Novo Land Rover Defender 2020 – Lançamento no Brasil


Novo modelo deve chegar às concessionárias brasileiras no segundo semestre de 2020.

O ano de 2020 ainda nem começou para valer, mas alguns setores já estão pensando em novidades para a próxima temporada. E um dessas áreas é a de automóveis. Uma das últimas novidades do mercado automobilístico é a chegada do novo Defender da Land Rover no Brasil em 2020. Abaixo você poderá saber algumas das características desse carro. Confira!

Sobre as seis versões do novo Land Rover Defender 2020

O modelo Defender da fabricante inglesa Land Rover é um dos carros mais conhecidos do catálogo da marca. E para o próximo ano, a montadora vai lançar seis versões do novo Defender. São elas: “First Edition”, “Defender X”, “HSE”, “SE”, “S” e a “Defender”. Assim, como em outros automóveis, os modelos vão ter itens básicos em comum. Mas vão ter diferenças como a potência do motor, acessórios e em outros itens.

As características externas e também internas deste veículo

O Defender ano 2020 é um veículo que desperta atenção de qualquer pessoa, uma vez que o carro possui uma elegância graças à modernidade do seu desenho, que está ainda mais simétrico, prezando por linhas bem definidas. Na parte da frente do veículo nota-se que a grade frontal, por exemplo, está retraída, ao contrário de outros carros em que essa parte é projetada para frente. O interessante desse item é que ele foi planejado para fazer a junção de dois desenhos. Sendo um vertical e o outro na horizontal.

Em posição vertical, ele é integrado ao capô e vai até o para-choque. Já na posição horizontal, a grade está maior na parte superior e depois ela tem um recorte na parte debaixo. Além disso, a grade é formada por pequenos quadrados. Com relação ao para-choque, ele possui um design mais sóbrio. Uma vez, que a grade é o ponto mais trabalhado no Defender. O para-choque não possui nenhum detalhe tão elaborado.

O capô tem as mais que tradicionais divisões em linhas, criando assim “três espaços” e os das laterais contam com um detalhe que lembra a forma de um triângulo. As palavras “Land Rover” estão no final do capô e na grande está presente o símbolo da marca. Mas, repare que o logo não está centralizado, ele foi posicionado em uma das extremidades do automóvel.

O modelo tem quatro portas e na parte de trás, ele conta com uma única porta para o porta-malas. Aliás, esse item pode variar entre as seguintes dimensões: 231 a 2.380 litros. Isso se deve ao fato do Defender ser um jipe e com a retirada de todos os bancos, o espaço para o porta-malas se torna muito maior. Pelas fotos divulgadas, o veículo vai poder ser encontrado nas cores: prata, branco ou marrom.

A parte de dentro do Defender é impressionante, o carro todo é de couro com variações de cores. Um detalhe que chama atenção é que o espaço que divide o banco do motorista para o acompanhante ao lado é coberto nas laterais por um material que lembra a madeira. Os bancos são grandes e possuem níveis diferentes para acomodação. O painel é equipado com uma tela grande, que lembra muito as dimensões de uma tela de um tablet. Abaixo estão posicionados os botões para diferentes recursos. Geralmente, os botões ficam ao redor da tela, mas devido às proporções deste item, eles ficaram mais abaixo.

O motorista tem um volante equipado com diferentes recursos dos dois lados. A porta do condutor também permite o controle de algumas funções do veículo. O porta-luvas desse carro possui um tamanho generoso. Dependendo da versão, o Defender pode ter até sete bancos. Anteriormente, quando se falou do espaço entre motorista e passageiro, essa “lacuna” conta com um sistema para recarregar dispositivos móveis como o celular.

A respeito do motor e outras informações

Até o momento, sabe-se que a companhia fabricou o novo modelo com duas possibilidades de motor. Sendo uma com 200 cavalos e a outra com 240 cavalos. Ao que tudo indica, as versões terão turbo 2.0 e podem variar entre quatro a seis cilindros. Para todos os modelos, o câmbio possui caráter automático e todos vão ter 8 marchas diferentes.

Outra especulação é que alguns modelos podem ser híbridos e outros vão poder ser elétricos. Essas informações só vão poder de fato ser confirmadas com a apresentação do Defender durante o Salão de Frankfurt na Alemanha, que ocorre ainda no mês de setembro de 2019. Por fim, mais um dado divulgado a respeito deste carro é que ele é capaz de atingir 100 km por hora em menos de 7 segundos.

Preço e vendas no Brasil da Land Rover Defender

A companhia inglesa pretende iniciar as vendas do Defender a partir do segundo semestre de 2020, a data ainda não foi divulgada. No mercado internacional, este veículo vai poder ser encontrado a partir de € 50.000,00. Em reais, esse valor significa acima de R$ 200.000,00.

Para mais informações acesse: https://www.landrover.com.br/index.html.

Isabela Castro.


Novo Audi SQ7 2020 – Novidades


Modelo tem visual renovado e motor V8 a diesel.

O novo Audi SQ7 passou novas mudanças e isso é muito animador. Principalmente para quem já conhece os carros dessa marca. O Audi SQ7 traz muito conforto e design moderno com um toque sofisticado. Sua motorização também está acima do esperado. Por essa razão esse carro pode ser considerado muito moderno. A parte interna desse carro também possui mudanças positivas. O Audi SQ7 é um carro grande e espaçoso, além de ter muita modernidade para seus usuários. Abaixo vou falar sobre as principais informações desse carro.

Falando sobre o motor do Audi SQ7

O Audi SQ7 é um carro muito potente, ele conta com motor 4.0 V8 TDI, que vem com compressor elétrico que auxilia o par de tubos. Com esse motor esse carro consegue fazer a potência máxima de 423 cv. Ele possui 1.250 rpm e 91,7 kgfm de torque. Dessa forma fica muito fácil manter uma ótima aceleração na pista e experimentar o máximo de potência que essa máquina pode proporcionar. Esse carro consegue fazer a velocidade máxima de 250 km/h, o que é considerado bem alto. É indicado que o condutor tenha muito autocontrole com toda essa potência nas mãos.

Carro chamativo

O Audi SQ7 é um carro muito chamativo, por ter medidas grandes e design muito moderno, ele chama atenção por onde passa. Suas lanternas e faróis são lindos e sutis ao mesmo tempo. A carroceria desse carro também é muito linda, ela tem detalhes discretos e o seu formato geral, faz com que esse carro passe um ar de moderno e sofisticado ao mesmo tempo. Só de olhar para esses pequenos detalhes, já dá para ter certeza que esse modelo é de alto padrão. O grande detalhe desse modelo são as suas hastes duplas na grande grade que fica na parte dianteira. A Audi acertou em cheio em cada detalhe desse carro.

Detalhes da parte traseira externa do carro

Na parte traseira do Audi SQ7 vamos encontrar uma barra metálica que fica acoplada aos faróis e esse detalhe ajudou a diferenciar a tampa traseira desse modelo. Outro detalhe da parte traseira desse carro é a proteção que fica na parte de baixo. O acabamento na cor prata agora combina com os retrovisores do carro. Ainda na parte traseira é possível ver as quatro saídas de escapamento que mostra o quanto essa versão veio para inovar e mudar a qualidade desse quarto. Tudo isso foi pensando nos usuários dessa marca.

Detalhes da parte interna

A parte interna do Audi SQ7 também traz mudanças bem interessantes. A parte de multimídia com duas telas sensíveis ao toque, ela está no controle central. A antiga tela flutuante não faz mais parte da parte interna do carro. O painel de instrumento digital conta com o Audi Virtual que ajuda a compor toda a modernidade desse carro. Os bancos são extremamente confortáveis e espaçosos. De modo geral esse carro possui tudo que o usuário precisa para fazer uma viagem agradável e perfeita.

Carro com rodas de 20”

O Audi SQ7 conta com rodas de aro 20” e com pneus 285/45. Elas são importantes para lidar com a força dessa máquina. Os seus discos medem 400 milímetros na parte da frente e 420 mm na parte traseira. Os usuários que desejarem dar um toque especial na roda, podem equipá-la com discos de 420 mm na parte dianteira e 370 mm na parte traseira. O material usado é o carbono de cerâmica.

Sobre o valor do carro

Esse carro é considerado um top de linha e muito luxuoso. Ele ainda não chegou para venda aqui no Brasil, mas o seu valor inicial de mercado deve ficar em R$405.000.

Muitas pessoas vão querer falar sobre o seu valor de mercado, mas só terá esse carro quem realmente tem condição!

Escrito por Cristiane Amaral


BMW X3 M 2019 – Novo SUV com Motor e Design Superesportivo


Conheça aqui mais detalhes sobre o novo BMW X3 M 2019.

O ano de 2019 promete ser de muita inovação e criatividade para uma das mais famosas marcas de carros do mundo. Estamos falando da BMW, que resolveu inovar e decidiu lançar no mercado um dos seus melhores carros feitos até agora: o BMW X3 M.

Vale salientar que o novo modelo surge dentro como mais uma novidade dentro de uma das categorias líderes de vendas tanto no Brasil quanto no mundo todo, a dos SUVS.

Surgido há alguns anos, os veículos SUVs caíram de vez no gosto dos brasileiros que buscavam a união perfeita entre um veículo mais robusto e que pudesse aliar sofisticação e muita velocidade.

A BMW parece que entendeu direitinho quais as necessidades de seus fãs e consumidores e agora, neste ano de 2019, resolveu trazer ao mercado um modelo que parece ser o casamento perfeito entre requinte e muita potência.

Para realizar este feito, a montadora alemã resolveu convocar todo o seu mais experiente time de engenheiros e projetistas para lançar um veículo que pudesse representar um marco na indústria automobilística,

Se você que está lendo este texto pensa que a vida do novo modelo foi fácil, ledo engano. A nova X3 M teve que ser submetida a rigorosos testes de eficiência e dirigibilidade até se encontrar um ponto ideal que pudesse satisfazer todas as necessidades de seus mais exigentes consumidores.

Partindo de seu modelo mais recente já lançado no mercado, o X3 30i, o novo X3 teve que perder peso, mas manteve a potência do seu antecessor. O novo modelo sai de fábrica com o motor biturbo 3.0 de seis cilindros.

Dependendo da versão escolhida, o novo veículo mostrou nos testes algumas performances distintas. Por exemplo, na versão X3, o motor é capaz de atingir até 487 cv contra os 517 da versão X3 Competition. Para isto, a marca teve que fazer uma verdadeira remodelagem em seus componentes mecânicos.

Para tanta velocidade e desempenho, os compressores do motor tiveram que receber uma ventilação especial com o uso de dutos feitos de nylon e uma elevação da capacidade de injeção de combustível em suas câmaras de combustão.

Com um carro bem mais potente, a BMW teve que realizar algumas adaptações no novo modelo devido ao fato de que um carro mais rápido vai gerar uma temperatura mais elevada, o que pode comprometer o desempenho do seu motor.

Neste sentido, o novo modelo conta com um sistema de refrigeração de três radiadores, isto sem falar no quarto componente que é exclusivo para o seu sistema de ar-condicionado interno.

Além disso, as suas rodas ganharam também um sistema próprio de ventilação para que possam manter constantemente resfriado o seu sistema de freios composto por discos duplos em cada roda.

Os sistemas de transmissão para o novo X3 também foi projetado exclusivamente para o novo modelo. O veículo sai de fábrica com um câmbio automático de oito marchas do tipo Steptronic e com sistema Xdrive ( tração integral).

A união de motor considerado muito potente com um sistema de transmissão muito rápido fazem do novo X3 da BMW um SUV bastante rápido e bastante agressivo nas pistas. Basta olhar para os testes de arrancada feitos para o novo carro. Ele fez de 0 a 100 Km/h em apenas 4,1 segundos.

Os fãs mais ardorosos da marca ainda terão a possibilidade de conferir tanta potência pelo ronco mais agressivo do motor que pode ser ouvido prazerosamente. Para isto, basta pisar um pouco mais no acelerador. O barulho é garantido pelo sistema duplo de escapamento que estão acoplados, cada um, a flaps que podem elevar ou reduzir o ronco desta verdadeira máquina, o que dá a sensação de estar dentro de veículo bem mais esportivo. Se você gostou, então é bom conferir em uma concessionária mais perto de sua casa.

Emmanoel Gomes


Chevrolet Trailblazer 2020 – Especificações, Lançamento


Novo modelo será comercializado no Brasil em 2020 na nova configuração Premier.

A Chevrolet, também conhecida como GM do Brasil, é uma das montadoras de carros mais antigas e, ao mesmo tempo, uma das mais famosas do mercado de automóveis da atualidade. A marca GM já fabricava, em 1908, o famoso Cadillac e também o Oldsmobile, que estava em fabricação desde 1897. Em 1911 a Chevrolet entrou no mercado, e no começo da história seu fundador, Louis Chevrolet, fazia concertos de bicicletas e também tinha uma promissora carreira como ciclista.

Muito tempo se passou e atualmente a Chevrolet é uma das marcas mais conhecidas de veículos. E fabricante do utilitário hatch mais vendido do Brasil, o Chevrolet Onix, que teve mais de 200 mil unidades emplacadas em 2018.

E agora a marca, que conta com três fábricas em território nacional, apresenta seu mais novo modelo: a Chevrolet Trailblazer 2020, que será vendida no Brasil no próximo ano.

O utilitário esportivo é fabricado pela marca desde 2012, e tem como a sua principal característica o porte médio-grande. Conta com três gerações e sempre teve um grande espaço interno, podendo levar até sete passageiros.

A grande novidade para o Trailblazer do próximo ano é a exclusão da versão LTZ. Agora o SUV vai ser comercializado apenas com a nova configuração Premier, sua versão conhecida como top de linha. Essa nova configuração deixa o modelo utilitário equiparado com modelos como o Equinox e Tracker, ainda que estes sejam um pouco mais acessíveis em comparação ao Trailblazer.

Ainda assim, o premier vai oferecer duas opções de motor para o usuário, um 3.6 V6 a gasolina com 279 cv de potência ou 2.8 a diesel de 200 cv de potência. Os motores apresentam entre 25,7 kgfm e 51 kgfm de torque, respectivamente.

Em questão de preços, o modelo movido a gasolina passará a custar R$ 193 mil. E a sua versão Turbo Diesel, R$ 235 mil. Os dois modelos apresentam tração nas quatro rodas e também uma transmissão automática em um câmbio de seis marchas.

As mudanças entre versões estão apenas sob o capô – em questão de motores e preço. Os itens de série serão iguais nos dois. Entre eles, alertas de colisão frontal, ponto cego, movimentação traseira e desvio de faixa. Em questão de segurança, o veículo traz conjuntos de airbags frontais, de cortina e laterais, controles de estabilidade e tração e também um sistema Isofix para prender cadeirinhas infantis nos bancos traseiros. Além de um assistente de partida em rampas (HSA) e descida (HDC). O motorista ainda vai contar com bancos de couro com ajustes elétricos, além de sensores de chuva e luz, câmera de ré e também uma partida remota por meio da chave.

O Trailblazer também vai incorporar atualizações em seu sistema OnStar, que agora vai permitir o motorista a executar diversas funções do carro pelo celular, até mesmo o bloqueio automático em caso de roubo ou furto. Em seu painel de central multimídia, a marca afirmou que será possível enviar indicações do serviço concierge diretamente para aplicativos de direção, como o Waze ou Google Maps. Pelo uso do sistema Android Auto – uma infraestrutura desenvolvida pelo Google, que permite que celulares com dispositivos Android executem este app móvel, com uma interface personalizada para serem usadas em um veículo. Por enquanto a função ainda não está liberada para os usuários do Apple Car.

As duas versões do SUV utilitário podem levar até sete ocupantes no total. Com mais de quatro metros de comprimento e um porta-malas que comporta entre 205 e 1.830 litros, dependendo da posição original dos bancos traseiros. E na hora da compra será possível escolher entre as cores: preto ouro negro, cinza graphite, branco summit, prata switchblade, vermelho edible berries e vermelho chili. O SUV apresenta uma combinação entre performance, tecnologia, design, segurança e conforto para toda a família.

Por Stephanie de Quadros

Chevrolet Trailblazer 2020


Mitsubishi Eclipse Cross – Lançamento, Especificações


A Mitsubishi afirma que o Eclipse Cross é a combinação de tecnologia e aventura, é o 4×4 com o high-tech. Mesclando elementos como conforto, eficiência, design, elegância e muita tecnologia envolvida.

A Mitsubishi é uma das montadoras de carro mais famosas do mundo e conta com uma fábrica no Brasil, a MMC Automóveis do Brasil Ltda é a montadora Mitsubishi Motors no Brasil, atuando há quase três décadas no país. A fábrica já vendeu mais de 200 mil veículos para o mercado brasileiro.

A fábrica da Mitsubishi é um grande conglomerado de empresas, inclusive um dos maiores de toda a Ásia e um dos dez maiores em todo o mundo. Incluindo desde os carros, até cerveja e câmeras fotográficas.

Mas, focando em seu lado fabricante de veículos, a Mitsubishi foi uma das primeiras montadoras a chegar ao Brasil, em 1991, e alguns anos mais tarde transformou a sua unidade em Catalão, no sudeste do estado de Goiás, na primeira fábrica da marca no Brasil.

Agora a marca está com o seu mais novo lançamento, o Mitsubishi Eclipse Cross. Um SUV que faz jus ao nome e a mais nova estrela dos olhos da fábrica.

Em seu site oficial, a Mitsubishi afirma que o Eclipse Cross é a combinação de tecnologia e aventura, é o 4×4 com o high-tech. Mesclando elementos como conforto, eficiência, design, elegância e muita tecnologia envolvida. A marca afirma que algumas tecnologias que envolvem o Eclipse não foram vistas em outros modelos – mesmo em outras marcas.

Para começo de conversa, o Mitsubishi Eclipse Cross já chega em duas versões disponíveis. A primeira, é a versão com tração dianteira e custa R$ 149 mil. Já a segunda versão, a S-AWC, com alguns componentes a mais, custa R$ 155 mil.

Em questões mais práticas, ele traz a potência esperada de um novo SUV. O motor do Eclipse faz parte de um SUV completo. 1.5 com 165 cv de potência, além de um torque de 25,5 mkfg. O câmbio CVT simula oito marchas e apresenta borboletas fixadas na coluna da direção – assim como alguns esportivos. Além disso, o motor do Cross também apresenta um duplo comando de válvulas variável e também sistemas de admissão, direta e indireta. Além disso, toda essa potência garante ao Eclipse chegar entre 0 a 100 km/h em apenas 10 segundos. Mas, por outro lado, o SUV decepciona na questão de economia, na cidade ele faz apenas 8 km/l e 11 km/l na estrada. E com as rodas de liga leve com 18 polegadas e pneus 225/55 R18, o carro pede uma estrada asfaltada, lama não é para esse conjunto de rodas e pneus.

Já pensando em questões estéticas, ele pode deixar a desejar. A dianteira do Eclipse pode se passar por uma SUV da Mitsubishi, sem problemas. A grande questão estava na traseira, que muitos compararam com a traseira do antigo Pontiac, que já foi considerado um dos carros mais feios da sua época. O visual do Mitsubishi Eclipse Cross é diferente, a grande questão foi a inovação.

Existem outros pontos a serem detalhados no carro. Por exemplo, ele apresenta um teto solar panorâmico que chega até o banco de trás. Ar condicionado, bancos de couro com aquecimento, chave presencial, além de ajustes elétricos para o motorista e sensores nas partes dianteira e traseira do veículo. Sete airbags, incluindo uma bolsa para o joelho do condutor, sistema de frenagem de emergência, alerta de mudança de faixa involuntária, assistente de partida em rampas, sensor de tráfego cruzado e um sistema que previne a aceleração involuntária, que é acionado contra obstáculos imóveis, como paredes, por exemplo.

Por dentro não mantém o ar de luxo, mas continua com um aspecto mais modernizado. O volante vem com um controle de cruzeiro adaptativo, controles de mídia e conexão com o telefone e uma função diferenciada, uma câmera lateral no retrovisor, que projeta a imagem no principal painel de mídia. Por falar em multimídia, a versão vendida no Brasil tem uma tela de 7” com vários sistemas integrados para conectar diretamente ao telefone do motorista.

O novo Eclipse promete ser um sucesso de vendas no exterior. Resta aguardar para saber se será também aqui no Brasil.

Por Stephanie de Quadros

Mitsubishi Eclipse Cross

Mitsubishi Eclipse Cross


SUV Mais Econômico 2019 – Modelos Flex que Gastam Menos Combustível


Confira aqui os 7 modelos de SUV que menos gastam combustível.

Nos últimos 3 anos, a popularidade dos sedans está começando a ser ameaçada por um novo tipo de carro, mais robusto e confortável. Estamos falando do SUV (Veículo Utilitário Esportivo, na sigla em inglês). Muitas pessoas estão aderindo a essa tendência e comprando SUVs. Mas muitas vezes esquecem do detalhe do consumo, que é maior nos SUVs devido ao seu maior tamanho, resultando em maior área de contato com o ar. Veremos um ranking com os melhores SUVs no quesito baixo consumo. A base do raking são informações do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Na lista vamos considerar modelos com motor flex que estão oficialmente à venda no Brasil e as médias de consumo com gasolina, tanto na cidade quanto na rodovia. Vamos ao ranking:

7. Honda HR-V 1.8 CVT

O HR-V tem 139/140 cavalos (103/104 kW) de potência e motor 1.8 L.

