Volkswagen Virtus será vendido no Brasil


Modelo foi apresentado no Salão de Genebra e irá integrar a gama de veículos da Volkswagen no Brasil.

Durante a apresentação oficial da Volkswagen no Salão de Genebra, dia 07 de março, a montadora alemã fez um grande anúncio e pegou muita gente de surpresa: a marca está preparando uma grande novidade para o mercado brasileiro. O mais novo sedan da marca alemã que irá integrar o mercado brasileiro se chamará Virtus. A apresentação foi feita por Herbert Diess, presidente do conselho de administração da Volkswagen. O que ficou evidente é que o Virtus não deverá ser uma adaptação de um sedan já disponível em outro mercado e sim algo totalmente novo.

Muito pouco foi divulgado sobre esta grande novidade da marca alemã para o mercado brasileiro. Por isso, já começam as especulações em relação ao lançamento aqui destacado. As poucas imagens oficiais divulgadas mostram que o automóvel deverá ser construído com a mesma plataforma do Golf, conhecida como MQB. A diferença é que o Virtus deve apresentar uma versão mais encurtada dessa plataforma, também conhecida como MQB A1 e que fará parte do Polo europeu e brasileiro.

Detalhes em relação à motorização que irá compor o Volkswagen Virtus ou até mesmo sobre preços quando comparados com aqueles que já são vendidos no Brasil, não foram divulgados pela empresa alemã. Porém, sabe-se que a Volkswagen tem um projeto bastante antigo que visa desenvolver um sedan para colocá-lo no mercado numa faixa de preço entre o Voyage e o Jetta atuais.

Segundo destaca Herman Heiss, diretor-geral de carros da Volkswagen, esse é o primeiro projeto da plataforma MBQ direito ao Brasil. O principal objetivo é voltar a ganhar força no mercado brasileiro, haja vista a busca por sedans estar crescendo cada vez mais.

Vale ressaltar que a MQB, atual plataforma do Golf, é uma das grandes apostas da Volkswagen. Saiba que a mesma dará origem a, no mínimo, outros dois automóveis. O principal destaque ficará com o novo Gol, haja vista que o mesmo deverá passar por mudança no tamanho em sua próxima geração.

Além disso, a montadora alemã também deve desenvolver uma picape com base na plataforma MQB. O principal objetivo, neste caso, é competir diretamente com as boas vendas registradas pela Fiat Toro. Além disso, pelo menos um SUV também deve cegar ao mercado brasileiro com base nesta plataforma.

Por Bruno Henrique

Volkswagen Virtus


Mini Cooper S 2016 está à venda no Brasil


Modelo começou a ser vendido pelo preço de R$ 179.950.

Em versão única para o país – Cooper S – a versão mais atual do Mini começará a ser vendida na primeira semana de dezembro. O preço também será único, de R$ 179.950. O carro teve suas dimensões aumentadas e foi mais bem esquipado.

A porta traseira do porta-malas do lançamento é dividida em duas partes, muito diferente do estilo convencional de abertura vertical das versões anteriores. De comprimento, o compacto premium cresceu em 27 centímetros e de largura, em nove. Com as mudanças, a capacidade do compartimento traseiro em 82 litros, de 278 para 360 – conforme a marca. O espaço interno também pode ser expandido com o ajuste possível dos bancos traseiros, outra novidade do Cooper S 2016.

O motor do veículo é um turbo 2.0 que gera 192 cavalos de potência. Com a característica de carro leve, a nova versão tem 1.390 quilos, o que auxilia no poder do motor. O novo Mini Clubman recebeu câmbio automático de oito marchas com trocadores na direção. A tração é totalmente dianteira.

A versão única para o Brasil possui ainda freio de estacionamento eletrônico, ajustes elétricos dos bancos dianteiros com memória de adaptação, partida por botão, ar-condicionado de bizoneamento, direção elétrica e sensores de ré. As grandes novidades em itens são o head-up display e o fechamento de portas por proximidade. A primeira função projeta dados no para-brisa para que o motorista não precise desviar o olhar da estrada. A segunda permite que se feche a porta ao passar o pé por baixo do carro, caso esteja com as duas mãos ocupadas.

