Honda Fit sobre Recall por Problema no Tanque de Combustível.


Convocação atinge 842 unidades do modelo.

A montadora Honda anunciou na última segunda-feira, no dia 28 de novembro, o recall de pelo menos 842 unidades do seu modelo Fit. O motivo do reparo se dá por uma falha na solda que está localizada no bocal do tanque de combustível do mesmo.

Portanto, se você adquiriu um veículo Fit, fique ligado. Os exemplares que estão envolvidos no recall foram fabricados entre as datas de 20 de agosto até 24 de setembro do ano de 2015.

Em comunicado oficial divulgado pela fabricante do modelo Fit foi explicado que o defeito pode aumentar a chance de que combustível seja vazado, o que causaria incêndios, inclusive de grandes proporções. Sendo assim, a solução para o mesmo é que o tanque seja trocado por outro seguro.

A numeração dos chassis envolvidos é a seguinte: 93HGK58 não seqüenciais; chassis entre 40FZ221338 e 40FZ224280; de 60FZ221691; 60FZ222494; 70FZ221225 e, por fim, 70FZ229139.

Quem tiver dúvidas sobre a substituição ou outro assunto relacionado ao recall da marca, pode entrar em contato pelo telefone disponibilizado pela Honda. O número é o seguinte: 0800-701-3432.

É importante ainda ressaltar que a troca começou no dia 30 de novembro, na quarta-feira, e segue até data não divulgada até o momento.

Recalls da Honda em 2016

Esse não é o primeiro recall da marca no ano de 2016. Em fevereiro, houve a substituição em 164.076 unidades de airbags defeituosos da fabricante japonesa Takata no Brasil. Os modelos envolvidos na ocasião foram: Honda Fit e Honda City.

Ainda em junho, outros 325.130 airbags precisaram ser trocados nos modelos Fit, City, Accord e Civic CR-V.

Conhecido como o maior recall da história, o mesmo foi caracterizado pela troca do insuflador localizado no airbag no lado do motorista. O defeito fazia com que objetos metálicos fossem lançados contra os ocupantes do carro assim que o airbag fosse aberto, ocasionando ferimentos de diversas proporções.

Sendo assim, inúmeros casos de mortes de ocupantes dos carros foram registrados em todo o mundo devido aos “airbags mortais”. Porém, o defeito não foi somente em carros da montadora Honda. No total, foram 50 milhões de veículos envolvidos e de diversas marcas, como as também consagradas BMW, Audi, Fiat, Jeep, Lexus, Mitsubishi, Nissan, Subaru e Toyota.

Kellen Kunz


Honda WR-V 2017 – Preço Estimado e Ficha Técnica


Honda lança mundialmente no Salão do Automóvel de SP o novo modelo da marca, o WR-V.

A fabricante oriental Honda foi uma das poucas marcas que aguardou o momento exato para fazer a estreia do seu novo modelo no Salão do Automóvel que acontece em São Paulo. Recentemente, na terça-feira, dia 8 de novembro, foi revelada a novidade, o crossover WR-V, um novo modelo um pouco menor, que é ainda mais compacto que o HR-V fabricado pela mesma companhia.

A produção deste modelo será começada ainda no primeiro semestre do próximo ano e será executada na cidade do interior de São Paulo, Sumaré.

A parte mecânica e também a plataforma do crossover WR-V são praticamente iguais aos que hoje são usados no famoso e querido Honda Fit, sem contar que, além disso, compartilha da mesma plataforma de construção.

Conforme informações publicadas pela fabricante oriental, o WR-V acabou sendo desenvolvido de forma total no Brasil. É o primeiro veículo totalmente “brasileiro”, tendo como base os consumidores do país e também de outros consumidores que estão localizados nos países da América Latina.

O produto final, aparentemente parece ter agradado os funcionários do Japão, visto que a apresentação ocorrida no Salão de Automóvel de São Paulo contou também com o prestigio do CEO mundial da montadora, conhecido como Takahiro Hachigo.

