Renault Kwid – Resultado do Teste de Colisão da Latin Ncap


Testes feitos no Renault Kwid afirmam que ele é muito seguro em colisões.

Para quem gosta de andar em um carro seguro e que resista a colisões, o Renault Kwid é muito indicado. Ele passou pelo teste de colisão feito pela empresa Latin Ncap e ganhou 3 estrelas. Ele teve a nota mais alta que o Ford Ka e o Chevrolet Onix, pois esses dois modelos foram reprovados em proteção para adultos.

Versão brasileira teve estrutura reforçada pela montadora

O Renault Kwid não teve a nota tão alta em suas versões anteriores e por isso a montadora resolveu reforçar toda a estrutura do carro. E por essa mudança ele conseguiu passar nos seus testes de proteção para adulto e proteção para crianças e conseguiu ganhar 3 estrelas nos dois. Essa é uma boa notícia para quem está querendo comprar um carro novo e está priorizando o quesito segurança. Esse teste foi feito no modelo Kwid fabricado no Brasil, ele tem 4 portas e 4 airbags. Eles são de série no hatch.

Veja como o Kwid comporta-se em colisões

A empresa Latin Ncap mostrou que esse modelo de carro mostrou uma proteção frontal correta e proteção marginal contra os impactos laterais. Além disso, mostrou uma proteção fraca no peito de uma pessoa adulta, mas mesmo assim ele conseguir alcançar 3 estrelas em relação a proteção desse ocupante.

Comparação de teste de impacto lateral avaliando o Onix, Ka e Kwid

O teste de impacto lateral feitos no Onix e Ka não foram positivos. Já a o teste que avaliou a estrutura da carroceria do Kwid evitou atravessar de forma intensa a barreira de impacto lateral. E junto com o airbag do tórax lateral, ela conseguiu amenizar as lesões dos bonecos adultos.

Teste realizado para avaliar os ocupantes “crianças”

Os testes para avaliar os ocupantes “crianças” mostraram uma proteção apropriada e muito boa nos testes de impacto frontal e lateral, pois os sistemas de retenção que é no caso da cadeirinha, foram colocados usando ancoragens do tipo Top Tether e Isofix.

Veja as razões pela qual o Kwid não conseguiu a nota máxima

O Kwid não conseguiu alcançar a nota máxima por não possuir o cinto de três pontos em todas as posições e também não tem o interruptor para desativar o airbag frontal do passageiro. Também foi visto a necessidade de instalar um sistema de retenção infantil nesse assento e que ele seja revertido para trás, que é no caso da adaptação do bebê conforto nesse local.

Veja como é o teste do Latin Ncap

Na avaliação de colisões laterais, o carro recebe um impacto de lado feito por intermédio de uma barreira deformável formada em um carro padronizado de 850 kg que se conduz a 50 km/h. até o ano de 2015, esse teste não era obrigatório e só era feito se a montadora pedisse. Hoje em dia ele inclui bonecos “crianças” e seus respectivos suportes.

Eles também avaliam o controle eletrônico de estabilidade e também o teste poste. Eles se tornaram requisitos para uma avaliação máxima. Com a nova regra, receber 4 estrelas afirma que o carro teve um bom desempenho no teste de impacto frontal e lateral e que passou no teste ESC.

Empresa Latin Ncap é rígida em seus testes

A Latin Ncap é uma ótima empresa para avaliação de segurança veicular, pois ela é muito rígida em suas avaliações, tornando assim os resultados mais precisos e mostrando quais as marcas são mais seguras. A avaliação dessa empresa é feita com o carro a 64 km/h enquanto na Europa a velocidade para teste é de 56 km/h. Em pesquisas feitas, foram comprovados que apenas 40% do carro colide com a barreira nesses dois testes. A pesquisa mostra que nos EUA a colisão é de 100% a 48 km/h.

Analisando todos os pontos do teste de colisão do Renault Kwid, podemos ter certeza que é uma ótima opção de carro no quesito segurança!

Cristiane Amaral


Novo Toyota SW4 ganha Nota Máxima em Teste de Colisão


Latin NCAP realiza teste de colisão com SW4 e dá nota máxima ao veículo.

Os veículos da Toyota aqui no Brasil são verdadeiros sinônimos de ótima qualidade, desempenho e custo benefício. Por este motivo, cada vez mais a marca vem ganhando espaço no mercado, haja vista que o número de carros comercializados pela montadora vem aumentando nos últimos anos.

Um dos modelos da Toyota mais cobiçados pelos consumidores brasileiros é a SW4. Este modelo demonstrou mais uma vez que não possui somente beleza e ótimo desempenho, pois segundo o Latin NCAP, organização encarregada de fazer a avaliação da segurança dos carros comercializados na América Latina, anunciou oficialmente que o novo Toyota SW4 obteve nota máxima no seu teste de colisão. Atualmente, o modelo é fabricado na Argentina e é exportado para o Brasil.

A comprovação da segurança oferecida pelo veículo é uma excelente notícia para os consumidores brasileiros que pretendem fazer a aquisição da SW4, tendo em vista que os testes comprovaram que o modelo SUV conseguiu obter o conceito cinco estrelas tanto na proteção a crianças quanto na proteção de passageiros adultos.

Segundo o que foi divulgado pelo Latin NCAP, devido ao fato desse modelo de SUV ser uma derivação da Hilux, a realização deste teste serviu para que fosse feita uma espécie de auditoria, ou seja, auditoria esta que serviu para fazer a comprovação do resultado obtido anteriormente pela picape. Na última avaliação realizada no final do ano passado, essa nova geração da Hilux também conseguiu atingir nota máxima neste quesito, sendo que na ocasião outros modelos comercializados no mercado nacional, tais como o Golf, o Renegade, o HR-V e o Seat Leon, veículos estes que são um dos cinco veículos mais comercializados no continente, conseguiram também atingir o índice de perfeição no quesito segurança.