O sistema multimídia é composto por GPS, Bluetooth, entrada USB 2.0, 20 GB de memória de armazenamento e controles em tela touchsreen de 8,8 polegadas. Além da iluminação colorida, o logo da Mini é projetado no chão assim que se estaciona o veículo e abrem-se as portas frontais.

As rodas são de 18 polegadas e podem ser pedidas na compra em cor preta ou prata.

Por Bruno Klein

Mini Cooper S 2016

Foto: Divulgação


Volkswagen lançou a oitava geração do Passat


Oitava geração do modelo foi lançado em São Paulo e chegará às concessionárias em janeiro de 2016.

A Volkswagen realizou o lançamento em São Paulo da oitava geração do Passat. O novo carro deverá chegar às concessionárias apenas em janeiro de 2016 e se você está pensando em adquirir um carro sedan, considere essa ótima possibilidade.

Durante a apresentação, a empresa informou que não revelaria os valores dos modelos. No entanto, a Volkswagen mudou de ideia e divulgou que os preços de venda serão entre R$ 144.500 e R$ 161.600 de acordo com a versão.

A opção mais em conta para o bolso do consumidor será a Comfortline. O  modelo incluirá bancos dianteiros com opção de aquecimento, ar-condicionado com sistema digital de 03 setores, funcionalidade start-stop, acesso e partida que dispensa o uso de chaves, abertura do porta-malas através de sensor interno, revestimento de couro no volante que reconhece comandos de som e ainda rodas de liga leve com 18 polegadas. É possível ainda incluir o item teto solar pelo valor adicional de R$ 5.400,00.

Já a versão mais cara, que recebeu o nome de Highline conterá todos os itens do modelo mais básico e terá ainda faróis em full LED, regulagem elétrica dos bancos dianteiros, câmera de ré, dentre outros acessórios. Desta maneira, o modelo chega ao mercado por R$ 151.300,00. Os clientes que desejarem vão poder incluir na compra o Pacote Premium que oferece diversos opcionais de comodidade como, por exemplo, sistema de estacionamento autônomo.

O Passat já está em sua oitava geração e é um dos nomes de maior reconhecimento da história da marca. Ambas as versões contam com a plataforma modular MQB e motor 2.0 turbo de 220cv  que podem atingir velocidade máxima de quase 250 km por hora. O porta-malas com 586 litros aliados a maior leveza tornam o lançamento sonho de consumo de muitos brasileiros.

Mais uma vez, a Volkswagen mostra que é líder da categoria porque entende do assunto e dá show no quesito de inovação e reciclagem.

Por Beatriz 

Novo Passat

Fotos: Divulgação


Volkswagen Jetta TSI – Lançamento no Brasil


Nova versão Jetta Oettinger 2.0 TSI chega ao Brasil com 250 cv de potência e opções extras de kits para personalizar ainda mais o modelo.

Os alemães da poderosa montadora Volkswagen trazem novidades aos consumidores brasileiros, principalmente os amantes de carros personalizados. Clientes acostumados com carrões como Golf e Jetta terão um plus a mais, tudo por causa de um atrativo para lá de curioso. Através da importadora Strasse, o Grupo VW terá seus carros personalizados por meio de encomenda. Mais exclusividade para os donos e com certeza mais sorrisos dos proprietários.

Após a chegada do modelo personalizado Golf 1.4 TSI ao Brasil, o Grupo VW apresenta o sedan Jetta TSI e os clientes ganharam opções extras como comprar kits de forma separada ou adquirir o brinquedinho já modificado de fábrica. O possante ganhou nova configuração e a versão do Jetta Oettinger 2.0 TSI ficou nervosa e salta de 211 para 250 cavalos de potência, com torque bem acima dos 28,6 Kgfm originais do carro. Agora a máquina atinge 36,71 Kgfm. A empresa Strasse, responsável pelas modificações tanto no Golf quanto no Jetta, não revelou quais as surpresas feitas nos carros, mas é possível ter uma ideia da repaginada eletrônica e na pressão do turbo do Jetta. Um ganho de potência considerável.

