CRLVe – Documento do carro na versão digital


O CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) também será disponibilizado de maneira digital para todos os usuários até a data limite de 31 de dezembro de 2018.

No dia 27 de Agosto de 2018 o Ministério das Cidades apresentou mais uma nova tecnologia com o intuito de integrar e agilizar a portabilidade de documentos dos automóveis, o CRLVe. Com isso, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) determinou para todos os Detrans em território nacional que o nosso velho conhecido CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo) também seja disponibilizado de maneira digital para todos seus usuários até a data limite de 31 de Dezembro de 2018.

A novidade acompanha a já presente CNHe (Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica), o primeiro Detran a disponibilizar a tecnologia é do Distrito Federal e a expectativa é que os demais passem a adotar o novo meio eletrônico nos próximos meses.

Além da facilidade e portabilidade do uso do documento, destaca-se também a segurança e a veracidade das informações contidas nele através da tecnologia do QR Code, permitindo a checagem imediata do documento por fontes fiscalizadoras.

O acesso pode ser feito pelo próprio aplicativo da CNHe (Carteira Digital da Habilitação), se o usuário não tiver seu app atualizado, ele pode fazer o download através das novas versões disponibilizados tanto na App Store como também no Google Play.

O cadastro para visualização do documento é simples bastando informar o número do Renavam inscrito no documento e seu código de segurança.

Para aqueles que desejam obter uma cópia de segurança, existe a possibilidade de fazer download do documento em formato PDF com sua assinatura digital (necessitando também de um certificado digital para isto). Esta cópia funciona da mesma maneira que uma cópia autenticada e tem a vantagem de não requerer uma conexão de Internet para seu uso e visualização.

Principais Vantagens da CRLVe

Interessou-se pelo novo documento? Abaixo selecionamos algumas informações adicionais que podem lhe ser úteis sobre esta nova tecnologia:

1. Qual é custo do novo documento?

Isso dependerá da determinação de cada Detran em seu respectivo estado, não existe uma regra ou preço mínimo, mesmo que a disponibilização da CRLVe seja gratuita, qualquer usuário irá continuar pagando todas as taxas normais para o licenciamento do veículo.

2. Adotar o CRLVe traz quais benefícios?

O principal dele é a agilidade na fiscalização de todas as autoridades no país, atestando a autenticidade do documento pelo sistema QR Code e a possibilidade de resguardar o documento físico em local seguro, protegido de furtos e perdas.

3. Alguma coisa irá mudar no licenciamento do veículo?

Nos custos e taxas nada mudam, porém para obter o documento digital é necessário quitar todos os débitos relacionados ao veículo que irá licenciar, da mesma forma que o licenciamento convencional para obter o documento físico.

4. E quem possui mais de um veículo?

O aplicativo disponibilizado para leitura e visualização do CRLVe permite a inscrição de várias CRLVe(s) relacionadas a outros veículos, para isto é sempre importante informar os códigos Renavam e os códigos de segurança de cada veículo no ato do cadastro.

5. O CRLVe irá mostra o histórico do veículo ou do motorista?

Nesta primeira versão não. O CRLVe digital só esta apresentando o ano em que o veículo foi licenciado, porém nada impede que versões futuras possibilitem cruzar dados e informar qualquer tipo de irregularidade com o veículo ou mesmo o proprietário.

6. O CRLVe só funciona pela Internet?

Não, o acesso é requerido em um primeiro momento para uso do aplicativo e identificação do documento, depois desta etapa ele fica armazenado no dispositivo que foi utilizado para o cadastro, possibilitando sua visualização sem uma conexão de internet.

7. Qualquer pessoa pode obter o CRLVe?

Nesta primeira versão não, o CRLVe está diretamente atrelado ao número de celular, informado pelo usuário no momento do cadastro, porém o Governo promete disponibilizar uma futura versão aonde diversos usuários podem compartilhar um mesmo documento digital.

Por Carlos B.

CRLVe


CRLV pode ganhar Versão Digital


Medida do Contran determina que órgão de trânsito ofereça versão digital do documento do carro até 2019.

Uma medida do Contran determina que até o ano de 2019 todos os órgãos de trânsito deverão oferecer a versão digital do CRLV – Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo. Este prazo servirá para que todo o sistema seja programado e passe para os testes necessários e também para que os proprietários de veículos possam ir se adaptando à nova realidade, pois a tecnologia está cada vez mais presente na vida de todos e esta é uma ótima forma de agilizar os processos e facilitar o controle por parte dos órgãos competentes.