Apesar das notas dos veículos mencionados acima em termos numéricos terem sido idêntica à nota obtida pela SW4, o Latin NCAP deixou bem claro que a SW4 obteve desempenho um pouco melhor que os demais veículos em alguns dos aspectos avaliados no teste.

O certo é que agora os consumidores brasileiros têm mais um motivo para ficarem apaixonados por este luxuoso modelo da Toyota, que além de beleza, também foi reconhecido pela segurança proporcionada aos passageiros na ocorrência de colisões.

Por Adriano Oliveira


Novo Fiat Uno Attractive – Preço e Novidades


A concorrência no ramo de hatches compactos está cada vez mais acentuada. E existem alternativas para todas as preferências. A categoria envolve modelos mais experientes e veículos modernos que apresentam confortos e tecnologias de segurança e entretenimento. Nesta disputa, quase sempre fica à frente o que pode fornecer uma lista de itens de série qualificada com um valor atraente, saindo um pouco da visão muito reduzida das versões "de entrada". Um exemplo disso é o Uno Attractive, que possui uma especificação mais barata entre as cinco presentes com o face-lift feito em setembro do último ano. O novo Uno equivale a 60% das vendas, onde o Attractive possui 26%.

O Attractive possui faróis, lanternas, capô, grade superior, além de para-choque e para-lama distintos, conforme o novo padrão de visual do modelo. Somado a isso, o veículo possui maçanetas com fechadura integrada e retrovisores externos com repetidores de luz de seta (opcional). Na parte de dentro, o modelo possui uma tela de 3,5 polegadas em alta resolução, que oferece dados de computador de bordo, temperatura, entre outros. Já o comando dos vidros elétricos foi transferido do console central para as portas.

O modelo possui o motor 1.0 8V da Fiat. Ele possibilita 73 cv/9,5 kgfm com gasolina no tanque e 77 cv/9,9 kgfm ao ser abastecido com etanol. Ele não apresenta como alternativa o câmbio automizado Dualogic, que neste momento atua com botões no Uno e não com uma alavanca. O Uno Attractive pode alcançar a velocidade máxima de 151 km/h e sai do zero aos 100 km/h em 13,8 segundos (com etanol no tanque).

O valor de início do Fiat Uno Attraticve é de R$ 36.330, estando presentes ar condicionado, direção hidráulica, além de vidros dianteiros e travas elétricas.

Felipe Couto de Oliveira


Consumers Report divulga Lista dos Piores Carros de 2014


A Consumers Report, uma revista americana bastante conhecida por montar os rankings dos melhores carros, resolveu recentemente montar uma lista um tanto quanto diferente. A publicação especializada em fazer comparações de produtos relacionou os “candidatos” a uma certa colocação bem menos honrosa, mas que não deixa de ser importante ou influente: a de pior carro do ano.

E isso foi feito logo após a revista eleger como o melhor modelo de carro em 2014 o Tesla S.

A tristeza só não é maior porque até o momento a revista apenas fez a nomeação dos mais indicados e ainda não elegeu o campeão. Mesmo assim, não é nada bom para os fabricantes levando em consideração a influência que a publicação tem por lá. Só a título de curiosidade, a revista não recomendou a última geração do Civic, mesmo que por anos o veículo tivesse figurado entre os melhores. Esse fato acabou gerando alguns protestos da montadora. Esta por sua vez não teve outra saída a não ser admitir que havia mesmo falhas na linha de fabricação. Essas falhas só foram corrigidas por causa do “poder” que revista tem.

Apesar de a lista ter como foco modelos comercializados em terras americanas, há alguns que são vendidos por aqui. Confira abaixo alguns dos “indicados ao prêmio” pela revista e também o motivo de sua figuração na lista:

  • Chevrolet Spark: Apresenta pouca potência, tem uma direção muito dura e uma baixa dirigibilidade.
  • Smart ForTwo: O modelo é muito pequeno.
  • Dodge Dart: O carro é em alguns casos mais caro que os concorrentes, mas bem menos refinado que eles.
  • Chrysler 200/Dodge Avenger: Os modelos estão encalhados nas concessionárias devido aos preços salgados para a categoria.
  • Ford Taurus: Não apresenta muita confiança, a central de multimídia é muito completa e apresenta um certo “apertamento”, ainda mais se levando em consideração às dimensões do carro.

Sobre os testes feitos:

Nesse ponto há uma curiosidade bem interessante. Ao contrário de diversas outras empresas que avaliam os modelos cedidos pelas montadoras, a Consumers Report acabou famosa por não fazer isso. No lugar (e não é qualquer coisa) a empresa é detentora não apenas do maior, mas também do mais sofisticado centro de testes independentes do mundo. Por ano a companhia chega a comprar cerca de 80 modelos para avaliação.

Cada um deles pode passar até por mais 50 exames, que entre outros pontos levam em consideração as acelerações, a capacidade de frenagem, o comportamento geral do veículo, o conforto, entre outros detalhes.

O legal é que revista também não publica anúncios e sua receita vem apenas com as assinaturas da mesma, que nada mais é do que uma boa maneira de garantir sua independência.

Por Denisson Soares


Ford Ecosport é reprovado em teste de Longa Duração nas ruas


Na primeira edição deste ano do teste de Longa Duração da revista Quatro Rodas, encontramos um dos desmontes dos mais controversos já vistos na história do mesmo. Com 60 mil quilômetros rodados, o Ford Ecosport foi desmontado e reprovado, uma coisa que não ocorria desde o ano de 2009.

A matéria que foi assinada na revista Quatro Rodas pelo editor Péricles Malheiros, aponta vários motivos que prejudicaram o desempenho do SUV neste teste. O T6, utilitário da JAC, também foi testado e ele deve chegar no mercado no segmento das SUVs no final deste ano.

