Comparativo Toyota Yaris x Honda Fit – Qual é Melhor?


Saiba aqui qual é o melhor carro: Honda Fit ou Toyota Yaris?

Quem olha pela primeira vez pode não notar quão semelhantes são os modelos Honda Fit e Toyota Yaris. Ambos utilizam o motor 1.5 e câmbio CVT, possuem o acerto destinado para o conforto de seus usuários e gozam da boa imagem de seus fabricantes em relação ao público.

Mas se os modelos são tão parecidos, qual a melhor opção na hora de adquirir um desses veículos? Nesse artigo você terá uma comparação das duas versões topo de linha dos dois modelos citados. A linha Honda, é a EXL, já a Toyota a configuração é XLS. Entre as linhas dos modelos, essas são as que mais deixam semelhantes o Fit e Yaris.

Custos: Yaris sai na frente

Por mais que os modelos sejam semelhantes, ao comparar o valor da compra, do seguro, das revisões e dos equipamentos que terão de ser adquiridos, há uma desigualdade bem visível.

Para adquirir o modelo da Honda, o consumidor deverá investir R$83.300 na linha Fit EXL, já a linha do modelo Yaris XLS está sendo comercializada por R$81.990, tendo uma diferença de R$1.310. Acha pouco? Essa diferença é quase suficiente para pagar as 3 primeiras revisões do Toyota.

Além da vantagem da venda, o pós-venda também beneficia o Yaris. Isso porque nas primeiras cinco revisões nas concessionárias o consumidor que adquirir o Yaris terá que pagar R$2.347. Agora o consumidor que adquirir o Fit deverá pagar 45% a mais, já que o custo é de R$3.401.

Na hora de pagar o seguro podemos definir como um empate técnico, já que a apólice do Toyota é de R$2.428 e da Honda R$2.573, de acordo com o levantamento realizado pela Minuto Seguros.

No final, podemos somar um saldo positivo de quase R$2,3 mil para o Toyota, valor que não pode ser desconsiderado e muito menos desprezado.

Equipamentos: mais um ponto para Yaris

Se formos seguir a lógica, pelo fato de a Yaris ter um melhor custo benefício, tudo indica que o número de equipamento é menor. Mas nesse caso a regra não se aplica. Quando comparado os dois modelos, o Yaris é considerado bem mais completo do que o Fit.

As versões mais caras dos dois modelos, são equipadas com ar-condicionado digital, o controle de velocidade de cruzeiro, bancos de couro, controle de tração, central multimidia, estabilidade e aibags laterais e de cortina, além dos obrigatórios por lei, que são os frontais.

Além dos itens citados a cima, o Yaris possui uma lista mais completa com airbag de joelho para o motorista, retrovisor interno antiofuscante, sensores de luz e chuva, teto solar, acesso e partida por chave presencial e quadro de instrumentos com computador de bordo colorido e configurável.

Dentro desses itens podemos citar uma falha, que é a central multimidia que não aceita Android Auto e Aplle Carplay, esse fato ocorre com bastante frequência nos modelos da Toyota.

Os únicos itens exclusivos encontrados no Honda são os faróis full LED, volante com regulagem de profundidade (no modelo do Yaris é possível regular somente a altura) e as conexões Android Auto e Apple CarPlay na central multimidia. No modelo Honda há um local para acionar o motor por botão, mas no lugar é colocado a tampa plástica.

Esses dois itens deixam claro a diferença entre os dois modelos rivais, fica claro que o Yaris custa menos e oferece mais.

Desempenho: Yaris marca 3 pontos

Os dois modelos apresentam a mesma cilindrada 1.5. A potência e o torque do Fit é maior, sendo 116 cavalos e 15,3 kgfm contra 110 cv e 14,9 kgfm de modo respectivo.

Porém, se tem a percepção de que o modelo Yaris é mais rápido do que o Fit. A transmissão do Toyota é capaz de equilibrar da melhor forma a relação de conforto e de desempenho do que o Honda, mesmo que o câmbio CVT deixe a desejar.

Uma má impressão é deixada pelo Fit, pois as rotações do motor são elevadas demais e não entregam respostas vigorosas. Além disso, o Yaris se torna mais econômico independente do cenário, de acordo com uma pesquisa do Inmetro.

Versatilidade: Fit marca seu primeiro ponto

Quando o assunto é versatilidade não podemos negar que a Fit leva a melhor. Isso se dá pela sua carroceria, que possui elementos de Hatch e de minivan. A carroceria do Honda possui 5 centímetros a menos que o Yaris e 2cm a menos de distância entre-eixos.

Porém, essa diferença é compensada pelo túnel central praticamente plano, dando mais conforto para o quinto ocupante do veículo. Outra vantagem que podemos citar é que o Fit é 6cm mais alto e tem uma linha de cintura mais baixa. Pela área envidraçada ser maior, a sensação é de que a cabine é mais ampla.

O porta-malas do Honda também é maior, possuindo 363 litros, enquanto o porta-malas do Yaris possui apenas 310 litros. E caso o motorista necessite de mais espaço, é possível ajustar os bancos, rebatendo os encostos e aumentando o porta-malas para 1.045 litros.

É possível levar até mesmo uma pequena árvore quando se ergue os assentos traseiros. Os nichos para porta-objetos também são em quantidades maiores que o do Yaris, tendo porta copos na frente da saída de ventilação.

Acabamento: ponto para os dois

O acabamento não contabiliza ponto para nenhum dos dois. Isso porque o plástico duro em excesso é utilizado pelos dois, e o estilo apelativo da cabine conservadora também está presente nos dois modelos.

Por mais que o Yaris seja um modelo mais recente, o interior do carro parece dos modelos mais antigos devido a forma que os elementos do painel estão dispostos. O único detalhe mais contemporâneo são as molduras prateadas nas saídas de ar.

A cabine do modelo Honda possui um arranjo bem mais interessante, com saídas de ventilação em posição mais elevada e o ar-condicionado é regulado por comandos sensíveis ao toque. Porém, a impressão que se tem é que o carro é de categoria popular, devido a simplicidade excessiva.

Temos um vencedor…

O Yaris.

Por mais que o Fit seja mais versátil e acomode melhor os passageiros e suas bagagens, o Yaris se destaca em todos os outros aspectos. O grande acerto da Toyota foi oferecer um nível elevado de seus equipamentos mesmo estando um patamar abaixo do Honda.

E mesmo custando R$83 mil não está equipado com os itens indispensáveis para sua categoria. Por mais que nenhum dos dois seja muito empolgante para quem está no volante, o Yaris gasta menos combustível.

Anderson Jacinto Luiz


Novo Honda Fit 2020 – Novidades


Modelo deverá chegar em setembro deste ano.

A Honda Motor Company, Limited consiste em uma doas mais importantes indústrias produtoras de automóveis e motocicletas em todo o mundo.

Recentemente a empresa fez anunciar previamente o novo Honda Fit 2020, que estreará em setembro deste ano.

