BMW Cruise M-Bike – Nova Bicicleta terá Edição Limitada


BMW Cruise M-Bike terá produção limitada. Preço da bicicleta chega a R$ 4,6 mil.

O sonho de muita gente é sair desfilando pelas ruas com um BMW cheio de estilo e chamar a atenção de outras pessoas. Mas infelizmente esse sonho é para poucos. Porém, andar por aí desfilando a marca BMW pode ser mais acessível do que você imagina. Isso porque a marca também produz bicicletas.

Assim como os carros, as bicicletas da BMW são verdadeiras máquinas em termos de materiais e desempenho. E agora a montadora da Europa lança mais um modelo especial, com a mountain bike Cruise M-Bike, que vem com uma pintura especial na cor amarela batizada de Austin Yellow Metallic. Esse modelo faz parte de linha de carros esportivos da marca, a BMW M.

Com valor inicial de 1,4 mil euros (equivalente a R$ 4,6 mil), o modelo será totalmente limitado, com exclusivas 500 unidades fabricadas em todo o mundo. Se considerarmos que se trata de uma bicicleta da BMW e com tiragem exclusiva, o preço nem pode ser considerado alto, já que existem outras versões de bikes ainda mais simples que chegam a custar mais do que isso.

Quem comprar a Cruise M-Bike ainda ganha um certificado e uma espécie de placa na parte frontal, identificando o modelo em questão. Pelas informações divulgadas, o modelo é bem leve, construído com componentes de carbono, além do quadro, que foi feito em alumínio hidroformado. E para ter destaque em termos de usabilidade, a nova bicicleta da BMW vem com um guidão que é ajustado em sua altura de maneira fácil, para que o usuário não tenha dificuldades na hora de regular.

Com acionamento hidráulico, os freios a disco da tradicional Shimano servem para aumentar a segurança e a eficiência. A bike ainda conta com pneus Cruise Contact, câmbio Shimano Deore, aros Rodi Airline e suspensão dianteira hidráulica SR Suntour XCR com 100 mm.

Novos Preços das Motos da BMW:

Além de divulgar o lançamento de sua nova bicicleta, a BMW também divulgou a sua nova tabela de preços para suas motos. O anúncio foi feito pela BMW Motorrad, divisão da empresa responsável pela produção de motos. Agora, as motocicletas da montadora partem do valor de R$ 29 mil (para o modelo G 650 GS Premium) e podem chegar a custar até R$ 125 mil (para o modelo K 1600 GTL Exclusive Premium). Caso o consumidor queira conferir informações mais detalhadas sobre as motos da BMW, ele pode ligar para o telefone 0800-707-3578 ou então acessar o site bmw-motorrad.com.br. Vale lembrar que nestes dois meios é possível pesquisar o endereço da concessionária da marca mais próxima de sua residência.

 


Bicicleta da Chevrolet chega ao Brasil custando R$ 3,5 mil


Chevrolet lança bicicleta com freios a disco e suspensão a ar. Modelo já está a venda no Brasil e custa R$ 3.499.

Já imaginou andar com uma bicicleta feita por uma montadora de automóveis? Pode parecer estranho, mas isso já existe. A Chevrolet já iniciou no Brasil as vendas de seu novo veículo, que foi apresentado durante o Salão do Automóvel de São Paulo, em outubro de 2014.

Como já era de se esperar, o modelo tem um preço inicial não muito acessível, partindo da casa dos R$ 3.499,00. Esse primeiro modelo, uma bicicleta com aro de 27,5 polegadas, já está disponível em concessionárias pelo Brasil.

Desenvolvido em parceria com o Centro de Design da GM, o modelo é feito em quadro de alumínio, com freios a disco hidráulicos, câmbio Shimano Acera para aceleração de até 27 marchas, além de suspensão hidráulica a ar e a óleo. Seu peso médio é de 13,6 kg. O modelo divulgado é bem clean, sem muitos detalhes estéticos, porém, com materiais muito bem reforçados.

De acordo com o diretor de marketing da Chevrolet, Samuel Russell, a marca é simpatizante do movimento a favor de meios de mobilidade sustentáveis utilizados como complemento ao uso dos automóveis da montadora.

Mas quem pensa que a GM foi a primeira montadora de veículos a criar uma linha de mountain bikes se engana, pois outras marcas já haviam lançado esse prático meio de transporte. Entre elas estão Mercedes-Benz, BMW, Porsche, Mini (que lançou um modelo dobrável), Ford (com modelo movido a motor elétrico) e Ferrari.

Essa é uma grande alternativa e tendência para os próximos anos, já que é crescente no mundo inteiro o número de adeptos da bicicleta como meio principal de transporte. Em São Paulo, apesar de diversas polêmicas, a prefeitura tem dado especial atenção aos praticantes da modalidade, criando ciclofaixas de lazer por praticamente toda a extensão da cidade.

E você, que tal entrar nessa onda e deixar seu carro de lado, pensando em respirar melhor e ainda queimar algumas calorias?

Por Felipe Villares