Nenhum detalhe foi anunciado

A montadora não anunciou nenhum detalhe sequer nem com relação aos dados técnicos do novo modelo e nem da parte interna do veículo. O WR-V irá utilizar um motor que já é bem conhecido, um de 1500 cilindradas, com uma potência máxima que chega a 116 cavalos, juntamente com um câmbio CVT automático.

Este modelo terá seu preço inicial posicionado no centro entre o Honda HR-V (o qual sai por R$ 79.900 em sua versão de entrada) e o Honda Fit (que tem preço inicial em R$ 57 mil).

Segunda a Honda, o crossover deverá ser um pontapé inicial para um renovado grupo de consumidores ao redor do mundo quando se trata de SUV’s. Contudo, a organização crê que ele também poderá pegar alguns dos consumidores do modelo Honda HR-V.

Apesar de todo o cuidado que montadora tenha tido para manter o SUV em segredo, o mesmo já foi sido visto em diversos testes que ocorreram na região de Sumaré, cidade esta em que será fabricado.

FILIPE R SILVA


Novo Honda Civic Type R 2018


Modelo promete ser mais potente e ter uma dinâmica bem trabalhada.

Pelo bem da verdade, é interessante a gente lembrar que o Salão de Paris seria praticamente uma vitrine para o novo Honda Civic Hatch. Porém, ele acabou sendo deixado um pouquinho de lado já que ao mesmo tempo também apareceu a versão extrema Civic Type R, que, como era de se esperar, iria mesmo chamar a atenção.

De qualquer forma, uma coisa é certa: Apesar de ter sido apresentado sob uma forma de conceito, a nova geração do hot hatch pareceu agradar muita gente e aumentar ainda mais a expectativa dos fãs do modelo. E, claro que isso tudo tem um motivo especial. Afinal de contas, o carro esportivo conta com uma tração dianteira com mais de 300 cv de potência. Além disso, a dinâmica do carro foi bem trabalhada.

O fato é que a Honda ainda continua a manter segredos sobre alguns aspectos da nova versão, principalmente no que diz respeito a sua produção. Um bom exemplo é que não há informações detalhadas a respeito do motor. Mas as apostas indicam que o carro terá uma esportividade ainda maior. Para essa nova geração, segundo informações da própria fabricante, o objetivo é entregar para os consumidores um Type R mais excepcional de todos os tempos. Em outras palavras, podemos concluir que ele será relativamente mais rápido.

Ainda de acordo com a Honda, o hatch será mais largo e mais baixo. Ele contará com difusor e asa na parte de trás. Além disso, temos as saias laterais de fibra de carbono.

No modelo as saídas de ar estão maiores. E ainda vamos encontrar uma tomada bem proeminente sobre o capô. Seguindo o conceito, vamos ter rodas de 20 polegadas. Por fim, temos pinças de freios Brembo. O design delas até que combina com o resto do carro.

A questão fundamental aqui é que não se sabe se o “ar” do conceito chegará aos modelos na linha de produção.

Lá nos EUA ele tem chamado muita atenção. O Civic Type R será uma das principais atrações do SEMA Show, evento que ocorre em Las Vegas. Curiosamente esse evento é mais voltado para customização de carros. Mas um ponto que levanta as dúvidas sobre o que a Honda pretende para o modelo.

O jeito é aguardar para vermos qual será a palavra final da montadora.

Por Denisson Soares


Novo Honda CR-V 2017 – Modelo passa por Mudanças


Objetivo da montadora é manter o carro atualizado para se manter na briga com a concorrência.

Com a intensificação da concorrência no mercado de SUV’s, a Honda reage com o reestruturação do design e conceito da nova CR-V, que possui lançamento previsto para dezembro nos Estados Unidos. O carro estará com um aspecto mais arrojado, semelhante aos esportivos, e o interior ampliado. O SUV da Honda é líder de vendas na América.

A Honda trabalha com SUV’s desde 1997, ela foi uma das principais marcas a fortalecer a categoria que hoje supera os carros sedã familiares. A crescente dos SUV’s fez com que outras montadoras voltassem os olhos para esse mercado. A Ford, General Motors e outras empresas investem pesado para fortalecer suas marcas entre os carros SUV’s. A competição está mais acirrada.