Trata-se de um Fit com design atualizado, sendo que esta linha foi lançada há pouco mais de um ano em território brasileiro. Entretanto, exatamente do outro lado do planeta, a companhia Honda está providenciando novo lançamento para esta geração.

Por meio da especializada revista nipônica BestCar, foram angariados alguns dados essenciais, dado que alguns executivos representantes da companhia realizaram uma sessão especial junto aos concessionários existentes no Japão, ao longo da qual foram anunciadas diversas informações precisas, entre elas o agendamento da apresentação desta quinta geração do Fit no período do outono de 2019. A meta é realizar a pré-estreia no mês de setembro, e o início de sua comercialização nas lojas a partir do primeiro semestre de 2020.

Os especialistas estão na expectativa de que este novo Hatch chegue ao consumidor aparelhado de motor 1.0 turbo, com três cilindros e suplementado por nova versão híbrida.

Estes dados estão em perfeita compatibilidade com as notícias difundidas por meio da mídia japonesa, a qual fez reportar que esta quinta geração do Honda Fit chegará às concessionárias no início do ano de 2020.

Os especialistas reportam que este Hatchback foi flagrado em testes em algumas regiões, sendo que foi reconhecido e ganhou antecipada projeção, realizada também por meio da revista BestCar, de modo a adiantar que este automóvel é produzido em maior porte, contendo a pegada de “minivan”. Um dos detalhes que mais chamam a atenção, ao observar a imagem capturada do veículo, sendo um atributo coincidente com os demais modelos flagrados, está no estilo em que foi vazado em configuração diversa do modelo atual, munido de uma grade frontal bem menor e de uma barra cromada, instalada entre os dois faróis, produzida em um desenho mais espesso, ou seja, é mais grossa.

Em termos de mecânica, ele estará aparelhado da seguinte maneira:

O motor 1.0 turbo, com três cilindros; haverá, conforme dados difundidos, versões com motor 1.5 e mais uma versão alternativa em estilo híbrido, operando por meio do mesmo sistema híbrido instalado no modelo sedã Insight, com motor 1.5 à combustão e mais dois motores elétricos, de modo que este veículo tem como meta superar a marca dos 40 km/l, de acordo com o método de medição muito utilizado no Japão.

Para a atual versão intitulada Fit Hybrid, comercializada no país de origem, foi registrado um rendimento preciso de até 34 km/l.

De acordo com a mesma revista especializada, a BestCar, o modelo Fit 2020 estará munido de um espaço interno muito maior que os seus antecessores, dada a ampliação operada sobre o veículo, suplementada por otimização sobre o layout do interior. Outros atributos são:

A presença do sistema Honda Sensing, munido de quatro sistemas para auxílio ao motorista, ou seja, o dispositivo de controle de cruzeiro adaptativo; o assistente de permanência sobre faixa; o aviso prévio de colisão frontal e mais o sistema de frenagem de emergência.

Embora a estreia deste new Honda Fit esteja agendada para este mesmo ano de 2019, sua estreia no Brasil se dará somente em 2020. Certamente a comercialização deste mesmo veículo iniciará, por aqui, a partir do segundo semestre do ano vindouro.

Provavelmente, o novo Honda Fit 2020 será oficialmente apresentado aos consumidores brasileiros ao longo da próxima edição em sessão no Salão do Automóvel de São Paulo, para o ano que vem.

Vale a pena conferir esta novidade.

Fotos: Bestcarweb

Paulo Henrique dos Santos


Honda Fit 2018 – Análise, Preços e Ficha Técnica


Veja aqui mais detalhes sobre o Honda Fit 2018.

As melhorias que podem ser efetuadas em determinado veículo de uma versão para outra podem trazer inovações elevadas mesmo não sendo consideradas como estruturais, dando um diferencial importante como ocorreu com o Honda Fit 2018, que será abordado em seguida neste artigo.

O Honda Fit 2018 consiste em um modelo de veículo compacto que na atualidade divide opiniões se ele teria se tornado um hatch mais elevado ou se já seria considerado como uma minivan rebaixada.

Características técnicas do Honda Fit 2018

Ao considerar as inovações relacionadas com o Honda Fit 2018, não foram elaboradas mudanças profundas no veículo considerado, mas as modificações teoricamente pequenas geraram uma diferença de peso no resultado final deste modelo em consideração.

Em sua parte mecânica, não foram efetuadas mudanças, contendo motor do tipo 1.5 litros flex, que pode chegar a uma potência de 116 cavalos em uma transmissão com câmbio do tipo automático com 6 marchas pré programadas.

A sua transmissão permite a realização de relações variáveis com trocas por borboletas usando o volante, que permite, por isso, um comportamento adequado nas acelerações e também nas retomadas de velocidade.

Além disso, consegue chegar de 0 a 100 Km/h em cerca de 11,4 segundos, tendo consumo de combustível na cidade de 12,7 Km/l e nas estradas de 16,3 Km/l, usando para isso direção do tipo elétrica.

Novidades externas do Honda Fit 2018

Em seu aspecto externo, apresenta faróis com formato estético igual aos do ano anterior, mas que tem LED em sua parte interna, inclusive com funcionamento para luz diurna como é identificado na versão EXL deste veículo.

Ainda sobre os faróis, na versão EX, existe um DRL composto por duas barras que permitem o surgimento de quatro pontos de luz em LED ao lado de cada farol no estilo de neblina presente neste modelo.

Ocorreu ainda a realização de pequenas melhorias na grade dianteira do veículo, que ficou mais adequada com a extinção de seu formato de trapézio tradicional com a inserção na sua região central de áreas já relacionadas com os faróis de neblina.

Inovações internas no Honda Fit 2018

O interior do Honda Fit 2018 apresenta melhorias relevantes como o ar condicionado do tipo digital, que pode ser adquirido nos modelos da versão EXL, que conta também com uma central multimídia equipada com GPS.

Alguns equipamentos importantes foram inseridos em todas as versões deste modelo Honda, como controle de estabilidade e tração, bem como assistente de partida em rampa e indicador de temperatura no painel principal.

Um ponto de destaque continua no Honda Fit 2018 e consiste no sistema Ultra, que permite a realização de rebatimento nos bancos traseiros em até duas direções, possibilitando com isso a inserção no seu interior de objetos longos e também altos.

Preços praticados para Honda Fit 2018

As mudanças interessantes relacionadas com o Honda Fit 2018 levou à uma atualização, por consequência, em sua tabela de valores financeiros cujos montantes serão abordados a seguir:

· Honda Fit DX 2018: preços a partir de R$58.700,00, com itens de fábrica como direção elétrica, controle de estabilidade e faróis em LED.

· Honda Fit LX 2018: pode ser comprado com valores iniciais de R$70.100,00, tendo já incluído elementos como comandos de som no volante, rodas de liga leve com 15 polegadas, bem como câmbio CVT.

· Honda Fit EX 2018: preços iniciais de R$75.600,00, tendo componentes como airbags laterais, câmera de ré e ar condicionado do tipo digital.