O consumo na cidade fica por volta de 11,0 km/L e na rodovia é de 12,3 km/L.

Ele é um carro que recebe boas críticas, mas tem um consumo apenas mediano, tendo uma pequena vantagem rodando com gasolina na cidade.

6. Citroën C4 Cactus 1.6

O C4 Cactus tem 115 cavalos (85 kW) de potência e motor 1.6 L.

O consumo na cidade fica por volta de 11,0 km/L e na rodovia é de 12,5 km/L.

A C4 Cactus se dá melhor com motor aspirado, mostrando melhor concumo. Sua parte forte são os trechos urbanos abastecido com gasolina. Mas não tem tanta força com poucas RPM.

5. Nissan Kicks 1.6 CVT

O Kicks tem 114 cavalos (85 kW) de potência e motor 1.6 L.

O consumo na cidade fica por volta de 11,4 km/L e na rodovia é de 13,7 km/L.

O Kicks tem melhor desempenho em consumo na versão com câmbio automático CVT do que na versão com câmbio manual. Seu ponto forte é a estrada abastecido com gasolina.

4. JAC T40

O T40 tem 125 cavalos (93 kW) de potência e motor 1.5 L.

O consumo na cidade fica por volta de 11,9 km/L e na rodovia é de 12,8 km/L.

O T40 mostra que os carros chineses já estão se preparando para um mundo onde baixo consumo será primordial, diferente de pouco tempo atrás, quando os carros chineses quase invariavelmente apresentavam motores beberrões.

3. Ford EcoSport 1.5

O famoso brasileirinho EcoSport tem 130 cavalos (97 kW) de potência e motor 1.5 L.

O consumo na cidade fica por volta de 11,6 km/L e na rodovia é de 13,1 km/L.

O EcoSport dispensa apresentação. Seu consumo é considerado melhor com câmbio manual.

2. Peugeot 2008 THP

O 2008 THP tem 165 cavalos (123 kW) de potência e motor 1.6 L.

O consumo na cidade fica por volta de 12,5 km/L e na rodovia é de 13,5 km/L.

O ponto forte do SUV da montadora francesa é o câmbio manual. Mas as versões automáticas não têm mau desempenho. Não custa lembrar que a partir de 2020 as versões desse SUV poderão vir apenas com câmbio automático.

1. Vencedor de “mais econômico”: Volkswagen T-Cross TSI

O T-Cross tem apenas 116 cavalos (86 kW) de potência e motor 1.0 L.

O consumo na cidade fica por volta de 12,2 km/L e na rodovia é de 14,5 km/L.

Apesar de ter um pequeno motor 1.0, o SUV da Volkswagen apresenta agilidade em arrancadas. O câmbio manual ofereceu excelentes médias de consumo para um SUV, não deixando a desejar nem em desempenho nem em consumo.

Essas são apenas médias de consumo. A escolha do SUV ideal depende da utilização que cada pessoa vai fazer do carro. As pessoas geralmente têm gostos diferentes para diferentes qualidades do carro.

Por Bruno Rafael da Silva


Caoa Chery Tiggo 5X 2019 – Lançamento, Especificações


Novo modelo é um SUV sofisticado e com equipamentos e tecnologia de ponta.

O que vem à cabeça da maioria das pessoas quando lembram ou veem coisas da China? Acertou quem se lembrou de “Xing-ling”. Se você é daqueles que acredita que produtos chineses não são bons, pense de novo, pois o Caoa Chery Tiggo 5X chegou para quebrar todos os preconceitos, apresentando um SUV sofisticado e com equipamentos e tecnologia de ponta.

Segurança

Naturalmente, uma das principais preocupações ao se adquirir um carro é em relação à segurança que o veículo proporciona ao condutor e aos passageiros, sobretudo se transportarem crianças. Mas, não se preocupe, pois Caoa Chery Tiggo 5X está muito bem equipado:

  • airbags frontais tanto para o para motorista quanto para o passageiro;
  • as quatro rodas contam com freio a disco e com ABS e EBD;
  • equipamento de controle de estabilidade eletrônico e de tração;
  • supervisão da pressão dos pneus;
  • alarme periférico contra furtos.

Conforto

Se você quer um veículo confortável, com certeza o Caoa Chery Tiggo 5X pode te oferecer um bom custo-benefício, pois o veículo vem equipado com ar-condicionado, cintos de segurança completos, volante que ajusta a altura, sistema de piloto automático, as quatro portas contam com vidros elétricos.

Além disso, a partida do motor se dá por meio de um botão, as portas podem ser travadas à distância e o destravamento pode ser feito sem o uso de chaves. O banco do motorista pode ser ajustado de seis maneiras diferentes e muito mais!

Tecnologia

O automóvel vem com o que há de melhor em questão de tecnologia:

  • computador de bordo;
  • direção elétrica;
  • sistema multimídia;
  • Android e Apple CarPlay;
  • Bluetooth;
  • câmera para monitorar a marcha ré;
  • sistema de som munidos com seis autofalantes;
  • sistema automático de ar-condicionado;
  • sistema de controle de cruzeiro;
  • acendimento automático e ajuste elétrico de altura dos faróis.

Consumo

  • Etanol: O veículo faz 6,7 km/l em vias urbanas e 8 km/l em vias rurais. A emissão de CO2 é nula;
  • Gasolina: Nesse caso, o carro chega a 9,8 km/l nas vias urbanas e 11,7 km/l em vias rurais. No entanto, a emissão de CO2 aumenta para 126 gramas por quilômetro.

Design e dimensões

O único problema do veículo, na verdade, está em seu porta-malas, que dá um espaço de apenas 340 litros. No entanto, em relação ao espaço e conforto para os motoristas e passageiros, o SUV não peca pelo espaço:

  • Comprimento: 4,338 m;
  • Largura: 1,830 m;
  • Altura: 1,645 m;
  • Distância entre-eixos: 2,630 m.

Quanto ao design, podemos dizer que é um SUV com visual com mais personalidade do que os outros carros da mesma categoria. Os materiais são de qualidade superior até mesmo às marcas com tradição no mercado: Os bancos, alavanca de câmbio e as laterais de porta são revestidos em couro, por exemplo.

Motor e desempenho

Quanto ao motor, pode-se dizer que também tem o que há de melhor em tecnologia, assim como o restante do automóvel: motor turbo flex que possui quatro cilindros; o bloco e cabeçote são construídos em alumínio e, por fim, tanto o duplo comando de válvulas quanto o coletor de admissão são variáveis.

Abastecido com gasolina, o Tiggo 5X 2019 alcança 147 cavalos de potência. Já com etanol, temos um leve aumento: 150 cavalos. Seja qual for o combustível escolhido, é possível chegar ao torque é de 21,4 kgfm.

De acordo com a fabricante, o veículo chega de 0 a 100 km/h em 11 segundos e sua velocidade máxima é de 180 km/h.

Se o seu desejo é um SUV compacto, Caoa Chery Tiggo 5X é uma excelente opção em relação ao custo-benefício. O valor estimado para venda é de R$ 86.990, aumentando um pouco caso o condutor queira tirar da garagem um carro já avaliado.

Por Jéssica Lima Cochete

Caoa Chery Tiggo 5X

Caoa Chery Tiggo 5X


Xiaomi lança Carro SUV com Assistente Pessoal Holográfico


Marca de eletrônicos anuncia seu primeiro carro SUV chamado Bestune T77.

É cada vez mais comum vermos empresas voltadas para a área de tecnologia se unindo a fabricantes de veículos. Com essa relação cada vez mais próxima, já pudemos ver parcerias fortes sendo criadas, por exemplo, entre Google e marcas que desenvolvem carros autônomos e a Samsung participando de lançamentos de carros na Coreia do Sul da marca Renault.

Nesse contexto, a Xiaomi, uma companhia chinesa e com sede em Pequim especializada em produtos eletrônicos, seguiu outro rumo. Isso porque a empresa participou ativamente do desenvolvimento do mais novo SUV chinês, chamado de Bestune T77, apresentando e colaborando na personalização do carro com as suas tecnologias de ponta. Uma parceria com a Bestune, é importante pontuar que o automóvel não foi criado do zero. Por isso, foi feita somente uma modificação em seus padrões para que ficasse ainda mais tecnológico.

Bestune T77 e Xiaomi

Considerado um SUV médio, o Bestune T77 chega ao mercado com um comprimento total de 4,52 metros e com uma motorização 1.2 turbo com 143 cavalos de potência. O câmbio é automatizado com 7 marchas e dupla embreagem. A montadora de automóveis First Automobile Works, a FAW, ficou responsável pela parte mecânica. A mesma já é muito conhecida pela sua parceria na China com a Volkswagen, uma vez que ela já comercializava o veículo desde o mês de novembro do ano passado.

Para a Xiaomi, ficou a responsabilidade de desenvolver a tecnologia que integra o carro, de forma a deixá-lo ainda mais equipado do que já era. Assim, o SUV passa a interagir com um assistente virtual da marca, o Xiao Ai, que funciona no mesmo sentido de outros como Google Assistente, Amazon Alexa e Apple Siri. A novidade é que, além de aceitar a todos os comandos de voz do condutor, o console possui também um holograma que mostra o avatar do assistente Xiao Ai. Esse avatar pode ser tanto uma garota desenhada no estilo das animações orientais, bem como um pequeno robô. O funcionamento do sistema é um pouco mais complexo do que os demais assistentes já fazem no veículo. A chinesa destaca a possibilidade de enviar comandos para a Xiao Ai para que ela controle algo dentro da sua casa. Sendo assim, é possível ativar um robô para aspirar o pó, solicitar que o ar condicionado seja ligado ou que uma lâmpada que você esqueceu seja apagada. Porém, isso somente é possível desde que os equipamentos do seu lar estejam integrados e sejam da marca.

Mercado chinês e lançamento em outros países

Apesar de parecer um pouco plagiada, já que outros assistentes realizam as mesmas funções, a ideia é muito válida, uma vez que o mercado chinês não é atendido por grandes empresas que oferecem o serviço. Um caso é a Google, que não tem participação na China. Já a Apple possui um atraso visível no quesito em relação à Amazon, que não possui qualquer fatia de mercado chinês.

A promessa da Xiaomi com a chegada do Xiao Ai, portanto, é de conseguir interagir melhor com tudo que está fora do veículo. Porém, para os brasileiros que já estão aguardando a chegada do Bestune T77 aqui no Brasil, a notícia não é muito promissora. Na verdade, sabe-se que o SUV terá a sua venda dedicada à China, na disponibilidade de duas versões e com preços de 135.800 e 124.800 yuans, o equivalente a R$ 77.949 e R$ 71.635. Já para os outros mercados, ainda não há qualquer notícia de sua chegada. Porém, caso a sua estreia seja um grande sucesso, a garantia é de que a Xiaomi continue em seus experimentos para se inserir cada vez mais no setor automobilístico. Já foi compartilhado, inclusive, um desejo futuro da empresa em planejar e lançar um carro elétrico que possa entrar na competição com o já conhecido Tesla Model 3. Resta, portanto, aguardar.

Kellen Kunz


Novo Ford Ecosport Sem Estepe – Vantagens e Desvantagens


Modelo deve ter uma diminuição de custo e novos pneus do tipo RunFlat.

O ano de 2019 parece que promete ser o de muitas novidades para quem acompanha o mundo automobilístico.

Desta vez, a Ford tem se destacado neste cenário como um dos principais nomes que promete sacudir este ano. Depois de anunciar a sua parceria com a Volkswagen para a produção da nova Ranger 2020, a empresa já mostrou que vai dar uma verdadeira guinada em sua linha de produção de seus veículos no mercado mundial.

Depois de anunciar o fechamento de sua fábrica de caminhões no interior paulista, o que encerra as suas atividades neste tipo de categoria e a aposentadoria do famoso Fiesta, ela vai direcionar toda a sua atenção para mercado dos SUVs tanto fora quanto no país.

Como trazer grandes novidades é o seu estilo, a montadora anuncia agora o lançamento de sua nova geração do famoso Ecosport.

Até aí tudo bem, não parece uma grande novidade a não ser por um detalhe: o novo modelo chega ao mercado sem o famoso estepe traseiro, que antes ocupava todo o espaço externo da tampa traseira. Bom, até agora, nada de novo, afinal ele deve estar localizado na parte de baixo da traseira, como todo veículo desta categoria. Enganou-se quem pensou assim. O novo Ecosport já vem de fábrica sem nenhum tipo de estepe.

Não! Você não leu errado! A nova versão que deverá estar à venda nas concessionárias a partir de março de 2019 não possui um pneu substituto para o caso de algum dos principais der defeito ou mesmo furar no meio do caminho.

Então você deve estar se perguntando, por que a Ford resolveu lançar uma versão com esta novidade? De acordo com os engenheiros da marca, um dos motivos principais seriam a falta de espaço do bagageiro, que na nova versão estaria mais alongada e sem o estepe. Assim, o carro ganharia mais alguns litros de espaço, o que o tornaria mais competitivo dentro de sua categoria, afinal, os SUVs já caíram no gosto dos consumidores brasileiros e a Ford não deixaria passar esta oportunidade para emplacar um volume cada vez maior de vendas.

Alguns especialistas falam que a ausência do estepe poderia trazer algumas vantagens, sendo a principal delas o custo final do modelo, que seria bem menor, além de uma maior segurança, pois você não vai precisar parar no meio da estrada para trocá-lo, caso ele fure de madrugada, por exemplo.

Para substituir o estepe, a Ford adotou os pneus do tipo RunFlat, que são capazes de rodar sem nenhum tipo de calibragem. Apesar da segurança, o motorista só vai poder rodar por uma distância de até 80 Km e não pode ultrapassar os 80 Km/h. Como este tipo de pneu possui uma maior quantidade de borracha, principalmente nas suas laterais, o seu peso é maior, o que contribui para que o carro fique mais pesado e o seu consumo aumente. Esta é uma das desvantagens do novo modelo.

Além disto, o carro vem equipado com um kit de reparo composto por uma bomba e um selante liquido, caso o motorista queira rodar acima da distância permitida ou até encontrar uma borracharia para consertar o pneu furado em definitivo.

Cabe salientar que o modelo sem estepe deverá ser comercializado somente em uma versão, a Titanium 1.5, com motor do tipo TiCVT de três cilindros e com 137 cvs e câmbio automático de seis marchas. Ele substitui a versão Titanium 2.0 com estepe. Caso o motorista prefira a versão tradicional, ela estará disponível para venda nas mesmas configurações também.

Com relação ao preço, o novo modelo não deverá custar menos que R$ 100.000,00, mesmo com uma versão mais simples de motorização na tentativa de baixar os custos e elevar as vendas.

Emmanoel Gomes


Novo Volkswagen T-Cross 2019 – Pré-Venda e Preço


Novo modelo da Volkswagen deve concorrer com HR-V, Renegade e Creta.

A sua apresentação foi realizada no Salão do Automóvel de São Paulo 2018, o novo modelo Volkswagen T-Cross foi lançado oficialmente no Brasil, acirrando a disputa entre a categoria SUV. Inclusive, o T-Cross, quando comparado com os outros SUVs da marca, é o que apresenta menor proporção. O novo modelo irá competir com os modelos Jeep Renegade, Hyundai Creta, Honda HR-V e o Ford EcoSport. O preço de sua versão inicial é de R$ 84.990,00 e a sua versão topo de linha deverá chegar à R$109.990,00.

O T-Cross já está disponível no modelo pré-venda, porém, para adquirir o veículo, é necessário um sinal de R$ 5.000,00, a entrega para os compradores deverá ser realizada somente nos próximos meses. Esse valor de entrada, poderá ser pago através de boleto bancário ou então cartão de crédito. E pensando em agradar seus consumidores a Volkswagen irá presentear com brindes, aqueles que adquirirem o novo modelo na pré-venda. Será incluído para quem adquirir o T-Cross Confortline um cooler e quem optar por levar a versão Highline, uma bicicleta dobrável.

Se você estiver interessado em comprar o novo modelo ainda na pré-venda, se apresse, pois a fabricante disponibilizou apenas 400 unidades de cada uma das versões.

O usuário poderá escolher entre três versões, a primeira não possui um nome, porém, as outras duas configurações foram nominadas de confortline e highline. As versões confortline e a primeira configuração possuem um motor 1.0 turbo flex, com 128 cv e 20,4 kgfm. A última versão, a highline, será mais potente do que as duas primeiras, possuindo um motor 1.4 turbo flex com 150 cv e 25,5 kgfm. A Volkswagen afirma que é possível bater 100 km/h em exatos 8,7 segundos. Esses motores também são utilizados nos modelos do Golf, Jetta e Polo.

O T-Cross que está sendo vendido na Europa é um pouco menor do que o comercializado no Brasil. O modelo de lá possui 9 cm a menos de comprimento e 1,1 cm a menos de altura. Quem ficou responsável em produzir o novo modelo é a plataforma modular MQB, responsável também por produzir os carros mais modernos da Volkswagen. A fabricante alemã informou que as peças que serão utilizadas na fabricação do modelo serão 70% nacionais.

Conheça as características do novo modelo Volkswagen T-Cross

Porta-malas

O volume do porta-malas é de 373 litros. Muitos consideraram um volume razoável, porém, ele é maior do que o porta-malas do Jeep Renegade e EcoSport, mas perde para a proporção do bagageiro do Creta e do HR-V.

Pensando em oferecer mais espaço para os usuários, a Volkswagen criou um sistema para aumentar a capacidade do porta-malas para 420 litros. A única desvantagem é que os encostos dos bancos da segunda fileira precisam ficar em uma posição vertical, causando um pouco de desconforto para os passageiros.

Medidas do Volkswagen T-Cross

Como já dito anteriormente, o modelo que é comercializado no Brasil, possui dimensões diferentes do SUV que é comercializado na Europa. As medidas do T-Cross brasileiro são de 4,19 m de comprimento, 1,56 m de largura e 2,65 m de entre-eixos

T-Cross – conheça os seus rivais

Toda vantagem, possui sua desvantagem, e no caso do T-Cross é o valor. Da mesma forma que seus componentes são maiores e melhores do que os equipados nos modelos rivais, o seu preço também é maior. A versão mais barata do novo modelo está em torno de R$ 85.000,00 e a versão topo de linha está custando R$ 110.000,00.

Se você se interessou pelo novo modelo SUV, aproveite a pré-venda e nos deixe a sua opinião a respeito do preço e de seus componentes!

Anderson Jacinto Luiz


Preços do Volkswagen T-Cross 2019


Versões custam de R$ 84 mil a R$ 109 mil.

Depois das inúmeras especulações levantadas durante o ano de 2018, já é grande a expectativa em relação ao lançamento do Volkswagen T-Cross, em relação a suas versões e preços aqui no Brasil. Até onde foi divulgado, o primeiro SUV compacto da companhia alemã virá na versão inicial T-Cross 200 TSI com câmbio manual, no valor de R$ 84.990. A partir daí, os valores variam de acordo com outros pacotes que agregam ainda mais valor ao veículo, podendo chegar a custar R$ 109.990 em sua versão topo de linha Highline 250 TSI com câmbio automático.

Pré-venda do VW T-Cross

A pré-venda foi na última terça-feira, dia 19 de fevereiro, como forma de marcar o início oficial de produção. Além disso, a Volkswagen comemora ainda os 20 anos de suas operações na fábrica de São José dos Pinhais. Quem optou pela reserva, precisou pagar adiantado o valor de R$ 5 mil, sendo que a campanha somente aconteceu em um dia. No total, serão comercializadas somente 800 unidades, sendo elas divididas entre as versões Highline e Comfortline. As opções de entrada, por outro lado, serão oferecidas somente em seu lançamento diretamente nas concessionárias no mês de abril.

Diferentemente do que foi citado em algumas concessionárias, o modelo nacional não virá disponível na versão R-Line em um primeiro momento, ficando sua estreia somente para o futuro.

Sobre o VW T-Cross

Com produção oficial na fábrica de São José dos Pinhais, no Estado do Paraná, o VW T-Cross apresentado por aqui será diferente daquele crossover que circula na Europa. Apesar de utilizar igualmente a plataforma MQB-A0, o modelo no Brasil é maior, com 2,65 metros no entre-eixos. Isso acaba esticando ainda mais o seu comprimento, chegando aos 4,19 metros. Na sua versão global, o carro possui 2,56 metros de entre-eixos e 4,11 metros de comprimento, o mesmo utilizado pelo Polo. Assim, com as medidas superiores, a garantia é de mais espaço interno e um porta-malas ainda maior, com a capacidade de 385 e de 455 litros.

Já em relação à motorização, sabe-se que as três versões mais baratas virão equipadas com um motor 1.0 TSI com potência de 128 cv e torque de 20,4 kgfm. Esse mesmo motor pode ser encontrado em outros modelos da marca, como Golf, Virtus e Polo. Somente a opção de entrada utilizará o câmbio manual. As outras três serão automáticas, ambos com seis marchas. Na versão mais cara, o motor será 1.4 TSI com potência de 150 cv e torque de 25,5 kgfm. Para exportação, a fábrica ainda produzirá as versões com motor 1.6 MSI de 110 cavalos.

