Chevrolet Bolt – Lançamento no Brasil em 2018


Chevrolet indicou que o carro elétrico Bolt deverá ser lançado no Brasil ainda em 2018.

A Chevrolet tem uma boa notícia para quem está na espera do Bolt, um dos carros elétricos mais elogiados dos últimos meses, é que o veículo em breve poderá ser lançado no Brasil, porém, ainda há uma série de pendências que precisam ser resolvidas. A General Motors tem grande interesse em disponibilizar este carro elétrico no mercado brasileiro ainda em 2018 e apesar de oficialmente não ser citado nenhum nome, o Bolt é apontado como a opção mais provável.

O modelo tem rodado nos Estados Unidos, mas com uma pequena autonomia e assim acabou se tornando um grande dependente da gasolina, este modelo até já foi apresentado no Salão do Automóvel há cerca de dois anos, mas desde então, muitas mudanças foram feitas e alguns avanços puderam ser conquistados. A intenção da empresa seria colocar o modelo aqui no Brasil para ser testado pela imprensa especializada, assim seria possível ter uma posição melhor, ao saber destes consumidores o que eles acham do novo produto, já que é um automóvel totalmente elétrico.

Nos últimos três anos, a GM até que apresentou algumas novidades para o mercado, mas em 2018 ainda está devendo algo realmente surpreendente, se bem que teve o Chevrolet Equinox que conseguiu boa aceitação no mercado nacional, mesmo assim falta algo inovador. A General Motors continua liderança as vendas no mercado brasileiro, com o Onix dando um show por todo o Brasil, pois o modelo conquistou o consumidor nacional e o modelo continua em alta. As vendas do Onix é quase que o dobro do segundo colocado e isto mostra o sucesso que ele tem feito.

Mas o Bolt faz parte de uma linha que tem crescido muito e que não tem mais volta, pois o mercado mundial continua investindo pesado em veículos elétricos e em muitos países há vários carros assim pelas ruas. A intenção da GM é conseguir ter ao menos duas dezenas de modelos elétricos nos próximos cinco anos, sendo dois crossovers.

Fazer com que o Chevrolet Bolt conquiste o brasileiro não será uma tarefa fácil, mas a GM já traçou algumas metas, por exemplo, implantando um serviço de compartilhamento. O consumidor utiliza um aplicativo e com isso passa a conhecer melhor o veículo. Para causar impacto, poderá ser feito um único lançamento, com o serviço de compartilhamento sendo disponibilizado e o Bolt sendo apresentado ao mercado nacional.

Porém, não há como fugir da realidade, ou seja, a intenção da empresa é realmente vender o Bolt para o consumidor brasileiro e o preço seria um grande obstáculo. Nos Estados Unidos, o valor da minivan elétrica chega a US$ 37.500.

A questão da recarga é outro problema a ser enfrentado no Brasil, pois o modelo tem autonomia de 383 km, ou seja, pode rodar tranquilamente pelas cidades, mas uma viagem um pouco mais distante já complicaria tudo e até nos centros urbanos, praticamente não há pontos de recarga.

Até hoje no Brasil, quando se fala em carro elétrico, logo vem à mente algum modelo experimental, mas a GM está empenhada em mudar isso, fazendo com que o consumidor acredite que esta é uma realidade. Carlos Zarlenga, presidente da GM Mercosul, deu uma entrevista no Salão de Detroit e admitiu o grande interesse da empresa em ter o Bolt no mercado brasileiro e isto é um projeto para breve.

A GM quer sair na frente e ser líder neste mercado em todo Mercosul, inclusive no Brasil e acredita que o Bolt é a melhor opção hoje. O motor elétrico deste modelo gera 200 cv e 36,8 mkgf de torque. As baterias são de íons de lítio de 60 kWh e totalmente recarregadas percorrem 383 km.

O consumidor brasileiro torce para que o Bolt e outros modelos elétricos realmente sejam oferecidos, mas com um preço que vá de encontro com a realidade do país.

Por Russel

Chevrolet Bolt


GM apresenta Novo Chevrolet Cruze e Bolt 2016


Veículos foram apresentados na CES e no Salão de Detroit deste ano.

A General Motors revelou dois novos carros entre ontem e hoje. Na noite passada, na feira eletrônica CES, em Las Vegas, a montadora mostrou o elétrico Chevrolet Bolt EV. Hoje, no Salão de Automóveis da cidade de Detroit, a revelação foi algumas imagens do novo Chevrolet Cruze Hatch.

Como na versão sedã 2016 que chegará em breve ao Brasil, o novo Cruze Hatch terá espaço entre os eixos de 2,7 metros. A capacidade de armazenamento do porta-malas foi aumentada para 524 litros, com a possibilidade de retrair os bancos traseiros e aumentar a capacidade para 1.189 litros.

Visualmente, as imagens publicadas mostraram um carro de design agressivo, com vincos e curvas acentuadas, além de lâmpadas frontais mais finas e alongadas lateralmente. A iluminação traseira ficou mais inclinada. Já o para-choque traseiro ganhou detalhes na cor preta.

