Novo Fusion Hybrid 2017 – Lançamento, Preços e Características


Veja aqui os preços e as características do novo Ford Fusion Hybrid 2017.

Nesta quinta-feira (25), a Ford apresentou para o mercado o novo Ford Fusion Hybrid 2017. Agora em uma versão mais sustentável do sedã, que foi o mais vendido do seu segmento. Além disto, também foram incrementadas funções auxiliares ao motorista e um novo desenho para o modelo do carro.

Já existe a disponibilidade para vendas do automóvel, com o preço inicial de R$ 159.500,00, sendo o Ford Fusion Hybrid o terceiro modelo lançado pela fabricante no ano, ao lado do 2.0 EcoBoost e 2.5 Flex, ambos apresentados em setembro, completando assim a linha de lançamento do sedã grande da Ford.

O conjunto da obra é o mesmo do modelo anterior, tendo como única diferença a possibilidade de abastecer também com eletricidade. O motor agora é associado com um 2.0 litros de ciclo Atkinson e um motor elétrico. O câmbio automático e-CVT faz o gerenciamento de ambos os motores, com uma potência combinada de 190cv. Além disso, a tecnologia foi usada na reutilização de energia liberada na frenagem do veículo e maior conectividade entre o carro e o motorista.

Foi adicionada ao motor do carro outra tecnologia exclusiva, a Ecoselec, sendo acionada por um botão no console para favorecer a economia de combustível, através de acelerações suaves e otimização na recuperação de energia da frenagem. A grade dianteira do veículo ganhou um controle ativo com o intuito de também reduzir o consumo.

O primeiro carro híbrido oferecido no país, o Fusion Hybrid promete o consumo de 16,8 Km/l na cidade e 15,1Km/l na estrada. Oferecido na versão topo de linha Titanium, o veículo possui além de seu motor híbrido, outras tecnologias como o piloto automático adaptativo com “stop and go”, assistente autônomo de frenagem, detecção de pedestres e de estacionamento automático para vagas paralelas e também para vagas perpendiculares.

A lista de equipamentos é muito boa e ainda inclui monitoramento do automóvel em 360 graus, cintos traseiros infláveis, controles de estabilidade e tração, oito airbags, farol alto automático, ar-condicionado de dupla zona, chave com sensor de presença e partida remota.

Outra grande novidade é o sistema inteligente EV+, que reconhece os destinos mais frequentes no GPS do carro e dá prioridade ao motor elétrico para chegar até esses pontos e economizar combustível.

Por Denisson Soares


Volkswagen Golf ganhará versões 1.0 TSI e Elétrica


Novas versões do carro custarão entre R$ 75 mil e R$ 95 mil.

Sinônimo de qualidade, a montadora alemã Volkswagen irá lançar o Golf 1.0 TSI e o e-Golf elétrico. Basicamente o carro é um super-herói com roupagem de transeunte normal. O carro a gasolina conta com um motor 1.0 tricilíndrico turbo com injeção direta flex. Já o Golf elétrico terá um desempenho de 300 km com apenas uma recarga da bateria. As versões do Golf 1.0 TSI e do e-Golf sairão entre R$ 75 mil e R$ 95 mil aqui no Brasil.

Algumas pessoas ainda podem ter a visão de que o Golf é um carro popular. O design se manteve de acordo com o tradicional da Volkswagen, no entanto, abrindo o capô e ou entrando no interior do carro percebe-se um motor potente e alta tecnologia. O Golf 2017 conta com computador integrado e comandos que respondem aos sinais do motorista.

Basta mover as mãos e os sensores internos captam os movimentos do motorista. É possível trocar de rádio, álbuns de músicas, ou acessar a galeria de fotos da tela integrada ao automóvel.

Já o e-Golf, que também será lançado em 2017, contará com uma grande novidade. O motor garantirá autonomia de 300 km com apenas uma recarga da bateria. O e-Golf faz parte dos investimentos da Volkswagen na categoria de elétricos e híbridos, a marca quer assegurar a potência do carro com um desempenho maior do que os demais competidores: como a BMW modelo i3 e a Nissan Leaf.