Versões e seus preços

A versão mais em conta, como já citada anteriormente, é o VW T-Cross 200 TSI, por R$ 84.990. Entre os equipamentos encontrados, destaca-se: ar-condicionado, seis airbags, banco de motorista com o ajuste de altura, assistente de partida para rampas, bancos de tecido, direção elétrica, coluna de direção para ajuste de profundidade e de altura, controle de estabilidade e de tração, computador de bordo, limpador e desembaçador traseiro, bloqueio eletrônico de diferencial, espelhos nas laterais com ajuste elétrico e com setas integradas, lanternas traseiras em LED, faróis de neblina (cornering light), ISOFIX, iluminação diurna com LED, rack de teto, rodas de liga leve em 16 polegadas e pneus 205/60 com baixa resistência para rolagem, sensor crepuscular, alarme anti-furto por comando remoto, sensor de estacionamento traseiro, sistema de som em Media Plus com entrada USB e conexão Bluetooth, vidros elétricos em função one-touch, volante multifuncional e suporte para o smartphone.

Na versão T-Cross 200 com o câmbio automático, o valor parte para R$ 94.490. Os equipamentos são os mesmos da versão anterior, alterando somente a transmissão e acrescentando-se a central multimídia com tela de 6,5 ‘’ Composition Touch e o piloto automático.

Na sequência, o T-Cross Comfortline 200 TSI ganha banco de motorista com o ajuste lombar, ar-condicionado digital, câmera de ré, porta-malas com um sistema de ajuste do espaço, rodas de liga leve de 17 polegadas e pneus 205/55, sensor de estacionamento traseiro e também dianteiro, sistema de frenagem automática para pós-colisão e, ainda, volante multifuncional com revestimento em couro e paddle-shift. O valor desse é de R$ 99.990.

Por fim, a versão Highline 250 TSI chega com mais equipamentos, adicionando bancos em revestimento em couro, iluminação ambiente em LED, detector da fadiga do condutor e sistema start-stop. O valor desse é de R$ 109.990.

Kellen Kunz


Mitsubishi ASX 2020 – Novidades e Mudanças


Modelo deverá ser apresentado em março no Salão de Genebra 2019.

Para a surpresa de muitos, o Mitsubishi ASX 2020 está de aparência nova na Europa e ao que tudo indica, vai demorar um bom tempo para deixar as lojas, podendo até mesmo concorrer ao Troféu Imortal. Devido a isso, alguns ousam chamar o SUV de “quase imortal”. Ele será apresentado no Salão de Genebra, localizado na Suíça, no dia 5 de março, e algumas imagens já foram divulgadas. Apesar do sucesso em vendas em 2018 (emplacando um número superior a 5 mil unidades comercializadas), infelizmente não há previsão de quando será o lançamento no Brasil, porém, a comercialização por aqui já está confirmada.

Chega a ser muito fácil desvendar de onde vem toda a influência para o desenvolvimento do novo visual de sua quarta reestilização, claramente foi baseado no modelo L200 triton em vários aspectos, carro este que ainda não foi lançado no Brasil, mas sua estreia foi confirmada para o final de 2020, então está cada vez mais perto. Então, se você quiser sentir o gostinho de dirigir um Mitsubishi ASX 2020 e não quiser esperar muito, há essa opção de similar. Para perceber as semelhanças, basta observar seu aplique cromado suja o formato lembra a letra “C”.

As alterações realizadas no design foram extravagantes, com destaque na dianteira, mas ainda sem mudanças interessantes nas laterais, e a plataforma se manteve como nas atualizações anteriores. Mesmo a lateral não tendo grande relevância no requisito de mudanças, é possível notar o acréscimo de um novo friso cromado situado próximo à caixa de roda dianteira. A grade agora está mais inclinada, os buracos encontrados no para-lama dianteiros para os piscas farão falta, o para-choque ganhou uma perspectiva mais reta e agressiva com difusor falso integrado e saídas de ar nas extremidades. Como se já não fosse o bastante, os faróis de neblina foram divididos em quatro pontos de luz em cada um deles e todos contam com iluminação de LEDs adicionados na traseira e no centro do para-choque, com direito a novo grafismo, mesmo zelando pelo formato. É possível que tal iluminação também seja baseada no modelo L200, nele a iluminação é separada dos faróis principais que, por sinal, ficam um tanto quanto mais deslocados para baixo.

Em seu interior, o Mitsubishi ASX 2020 mostra boas novas sublimes na central multimídia, que tem uma tela de oito polegadas e é sensível ao toque, equipada com GPS Tomtom integrado a um aplicativo capaz de checar o nível de combustível, mostrar o trânsito em tempo e indicar qual o posto mais próximo. Também virou portador de novas cores, variando entre os tons de vermelho Diamond, marrom Oak a laranja Sunshine. Caso você tenha passado o olho nas fotos e teve a leve impressão de que já viu aquela grade em algum lugar, saiba que não foi mera coincidência, pois ela lembra bastante a do modelo Eclipse Cross, considerado como o seu irmão.

Para manter o carro como imortal, a motorização foi mantida sem nenhuma modificação, ainda com um motor de quatro cilindradas de 2 litros, preparado para atingir cerca de 150 cv (cavalos) e 22 kgfm de torque na Europa e está disponível nas concessionárias locais já em setembro. Aqui no Brasil, o motor ganhou uma tecnologia mais flexível, ficando ainda mais potente, com a possibilidade de alcançar os 170 cv. O carro é disponibilizado somente com câmbio CVT. Ambos os casos tem opção de tração integral ou dianteira e a transmissão pode ser automática do tipo CVT (que simula 6 velocidade) ou manual com 5 velocidades. Os preços variam entre R$ 104.900 e R$ 130.990. A produção nacional dessa nova geração será efetuada na fábrica de Catalão, em Goiás, mas ainda não há data de chegada definida.

Fabio Santos


Hyundai Palisade 2019 – Novo SUV de Luxo


Modelo chega para ser o maior e mais luxuoso SUV da marca.

Os consumidores que já estavam acostumados ao estilo elegante do SUV mais vendido da Hyundai, o Vera Cruz, agora já podem respirar aliviados com o novo lançamento da montadora: o novo Palisade .

O lançamento, que ocorreu no último Salão do Automóvel em Los Angeles, nos Estados Unidos, veio para preencher a lacuna do primeiro SUV, citado acima, que junto com o Santa Fé, formaram uma dupla imbatível de vendas no Brasil.

A chegada do novo Palisade na categoria veio para incrementar as vendas neste segmento, além de oferecer aos consumidores de todo o mundo uma opção mais luxuosa para a categoria. Para quem já estava sentindo falta de um conforto e sofisticação extra do antigo Santa Fé, com certeza vai poder continuar a desfrutar do mesmo privilégio.

Para começar, o novo modelo traz algumas novidades para a marca, além de mesclar elementos tradicionais do estilo Hyundai.

Logo de cara, o visual do novo veículo já traz uma sofisticação extra, aliado a uma qualidade superior em seu estilo. Nota-se, logo de antemão, novas linhas e um novo formato mais quadrado, o que garante maior robustez ao modelo.

Como novidade, tanto os faróis dianteiros como as lanternas traseiras assumiram um novo formato, com um faixa de leds ligando uma peça a outra. O resultado é a impressão de que estes itens fazem parte de um só conjunto.

Os consumidores que já estavam acostumados ao tamanho maior do Vera Cruz vão ficar encantados com ao tamanho do novo Palisade. O novo modelo chega a alcançar quase cinco metros de comprimento (4,98 m), por quase dois metros de largura (1,98m) e cerca de 1,75m de altura. A distância entre os eixos também ficou maior (2,90 m).

Com um tamanho maior, é claro que o novo modelo possui a capacidade de transportar mais passageiros. O Palisade possui a capacidade de levar sete pessoas que se acomodam muito bem nas suas três fileiras, além disto, ele pode facilmente transportar duas pessoas separadas na segunda fileira e ainda possui a capacidade para três ocupantes em um assento na terceira fila.

Na parte interna, o veículo parece mostrar um verdadeiro ‘show’ de sofisticação e tecnologia. Ele apresenta um painel central de instrumentos bem destacado com cerca de 10,25 polegadas de dimensão e uma central multimídia bastante sofisticada.

O veículo ainda vem equipado com piloto automático, saída de ar-condicionado para a segunda e sistema de comunicação por interfone com a terceira fila.

Em termos de mecânica, o novo modelo da Hyundai promete muita potência para quem for dirigir um veículo da marca. Ele vem equipado de fábrica com um motor do tipo V6, 3.8 cilindros e com quase 300 cavalos de potência a um torque de 36Kgfm.

O novo SUV possui tração do tipo 4×4 ou apenas a tração simples na dianteira (vai depender da escolha do consumidor na hora da compra) e um sistema de transmissão do tipo automática de oito marchas.

Para quem procura mais sofisticação e estilo para um veículo na categoria SUV, o novo Palisade veio justamente para preencher esta lacuna deixada pelo também não menos que luxuoso Santa Fé, cuja montagem foi suspensa em 2012.

Como ainda não tem data prevista para estrear em terras brasileiras e segundo os sites especializados no assunto, a sua fabricação parece que vai ser focada neste início somente para o público americano, nos resta apenas ficar apreciando as belas imagens do veículo que já circulam na rede e se preparar para o seu lançamento nas concessionárias de todo o nosso país.

Com toda a certeza, pelo seu estilo e configuração, o preço do novo veículo promete ser um pouco mais ‘salgado’. Portanto, se você já sonha em ter um, é bom ir preparando o seu bolso.

Emmanoel Gomes


Hyundai Santa Fe 2019 – Características, Novidades


O Santa Fe, de perfil, apresenta desenhos bem marcantes, fazendo uso de vinco que inicia nos faróis e é finalizado nas lanternas. O teto também tem um caimento um pouco menos acentuado, elevando assim a sua traseira.

A montadora Hyundai apresentou, na Coreia do Sul, no começo do ano a terceira geração do Santa Fe, local onde o utilitário esportivo iniciou suas vendas. Entretanto, os brasileiros que estavam ansiosos para a chegada do modelo já podem se tranquilizar, pois o veículo já está chegando por aqui.

No país asiático, o lançamento também tem um toque brasileiro em sua estratégia. Aqui no Brasil é possível encontrar o modelo, nas lojas, em três gerações diferentes do Tucson, que são: a própria Tucson, o Ix35 e a New Tucson. Já os residentes na Coreia optarão somente entre duas gerações, sendo a segunda e também a terceira do Santa Fe.

Antes que as pessoas confundam é válido lembrar que esta geração nova será conhecida simplesmente por Santa Fe. Por sua vez, a geração anterior será comercializada pelo nome de Santa Fe XL, em suas duas versões a com sete e a com cinco lugares.

O utilitário esportivo médio da Hyundai não é de difícil reconhecimento em sua terceira geração. O Santa Fe é o modelo mais novo que possui faróis com divisões em duas partes, assim como o C4 Picasso da Citroën e o Fiat Toro. Seguindo à risca a nova tendência que foi iniciada pela marca através do compacto Kona.

A parte de cima dos faróis da Santa Fe se integra com a barra cromada de sua grade, já a parte de baixo é grande para chamar bem a atenção, porém não fica perdida na dianteira do modelo.

O SUV, de perfil, apresenta desenhos bem marcantes, fazendo uso de vinco que inicia nos faróis e é finalizado nas lanternas. O teto também tem um caimento um pouco menos acentuado, elevando assim a sua traseira, sendo bem interessante para a versão com sete assentos.

É válido lembrar também que o Santa Fe agora tem 8 cm a mais em seu comprimento, totalizando 4,77 metros de comprimento, possui mais cm de entre-eixos, chegando a 2,76 m. Em sua largura foi acrescentado 1 cm, totalizando 1,89 metros.

É nítida a evolução na parte traseira, porém lembra bastante o Infiniti fazendo uso de lanternas estreitas direcionadas aos para-lamas. O seu para-choque agora ficou mais volumoso e possui luzes de seta na parte de trás.

O seu painel também foi renovado por completo, com display destacado, o modelo recebeu, com central digital, um quadro de instrumentos, o qual permite projetar informações em seus próprios para-brisas através do display head-up.

Ainda possui frenagem de emergência autônoma, piloto automático adaptativo e assistente de permanência em faixa de rolagem.

Até o presente momento sabe-se que no mercado inglês a versão disponível será a que possui motor de 2.2 litros a diesel. Entretanto acredita-se que motores elétricos também sejam lançados neste mercado. Em outros países haverá duas opções de propulsores, sendo um a gasolina com 2000 cilindradas e com 235 cavalos, e outros a diesel 2.4 com 186 cavalos. No nosso mercado, a versão com sete lugares é comercializada com um propulsor V6 3.3 que gera 270 cv e possui caixa automática de transmissão pelo valor de R$ 196.702.

Santa Fe no Brasil

No meio do ano passado, a importadora CAOA diminuiu sua gama de versões disponíveis. O que tornou esta geração muito diferente aqui no Brasil foi a falta de uma versão que tivesse motor V6.

Atualmente, o modelo comercializado faz uso de um motor 3.3 litros V6 Lambda II que gera 270 cv com torque de 32,4 mkgf e transmissão automática de seis velocidades.

O motor 2.0 turbo mais recente é eficiente e mais moderno, mas o que chama atenção no mercado brasileiro ainda é a potência.

Agora a marca retirou sua versão maior do catálogo, o Grand Santa Fe então passou a comercializar a versão um pouco menor somente com sete lugares.

Por Filipe Silva

Hyundai Santa Fe 2019

Hyundai Santa Fe 2019


Mercedes-Benz GLE 2019 – Nova Geração, Lançamento


Nova geração do GLE da Mercedes-Benz conta com mais tecnologia e diversos itens de segurança e conforto.

O SUV mais comercializado pela montadora Mercedes-Benz, o já conhecido GLE, chega a sua quarta geração na linha 2019, agora com ainda mais tecnologia e diversos itens de segurança e conforto. Anteriormente conhecido popularmente pelo nome de Classe M, o atual GLE, o qual também compartilha a plataforma com o modelo Classe E, passou a ser mais moderno e agora possui um desenho diferenciado na geração de lançamento.

Os concorrentes dele também já são conhecidos antigos, como o Lexus RX e o BMW X5. Em geral, as linhas do modelo apresentam que a montadora continuou com boa parte do design já consagrado do modelo Classe M, porém agora possui a linguagem visual próxima dos modelos lançados recentemente, como por exemplo, o Classe A novo. A montadora alemã informou também que até mesmo a aerodinâmica do modelo 2019 foi alterada, passando a ter 0,29 de coeficiente aerodinâmico, que de acordo com a Mercedes é um dos mais baixos nesta categoria.

O maior destaque desta geração nova fica por conta da parte interna do modelo, o qual continua na minha linha das atuais características da montadora, oferecendo um painel digital equipado com dois displays de 12,3 polegadas, os quais trabalham como um painel de instrumentos e também como uma central multimídia. Ao se tratar de conectividade, o equipamento de central multimídia, como já era de se esperar, é a mais nova MBUX, a qual possui uma inteligência artificial e assim entende os comandos de voz dos usuários, permitindo realizar pequenas funções, entre elas traçar rota por meio do GPS e também alterar a temperatura do ar-condicionado.

O GLE linha 2019 ganhou mais 8 cm se comparado com a geração anterior. Segundo a montadora, esse aumento permitiu que o utilitário esportivo ofereça um espaço ainda maior para os passageiros nos bancos de trás, nas versões com 7 lugares, inclusive. No quesito porta-malas, o modelo passou a permitir uma carga de 825 litros, ou se estiver com os bancos rebatidos o volume total é de 2.055 litros, o que pode se considerar um bom tamanho.

Ao tratar de segurança, o novo Mercedes GLE possui assistente que auxilia na mudança de faixa e conta com frenagem de emergência em casos de risco de colisão ao realizar ultrapassagens. Possui também assistente de congestionamento ativo, o qual tem a capacidade realizar detecção de engarrafamentos, além de fazer o controle do ritmo de aceleração em velocidade menor que 60 km/h. Além disso, a tecnologia até pode auxiliar a dar passagem para viaturas ou ambulâncias. Outro ponto que é necessário destacar é o sistema E-Active Body Control, de suspensão pneumática, o qual faz o ajuste da suspensão de cada uma das rodas de maneira independente, melhorando assim a performance de todo o conjunto de suspensão do veículo.

Na questão dos propulsores, a montadora Mercedes-Benz, a princípio disponibilizou um motor com 6 cilindros em formato “V”, um V6 que possui uma potência de 367 cavalos e torque de 51 kgfm. Além do propulsor a combustão há também um híbrido com sistema baseado numa arquitetura elétrica com 48 Volts, o qual consegue gerar uma potência de 25 cv e um torque de 25,5 kgfm. A caixa de transmissão é automática e conta com 9 marchas.

Em um futuro próximo o GLE linha 2019 deverá contar com versões que possuam motores híbrido plug-in e movidos a diesel. O veículo irá ser apresentado ao público agora em outubro ao decorrer do Salão do Automóvel que acontecerá na capital francesa, Paris. Aqui no Brasil o modelo só deve chegar para o Salão do Automóvel da cidade de São Paulo no mês de novembro. Na Europa e no mercado norte-americano as vendas deverão iniciar no primeiro trimestre do próximo ano.

Por Filipe Silva

Mercedes-Benz GLE 2019

Mercedes-Benz GLE 2019

Mercedes-Benz GLE 2019


BMW X5 Quarta Geração – Lançamento, Novidades


O design exterior do modelo está mais imponente e robusto, todo aparelhado em nova tecnologia.

Uma das marcas mais bem-sucedidas do mundo fez estrear, há três meses, novo modelo. A companhia BMW está lançando a sua quarta geração de veículos da série, o X5. O design exterior está mais imponente e robusto, todo aparelhado em nova tecnologia. A companhia alemã soltou nota declarando que este novo SUV atinge parâmetros inovadores, no que toca ao conforto e ao requinte.

O design no geral foi mantido, entretanto, esta nova geração contém sutis alterações sobre a sua estética exterior. Em sua dianteira estão estilizadas novas entradas de ar, um pouco mais amplas, ladeadas de faróis LED, perfeitamente adaptáveis que, a partir desta edição, tornam-se parte integrante do equipamento da série. Em sua traseira foi operada uma grande alteração na tampa do porta-malas, o qual está agora munido de duas seções que facilitam o acesso ao seu interior. Ambas as tampas, de forma opcional, abrem e fecham automaticamente.

Deste modo, o New BMW X5 chega ao mercado internacional em dimensões superiores às do anterior modelo, mais comprido em 35 mm; sendo 32 mm mais largo e possui 11 mm a mais em sua altura. No que tange à distância do entre-eixos houve um significativo aumento em 42 mm.

Sobre o interior, está equipado de duas grandes telas em 12.3 polegadas. A primeira operando a função de painel de instrumentos; a segunda operando no console central e atrelada ao sistema de Infotainment. Os passageiros e o motorista serão beneficiados com bancos aquecidos e suplementados de ventilação, com função de massagem. Com relação ao player de músicas há a alternativa de um sistema de som tipo Bowers & Wilkins em 20 saídas, com potência de 1.500 watts.

Toda essa aparelhagem abrange diversos sistemas em assistência para a condução, que podem ser relacionados como segue:

O monitor de ponto cego; o assistente de faixa de rodagem; o sinal alerta de colisão na dianteira e na traseira e o detector de pedestres.

A alternativa de pacote Active Driving Assistant Profissional garante ao consumidor o benefício dos sistemas adicionais na função manutenção sobre a faixa de rodagem, a Lane Keeping Assist, que auxilia na evasão de colisão, ou Collision Evasion Aid, e o câmbio automático de faixas de rodagem, ou Automatic Lane Changing.

Em caso de haver necessidade embarque de maior quantidade de passageiros, existe a opção de uma terceira fila de bancos, que estará disponível no modelo a partir do mês de dezembro; além dos controles elétricos que operam no deslize, no rebatimento e no dobramento do encosto do banco traseiro comum.

Com relação à mecânica, as informações são as seguintes:

Trata-se do lançamento da linha de motores deste novo BMW X5, abarcando três blocos para 3.0 litros e mais seis cilindros. Um opera a gasolina e os outros dois a diesel.

A versão que roda a gasolina é o xDrive40i, com desempenho 335 CV de potência e mais 500 Nm em torque. As suas versões a diesel são os xDrive30d, com desempenho de 265 CV em potência, munido de um torque de 620 Nm. O Top de Linha de linha será apresentado pelo M50d Performance, constituindo o veículo mais potente da série, com 395 de CV e mais 720 Nm.

Este modelo conterá, em todas as suas versões, a chamada tração integral por meio do sistema xDrive, e equipadas com a transmissão automática em oito velocidades distintas, junto do conversor de torque.

Com relação aos amortecedores, estes são adaptativos garantindo ao consumidor a experiência de elevado grau de conforto. Entretanto, cada versão terá pacotes opcionais, conforme o grau de tecnologia nele contido. Alguns estarão munidos da suspensão pneumática adaptativa, que permite baixar ou elevar toda a carroceria em até quatro centímetros sobre o solo. Entre outras alternativas e pacotes com mais vantagens.

Esta quarta geração do BMW X5 chegará ao mercado em novembro e os preços ainda não foram divulgados.

Por Paulo Henrique dos Santos

BMW X5

BMW X5

BMW X5


Ford Endeavour 2019 – Especificações, Novidades


Novo modelo de SUV está prestes a ser lançado e terá diversas características interessantes.

Uma das maiores companhias automobilísticas em todo o mundo está com nova estreia no mercado. Trata-se do Ford Endeavour, o qual também é conhecido como Everest, que consiste em um típico SUV derivado diretamente da picape modelo Ranger, muito bem-sucedida no seio dos mercados do Sudeste Asiático, na Oceania e na Índia. No caso deste último, trata-se de utilitário esportivo munido de tração 4 por 4, que numa tacada genial de mestre foi aparelhado com dois motores mais clássicos, o 2.2 com 160 cavalos e o segundo de 3.2 com cinco cilindros e 200 cavalos força.