· Honda Fit EXL 2018: pode ser comprado pelo mínimo de R$80.900,00, tendo bancos com revestimento em couro, rebatimento elétrico nos retrovisores externos e faróis em LED com DRL.

Conclusão

Assim, por meio das informações sobre o Honda Fit 2018 que foram apresentadas neste texto, é possível verificar que este veículo ficou mais robusto e atraente para os interessados em adquirir este tipo de bem na atualidade nacional.

Ana Camila Neves Morais


Novo Honda Fit 2018 – Novidades da Versão Brasileira


Confira aqui as principais novidades e a data de estreia do Honda Fit 2018 no Brasil.

Quem é fã número um da montadora Honda, precisa saber que já tem data marcada o lançamento oficial do novo Fit 2018 à imprensa especializada. Em anúncio feito na última sexta-feira, dia 1 de setembro, a marca confirmou que irá revelar todos os detalhes no próximo dia 14 de setembro, no horário das 15h.

Com apresentação técnica do veículo a todos os veículos de comunicação que forem convidados, a divulgação será transmitida também pela internet e ao vivo, através de um link fechado de exibição.

Porém, se você está muito curioso e quer saber de algumas informações preliminares sobre o modelo, nós te damos algumas dicas do que vem por aí no próximo ano. É, com certeza, um carro para deixar todos de queixo caído. Vamos a elas?

Mais detalhes sobre a estética do carro

No Brasil, o Honda Fit 2018 também seguirá o visual daquele modelo que já foi apresentado na primeira metade desse ano nos Estados Unidos. Com um para-choque dianteiro totalmente redesenhado, vale destacar que a grade frontal do carro ganhou um friso cromado e que possui o logotipo da marca.

Nas versões mais caras, os faróis de luzes diurnas serão de LED. Já na traseira, o para-choque está mais vincado, as lanternas receberam iluminação em LED e na tampa do porta-malas há um spoiler.

Outras especificações do carro que vão além de todos os retoques visuais garantem um monovolume com controle eletrônico para estabilidade e também um assistente de partida de série em rampa. Nas mudanças internas do Fit 2018, o foco vai para a nova central multimídia oferecida na versão top de linha EXL CVT. Compatível com o sistema operacional Android Auto, o equipamento virá com recursos e uma interface extremamente moderna, muito diferente daquela já encontrada no sistema atual do modelo.

Motorização e Transmissão

A motorização do Honda Fit 2018 será mantida, sendo essa de 1.5 e 16 V i-VTEC flex. Essa rende 115 cavalos de potência e torque de 15,2 kgfm quando o carro é abastecido com gasolina. Em caso de etanol, esse número parte para 116 cavalos de potência e 15,3 kgfm de torque.

Já em relação às transmissões, essas também não sofreram qualquer alteração, sendo manual com cinco marchas ou automática CVT com a conversão de torque.

Novidade e Preço Reajustado

Uma das grandes novidades que foram anunciadas em relação ao Fit 2018 é a chegada de uma nova versão do veículo, a Personal CVT. Essa foi anunciada com preço sugerido no valor de R$ 68.700.

Em relação à tabela de preços das demais versões que já eram comercializadas no Brasil, o reajuste do modelo para o próximo ano ficou entre R$ 1.200 e R$ 2.500. Sendo assim, os valores dos monovolumes ficaram em R$ 80.100 para a topo de linha Fit EXL CVT; R$ 75.600 no Fit EX CVT; R$ 70.100 no Fit LX CVT e R$ 58.700 no Fit DX Manual.

Trajetória do Honda Fit no Brasil

Foram muitas as fases que culminaram na chegada do Honda Fit até o ano de 2017. Lançado no Brasil em abril de 2003 nas versões LX e LXL, com motor 1.4 de 80 cavalos e câmbio CVT, já em 2005 a marca recebeu a versão EX com motor 1.5 VTEC de 105 cavalos.

Em 2007 foi lançado oficialmente as versões com bicombustível e motor 1.4. No ano seguinte, a montadora produziu a série especial S, com um pacote visual muito mais esportivo. Em outubro da mesma época, foi lançada a segunda geração como modelo 2009, sendo chamado oficialmente de New Fit e nas versões EXL, EX, LXL e LX.

No ano de 2011, a gama de versões foi ampliada, estreando a versão de entrada DX. No ano seguinte, a segunda geração do New Fit trouxe para-choques, grades e faróis reestilizados, assim como mais aprimoramentos mecânicos. Em 2013, surge o Fit Twist, a versão aventureira e desenvolvida para o mercado brasileiro.

2014 marcou a chegada da versão inédita CX, com a opção do câmbio automático de cinco marchas. A gama de motores trouxe as versões 1.5 e 1.4 flexíveis. Por fim, em 2015 foi lançada a terceira geração do carro no Brasil, com o motor 1.5 flexível e um câmbio CVT.

Kellen Kunz


Hyundai HB20 x Honda Fit – Qual é Melhor?


Confira aqui um comparativo e descubra qual dos dois carros é melhor.

Para quem está buscando comprar o seu primeiro hatch na atualidade, talvez tenha se deparado com uma certa dúvida entre os dois modelos mais vendidos no momento: O Honda Fit e o Hyundai HB20.

Considerados os modelos mais completos no país e que disputam o mercado interno na categoria, cada um dos veículos possuem características próprias que podem fazer a diferença na hora da decisão do consumidor final em ter um destes na sua garagem.

Na comparação, ambos os modelos já saem de fábrica cada um com rodas com o tamanho de 15 polegadas. Além disto, é comum entre os dois o chamado trio elétrico e o volante atualizado com a possibilidade de regulagem tanto de altura quanto de profundidade.

No quesito ar condicionado já aparece uma pequena diferença. Enquanto no HB20 o ar condicionado projetado é automático, aliás uma das características dos carros da Hyundai é a busca de praticidade de seus consumidores, no Honda Fit o sistema ainda opera no modo manual.

Em termos de conforto interno, o HB20 se destaca pelos bancos em couro e empata com seu principal concorrente no quesito de tela sensível ao toque e conectividade via Bluetooth e USB. No entanto, a Hyundai parece que se perdeu em termos tecnológicos no quesito direção quando manteve o tradicional sistema hidráulico em contraponto ao sistema elétrico do Fit, da Honda.

No aspecto externo, dá para se ter uma ideia de quanto é grande a concorrência entre as duas marcas. Enquanto o HB20 apresenta cerca de 3,92m de comprimento, o seu concorrente vai um pouco mais além, somente cerca de 7 milímetros.

Em termos de altura e largura, as proporções são quase as mesmas e o Honda Fit se destaca de seu similar no quesito porta malas com 363 litros contra apenas 300 litros do outro. Em termos de peso, ambos possuem a mesma numeração (1.071Kg).

Na parte mecânica, ambos adotam a tração automática, sendo que o HB20 sai na frente com 128 cv de potência contra 116cv do Honda Fit.

