Novo Jeep Compass 2017 é sucesso de Vendas no Brasil


Vendas do modelo recém-lançado já superam concorrentes como Ford Ecosport, Nissan Kicks e Peugeot 2008.

Feito para concorrer diretamente no mercado dos SUVs e que está em franca expansão no Brasil, o Jeep Compass mal começou a ser vendido em suas concessionárias espalhadas pelo Brasil e já se tonou o líder de vendas neste restrito, porém, acirrado mercado.

Quando comparado com um modelo mais próximo do seu, o Renegade, o atual Compass quase bateu em quase mil unidades vendidas este que pode ser considerado o seu ‘irmão’. Entretanto, um levantamento do site Carplace mostrou que de outubro deste ano até este mês de dezembro, a diferença entre ambos caiu bastante (menos de 35 unidades) quando comparado o volume de vendas ao usuário final.

A comparação com outros modelos que já possuem algum tempo no mercado mostrou que, desde o último dia 05 de novembro, quando o Compass começou a ser vendido oficialmente em todo o país, ele perdeu somente para o já consagrado Duster, da Renault, numa diferença de menos de 250 unidades.

Por outro lado, o Jeep Compass bateu facilmente em volume de vendas o Ecosport da Ford (com uma vantagem de mais de 2.200 unidades), o Kicks da Nissan (em mais de 1.600 unidades) e o também recém-lançado Peugeot 2008 (em pouco mais de 840 unidades). Isto para o restrito nicho dos chamados crossovers.

Quando avançamos para o setor dos considerados sedans de porte médio, a versatilidade do Compass se sobrepõe facilmente ao modelo mais novo da Honda, o Civic. Este novo modelo perdeu por uma diferença de apenas cinco unidades para o modelo da Jeep. Esta diferença avança também em outros modelos de sedans como o Logan, da Renault e o novo modelo do tradicional Ka, da Ford.

Nem mesmo a exclusividade e o design exclusivo dos SUVs da Hyundai escaparam da ‘fome’ de vendas do novo modelo da Jeep. Por exemplo, o ix35 deixou de vender cinco vezes menos que o Compass. Se somarmos as outras opções da linha da montadora sul coreana, como o Outlander, o Sportage e o ASX, o volume vendido do novo concorrente superou a marca em mais de 800 unidades revendidas em todo o país.

Emmanoel Gomes


Jeep Renegade ganha Novas Cores no Brasil


Veículo agora conta com as opções Cinza Antique e Vermelho Tribal.

Como já é comum no mercado brasileiro, todas as vezes que um veículo completa alguma dada comemorativa as fabricantes lançam algum tipo de versão ou característica para simbolizar suas conquistas. Dessa vez quem está lançando algo comemorativo é a fabricante de veículos automotores Jeep, que a fim de comemorar um ano de comercialização do Jeep Renegade no Brasil, bem como a marca de 55 mil unidades comercializadas, a empresa lançou duas novas cores para a carroceria do modelo. Ambas as cores recém-lançadas pela Jeep são metálicas, sendo que estas foram batizadas com o nome de Cinza Antique e Vermelho Tribal, a qual possui uma tonalidade próxima do vinho, para quem quiser conferir como ficou os veículos com estas novas cores, a fabricante já disponibilizou os modelos de amostra que podem ser visualizados através do portal eletrônico www.monteseucarro.jeep.com.br.

Estas duas novas opções de cores chegam para fazer companhia às pinturas sólidas Branco Ambiente, Vermelho Colorado, Verde Commando, bem como a outros tons metalizados como o Preto Carbon e o Prata Melfi. Ainda não podemos esquecer do Laranja Aurora (que é a cor exclusiva da versão Trailhawk) e do Preto Shadow (que só é disponibilizado para as configurações 1.8, tanto no modelo com câmbio automático quanto manual). No total, atualmente os consumidores que forem adquirir o Renegade têm nove opções de escolha de cores.

Além disso, as versões Sport do Renegade, tanto Flex como a Diesel, passaram a ter como opcional barras longitudinais de teto, peças estas que anteriormente só tinham a possibilidade de serem adquiridas como acessórios, porém, convém ressaltar que essas barras estão entre os equipamentos de série somente a partir da versão Longitude.

E as novidades da Jeep para o Renegade direcionadas ao mercado brasileiro não param por aqui, pois a próxima novidade que a fabricante irá lançar será a atualização do propulsor 1.8 a fim de atender às exigências do Inovar Auto, embora a Jeep esteja guardando o segredo e ainda não tenha feito a confirmação oficialmente. Em breve, o Renegade irá contar com uma versão um pouco mais aprimorada deste motor mencionado acima, o qual inclusive já está sendo disponibilizado na renomada picape Toro da Fiat.

Por Adriano Oliveira


Jeep Renegade Longitude 2.4 Tigershark é lançado na Argentina


Modelo chega ao país vizinho custando cerca de R$ 158 mil e não deverá ser lançado no Brasil.

Após ter iniciado, na Argentina, as vendas do Renegade em fevereiro deste ano, a grande e renomada fabricante de veículos automotores Jeep atacou novamente no país vizinho, haja vista que nesta oportunidade a empresa lançou a versão Longitude, a qual vem equipada exclusivamente com o propulsor 2.4 Tigershark e com câmbio automático.

Este motor dotado de 16 válvulas possui a capacidade de produzir uma potência de 187 cavalos e um torque de 24 Kgfm. O propulsor trabalha em conjunto com um sistema de câmbio automático de última geração que contém nove velocidades. O valor de comercialização sugerido para esta nova versão do renomado e famoso Jeep Renegade é de 640 mil pesos, valor este que se fosse convertido em reais daria em torno de R$ 158 mil.

Os acessórios do Renegade Longitude 2.4 Tigershark são os mesmos do modelo comercializado aqui no Brasil, ou seja, o carrão vem equipado com sistema de controle de tração e estabilidade, sistema Isofix para fixação de cadeiras infantil, freios a disco tanto nas rodas dianteiras como traseiras, lanterna traseira de neblina, assistente para arrancada em rampas, direção elétrica, ar-condicionado, volante com ajuste de profundidade e altura, sensores de estacionamento na traseira, central de multimídia com a presença de GPS e conexões USB e Bluetooth, além de freio de estacionamento com tecnologia de acionamento elétrico.

Neste ano de 2016, a primeira versão que chegou a Argentina foi a Sport, a qual veio equipada com o já conhecido propulsor 1.8. Contudo, este motor é ofertado por lá somente com o câmbio manual de cinco marchas.

Por enquanto a Jeep não disponibiliza ao mercado brasileiro o Renegade com o propulsor 2.4 Tigershark por um motivo bem lógico, o seu preço que é um tanto quanto salgado, pois caso a fabricante resolvesse disponibilizar este motor por aqui, o IPI do modelo iria passar dos atuais 11% e chegaria a 18% caso fosse feita a adaptação para o etanol e caso a utilização deste motor só pudesse ser feita com o uso da gasolina, esta opção resultaria em um imposto de 25%, o que não ocorre na Argentina e favoreceu com que o modelo chegasse.

A novidade para o mercado nacional, porém, é que o atual propulsor 1.8 passará por uma revitalização, a fim de atender às exigências do Inovar Auto.

Por Adriano Oliveira