Entretanto, o novo substituto desta dupla, o qual é utilizado, em território brasileiro, tanto na picape média tipo Ranger quanto no jipe tipo Troller T4, consiste no novo motor chamado EcoBlue 2.0, portador de quatro cilindros, sendo que, no caso do modelo indiano, o mesmo possui desempenho de 180 Cavalos Força e mais 42,6 em termos de KGFM. Além disso, ele é uma versão bem mais potente com desempenho de 215 cavalos e mais 50,8 KGFM. É muito importante notar que esta última configuração do veículo está bastante semelhante à do modelo Ranger Raptor, produzida na Tailândia. Esse motor se combina perfeitamente com a nova versão, já que “endeavour” significa “empenho” em língua inglesa.

No sentido de sublimar ainda mais o modelo, a sede indiana da Ford fez incorporar ao seu propulsor uma nova transmissão automática munida de 10 marchas, que é a mesma utilizada no modelo Ford Mustang e no modelo da Chevrolet, o Camaro de 2019. Portanto, a partir deste ano o Endeavour estará aparelhado com um conjunto motriz bem superior, em termos de tecnologia e eficiência energética, aos antecessores, abrindo chance para, futuramente, ser vasado em uma versão equipada com até 238 Cavalos Força.

A meta precípua da companhia ao lançar o Ford Endeavour 2019 é atingir, em concorrência, a Toyota Fortuner, em sua tão conhecida versão SW4. Não é fácil disputar espaço com a japonesa; por essa razão, o SUV da marca americana está munido de faróis retocados; sua grade frontal está inteiramente atualizada e os seus para-choques dianteiro e traseiro foram redesenhados em estilo mais elegante; as suas rodas são de liga leve e aro raio 20 polegadas.

Em seu interior ele está aparelhado de dispositivo de multimídia SYNC 3 junto do Google Android Auto e do recurso da Apple Car Play; está equipado de uma câmera de ré e de um navegador com GPS integrado. Esta versão está bem recheada.

Além disso tudo, o modelo Ford Endeavour 2019 possui função do alerta de colisão; o controle de cruzeiro em modo adaptativo; o dispositivo de frenagem automática para emergências junto do detector de pedestres; vem com um alerta para pontos cegos; a função de faixa para correção, entre outros atributos imprescindíveis para um carro moderno. Munido do motor tipo EcoBlue, este grande SUV recebe um importante reforço no próprio mercado indiano.

Internacionalmente, este novo propulsor pode ampliar a sua participação no mercado internacional, fazendo com que sua comercialização chegue ao solo brasileiro, dado que a questão do bom desempenho energético tem muita relevância em todas as nações, substituindo os antigos motores, acima citados, em diversos países. Deste modo, todo o custo de produção destes veículos se faz mais alto devido ao suprimento global das peças. Entretanto, como este é o único motor deste tipo, seu custo na produção acabará tornando-se bem menor na linha EcoBlue 2.0.

Por Paulo Henrique dos Santos

Ford Endeavour 2019

Ford Endeavour 2019


Ford Edge 2019 – Características, Lançamento no Brasil


A Ford confirmou que o Edge 2019 chega ao Brasil no próximo ano.

A grande maioria das marcas automotivas já anunciou ou vão anunciar em poucos dias os seus próximos lançamentos para o ano de 2019. O mercado automobilístico promete grandes novidades para a próxima temporada. E uma das primeiras a inclusive confirmar algumas informações sobre os seus modelos é a Ford. No caso, o modelo em questão é o novo Ford Edge 2019. Considerada uma das melhores famílias, a Edge ganha mais uma versão com recursos cada vez melhores. Veja agora um pouco mais sobre a ficha deste veículo. Quem sabe após a leitura deste texto, o Ford Edge 2019 não se torna a sua escolha do mundo automobilístico?

A chegada do Ford Edge 2019 em território nacional

A Ford confirmou que o Edge 2019 chega ao Brasil no próximo ano. Espera-se que a única versão do veículo comece a ser vendida a partir do primeiro período. Assim, o carro vai ficar disponível e será uma das principais novidades do mercado automotivo durante todo o ano de 2019.

A respeito da única versão do Edge 2019 e também sobre o preço deste veículo

Como mencionado antes, o Edge 2019 tem apenas 1 versão. Em comparação, a outros modelos da Ford, como o EcoSport 2019 que conta com sete diferentes versões, a empresa americana decidiu comercializar no Brasil apenas um exemplar. Visto que o Edge é um veículo mais caro. A versão em questão é a 3.5 V6 gasolina Titanium AWD câmbio Automático. Já em relação ao preço, especula-se que este carro chegue ao mercado brasileiro custando a partir de R$ 249.000,00.

Sobre o motor e o desempenho deste novo lançamento da Ford

O Ford Edge 2019 é um SUV, e todos sabem que um carro com essa denominação é um carro grande e imponente. Como a grande maioria dos veículos com essa classificação, o Ford Edge 2019 é um automóvel 4 x 4 (tração nas quatro rodas). A nova versão do Edge tem 320 cavalos, o câmbio é automático e ainda tem seis marchas. A velocidade máxima desse carro é de 185 km por hora. E por se tratar de um veículo com uma alta eficiência, ele consegue chegar em 100 km por hora em apenas 9 segundos.

A aparência do interior e do exterior do Ford Edge 2019

O Edge passou por algumas transformações para o ano de 2019, sobretudo, na sua parte da frente. A grande frontal deste veículo foi disposta em uma estrutura mais quadrada e com as extremidades levemente arredondadas. Contrariando outros tantos carros, que são todos mais contam com um capô mais pra frente. A grande frontal em si, nas suas bordas é hexagonal e é formada por linhas que lembram escama de peixe.

Essa forma de escama de peixe também está presente no para-choque. O carro conta com dois jogos de faróis em sua parte frontal, o principal par tem um desenho diferente. Pois, a extremidade que encontra na grande frontal é final e depois, o farol vai se abrindo para os lados. Neste veículo, se mantém também o padrão de um capô com duas linhas criando diferentes superfícies.

A parte de trás do Edge foi aumentada, visto que o bagageiro conta com 602 litros. Além disso, com os bancos de trás podendo ser dobrados, o carro ganha ainda mais espaço interno. A grande verdade é que o Ford Edge 2019 é uma combinação de conforto e espaço para o motorista e os demais ocupantes do carro.

A cor predominante do interior do Ford Edge é cinza claro. Os bancos são de couro e se tem espaço para encostar a cabeça e o espaço para encostar as costas também foi ampliado. O volante deste automóvel é multifuncional, daqueles que algumas funções podem ser acionadas. O carro também tem tela LCD para ser ligada a dispositivos móveis. E também conta com diferentes recursos tecnológicos.

Para conhecer mais sobre esse modelo acesse: https://www.ford.com.br.

Por Isabela Castro

Ford Edge 2019

Ford Edge 2019


SUVs Mais Vendidos no Primeiro Semestre de 2018


O Jeep Compass foi o SUV mais vendido no primeiro semestre de 2018, com 28.194 unidades emplacadas.

Segundo dados oficiais da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores), disponíveis no endereço www.fenabrave.org.br, o campeão de vendas acumuladas nos últimos seis meses na categoria SUV foi o Jeep Compass.

O mercado de vendas em 2018 está crescendo, mesmo com eventos como a Copa do Mundo de Futebol que prejudicam a quantidade de dias úteis disponíveis no mês de Junho e Julho ou o problema de abastecimento recentemente enfrentado devido à greve dos caminhoneiros, houve uma alentadora consolidação do crescimento de unidades emplacadas ao longo de todo semestre. No total, até o fechamento do último mês foram 1.127.217 unidades vendidas permitindo registrar um aumento de 13,71% sob o mesmo período do ano passado, uma ótima notícia que culminou com o anúncio do programa de incentivos governamentais denominado Rota 2030.

Agora tanto as montadoras, fornecedores e rede autorizada esperam um crescimento consistente amparado por uma política concreta de incentivos e a pré-disposição da indústria em fornecer carros mais modernos e acessíveis a todos.

Segmento de SUV cresce

Anos atrás os SUVs médios eram considerados simplesmente carros de nicho, com poucos modelos ofertados (e consequentemente baixa competição), esta situação mudou radicalmente atualmente. Os modelos SUV estão “roubando” compradores de nichos tradicionais do mercado como sedan médios e hatches premium, o segmento de SUV, especialmente os modelos de entrada com melhor custo-benefício cresce e ocupa um espaço cada vez maior.

Prova disso são seus números, hoje todo segmento de SUV corresponde a cerca de 25% de todos os carros novos vendidos e emplacados no país, para efeito de comparação o carro mais vendido do país, o Chevrolet Onix, representante do segmento de hatches pequenos tem 27% de fatia, isto quer dizer que existe muito a ser explorado e conquistado, tanto em compradores como em produtos.

Jeep Compass é o campeão

Para muitos analistas o fato do Jeep Compass ser o vencedor em sua categoria apenas atesta a consolidação de uma marca e de um modelo comprometido com a boa qualidade e preço competitivo para seu segmento e porte.

O Compass já vem de ótimos números de vendas desde o início do ano e a tendência é que repita e inclusive se isole na liderança no segundo semestre, porém a aparente comodidade do primeiro posto não é sentida pelo seu pelotão abaixo, muito pelo contrário, entre os 10 primeiros SUVs mais vendidos algumas posições foram mantidas graças às poucas unidades na frente e mesmo as montadoras que possuem modelos recém-lançados ou novas gerações de antigos ainda lutam para melhorar suas vendas e participação neste nicho.

Vamos ao Resumo abaixo do Ranking

  • 1º Colocado: Jeep Compass com 28.194 unidades emplacadas.

Líder isolado no segmento, já vem de bons números de vendas desde os primeiros meses e deve continuar na liderança no segundo semestre, salvo algum outro importante lançamento da concorrência.

Jeep Compass 2018

  • 2º Colocado: Honda HR-V com 23.149 unidades emplacadas.

Mostra ainda fôlego e disposição, mas não está isolado em sua posição demonstrando a disposição da concorrência em mudar constantemente este ranking

Honda HR-V 2018

  • 3º Colocado: Nissan Kicks com 21.837 unidades emplacadas

O Kicks agora nacionalizado surpreendeu e venceu por poucas unidades seu outro concorrente de peso (veja abaixo), com isso, a Nissan mostra o seu acerto em investir na produção local.

Nissan Kicks 2018

  • 4º Colocado: Jeep Renegade com 21.430 unidades emplacadas

Teve a terceira colocação tomada por uma diferença mínima de exemplares vendidos, mesmo assim é muito bem aceito no mercado e faz a marca Jeep brilhar neste segmento com dois exemplares de peso.

Jeep Renegade 2018

  • 5º Colocado: Hyundai Creta com 20.152 unidades emplacadas

O SUV produzido localmente pela Hyundai se mostrou um sucesso, aumentando a participação da montadora coreana no mercado e abrindo caminho para novos produtos futuros.

Hyundai Creta 2018

  • 6º Colocado: Ford EcoSport com 15.988 unidades emplacadas

Mesmo apresentando mudanças recentes, o Ford EcoSport ainda está distante da liderança mantida pela Ford durante muitos anos neste segmento, de qualquer maneira não fez feio em comparação aos seus concorrentes diretos.

Ford EcoSport 2018

  • 7º Colocado: Chevrolet Tracker com 13.440 unidades emplacadas

Mesmo importado, está conseguindo bons números de vendas e a GM promete investir mais neste segmento.

Chevrolet Tracker 2018

  • 8º Colocado: Renault Captur com 9.342 unidades emplacadas

Ganhou do irmão mais velho por uma diferença não muito grande, em boa parte se deve este ganho pelo fato de representar um projeto mais novo.

Renault Captur 2018

  • 9º Colocado: Renault Duster com 8.402 unidades emplacadas

Conseguiu ajudar a Renault a colocar dois exemplares entre os dez mais vendidos, sendo seu custo-benefício o seu principal trunfo.

Renault Duster 2018

  • 10º Colocado: Honda WR-V com 7.975 unidades emplacadas

O principal mérito do projeto nacional da Honda é ter crescido em vendas no último mês permitindo alcançar esta ótima décima colocação dentro todos mais vendidos.

Honda WRV 2018

Por Carlos B.


Suzuki Vitara 2019 – Características, Especificações


O novo Vitara 2018/2019 vem para unir o útil ao agradável, ou seja, a Suzuki buscou unir a modernidade com a tecnologia e o prazer de dirigir.

Para quem curte carros esportivos, a Vitara da marca Suzuki lançada em 1988 é uma ótima opção. O carro está presente no mercado brasileiro desde o lançamento de sua 2ª geração, dez anos após o seu lançamento. A última geração, 4ª, foi lançada no ano de 2016, e trouxe muitas novidades. Todos os anos a Suzuki se preocupa em inovar os acessórios e as especificações do Vitara. Atualmente ele é fabricado aqui mesmo no Brasil, em uma fábrica localizada em Catalão, no estado de Goiás.

Suzuki Vitara 2018/2019 – Design

O novo Vitara 2018/2019 vem para unir o útil ao agradável, ou seja, a Suzuki buscou unir a modernidade com a tecnologia e o prazer de dirigir. Seguindo essa linha de raciocínio o design do veículo é composto por linhas robustas, outro ponto alto é que o consumidor pode personaliza-lo para que o agrade ainda mais. A personalização possui três opções de peças de design e mais sete tipos de texturas, ou seja, não falta opção para que o cliente possa deixar o carro a seu gosto.

Esses itens condizem somente com a parte externa, a parte interna também poderá ser personalizada pelo comprador, onde será possível escolher entre dez opções de texturas para personalizar a moldura do painel, saída do ar-condicionado, volante e câmbio.

Agora falando sobre as características do carro, foi adicionado novos faróis que ajudam a tornar o carro mais “imponente”, além disso, o carro irá contar com rodas de alumínio aro 17 e saídas de ar em suas laterais.

Pensando no conforto do motorista, a Suzuki adicionou ao carro um ar-condicionado digital automático, bancos com ajuste de altura, um computador de bordo e um volante com regulagem de altura, além de um porta-malas de 1120 litros de capacidade.

Suzuki Vitara 2018-2019 – Motores e Potência

Agora falando sobre a parte mecânica, foi adicionado ao novo Suzuki Vitara 2018/2019 um motor 1.4 turbo movido a gasolina, o mesmo da versão 4Sport, onde há 146 cv de potência e 23,5 kgfm de torque e um câmbio automático possuindo seis marchas que poderão ser trocadas manualmente através das borboletas posicionadas atrás do volante. As versões 4You e 4All irão contar com um motor 1.6 também movido a gasolina com 126 cv e 16,7 kgfm possuindo uma transmissão automática de seis velocidades.

Suzuki Vitara 2018/2019 – Destaques Positivos

Os destaques do novo Suzuki Vitara 2018/2019 ganhou destaque devido a seus equipamentos, ele irá contar com vários componentes que além de garantir a segurança dos passageiros, também irá zelar pelo conforto.

Além disso, o novo Suzuki Vitara 2018/2019 também contará com uma tração 4×4 e um consumo otimizado, a junção perfeita para agradar o consumidor.

Suzuki Vitara 2018/2019 – Destaques negativos

Assim como há muitos destaques positivos, há também os negativos, mas por sorte eles são menores do que os positivos. Os pontos fracos do novo Suzuki Vitara 2018/2019 são apenas questões de conforto.

O primeiro é pelo fato de não haver muito espaço interno, isso acaba prejudicando o conforto do motorista e passageiros, principalmente quando é necessário realizar viagens longas.

O outro ponto negativo é a falta de concessionarias para adquirir o veículo, atualmente a rede de concessionárias disponíveis para adquirir o veículo é muito pequena, esse fator faz com que muitas vezes o comprador perca o interesse de adquirir o carro pela dificuldade de encontra-lo.

Suzuki Vitara 2018/2019 – Versões

O novo Suzuki Vitara 2018-2019 irá contar com as seguintes versões:

  1. Vitara 6 4ALL 2018 2019;
  2. Vitara 1.6 4ALL (Aut) 2018 2019;
  3. Vitara 1.6 4YOU (Aut) 2018 2019;
  4. Vitara 1.6 4YOU 4WD (Aut) 2018 2019;
  5. Vitara 1.4T Boosterjet 4Sport (Aut) 2018 2019;
  6. Vitara 1.4T Boosterjet 4Sport 4WD (Aut) 2018 2019.

Os preços serão os seguintes: R$ 79.590,00 (1), R$ 85.590,00 (2), R$ 94.900,00 (3), R$ 99.990,00 (4), R$ 109.490,00 (5), R$ 114.990,00 (6).

Então se você é apaixonado por carros esportivos, fique atento ao lançamento do novo Suzuki Vitara 2018/2019.

Por Isabela Pierini

Suzuki Vitara 2019

Suzuki Vitara 2019


Volkswagen Tarek – Novo SUV será lançado no Brasil


Novo SUV tem previsão de chegar ao Brasil em 2020 com novidades.

A empresa Volkswagen em sua apresentação de novos SUV's que estarão em breve em comercialização no mercado chinês, mais especificamente do Touareg que era o carro de maior foco, abriu portas e deu um espaço para a apresentação de um novo carro, a mesma causou curiosidade e surpresa em quem assistia a palestra, pois nela foi apresentado o novo "Powerful Family SUV", mais conhecido como Tarek, este é o futuro SUV médio global, será produzido na Argentina a partir de 2020, isso apesar de parecer longe, está muito mais perto do que imaginamos, se formos pensar em tempo de anos um ano e meio não é quase nada. Ele tem alguma semelhança com o sketch, que foi apresentado também pela marca há alguns dias atrás, porém não é necessariamente igual, inclusive a empresa também fazia uma transmissão ao vivo e nela no final conseguiu-se perceber a escrita "Tharu", o que descarta toda essa relação de semelhança. Foi informado pelo dono da empresa que o modelo será sim vendido no Brasil e seu nome, por enquanto, não quer dizer que é a ultima opinião continua sendo Tarek.

Produção "camuflada"

Apesar de não divulgado publicamente toda essa história da produção do carro acabou sendo descoberto por algumas pessoas, pois em ocasiões especiais os donos da empresa da América Latina acabaram dando o nome Tharu para um modelo que futuramente vem a ser o carro Tarek, ou seja, o novo SUV da Volkswagen. Mas para camuflar a produção os donos da empresa preferiram dizer que esse nome era dado para um novo modelo de carro que estava sendo produzido na mesma, mas como já dito não demorou muito tempo para que os internautas conseguissem identificar algumas "falhas" em seus discursos, em uma divulgação dos novos modelos, está contida com 20 slides, o nome "Tharu" aparecia exatamente no modelo que hoje vem a ser o Tarek.

No final da apresentação A empresa divulgou algumas legendas, estas continham especificações de consumo dos carros e os motivos de não serem vendidos na Alemanha, dentre eles tinham alguns modelos como Thayron e o Tharu, como não se tinha conhecimento sobre esses modelos tudo leva a indicar a confirmação da hipótese de que esse seja o nosso SUV o Tarek.

O que o modelo traz? Especificações e Características

Ao assistir a divulgação do novo modelo percebeu-se que o Tarek traz as características de um SUV apresentado pela empresa há algum tempo atrás, ele traz os mesmos traços de design, com a intenção de trazer um veículo global. Das últimas imagens divulgadas desse suposto lançamento, a única coisa que o diferencia do Powerful Family SUV é a cor por que nas outras imagens não reais divulgadas o carro trazia uma cor mais amarela ou talvez até mesmo puxado para o verde, na apresentação da empresa ele apareceu com a cor marrom, mas o marrom mais discreto. A frente foi basicamente inspirada no Atalas ou conhecido como Teramont levou a uma breve conversa sobre os executivos da marca dizerem que é realmente um "mini-Treamont", ou seja, ao mesmo tempo que se há felicidade de um novo SUV chegar ao nosso mercado, alguns estão descontentes com toda essa "camuflagem" da empresa em não apresentar de vez o veículo.

Independente disso e do nome que será colocado em nosso mercado, no Brasil, o carro infelizmente chegará apenas em 2020, mas como previamente dito não é um tempo tão grande. Esta demora devido a nosso país vizinho Argentina divulgar em um blog de automóveis que o modelo será fabricado por ultimo lá, sendo produzido antes no México e na Rússia.

Por Gustavo Martins

Volkswagen Tarek

Volkswagen Tarek


SUVs Mais Econômicos do Brasil em 2018


Confira os 5 SUVs com câmbio manual mais econômicos do Brasil no ano de 2018.

O mercado de SUVs está bombando não só no mundo como no Brasil. Montadoras lançam cada vez mais produtos e versões para todos os gostos e bolsos, segmentos antes tradicionais como sedans médios tendem a diminuir, outros até sumir, como o de peruas (station-wagon), tudo isso graças ao porte, segurança e custo-benefício mais atraente proporcionado pelos SUVs.

De uns tempos para cá, as opções se diversificaram bastante, isto se deve não só ao gosto do consumidor entendido claramente pelos fabricantes como também pelas novas opções de modelos. Até então montadoras antes tradicionais aos seus nichos, por uma questão de sobrevivência e também inovação precisaram se adaptar a nova realidade.