Todos os órgãos de trânsito deverão começar a modernização já a partir dos próximos meses, para que consigam cumprir o prazo e oferecer uma versão eletrônica do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo até 2019, inclusive a medida foi publicada nesta última quarta-feira (13), no Diário Oficial da União, ou seja, é uma decisão que não tem volta e se hoje o documento obrigatório a todos os motoristas está disponível apenas na versão em papel, muito em breve já começa a ser oferecido pelos meios digitais. A princípio, isto pode parecer que é apenas para facilitar a vida do condutor, mas na prática estará acabando com boa parte da burocracia que existe em relação à CRLV.

O próprio ministério das Cidades informou que esta é uma medida que vai facilitar a vida dos condutores, porém, se antes eles precisavam portar o CRLV sempre que saiam de casa com seu veículo, agora terão que mostrar o documento quando solicitado por autoridades do trânsito, seja no tablet ou smartphone. Isto já vem acontecendo com a Carteira Nacional de Habilitação, que já começa a ser digital em algumas regiões do Brasil.

O processo é lento no princípio porque a questão da segurança não pode ser comprometida e é preciso um tempo para que todos os órgãos possam ir se adequando, mas segue tendo grande sucesso. Porém, conforme resolução do Conselho Nacional de Trânsito, todos os órgãos de trânsito precisam aguardar a publicação da regra que regulamenta o documento digital, para só depois providenciar as mudanças no sistema.

Atualmente no Brasil todos os motoristas precisam ter em mãos a carteira de habilitação e a CRLV quando estão conduzindo o veículo, seja em uma viagem ou mesmo dentro da cidade. Se um agente de trânsito abordar o condutor e este não tiver a CRLV, irá ganhar 3 pontos na carteira de motorista e mais uma multa no valor de R$ 88,38. Na Câmara existe um projeto de lei em tramitação que visa acabar com a obrigatoriedade de ter estes documentos em mãos, só que este é um assunto polêmico, que tem gerado muita discussão e para entrar em vigor precisaria passar pelo Plenário da Casa, depois passar pelo Senado e finalmente ter a sanção do presidente Michel Temer.

A previsão é que os órgãos de trânsito consigam adaptar todo o sistema para trabalhar com a versão digital do CRLV até o final do próximo ano e assim ele já poderia ser utilizado pela população em 2019. O projeto chamado de CRLVe deve ser implantado no máximo até 31 de dezembro de 2018, se não houver atrasos. A CNH-e, que é a Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica, encontra-se em um estágio mais avançado, sendo que o processo desta começou no último mês de agosto e estará valendo a partir de janeiro do ano que vem, sendo que há uma versão de demonstração para quem quiser conferir, disponível para smartphones com o sistema operacional iOS e também Android.

Em relação às taxas que podem ser aplicadas a versão digital do CRLV, o Denatran informou que isto vai depender exclusivamente dos órgãos de trânsito, como já vem sendo feito em relação à CNH-e.

Por Russel


CRV e CRLV – Diferenças e características dos certificados


De acordo com o Artigo 121 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) existem dois tipos de certificados em terras nacionais. CRV e CRLV consistem em documentos importantes para motoristas terem os dados nas mãos quando solicitados por órgão de autuação, como os policiais em batidas no trânsito, por exemplo.

O CRV (Certificado de Registro do Veículo) é um documento cujo porte não precisa ser obrigatório. Porém, proprietários devem guardar em local seguro, visto que o mesmo deve ser usado para a transferência da propriedade no caso de venda do automotivo. Também serve no sentido de mudar o endereço ou qualquer alteração que acontece no carro.

Não se pode ignorar o fato de que tal documento traz as características que existem no veículo, caso da cor ou do tipo, por exemplo. Há informações como o RENAVAM (Registro Nacional de Licenciamento do Veículo), composto de nove dígitos e que serve como código para levantar prontuário e saber se existem multas, pagamento do IPVA, DPVAT, CONTROLAR, entre outros tipos de impostos ou obrigações fiscais. Número de chassi, placa e cor do carro também são informações presentes no CRV.

Qualquer tipo de mudança no veículo requer autorização prévia do DETRAN, que caso aprove modifica as características registradas no documento do CRLV (Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo).  Nele há informações semelhantes ao registro CRV, com a diferença de que é de porte obrigatório.

Guarde com o máximo de segurança o CRV no sentido de não ter problemas quando for vender ou adulterar características do carro, como no caso de mudar a cor na lataria, por exemplo. Deixe no porta-luvas ou dentro da carteira o CRLV, tenha em mãos para consultar o RENAVAM ou entregar às autoridades quando solicitado no trânsito. A não presença do documento pode gerar infração de trânsito e pontos adicionais na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Por Renato Duarte Plantier

CRV e CRLV

Foto: Divulgação