O aumento de potência é inegável e a aceleração do Jetta vai de 0 a 100Km/h em menos de sete segundos e pode alcançar mais de 240km/h. O kit mecânico custará em torno de R$ 900,00. Agora, quem quiser uma roda diferenciada vai ter que colocar a mão no bolso, e sem dó. O novo jogo de rodas Oettinger RXX de 19 polegadas chega com pneus de medida 235/35R19 e o custo de R$ 26.900.

Os interessados em comprar o veículo já com as alterações mecânicas feitas vão ter que gastar cerca de dez mil a mais que o preço original da tabela do Jetta TSI. Os itens terão garantia de dois anos da Ottinger, ou até completar 50 mil quilômetros rodados.

Por Jocivalda Ferreira da Silva

Jetta Oettinger TSI

Jetta Oettinger TSI

Fotos: Divulgação


Carros Mais Baratos do Brasil em 2015


Confira aqui uma lista com os Carros Mais Baratos do Brasil em 2015. Veículos custam de R$ 27 a R$ 34 mil.

Com a volta do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), muitas pessoas que estavam interessadas em comprar um carro novo tiveram de rever as opções. Isso resultou em uma maior procura por modelos mais em conta e que se encaixam melhor no orçamento, mas você sabe quais são os carros mais baratos do Brasil? Se não sabe, saiba que estes veículos, que custam entre R$ 27.340 e R$ 34.990, tem em comum a presença do motor 1.0. Há ainda alguns modelos apenas com duas portas e sem itens como limpador traseiro. Confira agora os 10 modelos mais baratos:

  • Fiat Palio Fire com 2 Portas: O veículo custa R$ 27.340 e possui motor 1.0 de quatro cilindros, que é capaz de fornecer até 75 cavalos de potência. O carro possui como principais itens de série vidros verdes, calotas, relógio digital, conta-giros, além de capô com alça de segurança. O veículo, apesar de ter um design um pouco ultrapassado, acaba compensando pelo seu preço baixo e também pelos itens de série que já vem presentes.
  • Renault Clio Authentique com 2 Portas: O preço do carro é de R$ 27.380 e ele utiliza um motor 1.0 de quatro cilindros, que oferece até 80 cavalos de potência. Entre os itens de série presentes no carro estão o computador de bordo, os vidros verdes, as calotas, os apoios de cabeça traseiros e o conta-giros. Quando surgiu no mercado, o Clio era considerado um dos melhores modelos, pois já vinha com alguns itens como airbags mesmo sem estes serem obrigatórios na época. Porém, aos poucos a versão básica do carro foi ficando cada vez mais desequipada e hoje não conta com direção hidráulica e nem vidros e travas elétricas.
  • Fiat Uno Vivace 2 Portas: O carro sai das concessionárias por R$ 28.770 e vem equipado com motor 1.0 de quatro cilindros, que fornece até 75 cavalos de potência. Entre os itens de série presentes no carro estão: calotas, apoio de cabeça traseiros, relógio digital, conta-giros e vidros verdes. Depois do imenso sucesso que fez quando foi lançado, o Novo Fiat Uno começou a cair nas vendas e no ano passado sofreu a sua primeira reestilização. O problema é que a versão Vivace (modelo de entrada) não acompanhou esta reestilização e continua oferecendo as mesmas coisas. Sendo assim, esqueça a presença de sistema start-stop ou então câmbio automático.
  • Geely GC2 4 Portas: O modelo custa R$ 29.900 e possui motor 1.0 de 3 cilindros, que fornece até 68 cavalos de potência. O carro tem como itens de série direção hidráulica, ar condicionado, vidros e travas elétricas, rádio com entrada USB e MP3, volante com regulagem de altura, faróis de neblina e sensor de ré. Com certeza este é um dos modelos mais completos desta lista de carros baratos, porém, o carro tem como pontos negativos o seu motor de apenas 3 cilindros e também a pouca quantidade de concessionárias da marca no país (atualmente são apenas 17).
  • Volkswagen Gol Special 2 Portas: O veículo é oferecido pelo preço de R$ 30.230 e conta com motor 1.0 de 4 cilindros, que oferece até 76 cavalos de potência. O carro vem com itens como banco do motorista com regulagem de altura, calotas, conta-giros e apoios de cabeça traseiros. O Gol, que já foi o carro mais vendido no Brasil, possui atualmente um design um pouco ultrapassado e para pior teve o seu preço aumentando nos últimos meses. Outro ponto negativo do carro é que quem quiser sair com o carro já preparado para a instalação do rádio irá pagar um pouco mais caro pelo carro.
  • Volkswagen Take Up 2 Portas: O modelo custa R$ 30.560 e vem com motor 1.0 de 3 cilindros, que oferece surpreendentes 82 cavalos de potência. Entre os itens de série presentes no carro estão: chave do tipo canivete, calotas, banco do motorista com regulagem de altura, apoios de cabeça traseiros, limpador e desembaçador traseiro, além de fixação isofix. O carro pode ser considerado o mais moderno de toda esta lista de carros baratos. Não bastasse isso, ele também foi muito bem no teste de colisão realizado pela Latin NCap e conta com um motor bastante potente, mesmo tendo um cilindro a menos.
  • Chery QQ 2 Portas: O carro custa R$ 31.900 e possui um motor 1.0 de três cilindros, que é capaz de fornecer até 69 cavalos de potência. O carro possui vidros e travas elétricas, ar condicionado e direção hidráulica. O veículo, que ganhou uma nova versão recentemente, tem como principal ponto positivo a presença de um amplo pacote de equipamentos. Vale lembrar que atualmente ele é importado, porém, começará a ser produzido no país no final do ano.
  • Renault Sandero Authentique 4 Portas: O modelo chega às lojas custando R$ 34.070 e vem equipado com o motor 1.0 de quatro cilindros, que é capaz de oferecer até 80 cavalos de potência. Os itens de série presentes no carro são: limpador e desembaçador do vidro traseiro, além de ar quente. O acabamento externo da versão de entrada do Sandero deixa um pouco a desejar, além disso, o seu motor sobre bastante para empurrar o carro. Apesar destes defeitos, o veículo oferece bastante espaço interno para seus ocupantes.
  • Chevrolet Classic 4 Portas: O modelo custa R$ 34.250 e vem com motor 1.0 de quatro cilindros, que é capaz de fornecer até 78 cavalos. O veículo conta com direção hidráulica, ar condicionado, conta-giros e desembaçador traseiro. O Chevrolet Classic possui um design bastante ultrapassado, mas compensa pelo seu amplo pacote de equipamentos e pelo seu baixo valor. O consumidor que quiser pode ainda pode incluir no carro alarme e vidros e travas elétricas por apenas R$ 1,4 mil.
  • Chevrolet Celta 4 Portas: O modelo custa R$ 34.990 e possui motor 1.0 de quatro cilindros, que fornece até 78 cavalos de potência. O modelo também vem bastante equipado, com direção hidráulica, ar condicionado, conta giros, limpador e desembaçador traseiro, além de vidros e travas elétricas. O principal ponto forte do Celta é a presença de um bom pacote de itens, porém, ele peca por seu pouco espaço interno.


Porsche no Brasil – Empresa irá assumir operações no país


Porsche anuncia que irá assumir oficialmente as suas operações no Brasil. Decisão deve alavancar as vendas da marca no país.

Os proprietários e possíveis futuros compradores de carros de luxo agora podem contar com uma novidade importante no mundo automobilístico no Brasil. Tudo isso porque a Porsche anunciou que terá, ainda nesse ano, uma subsidiária da empresa para ativar seus negócios no país.

A empresa já tinha expressão e presença nacional, porém, era representada desde o ano de 1997 pela Stuttgart, o que muitas vezes não facilitava e não criava um canal direto do consumidor com a marca. Com a novidade, essa relação pode ser estreitada. Essa operação inclui a importação direta dos veículos da marca, além de uma estrutura completa de concessionárias oficiais e serviços de pós-venda.

De acordo com a própria Porsche, o Brasil é o primeiro país em toda a América Latina que receberá uma subsidiária direta da marca. Além do Brasil, a Porsche já tem presença em outros 18 países pelo mundo. Em terras brasileiras, a filial nacional terá sua sede em São Paulo, o maior mercado consumidor de carros de luxo no país.