Esta grande variedade de carros se traduz também nos preços e condições de pagamento, beneficiando claramente o consumidor que pode pesquisar muito para tomar uma boa decisão de compra em um mercado cada vez mais competitivo.

Os mais econômicos em consumo

Porém, não basta somente fazer uma boa compra, seja ela compatível com o seu bolso ou gosto, é preciso também pensar no custo de manutenção futura do veículo e principalmente no consumo de combustível diário e mensal, veículos mais econômicos tendem a ser mais eficientes, tanto pela tecnologia embarcada como também pela proposta oferecida na compra.

O portal de notícias IG em sua página específica voltada a notícias de Carros, enumerou os cinco SUVs mais econômicos do mercado com base nos dados publicados e coletados no Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

Para democratizar e nivelar a lista, foram escolhidos somente SUVs com câmbio manual de categorias compactas. Vamos à lista e aos comentários abaixo:

Primeiro Colocado: Ford EcoSport, versão Freestyle com motor 1.5. Média de 12,35 quilômetros por litro, tendo gasolina como combustível.

Isto se deve ao eficiente motor de três cilindros com 137 cavalos de potência, que ainda consegue consumir na média de 11,6 quilômetros por litros de gasolina na cidade.

A Ford oferece a EcoSport inicialmente por R$ 76.690,00.

Ford Ecosport Freestyle

Segundo Colocado: Nissan Kicks com motor 1.6. Média de 12,05 quilômetros por litro, tendo gasolina como combustível.

O Kicks se tornou um sucesso de mercado graças aos seus atributos, dentre eles a economia de combustível, por pouco não foi o campeão da lista, oferecido a partir dos R$ 73.190,00, ele também não decepciona na cidade com a média de 11,1 quilômetros por litros, rodando sempre a gasolina.

Nissan Kicks 1.6

Terceiro Colocado: JAC T40 com motor 1.5. Média de 11,9 quilômetros por litro, tendo gasolina como combustível.

O T40, importado pela JAC é menor que seus concorrentes diretos e também mais barato, partindo dos R$ 59.990,00, mesmo assim não faz feio com seu motor 1.5 flexível rendendo até 127 cavalos de potência, uma ótima escolha ressaltando a evolução da mecânica e produção dos automóveis chineses.

JAC T40 1.5

Quarto colocado: Peugeot 2008 com motor 1.6 THP. Média de 11,5 quilômetros por litro, tendo gasolina como combustível.

A Peugeot oferece o SUV 2008 com motor turbo de 1.6, com excelentes 173 cavalos de potência, domados por um câmbio manual de seis marchas, apesar de estar posicionado no final da lista, sua dirigibilidade e principalmente potência equilibram e compensam bastante seu conjunto como um todo.

Peugeot 2008 1.6

Quinto e último colocado: Honda HR-V com motor 1.8 na versão LX. Média de 11,25 quilômetros por litro, tendo gasolina como combustível.

Mesmo com um motor de arquitetura antiga, o Honda HR-V conseguiu desbancar outros modelos com proposta mais modernas com Hyundai Creta e Chery Tiggo, mérito para os seus 139 cavalos de potência disponibilizados e um torque de 17,4 kgfm, fazendo muito sucesso ainda entre muitos consumidores.

Honda HR-V 1.8

Agora é comparar e escolher o que mais cabe no seu bolso e nas suas necessidades de locomoção.

Por C. B.


Renault pretende lançar novo modelo SUV-Cupê


Projeto LJC, da Renault, seria um modelo híbrido, misto de um SUV-CUPÊ a ser lançado em 2020.

Se você pensa que já estamos experimentando o que há de mais moderno em termos de veículo da categoria SUV, realmente estamos. Aliás, esta é uma das categorias que mais faz sucesso e vende em todo o mundo, inclusive no Brasil.

Ao lado disso, as principais montadoras já conseguem entregar aos milhares de usuários em todo o mundo o que há de mais atual em termos de tecnologia automotiva para este tipo de carro. Mas não se engane, algumas já estão de olho no futuro e já preparam uma nova geração que vai emplacar em todo o mundo.

Neste cenário que poucos sequer desconfiam que existe, um dos nomes que se sobressai nesta tendência é a Renault.

De acordo com a imprensa especializada no complexo e concorrido mundo esportivo, a marca francesa já vem trabalhando arduamente numa nova geração que poderá, dentro em breve, substituir a tão cobiçada categoria dos SUVs atuais.

Segundo algumas fontes internas dos principais sites automotivos do Brasil, a marca já estaria desenvolvendo este projeto há cerca de dois anos e, segundo estes mesmos especialistas, este projeto até então tido como secreto, já teria passado das fases de estudo e planejamento para as etapas de teste.

As informações que se têm neste momento são de que os planos da Renault seriam colocar o novo veículo no mercado mundial já a partir de 2020.

Como se chamaria então o novo veículo a ser lançado pela marca em 2020?

Qual seria o nome do novo carro a ser anunciado para 2020? Ninguém ainda sabe. O que se tem confirmado é que a montadora apenas o batizou de Projeto LJC.

O início de toda a especulação surgiu a partir do momento em que a Renault chegou a admitir publicamente que já está trabalhando na elaboração de um projeto de um carro que pudesse desbancar um dos seus concorrentes mais diretos, Jeep Compass.

A partir disso, todo o burburinho que envolve o veículo foi tanto que precisou que o presidente da Renault no Brasil, Luiz Fernando Pedrucci, viesse a público para acalmar os ânimos e declarar que o projeto, de fato, existe, porém, tratava-se apenas de um futuro protótipo ainda em fase de testes para ser usado nas estradas e rodovias brasileiras.

As declarações do executivo podem até ter sido suficientes para acalmar os ânimos. Entretanto, não foram suficientes para frear a curiosidade de muitos jornalistas especializados na área.

Neste sentido, o site da UOL foi um dos que saíram na frente e divulgaram a notícia de que o novo veículo da Renault seria feito a partir da mesma plataforma de outro carro da marca, o novo Kwid.

O site foi mais profundo em suas investigações e, de acordo com suas fontes exclusivas, ele divulgou que as inicias LJC na verdade englobam o lançamento de um carro ‘híbrido’, misto de um SUV-CUPÊ.

A Renault estaria na vanguarda de uma nova tendência na categoria dos SUVs

Esta seria então a intenção da montadora francesa em lançar esta nova tendência para a categoria de veículo. De acordo com informações mais detalhadas obtidas pelo site, a marca estaria se preparando para o lançamento de um crossover que absorveria os dois estilos, um modelo misto.

Ele teria uma breve semelhança com os modelos da BMW X2 de cinco lugares, sendo que um pouco mais comprido que o seu primo, o Captur. Estaria então bem perto do Compass, da Jeep.

As informações dão conta ainda que caso seja lançado em 2020, e parece que só vai ser possível pare este ano, o novo modelo deverá ser fabricado na unidade da montadora em São José dos Pinhais, no estado do Paraná.

Para quem quer saber do preço, apesar de nada ter sido divulgado oficialmente, a estimativa é que ele possa ser vendido a preço final que pode variar entre R$ 100.000,00 e R$ 150.000,00. Tudo para poder ser um sucesso de vendas e tentar tomar a dianteira do seu maior concorrente.

Por Emmanoel Gomes

Renault LJC


Kia Sportage 2018 – Características, Especificações


O Sportage 2018 trará bom desempenho, muita segurança, alta tecnologia e bastante conforto.

O Kia Sportage versão 2018 chega ao mercado no Brasil com algumas modificações notórias em relação à versão anterior. Com preço ajustado, a marca parece visar à continuidade da presença da KIA no ranking das SUV mais procuradas no mercado automobilístico brasileiro.

Você pode esperar da SUV Sportage 2018: bom desempenho, muita segurança, alta tecnologia e bastante conforto.

Para quem já se interessou pelo modelo, podemos adiantar que ele está disponível em 2 versões e que já está à venda nas concessionárias espalhadas pelo país.

As duas versões são: LX básica e Ex top. Os preços começam em R$109 mil e R$134 mil, respectivamente, sendo R$ 6 mil e R$ 12 mil acima dos preços atuais.

Os modelos são totalmente renovados, dispondo de muita tecnologia, oferecendo as melhores soluções para os usuários! Confira mais detalhes sobre o modelo a seguir!

Novidades das versões do Sportage 2018

A quarta geração dos SUV's Sportage da Kia chega em grande estilo! O carro é completo e vem com design moderno. As atualizações começam com os itens tecnológicos. Considerado um modelo SUV de status e chamado de carro de luxo, o Sportage 2018 conta com o motor 2.0 litros em ambas as versões de acabamento. Além disso, as versões contam com 6 velocidades e transmissão automática.

Vamos às principais especificações técnicas do modelo:

– Acerca do desempenho

Pneus – 245/45 com roda aro 19;

Freios a disco, sendo ventilados na frente, sendo sólidos na traseira;

Suspensão independente, tipo McPherson na parte frontal, além de multi-link independente na parte traseira;

Direção elétrica;

Câmbio conta com tração dianteira, sendo automático com 6 velocidades como já citado;

Cilindrada de 1.999 cm³;

Torque conta com 20,2 kgfm a 4700 rpm;

Características do motor: tipo flex, transversal, dianteiro, 4 cil. (em linha), injeção eletrônica, comando duplo.

– Acerca das dimensões

Capacidade que o tanque possui 62 litros;

Porta malas tem capacidade de 868 litros;

Peso de 1570 quilos;

2670 milímetros entre eixos;

1665 milímetros de altura;

1855 milímetros de largura;

4480 milímetros de comprimento.

– Acerca dos itens da versão LX

A versão LX da Sportage 2018 possui:

Rodas de liga leve com aro 17;

Volante multifuncional;

Entradas USB, Bluetooth, e AUX;

Ar-condicionado;

Direção e trio elétrico;

Rádio que possui CD/MP3;

Controle de cruzeiro;

Câmera de ré.

– Acerca dos itens da versão EX

A versão EX Sportage possui todos os itens da versão LX citadas acima. Além desses itens, podemos citar também:

Teto solar panorâmico;

Sensor de chuva;

Assistente de partida de rampa;

Ar-condicionado de duas zonas;

Airbags de cortina e laterais;

Lanterna de LED;

Faróis de neblina;

Alerta no volante para a troca de marcha;

Câmera de ré (tela multimídia);

O consumo médio do Kia Sportage 2018 fica em 8,7km em São Paulo, enquanto na estrada conta com 11km por litro.

Por ser uma SUV considerada como luxuosa, as duas versões estão disponíveis no mercado automobilístico brasileiro sendo:

  • O Kia Sportage 2018 2.0 versão LX flex: R$112.990;
  • Kia Sportage 2018 2.0 versão EX flex: R$139.990.

Na comparação, o custo benefício desse veículo é bom, pois apesar do preço ser alto, os benefícios oferecidos pelo Sportage 2018 são muito competitivos. Poucos carros – ainda mais da categoria SYV – oferecem tanta tecnologia e conforto.

Vale lembrar que o carro já está à venda em todas as versões!

E você, o que achou do novo Sportage 2018? Acha que ele é digno de um top SUV da KIA? Não se esqueça de compartilhar conosco as suas percepções!

Por Carolina B.

Kia Sportage 2018


Hyundai Creta 2018 – Novidades, Preço e Análise do Carro


Veja aqui todos os detalhes do novo Hyundai Creta 2018.

As novidades que surgem no mercado automotivo da atualidade tem modificações a cada momento com o surgimento de novas versões para carros já conhecidos como o Hyundai Creta 2018, que será detalhado em seguida neste artigo.

Conhecimentos básicos sobre o Hyundai Creta 2018

O Hyundai Creta 2018 é o novo modelo de crossover desta marca coreana, o qual possui como principais concorrentes no mercado brasileiro veículos como Jeep Renegade e Honda HR-V.

A sua criação ocorreu na China, no ano de 2014, tendo sua linha 2018 lançada já neste ano de 2017, com o uso para sua criação da plataforma que elabora modelos como o Kia Soul para obter um corpo com maior volume e robustez.

Principais características técnicas do Hyundai Creta 2018

Em seu aspecto mecânico, o Hyundai Creta 2018 possui motor 1.6 litros com a opção de 2.0 litros disponível para os consumidores interessados, além de permitir a escolha entre câmbio manual ou automático.

Com relação específica ao seu desempenho, este veículo com seu motor do tipo 1.6 litros consegue chegar a uma velocidade máxima de 172 Km/h, chegando de 0 a 100 Km/h em apenas 12 segundos.

Quanto ao desempenho do Hyundai Creta 2018, é possível mencionar ainda a sua força maior quando funciona em baixa rotação, conseguindo alcançar 6.000 rotações por minuto em uma potência de 130 cavalos (usando etanol) e de 123 cavalos ao adotar gasolina como combustível.

Quando se pensa no seu estilo, de maneira geral este veículo possui um estilo mais sóbrio com inovações como a frente mais elevada, grade em formato hexagonal e para-choque com novos contornos para os faróis de neblina, que agora estão presentes neles.

Além disso, possui um teto do tipo reto, composto por vigas grossas oferecendo, ainda, um conjunto ótico com LED´s diurnas que podem contar também com xênon nos seus projetores.

Aspectos internos do Hyundai Creta 2018

Ao se pensar no interior do Hyundai Creta 2018 é possível obter um bom visual com oscilação nas cores preto e tungstênio, tendo um design diferenciado por meio de detalhes como as portas com seus puxadores devidamente personalizados.

Possui um quadro de instrumentos completo, tela no sistema multimídia de 7 polegadas equipado com opções como Android Auto e CarPlay, além do seu sistema de espelhamento inovador criado para substituir o MirrorLink.

Contém também elementos diferenciados como ar-condicionado automático, volante multifuncional com comando dos vidros em posição adequada, sem contar com os bancos confortáveis e bem colocados com difusores de ar centrais.

Mais um ponto que precisa ser destacado com relação ao Hyundai Creta 2018 consiste no bom espaço interno que oferece com conjunto completo para colocação de cintos e apoio de cabeça destinados a todos os seus ocupantes.

Contém uma altura interna adequada integrada a um bom isolamento acústico, sendo ideal para famílias, pois possui um porta-malas com capacidade para armazenar em seu interior até 431 litros de bagagens.

Ao se ponderar sobre os equipamentos que estão inseridos neste modelo da Hyundai, podem ser mencionados airbags, assistente de partida em rampa, sensor de chuva, rodas de liga leve com 16 e 17 polegadas em seu diâmetro, além de controles quanto à tração e estabilidade.

Preços relacionados com Hyundai Creta 2018

O fato de agradar com um determinado modelo de veículo como o Hyundai Creta 2018, tem sua aquisição limitada pelos montantes financeiros a serem praticados os quais, ao se pensar neste componente, depende fundamentalmente da versão pretendida.

De forma básica, a aquisição deste veículo vai variar de R$69.990,00 para o Hyundai Creta Attitude 1.6 AT, R$78.790,00 para o Hyundai Creta Pulse 1.6 MT e chegando até a R$99.990,00 para os interessados no Hyundai Creta Prestige 2.0 AT.

Conclusão

Portanto, o Hyundai Creta 2018 é uma das melhores recomendações no mercado automotivo da atualidade, disponibilizando uma beleza imponente com bom desempenho mecânico e conforto elevado para seus ocupantes diversificados.

Ana Camila Neves Morais


Jeep Compass 2018 – Ficha Técnica, Versões, Preço e Novidades


Conheça aqui todos os detalhes do Jeep Compass 2018.

As melhorias que podem ser oferecidas por determinada concessionária de um ano para o outro podem tornar um modelo específico muito mais atraente aos consumidores por diversos aspectos.

Um destes exemplos diz respeito ao Jeep Compass 2018, que chega às ruas de todo o país com atualizações não apenas em seu visual como também no desempenho mecânico cujos detalhes serão abordados em seguida neste artigo.

Características técnicas do Jeep Compass 2018

O Jeep Compass 2018 é um modelo que chegou há menos de 1 ano no território brasileiro e já conta com a sua primeira atualização, sendo um carro do tipo SUV cuja fábrica está localizada na cidade pernambucana de Goiana.

Em seu aspecto mecânico possui motor de 2.0 litros Flex, que consegue chegar a uma potência de até 166 cavalos com mecanismos para uma maior economia de combustível a exemplo do sistema start-stop e alternador para funcionamento sob demanda.

Com relação aos itens de série interessantes que podem ser encontrados no modelo estão os faróis de xenônio, alerta quanto à presença de veículos no ponto cego do Jeep Compass 2018 e um sistema de som que possui tela de 7 polegadas – versão Sport – e 8,4 polegadas – nas demais versões – sensível ao toque, colorida e com alta definição em todos os casos.

Ao considerar o seu sistema multimídia agora ele é compatível com sistemas como o Android Auto e o Apple Carplay, apresentando ainda um ar-condicionado com funcionamento digital de duas zonas.

Ainda sobre o seu aspecto interno, o Jeep Compass 2018 possui bancos de couro na cor cinza em todas as modalidades da versão Longitude bem como rodas de liga leve de 19 polegadas nos modelos relacionados com as versões Limited e Trailhawk.

Novidades interessantes no Jeep Compass 2018

Os aspectos inovadores presentes na nova versão do Jeep Compass 2018 são diversos como a criação da versão Limited, a qual é uma alternativa presente no topo de linha deste modelo que utiliza apenas diesel como combustível a qual não possui os atributos e o visual mais voltado para o formato off-road típico do Jeep Compass Trailhawk.

Em seu aspecto mais técnico, este modelo na versão Limited Diesel possui um motor de 2.0 litros Multijet II que consegue chegar a uma potência de 170 cavalos, 35,7 Kgfm de torque e um câmbio com incríveis 9 velocidades de marcha.

Além disso, ocorreu a inclusão de novas cores disponíveis em seu catálogo para a colocação neste veículo delimitado, permitindo assim uma caracterização mais específica de sua criação final, que são o Verde Recon Sólido e o Marrom Horizon Metálico.

Para quem adquirir um Jeep Compass 2018 nas versões Limited e Trailhawk é possível, ainda, escolher um opcional que consiste no porta-malas com abertura elétrica que permite uma experiência com maior tranquilidade no momento de utilizar esta parte determinada do veículo.

Preços relacionados com Jeep Compass 2018

As modificações que foram realizadas no Jeep Compass 2018 permitiram um maior conforto interno e atividade mecânica adequada, mas acabaram exigindo um gasto maior dos interessados em adquirir este modelo considerado.

Quando se pensa na nova tabela relacionada com este modelo da Jeep para o ano de 2018, é possível considerar os seguintes valores:

· Modelos do tipo Flex:

o Jeep Compass Sport Flex AT6: R$105.990,00

o Jeep Compass Longitude Flex AT6: R$114.490,00

o Jeep Compass Limited Flex AT6: R$131.990,00

· Modelos a diesel:

o Jeep Compass Longitude Diesel AT9: R$141.290,00

o Jeep Compass Limited Diesel AT9: R$157.990,00

o Jeep Compass Trailhawk Diesel AT9: R$158.990,00

Conclusão

Portanto, o Jeep Compass 2018 refere-se a um modelo de SUV que ganhou diferentes inovações para a versão que será comercializada no próximo ano, permitindo assim aos seus usuários maior conectividade e economia em seu uso rotineiro.

Ana Camila Neves Morais


Renault Captur 2018 – Ficha Técnica, Especificações


A linha 2018 do Renault Captur ganhou um design diferente e também muito mais espaço, para que motorista e os passageiros tivessem um conforto muito maior.

Nos últimos anos, a Renault vem conseguindo um número maior de vendas em países sul-americanos, sobretudo, no Brasil. A marca francesa vem apostando forte no mercado brasileiro. Pois, sabe que as pessoas que moram no país estão tendo um poder aquisitivo maior e a nação é hoje uma das mais importantes do mundo, devido a diferentes motivos. Com isso, a entidade europeia vem realizando os seus lançamentos em diferentes eventos pelo território nacional. E o seu mais novo lançamento no mercado automobilístico é o novo Renault Captur 2018.

Conheça agora mesmo um pouco mais sobre esta versão e o porquê ela atende aos diferentes quesitos para agradar ao público brasileiro.

O novo Renault Captur modelo 2018 é considerado um dos melhores modelos SUV. Este tipo de veículo é caracterizado por ser grande e por extremamente resistente, podendo ser usado em diferentes pistas e nas mais adversas situações. Primeiramente, é importante falar nas mudanças que a linha Captur sofreu para essa nova versão de 2018. Para este modelo, o carro ganhou um design diferente e também muito mais espaço, para que motorista e os passageiros tivessem um conforto muito maior.

Voltando a falar do design, o Renault Captur 2018 está com ar de carro mais esportivo. Isso se deve ao seu novo desenho dianteiro, que ganhou um para-choque novo e também a sua reformulação dos faróis. A parte traseira também foi modificada. Visto que, o porta-malas apresenta mais espaço para que diferentes objetos possam ser guardados.

O interior deste automóvel também sofreu com algumas mudanças, como por exemplo, o tipo de acabamento. O interior do Renault Captur 2018 foi coberto por um tecido muito melhor e muito mais durável. Os bancos possuem um espaço maior entre si e diferentes ângulos de reclinação. O painel conta com muitas funções para que o motorista tenha ainda mais segurança na hora de dirigir. Ele ainda tem mais espaços para armazenar os objetivos. O computador de bordo está muito mais tecnológico e com mais funções. A um clique você pode sincronizar qualquer aparelho de telefone móvel ou outro produto eletrônico. O volante também foi reformulado, ele garante uma direção mais leve ao motorista, sem tantos movimentos bruscos e também a partir dele, o motorista consegue disparar diferentes funções, como ligar o ar condicionado, iniciar ou parar músicas, dentre outras funções. A porta ao lado de quem está guiando o carro também ganhou botões que controlam as demais portas do veículo.