A parte do design do Golf 2017 é criticada por alguns e elogiada por outros. Consumidores pedem uma atualização mais moderna e design arrojado para o Golf, no entanto, outros preferem o formato clássico do carro que não chama muita atenção – por fora.

Por onde passa a Volkswagen atrai cliente fieis – clientes para vida toda. A empresa optou por manter o molde tradicional focada nesses consumidores. Tanto o Golf TSI 1.0 como o e-Golf elétrico não ficam nem um pouco atrás dos carros da categoria na mesma faixa de preço quando falamos em tecnologia e motor.

Matheus Griebeler


Novo Teaser do Hyundai Ioniq


Montadora apresenta novo teaser do veículo. Apresentação oficial do carro deverá acontecer em janeiro de 2016.

Apesar de o lançamento oficial Hyundai Ioniq estar previsto para ocorrer somente no mês de janeiro de 2016, na última quarta-feira, dia 16 de dezembro de 2015, houve a divulgação de um teaser do novo Hyundai Ioniq com a revelação de duas imagens.

Segundo as informações repassadas pela fabricante, este veículo chegará ao mercado nas configurações híbridas, híbridas plug-in e elétricas. Os principais concorrentes que este novo lançamento da Hyundai irá enfrentar são os conhecidos Chevrolet Volt, Nissan Leaf e o Toyota Prius.

A principal inspiração do design do Ioniq foi retirada a partir do conceito “i-oniq”, o qual foi apresentado pela fabricante no Salão de Genebra no ano de 2012. O visual do veículo pelo o que pôde ser visto ficou muito moderno e arrojado, haja vista que ele possui um estilo liftback, LEDs diurnos no formato de “C” e faróis de LED. Na parte interna, a cabine deste veículo possui um aspecto simples e contemporâneo, sendo que o principal destaque dela fica por conta do cluster que é integralmente digital.

O novo Hyundai Ioniq foi baseado em uma plataforma totalmente nova. Até o presente momento, a fabricante não fez a divulgação de maiores dados técnicos a respeito deste lançamento, porém, já há rumores dando conta de que o veículo será dotado de um conjunto composto por um propulsor 1.6 GDi movido à gasolina de ciclo Atkinson, que trabalhará associado com um motor elétrico de 77 kW, o qual terá a capacidade de gerar uma potência máxima de 105 cavalos.

O certo é que até o lançamento oficial deste modelo ainda teremos muitas outras novidades, detalhes e curiosidades a respeito deste carrão que está prestes a ser lançado pela Hyundai. De qualquer forma, este veículo já chamará a atenção de muitas pessoas, não só pelo fato de sua elegância, mas também devido ao fato de ser um híbrido.

Por Adriano Oliveira


Tesla S – Lançamento e Preço do Carro no Brasil


Automóvel sedã chega ao Brasil custando cerce de R$ 470 mil. Tempo de espera pelo carro é de 120 dias.

O veículo automotor luxuoso e esportivo elétrico Tesla S está disponível no Brasil para compra pelo valor de R$ 470 mil.

O automóvel sedã plug-in, importado pela Direct Imports, virá em 3 versões, que são: a menos potente 70D (com 329 cavalos), a de nível intermediário 85D (de 422 cavalos) e a mais possante P85D (que contém um motor elétrico de 221 cavalos aliado a outro motor a combustão, juntos chegando a um total de 470 cavalos).  

Os modelos que possuem motores 100% elétricos poderão ser recarregados em uma tomada residencial comum. Como opcionais são oferecidos pela marca: interior especial com luzes em LED; Kit de sistema de som profissional de alto nível; controlador de velocidade de cruzeiro; pacote para neve com bancos que têm três zonas de aquecimento, incluindo o volante, lavadores de faróis e limpadores de vidro também aquecidos; piloto automático e banco reversível para mais 2 lugares.