O lançamento não elétrico terá as versões convencionais Premier, LS, L e LT, além da esportiva RS. Especificações técnicas não foram divulgadas, porém, a marca afirmou que o motor poderá ser 1.4 turbo nos veículos estadunidenses.

O Bolt exposto foi a versão final do carro. Segundo a empresa, ele terá preço acessível nos Estados Unidos. A multinacional revelou a sincronização com smartphones por Apple Car Play ou Android Auto. Mary Barra, presidente da General Motors, classificou o automóvel como simples, inovador e de fácil condução.

O preço de venda será de US$ 30 mil, a metade do valor do carro de entrada da marca Tesla, que apenas produz elétricos e é a líder do segmento no país norte-americano.

A aparência é de uma minivan familiar, com poucas e leves curvas e vincos suaves. Os faróis e lanternas são retos e não alongam-se às laterais. A autonomia do veículo é de 320 quilômetros com carga total de bateria.

A data de chegada ao Brasil e valor do novo Cruze não foram anunciados. Quanto ao Bolt, não há indícios de que o Brasil receberá o modelo.

Bruno Klein


Chevrolet Bolt – Carro elétrico poderá mudar de nome


Após garantir no começo do mês a fabricação do elétrico Bolt EV, divulgado no Salão de Detroit (EUA) em janeiro, a nova informação a respeito do modelo é que, anteriormente ao seu recebimento nas lojas, pode ser que ele tenha um novo nome.

Sendo compacto e elétrico, o Bolt aparece com a busca de ser conhecido e poderá ser recebido nos Estados Unidos com o valor acima de US$ 30 mil (aproximadamente R$ 86 mil). Conforme a empresa, a trajetória obtida com os modelos Volt e Spark EV será utilizado para tornar viável e diminuir os custos do projeto do Bolt.

O modelo é produzido com materiais leves, onde pode-se citar alumínio, fibra de carbono e magnésio. Ele possui um motor elétrico com independência de até 322 quilômetros. O objetivo da GM é vende-lo não somente nos Estados Unidos, mas também no continente europeu e provavelmente em mercados emergentes.

A General Motor havia divulgado o começo do compacto elétrico Chevrolet Bolt EV, e a fabricação será realizada na fábrica de Orion (perto de Detroit), nos Estados Unidos, e o objetivo inicial é o atendimento aos Estados Unidos.

O visual externo do Bolt recorda um pequeno monovolume e o design da cabine é minucioso. O modelo possui um visor LCD de 10 polegadas sensível ao toque e painel d instrumentos digitais. O veículo possui uma tecnologia que possibilita a partida do motor, localização do carro, entre outras funcionalidades, através de um smartphone.

A intenção é disponibilizar o modelo com preço menor, incentivando a popularização de veículos com base na energia alternativa.

Existem grandes explicações para a divisão da GM no Brasil festejar o começo da fabricação do Bolt. Através de dimensões de um hatch ou monovolume compactos, o veículo pode ser recebido no Brasil em pouco tempo, podendo ser em característica elétrica ou utilizando como referencial para um futuro substituto do Celta.

Felipe Couto de Oliveira


Chevrolet Bolt Elétrico terá produção em série em 2016


Ocorrido em janeiro desse ano, o Salão do Automóvel de Detroit trouxe inúmeras novidades no mundo automobilístico. E um dos destaques dessa edição foi o Chevrolet Bolt, que fez um grande sucesso durante o evento.

A repercussão não é para menos, já que o novo veículo da montadora norte americana será cem por cento elétrico! O interessante é que a Chevrolet já anunciou quando pretende começar a fabricar em série esse novo modelo. Segundo a agência de notícias Reuters, a intenção da montadora é já iniciar a produção em meados de 2016.

E a previsão de venda também tem uma grande expectativa pela marca, já que a intenção é fabricar inicialmente de 25 mil a 30 mil unidades do Bolt por ano. Apesar desse número não parecer alto, ele é bem expressivo devido ao tipo de carro.

A especulação é de que o modelo custe em torno de 30 mil dólares, o equivalente a R$ 80 mil, o que também pode ser considerado um valor baixo, pois o custo benefício parece ser vantajoso. Quando falamos em economia, acredite, vale muito a pena, pois segundo a montadora, a autonomia do veículo é de até 330 quilômetros rodados com uma única carga.

A previsão é de que o Bolt tenha opções de modelos configuráveis, onde o motorista pode personalizar de acordo com a necessidade de utilização, podendo especificar se está dirigindo em um estilo de fim de semana, rodoviário ou urbano. Isso significa que os diferentes modos ajustam automaticamente a resposta do pedal do acelerador quando o motorista pisa nele, assim como o nível de rigidez da suspensão e a altura do carro em relação ao solo.

O Bolt também foi pensado para economia de forma geral, pois os materiais utilizados em sua fabricação são magnésio, fibra de carbono e alumínio, que ajuda a reduzir o peso do carro.

Essa seria uma ótima alternativa à população brasileira, uma vez que a gasolina em nosso país está cada vez mais cara!

Por Felipe Villares