Com um motor flex de 2.0 e podendo chegar até a 148 cavalos, o novo Renault Captur modelo 2018 ainda conta com câmbio automático em diferentes velocidades. Ele pode ser abastecido com gasolina ou etanol. Visto que, em pesquisas recentes esses tipos de combustíveis são os que melhor possuem custo benefício no mercado nacional. O novo Captur 2018 apresenta uma série de itens de segurança, como um maior número de airbags, que agora cobrem praticamente todo o carro. Além de travas elétricas dos vidros, controle da velocidade ajuda para a estabilização do carro, sensores para parar o carro, para diferentes tipos de pista, dentre outros itens. O que faz com que o motorista tenha mais confiança ao dirigir um modelo SUV esportivo como este.

O veículo já está à venda desde o mês de março nas concessionárias da Renault espalhadas em todo território nacional. O seu preço a princípio é de R$ 78.000,00. Obviamente, este valor pode variar muito de acordo com que o motorista escolher de apetrecho para equipar o carro.

Para mais informações sobre o novo Renault Captur modelo 2018, acesse: www.sagarenault.com.br/index.html. Aproveite as diferentes condições que a Renault tem a oferecer para quem estiver interessado neste modelo.

Por Isabela Castro

Renault Captur 2018


Carros SUV Mais Baratos do Brasil 2018


Confira os carros SUV mais baratos do Brasil, suas características e preços.

Nos últimos anos o gosto do brasileiro por carros vem mudando. Um estilo que é muito famoso em outros países vem se tornando mais acessível e une custo e benefício, os veículos SUV (Sport Utility Vehicle) traduzindo para o português “veículo utilitário esportivo”.

Uma das características destes modelos é que eles unem as características de veículos de passeio, somados ao estilo off road, se adequando ao gosto e perfil de muitos motoristas, que vêm ficando cada vez mais exigentes.

Neste artigo vamos citar uma lista dos SUV mais baratos e mais vendidos no Brasil. Algumas montadoras revisaram seus projetos e lançamentos e investiram alto neste segmento de veículo utilitário esportivo.

Se você gosta deste modelo de veículo e quer fazer uma comparação entre os mais baratos e mais vendidos, continue lendo este texto até o final e descubra qual se encaixa ao seu perfil.

A seguir vamos apresentar alguns modelos que são considerados os mais acessíveis em termos de preço.

JAC T40 Pack 2

Quem está procurando um SUV e sempre busca pelo preço mais acessível, o JAC T40 vem com esta proposta para seduzir os compradores. O modelo vem com um pacote de equipamentos, completo com câmera de bordo e central multimídia, além do espaço interno. O preço coloca este SUV como o mais barato do Brasil liderando o ranking está sendo vendido a partir de R$ 58.990.

A motorização é 1.5 com 127 cv de potência quando é usado etanol ao abastecer. Para 2018 a promessa é um motor 1.6 com câmbio CVT, no entanto, o preço pode ultrapassar os R$ 62 mil.

JAC T40

Lifan X60

O Lifan X60 foi um dos carros mais bem vendidos em 2016. E este ano ainda continua sendo uma boa aposta para os fãs de SUV barato, espaço interno e com equipamentos.

Um dos atrativos deste modelo é seu espaço interno, onde tem a capacidade de levar até 5 passageiros com bastante conforto. Entre seus equipamentos a central multimídia merece um destaque pela tela sensível ao toque de sete polegadas e também com função GPS.

A motorização é 1.8 com 128 cv de potência, seu câmbio é manual e está sendo vendido a partir de R$ 63.490, colocando na segunda posição do ranking dos SUV mais baratos.

Lifan X60

Renault Duster Expression

Este modelo de SUV não tem aquele detalhe do oriente. O Renault Duster é fabricado em São José dos Pinhais, no estado do Paraná. Este modelo é um dos mais básicos da categoria com ar condicionado, vidros elétricos, volante com ajuste de altura. As rodas são de ferro com calotas e fica devendo na estabilidade e tração.

O sistema de som possui entrada USB e auxiliar, a motorização é de 1.6 flex com 120 cv de potência, a mesma potência utilizada pelos outros modelos Renault Sandero e Logan. O preço de saída desta versão é de R$ 69.490 e invista um pouco mais e leve o modelo equipado por R$ 74.990 com câmbio CVT.

Renault Duster

Ford EcoSport SE 1.5

Aquele motor 1.6 não é mais a aposta da Ford. Atualmente os novos modelos estão sendo equipados com motorização 1.5 de três cilindros com 137 cv de potência.

Uma das exigências dos consumidores é uma central multimídia com várias funções e recursos. Desde sua versão mais simples até a top de linha, o EcoSport vem com o sistema Sync 3 com tela de 6,5 polegadas compatível com Android e iOS.

Um dos fatores mais importantes do EcoSport é a estabilidade e tração e um sistema de segurança anti-capotamento. Este modelo possui muitos equipamentos desde airbag com 7 posições, direção elétrica, assistente de rampa, sensor de estacionamento, ar condicionado entre outros recursos interessantes.

O preço é de R$ 73.990, não é o mais barato, no entanto, é o mais recomendado da lista entre os SUV´s já listados. O EcoSport também está na lista dos mais vendidos do Brasil estando na quinta posição no ranking com 14.989 veículos vendidos.

Ford EcoSport

Por Marcio Ferraz


Chevrolet Equinox Premier – Características, Vendas no Brasil


Modelo Equinox é montado no México e chega ao Brasil isento de taxa de importação, além de muitos atributos.

Uma das principais apostas da General Motors para o mercado automobilístico brasileiro é o Chevrolet Equinox, o mais novo SUV médio da categoria que chega ao mercado brasileiro com muita expectativa.

Vale destacar que uma das missões do Equinox será repetir, ou até mesmo superar, o sucesso do seu antecessor, o Captiva. Dentre as semelhanças com o Captiva está a sua origem: o Equinox também é montado no México e chega por aqui isento de taxa de importação além de muitos atributos.

Todas as atenções estão voltadas para a versão top de linha do Equinox, a chamada Premier, que até então era inédita no Brasil. O preço sugerido da mesma é de R$ 149.900. Apesar de ser um valor um pouco alto para o padrão brasileiro, trata-se de um automóvel com o novo pacote agressivo da Chevrolet. Um dos exemplos disso está no motor, haja vista sob o capô termos um motor 2.0 turbo a gasolina de 262 cv com potência de 37 kgfm de torque associado à transmissão automática de nove marchas e tração integral adaptativa.

Apenas com o conjunto mecânico citado acima o Equinox já se torna o crossover mais potente da categoria que também conta com fortes concorrentes como, por exemplo, o novo Peugeot 3008, as versões diesel do líder da categoria Jeep Compass além dos representantes das marcas asiáticas.

Outro ponto de grande destaque deste automóvel é, sem sombra de dúvidas, a lista de equipamentos bastante chamativa e que pode fazer a diferença quando comparada a outros concorrentes diretos na categoria. Com isso, você irá encontrar um forração em couro bastante farta, faróis inteligentes de leds (que são capazes de alterar entre os fachos alto e baixo para evitar ofuscar a visão daquele que vem na pista contrária), ar-condicionado de duas zonas, teto solar panorâmico, sistema de som da marca premium Bose, ajuste elétrico com duas memórias no banco do motorista, ainda freio de estacionamento elétrico, carregador de celular por indução, chave presencial e partida por botão, sensor de luz, sensor de chuva, central multimídia My Link acompanhada de tela de 7 polegadas, dentre outros itens.

Vale destacar que o Equinox foi desenvolvido sob a plataforma D2XX do Cruze, o que faz que o lançamento da Chevrolet tenha o mesmo comprimento do sedan, ou seja, 4,65 m. A distância entre-eixos, por sua vez, é 2 cm superior e chega a 2,72 m. O espaço interno é bastante amplo e faz com que os cinco passageiros, capacidade máxima, viajem com bastante tranquilidade. O desenho alongado da traseira do Equinox dá a impressão de que o mesmo é um SUV 7 lugares, o que não é o caso.

O Equinox também tem grandes destaques quando o assunto é segurança. Como já destacado, ele vem acompanhado de itens como, por exemplo, faróis inteligentes full LED com facho automático, sistema de estacionamento com sensores frontais e traseiros, além de câmera de ré. Tais itens buscar trazer mais segurança tanto para quem dirige quanto para quem está como passageiro e são fundamentais. Também merecem destaque os 6 airbags presentes no automóvel.

Confira abaixo a ficha técnica do Chevrolet Equinox:

· Motor: turbo 2.0 16V a gasolina, com 4 cilindros em linha além de injeção direta e comando duplo.

· Potência: 262 cv a 5.500 rpm.

· Torque: 37 kgfm entre 2.500 e 4.500 rpm.

· Câmbio: sempre automático de nove marchas com tração integral.

· Direção: assistência elétrica.

· Freios: discos ventilados tanto na frente como na traseira.

· Rodas e pneus: 235/50 R19.

· Volume do porta-malas: 468 litros com opção de expansão.

· Preço sugerido: R$ 149.900.

Para mais detalhes sobre este lançamento da Chevrolet você poderá acessar o site oficial da Chevrolet (www.chevrolet.com.br/suvs/equinox.html). Através dessa página é possível encontrar a concessionária mais próxima de você, solicitar uma proposta diretamente com a empresa e muito mais.

Por Bruno Henrique

Chevrolet Equinox Premier


Peugeot 5008 – Ficha Técnica, Características


Novo modelo deve chegar ao mercado brasileiro com um atrativo espaço para até sete pessoas.

Uma super novidade no ramo automobilístico foi divulgada para o ano de 2018. Trata-se do Peugeot 5008, que, ao que tudo indica, deve chegar ao mercado brasileiro com um atrativo espaço para até sete pessoas.

As informações oficiais foram compartilhadas pela agência de noticiais Reuters. A base para a chegada do modelo 5008 foi feita pelo bom desempenho do 3008, que possui até mesmo fila de espera de aproximadamente quatro meses. Isso porque a cota avaliada para o SUV era de 250 unidades por mês. Porém, devido à grande demanda, essa já chega a necessidade de 900 veículos mensais.

Um pouco mais sobre o Peugeot 5008

Exibido em primeira mão no Salão do Automóvel de Buenos Aires, que ocorreu no mês de junho de 2017, o Peugeot 5008 possui a mesma plataforma modular em EMP2 de seu irmão e de outro modelo da Citroen, o Grand C4 Picasso. Com entre-eixos de 2,84 metros, uma das diferenças do 5008 é o comprimento de 4,64 metros, o que o coloca numa posição de um pouco menor do que o Chevrolet Equinox 2018 ou, ainda, o Novo Honda CR-V.

Com faróis do utilitário esportivo em full LED e luzes diurnas com diodos que emitem luz e repetidores de direção, o carro vem com lanternas na parte traseira também em LED e acabamento diferenciado em preto brilhante. Porém, é importante destacar que, apesar das semelhanças com o 3008, o 5008 apresenta as suas colunas D com um desenho próprio e com os frisos em alumínio.

Muito conforto em um carro só

Uma das características mais atraentes do Peugeot 5008 se refere ao cluster i-Cockpit, com tela digital de 12,3 polegadas e volante oval pequeno. Em relação à multimídia do automóvel, essa utiliza um sistema Android exclusivo para carros, o Android Auto e Car Play.

Outro detalhe que não pode passar despercebido é o ajuste elétrico e a função de massagem dos bancos. Tudo isso para garantir o maior conforto de quem estiver dentro dele.

Outras especificações

O Peugeot 5008 possui outras especificações e elementos que irão deixar os seus usuários apaixonados por esse carro. Entre eles, pode-se citar o frigobar localizado entre os bancos, o teto solar com visão panorâmica, o carregamento indutivo de um smartphone e toda a iluminação interna em LED.

Já na segunda fileira de bancos, os assentos possuem ajustes longitudinais, permitindo o fácil acesso à fileira localizada na traseira. Todavia, os lugares do fundo do SUV não possuem um ajuste nos seus encostos verticais, o que proporciona um espaço mais reduzido no bagageiro.

O que é esperado para o motor do Peugeot 5008?

Na Europa, o utilitário já é comercializado na versão com motor 1.2 turbo de 130 cv e no 1.6 THP de 165 cavalos. Além disso, ainda há as variantes disponíveis a diesel.

Já no Brasil, a motorização esperada para chegar ao mercado no Peugeot 5008 é somente a padrão da marca francesa, o já mencionado motor 1.6 THP, com 165 cavalos de potência e torque de 24,5 kgfm. Esse será somente a gasolina. Já o câmbio será automático e de seis marchas.

Melhora da Percepção

Uma forte estratégia da Peugeot de melhorar a sua percepção entre os usuários brasileiros da marca, o 5008 busca elevar a imagem da marca no país, trazendo uma gama de veículos que já está na Europa. A mudança já começou com a importante chegada do 3008 que, apesar do pequeno volume de vendas em unidades totais, já apresenta resultados satisfatórios.

Portanto, resta aguardar mais detalhes do que vem por aí no próximo ano. Fique ligado e não perca nenhum lance importante da montadora francesa.

Por Kellen Kunz

Peugeot 5008


Ford EcoSport x Honda HR-V 2017 – Comparativo, Diferenças e Qual é Melhor


Confira aqui um comparativo entre o Ford EcoSport e Honda HR-V e descubra qual é melhor.

Para quem é fã dos carros do tipo SUV, deve se lembrar da estreia do tão famoso Ecosport da Ford no ano de 2003. Considerado uma novidade na recente categoria deste tipo de modelo de carro no país, naquele ano o automóvel praticamente inaugurou esta nova era na qual foi líder absoluto de vendas embalado pela novidade e o desejo de milhares de consumidores ávidos em possuir um exemplar na garagem.

Entretanto, este ‘reinado’ durou somente até 2005, quando a maioria dos seus concorrentes praticamente inundou o mercado brasileiro com veículos na mesma categoria e de lá para cá, a febre dos SUVs praticamente explodiu em todo o país.

Em 2011, a Ford assistiu praticamente o seu modelo pioneiro ‘despencar’ no ranking nacional das vendas deste tipo de utilitário. Desde então, empresa teve que se reinventar e para não ficar para trás, ela foi obrigada a reformular todo o seu conceito no segmento dos SUVs, principalmente em relação aos similares das marcas importadas.

Neste sentido, um dos seus maiores concorrentes, o Honda HR-V, foi o responsável tanto pela brusca queda de vendas do EcoSport quanto a fonte de inspiração para a Ford partir para a remodelação do seu utilitário e incorporar novos conceitos e novidades para tentar fazer frente à concorrência de seu rival japonês.

Quais os principais diferenciais entre estes dois concorrentes de peso ?

A primeira diferença entre os dois principais concorrentes pode ser sentida, de início, logo no bolso. Enquanto o modelo brasileiro, o Freestyle Ecosport pode custar cerca de R$ 86.500,00, o seu concorrente, o Ex da Honda, chega a custar R$ 94.600,00.

Os especialistas não perdoam e criticam o fato de que por um preço que pode chegar a quase R$ 100.000,00, o modelo da Honda oferece poucos itens de série em relação ao modelo da Ford.

Elas costumam dizer que a diferença de preço pode custear as revisões do Ecosport 9 em número de 3, além de conseguir bancar ainda o IPVA sobre o mesmo, numa cidade como São Paulo.

O modelo da Honda deixa de sobressair em relação ao modelo brasileiro ao oferecer mais novidades que possam conquistar o público brasileiro. Nele se sobressai apenas as rodas de liga leve tamanho 17 polegadas, o seu ar condicionado digital, o freio elétrico e a sua câmera de ré.

Ponto para o HR-V é os seu sistema de freio com disco nas quatro rodas, ao contrário do EcoSport, que ainda adota o velho conceito de freio a tambor nas rodas traseiras. Mesmo assim, quem entende da área ainda torce o nariz no quesito segurança para o modelo importado. Isto porque o exemplar da Ford se sobressai com seus setes airbags frontais e laterais.

Motor e câmbio corrigido no novo modelo da Ford

Apostando na correção de um defeito que por muito tempo foi alvo de críticas por parte dos consumidores brasileiros, a Ford tratou de substituir o seu sistema de câmbio do tipo Powershift por um sistema convencional de transmissão automática.

O seu concorrente adota o sistema CVT, com a possibilidade de trocar de marcha através de comandos no volante.

A Ford adotou para seu modelo remodelado o motor 1.5 de três cilindros, do tipo Dragon. Ele possui uma potência de 137 CVs, contra o motor 1.8 da HR-V, com 134 CVs de força.

A diferença entre a performance de motores pode ser sentida na hora de encher o tanque. Enquanto o EcoSport se mostrou mais econômico na estrada, o modelo da Honda foi bem mais econômico na cidade.

Para maiores detalhes sobre as peculiariedades de cada modelo basta acessar assistir ao vídeo abaixo e conferir todos os detalhes para se decidir bem na hora da compra.

Emmanoel Gomes


SUVs Mais Vendidos no 1º Semestre de 2017


Confira os carros SUV que foram mais vendidos no 1º semestre deste ano.

Considerando os automóveis, bem como os comerciais leves é possível afirmar que o mercado brasileiro deste setor, cresceu 4,25% apenas no 1º semestre de 2017, isso em comparativo com o mesmo período no ano de 2016. Os dados foram disponibilizados pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) a qual acredita em crescimento contínuo para o 2º semestre.

Ainda conforme a própria Fenabrave, o resultado positivo foi impulsionado por emplacamentos de 5 segmentos distintos: os carros de entrada, os hatch pequenos, as SUVs, as Grandcab e as pick-ups de grande porte. As demais categorias tiveram suas vendas reduzidas.

A briga entre as SUVs

Nos últimos anos a linha das SUVs teve muitos lançamentos, sendo que o segmento, devido à variedade de modelos, e também a preferência do mercado brasileiro, está tendo uma luta bem mais “acirrada”. Até o momento o Honda HR-V permanece com vantagem, porém seguido bem de perto pelo Jeep Compass.

Veja quais foram as 5 SUVs que levaram mais vantagem em termos de vendas no 1º semestre do ano:

  1. Honda HR-V

Em primeiro lugar nas vendas da categoria está o modelo HR-V da Honda, que mantém um visual semelhante ao anterior. Foram 23.218 unidades vendidas no 1º semestre de 2017. O valor do modelo varia conforme a versão, permanecendo entre: R$78.700 e R$99.200

Honda HR-V 2017

2. Jeep Compass

Figurando em segundo lugar vem o Compass da Jeep, que está sendo muito bem aceito no mercado por oferecer economia, conforto e versatilidade. O modelo vendeu 22.003 unidades de janeiro a junho deste ano. Seu valor varia de R$103.490 (Sport) até R$154.990 (Trailhawk)

Jeep Compass 2017

3. Jeep Renegade

Mais um Jeep que está ganhando terreno, do qual foram vendidas 17.792 unidades no semestre. Outro que está se mostrando “querido” dos brasileiros, com muitas novidades e potência interessante. Seu valor de venda está entre R$72.990 e R$136.990

Jeep Renegade 2017

4. Hyundai Creta

Em quarto lugar está o Creta que chama a atenção por sua estética. Ele vendeu 17.323 unidades em 6 meses, os quais custaram entre R$80.000 e R$100.000 conforme as especificações das versões vendidas

Hyundai Creta 2017

5. Ford EcoSport

14.182 unidades da SUV foram vendidas no 1º semestre de 2017, com valores entre R$61.999 e R$80.300

Fotos: divulgação

Por Silvano Andriotti


Volkswagen deve lançar Novos SUVs e Picape no Brasil


Modelos devem concorrer com o Fiat Toro, Honda HR-V, Jeep Renegade e Hyundai Creta.

O Brasil tem cada vez mais se destacado pela produção de automóveis para um público extremamente exigente. E a prova viva disso é a montadora Volkswagen do Brasil, que confirmou na última quarta-feira, dia 5 de julho, que irá produzir uma picape inédita e mais dois novos SUVs no país.

A notícia foi dada pelo presidente David Powels, em cerimônia que celebrou a meta de 8 milhões de unidades produzidas do modelo Gol. O evento, que aconteceu em Taubaté, apresentou os utilitários T-Cross e o T-Roc, que são baseados, em sua estrutura, no novo Polo e no Golf, respectivamente.

Além desses, ainda foi falado sobre o novo rival da picape Fiat Toro. Essa, sem nome oficial divulgado, estará posiciada entre a Amarok e a Saveiro, também da marca Volkswagen.

Ao que tudo indica, a fábrica localizada na cidade de São José dos Pinhais, no Paraná, já estaria sendo preparada para a produção de um dos SUVs. O maior candidato ao posto, até o momento, é o T-Roc, que já teve apresentações camufladas pela marca e que deve ser apresentado ainda nos próximos meses.

Esse utilizará a plataforma MQB, a mesma que é utilizada no Golf, que também é produzido no local, sendo o substituto do modelo Tiguan, que já é comercializado no mercado de automóveis e segue sendo importado da Alemanha. Falando nele, em 2017 a VW ainda prepara o lançamento de uma segunda geração na versão Allspace, com mais conforto, mais espaço e maior.

