Novo Chery Celer será produzido no Brasil


Chery anuncia que passará a produzir o Celer no Brasil. Veículo custará de R$ 38.900 a R$ 39.900.

A Chery, montadora de veículos de origem chinesa, fez a apresentação oficial, na última terça-feira (dia 14 de abril), da sua mais nova linha do veículo Celer para o Brasil, este se tornou o primeiro carro da empresa a ser produzido no Brasil, a fabricação desse carro está sendo realizada na fábrica da empresa que fica situada na cidade de Jacareí, no estado de São Paulo.

O Celer será comercializado no valor de R$ 38.990 na sua versão hatch e na sua versão sedã o preço será de R$ 39.900. Conforme os índices divulgados pela Chery, o Celer é 35% nacional, haja vista que o desenvolvimento do seu projeto foi parcialmente realizado com envolvimento do centro de pesquisa da empresa aqui no Brasil.

Com relação ao design desse veículo, o modelo teve algumas alterações, uma vez que é possível observar que os seus faróis e as suas lanternas foram redesenhadas, do mesmo modo que os para-choques e as grades frontais. Já na parte interior, a renovação ficou por conta do painel, que foi reestilizado, o qual agora possui até um computador de bordo bem no seu centro.

Com relação à motorização, em todas as suas configurações o Celer é equipado com o motor 1.5 de 16V Flex, o qual tem a capacidade de gerar uma potência de 113cv e torque de 15,5 kgfm, este propulsor, segundo a Chery, tem a capacidade de fazer com que o veículo consiga atingir a velocidade máxima de 175 km/h.

A versão topo de linha do modelo será a Act, versão esta que vem com alguns itens a mais, tais como alarme com sistema antifurto na chave, sistema de entretenimento e áudio, faróis de neblina e rodas de liga-leve.

De série o Celer irá oferecer aos seus consumidores os seguintes itens: airbag duplo, espelhos retrovisores com ajustes elétricos, ar condicionado, computador de bordo, direção hidráulica, freios ABS com sistema de distribuição eletrônica de frenagem (EBD), travas elétricas, sensor de estacionamento traseiro, bem como vidros elétricos nas quatro portas.

Assim, essa é mais uma boa opção de veículos que chega ao mercado automobilístico brasileiro e dessa vez com produção também aqui no país.

Por Adriano Oliveira