Entretanto, depois de analisarmos rapidamente alguns de seus detalhes técnicos, o principal quesito que o consumidor vai levar em conta é qual dos dois vai pesar mais no bolso. E isto vai depender muito do gosto de cada cliente. Quem busca mais conforto interno e um porta malas maior, deverá pagar cerca de R$ 67.600,00 para ter um Fit na garagem. Mas para quem valoriza uma potência maior de desempenho, não vai se importar em gastar cerca de R$ 120,00 a mais e levar para casa o seu HB20 zeradinho de fábrica.

Emmanoel Gomes


Honda Fit 2018 – Novidades e Primeiras Imagens


Confira aqui as primeiras imagens e novidades sobre o Honda Fit 2018.

Quem adora estar por dentro das novidades no setor automotivo, já pode se preparar para mais um grande anúncio da Honda. Totalmente exposto, foi revelado oficialmente em primeiras imagens, na última quinta-feira, dia 11, no Japão, o novo Honda Fit 2018.

Esse aconteceu somente alguns dias após vazarem algumas outras imagens de catálogo do automóvel. Com o nome oficial de Jazz em toda a Europa, o Honda Fit já está na sua terceira geração, recebendo algumas mudanças significativas que deixam o veículo ainda mais moderno no seu visual.

Quando visto de frente, as novidades se referem a uma nova grade, no qual se encontra, na parte superior, um friso cromado. Esse está logo acima do logotipo da Honda. Ainda, os faróis foram totalmente redesenhados, compondo LEDs diurnos.

Já na parte inferior, onde estão os para-choques, a impressão que se tem é de um carro mais robusto. Essa ganhou maiores entradas de ar e, ainda, os faróis de neblina ganharam novos suportes. Além disso, podem ser vistas algumas saias na lateral.

Já na traseira, há poucas mudanças. A única significativa se refere aos novos contornos que estão localizados na parte inferior, especificamente no para-choque, bem como um novo spoiler e novas lanternas de LED.

Mesmo que nas fotos esse tenha sido revelado somente em partes, e em versão híbrida, o seu interior não deixa a desejar em nenhum momento. Ostentando revestimentos em couro nos tons marrom e preto, esse é aplicado ao volante, nos painéis das portas e nos bancos. O destaque vai para o seletor de marchas, que é pequeno considerado ao tamanho anterior e para todo o pacote do Honda Sensing, que chega no modelo trazendo muitos assistentes de segurança.

Apesar de tudo que foi anunciado, a gama de motores do Honda Fit continua sem modificações, com as opções em 1.3 e 1.5 na linha i-VTEC e na opção com gasolina. Já na opção híbrida, essa é formada pela junção do motor 1.5 e i-VTEC no ciclo Miller com um elétrico. Sua transmissão é de dupla embreagem e automatizada.

Essa versão reestilizada do Fit já tem data marcada para junho no Japão. No Brasil, já houve flagras do mesmo e, mesmo sem previsão de chegada oficial, ao que tudo indica ele não deve demorar muito para ser lançado oficialmente.

É importante lembrar que essa versão diferenciada do carro foi uma forma encontrada pela Honda para superar a espera pela chegada da próxima geração do Fit, que está prevista para chegar no ano de 2019. Ao que tudo indica, esse virá com diversas mudanças no visual e com muitas novidades no que se refere à estreia do motor 1.0, com 3 cilindros turbo.

Kellen Kunz


Honda Fit sobre Recall por Problema no Tanque de Combustível.


Convocação atinge 842 unidades do modelo.

A montadora Honda anunciou na última segunda-feira, no dia 28 de novembro, o recall de pelo menos 842 unidades do seu modelo Fit. O motivo do reparo se dá por uma falha na solda que está localizada no bocal do tanque de combustível do mesmo.

Portanto, se você adquiriu um veículo Fit, fique ligado. Os exemplares que estão envolvidos no recall foram fabricados entre as datas de 20 de agosto até 24 de setembro do ano de 2015.

Em comunicado oficial divulgado pela fabricante do modelo Fit foi explicado que o defeito pode aumentar a chance de que combustível seja vazado, o que causaria incêndios, inclusive de grandes proporções. Sendo assim, a solução para o mesmo é que o tanque seja trocado por outro seguro.

A numeração dos chassis envolvidos é a seguinte: 93HGK58 não seqüenciais; chassis entre 40FZ221338 e 40FZ224280; de 60FZ221691; 60FZ222494; 70FZ221225 e, por fim, 70FZ229139.

Quem tiver dúvidas sobre a substituição ou outro assunto relacionado ao recall da marca, pode entrar em contato pelo telefone disponibilizado pela Honda. O número é o seguinte: 0800-701-3432.

É importante ainda ressaltar que a troca começou no dia 30 de novembro, na quarta-feira, e segue até data não divulgada até o momento.

Recalls da Honda em 2016

Esse não é o primeiro recall da marca no ano de 2016. Em fevereiro, houve a substituição em 164.076 unidades de airbags defeituosos da fabricante japonesa Takata no Brasil. Os modelos envolvidos na ocasião foram: Honda Fit e Honda City.

Ainda em junho, outros 325.130 airbags precisaram ser trocados nos modelos Fit, City, Accord e Civic CR-V.

Conhecido como o maior recall da história, o mesmo foi caracterizado pela troca do insuflador localizado no airbag no lado do motorista. O defeito fazia com que objetos metálicos fossem lançados contra os ocupantes do carro assim que o airbag fosse aberto, ocasionando ferimentos de diversas proporções.

Sendo assim, inúmeros casos de mortes de ocupantes dos carros foram registrados em todo o mundo devido aos “airbags mortais”. Porém, o defeito não foi somente em carros da montadora Honda. No total, foram 50 milhões de veículos envolvidos e de diversas marcas, como as também consagradas BMW, Audi, Fiat, Jeep, Lexus, Mitsubishi, Nissan, Subaru e Toyota.

Kellen Kunz


Novo Honda Fit 2017


Modelo chega às lojas com mais equipamentos e com preço mais alto.

A montadora Honda anunciou nesta semana a chegada do novo modelo Honda Fit 2017, que começa a ser vendido nas concessionárias Honda em todo o país. Com poucas novidades no design, o Fit 2017 chega às lojas com mais equipamentos e com preço mais alto, com valores que vão de R$ 57,7 mil a R$ 73,8 mil.

A linha 2017 do modelo não trará mudanças visuais externas ou internas; o design continua o mesmo da versão 2016, mas o Honda Fit chega com mudanças em detalhes de acabamento e equipamentos novos na versão topo de linha. De acordo com a marca, as versões DX Manual, DX CVT, LX Manual e LX CVT não tiveram qualquer alteração.