No caso do Mercedes Benz A 45 AMG, o veículo com 360 cavalos de potência tem um motor com quatro cilindros, sendo o mais potente do mundo. O teste também contou com o novo Audi A3 Sedan, que deve ser fabricado no Brasil até 2015.

Clique aqui e confira os testes. 

Automóveis.

Som alto dará multa em São Paulo

Em São Paulo, os veículos estacionados em ruas, calçadas particulares e postos de gasolina, e os quais estiverem emitindo sons altos, serão multados na cidade paulista.

A nova regulamentação foi publicada no Diário Oficial do Município nesta terça, dia 31 de dezembro de 2013. Toda a fiscalização será feita por agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), das subprefeituras paulistanas e do Programa de Silêncio Urbano (Psiu).

O limite para os carros será de 50 decibéis no período das 07 às 22 horas e 45 decibéis no período restante. Entre as fontes de som que foram citadas, estão os aparelhos de rádio, televisão, MP3, CD/DVD, celulares, instrumentos musicais, entre outros.

O valor para a atuação é de R$ 1 mil e poderá ser duplicado em caso de reincidência, até o máximo de R$ 4 mil. Se o proprietário do veículo se recusar a abaixar o volume, o carro poderá ser guinchado.

BMW X4 no Salão de Nova Iorque

Na próxima edição do Salão de Nova Iorque, que acontece em abril de 2014, uma grande novidade automotiva está confirmada para o evento.

Trata-se do lançamento global do BMW X4. A informação foi divulgada pelo site Autocar. A publicação também aponta que o X6 deve receber o facelift, com previsão de apresentação ao público durante o Salão de Moscou, no mês de agosto.

As versões do modelo M do X5 e do X6 devem chegar no próximo ano, as duas com um motor 4.4 V8 biturbo com 555 cavalos de potência. 


Euro NCAP – Resultado dos testes de segurança


A nova edição do Euro NCAP publicou o resultado referente à bateria de testes da prova. Três veículos dos 5 que foram avaliados no crash test tiveram a ótima classificação de 5 estrelas. Um deles foi o novo Toyota Corolla, produzido para o mercado de autos da Europa. O veículo apresentou a maior pontuação no que se refere à proteção dos ocupantes adultos dentro do automóvel com 94 pontos percentuais de segurança.

Ao contrário da versão do mercado americano, a décima primeira geração do veículo comercializado no continente europeu deve ter adaptação para ser vendido no Brasil brevemente e terá diferencias nos elementos do exterior, como a parte da frente com maior sofisticação, faróis mais retilíneos e grades cromadas.

Fora o modelo Corolla, o recentemente lançado Lexus IS recebeu também a máxima nota, da mesma forma que o novo Mazda 6. Já o Opel Adam e o Mitsubishi Mirage tiveram quatro estrelas na prova, resultado tido como seguro de acordo com os padrões da companhia. Segundo informações da empresa, "isso reflete os investimentos em segurança que a empresa faz a nos em seus modelos".

Por Marcelo Araújo


Latin NCAP – Ágile e Clio reprovados nos testes


A ultima bateria de testes realizadas pelo Programa de Avaliação (Latin NCAP) causou um ataque de nervos nas montadoras  Renault e Chevrolet . O motivo é que dos seis carros testados na bateria de testes de segurança, os únicos que não obtiveram nenhuma pontuação foram o Ágile e o Clio.

O preocupante é que ambos os veículos embora não sejam fabricados no Brasil, possuem ampla comercialização em território nacional. O teste apresentava situações de colisão que propiciassem risco de vida para adultos e ambos os carros não absorveram o impacto de forma adequada.

O teste ainda apontou outros veículos que se saíram pior que o Clio e o Ágile. Pelo resultado dos testes pode se comprovar pontuação zera também, do Sentra B13 e do Suzuki K10. O instituto que realizou os testes classificou os quatro veículos como inseguros e incapazes de cumprir as mínimas exigências de segurança. 

Vale ressaltar que os dummies(bonecos que simulam a interação humana dentro dos veículos) sofreram pressões em níveis inaceitáveis nas regiões dos pés, cabeça e tronco, o que gerou uma classificação de habitáculo extremamente instável.

Portanto se você pretende comprar uma Clio ou Ágile é melhor pensar duas vezes ou mesmo esperar para que alterações de segurança sejam realizadas.

Por Fernando Setoue


Novo teste em veículos preocupou montadoras


Testes em carrosPara assegurar a integridade física de motoristas e passageiros em momentos críticos é que foi criada uma bateria de teste que mede e verifica os danos que determinadas colisões (traseira, frontal e lateral) causam tanto no veículo quanto no passageiro.

Os testes de colisão já são de conhecimento do público em geral, uma vez que as próprias montadoras hora ou outra disponibilizam as gravações como forma de demonstrar segurança. Basicamente o teste consiste em realizar uma colisão veicular planejada, e uma nota classificatória é gerada ao veículo e a montadora, geralmente, mas não em via de regra, verifica a forma como o veículo absorve o impacto sem repassar maiores danos ao motorista e nem aos passageiros. Dessa forma, um veículo para receber notas altas no teste deve ser projetado para não prensar e não causar escoriações nas pessoas que se encontram dentro do veículo. Quanto menos escoriações e risco de vida maior define-se a classificação do veículo.

Pois bem, o problema é que um Instituto Americano desenvolveu um novo teste de colisão que está tirando muitas noites de sono dos Engenheiros das principais montadoras. O novo teste da IIHS simula uma colisão na quina do carro, algo corriqueiro e fácil de acontecer, mas que nunca havia sido testado anteriormente. Para se ter uma ideia de como esse impacto é corriqueiro basta ter em mente que a maioria das batidas que envolvem postes ou arvores costuma ser na quina do veículo.

Pois bem, montadoras como Toyota, Mitsubishi, Subaru, Hyundai, Ford, Chevrolet e demais foram todas classificadas na melhor hipótese como “bom” em um sistema de classificação que tem aceitável e mais índices melhores.

