Modelo é considerado o primeiro carro esportivo da história e terá apenas nove unidades fabricadas manualmente.

Para a felicidade dos apaixonados por carros, a Jaguar anunciou recentemente que estará produzindo o icônico XKSS na Inglaterra. O modelo historicamente é tido como o primeiro esportivo do mundo. E como era de se esperar em um caso desses, a novidade vai se restringir a algumas poucas pessoas. Isso porque a companhia afirmou que a produção será limitada a apenas nove unidades.

O XKSS terá todas as regalias que tem direito. A produção do carro será feita manualmente por exemplo.

Voltando ao passado histórico, o XKSS teve 16 unidades produzidas lá em 1957, porém, nesse mesmo ano um incêndio atingiu a fábrica de Browns Lane. Dos 16 carros, nove foram destruídos e não puderam ser exportados para os Estados Unidos.

O “acerto de contas” acontece exatos 59 anos depois. A própria Jaguar já havia deixado claro que se colocava a disposição para fabricar o carro exclusivamente para um seleto (e põe seleto nisso!) grupo de colecionadores e clientes. Claro que o preço chega às alturas. Para se ter uma ideia, nem um valor específico foi divulgado. O que se sabe é que com certeza deverá ultrapassar facilmente um milhão de libras esterlinas. A entrega aos clientes dos modelos acontecerá somente em 2017.

Esse retorno e produção do XKSS em edição super limitada figura como o último grande projeto da equipe Jaguar Land Rover Classic. Esta é a divisão da companhia que fica com a responsabilidade de disponibilizar peças e serviços para modelos clássicos britânicos.

O XKSS fez história desde o seu início e não foi pouca. Para começo de conversa, foram três vitórias seguidas da marca em Le Mans (1955, 1956 e 1957), na época o modelo usado era chamado de D-Type.

Com a chegada do tricampeonato, em 14 de janeiro de 1957, Sir Williams Lyons, fundador da Jaguar, resolveu transformar os 25 D-Type que foram fabricados em versões para serem usadas nas ruas. Claro que inúmeras adaptações tiveram que ser feitas, mas foi assim que o XKSS chegou à vida.

Entre as alterações realizadas para que o carro fosse para as ruas estavam a supressão do spoiler atrás do banco do condutor, exclusão da divisão entre condutor e passageiro, porta adicional no lado do passageiro e o para-brisa mais alto.

O XKSS era movido por um motor 3.4 de seis cilindros. São 250cv de potência com 33,16kgfm de torque. Na época de sua chegada o modelo conseguia ir de 0km/h a 100km/h em 5,5 segundos.

Por Denisson Soares


Novo modelo contará com motor 2.0 TSFI e custará a partir de R$ 299 mil.

Depois de um bom tempo de espera, enfim chegou o momento em que a Audi anunciou a chegada ao Brasil da nova geração do TT em uma forma bem apimentada, o TTS. O modelo faz sua estreia por aqui com apenas uma única versão de acabamento. O bloco que equipa o carro será um 2.0 TFSI.

Inicialmente o preço sugerido para o TTS é de R$ 299.990, no caso do Coupé. Entretanto, vale lembrar que a opção Roadster está prevista para chegar às concessionárias até o mês de abril. Esta, por sua vez, deverá apresentar um acréscimo de cerca de R$ 20.000,00.

A novidade é parte integrante da linha batizada pela Audi de modelos S. Uma das principais características dessa linha é justamente o alto desempenho, além de um acabamento próprio.

Em termos de semelhança, o TT bem como o TTS contam com câmbio de dupla embreagem S tronic com seis velocidades. Mas o que atrai mesmo a atenção são as diferenças entre eles. O TTS pode ir de 0km/h a 100 km/h em 4,7 segundos, podendo chegar a velocidade máxima de 250 km/h. A velocidade máxima aqui é controlada por meio eletrônico. Ainda assim tem modelo mais potente no mercado. A versão comercializada na Europa possui um bloco com capacidade para 310cv.

Na parte de fora o Audi TTS Coupé e o TTS Roadster contam com mais destaques. As rodas aro 19 estão entre eles. Uma coisa interessante dos modelos da linha S é o fato de que os espelhos dos retrovisores externos possuem cobertura de alumínio. As portas trazem detalhes exclusivos. A suspensão do carro foi rebaixada em 10mm. De série o TTS vem com faróis full led e com ajuste automático de altura, as lanternas têm luzes direcionais e para completar tem o defletor, que a partir de 120km/h se levanta na tampa traseira visando melhorar a força vertical e a resistência aerodinâmica.

A eficiência do modelo também merece ser destacada. O motor 2.0 TFSI chama a atenção por esse ponto e pelo baixo consumo. Isso graças a aplicação de tecnologias na versão tais como os sistemas de injeção direta adicional que acabam por complementar a injeção direta.