Já a versão EXL CVT automática, considerado o modelo mais completo do Honda Fit, traz para 2017 novos equipamentos de fábrica, que agregam valor à versão. As novidades ficam por conta de airbags laterais do tipo cortina e sistema multimídia remodelado, com navegador integrado e tela de 7 polegadas sensível ao toque. Além dos novos itens, o Honda Fit 2017 ganha a opção de cor Prata Platinum Metálico, que substitui a cor Prata Global Metálico da linha anterior.

O novo Honda Fit 2017 chega às lojas a partir de R$ 57,7 mil na versão DX Manual, custando R$ 63,2 mil na versão DX CVT automática, R$ 62,1 mil na versão LX Manual, R$ 67,6 mil na versão LX CVT automática e R$ 73,8 mil na versão top do modelo, a EX CVT automática. A linha 2017 já está sendo comercializada nas concessionárias da marca e oferece 3 anos de garantia ao consumidor, sem limite de quilometragem.

HONDA HR-V

O anúncio da Honda trouxe, ainda, informações sobre o novo HR-V 2017, que também já pode ser encontrado nas lojas da marca. O SUV compacto é o carro da Honda mais vendido em todo o país e chega ao mercado com melhorias no revestimento interno das portas, controles de som no volante, ganchos para fixação dos tapetes no assoalho do carro e outras melhorias. O modelo LX manual ganhou rodas de liga leve de série e o modelo EX passou a contar com ar condicionado digital automático, borboletas no volante para troca de marchas e um sistema de áudio mais completo. A versão topo de linha, a HR-V EXL, recebeu nesta versão 2017 faróis com acendimento automático.

De acordo com a marca japonesa, o HR-V 2017 será comercializado por R$ 79,9 mil na versão LX manual, R$ 86,8 mil na versão LX CVT automática, R$ 93 mil na versão EXL CVT automática e R$ 101,4 mil na versão topo de linha, a EXL CVT automática do SUV.

André Barbirato


Honda faz recall de veículos com problema no airbag


São mais de 325 mil automóveis da marca envolvidos no recall. Os modelos terão de trocar o airbag frontal que fica no lado do passageiro.

Na última semana, a Honda anunciou a necessidade de recall para alguns modelos da empresa no Brasil. São 325.130 veículos no total e os exemplares envolvidos são o Accord, CR-V, Civic, Fit e City. Os chassis são:

Fonte – Honda.

Conforme a empresa, os proprietários destes terão que ir à concessionária mais próxima e realizar a troca do airbag frontal localizado no lado do passageiro. Ainda, de acordo com ela, a substituição é necessária uma vez que, caso haja uma colisão de frente com intensidade média ou grave, o sistema do airbag pode se romper do insuflador, ocasionando assim um possível lançamento de partículas metálicas no interior do carro. Em caso de acidentes graves, este defeito pode ocasionar danos materiais extremos e, principalmente, lesões extremamente perigosas e, até mesmo, fatais aos que estão ocupando o veículo.

Segundo o site G1, 13 pessoas ao redor do mundo morreram devido aos defeitos em equipamentos produzidos pela japonesa Takata. A última ocorreu em 5 de maio de 2016, quando duas pessoas perderam a vida na Malásia após a explosão de airbags defeituosos. 

Sendo assim, o reparo realizado não terá custo para os proprietários e será feito por escalas nas concessionárias Honda. Em primeiro lugar, serão atendidos os donos do modelo Civic, a partir de 20 de junho, sendo este seguido pelo CR-V em 4 de julho. A agenda do Accord será dividida conforme os anos do modelo, sendo que a partir de 3 de outubro serão atendidos os modelos 2004 a 2007 e em 1 de agosto pelos exemplares de 2008 a 2011. Ainda não tem prazo de início de reparos os veículos Fit e City.

Apesar dos chassis divulgados e compartilhados, a Honda informa que nem todos os veículos do intervalo disponibilizado estão envolvidos e precisam realizar o recall do airbag. Sendo assim, para que os proprietários possam buscar mais informações, como consulta de reparo, a montadora disponibiliza o portal www.honda.com.br/recall/autos ou a Central de Atendimento, pelo telefone 0800-701-3432. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, em horário de Brasília.

A Honda Motor Company é uma empresa com sede no Japão e uma das mais importantes fabricantes de automóveis e motocicletas do mundo, exportando veículos para o mundo todo. No Brasil desde 1971, a montadora lamentou o ocorrido e divulgou que está se esforçando ao máximo para disponibilizar as peças necessárias com o menor prazo possível, sempre buscando antecipar a data de atendimento aos proprietários.

Por Kellen Kunz


Honda Fit 2015 com novidades para atrair o público jovem


A terceira geração do Honda Fit trouxe como principais destaques a incorporação do motor de 1,5 litro 16V a toda linha e o retorno da transmissão CVT, na qual foi oferecida entre 2003 e 2008. O laço familiar dessa vez ficou para trás, uma vez que veio mais esportivo e com novo conjunto mecânico.

A oferta, composta por quatro versões, sendo elas: DX, LX, EX e EXL, na qual as duas últimas somente com câmbio CVT. Os valores do novo Fit variam entre R$ 49.900 e R$ 65.900.

O modelo do próximo ano foi lançado no Japão no fim do ano passado e fazem parte das revendas do País a partir deste mês. O veículo foi elaborado em nova plataforma e um de seus principais aspectos está relacionado à imagem, pois atrairá o público mais jovem.

A dianteira tem uma pegada atlética e recebeu nova grade, para-choque e faróis. Na parte lateral, um vinco une dianteira e traseira, local onde as lanternas se destacam devido ao formato diferenciado. O porta malas poderá suportar até 363 litros.

Entretanto, na versão básica, o Fit oferece rodas de aço de 15 polegadas e capa do retrovisor externo na cor preta. A opção mais cara que é a EXL, conta com um pisca integrado ao retrovisor e acabamento externo Black piano. Para o ano de 2015 a Honda traz de volta o CVT com uma novidade, que é o conversor de torque.

Desta forma, o principal diferencial do veículo é sentido na prática, que é a função de transferir força do motor à transmissão. Ele dosa a energia conforme a pressão do pé do motorista aumenta ou diminui. As passagens de velocidade se mantêm imperceptíveis e o condutor pode utilizar a alavanca na posição.

No modo drive, é possível também manter 120 km/h a baixas 2.000 rotações. O silêncio interno só é quebrado pela ação do vento.

Por Luciana Viturino

Foto: divulgação


Honda Fit 2015 – Lançamento da 3ª geração no Brasil


Com lançamento para o mercado brasileiro marcado para o fim de abril, a Honda revelou o novo Fit 2015. O modelo, que já está em sua terceira geração, chega com mais espaço, novo design alinhado aos mais recentes lançamentos da marca, motor 1.5 e traz a volta da transmissão CVT nas versões automáticas. Tudo isso sem alterar o preço da versão de entrada, já que o Honda Fit 2015 manterá o preço inicial de R$ 49.900, com pequenos ajustes nas outras configurações.