Apesar desse desembarque da Porsche no Brasil, isso não significa que a Stuttgart será deixada de lado. O acordo é que a empresa será sócia da Porsche tanto no processo de instalação da marca, como na operação da subsidiária. A Stuttgart tem cinco concessionárias no território nacional. Com a novidade esse número deve crescer gradativamente e de forma significativa.

O desempenho da Porsche no Brasil no ano passado (2014) pode ser considerado muito bom para o mercado de luxo, sobretudo se considerarmos que o país não vem passando por uma boa estabilidade econômica. Em 2014, foram comercializadas 751 unidades dos veículos da Porsche no país.

Agora com a nova operação da montadora em território nacional, esse número deve crescer de forma expressiva, já que, além de tudo, o cliente contará com um canal direto de relacionamento com a marca.

Sobre a Porsche:

A Porsche é uma montadora de automóveis esportivos originária da Áustria. A montadora foi fundada no ano de 1931, por Wolfgang Porsche. Atualmente a empresa possui sede na cidade de Stuttgart (na Alemanha), conta com cerca de 17 mil empregados e tem um lucro anual de aproximadamente 2,44 bilhões de euros (valores registrados em 2012). Entre os modelos mais populares da Porsche estão o 911, o 918 Spyder, o Boxster, o Cayman, o Cayenne, o Panamera, entre outros. Para conhecer um pouco mais sobre a Porsche, acesse o site www.porsche.com.

Por Felipe Villares


BMW inaugura a primeira revenda M no mercado nacional


A primeira revenda BMW especializada nos carros "M" já está em funcionamento no Brasil. A concessionária do grupo Autostar de 700 metros quadrados está localizada na Av. Europa, na grande São Paulo (SP), eé voltada aos modelos preparados pela divisão  BMW M (de Motorsport), criada em 1972 que, é uma das mais bem-sucedidas divisões de alto desempenho do mundo e das mais cobiçadas pelos amantes de carros.

 Agora, os compradores brasileiros que estiverem interessados em um esportivo luxuoso terão a atenção especial da montadora alemã em sua nova concessionária que segue o padrão das lojas europeias deste gênero.

Segundo informações divulgadas pela imprensa da montadora, a concessionária Autostar BMW M conta com uma equipe de profissionais treinados e especialidados para atender a linha “M”, proporcionando atendimento especial para esta classe, ajudando ao consumidor a escolher a sua opção ideal de esportivo.

Segundo a marca, os clientes que estiverem interessados em adquirir um modelo, também podem realizar um test-drive nos modelos M135i, M235i, M6 Gran Coupé e M4.
A rede concessionária Autostar irá também oferecerá atendimento exclusivo e personalizado na área de pós-venda dos clientes da linha "M" em outras duas lojas dentro da capital paulista. Elas estão localizadas nos bairros do Morumbi e na Vila Olímpia.

A rede Autostar inaugurou sua primeira loja em 1992, ainda em funcionamento e atualizada, assumindo a responsabilidade de ser o primeiro concessionário BMW oficial do Brasil.

Com o alto nível de qualidade dos produtos BMW, assim como a tecnologia de ponta empregada aos modelos e pela infraestrutura da rede proporcionaram o crescimento. Atualmente, a Autostar conta três lojas com showrooms mais modernos e atualizados da BMW, sendo a maior representante BMW do país.

Amantes dos esportivos luxuosos classe M da BMW agora possuem uma concessionária especialmente desenvolvidas para eles, proporcionando assim uma melhor relação BMW e cliente.

Segundo a tabela FIPE os valores dos modelos variam entre R$209.975 e R$552.450. É o preço que se paga para se ter uma BMW.

Por Wendel George Peripato


Novo Hyundai Tucson não deve chegar ao Brasil


Na última quinta- feira, 19 de fevereiro, foi descartado, por enquanto, o ingresso do novo Hyundai Tucson em terras tupiniquins. A notícia foi divulgada pelo Grupo CAOA, importador da marca para o país.