A maioria dos veículos, quando submetida ao impacto, não conseguiu manter a integridade do passageiro e após simulação tem seu corpo esmagado e escoriações graves na cabeça.

O novo teste da IIHS é muito complicado e não estava nos planos das montadoras, mas se mostra uma excelente ferramenta para que nós motoristas e passageiros tenhamos nossa integridade física garantida em momentos extremos.

Por Fernando Setoue


Chery S18 flagrado em testes no interior de São Paulo


O Chery S18 deve ser um dos próximos lançamentos da marca chinesa no Brasil. O modelo, que oferece as opções de carroceria hatch e crossover, já está circulando pelo interior do Estado de São Paulo com placas de teste. Conhecido em seu país natal como X1, o veículo é equipado com o motor 16V 1.3 litro, que gera 85 cv de potência e 12,4 kgfm de torque, associado a uma transmissão manual de cinco velocidades. O bloco é o mesmo utilizado em outros modelos da marca, como o Tiggo e o Face.

O S18 flagrado em território paulista é a versão crossover, que já está a venda no Chile, por um preço equivalente a cerca de R$ 20.000, valor que certamente será bem diferente por aqui (especula-se algo na casa dos R$ 40.000). Ele apresenta uma boa lista de itens de série, composta por duplo airbag, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem, rodas de liga leve aro 15, ar condicionado, trio elétrico, direção hidráulica, faróis de neblina e rádio com CD e MP3 player.

Outras novidades são o painel de instrumentos deslocado para a área central do console e o conjunto de suspensão traseira diferenciado.

Por André Gonçalves


Chevrolet HHR pode vir para o Brasil


O Chevrolet HHR é um carro com estilo retrô, lançado em 2005, para concorrer com o PT Cruiser, da Chrysler. Desde então, ele sempre foi cotado para ser vendido no Brasil, principalmente depois de sua apresentação no Salão de São Paulo, em 2006. Nos últimos dias, unidades do HHR têm sido vistas pelas ruas da capital paulista, com placa azul, que significa veículo em fase de testes. Seria um sinal de que ele finalmente irá estrear no país?

O modelo, baseado na van Suburban Chevrolet 1949, é produzido no México, no mesmo local em que a Captiva vendida no Brasil é fabricada. Além disso, os carros “mexicanos” podem vir para o Brasil sem pagar taxas de importação, o que seria outro atrativo para trazê-lo. Apesar disso, a GM não confirma se realmente há intenções de vender o HHR por aqui.

O HHR comercializado nos Estados Unidos é equipado com o motor Ecotec 2.2 litros, que gera cerca de 160 cv de potência, associado ao câmbio automático de 4 velocidades. Alguns dos itens de série são duplo airbag, ar condicionado, freios ABS e sistema de áudio completo. Para conhecer um pouco mais sobre o modelo, basta acessar o site da Chevrolet.

Por André Gonçalves


Lifan 620 – Teste do Novo Carro Sedan


Mais um chinês que desembarca com vários atrativos e com preço muito competitivo é o Lifan 620.

Se você observar o exterior do 620 irá ver um sedan com moderno design que não deixa nenhum Corolla, Sentra ou Vectra sair na frente.

O grande diferencial está no seu pacote de equipamentos e na relação custo x beneficio, afinal seu valor de venda é de R$ 39.990,00 (preço sugerido de fábrica) + frete.

O carro traz nos seus itens de série: duplo airbag, direção hidráulica, ar condicionado, bancos em couro, freios ABS, sensor de estacionamento, luz indicadora no retrovisor, som e alto-falantes, faróis de neblina dianteiros e traseiros, volante com controle de áudio entre vários outros itens.

É uma ótima opção e a empresa vem com bastante segurança, afinal usa tecnologia dos motores da Toyota.

Confira mais no site: www.lifanmotors.com.br.

Por José Alberi


Volkswagen Fox é Reprovado em Teste na Europa


Uma coisa que é notória nos países desenvolvidos como Estados Unidos e a maior parte da Europa, é que lá os consumidores são muito mais exigentes que o brasileiro. Isso tem a ver, claro, com o poder de compra, também muito maior que o do Brasil.

Então, para se destacar por lá, um produto fabricado por aqui precisa ter qualidade superior. Mas parece que não é o que acontece com o Volkswagen Fox, primeiro veículo da montadora alemã produzido no Brasil para ser exportado.

E foi justamente da Alemanha que vem a crítica mais contundente sobre o veículo. Com motor de três cilindros e 55 cv de potência, o Fox foi submetido ao teste dos 100 mil quilômetros. E o resultado não foi nada bom. Segundo o site Auto Bild, o veículo tem falhas na concepção, que podem resultar em defeitos nos cilindros a partir dos 40 mil quilômetros rodados.

Por Maximiliano da Rosa


Polêmica: Carro da Citroën capota durante testes


Vídeo que mostra o capotamento do Citroën Nemo causou polêmica na internet. O acidente ocorreu durante os testes com três veículos de marcas diferentes. Além do já citado, participaram o Peugeot Bipper e o Fiat Qubo, mas somente o carro fabricado pela montadora italiana conseguiu passar incólume pelo chamado “teste do alce”, realizado pelo automóvel clube da Alemanha, o ADAC.

Os três automóveis são parte de um projeto conjunto, e possuem design idêntico. Com o capotamento do Nemo, provavelmente pela ausência de um controle de estabilidade, os responsáveis pelo teste decidiram não submeter o Bipper por medo de um novo acidente. Por isso somente o carro da Fiat foi aprovado no teste. Mas vai um alerta: apenas a versão à diesel possui o controle de estabilidade como item de série.

Devido à repercussão gerada pelo acidente com o seu veículo, a Citroën decidiu incluir o controle de estabilidade no Nemo em todas as suas versões.