Visualmente, o novo Fit está totalmente renovado e apresenta as características de estilo atual da Honda, que também estará presente nos próximos lançamentos da marca japonesa, como o novo City, que chega no segundo semestre, bem como o utilitário esportivo Vezel, que estará no Brasil em 2015 e será um dos destaques no Salão do Automóvel de São Paulo. Esteticamente a Honda destaca a chamada “Solid Wing Face”, nitidamente presente na nova grade dianteira integrada aos faróis.

O interior também segue os padrões dos mais novos modelos da Honda. Com bom acabamento interno, o novo Fit 2015 conta com painel de instrumentos com fácil leitura e iluminação em azul com detalhes em branco, que traz conta-giros, velocímetro e computador de bordo situado na parte direita com marcador de combustível, temperatura ambiente, consumo médio e instantâneo (em km/L) e hodômetros total e parcial.

A versão LX vem com sistema de som 2DIN com entrada USB. As versões EX e ELX, por sua vez, dispõem de sistema de áudio 2DIN e trazem ainda uma tela de LCD de 5 polegadas que integra o sistema Hands-Free e que exibe imagens da câmera de segurança para manobras em marcha ré. Todas as configurações são equipadas com cintos de três pontos para todos os ocupantes e pontos de ancoragem para assentos infantis do tipo ISOFIX e LATCH.

A Honda recupera a versão topo EXL para a nova geração do Fit e mantém as demais versões (DX, LX e EX). Outra novidade é que agora todas as versões vêm equipadas com motor 1.5 16V FlexOne com sistema de aquecimento de etanol que dispensa o uso de tanquinho, capaz de entregar até 116 cv e torque de 15,3 kgfm, substituindo o bloco 1.4 16V da geração anterior.

De acordo com a Honda, as modificações no motor incluem o aumento da taxa de compressão, atrito e peso reduzido e comando de válvulas redesenhados, tudo para melhorar a força em baixa rotação, garantindo maior conforto na dirigibilidade e redução no consumo de combustível.

Por fim, o novo Fit volta a oferecer a transmissão automática do tipo CVT, que agora a marca chama de “Earth Dreams”.  A principal alteração é a presença do conversor de torque e de uma elasticidade de giro maior, melhorando a tração em baixas velocidades, oferecendo respostas mais ágeis e diminuindo o gasto de combustível.

Disponível nas cores Azul Netuno Metálico (nova), Vermelho Rally Sólido, Preto Cristal Perolizado, Cinza Barium Metálico (nova), Cinza Iridium Metálico, Prata Global Metálico e Branco Taffeta Sólido, a nova geração do Fit possui três anos de garantia, sem limite de quilometragem.

Abaixo, versões e preços do novo Honda Fit 2015:

– DX – Manual – R$ 49.900;

– DX  – CVT – R$ 54.500;

– LX – Manual – R$ 54.200;

– LX – CVT – R$ 58.800;

– EX – CVT – R$ 62.900;

– EXL – CVT – R$ 65.900.

Por Caio Polo

Honda Fit 2015

Foto: Divulgação


Honda Fit EX – Novo modelo será vendido no Brasil


A Honda que cada vez mais busca seu espaço no meio automobilístico (e diga-se de passagem tem tido sucesso com seus designers cada vez mais atraentes) agora promete conquistar o coração do seu público com mais um novo modelo: o Honda Fit EX.

Para aumentar ainda mais a ansiedade do público e fazer com que o novo modelo chegue às lojas autorizadas com mais garbo, a Honda realizou na internet, uma campanha, onde foram divulgados teasers com detalhes do Honda Fit EX.

A montadora também informou que este modelo será disponível em quatro versões: DX, LX, EX e EXL e ainda virá com motor 1.5 4 cilindros VTEC flex com potência de 116 cv e com etanol acoplado no câmbio CVT.

Os itens de série que irão compor o novo carro são: ar condicionado manual, direção elétrica,  sistema de som com rádio e leitor de CD e bancos trabalhados em couro, além dos freios ABS, faróis de neblina e airbag duplo, vidros verdes elétricos, rodas de alumínio, alarme, controle de cruzeiro e sistema imobilizador.

A estimativa de preço de venda do Fit EX é de R$ 63.590. A montadora ainda criou uma promoção que irá sortear duas unidades do modelo. No regulamento da campanha podem ser vistas todas as configurações do carro especificadamente.

Caso você queira ser o contemplado com este nova máquina da Honda, basta comparecer numa concessionária  autorizada, realizar um teste drive virtual para se cadastrar na campanha e cruzar os dedos para ser o sorteado no dia 14 de maio.

A Honda está trabalhando em sua nova fábrica aqui no Brasil que ficará localizada em Itirapira – SP,  no entanto, até que a mesma fique pronta os primeiros Fit EX serão importados do Japão, mas a empresa já garantiu que após as instalações brasileiras estarem devidamente prontas, os novos modelos serão fabricados em “Terras Brasilis” e a produção deve girar em torno de 120 mil unidades por ano.

Por Igor Lima 

Honda Fit EX

Foto: Divulgação


Novo Honda Fit geração 3 será produzido no 2º semestre de 2014 em São Paulo


No dia 26 de dezembro de 2013, a Honda anunciou a chegada do novo Honda Fit, um dos queridos da família Honda, ao lado do Civic.

O carro, que foi apresentado primeiramente no Salão de Tóquio em novembro, está em sua terceira geração (Fit 3), irá contar com adaptações para o mercado brasileiro, como o volante que é adaptado para o mercado europeu (mão inglesa, onde o volante fica localizado no carro direito do carro), possibilidade de injeção elétrica também entre os itens já costumeiros de série. O que realmente muda nesse carro é o imponente design externo, que possui mudanças nos faróis dianteiros, por exemplo.

O carro, que começará a ser produzido a partir do segundo semestre de 2014, em São Paulo, contará com os itens de série da sua versão anterior, como a opção de câmbio automático ou manual, sistema ABS e EBD, vidro elétrico, sensores sonoros traseiros de estacionamento, farol com máscara negra, ar condicionado, retrovisores elétricos dentre outras coisas costumeiras dos carros da Honda. A diferença está no possível motor, que poderá ser de 1.5 (da versão anterior é de 1.4).

E será que haverá uma mudança muito notável no preço? A geração anterior mais simples, CX, sai a partir de R$ 49.000 com a opção de câmbio manual, com o automático, o carro sai a partir de R$ 53.900. Vamos ver quanto que o Fit 3 custará.

O carro ainda promete uma nova sequência de cores, saindo daquelas costumeiras (branco, prata, cinza e preto), já que o mesmo foi exposto no Salão de Tóquio com uma cor de laranja abóbora. No exterior, há também a versão do carro em azul claro e roxo escuro.

O carro promete ser um dos esperados para os fãs da Honda, juntamente com o carro mais famoso, o Honda Civic, que será produzido a partir do segundo semestre na fábrica que fica em Sumaré/SP, prometendo inovações em suas cores, também. 