Já o outro SUV da marca seria de proporções menores, concorrendo com o Honda HR-V, Jeep Renegade e Hyundai Creta. Esse compartilha da plataforma MQB A0, aquela utilizada no Virtus e no Polo. A produção desse será na unidade de São Bernardo do Campo, em São Paulo.

Para quem se surpreende com a quantidade de investimentos em SUV da marca, a resposta é muito simples. Com a venda cada vez maior desse segmento entre os usuários e compradores de veículos, a retomada nos investimentos se dá como uma estratégia clara de reposicionamento nesse tipo de veículo.

Resta agora aguardar os lançamentos oficiais da montadora Volkswagen. O que se sabe é que, por aqui, as expectativas já estão grandes quanto às suas chegadas.

Kellen Kunz


Jeep Compass poderá ter versão 4×4


Novo Jeep Compass poderá ganhar uma versão 4×4.

Para os amantes e fãs do Jeep Compass, uma grande novidade parece que poderá surgir com os novos modelos fabricados pela montadora e que poderá agradar a todos.

Existe a especulação de que a empresa poderá lançar, em breve, o seu modelo Compass na versão 4×4.

Atualmente, as versões fabricadas de um dos modelos do tipo SUV da Jeep, a Compass, está presente no mercado brasileiro nas versões Sport e Longitude, ambas com motor do tipo 2.0 Tigershark flex e câmbio automático de seis marchas.

Segundo o que se especula no mercado de automóveis é que a empresa cogita lançar em 2017, o seu modelo 2018 com câmbio de nove marchas, o que só é usada nas versões a diesel com tração nas quatro rodas.

Diante de tal informação, ficou óbvio supor que o sistema 4×4 poderá ser utilizado nos modelos menores, os SUVs, sucessos de venda no mercado atual.

A própria Jeep já foi questionada com relação à nova configuração. Ela confirmou o uso do câmbio de nove marchas, entretanto, não confirmou o uso da tração nas quatro rodas.

Para a informação dos leitores, a Jeep disponibiliza no mercado também o modelo Compass na versão 4×4, para motores a diesel, assim como o seu modelo mais popular o Renegade, também na versão a diesel.

Um outro ponto que não se pode esquecer em relação aos possíveis novos modelos é a questão do preço. Enquanto os modelos da Jeep a Diesel que são vendidos com a tração nas quatro rodas chegam ao mercado brasileiro com um preço final ao consumidor em torno de R$ 25.500,00, é de se esperar que os possíveis novos modelos de porte menores e que poderão sair com o mesmo tipo de tração possam custar um pouco menos.

Caso isso se concretize, quem deverá sair ganhando é o consumidor que poderá levar para casa o seu modelo de SUV da Jeep dos seus sonhos equipado com um câmbio e motor mais potente e por um preço até menor que os modelos maiores. Além disso, para aqueles que gostam de uma trilha, os novos 4×4 deverão cair no gosto popular.

Por Emmanoel Gomes

Jeep Compass 2018


Renault Captur 2018 – Lançamento, Novidades


Confira as novidades do novo modelo Captur da Renault.

Os consumidores brasileiros e fiéis admiradores da marca Renault já podem ter mais um motivo de comemoração. A montadora francesa acaba de divulgar que o seu mais novo lançamento, o Renault Captur 2018 e que já pode ser encontrado nas principais concessionárias da marca espalhadas pelo país.

A nova marca que já pode ser considerada um certo sucessor da versão Duster, chega ao mercado herdando a mesma plataforma de seu antecessor e também com uma série de novidades tecnológicas que prometem mais conforto, segurança e melhor dirigibilidade.

A empresa buscou elaborar um carro na sua versão SUV, a partir da experiência do seu primeiro automóvel (Duster) a estrear neste competitivo mercado e que com certeza deverá conquistar muitos consumidores brasileiros que não vão se incomodar em gastar um pouco mais para ter na sua garagem um modelo de uma das marcas consideradas uma das melhores do mundo.

Uma das novidades se vê logo de cara: É a chamada pintura biton, com a possibilidade de se ter o teto do carro com um tom de cor diferente do resto do automóvel.

Em termo de motor, o novo lançamento incorporou o tipo 1.6 Sce, com 12 cavalos de força e o 2.0, com 16 válvulas e potência de quase 150 cvs para quem gosta de andar mais rápido.

O novo design incorporou as lanternas de LED na traseira e dianteira, com a adoção de faixas laterais em desenhos próprios esculpidos na carroceria que parecem músculos bem definidos que começam acima do para-lama traseiro e que são completadas pela adoção de aros 17, o que dão um ar de potência e alta performance ao novo modelo.

No aspecto interno, o novo modelo da Renault encanta por sua sofisticação e funcionalidade. Ele chega às lojas equipado com todos os instrumentos que garantem ao motorista e aos passageiros a possiblidade de se conectar com o mundo exterior via Bluetooth, central multimídia, tela sensível a toque, GPS, câmera de ré e com comandos no volante que evitam que o motorista tire as mãos da direção enquanto estiver dirigindo.

Além de ter um porta-malas de bom tamanho (440 litros), o novo modelo traz o sistema de acionamento do motor por meio de cartão, sem a necessidade de chave e o travamento e a abertura das portas ao se distanciar ou se aproximar do veículo.

Por Emmanoel Gomes

Renault Captur 2018


Lista dos SUVs Mais Baratos do Brasil


Conheça aqui os 10 SUVs mais baratos do Brasil.

Nos últimos anos, os automóveis SUV (Sport Utility Vehicle), no português “veículo utilitário esportivo”, vem ganhando mercado devido a preferência dos brasileiros pelos modelos. Principalmente porque são automóveis que aliam características de veículos de passeio, somadas ao estilo (off road), atendendo assim ao perfil e gosto de muitos motoristas cada vez mais exigentes nos quesitos custo x benefício.

A adequação das montadoras à atual demanda, levando em consideração a necessidade de adaptação de projetos e lançamentos cada vez mais variados, tem sido evidente no mercado nacional. Tanto que existe hoje uma variação bastante grande em termos de preços também nos modelos SUV.

Você sabe quais são os 10 modelos SUV mais baratos hoje no Brasil? Vamos à lista:

– Lifan X60 = R$63.490:

  • Foi o modelo Chinês mais vendido no Brasil em 2016.
  • Considerado muito bom na relação custo X benefício.

– Suzuki Jimny 4All = R$65.990

  • Considerado extremamente versátil.
  • Bom desempenho na cidade ou fora dela.

– JAC T5 = R$66.490

  • Design bastante arrojado.
  • Muitos itens de série e com câmbio CVT.

– Renault Duster Expression 1.6 = R$67.990

  • Mais silencioso.
  • Mais econômico.
  • Mesma robustez de antes.

– Ford EcoSport SE 1.6 = R$72.800

  • Hoje entre uma das mais vendidas no mundo.
  • Tem visual esportivo, atraente e moderno.

– Jeep Renegade 1.8 = R$72.990

  • Motor mais eficiente.
  • Desempenho apresentado com 139 cavalos.
  • Conquistou o gosto dos brasileiros.

– Peugeot 2008 Allure = R$72.990

  • Ganhou transmissão automática de 6 marchas.
  • Sem mudanças no visual, que já era bastante arrojado.

– Hyundai Creta Attitude 1.6 = R$73.990

  • SUV compacto da Hyundai.
  • Design aliando estilo e praticidade.

– Hyundai Tucson GLS 2.0 (primeira geração) = R$74.990

  • Mesmo conservando o modelo da primeira geração, continua dando muito boa resposta em vendas.

– JAC T6 2.0 = R$77.990

  • Potência de 160 cavalos.
  • SUV bastante completo, porém, a única opção é câmbio manual.

Depois disto, já saltando mais no “upgrade”, temos por exemplo, o Honda HR-V, o qual vem em duas versões, custando mais de R$100 mil, sendo a EXL no valor de R$101.400 e a Touring custando R$105.900.

O brasileiro realmente é um povo “apaixonado” por carros e como não poderia ser diferente, os fabricantes tem feito grande esforço para satisfazer o desejo do mercado, inclusive quando o assunto é preço!

Por Silvano Andriotti


Honda WR-V – Preços e Início das Vendas


Menor SUV da Honda chega às concessionárias custando a partir de R$ 79 mil.

Os carros do tipo SUV (Sport Utility Vehicle ou Veículo Utilitário Esportivo) caíram no gosto dos brasileiros. Afinal, tratam-se de automóveis com qualidade um pouco melhor do que os populares, oferecidos a preços intermediários. Então, para atingir esse mercado em ascensão, a Honda acabou de lançar o WR-V, que seria na prática uma versão mais compacta do modelo SUV. A sigla que deu origem ao veículo significa: Winsome Runabout Vehicle, com tradução livre de "veículo alegre e recreativo". A ideia é que ele represente esse lado divertido, mas que desperte nos consumidores certa relação com a família HR-V e CR-V.

O automóvel é derivado do Fit e está disponível em duas versões:

  • EX – por R$ 79.400.
  • EXL – por R$ 83.400.

Design

De forma aparente, os modelos são bastante semelhantes à plataforma da qual foram originados, inclusive em suas dimensões. Mas, evidentemente, o WR-V repassa a impressão de um FIT mais esportivo e com frente mais robusta.

O automóvel será oferecido nas seguintes cores: branco, preto e vermelho perolizados; cinza metalizado e prata; além de branco em tom sólido. Apenas a versão em cor vermelha contará com interior em tons de laranja e preto, enquanto as demais terão revestimento em cor preta, além de bancos e painéis das portas em tom prateado.

Ficha técnica

A ficha técnica básica do modelo é a seguinte:

· Motor: Flex, de comando simples, dianteiro, transversal, 16V.

· Câmbio: Automático (CVT) e tração dianteira.

· Dimensões: 4,29 m de comprimento, 1,59m de altura e 1,73m de largura.

· Distância entre eixos: 2,61 m.

· Capacidade do tanque: 45,7 litros.

· Potência: 116 CV.

· Capacidade do porta-malas: 363 litros (EX) e 437 litros (EXL).

· Peso: 1.130 Kg.

Itens adicionais

A versão de entrada do WR-V já vem de série com os seguintes itens:

· Computador de bordo.

· Central multimídia, com tela de 5’’ e câmera traseira.

· LEDS diurnos.

· Direção elétrica.

· Volante multifuncional, que possui regulagem de profundidade e altura.

· Rodas de liga leve de 16’’.

· Ar-condicionado.

· Airbags frontais e laterais.

· Vidros elétricos.

· Trava elétrica.

· Retrovisores elétricos.

A versão superior possui outros elementos adicionais e diferenciados: Como GPS integrado, airbags de cortina, interior colorido e tela multimídia de 7’’. Vale lembrar que nenhum dos modelos do WR-V contará com bancos revestidos em couro, nem controle eletrônico de estabilidade/tração.

Camilla Silva


Novo Range Rover Velar – Lançamento no Brasil


Novo Modelo Range Rover Velar terá 3 versões no Brasil.

Fãs da marca podem ficar animados: vem novidade por aí. Em território nacional, já estão crescendo expectativas em relação ao novo Range Rover Velar, o esperado lançamento da famosa Range Rover no Brasil.

Recém saído da exposição no Salão de Genebra, O Range Rover Velar já tem passagem garantida para o Brasil. Disponível para consulta no site nacional oficial da marca, o modelo pode ser configurado online, além de ser possível obter informações acerca de todos os detalhes do carro.

O câmbio é automático, contando com 8 marchas, interligado ao software de tração integral Terrain Response. O diferencial vem das três opções de motorização disponíveis: 3.0 V6 turbocharged de 380 cv, 2.0 Ingenium turbocharged de 250 cv e 2.0 Ingenium Turbocharged de 180 cv.

Dentro dessa motorização, haverá três ramificações: HSE, SE e S, diferenciando-se no tamanho das rodas (que vão de 18” até 21”) e equipamentos referentes ao conforto e tecnologia. Falando da configuração mais simples, podemos contar com: Rodas aro 18”, retrovisores com aquecimento, sensor de estacionamento traseiro, câmera de ré, assentos revestidos em couro Windsor perfurado e bancos revestidos de Alcantara, piloto automático adaptativo, Park Assist e sistema de navegação (Navigation Pro).

O First Edition dá conta do acabamento de topo, ficando disponível apenas durante o primeiro ano de vendas. Com exclusivas rodas aros 22”, traz o selo First Edition dentro, mais carroceria nas cores Flux, Silicon, Prata e Cinza Corris, finalizado com acabamento acetinado. Já no capô, podemos sempre contar com a potência do V6 de 380 cv.

Nos aparatos dessa série, estão listados: diferencial traseiro com bloqueio ativo, suspensão eletrônica a ar, câmeras Surround com tecnologia Wade Sensing, painel de instrumentos com acabamento cromado, configuração de iluminação ambiente interna, Head-up Display, para-brisa aquecido, tampa de porta-malas acionado por gesto, entre outros.

Carolina B.


Renault Duster 1.6 2019 deverá ter Câmbio CVT


Nova versão do SUV deverá chegar ao mercado com câmbio CVT.

As últimas informações apontam que o Renault Captur será lançado para o mercado brasileiro nessas últimas semanas de fevereiro. O carro chega como uma opção mais estilizada e refinadas ao Duster. Mas é bom a gente lembrar que a fabricante francesa não está planejando deixar o modelo, já veterano, de lado. De acordo com alguns sites especializados no setor, o SUV irá ganhar um câmbio automático CVT no próximo ano.

Segundo o que se sabe até o momento, a nova transmissão estará presente nas versões 1.6 do Duster na linha 2019. Isso enquanto ainda não chega ao mercado a nova geração, que está prevista para estrear na Europa nos próximos meses.

Com a integração do novo câmbio, o Duster contará com o mesmo conjunto mecânico que já equipa a versão intermediária tanto do Captur quanto do Nissan Kicks.

No Duster, o propulsor 1.6 16V passa a ser recalibrado e gera 118 cv de potência se movido a gasolina e 120 cv no caso de ser abastecido com etanol (o Kicks possui 114cv).

A expectativa da Renault é que disponibilizando o câmbio CVT seja possível atingir o consumidor que quer um SUV automático, mas que ainda não possui condições financeiras para adquirir um modelo que se situa na faixa dos R$90 mil.

No momento, apenas o Ford EcoSport e o Hyundai Creta contam com duas motorizações flex com a transmissão automática.

Linha Duster 2017 mais econômica

A linha 2017 do Duster, assim como o Oroch, tiveram algumas mudanças que vão um pouco mais além do que os olhos podem ver. Ambos os modelos fazem sua estréia na linha 2017 com melhorias em termos energéticos. De acordo com as informações anunciadas, isso deverá ser numa média de 11,5% para os motores 2.0 se fizermos uma comparação com o modelo anterior.

Agora todas as versões irão ser equipadas com a direção eletro-hidráulica. Ela deixa tudo mais suave, além de colaborar para que haja uma redução no consumo. O propulsor dos modelos também está mais eficiente. A ergonomia interna também foi pensada. No mais, o câmbio automático também vai estar no Oroch.

Tabela de Preços sugeridos do Duster 2017

  • Expression Manual 1.6 16V Hi-Flex………………………..R$ 66.490
  • Dynamique Manual 1.6 16V Hi-Flex………………………..R$ 72.580
  • Dynamique Automático 2.0 16V Hi-Flex………………….R$ 83.540
  • Dynamique 4×4 Plus 2.0 16V Hi-Flex……….…….……..R$ 84.690

Assista ao vídeo e veja os detalhes das mudanças do Duster 2017:

Por Denisson Soares


Novo Renault Captur – Lançamento e Preço no Brasil


Modelo utiliza a plataforma do Duster e chegará às concessionárias na próxima semana.

A montadora francesa Renault, que está presente no Brasil desde 1997, anunciou que seu mais novo lançamento será feito no dia 14 de fevereiro. O SUV, chamado de Captur, foi montado na mesma plataforma do seu irmão Duster, porém, terá mais robustez, em todos os sentidos.

O Captur será produzido na fábrica da montadora localizada na cidade de São José dos Pinhais, no estado do Paraná e já vai estrear no mercado em quatro versões. A primeira delas é a versão Zen, equipado com motor 1.6 e que oferece uma maior economia de combustível e câmbio manual. A segunda é outra versão Zen com a mesma motorização e com câmbio automático, porém, um pouco mais beberrão. As outras versões, que oferecem um pouco mais de itens de segurança e são consideradas mais completas são as chamadas de Intense, que vem com motor 1.6 e equipado com o câmbio automático. A última versão, considerada a top de linha do modelo, vem com motorização 2.0, câmbio automático e melhor desempenho, como consequência, com um maior consumo de combustível do que todas as bersões anteriores.

O carro será fabricado em versões flexpower e apenas a gasolina. Alguns itens de série como controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, retrovisores rebatíveis eletricamente e quatro airbags. Segundo a Renault, o SUV terá um bom desempenho, será econômico, confortável e seguro.

A montadora ainda afirma que o preço inicial do carro será entre R$ 79 e R$ 89 mil, que pode variar para baixo ou para cima, dependendo do modelo escolhido, opção de cores e diferenciais.

A maior intenção da Renault é ter um SUV acima do Duster, que foi campeão de vendas, além de que possa ainda ganhar mais mercado e disputar com modelos de SUV de outras montadoras concorrentes como as alemãs, coreanas e americanas.

O Captur estará disponível na pintura tipo biton, ou seja, quando o teto é pintado de uma cor e o restante do veículo de outra. No dia do lançamento, a montadora vai dar mais detalhes sobre o modelo para todos os entusiastas da marca. Vamos ver se esse novo lançamento realmente fará sucesso por aqui em época de crise e orçamento apertado dos brasileiros. Quem viver, verá!

Rodrigo Souza de Jesus


Lançamento do Nissan Qashqai vira Dúvida no Brasil


Nissan pode desistir de lançar o novo SUV no Brasil.

Não vamos negar que a vida nos traz muitas incertezas no caminho e o que é certeza hoje, pode não ser amanhã e vice-versa. Com a Nissan não foi diferente em relação ao seu novo SUV, o Qashqai, que em setembro de 2015 era uma certeza definitiva que ele chegaria em terras brasileiras, mas agora a montadora japonesa está em cima do muro.

A promessa era que o carro chegasse ao Brasil no primeiro trimestre de 2016 com motor 1.6 turbo e transmissão automática CVT e não apareceu por aqui. A Nissan alega que a crise financeira no mercado de automóveis e o lançamento do compacto Kicks fez que o Qashqai ficasse em segundo plano e seu lançamento repensado pelos sócios da montadora.

Caso a Nissan mude de ideia e resolva lançar o modelo no Brasil, será forte concorrente para modelos da concorrência como o Toyota RAV4, Hyundai ix35 e Honda CR-V, todos aprovados pelos seus donos.

O Qashqai tem praticamente o mesmo tamanho do coreano Hyundai ix35, com poucos centímetros a menos nas suas dimensões, com alta posição de direção como todo SUV deve ser e bom de curva, mas quando se está dentro dele, nos passa a impressão de ser um carro menor. O motor 1.6 de 163 cv é econômico e potente, apesar dos 1.300 kg do carro, que não perde em nada para os coreanos e japoneses cuja motorização é 2.0.

O Qashqai faz de 0 a 100 km/h em 9,1 segundos e a velocidade máxima é de 200 km/h.

Em outros países o SUV apresenta a versão de câmbio manual também, mas se a Nissan resolver lançar o modelo no Brasil, o mesmo só vira disponível com câmbio automático, o que talvez não seja uma boa ideia com o litro da gasolina custando quase R$ 4,00, sem mencionar que carros automáticos consomem mais combustível, o que faz o consumidor pensar duas vezes antes de comprar um modelo assim. Em época de aperto financeiro para quase todo mundo, qualquer economia é sempre bem-vinda. Parece que economia de combustível não é problema para a Nissan não. Quem viver, verá!

Rodrigo Souza de Jesus


Honda WR-V – Venda no Brasil deverá começar em Março de 2017


SUV deve chegar ao país com preço atrativo e bastante espaço interno.

A novidade do ano já começou após a Honda mostrar o WR-V durante uma Feira de Automóvel em São Paulo, no final do ano passado, porém, agora surgem novidades e maiores informações sobre o seu novo produto.

O Honda WR-V é baseado no FIT e já tem dada programada para chegar ao país: Março de 2017. Espaçoso para as pessoas e com um bagageiro gigante, o preço do veículo ainda não foi divulgado, porém a Honda promete que o valor será bastante atrativo, por isso o seu lançamento será a novidade mais aguardada da marca.

Os clientes que buscam o seu primeiro SUV Honda, podem se preparar para se surpreenderem com a potência do veículo, que tem a sua motorização confirmada em 1.5 16V flex, outra novidade é o câmbio automático gerando mais praticidade ao motorista.

Detalhes dos faróis e para-choque compõe o visual moderno do Honda WR-V, outro charme do veículo é as duas opções de acabamentos bicolores (preto com laranja ou preto com cinza). O carro é mais elevado, fazendo com que possa ser permitido o uso de rodas de 16 polegadas.

A aposta do líder do projeto do WR-V, Luís Marcelo Kuramoto, é que o carro vem com o intuito de atender a alta demanda de clientes que buscam um carro confortável, espaçoso e que ao mesmo tempo tenha plenas condições de pavimentações nas rodovias brasileiras, que sempre disputam por espaço. Segurança, rapidez e design sofisticado também são sinônimos que contribuem para o lançamento do Honda WR-V, que é a cara do motorista moderno e ousado.