O modelo S é o esportivo da Tesla que faz mais sucesso na Califórnia, além de ser o carro que deu entrada da marca na localidade.

A empresa informou que o prazo para entrega do veículo pode chegar até 120 dias e esclareceu que no valor já está incluída a isenção da alíquota de 35% estabelecida pelo governo federal para a importação de modelos híbridos ou movidos a hidrogênio e eletricidade. Para conseguir a isenção é preciso que o automotor tenha uma autonomia de no mínimo 80 quilômetros com uma recarga. A resolução foi publicada pela Câmara de Comércio Exterior (CAMEX) no final do mês de outubro, no Diário Oficial da União.

Antes dessa alteração o carro custava para o consumidor brasileiro aproximadamente R$ 600 mil. Com a mudança a aquisição deste tipo de automóvel fica mais viável e acessível para quem está disposto a adquirir uma versão exclusiva.

A Direct Imports, empresa responsável pela importação do automóvel, possui sede em São Paulo.

Bruna Rocha Rodrigues


Fusca 63 foi convertido para motor elétrico nos EUA


Com esse motor, o Fusca conta agora com 80 cavalos de força, o dobro do que era com o propulsor antigo.

Já imaginou poder usar seu carro antigo, todos os dias, sem fazer nenhum barulho no motor ou poluir o meio ambiente com fumaça? Esse sonho já tornou-se realidade na Califórnia, Estados Unidos, no ano passado. Recentemente, em San Diego, Estados Unidos, o publicitário americano David Bernardo chamou a atenção por ser o primeiro a converter o motor de um Fusca de 1963 em elétrico.

Para provar que a conversão realmente funciona, Bernardo convidou Jason Torchinsky, da Web Motors, para realizar um test drive. A ideia começou a ser moldada quando o publicitário largou o emprego na Carolina do Sul e voltou para a Califórnia por sentir-se insatisfeito com a carreira.

Queria, mesmo, poder transformar carros antigos e, foi assim, que o sonho tomou forma e, deu o primeiro passo: mudou o motor de um carro antigo para elétrico. Dessa forma, nasceu a ZelectricBug, empresa do americano. O mecanismo do carro é simples. O americano utilizou baterias de íon de lítio para movê-lo. No total, são 37 baterias, sendo que 12 ficam na frente e 25 na parte de trás do veículo.

O novo Fusca rende, hoje, 80 cv, ou seja, o dobro da potência original do motor 1200, que era de 40 cv. Além disso, a velocidade é de cerca de 130 quilômetros por hora. No entanto, por mais incrível que pareça, por dentro, nada mudou no Fusca. Tudo é exatamente do mesmo jeito. E, para ligá-lo, basta acionar, inclusive, o câmbio original e rodar entre 80 e 100 quilômetros com uma bateria de 8 horas.

O que difere do modelo original é o fato deste não fazer barulho, muito menos fumaça. O carro adaptado é utilizado por David Bernardo diariamente e, é o cartão de visitas da ZelectricBug. Ele não está a a venda, porém, Bernardo pode criar um semelhante por US$ 45 mil, ou seja, cerca de R$ 100 mil reais.

Andréa Corneli Ortis


Audi deve lançar SUV Q6 elétrico em 2017


O novo modelo deve chegar ao mercado de carros elétricos para bater de frente com as versões da Mercedes e BMW.

Com a crise global em questões ambientais e recursos energéticos, muitas empresas estão optando por desenvolver seus produtos para que atendam essa necessidade que cada vez mais aumenta. E as grandes montadoras de carros de luxo não estão atrás. Prova disso é a Audi, que desenvolveu um novo veículo elétrico.

O modelo, batizado de Q6, será um SUV (Sport Utilitary Vehicle) que será cem por cento elétrico. O novo carro da Audi vem para competir com os modelos Mercedes Benz GLE Coupé e BMW X6. Uma primeira imagem já foi divulgada pela montadora alemã, durante sua conferência anual para a imprensa.

