mercado automobilístico atual. Apesar da renovação do motor neste modelo, a versão 1.4 ainda será fabricada, porém, somente para empresas e companhias, que poderão comprar o modelo por meio de venda direta.

Desta forma, é claro que ocorreria uma alteração em seu preço. O valor inicial do modelo Cobalt 2016 aumentou aproximadamente R$ 7 mil, chegando a R$ 53.490 na versão 1.4 LT. Já na versão 1.8 LTZ com transmissão manual o valor atingiu R$ 60.890.

Já a versão que conta com uma transmissão automática de 6 marchas, o sedã alcança o valor de R$ 66.990. Esta cifra é somente R$ 2 mil mais barato que a versão Elite do modelo, a qual conta com diversos acessórios, como sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, revestimento "premium" nos bancos e também câmera de ré.

O Chevrolet Cobalt sofreu, no final do ano passado, sua primeira reestilização visual, porém, ainda tinham mantido seus propulsores de 1400 (1.4) e 1800 (1.8). A versão mais básica, a 1.4 LS, naquela ocasião estava custando R$ 44.990 na linha do ano de 2015.

Este movimento está seguindo uma tendência de elevação da gama Chevrolet. Sendo assim, o modelo Chevrolet Cruze 2017, que foi apresentado na terça-feira desta semana, dia 31 de maio, agora quer bater de frente com os modelos mais equipados do Toyota Corolla, com propulstor 1.4 turbo flex e valor chegando a R$ 89.990. O sedã da GM será fabricado na Argentina e chegará às concessionárias no mês de junho deste ano, mas somente para test drive e começará a ser entregue no mês de julho. Só serão vendidas versões completas do modelo, com motor 1.4 turbo flex, que gera uma potência de 153 cavalos.

FILIPE R SILVA