A Audi tem se mostrado confiante em um relativo sucesso do TTS. Até porque o carro não deixa a desejar em muitos aspectos nos quais as concorrentes tem falhado em seus últimos lançamentos.

Por Denisson Soares


Novo veículo possui um motor potente e foi fabricado para ser aconchegante.

No ano de 2012, a empresa Lexus, que é um segmento de luxo da marca Toyota, lançou um modelo bem próximo do LF-LC, o qual era bem luxuoso, sofisticado e que possui todas as modificações esperadas pelo mercado mundial.

Já no ano de 2016, no mesmo salão do automóvel que foi estreado o LF-LC, o Salão da cidade de Detroit, nos Estados Unidos, o novo modelo da Lexus, o LC 500, foi lançado em grande estilo, com mudanças reais que revelam um motor potente.

O novo LC 500 é bem robusto e parrudo. O veículo conta com curvas bem expressivas e marcantes, além do mais, o teto ficou mais resistente as intempéries, como sol e chuva, pois agora é fabricado com fibra de carbono e traz um ar de luxuosidade e sofisticação devido ao seu rebaixamento, dando ao carro uma presença.

Internamente, o LC 500  é muito convidativo, intuitivo e espaçoso. Ele foi fabricado com a finalidade de possuir toques de um carro esportivo e também ser aconchegante, já que para viagens longas é muito confortável, não só pelo fato de ser espaçoso, mas também pela aerodinâmica dos assentos. O carro é bem preparado para curvas fortes, contando com assento lateral.

Falando sobre a parte mecânica dessa máquina, o motor deste novo modelo é muito potente por causa das rodas do veículo terem sido fabricadas com o objetivo de fazer uso de toda a potência oferecida pelo mesmo. Vale lembrar também que o Lexus LC 500 conta com dez velocidades diferentes e a sua velocidade máxima pode bater a velocidade de um carro de corrida.

Ainda não se sabe quando o modelo chegará em território brasileiro, porém, a previsão é para que a chegada do veículo, que possui 474 cavalos de potência, aconteça não neste ano, mas somente em 2017, para concorrer com grandes marcas como a BMW e a Mercedes.

Nádia Neves


Honda apresenta o Novo Civic Type R 2015. Carro ganhou novas tecnologias para melhorar a sua performance.

Após ter feito a apresentação do conceito, agora a fabricante de veículos automotores Honda apresentou o novo Honda Civic Type R. Este veículo já vem de fábrica equipado com um propulsor 2.0 litros VTEC dotado de um turbo compressor, este motor tem a capacidade de desenvolver uma potência máxima de nada mais nada menos que 310 cavalos (a 6.500 rpm) e 40,8 Kgfm de torque (que ficam disponíveis a partir dos 2.500 giros). O sistema de transmissão utilizado possui tração dianteira e possui seis velocidades. De acordo com os dados estatísticos da fabricante, este carrão consegue acelerar de 0 a 100 Km/h em apenas 5,7 segundos e atinge a velocidade máxima de 270 km/h.

Com relação à suspensão, este novo veículo da Honda já vem equipado com um sistema de amortecimento adaptativo com quatro pontas, este sistema permite que cada roda do veículo possua um controle independente e contínuo. Através desse sistema o carro tem maior aderência ao asfalto e ainda consegue limitar o peso sobre as rodas quando há a ocorrência de desacelerações e acelerações acentuadas.

Uma novidade exclusiva que foi inserida no Honda Civic Type R é o botão + R, este botão tem a função de realizar o aumento da resposta do motor, bem como fazer o mapeamento do torque, assim esta tecnologia consegue adaptar o veículo à configuração que seja mais adequada à sua performance, dando assim a ele maior agressividade.

No quesito visual, este novo Honda Civic também não deixou a desejar, o principal destaque dele foi a inserção de uma asa traseira, a qual foi recriada a partir do Type R Concept, esta asa foi colocada a fim de melhorar a pressão aerodinâmica para que não haja aumento significativo no arrasto quando carro estiver imprimindo altas velocidades.

O veículo já vem equipado de fábrica com lindas rodas de alta rigidez confeccionadas em liga-leve no tamanho 19 polegadas, as quais utilizam pneus 235/35.

Já na parte interna, o carro apresenta bancos esportivos com a presença de encostos elevados, o acabamento destes assentos foi feito em tecido na cor preta e com efeito suede com costura dupla em vermelho, o revestimento do volante foi todo feito em couro preto e a manopla do câmbio foi confeccionada em alumínio usinado.

Vale a pena conferir e conhecer mais este novo carrão da Honda que com certeza irá agradar muito os consumidores.

Por Adriano Oliveira





CONTINUE NAVEGANDO: