Dodge Charger 2019 – Ficha Técnica, Novidades


Nova linha do Charger promete surgir com muitas novidades nos recursos da versão topo de linha, chamada SRT Hellcat, tornando-se assim o sedan mais rápido e potente do mundo, de todos os produzidos em série.

O Challenger não é o único a possuir uma linha 2019 repleta de novidades, o Dodge Charger também promete chegar com tudo no próximo ano. O modelo estadunidense promete surgir com muitas novidades nos recursos da versão topo de linha, chamada SRT Hellcat, tornando-se assim o sedan mais rápido e potente do mundo, de todos os produzidos em série.

Algumas das novidades prometidas são a configuração R/T junta de novas ferramentas, a opção do pacote Scat, variantes SXT, GT e SXT AWD, entre muitas outras, além de novos detalhes visuais.

Para saber mais sobre o Dodge Charger 2019, continue acompanhando esse post!

Dodge Charger 2019: características

Com motor 6.2 V8 HEMI supercharger, o Dodge Charger SRT Hellcat 2019 agora é capaz de desenvolver 716 cv de potência, com câmbio automático TorqueFlite (de oito marchas), junto de 89,9 kgfm de torque. Além do mais, o modelo apresenta algumas outras inovações como uma nova grade de desempenho, que possui entradas duplas, de forma que o fluxo de ar no compartimento do motor seja otimizado.

Não o suficiente, o Dodge Charger 2019 também possui o Launch Assist, que analisa rapidamente o comportamento do carro em largadas, a partir dos sensores de velocidade presentes nas rodas, podendo modificar a entrega de torque a fim de recuperar a aderência. Também há o After-Run Chiller e o Torque Reserve, que, respectivamente, servem para resfriar o compressor de ar quando o motor é desligado e otimizar a reserva de torque para otimizar as acelerações. Além disso, também possui o sistema Line Lock que mantém o carro parado, acionando os freios dianteiros, mas mantendo as rodas traseiras livres para limpar e esquentar os pneus de trás.
Seu painel de instrumentos também passa a apresentar um novo emblema. As novidades não param, de modo que as rodas agora são forjadas em 20 polegadas, o teto possui a opção de pintura na cor preta, além de um novo pacote interno em Alcântara.

Dodge Charger 2019: modelos

Veja algumas características de cada um dos modelos da linha Dodge Charger 2019.

Charger R/T: convencional e o Scat Pack

O Charger R/T Scat Pack apresenta o Launch Assist e o Launch Control, junto do Line Lock de Série. Seu motor é o 392 HEMI V8, de 492 cavalos de potência e 65,7 kgfm.

Já o Charger R/T convencional vem com o motor 5.7 V8 HEMI, com 578 cavalos de potência e 54,6 kgfm, junto de novidades no capô, soleiras e bancos.

Charger SXT: convencional e AWD

O Charger SXT AWD possui a opção de revestimento interior em napa, na cor caramelo, com bancos esportivos Houndstooth, pacote Cold Weather no volante, aquecimento nos bancos dianteiros e, por fora, rodas pretas em aro 19. Seu motor é o 3.6 V6 Pentastar, de 204 cavalos e 36,5 kgfm.

Agora no Charger SXT convencional, a potência do motor é de 296 cavalos, com 35,9 kgfm. Os itens são os mesmos do modelo com tração integral.

Charger GT

E, por último, o Charger GT. Ele vem com um motor V6, de 304 cavalos e 36,5 kgfm, junto de eixo traseiro 3.07, e novidades nos bancos, capô, spoilers e soleiras. Além disso, há uma nova suspensão esportiva, uma central multimídia de 8,4 polegadas, rodas em aro 20, painel de instrumentos Dark Dub Plate, junto de volante com paddle shifts.

Dodge Charger 2019: preços

Ainda não se tem informações sobre os valores do Dodge Charger 2019 no Brasil. O que se sabe, até o momento, é que sua venda nos Estados Unidos terá início a partir do segundo semestre deste ano.

Dodge Charger 2019: ficha técnica

  • Ano: 2019;
  • Lançamento: EUA;
  • Configuração: sedã;
  • Preço: ainda não disponível;
  • Motor: 6.2 V8 HEMI supercharger;
  • Potência: 716 cv;
  • Peso/torque: 89,9 kgfm;
  • Câmbio: automático TorqueFlite, oito marchas.

Por Felicia Lopes

Facelift Dodge Charger 2019

Facelift Dodge Charger 2019

Facelift Dodge Charger 2019


Dodge Durango R/T ganha Novo Pacote de Opcionais


Dodge lança Novo Pacote de Opcionais para o Durango R/T. Pacote possui bancos vermelhos e rodas maiores.

Foi anunciado pela montadora Dodge o lançamento de um novo pacote de opcionais para o carro Durango R/T. Nesse novo pacote, quem adquirir este veículo poderá compra-lo agora com bancos revestidos por couro do tipo Nappa na cor vermelha, antes essa possibilidade só era oferecida nas versões Challenger e Charger do veículo.

Além disso, esse novo pacote contemplou a inserção de rodas de liga leve maiores, agora no tamanho de 20 polegadas, que foi um dos pedidos dos consumidores, a fim de melhorar a estética do carro. Os novos assentos de couro nappa foram apresentados pela primeira vez na SEMA Show de 2013, evento ocorrido em Las Vegas, nos Estados Unidos. Para quem possui o veículo mas deseja colocar essa novidade nele, essa customização pode ser realizada por meio de encomenda pelo preço de R$ 3.870.

Apesar dessas inovações na parte interna, essa nova versão do veículo continua muito semelhante a anterior, tanto no quesito motorização, quanto no quesito acessórios internos.

O Durango possui alguns detalhes que realmente chamam a atenção de muitas pessoas, tais como o contraste nas costuras dos bancos, luzes de LED, farol preto e uma incrível tela touchscreen de nada mais nada menos do que 8,4 polegadas.

O motor utilizado no veículo é o 5.7, o qual tem a capacidade de produzir uma potência de 360cv e 53,84 mkgf de torque.

O carro realmente é muito bonito e com certeza é o sonho de consumo de muita gente, ainda mais agora depois do lançamento desse novo pacote estético, contudo, a notícia não muito agradável é o valor que o consumidor tem que desembolsar se quiser ter um carrão desses na sua garagem, uma vez que a versão com tração traseira custa R$ 128.856 e a versão 4X4 custa R$ 136.951, valores estes que realmente estão fora da realidade da grande maioria dos consumidores do Brasil.

Sobre o Dodge Durango:

O Dodge Durango é um utilitário esportivo de porte médio que foi lançado no ano de 1998. O veículo é derivado do Dodge Ram, tendo sua dianteira muito semelhante a este veículo. Por aqui, a Dodge só lançou a Dakota, outro veículo bastante semelhante ao modelo Ram. Entre os concorrentes diretos do Dodge Durango estão: Chevrolet Tahoe, Ford Expedition, Nissan Armada e Toyota Sequoia. Para conhecer mais detalhes sobre o carro, acesse o site www.dodge.com.

Por Adriano Oliveira


Dodge Challenger Hellcat – Características do novo modelo


Quando se pensa em automobilismo naturalmente se pensa em Muscle e quando se pensa em Muscle alguns carros vêm diretamente à nossa cabeça. Muscle são carros grandes, pesados, com linhas agressivas e um motor monstruoso. Entre as principais marcas? Chevrolet Camaro, Ford Mustang e por que não o Dodge Challenger. São carros belos e potentes e arrepiam só pelo ronco grave do motor. A linha Dodge Challenger traz mais uma novidade ao mercado, o Dodge Challenger Hellcat, desenvolvido para concorrer diretamente com o Mustang GT500.

O Challenger Hellcat vem com um motor V8 de 6.2 litros, capaz de gerar para o carro uma potência de 717 cavalos. O carro é capaz de fazer curvas em alta velocidade (diferente dos seus concorrentes). É claro que isso dependerá tanto da habilidade do motorista quanto dos novíssimos aparatos tecnológicos de controle eletrônico de estabilidade. A potência do motor é gerada para as rodas traseiras. O carro é um sonho! E um sonho mais financeiramente acessível do que seu concorrente direto: o Mustang Shelby GT500 2014.

Há nesse modelo novo uma clara inspiração no passado da marca. Algumas linhas remetem claramente os modelos de 1970 e 1971, com destaque para o detalhe da grade dividida. O painel conta com molduras cromadas, dois relógios grandes e uma série de botões que colocam às mãos do condutor toda a tecnologia que o carro é capaz de oferecer.

As versões V6 e V8 contam com duas opções de câmbio: uma automática com oito marchas e uma manual com 6. O V6 tem aproximadamente metade da potência do V8 e ainda assim é um carro veloz com resposta rápida. Como a tração é traseira é recomendado um pouco mais de cuidado nas curvas. Pisar com a direção um pouco virada poderá fazer a traseira do carro chicotear. Isso não é um problema de maneira alguma, é uma característica tipicamente encontrada em carros desse tipo.

Por Nosf

Dodge Challenger Hellcat

Dodge Challenger Hellcat

Dodge Challenger Hellcat

Dodge Challenger Hellcat

Fotos: Divulgação


Dodge Viper SRT 2015 – Lançamento de novas versões mais potentes


Antes de falarmos do Viper SRT 2015 vejamos um dado interessante. Curiosamente a Chrysler decidiu, por estratégia ou por mera vontade, retirar o nome Dodge de uma geração do Viper. Nada de anormal até aí. O problema aparece exatamente quando o modelo não registra um bom número de vendas no mercado norte-americano. A disparidade fica ainda mais evidente quando se compara com os números que foram conseguidos pelo Corvette.

Talvez pensando em de certa forma esquecer esse pequeno acidente de percurso a marca resolveu trazer para linha 2015 do modelo o nome “Dodge Viper”. A nova linha do carrão foi anunciada recentemente e traz novidades além de ter ficado mais potente e contar com mais tipos de versões presentes no catálogo.

Detalhes do carro:

É com um motor V10 de 8.4 litros que o Dodge Viper SRT 2015 chega ao mercado. O modelo em questão tem potencial para gerar 645 cv de potência. Em comparação com a linha anterior é um aumento de 5 cavalos. Por fim, o torque é de 82,8 kgfm.

O Dodge Viper SRT 2015 conta também com um câmbio manual de seis velocidades. Essa parte do carro foi um pouco mais trabalhada. A sexta marcha, por exemplo, é mais longa. Outro detalhe que agradará os compradores é que o carro agora está mais econômico. De acordo com as informações divulgadas por litro o SRT 2015 deverá fazer em média 8,5 km. De novo, comparando com a versão anterior é meio quilometro a mais que o antigo.

Como citado anteriormente há as versões. Agora o Viper conta com o modelo GT que tem como principal objetivo achar uma posição bastante confortável entre a versão de entrada e a GTS. A diferenciação do modelo em relação a variante convencional se dá exatamente pelos itens de séries que foram adicionados. Como exemplo destes podemos citar a suspensão ajustável e o cinco modos para o controle de estabilidade. Vale ressaltar que ambos os itens se fazem presente na versão GTS.

No interior o carro recebeu um acabamento em couro Nappa e em Alcântara. Um detalhe é costura diferenciada.

E tem mais novidades em relação ao Dodge Viper SRT. Agora estamos nos referindo ao modelo batizado de TA 2.0 Special Edition. Esse carro teve como base o SRT Time Attack. O que o modelo apresenta é tudo de bom como os freios Brembo, pneus Pirelli P Zero Corsa para as rodas Sidewinder II e um aerofólio traseiro maior dentre diversas outras coisas dignas de nota.

Continue acompanhando nossas publicações e confira mais novidades sobre outras versões e novos lançamentos.

Por Denisson Soares

Dodge Viper SRT 2015

Dodge Viper SRT 2015

Fotos: Divulgação


Dodge Charger SRT Hellcat – Novo modelo sedan mais potente e rápido do mundo


A Dodge nos últimos tempos está mostrando que tem mesmo vontade de surpreender com seus lançamentos. Um dos mais falados foi o Challenger SRT Hellcat. E como a marca não quis parar por aí mostrou que tem potencial para mais ao lançar de forma oficial o novo Dodge Charger SRT Hellcat. Como é sugestivo até no nome do modelo, o carro é a versão mais esportista que se encontra disponível na linha.

De  acordo com as informações da marca norte-americana, o nova variante presente no modelo faz com que ele seja o sedan mais potente e rápido do mundo.

Vejamos então o que o Hellcat tem.

Primeiro o motor, é um HEMI V8 de 6.2 litros. O bloco aí tem capacidade para entregar nada mais nada menos do que 716 cavalos de potência. Isso a 6.000 rpm e 89,8 kgfm de torque. E uma observação: a 4.000 rotações. Com isso o motor de oito cilindros acabou sendo o mais potente já fabricado até então pelo grupo Chrysler. Por sinal, esse título pertencia ao motor que equipava o Challenger top de linha.

Para melhorar ainda mais o cenário o Hellcat ainda conta com transmissão automática TorqueFlite 8HP90sendo oito velocidades.

Juntando tudo isso, o carro consegue ir de 0 a 100km/h em 3,8 segundos. A velocidade máxima atingida pelo carro é de 328 km/h.

E para quem pensa que é só isso fica o aviso: tem muito mais. Entre os diversos itens que podemos destacar vamos encontrar os freios Brembo no esportivo. O sistema conta com seis pistões e discos de 390 milímetros nas rodas dianteiras. Como curiosidade vale ressaltar que esse é o maior pacote de freios que a Chrysler já disponibilizou para seus modelos.

Como o SRT Hellcat o novo modelo também tem duas chaves sendo uma preta que tem como função limitar o motorista para uma direção com o desempenho um pouco mais reduzido e a vermelha que entrega ao condutor toda a potência e torque que o motor do modelo é capaz de dar.

A previsão é que o Dodge Charger SRT Hellcat tenha sua produção iniciada apenas no primeiro semestre de 2015. Já os preços serão anunciados quando os lançamentos estiverem próximos.

Por Denisson Soares

Dodge Charger SRT Hellcat

Dodge Charger SRT Hellcat

Dodge Charger SRT Hellcat

Fotos: Divulgação


Dodge Journey Crossroad – Edição especial do modelo será lançada no Brasil


A Dodge lançará até o fim deste mês no mercado brasileiro a edição especial Crossroad do Journey. O SUV, em sua versão limitada, tem um apelo mais esportivo e traz alguns itens estéticos exclusivos. O Dodge Journey Crossroad terá no Brasil apenas 140 unidades, com preço sugerido de R$ 137.900.

Visualmente, o utilitário da Dodge em sua versão especial conta com grade frontal pintada na cor preta, para-choque dianteiro e traseiro dotado de uma espécie de quebra-mato e saias laterais, ambas na cor prateada, máscaras negras nas lanternas e nos faróis, rack de teto, além das rodas de liga leve de 19 polegadas com desenho diferenciado e pintadas de preto.

No interior, o diferencial do crossover esportivo fica por conta do novo revestimento dos bancos em couro preto e com costura contrastante em cinza, bem como os detalhes em grafite no painel.

No quesito itens de série, o Journey Crossroad segue o mesmo padrão do topo de linha R/T. Portanto, o carro vem equipado com seis airbags com dez pontos de proteção, freios ABS com EBD, controle eletrônico de tração e estabilidade, ar condicionado com três zonas de atuação, bancos dianteiros elétricos e com sistema de aquecimento, assentos de elevação embutidos na segunda fileira, computador de bordo programável com bússola digital, sistema de acesso ao veículo e partida keyless, teto solar elétrico, sistema de entretenimento traseiro com tela de LCD de 10 polegadas e com leitor de DVD, além do sistema multimídia Uconnect situada no console central, dotada de tela touchscreen de 8,4 polegadas que abrange diversas funções do veículo, como o sistema de navegação via satélite (GPS) integrado, Bluetooth, comando de voz e o sistema de som premium com seis alto-falantes, subwoofer e amplificador.

Sob o capô, o Journey Crossroad conta com o já conhecido motor Pentastar 3.6 V6, capaz de entregar 280 cv e torque de 34,8 kgfm. Dotado de tração dianteira, trabalhando em conjunto com o bloco V6 está uma transmissão automática de seis velocidades, com opção de trocas pelo comando sequencial AutoStick na manopla do câmbio. 

Por Caio Polo

Dodge Journey Crossroad

Dodge Journey Crossroad

Dodge Journey Crossroad

Dodge Journey Crossroad

Fotos: Divulgação


Dodge Journey R/T – Novo modelo com tração integral lançado no Brasil


A Dodge passa a oferecer no mercado brasileiro uma nova configuração do utilitário esportivo Journey: a R/T dotada de tração integral. Oferecida anteriormente apenas com tração dianteira, a nova versão do Journey R/T com tração integral é R$ 5 mil mais cara que a versão R/T com tração dianteira e chega ao Brasil com preço sugerido de R$ 129.900.

Visualmente, o utilitário esportivo não possui nenhuma alteração estética em relação às versões SXT (R$ 112.900) e R/T (R$ 121.900).

Com relação aos equipamentos de série, o Dodge Journey R/T com tração integral traz entre os principais itens o sistema de som com seis alto-falantes com subwoofer, teto solar elétrico, bancos com revestimento em couro, bancos dianteiros aquecidos, ar condicionado digital com três zonas, rodas de liga leve de 19 polegadas, sistema de entretenimento traseiro com tela de LCD de 10 polegadas e sistema multimídia UConnect com touchscreen de 8,4 polegadas que abrange diversas funções como o sistema de navegação via satélite, conexão Bluetooth, comando de voz e que ainda exibe as imagens da câmera de segurança para manobras em marcha ré.

No quesito segurança, assim como o modelo R/T com tração dianteira, o Journey R/T com tração integral dispõe de freios a disco nas quatro rodas com ABS, controle eletrônico de tração e de estabilidade, sistema de frenagem de emergência, bancos infantis integrados para a segunda fileira de assentos, além dos airbags dianteiros de múltiplos estágios, airbags suplementareis nos bancos dianteiros, airbags laterais e do tipo cortina dianteiros e traseiros.

Mecanicamente não houve mudanças e, portanto, o Journey R/T com tração integral vem com o motor Pentastar 3.6 V6 com 280 cv e torque de 34,9 kgfm, que trabalha em conjunto com uma transmissão automática de seis velocidades.

Com previsão de entrega das primeiras unidades para o mês de outubro, as concessionárias da Dodge já aceitam reservas para quem se interessar pelo Jourrney R/T com tração integral. 

Por Caio Polo

Dodge Journey R/T

Foto: Divulgação


Dodge Challenger SRT Hellcat – Novo modelo com 717 cv de potência


Que tal conhecer as novas características do modelo Challenger SRT Hellcat, lançado pela Dodge? Durante um tempo, as novidades forram guardadas a sete chaves, mas a marca já apresentou as novas especificações do novo carro para o mercado. O Challenger SRT Hellcat conta com nada menos que 717 cv de potência. Além disso, este carro pode ser facilmente considerado o modelo mais forte já produzido pela marca.

Toda a força presente neste carro é devido ao motor HEMI Hellcat que contempla um total de 6,2 litros de compressor. Ele possui a capacidade de produzir 717 cv de potência e um total de 89,8 Kgfm de torque. O novo carro é conhecido como o muscle car de série mais potente já lançado. Todas as características remetem a isso, não acha?

Entre outros destaques do Challenger SRT Hellcat, o propulsor foi novamente reformulado, para ser considerado o melhor, ou seja, para que tenha uma tecnologia moderna e estilosa para atender a todos os gostos do público exigente. Para você ficar por dentro, o câmbio automático TorqueFlite tem um total de 8 marchas e o interior foi fabricado tendo por base a inspiração no clássico Challenger 1971. Desta forma, o novo Dodge chega reformulado ao mercado com um design autêntico e uma tecnologia diferenciada.

Entre outras novidades para o novo modelo, destaca-se à transmissão, que também pode ser encontrada em uma versão que abrange uma caixa manual de seis marchas, da Tremec, que também é a responsável por equipar o Dodge Viper. Outro destaque é que o Dodge conta com duas chaves distintas: uma preta, que tem a finalidade de limitar a potência em até 500cn, e uma outra chave na cor vermelha, que tem a função de liberar os 717 cv presentes no Dodge.

Portanto, o novo Dodge, o modelo Challenger SRT Hellcat, chega ao mercado com novas especificações, mas mantendo a famosa tecnologia já conhecida. Gostou das novidades?

Por Babi

Dodge Challenger SRT Hellcat

Foto: Divulgação


Dodge Challenger 2015 – Versões SRT e Hellcat


Além do visual renovado, o esportivo da Dodge ganhou alguns adereços estéticos para deixá-lo mais agressivo. Contudo, o que impressiona são os motores reformulados para garantir mais potência, o que inclui o V8 mais potente da história do Grupo Chrysler.

O bloco HEMI V8, que equipa o Challenger 2015 SRT, passa a oferecer 492 cv potência, 15 cv a mais que a linha anterior que gerava 477 cv de potência máxima. No entanto, o motor V8 mais potente do Grupo é o que equipa a configuração apimentada Hellcat, que traz sob o capô o motor 6.2 HEMI capaz de entregar 608 cv. Tanto o SRT quanto o Hellcat podem vir equipados com câmbio manual de seis marchas ou transmissão automática de oito velocidades.

Além dos motores melhorados, os esportivos contam com novidades importantes para deixar os veículos mais ágeis e dinâmicos. Uma das novidades é adoção do sistema Drive Modes, que disponibiliza quatro modos de condução, sendo que uma delas é totalmente personalizada pelo motorista. Outra novidade são as duas chaves de ignição para liberar ou controlar toda a força do motor Hellcat, sendo que a vermelha libera toda a força, enquanto que a preta limita. Por fim, os modelos passam a dispor de rodas de alumínio de 20 polegadas, sendo que a versão SRT vem calçadas com pneus 245/45ZR20 e a configuração SRT Hellcat com pneus 275/40ZR20.

No interior, o Dodge Challenger 2015 apresenta o painel completamente alterado, dotado de novos materiais para fazer o revestimento e formas voltadas para o condutor. Segundo a Dodge, o console central é levemente voltado ao motorista, sendo uma preferência dos entusiastas de coupés de alta performance. Para completar, os modelos possuem volante multifuncional esportivo com detalhes em alumínio, sistema de entretenimento Uconnect com tela touchscreen de 8,4 polegadas que abrange diversas funções do carro, além de uma nova tela TFT de 7 polegadas personalizável que substitui o painel de instrumentos convencionais, repleto de informações dignas de uma carro esportivo.

Por Caio Polo

Dodge Challenger 2015

Foto: Divulgação


Dodge Charger e Challenger serão apresentados no Salão do Automóvel de São Paulo


A Dodge está celebrando o seu centenário neste ano e aproveitou para atualizar novamente seus modelos mais icônicos: o Charger e o Challenger. A dupla foi apresentada durante o Salão de Nova York e já são carros confirmados para o estande da marca norte-americana no Salão do Automóvel de São Paulo, que será realizado em outubro.

O Charger passou por tantas alterações estéticas que são muito semelhantes ao sedan menor da marca, o Dart. A dianteira foi o que mais mudou, já que agora o modelo traz uma grade mais larga e estreita que se integra aos novos faróis, que também passaram por modificações e ganharam molduras de LEDs. De fato o carro ficou mais agressivo, principalmente pela utilização dos LEDs, que marcam presença nos faróis de neblina e na nova lanterna traseira que mantém o mesmo padrão da geração anterior e que está presente no Dart.

De modo geral, o conjunto óptico ficou mais estreito, alongado e o visual ficou mais harmônico com os traços do veículo, contudo, os apreciadores dos tradicionais Muscle Cars podem ficar com um pé atrás com as alterações.

Mecanicamente, o novo Dodge Charger pode vir equipado com o motor Pentastar 3.6 V6 capaz de entregar 296 cv e torque de 36 kgfm, ou ainda com o bloco V8 5.7 de 375 cv e 54,6 kgfm de torque. Trabalhando em conjunto com ambos os motores está uma transmissão automática de oito velocidades. De acordo com a Dodge, o propulsor V6 e o novo câmbio TorqueFlite fizeram do Charger um carro mais eficiente e econômico.

Diferente do Charger, o Dodge Challenger ainda mantém as linhas originais, com leves retoques pontuais para deixar o coupé moderno. Neste caso, o Muscle Car passa a contar com luzes diurnas de posição compostas por LEDs, nova grade dianteira e para-choques remodelados. As lanternas traseiras também passam a trazer luzes compostas por LEDs, que dão uma aparência retrô e muito interessante ao Challenger.

Porém, as maiores novidades estão sob o capô do modelo, já que o departamento de engenharia da Dodge realizou melhorias no motor V8 6.4 Hemi, que entrega 492 cv e 65,7 kgfm de torque. Acoplado ao bloco V8 está a mesma transmissão automática de oito marchas que equipa o Charger, no entanto, a marca manteve o câmbio manual de seis marchas para a versão de entrada do Challenger.

Tanto o Dodge Charger quanto o Challenger estrearão no Brasil durante o Salão do Automóvel de São Paulo, com início das vendas previstas para o mês de outubro. Os preços ainda não foram confirmados, mas espera que os modelos da Dodge cheguem na casa dos R$ 210 mil, mesma faixa de preços do Mustang e do Camaro.

Por Caio Polo

Dodge Charger e Challenger

Foto: Divulgação


Chrysler reduz preços do Dodge Durango para mercado nacional


Se você estava esperando uma redução nos preços do Dodge Durango para comprar o seu utilitário esportivo, a hora é agora, pois a Chrysler resolveu fazer um bom corte nos valores cobrados no mercado nacional para quem deseja adquirir o veículo originário dos Estados Unidos.

A versão top de linha do modelo, o Dodge Durango Citadel, teve o preço reduzido de R$ 199.000,00 para R$ 184.900,00, um desconto nada mal de R$ 14.100,00. Essa versão do SUV traz rodas de alumínio aro 20 cromadas, teto solar elétrico, bancos dianteiros com sistema de ventilação e aquecimento e sistema de entretenimento traseiro, com DVD e display de 10 polegadas, entre os diferenciais. Há ainda rádio MYGIG com tela de 6.5 polegadas e HD de 30 GB, tração integral e piloto automático.

Já a versão de entrada, Dodge Durango Crew, teve uma redução de preço ainda maior, chegando à casa dos R$ 20.000,00, passando de R$ 179.900,00 para R$ 159.900,00. Nessa opção, o veículo vem com rodas de alumínio de 18 polegadas, câmera traseira de estacionamento, ar condicionado digital, sistema de som premium com nove alto-falantes e subwoofer, volante multifuncional, controles de estabilidade e tração e sistema de monitoramento dos pneus, entre outros itens.

As duas versões do Dodge Durango comercializadas no Brasil têm em comum ainda vários outros itens de série, como o sistema Bluetooth Uconnect com comando de voz, porta USB remota, faróis de neblina dianteiros, controle anticapotamento, airbags de múltiplos estágios para os passageiros da frente e o sistema de entrada e partida sem chaves “Keyless Enter N'Go”. A capacidade é de sete passageiros e o porta-malas leva 487 litros de bagagens.

Em ambos os casos, a parte mecânica é a mesma, com as duas versões trazendo sob o capô o motor Pentastar V6 de 3.6 litros, capaz de desenvolver 286 cavalos de potência e 35 kgfm de torque, gerenciado pela transmissão automática de seis velocidades.

Por André Gonçalves

Foto: divulgação


Dodge Journey Crossroad será lançado no Brasil em 2014


Atração da Dodge no Salão de Chicago, o Journey Crossroad tem lançamento no Brasil confirmado para a metade do segundo semestre, como uma das atrações da marca para o Salão do Automóvel de São Paulo. Posicionado entre as versões SXT e Limited, a configuração Crossroad se destaca pelo apelo aventureiro.

Com apelo off-road, esteticamente o Journey Crossroad conta com novos para-choques dianteiros e traseiro, com detalhe que simula um quebra-mato na cor prata, soleiras nas portas, lanternas e faróis escurecidos, rack de teto, além de novas rodas de 19 polegadas pintada nas cores platina e cromo.

As mudanças no interior foram bem sutis, limitadas aos bancos com revestimento em couro preto com costuras em grafite, comandos no console e revestimento da alavanca de câmbio na cor grafite, enquanto que nas demais versões tais peças são prateadas, além do sistema de entretenimento Uconnect com tela touchscreen de 8,4 polegadas. Entre os itens de série estão os seis airbags, controle eletrônico de estabilidade (ESC), sistema de ar condicionado automático três zonas, sistema de navegação via satélite (GPS) integrado à central de entretenimento, bem como os bancos dianteiros elétricos e aquecidos. A versão R/T traz ainda teto solar e tela de 10 polegadas na parte traseira com leitor de DVD, dois fones de ouvido sem fio e controle remoto, além de outros equipamentos.

Mecanicamente, a Dodge irá disponibilizar duas opções de motorização ao Journey Crossroad, podendo ser equipada com bloco quatro cilindros 2.4 de 173 cv, ou ainda com o propulsor 3.6 V6 Pentastar com 283 cv. Ambas as configurações contam com transmissão automática de seis velocidades, enquanto a tração integral será oferecida opcionalmente. Como no Brasil o motor quatro cilindros fica restrito ao irmão gêmeo Fiat Freemont, o Crossroad deverá chegar por aqui apenas com o bloco V6 Pentastar.

Nos Estados Unidos o Dodge Journey Crossroad será oferecido com preços a partir de US$ 24.995 (cerca de R$ 60 mil). 

Por Caio Polo

Dodge Journey Crossroad

Foto: Divulgação