Confira abaixo o vídeo do teste com o Citroën Nemo:

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Carro Online


Teste comparativo – Mini Cooper S vs Mini Cooper S Cabrio


Mais um teste do portal Vrum, desta vez comparando duas versões do mesmo carro, a versão de capota aberta e a conversível do Mini Cooper S, versão mais esportiva.

Por ser pequeno e leve, não há necessidade de um motor muito forte. O 1.6 de 120cv de potência já é capaz de levar a versão de capota fechada a 220km/h (217km/h na conversível) e fazer de 0-100km/h em 7,3s (7,7s na conversível). Bastante potência ao custo do consumo, de 7,7km/l (7,5km/l no conversível) em circuito misto.

Confira o teste


Effa M100 reprovado no teste de longa duração da Quatro Rodas


Um vídeo interessante tanto para quem leu quanto para quem não leu a reportagem onde a Quatro Rodas reprovava o chinês Effa M100, há 2 meses atrás. O vídeo tem o veredicto de Fábio Fukuda, consultor técnico da revista, onde ele explica os desgastes e problemas que foram encontrados no carro, que levaram ao cancelamento do teste, com pouco mais de 40 mil km, devido à falta de segurança que o M100 apresentava.


Teste da Toyota Hilux 4×2 2010 a gasolina – consumo, potência


O pessoal do Vrum testou a Toyota Hilux 2010 4×2 a gasolina. Essa picape tem tração traseira, um motor 2.7 com VVTI, com 158cv e torque de 24,5 kgfm, mas entregues já a baixos RPM. A picape pode carregar 855kg de carga. Vazia, a Hilux faz 5,6km/l de gasolina.

Confira o vídeo do teste


Novidades do novo VW Crossfox 2010


O pessoal do Vrum, do SBT, fez um vídeo mostrando algumas diferenças e novidades do novo VW Crossfox 2010. E não é só o teto solar opcional e a carroceria nova que mudaram não. O carro também vem com suspensão mais alta, interior redesenhado, abertura do portamalas melhorada e pneus de uso misto como opcional.

Confira


Teste do VW Polo I-Motion 2010


O Polo I-Motion vem com câmbio automatizado ASG. Este câmbio, que conta com embreagem e sistema eletro-hidráulico para troca de marchas pesa 8kg a mais que o manual. No teste, as trocas de marcha foram feitas sempre nos tempos certos, o que levou o Polo I-Motion a ter um desempenho muito similar ao do Polo manual.

Confira os números

  • Potência: 104cv (álcool)
  • Velocidade máxima: 189 km/h (álcool)
  • 0-100km/h: 11,2s (álcool)
  • Consumo:  7,2km/l com álcool, 10,3km/l com gasolina, em circuito misto

Confira o vídeo do teste


Teste do Porsche Panamera


Sedan de luxo ou superesportivo? O Porsche Panamera encara ambos os papéis. Interior luxuosíssimo, portamalas de carro executivo e muito espaço para 4 pessoas se misturam com a alma de um esportivo com seu V8 de 500cv, capaz de levá-lo de 0-100km/h em 4,2s e de 0-200km/h em 13,9s.

Confira o teste no vídeo e morra de inveja 🙂


Teste do Chevrolet Agile 1.4 LTZ 2010


O Emílio do Vrum realizou um teste com o novo Chevrolet Agile 1.4 Econo.flex LTZ 2010. O carro se saiu bem no consumo, fazendo 7km/l com álcool e 9,6km/l com gasolina, em circuito misto cidade/estrada. O motor 1.4 Econo.flex de 102cv traz um desempenho razoável, fazendo o carro ir de 0-100km/h em 12,5s e atingir máxima de 166km/h, quando abastecido com álcool. Mas há perda de desempenho com o ar condicionado ligado.

A suspensão, embora rígida, faz a carroceria tombar nas curvas. E a mesma rigidez da suspensão revela um acabamento não muito bom, devido ao barulho presente no interior do carro em pisos irregulares. No entanto, o bom espaço para 5 ocupantes adultos e o bom portamalas compensam isso.

Confira o vídeo do teste


Teste do Fiat 500 (Cinquecento)


O pessoal do Vrum andou no novo Fiat 500, recém lançado no Brasil. O pequenino, de 3,55m, exibiu um bom desempenho com seu motor de 100cv: velocidade máxima de 185km/h e 0-100km/h em 10,5s. O consumo ficou em 8,8km/l de gasolina em circuito misto, cidade/estrada.

Com acessórios como hill holder, direção assistida, som com MP3 e Bluetooth, sensor de estacionamento e outros mimos que incluem uma ampla gama de acessórios para personalização, o carro até faz jus à sua faixa de preço. Mas o espaço adequado para apenas 2 passageiros e o porta malas de 185 litros lembram que este não é um carro para a família. Questão de gosto e poder de compra.

Confira o vídeo do teste


Teste da nova Saveiro Trooper 1.6 Flex cabine estendida


A linha Saveiro trouxe uma novidade para 2010, a cabine estendida, antes presente somente na picape da Fiat, a Strada. Essa Saveiro Trooper com essa cabine traz um bom espaço interno para carregar coisas, mas o “banquinho” traseiro não foi feito para carregar gente. Essa versão com cabine estendida foi testada agora pela equipe do Programa Vrum (a Saveiro Trooper cabine simples havia sido testada em setembro).

Não pense que a Saveiro Trooper com cabine estendida é uma simples picape do Gol. Não é. Só na suspensão, já traz um conjunto diferente. A da frente é do Polo, a de trás é do Golf. Com isso, além de ganhar maior estabilidade, o carro pode ter uma bitola mais larga, o que aumentou o espaço e a capacidade de carga da caçamba. São 734 litros e 710 quilos de capacidade. A tampa com amortecedor facilita o carregamento.