Conforme as informações reveladas pela CAOA, neste momento, não está prevista a entrada deste modelo no mercado brasileiro de automóveis. A importadora preferiu não citar o verdadeiro nome do carro, Tucson, para referir-se a ele utilizou apenas o termo "novo ix35". Esta atitude pode ser explicada pelo fato da CAOA tentar desvincular a imagem do novo carro do seu antecessor, que continua sendo vendido aqui no país.

O modelo Tucson, que recentemente foi anunciado no continente europeu, será apresentado oficialmente durante o evento automotivo que acontecerá na cidade de Genebra (Suíça) no mês de março, o Salão de Genebra.

A nova geração do ix35 foi anunciada na última terça- feira, 17 de fevereiro. O utilitário esportivo voltará a se chamar Tucson. O novo carro da marca possui luzes e faróis Led diurnos, traseira esportiva equipada com lanternas, difusor no para- choque, acentuação na queda do teto, plataforma inovadora e porta malas de 513 litros.

No que se refere aos aspectos técnicos, ele possui um motor 1.6 de 135 cavalos, na versão a gasolina. Já para a versão diesel são oferecidas duas opções de motor: um 1.7 com 115 cv e outro 2.0 com 136 ou 184 cv. Há ainda uma versão Turbo que possui um motor de 176 cavalos.

O Tucson possui 4,48m de comprimento; 2,67m de largura e 1,85m de altura. Ele é mais espaçoso que o atual modelo Tucson comercializado no Brasil. O novo Tucson possui 7 cm a mais de comprimento e 3 cm de largura a mais do que o antigo modelo, a distância entre- eixos também é maior, contando com 3 cm adicionais.

Sem dúvida alguma, este SUV está com uma identidade visual diferente, mais elegante e totalmente atualizada.

Por Melina Menezes.


Venda de Carros Importados Registra Queda em Janeiro de 2015


O número de carros importados vendidos no Brasil sofreu com o aumento do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados). Segundo a Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, Abeifa, o percentual de veículos importados emplacados no país caiu neste início de ano. A entidade levou em consideração as 28 marcas que não possuem fábricas aqui, mas que comercializam seus modelos.

Os dados revelam que as vendas caíram 22,2% em janeiro deste ano em relação ao mesmo mês de 2014. A queda foi ainda maior em relação a dezembro de 2014, registrando queda de 24,7%. Os dados mostram que os brasileiros anteciparam a compra do início do ano temerosos quanto ao aumento do IPI e também pelo 13º salário, fator determinante para a compra no fim do ano. A associação também já esperava a queda nas vendas.

No primeiro mês do ano, foram vendidos 7.478 veículos leves, enquanto que no mesmo mês de 2014, foram 9.609 unidades e 9.930 em dezembro de 2014. O ano passado, como um todo, também não foi tão bom quanto em 2013. Mesmo com as boas vendas em dezembro de 2014, o desempenho nas vendas não foi suficiente para continuar o aumento de 2013. Foram comercializados 96.578 veículos importados, o que representa 14,3% a menos do que o registrado em 2013.

O presidente da Abeifa, Marcel Visconde, demonstrou receio para este ano: “O setor está em alerta e sabemos que 2015 será um ano de grandes desafios e dificuldades para superar”, finalizou o executivo.

Confira abaixo os modelos das marcas associadas à Abeifa mais vendidos em janeiro de 2015:

  1. Kia Sportage – 860 unidades;
  2. BMW Série 3 – 563 unidades;
  3. Lifan X60 – 419 unidades;
  4. Range Rover Evoque – 379 unidades;
  5. Chery QQ – 293 unidades;
  6. Suzuki Gran Vitara – 284 unidades;
  7. Dodge Journey – 275 unidades;
  8. Chery Celer – 255 unidades;
  9. Kia Bongo – 248 unidades;
  10. JAC J2 – 222 unidades.

Ana Rosa Martins Rocha


Venda de Veículos por Consórcio cresce 8,5% em 2014


O número de consórcios foi determinante para que as vendas de carros não caíssem mais durante o ano de 2014. Se não fosse o crescimento dessa modalidade de compra, as vendas cairiam a percentuais não vistos nos últimos anos. Enquanto o número de vendas de automóveis caiu em 6,9%, os consórcios aumentaram 8,5% no ano. Mesmo com a demora na entrega do veículo (em alguns casos) devido ao sorteio das cotas, a participação dos consórcios tem aumentado.