Reagindo ao mercado mais competitivo, a nova CR-V aposta no que já vem dando certo. A Honda é conhecida como uma montadora que oferece tecnologia, qualidade e durabilidade por preços mais acessíveis. O design mais arrojado deixa a nova CR-V com aspecto esportivo. A proposta é oferecer um carro espaçoso e com desenho moderno.

Alexander Edwards, presidente da Stratetigic Vision (instituto de pesquisas e consumo em San Diego), conta que a reputação da Honda é um dos principais fatores para liderança de vendas da CR-V. Mas ele alerta que investimentos são necessários, grandes montadoras estão chegando forte para competir na categoria.

“A Honda é uma marca forte. Reconhecida pelos consumidores pela qualidade. Mas isso não se sustenta sem um respaldo no produto. Na pesquisa de qualidade realizada pela Strategic Vision entre 2015 e 2016, a CR-V ficou em 14º lugar de 20 SUV’s avaliadas no controle de qualidade. A reestruturação da CR-V é um modo de manter a marca no topo”.

Para competir com a CR-V, a Ford lança um redesenho do Escape. A Nissan no Rogue/ X-Trail e a General Motors amplia suas fábricas para produção do Equinox e GMC Terrain.

Os SUV’s parecem ser o novo xodó dos consumidores, eles roubaram espaço entre os tradicionais sedãs familiares. A competição acirrada entre as montadoras garante constantes aprimoramentos para os amantes da categoria. A CR-V 2017 é um exemplo disso.

Matheus Griebeler


Novo Honda Civic Cupê 2016 – Fotos e Novidades


Novo Civic Cupê 2016 passa por melhorias e já é vendido nos Estados Unidos.

Em 1972, o primeiro Honda Civic foi lançado. Na época era basicamente um hatch pequeno de duas portas. Mas com o passar do tempo e ao longo de suas 10 gerações, o carro cresceu e ganhou status até chegar a figurar como o principal produto do portfólio da marca japonesa no mundo todo. A nova versão do modelo foi apresentada oficialmente no ano passado por ocasião do Salão de Los Angeles. Quem olhar para a versão atual e o primeiro, dos 1970, vai ver logo de cara que o carro não lembra em nada suas origens.

O Honda Civic Cupê segue a tradição adotada pela marca e continua a mostrar linhas cada vez mais esportivas. Para quem conhece a versão sedã do carro, ele é praticamente igual a esta até a coluna dianteira. Desse ponto em diante os contornos mudam apresentando um caimento que vai até a traseira truncada do veículo.

A parte de dentro do carro foi complemente transformada. A renovação passou pelo painel de instrumentos, que agora é digital e dividido em três telas, que podem ser configuradas de forma individual por meio das teclas localizadas no volante. A central multimídia conta com 7 polegadas e é touchscreen. Também há opções para a conectividade de smartphones contando com o Android Auto e Apple Car Play.

Na América do Norte, essa nova geração do Civic Cupê chegou ao mercado com um novo motor de quatro cilindros. É um 1.5 turbo de injeção direta de combustível. A capacidade é para 175 cv de potência, com 22,4 kgfm de torque. O propulsor trabalha com a nova transmissão automática CVT, especialmente desenvolvida para suportar os motores um pouco mais fortes.

A suspensão adotada no modelo é a McPherson na dianteira e multilink no eixo traseiro. Vamos encontrar também os freios EBD e ABS, seis airbags e controle de tração.

Com relação ao tamanho, são 4,65m de comprimento por 1,41m de altura. A largura fica em 1,80m. A distância entre eixos fica em 2,70m. O peso total chega a 1.318 kg.

Nos Estados Unidos a versão cupê já é vendida desde o mês de outubro de 2015. Por lá os preços ficam entre as cifras de US$ 18.640 e R$ 26.500. Algo entre R$ 75.500 e R$ 103.300, respectivamente. Para o Brasil ainda não há informações se a opção cupê chegará algum dia por aqui. Ainda assim a fabricante do modelo já confirmou que a variante sedã deverá vir em breve. A expectativa é que seja a partir do mês de agosto.