O motor é o 1.6 Flex da linha Gol, com 104cv a álcool e 101cv a gasolina e torque de 15,6kgfm e 15,4 kgfm, respectivamente. Ele permite que o carro chegue à máxima de 176km/h a álcool (174km/h a gasolina). Segundo o pessoal do Vrum, faz falta um motor 2.0, especialmente quando carregado. O consumo apurado pelo programa foi de 6,4km/l a álcool e 9,1km/l a gasolina, em circuito misto cidade/estrada.

Confira o vídeo do teste


Teste do Kia Soul 2010 – consumo, potência, desempenho


O pessoal do Vrum, do SBT, testou o novo Kia Soul 2010, um carro com linhas diferentes daquilo a que estamos acostumados, o que gerou reações de amor e ódio (eu, particularmente, gostei do design).

Deixando a beleza (ou feiura) de lado, o desenho é funcional. Há bom espaço interno para 5 ocupantes, a posição de dirigir é elevada e a visibilidade é boa. No entanto, este formato não garantiu um portamalas muito grande, já que o Soul tem apenas 340 litros de capacidade.

O acabamento, segundo o Emílio do Vrum, é de boa qualidade. O carro traz alguns toques extras, como os porta objetos em vermelho. Por fora, o que chama a atenção são as rodas aro 18 e os pneus 255/45. Embora a largura e a altura sejam boas, por serem de perfil baixo, esses pneus podem estragar fácil. Se não andarem sempre bem calibrados, corre-se risco de criar bolhas nos pneus e entortar as rodas em buracos. Não dá tanto problema quanto um pneu 195/45, mas requer cuidados.

O motor 1.6 a gasolina faz de 0-100km/h em 12 segundos e alcança a velocidade máxima de 175km/h (não 250km/h como diz no vídeo), isso com câmbio automático de 4 marchas. Com o mesmo câmbio, o consumo de combustível ficou em 7,4km/l em circuito misto. A recomendação do Emílio é que se pegue um carro com câmbio manual e pneus de perfil mais alto.

Confira o vídeo do teste


Teste da Fiat Idea Adventure Locker Dualogic 1.8 Flex 2010 – asfalto e terra


O pessoal da Carro Online fez um teste, em vídeo, bem interessante da nova Fiat Idea Adventure Locker Dualogic 2010. E os percursos não poderiam ser mais apropriados, uma mistura de asfalto e terra em estradinhas do interior, perfeitos para demonstrar as capacidades do carro no asfalto, realizar testes de aceleração e para avaliar seu comportamento na terra, que deve ser um ponto forte de um carro equipado com diferencial Locker. Vamos ver como o câmbio Dualogic se sai em ambas as situações?

E esse é o vídeo feito com o carro rodando exclusivamente na cidade:


Teste de aceleração de 0-100km/h do VW Polo I-Motion – vídeo


Veja um vídeo com teste de aceleração de 0-100km/h do Polo I-Motion, no automático, no manual e com o câmbio na posição S, feito pela Carro Online. Nesta posição, segundo a VW, o Polo I-Motion faz de 0-100km/h em 11,3s, aproximadamente o que se pode verificar no vídeo.


Teste do Honda City


O pessoal do Vrum realizou um teste com o novíssimo Honda City 2010. O carro agradou, mas o problema continua sendo o preço, muito próximo ao do Civic.

O motor 1.5 gera 116cv a álcool e 115cv a gasolina, levando o carro a fazer de 0-100km/h em 10,5s e atingir velocidade máxima de 180km/h, bons números. O consumo também foi bom, de 7,2km/l com álcool e 9,3km/l com gasolina. Embora menor que o Civic, leva vantagem no portamalas, 506 litros.

Confira o vídeo do teste


Teste do Nissan Grand Livina 1.8 Flex 2010 – 7 lugares


Carros com 7 lugares estão se popularizando, e o Nissan Grand Livina vem para oferecer uma boa opção neste mercado. Mais barato que os concorrentes, Chevrolet Zafira e Citröen Grand Picasso, o carro traz um motor 1.8 Flex, capaz de desenvolver 126cv a álcool (os concorrentes vem com motores 2.0). Não é muito para os padrões de hoje, mas o suficiente para a proposta do carro.

O motor, no entanto, permite ao carro exibir bons números de desempenho, mesmo com o câmbio automático de 4 marchas. Bem dimensionado, ele permite ao Grand Livina atingir de 0-100km/h em 11,8s, com uma máxima de 181km/h, a álcool. No entanto, o consumo é ruim. No teste da Vrum, em circuito misto, estrada/cidade, fez 5,3km/l com álcool e 7,4km/l com gasolina.

No interior, o Grand Livina fica devendo um melhor portamalas. Com 7 passageiros, só tem 123 litros de capacidade de carga, mal cabe uma mala grande. O acabamento e a qualidade dos materiais também não é muito boa, mas o carro traz aquela praticidade típica de carros japoneses, com porta objetos espalhados por todo o veículo, em locais de fácil acesso e onde serão úteis.

Para quem preferir, há uma análise mais detalhada no site da Vrum.

Confira o vídeo com o teste da Vrum

Confira os concorrentes e o preço (já com a alíquota do IPI de outubro)


Avaliação do câmbio Easytronic no Chevrolet Meriva 1.8 Flexpower 2008


Interessante vídeo avaliando o câmbio Easytronic, lançamento em 2008 no Chevrolet Meriva. Embora o pessoal do Vrum diga que a embreagem é automática, a sensação para o motorista fica a mesma de um carro com câmbio automático. O sistema, aliás, lembra bastante o Dualogic, da Fiat.

Essa Meriva Flexpower 1.8 gera 114cv a álcool. Umas das críticas, neste modelo, é que o câmbio Easytronic dá a impressão de que o carro está freando durante a troca de marcha, mesmo no modo esportivo.