Por Mariana Caetano 

Honda Fit 3

Foto: Divulgação


Honda Fit CX – Características, Preços


Honda Fit CXO Honda Fit está com uma versão nova a caminho. Mais básico, o modelo chega com câmbio automático de cinco marchas, que poderá ser adquirido pelo cliente que procurar um modelo de entrada. Entre algumas novidades em detalhes estão: os faróis com lentes escurecidas, lanternas fumês e sensor de estacionamento de série. O seu nome também mudou de Honda Fit DX para Honda Fit CX.

No entanto, quem estiver interessado pelo novo carro deverá aguardar, pelo menos, até o dia 12 de outubro para obter o seu. Mesmo assim, as informações dadas por alguns vendedores das concessionárias da marca ao Portal Car and Driver, foi de que existem poucas unidades em estoque. Isso significa que pode haver uma fila de espera para adquirir o lançamento e, quem aceitar, deverá esperar em torno de 15 dias para ter o seu na garagem.

Em relação ao preço, a nova versão até que não se saiu tão mal e está um pouco mais cara que a antiga. A manual, que antes era encontrada por R$ 47.930, agora sai por R$ 49.900. O de câmbio automático sai por R$ 53.900, a novidade do modelo pode aumentar o número de vendas do automóvel que já te mostrado boa aceitação aos clientes.

Por Jaime Pargan


Recall Honda Fit – Problemas no interruptor dos vidros da porta do motorista


Quem possui um Honda Fit em casa deve ficar atento a esta informação: as unidades do modelo deverão passar por recall, que ocorrerá em todas as concessionárias da marca, no mês de outubro. Isso porque os veículos produzidos entre os anos de 2004 e 2008 terão de trocar o interruptor dos vidros na região interna da porta do motorista.

Foram mais de 180 mil autos que apresentaram problemas de fabricação e correram risco de gerar incêndio devido à umidade que o interior da peça apresentava. A ação é gratuita e estará disponível para todos os consumidores a partir do dia 1º de outubro de 2013

Em 2010, algumas trocas foram feitas pelo mesmo motivo. Em junho deste ano, parece que a fabricante teve o mesmo problema e a ação se repetiu. Agora, os que possuem um Honda Fit entre esses anos e chassis não sequenciais de 4Z100001 até 8Z601735, com data de produção inicial de 25/03/2003 e final de 05/09/2008 deverão comparecer para realizar a manutenção.

O atendimento será feito só para quem agendar no site da marca, acessando o endereço eletrônico: www.honda.com.br/recall/autos, ou pelo telefone: 0800-701-3432, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, em qualquer concessionária da Honda.

Por Jaime Pargan


Honda Fit não terá a tecnologia Start/Stop nos EUA


A tecnologia Start/Stop será cancelada para os veículos do Honda Fit no mercado automotor norte-americano. A motorização dos veículos a serem vendidos nos EUA não irá ter o sistema, que consiste no desligamento do propulsor quando o automóvel se encontra fora de funcionamento ou parado, voltando a acioná-lo quando o condutor tira o pé do pedal de freio.

Segundo informações do engenheiro-chefe de motorização do modelo da marca japonesa, Nobuhiko Shishido, a quantidade de tempo necessária para que o bloco seja novamente ligado pode vir a ser um grande problema para a tecnologia Start/Stop no mercado norte-americano. De acordo com Shishido, os americanos dão preferência a itens como potência e velocidade e, com o sistema Start/Stop, os carros Fit iriam ficar atrás depois de abertos os semáforos.

Especialistas do setor acharam a medida estranha, já que o tempo de abertura e fechamento dos faróis é pequeno. O profissional responsável pela motorização híbrida do modelo Fit, Kentaro Yokoo, diz que o propulsor leva cerca de 1 segundo para ser ligado novamente. O problema seriam as medidas oficiais dos EUA referentes ao consumo, que não levam o sistema japonês em conta, dificultando a publicidade.

Para o mercado brasileiro automotor, sabe-se que a marca irá produzir o Fit no interior do Estado de São Paulo em meados de 2014. O carro terá motorização 1.5 e 1.4 sem a presença do comando i-Vtec, e terá caixas de 5 marchas manual e automática. Não há previsão para produção do Fit RS, mas os modelos do Brasil devem ter partida por meio de um botão e sistema central de multimídia.

Por Marcelo Araújo


Honda Fit Twist 2014 – Lançamento no Brasil


Honda Fit Twist 2014A montadora Honda, visando aumentar suas vendas no Brasil, em breve lançará no mercado um carro que é exemplo de arrojo e inovação. Estamos falando do novíssimo Honda Fit Twist 2014.

O automóvel em questão é um crossover diferenciado, que faz parte da bem sucedida família Fit. Com essa novidade, a marca pretende conquistar um público maior de compradores, especialmente, os motoristas que não aprovaram o Fit tradicional.

O novo Fit vem com faróis com máscara negra, rack de alumínio no teto, design jovial e acabamento impecável. Além disso, o motor é flex, capaz de gerar até 115 cavalos de potência se abastecido com gasolina, e no máximo 116 cavalos quando movido a etanol.

Segundo a Honda, o Fit Twist conta com duas opções de câmbio, ambas com 5 marchas, o que oferece uma melhor dirigibilidade e maior segurança aos usuários. O preço do carro variará entre R$ 47.930 e R$ 65.790, sendo estabelecido de acordo com a versão e os  itens adicionais.

Quem gostou da super novidade da Honda poderá em breve desfilar com seu Fit Twist pelas ruas e estradas brasileiras.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


Honda Fit – Nova geração terá modelo híbrido


Novo Honda Fit A montadora japonesa apresentou a terceira geração do modelo Fit, também conhecido como Jazz. O Honda Fit está com novo estilo e bem diferente de seus antecessores.  

Ele ganhou, em seu exterior, vincos mais abertos e mais profundos. A lanterna traseira é um pouco mais esticada, bem semelhantes ao do modelo Volvo. Sua dianteira recebeu um novo visual, mais elegante e moderno.  

De acordo com a Honda, o novo Fit virá com três versões de motores: 1.3 de 99 cavalos de potência; 1.5 de 130 cavalos de potência; e um motor híbrido Atkinson 1.5 de quatro cilindros. Nesta versão, o automóvel será o primeiro a receber a Sport Hybrid Intelligent Dual Clutch Drive (i-DCD), com transmissão de dupla embreagem de sete velocidades. Essa transmissão com o motor Atkinson faz o Fit percorrer 36,4 km/l.  

A companhia diz que o sistema i-DCD é uma boa evolução do sistema híbrido IMA. Já o motor elétrico do IMA está entre o motor a combustão e o câmbio, e o i-DCD já está no câmbio.  

No Japão, o modelo será comercializado em setembro deste ano.  

O Fit híbrido está disponível com três modos de condução: híbrido, convencional e EV. Isso significa que o veículo pode comportar-se como totalmente elétrico, como um veículo híbrido ou como um veículo comum.