O aumento nas vendas de automóveis é contínuo desde 2003, contudo, o número de carros leves caiu pela segunda vez seguida no ano passado. Foram comercializadas 3.329.052 unidades, o que representa uma queda de 6,9% em relação ao ano de 2013, quando foram vendidas 3.576.163 unidades.

A queda poderia ser maior se nos últimos meses não tivessem um desempenho melhor que os meses anteriores. O governo concedeu desconto no IPI e assim os consumidores foram às lojas, tornando o mês de dezembro o melhor do ano e o terceiro melhor a história. Na ocasião foram vendidas 353.570 unidades, representando um crescimento de 26,4 % sobre novembro e de 5,2% em relação ao mesmo período de 2013. Dezembro só foi melhor do que Agosto de 2012 (405.627 unidades) e dezembro de 2010 (361.230 unidades).

Segundo dados da Abac (Associação Brasileira de Administradores de Consórcios), os consórcios em 2013 representaram 13,5% do total de vendas naquele ano. Já em 2014 as vendas representaram 17,1% (um aumento de 27%). O número de contemplados também aumentou e isso foi determinante para o aumento do número de compradores. Em 2013 o número de cartas de crédito concedidas foi de 397 mil, enquanto em 2014 esse montante chegou a 468,5 mil.

“O consórcio ajuda as pessoas que se programam para comprar um bem com valor alto e ajudam a aumentar as vendas totais do mercado brasileiro”, afirma o presidente executivo da Abac, Paulo Roberto Rossi.

Ana Rosa Martins Rocha


Novo Land Rover Discovery Sport será feito no Brasil


Apesar da recente e constante crise financeira que o Brasil passa, diversas montadoras apostaram no país e instalaram novas fábricas em nossas terras. É o caso da Jaguar Land Rover, que está instalando sua fábrica em Itatiaia, no Rio de Janeiro.

E a novidade ainda vem recheada de coisas boas: já até se sabe qual o primeiro carro que sairá da fábrica da montadora do Reino Unido. O primeiro veículo da marca a ser feito em terras tupiniquins é o SUV Discovery Sport.

O lançamento global do veículo já foi realizado, contando com a presença da imprensa internacional, e foi cheio de adrenalina. Na ocasião, foi mostrado como o novo veículo da Land Rover está preparado para enfrentar diversos tipos de solo, incluindo pistas com neve, pedra, asfalto e terra. O lançamento foi feito na Islândia, local propício para esse tipo de ambiente.

O Discovery Sport mostrou que está pronto para brigar com o Range Rover Evoque, o queridinho no mercado brasileiro entre os utilitários de luxo. Nesse modelo, foram vendidas quase 6 mil unidades, apenas em 2014, número expressivo levando em conta o valor desses veículos.

As linhas do Discovery Sport lembram muito as do próprio Range Rover Evoque, sobretudo na parte frontal. Porém, apesar da semelhança, metade das peças são diferentes, incluindo a parte onde o Discovery Sport se torna maior, com capacidade para até 7 lugares.

Nos testes da imprensa internacional, o novo SUV mostrou grande versatilidade em diversos tipos de pista. Um dos grandes destaques do Discovery Sport é sua estabilidade, sendo preciso em pouquíssimas vezes a trajetória ser corrigida no braço.

O modelo é equipado com motor turbo 2.0 litros (o mesmo do Range Rover Evoque), com 240 cv de potência. Também está prevista uma opção a diesel, com 2.2 litros de 190 cv, porém ainda sem data específica para chegar ao país. Além disso, a marca ainda melhorou o conforto do carro – algo difícil de imaginar, levando em conta que esses utilitários de luxo já são super confortáveis.

Por Felipe Villares


Lista dos Carros SUVs Mais Vendidos no Brasil


Uma briga acirrada ilustra a concorrência de vendas de carros SUV (Sport Utility Vehicle), sigla que significa “veículos utilitários esportivos”, no Brasil desde 2012.