Pela imagem revelada, é possível perceber que o veículo será bem futurista e terá um estilo um pouco achatado, mas bem agressivo. É possível observar, ainda, que o teto terá uma suave queda na sua linha, e que os para-lamas serão proeminentes.

Apesar das especulações anteriores, o veículo segue a linha Q, e foi montado sobre a mesma plataforma modular do Q7, o novo veículo SUV da marca que é equipado com um conjunto mecânico semelhante ao do modelo R8 e-tron.

Os rumores anteriores diziam que o SUV Q6 não seguiria nenhum outro SUV da marca, o que foi desmentido durante o evento realizado pela Audi. Outra informação também especulada, mas que não deve se confirmar é sobre a sua autonomia, já que anteriormente diziam que o veículo rodaria até 500 km com uma única carga. Mas a informação foi atualizada, e agora a especulação é que a autonomia do Q6 seja de apenas 293 km, bem menos do que a informação anterior.

O chefe de pesquisa e desenvolvimento da marca alemã, Ulrich Hackenberg, confirmou que o Q6 terá influência do conceito Prolongue no design de sua carroceria. Apesar de já ter apresentado o teaser do novo veículo, o Q6 deve demorar para chegar ao mercado, com estimativa de até três anos.

Por Felipe Villares


Ford pretende lançar conceito de carro elétrico em 2015


A marca visa entrar no segmento de carros elétricos para bater de frente com a Chevrolet, que tem o modelo Bolt.

Uma das grandes tendências do mercado automobilístico mundial são os conceitos elétricos que estão sendo apresentados por várias montadoras. Vale ressaltar que o carro elétrico deve ser o carro do futuro, haja vista o grande investimento neste segmento por parte das grandes montadoras. E a Ford, uma das maiores montadoras do mundo, também está interessada neste segmento. De acordo com o Automobile, portal americano, a empresa deve apresentar um novo conceito de carro elétrico ainda em 2015.

É importante destacar que esta novidade por parte da empresa norte-americana visa à concorrência direta com a também norte-americana Chevrolet. Para quem não sabe, Chevrolet e Ford são eternas rivais no mundo automobilístico. Dessa forma, o novo conceito de carro elétrico será uma reposta direta ao protótipo elétrico Bolt (da Chevrolet) que foi anunciado no Salão de Detroit. Vale destacar que a versão final do Bolt já deve estar pronta em 2016.

A Ford está mantendo um grande segredo em relação ao seu conceito de carro elétrico. Devido a grande expectativa e a concorrência direta com a Chevrolet, a Ford não está divulgando informações em relação ao seu lançamento.

Apesar da grande onda de segredos em relação ao lançamento da Ford, informações dos bastidores da empresa já revelam que o conceito de carro elétrico da Ford deve ser apresentado em novembro, no Salão de Los Angeles. Um dos principais destaques desse conceito seria a autonomia de 320 km e uma futura versão com baixo preço de custo que sairia por US$ 40 mil. Portanto, o conceito elétrico da Ford também acabaria entrando em colisão com o Nissan Leaf e o Model 3 (um carro elétrico da Tesla com preço acessível e que deve ser lançado em breve).

A Ford terá um grande trabalho se deseja concorrer direto com o Bolt da Chevrolet. O modelo da Chevrolet já terá sua fabricação iniciada em outubro de 2016 em Michigan. Uma das principais metas do Bolt é atingir de 25 mil a 30 mil unidades produzidas com preço bastante acessível: US$ 30 mil.

Um dos concorrentes da Ford é o Bolt elétrico da Chevrolet. 

Por Bruno Henrique


Carro elétrico com 1.360 cv deve ser fabricado na Finlândia


Apareceu no mercado automobilístico uma nova promessa de um veículo elétrico de 1.360 cv, essa promessa foi feita revelado na última quinta-feira dia 19 de fevereiro por uma empresa finlandesa chamada Toroidion.

