Aston Martin DBX é apresentado no Salão de Genebra 2015


Pense em um carro completamente futurista, com cara de muitos séculos a nossa frente. É essa a impressão que passa o novo veículo da Aston Martin, o DBX. Na verdade, esse é um carro conceito, porém, vem para quebrar toda tradição que a montadora tem de veículos com linhas clássicas e sem muita inovação.

Depois de apresentar o Vulcan, agora a Aston Martin apresentou o DBX no Salão de Genebra, que está acontecendo neste momento na Suíça. Segundo a empresa, esse é um novo conceito que os compradores desejarão para o segmento GT, de carros superesportivos.

O veículo é totalmente diferente de tudo o que já se imaginou, apresentando pintura na cor preta Black Pearl Chromium, além de trem de força elétrico, faróis finos, luzes de neblina redondas e a marca da Aston Martin em sua grade dianteira. Na parte interna, o DBX vem com os quatro bancos em couro Nubuck. Esse revestimento também está presente nos pedais e também em parte do painel. As dimensões do veículo não foram reveladas.

Quem olha o DBX percebe uma mistura de um veículo coupé com o estilo utilitário-esportivo.

Na parte mecânica, o conceito da Aston Martin também se apresenta bem interessante, com quatro motores elétricos, sendo um em cada roda. Esses motores são alimentados por baterias, que são recarregadas através do sistema KERS, um sistema de recuperação de energia cinética. Esse sistema é o mesmo utilizado em carros de Fórmula 1. Além disso, também apresenta freios de carbono e cerâmica.

No lado da dirigibilidade, o DBX virá com direção elétrica drive-by-wire e head-up display tanto para motorista como para passageiro. O sistema drive-by-wire é sem caixa e coluna, auxiliando no momento de esterçar as rodas.

Seja qual for o estilo que terão os carros no futuro, essa foi uma grande inovação da Aston Martin, que arriscou em um design irreverente perante o histórico da própria marca.

Por Felipe Villares


Aston Martin revela o modelo Vulcan


A briga entre os supercarros preparados para pista está cada vez mais esquentando! Depois do lançamento do McLaren P1 GTR, que veio para enfrentar diretamente o LaFerrari FXX K, agora é a vez da Aston Martin entrar na briga, com o Vulcan.

O lançamento do modelo será apenas no Salão de Genebra, na Suíça, que ocorrerá em março, mas a marca já revelou detalhes de seu novo esportivo. Esse é o veículo mais potente já fabricado pela Aston Martin e será bem exclusivo, com apenas 24 unidades produzidas.

Pelo teaser revelado pela montadora, é possível perceber que o Aston Martin Vulcan terá grande entrada de ar frontal, lanternas em LED bem destacadas e aerofólio traseiro feito em fibra de carbono.

O Vulcan foi baseado no One-77, com os mesmos eixos de 2.791 mm. O motor é um incrível 7.0 litros V12 a gasolina, com potência de 800 cv. O câmbio é sequencial Xtrac de seis velocidades, com preponderância para a potência nas rodas traseiras.

A parte interna também é impressionante, revestida também por fibra de carbono. O volante é totalmente esportivo, lembrando os carros de corrida. Os bancos são em formato de concha, que tem padrão FIA (Federação Internacional de Automobilismo).

O veículo ainda possui um bico discreto para que seja acionado de forma pneumática os macacos internos que o carro possui, para facilitar e acelerar a troca de pneus nos boxes, sendo bem pensado para as pistas.

O nome do modelo é baseado em um instrumento de guerra, o bombardeiro Avro Vulcan da RAF (Royal Air Force, Força Aérea Real, em tradução literal, das Forças Armadas do Reino Unido), muito famoso no mundo da aviação, que participou da Guerra das Malvinas.

O preço do Aston Martin Vulcan ainda não foi divulgado, porém é óbvio que ele será exorbitante, impossível de ser adquirido por pobres mortais. Não apenas pela potência, mas também pela exclusividade e para concorrer com outros supercarros.

Por Felipe Villares