Confira o vídeo


Teste da Ford Ecosport 4×4 2.0 2008 em vídeo


O lançamento do SSangyong Kyron 2.0 Diesel 4×4 revela o quanto tem crescido o interesse das montadoras pelo seguimento de SUVs de menor preço com tração integral. Portanto, nada mais apropriado que vermos quais são as opções que o mercado já tem.

A Ford já oferecia tração integral na Ecosport 2008, carro deste teste. O motor 2.0 16v gerava 143cv, mas fazia o consumo sofrer um pouco, 6,6km/l com gasolina, segundo o Vrum. A tração 4×4 deste carro é automática, acionada sem necessidade de intervenção do motorista caso as rodas da frente patinem. Apesar de ter uma opção para deixá-la ligada constantemente, o carro não conta com reduzida, porém, o que o faz sofrer em trilhas mais pesadas.

Confira o vídeo do teste


Teste comparativo – Celta vs Ka 1.0 2009


Bem no finalzinho de 2008, o pessoal do Vrum, do SBT, realizou este teste comparativo entre o Ka 1.0 e o Celta Life 1.0 2009, modelos básicos, com 2 portas.

Com 70kg a mais, o Ka perdeu ligeiramente no desempenho e no consumo. Mesmo com maior potência, 73cv contra 70cv do Celta, a aceleração de 0-100km/h ficou em 15,5s, contra 13,5s do Celta, 2 segundos de diferença. No entanto, o Ka atinge maior velocidade máxima, 160km/h contra 156km/h, e traz mais itens de série.

Confira o vídeo do teste


Teste do Chevrolet Prisma 1.0 VHC E Maxx 2010 – consumo, potência, etc


O pessoal do Vrum, do SBT, testou o Chevrolet Prisma 1.0 VHC E, na versão Maxx. Confira os resultados:

Motor

O motor é o 1.0 VHC E, um VHC com ajustes para reduzir a emissão de poluentes e ficar mais econômico. Gera 78cv a álcool, levando o carro a fazer de 0-100km/h em 14,3s e atingir velocidade máxima de 164km/h.

Consumo

O motor é medianamente econômico. O carro fez uma média, em circuito mixto, de 7,2km/l com álcool e 10,1km/l com gasolina.

Vídeo

Confira o vídeo do teste:

Concorrentes


Teste da Fiat Strada Adventure 1.8 Flex Cabine Dupla 2010


A equipe do Vrum, do SBT, realizou um teste da Fiat Strada Adventure Cabine Dupla 2010, um carro diferente, que chega inaugurando um novo segmento no mercado brasileiro de picapes leves.

A Strada cabine dupla traz o mesmo motor 1.8 Flex da linha Adventure, capaz de gerar 114cv, fazer de 0-100km/h em 11,8 segundos e alcançar 175km/h, isso no álcool. O problema desse motor é o consumo, de 5,7km/l no álcool e 7,9 km/l na gasolina, isso na cidade.

Outro ponto negativo é a ausência do diferencial Locker, presente somente como opcional.

Confira o vídeo do teste:


Teste da Nova Saveiro – VW Saveiro 1.6 Trooper 2010 – Vrum


A equipe do Vrum andou na nova Saveiro e gravou um vídeo do teste feito.

A picape vem como concorrente forte para tomar o primeiro lugar do nicho da Fiat Strada. Primeiro, vem só com uma opção de motorização, 1.6 16V, em comparação ao motor 1.4 oferecido nas versões de entrada das concorrentes. Gerando 101cv, o motor só apresentou um torque um pouco baixo para carregar carga.

Outra diferença das concorrentes está na suspensão, derivada do Polo na frente, e do Golf, atrás. Isso, aliado à sua altura mais elevada do solo, torna o carro macio para uma picape. Para carga, o carro conta com bitolas mais largas que as do Gol, aumentando o espaço. E a tampa com amortecedor ajuda na hora de colocar a bagagem.

Confira o teste no vídeo


Teste do VW Polo Bluemotion 2009


A VW lançou em 2009 o Polo Bluemotion, um conceito de carro ecologicamente correto, feito para gastar menos e emitir menos poluentes, sem tirar muita potência do motor nem encarecer muito o preço.

E parece que obtiveram sucesso. O carro não é um primor em salvar o meio ambiente, mas ainda assim consegue emitir 15% menos poluentes que o Polo normal. Não só isso, o teste da Vrum também revelou que o carro realmente economiza cerca de 15% em relação ao seu irmão “ecologicamente incorreto”: fez 12,1km/l com gasolina e 8,4km/l com álcool.

No quesito desempenho, o motor 1.6 de 104cv no álcool e 101 à gasolina não é lá tão potente. Mas o carro conta com alguns itens que o ajudam, como a altura mais baixa em relação ao solo, pneus que devem receber mais de 40 libras de calibragem, rodas que pesam 28kg e sua grade dianteira, que reduz o atrito. Este conjunto reduziu o coeficiente aerodinâmico de 0,35 no Polo comum para 0,31 no Bluemotion, fazendo o carro atingir máximas de 190km/h a álcool e 188km/h à gasolina. De 0-100, ele faz em 11,1s a álcool e 11,5s a gasolina.

Quanto ao preço, realmente, não é um absurdo, mas também não é barato. O Polo Bluemotion custa mais de R$ 46.000,00, mais de R$ 5.000,00 a mais que seu irmão. A economia de combustível de cerca de 15% vai fazer com que o carro fique mais barato só lá pelos 100.000km.

Em resumo, o carro é bom, mas em tempos de Mille Economy, Palio Economy e até Punto Economy da Fiat, há de se perguntar se o consumidor verá uma grande vantagem no modelo.


Teste do Novo Chery Tiggo 2.0 2010


Os chineses estão chegando. O Tiggo, fabricado no Uruguai, foi avaliado pela Quatro Rodas de setembro e pelo pessoal da Vrum.

O carro tem apelo. Traz motor 2.0 de 135cv e vem completo, com ar condicionado, airbag duplo, sistema de som com MP3, freios com ABS e EBD, direção hidráulica, trio elétrico… e tudo isso por R$ 49.900,00, muito mais barato que os concorrentes coreanos Tucson e Sportage.