Por André Barbosa


Recall Honda Fit – Informações


Por questões de segurança a Honda Automóveis do Brasil a partir desta quarta-feira 26 de Julho,  está chamando para reparo os modelos Fit de 2004 à 2008, o New Fit está fora desta chamada que visa reparar temporariamente o interruptor de comando dos vidros elétricos visto que este pode gerar incêndios. Segundo o órgão de defesa do consumidor, isso pode ocorrer, visto a infiltração de umidade no interruptor provocando um curto-circuito.

Um recall semelhante houve no ano de 2010, porém os problemas não foram solucionados e a montadora decidiu realizar outro para solucionar o problema em carácter temporário.

Foram vendidos 186.553 carros desses modelos que devem se apresentar nas concessionárias da Honda a partir de 22 de Julho para serem revisados.

Este recall temporário é preventivo e acontece porque estão sendo desenvolvidos novos dispositivos com melhor tecnologia e segurança no exterior. Logo de ficarem prontos, provavelmente haverá um novo recall para a substituição do item antigo.

Os automóveis que precisam ser levados até a concessionária são os que possuem número de chassis desde 4Z100001 até 8Z601735 produzidos entre 25 de março de 2008 até 5 de Setembro de 2008.

Os proprietários interessados neste reparo devem agendar a revisão através do site da Honda ou pelo telefone 0800-701-3432 em horário comercial.

Por Melina Menezes


Novo Honda Fit Twist 2014 – Características


A empresa japonesa Honda esta lançando o novo Honda Fit Twist 2014. O Honda fit Twist é um carrinho com dimensões pequenas, ideal para usar na cidade, porém muito confortável. O carro está vindo quase sem mudanças com relação ao modelo anterior. Vem com motor 1.5L com 116 cavalos de potência quando usa álcool e 115 cavalos quando usa gasolina torna-se bem potente para a categoria. O Honda Fit Twist vem com câmbio automático de 5 marchas. 

O modelo do fit Twiste 2014 se destaca pelo visual exterior com para choques com detalhes em alumínio, molduras pretas no para-lama, farol com máscara negra e faróis de neblina redesenhados, lanternas traseiras translúcidas e grade frontal com acabamento acetinado. 

Na parte interna vem com detalhes em cromado no painel de instrumentos, freio de mão e saídas e ar.  Apliques em prata no console e bancos com revestimento especiais exclusivos para o twist. O carro traz como itens de serie: airbag duplo, freios com sistema ABS e EBD, direção elétrica, trio elétrico, rodas de liga leve e muitos outros. 

O Fit twist 2014 está à venda pelo preço de R$57.900 na versão com câmbio manual e R$60.900 com câmbio automático. A Fábrica oferece 3 anos de garantia.

Por Mariana Rodrigues


Honda Fit – Nova versão esportiva


Na tentativa de mudar um pouco o mercado do Fit, a Honda lançou uma nova versão esportiva do carro, que parece ser “agressiva”.

Entretanto, pelas configurações do automóvel, somente o design dele é que lembra alguma “agressividade”, porque o novo Fit tem motor com potência de apenas 100 CV em um bloco 1.4 – valores muito baixos se comparados ao Honda Civic Si, que tem um bloco 2.0 com 192 CV de potência.

Na Europa, o novo Fit esportivo é chamado de Jazz Si. E, apesar das características mecânicas levianas, o carro ganhou um visual bastante arrojado – que até pode compensar o baixo ganho de potência e motor.

Além da “cara de mal” que o novo Fit ganhou, na parte de dentro ele também tem uma cara bastante esportiva, pois possui volante todo em couro e teve suas luzes redistribuídas no painel.

O Honda Jazz Si foi apresentado durante o Salão de Genebra deste ano e, neste evento, a Honda não deu grandes detalhes sobre o carro. Portanto, ainda não se sabe quando o carro chegará ao Brasil e nem por quanto ele será vendido.

Por Guilherme Marcon


Honda City e Fit – Nova Geração


O anúncio da nova geração dos modelos já conhecidos, City e Fit foi realizado em Tóquio, na última semana. Durante o pronunciamento o presidente mundial da fabricante dos veículos, a Honda, Takanobu Ito falou das metas de crescimento da empresa e dos lançamentos que a marca fará.

Com isso, a Honda pretende dobrar as vendas de veículos em todo o mundo e atingir a marca de 6 milhões de carros vendidos em cinco anos.

Para cumprir as metas de crescimento, a Honda já anunciou para o próximo ano a renovação do Honda Fit. Já a renovação do City ainda não tem data prevista. Outra novidade fica por conta do lançamento de um SUV compacto e o Brio chega ao mercado com aumento em sua gama já que está previsto para 2015 a chegada de um sedã e um utilitário ao mercado asiático.

Além de carros, a Honda quer aumentar as vendas de motos, passando de 15 milhões para 25 milhões de motocicletas vendidas até o ano de 2017. Com as vendas de carros e motos, a Honda pretende chegar à casa de 39 milhões de veículos vendidos até 2017.

Por Flaviane Oliveira


Recall global Honda Fit modelos 2001 a 2007 – Problema na fiação dos faróis


A Honda está chamando 1,35 milhão de unidades do Fit para um recall em vários países. O chamado é para verificar a situação da fiação dos faróis, cujo defeito nos cabos pode causar incêndio no veículo. Ainda não houve nenhum caso de incidente notificado pela montadora.

Estão sendo alertados para este recall, donos dos compactos da primeira geração do modelo, fabricados no Japão, entre novembro de 2001 e outubro de 2007. Por esse motivo, nada mais que 735 mil unidades estão convocadas naquele país para irem às concessionárias.

Nos Estados Unidos são 135 mil unidades na mesma situação, enquanto que outras 385 mil estão na Europa. Os proprietários do Oriente Médio, Ásia e África também vão ser comunicados. De acordo com a montadora, os modelos fabricados no Brasil não passarão pelo recall, uma vez que o fornecedor da fiação não é o mesmo.

Por André Gonçalves


Novo Honda Fit (Jazz) 2011 – Preço, Fotos, Novidades


Com data prevista para o início de sua comercialização para o mês de fevereiro do ano que vem na Europa, a Honda apresentou uma nova versão reestilizada do seu automóvel Fit. No velho continente ele é vendido com o nome de Jazz.

Dentre algumas novidades nesta versão, estão a nova grade e para-choques. Tais mudanças aconteceram com o intuito de diminuir o arrasto aerodinâmico, e isso realmente aconteceu. Os números do cx do monovolume tiveram uma redução de 0,336 para 0,330.

Com o lançamento da segunda geração do Fit, a transmissão automática CVT havia sido retirada, porém, com esta nova reestilização ela reaparece como opção. 

Os preços do carro também já foram anunciados. Para a versão 1.2 S, o automóvel sai pelo custo de 11.295 libras, enquanto no modelo híbrido, os consumidores terão de desembolsar um valor de 15.995 libras.

Confira o vídeo do Honda Fit versão híbrida:

Por Oscar Ariel