A Honda descreveu as alterações feitas para essa linha do Civic como sendo as de maiores modificações entre as 10 gerações. Os preços podem chegar ao valor de R$120 mil para o caso da versão topo de linha.

Por Denisson Soares


Novo Honda Civic 2017 é apresentado no Brasil


Modelo chega às concessionárias em agosto e custará até R$ 124 mil.

Nove meses após ser apresentada nos Estados Unidos, a mais nova geração do Honda Civic também foi apresentada no Brasil. A apresentação ocorreu na quarta-feira, dia 20 de julho. Porém, o lançamento nas concessionárias só acontecerá dia 25 de agosto, sendo comercializados como modelo 2017. Os preços iniciam em R$ 87,9 mil, podendo chegar a R$ 124,9 mil. É a primeira vez que o modelo chega aos R$ 100 mil, o que já acontece com os concorrentes.

De acordo com a montadora, os clientes poderão fazer um test drive virtual a partir do dia 30 de julho.

Haverá também um primeiro lote, que conta com 1500 unidades na pré-venda.

VEJA ABAIXO AS VERSÕES E SEUS RESPECTIVOS ITENS DE SÉRIE:

– Sport com motor 2.0 flex e transmissão manual – R$ 87.900: Direção elétrica, ar-condicionado digital, vidros elétricos com função “um toque” para subida e descida, velocímetro digital, freio de estacionamento eletrônico, controle de velocidade de cruzeiro, 6 airbags, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, faróis de neblina, sistema Isofix para fixar cadeirinhas, luzes de diurna de LED, central multimídia com entrada USB, Bluetooth, controles ao volante e câmera de ré.

Sport com motor 2.0 flex e câmbio CVT – R$ 94.900: Conta com o mesmo pacote da Sport manual, porém, soma-se o câmbio CVT com paddle-shifts.

EX com motor 2.0 flex e câmbio CVT – R$ 98.400: Possui o mesmo pacote da versão Sport CVT, além de painel de instrumentos digital, bancos de couro, retrovisores rebatíveis com acabamento cromado e repetidores de seta.

EXL com motor 2.0 flex e câmbio CVT – R$ 105.900: O pacote é o mesmo presente na versão EX, além de central multimídia de 7 polegadas touchscreen com navegador e compatível com Android Auto e CarPlay, que espelham os recursos dos smartphones com tela de TFT.

Touring com motor 1.5 turbo – câmbio CVT – R$ 124,900: Os mesmos equipamentos da versão EXL, adicionado partida por botão e entrada sem chave, câmera abaixo do retrovisor direito, sensor de estacionamento traseiro e dianteiro, sensor de chuva para o limpador de para-brisa, 8 opções de ajuste elétrico para os bancos dianteiros, teto solar elétrico, retrovisor que escurece à noite, maçanetas externas cromada e detalhes em alumínio no painel e nas portas, além de faróis full LED.

FILIPE R SILVA


Novo Honda BR-V é apresentado na Índia


Modelo é capaz de transportar 7 pessoas e conta com motor 1.5 i-VTEC ou 1.5 i-DTEC. Montadora não informou que o modelo poderá ser lançado no Brasil.

A fim de conseguir conquistar novos clientes, as fabricantes de veículos automotores sempre buscam lançar novos veículos no mercado ou até mesmo fazer reestilizações dos modelos que já estão no mercado. É seguindo esta proposta que a renomada fabricante de veículos Honda acabou de lançar no mercado indiano o seu mais novo veículo, o qual foi batizado com o nome de BR-V, nome este que conforme as informações repassadas pela própria fabricante japonesa, é originário das palavras Bold Runabout Vehicle, que traduzido em português seria algo similar a “veículo de carroceria ousada”.