Mas o repórter da Vrum tem razão: o carro vai mesmo ter que superar a complicada imagem dos carros chineses. E não faz muito para melhorar isso não. Dá para perceber que as peças não parecem ter um encaixe muito bom. E o motor é fraco. Tudo bem, a indústria japonesa também tinha problemas de qualidade nas décadas de 1950 e 1960, mas vamos ter que esperar uns anos e ver se esses chineses não vão dar muitos problemas.


Teste Comparativo – Honda Civic EXS 1.8 Flex 2009 vs Toyota Corolla SE-G 1.8 Flex 2009 – ambos com câmbio automático


Ainda em 2008, quando os modelos 2009 dos Honda Civic e Toyota Corolla tinham acabado de ser lançados, a equipe da Revista Vrum fez um teste comparativo dos dois sedans japoneses. O Civic usado foi o EXS 1.8 Flex automático, enquanto o Corolla foi o SE-G 1.8 Flex, também automático.

Interessante ver que até 2005, Civic e Corolla brigavam frente a frente. Seus estilos era parecidos e agradavam a um mesmo tipo de público. Mas desde o lançamento do New Civic, a coisa mudou de figura. A Honda renovou o carro, deu um aspecto mais esportivo, apelando para o público jovem, tanto que chegou até a patrocinar bandas famosas e populares, como os Black Eyed Peas, no Honda Civic Tour. Já o Corolla ganhou uma feição mais sóbria, inspirada no Camry.

Mas, mesmo com estilos diferentes, os dois carros continuam atendendo ao mesmo tipo de público. E a disputa é apertada.

Veja o teste


Teste do Nissan Tiida 1.8 Flex SL Automático 2009 – vídeo


Um teste do pessoal da Vrum do Tiida 1.8 Flex SL automático 2009, importado do México. O câmbio de 4 marchas é simples e prejudica um pouco o consumo, embora isso faça do carro mais econômico.

Para adicionar, cabe ressaltar que o Tiida oferece um ótimo espaço interno. Quem já entrou num sabe que o espaço para os passageiros de trás é até maior que o oferecido pelo Sentra. O banco traseiro é reclinável no SL, a exemplo dos bancos da Toyota Fielder, o que aumenta muito o conforto. De quebra, o carro ainda oferece teto solar.


Teste do Citroen C3 – Test drive Citroen C3 Exclusive 1.4 Flex 2009


A linha 2010 dos Citroen C3 já está chegando, mas o test drive do Citroen C3 Exclusive 1.4 Flex 2009 ainda é relevante, já que o C3 2010 não deve mudar tanto assim. A exemplo do New Beetle, o C3 é um carro que agradou em cheio ao público feminino, o que faz com que o carro não tenha grande apelo para os homens.

O mais provável é que, na versão 2010, muitos equipamentos hoje oferecidos como opcionais venham de série, com um preço menor do que se o carro fosse comprado com eles, a exemplo do que vem ocorrendo no mercado. Isso não só torna o modelo mais atraente para o público, mas também ajuda a reduzir custos.


Teste Honda Civic Si 2009


Esse carro é uma delícia. O motorzão de 192cv (197cv quando abastecido com gasolina podium) é capaz de levar o carro a fazer de 0-100km/h em menos de 7 segundos (tudo bem, 0-60mph, ou 96km/h, mas dá mais ou menos na mesma). Elástico, pode chegar a 9 mil RPM o que, aliado a um excelente câmbio, permite que se possa andar confortavelmente em baixas velocidades e sempre se tenha motor para pisar mais forte.

Só tem um probleminha: você tem que ficar de olho direto no velocímetro, é muito fácil passar do limite de velocidade sem querer 🙂

Confira no vídeo:


Teste – Nissan Tiida 2009 vs Citroen C4 Hatch 2009


Nissan Tiida e Citrôen C4 estavam em categorias de carros bem diferentes em 2008. Mas com a adoção do motor Flex pela Nissan e o lançamento do C4 Hatch 4 portas em 2009, os dois entraram na mesma faixa de mercado, para competir frente a frente.

Vamos ver qual a sensação de se dirigir os dois carros? Veja este pequeno vídeo de teste:


Teste comparativo – Fiat Punto Sporting vs Fiat Punto T-Jet


Os Fiat Punto Sporting e T-Jet tem, ambos, um apelo esportivo. São carros feitos para agradar quem gosta de um visual mais agressivo, umas rodas estilizadas. Mas são bichos bem diferentes.

O Sporting é um Punto mais normal, mais comportado, apenas com alguns detalhes visuais a mais. Não tem banco esportivo, não tem motor turbo, não tem barra estabilizadora. Já o T-Jet tem tudo isso. Não é apenas mais um rostinho bonito nas ruas, é um esportivo de fato.

E aí? Será que a diferença é muito grande? Veja no vídeo.


Teste – Palio Adventure Locker vs Palio Weekend Trekking 2008


Interessante teste da Carro Online opondo duas peruas da Fiat, uma com proposta mais fora-de-estrada, a Palio Adventure Locker, e outra com proposta mais urbana, a Palio Weekend Trekking. O teste foi feito em 2008, com modelos do mesmo ano, em Mairiporã, na Serra da Cantareira. Foi feito até um blog para falar do teste.

A Locker tem motor mais forte, pneus de uso mixto, etc. É ótima para fora-de-estrada. Já a Trekking é mais urbana, motor mais fraco, pneus urbanos, mas bem mais barata.


Test drive do Gol G5 2009 – Revista Auto Esporte


Eu estava procurando alguns vídeos de testes de carros populares na internet, para passar uma coleção para vocês. Este aqui é o test drive e a avaliação da Revista Auto Esporte, quanto ao, então, Novo Gol G5 2009.