A Empresa

A Honda é uma multinacional considerada uma das maiores produtoras de automóveis do mundo. Fundada pelo japonês Soichiro Honda, a empresa chegou ao Brasil em 1971 e rapidamente caiu nas graças dos brasileiros, ficando em primeiro lugar nas vendas de motocicletas.

A Honda possui fábricas e escritórios no país, onde sempre está em busca de novidades para surpreender o seu público, por isso conta com uma equipe de funcionários competentes que são treinados e capacitados para atender as expectativas dos seus clientes. Para a Honda, o cliente está sempre em primeiro plano, por isso, além de modernidade e sofisticação, o conforto e a qualidade em suas fabricações são considerados diferenciais.

Diego Jose Laureano


Honda HR-V Touring 2017 – Preço e Novidades da Versão


Confira aqui o preço e as novidades presentes no Honda HR-V Touring 2017.

Lançado em novembro de 2016, durante o Salão do Automóvel da cidade de São Paulo, o novo HR-V Touring da Honda já está preparado para estrear no mercado automobilístico brasileiro. Refere-se a uma versão nova do SUV compacto da marca, que segundo uma tabela disponível no site CarrosnaWeb, será comercializado nas concessionárias do país pelo valor de R$ 109,4 mil, com uma diferença R$ 8 mil se comparado com o atual EXL.

Até agora a montadora japonesa ainda não fez a confirmação do valor de venda do novo HR-V Touring. Entretanto, já se espera que o novo crossover seja vendido por esse preço de R$ 110 mil, ficando posicionado entre os veículos de maior valor da categoria, sendo que hoje o mais valioso é o modelo Jeep Renegade Limited, que com todos os itens inclusos custa R$ 113 mil, levando em consideração somente os modelos com motor flex.

Para que a marca pudesse ter um motivo pelo alto valor, o novo Honda HR-V Touring contará com uma lista bem completa de itens. Destacando-se pelos faróis novos em lâmpada LED, com luzes para conduzir durante o dia, o acabamento interno com detalhes cromados nas portas, lanternas traseiras em LED, sensor de chuva, airbags laterais do tipo cortina, sensor traseiro de estacionamento e retrovisor interno fotocromático.

No restante o veículo continua igual ao HR-V EXL, com freios ABS com EBD, airbags laterais e frontais, controle eletrônico de tração e de estabilidade, rodas de liga-leve com 17 polegadas, assistente de partida em rampas, direção elétrica, trio elétrico, ar-condicionado digital, retrovisores com tilt down na lateral do passageiro e com rebatimento elétrico, faróis com acendimento automático, câmera de ré, sistema multimídia com tela de sete polegadas sensível ao toque, entrada HDMI e navegador GPS, controle de cruzeiro, acabamento interno em couro e diversos outros.

O propulsor é um de 1800 cc, flex, i-VTEC, que gera uma potência de até 139 cv a gasolina, a 6.500 giros. O modelo é dotado de transmissão do tipo CVT automática com paddle shits e sete velocidades.

FILIPE R SILVA


Chevrolet Tracker 2017 – Preço, Consumo, Motor e Novidades


Nova versão do SUV chega ao país cheio de tecnologia.

Em 2017 a empresa apostará alto em seu novo modelo, o Tracker. Conhecido por ser um SUV urbano, sua nova versão vem para reafirmar a sua fama com tudo o que a tecnologia pode proporcionar. Em questão de maquinário, o carro está equipado com um motor turbo flex de 153 cavalos e um torque de 24,5 kgfm, sistema start/stop (desligamento do carro quando está parado em algum sinal ou congestionamento, afim de economizar combustível), um câmbio automático top de linha com 6 velocidades e direção elétrica, a mais leve e precisa do mercado.

O interior do modelo é surpreendente e traz tecnologias inovadoras como o alerta de ponto cego, que é um aviso no retrovisor quando o sensor capta a presença de algum carro no ponto cego do motorista. Além desse sistema, elevando ainda mais a segurança do veículo, tem-se os freios ABS, 6 airbags e câmera de ré. O sistema de conectividade é muito bom e traz a opção de conectar o celular totalmente com o carro, seja em Android com o app Android Auto ou em IOS com o Apple Carplay. Por meio desses aplicativos o motorista consegue, através de comandos de voz, trocar mensagens, definir uma rota para o GPS e escolher as músicas a serem tocadas.

Além de tudo citado, a Chevrolet proporciona o sistema exclusivo OnStar, por meio do qual o dono do veículo acessa ferramentas de navegação, emergência e segurança através do celular ou do botão OnStar no painel do carro. Esse sistema fornece recursos interessantes como o monitoramento em rota, que permite conversar com um atendente Chevrolet e receber informações durante uma viagem ou rota urbana, além do alerta de vallet, que envia avisos pelo aplicativo caso o automóvel saia do raio de 500m de onde foi estacionado.

O SUV estará disponível em duas versões: O modelo mais completo LTZ, que contém todos os recursos disponíveis, custa R$ 89.900. Já a versão LT sai por R$ 79.900 e é mais simples e com menos recursos. Ambos possuem motor Flex e conseguem fazer com gasolina 10km/L em áreas urbanas e 11,7km/L em estradas. Já com etanol, o consumo é de 7,5km/L nas cidades e 8,2km/L nas rodovias, segundo informações do Inmetro.

Rodrigo Souza de Jesus


Comparativo – linha SUV Hyundai 2017 e seus respectivos preços


Conheça a linha 2017 de SUVs e Crossovers da Hyundai neste comparativo do CarroBonito.com

Nos últimos anos algumas marcas tem se destacado no segmento dos SUVs no Brasil. Entre aquelas que conseguiram um relativo sucesso vamos encontrar a Hyundai. Segundo a opinião de uma boa parte dos consumidores aspectos como inovação, custo-benefício, estética e consumo fazem com que os SUVs da marca estejam sempre em destaque. Hoje vamos falar sobre os principais nomes desse segmento da Hyundai. Confira!

Creta 2017

De acordo com um comunicado da própria marca voltado à imprensa especializada o novo Hyundai Creta 2017 irá chegar às lojas com algumas novidades e alterações que o farão um pouco diferente do modelo vendido em outros mercados. Com produção nacional, ainda há um pouco de dúvidas em relação a diversos pontos sobre o Creta. Uma dessas dúvidas diz respeito ao preço. Apesar de não ser nada oficial alguns sites especializados no setor tem apontado que os preços devem ficar entre R$80.000 para a versão de entrada e R$100.000 na opção mais completa. Se assim for, ele não deverá ficar muito distante do que os seus rivais praticam.

Hyundai Creta 2017

Tucson

O novo Tucson foi apresentado durante o Salão do Automóvel junto com o Creta. É bom lembrar que a nova geração do Tucson não irá cancelar a anterior e muito menos interferir no ix35. Isso quer dizer que teremos gerações convivendo juntas no mercado. A opção de entrada é a GL, na seqüência temos a GLS e por fim, a Top. A informação é de que esta última será uma série limitada não passando das 30 unidades. A versão GL parte dos R$138.900 e a Top de R$156,900.

Com o objetivo de manter uma certa distância dos antecessores o ele terá o porte um pouco superior a do ix35. Além disso, ele contará com um conjunto mecânico exclusivo: 177 cavalos de potência, motor 1.6 turbo com injeção direta a gasolina e 22 kgfm de torque. Temos também um câmbio de dupla embreagem e sete marchas.

Hyundai Tucson 2017

New Tucson 2017

O novo SUV de porte médio da Hyundai foi apresentado durante o Salão do Automóvel de São Paulo. Ele já pode ser encontrado nas concessionárias do Brasil. Os preços dos modelos começam em R$138.900 na configuração de entrada, a GL. Essa opção não conta com teto solar. Também temos a versão GLS por R$147.900. Esta conta com teto solar, faróis e lanternas de LED e projetores e bancos com ajuste elétrico.

Por fim, a versão topo de linha sai por R$156.900 e traz uma grade dianteira cromada, assistente de estacionamento, bancos dianteiros com aquecimento e ventilação e espelhos retrovisores com detector de ponto cego.

Hyundai New Tucson 2017

Ix35 2017

O ix35 2017 continua apostando em modernidade e em ser bem equipado. Esses aspectos fizeram desse carro um dos modelos mais queridos da marca. Os preços começam em R$99.000, passam por R$109.990 na versão intermediária e podem partir dos R$122.990 para a versão topo de linha. O ix35 2017 já foi lançado no Brasil e está disponível no site e nas concessionárias Hyundai para compra.

ix35 2017

Hyundai Santa Fe 2017

Esperado para breve nas concessionárias o Santa Fe 2017 irá chegar com algumas novidades como LEDs diurnos, suporte das luzes de neblina dianteiras e novos pára-choques. Também é esperado um novo desenho para as rodas e uma disposição nova das lanternas na parte traseira. Ainda não é oficial, mas as informações apontam que o Santa Fe com cinco lugares custará cerca de R$170.000 e com sete lugares por R$197.000.

Por Denisson Soares


Chevrolet Equinox – Lançamento no Brasil em 2017


Novo modelo de SUV irá substituir a Captiva e deverá ser lançado no segundo semestre de 2017.

Para quem é fã da marca Chevrolet, gosta de novidades e ainda, está atrás de um automóvel para o segmento SUV/Crossover, a marca anunciou já no salão do automóvel em Detroit, que o Brasil deverá ser o palco de sua mais recente novidade: O Chevrolet Equinox.

Segundo as intenções reveladas pelo presidente da marca que esteve presente no evento nos Estados Unidos, os planos da montadora em solo brasileiro é ‘focar’ a sua linha de atuação no segmento dos SUVs, que desde o ano de 2016 está em alta no país.

A marca já é vendida no exterior e nos Estados Unidos, só perde mesmo para a sua prima, top de linha, a Silverado. No Brasil, ela entrará a partir dos segundo semestre de 2017 e deverá substituir a linha Captiva da montadora. Deste modo, espera-se que ela ocupe um lugar tanto de vendas quanto de preferência entre o Trail Blazer e o Tracker. A montadora não quis ainda falar em preço, mas deve ficar algo em torno dos R$ 130 mil até para que possa ser párea para os modelos que já estão no mercado como o Compass da Jeep.

O modelo fabricado aqui no Brasil deverá seguir o mesmo padrão dos modelos que estão nas concessionárias lá fora. Os atuais saem de fábrica nas versões a gasolina com motor 1.5 de 170 cavalos de força e 2.0 com 255 cavalos de força. A versão a diesel também é fabricada com motor 1.6 e 138 cavalos força. Todos os modelos já saem de fábrica com câmbio automático de nove tempos e com tração integral nas quatro rodas, caso o consumidor queira. Para isto, ele vai ter que desembolsar um pouco mais.

No seu aspecto interno, ela não deixa nada a desejar aos modelos mais sofisticados de seus futuros concorrentes. Ele possui sistema de alarmes que avisa em caso de possível colisão frontal, câmera integrada com sistema de som surround e kit multimídia com visor de oito polegadas e equipado com sistema Android e Apple Car Play. O sistema de frenagem em modo automático integra o novo modelo e monitoramento de tráfego na parte traseira do veículo, dentre outros itens como o sistema de concierge interna.

Para quem quiser se antecipar para ter o novo modelo na garagem, por enquanto, terá que importá-lo da sede da montadora no México. Se puder esperar, terá condições de experimentar o modelo brasileiro somente a partir da segunda metade de 2017.

Emmanoel Gomes


Hyundai Creta no Brasil – SUV deverá ter Motores 1.6 e 2.0


Modelo deverá ser apresentado esta semana no Salão de São Paulo 2016.

Com a proximidade do Salão do Automóvel de São Paulo, as grandes e renomadas fabricantes de veículos automotores do mundo já estão começando a divulgar as grandes atrações que serão apresentadas no evento a fim de chamar a atenção não só da imprensa nacional com também do maior número de consumidores. E com a Hyundai não ocorre de maneira diferente, haja vista que a empresa já anunciou oficialmente que o seu mais novo SUV, batizado com o nome de Creta, terá o seu lançamento feito na próxima terça-feira, dia 08 de novembro, durante o Salão de São Paulo.

Essa mais nova aposta da Hyundai em ternos de SUV chegará ao mercado nacional equipada om propulsores 1.6 e 2.0. A unidade da empresa escolhida para fazer a produção desse novo modelo foi a filial localizada na cidade de Piracicaba (SP), contudo, a empresa já salientou que a comercialização dessa grande novidade só irá iniciar no início do ano de 2017.

O motor utilizado no Creta contará com o sistema tecnológico de duplo comando variável de válvulas, o qual foi denominado (D-CVVT), o qual tem como principal função fazer a otimização do desempenho do propulsor não só em altas rotações como também em baixas. A versão disponibilizada com o motor 1.6 terá o mesmo propulsor do já conhecido HB20, porém, com o adicional desse novo recurso tecnológico.

Até o presente momento, a fabricante não fez a divulgação dos principais dados técnicos do veículo, tais como potência, torque dentre outros. Contudo, se formos comparar com o HB20, o propulsor 1.6 possui a capacidade de produzir uma potência máxima de 128 cavalos quando abastecido com álcool e de 122 cavalos quando abastecido com gasolina.

Como nesse primeiro momento algumas informações estão sendo mantidas como segredo, a fabricante optou por ainda não demonstrar oficialmente como será o desenho final do modelo que será comercializado aqui no Brasil, fato este que já está gerando bastante especulações.

Mesmo sendo um produto comercializado em âmbito global, a Hyundai garante que o modelo que será comercializado aqui no Brasil possuirá um design totalmente inovador. Em alguns mercados mundiais este modelo é conhecido como ix25, aqui no país o modelo chegará para fazer concorrência direta com alguns modelos renomados e de peso, tais como Jeep Renegade, Honda HR-V, Ford EcoSport, Nissan Kicks, Renault Duster, entre outros.

Maiores detalhes serão divulgados pela marca na estreia do modelo nesta semana no Salão do Automóvel de São Paulo.

Por Adriano Oliveira


Kia KX3 2017 – Nova Versão do SUV recebe Facelift


Confira aqui as principais mudanças realizadas no novo modelo 2017 do Kia KX3.

A Kia apresentou nos últimos dias o novo modelo do SUV KX3, que começará a ser produzido no México em breve e deve entrar no mercado brasileiro já no ano que vem. A mudança pegou de surpresa os especialistas e os fãs da marca, já que o KX3 está disponível no mercado mundial há pouco mais de um ano. Descubra como foi feito o facelift no SUV compacto da Kia.

As mudanças no modelo foram suaves, mas podem ser notadas com mais clareza na parte da frente do carro. A grade foi alterada e deu lugar a filetes horizontais cromados e para-choque novo, com entradas diferentes das do modelo antigo e faróis de neblina ladeados por luzes de led para uso diurno. Na traseira parte, o KX3 recebeu lanternas com nova disposição de elementos e novo para-choque.

Por dentro, o Kia KX3 recebeu alterações típicas dos face-lifts leves, que incluem retoques na cabine e maior capricho no acabamento. Além dos retoques promovidos pela marca, o modelo também recebeu novo revestimento interno, que oferece ao usuário mais conforto e convence os consumidores mais exigentes.

A motorização do modelo não sofreu alterações e o SUV continua sendo oferecido nos mercados onde é comercializado em três versões distintas: motor 1.6 a gasolina com 125 cavalos, motor 1.6 turbo com 160 cavalos e a opção de motor 2.0 de quatro cilindros com os mesmos 160 cavalos. O câmbio oferecido no Kia KX3 pode ser manual ou automático, de acordo com a necessidade do consumidor. A marca não confirmou se as três versões serão comercializadas no país ou se apenas uma ou duas delas chegarão ao mercado brasileiro inicialmente.

O modelo reestilizado do KX3 será anunciado publicamente pela Kia no Salão de Chengdu, que acontece no mês de setembro, na China, onde também serão apresentados outros novos modelos da marca. O SUV compacto começará a ser fabricado nos próximos meses no México e deve chegar ao mercado Brasileiro em 2017 para concorrer com SUVs médios de outras marcas, como os modelos Honda HR-V, Jeep Renegade, Nissan Kicks e outros utilitários compactos. O preço de venda do modelo no mercado nacional não foi divulgado pela Kia.

Por Luana Neves


Audi Q8 será o novo SUV de luxo da marca


Modelo será mais esportivo com um desenho mais esportivo, teto mais baixo e traseira inclinada.

A marca Audi já escolheu o nome do seu novo SUV de luxo, que deverá ser lançado no mercado mundial em 2018: o carro será batizado de Q8, e virá para concorrer grandes veículos do mercado. Apesar da marca ter divulgado poucas informações do Q8, é possível se ter uma ideia de como será este novo lançamento da Audi. Saiba mais informações do modelo e seu lançamento.

Com planos de competir com veículos como BMW X6, Mercedes-Benz GLE Cupe e Range Rover Sport, o Q8 da Audi deverá chegar ao mercado com mais esportividade que o modelo Q7 da marca, utilizando-se de um desenho mais esportivo, com teto mais baixo e traseira inclinada. De acordo com a montadora, a plataforma utilizada na confecção do Q8 será a mesma do modelo Q7, e terá opções de motores híbrido, a gasolina e diesel, além de tração integral permanente.

A Audi não divulgou detalhes específicos do seu novo SUV, mas tudo indica que o Q8 terá a mesma distância entre eixos do Q7, porém com apenas cinco lugares disponíveis, grade octagonal e linhas verticais diferentes do Q7, que está hoje disponível no mercado global. A meta da Audi é ter o Q8 e o A8 como carros-chefes dos modelos de luxo da marca.

Um grande diferencial do modelo, de acordo com a marca, deverá ser a ausência de uma extremidade traseira que se assemelhe a rivais SUVs de luxo, como a BMW X6 e o Porsche Cayenne, que garante o design esportivo do carro e o diferencia visualmente de seus maiores concorrentes.

Outra mudança será a introdução de novas tecnologias ao Q8, incluindo tecnologias de condução e motorização. Deverão ser utilizados motores turbo elétricos semelhantes aos motores utilizados no modelo SQ7, além de opções híbridas mais completas.

A previsão de lançamento do Audi Q8 é em 2018. Até lá, a Audi deverá divulgar novas informações, protótipos e fotos do modelo, o que promete aumentar as expectativas e a curiosidade dos fãs da Audi e, principalmente, dos interessados em adquirir o novo modelo luxuoso da marca.

Sobre a Audi:

A Audi AG é uma empresa automobilística fundada na Alemanha, em 1909, que hoje integra o grupo Volkswagen. Conhecida por seus modelos de luxo, direcionados a classes mais altas, a Audi AG faz sucesso em todo o mundo com seus modelos de carro, sempre focados na inovação, design, potência e tecnologia. Atualmente, o grupo Audi AG inclui, ainda, as marcas Lamborghini e Ducati.

Por André Barbirato

Audi Q8 2017


Novo Renault Duster Oroch 2017 com Câmbio Automático – Preços e Novidades


Confira aqui as principais novidades presentes no Novo Renault Duster Oroch Automático 2017.

Os modelos Renault Duster Oroch e Renault Duster chegaram à linha 2017 contando com poucas alterações para a melhoria, quando o assunto é ergonomia e eficiência de consumo de combustível. A principal novidade na linha é uma alternativa de câmbio, que passa a ter transmissão automática e quatro velocidades agora também para a picape.

Abaixo é possível visualizar os preços sugeridos pela montadora para a linha 2017 de ambos os modelos:

Renault Duster Oroch

  • Dynamique 1.6: R$ 70.580
  • Expression 1.6: R$ 66.080
  • Dynamique Câmbio Automático 2.0: R$ 76.580
  • Dynamique 2.0: R$ 74.580

Renault Duster

  • Dynamique Câmbio Manual 1.6: R$ 72.580
  • Expression Câmbio Manual 1.6: R$ 66.490
  • Dynamique 4×4 Plus 2.0: R$ 84.690
  • Dynamique Câmbio Automático 2.0: R$ 83.540

De acordo com as informações publicadas por meio da montadora francesa, algumas melhorias foram realizadas no motor de 2 mil cilindradas (2.0), o que irá diminuir o consumo de combustível em cerca de 11,5%, sem alterar assim a sua potência e o seu torque.

Dentre as mudanças realizadas pela companhia, está um sistema que regenera a energia da bateria enquanto acontece o processo de desaceleração do veículo, tecnologia esta que foi inspirada nas utilizadas em carros de corrida na Fórmula 1. Desta forma, quando se acelera o veículo o alternador não tem a necessidade de roubar energia do motor.

Além dessas novidades apresentadas, agora ambos os modelos da Renault passam a contar com a assistência elétrica na direção, deixando de ser apenas hidráulica, o que acaba consumindo uma maior quantidade de combustível.

Tanto o Renault Oroch quanto o Renault Duster obtiveram a nota "A" dentro de suas próprias categorias no PBEV, o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular, porém, no ranking geral ganharam a letra "C".

Com o objetivo de melhorar a ergonomia e com o intuito de facilitar a vida dos condutores, a montadora francesa alterou o local do comando elétrico de retrovisores, que antes se localizava na parte debaixo do freio de mão e agora passou para um local mais comum e com um acesso mais fácil, a porta do motorista. Outra mudança feita no veiculo foi o acionamento do vidro elétrico, que agora para subir e descer passa a contar com sistema de um único toque.

FILIPE R SILVA