Este novo veículo da Honda terá capacidade para fazer o transporte de até sete passageiros e no mercado indiano será disponibilizado com propulsores movidos tanto à diesel como à gasolina. O design dessa nova aposta da Honda foi baseado no Honda Brio, contudo o BR-V passou por uma melhoria estrutural.

Com relação à motorização, o BR-V será disponibilizado, por lá, com a opção de um propulsor 1.5 i-VTEC movido à gasolina (o qual é capaz de produzir uma potência máxima de 119 cavalos) ou o 1.5 i-DTEC movido à diesel (com capacidade de produzir uma potência máxima de 100 cavalos), ambos os motores irão trabalhar em conjunto com o câmbio automático do modelo CVT com variação contínua.

As dimensões deste novo veículo da Honda são de 2,62 metros no entre-eixos, 4,45 m de comprimento, 1,43 m de largura e 1,66 m de altura. Para termos uma noção do real tamanho deste veículo, ele terá um porte bastante semelhante ao conhecido HR-V, que possui a distância entre eixo de 2,61m.

A cabine do BR-V virá com três fileiras de assentos e o porta-malas terá a capacidade de 223 litros, porém, caso o proprietário rebata os bancos traseiros esta capacidade pode ser ampliada para incríveis 691 litros.

Em termos de categoria, o BR-V será considerado como um crossover e já sairá de fábrica com belas rodas de liga leve no tamanho 16 polegadas. Com relação ao tipo de suspensão, o modelo virá com suspensão McPherson na parte frontal, enquanto na parte traseira a suspensão escolhida pela fabricante foi a do tipo barra de torção.

O certo é que apesar desse modelo estar sendo lançado para o mercado indiano, em breve teremos mais notícias a respeito da chegada dessa nova aposta da Honda aqui no Brasil ou não.

Por Adriano Oliveira


Honda Clarity – Novo Carro Movido a Hidrogênio


Novo veículo tem autonomia para 750 km e inicialmente contará com apenas 200 unidades produzidas.

Um novo carro conceito já começou a ser vendido no mercado japonês: Honda Clarity Full Center, que é movido por células de combustível (FCV). O sedã se destaca não só pelo design, mas principalmente pela autonomia de 750 km. Além disso, a potência é de 130 kW (176cv) e tem uma condução suave e silenciosa, assim como nos carros elétricos.

Outra novidade do Honda Clarity Full é que o tanque de alta pressão de hidrogênio (70 MPa) pode ser abastecido em até 3 minutos e garante uma autonomia que pode chegar a 750 Km, o que equivale a cerca de 30% do antecessor.

O carro também comporta um dispositivo externo de energia, que é o Power Exporter 9000, que pode ser acoplado ao automóvel e tem a capacidade de gerar energia para suprir um carro de família de porte médio por um tempo de 07 dias.

Primeiramente, o carro vai ser vendido no Japão e vai custar em torno de US$ 67.800,00. Inicialmente serão produzidas cerca de 200 unidades do automóvel. Também está previsto o lançamento do automóvel nos Estados Unidos e na Europa, ainda em 2016.

Outro destaque é o que o carro é movido a hidrogênio, ou seja, o gás é comprimido em tanques que são instalados no carro. Desta forma, o hidrogênio é levado para uma caixa em que entra em contato com o oxigênio e este “encontro” produz a corrente que faz o motor elétrico funcionar e “empurrar” o carro. Entre algumas vantagens, destaca-se a demora para a bateria acabar, porque é alta a capacidade de compressão do hidrogênio nos tanques. Assim, o carro tem mais energia e consegue percorrer uma distância muito maior.

Entretanto, mesmo com tantos benefícios, a tecnologia do carro tem um custo alto, o que acaba sendo embutido no preço. O Brasil ainda não tem previsão de lançamento do Honda Clarity Full Center. Mas uma boa notícia é que o País está investindo em incentivo fiscal para híbrido (carros que tem um motor para combustão e outro para elétrico), por isso zerou impostos de importação para os automóveis que rodarem por meio do gás hidrogênio.

O que achou do novo Honda? Comente!

Por Babi