Esse veículo será um superesportivo movido a energia elétrica que será capaz de produzir uma potência de 1000 KW ou 1360 cv, a empresa batizou esse novo veículo com o nome de 1MW Concept.

Oficialmente, o lançamento deste veículo no mercado automobilístico mundial será feito durante o evento Top Marques, o qual é realizado no mês de Abril em Mônaco.

Até o presente momento a montadora tailandesa só realizou a divulgação de duas imagens desse veículo, as quais vieram com um breve comunicado: “O novo, inovador e último trem de forma elétrico baseado em desempenho é capaz de ser confortável para os dias nas cidades, assim como sério para corridas em Le mans, onde segurança e desempenho são prioridade” .

O certo é que para quem ficou interessado ou curioso com essa novidade outras informações a respeito do carro só serão reveladas pela montadora depois do mês de Abril, após o lançamento oficial do esportivo elétrico.

O lançamento de mais esse veículo movido a energia elétrica é mais uma forte evidência que o mercado automobilístico mundial está apostando fielmente que o futuro dos veículos automotores será a utilização da energia elétrica como propulsor.

Ainda no Brasil esse tipo de veículo, apesar de já ter chegado no país alguns modelos elétricos ou híbridos, essa ainda é uma realidade para pouquíssimos consumidores, haja vista que esta tecnologia inicialmente está chegando ao mercado com um valor bastante salgado, e o outro fator que ainda não fez com que os veículos elétricos caíssem no gosto dos brasileiros é a falta de infraestrutura para o abastecimento e manutenção desses veículos seja nos grandes centros urbanos ou seja nas cidades interioranas, fatores estes que dificulta e desinteressa a aquisição dos consumidores brasileiros deste tipo de veículo.

Por Adriano Oliveira


Porsche 717 – Confira novidades do modelo elétrico


Cada um de nós apresenta os gostos mais distintos e as características mais peculiares e não poderia ser diferente quando se trata das grandes montadoras de automóveis, mas precisamente é visto com empolgação a notícia de uma nova máquina que vai surgir no mercado e isso não poderia ser diferente quando se trata de um carro da marca Porsche.

Responsável por apresentar modelos belos, rápidos e sonho de consumo de várias pessoas ao redor do planeta um fato foi notificado nos últimos dias para a imprensa europeia que um futuro modelo esportivo inicialmente chamado de 717 vai chegar ao mercado até o ano de 2019.

A revista britânica Car, famosa nesse segmento informou que a Volkswagen está ajudando tecnologicamente a Porsche com relação a esse modelo e podemos esperar um veículo com uma autonomia de cerca de 480 km.

O que tem de mais interessante nisso tudo é que a Tesla possui um esportivo que vai rivalizar com essa máquina e vai apresentar quatros motores elétricos, ou seja, um para cada roda e uma potência combinada de 600 cv.

Agora não pense que o pacote de baterias do 717 vai ficar diretamente no assoalho da mesma forma que o Tesla Model S, pelo contrário a empresa vai colocar em outra posição, que embala  a maioria das células da bateria no túnel central do carro e ainda as anteparas entre a frente e os compartilhamentos traseiros. Podemos esperar que fique nas soleiras laterais, sob o piso ou senão dobrado em outras fendas do corpo, além de também contar com 108 módulos de baterias no total e com isso teremos um carro apresentando um layout bem mais complexo.

Outros dados que também vazaram é a construção do corpo do carro vai ser de alumínio, além de contar com peças estruturais de fibra de carbono, mais três guarnições com diferentes níveis de potencia que podemos classificar com 400hp, 500hp e 600hp, tecnologia de carregamento por indução e um alcance de 300 milhas.

Então fiquem ligados nas próximas novidades com relação ao Porsche 717!

Por Fernanda de Godoi


Chevrolet Bolt Elétrico terá produção em série em 2016


Ocorrido em janeiro desse ano, o Salão do Automóvel de Detroit trouxe inúmeras novidades no mundo automobilístico. E um dos destaques dessa edição foi o Chevrolet Bolt, que fez um grande sucesso durante o evento.