A liderança do mercado é do Renault Duster (SUV fabricado pela montadora francesa Renault). O segundo lugar ficou com o EcoSport (SUV fabricado pela montadora americana Ford), sendo que antes do lançamento do Renault Duster (em 2011) o EcoSport liderava o mercado de vendas, mas agora a situação mudou drasticamente, existindo uma grande alternância no topo de vendas.

Em 2012 o Renault Duster assumiu a ponta, já em 2013 a montadora francesa perdeu o topo para o EcoSport, que se recuperou. Agora, desde outubro de 2014, ou seja, há três meses, o Renault Duster assumiu a ponta de vendas novamente, com a venda de aproximadamente 5.824 veículos, enquanto a sua principal concorrente vendeu aproximadamente 5.046 veículos.

Além dessa acirrada disputa, o ano de 2015 promete, pois as outras fabricantes lançaram modelos como: Jeep Renegade, Honda HR-V e Peugeot 2008, que entrarão no mercado brasileiro a partir de abril, modelos atraentes e também no formato de utilitários esportivos.

Confira agora a lista de carros SUV que mais venderam em 2014:

  1. Renault Duster: 5824 veículos vendidos.
  2. Ford EcoSport: 5.046 veículos vendidos.
  3. Hyundai Tucson: 1.814 veículos vendidos.
  4. Chevrolet Tracker: 1.328 veículos vendidos.
  5. Mitsubishi Pajero: 1.279 veículos vendidos.

Já o mercado de Utilitários Premium, carros mais luxuosos e mais requintados, o líder de vendas no ano de 2014 foi o Mitsubishi ASX, com a marca de 1.470 veículos vendidos, seguido bem de perto pelo Hyundai ix35, com 1.464 veículos vendidos. Na terceira posição se encontra o Kia Sportage, com 1.197 veículos vendidos. Já na quarta posição está o Mitsubishi Outlander, com 822 veículos vendidos. A quinta posição é do Toyota RAV 4, com 818 veículos vendidos.

O fato é que esses modelos estão se tornando cada vez mais atraentes e sofisticados, qualidades que fazem com que os apaixonados por esses carros fiquem com mais dúvidas em relação a qual modelo levar para casa.

Por Rodrigo da Silva Monteiro


Financiamento de Veículos dá Sinais de Recuperação


Depois de diversas análises que foram realizadas no mercado de financiamento de veículos pela Anef (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras), o Brasil apresenta um resultado mais satisfatório, o que confirma a existência de alguns sinais de recuperação.

A Anef fez uma pesquisa com informações que vão do começo de janeiro até o mês de novembro de 2014, que consta que no decorrer do ano a queda aconteceu em diversos meses seguidos.

No mês de novembro, por exemplo, foi liberado o total de R$ 106 milhões de financiamentos de automóveis, porém, mesmo com essa liberação houve o pior índice de inadimplência dos últimos tempos para o setor.

Essa inadimplência é calculada através de atrasos que vão de 15 a 90 dias, onde mostra que no mês analisado, ou seja, em novembro, os números representam no mercado brasileiro um a queda de 7% da carteira mensal, equivalente a queda de 1,2% anual.

A soma total do crédito liberado pelo Sistema Financeiro Nacional, que tem incluído o CDC e o financiamento na modalidade leasing, ficou em R$ 211,9 bilhões e a soma total de carteiras foi de R$ 203,3 bilhões.

Décio Carbonari, presidente da Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras, divulgou a seguinte nota:

“Esperamos que 2015 registre inadimplência ainda menor, devido à nova lei de retomada de veículos, que tranquiliza as instituições financeiras das montadoras e, consequentemente, favorece o crédito aos consumidores”.

Como é possível verificar, para o começo desse ano de 2015, existe uma visão de que haverá alta na liberação de recursos para financiamentos de veículos, sendo um bom momento para aproveitar as taxas de juros que caíram em muitas instituições financeiras.

As taxas mais atrativas para os consumidores que desejam financiar veículos chegam a 1,75% no CDC para pessoa física e 1,44% para pessoa jurídica. Fale com seu gerente e saiba as condições para fazer a contratação desse serviço.

Yasmin Fernandes Robles