A repercussão não é para menos, já que o novo veículo da montadora norte americana será cem por cento elétrico! O interessante é que a Chevrolet já anunciou quando pretende começar a fabricar em série esse novo modelo. Segundo a agência de notícias Reuters, a intenção da montadora é já iniciar a produção em meados de 2016.

E a previsão de venda também tem uma grande expectativa pela marca, já que a intenção é fabricar inicialmente de 25 mil a 30 mil unidades do Bolt por ano. Apesar desse número não parecer alto, ele é bem expressivo devido ao tipo de carro.

A especulação é de que o modelo custe em torno de 30 mil dólares, o equivalente a R$ 80 mil, o que também pode ser considerado um valor baixo, pois o custo benefício parece ser vantajoso. Quando falamos em economia, acredite, vale muito a pena, pois segundo a montadora, a autonomia do veículo é de até 330 quilômetros rodados com uma única carga.

A previsão é de que o Bolt tenha opções de modelos configuráveis, onde o motorista pode personalizar de acordo com a necessidade de utilização, podendo especificar se está dirigindo em um estilo de fim de semana, rodoviário ou urbano. Isso significa que os diferentes modos ajustam automaticamente a resposta do pedal do acelerador quando o motorista pisa nele, assim como o nível de rigidez da suspensão e a altura do carro em relação ao solo.

O Bolt também foi pensado para economia de forma geral, pois os materiais utilizados em sua fabricação são magnésio, fibra de carbono e alumínio, que ajuda a reduzir o peso do carro.

Essa seria uma ótima alternativa à população brasileira, uma vez que a gasolina em nosso país está cada vez mais cara!

Por Felipe Villares


Chevrolet apresenta carro elétrico Bolt no Salão de Detroit 2015


A montadora Chevrolet, após realizar a apresentação da segunda geração do seu veículo elétrico o Volt, que foi o pioneiro da montadora nessa categoria, agora ela lançou mais uma novidade no mercado. Foi apresentado no Salão de Detroit, nos Estados Unidos, o mais novo veículo da Chevrolet movido 100% à eletricidade, que é mais compacto que seu antecessor, o Volt, esse veículo foi batizado pela montadora com o nome de Bolt.

Nos Estados Unidos, estimava-se que este veículo chegaria ao consumidor final custando cerca de 30 mil dólares, ou seja, se fosse aqui no Brasil este veículo iria custar aproximadamente R$ 78,7 mil. O certo é que a chegada desse veículo no mercado mundial irá representar mais uma alternativa de automóveis com emissões zero de poluentes e dessa vez com o valor bem mais acessível que os demais concorrentes das outras montadoras.

Após o lançamento oficial do veículo, a Chevrolet deu palavra final e fixou o preço sugerido do veículo ao consumidor norte-americano no valor de 34.345 dólares, ou seja, feita a conversão para o Real aqui no Brasil, este modelo iria ser vendido a partir de cerca de 90 mil reais.

A autonomia desse veículo totalmente elétrico é um fato que de ser além de importante causa muita curiosidade nos consumidores do Brasil e do mundo, haja vista que, principalmente, aqui no país os veículos automotores movidos à energia elétrica ainda são novidade.

Foi anunciado pela Chevrolet que o Bolt EV tem uma autonomia para rodar até 320 km se a sua bateria estiver totalmente carregada. Um aspecto muito interessante nesse veículo é que ele possui modos diferentes de condução, a fim de que haja um melhor aproveitamento de energia sendo eles o modo urbano, rodoviário e até mesmo de fim de semana.

Com estes ajustes o pedal do acelerador desse veículo passa a responder conforme algumas variáveis que influenciam diretamente no gasto de energia do automóvel, tais como, a altura que o veículo se encontra em relação ao solo e o nível de rigidez da suspenção, ou seja, nesses modos o veículo consegue poupar energia ou liberá-la.

Por Adriano Oliveira